Você está na página 1de 5

Sistema Esquelético

Acima podemos ver o sistema muscular e o sistema esquelético. O primeiro é composto


pelos músculos (faz sentido...) e o segundo pelos ossos e cartilagens.
Sistema muscular
Os músculos de dividem em lisos e estriados. Os lisos não fazem parte do aparelho
locomotor porque são responsáveis pela formação de órgãos como o estômago,
intestinos, artérias, veias, etc. Já os estriados fazem parte, e se dividem em dois grupos:
os cutâneos e os esqueléticos.
Os cutâneos se prendem à pele e ao esqueleto e são reponsáveis, por exemplo, pela
expressões da sua cara.
Os músculos esqueléticos são aqueles que ligam um osso à outro, ou seja, se prendem
diretamente ao esqueleto. Desse modo, são eles os responsáveis pelos nossos
movimentos.

Você pode ver na imagem acima que os músculos possuem um parceiro que trabalha no
sentído contrário. Isso acontece porque se depender do músculo, ele não volta à sua
posição inicial. Por isso, cabe ao outro músculo se contrair e fazer o primeiro voltar à
sua posição de relaxamento. Esses pares de músculos são chamados de músculos
antagônicos, e sempre trabalham em sentido oposto.
Sistema esquelético
Pra começar vamos falar um pouco sobre as articulações. As articulações são pontos de
contato entre dois ossos. Elas podem permitir amplo movimento ou nenhum.
Aquelas que permitem amplo movimento são chamadas de articulações móveis. Como
exemplo temos a ligação do braço ao antebraço. Elas podem se apresentar em dois
tipos: dobradiça e junta universal. O nome não tem muita haver com o corpo humano,
mas é isso aí. A dobradiça se movimenta só em uma direção, como a articulação do
braço com o antebraço: pra cima e pra baixo. Já a perna ligada ao quadril é um exemplo
de junta planetária, quero dizer, universal; ela se movimenta pra cima e pra baixo e
ainda pros lados.
Também existem articulações entre ossos que praticamente não se movimentam. Sabe
onde? Não, aí não... As articulações de que falo ficam nos ossos da cabeça por exemplo.
Elas são chamadas de articulações imóveis.
Tembem temos aquelas que são semimóveis, como os que formam a bacia e a caixa
torácica. Na imagem ao lado você pode ver os dois.
A caixa torácica é composta por 12 pares de costelas, das quais 10 se ligam a um osso
chamado externo e 2 se prendem apenas à coluna vertebral. Essas 2 são chamadas de
costelas flutuantes.
Tanto a bacia quanto a caixa torácica protegem os alguns órgãos formando um "caixa"
em volta delas.

A coluna vertebral
A coluna vertebral é composta por 33 pequenos ossos chamados de vértebras. As
vértebras estão posicionadas uma sobre a outra com um pequeno disco de cartilagem
entre elas pra reduzir o atrito.
A coluna é dividida em 4 regiões: cervical, dorsal, lombar e sacro-coccigeana (essa é
cabulosa!). A coluna cervical possui 7 vértebras. A coluna dorsal 12 vértebras, sendo
que cada uma se prende a um par de costelas. A coluna lombar possui 5 vértebras bem
desenvolvidas. As demais, vão dar suporte aos ossos que formam a bacia.
E já que estamos falando de coluna, vamos falar de três desvios de coluna, que são anormais e
precisam ser tratados:

Esses desvios são cusados por falta de esporte ou má postura. Geralmente são tratados
com um aparelho que mantém a posição correta ou fisionterapia. Após um tempo
detratamento, a coluna pode voltar ao normal.
A forma dos ossos
Como nossos ossos têm diferentes funções, eles também têm diferentes formas e
tamanhos. Basicamente dividimos eles em longos, curtos e planos. O longos são aqueles
do braço (rádio, ulna, úmero) ou da perna (tíbia, fêmur, fíbula). Os curtos são, por
exemplo, as vértebras. Os planos são, por exemplo, os ossos que compoem o crânio.
Ossos da cabeça
Se você acredita ou não, temos 22 ossos na cabeça! Desses 22 ossos, 15 são
considerados para a face e 7 para o crânio.

Os ossos planos, como o frontal, o occipital e os parientais, são conhecidos


popularmente pelo nome de chatos.
É comum algumas pessoas confundirem o nome da mandíbula com "maxilar inferior"
ou zigomáticos com "malares". Esses nomes estão em desacordo com a nomenclatura
oficial.