Você está na página 1de 8

EXTOS IINFORMAT

TTEXTOS

NFORMATIVOS

IVOS DDIVERSOS

IVERSOS-- EEXPOS

XPOSITITIVOS

IVOS/E/EXPL

XPLICAT

ICATIVOS

IVOS

  • 1. Observa a imagem que se segue com atenção.

EXTOS I I NFORMAT T T EXTOS NFORMAT IVOS IVOS D D IVERSOS IVERSOS - -
  • 2. Descrve o que vês na imagem.

  • 3. Dá um título à imagem e explica a tua escolha.

EXTOS IINFORMAT

TTEXTOS

NFORMATIVOS

IVOS DDIVERSOS

IVERSOS-- EEXPOS

XPOSITITIVOS

IVOS/E/EXPL

XPLICAT

ICATIVOS

IVOS

EXTOS IINFORMAT

TTEXTOS

NFORMATIVOS

IVOS DDIVERSOS

IVERSOS-- EEXPOS

XPOSITITIVOS

IVOS/E/EXPL

XPLICAT

ICATIVOS

IVOS

Internetês: a linguagem dos adolescentes

:S estou a :-))))! vou @t! É como quem diz "Duhh, estou a rir às gargalhadas! Vou mandar-te um mail!". Para entender osadolescentes, é preciso um dicionário de 'internetês' 11:25 Quinta feira, 31 de dezembro de 2009

EXTOS I I NFORMAT T T EXTOS NFORMAT IVOS IVOS D D IVERSOS IVERSOS - -

Antes, quando não queríamos que os nossos pais entendessem aquilo que dizíamos aos nossos irmãos ou amigos, falávamos na "língua dos pês". Hoje, os adolescentes, mas também os utilizadores habituais dechats, do Messenger, do e-mail ou dos SMS usam palavras e símbolos que só os seus usuários conseguem decifrar. Pais e, sobretudo, professores de português, ficam com os cabelos em pé. "Muitas vezes, na escola, nas composições ou nos testes, os alunos escrevem como se estivessem a conversar com os amigos em suportes digitais. Ora isso é inconcebível", indigna-se Conceição Araújo, professor de Português da Escola Básica Integrada EB 2, 3, de Tondela.

Os miúdos defendem-se: "Não usamos esta linguagem apenas para conversarmos sem sermos entendidos. Fazemo-lo, sobretudo, para encurtarmos as palavras. Usando símbolos ou abreviaturas conversamos muito mais rapidamente. Além disso, no telemóvel conseguimos não gastar tanto dinheiro em mensagens", diz Sandra Faria, 16 anos, que além de gastar 50 euros por mês em telemóvel é utilizadora permanente do Messenger.

O linguista José Pedro Machado relembra que "a base de qualquer língua é o seu uso". E acrescenta que "as abreviaturas são utilizadas há muito tempo, até para designar instituições". E dá exemplos: "É comum falarmos em UNESCO, ONU, UE, em vez de usarmos a sua designação completa." Ora, o 'internetês' - neologismo para designar a linguagem utilizada no meio virtual, em que as palavras são abreviadas até ao ponto de se transformarem numa única expressão - é muito semelhante. "Convém lembrar que na Idade Média se usavam mais abreviaturas do que hoje", refere o linguista.

Escrita banalizada

Estudiosos como Eduardo Martins vêem com reservas o uso desta linguagem: "A aprendizagem da escrita depende da memória visual. Muita gente escreve uma palavra quando quer lembrar a sua grafia. Se bombardearmos as pessoas com diferentes grafias, sobretudo as crianças ou os jovens ainda em formação, estamos a criar-lhes dúvidas - e, possivelmente, muitos até aprenderão a escrever de forma errada." Apesar de tudo, o investigador encontra neste tipo de comunicação uma vantagem:

"Pessoas de diferentes países e de diferentes culturas conseguem entender-se, transformando-se os códigos em linguagem universais."

EXTOS IINFORMAT

TTEXTOS

NFORMATIVOS

IVOS DDIVERSOS

IVERSOS-- EEXPOS

XPOSITITIVOS

IVOS/E/EXPL

XPLICAT

ICATIVOS

IVOS

Dicionário de Internetês

Arroba (@) A arroba usa-se nos endereços de correio electrónico, colocado antes do domínio. Pode dizer-se "arroba" ou "at" ("em", em inglês - lê-se "et"). DICA Não confundas:

  • - se tem @ é um endereço de e-mail.

  • - se tem www é um site.

As duas coisas juntas não é nada

...

É disparate!

Anexo ("attachment", em inglês)

Esta palavra aparece normalmente em inglês ("attachment") e significa que há (ou que se pode pôr) um ficheiro (documento, imagem, etc.) anexo à mensagem.

Bit É uma das medidas usadas em informática para medir quantidades de informação: 8 bits = 1 byte.

Bookmark

Com uma "bookmark" (marca/marcador de livro) podem-se "marcar" os endereços das páginas preferidas. Habitualmente está na barra superior, e chama-se "favoritos" (ou "favorites", em inglês).

Browser

O browser é o programa que temos instalado no computador e nos possibilita aceder à Internet. Há vários tipos de browser.

Bug

É uma falha num programa, numa aplicação ou no computador. É aborrecido e às vezes impede que se funcione normalmente ou que as coisas corram como deviam.

Byte É outra das medidas usadas em informática para medir quantidades de informação: 1 byte =8 bits.

Cache

Espaço de armazenamento temporário. É o nome que se dá à memória do disco rígido do computador que guarda os dados recentes, para que, se esses dados forem pedidos outra vez pouco tempo depois, não demorem muito tempo a carregar.

Para actualizar esta memória (se algo tiver sido mudado entretanto) é bom fazer o "refresh" (actualizar) - na barra superior.

Comércio electrónico ("e-commerce", em inglês) É tudo o que se vende e compra através da internet.

Crash

EXTOS IINFORMAT

TTEXTOS

NFORMATIVOS

IVOS DDIVERSOS

IVERSOS-- EEXPOS

XPOSITITIVOS

IVOS/E/EXPL

XPLICAT

ICATIVOS

IVOS

É um termo inglês que serve para descrever quando um programa ou um sistema operativo encrava ou altera o funcionamento normal.

Domínio

É o nome da empresa ou marca que tem alojado o servidor. Mais simplesmente, é o que vem a seguir à @. Neste caso é o "junior.te.pt".

Download (em português "descarregar")

Significa descarregar (passar, transferir) um ficheiro de uma determinada página da Internet para o nosso computador.

E-mail (webmail ou, em português, correio electrónico)

É o correio electrónico. Diz-se das mensagens enviadas (como cartas de correio) e é também o sistema ou programa que possibilita enviá-las e recebê-las.

FAQ

É o conjunto de algarismos que é dado a cada computador ligado à Internet e que serve como seu endereço. Não se vê.

Também aparece em alguns sites em inglês, mas significa Frequently Asked Questions = Questões Mais Frequentes (sobre um dado assunto).

Firewall

É um programa ou um equipamento que protege uma rede de computadores, restringindo o acesso a zonas determinadas. A tradução (para se perceber melhor) é "parede corta-fogo" e assim entende-se mais claramente a sua função. Evita o acesso a alguns sites pouco seguros ou a entrada em alguns sites.

Freeware É um programa que se pode descarregar para o nosso computador e é gratuito.

FTP

Traduzindo, é File Transfer Protocol e chama-se assim a um procedimento (diz se, neste caso, protocolo) que dá para transferir ficheiros de páginas da Internet (ver "download").

Gif

É uma das extensões (as três últimas letras de um ficheiro. Neste caso é: .gif) de um dos tipos possíveis de ficheiro de imagem.

Hacker

Pessoa que tem como desafio ultrapassar barreiras informáticas, acedendo a sites ou páginas de acesso restrito, sem autorização.

Um cracker é o mesmo, mas com actividade criminosa.

Hiperligação (em inglês "hyperlink" ou, mais habitualmente, "link")

Existe quando num texto ou imagem de uma página na internet há uma ligação (link) a outra página, que se activa clicando sobre essa palavra ou imagem.

Nota-se bem pois, passando com o rato, aparece a mãozinha e depois (voltando atrás) muda de cor. Normalmente vem sublinhado.

Homepage (em português "página de entrada") É a página de entrada de um site, a primeira que se vê. É como se fosse a capa de um livro.

EXTOS IINFORMAT

TTEXTOS

NFORMATIVOS

IVOS DDIVERSOS

IVERSOS-- EEXPOS

XPOSITITIVOS

IVOS/E/EXPL

XPLICAT

ICATIVOS

IVOS

HTML (sigla de HyperText Marker Language) É a linguagem mais utilizada para construir páginas na internet.

Internet

É a rede mundial de comunicação por computador - via ligação telefónica - que permite trocar mensagens e aceder a muita informação.

IRC (webIRC - sigla de Internet Relay Chat)

É o nome mais técnico para o "chat" ou "sala de conversa". Há imensas na internet, temáticas ou não. É também o serviço que torna possível que vários utilizadores da internet comuniquem entre si, em tempo real e em modo de texto.

ISP (sigla de Internet Service Provider)

Significa Internet Service Provider e é o serviço que permite o acesso à Internet. Em português diz- se: Fornecedor de Acesso à Internet.

Java Linguagem de programação.

JPEG

É uma das extensões (as três últimas letras de um ficheiro. Neste caso é: .jpg) de um dos tipos possíveis de ficheiro de imagem.

Kbps Quer dizer kilobits por segundo. É a unidade que mede a velocidade de transmissão de informação.

Largura de Banda

É a velocidade máxima que pode atingir uma ligação à Internet. Agora com a banda larga rápido!

...

é mais

Mailing List

São listas de pessoas (os seus e-mails) registadas num dado site que o fizeram para receberem mensagens por correio electrónico - querem receber informação, novidades, etc. Depois, estando nas mailing lists, recebem-se newsletters ...

Megabyte (Mb)

É outra das medidas usadas em informática para medir quantidades de informação, tal como o bit e o byte. Cientificamente são 220 bytes (= 1,048,576 bytes), mas normalmente fala-se em 1 milhão de bytes. A abreviatura é: MB.

Mensagens de correio electrónico

São mensagens que são enviadas electronicamente (através do correio electrónico/webmail/e-mail) e que podem ter ficheiros anexos, de texto e/ou imagem.

Modem É o nome do aparelho que faz a ligação (por linha telefónica) do computador à internet.

Navegar Seguir de uma página para a outra seguindo as ligações (links).

Newsgroups

EXTOS IINFORMAT

TTEXTOS

NFORMATIVOS

IVOS DDIVERSOS

IVERSOS-- EEXPOS

XPOSITITIVOS

IVOS/E/EXPL

XPLICAT

ICATIVOS

IVOS

São grupos de utilizadores da internet que, juntos, e por pertencerem a um "newsgroup", trocam ideias, informações e opiniões entre si. O que os distingue é que todas as mensagens são visualizadas por todos os membros. Também se chamam grupos de discussão.

Newsletter São mensagens tipo "jornal" que se enviam regularmente. Vê também o que diz em "Mailing List".

Proxy

É um sistema que regista no seu disco a informação relativa aos locais onde os utilizadores acedem e, quando um utilizador tenta aceder a um local onde outro já acedeu antes, faz com que esse acesso seja muito mais rápido. É mais ou menos como a função da cache do computador.

Servidor (Em inglês: Server)

É o computador central que gere e passa a informação a outros computadores que a ele estão ligados em rede (ou, por exemplo, é aquele que se está a utilizar para aceder à Internet).

Spamming

É o envio, por listas de e-mail não organizadas e sem as pessoas pedirem, de informação que não interessa a um grande número dessas pessoas que logo que a recebem consideram-na "lixo".

TCP/IP (sigla de Transmission Control Protocol/Internet Protocol)

É um protocolo (conjunto de regras e normas) que define o conjunto dos conceitos técnicos utilizados pelos computadores para funcionar com a internet.

URL (sigla de Uniform Resource Locator)

É o endereço das páginas de Internet (por exemplo:http://www.junior.te.pt). Normalmente começa com o "http", mas basta escrever o "www" ou às vezes só o que vem a seguir ...

Não confundir com um endereço de e-mail!

WYSIWYG (acrónimo de What You See Is What You Get)

Aquilo que se vê no écrã, enquanto se trabalha, é igual ao resultado final, quando se programa ou se visualiza algo.

WWW (sigla de: World Wide Web) É o universo de todas as páginas de Internet que existem em todo o mundo.

Zip

Criar um ficheiro .zip é um modo de compactar ficheiros através do programa PKZip ou WinZip. É uma boa solução para armazenar ou transferir ficheiros.

Newsgroups EXTOS I I NFORMAT T T EXTOS NFORMAT IVOS IVOS D D IVERSOS IVERSOS -

Compreender

Compreender

EXTOS IINFORMAT

TTEXTOS

NFORMATIVOS

IVOS DDIVERSOS

IVERSOS-- EEXPOS

XPOSITITIVOS

IVOS/E/EXPL

XPLICAT

ICATIVOS

IVOS