Você está na página 1de 2

" r;, __" r

'. , t ~..• ~,4 ,', '. \' f


I ~ 1 I •.••• 1.--.

~..1 . -.~jLJ..L/ rJ. C/.{~

TRIBUNAL DE CONTAS DO ESTADO :~"::;0i;~iJ7:;~"1


Processo Te nO 03906/06

Prefeitura Municipal de Santa Rita.


Prestação de Contas do exercício de
2004, de responsabilidade do Senhor
Severino Maroja. Assinação de prazo
para providências.

Acórdão APL - Te lfE.s72008

Vistos, relatados e discutidos os presentes autos do Processo TC N° 03906/06 referente ao


procedimento especial formalizado em decorrência da apreciação da Prestação de Contas da
Prefeitura Municipal de Santa Rita relativa ao exercício de 2004 de responsabilidade do Senhor
Severino Maroja, ACORDAM os integrantes do Tribunal de Contas do Estado da Paraíba, por
unanimidade, com o impedimento declarado do Presidente, Conselheiro Arnóbio Alves Viana, em
sessão plenária realizada hoje, em fixar àquela autoridade o prazo de trinta (30) dias para que
identifique os devedores responsáveis pelo débito total de R$1.631.100,35 registrado no
balanço patrimonial desde o exercício de 200l.
Assim fazem tendo em vista que o interessado teve várias oportunidades de comprovar ou
justificar os responsáveis pelo valor de R$1.63l.1 00,35 inscrito no ativo do balanço patrimonial.
Este valor influencia no resultado patrimonial, e não há comprovação do fato que gerou a
inscrição, podendo perfeitamente ser uma transação puramente contábil com a finalidade de
compensar, no ativo, débitos não comprovados inscritos no passivo patrimonial. Tal ocorrência
vai de encontro à Lei de Responsabilidade Fiscal e à Lei 4320/64, podendo estar ocultando atos
danosos ao erário.

Publique-se, registre-se e cumpra-se.


TC - PLENÁRIO JOÃO AGRIPINO, em ~ i de de 2008.

~.i' ~L..,;:T::z"'f-:=:::r:'"'T;'::?:Y
Presidênte e

é _~p__
. 'CC·
._-/-
.. l ---'-1"--;....,

Corisêlliêiro Flávio
ReI '

k~T~\ a Nó~re~
Procuradora Geral
Processo Te nO 03906/06

RELATÓRIO

Os presentes autos tratam de procedimento especial formalizado em decorrência da


apreciação da Prestação de Contas da Prefeitura Municipal de Santa Rita relativa ao exercício de
2004 de responsabilidade do Senhor Severino Maroja, ex-Prefeito, objetivando a apuração da
irregularidade referente ao valor de R$ 1.631.100,35, inscrito no ativo patrimonial da Prefeitura
desde o exercício de 2001, conforme determinação contida no Acórdão APL - TC 151/2006 de
22 de março de 2006.
A Auditoria realizou inspeções in loco com a finalidade de verificar os balanços anteriores
ao exercício de 2004, encontrando apenas o balanço relativo ao ano de 2003. Após a diligência, a
Prefeitura enviou os demonstrativos contábeis relativos ao exercício de 2001, tendo a Auditoria
constatado várias impropriedades no balanço patrimonial referente àquele exercício inclusive no
tocante a irregularidade objeto do presente processo, não sendo possível ao órgão técnico
esclarecer a verdadeira origem dos valores lançados nas contas diversos responsáveis do referido
balanço. ,
Notificado sobre as constatações da Auditoria, o interessado não apresentou defesa.
Instado a se pronunciar, o Ministério Público Especial, em Parecer da lavra da Procuradora
Elvira Samara Pereira de Oliveira opina .pela aplicação de multa pessoal ao ex-gestor e baixa de
Resolução assinando prazo para apresentação de esclarecimentos a respeito da questão debatida
nos autos.
O Relator informa que antes da decisão final' do Tribunal sobre as contas de 2004, foi
emitida a Resolução RPL - TC 79/2005 de 01 de novembro de 2005, assinando prazo ao Senhor
Severino Maroja, no sentido de identificar os devedores responsáveis pelo débito inscrito no
balanço da Prefeitura.
É o relatório.

VOTO

Como se vê, o interessado teve várias oportunidades de comprovar ou justificar os


responsáveis pelo valor de R$1. 631.100,35 inscrito no ativo do balanço patrimonial. Este valor
influencia no resultado patrimonial, e não há comprovação do fato que gerou a inscrição, podendo
perfeitamente ser uma transação puramente contábil com a finalidade de compensar, no ativo,
débitos não comprovados inscritos no passivo patrimonial. Tal ocorrência vai de encontro à Lei
de Responsabilidade Fiscal e à Lei 4320/64, podendo estar ocultando atos danosos ao erário.
Em face do exposto, VOTO no sentido de que e e Tribunal fixe àquela autoridade o
prazo de trinta (30) dias para que identifique os edores responsáveis pelo débito total de
R$1.631.100,35 registrado no balanço patrimonial d sd "lexercício de 2001.
( \ '/
CON~Á~' , TIRO FERNANDES
tor