Você está na página 1de 33

The Winds Of Winter

Tradução:AnaPaulaLopez

Arianne I

NamanhãemqueelapartiudosJardinsdeÁguas,seupaiselevantoudesua cadeiraparabeijá­laemambasasbochechas.“OdestinodeDornepartecomvocê,filha”ele disse, conforme pressionava o pergaminho em sua mão “Vá rapidamente, vá segura, seja meusolhos,ouvidosevoz mas,principalmente,cuide­se.” “Euvou,pai.”Elanãoderramouumalágrima.ArianneMartelleraaprincesade Dorneedornesesnãodesperdiçavamáguafacilmente.Entretanto,elaquasecedeu.Nãofora osbeijosdeseupai,nemsuaspalavrasroucasquefizeramseusolhoslacrimejarem,maso esforçoqueopôsdepé,comsuaspernastremendosobreele,suasjuntasinchadaspelagota. Ficarempéeraumademonstraçãodeamor,eraumatodefé. Eleacreditaemmim.Nãovoudecepcioná­lo. Sete pessoas partiram juntosemsetegaranhõesdorneses.Umgrupomenor viaja mais rápido que um grande, mas a herdeira de Dorne não cavalga sozinha. De GraçadivinaveiooSorDaemonSand,obastardo;antesescudeirodoPríncipeOberyn,agorao escudojuramentadodeArianne.DeLançassolarvieramdoisjovensousadoscavaleiros,Joss HoodeGaribaldShells,paradarsuasespadasàsdele.DeJardinsdeÁgua,setecorvoseum jovemaltoparacuidardeles.SeunomeeraNate,mastinhapassadotantotempocuidandode aves que todos o chamavam de Penas. E, como uma princesa deve ter mulheres para acompanhá­la,suacompaniaincluíaabonitaJayneLadybrighteaselvagemEliaSand,uma donzeladequatorzeanos. Eles seguiram paraonortepelonordeste,atravésdasterrassecas,planícies ressecadaseareiaspálidasemdireçãoàMonteEspírito,sededaCasaToland,ondeonavio queoslevariaatravésdoMardeDorneesperava­os.“Mandeumcorvoemqualquermomento quetenhanotícias,”PríncipeDorandisse“massóreporteoquevocêsouberqueéveridico. Nósestamosnoescuroaqui,cercadosderumores,mentirasecontosdeviajantes.Eunãome atreveriaaagiranãoseratéqueeutenhacertezadoqueestáacontecendo.” Guerraéoqueestáacontecendo,pensouArianne,edestavezDornenãoserá poupada. “Destruição e morte estão por vir.” Ellaria Sand os alertou, antes que ela se despedissedoPríncipeDoran.“Étempoqueasminhaspequenasserpentesseseparem,o melhorparasobreviveremacarnificina.”Ellariaestavaretornandoparaoassentodeseupaiem Toca do Inferno. Com ela, partiu Loreza, que recentemente completou sete anos. Dorea permaneceuemJardinsdeÁgua,umacriançaentrecem.ObellafoimandadaàLançassolar

paraservircomocopeiraparaamulherdocastelão,ManfreyMartell. E EliaSand,amaisvelhadasquatromeninasquePríncipeOberyntevecom Ellaria,iriacruzaroMardeDornecomArianne.“Comoumasenhora,nãoumalanceira”sua mãedissefirmemente,mascomotodasasSerpentesdeAreia,Eliatinhasuaprópriaopinião. Elescruzaramasareiasemdoislongosdiaseamaiorpartededuasnoites, parandotrêsvezesparatrocardemontaria.EraumtemposolitárioparaArianne,cercadapor tantosestranhos.Eliaerasuaprima,masaindaemparteumacriança,eDaemonSand as coisasnuncaforamasmesmasentreelesdesdequeoseupainegousuamãoaoBastardode Graçadivina. Ele era um menino então e nascido bastardo,umconsorteinadequadoparaa PrincesadeDorne,eledeviatersabidomelhor.Eestaeraavontadedemeupai,nãominha.O restodeseuscompanheiroselanãoconheciadireito. Ariannesentiafaltadeseusamigos.Drey,GarineadoceSylvafizeramparte dela quando jovem, confidentes confiáveis que compartilhavam seus sonhos e segredos, alegravam­na quando estava triste, ajudavam­na a enfrentar seusmedos.Umdelesatraiu, maselasentiasaudadesmesmoassim.Erasuaculpa.Arianneosfizeraparticipardeumplano parasequestrarMyrcellaBaratheonecoroá­larainha,umatoderebeliãoparaforçarumação de seu pai, mas a língua solta de alguém estragara tudo. A desajeitada conspiração tinha resultadoemnada,anãosercausadoaperdadepartedorostodeMyrcellaeavidadeSor ArysOakheart. AriannetambémsentiafaltadeSorArys,maisdoquesequerpensara.Eleme amou loucamente, ela disse a si mesma, ainda que eu não sentisse nada mais do que afeiçoada a ele. Eu o useiemminhacamaenomeuplano,pegueiseuamor,suahonrae dei­lhenadaamaisquemeucorpo.Nofim,elenãoconseguiamaisvivercomoquetinhámos feito.Porqualoutromotivopoderiaoseucavaleirobrancosejogadonafrentedomachadode AreoHotah,paramorrerdaquelejeito?Eufuiumagarotatola,participandonojogodostronos comoumbêbadojogandodados. Ocustodesuaempreitadatinhasidoalto.Dreyforamandadoaooutroladodo mundo,paraNorvos,GarinexiladoparaTyroshpordoisanosesuadoceesorridenteSylva casadacomEldonEstermont,umhomemvelhoosuficienteparaserseuavô.SorAryspagou comseusangueeMyrcellacomumaorelha. SomenteSorGeroldDaynehaviaescapadoimaculado.EstreladaNoite.Seo cavalodeMyrcellanãotivessesemovimentadonaqueleúltimoinstante,suaespadalongateria aabridodopeitoàcinturaaoinvésdesótertiradosuaorelha.Dayneeraseupecadomais grave, aquele do qual ela mais se arrependia. Com um golpe de sua espada, ele tinha transformadoseuplanomal­feitoemalgosangrentoeabominável.Seosdeuseserambons, ObaraSandjáteriaachado­ocomsuarapidezedadocabodele. Ela disse isso a Daemon Sand na primeira noite em que eles montaram acampamento.“Sejacuidadosacomoquedeseja,princesa”elerespondeu.“AEstreladaNoite poderiadarcabodaSenhoraObaratãofacilmentecomoocontrário.” “Ela temAreoHotah.”OcapitãodosguardasdePríncipeDorantinhavencido SorArysOakheartcomumúnicogolpe,apesardaGuardaRealsupostamentesercomposta dosmelhorescavaleirosdoreino.“NenhumhomempodevencerHotah.” “ÉissoqueaEstreladaNoiteé?Umhomem”SorDaemonfezumacareta.“Um

homemnãofariaoqueelefezàPrincesaMyrcella.SorGeroldémaisumavíboraqueseutio jamaisfoi.PríncipeOberynpodiaverqueeleeraveneno,dissemaisdeumavez.Éumapena queelenuncapodematá­lo.” Veneno,pensouArianne.Sim.Umvenenobonito,entretanto.Foiassimqueelea enganou. Gerold Dayne era duro e cruel, mas tão bonito de se olhar que a princesa não acreditou na metade das histórias que lhe contaram. Meninos lindos sempre foram a sua fraqueza, principalmente aqueles que também eram escuros e perigosos. Isso foi antes, quandoeueraapenasumagarota,disseasimesma.Eusouumamulheragora,afilhademeu pai.Euaprendiessalição. Comoraiardodia,partiramnovamente.EliaSandlideravaocaminho,comsua trançanegravoandoatrásdelaconformeelacorriapelossecas,rachadasplanícieseseguindo paraotopodascolinas.Agarotaeradoidaporcavalos.Estepodiaseromotivopeloqualela frequentemente cheirava como um, paraodesesperodesuamãe.ÀsvezesAriannesentia penadeEllaria.Quatromeninase,cadaumadelas,filhasdeseupai. O resto do grupamento seguia num ritmo mais leve. A princesa se pegou viajandoaoladodeSorDaemon,lembrando­adeoutrascavalgadasquandoerammaisjovens quegeralmenteterminavamemabraços.Quandoelapercebeuqueestavalançandoolhares sobreele,altoegalantenacela,ArianneselembroudequeeraherdeiradeDorneeelenada maisqueumescudo.“DigaoquesabesobreesseJonConington”elaordenou. “Ele está morto” disse Daemon. “Ele morreu nas terras disputadas. Em decorrênciadabebida,euouvi.” “Entãoummortobêbadolideraumexército?” “TalvezesseJonConningtonéfilhodooutro.Ouentãoesseéummercenário sagazquetomouonomedeummorto.” “Ouelenuncamorreu.”PoderiaConningtonterfingidoestarmortotodosesses anos?Issoexigiriapâcienciaigualadeseupai.OpensamentodeixouArianneapreensiva.Lidar comumhomemtãosutilpoderiaserperigoso.“Comoeleeraantes antesdesuamorte?” “EueraummeninoemGraçadivinaquandoelefoiexilado.Eununcaconhecio

homem.”

“Diga­meoqueouviusobreeledeoutros.” “Comoaminhaprincesaordena.ConningtoneraoSenhordoPoleirodoGrifo quandoesteaindaeraumasenhoriadignadepossessão.EraoescudeirodoPríncipeRhaegar ouumdeles.Depois,amigoecompanheirodeRhaegar.OReiLoucoonomeouMãodurantea RebeliãodeRobert,maselefoiderrotadonoSeptodePedranaBatalhadosSinoseRobert escapou.ReiAerysficouiradoemandouConningtonparaoexilo.E,lá,elemorreu.” “Ounão.”PríncipeDorantinhalhecontadotudoisso.Devehavermais.“Essas sãosomenteascoisasqueelefez.Eujáseitudoisso.Quetipodehomemera?Honestoe honrável,corruptíveleganancioso,orgulhoso?” “Comcerteza,orgulhoso.Atémesmoarrogante.UmamigofieldeRhaegar,mas espinhoso para outros. Robert era seususerano,masouviqueConningtonsofriaemservir esselorde.Aténaquelaépoca,Roberteraconhecidoporterafeiçãoavinhoseputas.” “NenhumaputaparaLordeJon,então?” “Eunãosaberiadizer.Algunshomensgostamdemantê­lasemsegredo.”

“Eletinhaumamulher?Umaconcubina?” SorDaemonencolheuosombros.“Nãoqueeutenhaouvidofalar.” Istotambémeraproblemático.SorArysOakhearttinhaquebradoseusvotospor ela,masnãopareciaqueJonConningtonpoderiasertãofacilmenteenganado.Comoposso enfrentarumhomemcomoelecomsomentepalavras? Aprincesacaiuemsilêncio,todootempopensandonoqueencontrarianofim de sua jornada. Quando levantaram acampamento naquelanoite,elaentrounabarracaque compartilhava com Jayne Ladybright e Elia Sand e retirou o pergaminho de dentro de sua mangaparaleraspalavrasnovamente.

ParaoPríncipeDorandaCasaMartell,

Vocêdeveselembrardemim,espero.Euconheciasuairmãbemeumservo

lealdeseucunhado.Eusofroporelestalcomovocê.Eunãomorri,assimcomoofilhodesua

irmã.Parasalvarsuavidapermanecemosescondidos,masessetempoacabou.Umdragão

retornouaWesterospararevindicarseudireitodenascençaebuscarvingançapeloseupaie

pelaPrincesaElia,suamãe.EmnomedelaeumetornoparaDorne.Nãonosdecepcione.

JonConnington

SenhordePoleirodoGrifo

MãodoVerdadeiroRei

Arianne leu a carta três vezes, então enrolou­a e a guardou dentro de sua manga.UmdragãoretornaraaWesteros,masnãoodragãoqueseupaiestavaesperando.Em lugarnenhumháumamençãoaDaenerys,nascidadatormenta nemdoPríncipeQuentyn, seuirmão,quehaviasidoenviadoparaprocurararainhadragão.Aprincesalembroudecomo seu pai pressionavaapeçadecyvasseemsuapalma,suavozroucaebaixaenquantoele confessava seu plano. Um longa eperigosaviagem,comumarecepçãoincertaaofim,ele disse. Ele foi trazer­nos de volta o desejo de nossos corações. Vingança. Justiça. Fogo e sangue.

Fogo e Sangue era o que Jon Connington – se realmente eraele–também estavaoferecendo.Será?“Elevemcommercenários,massemdragões,”PríncipeDoranlhe contou,nanoiteemqueocorvochegou.“ACompanhiaDouradaéamelhordascompanhias

livres, mas dez mil mercenários não podem esperar conquistar os Sete Reinos.Ofilhode

Elia

temosdequeesseéAegon?”Suavozfalhou quandodisseisso.“Ondeestãoosdragões?”ele perguntou.“OndeestáDaenerys?”eAriannesoubeoqueelerealmenteestadizendo,“Onde estámeufilho?” NoCaminhodosOssosenaPassagemdoPríncipe,doisexércitossereuniram e ali sentaram, afiando suas lanças, polindo suas armaduras, jogando dados, bebendo, brigando, seus números diminuindo a cada dia, esperando, esperando, esperando que o príncipedeDorneossoltassemsobreosinimigosdaCasaMartell.Esperandopelosdragões. Porsangueefogo.Pormim.Umapalavradelaeaquelasexércitosiammarchar desdequea palavrafossedragão.Se,aoinvésdisso,apalavrafosseguerra,LordeYronwood,LordeFowler eseusexércitospermaneceriamali.OpríncipedeDornenãoeranadasenãosútil;aquiguerra

Euiriachorardealegriasealgumapartedeminhairmãsobrevivesse,masqueprovas

significavaespere. Aomeio­diadoterceirodia,MonteEspíritolevantava­sesobreeles,suasparedes branco­giz brilhando contra o profundo azul do Mar de Dorne. Das torres quadradas nas esquinas do castelo, voavaosestandartesdaCasaToland;umdragãoverdecomendosua própriacaudasobreumcampodourado.OsolelançadaCasaMartellestavamhasteadosno topodagrandefortalezacentral,dourada,vermelhaelaranja,desafiante. CorvostinhavoadonafrenteparaalertarSenhoraTolanddesuachegada,então os portões do castelo estavam abertos e a filha mais velha de Nymella cavalgou com o intendenteparaencontrá­losnabasedacolina.Altaefortecommechasdeumbrilhantecabelo vermelho caindo por seus ombros, Valena Toland cumprimentou Arianne com um grito de “Finalmentechegou,nãoé?Oquãolentossãoessescavalos?” “Rápidososuficienteparavencerosseusatéosportõesdocastelo.” “Nós vamos ver.” Valena virou seu cavalou e pôs asesporasnelee,então,a corridahaviacomeçado,porentreaspoeirentasruasdavilanabasedacolina,comgalinhase moradores se afastando de seus caminhos conforme passavam. Arianne estava há uma distânciadetrêscavalosquandoelatrotousuaégua,masjátinhadiminuídoadistânciapara umnametadedasubida.Asduasestavamlado­a­ladoconformeelascorriamparaoportão, masfaltandopoucosmetrosEliaSandveiovoandodeumanuvemdepoeiraatrásdelapara ultrapassá­lasnoseucavalonegro. “Vocêémetadecavalo,criança?”Valenaperguntou,rindo,nopátio.“Princesa, vocêtrouxeumagarotadeestábulos?” “SouElia,”agarotaanunciou.“SenhoraLanceira.” Quemquerquesejaquetenhapostoessenomenelatemmuitoaresponder. ComosenãotivessesidoPríncipeOberyn,entretanto,eaVíboraVermelhanãorespondiaa ninguémanãoserasimesmo. “Agarotadasjustas,”Valenadisse.“Sim,euouvisobrevocê.Comovocêfoia primeiraachegaraopátio,vocêganhouahonradedaráguaerefrearoscavalos.” “Edepoisprocuraracasadebanhos,”disseaprincesa.Eliaeragizepoeirada cabeçaaospés. Naquela noite, Arianne e seus cavaleiros jantaram com a Senhora Nymellae suasfilhasnograndesalãodocastelo.Teora,amaisjovem,tinhaomesmocabelorubrode sua irmã, mas no resto não poderia ser mais diferente. Pequena, rotunda etãotímidaque poderiasepassarporumamuda.Elademonstravamaisinteressenobifetemperadoenopato aomelquenosatraentesjovenscavaleirosnamesaepareciaestarcontentequeasenhora suamãeeirmãfalassempelacasaToland. “Ouvimos as mesmas histórias que ouviu emLançassolar,”SenhoraNymella contou­lhes enquanto o servente lhes dava vinho. “Mercenários ancorando nas Terras da Tempestade,castelossitiadosousendoconquistados,colheitasdestruídasouqueimadas.De ondeesseshomensvem,equemsão,ninguémtemcerteza.” “Primeiro ouvimos que eram piratas e aventureiros” disse Valena. “Então supostamenteeramaCompanhiaDourada.AgoradizemqueéJonConnington,aMãodoRei Louco,quevoltoudotúmuloparaclamarseudireitodenascença.Quemquerqueseja,Poleiro doGrifocaiuperanteeles.CasadeChuva,NinhodoCorvo,FlorestadaNévoaeatéPedraverde

emsuailha.Tudotomado.” OspensamentosdeAriannesedirigiramaSylva.“QuemiriaquererPedraverde? Houveumabatalha?” “Nãoumaquetenhamosouvido,masoscontossãoconfusos.” “Tarth também caiu, alguns pescadores irão te dizer,” disse Valena. “Os mercenáriosagorampossuammaiorpartedeCabodaFúriaemetadedosPassosdePedra. Agoraouvimosfalardeelefantesnasmatasdechuva.” “Elefantes?” Arianne nãosabiaoquepensardaquilo.“Vocêtemcerteza?Não

dragões?”

“Elefantes,”SenhoraNymelladissefirmemente. “ElulasnoBraçoQuebrado,passandoporbaixodasgalésprejudicadas,”disse Valena.“Osangueasatraiàsuperfície,nossomeistrediz.Hácorposnaágua,algunsvieram pararnanossacosta.Eessanãoénemametade.Umnovorei­piratasesituounaProfundeza do Torturador. OSenhordasÁguas,elesenomeia.Estetemverdadeirosnaviosdeguerra, monstruosamente grandes. Vocês foram sábios em não vir por mar. Desde que a frota RedwynepassoupelosDegraus,aquelaságuasestãolotadasdevelasestranhas,atéonorte deTartheaBaíadosNaufrágios.HomensdeMyr,Volantinos,LysenoseatéladrõesdasIlhas de Ferro. Alguns entraram no Mar de Dorne paradesembarcarhomensnosuldacostade Cape Wrath. Nósachamosumnaviobomerápidoparavocê,comoseupaiordenou,mas, mesmoassim,tenhacuidado.” É verdade então. Arianne queria perguntar sobre seu irmão, mas seu pai a alertouatomarcuidadocomtodasaspalavras.SeessesnaviosnãohaviamtrazidoQuentyn para casa com sua rainha dragão, era melhor não mencioná­lo. Somente seu paieoutros poucos homens mais confiáveis conheciam a missão de seuirmãonaBaíadosEscravos. Senhora Toland e suas filhas não estavam inclusas. Se fosse Quentyn, ele haveriatrazido DaenerysparaDorne,certamente.PorquesearriscaremdesembarcardentreosSenhoresda Tempestade?

“Dorne está em perigo?” Senhora Nymella perguntou.“Euconfessoquecada vezquevejoumavelaestranhameucoraçãosobepelagarganta.Eseessesnaviossevirarem paraosul?AmelhorpartedasforçasdaCasaTolandestácomLordeYronwoodnoCaminho deOssos.QuemirádefenderMonteEspíritocontraessesestranhosseelesdesembarcarem emnossascostas?Eudeveriachamarmeushomensparacasa?” “Seus homens estão onde devem estar, minha senhora,” Daemon Sand lhe assegurou. Arianne rapidamente meneou. Qualquer outro conselhopoderiamuitobemfazer comqueoexércitodeLordeYronwoodsedesfizessecomoumtapetevelhoparaquecada homempudessevoltarparadefendersuasterrasdehomensquepodemounãovir.“Assimque nãotivermosdúvidasseesseshomenssãoamigosouinimigos,meupaisaberáoquefazer,” disseaprincesa. FoiaíqueaquelapastosaerechonchudaTeoralevantouosolhosdeseusbolos decremenoprato.“Sãodragões.” “Dragões?”dissesuamãe.“Teora,nãosejamaluca.” “Eunãosou.Elesestãovindo.” “Como você poderia saber disso?” sua irmã perguntou, com um tom de

desprezonavoz.“Umdeseuspequenossonhos?” Teorameneousuavemente,seuqueixotremendo.“Elesestavamdançando.No meusonho.Eporondequerqueosdragõesdançavam,pessoasmorriam.” “Sete nos salvem.” Senhora Nymellasoltouumsuspiroexasperado.“Sevocê não comesse tantos bolos decreme,vocênãoteriaessessonhos.Comidasricasnãosão paragarotasdesuaidade,quandoseushumoresestãodesbalanceados.MeistreTomandiz­­” 'EuodeiooMeistreToman,”Teoradisse.Entãoelasaiucomoumrelâmpagoda mesa,deixandosuamãepedindodesculpasporela. “Sejagentilcomela,minhasenhora”Ariannedisse.“Eulembroquandoeutinha aidadedela.Meupaisedesesperavacomigo,tenhocerteza.” “Eupossoafirmarisso.”SorDaemonbebeuumgoledevinhoedisse,“ACasa Tolandtemumdragãoemseuestandarte.” “Um dragão comendo a própria cauda, sim.” Valena disse. “Dos dias da ConquistadeAegon.Elenãoconquistouaqui.Emoutroslugaresqueimouseusinimigos,elee suasirmãs,masaquinósdesaparecemosdiantedeles,deixandosomentepedraeareiapara que queimassem. Em círculos os dragões foram, mordendo suas caudas por desejo de qualqueroutroalimento,atéqueelesforamamarradosemnós.” “Nossosantepassadosfizerampartedisso.”disseorgulhosaaSenhoraNymella. “Ousadasaçõesforamfeitasehomenscorajososmorreram.Tudofoiescritopelosmeistres quenosserviam.Nóstemoslivros,seaminhaprincesaquisersabermais.” “Emoutraocasiãotalvez.”disseArianne. ConformeMonteEspiritodormianaquelanoite,aprincesabotouumacapacom umcapuzcontraofrioeandoupelocasteloparaclarearsuamente.DaemonSandaachouse inclinandosobreumparapeitoeolhandoparaomar,ondealuaestavadançandosobreaágua. “Princesa”eledisse.“Vocêdeveriaestarnacama.” “Omesmoparavocê.”Ariannevirouparaobservarseurosto.Umbomrosto,ela decidiu.Omeninoqueconheciasetornounumhomembelo.Seusolhoseramazuiscomoum céu limpo,seucabelocastanhoclarocomoasareiasporondepassaram.Umabarbarente seguiaofinodeumamandíbulaforte,masnãopodiaesconderascovinhasquandosorria.Eu sempreameiessesorriso. OBastardodeGraçadivinaeraumadasmelhoresespadasemDorne,comoera esperadodealguémqueforaescudeirodaVíboraVermelhaeungidocavaleiroporeste.Alguns diziamqueeletambémtinhasidoamantedeseutio,masraramenteemsuapresença.Arianne nãosabeseeraverdade.Eletinhasidoseuamante,entretanto.Aosquatorzeeladeu­lhesua virgindade. Daemon não era muito mais velhoqueela,entãooatofoidesastradomaseles foramardentes.E,apesardetudo,foradoce. Ariannelançou­lheseusorrisomaissedutor.“Nóspoderíamoscompartilharuma

camajuntos.”

OrostodeSorDaemonerapedra.“Vocêseesqueceu,minhaprincesa?Eusou

umbastardo.”Tomouamãodelanassuas.“Seeunãosoudignodestamão,comoeuposso

serdignodoseusexo?”

Elapuxousuamãodevolta.“Vocêmereceumtapaporisso.”

“Meurostoéseu.Façaoquedesejar.”

“O que desejo, você não quer, aparentemente. Que seja. Converse comigo então.PoderiaesteserrealmentePríncipeAegon?” “GregorCleganetirouAegondosbraçosdeEliaeesmagousuacabeçacontraa

parede.”SorDaemondisse.“SeopríncipedeLordeConningtontemumcrâniofraturado,eu

acreditoqueAegonTargaryenretornoudotúmulo.Senão,nãoacredito.Esteésomenteum

meninofalso,nãomais.Oobjetodeummercenárioparaganharsuporte.”

Meu pai teme o mesmo. “Se não, entretanto ”

se esse é realmente Jon

ConningtoneomeninoéofilhodeRhaegar

“Vocêesperaqueeleseja,ounão?” “Eu dariamuitaalegriaaomeupaiseofilhodeEliaestivessevivo.Eleamava muitosuairmã.” “Eupergunteisobrevocêenãosobreseupai.” Então foi. “Eu tinha sete quando Elia morreu. Dizem que segurei asuafilha, Rhaenys,umavez,quandoeuerajovemdemaispararecordar.Aegonseráumestranhopara mim,sejaeleverdadeirooufalso.”Aprincesafezumapausa.“Nósprocuramospelairmãde Rhaegar,nãooseufilho.”SeupaihaviaconfidenciadoàDaemontudoquandooescolheupara seroescudodesuafilha;comele,pelomenos,elapodiafalarlivremente.“Prefeririaquefosse Quentynquemtivesseretornado.” “É o que você diz” disse Daemon Sand. “Boanoite,princesa.”Elecurvou­se paraelaeadeixouempéali. Oqueelequisdizercomaquilo?Arianneoobservou,enquantoseafastava.Que tipodeirmãeuseriaseeunãoquisessequemeuirmãovoltasse?Eraverdadequeelasentiu ressentimento de Quentyn todos aqueles anos por achar que o seu pai queria nomeá­lo herdeiroemseulugar,mastudoissoacabousendoumengano.ElaeraaherdeiradeDorne, tinhaapalavradeseupaiquantoaisso.Eleteriaasuarainhadragão,Daenerys. EmLançassolar,haviaumapinturadaPrincesaDaenerysqueveioaDornepara casar um dos antepassados de Arianne.Emseusdiasquandoerajovem,Ariannepassava horasolhandoparaela,nosdiasemqueelaeraumarechonchudadepeitoretonoraiardoseu statusdedonzelaqueoravatodanoiteparaqueosdeusesafizessembonita.Cemanosatrás, DaenerysTargaryenveioparaDorneparatrazerapaz.Agora,outravemprafazeraguerrae meuirmãoseráseureieconsorte.ReiQuentyn.Porqueissosoavatãobobo? QuasetãoestúpidoquantoQuentyncavalgandonumdragão.Seuirmãoeraum menino sério, bem­comportado e obediente, mas vazio.Esimples,tãosimples.Osdeuses haviamdadoaArianneabelezapelaqualorou,masseuirmãodeveterfeitooutraprece.Sua cabeçaeragiganteemeioquadrada,seucabelocordelamaseca.Seusombroseramcaídos eeleeragrandedemaisnotronco.Parecemuitocomopai. “Euamomeuirmão”disseArianne,apesardeninguémestarláparaouví­la.A bemdaverdade,elamaloconhecia.QuentynforacriadoporLordeAndersdaCasaYronwood, osangue­real,filhodeLordeOrmondYronwoodenetodeLordeEdgar.Emsuajuventude,seu tio Oberyn lutou um duelo com Edgar, dando­lhe um ferimento que grangrenou e omatou. Depois,oshomenscomeçaramachamá­lode“VíboraVermelha”efalaramdevenenoemsua lâmina. Os Yronwoods eram uma casa antiga, orgulhosa e poderosa. Antes da vinda dos roinares,elestinhamsidoreisdemetadedeDornecomdomíniosquediminuíamaquelesda

CasaMartell.LutasangrentaerebeliãocertamenteteriamsesucedidoamortedeLordeEdgar, seoseupainãotivesseagidorapidamente.AVíboraVermelhafoiparaVilhavelhaedepoispara ooutroladodoMarEstreito,paraLys,apesardeninguémousarchamarissodeexílio.Ecomo tempo,QuentynfoidadoaLordeAndersparacriarcomoumsinaldeconfiança.Aquiloajudoua repararafalhaentreLançassolareosYronwoods,mastinhacriadooutrasentreQuentyneas SerpentesdeAreia eAriannetinhasempresidomaispróximadesuasprimasdoquedeseu irmãodistante. “Nóssomosdomesmosangue”elasuspirou.“Claroquequeroquemeuirmão volteparacasa.Euquero.”Oventodomarestavaarrepiandoseuspelosnosbraços.Arianne puxousuacapaefoiparasuacama. Seu navio se chamava Peregrino e partiram na primeira hora da manhã. Os deuses foram bons com eles, o mar estava calmo.Mesmocomosbonsventos,aviagem demorouumdiaeumanoite.JayneLadybrightficouenjoadaepassouamaiorpartedajornada

vomitando, o que Elia Sand achou hilário. “Alguém precisa espancaressacriança”ouviram JossHooddizer entretantoEliaestavaentreaquelesqueouviram. “Eusouquaseummulhercrescida,Sor.”eladissearrogantemente.“Eudeixo

vocêmeespancar,entretanto

cavalo.”

“Nósestamosnumnavioesemcavalos”Jossretrucou. “Esenhorasnãojustam,”insistiuSorGaribaldShells,bemmaissérioecorreto jovemqueseucompanheiro. “Eusim.SouSenhoraLanceira.” Ariannetinhaouvidobastante.“Vocêpodeserumalanceira,masnãoénenhuma senhora.Váparabaixoefiqueláatéqueatraquemos.” Anãoserisso,ajornadafoimonótona.Noanoitecer,elesavistaramumagaléao horizonte,maselaestavaseafastandoelogohaviadesaparecido.Ariannejogoucyvassecom SorDaemoneoutravezcomGaribaldShellse,dealgummodo,elaperdeuambasasvezes. SorGaribaldfoigentilemdizerqueelajogougalantemente,masDaemonzomboudela.“Você temoutraspeçasalémdodragão,princesa.Experimentemovimentá­lasdevezemquando.” “Eugostododragão.”Eladissequerendotirarosorrisodeseurostocomum tapa.Outalvezcomumbeijo.Ohomemeratãopresunçosoquantoeraatraente.Entretodos os cavaleiros de Dorne, por que meu pai escolheu esteparasermeuescudo?Elesabea nossahistória.“Ésóumjogo.Conte­mesobreoPríncipeViserys.” “OReiPedinte?”SorDaemonpareceusurpreso. “TodosdizemquePríncipeRhaegarerabelo.EraViserystambémbelo?” “Acreditoquesim.EleeraumTargaryen,afinal.Nuncaviohomem.” OpactosecretoqueoPríncipeDorantinhafeitotodosessesanoserampara casar Arianne ao Príncipe Viserys e não Quentyn e Daenerys. Tudo chegou aofimnoMar Dothraki,ondeelefoiassassinado.Coroadocomumpotedeouroderretido.“Elefoimortopor umkhaldothraki,”disseArianne.“Omaridodaprópriarainhadragão.” “Euouvi.Edaí?” “Apenasque porqueDaenerysdeixouissoacontecer?Viseryseraseuirmão. Tudooquerestavadeseusangue.”

contantoquevocêentrenumajustacomigoemederrubedo

“Os dothraki são um povo selvagem. Quem sabe por que matam? Talvez Viserystenhalimpadoseutraseirocomamãoerrada.” Talvez,pensouArianne,outalvezDaenerystenhapercebidoqueassimqueseu irmão fosse coroado e casadocomigo,elaestariacondenadaapassarorestodesuavida dormindonumatendaecheirandoacavalo.“ElaéafilhadoReiLouco,”aprincesadisse.“ Comosabemosseelanãoé­­” “Nósnãosabemos,”SorDaemondisse.“Sópodemosteresperança.”

Victarion

*(capítulo incompleto) YouTube

ANobreSenhoraeracomoumabanheiradeumnavio,comogordura,chafurdandocomoas senhorasnobresdasterrasverdes. Suas defesas enormes, e Victarion embalou­as com homens armados. Com ela seria navegariam os outros prêmios menores que a Frota de Ferro tinha tomado em sua longa viagem pela Baía dos Escravos, uma desajeitada variedade de engrenagens, engrenagens grandes,carracasegelarascomerciaiscomalgunsbarcosdepesca.Eraumafrotadegordae fraca,prometendomuitonaformadelã,vinhoseoutrosbenscomerciaisepouconaformade perigo.VictariondeuocomandodeleparaWulf­uma­orelha.

"Ostraficantesdeescravospodemtremerquandoespionarsuasvelassaindodomar",disse ele. "Mas uma vez eles vejam vocês direito eles vão rir de seus medos. Comerciantes e pescadores,étudoquevocêssão.Qualquerhomempodeverisso.Vamosdeixá­loschegar tãopertoquantoqueiram,masmanteroshomensescondidosatéqueestejamestãoprontos. Emseguida,fechar,eatacar.Libertemosescravosejoguemosescravosnomar,mastomem osnavios.Teremosnecessidadedecadacascoparanoslevardevoltaparacasa."

"Casa",Wulfsorriu."Oshomensirãogostardisso"LordeCapitão.Primeiroosnavios­depois

quebramosestesyunkaítas.Aye".

A Vitória de Ferro foi amarrada ao lado da Nobre Senhora, os dois navios apertados com correnteseganchos,umaescadaestendidaentreeles.Obarcograndeeramuitomaiorqueo naviodeguerraesentou­senaágua.Aolongodasamuradasosrostosdoshomensdeferro olharamparabaixo,vendocomoVictarionbateunoombrodeWulf­uma­orelhaelheenvioupela escada. O mar estava calmo, o céu brilhante de estrelas. Wulf ordenou que retirassem a escadaearrematassemascadeias.Onaviodeguerraeobarcodepescasesepararam.Na

distância o resto da famosa frota de Victarionfoilevantandoavela.Umgritoirregularsubiu ecoou entre a tripulação da Vitória de Ferro, e foi respondido igualmente,peloshomensda NobreSenhora.

Victarion tinhadadoaWulfseusmelhoreslutadores.Eleosinvejava.Seriamosprimeirosa chegaraumgolpe,oprimeiroaveroolhardemedodosinimigos.Enquantoeleestarianaproa doVitóriadeFerrovendoosnaviosmercantesUma­orelhadesapareceremumaumaooeste, asfacesdosprimeirosinimigosqueelehaviamatadovoltaramparaVictarionGreyjoy.Pensou em seu primeiro navio, sua primeira mulher. A inquietação estava nele, uma fome pela madrugadaepelascoisasqueestediairiatrazer.Morteouglória,voubeberpelosdoishoje.A CadeiradePedradoMardeveriatersidosuaquandoBalonmorreu,masseuirmãoEurono roubou,assimcomotinharoubadosuaesposamuitosanosantes.Elearoubouesujou­a,mas eleadeixouparaqueeuamatasse.

"Capitão".AvozpertenciaaLongwaterPyke."Osremadoresaguardamoseuprazer."

Trêsdeles,efortes."Mande­osparaaminhacabine.Vouquererosacerdotetambém."

Os remadores eram todos grandes. Um deles era um menino, umeraumbruto,outroum

bastardodeumbastardo.Omeninotinhasidoremadorhámenosdeumano,obrutohá20.

Eles tinham nomes, mas Victarion não conhecia. Um veio de Lamentation, umdeSparrow Hawk,outrodeSpiderKiss.Elenãopodiaesperarparasaberosnomesdecadaescravoquejá tinhapuxadoumremonaFrotadeFerro.

"Mostre­lhesochifre",eleordenou,quandoostrêsforamconduzidosparasuacabine.

Moqorrotrouxe,eamulhermorenalevantouumalanternaparadar­lhesumaolhada.Àluzda lanternaochifrepareciasecontorcernasmãosdosacerdotecomoumaserpentelutandopara escapar. Moqorro era um homem de tamanho monstruoso ­ barrigudo, ombros largos, elevando­se­masmesmoemsuasmãosochifrepareciaenorme.

"Meu irmão encontrou essa coisa em Valíria", disse Victarion aos escravos. "Pense quão grande o dragão deve ter sidoparasuportardoisdelesnacabeça.MaiordoqueVhagarou Meraxes,maiordoqueBalerionoBlackDread."EletomouochifredeMoqorroepercorreua palmadamãoaolongodesuascurvas."NoKingsmootemVelhaWykumdosmudosEuron tocou este chifre.Algunsdevocêsselembram.Nãoeraumsomquequalquerhomemque tenhaouvidopossaesquecer."

"Elesdizemqueelemorreu",disseomenino,"aquelequetocouochifre."

"Aye.Ochifrefumaçava.Omudotinhabolhasnoslábios,eopássarotatuadoemseupeito

estavasangrando.Elemorreunodiaseguinte.Quandoelescortaram­lheseuspulmõeseram

negros."

"Ochifreéamaldiçoado",disseoBastardodoBastardo.

"OchifredeumdragãodeValíria",disseVictarion."Sim,eleéamaldiçoado.Eununcadisseque não era."Elepassouamãoemumadasbandasdeourovermelhoeoglifoantigopareceu cantarsobosseusdedos.Durantemeiosegundoelequerianadamaisdoquetocá­lo.Euron foi um tolo em me dar isso, é uma coisa preciosa epoderosa.Comissoeuvouganhara SeastoneChair,eentãooTronodeFerro.Comissoeuvouganharomundo.

"Claggorntocouabuzinatrêsvezesemorreuporisso.Eleeratãograndequantoqualquerum

devocês,efortecomoeu.Tãofortequeelepoderiatorcercabeçadeumhomemsobseus

ombrosapenascomasmãos,eaindaassimochifreomatou."

"Elevaimatar­nostambém,então",disseomenino.

Victarion não perdoava umescravoquefalasseforadehora,masomeninoerajovem,não

tinhamaisde20,elogomorreria.Eledeixoupassar.

"Omudosoouabuzinatrêsvezes.Vocêstrêssoarãoapenasumavez.Podeserquemorram, pode ser que não.Todososhomensmorrem.AFrotadeFerroestánavegandonabatalha. Muitosnestenavioestarãomortosantesdosolsepôr­esfaqueadosoucortados,eviscerados, afogados,queimadosvivos­apenasosdeusessabemqualdenósaindaestaráaquiamanhã. Toquemevivameeuvoufazerdevocêshomenslivres,um,doisoutodosostrês.Euvou dar­lhesesposas,umpoucodeterra,umnavioparanavegar,escravosdesuapreferência.Os homensvãoconhecerosseusnomes."

"Mesmoquevocê,LordeCapitão",perguntouoBastardodoBastardo.

"Aye".

"Euvoufazerisso,então."

"Eeu",disseomenino.

OBrutocruzouosbraçosebalançouacabeça.

Seissofezostrêscorajososacreditaremquetinhamumaescolha,deixe­osseagarrarema

isso.Victarionpoucoseimportavacomoqueelesacreditavam,eramapenasescravos.

"VocêvaivelejarcomigonaVitóriadeFerro",eledisse,"masvocênãovaisejuntaràbatalha. rapaz,vocêéomaisnovo­vocêvaitocarprimeiro.Quandochegarahoravocêvaitocarpor umbomtempoealto.Elesdizemquevocêéforte.Toqueatéqueestejafracosdemaispara ficar de pé, até que o último pouco de fôlego tenha saído de você, até que seus pulmões estejamqueimando.DeixeoslibertosdeMeereenouviremvocê,ostraficantesdeescravosem

Yunkai, os fantasmas de Astapor. Deixe os macacos secagaremcomosomquandoeste passarnaIlhadeCedros.Emseguida,passeochifreparaohomemseguinte. Vocêpodemeouvir?Vocêsabeoquefazer?"

OMeninoeBastardodoBastardopuxaramseustopetes,oBrutopoderiaterfeitoomesmo,

maseleeracareca.

"Vocêpodetocarabuzina.Entãová".

Deixaram­noumaum.Ostrêsthrallse,emseguidaMoqorro.Victarionnãoiriadeixá­lotomar

ochifre.

"Euvoumantê­loaquicomigo,atéquesejanecessário."

"Comovocêcomando.Gostariaqueeusangrassevocê?"

Victarionagarrouamulhermorenapelopulsoepuxou­aparaele."Elavaifazerisso.Váorarao

oseudeusvermelho.Acendaofogo,emedigaoquevocêvê."

OsolhosescurosdeMoqorropareciambrilhar."Euvejodragões".

TraduçãoTonyCardia

Theon

Avozdoreiestavasufocadapelaraiva.

­VocêéumpiratapiordoqueSalladhorSaan.

TheonGreyjoyabriuseusolhos.Seusombrosestavampegandofogoeelenãopodia

mexersuasmãos.PormeiosegundoeletemeuestardevoltaemsuacelanoFortedoPavor,

essaconfusãodememóriasemsuacabeçanadamaiseradoqueoresultadodealgumsonho

febril.Euestavadormindo,elepercebeu.Isso,oueudesmaieidedor.Quandoeletentouse

mover,balançoudeumladoparaoutrocomsuascostasraspandocontraapedra.Eleestava

penduradoaumaparededentrodeumatorre,seuspulsosacorrentadosaumpardealgemas

enferrujadas.

Oarfediaaturfaqueimada.Ochãoestavacompletamentesujo.Degrausdemadeira subiamemespiralpelasparedesatéoteto.Elenãoviujanelas.Atorreestavaúmida,escura,e desconfortável. Sua única mobíliaeraumacadeiracomencostoaltoeumamesaquebrada sustentadaportrêscavaletes.Nenhumalatrinaestavaàvista,poremTheonviuumpenicoem umcantoescuro.Aúnicaluzvinhadasvelasnamesa.Seuspésbamboleavamaummetroe oitentadochão. ­ As dívidas de meu irmão – o reiresmungou–doJoffreytambém,apesardeque aquelaabominaçãoilegítimanãotemparentescocomigo. Theonremexeu­seemsuascorrentes.Eleconheciaaquelavoz.Stannis. Theon Geyjoy riu.Umgolpededorveioaosseusbraços,deseusombrosaosseus pulsos.Tudoqueelefez,tudooqueelesofreu,FossoCailin,VilasAcidentadaseWinterfell,

Abel e suas lavadeiras, Crowfood e Umbers, a dura caminhada através da neve,tudoisso apenasserviuparamudardeumatormentadoraooutro. ­VossaGraça–umasegundavozdissesuavemente–Perdoe­me,massuatintaestá

congelada. – O Bravosiano, Theon oconhecia.Qualeraseunome?Tycho

coisa –Talvezumpoucodecalor ? ­Euconheçoummodomaisrápido–Stannispuxousuaadaga.PoruminstanteTheon pensouqueelepretendiaapunhalarobanqueiro.Vocênuncatiraráumagotadesanguedesse aí,meusenhor,elepoderiaterditoaele.Oreideitoualaminadafacacontraapalmadeseu polegarecortou.–Pronto.Euvouassinarcommeuprópriosangue.Issodevefazercomque seusmestresfiquemfelizes. ­SeaprouverVossaGraça,aprouveráoBancodeFerro. Stannismergulhouumapenanosanguedeseupolegareassinouseunomeatravésdo pedaçodepergaminho. ­Vocêpartiráhoje.LordeBoltonpoderáestaraquiembreve.Eunãotereivocêpresono meiodabatalha. ­Essaseráminhapreferênciatambém–OBravosianodeslizouorolodepergaminho paradentrodeumtubodemadeira–EuesperoterahonradeencontrarVossaGraçadenovo quandoosenhorestiversentadonoseutronodeferro. ­Vocêesperateroseuouro,vocêquerdizer.Poupe­medeseusgracejos.Édeouro queeuprecisodeBravos,nãodecortesiasvazias.Digaaoguardanasaídaqueeuprecisode JustinMassey. ­Serámeuprazer.OBancodeFerroestásemprecontenteemservir.–Obanqueiro curvou­se. Assimqueelesaiuoutroentrou,umcavaleiro.Oscavaleirosdoreitinhamvindoeido todaanoite,Theonlembrava­sevagamente.Estepareciaserdafamíliadorei.Magro,cabelos negros,olharduro,suafacedesfiguradapormarcasdevaríolaeantigascicatrizes,eleusava umacapadesbotadabordadacomtrêsmariposas. ­Majestade–eleanunciou–omeistreestáàporta.ELordeArnolfinformaqueelese deleitaráemtomarcafé­da­manhãcomosenhor. ­Ofilhotambém? ­Eosnetos.LordeWullprocuraporumaaudiênciatambém.Elequer ­ Eu sei o que ele quer – O rei apontou a Theon – Ele. Wull quer ele morto. Flint,

Tychoalguma

Norrey todos

preciosoNed. ­Vocêvaidar­lhesisso?

­ Agora, o vira­casaca tem mais uso a mim vivo. Ele tem conhecimento que talvez precisaremos.Mandeentraressemeistre.–Oreitirouumpergaminhodecimadamesaedeu

uma olhadela sobre ele. Uma carta, Theon sabia. Seu selo quebrado era de cera negra, brilhante.Euseioqueeladiz,elepensou,dandorisadinhas. Stannisolhouparacima. ­Ovira­casacaestáanimado. ­Theon.MeunomeéTheon.–Eleprecisavalembrar­sedonome. ­Euseiseunome.Euseioquevocêfez. ­EuAsalvei.–OexteriordamuralhadeWinterfelltemvinteequatrometrosdealtura, masembaixodolugarondeeletinhapuladoanevetinhaacumuladomaisdedoze.Umgelado travesseirobranco.Agarotatinharecebidoopior.Jeyne,seunomeéJeyne,maselanuncairá falá­losisso.Theontinhacaídoemcimadela,equebradoalgumadesuascostelas.–Eusalvei agarota–eledisse.–Nósvoamos. Stannisbufou. ­Vocêscaíram.Umbersalvouela.SeMorsCorwfoodeseushomensnãoestivessem foradocastelo,Boltonteriacapturadoosdoisempoucotempo. Crowfood. Theon lembrava­se. Um homem velho, imenso e vigoroso,comumrosto sadioeumafelpudabarbabranca.Eleestavaemcimadeumcavalo,vestidocompeledeurso gigantedaneve,suacabeçaeraseucapuz.Porbaixoeleusavaumtampãodeolhoemcouro brancodesbotadoquelembravaaTheonseutioEuron.Elequeriaarrancarotampãodorosto deUmber,paratercertezaqueportráshaviaapenasumburacovazio,enãoumolhonegro brilhandocommalicia.Aoinvéselequeixou­seatravésdeseudentequebradoedisse:

eles querem ele morto. Pelos garotos que ele assassinou. Vingança pelo

­Eusou

­Umvira­casacaeumassassinodeparentes–Crowfoodfinalizou.–Vocêvaisegurar

essasualínguaouiráperdê­la.

MasUmberolhouparaagarotadeperto,decimaabaixocomseuolhobom.

­Vocêéafilhamaisnova?

Jeyneassentiu.

­Arya.MeunomeéArya.

­ Arya de Winterfell, sim. Uma vez quando eu estava dentro dessas muralhas, seu

cozinheiroserviu­nosfatiadecarneetortaderim.Feitacomcerveja,euacho,amelhorqueeu jácomi.Qualeraoseunome,odocozinheiro? ­Gage–Jeynedissedeumavez.–Eleeraumbomcozinheiro.Elefaziabolodelimão paraaSansasemprequetínhamoslimão. Crowfoodapalpousuabarba. ­Morto,eusuponho.Aqueleseuferreirotambém.Umhomemqueconheciaaço.Qual eraseunome? Jeyne hesitou. Mikken, Theon pensou. Seu nome era Mikken. O ferreiro do castelo nuncahaviafeitobolosdelimãoparaaSansa,oquefaziadelemenosimportantedoqueo cozinheiro do castelo no doce mundinho que ela tinha divido com sua amiga Jeyne Poole.

Lembre­se, maldita seja. Seu pai era o mordomo, ele tomava conta de todos os negócios domésticos. O nome do ferreiro era Mikken, Mikken, Mikken. Eu mandei matá­lo na minha frente!

­Mikken–Jeynedisse. MorsUmbergrunhiu. ­Sim. OqueelepoderiaterditooufeitoemseguidaTheonnuncasoube,foiaíqueomenino correuparacima,segurandoumalançaegritandoqueaportalevadiçanoportãoprincipalde Winterfellestavalevantando.EcomooCrowfoodtinhasorrido. Theonmexeu­seemsuascorrentes,eolhouabaixoparaorei. ­Crowfoodnosachou,sim,elenosmandouaquiparavocê,masfuieuquemasalvou. Pergunteaela.–Eladiriaaele.

­ Você me salvou – Jeyne tinha sussurrado, enquanto ele estava carregando­a pela

neve.

Ela estava pálida de dor, mas ela tinha passado uma mão sobre sua bochecha e sorrido. ­EusalveiLadyArya.–Theontinhasussurradodevolta. EderepentetodasaslançasdeMorsUmberestavamemvoltadeles.

­ Esse é meu agradecimento. – Ele perguntou ao Stannis. Chutando debilmente a

parede. Seusombrosestavamemagonia.Seuprópriopesoestavafuriosonasalgemas.Por quantotempoeleestiverapenduradoali?Aindaeranoiteláfora?Atorrenãotinhajanelas,ele nãotinhacomo saber. ­Medesacorrenteeeuservireivocê. ­DomesmomodoqueserviuRooseBoltoneRobbStark?–Stannisbufou.–Achoque não. Nós temos um final quente na cabeça para você, vira­casaca. Mas não até termos finalizadocomvocê. Ele planeja me matar. O pensamento foi estranhamente reconfortante. Morte não assustavaTheonGreyjoy.Mortesignificariaumfimàdor. ­Acabecomigoentão.–Eleansiouaorei.–Arranqueminhacabeçaforaecoloqueem umalança.EumateiosfilhosdeLordeEddard,eutenhoquemorrer.Masfaçalogo.Eleestá vindo.

­Quemestávindo?Bolton? ­LordeRamsay–Theonsibilou.–Ofilho,nãoopai.Vocênãopodedeixarelemepegar. Roose Roose estásegurodentrodasmuralhasdeWinterfellcomsuanovamulhergorda. Ramsayestávindo. ­RamsaySnow,vocêquerdizer.Obastardo ­Nuncaochameassim!–BorrifosdesalivasaíramdoslábiosdeTheon.–Ramsay Bolton,enãoRamsaySnow,nuncaSnow,nunca,vocêprecisalembraronomedele,ouelete machuca. ­Eleébem­vindoatentar.Qualquerquesejaseunome. Aportaabriucomumarajadadeventogeladoeumredemoinhodeneve.Ocavaleiro dasmariposastinhavoltadocomomeistrequeoreimandoubuscar,seumantocinzaestava

escondidoembaixodeumapesadapeledeurso.Atrásdelesveiooutrosdoiscavaleiros,cada um carregando um corvo em uma gaiola. Um deles era ohomemqueestavacomaAsha quandoobanqueirooentregouaela,umhomemrobustocomumporcoaladoemseucasaco. Ooutroeramaisalto,comombroslargosemusculosos.Opeitoraldaarmaduradohomem grandeeraaçoprateadomarchetadocomesmaltepreto.Apesardearranhadoecommarcas de golpes, ainda brilhavanaluzdavela.Acapaqueeleusavaporcimaerapresacomum coraçãoflamejante. ­MeistreTybald.–Anunciouocavaleirodasmariposas. O meistre ajoelhou­se. Ele tinha cabelos ruivos e ombros caídos, com olhos muito próximosquecontinuavammovendo­separaTheonpenduradoaparede. ­VossaGraça.Comopossoservi­lo? Stannisnãorespondeudeimediato.Eleestudouohomemasuafrente,comsuatesta enrugada. ­Levante­se.–Omeistrelevantou.–VocêémeistrenoFortedoPavor.Comovocêestá aquiconosco? ­LordeArnolftrouxe­meparacuidardeseusferidos. ­Seusferidos?Ouseuscorvos? ­Osdois,VossaGraça. ­Osdois.–Stannisfaloudeformaríspida.–Umcorvodemeistrevoaapenasaum lugar.Issoestácorreto? Omeistresecouosuordesuatestacomsuamanga. ­Nãocompletamente,VossaGraça.Amaioria,sim.Algunsconseguemaprenderavoar paradoiscastelos.Essasavessãoextremamenteestimadas.Eumavezemgrandeespaço detempo,nosencontramosumcorvoqueconsigaaprenderonomedetrêsouquatrooucinco castelos,evoaracadaumdelesquandoordenado.Avesinteligentesassimaparecemapenas umavezacadacemanos. Stannisapontouparaasavesnegrasnasgaiolas. ­Essasduasnãosãotãointeligentes,eupresumo. ­Não,VossaGraça.Issoécorreto. ­Diga­meentão.Paraondeessasduasestãotreinadasavoar? Meistre Tybald urinou em suas vestes. Theon não podia ver a mancha escura espalhando­sedeondeeleestavapendurado,masocheirodemijoestavaagudoeforte. ­MeistreTybaldperdeusualíngua.–Stannisobservouaosseuscavaleiros.–Godry, quantasgaiolasvocêencontrou? ­Três,VossaGraça–disseocavaleirograndenaarmaduraprateada.–Umaestava

vazia.

­V­vossaGraça,minhaordeméjuramentadaparaservir,nós ­Euseitudosobreseusvotos.Oqueeuquerosaberéoqueestavaescritonacarta que você enviou a Winterfell. Você por alguma chance contou ao Lorde Bolton aonde nos encontrar? ­ Majestade. – Tybald ergueu­se orgulhosamente. – As regras da minha ordem me proíbemdedividiroconteúdodascartasdeLordeArnolf. ­Seusvotossãomaisfortesquesuabexiga,euvejo.

­VossaGraçaprecisaentender. ­Preciso?–Oreiencolheuosombros.–Sevocêdiz.Vocêéumhomemestudado, afinal.EutiveummeistreemPedradoDragãoqueeraquaseumpaiparamim.Eutenhoum granderespeitoporsuaordemeseusvotos.SorClaytonporém,nãodivideessessentimentos. Ele aprendeu tudo o que sabe nos becos de Flea Bottom. Devo eu colocá­lo em sua responsabilidade,eletalvezlheestrangulecomsuaprópriacorrenteouarranqueseuolhocom umacolher. ­Apenasum,VossaGraça–voluntariou­seocavaleirocareca,odoporcoalado.–Eu deixariaooutro. ­Quantosolhosummeistreprecisaparalerumacarta?–perguntouStannis.–Umdeve sersuficiente,eupenso.Eunãogostariadedeixarvocêinvalidoparasuprirseusdeverescom

seu Lorde. Os homens de Roose Bolton podem estar no caminho para nos atacar agora, contudo,vocêdeveráentenderseeufaltarcomcertascortesias.Euvou­lheperguntarumavez mais.OquecontinhaamensagemquevocêenviouaWinterfell? Omeistreestremeceu. ­Umm­mapa,VossaGraça. Oreiinclinou­separatrásemsuacadeira. ­Tire­odaqui–elecomandou.–Deixeoscorvos.–Umaveiaestavapalpitandoemseu pescoço.–Prendaessepatifecinzaemumadenossascabanasatéqueeudecidaoquedeve serfeitocomele. ­Seráfeito–ograndecavaleirodeclarou. O meistre desapareceu em outra rajada de frio e neve. Apenas o cavaleiro das mariposaspermaneceu. StannisolhoufixamenteaTheonondeeleestavapendurado.

­ Você não é oúnicovira­casacaaqui,meparece.TeriamtodososlordesdosSete

Reinos apenas o seu próprio pescoço… ­ Ele virou­se ao seu cavaleiro. – Sor Richard, enquantoeuestivertomandocafécomLordeArnolf,vocêdeverádesarmarseushomenseos levaremcustódia.Muitosestarãodormindo.Nãoosmachuque,aomenosqueelesresistam. Pode ser que eles não sabiam. Interrogue alguns porémsuavemente.Seelesnãotiverem conhecimentodessatraição,elesterãoachancedeprovaremsualealdade.–Eleodispensou comamão.–MandeentrarJustinMassey. Outrocavaleiro,Theonsabia,quandoMasseyentrou.Esteeraformoso,comumalimpa

e arrumada barba loira e cabelo liso e denso tão pálido que parecia mais branco do que dourado.Suatúnicatraziaoespiraltriplo,umsímboloanciãoparaumacasaanciã. ­EufuiinformadoqueVossaGraçaprecisavademim.–Eledisse,sobreumjoelho. Stannisassentiu.

­ Você irá escoltar o banqueiro Bravosiano de volta a muralha. Escolha seis bons homenselevedozecavalos. ­Paracavalgaroucomer? Oreinãoachoudivertido. ­Euqueroquevocêváantesdomeio­dia,Sor.LordeBoltonpoderáchegaraqualquer momento,eéimperativoqueobanqueiroretorneaBravos.Vocêdeveráacompanhá­loatravés domarestreito.

­Sehaveráumabatalha,meulugaréaquicomosenhor.

­ Seu lugar é aonde eu disserqueé.Eutenhoquinhentasespadastãoboasquanto

você,oumelhor,masvocêtemumjeitoagradáveleumalíngualoquaz,eissomeserámaisútil em Bravos do que aqui. O Banco de Ferro abriu osseuscofresamim.Vocêirácoletaro dinheirodelesecontratarnaviosemercenários.Umacompanhiadeboareputação,sevocê conseguirencontraruma.ACompanhiaDouradaseriaminhaprimeiraescolha,seelesjánão

estiverem sobe contrato. Procure por eles nas Terras Disputadas, se for necessário. Mas primeiro contrate quantas espadas conseguir encontrar em Bravos, e me envie­as por Atalaieste.Arqueirostambém,nósprecisamosdemaisarcos. OcabelodeSorJustintinhacaídosobreumolho.Elepuxouparatrásedisse:

­Oscapitãesdascompanhiaslivresirãosejuntaraumlordemaisrapidamentedoque a um mero cavaleiro, Vossa Graça. Eu não tenho terras nem títulos,porquedeveriameles vendersuasespadasamim? ­VáaelescomsuasduasmãoscheiasdeDragõesdeOuro.–Oreidisseemumtom ácido.–Issodeveseprovarpersuasivo.Vintemilhomensdeveserosuficiente.Nãoretorne commenos. ­Majestade,possofalarhonestamente? ­Contantoquesejarápido. ­VossaGraçadeveriairparaBravoscomobanqueiro. ­Éesteoseuconselho?Queeudeveriafugir?–Orostodoreiescureceu.–Estefoio seuconselhonaÁguaNegratambém,comomelembro.Quandoabatalhavirou­secontranós, eu deixei você e Horpe levarem­me de volta a Pedra do Dragão igual a um cão de rua chicoteado. ­Odiaestavaperdido,VossaGraça. ­Sim,issofoioquevocêdisse.“Odiaestáperdido,majestade.Recueagora,evocê poderálutardenovo.”Eagoravocêmeteriacorrendoatravésdomarestreito ­ paraerguerumexército,sim.ComoAçoamargofezdepoisdaBatalhadoCampoda GramaVermelha,quandoDaemonBlackfyrecaiu.

­ Não tagarele história a mim, Sor. Daemon Blackfyre era um rebelde e usurpador,

Açoamargo um bastardo. Quando elefugiu,elejurouqueelevoltariaparacolocarofilhode

Daemon no Trono de Ferro. Ele nunca o fez. Palavras são vento, e o vento que sopraos exiladosparaomarestreitoraramenteossopradevolta.AquelegarotoViserysTargaryenfalou de retornar também. Ele escorregou pelos meus dedos em PedradoDragão,apenaspara passarsuavidabajulandoatrásdemercenários.“OReiPedinte”elesochamavamnascidades livres.Enfim,eunãoimploro,nemireifugirdenovo.EusouoherdeirodeRobert,oreidedireito deWesteros.Meulugarécomosmeushomens.OseuemBravos.Vácomobanqueiro,e façacomoeuordeno. ­Comocomanda.–SorJustindisse.

­ Pode ser que venhamos a perder essa batalha. – Oreidisseseveramente.–Em

Bravos vocêpoderáouvirqueeuestoumorto.Podeseratéquevenhaaserverdade.Você deveráencontrarmercenáriosmesmoassim. Ocavaleirohesitou. ­VossaGraça,seosenhorestivermorto

­Vocêsevingarádeminhamorte,esentarminhafilhanoTronodeFerro.Oumorrer

tentando.

SorJustincolocouumamãonocabodesuaespada.

­Porminhahonracomocavaleiro,osenhortemminhapalavra.

­Oh,eleveagarotaStarkcomvocê.Entregue­aaoLordeComandanteSnowemseu

caminho a Atalaieste. – Stannis bateu no pergaminho que estava em sua frente. – Um rei verdadeiropagasuasdívidas. Paga,sim,pensouTheon.Pagacommoedafalsa.JonSnowveriaatravésdaimpostura devez.OemburradobastardodeLordeStarktinhaconhecidoJeynePoole,eeletinhasempre sidoamorosocomsuameiairmãzinhaArya.

­ Os irmãos negros irão te acompanhar até Castelo Negro.–Oreicontinuou.–Os

homensdeferrodevempermaneceraqui,supostamenteparalutarpornós.Outropresentede

TychoNestoris.Dequalquermaneira,elesapenasteatrasariam.Homensdeferroforamfeitos

para navios, não cavalos. Senhora Arya deverá ter uma companhiafemininatambém.Leve AlysaneMormont. SorJustinempurrouseucabeloparatrásnovamente. ­EaSenhoraAsha? Oreiconsiderouporummomento. ­Não. ­UmdiaVossaGraçaprecisarátomarasIlhasdeFerro.Issoserámuitomaisfácilcom afilhadeBalonGreyjoycomoaliada,comumdeseusleaishomenscomooseulordemarido. ­Você?–Oreifranziuatesta.–Amulherécasada,Justin.

­ Um casamento representado, nunca consumado. Facilmente posto de lado. Além dissoonoivoévelho.Devemorrerembreve. Porumaespadaatravésdesuabarrigasevocêtiveraoportunidade,Sorverme.Theon sabiacomoessescavaleirospensavam. Stannispressionouseuslábiosjuntos. ­Sirva­mebemnesteassuntodosmercenários,evocêtalvezvenhaateroquedeseja. Atélá,amulherprecisapermanecercomominhacativa. SorJustinreverencioucomacabeça. ­Euentendo. Issoapenaspareceuirritarorei. ­Seuentendimentonãoénecessário.Apenassuaobediência.Sigaseucaminho,Sor. Destavez,quandoocavaleirosaiu,omundoalémdaportapareciamaisbrancodoque

preto.

StannisBaratheoncomeçouaandar.Atorreerapequena,úmidaeapertada.Poucos

passostrouxeramoreipertodeTheon.

­QuantoshomensBoltontêmemWinterfell?

­Cincomil.Seis.Mais.–Eledeuaoreiumsorrisodesagradável,dentesquebradose

lascados.–Maisdoquevocê.

­Quantosdesseseledeverámandarcontranós?

­Nãomaisdoqueametade.–Issoeraumpalpite,admitidamente,maspareceucertoa

ele.RooseBoltonnãoeraumhomemdesearriscarcegamentenaneve,comousemmapa.

Ele seguraria sua força principal, manteria os melhores homenscomele,eficariaatrásda

massiva muralha dupla de Winterfell. – O castelo está muito cheio. Homens estavam nas gargantas uns dos outros, os Manderlys e Freys especialmente. É deles que nosso lorde mandaatrásdevocê,osqueelesedesfazeria. ­ Wyman Manderly. – A boca do rei torceu­se em desprezo. – Lorde Muito­Gordo­Para­Andar­A­Cavalo. Muito gordo para vir até mim, mesmo assim ele veio a Winterfell. Muito gordo para dobrar o joelho e jurar­me sua espada, mesmo assim ele empunhousuaespadaparaBolton.EumandeimeuCavaleirodasCebolasparatratarcomele,

e o Lorde Muito­Gordo o assassinou e colocousuacabeçaemãosnasmuralhasdePorto

Branco para os Freys regozijarem­se. E os Freys

esquecido? ­ O norte se lembra. O Casamento Vermelho, os dedos de Lady Hornwoods, a

devastaçãodeWinterfell,BosqueProfundoePraçadeTorrhen,elesselembramdetudoisso.

– BraneRickon.Eleseramapenasgarotosdomoleiro.–FreyeManderlynuncairãojuntar

suasforças.Elesvirãoparavocê,masseparados.LordeRamsaynãoestarálongeatrásdeles. Elequersuanoivadevolta.ElequeroseuFedor.–ArisadadeTheonfoimeionervosa,meio queixosa.–LordeRamsayéquemVossaGraçadeveriatemer. Stannisindiginou­se. ­EuderroteiseutioVictarionesuaFrotadeFerronaIlhaJusta,aprimeiravezqueo seupaisecoroou.EusegureiPontadaTempestadecontraaforçadaCampinaporumano,e tomeiPedradoDragãodosTargaryens.EuesmagueiManceRaydernaMuralha,apesardeele tervintevezesomeunúmero.Diga­me,vira­casaca,quebatalhasobastardodoBoltonalguma vezganhouparaqueeuotema? Você não deve chamá­lo assim! Uma onda de dor passou por Theon Greyjoy. Ele fechouseusolhosefezumacareta.Quandoeleosabriunovamente,eledisse:

­Vocênãooconhece. ­Nãomaisdoqueelemeconhece. ­Meconhece.–Gritouumdoscorvosdomeistrequeficaramparatrás.Bateusuas grandesassasnegrascontraasbarrasdagaiola. ­Conhece.–Gritoudenovo. Stannisvirou­se. ­Parecomessebarulho. Atrásdele,aportaseabriu.OsKarstarkstinhamchegado. Curvado e torcido, o castelão de Karhold apoiava­se pesadamente em sua bengala enquanto eleandavaamesa.AcapadeLordeArnolferadeumaexcelentelãcinza,coma borda em zibelina preto ecomumafivelacomumaestrelaprata.Ummagníficovestuário, Theonpensou,emumhomemsemvalor.Elejátinhavistoaquelacapaantes,elesabia,assim comoelejátinhavistoohomemqueavestia.EmFortedoPavor.Eumelembro.Elesentou­se eceioucomLordeRamsayeWhoresbaneUmber,nanoiteemqueelestrouxeramFedorde suacela. Ohomemaoladodelesópoderiaserseufilho.Cinqüenta,Theonjulgou,comumrosto redondoesuavecomoseupai,seLordeArnolffossegordo.Atrásdelesvinhamtrêshomens maisjovens.Osnetos,elesupôs.Umusavaumacotademalha.Orestoestavavestidopara

teria

o Casamento Vermelho sido

café­da­manhã,nãoparabatalha.Tolos.

­ Vossa Graça. – Arnolf Karstark reverenciou com a cabeça. – Uma honra. – Ele

procurou por um assento. Ao invés, seus olhos acharam Theon. – E quem é esse? – O reconhecimentoveioumsegundodepois.LordeArnolfficoupálido. Seuestúpidofilhocontinuouabsorto. ­Nãohácadeiras.–Oimbecilobservou.Umdoscorvosgritoudentrodesuagaiola.

­ Apenasaminha.–OreiStannissentou­se.–NãoéoTronodeFerro,masaquie

agoraserve.–Umadúziadehomenstinhaaparecidoatravésdaportadatorre,lideradospelo cavaleirodasmariposaseograndehomemnaarmaduraprateada.–Vocêéumhomemmorto, entendaisso.–Oreicontinuou.–Apenasamaneiradesuamorteaindanãofoideterminada. Vocêestásendoavisadoanãogastarmeutemposenegando.Confesse,evocêteráomesmo fimrápidoqueoJovemLobodeuaLordeRickard.Minta,evocêqueimará.Escolha. ­Euescolhoisso.–Umdosnetosapanhouocabodaespada,ecomeçouapuxar. Issoprovou­seumapobreescolha.Alaminadonetoaindanemtinhasaídodabainha quandodoiscavaleirosdoreiestavamnele.Terminoucomseuantebraçocaindonasujeirae sanguejorrandodeseucoto,eumdeseusirmãostropeçandopelasescadas,apertandoum ferimentonoabdômen.Elecambaleouseisdegrausantesdecair. NemArnolfKarstarknemseufilhosemexeram. ­Levemelesembora.–Oreiordenou.–Avisãodelesembrulhameuestômago.–Em momentos, os cinco homens tinham sido amarrados eremovidos.Oquetinhaperdidoseu braço da espada tinha desmaiado pelosangueperdido,masseuirmãocomoferimentono

abdômengritavaaltosuficientepelosdois.–Éassimqueeulidocomtraição,vira­casaca.–

StannisinformouTheon.

­MeunomeéTheon.

­ Como queira. Diga­me, Theon, quantos homens Mors Umber tinha com ele em

Winterfell? ­Nenhum.Semhomens.–Elesorriuporsuasabedoria.–Eletinhagarotos.Euvieles. –Tirandoumsargentomeioaleijado,osguerreirosqueCrowfoodtinhatrazidodeLastHeart eram dificilmente velhos osuficientesparasebarbearem.–Suaslançasemachadoseram mais velhos do que as mãos que seguravam eles. Era Whoresbane Umber quem tinha homens,dentrodocastelo.Euosvitambém.Velhos,todoseles.–Theonriu.–Morspegouos garotosverdeseHotherpegouosvelhotes.TodososhomensdeverdadeforamcomGrande JonemorreramnoCasamentoVermelho.Éissoqueosenhorqueriasaber,VossaGraça? OreiStannisignorouogracejo. ­Garotos.–Foitudooquedisse,comnojo.–GarotosnãosegurarãooLordeBoltonpor muitotempo. ­Nãopormuitotempo.–Theonconcordou.–Nãopormuitotempo. ­Muitotempo.–gritouocorvodagaiola. Oreiolhouirritadoparaaave. ­AquelebanqueiroBravosianoalegouqueSorAenysFreyestámorto.Algumgarotofez

isso?

­Vintegarotosverdes,comespadas.–Theondisseaele.–Anevecaiupesadapor

dias.Tãopesadaquevocênãopodiaverasmuralhasdocasteloatrêsmetrosdedistancia,

nãomaisdoqueohomensqueestavamnasameiaspodiamveroqueestavaacontecendo além daquelas muralhas. Então Crowfood colocouseusgarotosparacavarfossasforados portõesdocastelo,aísoprouseucornoparaatrairLordeBoltonparafora.Aoinvéseleteveos Freys.Anevetinhacobertoasfossas,entãoelescavalgarambemparaeles.Aenysquebrou seupescoço,euouvi,masSorHosteenapenasperdeuseucavalo.Elevaiestarfuriosoagora. Estranhamente,Stannissorriu. ­Inimigosfuriososnãomeimportam.Raivafazoshomensestúpidos,EHosteenFreyé estúpido,semetadedoqueeuouvisobreeleéverdade.Deixe­ovir. ­Elevirá. ­Boltoncometeuumerro.–Oreideclarou.–Tudooqueeledeveriafazererasentar dentrodeseucasteloenquantonósmorríamosdefome.Porémelemandouumaporçãode suaforçaemfrenteparanosdarbatalha.Seuscavaleirosestarãoacavalo,osnossosdevem

lutar a pé. Seus homens estarão nutridos, os nossos vão a batalha de barriga vazia. Não importa.SorEstúpido,LordeMuito­Gordo,oBastardo,deixemelesvirem.Nóstemosoterreno, eissoeupretendofazercomquevirenossavantagem. ­Oterreno?–DisseTheon.–Queterreno?Aqui?Estafalsatorre?Estainfelizvilinha? Você não tem um bom terreno aqui, não tem muralhas para se proteger, nenhumadefesa natural. ­Ainda. ­Ainda–osdoiscorvosgritaramemuníssono.Nissoumcrocitou,eooutromurmurou. –Árvore,árvore,árvore. Aportaabriu.Além,omundoerabranco.Ocavaleirodastrêsmariposasentrou,suas pernasendurecidascomneve.Elebateuseuspésparalivrá­lasdogeloedisse:

­ Vossa Graça, os Karstarks foram presos.Algunsdelesresistiram,emorrerampor

isso. Muitos estavam muitos confusos, e renderam­se calmamente. Nós os confinamosno grandesalão. ­Bemfeito. ­Elesdizemquenãosabiam.Osquenósinterrogamos. ­Elesdeveriam. ­Nóspoderemosinterrogarmaisbruscamente

­ Não. Eu acredito neles. Karstark nunca poderia esperar manter essa traição em

segredo se ele dividisse seus planos com todos os mal nascidos em seu serviço. Algum lanceiro bêbado poderia ter deixado escapar uma noite enquantodeitava­secomumaputa. Elesnãoprecisavamsaber.EleseramhomensdeKarhold.Quandoomomentoviesseeles teriamobedecidoseulorde,comoelestinhamfeitoportodaavida. ­Comodiz,Majestade. ­Equantoassuasperdas?

­ UmdoshomensdeLordePeaseburyfoimorto,edoisdosmeusforamferidos.Se

aprouver Vossa Graça, porém, os homens estão ficando ansiosos. Tem centenas deles juntando­seemtornodatorre,seperguntandooqueestáacontecendo.Conversasdetraição emtodososlábios.Ninguémsabeemquemconfiar,ouquempodeserpresoemseguida.Os nortenhosespecialmente. ­Euprecisofalarcomeles.OWullcontinuaesperando?

­EleeArtosFlint.Vocêosverá?

­Empoucotempo.Alulaprimeiro.

­Comocomanda.–Ocavaleiroseretirou.

Minhairmã,Theonpensou,minhadoceirmã.Apesardeterperdidotodosossentidos

nos braços, ele sentiu uma torção em seu intestino, o mesmo quando o cruel banqueiro Bravosianopresenteou­oparaAshacomoum“presente”.Alembrançacontinuavaaamargurar. O robusto,cavaleirocarecaqueestavacomelanãotinhaperdidotempogritandoporajuda, entãoelesnãotiverammaisdoalgunsmomentosantesdeTheonserarrastadoparaverorei. Aquilofoitemposuficiente.EletinhaodiadooolharnorostodeAshaquandoelapercebeuquem eleera;ochoqueemseusolhos,apiedadeemsuavoz,ojeitoqueabocadelaremexeucom nojo.Invésdecorrerparaabraçá­lo,elatinhadadomeiopassoparatrás. ­OBastardofezissocomvocê?–Elahaviaperguntado. ­Nãoochameassim.–EntãoaspalavrasvieramsederramandodabocaTheon.Ele tentoucontaraelatudo,sobreFedoreoFortedoPavoreKyraeaschaves,omodocomo LordeRamsaynãotiranadaalémdepeleaonãoserquevocêimploreaele.Eleacontoucomo salvou a garota, saltando da muralhadocastelodentrodaneve.–Nósvoamos.DeixeAbel fazerumcançãosobreisso,nósvoamos.–EntãoeletevequedizerquemAbelera,econtar sobreaslavadeirasquenaverdadenãoeramlavadeiras.PoressahoraTheonsabiaoquão estranho e incoerente tudo isso soava, mesmo assim de algum modo as palavras não paravam.Eleestavacomfrio,doenteecansado efraco,tãofraco,muitofraco. Ela tem que entender. Ela é minha irmã.ElenuncaquisfazermalalgumaBranou Rickon.Fedorofezmataraquelesgarotos,nãoeleFedor,masooutro. ­ Eu não sou assassino deparentes.–Eleinsistiu.Elecontouaelacomoelehavia dormidocomascadelasdoRamsay,avisadoaelacomoWinterfelleracheiadefantasmas.– As espadas sumiram. Quatro, eu acho, ou cinco. Não me lembro. Os reis de pedraestão bravos.–Eleestavatremendoaessaaltura,trementeigualaumafolhadeoutono.–Aárvore coraçãosabiameunome.Osdeusesantigos.Theon,euosouvisussurrar.Nãohaviavento, masasfolhasestavamsemexendo.Theon,elasdisseram.MeunomeéTheon.–Erabom dizer o nome. Quantos mais ele dizia, maisdifícilseriaesquecê­lo.–Vocêdevesaberseu

nome. – Ele disse a sua irmã. – Você

mentira.SeunomeéAsha. ­É–suairmãdisse,tãocarinhosamentequeeletemeuqueelafossechorar. Theon odiava aquilo. Ele odiava mulheres chorando. Jeyne Poole tinhachoradotodo caminhodeWinterfellatéali,choradoatéquesuafaceficouroxacomoumabeterrabaeas lágrimashaviamcongeladoemsuasbochechas,etudoporqueeledisseaelaqueeladeveria serArya,docontráriooslobospoderiammandá­losdevolta. ­Elesatreinaramemumbordel.–Elealembrou,sussurrandoemseuouvidoparaque osoutrosnãopudessemouvir.–Jeyneéquaseumaputa,vocêprecisaserArya.–Elenão desejava malaela.Eraparaoseuprópriobem,eodele.Elaprecisavalembrarseunome. Quandoapontadonarizdelaficoupretaporqueimaduradefrio,eumdoshomensdaPatrulha da Noite disse a ela que ela poderia perder um pedaço dele, Jeyne tinha choradoporisso também.–NinguémvaiseimportardecomoAryaparece,contantoqueelasejaaherdeirade Winterfell.–Eleassegurou.–Umacentenadehomensvaiquerersecasarcomela.Mil.

você

me disse que era Esgred, mas essa é uma

AlembrançadeixouTheoncontorcendo­seemsuascorrentes.

­Medeixedescer.–Elesuplicou.–Sóporumpoucodetempo,depoisosenhorpode

mependurardenovo.

StannisBaratheonolhouparaele,masnãorespondeu.

­Árvore.–Umcorvogritou.–Árvore,árvore,árvore.

Eoutraavedisse.

­Theon.

Tãoclarocomoodia,Ashaveioavançandopelaporta.

QarloDonzeloestavacomela,eTristiferBotley.TheontinhaconhecidoBotleydesde

queeleseramgarotos,emPyke.Porqueelatrouxeseusbichinhos?Elapretendemelibertar?

ElesteriamomesmofimdosKarstarks,seelatentasse.

Oreiestavadescontentecomapresençadelestambém.

­Seusguardasaguardarãoláfora.Seeupretendessetemachucar,doishomensnão

iriammedissuadir.

Oshomensdeferrofizeramumareverenciaeseretiraram.Ashaficousobreumjoelho.

­VossaGraça.Meuirmãoprecisaficaracorrentadodaquelejeito?Pareceumapobre

recompensaportrazeragarotaStark.

Abocadoreicontraiu­se.

­Vocêtemumalínguaatrevida,minhasenhora.Nãodiferentedeseuirmãovira­casaca.

­Obrigado,VossaGraça

­Nãofoiumelogio.–StannisdeuumolharaTheon.–Faltaumamasmorranavila,eeu

tenhomaisprisioneirosdoqueeuantecipeiquandonósparamosaqui.–EleacenouparaAsha

ficarempé.–Vocêpodelevantar.

Elalevantou­se.

­ O Bravosiano resgatou sete dos meus homens da Senhora Glover. Eu pagaria contentementeumresgatepelomeuirmão. ­NãotemourosuficienteemtodasassuasIlhasdeFerro.Asmãosdeseuirmãoestão encharcadasdesangue.FarringestáansiandoparaeuodaraR’hllor. ­ClaytonSuggstambém,eunãoduvido. ­Ele,CorlissPenny,etodooresto.AtéoSorRichardaqui,quesóamaoSenhordaLuz quandoeleserveaosseuspropósitos. ­Ocorododeusvermelhoconheceapenasumacanção.

­ Contanto que a canção esteja agradando osouvidosdedeus,deixeoscantar.Os

homensdeLordeBoltonestarãoaquimaisbrevedoquedesejaríamos.ApenasMorsUmber estáentrenós,eoseuirmãomedizquesuasforçassãoformadasinteiramentedegarotos verdes.Oshomensgostamdesaberqueseudeusestácomelesquandoelesvãoàbatalha. ­Nemtodososseushomensadoramomesmodeus. ­Estoucientedisso.Eunãosouotoloquemeuirmãoera. ­Theonéoúltimofilhovivodeminhamãe.Quandonossosirmãosmorreram,issoa despedaçou.Suamorteiráquebraroquesobroudela maseunãovimaquiparaimplorarpela vidadele.

­ Sábio. Eu sinto pela sua mãe, mas eu não poupo a vida de vira­casacas. Deste

especialmente. Ele assassinou dois filhos de Eddard Stark. Todos os nortenhos em meu

serviço iriam me abandonar se eu mostrasse alguma clemência a ele. Seu irmão precisa morrer.

­Entãofaçaosenhormesmo,VossaGraça.–OfrionavozdeAshafezTheontremer emsuascorrentes.–Leve­oatravésdolagonailhotaondeoscarvalhoscrescem,egolpeie suacabeçaforacomaespadamágicaqueosenhorcarrega.ÉassimqueEddardStarkteria feito. Theon assassinou os filhos de Lorde Eddard. Dê­o aos deuses deLordeEddard.Os deusesantigosdonorte.Dê­oaárvore. E de repente veio uma selvageria colossal, com os corvos do meistre saltando e batendo­sedentrodesuasgaiolas,suasnegraspenasvoandoenquantoelesbatiamcontraas barrascomcrocitosaltoseroucos. ­Árvore.–umgraniu.–árvore,árvore–enquantoosegundogritavaapenas–Theon, Theon,Theon. TheonGreyjoysorriu.Elessabemmeunome,elepensou.

Arianne II

*resumo

A Princesa Arianne foi enviada por seu pai para se encontrar com Lord Jon Connington e Príncipe Aegon, o Príncipe Doran foi informado de sua chegada em Westeros no capítulo anteriordeArianne.ElaestáacompanhadaporumacomitivaqueincluiEliaSand­amaisvelha das quatro mais jovens serpentes da areia, Ellaria Sand ­ e Daemon Sand, o Bastardode Graçadadeusa,queapareceuemASOScomoescudeirodeOberyneemOFDCdescobre­se ter sido o primeiro amante de Arianne. NymeriaeTyenetambémdeixaremDorne,coma

princesaMyrcellae300lanças.TrystaneoirmãodeAriannepermaneceseguronoJardimda

Água.

Enquanto estão a caminho de Poleiro do Grifo, Arianne se pergunta seQuentyn chegoua Daenerysesecasoucomela.ElapensaemcomoDanyestásolteira,masumjovemcomo Quentyn,comumfuturonormalenãomuitobonito,éimprovávelqueimpressionealguémda idade de Dany. Aindaassim,AriannepensaqueDanyvaiquererDorneosuficienteparase casarQuentyn,elaseperguntasevaiterquechamarseuirmão'ReiQuentyn',eachaquesoa um pouco boba. Ela fica abalada com seu devaneio quando percebe que sua prima Elia desapareceu,evaiprocurá­la.

Eliaestáemumacaverna,capturandopeixescomasmãosnuas,emumapiscina.Ariannefica

furiosacomelaportersaído,eEliareagecompetulânciapoucoporqueelanãoachaquetenha

feitoalgoerrado.Ariannefazelaprometersecomportar,jáqueeladeveriaestarfingindoser

umadasservasdaprincesa.ElagritaparaEliaqueameninapoderiatermorridonacaverna,e

"morrer"ecoasinistramentetrêsvezescontraasparedes.ArianneconfiaemEliaquemuitas

vezeseladesejaqueOberyntivessesidoseupai,emvezdeDoran.Nasparedesdacaverna

queelasencontramesculturasdeixadaspelosfilhosdafloresta.

DoishomensdaCompanhiaDouradaencontramogrupo,JovemJohnMuddeCadeia.Eles nãodizemmuitacoisaaArianne,maseventualmenteelafazCadeiaadmitirqueConningtonfoi para Ponta Tempestade. Ela acha que é absurdo, já que dentre os vários castelos em Westeros,PontaTempestadeseriaomaisdifícildecapturar. Apesardapromessaanterior,Eliacontinuaasecomportarmal;Arianneencontraelabeijando comumservochamadoPenas,quetemodobrodesuaidade.AriannegritacomelaeElia protesta dizendo que estava apenas beijando; Arianne se lembra privada de ter perdido a virgindadecomDaemonnamesmaidade.Asduasmulheresdiscutemsobrequemseriauma refémmaisatraente,edepoisEliaprometenovamentesecomportar.

OmestreespiãoCompanhiaDouradaLysonoMaarencontraogrupoeosconduz.Ariannenão seimportacomele,edescreve­ocomoparecendoumTargaryen.LysonoeAriannediscutem sobre Aegon vs Dany. Lysono diz que Aegon tem sangue Dornês, para que Arianne que Daenerystambém.Ele,então,proclamaqueAegonéoDragão,paraoqualArianneresponde que Daenerys tem três. Ao longo do caminho Arianne avalia se Connington é digno da assistênciadeDorne,elaacreditaqueelevaiprecisardosdornesesparatomarPortoReal. AochegaraPoleirodoGrifoArianneéinformadoporHaldonMeio­MeistrequeConningtonnão sópartiuparaPontaTempestade,masquejáhaviaconquistadoocastelo,oexércitodosTyrell estavamvindodePortoRealagoraparatentartomá­lodevolta.Arianneseimpressionacomo sucessodeConnington.HaldondizaelaqueConningtoneAegonqueremseencontrarcom ela no emPontaTempestade,Daemonimploraparaqueelanãoentrremperigo.Arianneo repreende, dizendo que ela deve ser a verdadeira herdeiradeseupai,eiráencontraresse 'Dragão'.

[Apósaleitura,GeorgemencionouqueessecapítuloeraArianneIIenãoArianneI.Eledisse

que o primeiro capítulo de Arianne acontece na volta para Lançassolar e é sobre Doran descobrir a chegada de Aegon nas Terras da Tempestade e enviar Arianne para coletar informaçõesparaele.]

Tyrion

*resumo

NosegundocapítulovemosTyrionjogandocyvassecomBenMulato,enquantoelesesperamo

exércitodo'SorVovô'navegaradianteetentarquebrarocercodeMeereen.Osdoisbrincam

comoutrosdopessoaldeBenMulatosobreoqueéapiorcoisadaesperapelocomeçoda

batalha,pontuadopelosomdostrabucosarremessandomaiscadáveresemMeereen.

Ben Mulato reflete que os dois dragões são curingas que podematacarqualquercoisaem ambososladosduranteabatalha.ElesassumemDanyvoltaránoterceirodragãoeespeculam sobreoresgatedostrêsreféns­Daario,oeunucoeomeninocavalo­eentregá­losaMeereen para, assim, mudar de lado uma segunda vez,masafirmandoquesófingiumudardelado antes,demodoadescobrirosplanosYunkaítas.

Tyrionpensacomceticismosobreisso,seserácompensadocomgratidãoportermatadoo Inimigo mais perigoso de Dany ­ Tywin. Quando Tyrion está prestes a ganhar apartidade cyvasse, Jorah explode com notíciasdevelasnegrasnabaía(naviosdoshomensdeferro) hasteandobandeirasdedragão.

Barristan I

*Descriçãodocapítulo

O capítulo começa com uma descrição sangrenta dos corpos das vítimas da pragasendo atirados para a cidade pelas catapultas.Somenteosdistritosaonorte,nooutroladodorio, estãolongesosuficienteparanãoserematingidos.

Barristancavalgaparaograndemarcadopeloportãoocidental,vestindosuanovaarmadurada GuardadaRainha,emontadonaéguaprateadaqueDrogoderaparaDany.Elesentequeistoé presunçoso, mas pensa que mesmo enquanto a rainha está desaparecida, é importante ostentaralgumsímbolodelaporpertoparalevantaramoral.Trêsdeseusaprendizescavalgam comele:TumcoLho,LarraqeoOvelhaVermelha.

Nomercado(apresentandováriosmarcos,comoaestátuadofazedordecorrenteseatorre das caveiras),na“horadolobo”,asforçasprincipaisqueparticiparãodoataquesereúnem. Existem cinco mil Imaculados, os Corvos Tormentosos, um bando esfarrapado de, aproximadamente,vintedothrakieoslutadoresdearena.AsbestasdoCabeça­raspadaestão

ocupandoasmuralhasdacidadenolugardosImaculados.Elesservirãocomoaúltimalinhade

proteçãodacidade,casooataquedeBarristanfalheeDanyaindanãotenharetornado.

Oataquevaipartirdostrêsportões(norte,sul,eoeste),masBarristanvailiderarainvestida contra o principal exército Yunkaíta diretamente ao oeste. Barristan pensa que oataquevai contratodososseusinstintos,poisosnúmerosestãocontraeles,eosucessodelesdepende emconfiaremmercenários­principalmente,confiarnaganânciadoPríncipeEsfarrapado.

Ele encontra­secomseuscomandantes(incluindooViúvo,Jokin,VermeCinzento,ealguns dos lutadores de arena). O plano deles é liderar com a cavalaria e flanquear as legiões defensoras, tomar as catapultas e queimar os pavilhões. Os lutadores de arenaavançarão apósacavalaria,efocarãoemintimidaçãoemassacre.Porúltimo,osImaculadosirãoformar uma linha no exterior do portão, que deverá ser bem­sucedida se os Yunkaítas não contra­atacaremimediatamente.

Barristanlembraseuscomandantesdequeelesdevemrecuarouavançarquandoouviremo OvelhaVermelhasoprarochifre.OViúvoperguntaoquefazersenãoouviremumsoprode chifre ­ isto é, se Barristan e seus aprendizes estiverem mortos. Barristansabequeistoé prováveldeacontecer,poispretendeseroprimeiroaatravessaraslinhasyunkaítas,entãoele dizquenestecaso,oViúvoseráosegundoemcomando.BarristanentãolembraqueoSenhor ComandanteHightowerumavezdisseraaeleanuncafalardederrotaantesdeumabatalha,já queosDeusespodemestarouvindo.

Seráoamanhecerembreve.Alguémdiz“Umamanhecervermelho”,eBarristanpensa“Um

amanhecerdodragão”.Antes,elerezaraparacadaumdosSeteporváriascoisas,terminando

comumasúplicaaoEstranho,pormisericórdia.Emboraelesaibaquetodososhomensdevem

morrereventualmente,Barristangostariadeviverportodoodia.

Maiscorposcaemdocéu.BarristannotaareaçãodeTumcoLho,evêqueorapaztemea éguadescoradamaisdoqueosinimigosforadosportões.Barristan,então,dá­lheumdiscurso inspirador sobre como todos os homens temem todas as batalhas. No início, o Ovelha Vermelhaécorajoso,dizendoquenãotemeamortepois,nesteinstante,eleseencontrarácom oGrandePastor­ondeeleplanejaquebrarocajadodeseuPastorecastigá­loportercriado pessoastãopacíficasemummundotãoviolento.

Barristancontinuasualição,dizendoquenãohá“nadamaisterrível,nadamaisglorioso,nada

maisabsurdo”doqueaguerra.AtémesmoBarristanadmitequeelecagouemsuascalçasem

suaprimeirabatalha.Eleéinterrompidoporummurmúrioentreossoldados­umafogueiraé

acesanaharpiaemtopodeumadaspirâmides,presumivelmenteumsinalparaoshomensde

cadaportãocomeçaremoataque.Oportãoseabre,eBarristansoaochamadoparaatacar.

Barristan II

*Descriçãodocapítulo

Elesentesuastripastorcerem­sedenervosismoenquantocavalgaatravésdosportões.Ele sabequeosentimentoiráemboraquandootempodesacelerarnocaosdabatalha.Aéguade Dany facilmente ultrapassa os rapazes e o resto da cavalaria; Barristan sente­se felizpois pretende ultrapassar o Viúvo e desferir o primeiro golpe. Os Yunkaítas estão totalmente despreparados, e Barristan aproxima­se de Harridan, a maior das catapultas. Os Corvos Tormentosos gritam “Daario!” e “Corvos Tormentosos, voem!”; Barristan pensa que nunca maisduvidarádovalordemercenários.

ExistemapenasvinteesetemetrosentreacavalariaeaslegiõesYunkaítasquandoasdefesas começam a serem montadas. O ar enche­se de flechas. Um escudeiro dos Corvos Tormentososémorto,eumdardoatravessaoescudodeBarristan.Ouvem­setrêssoprosde chifre,eoslutadoresdearenaemergemdoportãoatrásdeles.

Barristanolhaparatrásparaveroslutadoresdearena.Existemcercadeduzentosdeles,mas elesfazembarulhoosuficienteparadoismil.Umamulhersedestaca,vestindonadamaisdo que grevas, sandálias, uma saia de cota de malha, e um pitão. Barristan está um pouco chocadoe,observandoseusseiosbalançarem,pensaqueestediacertamenteseráoúltimo dela.Oslutadoresdearenagritam,principalmente,“Loraq!”e“Hizdahr!”,masalgunsberram “Daenerys!”.Larraqéatingidonopeitoporumaflecha,trazendoaatençãodeBarristanparaa frente,masoescudeiromantémosestandarteserguidos,eremove­a.

Barristan chega em Harridan, mas uma legião de seis mil Ghiscari formou uma linha para defenderaenormecatapulta.Elapossuiseiscolunas­aprimeira,ajoelhadaecomsuaslanças apontandoparacima,asegundasegurasuaslançasnaalturadacintura,eaterceira,naaltura dosombros.Asoutrastêmpequenaslançasdeatirareestãoprontasparaavançaremquando seuscompanheiroscaírem.

Barristansabequeacorrentedeummeistreétãofortequantoseuelomaisfraco,eidentifica ascompanhiasdosYunkaítascomoosseusinimigosmaisfracos,certamentemaisfracosque as legiõesdeescravos.Emparticular,BarristanmiraPaezharzoMyraqesuasGarças.Os escravosescolhidosparaseremGarçassãobizarramentealtos,mesmoantesdesubiremem suaspernasdepau,evestemescamasepenasrosas,ebicosdeaço.MasBarristanpercebe queelesserãocegadospeloamanhecersobreacidade,egostariadequebrarsuascolunas facilmente, então Barristan se afasta da legião protegendo a catapulta e vai em direçãoàs Garças.

ElecortaacabeçadeumadasGarças,eseusrapazesjuntam­seàbriga.AéguadeDanyatira

uma Garça em três outras, e todas elas caem. Em poucos instantes, asGarçasestãose espalhandoefugindo,lideradaspelopróprioPombinho.Infelizmente,paraPaezhar,eletropeça emsuaarmaduradepássaro,eépegopeloOvelhaVermelha.OPombinhopedemisericórdia, dizendoqueeleiráconsegui­losumagranderecompensa.OOvelhaVermelhadizapenas“Eu vimparasangue,nãoouro”,eamassaacabeçadoPombinhocomsuamaça,jorrandosangue emBarristanenaPrata.

Os Imaculados começam a marchar através dos portões, e Barristan vê que osYunkaítas perderamsuachancedelançarumcontra­ataque.Enquantoelevêmaislegiõesdeescravos seremmassacradas,emsuamaioriaaquelasqueestavampresasjuntasenãopodiamrecuar, eleperguntaasimesmoondeascompanhiasmercenáriascomoosSegundosFilhosforam. Os Imaculados terminam de formaralinhanoexteriordosportões,implacáveisatémesmo quandoumdeseuscaicomumdardodebestanopescoço.

Tumco traz a atenção de Barristan para a baía, dizendo “Porque existem tantos navios?”. Barristanselembraqueontemeramvinte,masagoraexistemotriplodisso.Seucoraçãopesa quandodeduzqueosnaviosdeVolantisteriamchegado,masentãovêquealgunsdosnavios estãolutandounscomosoutros.

EleperguntaaTumco,cujosjovensolhospodemvermelhor,paraidentificarosestandartes.

Tumcodiz“Lulas,grandeslulas.ComonasIlhasBasilisco,quandoalgumasvezeselaspuxam

osnaviosparaofundo”.

Barristanresponde,“Deondevenho,nósaschamamosdelulasgigantes”.

PercebendoqueosGreyjoychegaram,seuprimeiropensamentoé“BalonsejuntouaJoffrey, ouaosStark?”,masentãolembra­sequeouviudizeremqueBalonestámorto,esepergunta seistotemalgoavercomofilhodeBalon,omeninoqueeraprotegidodosStark.Elevêqueos homensdeferroestãosubindoapraia,lutandocontraosYunkaítas,ediz,surpreso“Elesestão do nosso lado! As companhias mercenárias não se juntaram a ele em sua investida pois estavampreocupadoscomosnascidosdoferro!”

Barristanestámuitocontente.“ÉcomoBaelorQuebra­LançaseoPríncipeMaekar,oMarteloe

aForja.Nósostemos!Nósostemos!”

Fontes

ArianneI­traduçãodeAnaPaulaLopez Victarion­ youtube,transcritopelousuáriodoReddit‘Icedune21’ TheonI­traduçãodeTonyCardia

ArianneII­discussão1,2.

TyrionI­discussão.

BarristanIeII­DescriçãodetalhadadaleiturafeitaporGRRMnaBoskone,escritapor‘Azador’doForum

OfIceAndFireetraduzidaporLordePedroTeixeira

Trechos de “The Winds Of Winter” - por George R. R. Martin. A ser publicado pela Bantam Books; Copyright © por George RR Martin. Todos os direitos reservados. Traduzido para fins de entretenimento para os leitores e fãs do Game Of Thrones BR.