Você está na página 1de 1

Comprimento grandeza de base do SI cuja unidade é o metro

Evolução da Definição do metro

1980 1780 1800 1860 1900 1960 2000 1789-1799: “Revolução francesa” Sistema métrico decimal 1875 :
1980
1780
1800
1860
1900
1960
2000
1789-1799: “Revolução francesa”
Sistema métrico decimal
1875 : “Convention du Mètre”
1960: primeiro
LASER
1887: A. Michelson e o interferómetro
1975: a velocidade da luz no vazio
c 0 = 299 792 458 m/s constante
fundamental e exacta da física.
BIPM; 15ª CGPM, Resolução nº 2
1791: metro é “igual à décima
milionésima parte de um arco
dum meridiano terrestre”
o
1889: A unidade de comprimento é
metro, definido pela “distância,
a
0º, dos eixos de dois traços
médios marcados na barra de
platina iridiada depositada no
BIPM, e declarada Protótipo do
metro”
1960: O metro “é o
comprimento igual a
1 650 763,73
comprimentos de onda no
vácuo da radiação
correspondente à
transição entre os níveis
2p
e 5d , do átomo de
10
5
crípton 86.”
1983: O metro é o
comprimento do trajecto
percorrido pela luz, no
vazio, durante um intervalo
de tempo de 1/299 792 458
do segundo.
BIPM,11ª Conferencia Geral de
Pesos e Medidas (CGPM)
Resolução nº 6
BIPM; 17ª CGPM, Resolução nº1
Protótipos internacional “M”
“Mètre des Archives”
Rotura cientifica
Rotura cientifica e tecnológica

Realização prática do metro através de artefactos ou medidas materializadas.

Interferometria e medição de distâncias

Realização prática do metro através de um comprimento de onda ou frequência de uma radiação eletromagnética.

O metro pode ser realizado: 1) medindo-se o tempo de voo de um impulso de luz; 2) através de técnicas interferométricas; (nas quais a utilização de uma fonte de luz conhecida (laser), com um comprimento de onda estável permite a medição de comprimentos com grande exatidão).

Ondas e Interferência

Interferómetro de Michelson

Espelho fixo

Raios gama Raios X 400 nm Luz visível 700 nm Micro-ondas Ondas de rádio
Raios gama
Raios X
400 nm
Luz visível
700 nm
Micro-ondas
Ondas de rádio
() Comprimento de onda 
()
Comprimento de onda
trajeto fixo LASER Feixe Divisor de feixe transmitido
trajeto
fixo
LASER
Feixe
Divisor de
feixe
transmitido

Distância

percorrida

Feixe Divisor de feixe transmitido Distância percorrida Espelho móvel Se duas ondas em fase interferem produzem
Feixe Divisor de feixe transmitido Distância percorrida Espelho móvel Se duas ondas em fase interferem produzem
Feixe Divisor de feixe transmitido Distância percorrida Espelho móvel Se duas ondas em fase interferem produzem
Feixe Divisor de feixe transmitido Distância percorrida Espelho móvel Se duas ondas em fase interferem produzem

Espelho

móvel

Se duas ondas em fase interferem produzem uma interferência construtiva

em fase interferem produzem uma interferência construtiva Diferença de fase Padrão de franjas. É um

Diferença de fase

Padrão de franjas.

É um interferómetro de espelhos. O feixe de luz (laser) emitido ao atravessar o divisor de feixe é separado em dois e enviado por trajetos diferentes. Após a reflexão em espelhos colocados nos trajetos os feixes são recombinados no divisor, gerando-se um padrão de interferências composto por franjas. Se a distância de um dos trajetos for mantida fixa, quando o outro espelho se afasta de (/2), cada franja desloca-se de uma inter-franja e ocupa o lugar da franja adjacente. Contando o número de franjas, numa dada posição de referência determina-se a distância percorrida pelo espelho móvel.

determina-se a distância percorrida pelo espelho móvel. Se duas ondas com diferença de fase interferem produzem
determina-se a distância percorrida pelo espelho móvel. Se duas ondas com diferença de fase interferem produzem

Se duas ondas com diferença de fase interferem produzem uma interferência com intensidade reduzida e função dessa diferença.

com intensidade reduzida e função dessa diferença. Se duas ondas em oposição de fase interferem produzem
com intensidade reduzida e função dessa diferença. Se duas ondas em oposição de fase interferem produzem

Se duas ondas em oposição de fase interferem produzem uma interferência destrutiva

Interferência: fenómeno que representa a sobreposição de uma ou mais ondas num ponto ou posição de referência.

Espectro

eletromagnético:

é toda a radiação

eletromagnética, e o

que distingue cada

uma das radiações é

o seu comprimento de onda e a sua frequência.

c 0

é o seu comprimento de onda e a sua frequência. c 0 f   M

f

Múltiplos e submúltiplos do metro

femtometro

picometro

nanometro

micrometro

milimetro

metro

quilometro

megametro

EM PORTUGAL

Realização prática do metro

megametro EM PORTUGAL Realização prática do metro O laser He-Ne estabilizado (IPQ3) por absorção molecular

O laser He-Ne estabilizado (IPQ3) por absorção molecular no iodo, é a fonte de luz conhecida e fornece uma frequência óptica (ou comprimento de onda no vazio) estável.

IPQ3: ≈ 632,991 2 nm f (f) = 473 612 353 604 kHz

Este laser é usado no IPQ como padrão de referência para medições interferométricas de comprimento e calibrações de outros lasers por comparação, utilizando o método de batimento de frequência, disseminando assim a unidade.

de batimento de frequência, disseminando assim a unidade. Decreto Lei nº 128/2010 de 3 de Dezembro

Decreto Lei nº 128/2010 de 3 de Dezembro

gigametro

terametro

petametro

10 -15 10 -12 10 -9 10 -6 10 -3 10 0 10 3 10
10 -15
10 -12
10 -9
10 -6
10 -3
10 0
10 3
10 6
10 9
10 12
10 15
10 -9 10 -6 10 -3 10 0 10 3 10 6 10 9 10 12

núcleo do átomo

Referencias

10 3 10 6 10 9 10 12 10 15 núcleo do átomo Referencias diâmetro do

diâmetro do átomo

12 10 15 núcleo do átomo Referencias diâmetro do átomo futeboleno glóbulo vermelho formiga Homem montanha

futeboleno

núcleo do átomo Referencias diâmetro do átomo futeboleno glóbulo vermelho formiga Homem montanha diâmetro da terra

glóbulo vermelho

Referencias diâmetro do átomo futeboleno glóbulo vermelho formiga Homem montanha diâmetro da terra diâmetro de

formiga

diâmetro do átomo futeboleno glóbulo vermelho formiga Homem montanha diâmetro da terra diâmetro de Júpiter

Homem

do átomo futeboleno glóbulo vermelho formiga Homem montanha diâmetro da terra diâmetro de Júpiter distância

montanha

átomo futeboleno glóbulo vermelho formiga Homem montanha diâmetro da terra diâmetro de Júpiter distância do sol

diâmetro da terra

glóbulo vermelho formiga Homem montanha diâmetro da terra diâmetro de Júpiter distância do sol aos planetas

diâmetro de Júpiter

Homem montanha diâmetro da terra diâmetro de Júpiter distância do sol aos planetas do sistema solar

distância do sol aos planetas do sistema solar

F. Saraiva, L. Eusébio, S. Gentil, E. Filipe, O Laser na realização prática da definição do metro, Gazeta da Física, Vol. 34 N.1, Sociedade Portuguesa de Física, SPF (2011), disponibilizado em www.gazetadefisica.spf.pt

IPQ |

2013

WWW.IPQ.PT