Microgeração  no  meio  rural:     agricultura  familiar  e  produção  de  energia  

4º  MICROGERAR     Seminário  e  Mostra  La8no-­‐Americana  de  Geração  Distribuída   Foz  do  Iguaçu-­‐PR,  Setembro-­‐2013  

Agricultura  familiar  e  produção  de  energia  

Ministério do Desenvolvimento Agrário - MDA
Secretaria de Agricultura Familiar - SAF

Departamento de Geração de Renda e Agregação de Valor - DGRAV

Departamento de Assistência Técnica e Extensão Rural - DATER

Departamento de Financiamento e Proteção da Produção - DFPP

Coordenação-Geral de Biocombustíveis - CGBIO

Agricultura  familiar  e  produção  de  energia  

CGBIO Criação: 2005 Gestão e coordenação do Programa Nacional de Produção e Uso de Biodiesel (PNPB) e do Selo Combustível Social
• Brasil entre os 4 maiores produtores e consumidores de biodiesel do mundo ≈ 3 bilhões de litros/ano • 43 usinas detentoras do Selo Combustível Social (72% das usinas e 99% da produção de biodiesel) • 90-100 mil famílias e 75 cooperativas da agricultura familiar; Coordenação-Geral de Biocombustíveis - CGBIO • R$ 2,1 bilhões em aquisições de grãos e óleos e R$ 42 milhões em assistência técnica+fomento;

Departamento de Geração de Renda e Agregação de Valor - DGRAV

Agricultura  familiar  e  produção  de  energia  

Atribuições  (Decreto  nº  7.255,  de  04  de  agosto  de  2010):     Elaborar,   implantar   e   avaliar   polí8cas   de   acesso   à   mercado,   apoio   à   comercialização,   geração   de   renda   e   agregação   de   valor,  diversificação  econômica  e  valorização  dos  produtos  da   agricultura  familiar  incluindo  ...   as   polí8cas   de   promoção   da   par8cipação   da   agricultura   familiar   e   assentados   da   reforma   agrária   na   produção   e   geração  de  energias  renováveis  
Departamento de Geração de Renda e Agregação de Valor - DGRAV Braço  do  DGRAV/SAF  para  as  polí8cas  envolvendo  energias  renováveis   Coordenação-Geral de Biocombustíveis - CGBIO PPA   2012-­‐2015   –   Plano   orçamentário:   Fomento   à   par8cipação   da   agricultura  familiar  nas  cadeias  de  energias  renováveis   PCT  PNUD/PRONAF  2011  –  Energias  renováveis  

Agricultura  familiar  e  produção  de  energia  

Total de Estabelecimentos

Área total

Fonte: IBGE Censo Agropecuário 2006

Agricultura  familiar  e  produção  de  energia  

Pessoal ocupado (em%)

de   pessoas  AGRICULTURA   FAMILIAR  

Fonte: IBGE Censo Agropecuário 2006

Agricultura  familiar  e  produção  de  energia  

Nº  de  estabelecimentos  familiares  X  não  familiares  –  consumo  de  combusavel  (mil  
estabelecimentos)     1.510 1.286 1600 1400 1200 1000 800 600 400 200 0
13

498 284 38
0 264 126 Gasolina 178 240

602

1

27

5 Lenha Óleo diesel

49

Álcool

Bagaço de cana Carvão vegetal Gás (GLP, GNV, biogás)

Querosene

Agricultura não familiar
Fonte:  IBGE  (2006)  

Agricultura familiar - Lei 11.326

Agricultura  familiar  e  produção  de  energia  

Quan8dade  de  combusaveis  consumidos  nos  estabelecimentos  agropecuários  familiares   e  não  familiares  
350000 300000 250000 200000 150000 100000 50000 0 Carvão vegetal (Toneladas) Gás (GLP, GNV, biogás) (Toneladas) Lenha (Mil metros cúbicos) 27.956 59.566 12.695 80.404 207.576 307.270

Agricultura não familiar
Fonte:  IBGE  (2006)  

Agricultura familiar - Lei 11.326

Agricultura  familiar  e  produção  de  energia  

Perfil  da  fonte  de  energia  elétrica  u8lizada  pela  agricultura  familiar   2,98  milhões  de   estabelecimentos  da   agricultura  familiar   consomem  energia   elétrica   2,93  milhões  u8lizam   fonte  externa  ao   estabelecimento   55  mil  geram  EE  no   estabelecimento  

2%

98%

Externa
Fonte:  IBGE  (2006)  

Gerada no estabelecimento

Agricultura  familiar  e  produção  de  energia  

Perfil  da  produção  de  energia  elétrica  pela  agricultura  familiar  
8,2%   8,3%   45,7%  
Solar   Queima  de  combusaveis   Outras  formas   Hidráulica   Eólica  

0,3%  

37,5%  

Fonte:  IBGE  (2006)  

Agricultura  familiar  e  produção  de  energia  

Potencial do biogás para a agricultura familiar
Distribuição do número de estabelecimentos com suinocultura por tipo de agricultura – Região Sul
100% 90% 80% 70% 60% 50% 40% 30% 20% 10% 0%

88,1%

85,1%

89,5%

89,4%

Sul

Paraná

Santa Catarina

Rio Grande do Sul

Agricultura familiar - lei 11.326
Fonte:  IBGE  (2006)  

Agricultura não familiar

Agricultura  familiar  e  produção  de  energia  

Potencial do biogás para a agricultura familiar
Distribuição do rebanho de suínos por tipo de agricultura – Região Sul
100% 80% 60% 40% 20% 0% Sul Paraná Agricultura familiar - lei 11.326
Fonte:  IBGE  (2006)  

66,6%

62,2%

66,5%

70,2%

Santa Catarina Agricultura não familiar

Rio Grande do Sul

Potencial  do  biogás  

 

Análise  em  municípios  com   plantel  acima  de  5.000   suínos   PR=  4,1  milhões  cabeças     SC=  6,3  milhões  cabeças   RS=  5,1  milhões  cabeças    

Oeste  e  Sudoeste  PR  

     

Oeste  SC  

Noroeste  e  Centro  Oriental  RS  

Potencial  do  biogás  

PR=  309 milhões m³/ano

SC=  477 milhões m³/ano  

RS=  386 milhões m³/ano  

Benelcios  de  uma  polí8ca  pública  para  o  biogás  

•  Cumprimento  das  metas  do  Plano  ABC  (2010-­‐2020)  -­‐  redução  de  6,9  milhões   t  CO2  eq.  Meta  de  ampliação  do  uso  de  tecnologias  para  tratamento  de  4,4   milhões  de  m³  de  dejetos  animais.   •  MiNgação   dos   impactos   ambientais   causados   pelos   resíduos   animais   sem   tratamento;   •  Aumento  da  oferta  de  biogás  e  energia  no  meio  rural;   •  IncenNvo  à  eletrificação  e  à  agregação  de  valor  aos  produtos  agropecuários;   •  Geração  de  bioferNlizantes  e  redução  do  uso  de  ferNlizantes  industrializados;   •  Disponibilização  de  uma  nova  e  crescente  fonte  de  renda  ao  produtor  rural;   •  Dinamização  das  economias  interioranas  e  do  desenvolvimento  territorial   sustentável  (efeitos  mul8plicadores).  

Desafios  e  etapas  para  o  biogás  

•  Criação  do  marco  legal/regulatório  para  especificações  do  biogás  e  biometano   •  Especificação  de  gasodutos  rurais  para  biogás   •  Alterações  regulatórias  para  viabilizar  a  comercialização  e/ou  o  aproveitamento  efeNvo   de  energia  elétrica  a  parNr  do  biogás     •  Desenvolvimento  de  tecnologias  de  produção,  beneficiamento  e  uso  do  bioferNlizante   •  Parcerias  em  PD&I,  esta]sNcas  e  monitoramento   •  Educação  –  formação  técnica  de  apoio  ao  agricultor  e  seus  empreendimentos   •  Criação  de  instrumentos  de  assistência  e  capacitação  técnica  com  forte  efeito   mulNplicador   •  Entre  outros.  

Outras  ações  do  MDA  relacionadas  à  GD  

•  DiagnósNco  e  análises  para  a  criação  de  uma  políNca  pública  para  o  biogás  –  Itaipu   •  DiagnósNco  industrial  e  capacitação  técnica  para  a  produção  de  etanol  combus]vel  em   pequena  escala  na  agricultura  familiar  –  Universidade  Federal  de  Santa  Maria   •  Estudo  de  viabilidade  técnica  e  econômica  do  uso  de  aerogeradores  e  células   fotovoltaicas  em  propriedades  rurais  familiares  –  Embrapa  Clima  Temperado   •  Discussões  dos  desafios  e  oportunidades  dos  modelos  de  produção  de  energia  solar   junto  à  agricultura  familiar  (em  especial  no  Nordeste)  -­‐  CONTAG   •  Criação  de  políNcas  de  incenNvo  para  o  extraNvismo  da  macaúba  (óleo  e  carvão  do   endocarpo):  elaboração  de  manual  de  boas  práNcas,  levantamento  de  custos  de   produção  para  inclusão  no  PGPM-­‐Bio  –  ESALQ,  UFV,  CONAB   •  Entre  outros.  

Agricultura  familiar  e  produção  de  energia  

MDA
SAF
DGRAV DATER DFPP

SDT

SRA

INCRA

PD&I,  capacitação,  estaas8cas,   monitoramento,  gestão/organização,   amadurecimento  de  polí8cas  públicas  
CGBIO

Outros ministérios, legisladores, governos estaduais e municipais Movimentos sociais Sociedade/ONGs / academia Iniciativa privada

Obrigado!  
André  Grossi  Machado   Coordenador-­‐Geral  de  Biocombusaveis   CGBIO/DGRAV/SAF/MDA   andre.machado@mda.gov.br   +55  61  2020-­‐0272/0275   www.mda.gov.br/saf  

Sign up to vote on this title
UsefulNot useful