Você está na página 1de 26

SUMÁRIO

PCDF

SUMÁRIO PCDF Questões Gabaritadas de Carreiras Policiais Língua Portuguesa 3 Noções de Informática 5

Questões Gabaritadas de Carreiras Policiais

Língua Portuguesa

3

Noções de Informática

5

Raciocínio Lógico

8

Atualidades

11

Noções de Direito Constitucional

13

Noções de Direito Administrativo

16

Noções de Direito Penal

18

Noções de Direito Processual Penal

21

Legislação Penal Extravagante

22

Questões Gabaritadas de Carreiras PoliCiais

Questões Gabaritadas de Carreiras PoliCiais LíNGuA PoRtuGuEsA PF/Agente de Polícia Federal/2012 Romance LXXXI ou Dos

LíNGuA PoRtuGuEsA

PF/Agente de Polícia Federal/2012

Romance LXXXI ou Dos Ilustres Assassinos

1

4

7

10

13

16

19

22

25

28

31

34

37

40

Ó grandes oportunistas,

sobre o papel debruçados, que calculais mundo e vida

em contos, doblas, cruzados, que traçais vastas rubricas

e sinais entrelaçados,

com altas penas esguias embebidas em pecados!

Ó personagens solenes

que arrastais os apelidos como pavões auriverdes seus rutilantes vestidos,

– todo esse poder que tendes

confunde os vossos sentidos:

a glória, que amais, é desses

que por vós são perseguidos. Levantai‑vos dessas mesas, saí de vossas molduras,

vede que masmorras negras, que fortalezas seguras, que duro peso de algemas,

que profundas sepulturas nascidas de vossas penas, de vossas assinaturas!

Considerai no mistério dos humanos desatinos,

e no polo sempre incerto

dos homens e dos destinos! Por sentenças, por decretos,

pareceríeis divinos:

e hoje sois, no tempo eterno,

como ilustres assassinos. Ó soberbos titulares,

tão desdenhosos e altivos! Por fictícia autoridade, vãs razões, falsos motivos,

inutilmente matastes:

– vossos mortos são mais vivos; e, sobre vós, de longe, abrem

grandes olhos pensativos.

Cecília Meireles. Romanceiro da Inconfidência. Rio de Janeiro: Nova Fronteira, 1989, p. 267-8.

Com base no poema acima, julgue os itens subsequentes.

1.

Considerando‑se as relações entre os termos da ora‑ ção, verifica-se ambiguidade no emprego do adjetivo “pensativos” (v. 40), visto que ele pode referir‑se tanto ao termo “vossos mortos” (v. 38) quanto ao núcleo nominal “olhos” (v. 40).

2.

No poema, que apresenta uma denúncia de atos de abuso de poder, foram utilizados os seguintes recursos que permitem que a poeta se dirija diretamente a um interlocutor: emprego de vocativo nos versos 1, 9 e 33 e de verbos na segunda pessoa do plural, todos no imperativo afirmativo.

3.

O emprego do pronome possessivo em “seus rutilantes vestidos” (v. 12) evidencia que essa expressão corres‑ ponde à vestimenta usada por autoridades em eventos solenes.

Cespe/tJDFt/oficial de Justiça/2003

4. Assinale a opção cujo fragmento obedece às exigências de correção gramatical, impessoalidade e objetividade, próprias da redação de documentos oficiais.

a)

São passíveis de penhora o numerário pertencente

à

associação, ainda que em tal valor se insira o pa‑

gamento de salários de seus empregados. Na realidade, a vedação legal de constrição atinge somente os salários efetivamente recebidos.

b)

Adicional noturno e horas extras não são abrangi‑ dos pelo conceito de remuneração, logo, não pode sobre os mesmos incidir a contribuição previden‑ ciária, segundo entendimento embasado na Lei nº 8.112/1990.

c)

Inexistindo, nos autos, provas concludentes no senti‑ do de descaracterizar a atuação de um dos acusados, mero empregado de imobiliária, que agiu mediante ordens de seu preposto, mantêm-se a absolvição decretada, eis que ausente a intenção de lesar o bem jurídico tutelado.

d)

Deve ser anulado o julgamento do tribunal do júri, no qual a formulação dos quesitos se deu de forma complexa, violando o procedimento normatizado, cujo determina que os quais quesitos deverão ser feitos em proposições simples e bem distintas.

e)

Cuidando‑se de empresa pública, a penhora dos valores existentes em sua conta corrente poderá

ocasioná-la danos de difícil reparação, inviabilizando a adimplência de compromissos assumidos, inclusive

o pagamento de salários de funcionários.

Cespe/CLDF/Policial Legislativo/2006

Considerando as normas para a redação de correspondências oficiais, julgue o item a seguir.

5. Como um dos atrativos da comunicação oficial por correio eletrônico é a flexibilidade, não se define uma forma rígida para sua estrutura nem há exigência de impessoalidade ou de emprego do padrão culto da linguagem nas mensagens encaminhadas por essa via.

Julgue o trecho de correspondência oficial apresentado no item seguinte, conforme as exigências do padrão culto da linguagem.

6. Reportamo‑nos ao documento encaminhado em 21/10/2005, à Vossa Excelência, que se trata de solicitação de providências quanto ao aumento do efetivo de policiais legislativos desta Casa.

Cespe/CLDF/Consultor/2006

O Estado democrático estabelece o direito, a fim de

que o limite da liberdade de cada um seja a liberdade

dos outros. O Brasil livrou‑se da tutela do arbítrio e não aceita a tutela da coação, nem o intimidam facções ou grupos. A liberdade implica o compromisso de fortalecer o poder político contra a insegurança de abalos institucionais. Ouvir a todos e conviver com todos, sem discriminação. Tolerância não significa concordância ( )

A liberdade não se esgota na vontade institucional.

Ela tem de ser capaz de gerar direitos sociais, para ser

a liberdade que não permita a morte pela fome, pelas doenças, pela insegurança das cidades e pela ausência

para ser a liberdade que não permita a morte pela fome, pelas doenças, pela insegurança das
de trabalho. Enfim, a liberdade é a vida; é uma pers ‑ pectiva de vida

de trabalho. Enfim, a liberdade é a vida; é uma perspectiva de vida feliz. Mas o exercício da liberdade tem de ser integral. Indissociáveis são as liberdades política, econômica e

social. Todos sabem que, onde morreu a liberdade eco‑ nômica ou existe a servidão social, a liberdade política não existe. Querer a liberdade política sem garantir o poder criador competitivo da iniciativa privada é não conhecer a realidade da História. Querer liberdade econômica, convivendo com a injustiça social e com

a miséria, é admitir uma sociedade de privilégios que termina na violência e no silêncio das ideologias.

José Sarney. Discurso de Posse.

Em relação ao texto acima, julgue o item.

7. A linguagem do primeiro parágrafo do texto é inadequada para a redação de correspondências oficiais em razão de sua subjetividade.

5

10

15

20

25

30

35

Cespe/CLDF

Cipoal legislativo

A herança cartorialista ibérica nos legou a indis‑

farçável tendência de tentar resolver toda e qualquer

dificuldade que se interponha em nosso caminho edi‑ tando uma lei ou baixando um decreto. A estratégia,

é claro, não apresenta os resultados esperados, do

que dá fé a miríade de problemas com os quais o país convive há 500 anos.

O pior é que ninguém se lembra de revogar a pro‑

fusão de normas quando o problema deixa de existir

ou quando as regras são superadas por novas leis ou

mesmo pela sucessão de constituições – já estamos na sétima. O resultado é um cipoal legislativo frondoso e, frequentemente, contraditório, paraíso para advogados dispostos a protelar um processo.

Nesse contexto, é mais do que oportuna a iniciativa da Câmara Municipal de São Paulo de promover uma consolidação da legislação. Na primeira etapa do processo, foram extintas 3.680 leis aprovadas entre 1892

e 1947 que já não faziam sentido. Foram revogadas

normas como a de 1896 que obrigava a “assignalar nos cemitérios municipaes as sepulturas dos criminosos celebres”. Mais importante do que promover esses necessá‑ rios mutirões é criar mecanismos permanentes que

evitem o acúmulo de normas ultrapassadas. Algumas

soluções são inquietantemente simples. Por que, em

vez de apenas escrever “revogam‑se as disposições em contrário” ao pé de cada peça legislativa, vereadores, deputados e senadores não indicam explicitamente

quais as leis que deixam de valer no todo ou em parte?

O ideal seria se abandonássemos a ideia de que

toda dificuldade social, política ou econômica pode ser contornada com golpes legislativos, mas isso parece ser pedir demais.

Contentemo‑nos com os mutirões como o da Câ

mara paulistana. Espera‑se apenas que ninguém tenha

a ideia de andar pelas ruas de São Paulo em um carro

de boi, proibição que deixou de vigorar após 111 anos de sua aprovação.

Folha de s.Paulo, “Editorial”, 20/11/2005, p. A2 (com adaptações).

Com referência ao texto Cipoal legislativo, julgue os itens a seguir.

8. A ausência da vírgula logo após a expressão “entre 1892

e 1947” (ls. 18-19) permite concluir-se que algumas

leis aprovadas nesse período ainda são pertinentes ao

contexto social atual.

9.

Nas linhas 20 a 22, as aspas foram utilizadas para se registrar literalmente parte do conteúdo de uma lei cuja forma linguística exemplifica o anacronismo de leis que ainda estavam em vigência no município de São Paulo.

10.

A construção “quais as leis que deixam de valer” (l. 30) poderia corretamente assumir as seguintes estruturas:

as leis que deixam de valer ou que leis deixam de valer.

Cespe/tCu/Nível Médio/2007

DP/123-07

São Paulo, 4 de março de 2007

Digníssimo Senhor Diretor Regional do Ministério do Trabalho e Emprego,

Em resposta ao ofício DRT/SP 26/07, datado de 27 de fevereiro próximo passado, encaminhamos à Vossa Excelência, em anexo, a cópia da informação da Divi‑ são de Pessoal, de que dispõe sobre a distribuição dos referidos servidores. Com os meus maiores respeitos e consideração,

José José José José José José Diretor‑geral

Com base na normatização de redação de documentos oficiais, e tomando como exemplo o modelo de ofício acima,

julgue os itens a seguir, a respeito da redação de correspon‑ dência oficial.

11. No fecho de um ofício ou memorando entre autorida‑ des de mesma hierarquia, como é o caso de diretores, recomenda-se substituir “Com os meus maiores respeitos e consideração” por Atenciosamente.

12. Apesar de a assinatura já identificar o signatário, na redação de documentos oficiais, como um ofício ou um memorando, são obrigatórios também o nome e o cargo do signatário, como se verifica no exemplo.

13. Para se respeitar o padrão de gentileza necessário ao documento, no vocativo, o destinatário deveria ter sido identificado pelo nome próprio, logo abaixo do cargo.

14. Para respeitar as regras gramaticais do padrão de língua exigido em documentos oficiais, será obrigatório substituir o termo “em anexo” por anexa.

15. Por causa da continuidade do texto, integrando o fecho ao corpo do documento, o ponto final depois de “servidores” deve ser substituído por vírgula ou ponto e vírgula.

Observe a charge a seguir.

depois de “servi ‑ dores” deve ser substituído por vírgula ou ponto e vírgula. Observe a

16. (FGV/PC-MA/Delegado de Polícia/Português/2012)

Assinale a alternativa inadequada em relação aos ele‑ mentos da charge anterior.

a) A noção de insegurança é dada, entre outras coisas, pelo arame farpado sobre os muros.

b) A fala do personagem indica, também, a falta de coleta normal de lixo.

c) O tamanho das casas indica local de poucas possi‑ bilidades econômicas.

d) As reticências após “segurança pública” indicam reflexão sobre o tema.

e) Os termos do personagem indicam vocabulário militar.

5

10

15

20

25

30

35

40

45

50

O filme Central do Brasil, de Walter Salles, tem como protagonista a professora aposentada Dora, que ganha um dinheiro extra escrevendo cartas para analfabetos na Central do Brasil, estação ferroviária do Rio de Janei

ro. Outra personagem é o menino Josué, filho de Ana, que contrata os serviços de Dora para escrever cartas passionais para seu ex-marido, pai de Josué. Logo após ter contratado a tarefa, Ana morre atropelada. Josué, sem ninguém a recorrer na megalópole sem rosto, sob

o jugo do estado mínimo (sem proteção social), vê em

Dora a única pessoa que poderá levá‑lo até seu pai, no interior do sertão nordestino. Dos vários momentos emocionantes do filme,

o mais sensibilizante é o encontro de Josué com os

presumíveis irmãos que, como o pai elaborado em seus sonhos, são também marceneiros. A câmera faz uma panorâmica no interior do sertão para mos‑ trar um conjunto habitacional de casas populares recém‑construídas; em uma das casas, os moradores

são os filhos do pai de Josué que, em sua residência

simples, acolhem para dormir Josué e Dora. Os irmãos dormem juntos e dividem a mesma cama. Existe uma comunhão de sentimentos entre os irmãos: os que têm um teto para morar, têm trabalho, dão amparo ao

menino órfão sem eira nem beira. No filme, a grande questão do analfabetismo está acoplada a outro desafio, que é a questão nordestina, ou seja, o atraso econômico e social da região. Não bas

ta combater o analfabetismo, que, por si só, necessitaria

dos esforços de, no mínimo, uma geração de brasileiros para ser debelado, pois, em 1996, o analfabetismo da população de 15 anos e mais, no Brasil, era de 13,03%, representando um total de 13,9 milhões de pessoas. Segundo a Unesco, o Brasil chegaria ao ano 2000 em

sétimo lugar entre os países com maior número de analfabetos. No Brasil, carecemos de políticas públicas que atendam, de forma igualitária, a população, em espe‑ cial aquelas voltadas para as crianças, os idosos e as

mulheres. A permanência da questão nordestina é um exemplo constante das nossas desigualdades, do des‑ prezo à vida e da falta de políticas públicas que atendam aos anseios mínimos do povo trabalhador. Não saber ler nem escrever, no Brasil, é um elemento a mais na desa‑

gregação dos indivíduos que serão párias permanentes em uma sociedade que se diz moderna e globalizada, mas que é debilitada naquilo que é mais premente ao povo: alimentação, trabalho, saúde e educação. Sem essas condições básicas, praticamente se nega o direito

à cidadania da ampla maioria da população brasileira. Os ensinamentos que podemos tirar de Central do Brasil são que devemos atacar a questão social de várias frentes, em especial na educação de todos os brasileiros, jovens e velhos; lutar por políticas públicas

55

60

de qualidade que direcionem os investimentos para promover uma desconcentração regional e pessoal da renda no país, propugnando por um novo modelo econômico e social. Ao garantir uma vida digna, a maio‑ ria da população saberá, por meio da solidariedade

de classe, responder às necessidades da construção de uma sociedade mais justa. Central do Brasil é um exemplo vivo de que o Brasil tem rumo e esperança.

Salvatore Santagada. Zero Hora (com adaptações).

A partir do texto anterior, julgue os itens a seguir.

17. Podemos extrair de Central do brasil o ensinamento de que devemos atacar a questão social de várias formas, especialmente educando todos os brasileiros, infantes, jovens e idosos.

18. Na linha 3, uma vírgula pode ser colocada após “extra”, sem que se firam o sentido do texto e as regras gramaticais de pontuação.

19. Com referência ao emprego do sinal indicativo de crase, é correto substituir o período “No Brasil ( ) as mulheres” (l. 37-40) pela seguinte construção: As políticas públicas devem auxiliar, de forma igualitária, à população, em especial às crianças, aos idosos e às mulheres.

20. Nas formas verbais sublinhadas em “têm um teto para morar, têm trabalho” (l. 24), distintamente de “tem rumo e esperança” (l. 62), foi empregado o acento circunflexo porque o verbo ter está flexionado no plural.

GAbARIto

1. C

6.

E

11. C

16.

b

2. E

7.

E

12. C

17.

C

3. E

8.

C

13. E

18.

C

4. b

9.

C

14. E

19.

E

5. 10. C

E

15. E

20.

C

NoçõEs DE INFoRMátICA

A respeito de hardware e de software utilizados em micro

computadores do tipo PC, julgue o item seguinte.

1. (Cespe/PF/APF/2004) Mesmo constituindo um proce‑ dimento potencialmente inseguro quanto a infecção por vírus de computador, é possível se instalar softwa‑ re em um computador PC cujo sistema operacional seja o Windows XP, por meio de conexão à Internet, dispensando‑se o uso de ferramenta disponibilizada a partir do Painel de Controle.

por meio de conexão à Internet, dispensando‑se o uso de ferramenta disponibilizada a partir do Painel
por meio de conexão à Internet, dispensando‑se o uso de ferramenta disponibilizada a partir do Painel
Com relação à janela anteriormente ilustrada e ao Windows XP, julgue os itens seguintes, considerando

Com relação à janela anteriormente ilustrada e ao Windows

XP, julgue os itens seguintes, considerando que a janela esteja sendo executada em um computador do tipo PC.

2. (Cespe/PF/EPF/2004) Essa janela é acessível por meio da opção Painel de controle encontrada ao se clicar o botão direito do mouse sobre a área de trabalho do Windows XP.

3. (Cespe/PF/EPF/2004) Com base nas informações

contidas na janela ilustrada, é correto concluir que o computador tem três contas de usuários definidas, sendo que apenas uma, definida com o nome “Conta 1”, exige a inserção de senha para ser acessada e é do tipo “Administrador”. Aos usuários que acessam

o computador a partir da conta de nome “Conta 1”

é atribuído o direito de instalar e remover software e

hardware e também de modificar, criar e excluir contas

de usuários do computador, além do direito de alterar

as senhas dessas contas, caso existam.

4. (Funrio/PRF/2009) No sistema operacional Microsoft

Windows, o programa Windows Explorer, entre outras tarefas,

a)

exibe a estrutura hierárquica de arquivos, pastas e

unidades no computador.

b)

pesquisa e exibe informações na World Wide Web, através de uma conexão à Internet.

c)

serve para ler e-mails, participar de chat on line, apreciar música e vídeo on line.

d)

edita documentos simples, com textos básicos, sem imagens e sem formatação.

e)

gerencia calendários e agendas, publicando‑os e compartilhando-os na Internet.

e agendas, publicando‑os e compartilhando-os na Internet. Considerando a figura acima, que representa as propriedades

Considerando a figura acima, que representa as propriedades de um disco em um sistema operacional Windows, julgue os itens subsequentes.

5. (Cespe/PF/APF/2012) O sistema operacional em questão não pode ser o Windows 7 Professional, uma vez que o tipo do sistema de arquivo não é FAT32.

6. (Cespe/PF/EPF/2004) Caso se deseje salvar o documen

to em edição em um tipo de arquivo que não permita

a modificação de seu conteúdo posteriormente,

é possível fazê-lo por meio da opção Criar Adobe PDF,

encontrada no menu

opção, um documento Word pode ser transformado para um arquivo do tipo PDF, que apenas poderá ser lido, mas não alterado.

. Usando‑se essa

poderá ser lido, mas não alterado. . Usando‑se essa 7. (Cespe/PF/APF/Regionalizado/2004) Considere que exista

7. (Cespe/PF/APF/Regionalizado/2004) Considere que exista uma impressora devidamente configurada conectada ao computador em que o Word está sendo

executado e que seja feito o seguinte procedimento: se

lecionar o trecho “Sua estrutura (

, clicar a opção Fonte; na janela aberta em decorrência dessa ação, definir, no local apropriado, fonte com efeito Oculto; clicar OK; a seguir, imprimir o documento em edição. Nessa situação, o documento em edição será impresso sem o trecho selecionado.

) federal.”; no menu

impresso sem o trecho selecionado. ) federal.”; no menu 8. (Cespe/PF/APF/Regionalizado/2004) Considere que o

8. (Cespe/PF/APF/Regionalizado/2004) Considere que o documento em edição já foi associado a um arquivo por meio da opção Salvar como. Nessa situação, caso o bo

meio da opção Salvar como. Nessa situação, caso o bo ‑ tão seja clicado, todas as

tão

seja clicado, todas as modificações realizadas

no documento desde a última salvaguarda serão salvas

no referido arquivo e o botão

passará ao modo inativo ou impossível desfazer – .

passará ao modo inativo ou impossível desfazer – . , que está ativado, Considerando a figura

, que está ativado,

inativo ou impossível desfazer – . , que está ativado, Considerando a figura acima, que mostra
inativo ou impossível desfazer – . , que está ativado, Considerando a figura acima, que mostra

Considerando a figura acima, que mostra uma janela do Word 2002, com um texto em edição, em que nenhuma parte está formatada como negrito, julgue os próximos itens.

9. (Cespe/PF/APF/2009) Ao se clicar à direita da palavra

,
,

“devidamente” e, em seguida, clicar o botão

palavra , “devidamente” e, em seguida, clicar o botão o símbolo será exibido à direita da

o símbolo será exibido à direita da referida palavra.

10. (Cespe/PF/APF/2009) Ao se aplicar um clique duplo em um local da barra de título que não contenha botão ou ícone, a janela mostrada será maximizada.

11. (Cespe/PF/APF/2009) O conteúdo da primeira linha do texto mostrado será centralizado, após a realização da seguinte sequência de ações: selecionar a referida

da seguinte sequência de ações: selecionar a referida linha; pressionar e manter pressionada a tecla ;

linha; pressionar e manter pressionada a tecla ;

acionar a tecla

, pressionando‑a e liberando‑a;

liberar a tecla

linha; pressionar e manter pressionada a tecla ; acionar a tecla , pressionando‑a e liberando‑a; liberar
.
.
Julgue os itens a seguir, considerando a figura acima, que mostra uma planilha em edição

Julgue os itens a seguir, considerando a figura acima, que mostra uma planilha em edição no Excel 2002, com uma lista de preços unitários de mesas e cadeiras, bem como a quantidade a ser adquirida de cada item.

12. (Cespe/PF/APF/2004) Para se inserir uma nova linha entre as linhas 1 e 2, movendo os conteúdos das linhas 2 e 3 para baixo, é suficiente clicar no cabeçalho da linha

2

3 para baixo, é suficiente clicar no cabeçalho da linha 2 . e, em seguida, clicar
.
.

e, em seguida, clicar o botão

13. (Cespe/PF/EPF/2004) Ao se clicar a célula C3 e, em segui‑ da, se clicar o botão , a célula B3 será selecionada.

‑ da, se clicar o botão , a célula B3 será selecionada. A figura acima mostra
‑ da, se clicar o botão , a célula B3 será selecionada. A figura acima mostra

A figura acima mostra uma janela do Excel 2002 que contém

uma planilha de dados relativos a apreensão de drogas. Com relação a essa janela e ao Excel 2002, julgue o item que se segue.

14. (Cespe/PF/Agente Administrativo/2004) Para se calcular a soma dos conteúdos numéricos das células B2, B3 e B4 e se ter registrado o resultado na célula B5, é suficiente executar a seguinte seqüência de ações: clicar a célula

executar a seguinte seqüência de ações: clicar a célula B5; digitar soma(B2,B4) e, em seguida, teclar

B5; digitar soma(B2,B4) e, em seguida, teclar .

a célula B5; digitar soma(B2,B4) e, em seguida, teclar . Considerando a janela do Internet Explorer

Considerando a janela do Internet Explorer 6 (IE6) ilustrada anteriormente, julgue os itens seguintes.

15. (Cespe/PF/Agente Administrativo/2004) Vírus de com‑ putador pode ser contraído no acesso a páginas web. Para que o IE6 possa rastrear vírus de computador contraído em determinada sessão de uso, é necessário que ele disponha de um software antivírus, o qual é

.
.

ativado por meio do botão

16. (Cespe/PF/Agente Administrativo/2004) Recursos dis

16. (Cespe/PF/Agente Administrativo/2004) Recursos dis ‑ ponibilizados pelo IE6 ao se clicar o botão permi‑ tem

ponibilizados pelo IE6 ao se clicar o botão permi‑ tem que páginas web previamente acessadas possam ser visualizadas novamente.

17. (Cespe/PF/Agente Administrativo/2004) Por meio de opção disponibilizada no menu , é possível

Por meio de opção disponibilizada no menu , é possível se configurar a página inicial do

se configurar a página inicial do IE6.

18. (Cespe/PF/EPF/Regionalizado/2004) Por meio do botão

, o escrivão pode acessar recursos do IE6 que lhe permitirão realizar pesquisa de conteúdo na Internet. Entre esses recursos, encontra-se o Definir site de busca, que permite ao escrivão definir o sítio que melhor lhe convier para realizar sua pesquisa.

o sítio que melhor lhe convier para realizar sua pesquisa. 19. (Cespe/PRF/2008) Em cada um dos

19. (Cespe/PRF/2008) Em cada um dos itens a seguir,

é apresentada uma forma de endereçamento de correio eletrônico. I – pedro@gmail.com II – ftp6maria@hotmail:www.servidor.com

III – joao da silva@servidor:linux-a-r-w

IV – www.gmail.com/paulo@

V – mateus.silva@cespe.unb.br

Como forma correta de endereçamento de correio ele‑ trônico, estão certas apenas as apresentadas nos itens:

a) I e II.

b) I e V.

c) II e IV.

d) III e IV.

e) III e V.

a) I e II. b) I e V. c) II e IV. d) III e IV.

Com base na janela do Outlook Express 6 (OE6) parcialmente ilustrada na figura acima, julgue o item a seguir.

20. (Cespe/PF/Agente Administrativo/2004) Ao se clicar o

20. (Cespe/PF/Agente Administrativo/2004) Ao se clicar o botão , caso existam mensagens na pasta ,todas elas

botão

, caso existam mensagens na pasta ,todas elas serão enviadas aos

seus respectivos destinatários e, em seguida, serão

associada a

serão enviadas aos seus respectivos destinatários e, em seguida, serão associada a movidas para a pasta

movidas para a pasta associada a

.
.
serão enviadas aos seus respectivos destinatários e, em seguida, serão associada a movidas para a pasta
GAbARIto 1. C 6. E 11. E 16. C 2. E 7. C 12. E

GAbARIto

1. C

6.

E

11. E

16.

C

2. E

7.

C

12. E

17.

C

3. C

8.

E

13. E

18.

E

4. a

9.

E

14. E

19.

b

5. 10. C

E

15. E

20.

E

RACIoCíNIo LóGICo

Cespe/PC‑Es/2011

Uma pesquisa de rua feita no centro de Vitória constatou que, das pessoas entrevistadas, 60 não sabiam que a polícia

civil do Espírito Santo possui delegacia com sistema online para registro ou denúncia de certos tipos de ocorrência e 85 não sabiam que uma denúncia caluniosa pode levar o denunciante

à prisão por 2 a 8 anos, além do pagamento de multa.

A partir dessas informações, julgue o item seguinte.

1. Considerando‑se que também foi constatado que 10 dos entrevistados não sabiam do canal de comunicação online nem das penalidades cabíveis a denúncias calu‑ niosas, é correto concluir que 135 pessoas não tinham conhecimento de pelo menos uma dessas questões.

Julgue o item.

2. Suponha que, para cada lote de 3 radiotransmissores de determinado modelo, a probabilidade de 1 deles apresentar defeito é 0,25, de 2 deles apresentarem

defeito é 0,025, e de 3 apresentarem defeito é 0,0005. Nessa situação, considerando-seque, se pelo menos 1 dos radiotransmissores de um lote apresentar defeito, todo o lote será rejeitado, é correto afirmar que a pro‑ babilidade de se rejeitar um lote é inferior a 25%.

Cespe/PM‑CE/2009

Na comunicação o elemento fundamental é a sentença, ou proposição simples, constituída esquematicamente por um sujeito e um predicado, aqui sempre na forma afirmativa. Toda proposição pode ser julgada como falsa (F),ou verdadeira (V), excluindo-se qualquer outra forma. Novas proposições são formadas a partir de proposições simples, utilizando-se conectivos. Considere a seguinte correspondência.

conectivos. Considere a seguinte correspondência. Usa-se também o modificador não, simbolizado por ¬. As

Usa-se também o modificador não, simbolizado por ¬. As proposições são representadas por letras do alfabeto: A, B, C etc. A seguir, são apresentadas as valorações para algu‑ mas proposições compostas. Os espaços não preenchidos podem servir de rascunho para auxiliar os raciocínios lógicos necessários ao julgamento dos itens.

raciocínios lógicos necessários ao julgamento dos itens. Funiversa/PC‑DF/Agente/2009 Há expressões que não podem

Funiversa/PC‑DF/Agente/2009

Há expressões que não podem ser julgadas como V nem como F, por exemplo: x + 3 = 7. Nesse caso, a expressão constitui uma sentença aberta e x é a variável.

Uma forma de passar de uma sentença aberta a uma

proposição é pela quantificação da variável. São dois quantificadores: “qualquer que seja” ou “para todo”, indicado por “”, e “existe”, indicado por “”. Por exemplo, a proposição “(x)(x ) (x + 3 = 7)” é valorada como F, enquanto a proposição “( x)(x ) (x + 3 = 7)” é valorada como V.

Com base nessas informações, julgue o item que se segue,

a

respeito de lógica sentencial e de primeira ordem.

3.

Na tabela incluída no texto acima, considerando as possíveis valorações V ou F das proposições A e B, a coluna ¬(A B) estará corretamente preenchida da seguinte forma.

∨ B) estará corretamente preenchida da seguinte forma. 4. Um trielo é uma disputa entre três

4. Um trielo é uma disputa entre três participantes,

a exemplo do duelo, em que participam duas pes

soas. Suponha que, certa manhã, os senhores X, Y e Z encontram‑se para resolver uma disputa em que

a igual distância uns dos outros, atirarão com pistolas, um após o outro, um único tiro por vez, obedecendo a

certa ordem, até que apenas um permaneça vivo. Sabe-se que o senhor X acerta um tiro em cada três, que o senhor Y acerta dois tiros em cada três e que o

senhor Z nunca erra. Para ser justo, o trielo será iniciado com o senhor X atirando, seguido do senhor Y, se ainda estiver vivo, depois pelo senhor Z, se ainda estiver vivo, e assim sucessivamente até restar vivo apenas um desafiante. Para aumentar suas chances de sobrevivência na disputa, o melhor que o senhor X deverá fazer, do ponto de vista lógico, é:

a) atirar no senhor Z, pois o senhor Z nunca erra um tiro,e é melhor eliminá-lo primeiro.

b) atirar no senhor Y, pois, se errar, o senhor Y escolherá atirar no senhor Z.

c) atirar em si mesmo.

d) atirar no senhor Z, pois o senhor Y tem maior probabilidade de acertar o primeiro tiro que o senhor X.

e) atirar para o ar ou para o chão, sem acertar nenhum adversário, pois, assim, na próxima rodada, ele po‑ derá ser o primeiro atirador de um duelo.

Cespe/PC‑Es/2011

Para descobrir qual dos assaltantes – Gavião ou Falcão – ficou com o dinheiro roubado de uma agência bancária, o delegado constatou os seguintes fatos:

F 1 – se Gavião e Falcão saíram da cidade, então o dinheiro não ficou com Gavião; F 2 – se havia um caixa eletrônico em frente ao banco, então o dinheiro ficou com Gavião; F 3 – Gavião e Falcão saíram da cidade; F 4 – havia um caixa eletrônico em frente ao banco ou o di‑ nheiro foi entregue à mulher de Gavião. Considerando que as proposições F 1 , F 2 , F 3 e F 4 sejam verda‑ deiras, julgue os itens subsequentes, com base nas regras de dedução.

5.

A proposição “O dinheiro foi entregue à mulher de Gavião” é verdadeira.

6.

A

proposição F 2 é logicamente equivalente à proposição

“Se o dinheiro não ficou com Gavião, então não havia

um caixa eletrônico em frente ao banco”.

 

Funiversa/PC‑DF/Agente/2009

7.

Uma proposição logicamente equivalente à negação

da proposição “se o cão mia, então o gato não late” é

a proposição:

a) o cão mia e o gato late.

b) o cão mia ou o gato late.

c) o cão não mia ou o gato late.

d) o cão não mia e o gato late.

e) o cão não mia ou o gato não late.

8.

Um Grupo de Ação Especial (GAE) da polícia é formado por oito membros que têm média de idade de 35 anos. Cada policial do grupo é substituído compulsoriamente aos 45 anos de idade e, antes disso, somente por motivo de falecimento, incapacidade física ou mental, pedido de dispensa ou motivo grave que justifique sua imediata retirada do grupo (por exemplo, desvio de conduta, insubordinação, envolvimento com crimes, ação que exponha os companheiros a riscos desnecessários, quebra de sigilo etc.). Um dos membros foi substituído por um policial recém‑treinado de apenas 20 anos de idade. Com isso,

a média deidade do grupo caiu em três anos.

Considerando essa situação hipotética, assinale a alternativa correta:

a)

O policial que saiu foi substituído compulsoriamente.

b)

Se o policial que saiu não foi substituído por motivo de falecimento, incapacidade física ou mental ou pedido de dispensa, conclui‑se que foi por algum motivo grave.

c)

Não há dados suficientes para se julgar se a substi‑ tuição foi compulsória ou não.

d)

O policial que entrou tem mais da metade da idade do policial que saiu.

e)

O policial que saiu tem 32 anos de idade.

Cesgranrio/tJ‑Ro/2010

que saiu tem 32 anos de idade. Cesgranrio/tJ‑Ro/2010 9. Acima estão ilustrados dois recipientes vazios, de

9. Acima estão ilustrados dois recipientes vazios, de mesma altura H, totalmente idênticos, inclusive na forma. Ambos são fechados embaixo e têm abertura na parte superior. No primeiro abertura corresponde ao círculo máximo. No segundo, há um pequeno orifício. Despeja-se, no primeiro recipiente, um volume de água corresponden‑

te à metade do seu volume total. A altura atingida pelo

líquido é h 1 . A seguir, todo o líquido contido no primeiro

recipiente é transferido para o segundo, atingindo, dentro deste, a altura h 2 . Pode-se afirmar que:

a) h 1 = h 2 =

b) h 1 =

c) h 1 >

d) h 1 >

e) h 1 >

e h 2 > h 1

e h 2 = h 1

e h 2 < h 1

e h 2 > h 1

10. Em uma sequência de números, o primeiro termo é 61

e todos os outros termos correspondem à soma dos quadrados dos algarismos do termo anterior.

O

número que ocupa a 81 a posição desta sequência é:

a)

4

b)

16

c)

37

d)

42

e)

61

11. silogismo é uma forma de raciocínio dedutivo. Na sua

O

forma padronizada, é constituído por três proposições:

as duas primeiras denominam‑se premissas e a terceira,

conclusão. As premissas são juízos que precedem a con‑ clusão. Em um silogismo, a conclusão é consequência necessária das premissas. São dados 3 conjuntos formados por duas premissas verdadeiras e uma conclusão não necessariamente verdadeira. I – Premissa 1: Júlio gosta de basquetebol. Premissa 2: Todo brasileiro gosta de basquetebol. Conclusão: Júlio é brasileiro.

II – Premissa 1: Paulo é brasileiro.

Premissa 2: Alguns brasileiros gostam de voleibol. Conclusão: Paulo gosta de voleibol.

III – Premissa 1: Marcos é brasileiro.

Premissa 2: Todo brasileiro gosta de atletismo.

Conclusão: Marcos gosta de atletismo.

Premissa 1: Marcos é brasileiro. Premissa 2: Todo brasileiro gosta de atletismo. Conclusão: Marcos gosta de
São silogismos: a) I, somente. b) II, somente. c) III, somente. d) I e III,

São silogismos:

a) I, somente.

b) II, somente.

c) III, somente.

d) I e III, somente.

e) II e III, somente.

12.

Considere uma pergunta e duas informações, as quais

assumiremos como verdadeiras:

Pergunta: entre Ana, Beatriz e Camila, quem é a mais velha? Informação 1: Beatriz é mais velha do que Camila. Informação 2: Camila é mais nova do que Ana. Conclui‑se, então, que

a) primeira informação, sozinha, é suficiente para que se responda corretamente à pergunta, e a segunda, insuficiente.

a

b) segunda informação, sozinha, é suficiente para que se responda corretamente à pergunta, e a primeira, insuficiente.

a

c) as duas informações, em conjunto, são suficientes para que se responda corretamente à pergunta,

 

e

cada uma delas, sozinha, é insuficiente.

 

d) as duas informações, em conjunto, são insuficientes

 

para que se responda corretamente à pergunta.

 

e) cada uma das informações, sozinha, é suficiente paraque se responda corretamente à pergunta.

 

Ieses/tJ‑MA/Analista Judiciário/2011

13.

A negação da proposição “Se o candidato estuda, então passa no concurso” é:

a) o candidato não estuda e passa no concurso.

b) o candidato estuda e não passa no concurso.

c) se o candidato estuda, então não passa no concurso.

d) se o candidato não estuda, então passa no concurso.

e) se o candidato não estuda, então não passa no concurso.

14.

Uma loja de departamentos coloca 80% de todos os artigos em seu estoque em liquidação. Sabendo que

eletrodomésticos correspondem a¼ dos artigos no estoque total da loja, e que 140 eletrodomésticos estão em liquidação podemos afirmar que a quantidade total

de artigos no estoque da loja é:

a)

700

b)

500

c)

800

d)

600

 

Cesgranrio/termoceará/2010

15.

Para participar de um jogo, nove pessoas formam uma roda em que cada uma delas é numerada, como ilus‑ trado abaixo.

que cada uma delas é numerada, como ilus‑ trado abaixo. A partir de uma delas, excluindo‑a

A partir de uma delas, excluindo‑a da contagem,

contam-se 5 pessoas no sentido horário. A5 a pessoa continua na roda, mas é eliminada do jogo, não participando das próximas contagens. A partir dessa 5 a pessoa, excluindo‑a da contagem, contam‑se,no sen‑

tido horário, 5 pessoas que ainda estão no jogo. Essa

pessoa continua na roda, mas é eliminada do jogo,

não participando das próximas contagens e assim por diante, até que reste apenas uma pessoa, que será declarada a vencedora. Abaixo estão ilustradas as etapas do jogo, no caso de este ser iniciado pela pessoa de número 1. Note que a pessoa de número 9 é a vencedora.

de número 1. Note que a pessoa de número 9 é a vencedora. Se o jogo

Se o jogo começar pela pessoa de número 3, a vence‑

dora será aquela de número:

a) 2

d)

6

b) 3

e)

9

c) 5

O enunciado a seguir refere‑se às questões 16 e 17. Proposição é toda sentença declarativa que pode ser classificada, unicamente, como verdadeira ou como falsa. Portanto,uma proposição que não possa ser classificada como falsa será verdadeira e vice‑versa. Proposições com‑ postas são sentenças formadas por duas ou mais proposições relacionadas por conectivos.

16. Sejam p e q proposições e ~p e ~q, respectivamente,

suas negações. Se p é uma proposição verdadeira e q, uma proposição falsa, então é verdadeira a proposição composta:

a) p q

b) ~p q

c) ~p q

d) ~p ~q

e) ~p ~q

17. Duas proposições compostas são equivalentes se têm

a mesma tabela de valores lógicos. É correto afirmar que a proposição composta p q é equivalente à proposição:

a)

b)

c) p ~q

p q p q

d)

e)

~p ~q ~q ~p

Cesgranrio/termoceará/técnico de Administração e Controle Júnior/2010

de Administração e Controle Júnior/2010 18. A figura anterior ilustra um diagrama numérico que

18. A figura anterior ilustra um diagrama numérico que deve ser preenchido, da esquerda para a direita, de acordo comas regras a seguir. Regra 1: preencha o quadrado com um número natural positivo qualquer e passe para a regra 2 para preencher o quadrado seguinte.

Regra 2: preencha o quadrado com o menor número natural tal que a soma desse número com o número escolhido para o quadrado anterior dê um múltiplo de 5. A seguir,passe para a regra 3 para preencher o quadrado seguinte. Regra 3: preencha o quadrado com o produto dos dois números escolhidos anteriormente e volte à regra 2 para preencher o quadrado seguinte. O 1º quadrado do diagrama sempre é preenchido de acordo com a regra 1. Abaixo, está ilustrado um exemplo em que o diagrama é iniciado com o número 3.

um exemplo em que o diagrama é iniciado com o número 3. Se o diagrama é

Se o diagrama é iniciado com o número 7, o 10º qua‑ drado do diagrama é preenchido com o número

e) 84

a)

1

b) 3

c)

4

d) 21

19. Proposição é toda sentença declarativa que pode ser classificada, unicamente, como verdadeira ou como falsa. Portanto,uma proposição que não possa ser classificada como falsa será verdadeira e vice-versa. Proposições compostas são sentenças formadas por duas ou mais proposições relacionadas por conectivos.

por duas ou mais proposições relacionadas por conectivos. Sejam p e q proposições e ~p e

Sejam p e q proposições e ~p e ~q, respectivamente, suas negações. Se p e q são proposições verdadeiras, então é verdadeira a proposição composta:

a)

p ~q

d)

~p q

b)

~p q

e)

~p ~q

c) ~p ~q

GAbARIto

1. C

6.

C

11. c

16.

d

2. E

7.

a

12. d

17.

e

3. C

8.

b

13. b

18.

a

4. e

9.

d

14. a

19.

d

5. 10. b

C

15. a

AtuALIDADEs

Em 2012, os Estados Unidos da América (EUA) realizaram a eleição presidencial, em que Barack Obama conseguiu ree‑ leger-se, derrotando seu oponente do Partido Republicano. Com relação ao papel desse país no mundo atual e a aspectos

referentes a esse processo eleitoral, julgue o item que se segue.

1. (Cespe/TJ-AC/Analista Judiciário/2012)Embora perma‑ neçam à frente de qualquer outro país em termos de poderio econômico, os EUA foram ultrapassados pela União Europeia e pela China em relação ao poderio militar.

Após dez horas de discussão madrugada adentro, líderes europeus concordaram em endurecer o controle das contas públicas e em perder parte da autonomia financeira para tentar salvar o euro. Mas a discordância de um país, o Reino

Unido, impede que haja mudanças nos tratados da União Europeia (UE). Essa divergência lança dúvidas sobre o futuro da integração europeia, tida como fundamental para enterrar de vez o passado de conflitos entre os países do continente.

Folha de s. Paulo, 10/12/2011, p. A18 (com adaptação)

Tendo o texto anterior como referência inicial e considerando as múltiplas implicações do tema por ele abordado, além de aspectos marcantes do mundo contemporâneo, julgue o item seguinte.

2. (Cespe/MPE-PI/2012) Para que haja mudanças nos tratados da UE, é necessária a aprovação unânime dos Estados que a integram.

Julgue os itens.

3. (Cespe/PF/Agente de Polícia Federal/2012) A fragilidade do sistema educacional brasileiro, realidade confirmada por sucessivos testes de avaliação interna e externa, impede que o país seja considerado emergente no cenário econômico mundial contemporâneo, apesar do reconhecimento geral de suas inegáveis potencialidades.

4. (Cespe/PF/Agente de Polícia Federal/2012) Tal como o Brasil, a China não possui tecnologia que lhe permita produzir semicondutores, uma das razões pelas quais sua atuação no mercado mundial, embora relativamen‑ te expressiva, está bem aquém do esperado, atrás de Índia e Rússia.

5. (Cespe/PM-CE/Soldado da Polícia Militar/2012) O objetivo principal da operação na Rocinha, uma entre várias ocupações de favelas no Rio de Janeiro, é a instalação de unidade de polícia pacificadora.

“Estudos realizados em 2010 mostraram que o Truvada, do laboratório californiano Gilead Sciences, reduziu o risco de infecção pelo HIV entre 44% e 73% em homossexuais masculinos saudáveis e entre heterossexuais saudáveis que são parceiros de portadores do vírus HIV.”

http://www.bbc.co.uk/portuguese/noti

cias/2012/05/120511_aids_remedio_fn.shtml

6. (Funcab/PC-RO/Médico Legista/2012) Após um longo período de pesquisas, no mês de julho de 2012, a Agência Americana de Drogas e Alimentos (FDA na sigla em

inglês) fez a seguinte determinação sobre esse remédio de prevenção à AIDS.

a)

Proibiram a continuidade dos testes em humanos.

b)

Pediram aumento de verba para a realização de

c)

novos testes. Aprovaram o uso do Truvada para os grupos de maior risco.

d)

Vetaram a sua comercialização nos Estados Unidos.

e)

Aprovaram o uso do Truvada em gestantes conta‑ minadas.

7. (Funcab/PC-RO/Médico Legista/2012) Desde os primeiros conflitos nacionais ocorridos na África do Norte no início de 2011 e que ficaram conhecidos como “Primavera Árabe”, vários outros países também passaram por conflitos envolvendo parte da população e o governo. Atualmente, o país do Oriente Médio onde ocorrem os conflitos mais intensos entre parte da população e o governo é:

a)

Líbano.

b)

Jordânia.

c)

Índia.

d)

Kuwait.

e)

Síria.

população e o governo é: a) Líbano. b) Jordânia. c) Índia. d) Kuwait. e) Síria. 11
Julgue os itens que se seguem, relativos a aspectos diversos do cenário geopolítico mundial. 8.

Julgue os itens que se seguem, relativos a aspectos diversos do cenário geopolítico mundial.

8. (Cespe/TJ-DF/Técnico Judiciário/Área Administrati‑ va/2013) O Brasil advoga, juntamente com outros países, a ampliação do número de assentos perma‑ nentes e não permanentes no Conselho de Segurança da Organização das Nações Unidas, órgão que detém capacidade jurídica para autorizar o uso da força e fazer cumprir suas decisões em caso de ruptura da paz ou de ameaça à paz e à segurança internacional.

9. (Cespe/TJ-DF/Técnico Judiciário/Área Administrati‑ va/2013) A descoberta de petróleo na camada pré‑sal do leito oceânico do litoral brasileiro representou um marco para o desenvolvimento econômico do país e possibilitou o aproveitamento da mão de obra altamen‑ te qualificada de que o país dispõe para o trabalho de pesquisa e extração do petróleo nos postos.

10. (Cespe/TJ-DF/Técnico Judiciário/Área Administrati‑ va/2013) O primeiro‑ministro israelense anunciou, recentemente, a construção de um muro de segurança ao longo da fronteira de Israel com a Síria, em decor‑ rência do temor de ataques terroristas e da formação, no país vizinho, com a eventual derrubada do regime sírio, de um Estado islâmico antissionista.

É melhor ser alegre que ser triste

Alegria é a melhor coisa que existe,

É assim como a luz no coração.

Mas pra fazer um samba com beleza,

É preciso um bocado de tristeza,

É preciso um bocado de tristeza,

Senão, não se faz um samba não (

)

samba da benção (com adaptação)

11. (Cespe/MME/Assistente Administrativo/2013) A letra da canção acima é de autoria de uma personalidade

que, em 2013, completaria 100 anos. É autor de outras canções famosas como Aquarela e Deixa. Com base nessa informação, assinale a opção correta.

a)

José Bispo Clementino dos Santos, mais conhecido como Jamelão, é autor do Samba da benção e tam‑ bém de outras canções como Maria Rosa e Voz do morro.

b)

autoria de Samba da benção é do escrito e com‑ positor João Guimarães Rosa.

A

c)

O

sambista Noel Rosa é autor do Samba da benção

e

de outras canções como Minha viola e Na Bahia.

d)

O

autor de Samba da benção é Vinícius de Moraes.

e)

O

autor de Samba da benção é o escritor e compo‑

sitor Rubem Braga.

12. (Cespe/MME/Assistente Administrativo/2013) A res

peito de efeito estufa e matriz energética, assinale a opção correta.

a)

A

energia termonuclear é produzida em regiões com

poucos recursos hidrográficos, mas com elevadas reservas de óleo, carvão ou gás natural, cuja queima

resulta na produção de vapor de água a ser utilizado na movimentação das pás das turbinas das usinas termonucleares. Para isso, o governo brasileiro, em cooperação com o governo alemão, tem investido na instalação de usinas termonucleares na região Nordeste, como forma de suplantar a dependência energética do país ao petróleo.

b)

À

conferência Rio+20, realizada em 2012, estive

ram presentes vários chefes de Estado, entre eles,

o presidente Barack Obama, que surpreendeu o

mundo ao afirmar, em discurso oficial, que os EUA

ratificariam o Protocolo de Quioto.

c)

O efeito estufa é um fenômeno natural e possibilita

a vida humana na Terra: parte da energia solar que

chega ao planeta é refletida diretamente de volta ao espaço, ao atingir o topo da atmosfera terrestre, e parte é absorvida pelos oceanos e pela superfície da Terra, promovendo o seu aquecimento. Uma parcela

desse calor seria irradiada de volta ao espaço, mas é bloqueada pela presença de gases de efeito estufa, que, apesar de deixarem passar a energia vinda do Sol, são opacos à radiação terrestre.

d)

Existe um consenso entre os cientistas e os ambientalistas a respeito da ocorrência do aquecimento global. Esse fenômeno é natural e acontece pelo aumento da temperatura média dos oceanos e do ar próximo à superfície da Terra, ocorrendo desde meados do século XX e permanecendo no século

XXI.

e)

As principais vantagens da energia eólica dizem respeito ao fato de ela ser inesgotável, não emitir gases poluentes, não gerar resíduos e diminuir a emissão de gases de efeito de estufa (GEE). A grande vantagem em relação a outras fontes é o seu baixís‑ simo impacto visual e sonoro, pois a instalação dos parques eólicos não ocasiona nenhuma modificação da paisagem ao redor e nem emite ruídos.

13. (Cespe/MME/Assistente Administrativo/2013) Em

relação aos aspectos econômicos, políticos e sociais do Brasil, assinale a opção correta.

a)

Como forma de alavancar o setor econômico, o governo federal determinou que a Petrobras re‑ duzisse o preço da gasolina e determinou que as

tarifas de energia elétrica fossem aumentadas para

consumidor. Tais medidas oneraram a Petrobras, mas beneficiaram as companhias energéticas.

o

b)

A

camada pré‑sal armazena petróleo em rochas

porosas situadas sob uma grossa camada de sal, no subsolo marinho. As grandes reservas encontradas

no Brasil situam‑se a 11 quilômetros abaixo da su‑ perfície da água e estendem-se dos estados do Rio Grande do Norte ao Rio de Janeiro.

c)

Mesmo com o impacto da crise econômica mundial,

a

produção industrial brasileira superou as expec‑

tativas dos economistas e cresceu, em 2012, cerca

de 5%, o que serviu para alavancar o PIB brasileiro, que ficou na marca de 4,3%. Essa marca, além de representar um recorde para a economia brasileira, demonstra o quanto o país é invulnerável à crise econômica que assola outros países.

d)

A matriz energética brasileira é uma das mais diversificadas e equilibradas do mundo e inclui usinas hidrelétricas, nucleares, termelétricas, parques eó‑ licos e painéis solares. Outro aspecto importante é que o Brasil não depende apenas do petróleo como combustível, sendo um país pioneiro na produção de etanol de cana‑de‑açúcar.

e)

O petróleo, por ser uma fonte energética inesgotável

e

renovável, está no centro das questões geopolíti

cas mundiais. Com a descoberta da camada pré‑sal, futuramente o Brasil será o maior produtor mundial dessa fonte de energia, ultrapassando os países do Oriente Médio.

14. (Cespe/MME/Assistente Administrativo/2013) A dor é temporária. Ela pode durar um minuto, ou uma hora, ou um dia, ou um ano, mas finalmente ela acabará e alguma outra coisa tomará o seu lugar. Se eu paro, no entanto, ela dura para sempre.

O trecho anterior é atribuído a um ídolo do esporte mundial, acusado de consumir substâncias ilícitas pela

Agência Antidoping dos EUA. O atleta, que sobreviveu a um câncer que tomou conta de seus testículos, pulmões e cérebro, surpreendeu o mundo com sua recuperação e conquistou inúmeros títulos. Com base nessas infor‑ mações, assinale a opção correta.

a)

O autor do trecho foi o atleta conhecido do futebol mundial, Diego Armando Maradona, pego recente‑ mente em um exame antidoping, por uso de cocaína.

b)

O ídolo em questão é Muhammad Ali‑Haj, nascido Cassius Marcellus Clay Jr., atleta norte-americano e recordista mundial na modalidade de atletismo.

c)

O ídolo a que se refere o texto é o atleta paraolím‑ pico Denílson Raimundo de Souza, que compete no halterofilismo. Ele foi flagrado em exames antidoping e suspenso preventivamente pelo Comitê Paraolímpico Brasileiro (CPB).

d)

A frase é do ciclista norte‑americano Lance Arms‑ trong, que, entre outras premiações, conquistou sete títulos na Volta da França.

e)

Conhecido pelas frases polêmicas e personalidade controversa, o medalhista paralímpico sul‑africano Oscar Pistorius, foi pego no exame antidoping, fato que provocou a perda de sua medalha de ouro conquistada nas paralimpíadas.

15. (Cespe/MME/Assistente Administrativo/2013) Em 2012, o prêmio Nobel da Paz foi conferido:

a)

a Albert Arnold (Al) Gore Jr., político estadunidense, por lutar pela preservação do meio ambiente.

b)

ao presidente da Libéria, Ellen Johnson Sirleaf, à militante Leymah Gbowee, também liberiana, e à jornalista e ativista iemenita Tawakkul Karman.

c)

ao presidente dos Estados Unidos da América, Ba‑ rack Obama, pelo esforço realizado para reduzir o estoque mundial de armas nucleares.

d)

à União Europeia, pelo papel que o bloco europeu exerceu na promoção da união do continente.

e)

a Marine Le Pen, ex-candidata à presidência da França, pelo trabalho na elaboração de normas jurí‑ dicas que promoveram a integração dos imigrantes estrangeiros ao país.

16. (Cespe/MME/Assistente Administrativo/2013) A frase “o brasileiro é um feriado” e as obras consagradas A vida como ela é, Vestido de noiva e Toda nudez será

castigada são de autoria da personalidade artística que completaria, no ano de 2012, cem anos de idade, o

a)

escritor Graciliano Ramos.

b)

poeta e compositor Vinícius de Moraes.

c)

jornalista e poeta Olavo Brás Martins dos Guimarães Bilac.

d)

jornalista e escritor Nelson Falcão Rodrigues.

e)

escritor Jorge Amado.

A China tem investido US$ 250 bilhões por ano no que economistas chamam capital humana. Assim como os Es‑ tados Unidos da América (EUA) ajudaram a construir uma classe média no final dos anos 40 e início dos anos 50 do século passado, usando um programa para educar vetera‑ nos da segunda guerra mundial, o governo chinês emprega recursos para educar milhões de jovens que se mudam das áreas rurais para as cidades. O objetivo disso é transformar o sistema atual, em que uma elite minúscula, altamente educada, supervisiona vastos exércitos de trabalhadores rurais e de operários de fábricas pouco qualificados.

o Globo, 18/1/2013, p. 30 (com adaptação)

Tendo o texto anterior como referência inicial, e conside‑ rando a crescente importância da China no cenário global contemporâneo, julgue o item.

17. (Cespe/CNJ/Analista Judiciário/2013) A experiência chi‑ nesa de modernização econômica acompanha, em larga medida, situações vividas por muitos outros países no mundo contemporâneo, em que a industrialização pro‑ voca a urbanização da sociedade, o que explica o esforço empreendido pelo país para qualificar, via educação, os milhões de jovens trabalhadores egressos do campo.

Primeiro vieram as ONGs. Depois, as unidades de polícia pacificadora. Agora é a hora de as agências de comunicação digital chegarem às favelas do Rio de Janeiro. E a primeira delas está funcionando a pleno vapor no Complexo da Maré. Fundada há dois anos, a agência emprega o conhecimento tecnológico e social dos jovens dos morros e ajuda na for‑ mação profissional deles.

o Estado de s.Paulo, caderno Link, 7/1/2013, p. L6 (com adaptações).

Tendo o fragmento de texto acima como referência inicial e

considerando a amplitude do tema por ele focalizado, julgue

o item subsequente.

18. (Cespe/TRT 10ª Região (DF e TO)/Analista Judiciário/2013) Nas últimas décadas, ampliou-se consideravelmente o quadro de violência em áreas periféricas dos grandes centros urbanos. Esse fenômeno, presente em muitos países, adquiriu especial relevância no Brasil e, em geral, caracteriza-se pela ausência ou pela presença excessivamente tímida do poder público nas comunidades, o que contribui para o fortalecimento da ação de grupos criminosos nelas instalados.

GAbARIto

1. E

5.

C

9. E

13. d

17. C

2. C

6.

c

10.

C

14. d

18. C

3. 7. e

E

11.

d

15. d

4. E

8.

E

12.

c

16. d

NoçõEs DE DIREIto CoNstItuCIoNAL

Com relação aos princípios fundamentais, às classificações e ao conceito de constituição, julgue o item a seguir.

1. (Cespe/PRF/Agente Administrativo/2012) Em relação ao conteúdo, a CF deve ser classificada como analítica.

Acerca dos direitos e garantias fundamentais, julgue os itens consecutivos.

2. (Cespe/PRF/Agente Administrativo/2012) É franqueado

o deslocamento no território nacional em tempo de paz,

podendo brasileiros natos e naturalizados, estrangeiros

e apátridas, nos termos da lei, nele penetrar, permane‑

cer ou dele retirar-se com seus bens, restando, dessa

forma, assegurados os direitos invioláveis à liberdade,

à igualdade e à propriedade.

3. (Cespe/PC-AL/Agente de Polícia/2012) As normas constitucionais de eficácia limitada dependem da intervenção legislativa para produzirem seus principais efeitos, ou seja, necessitam de norma infraconstitucio‑ nal integradora para a sua aplicação.

Art. 5º Todos são iguais perante a lei, sem distinção de

qualquer natureza, garantindo-se aos brasileiros e aos estran‑ geiros residentes no país a inviolabilidade do direito à vida,

à liberdade, à igualdade, à segurança e à propriedade [

]

no país a inviolabilidade do direito à vida, à liberdade, à igualdade, à segurança e à
Art. 6º São direitos sociais a educação, a saúde, a ali‑ mentação, o trabalho, a

Art. 6º São direitos sociais a educação, a saúde, a ali‑ mentação, o trabalho, a moradia, o lazer, a segurança, a previdência social, a proteção à maternidade e à infância e a assistência aos desamparados, na forma desta Constituição.

Considerando os artigos da CF transcritos acima, bem como

a doutrina e a jurisprudência acerca desses artigos, julgue

o

item que se segue.

4.

(Cespe/PRF/Agente Administrativo/2012) O termo “segurança”, em ambos os artigos, trata da segurança pública, que é direito fundamental social a ser protegido pelo Estado por meio de atuação positiva e ostensiva, inclusive da PRF.

No que se refere à segurança pública e à ordem social, julgue

o

item subsequente.

5.

(Cespe/PC-AL/Escrivão de Polícia/2012) Os esta‑ dos‑membros não podem criar órgão de segurança pú‑ blica diverso daqueles previstos na Constituição Federal.

No que concerne aos princípios, direitos e garantias fundamentais, estabelecidos na Constituição Federal de 1988 (CF), julgue o item a seguir.

6. (Cespe/PC-AL/Escrivão de Polícia/2012) O direito à não produção de provas contra si decorre do princípio do devido processo legal, devidamente consagrado no nosso sistema constitucional.

Quanto à Constituição da República Federativa do Brasil de 1988, julgue os itens a seguir.

7. (Funcab/PC-ES/Escrivão de Polícia/2012 – Adaptada) É rígida, motivo pelo qual não pode ser alterada.

8. (Funcab/PC-ES/Escrivão de Polícia/2012 – Adaptada) Toda modificação constitucional, feita com desrespeito do procedimento especial estabelecido ou de preceito que não possa ser objeto de emenda, padecerá de vício de inconstitucionalidade.

9. (Funiversa/PC-DF/2009) No que diz respeito à criança e ao adolescente, assinale a alternativa correta.

a)

Segundo entendimento do Supremo Tribunal Federal, configura-se constrangimento ilegal a determinação de permanência sob a guarda de um dos pais, sem ouvir a opinião do menor que esteja em idade de razoável compreensão dos fatos.

b)

O direito à proteção integral da criança e do ado‑ lescente abrange, entre outros aspectos, a idade

mínima de quatorze anos para admissão ao trabalho, na condição exclusiva de aprendiz, e, portanto, sem

a

garantia de direitos previdenciários e trabalhistas.

c)

Segundo entendimento do Supremo Tribunal Federal, considera-se penalmente inimputável o

agente que pratica o crime no dia em que está completando dezoito anos de idade, salvo se tenha sido o ilícito cometido em horário anterior ao de seu nascimento.

d)

Considera‑se criança o ser humano de até doze anos incompletos de idade; adolescente é aquele estabelecido entre doze anos completos de idade e dezesseis anos incompletos.

e)

A

adoção será assistida pelo poder público, na forma

da Constituição Federal, que também estabelece diretamente os casos e as condições de efetivação

por parte de estrangeiros.

10. (Funiversa/PC-DF/2009) Como meio de manutenção da ordem constitucional, a Constituição da República

preservou sua integridade de momentos de exacerbada

tensão social, disciplinando o que pode ser chamado

de legalidade excepcional. Ademais, quando tratou da defesa do Estado e das instituições democráticas, a Constituinte também tratou das Forças Armadas e

da segurança pública. A respeito do tema, assinale a alternativa correta.

a)

Recente entendimento do Supremo Tribunal Fe‑ deral, em face da manutenção regular do Estado

Democrático de Direito, com respeito aos direitos

e

às garantias fundamentais dos cidadãos, permite

a admissibilidade de requisição de bens municipais pela União, em se tratando de calamidade pública instalada na organização do município, independen‑ temente da instalação de estado de defesa ou de sítio.

b)

É

garantia dos militares, incluindo as praças presta

doras do serviço militar obrigatório, a percepção de, no mínimo, um salário mínimo mensal.

c)

O Departamento de Trânsito faz parte da segurança pública estadual.

d)

Os princípios regentes da administração pública não são interpretados extensivamente às militares, fe‑ derais ou estaduais, mormente após a promulgação da Emenda Constitucional n.º 18/1998, com a qual estes últimos não mais passaram a ser denominados servidores públicos militares.

e)

A Polícia Penitenciária, encarregada da vigilância dos estabelecimentos penais, não faz parte da segurança pública estadual.

11. (Funiversa/PC-DF/2009) Uma Constituição pode ser calcada nos mecanismos de proteção aos direitos e às garantias fundamentais e na estruturação do Estado. No que toca à organização dos poderes, assinale a alternativa correta.

a)

As Comissões Parlamentares de Inquérito (CPIs)

devem se cingir ao fato preciso determinado ex‑ pressamente consignado nos atos de sua instalação, sob pena de caracterização de seu alargamento investigativo indevido.

b)

A

inviolabilidade profissional justifica a ausência de

advogados para comparecerem como testemunhas ou indiciados perante as CPIs.

c)

O

Tribunal de Contas da União tem competência para

apresentar projeto de lei visando à sua reorganização administrativa.

d)

A abertura de crédito extraordinário é matéria que necessita de edição de medida provisória, posterior‑ mente submetida ao exame do Poder Legislativo.

e)

A imunidade formal dos parlamentares obsta, in‑ clusive, sua prisão decorrente de sentença judicial transitada em julgado.

Considerando as disposições constitucionais sobre a ad‑ ministração pública e os servidores públicos, julgue o item subsequente.

12. (Cespe/CBM-DF/Todos os Cargos/2011) Os cargos, fun‑ ções e empregos públicos são acessíveis aos brasileiros, natos ou naturalizados, mas não aos estrangeiros, por não serem estes destinatários de direitos civis.

13. (Acadepol/PC-SP/Delegado de Polícia/2011) No exercício de mandato eletivo, que exija seu afastamento, o servidor público terá

a) seu tempo de serviço contado para todos os efeitos legais, exceto para promoção por merecimento.

b) seu tempo de serviço contado para todos os efeitos legais, exceto para a aposentadoria.

 

c) interrompida sua contagem de tempo de serviço público e se sujeitará a regime previdenciário dife‑ renciado.

d) interrompida sua contagem de tempo no serviço público.

Acerca da aplicabilidade e da interpretação das normas constitucionais, julgue o item.

20. (Cespe/IFB/Professor de Direito/2011) Entre as normas constitucionais de eficácia exaurida, incluem-se dispositivos constantes das disposições constitucionais transitórias.

e) interrompida sua contagem de tempo, resguardadas as promoções por antiguidade.

14.

(FCC/TRT 9ª Região/Analista Judiciário/Área Administrativa/2013) João é servidor ocupante, exclusivamente, de cargo em comissão no Tribunal Regional do Trabalho da 9 a Região. João pretende aposentar-se do serviço público. Neste caso, aplicar-se-á o regime

21. (Funiversa/PC-DF/2009) Por não ser um ramo codificado, o Direito Administrativo tem, na Constituição, um núcleo mínimo essencial de conhecimento obrigatório por parte de seus operadores. Acerca da administração pública, assinale a alternativa correta, à luz de seu assento constitucional.

a) geral de previdência social.

a)

O

sistema constitucional brasileiro optou pelo mo

b) especial de previdência social, ou seja, próprio dos servidores titulares de cargos efetivos.

delo da desconcentração administrativa, delineando

a

Constituição as linhas mestras atinentes às enti

c) híbrido de previdência social, isto é, composto por regras do regime geral e do regime especial (próprio dos servidores titulares de cargo efetivo).

dades públicas, quais sejam, autarquias, fundações, empresas públicas e sociedades de economia mista.

b)

O princípio constitucional da impessoalidade tem íntima relação com o da igualdade.

Faz jus à indenização decorrente da responsabilidade civil do Estado pelo mau funcionamento de serviço

d) exatamente igual ao aplicável aos servidores titulares de cargos efetivos das autarquias federais.

e) híbrido de previdência social, isto é, composto por regras do regime geral e do regime aplicável aos empregados públicos.

c)

o

cidadão que demonstrar a ausência do serviço,

o

dano sofrido e o nexo de causalidade fático.

 

d)

Em face da carga impositiva maior dos princípios constitucionais a eles aplicáveis, somente os agentes públicos submetem-se à imprescritibilidade de ressarcimento frente ao Estado.

Por ferirem o princípio constitucional da igualdade, não é admitido pela doutrina e pela jurisprudência do Supremo Tribunal Federal o instituto da delegação legislativa.

A

respeito da administração pública, julgue o item.

15.

(Cespe/Ancine/Técnico Administrativo/2012) De acordo com as normas constitucionais, se houver compatibi‑ lidade de horários, é possível a acumulação de dois cargos técnicos de natureza administrativa. Em face dessa permissão constitucional, um servidor poderia,

por exemplo, exercer o cargo de técnico administrativo na Ancine e em outro órgão público federal.

e)

À luz das disposições constitucionais relativas à administração pública bem como da jurisprudência pertinente, julgue os itens que seguem.

16. (Cespe/TJ-RR/Administrador/2012) Considere que a companheira de um servidor investido em cargo de direção de uma empresa pública foi nomeada para exercer função gratificada na mesma entidade. Nessa situação, a nomeação realizada é caracterizada como prática de nepotismo, sendo passível de anulação, visto que fere os princípios constitucionais da impessoalidade e da moralidade.

22. (Funiversa/PC-DF/2009) No que tange ao Poder Exe- cutivo, assinale a alternativa correta.

a)

O exercício do cargo de Ministro de Estado por depu‑ tado não o isenta à persecução por eventual quebra de decoro parlamentar, mesmo quando licenciado da Casa Legislativa.

b)

Os comandantes da Marinha, do Exército e da Aeronáutica, subordinados ao Ministro da Defesa, continuam a ter foro especial perante o Supremo Tribunal Federal.

c)

A

Constituição Federal vigente descreve taxativa

mente as hipóteses passíveis de ensejarem o come‑

17. (Cespe/MPE-PI/Analista Ministerial/2012) Os atos de improbidade administrativa praticados por agentes públicos geram como consequências a suspensão dos direitos políticos, a perda da função pública, a indis‑ ponibilidade dos bens e o ressarcimento ao erário, na forma e gradação previstas em lei, sem prejuízo da ação penal cabível.

timento de crimes de responsabilidade por parte do Presidente da República.

d)

A renúncia ao cargo apresentada na sessão de jul‑ gamento paralisa o processo de impeachment do Presidente da República.

e)

O ordenamento constitucional brasileiro não admite

a figura do decreto autônomo.

Com referência ao preâmbulo da Constituição Federal de

Julgue os itens.

1988 (CF) e às normas constitucionais programáticas, julgue

23. (Cespe/Sejus-ES/2009) A ação popular pode ser acionada por cidadãos que pretendam questionar violações

o

seguinte item.

18.

(Cespe/EBC/Advogado/2011) O preâmbulo constitucio

ao princípio da moralidade administrativa perante o Poder Judiciário.

nal estabelece as diretrizes políticas, filosóficas e ideológicas da CF, razão pela qual pode servir de elemento de interpretação e de paradigma comparativo em eventual ação de declaração de inconstitucionalidade.

Com relação ao controle de constitucionalidade e à eficácia das normas constitucionais, julgue o item.

24. (Cespe/AGU/2009) Segundo o STF, a falta de defesa técnica por advogado, no âmbito de processo adminis‑ trativo disciplinar, não ofende a CF. Da mesma forma, não há ilegalidade na ampliação da acusação a servidor público, se, durante o processo administrativo, forem apurados fatos novos que constituam infração discipli‑ nar, desde que rigorosamente observados os princípios do contraditório e da ampla defesa. O referido tribunal entende, também, que a autoridade julgadora não está vinculada às conclusões da comissão de processo administrativo disciplinar.

19.

(Cespe/STM/Analista Judiciário – Execução de Mandados/2011) Consideram-se normas de eficácia absoluta os preceitos constitucionais intangíveis, que são inal‑ teráveis mesmo por meio de propostas de emendas constitucionais.

constitucionais intangíveis, que são inal ‑ teráveis mesmo por meio de propostas de emendas constitu cionais.
25. (Cespe/MEC/2009) A prática do racismo constitui crime inafiançável e imprescritível, sujeito à pena de

25. (Cespe/MEC/2009) A prática do racismo constitui crime inafiançável e imprescritível, sujeito à pena de reclusão, nos termos da lei.

26. (Cespe/PRF/Técnico Administrativo/2012) A Consti‑ tuição elaborada por uma assembleia constituinte livremente escolhida pelo povo classifica-se, quanto à origem, como outorgada.

27. (Cespe/PRF/Técnico Administrativo/2012) De acordo com o princípio da unidade, deve‑se interpretar a Constituição de modo a evitar contradições entre suas normas.

28. (Cespe/PRF/Técnico Administrativo/2012) As disposições constitucionais transitórias, assim como os preâmbulos constitucionais, não comportam valor jurídico relevante.

29. (Cespe/PC-AL/Delegado de Polícia/2012) Os corpos de bombeiros militares e as polícias militares são forças auxiliares do Exército, não se subordinando aos gover‑ nadores de estado.

30. (Cespe/PC-AL/Delegado de Polícia/2012) A segurança pública é dever do Estado e direito e responsabilidade de todos, sendo exercida pela polícia federal, polícia rodoviária federal, polícia ferroviária federal, polícias civis, polícias militares e corpos de bombeiros militares.

31. (Cespe/PC-TO/Delegado de Polícia/2008) As polícias civis estão incumbidas da função de polícia ostensiva e da preservação da ordem pública, além da função de polícia judiciária e da apuração de infrações penais.

32. (Cespe/ABIN/Oficial Técnico de Inteligência/Direito/2011) É permitido a um estado da Federação criar instituto geral de perícias estadual e inseri-lo no rol constitucional dos órgãos encarregados do exercício da segurança pública.

33. (Funiversa/PC-DF/2009) Quanto à organização polí‑

tico-administrativa do Estado, assinale a alternativa correta.

a)

O Distrito Federal é considerado a capital federal.

b)

Os Estados‑membros podem incorporar‑se, subdivi‑ dir‑se ou desmembrar‑se para se anexarem a outros ou mesmo para formarem novos estados ou territó‑ rios federais. Dependem, para isso, de deliberação do Congresso Nacional, mediante lei ordinária, e aprovação em plebiscito da população interessada.

c)

Compete à União, aos Estados‑membros, ao Distrito

Federal e aos municípios legislar sobre educação, cultura, ensino e desporto.

d)

É competência da União, dos Estados-membros, do Distrito Federal e dos municípios proporcionar os meios de acesso à cultura, à educação e à ciência.

e)

Ao Distrito Federal serão atribuídas as competências legislativas reservadas à União, aos Estados‑ ‑membros e aos municípios.

34. (Funiversa/PC-DF/2009) Quanto à ordem social, assinale a alternativa correta.

a)

A ordem social trata do conjunto de preceitos consti‑ tucionais que sustentam os direitos e deveres indivi‑ duais e coletivos, considerados de primeira geração.

b)

A seguridade social é um conjunto integrado de ações de iniciativa do poder público e da sociedade cujo destinatário é toda pessoa de que deste benefício necessite, independentemente de contribuição.

c)

A previdência social é responsável pelas ocorrências ao trabalhador, sejam elas por motivo de doença,

invalidez, morte, idade avançada, gravidez e desem‑

prego involuntário. Nenhum benefício que substitua o salário de contribuição ou rendimento do trabalho terá valor inferior ao salário mínimo.

d)

A

Constituição Federal prevê a possibilidade de a

lei instituir outras fontes destinadas a garantir a manutenção ou expansão da seguridade social, independentemente de correspondente fonte de custeio total.

e)

As receitas dos Estados-membros, do Distrito Federal

dos municípios relativas à seguridade social são previstas como parte integrante do orçamento da União.

e

GAbARIto

 

1. E

15.

E

29. E

2. C

16.

C

30. C

3. C

17.

C

31. E

 

4. E

18.

E

32. E

5.

C

19.

C

33. d

6.

C

20.

C

34. c

7.

E

21.

b

8.

C

22.

a

9.

a

23.

C

10. e

24.

C

11. c

25.

C

12. E

26.

E

13. a

27.

C

14. a

28.

E

NoçõEs DE DIREIto ADMINIstRAtIvo

Com relação aos poderes e atos administrativos, julgue o item subsequente.

1. (Cespe/PC-CE/Insp/2012) O ato de aplicação de penalidade administrativa deve ser sempre motivado.

Acerca do direito administrativo, julgue o item a seguir.

2. (Cespe/EPF/PF/2004) Considerando que a Constituição da República determina que a lavra de recursos minerais somente poderá ser efetuada mediante autorização ou concessão da União, é correto afirmar que a expedição de autorização de lavra de recurso mineral é um ato administrativo que configura exercício de poder de polícia.

Julgue o item abaixo, acerca da autorização do porte de arma de fogo.

3. (Cespe/APF/PF/Regionalizado/2004) A expedição de autorização de porte de arma de fogo constitui exercício de poder administrativo regulamentar.

Com relação ao poder de polícia, julgue o item abaixo.

4. (Cespe/EPF/PF/Regionalizado/2004) Incide sobre pessoas e atividades, mas não sobre bens.

Em relação ao direito administrativo brasileiro, julgue os itens que se seguem.

5. (Cespe/EPF/PF/2002) O poder de polícia fundamenta-se em vínculo geral que existe entre a administração pú‑ blica e os administrados e visa à satisfação do interesse público; por isso, pode incidir sobre qualquer direito do cidadão sem causar ofensa aos direitos fundamentais previstos no ordenamento jurídico, desde que respeite os princípios constitucionais da administração.

6. (Cespe/EPF/PF/2002) Se a administração pública praticar ato que satisfaça a interesse seu, mas que desatenda ao fim especificamente previsto na lei autorizadora do ato, terá havido ofensa ao princípio da finalidade, por desvio desta.

7. (Cespe/PPF/PF/2000) Se um servidor do Departamento de Polícia Federal, no exercício da função, cometer ato que, simultaneamente, cause dano patrimonial a um cidadão, constitua crime e esteja previsto na Lei da Improbidade Administrativa, a União poderá ser proces‑ sada para indenizar o lesado, cabendo ação regressiva contra o servidor; este poderá, ainda, sofrer a pena aplicada em virtude de processo‑crime decorrente do ato e poderá vir a ser condenado em ação específica, ajuizada para punir a improbidade administrativa, com reflexos até em seus direitos políticos.

Em uma auditoria realizada na sociedade comercial Mer‑ caminas Ltda., Anísio, auditor fiscal da Receita Federal, constatou várias irregularidades na escrituração fiscal-contábil da empresa e uma sonegação de imposto de renda pessoa jurídica (IRPJ) no valor de R$ 300 mil. Verificou, ainda, que a empresa também tinha sonegado ICMS no período analisado. Ao tomar conhecimento das conclusões da auditoria, Be‑ nito, sócio‑gerente da empresa, ofereceu a Anísio a importân‑ cia de R$ 30 mil para não lavrar o auto de infração referente à sonegação do IRPJ. Anísio, após refletir um pouco, recebeu o valor oferecido e deixou de lavrar o auto de infração. Silvério, superior hierárquico de Anísio, por intermédio de uma representação, tomou ciência do recebimento da vantagem indevida pelo subalterno, assim como da omissão na lavratura do auto de infração, mas, por benevolência, deixou de responsabilizá‑lo, bem como de levar o fato ao conhecimento das autoridades competentes, arquivando o expediente. Anísio, em dois anos no exercício da função de auditor fiscal, amealhou um patrimônio em imóveis avaliado em R$ 4 milhões, oriundo das vantagens indevidamente recebidas e exigidas de contribuintes fiscalizados. Apesar da não instauração do procedimento administrativo fiscal, o Ministério Público Federal teve acesso a peças informativas que comprovavam a sonegação fiscal, o recebimento de vantagens indevidas por parte de Anísio e a evolução de seu patrimônio.

Com relação a essa situação hipotética e à legislação perti‑ nente, julgue o item seguinte.

8. (Cespe/APF/PF/2002) Constituem atos de improbidade administrativa por parte de Anísio o recebimento de vantagens patrimoniais indevidas para omitir atos de ofício e a aquisição de bens imóveis, no exercício do cargo e em razão dele, cujos valores sejam despropor‑ cionais à sua renda.

Julgue o item abaixo, relativo à improbidade administrativa, conforme disciplinada na Lei nº 8.429, de 2/6/1992.

9. (Cespe/DPF/PF/2002) Entende-se por agentes públicos, para os fins legais, além dos servidores investidos em cargos ou empregos, também aqueles que, transitoria‑ mente, com ou sem remuneração, exerçam funções em entidades da administração direta ou indireta.

Quanto ao regime jurídico concernente aos funcionários po‑

liciais civis da União e do Distrito Federal, bem como às san‑ ções aplicáveis aos agentes públicos, julgue o item a seguir.

10. (Cespe/APF/PF/2009) Frustrar a licitude de processo licitatório ou dispensá-lo indevidamente constitui ato de improbidade administrativa e, por consequência,

impõe a aplicação da lei de improbidade e a sujeição do responsável unicamente às sanções nela previstas.

Em relação ao direito administrativo, julgue o item que se segue.

11. (Cespe/PPF/PF/2000) Se um cidadão não integrante da administração pública auferir benefício em razão de ato de improbidade perpetrado por dirigente de autarquia, aquele poderá figurar no pólo passivo do processo derivado da improbidade, mesmo em face da condição sua de particular.

No que concerne ao exercício e aos limites dos poderes da administração pública, julgue o item subsequente.

12. (Cespe/DPF/PF/2002) O abuso de poder de um delega‑ do federal pode ser controlado por meio de mandado de segurança individual, desde que não haja necessi‑ dade de dilação probatória.

Antônio é um agente de polícia federal que se negou a cumprir ordem emanada de seu superior hierárquico, por ser ela manifestamente ilegal. Em represália, o superior hierárquico determinou, de ofício, a remoção do agente para outro estado da Federação.

Com relação à situação hipotética acima, julgue o item se‑ guinte, considerando que os agentes de polícia federal são ocupantes de cargo público federal.

13. (Cespe/APF/PF/2004) Antônio somente teria direito a impugnar judicialmente o ato de remoção de ofício após esgotados os meios administrativos de impugnação do referido ato.

Considerando que o Departamento de Polícia Federal (DPF)

é um órgão do Ministério da Justiça, julgue o item a seguir.

14. (Cespe/APF/PF/2004) Por pertencer o DPF ao Poder Executivo, os atos praticados por agentes públicos lotados nesse órgão não são sujeitos a controle legislativo, mas apenas a controles administrativo e judicial.

A respeito da organização administrativa da União, julgue

o item seguinte.

15. (Cespe/APF/PF/2012) Existe a possibilidade de partici

pação de recursos particulares na formação do capital social de empresa pública federal.

Em relação ao direito administrativo, julgue o item que se segue.

16. Cespe/PPF/PF/2000) Não pode a lei instituidora de uma empresa pública autorizar, também, a criação de uma subsidiária dela.

A administração pública no Brasil evoluiu para contem‑ plar diversas formas de descentralização dos serviços públi‑ cos, por meio da criação de entes para prestá‑los, ora com personalidade de direito público, ora com personalidade de direito privado, trazendo, em conseqüência, problemas rela‑ cionados ao regime jurídico a que devam estar subordinados.

Acerca desse tema, julgue o item que se segue.

17. (Cespe/DPF/PF/2002) As empresas públicas federais não possuem o privilégio de prazos processuais espe‑ ciais.

18. (Cespe/APF/PF/2004) A Polícia Federal é incompetente para investigar crimes cometidos contra sociedades de economia mista porque esse tipo de pessoa jurídica não integra a administração pública direta nem a indireta.

de economia mista porque esse tipo de pessoa jurídica não integra a administração pública direta nem
19. (Cespe/EPF/PF/2002) As organizações sociais são uma inovação constitucional, pois representam uma nova figura

19. (Cespe/EPF/PF/2002) As organizações sociais são uma inovação constitucional, pois representam uma nova figura jurídica. Fazem parte da administração pública, embora constituam pessoas jurídicas de direito privado. A grande novidade repousa mesmo na sua constituição mediante decreto executivo.

A respeito da organização administrativa da União, julgue o item a seguir.

20. (Cespe/PC-CE/Insp/2012) A instituição de fundação pública deve ser autorizada por lei ordinária específica, ao passo que a definição de sua área de atuação deve ser feita por lei complementar.

No que concerne ao exercício e aos limites dos poderes da administração pública, julgue o item subsequente.

21. (Cespe/DPF/PF/2002) O poder disciplinar impõe ao superior hierárquico o dever de punir o subordinado faltoso.

Antônio é um agente de polícia federal que se negou a cumprir ordem emanada de seu superior hierárquico, por ser ela manifestamente ilegal. Em represália, o superior hierárquico determinou, de ofício, a remoção do agente para outro estado da Federação.

Com relação à situação hipotética acima, julgue o item se‑ guinte, considerando que os agentes de polícia federal são ocupantes de cargo público federal.

22. (Cespe/APF/PF/2004) O ato de remoção caracteriza exercício de poder disciplinar.

GAbARIto

1. C 7. C 13. 19. E E 2. 8. C C 14. E 20.
1. C
7. C
13. 19. E
E
2. 8. C
C
14. E
20. C
3. E
9. C
15. E
21. C
4. E
10. E
16. E
22. E
5. E
11. 17. C
C
6. C
12. C
18. E

NoçõEs DE DIREIto PENAL

1. (Cespe/PRF/2008) A respeito dos crimes contra o pa

trimônio, assinale a opção correta.

a) Considere a seguinte situação hipotética. Roberto tinha a intenção de praticar a subtração patrimonial não violenta do automóvel de Geraldo. No entanto, durante a execução do crime, estando Roberto já dentro do veículo, Geraldo apareceu e foi correndo em direção ao veículo. Roberto, para assegurar a detenção do automóvel, ameaçou Geraldo grave‑ mente, conseguindo, assim, cessar a ação da vítima e se evadir do local. Nessa situação, Roberto respon‑ derá pelos crimes de ameaça e furto, em concurso material.

b) Considere a seguinte situação hipotética. Fernando, pretendendo roubar, com emprego de arma de fogo municiada, R$ 20.000,00 que Alexandre acabara de sacar em banco, abordou‑o no caminho para casa. Alexandre, no entanto, reagiu, e Fernando o matou mediante o disparo de seis tiros, empreendendo fuga em seguida, sem consumar a subtração patrimonial.

Nessa situação, Fernando responderá por crime de

latrocínio tentado.

c) Considere a seguinte situação hipotética. Renato, valendo‑se de fraude eletrônica, conseguiu subtrair mais de R$ 3.000,00 da conta bancária de Ernane por meio do sistema de Internet banking da Caixa Eco‑ nômica Federal. Nessa situação, Renato responderá por crime de estelionato.

d) Uma das distinções entre o crime de concussão e o

de extorsão é que, no primeiro tipo penal, o funcio‑ nário público deve exigir a indevida vantagem sem

o uso de violência ou de grave ameaça, que são

elementos do segundo tipo penal referido.

e) No crime de extorsão mediante sequestro, faz jus à delação premiada o coautor que delatou os comparsas e indicou o local do cativeiro, ainda que reste comprovado que a vítima tenha sido liberada após configurada a expectativa de êxito da prática delituosa, isto é, após o recebimento do dinheiro exigido como preço do resgate.

2. (Funrio/PRF/2009) João e Maria são casados e residem em uma fazenda. Maria está no final de sua gestação e

terá seu filho na maternidade de um município próximo. Quando Maria entra em trabalho de parto, João a leva de carro para a maternidade. Contudo, como Maria sente muita dor, e João está nervoso, ele dirige seu veículo na rodovia imprimindo velocidade superior à permitida. Ao fazer uma ultrapassagem perigosa, João provoca um acidente e mata o motorista do outro veículo. Analise a situação penal de João.

a) João cometeu o crime de homicídio culposo.

b) João cometeu o crime de lesão corporal seguida de morte.

c) João não cometeu nenhum crime, pois agiu em estado de necessidade.
d) João cometeu o crime de direção perigosa.
e) João cometeu o crime de homicídio privilegiado.

3. (UEG/PC-GO/2013) Sobre os crimes contra o patrimônio, verifica-se que

a)

para o aperfeiçoamento do crime de receptação, necessária se faz a existência de anterior crime contra o patrimônio.

b)

no roubo próprio, a violência ou grave ameaça deve ser empregada depois da efetiva subtração do objeto.

c)

a simples relação de emprego ou hospitalidade não

bastante para configurar a majorante do abuso de confiança no crime de furto.

é

d)

no delito de apropriação indébita a reparação do dano antes do oferecimento da denúncia é causa de extinção da punibilidade.

4. (UEG/PC-GO/2008) Agente fiscal que solicita de con

tribuinte vantagem para deixar de lançar contribuição social devida comete

a) crime de corrupção passiva.

b) crime contra a ordem tributária.

c) crime de excesso de exação.

d) crime de prevaricação.

Julgue o item.

5. (Cespe/PC-AL/2012) Caracteriza corrupção ativa ofere‑ cer vantagem indevida a policial militar, ainda que em horário de folga e à paisana, para que este se omita quanto a flagrante que presenciou.

Com relação às causas extintivas da punibilidade, julgue o item a seguir.

dirige-se para o local onde o computador portátil e a impressora se encontravam guardados e, abrindo uma

6.

(Cespe/PC-AL/2012) O instituto da perempção não se aplica nas ações penais de iniciativa pública incondi‑ cionada ou condicionada à representação do ofendido, sendo aplicável somente às ações penais de iniciativa privada.

janela que dava acesso para a rua, o entrega a b, que an‑ siosamente aguardava do lado de fora do mencionado prédio. A despede‑se do porteiro e vai ao encontro de b, para que, juntos, transportassem os bens subtraídos. Qual o crime praticado por A e por b?

 

a) A e b respondem por peculato‑furto.

A respeito de crime patrimonial, julgue o item abaixo.

b) A e b respondem por furto mediante fraude.

7. (Cespe/PC-CE/2012) Se um indivíduo for processado por ter, volitivamente, tomado refeição em restaurante quando não dispunha de recursos para pagar o que consumiu, o juiz, conforme as circunstâncias do fato, não poderá reduzir a pena desse indivíduo, podendo, no entanto, conceder‑lhe perdão judicial.

8. (FGV/PC-AP/2010) Assinale a alternativa que não qualifica o crime de homicídio.

c) A e b respondem por furto qualificado por abuso de confiança.

d) A responde por apropriação indébita e b, por furto qualificado por abuso de confiança.

11. (Funcab/PC-ES/2013) Vitorina, ex-funcionária da empresa de fornecimento de energia elétrica, vestindo um uniforme antigo, foi até a casa de Pauliana dizendo que estava ali para receber os valores da conta mensal de fornecimento de energia elétrica. Acreditando em

 

a)

Emprego de veneno, fogo, explosivo, asfixia, tortura ou outro meio insidioso ou cruel.

 

Vitorina, Pauliana, pagou os valores a esta, que utilizou

 

b)

Para assegurar a ocultação de outro crime.

dinheiro para comprar alguns vestidos. Entretanto, como sempre, as contas dessa empresa eram e deve‑

o

c)

Motivo fútil.

d)

Abuso de poder ou violação de dever inerente a cargo, ofício, ministério ou profissão.

riam ser pagas na rede bancária. Logo, Vitorina praticou

 

o crime de:

 

e)

Mediante dissimulação.

a) furto.

 

b) roubo.

9. (UEG/PC-GO/2008) Os agentes administrativos que praticarem atos em desacordo com os preceitos legais ou visarem à frustração dos objetivos da licitação sujeitam-se às sanções administrativas, civis e criminais. Sobre as condutas criminais, no chamado Direito Penal das Licitações, é correto afirmar:

a)

c) estelionato.

d) apropriação indébita.

e) extorsão.

12. (Funcab/PC-ES/Escrivão de Polícia/2013) Josenildo constrangeu Fabrícia mediante emprego de grave ameaça, causando‑lhe grande sofrimento mental, em razão de discriminação religiosa, pois era evangélico e

Fabrícia de uma religião de matriz afro-brasileira, o que ele não admitia. Assim, Josenildo praticou o crime:

 

b)

os delitos previstos na Lei de Licitações não permi‑ tem a subsequente prática do crime de lavagem de dinheiro.

o tipo penal do art. 90 da Lei nº 8.666/1993 (Lei de Licitações), consistente em “frustrar ou fraudar, mediante ajuste, combinação ou qualquer outro expediente, o caráter competitivo do procedimento licitatório, com o intuito de obter, para si ou para outrem, vantagem decorrente da adjudicação do objeto da licitação” encerra um crime unissubjetivo.

 

a) de injúria racial (artigo 140, § 3º doCP).

b) de constrangimento ilegal (artigo 146 doCP).

c) de lesão corporal (artigo 129 doCP).

d) tipificado na lei que definiu crimes resultantes de preconceito de raça ou de cor (Lei nº 7.716/1989).

e) de tortura (Lei nº 9.455/1997).

 

c)

o tipo penal descrito no art. 89 da Lei nº 8666/1993 (Lei de Licitações), consistente na conduta de “dis‑ pensar ou inexigir licitação fora das hipóteses pre‑

vistas em lei, ou deixar de observar as formalidades pertinentes à dispensa ou à inexigibilidade”, é crime de mão própria, portanto não admite coautoria e participação.

13. (Funcab/PC-ES/2013) Josefina, chefe de uma seção da Secretaria de Estado de Saúde, tomou conhecimento de que um funcionário de sua repartição havia subtraído uma impressora do órgão público. Por compaixão, em

face de serem muito amigos, Josefina não leva o fato ao conhecimento dos seus superiores, para que as medidas cabíveis quanto à responsabilização do servidor fossem adotadas. Portanto, Josefina:

d)

o

servidor público que patrocina interesse privado

 

em confronto com o da Administração, promovendo

o

início de procedimento licitatório ou a celebração

a)

não obrou para crime algum, haja vista não ter com‑ petência para responsabilizar o seu subordinado.

de contrato, pratica o crime descrito no art. 321 do

Código Penal (advocacia administrativa).

10. (UEG/PC-GO/2008) A, funcionário público, e b, pessoa dele conhecida, caixa em um famoso banco privado, resolveram subtrair um notebook e uma impressora da companhia de abastecimento de água na qual A exerce suas funções. b sabe que A assumiu as funções recentemente na empresa pública. A, em um feriado, valendo‑se da facilidade que o seu cargo lhe proporcio‑ na, identifica-se na recepção e diz ao porteiro que havia esquecido sua carteira de motorista, e que ali voltara para buscá‑la, pois iria viajar para o interior do estado para aproveitar a folga do feriado, tendo, assim, o seu acesso liberado naquele prédio público. Rapidamente,

b)

obrou para crime de condescendência criminosa, haja vista ter competência para responsabilizar o seu subordinado.

c)

obrou para crime de condescendência criminosa, haja vista não ter competência para responsabilizar o seu subordinado, mas o dever de levar o fato ao conhecimento da autoridade competente.

d)

obrou para crime de corrupção passiva, haja vista a compaixão ser uma vantagem indevida.

e)

obrou para crime de prevaricação.

14. (Funcab/PC-ES/2013) Luciano, sorrateiramente, apoderou‑se de um cheque ao portador de Vitor, em face deste dever a ele uma importância idêntica à

apoderou‑se de um cheque ao portador de Vitor, em face deste dever a ele uma importância
consignada no cheque, como forma de pagamento e de quitação da dívida de que é

consignada no cheque, como forma de pagamento e de

quitação da dívida de que é credor, tendo descontado

o referido título de crédito. Assim, Luciano:

a) praticou o crime de furto.

b) praticou o crime de estelionato.

c) incorreu em erro de tipo.

d) incorreu em erro de proibição.

e) praticou o crime de apropriação indébita.

15. (Funcab/PC-RJ/2012) Após ter ciência da gravidez de sua namorada Silmara, Nicanor convence a gestante a abortar, orientando‑a a procurar uma clínica clandes‑ tina. Durante o procedimento abortivo, praticado pelo

médico Horácio, Silmara sofre grave lesão, decorrente da imperícia do profissional, perdendo, pois, sua capacidade reprodutiva. Nesse contexto, considerando que

a intervenção cirúrgica não era justificada pelo risco de morte para a gestante ou em virtude de estupro prévio, Silmara, Nicanor e Horácio responderão, respectivamente, pelos crimes de:

a) consentimento para o aborto (artigo 124, 2ª parte, CP); consentimento para o aborto (artigo 124, 2ª parte, CP); e aborto praticado por terceiro com consentimento, em concurso de crimes com o delito de lesão corporal qualificada (artigo 126 c/c artigo 129, § 2º, III, ambos do CP).

b) consentimento para o aborto (artigo 124, 2ª parte, CP); aborto provocado por terceiro com consentimento especialmente agravado (artigo 126 c/c artigo 127, ambos do CP); e aborto provocado por terceiro com consentimento especialmente agravado (artigo 126 c/c artigo 127, ambos do CP).

c) consentimento para o aborto (artigo 124, 2ª parte, CP); consentimento para o aborto (artigo 124, 2ª parte, CP); e aborto provocado por terceiro com consentimento especialmente agravado (artigo 126 c/c artigo 127, ambos do CP).

d) autoaborto (artigo 124, 1ª parte, CP); aborto praticado por terceiro com consentimento, em concurso de crimes como delito de lesão corporal qualificada (artigo 126 c/c artigo 129, § 2º, III, ambos do CP); e aborto praticado por terceiro com consentimento, em concurso de crimes com o delito de lesão cor‑ poral qualificada (artigo 126 c/c artigo 129, § 2º, III, ambos do CP).

e) autoaborto (artigo 124, 1ª parte, CP); aborto provo

cado por terceiro com consentimento especialmente agravado (artigo 126 c/c artigo 127, ambos do CP); e aborto provocado por terceiro com consentimento especialmente agravado (artigo 126 c/c artigo 127, ambos do CP).

16. (Funcab/PC-ES/2013) Índio, de 17 anos de idade, Po‑ legar, de 18 anos de idade, e Calunga, de 25 anos de idade, utilizavam Maurinho, de 5 anos, como isca para atrair pessoas, ocasião em que retiravam das vítimas todos os pertences, mediante ameaça com um revólver de propriedade de Calunga. Após um ano dessa práti‑ ca, sempre da mesma forma, no mesmo local e com os mesmos personagens, foram descobertos. Logo, pode-se afirmar. I – Ocorreu o crime de formação de quadrilha (artigo 288 do CP). II – Ocorreram crimes de roubo, com causa especial de aumento de pena, em face do emprego de arma e concurso de mais de duas pessoas, em concurso ma‑

terial (artigo 157, § 2º, I e II c/c artigo 69, todos do CP).

III – Ocorreram crimes de roubo, com causa especial

de aumento de pena, em face do emprego de arma,

em concurso material (artigo 157, § 2º, I c/c artigo 69, todos do CP).

IV – Ocorreram crimes de roubo, com causa especial

de aumento de pena, em face do emprego de arma e concurso de mais de duas pessoas, em continuidade delitiva (artigo 157, § 2º, I e II c/c artigo 71, todos do CP).

Indique a opção que contempla apenas a(s) assertiva(s) correta(s).

a) I e II.

b) I e III.

c) I e IV.

d) I.

e) IV.

17. (Funcab/PC-ES/2013) Anderson, ginecologista, foi procurado por Zéfira, que estava grávida de seu amante Josenildo. Zéfira solicitou que Anderson interrompesse sua gravidez, mediante a utilização de uma curetagem, objetivando esconder a traição. Anderson, que era inimigo de Josenildo, efetuou um procedimento cirúr‑ gico causando a expulsão do embrião e, para se vingar

de Josenildo, retirou os dois ovários de Zéfira. Assim, pode-se afirmar:

a)

Zéfira deve responder pelo crime de aborto provocado com o consentimento da gestante (artigo 124 do CP), em concurso de agentes com Anderson.

b)

Anderson deve responder pelo crime de aborto com

o consentimento da gestante (artigo 126 do CP) com

a causa de aumento de pena prevista no artigo 127

do CP.

c)

Anderson deve responder pelo crime de aborto com o consentimento da gestante (artigo 126 do CP) e lesão corporal gravíssima (se resulta perda ou inutilização de função – artigo 129, § 2º, III do CP), em concurso formal.

d)

Anderson deve responder pelo crime de aborto com o consentimento da gestante (artigo 126 do CP) e lesão corporal gravíssima (se resulta perda ou inutilização de função – artigo 129, § 2º, III, do CP), em concurso material.

e)

Anderson deve responder pelo crime de lesão cor‑ poral gravíssima (se resulta aborto).

18. (Funcab/PC-ES/2013) Gertrudes, para ir brincar o carnaval, deixou dormindo em seu apartamento seus filhos Lúcio, de cinco anos de idade, e Lígia, de sete anos de idade. As crianças acordaram e, por se sentirem sós, começaram a chorar. Os vizinhos, ouvindo os choros e chamamentos das crianças pela janela do apartamento, que ficava no terceiro andar do prédio, arrombaram

a porta, recolheram as crianças e entregaram‑nas ao

Conselho Tutelar. Logo, pode-se afirmar que Gertrudes

deve responder pelo crime de:

a)

perigo a vida ou saúde de outrem e os vizinhos não praticaram crime, pois estavam agindo em legítima defesa de terceiros.

b)

abandono de incapaz e os vizinhos não praticaram crime, pois estavam agindo em legítima defesa de terceiros.

c)

perigo a vida ou saúde de outrem e os vizinhos não praticaram crime, pois estavam agindo em estado de necessidade de terceiros.

d)

abandono de incapaz e os vizinhos não praticaram crime, pois estavam agindo em estado de necessi‑ dade de terceiros.

e) pelo crime de abandono material e os vizinhos não praticaram crime, pois estavam agindo em estado de necessidade exculpante de terceiros.

19. (Funcab/PC-ES/2013) Crisântemo não possuía as pernas

e utilizava uma cadeira de rodas para se locomover. Em um determinado dia, estando em seu sítio, percebeu quando elementos furtavam frutas em seu pomar. Gritou e pediu insistentemente que se afastassem e fossem embora. Como os elementos continuassem

a subtrair‑lhe as frutas, efetuou um disparo com sua

espingarda, calibre 38, contra os mesmos, tendo o disparo transfixado um deles e lesionado outro que, em razão dos ferimentos, permaneceram quarenta dias internados em um hospital público da cidade. Após restar provado todo esse episódio, pode-se afirmar que

Crisântemo:

a) praticou o crime de tentativa de homicídio qualificado pelo motivo torpe, tendo ocorrido aberratio ictus.

b) praticou o crime de tentativa de homicídio qualificado pelo motivo fútil, tendo ocorrido aberratio ictus.

c) não praticou crime, pois se utilizou do meio neces‑ sário, portanto excluindo a ilicitude.

d) praticou o crime de lesão corporal grave consumada, tendo ocorrido aberratio ictus.

e) praticou o crime de lesão corporal gravíssima con‑ sumada, tendo ocorrido aberratio ictus.

GAbARIto

1.

d

11.

c

2. a

12.

e

3. c

13.

e

4. b

14.

d

5. C

15.

c

6.

C

16.

e

7.

C

17.

c

8.

d

18.

d

9.

b

19.

c