Você está na página 1de 6

UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO SUL

FACULDADE DE BIBLIOTECONOMIA E COMUNICAÇÃO


DEPARTAMENTO DE CIÊNCIAS DA INFORMAÇÃO

PLANO DE ENSINO

CÓDIGO/DISCIPLINA
BIB03016 FONTES GERAIS DE INFORMAÇÃO
PRÉ-REQUISITOS DOCENTE
Jussara Pereira Santos, CRB-10/9
BIB03077
ETAPA CRÉDITOS/CARGA HORÁRIA
ACONSELHADA
04cr/60ha
Segunda
PERÍODO LETIVO HORÁRIO
2009/2
Turma U - 5084
NATUREZA
Obrigatória
SÚMULA
Funções das Fontes Gerais de Informação. Identificação, análise e uso das Fontes
Gerais de Informação.

1 OBJETIVOS

1.1 Capacitar o aluno a identificar as fontes gerais de informação necessárias para o


atendimento das necessidades informacionais dos usuários das bibliotecas.
1.2 Analisar os tipos, as características e as funções das fontes gerais de informação para
a constituição de coleções de referência geral em bibliotecas.

2 COMPETÊNCI AS E H ABILID ADES

Ao final da Disciplina o aluno deverá ser competente para:

2.1 Responder a questões de referência utilizando as fontes gerais adequadas.


2.2 Promover o uso das fontes gerais de informação entre os clientes das bibliotecas por
meio de atividades de educação de usuários.
2

UFRGS – Faculdade de Biblioteconomia e Comunicação


Curso de Biblioteconomia
BIB03016 – Fontes Gerais de Informação
2009/2

3 CONTEÚDO PROGRAMÁTICO

As fontes incluídas na tipologia abaixo serão estudadas do ponto de vista de suas


características, uso e critérios de avaliação.

a)Fontes Institucionais;
b)Fontes Documentais;
c)Fontes Pessoais;
d)Fontes Bibliográficas:
- fontes primárias;
- fontes secundárias;
- fontes terciárias;
- obras de referência.

4 METODOLOGIA

4.1 Procedimentos Pedagógicos


a) exposição dialogada;
b) estudos teóricos;
c) respostas à questões de referência;
d) trabalhos individuais e em grupo;
e) visita à bibliotecas;
f)palestras;
g)trabalhos de campo;
h)seminários.

4.2 Recursos Pedagógicos


a)quadro de giz;
b) retroprojetor;
c) internet;
d)projetor multimídia.

UFRGS – Faculdade de Biblioteconomia e Comunicação


3
Curso de Biblioteconomia
BIB03016 – Fontes Gerais de Informação
2009/2

5 CRONOGRAMA DE ATIVIDADES

ATIVIDADES MÊS 1 MÊS 2 MÊS 3 MÊS 4 MÊS 5


Apresentação da Disciplina x
Introdução às Fontes Gerais
Fontes Pessoais x x
Fontes Institucionais e Documentais x
Fontes Bibliográficas x x x
Avaliação Final, Recuperação e x
Encerramento da Disciplina

6 EXPERIÊNCIAS DE APRENDIZAGEM

Exame e avaliação de fontes de informação em seus vários suportes com


apresentação de relatórios escritos. Atividades de solução de problemas informacionais
em tempo real. Redação de textos sobre fontes gerais de informação.

7 AVALIAÇÃO

A avaliação do conhecimento adquirido pelo aluno será averiguada pela interação


professor-aluno, desempenho individual e grupal. Todas as atividades e exercícios serão
valorizados assim como as provas e os textos redigidos. As atividades e exercícios terão
pesos diferenciados.

7.1 Procedimentos de Avaliação

Serão utilizados os procedimentos a seguir nomeados:

a) resumos informativos de textos indicados para leitura;


b) resultados de estudos dirigidos de leitura;
c) relatórios de análises de fontes de informação;
d) relatórios de palestras oferecidas;
e) respostas dos exercícios propostos;
f) trabalho de campo com o resultado proposto;
g) trabalho final apresentado de acordo com orientação fornecida em aula;
h) provas;
i) prova ou trabalho de recuperação final.

UFRGS – Faculdade de Biblioteconomia e Comunicação


Curso de Biblioteconomia
BIB03016 – Fontes Gerais de Informação
4
2009/2

7.2 Atribuição de Conceitos

7.2.1 Conceito A (trabalhos excelentes): o aluno demonstra ter aprendido o conteúdo


ministrado; usa adequadamente o vocabulário da Área; utiliza bibliografia atualizada e
pertinente; evidencia conhecimento do referencial teórico; contribui com a dinâmica do
processo de ensino e de aprendizagem, através de questionamentos, observações ou
outra forma de participação.

7.2.2 Conceito B (trabalhos muito bons): o aluno demonstra ter aprendido o conteúdo
ministrado, mas ainda evidencia lacunas em seu conhecimento, manifestas por meio de
dúvidas ou incorreções em seu desempenho, em relação: ao uso do vocabulário da Área;
à utilização da bibliografia atualizada e pertinente; ao conhecimento do referencial teórico;
contribui com a dinâmica do processo de ensino e de aprendizagem, através de
questionamentos, observações ou outra forma de participação.

7.2.3 Conceito C (trabalhos regulares): o aluno demonstra ter aprendido, em parte, o


conteúdo ministrado; apresenta dúvidas e imprecisões conceituais e metodológicas;
pouco contribui com a dinâmica do processo de ensino e de aprendizagem, através de
questionamentos, observações ou outra forma de participação.

7.2.4 Conceito D (trabalhos e participação insuficientes): o aluno demonstra não ter


aprendido o conteúdo ministrado; apresenta muitas falhas conceituais e metodológicas;
não contribui com a dinâmica do processo de ensino e de aprendizagem, através de
questionamentos, observações ou outra forma de participação.

7.3 Quadro de Critérios Conceituais

CONCEITOS OBJETIVOS ALCANÇADOS QUALIDADE DE ATINGIMENTO


DOS OBJETIVOS ALCANÇADOS
A PLENAMENTE, COM EXCELENTE
AVANÇOS
B PLENAMENTE SUFICIENTE
C PARCIALMENTE SUFICIENTE
D MUITO PARCIALMENTE INSUFICIENTE

UFRGS – Faculdade de Biblioteconomia e Comunicação


Curso de Biblioteconomia
BIB03016 – Fontes Gerais de Informação
2009/2

7.4 Atividades de Recuperação


5

Será oferecida uma atividade de recuperação de conteúdo ao final do semestre


que poderá ser em forma de prova ou de trabalho designado para este fim.

8BIBLIOGRAFIA

Esta seção inclui a bibliografia básica essencial e a bibliografia básica da


Disciplina.

8.1 Bibliografia Essencial

CAMPELLO, Bernadete Santos; CALDEIRA, Paulo da Terra; MACEDO, Vera Amália


Amarante (Org.). Formas e Expressões do Conhecimento: introdução às fontes de
informação. Belo Horizonte: Escola de Biblioteconomia da UFMG, 1998.

GUINCHAT, Claire; MENOU, Michel. Introdução Geral às Ciências e Técnicas de


Informação e Documentação. Brasília, DF: IBICT, 1994.

BALAY, Robert. Guide to Reference Books. 11th ed. Chicago: ALA, 1996.

8.2 Bibliografia Básica

CAMPELLO, Bernadete Santos; CAMPOS, Carlita Maria. Fontes de Informação


Especializada: características e utilização. 2ed.ver.ampl . Belo Horizonte: Editora da
UFMG, 1993.

CARRIZO SAINERO, Gloria; IRURETA-GOYENA SANCHEZ, Pilar; QUINTANA, SAENZ,


Eugenio Lopez de. Manual de Fuentes de Información. Madrid: Confederación
Española de Gremios e Asociaciones de Libreros, 1994.

COLLISON, Robert. Encyclopaedias: their history throughout the ages. New York:
Hafner, 1964.

FUENTES de Información: tipos y características. Disponível em :


<http://www.gdl.iteso.mx/biblio/fuentes.html>. Acesso em 4 maio 2003.

IZQUIERDO, Iván. Tempo e Tolerância. Porto Alegre: Ed. UFRGS: Sulina, 1998.

UFRGS – Faculdade de Biblioteconomia e Comunicação


Curso de Biblioteconomia
BIB03016 – Fontes Gerais de Informação
2009/2
6
MERLO VEGA, J. A. Fuentes de información electrónicas para la investigación en
Biblioteconomia. Educación e Biblioteca [Galicia?] n. 83, p. 48-56, oct. 1997. Disponível
em: <http://exlibris.usal.es/merlo/escritos/fuentes.htm> . Acesso em: 4 maio 2003.

MEUS Dicionários. Disponível em: <http://www.meusdicionarios.com.br> . Acesso em: 4


maio 2003.

OBRAS Gerais de Referência. Disponível em: <http://omnis.if.ufrj.br/refere.html>. Acesso


em: 4 maio 2003.

SILVA, Edson Pedro da. Serviço On-line de Referência e Informação. Disponível em:
<http://www.referenciaonline.hpg.ig.com.br/introdicao.htm> . Acesso em: 4 maio 2003.

TOMAÉL, Maria Inês et al. Critérios para Avaliar Fontes de Informação na Internet.
Disponível em: <http://snbu.bvs.br/snbu2000/docs/pt/doc/t138.doc> . Acesso em: 4 maio
2003.

UMA VIDA Iluminada. Direção de Liev Schreiber. Los Angeles: Warner Bros., 2006. 1
DVD.