Você está na página 1de 4

Localizar um entroncamento numa estrada

Está prevista uma estrada, com um traçado rectilíneo. Nesta estrada é necessário
construir um entroncamento, E, que servirá de ligação, através de outras duas estradas
de traçado recto, a duas vilas, a Vila Nova , N, e a Vila Velha, V.

a) De acordo com os dados onde se deve situar esse entroncamento de forma a


minimizarem-se os custos de construção?

b) Investigue outras possibilidades de construir duas estradas de forma a ligar as duas


vilas e estas à estrada principal ( cinzento na figura) e confronte-a com a sugerida na
figura.
NÍVEL: ENSINO BÁSICO.

Imagine-se que a estrada [AB] é um espelho. Considere-se a imagem de Vila Nova ( N )


projectada em N´.
Os triângulos [ANE] E [A N’E] são iguais.
Unindo N’ a V obtemos o segmento de recta [N’V] cujo comprimento é igual à soma dos
comprimentos das estradas [NE] e [EV].
Ao determinar a intersecção de [N’E] com [AB] encontramos o ponto E , local correcto para a
localização do entroncamento das estradas.
1
Geometricamente determinamos que AE = AB ou seja
3

E
B
A

V
Nível: 10º Ano- Geometria

Considere-se a estrada como o perfil de um espelho e nele projectada a imagem de N, N’.


Os triângulos [ANE] E [A N’E] são iguais.
Unindo N’ a V obtemos o segmento de recta [N’V] cujo comprimento é igual à soma dos
comprimentos das estradas [NE] e [EV].
Ao determinar a intersecção de [N’E] com [AB] encontramos o ponto E , local correcto para a
localização do entroncamento das estradas.

Localize-se a estrada num referencial ortornormado. Assim as coordenadas dos pontos serão:
A (0,0),B ( 4,0), N ( O, -1 ), V( 4,-2), N’ ( 0,4)

Determine-se a equação reduzida da recta N’V e da recta OX

3
y= − x+4 ∧ y=0
4

A intersecção destas rectas dará as coordenadas do ponto E, local do entroncamento.

4
Ou seja E ( ,1 )
3

4
Assim, tendo a estrada 4 metros o local do entroncamento deverá ser construído a metros ou
3
1,3 metros, aproximadamente, do ponto A da estrada.
Nível do 10º e 11º ano – Funções irracionais.

x E 4-
A B

2
N

V
Seja x = AE

O custo da estrada será dado pela soma do custo de cada uma das estradas, que depende do
cumprimento destas. Sendo C o comprimento da estrada,
C= NE + EV

Sendo x = AE então EB = 4 − x

Pelo Teorema de Pitágoras NE = x2 +1 e EV = x 2 − 8 x + 20

Em função de x , o comprimento das estradas será C (x ) = x2 +1 + x 2 − 8 x + 20

Usando a calculadora gráfica ou o Wolfram Alpha e determinando o Mínimo da função C(x)


obtemos :
Nível 12º ano – Estudo analítico de uma função

Seja C(x) = ((x^2+1)^(1/2))+((x^2-8x+20)^(1/2)) em que C é comprimento da estrada e x a


distância de A a E.

x 2x − 8
C’(x) = +
x2 +1 2 x 2 − 8 x + 20

Determinando os zeros de C’(x)

x 2x − 8 x 2 + 1x + x 2 − 8 x + 20 x − 4 x 2 + 1 4
+ =0 ⇔ =0⇔ x=
x2 +1 2 x 2 − 8 x + 20 x 2 + 1 x 2 − 8 x + 20 3

O quadro de sinais

0 4/3 4
C’ - 0 +
C min

4
Ou seja o mínimo é 5 para x =
3