Guia do estudante

SEaD-UFSCar
Programa de Formação Superior na Modalidade de Educação a Distância

Reitor Prof. Dr. Targino de Araújo Filho Vice-Reitor Prof. Dr. Adilson Jesus Aparecido de Oliveira Secretária Geral de Educação a Distância Profa. Dra. Aline M. de M. Rodrigues Reali Pró-Reitora de Graduação Profa. Dra. Claudia Raimundo Reyes

Coordenação SEaD-UFSCar Prof. Dr. Daniel Mill Profa. Dra. Denise Abreu-e-Lima Profa. Dra. Sandra Abib Profa. Dra. Marcia Rozenfeld Gomes de Oliveira Profa. Dra. Joice Lee Otsuka Profa. Dra. Vânia Paula de Almeida Neris

UAB-UFSCar Universidade Federal de São Carlos Rodovia Washington Luís, km 235 13565-905 - São Carlos, SP, Brasil Telefax (16) 3351-8420 www.uab.ufscar.br uab@ufscar.br

Universidade Aberta do Brasil Universidade Federal de São Carlos

Guia do estudante
SEaD-UFSCar
Programa de Formação Superior na Modalidade de Educação a Distância

São Carlos-SP 2013

Guia do estudante Responsáveis pela Preparação e Revisão Profa. Priscila Cristina Fiocco Bianchi Profa. Maria Inês Aoki Ohnuma Concepção e Produção Editorial Prof. Dr. Daniel Mill Profa. Dra. Valéria Sperduti Lima Profa. Dra. Denise Abreu-e-Lima Profa. Dra. Joice Lee Otsuka Supervisão Editorial Douglas Henrique Perez Pino Equipe de Revisão Linguística Clarissa Galvão Bengtson Daniel William Ferreira de Camargo Francimeire Leme Coelho Letícia Moreira Clares Lorena Gobbi Ismael Luciana Rugoni Sousa Marcela Luisa Moreti Paula Sayuri Yanagiwara Rebeca Aparecida Mega Sara Naime Vidal Vital Equipe de Editoração Eletrônica Izis Cavalcanti Capa Jorge Oliveira

.........

SUMÁRIO
Capítulo 1 Mensagem de boas-vindas . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 7 Capítulo 2 Sobre a proposta de EaD dos cursos da UFSCar . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 11 Capítulo 3 Sobre os sujeitos/agentes de ensino-aprendizagem na EaD da UFSCar. . . . . . 19 Capítulo 4 Sobre os materiais didático-pedagógicos da SEaD-UFSCar . . . . . . . . . . . . . . . . 37 Capítulo 5 Organizando-se para estudar. . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 45 Capítulo 6 As avaliações nos cursos de graduação a distância na UFSCar. . . . . . . . . . . . 55 Capítulo 7 Direitos e deveres dos estudantes dos cursos de graduação a distância na UFSCar. . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 59

Anexos Resolução no 013, de 15 de junho de 2009. . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 77 Portaria GR no 306/09, de 13 de outubro de 2009 . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 81 Portaria GR no 308/09, de 13 de outubro de 2009 . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 85 Portaria GR no 688/2010, de 20 de setembro de 2010. . . . . . . . . . . . . . . . . . . 91 Portaria GR no 461/06, de 07 de agosto de 2006. . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 93 Resolução CEPE no 463, de 26 de março de 2004 . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 97 Resolução no 012, de 22 de maio de 2009. . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 99

Capítulo 1 Mensagem de boas-vindas .

.

Desejamos o seu crescimento pleno como cidadão e como profissional nesta área. Queremos lhe dar as boas-vindas e cumprimentá-lo pela escolha dessa modalidade de ensino e aprendizagem na UFSCar: a Educação a Distância (EaD). O ensino público. Para isso. na atuação de cada um como profissional. . as quais promovam transformações em suas vidas e. consequentemente. planejar. mobilizamos uma grande equipe para gerenciar. Você está participando de um momento importante na Universidade Federal de São Carlos (UFSCar) e nas várias universidades públicas do país que integram o sistema Universidade Aberta do Brasil (UAB).Caro estudante. gratuito e de qualidade se expande numa dimensão antes inimaginável. desenvolver e acompanhar cuidadosamente esse processo de implantação e construção de uma proposta de educação a distância que possa garantir a todos os alunos experiências significativas.

os sujeitos/agentes envolvidos em todo o processo.Este Guia do estudante pretende orientá-lo sobre a forma como o curso foi pensado e estruturado. . bem como orientá-lo para a sua organização pessoal para estudos. Esteja certo de que o acompanharemos de perto nesse processo. os materiais didático-pedagógicos que integram cada disciplina e curso. a proposta de EaD da UFSCar. e de que poderá contar conosco em qualquer momento dessa jornada! Boa leitura! Equipe da Secretaria Geral de Educação a Distância (SEaD-UFSCar) e Coordenadorias de Curso. avaliações e uso do Ambiente Virtual de Aprendizagem (AVA).

Capítulo 2 Sobre a proposta de EaD dos cursos da UFSCar .

.

fundamentalmente. principalmente. por isso.1 Noções sobre EaD A Educação a Distância (EaD) é uma modalidade de educação que vem sendo considerada como uma forma alternativa e complementar para formação humana. pela separação física (espaço-temporal) entre educando e educador. O estudante deve aprender a organizar seus horários de estudo. a trabalhar em conjunto com seus colegas e. é preciso aprender a interagir.Guia do estudante 2. mudam em relação aos papéis discentes e docentes da educação presencial. Os papéis do educando e do educador. a colaborar e a ser autônomo para atingir seus objetivos de aprendizagem e os objetivos estabelecidos pelo curso. o conhecimento é construído de forma espaço-temporal distinta da maneira como ocorre na sala de aula da educação presencial. a educação a distância caracteriza-se. sua agenda e. Logo. bem como pela intensificação do uso de tecnologias de informação e comunicação para mediar a relação de ensino-aprendizagem. na EaD. fica mais evidente sua atuação como sujeito ativo no processo de construção do conhecimento. De forma geral. no âmbito da EaD. 13 .

que pode haver ensino sem necessariamente haver aprendizagem. para isso. o educador precisa compreender. Somos da opinião de que educação é um processo bem mais abrangente do que ensino e. especialmente. Trata-se de uma grande parceria pública nos três níveis governamentais (Federal. 2. Um dos aspectos que ressaltamos é a importância de uma abordagem focada no aluno e autodirigida. Estadual e Municipal). ensinar tem a docência como centro do processo. que conta com a participação das instituições de ensino superior (IES) públicas e demais organizações interessadas. no âmbito do Fórum das Estatais pela Educação. O grande objetivo é a otimização na construção do conhecimento e. com base na crença fundamental de que não se pode ensinar.2 Sobre a Universidade Aberta do Brasil – UAB Em 2005. ainda. o termo “ensino a distância” como sinônimo de educação a distância. e aprender tem o aluno como foco da atenção. Se a educação ocupa-se 14 do processo de ensino-aprendizagem.SEaD-UFSCar Do lado docente. queremos acreditar que ela deva dar atenção a quem ensina e a quem aprende. mas facilitar a construção de conhecimentos pelo aluno. tem como . por exemplo. o governo federal deu início à implementação do sistema Universidade Aberta do Brasil (UAB). A educação a distância exige uma pedagogia própria em quase todos os aspectos da relação docente-conhecimento-tutor-aluno. na UFSCar. A UAB. as implicações do redimensionamento espaço-temporal para a sua prática pedagógica. educador e aluno precisam receber a devida atenção. criada pelo MEC. Por essa questão. consideramos a terminologia Educação a Distância (EaD) a mais adequada para denominar o que entendemos como ensino-aprendizagem. Há quem utilize. pois se trata de um novo paradigma de ensino e de aprendizagem. Aos olhos da SEaD-UFSCar.

o principal programa de formação da SEaD-UFSCar é a Universidade Aberta do Brasil (UAB). a Universidade Federal de São Carlos (UFSCar) e os municípios (polos). 15 . A UFSCar é uma das muitas IES parceiras do programa de formação UAB. por meio da Secretaria de Educação a Distância (SEED). A Universidade.3 Organização da SEaD-UFSCar Atualmente. por exemplo. por intermédio da modalidade de educação a distância. Trata-se da possibilidade de ampliar o campo de atuação da UFSCar. A infraestrutura física dos polos de apoio presencial em cada município permitirá que você e seus colegas recebam orientações diversas e realizem atividades específicas como aquelas de avaliação ou de laboratórios.Guia do estudante objetivo a articulação e integração de um sistema nacional de educação superior a distância. a) Sistema de Parceria A Universidade Aberta do Brasil (UAB) foi implementada a partir de um Sistema de Parceria entre três instâncias: o Ministério da Educação (MEC). programas. atividades pertencentes às políticas públicas voltadas para a ampliação e interiorização da oferta do ensino superior gratuito e de qualidade no Brasil. A estrutura de apoio às atividades de educação a distância da SEaD-UFSCar conta com um Sistema de Gestão organizado para o desenvolvimento das atividades por responsabilidades apresentadas na oferta de graduação a distância. que envolve os subsistemas descritos a seguir. assim como na educação presencial. pode-se proporcionar oportunidades diversas a cidadãos residentes em cidades distantes de seus campi ou que tenham dificuldades em participar de cursos presenciais. é incumbida de preparar e oferecer os conteúdos disciplinares dos cursos. seja em cursos de graduação ou de pós-graduação. projetos. visando sistematizar as ações. Dessa forma. b) Sistema de Gestão 2.

• • • Coordenadoria de Inovações em Tecnologias na Educação. e Coordenadoria de polo.SEaD-UFSCar A SEaD-UFSCar é organizada em coordenadorias que dão apoio às coordenações de curso e às coordenadorias de polo de apoio presencial no desenvolvimento das atividades pedagógicas. c) Sistema de Tutoria Contamos com a participação de dois grupos de tutores: o tutor de apoio virtual e o tutor de apoio presencial. Coordenadoria de Desenvolvimento e Aperfeiçoamento Profissional. Coordenadoria dos Processos de Ensino e Aprendizagem. A estrutura desse sistema de gestão conta com o suporte da: • • • • • • Secretaria Geral de Educação a Distância – SEaD-UFSCar. Coordenadoria Geral e Adjunta da UAB-UFSCar. Coordenadoria de Administração e Planejamento Estratégico. Esse grupo gestor compõe o Sistema de Gestão de EaD da UFSCar e dá apoio aos estudantes na realização de suas atividades acadêmicas. Coordenadoria de Curso. Adiante. detalharemos as funções dessas equipes coordenadoras. Coordenadoria de Relações Institucionais. no capítulo 3. Esses profissionais têm tarefas distintas para que você possa ter todo o apoio e orientação durante o seu processo de aprendizagem no curso. Você saberá mais sobre suas funções no capítulo 3 deste Guia. d) Sistema de Formação Docente Os docentes/educadores responsáveis pelas disciplinas dos cursos da SEaD-UFSCar participam da formação docente desde a elaboração dos 16 .

Guia do estudante materiais da disciplina até o seu desenvolvimento com os alunos. esses educadores contam com o apoio de um grupo de profissionais da área de educação a distância para a sua formação e acompanhamento dos estudantes. 17 . Durante a criação dos materiais didático-pedagógicos.

.

Capítulo 3 Sobre os sujeitos/agentes de ensino-aprendizagem na EaD da UFSCar .

.

técnico e pedagógico voltadas às necessidades dessa modalidade de ensino e aprendizagem. Essa Secretaria tem por finalidade executar as políticas. apoiar o desenvolvimento e a implementação de ações. a SEaD vem se estruturando por meio da constituição de diferentes coordenadorias para o desenvolvimento de ações de apoio administrativo.1 Sobre a SEaD-UFSCar Em outubro de 2008.Guia do estudante 3. voltadas para a modalidade de educação a distância. no 617). garantir a qualidade educacional e do material didático. Desde a sua instalação. o Conselho Universitário (ConsUni) aprovou um documento sobre a política de educação a distância e sobre o regimento de uma Secretaria Geral de Educação a Distância (SEaD) vinculada diretamente à Reitoria (Resolução ConsUni. mediante propostas educacionais inovadoras e de integração de novas tecnologias de informação e comunicação. 21 .

Coordenadoria de Relações Institucionais (CORI): tem por finalidade assessorar os diferentes setores da UFSCar e outras instituições públicas e particulares quanto à modalidade EaD.2 Sobre a estrutura organizacional da SEaD Em abril de 2011. Coordenadoria de Administração e Planejamento Estratégico (CAPE): • • • 22 . Essa estrutura é composta das seguintes coordenadorias: • Coordenadoria de Processos de Ensino-Aprendizagem (COPEA): tem por finalidade subsidiar o desenvolvimento e a implementação pedagógica dos processos de ensino-aprendizagem de projetos de EaD. especialmente os relacionados ao planejamento. que dispõe sobre a estrutura organizacional da SEaD-UFSCar. e pesquisar e desenvolver novas tecnologias para a EaD. acompanhamento e avaliação. executar e acompanhar cursos de formação inicial e continuada para profissionais na modalidade a distância. produção. e definir parâmetros de qualidade para o bom andamento de um curso a distância nos municípios candidatos a polos da UFSCar. avaliar as condições de oferta dos cursos.SEaD-UFSCar 3. foi aprovada a Portaria GR no 881/2011. Coordenadoria de Inovações em Tecnologias na Educação (CITE): tem por finalidade gerenciar questões relacionadas à infraestrutura tecnológica de apoio aos cursos a distância oferecidos pela UFSCar. realizar visitas técnico-administrativas nos polos. • Coordenadoria de Desenvolvimento e Aperfeiçoamento Profissional (CODAP): tem por finalidade organizar. propor. validação e distribuição de materiais educacionais em diferentes mídias. apoiar questões relacionadas à elaboração.

São docentes. a Unidade de EaD localizada na UFSCar conta com profissionais diversos e qualificados em diferentes áreas de conhecimento. temos também uma equipe de tutores virtuais que acompanharão o processo educacional dos alunos – mais adiante. detalharemos essa equipe de tutores. equipe de apoio audiovisual etc.4 Sobre a equipe de apoio e tutoria virtual da SEaD-UFSCar UFSCar Atualmente. auxiliar diferentes equipes no planejamento estratégico dos projetos financiados para a modalidade a distância. são previstas atividades presenciais obrigatórias a serem realizadas no polo de apoio presencial. os cursos da SEaD-UFSCar funcionam pelo modelo Central-Polos. físico e equipamentos).3 Sobre o tipo de EaD da SEaD. em parceria com os polos de apoio presencial. designers instrucionais. técnicos de informática. Assim. equipes de apoio técnico-administrativo etc.3. Além das atividades virtuais. Para isso. os cursos da UAB-UFSCar são preparados na UFSCar pela equipe de EaD da universidade. Além de uma infraestrutura (espaço A equipe de apoio é composta de profissionais que desenvolvem funções de suporte ao desenvolvimento do curso e das disciplinas de acordo com as diferentes necessidades.Guia do estudante tem por finalidade auxiliar a SEaD em sua organização administrativa e no gerenciamento dos recursos humanos a ela vinculados. desde a produção de materiais didático-pedagógicos e manutenção do AVA-Moodle até o funcionamento do curso. tutores virtuais. 23 . designer instrucional. temos na UFSCar uma Unidade de Educação a Distância responsável pela produção e manutenção de materiais didático-pedagógicos para atendimento aos alunos de cursos a distância. Esses profissionais são: secretária do curso. Além desses profissionais. 3. e oferecidos virtualmente aos estudantes.

No polo. biblioteca. softwares e Internet para que os alunos possam desenvolver as atividades on-line e se comunicarem com os participantes do curso. durante a semana.) para o desenvolvimento de diferentes atividades propostas pelas disciplinas do curso. o polo tem como papel: 24 • • Prover um acervo bibliográfico à disposição do aluno. biblioteca etc. Para viabilizar o uso desse espaço pelos alunos. Proporcionar aos alunos uma grade de horários que possibilite a utilização dos laboratórios específicos com o acompanhamento de técnicos ou tutores presenciais.5 Sobre os polos de apoio presencial O polo de apoio presencial é um espaço físico de referência para a formação dos alunos de EaD da UFSCar. o estudante da UFSCar contará com o apoio de um coordenador de polo. biblioteca e outros recursos tecnológicos compatíveis com as necessidades de cada curso da UFSCar na modalidade EaD.SEaD-UFSCar 3. durante a semana e aos fins de semana. Assegurar a acessibilidade e utilização do polo por pessoas com necessidades especiais. lógica (sistemas computacionais. além do suporte de laboratórios. Manter a infraestrutura física (prédios. entre outros. secretaria. laboratórios específicos (vivência musical. inclusive feriados. química etc. tutoria e outros que pertencerem ao quadro) em pleno funcionamento de • • • . biologia. Assegurar uma grade de horários para o acesso dos alunos nos períodos diurno. de técnicos de informática e de laboratório. rede de comunicação) e de recursos humanos (coordenação. salas. vespertino e noturno. para que possam desenvolver atividades laborais e utilizar os recursos dos polos conforme suas possibilidades. de tutores presenciais. laboratórios de informática). fins de semana e feriados. integrado ao desenvolvimento do curso. Esse espaço é constituído por laboratório de informática com computadores.

a) Tutor de apoio virtual: A relação entre o grupo de tutores virtuais e os alunos será mediada por tecnologias de informação e comunicação.6 Sobre o docente coordenador de disciplina O coordenador de disciplina (figura equivalente ao professor na educação presencial) é um docente da UFSCar responsável pelo desenvolvimento dos materiais didático-pedagógicos da disciplina (em mídias virtuais. nos guias de estudo (materiais impressos). • 3. principalmente se sua disciplina exigir trabalhos em laboratórios ou atividades práticas específicas.Guia do estudante acordo com agenda estabelecida no início do curso. especialmente pelas ferramentas 25 . impressas. pois o papel desempenhado por eles no processo de ensino-aprendizagem da educação a distância está no centro dos indicadores de qualidade do curso. • • Coordenar as atividades dos tutores virtuais. As suas principais atribuições são: • Elaborar. 3. Auxiliar na orientação dos tutores presenciais. audiovisuais e webconferência) e pela interação com diferentes atores no processo de ensino-aprendizagem (alunos. organizar e selecionar o conteúdo a ser disponibilizado no ambiente virtual de aprendizagem (materiais virtuais). Apoiar a aprendizagem dos alunos. tutores e colegas professores).7 Sobre as atividades dos tutores presenciais e virtuais Os tutores recebem atenção especial nas atividades da SEaD-UFSCar. nas videoaulas/animações (materiais audiovisuais) e nas webconferências. A UFSCar tem dois grupos de tutores: o tutor virtual e o tutor presencial.

explicitando momentos importantes das interações bem como possíveis dificuldades. dando-lhe instruções básicas de informática. enviar atividades e trabalhos via Internet para os professores. Acompanhar os alunos nas atividades realizadas no ambiente virtual de aprendizagem (Moodle). auxiliando-o a gravar. Avaliar. O processo de acompanhamento dos alunos é intensivo. por meio de nota e feedback. e isso requer do tutor virtual as seguintes atribuições: • • Interagir com os 25 alunos sob sua supervisão. visando desenvolver um trabalho articulado e sinérgico. continuamente. O tutor virtual é um especialista nos conteúdos da disciplina que atuará atendendo. b) Tutor de apoio presencial: Os tutores presenciais encontram-se no polo de apoio presencial e fazem um acompanhamento em atividades mais gerais: orientação técnica. todas as atividades virtuais da disciplina. entre outras funções atribuídas a eles pelos coordenadores de polo e coordenação da UAB-UFSCar.  Fazer relatórios periódicos sobre o que está sendo visto e produzido pelos alunos. a 25 alunos numa única disciplina. Dentre essas atribuições do tutor presencial. • Interagir com o coordenador da disciplina e com os outros tutores da mesma disciplina. destacamos: • Orientar o aluno na navegação no ambiente virtual de aprendizagem. Auxiliar o aluno na organização da sua agenda de estudos e orientá-lo na construção de uma metodologia • • • 26 . auxílio na organização dos estudos e na realização de atividades práticas. Esses tutores são auxiliados pelos tutores presenciais e orientados pelo coordenador da disciplina.SEaD-UFSCar disponíveis no ambiente virtual de aprendizagem (Moodle). copiar. respeitando os prazos estabelecidos pelo professor.

práticas laboratoriais. buscando manter uma convivência saudável com os estudantes. seminários. Nas atividades virtuais. Auxiliar e apoiar o professor da disciplina e o tutor virtual na organização e realização de atividades pedagógicas presenciais: avaliações. como bibliotecas virtuais. Estabelecer contato com os alunos ausentes no polo.Guia do estudante própria de estudo que atenda às particularidades da modalidade de EaD. palestras. estimulando-os a frequentar o ambiente do polo e a usufruir do sistema de tutoria (presencial e virtual) para superar suas dificuldades e dúvidas. Criar condições adequadas para os estudos dos alunos. auxiliando-os em dificuldades operacionais ou pedagógicas. mediando a realização das atividades das disciplinas no polo e no ambiente virtual de aprendizagem.. • Acompanhar o desenvolvimento dos alunos. grupos de estudos independentes etc. sempre que necessário. laboratórios pedagógicos etc. facilitando o acesso aos laboratórios de informática. a comunicação entre alunos e tutores virtuais responsáveis pelas disciplinas. biblioteca e outros espaços pedagógicos do polo de apoio presencial. telefone ou outro meio de comunicação. visitas pedagógicas do tutor • virtual ou professor da disciplina. orienta o aluno 27 . • • • • • :: Observação 1: O tutor presencial divide responsabilidades de orientação sobre o conteúdo das disciplinas referente às atividades práticas presenciais. webconferências. utilizando-se de e-mail. Manter atualizadas as informações pessoais e acadêmicas dos estudantes sob sua responsabilidade nas bases de dados da SEaD-UFSCar. Skype. biblioteca do polo. Mediar ou auxiliar. Atender adequada e respeitosamente a todos os alunos presentes no polo nos horários disponibilizados para tutoria. estimulando o aluno a usar fontes diversas de informação.

para que o estudante de EaD tenha sucesso na sua formação. Assim. de acordo com as especificidades dos laboratórios instalados no polo. coordenadores do polo de apoio presencial. Nesse caso. A seguir. principalmente o aluno-trabalhador que tem de conciliar seus horários de trabalho e estudo. tornando viável a criação e o desenvolvimento da comunidade virtual de aprendizagem no curso. Na realização do curso. tutores virtuais. O ambiente virtual é o espaço de trabalho e socialização dos estudantes. colegas estudantes. técnicos de 3. dentre professores coordenadores de disciplinas. tutores presenciais. Para que você possa ter uma convivência agradável nesse espaço. laboratório. 3. professores e tutores virtuais. :: Observação 2: Alguns tutores presenciais atuam como laboratoristas. de forma a possibilitar a construção de um ambiente de aprendizagem pleno de significados com satisfação (individual e coletiva) e pouca/ nenhuma dificuldade. recomendamos algumas 28 .8 Sobre o papel do aluno na SEaDUFSCar Os cursos de graduação a distância da UFSCar têm como foco o aluno. colaboração e participação. você irá se relacionar com diversas pessoas. é necessário uma dedicação mínima de 20 a 25 horas semanais de estudos.1 Atividades no Ambiente Virtual de Aprendizagem (AVA) A SEaD-UFSCar utiliza o Moodle como ambiente virtual de aprendizagem (AVA). Nessas relações. é importante considerar questões morais e éticas no comportamento coletivo.8. bibliotecários e muitos outros participantes da SEaD-UFSCar.SEaD-UFSCar a se comunicar com o seu tutor virtual sobre suas dúvidas. é importante desenvolver sentimentos de respeito ao outro. os tutores têm formação específica.

Lembre-se de que todas as mensagens trocadas no ambiente são arquivadas como parte importante do processo de aprendizagem de cada aluno. palavrões e frases provocativas. quando se acalmar. Essa é uma forma de garantirmos o acompanhamento do processo de aprendizagem. fale com os seus tutores virtual e presencial. uma boa dica é deixar para responder mais tarde. todas as mensagens podem ser consideradas como documentos. mas não necessariamente para seus colegas. Dessa forma. criando uma 29 . Se possível. pois todos podem se ajudar com o objetivo de considerar os conhecimentos de todos os participantes e aprender coletivamente. O respeito ao conhecimento e à forma de pensar. Assim. Encare sua atuação como um trabalho colaborativo. a) Seja cortês em suas comunicações Não use de palavras ríspidas. é possível que alguns colegas tenham mais habilidades do que você em outras atividades. já que o ambiente virtual do curso privilegia as comunicações assíncronas (em tempos diferentes). Se tiver qualquer tipo de problema com os colegas. ajude os tutores nas orientações aos colegas. Respire fundo. b) Respeite o conhecimento do colega É esperado que você tenha colegas com níveis variados de habilidades técnicas e competências científicas. entre em contato com os coordenadores do polo e do curso para resolver a situação. escreva a mensagem. Se o problema for com o tutor. algumas atividades poderão ser básicas a você.Guia do estudante atitudes importantes para seu relacionamento virtual e também presencial nos polos. aprender e se comunicar do outro é extremamente importante. Portanto. O mesmo acontecerá com as atividades focalizadas nos conteúdos da disciplina. dê uma volta e. Se uma mensagem não lhe agradou.

ATENÇÃO! Com o texto já pronto para enviar. Essa dica de uso do editor de texto não resolve o problema. sejam elas de ordem técnica e/ou referentes aos conteúdos trabalhados. d) Comunique-se com clareza O principal meio de comunicação nos cursos da SEaD-UFSCar é a escrita. Há uma grande possibilidade de ter colegas com as mesmas dúvidas. recorte-o e transfira-o para o bloco de notas a fim de excluir as marcações especiais do editor. pelos colegas e por outros participantes. pois esses editores realizam algumas correções automaticamente e destacam certas palavras/expressões (sublinhadas em verde ou vermelho).SEaD-UFSCar atmosfera colaborativa durante o desenvolvimento do curso. mas pode ajudar a melhorar a compreensão do seu texto. lembre-se: • Escrever mensagens com LETRAS MAIÚSCULAS pode parecer ao leitor que você está GRITANDO. Veja se não cometeu erros ortográficos. se usar o negrito. Não pense que a sua dúvida é muito simples. você poderá ser entendido claramente pelo tutor virtual. 30 Uma dica para facilitar suas correções é usar um editor de texto. c) Não se intimide no silêncio! Não fique acanhado em fazer as suas próprias perguntas. a menos que peça esclarecimentos. gramaticais. e o seu tutor precisa saber disso. de redação ou de construção do texto. Além disso. Clique com o botão direito do mouse sobre a palavra para verificar as opções de correção no seu texto. Portanto. A SITUAÇÃO . Os tutores podem não saber que os temas trabalhados são difíceis ou complexos demais para você. Dessa forma. Isso é o que chamamos de inteligência coletiva. transfira o texto para o editor web do Moodle. e mesmo criar uma página ou documento digi­ tal/virtual. e) Cuide da formatação das mensagens Antes de enviar qualquer corres­ pondência. A seguir. revisando-os antes de enviá-los. cuide de seus textos.

Lembre-se de que o grupo está aprendendo coletivamente. A seguir. 31 • f) Valorize a linha de assunto das suas mensagens Quando utilizar o fórum e o e-mail pessoal nas comunicações. Para utilizá-lo adequadamente. “Notícias”. Use cores com moderação e somente para destaques especiais. Uma linha de assunto deve ser clara e precisa ou corre-se o risco de a mensagem não ser lida. “Como vai?”. . ao invés de tornar a leitura agradável. pois na linha de assunto não há informações suficientes para compreensão geral. • Evite usar excessivamente os “emoticons”. Em comunicações via e-mail sem um assunto adequado. O mesmo serve para o tamanho das letras.. contribua com novas informações e questionamentos. sua mensagem pode até ser confundida com algum vírus de Internet. Evite assuntos como: “Olá!”. volte ao ambiente do fórum para ler as novas postagens e contribuir com outras informações e questionamentos. “Oi”.Guia do estudante PODE FICAR MUITO DELICADA com relação ao entendimento do leitor. g) Seja colaborativo nos fóruns de discussão O fórum de discussão é um ambiente de comunicação coletiva e os seus principais objetivos são gerar discussões sobre um determinado tema e aprender de forma colaborativa.. poluem mais do que ajudam . cuide da linha de assunto para valorizar o conteúdo da mensagem. “Mensagem para você” e variações do gênero. “Tudo bem?”. “Cheguei!”. Sua participação nessa inteligência coletiva supõe que você está aprendendo com os colegas e contribuindo para que aprendam com você. siga as orientações: Leia atentamente a pergunta/orientação do fórum e as mensagens dos colegas que já participaram da atividade. pois. Em outros momentos.

sons etc. recomendamos buscar por obras caídas em domínio 32 público (ver em <www. Usar um . deve presumir que o autor resguardou todos os direitos autorais desta obra. A prática desse ato rompe com as regras que mantêm uma comunidade de aprendizagem. Para utilização de obras disponíveis na Internet.br>). Mas atenção! As obras licenciadas apresentam nos termos da licença quais os usos que podem ser feitos da obra. do Moodle. apresentamos algumas referências à Lei de Direitos Autorais (Lei no 9.610/1998): os documentos impressos ou disponíveis na Internet não podem ser reproduzidos e utilizados livremente para a composição de outros materiais. na Internet. preservando o seu identificador (login) e senha particular. É importante também que aprenda como realizar citações das diferentes fontes. i) Proteja o seu espaço virtual Clique no link Sair.org. utilizando corretamente as normas da ABNT. caso não as encontre. é antiética e você pode ser processado por plágio.br>) ou obras licenciadas em Creative Commons (consulte o site <www. Procure informações sobre os termos em que a obra é disponibilizada e.dominiopublico. :: A seguir.SEaD-UFSCar h) Respeite a autoria. em livros ou em outras fontes para composição de seus trabalhos. não cometa plágio Você pode ficar tentado a copiar trechos de artigos. alguém pode utilizar seu login e senha indevidamente). sem atribuir-lhes a devida autoria. Esquecer-se disso pode lhe causar grandes transtornos futuros (por exemplo.creativecommons.gov. j) Proteja o seu computador Mantenha o antivírus de seu computador sempre atualizado. Mantenha-os sobre sigilo absoluto. imagens. assim que finalizar as atividades virtuais do curso.

para textos etc.8. Com o passar do tempo. guia de estudo. é importante que você se organize para acessar e recuperar essas informações sempre que precisar. Atente-se também aos melhores horários para uso dos laboratórios e disponibilidade dos tutores presenciais.2 Atividades no polo de apoio presencial a) Planeje a sua ida ao polo Organize a sua ida ao polo levando todos os materiais que poderão ajudá-lo na realização das atividades. Caso tenha dificuldade em como fazer isso. O polo pode ser utilizado para estudos em grupo. temos acesso a uma grande quantidade de informação. Exemplo: CD com materiais de apoio para a realização das atividades. para imagens.Guia do estudante firewall pode evitar que outras pessoas entrem no seu computador sem autorização. você poderá ter orientação específica de nossa equipe técnica. Busque outras formas de organizar as suas informações. Por isso. CD ou pen-drive para gravar os documentos. k) Organize bem as suas informações virtuais Em cursos de educação a distância e na convivência em ambientes virtuais em geral. DVD e outros recursos que o ajudariam a ganhar tempo e desenvolver as atividades com sucesso. Marque encontros com seus colegas no polo. Organize sua agenda para frequentar o polo de forma a realizar satisfatoriamente todas as atividades propostas em suas disciplinas. você perceberá que isso fará muita diferença e poupará tempo e esforço. 33 . Crie pastas e subpastas para cada disciplina. 3.

verifique com seu tutor presencial quais seriam os melhores horários para você. empregue o seu tempo no polo para realizar as atividades propostas pelas diferentes disciplinas e dedique-se aos estudos.SEaD-UFSCar b) Empregue o seu tempo no polo para estudo O polo de apoio presencial comporta diferentes cursos e um grande número de estudantes. aos horários e materiais necessários com bastante antecedência para que possa se organizar. Verifique sempre o horário em que o polo estará aberto para atendimento e se haverá máquinas disponíveis para que você as utilize. confira se está com todo o material que levou e deixe o espaço que utilizou organizado para o próximo colega. d) Planeje a sua ida ao laboratório específico Há cursos com atividades de laboratório que serão agendadas em determinados períodos. apagando do computador os arquivos que criou. Portanto. Atente-se à data. O polo pode ter uma política de limpeza rotineira dos computadores para manter os equipamentos em ordem e isso vai trazer problemas àqueles que não guardarem bem seus próprios documentos. procure pelo tutor de laboratório. Se o horário que você costuma ir ao laboratório sempre está lotado. Ele poderá ajudá-lo na compreensão das instruções sobre a atividade e com o equipamento. Se você tiver perguntas ou necessitar de ajuda durante a realização da atividade. 34 . c) Cuide dos seus materiais e do polo Não se esqueça de identificar os seus pertences para reconhecê-los e não perdê-los. O polo de apoio presencial está à sua disposição. embora não vá realizar a atividade para você. Limpe a sua área de trabalho. Quando sair do polo. mas sua colaboração pode fazer muita diferença para otimizar o uso desse espaço.

As conversações ao telefone. Desenvolver o hábito de leitura e escrita. você precisa desenvolver alguns comportamentos e atitudes. apresentados a seguir: • Conciliar seus horários de trabalho e estudo para dedicar quantidade significativa do seu tempo semanal aos estudos. Esperamos que essa seja uma forte marca positiva e que você possa estabelecer uma relação de amizade com seus colegas de classe e de polo! Além disso. Com um pouco de atenção e boa vontade.Guia do estudante e) Não atrapalhe os colegas com ruídos Se você estiver escutando uma transmissão áudio em um computador. as conferências pessoais e outras atividades sonoras devem ser conduzidas fora dos laboratórios de informática ou salas de estudo. Perceba que a Netiqueta não é algo assim tão difícil. Trabalhar em conjunto com seus colegas para atingir seus objetivos de aprendizagem e os objetivos do curso. agende-a em um horário em que não haja tantas pessoas ou priorize a conversa/interação teclando. criando uma agenda fixa de horários diários ou semanais. Lembre que serão de 3 a 5 anos de convivência que certamente marcarão sua vida. use headphones (fones de ouvidos) para não atrapalhar os outros. todos poderão colaborar com a construção de um grupo forte. 35 • • • • • . Ler e responder as mensagens do professor e tutor virtual. Se for imprescindível realizar a conversa no polo. imprescindíveis para a atuação nos cursos a distância. Participar ativa e colaborativamente com os colegas e o tutor nas atividades coletivas. de apoio mútuo para a aprendizagem e o desenvolvimento pleno durante a realização do curso. Respeitar as regras de Netiqueta do curso. Isso o ajudará a se manter motivado durante todos os anos de estudo on-line.

as datas das atividades presenciais. Acompanhar os resultados finais de avaliação e frequência disponíveis no sistema de controle acadêmico.• Estar atento e respeitar a agenda do curso: os prazos para a realização das atividades. prova substitutiva e reoferta da disciplina). Buscar o apoio do tutor presencial quando apresentar dificuldades no uso das tecnologias utilizadas pelo curso ou na organização da sua agenda. Participar de todas as atividades presenciais (avaliativas ou não) propostas pelas disciplinas do curso para realização no polo de apoio presencial. • • • • • • • . e as datas das avaliações virtuais e presenciais. inclusive para realização de estágio supervisionado. Entrar em contato com o tutor virtual em caso de dúvidas ou dificuldades para a realização das atividades on-line. em caso de reprovação em alguma disciplina. Buscar o apoio dos tutores de laboratório quando tiver problemas para a realização dos experimentos e atividades de laboratório. • Realizar as atividades de recuperação paralela propostas durante o andamento do curso. Realizar todas as atividades da disciplina – sejam elas avaliativas ou não. se for o caso. Realizar as atividades de recuperação propostas pelo curso (recuperação.

Capítulo 4 Sobre os materiais didático-pedagógicos da SEaD-UFSCar .

.

coordenadores dos cursos). 4. professores coordenadores de disciplinas.1 Orientações gerais Pensando em viabilizar a sua formação nos cursos de educação a distância da UFSCar. propomos materiais didático-pedagó­ gicos.Guia do estudante 4.2 O Ambiente Virtual de Aprendizagem (AVA) Este é o principal meio de comunicação no curso e na disciplina e o programa utilizado para o desenvolvimento dos conteúdos e interações de todos os participantes (alunos. O ambiente virtual de aprendizagem adotado para os cursos da SEaD-UFSCar é o Moodle. materiais impressos (livros) e materiais audiovisuais (videoaulas/animações distribuídas por meio do AVA e CDs/DVDs) e webconferências. 39 . tutores virtuais. mídias distintas e complementares: materiais virtuais (distribuídos por meio do ambiente virtual de aprendizagem – AVA).

2 Ferramentas do Ambiente Virtual de Aprendizagem – Moodle No Moodle. O Moodle possui algumas características particulares e que merecem atenção do usuário para que usufrua adequadamente. 40 . Guarde bem essas informações. O Moodle é um ambiente com acesso restrito. a fim de preservar suas atividades e ambiente de trabalho no curso.2. Para entrar na sua sala virtual. pois são pessoais e intransferíveis. o Moodle possui um conjunto de ferramentas que o estudante precisa ir se familiarizando. escolhendo aquela que melhor se adapta à proposta da atividade.SEaD-UFSCar 4. inclusive. Cada aluno terá um Identificador e uma Senha pessoal. 4. A porta de entrada no Moodle é composta de um identificador (usuário ou login) e uma senha.1 Senha como porta de entrada Mas o que é o Moodle? O Moodle é um programa que permite desenvolver cursos virtuais que viabilizem o acesso às aulas em diferentes localidades e nos horários mais apropriados a cada estudante ou grupo de estudantes.2. :: Sugere-se. Só você deve saber essa senha. que você altere a sua senha secreta de tempos em tempos. de forma que o aluno cumpra o cronograma de atividades do curso com uma margem de tempo que possa garantir a coesão do processo do grupo no desenvolvimento do curso. Além disso. você precisará se identificar. o professor coordenador de disciplina pode compor seus materiais didático-pedagógicos utilizando diferentes ferramentas que potencializam o tratamento de cada conteúdo.

Algumas disciplinas podem usar essa ferramenta para gerar momentos de descontração e bate-papo informal entre vocês alunos. Tarefas: ferramenta para desenvolvimento de atividades individuais.Guia do estudante A seguir. de acordo com a proposta da atividade.doc ou em . • • Glossário: a proposta dessa ferramenta é construir um glossário de temas e conceitos importantes para o desenvolvimento da disciplina. então. um texto digitado em . Chat: ferramenta de comunicação síncrona (simultânea) entre os participantes. além de outras possibilidades. você irá usar o editor de texto on-line ou anexar arquivos com atividades já desenvolvidas (por exemplo. O professor pode propor alguns questionamentos para essa reflexão e será uma ferramenta de comunicação entre você e tutor virtual. E-mail interno: ferramenta de comunicação assíncrona (em tempos e horários diversos) para troca de mensagens entre usuários do Moodle. Um e-mail pode ser enviado para um ou mais participante do curso e você pode anexar um arquivo à sua mensagem. Diário/memorial: ferramenta para a sua reflexão pessoal durante o desenvolvimento da disciplina. para manter dias e horários fixos para um “tira-dúvidas” com o professor ou tutor virtual. ou então. Pode ser criado somente para que você obtenha essas informações ou. descrevemos algumas das ferramentas mais usadas: • Fórum: ferramenta de comunicação assíncrona (em tempos e horários diversos) para discussões e reflexões coletivas. De acordo com a configuração. em que um grupo de alunos pode criar páginas em hipertexto. 41 • • • • .jpg).pdf ou ainda uma figura . ser produzido pelos alunos como atividade da disciplina. Wiki: ferramenta de composição coletiva.

3 Helpdesk O helpdesk é um canal de comunicação com os alunos para ajudá-los em dúvidas técnicas e outras funcionalidades do Moodle. slides. 4. imagens. páginas web. mas se preferir trabalhar em casa ou em um outro local verifique se o computador que irá usar contém os programas necessários para que possa acessar os arquivos da disciplina. a visualização de vídeos exige uma máquina mais potente e acessórios como fones de ouvidos ou caixas de som. essa ferramenta é usada para propor questões dissertativas ou de múltipla escolha. Os computadores do polo de apoio presencial contêm todos os programas 42 4. associação etc. descrição.4 Materiais didático-pedagógicos Os principais materiais de estudo dos cursos da SEaD-UFSCar estão disponíveis no Ambiente Coletivo da Disciplina. em forma de links. animações.3 Materiais complementares • Material impresso (guias de estudo) O material didático-pedagógico impresso (guia de estudos) complementará aqueles materiais do ambiente virtual de aprendizagem (Moodle). Os conteúdos podem ser compostos de diferentes tipos de arquivos. verdadeiro ou falso.2. Esse guia traz o conteúdo da sua disciplina e . Verifique também se o seu computador (e acessórios) comporta o formato de arquivo usado no curso. O link de acesso ao helpdesk está disponível no AVA. deixe essas atividades mais “pesadas” para realizar no polo de apoio presencial.SEaD-UFSCar • Questionário: como o próprio nome sugere. Por exemplo. sons etc. como textos. 4. Como alternativa.2. necessários para que você possa realizar as atividades on-line e off-line do curso.

é necessário acessar o endereço da sala virtual no link que for disponibilizado. um guia de estudos é composto de unidades temáticas. Os materiais didático-pedagógicos audiovisuais têm como objetivo apoiar as atividades pedagógicas dos alunos em formação em momentos off-line. que devem seguir uma estrutura básica editorial. No campo solicitado. em meio digital. 43 . Para participar da webconferência. Por isso. você deve digitar o seu nome. ele representa um material muito importante.4 Webconferências Outro recurso utilizado nos cursos de graduação na modalidade EaD da UFSCar  é  o serviço de webconferência que tem como característica a comunicação síncrona por meio de áudio. compartilhamento de documentos e de qualquer aplicativo. os materiais em mídia audiovisual também são importantes para a educação a distância. com a possibilidade de Assim como os materiais impressos. Na Educação a Distância (EaD). vídeo e texto. Eles serão utilizados de forma complementar ao material didático disponível no Moodle. esses materiais poderão ser enviados aos estudantes já impressos ou disponibilizados no Moodle. entrar como convidado (não é necessário digitar login e senha) e aguardar até que o administrador da sala faça a permissão de acesso.Guia do estudante deve ser utilizado/estudado em momentos de indisponibilidade de computador e/ou Internet (momentos off-line). Essas características têm introduzido a possibilidade de desenvolvimento de atividades antes inviáveis a distância e uma maior proximidade entre professores e alunos. Na SEaD-UFSCar. • Material audiovisual (videoaulas em CD-ROM) 4. A equipe pedagógica de EaD da SEaD-UFSCar considera que o livro-texto impresso é uma forma de organização do material didático-pedagógico bastante adequada à realidade brasileira.

.

Capítulo 5 Organizando-se para estudar .

.

individualmente. nenhum estudante terá sucesso na realização de cursos de graduação pela educação a distância. com o apoio de materiais didático-pedagógicos compostos de diferentes mídias e com o apoio de educadores (tutores e outros docentes). ao seu método de estudo autônomo. esse apoio não é suficiente para que o aluno tenha sucesso na sua formação. o próprio estudante deve associar essa mediação didática dos materiais e dos educadores à organização pessoal de estudo. Sem essa organização pessoal e muita disciplina. Portanto. Porém. cada estudante precisa desenvolver seu ritmo próprio para estudar no seu espaço e tempo disponível. Cada estudante está inserido em um contexto pessoal diferente. Nem todas as atividades parecerão extraordinariamente motivadoras. deve planejar os estudos dentro das suas necessidades e possibilidades particulares para que possa cumprir a agenda do seu curso.Guia do estudante 5.1 Orientações gerais Os cursos da UFSCar foram elaborados para que o estudante possa desenvolver os estudos sozinho. dispondo de mais ou de menos tempo para o desenvolvimento das atividades propostas nos cursos da UFSCar. cada estudante. e os assuntos tratados nem sempre serão do seu interesse. 47 . Desde o início do curso. ou seja.

você encontrará no Guia da Disciplina. considerando um tempo maior àquelas que podem apresentar maiores dificuldades para a realização das atividades. avaliação.SEaD-UFSCar Para motivar-se. Todas as informações sobre as disciplinas – carga horária. 48 A cada novo módulo do curso. disponibilizado no ambiente virtual. O curso exige uma dedicação mínima de 20 a 25 horas semanais.2 Planejando-se para estudar na EaD A primeira providência a tomar é organizar o tempo e os espaços para estudo: providencie horários e locais para dedicar-se aos estudos. nos períodos em que algumas delas apresentarem atividades mais trabalhosas e/ou de maior peso para a disciplina). incluindo os fins de semana e feriados. Essa distribuição irá ajudá-lo a estudar cada matéria de forma adequada. portanto. Disciplinar-se para cumprir o horário planejado agiliza a realização das atividades e poupa esforço. Esse guia deverá ser lido atentamente por você ao iniciar a disciplina e é a ele que deve recorrer quando houver dúvidas. objetivos. analise sua agenda e faça uma lista com os dias e horários que tem disponível na semana para os estudos. 5. Essa distribuição poderá variar. as atividades avaliativas estão organizadas ao longo do semestre letivo e se . distribua o seu tempo para se dedicar às disciplinas. equipes de apoio – que o ajudarão a se organizar. tenha sempre em mente os objetivos que o levaram a ingressar nesse curso e a importância do desenvolvimento das diferentes atividades para conquistar esses objetivos. de acordo com as atividades propostas em cada disciplina (por exemplo. deixamos algumas sugestões e orientações para ajudá-lo a desenvolver uma agenda pessoal mais produtiva. No próximo tópico. Não deixe a matéria acumular. Diferentemente dos estudos realizados na escola de ensino fundamental e médio. cronograma.

poderá não dar conta da carga de trabalho prevista para a semana. reservado e silencioso. arrume uma mesa e cadeira de estudos que tenha um bom espaço livre para colocar todo o material necessário. no seu trabalho. mantendo-o como o seu local de estudos.Guia do estudante você deixar para estudar em um único dia. Também é preciso disciplina e organização em relação ao espaço de trabalho. • • Lembre-se de que essa organização dos horários e locais de estudo inclui os tempos e espaços em que você está na sua casa. caderno para anotações. Procure adequar sua agenda a esse tipo de trabalho. provavelmente. considere as seguintes orientações para a organização desse espaço de estudo: • Escolha um lugar onde poderá estudar sempre. no seu polo de apoio presencial etc. sejam elas propostas por meio virtual ou não. arejado. dependendo da proposta. Isso vai ajudar na concentração para estudar e aumentará seu rendimento. Sentar-se de maneira adequada e confortável evita cansaço e mantém sua saúde postural. livro indicado pelo professor etc. dicionário e. além de aumentar seu rendimento nos estudos. apontador. Se possível. Como dica. pois um local tranquilo também é muito importante. Procure aproveitar seus horários vagos para realizar suas atividades. não terá problemas no desenrolar do seu curso. • Sempre que for estudar. Isso o ajudará a se concentrar nas atividades propostas. Organize-se! 49 . Escolha lugares adequados para seus estudos. Faça bom uso das 25 horas semanais de dedicação ao curso da SEaD-UFSCar para atuar nas diferentes disciplinas e. Veja se esse local é bem iluminado. organize o material que irá utilizar: guia de estudo. lápis.

professores coordenadores de disciplina. como. você poderá negociar algumas datas com o tutor virtual. atividades práticas. avaliações presenciais.3 Os momentos presenciais e de tutorias Os cursos da SEaD-UFSCar preveem uma agenda de atividades presenciais a serem realizadas no polo de apoio presencial. Possibilitar a troca de informações. Consulte sempre a agenda da disciplina com antecedência e procure tomar conhecimento das suas obrigações presenciais. tutores. Assim. coordenador do polo e outros participantes da SEaD-UFSCar). grupos de estudo e outras. Os momentos presenciais são importantes para. Procure organizar seus horários de estudo de acordo com a disponibilidade de tutores • • • 50 . se necessário e possível. Grande parte das atividades presenciais da SEaD-UFSCar deverá ser realizada em dia e hora agendada previamente pelo professor coordenador de cada disciplina. Em seus estudos presenciais. por exemplo: atividades de laboratório. Além disso. No caso de encontrar dificuldades técnicas para a realização das atividades no Moodle ou para o uso de outro programa durante as atividades do curso. procure pelo tutor presencial no seu polo de apoio presencial. orientações e conhecimentos referentes aos conteúdos das disciplinas ou conhecimentos técnicos com os tutores e demais participantes. conta com o auxílio técnico-pedagógico do tutor presencial.SEaD-UFSCar 5. Fortalecer o seu vínculo com os demais participantes do curso (colegas. Confirmar a sua identidade no curso. você vai se organizar melhor para cumprir as atividades nas datas marcadas. entre outros motivos: • Potencializar a construção dos seus conhecimentos exercitando de forma prática alguns experimentos e atividades.

uma formação técnica em informática para os estudantes que carecem dessa formação – a realização satisfatória das atividades na UFSCar exigirá um nível considerável de conhecimentos em telemática (telecomunicação + informática).Guia do estudante presenciais e. sendo que cada uma dessas unidades reúne um conjunto de temas e assuntos a serem abordados pelo professor num intervalo de tempo variado. bem como dar condições para compreender melhor o processo de ensino-aprendizagem a distância. Antes de começar as atividades específicas do seu curso. podendo se concentrar em algumas semanas ou se estender durante todo o período letivo. O objetivo é 51 . Essa visão de sistema modular permite maior flexibilidade na oferta das disciplinas. você e os colegas. geralmente de uma ou duas semanas. os polos de apoio presencial oferecerão. os semestres são módulos com um conjunto de disciplinas e atividades que os estudantes deverão cumprir. não sendo obrigatório que elas sejam ofertadas simultaneamente. todos os estudantes irão cursar inicialmente uma disciplina (Introdução à educação a distância) para auxiliá-los na navegação do ambiente. Para que isso aconteça. se preciso. As disciplinas e o ritmo de trabalho irão aumentando gradualmente para que você não sinta tanta dificuldade nessa nova experiência. Em alguns casos será preciso tirar dúvidas com o tutor virtual ou com a equipe técnica da SEaD-UFSCar. no conhecimento sobre o modelo de EaD da UFSCar. ou seja. marque com um dos tutores presenciais um horário para atendimento.4 Entendendo as unidades de aprendizagem O semestre letivo nos cursos de graduação na modalidade EaD da UFSCar é visto como oferta modular. O sistema de organização de cada disciplina proporciona momentos de interação entre o tutor. 5. Além disso. os conteúdos são organizados em unidades temáticas. O tutor presencial dará orientações de como proceder nesses casos. presencialmente.

Uma unidade de aprendizagem pode conter um ou mais subtemas dependendo da complexidade dos conteúdos nela inseridos. depois do prazo. ambiente virtual de aprendizagem entre você. Isso ajudará bastante aqueles alunos que têm 5. podendo se prejudicar. depois que finalizar. você não mais poderá participar. e o tutor virtual poderá acompanhar as suas atividades com mais facilidade. observe os prazos e atente às mensagens enviadas pelos tutores e colegas para facilitar o seu processo de aprendizagem durante o desenvolvimento do curso. copie e cole na ferramenta do Moodle. você poderá se organizar para estudar os conteúdos. os tutores e os colegas. Uma dica para ajudá-lo na realização das atividades on-line é compor seus textos e exercícios utilizando um editor de texto ou um outro programa off-line. Sugerimos que você procure compreender bem a ideia das unidades temáticas. Leia atentamente as orientações para o desenvolvimento das atividades de cada unidade.SEaD-UFSCar permitir que haja tempo suficiente para a interação. pois foram pensadas para ajudar na organização espaço-temporal dos estudos em EaD. Salve esse arquivo em uma pasta pessoal e.5 Desenvolvimento e envio de atividades Os hábitos de leitura e escrita são fundamentais para a comunicação no 52 . Com essa disposição temporal. Essa organização vai permitir que você inicie e finalize uma determinada unidade e prossiga com as próximas atividades. o professor coordenador de disciplina. Muitas atividades terão data programada para permissão de acesso somente dentro do cronograma apresentado e. Realize as atividades propostas no ambiente virtual de aprendizagem durante o período estipulado. reflexão e autoavaliação no processo de ensino e aprendizagem dos cursos de EaD.

Ganha-se algum tempo com essa estratégia. e o seu acesso ao Moodle deve ser regular. proceda da seguinte forma: • Se considerar essa dúvida de interesse seu e dos colegas. Um outro bom motivo para participar é considerar que essa será uma grande chance de se relacionar e criar elos com seus colegas de curso. é uma sugestão que pode ajudar o estudante a não perder os seus trabalhos quando cai inesperadamente a conexão da Internet ou se por algum motivo não conseguir concluir o envio da sua atividade. na qual todos são parceiros no processo de ensino e aprendizagem.7 Tirando as suas dúvidas Sempre que possível. você estará contribuindo para a formação efetiva de uma comunidade de aprendizagem colaborativa. mas não possuem Internet. Além disso. As discussões devem ser compostas coletivamente.Guia do estudante computador disponível. pois sua presença e participação serão avaliadas pelo tutor presencial. procure sanar suas dúvidas com o seu tutor presencial.6 Desenvolvimento de atividades coletivas As atividades coletivas no ambiente virtual de aprendizagem serão mais bem aproveitadas por você e seus colegas se participarem continuamente das discussões (mais de uma vez) e não apenas nos últimos dias. 5. o que o motivará ainda mais a realizar e concluir o curso. coordenador do polo ou técnicos de informática. Dessa forma. Contribua para a inteligência coletiva do grupo! As atividades coletivas a serem realizadas no polo de apoio presencial também são extremamente importantes. Sendo dúvidas referentes aos conteúdos abordados nas disciplinas da UFSCar. publique-a no fórum de dúvidas da disciplina ou em um outro fórum criado para 53 . Procure agendar e participar com seus colegas. 5.

em condições de responder à maioria das suas dúvidas. mas também aos colegas. O coordenador de polo também está a sua disposição para auxiliá-lo no que for necessário. envie uma mensagem particular ao seu tutor virtual. em relação ao Moodle ou a equipamentos. burocrático ou no processo de tutoria. Os tutores presenciais passaram por uma formação sobre a proposta de educação a distância da UFSCar e estão 54 . Assim. que não gostaria de compartilhar com os colegas. Se houver um problema mais técnico. você deve se comunicar com o coordenador de curso no fórum do ambiente do curso. conte conosco – a equipe da SEaD-UFSCar está à sua disposição no polo e na unidade de EaD da UFSCar. entre em contato com nossa equipe técnica. • No caso de dúvidas particulares. vá pessoalmente ao polo e procure por orientações. Enfim. No caso de dúvidas de caráter mais administrativo. estará ajudando não somente a você. Pelo e-mail interno do ambiente. Se precisar.SEaD-UFSCar esse fim. pelo correio eletrônico interno do Moodle. Não acumule dúvidas!!! • • Use o bom senso para escolher uma dessas formas de sanar as suas dúvidas. as suas mensagens ficam documentadas.

Capítulo 6 As avaliações nos cursos de graduação a distância na UFSCar .

.

apresentação e discussão de trabalhos práticos. testes. as avaliações podem ser realizadas a distância ou presencialmente. Na UFSCar. narrativas escritas. 57 . defesa de monografias (ou trabalhos similares). Avaliação presencial: procedimentos de avaliação realizados simultânea e presencialmente nos polos de apoio presencial que visam obter uma medida da aprendizagem do aluno ao final de um ciclo de aprendizagem ou da disciplina e consideram o conjunto dos conteúdos tratados nessa etapa.1 Informações gerais Na educação a distância e na UFSCar. podem ser utilizados instrumentos como: provas escritas. Por lei. trabalhos em pequenos grupos etc.Guia do estudante 6. questionários. Essas atividades podem ser realizadas presencial ou virtualmente. os cursos de EaD consideram as seguintes formas de avaliação: • Avaliação contínua: procedimentos de avaliação realizados por meio de atividades virtuais e/ou presenciais que visam acompanhar o processo de ensino-aprendizagem no decorrer da disciplina. • Nos diferentes momentos avaliativos. as atividades avaliativas presenciais terão maior peso.

2 Tipos de avaliações: presenciais e virtuais O conjunto das avaliações presenciais obrigatórias tem. por meio do ambiente virtual de aprendizagem (AVA) e serão realizadas por meio de diferentes ferramentas. a nota relativa às avaliações presenciais corresponde a. Portanto. as interações. por lei. wiki. dependendo da proposta de avaliação. por isso. essa data não será mudada. lição. As outras avaliações ocorrerão. agende-se para participar das avaliações presenciais obrigatórias. As datas dessas avaliações são mais flexíveis e. 51% da sua média final. peso maior na média final do aluno do que o conjunto das avaliações a distância. Poderão ser usadas as ferramentas: fórum. salvo por motivos de força maior. Elas não serão objeto de negociação. questionário. pois serão programadas no AVA-Moodle com período de início e fim para participação. O percentual restante da nota final corresponderá ao somatório das outras avaliações. independentemente do número de avaliações aplicadas para a disciplina.SEaD-UFSCar A média final na disciplina deve refletir o seu desempenho global. As avaliações presenciais são agendadas no início da disciplina e. tarefas. 6. O professor coordenador de cada disciplina vai detalhar melhor o processo avaliativo aos seus alunos. a Netiqueta e as comunicações escritas. ao término do período letivo. no mínimo. exigirão muita atenção do estudante. sejam elas virtuais ou não. muito provavelmente. 58 . as participações nos momentos presenciais e a distância. diário etc. Na UFSCar. considerando o conjunto dos conteúdos.

Capítulo 7 Direitos e deveres dos estudantes dos cursos de graduação a distância na UFSCar .

.

De acordo com a Portaria GR no 308/2009. O não comparecimento nessas atividades poderá acarretar penalidades ao aluno (inclusive reprovação. e que se caracteriza pela participação e realização do mesmo nas atividades indicadas no plano de ensino do curso como sendo aquelas que serão consideradas no seu cômputo”. sob a orientação do tutor presencial. 61 . A proposta pedagógica dos cursos na modalidade de EaD da UFSCar prevê que o aluno tenha um contato presencial frequente com a sede do polo de apoio presencial. pois cada disciplina oferece um conjunto de atividades semanais que devem ser realizadas no polo.Guia do estudante 7. que dispõe sobre normas para a sistemática de avaliação do desempenho acadêmico dos estudantes de graduação na modalidade de educação a distância e procedimentos correspondentes. “frequência é um critério utilizado para a aprovação do aluno. será cobrada dos estudantes uma frequência igual ou superior a 75% nas atividades curriculares indicadas pelo professor no plano de ensino. podendo ter apoio do tutor virtual e/ou do professor da disciplina. já que as avaliações presenciais têm um peso maior no curso). Portanto.1 Sobre a frequência nos cursos A sua frequência no AVA e nas atividades presenciais é obrigatória e imprescindível para o seu sucesso no curso.

a “presença” no polo e no ambiente virtual de aprendizagem é essencial para o bom desempenho nos cursos da UFSCar. científico e cultural realizadas pelo estudante ao longo de seu curso de graduação e que não estão compreendidas no desenvolvimento regular das disciplinas de seu curso. Dessa forma. essas atividades são realizadas no próprio polo de apoio presencial em que o estudante está matriculado. com controle sobre as datas. os horários e a atividade que acessou.1. de 25 de setembro de 2008. A carga horária a ser cumprida como atividades complementares deve estar 7.1. 62 . porque possibilita ao tutor acompanhar o relatório de atividades realizadas por cada aluno. em conformidade com a Lei no 11. Essa definição consta na Portaria GR no 461/06.SEaD-UFSCar Dessa forma. 7. de 15 de junho de 2009. os estudantes devem comparecer aos locais indicados pelo coordenador de seu curso.788. de 07 de agosto de 2006 (anexa ao final deste Guia).1 Estágios Os cursos da UFSCar na modalidade de EaD exigem atividades obrigatórias de estágio e. em alguns cursos.2 Atividades complementares As atividades complementares são todas e quaisquer atividades de caráter acadêmico. Mantenha-se atento a essa presença necessária e imprescindível! Os estágios na UFSCar estão regulamentados pela Resolução CoG no 013. procure ser frequente e participativo na sala de aula virtual. As atividades complementares farão parte integrante do currículo de cada curso e serão valorizadas e incentivadas de acordo com as respectivas diretrizes curriculares. Por isso. em empresas da área ou em escolas parceiras do polo.

de 22 de maio de 2009. Essa disciplina deve ser incluída nas matrizes curriculares de todos os cursos de graduação da UFSCar. Essa ação é importante para que possa ocorrer a aprendizagem e a recuperação paralela de cada estudante. Ele terá um feedback individual com orientações específicas sobre as suas dificuldades. propondo a revisão teórica dos conceitos trabalhados ou a realização de atividades suplementares que enfoquem tais conceitos (atividades de reforço).3 Língua Brasileira de Sinais – LIBRAS A Resolução no 012. bem como sua obrigatoriedade ou não para a integralização curricular. o tutor identificará as dificuldades que apresentou na realização dessas atividades e quais os conceitos a serem reforçados.2 O sistema de recuperação nos cursos da UFSCar a) Recuperação paralela A partir da sua participação nas atividades de avaliação contínua. Ela será obrigatória para os cursos de Licenciatura e optativa para os demais cursos da UFSCar. Cada disciplina proporá particularidades em termos de recuperação paralela. . dispõe sobre a inclusão da disciplina “Língua Brasileira de Sinais – LIBRAS” nos cursos de graduação da UFSCar. 7. b) Recuperação final As atividades de recuperação serão elaboradas de acordo com as suas dificuldades diagnosticadas pelo tutor 63 7. Compete às Coordenações de Curso gerenciar o cômputo das atividades complementares executadas pelos estudantes do respectivo curso de acordo com as disposições do projeto pedagógico.Guia do estudante prevista nos projetos pedagógicos dos cursos.1.

8 (oito) créditos correspondentes a disciplinas de seu curso. no mínimo. procure sempre manter seus tutores cientes de suas dificuldades e de suas necessidades. O processo avaliativo da disciplina em reoferta será semelhante ou o mesmo das disciplinas regulares. o estudante não obtiver média igual ou superior a 6. É importante que o estudante tenha consciência de que ele cursará as disciplinas em reoferta concomitantemente às disciplinas do módulo subsequente. c) Reoferta da disciplina No caso de reprovação. mesmo após as oportunidades de recuperação.0 (seis) na disciplina.SEaD-UFSCar virtual.0 (três). Essas atividades podem ter avaliações virtuais e presenciais e ocorrerão logo após o término da disciplina.3 Reprovação A reprovação na UFSCar ocorrerá quando. Terá direito a participar da recuperação final (Sistema de Avaliação Complementar – SAC) o estudante que tenha obtido frequência igual ou superior a 75% nas atividades indicadas pelo professor no plano de ensino e média final igual ou superior a 3. o estudante terá direito a participar de outras reofertas da disciplina em período a ser definido pelas unidades responsáveis pela oferta das disciplinas/atividades curriculares. De acordo com a Portaria GR no 688/2010. O processo de recuperação contínuo foi idealizado justamente para evitar situações de exclusão do curso. Por isso. que regulamenta o desempenho mínimo dos estudantes de graduação na modalidade de educação a distância da UFSCar. 64 7. perderá sua vaga o estudante regularmente matriculado em curso de graduação na modalidade de EaD que durante 2 módulos consecutivos não obtiver aprovação em. respeitando-se as especificidades da disciplina. . Nesse caso. ele terá direito a participar de reofertas das disciplinas pendentes.

Além de fornecer documentos e informações. em seguida. A DiCA é o setor responsável pela centralização das informações sobre a vida acadêmica desses alunos. o recurso do ex-aluno somente será analisado se o seu vínculo discente com a UFSCar tiver sido rompido há menos de um ano.Guia do estudante 7. sem que haja necessidade de carimbos e assinaturas. Todos os documentos emitidos pelo link “Solicitação de documentos” são oficiais e com código de autenticidade. à reintegração do estudante. De acordo com a Resolução CEPE nº 463. Por meio desse sistema. O recurso é analisado por uma comissão da ProGrad que emite outro parecer final que será enviado à Divisão de Controle Acadêmico (DiCA) para alteração do status do estudante. no mínimo. É dever do aluno conferir os registros de resultados de seu desempenho pelo sistema ProGradWeb. favorável ou não.5 Sistema de controle acadêmico vaga – ProGradWeb O estudante que não obtiver aprovação em. caso tenha seu pedido deferido e seja reintegrado ao curso.4 Solicitação de reintegração de 7. de 16 de março de 2004. emita seu próprio parecer. o sistema ProGradWeb permite que você mantenha atualizado os seus dados cadastrais que são indispensáveis para a emissão de qualquer 65 . 8 (oito) créditos correspondentes a disciplinas de seu curso e perder sua vaga poderá solicitar reintegração por meio da coordenação de curso. Essa solicitação deverá vir acom-panhada de uma justificativa para que a coordenação de curso crie um recurso no sistema ProGradWeb e. os alunos ativos e inativos podem solicitar também qualquer tipo de documento que esteja disponível. O ProGradWeb é um site que disponibiliza informações de caráter acadêmico dos alunos de graduação. como atestado de matrícula e histórico escolar.

Você deve utilizar o 66 7. você deve alterar imediatamente a sua senha. você receberá uma mensagem pelo e-mail cadastrado na solicitação feita.6 Carteira de identidade estudantil Como estudante de um curso de graduação na modalidade EaD da UFSCar.7 Solicitação de equivalências Como estudante de um curso de graduação na modalidade EaD da UFSCar. sobretudo. Deve ser dado um retorno em 72 horas com a confirmação de sua solicitação da carteirinha de estudante para que ela seja emitida. particularmente seu diploma ao final do curso. portanto. você tem direito à carteira de identidade estudantil. ufscar. principalmente CPF e endereço de e-mail.SEaD-UFSCar documento. digite o número de seu registro acadêmico (RA) no campo Usuário e o número de seu CPF no campo Senha. Sem essa confirmação no prazo indicado. Nesse caso. Após a conclusão desse procedimento. Por uma questão de segurança. Para o primeiro acesso. cadastrando uma nova de sua escolha.br/solicita/>. não forneça a terceiro. O acesso ao sistema pode ser feito por meio do link <https://progradweb. Para fazer a solicitação da carteirinha de estudante. que poderá ser solicitada pelo endereço: <http://www. sua solicitação de carteirinha não será atendida. é necessário verificar primeiramente se os seus dados pessoais estão atualizados no ProGradWeb.carteirinha. 7.br/progradweb/>. ufscar. você poderá entrar no sistema novamente e refazer a solicitação. Providencie também uma foto de acordo com a configuração indicada no sistema para anexá-la à solicitação. guarde-a com cuidado e. você tem direito ao pedido de dispensa . basta entrar em contato com a coordenação do seu curso. Mas. a qual fornecerá uma nova senha. A nova senha será a sua porta de entrada no sistema e. mesmo usuário e senha de acesso ao ProGradWeb. caso você a tenha esquecido.

O coordenador do polo tem autorização para atestar a veracidade desses documentos com carimbo e assinatura mediante apresentação dos originais. preferencialmente. o aluno estará automaticamente dispensado de continuar cursando a disciplina. Para isso. algumas recomendações são necessárias: • o pedido deve ser apresentado de uma única vez e. no início do curso. como histórico escolar.Guia do estudante de disciplinas cursadas em outra graduação em época anterior ao seu ingresso na UFSCar. não é permitida a juntada posterior de outros programas para fins de equivalência. que os encaminhará à DiCA para abertura do processo. planos de ensino . A coordenação de curso é responsável pela análise e parecer final. o pedido deve ser feito pelo aluno na secretaria do polo com preenchimento de um formulário específico assinado e com firma reconhecida. disciplinas de cursos de pós-graduação não são consideradas válidas para pedidos de dispensa. Recomenda-se que o aluno curse normalmente as disciplinas iniciais para não ser prejudicado na eventualidade de indeferimento do pedido de equivalência. O estudante deve enviar esses documentos à secretaria do seu curso. programas das disciplinas. • com as ementas.8 Calendário acadêmico e de curso O calendário acadêmico informa as datas de início e término do período letivo. • • • 7. Caso seja deferida a equivalência. a instituição pública ou particular cursada deverá ser reconhecida pelo MEC. prevalecendo o resultado do crédito reconhecido. além do recesso escolar e datas 67 Alguns documentos são solicitados pela UFSCar. Todos os documentos não originais deverão ser autenticados no cartório e anexados ao processo de solicitação.

título. periódicos (journals). assunto. 1 Os alunos da modalidade EaD podem utilizar todos os demais serviços da Biblioteca Comunitária desde que se desloquem até os campi de São Carlos. metadados em geral) ou também o texto completo. 68 . Sorocaba ou Araras (<http:// www2. 7. ou seja. substitutivas. vídeos). repositivas.ufscar. em geral. relatórios. fotos) e dinâmicas (filmes. É por meio desse contato eletrônico que você terá acesso a todas as informações relativas ao desenvolvimento do curso e à instituição. 7.ufscar. o conteúdo integral do item de informação. sons (gravações em áudio. O calendário de curso informa as datas de início e término de cada disciplina.10 Acesso às bases de dados on-line A Biblioteca Comunitária da UFSCar (BCo)1 disponibiliza para os alunos da modalidade EaD um importante serviço de acesso às Bases de Dados de Literatura Técnico-Científica (BDLTCs). As coleções disponíveis nas BDLTCs podem conter somente a referência (autor. ilustrações. tais como livros eletrônicos (e-books).br/interface_frames/index.ufscar. que oferecem ao usuário uma série de coleções de itens de informação. disponíveis on-line.9 Atualização de e-mail Todos os alunos de EaD devem manter atualizado o seu endereço de e-mail no AVA-Moodle e também nos dados cadastrais do sistema de controle acadêmico ProGradWeb. imagens estáticas (figuras. artigos de periódicos.br>). datas de avaliações presenciais regulares.php>) na aba graduação.php?link=http://www. calendários. além das atividades previstas no período de recuperação (SAC).SEaD-UFSCar para digitação de notas e frequências pelo docente. Ele está disponível no site da UFSCar (<http://www2. br/home/index. mp3).bco. que são ferramentas de tecnologia da informação. resumo.

há 4 tipos de BDLTCs disponíveis: 1. BDLTCs assinadas pela CAPES.php/seabd. tradução de vídeos e áudios para Libras. 7. ou seja. vídeos e animações). entre em contato com o Serviço de Acesso à Base de Dados (SeABD). no endereço: <http://www. produção de audiolivros. 3. Assinaturas UFSCar. para fins científicos e tecnológicos. ou seja. que são disponibilizadas a todas as universidades públicas brasileiras.Guia do estudante Para a comunidade acadêmica da UFSCar. legendação e adequação dos materiais digitais 69 . html>. para fins de assinatura a posteriori. em suas diferentes gradações). Acesso Livre. Assinaturas Trial. BDLTCs assinadas pela universidade. de 1 a 2 meses. por meio do Portal CAPES. identificação alternativa das mudanças de status e progresso de execução. 2. Dentre as atividades realizadas para promover a acessibilidade nos cursos a distância da UFSCar estão a audiodescrição dos materiais audiovisuais (ilustra-ções. seabd. ou seja.br/index. Para mais informações em como acessar as BDLTCs. durante um período específico. controles acessíveis por teclado. inclusão de audiodescrição e de legenda). em geral. contendo informação confiável. vem trabalhando para tornar os cursos de graduação oferecidos na modalidade a distância acessíveis a pessoas com deficiências sensoriais (cegueira e surdez. Assinaturas CAPES. aquelas disponibilizadas pelas editoras para apreciação pela comunidade científica.11 Acessibilidade Desde 2011. 4.ufscar. desenvolvimento de player de mídia acessível (com controles etiquetados para acesso por meio de softwares de leitura de tela. ou seja.bco. por meio da SEaD. BDLTCs com conteúdo gratuito. a UFSCar.

número de vagas disponíveis. O processo de transferência. somente será permitida a transferência de estudantes entre dois polos de apoio presencial a partir do segundo módulo do curso. desde que se trate do mesmo curso e turma de ingresso. que dispõe sobre transferências de estudantes dos cursos de graduação da modalidade de EaD da UFSCar. Esses são alguns dos direitos e deveres que devem ter os estudantes dos 7. A meta é que todos os cursos de graduação oferecidos pela UFSCar na modalidade a distância atendam satisfatoriamente estudantes com deficiências sensoriais. mas os recursos concretizados ampliam as possibilidades de acesso de todos os usuários. 70 . Compete à DiCA a elaboração e a publicação do calendário específico para as transferências entre os diferentes polos de apoio presencial. constando o calendário. em um esforço voltado à democratização da Educação Superior de qualidade para todos. além dos procedimentos a serem observados e dos resultados. O estudante terá direito a uma única transferência no decorrer do curso de educação a distância. será divulgado por meio de editais afixados no quadro de avisos da DiCA e divulgado amplamente nos campi pelos órgãos competentes.SEaD-UFSCar e do Ambiente Virtual de Aprendizagem aos padrões nacionais e internacionais de acessibilidade. tutores e equipes da SEaD.12 Transferências entre polos de apoio presencial De acordo com a Portaria GR no 306/2009. polos presenciais e respectivos cursos. O desenvolvimento das tecnologias assistivas tem foco na realidade dos estudantes com deficiências sensoriais. além do programa de formação continuada dos professores. nos polos de apoio presencial e também no ambiente virtual de aprendizagem para conhecimento geral.

prograd.br> e clicar em Normas.ufscar.php?link=http://www. Tutoriais mais detalhados sobre essas questões poderão ser encontrados no ambiente coletivo dos cursos. ao lado esquerdo da tela.Guia do estudante cursos de graduação a distância da UFSCar. basta acessar o link <http://www2.br/interface_frames/ index. 71 .ufscar. Para ter acesso às normas e outras informações diretamente da página da UFSCar-ProGrad. bem como todas as resoluções e portarias que regem a vida acadêmica dos alunos de EaD.

.

Faça sua parte e bons estudos! Equipe da Secretaria Geral de Educação a Distância (SEaD-UFSCar) e Coordenadorias de Curso. Entretanto.Caro estudante. para que tenha uma formação adequada e de qualidade. . Estamos trabalhando seriamente para que você tenha um bom desempenho no curso. parte dessa tarefa depende de você.

.

Anexos .

.

2o Os estágios realizados pelos estudantes de graduação matriculados na UFSCar serão curriculares. § 3o Estágio não-obrigatório é aquele definido no projeto pedagógico do curso como atividade optativa ou atividade complementar. no uso de suas atribuições legais e estatutárias. 1o Esta Resolução dispõe sobre a realização de estágios obrigatórios e não-obrigatórios de estudantes regularmente matriculados nos cursos de graduação presenciais e a distância oferecidos pela UFSCar. conforme definido no projeto pedagógico de cada curso.788. de 25 de setembro de 2008 e as deliberações deste colegiado em sua 6a Reunião Ordinária. Art. 77 R E S O L V E: Art. A Presidente do Conselho de Graduação da Universidade Federal de São Carlos. ocorrida nesta data. de 15 de junho de 2009 Dispõe sobre a realização de estágios de estudantes dos Cursos de Graduação da UFSCar. § 2o Os estágios obrigatórios constarão da matriz curricular do curso como disciplinas obrigatórias. § 1o Estágio obrigatório é aquele definido como tal no projeto pedagógico do curso. podendo ser obrigatórios ou não-obrigatórios. tendo em vista o disposto na Lei no 11. cujo cumprimento da carga horária pelo estudante é requisito para a obtenção de seu diploma.UNIVERSIDADE FEDERAL DE SÃO CARLOS CONSELHO DE GRADUAÇÃO Resolução no 013. .

Art. cujo projeto pedagógico preveja a realização do estágio. devendo ser encaminhada informação à Pró-Reitoria de Graduação. II – Celebração de termo de compromisso entre o estudante. a saber: . obrigatório ou não-obrigatório. caso essa possibilidade esteja prevista no projeto pedagógico do curso. aprovado e encaminhado à instituição concedente pelo Departamento. a parte concedente do estágio e a UFSCar. o horário e o calendário escolar. § 7o O estágio obrigatório ou não-obrigatório previsto no projeto pedagógico do curso. para sua plena regularidade deverá atender aos seguintes requisitos: 78 I – Matrícula regular em curso de graduação oferecido pela UFSCar. § 2o O termo de compromisso será elaborado de conformidade com os modelos constantes dos Anexos I a IV desta Resolução. Parágrafo Único. Art. compatíveis com o projeto pedagógico do curso. § 4o Os estágios não-obrigatórios constarão da matriz curricular do curso como disciplinas optativas ou como atividades complementares. 3o Os estágios obrigatórios e não-obrigatórios são de responsabilidade dos respectivos Departamentos. III – Elaboração de plano de atividades a serem desenvolvidas no estágio. § 5o As atividades de extensão. não poderá exceder 2 (dois) anos na mesma concedente. de modo a contribuir para a efetiva formação profissional do estudante. no caso de delegação de competência. monitoria e iniciação científica desenvolvidas pelo estudante poderão ser equiparadas ao estágio não-obrigatório. IV – Acompanhamento efetivo do estágio por professor orientador da UFSCar e por supervisor da parte concedente. obrigatório ou não-obrigatório. ou pela Coordenação de Curso ou de Estágios. § 6o É irregular a realização de estágio que não esteja contemplado no projeto pedagógico do curso. sendo ambos responsáveis por examinar e aprovar os relatórios periódicos e final elaborados pelo estagiário. § 1o O termo de compromisso de que trata o inciso II deste artigo será elaborado. 4o A realização de estágio de estudante matriculado em curso oferecido pela UFSCar. A competência prevista neste artigo poderá ser delegada formalmente pelo Departamento à Coordenação de Curso ou de Estágios. com sua respectiva carga horária.

ou pela Coordenação de Curso ou de Estágio. quando for o caso. 7o A orientação de cada estágio. a cargo da Concedente ou da instituição. VI – A contratação de seguro de acidentes pessoais em favor do estagiário. 79 . respeitada a legislação vigente. será feita por um ou mais docentes pertencentes ao quadro da UFSCar. avaliadas caso a caso pelo respectivo Departamento. obrigatório ou não-obrigatório. IV – O valor da bolsa ou outra forma de contraprestação devida ao Estagiário.As condições de realização do estágio. a parte concedente do estágio e a UFSCar. encaminhará a proposta devidamente justificada à Pró-Reitoria de Graduação que a submeterá à aprovação do Conselho de Graduação. por delegação do Magnífico Reitor. a) Modelo 1: Estágio obrigatório com bolsa b) Modelo 2: Estágio obrigatório sem bolsa c) Modelo 3: Estágio não obrigatório d) Modelo 4: Estágio realizado na própria UFSCar Art. 5o A celebração de acordo de cooperação para realização de estágios é facultativa e somente ocorrerá em situações excepcionais. a cargo da Concedente. a duração e a jornada de atividades. o Departamento ou a Coordenação de Curso ou de Estágio. e o auxílio-transporte. Art. competindo ao Pró-Reitor de Graduação assinar o respectivo termo de acordo de cooperação. V – O direito do estagiário ao recesso das atividades na forma da legislação vigente. 6o O termo de compromisso de estágio a ser celebrado entre o estudante. § 3o O termo de acordo de cooperação para realização de estágio será elaborado de conformidade com o modelo constante do Anexo V desta Resolução. II . em especial. § 2o Após aprovação a proposta será encaminhada à Procuradoria Jurídica para as providências de formalização. VII – Outras cláusulas e condições que sejam necessárias. deverá estabelecer: I – O plano de atividades a serem realizadas. da Concedente e da UFSCar. § 1o Havendo necessidade de celebração de acordo de cooperação para realização de estágios. que figurará em anexo ao respectivo termo de compromisso. no caso de delegação de competência. III – As obrigações do Estagiário. por conveniência ou necessidade. Art.

contemplando. Disposições Transitórias Art. no corpo do documento. Art. à Coordenação de Curso ou de Estágio. § 1o Ao professor orientador da UFSCar e ao supervisor da concedente incumbirá supervisionar o estágio. EMÍLIA FREITAS DE LIMA Presidente do Conselho de Graduação 80 . a carga horária e os pré-requisitos das disciplinas referentes ao estágio obrigatório. revogando-se a Resolução CEPE no 146/92 de 23 de setembro de 1992. DRA. § 2o A guarda de toda a documentação comprobatória dos estágios caberá ao Departamento ou. por sua delegação formal. Art. da qual constem a localização. § 2o Deverá constar do adendo a matriz curricular do curso atualizada. 8o O relatório final de estágio deverá ser elaborado em formato acadêmico. 11 Esta Resolução entra em vigor na data de sua publicação. as informações necessárias ao cumprimento desta Resolução. PROFA. 10 As coordenações de curso deverão elaborar um adendo ao projeto pedagógico de curso já aprovado. 9o Os projetos pedagógicos novos deverão incluir. contendo as informações exigidas por esta Resolução. minimamente. orientando e aprovando o plano de atividades e os relatórios periódicos e final elaborados pelo estagiário. Art. § 1o O adendo a que se refere este artigo deverá ser encaminhado à PróReitoria de Graduação até o dia 28 de agosto de 2009. a relação entre as atividades desenvolvidas e o conhecimento na área.

km 235 – Caixa Postal 676 13565-905 – São Carlos – SP . de 13 de outubro de 2009 Dispõe sobre transferências de estudantes dos cursos de graduação da modalidade de educação a distância da UFSCar. O Reitor da Universidade Federal de São Carlos. no uso de suas atribuições legais e estatutárias. de 10 de agosto de 2009.UNIVERSIDADE FEDERAL DE SÃO CARLOS Gabinete do Reitor Via Washington Luís.ufscar. 81 .br Portaria GR no 306/09. CONSIDERANDO a Resolução do Conselho de Graduação no 018.Brasil Fones: (16) 3351-8101/3351-8102 – Fax: (16) 3361-4846/3361-2081 E-mail: reitoria@power.

R E S O L V E:
Art. 1o O ingresso dos estudantes nos cursos de graduação da UFSCar oferecidos sob a modalidade de educação a distância, se dará exclusivamente mediante aprovação no respectivo processo seletivo – Concurso Vestibular. Parágrafo Único. São vedadas as transferências: a) de estudantes de outras instituições de ensino superior para os cursos de graduação da UFSCar, ministrados sob a modalidade de educação a distância; b) de estudantes matriculados nos cursos de graduação da UFSCar, ministrados sob a modalidade presencial da UFSCar, para os cursos de graduação oferecidos pela modalidade de educação a distância (EaD) nesta Universidade. Art. 2o Será permitida a transferência de estudantes entre dois Polos de Apoio Presencial, a partir do segundo módulo do curso, desde que se trate do mesmo curso e turma de ingresso. Art. 3o Compete à Divisão de Controle Acadêmico (DiCA) a elaboração e a
82

publicação do calendário específico para as transferências entre os diferentes polos de apoio presencial, do mesmo curso. § 1o O calendário deverá prever o período para realização das inscrições e para a efetivação das transferências. § 2o Caberá ao CoG a aprovação do calendário específico, bem como do número de vagas nos polos de apoio presencial e respectivos cursos, que serão oferecidas para as transferências. Art. 4o O processo de transferência, constando o calendário, número de vagas disponíveis, pólos presenciais e respectivos cursos, além dos procedimentos a serem observados e resultados, será divulgado por meio de editais afixados no quadro de avisos da DiCA e divulgados amplamente nos campi pelos órgãos competentes, nos polos de apoio presencial e também no ambiente virtual de aprendizagem para conhecimento geral. Art. 5o A transferência entre polos de apoio presencial deverá ser previamente requerida, por estudante regularmente matriculado, mediante preenchimento de requerimento específico junto à Divisão de Controle Acadêmico (DiCA).

Art. 6o Quando o número de candidatos ao polo de apoio presencial de opção for maior que o número de vagas oferecidas, a DiCA procederá a uma classificação dos interessados de acordo com os seguintes critérios, respectivamente nessa ordem: I - à vista dos históricos escolares atualizados, será aplicado o índice de rendimento acadêmico, obtido como se segue: IRA = [∑(N x Cc)] [ 2 - (∑(2 x Cd) + ∑Cs)] ∑Ci ∑Ci ∑Ci

nota final pelo número de créditos; b) serão somados todos os produtos obtidos; c) será dividida a soma total dos produtos pelo número total de créditos solicitados, obtendo-se a média ponderada. Art. 7o O edital de divulgação do resultado do processo de transferência conterá os nomes dos candidatos em ordem alfabética, por polo e curso, até o limite das vagas oferecidas. § 1o Os resultados das transferências serão divulgados por meio de editais afixados no quadro de avisos da DiCA e divulgados amplamente nos campi pelos órgãos competentes, nos polos de apoio presencial, às Coordenações dos Cursos correspondentes e também no ambiente virtual de aprendizagem para conhecimento geral. § 2o O estudante classificado que não efetivar a matrícula junto ao polo de apoio presencial, dentro do período designado pelo calendário de transferência e mediante a apresentação da documentação exigida para tal, será considerado desistente, disponibilizando-se a vaga para preenchimento, observando-se a ordem de classificação. Art. 8o Ante a divulgação dos resultados, o interessado poderá apresentar
83

em que: N = nota; Cc = créditos cursados; Ci = créditos inscritos; Cd = créditos desistentes; Cs = créditos suspensos cancelados.

ou

II - os casos de empate serão resolvidos determinando-se a média ponderada das notas de todas as disciplinas cursadas com aproveitamento pelo estudante, assim calculada: a) para cada disciplina cursada com aproveitamento será multiplicada a sua

recurso, devidamente motivado, perante o Conselho de Graduação, no prazo de 03 (três) dias úteis a partir da data da divulgação dos resultados. Parágrafo Único. O recurso deverá ser protocolado na DiCA, a quem competirá instruir o processo com as informações pertinentes e encaminhá-lo à ProGrad para ser submetido à deliberação do Conselho de Graduação (CoG).

Art. 9o O estudante terá direito a uma única transferência no decorrer do curso de educação a distância. Art. 10 Esta Portaria entra em vigor nesta data.

Prof. Dr. Targino de Araújo Filho Reitor

84

ufscar. CONSIDERANDO o disposto na Portaria GR no 522 de 10 de novembro de 2006.UNIVERSIDADE FEDERAL DE SÃO CARLOS Via Washington Luís.Brasil Fones: (16) 3351-8101/3351-8102 – Fax: (16) 3361-4846/3361-2081 E-mail: reitoria@power. O Reitor da Universidade Federal de São Carlos. bem como a legislação nacional que disciplina a matéria. de 10 de agosto de 2009. de 13 de outubro de 2009 Dispõe sobre normas para a sistemática de avaliação do desempenho acadêmico dos estudantes de graduação na modalidade de educação a distância e procedimentos correspondentes. km 235 – Caixa Postal 676 13565-905 – São Carlos – SP . as especificidades dos cursos de graduação na modalidade de educação a distância. no uso de suas atribuições legais e estatutárias. 85 . a necessidade de se disciplinar a sistemática de avaliação dos cursos de graduação oferecidos pela UFSCar na modalidade de educação a distância. e conforme Resolução do Conselho de Graduação no 017.br Gabinete do Reitor Portaria GR no 308/09.

Avaliação Contínua. Avaliação Presencial: procedimentos de avaliação realizados simultânea e presencialmente nos pólos de apoio presencial. III. elaborados pelos professores. e que se caracteriza pela participação e realização do mesmo nas atividades indicadas no plano de ensino do curso como sendo aquelas que serão consideradas no seu cômputo.DAS DEFINIÇÕES Art. desde que indicados no plano de ensino pelo professor. III. II. Capítulo II .DO CONTROLE ACADÊMICO NOS CURSOS DE GRADUAÇÃO NA MODALIDADE DE EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA Art. II. realizados por meio de atividades virtuais e/ou presenciais que visam acompanhar o processo de ensino-aprendizagem no decorrer da disciplina. Avaliação Contínua: procedimentos de avaliação. respeitado os termos do parágrafo 2o do artigo 4o. §1o Os procedimentos referidos no artigo 1o poderão ser utilizados no processo de recuperação das disciplinas.DA SISTEMÁTICA DE AVALIAÇÃO NOS CURSOS DE GRADUAÇÃO NA MODALIDADE DE EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA 86 Capítulo III . e visam obter uma medida da aprendizagem do aluno ao final de um ciclo de aprendizagem ou da disciplina e considera o conjunto dos conteúdos tratado nessa etapa. 3o Os Planos de Ensino dos cursos. Avaliação Presencial. §2o Na aplicação da avaliação presencial. ao aluno que tenha se ausentado justificadamente terá direito à aplicação de uma nova avaliação presencial. devem ser aprovados pelas unidades . 1o Para fins dessa Portaria. considera-se: I. Outras sistemáticas de caráter repositivo e/ou complementar de avaliação. 2o A sistemática de avaliação nos cursos de graduação a distância deve atender os seguintes procedimentos na oferta regular: I. que poderá ou não integrar o cômputo da nota final do aluno. Frequência: critério utilizado para a aprovação do aluno.R E S O L V E: Capítulo I . Art. desde que previamente indicados no plano de ensino pelo professor.

VI. 51% (cinquenta e um por cento) da média final. a caracterização de procedimentos que possibilitem a recuperação de desempenho do estudante durante o período letivo regular (recuperação paralela). o detalhamento dos seguintes aspectos: I. 5o Ao divulgar as notas correspondentes aos resultados de avaliação. conteúdos e metodologias previstos pelo professor. II. a previsão de realização de procedimentos e/ou aplicação de instrumentos de avaliação em momentos adequados. Art. que permitam a divulgação de resultados de avaliação pelo professor responsável pela disciplina/atividade curricular. V. §2o As atividades avaliativas presenciais deverão representar. simultaneamente: I. devendo. conforme estabelece o artigo 10. a data da divulgação deverá estar registrada no respectivo documento de divulgação. conforme estabelecido no artigo 4o. 6o O estudante regularmente matriculado será considerado aprovado quando obtiver. frequência igual ou superior a 75% (setenta e cinco por cento) nas 87 . os critérios de avaliação final utilizados e a forma de cálculo da nota final. assegurando que o estudante acompanhe seu desempenho acadêmico no transcorrer do período. III. 4o Como parte do processo de aprovação dos Planos de Ensino de cada disciplina/atividade curricular. os procedimentos e/ou instrumentos de avaliação diferenciados e adequados aos objetivos. Art. a definição dos procedimentos para a utilização do processo de recuperação. ainda. IV. os Conselhos de Coordenação de Curso verificarão a adequação dos mesmos às diretrizes constantes da Portaria GR no 522/06. desde que aprovado pelo Conselho de Curso. as atividades que serão consideradas no cômputo da frequência. §3o Percentuais maiores que 51% poderão ser autorizados conforme especificidade da disciplina/atividade curricular. Art. no mínimo. §1o A sistemática de avaliação deve prever a manutenção de registros que fundamentem a avaliação de cada estudante.responsáveis pela oferta das disciplinas/atividades curriculares e devem explicitar a sistemática de avaliação do desempenho dos estudantes.

Parágrafo Único. Art. Art. para apresentar relatório às unidades responsáveis pela oferta das disciplinas/ atividades curriculares. §6o O julgamento da Banca de Revisão encerrará o processo de revisão de nota. por escrito. §1o O pedido de revisão deverá ser encaminhado mediante preenchimento de formulário específico. quando pertinente. §5o A Banca de Revisão terá o prazo de três dias úteis. em até três dias úteis após o recebimento do pedido. no mínimo. O professor é responsável pelo acompanhamento e atribuição da frequência dos alunos. nomeará. nota final igual ou superior a seis.0 terá direito a participar da recuperação. fica facultado ao aluno encaminhar recurso. composta por dois professores. em até três dias úteis após a divulgação das notas. §3o Na persistência da discordância. 7o O estudante que discordar das notas obtidas nos diferentes processos de avaliação poderá solicitar revisão das mesmas junto ao professor responsável pela disciplina. 9o Em caso de reprovação. o estudante terá direito a. excluído o professor que atribuiu a nota original. no prazo de três dias úteis. §7o Os casos omissos deverão ser resolvidos pelas unidades responsáveis pela oferta das disciplinas/atividades curriculares. apresentando as justificativas da solicitação.atividades curriculares indicadas pelo professor no plano de ensino. uma segunda oferta da disciplina. 88 §4o Ante a apresentação do recurso. §2o O professor responsável procederá à revisão da nota e emissão de um parecer. as unidades responsáveis pela oferta das disciplinas/atividades curriculares devem estabelecer um encaminhamento adequado e. II. encaminhando-se cópia do pedido ao Coordenador do Curso. às unidades responsáveis pela oferta das disciplinas/atividades curriculares. que dará ciência ao estudante e ao professor. se considerar necessário. 8o Após o término da Disciplina. após sua nomeação. o estudante que tenha obtido frequência igual ou superior a 75% nas atividades indicadas pelo professor no plano de ensino e média final igual ou superior a 3. explicitando os critérios utilizados na atribuição da nota e revendo o resultado. uma Banca de Revisão. Art. até o prazo de três dias úteis após a divulgação do parecer da revisão da nota. em período a ser definido pelas unidades responsáveis .

§3o Uma cópia dos Resultados Finais de Avaliação e de frequência assinada pelo(s) professor(es) responsável(eis) pela disciplina/atividade curricular deve ser mantida arquivada pelas unidades responsáveis pela oferta das disciplinas/ atividades curriculares. Art. Art. §1o A solicitação de retificação deve ser apresentada diretamente ao professor da disciplina ou. §1o A divulgação dos resultados deverá ser realizada pela internet imediatamente após a consolidação dos mesmos no sistema institucional de gerenciamento acadêmico. 14 Esta Portaria entra em vigor nesta data. estes estarão disponíveis para que a ProGrad realize os processamentos administrativos do controle acadêmico deles dependentes. podendo ser solicitados pela ProGrad para conferência. 11 É dever do estudante conferir seus registros de resultados de avaliação.pela oferta das disciplinas/atividades curriculares. II e III da Portaria GR no 522. de 10 de novembro de 2006. Dr. 13 Aplicam-se. podendo solicitar retificação dos mesmos dentro do prazo de cinco dias úteis a contar da data de término do prazo de entrada e de divulgação dos respectivos dados. aos cursos de graduação oferecidos pela UFSCar na modalidade de educação a distância. Art. referentes aos Resultados Finais de Avaliação (Nota Final e Frequência). 12 Os casos omissos deverão ser decididos pelo Conselho de Graduação (CoG). Art. é de responsabilidade do(s) professor(es) da disciplina/atividades curriculares. os capítulos I. 10 A inclusão de dados no sistema de controle acadêmico. na falta deste. §2o O não cumprimento dos prazos estabelecidos nesta Portaria implica na desobrigação da instituição com relação às consequências de incorreções de seus registros de rendimento escolar. em requerimento dirigido às unidades responsáveis pela oferta das disciplinas/atividades curriculares. Prof. §2o A partir do término do período de inclusão dos dados. Targino de Araújo Filho Reitor 89 . estabelecido no artigo 10. Art.

.

no uso de suas atribuições legais e estatutárias. km 235 – Caixa Postal 676 13565-905 – São Carlos – SP . de 20 de setembro de 2010 Regulamenta o desempenho mínimo dos estudantes de graduação na modalidade de educação a distância da UFSCar. de 20 de setembro de 2010. CONSIDERANDO os termos da RESOLUÇÃO do Conselho de Graduação no 033. O Reitor da Universidade Federal de São Carlos.UNIVERSIDADE FEDERAL DE SÃO CARLOS Gabinete do Reitor Via Washington Luís.ufscar.br Portaria GR no 688/2010.Brasil Fones: (16) 3351-8101/3351-8102 – Fax: (16) 3361-4846/3361-2081 E-mail: reitoria@power. 91 .

1o Perderá sua vaga o estudante regularmente matriculado em curso de graduação na modalidade de educação a distância da Universidade Federal de São Carlos – UFSCar que durante 2 módulos consecutivos não obtiver aprovação em. 4o Esta Portaria entra em vigor nesta data. Dr. 3o Os casos não previstos nesta Portaria serão apreciados e resolvidos pelo Conselho de Graduação. Art. no mínimo. Prof. não será concedido trancamento de matrícula. tampouco cancelamento de disciplinas. Art. 2o Nos cursos de graduação ministrados na modalidade de educação a distância. em especial a Portaria GR no 307/09.R E S O L V E: Art. 8 (oito) créditos correspondentes a disciplinas de seus cursos. de 13/10/2009. revogando-se as disposições em contrário. Targino de Araújo Filho Reitor 92 . Art.

e incluem o exercício de atividades de enriquecimento 93 .br Portaria GR no 461/06.Brasil Fones: (16) 3351-8101/3351-8102 – Fax: (16) 3361-4846/3361-2081 E-mail: reitoria@power. de 07 de agosto de 2006 Dispõe sobre normas de definição e gerenciamento das atividades complementares nos cursos de graduação e procedimentos correspondentes. 1o As Atividades Complementares são todas e quaisquer atividades de caráter acadêmico.UNIVERSIDADE FEDERAL DE SÃO CARLOS Gabinete do Reitor Via Washington Luís. CONSIDERANDO a Resolução do Conselho de Ensino e Pesquisa no 522.ufscar. km 235 – Caixa Postal 676 13565-905 – São Carlos – SP . no uso das atribuições legais e estatutárias. RESOLVE Art. O Reitor da Universidade Federal de São Carlos. de 04/08/06. científico e cultural realizadas pelo estudante ao longo de seu curso de graduação.

científico. a título de sugestão. assim como divulgá-las e orientar os estudantes para o seu exercício. propiciando a inserção no debate contemporâneo mais amplo. Art. indicando a documentação necessária para a comprovação e reconhecimento da atividade. 3o Compete às coordenações de curso sugerir Atividades Complementares a serem oferecidas aos estudantes do curso em cada período letivo. uma relação das principais atividades complementares. profissional e cultural. de acordo com os objetivos do curso. 2o A atividade atualmente designada “Atividade Curricular de Integração entre Ensino Pesquisa e Extensão (ACIEPE)” passará a ser considerada Atividade Complementar nos termos e para os fins desta Resolução. a carga horária máxima por período e a carga horária máxima total da atividade a ser reconhecida durante todo o curso. § 4o Os projetos pedagógicos devem conter. . 4o Compete às coordenações de curso gerenciar o cômputo das Atividades Complementares executadas pelos estudantes do respectivo curso de acordo com as disposições do Projeto Pedagógico. Art. Art. obedecidas as condições impostas por legislação específica. o desenvolvimento de valores e hábitos de colaboração e de trabalho em equipe. bem como sua obrigatoriedade ou não para a integralização curricular. adequar ou alterar a relação das Atividades Complementares de acordo com as necessidades e peculiaridades de cada Curso. § 3o Os projetos pedagógicos devem prever a carga horária a ser cumprida na condição de Atividades Complementares. § 2o Nos projetos pedagógicos dos cursos de graduação as Atividades Complementares farão parte integrante do currículo e serão valorizadas e incentivadas de acordo com as respectivas diretrizes curriculares. 94 estabelecidas de modo a favorecer a diversidade de atividades e sua distribuição adequada ao longo do curso. § 1o As Atividades Complementares são atividades curriculares que não estão compreendidas no desenvolvimento regular das disciplinas do Curso. § 5o Compete ao Conselho de Coordenação de Curso atualizar.

§ 2o O Histórico Escolar do estudante deve conter o assunto e a correspondente carga horária atribuída para cada Atividade Complementar. 95 . após o que poderá ser restituído ao estudante ou incinerado. contendo os comprovantes das atividades realizadas e um relatório onde serão lançadas as anotações com discriminação das atividades e atribuição da correspondente carga horária para fins de cômputo das Atividades Complementares. no mínimo. relativa a cada período letivo. § 1o A ProGrad deverá elaborar e implantar modelo de Histórico Escolar que discrimine e contabilize adequadamente as horas cumpridas pelo estudante a título de Atividades Complementares. § 3o Compete ao coordenador do curso ou a docente do curso especificamente designado para esse fim pelo Conselho de Coordenação avaliar e decidir sobre a aceitação de cada Atividade Complementar comprovada pelo estudante. 12 meses após a colação de grau do estudante. § 2o O dossiê a que se refere o parágrafo anterior será mantido pela Secretaria de Graduação do curso até. consignadas no Histórico Escolar do estudante ao fim de cada período letivo. de modo a serem. § 4o O Calendário Acadêmico contemplará a data limite. § 1o A Secretaria de Graduação do curso deve manter um dossiê para cada estudante. assim como pela atribuição de carga horária. § 4o Havendo divergências ou discordância quanto à aceitação da Atividade Complementar ou à carga horária atribuída. de modo que sejam devidamente consignadas em seu Histórico Escolar no final de cada período letivo. § 3o Compete à Coordenação de Curso alimentar os bancos de dados conforme instrução da ProGrad. para a entrega da documentação comprobatória das Atividades Complementares. o interessado poderá requerer reavaliação ao Conselho de Coordenação do Curso. 5o Compete à Pró-Reitoria de Graduação (ProGrad) estabelecer as formas de gerenciamento de descrição e cômputo das horas de Atividades Complementares de cada estudante. assim como o período letivo em que foi realizada. as Atividades Complementares. nas secretarias de curso. Art. § 5o Da decisão proferida pelo Conselho de Coordenação não caberá recurso às instâncias superiores.

Oswaldo Baptista Duarte Filho 96 . § 5o A Coordenação de Curso enviará as informações relativas à descrição e carga horária das Atividades Complementares. revogando-se as disposições em contrário. à ProGrad até a data designada para o encaminhamento das notas de aproveitamento das disciplinas naquele período letivo. Art. Prof. Dr. 6o Esta Portaria entra em vigor nesta data. executadas pelos alunos.

CEPE Pareceres da 217a Reunião Ordinária. RESOLVE Art. realizada em 26/03/2004 Resolução CEPE no 463. Pesquisa e Extensão da Universidade Federal de São Carlos. revogando-se as disposições em contrário. no uso das atribuições legais e estatutárias que lhe conferem o Estatuto e o Regimento Geral da UFSCar e considerando a deliberação do colegiado em sua 217a reunião ordinária. de 26 de março de 2004 Regulamenta situações de recursos de ex-alunos O Conselho de Ensino. Prof. 1o Recurso de ex-aluno somente será analisado por este Conselho se o seu vínculo discente com a UFSCar tiver sido rompido há menos de um ano. 2o Esta resolução entrará em vigor na data de sua publicação pela Reitoria. Oswaldo Baptista Duarte Filho Presidente do Conselho de Ensino. Pesquisa e Extensão . Pesquisa e Extensão 97 . de 26/03/04.UNIVERSIDADE FEDERAL DE SÃO CARLOS Conselho de Ensino. Dr. Art.

.

de 19 de dezembro de 2000. considerando o disposto no Decreto n o 5. nesta data.436. no uso de suas atribuições legais e estatutárias. 99 . de 22 de dezembro de 2005. A Presidente do Conselho de Graduação da Universidade Federal de São Carlos.UNIVERSIDADE FEDERAL DE SÃO CARLOS CONSELHO DE GRADUAÇÃO Resolução no 012. de 22 de maio de 2009 Dispõe sobre a inclusão da disciplina “Língua Brasileira de Sinais – LIBRAS” nos cursos de graduação da UFSCar. 1o Incluir a disciplina “Língua Brasileira de Sinais – Libras” nas matrizes curriculares de todos os cursos de graduação da UFSCar. que regulamenta a Lei no 10. que estabelece normas gerais e critérios básicos para a promoção das pessoas portadoras de deficiência ou com mobilidade reduzida e considerando o ad referendum dado pela presidência.098. R E S O L V E: Art. que dispõe sobre a Língua Brasileira de Sinais – Libras e o artigo 18 da Lei n o 10. de 24 de abril de 2002.626.

PROFA. A referida disciplina será obrigatória para os cursos de Licenciatura e optativa para os demais cursos da UFSCar. Art. EMÍLIA FREITAS DE LIMA Presidente do Conselho de Graduação 100 .Parágrafo Único. Parágrafo Único.1o. Art. 3o Esta Resolução entra em vigor na data de sua aprovação pelo Conselho de Graduação. DRA. 2o Os cursos deverão definir o período em que a disciplina foi inserida e encaminhar oficialmente à Pró-Reitoria de Graduação a matriz curricular contendo a alteração de que trata o Art. Os procedimentos para oferta da disciplina seguirão os trâmites regulamentares através dos Centros Acadêmicos e Departamentos.

.

.Este livro foi impresso em outubro de 2012 pelo Departamento de Produção Gráfica – UFSCar.

Sign up to vote on this title
UsefulNot useful