0

UNIVERSIDADE VEIGA DE ALMEIDA – UVA

Gabriella Chaves Oliver

A importância do brincar na Educação Infantil

Monografia apresentada como prérequisito para conclusão do curso de Pedagogia, da Universidade Veiga de Almeida, orientada pelo professor José Luiz de Paiva Bello.

Rio de Janeiro – 2012

1

Dedico este trabalho à minha família, em especial a minha mãe que sempre me incentivou não me deixando desistir.

2 AGRADECIMENTOS

Na elaboração deste trabalho devo meus agradecimentos a:

À Deus por dar-me vida e saúde. Às professoras Erotides Xavier e Márcia Lins Pereira por aceitarem compor a Banca Examinadora. Ao meu mestre e orientador José Luiz de Paiva Bello pelos ensinamentos, paciência, pelo tempo que disponibilizou para me orientar com tanto carinho, compreensão, apoio e incentivo. Obrigada Bello!!! À minha família por estar ao meu lado sempre me dando força nesta jornada acadêmica.

3 “Brincar com crianças não é perder tempo.” Carlos Drummond de Andrade . com exercícios estéreis. mais triste ainda é vê-los sentados enfileirados em salas sem ar. é ganhá-lo. sem valor para a formação do homem. se é triste ver meninos sem escola.

a brincadeira como proposta pedagógica. papel da escola. conscientização dos pais.4 RESUMO Este trabalho trata de um assunto primordial para a Educação Infantil . Escola e família precisam ter um relacionamento de parceria para que a educação aconteça de fato. O brincar como ferramenta para o desenvolvimento cognitivo. . Palavras-chave: Educação Infantil. O papel do professor como mediador frente às atividades lúdicas. social. físico. emocional e cultural da criança. palestras com objetivo de passar conhecimento aos pais sobre as etapas do desenvolvimento de uma criança a fim de informar e esclarecer as dúvidas. O papel da escola de promover encontros. A pesquisa tem como ponto de partida o brincar como uma necessidade da criança para viver. Os pais em muitas situações não compreendem essa importância e julgam ser apenas passatempo. dirigidas ou livres.

dirigés ou libres. affectif et culturel de l'enfant. . Le rôle des écoles dans la promotion de réunions. afin de transmettre des informations aux parents sur les étapes de développement d'un enfant dans le but d'informer et de répondre aux questions. La recherche a comme point de départ du jeu que le besoin d'un enfant de vivre.5 RÉSUMÉ Ce travail est un sujet fondamental pour l’éducation des jeunes enfants – le jeu comme une proposition pédagogique. Mots-clés: éducation de la petite enfance. École et la famille ont besoin d'avoir une relation de partenariat pour l'éducation qui se passe réellement. l'éducation des parents. Le rôle de l'enseignant en tant que médiateur dans le visage d'activités de loisirs. rôle de l'école. Les parents dans de nombreuses situations ne comprends pas cette importance et le juge d'être juste un hobby. social. physique. Jouer comme un outil cognitif. conférences.

......................................................................................6 Lista de imagens Fotografia 1 – Brincadeira coletiva ........... 10 Fotografia 3 – Brincadeira coletiva ............................. 11 Fotografia 4 – Brincadeira coletiva .................................................................................................................. 15 ................................................... 14 Fotografia 7 – Brincadeira individual – pintura ....................................................... 13 Fotografia 6 – Brincadeira individual ................................................... 12 Fotografia 5 – Brincadeira individual ..................................................................................................................... 10 Fotografia 2 – Brincadeira coletiva ..................................................

............................................................................................... 19 4 O Ambiente escolar para Educação Infantil..... 27 Referências ...........................................20 5 A Importância do entendimento e participação dos pais com a Educação Infantil .................................................... ....................................... 32 . 8 1 O que é o brincar? .......................................................................................................................................... 17 3.......................................... 25 Conclusão ....................................................1 O brincar livre........ 30 Apêndice ....................................................................................................7 SUMÁRIO Introdução ............................2 O brincar dirigido............................................ 10 2 Por que se brinca na Educação Infantil? .......................................................................................................................... 14 3 A motivação do brincar e atuação do professor.......................................... 23 5...........................................................................................................1 Como a escola pode contribuir para a conscientização dos pais? ..... 17 3....................Categorias observadas na escola .....................

Na Educação Infantil a criança. bobas. uma vez que foram lidos livros. artigos de revistas e sites da internet referentes ao tema trabalhado. em uma brincadeira. às vezes porque trabalham ou até mesmo por simples lazer. Diante disto é essencial que a escola tenha profissionais de qualidade. Deixam seus filhos na escola por não ter outra opção. registradas em apêndice a este trabalho. E por fim a conscientização dos pais. a imaginação. Esta é a fase do brincar. cognitivo. de desenvolver a criatividade. Para efetivar tais observações foram levantadas categorias a serem observadas. Pude presenciar situações de professores já cansados ou desestimulados não cumprindo seu papel de educador como. por não saber ainda expressar seus desejos através de palavras ou frases. sendo ela uma atividade dirigida ou livre. pois são peças fundamentais na vida de seus filhos. preparados e que defendam a prática do brincar nas instituições. por isso a escolha do tema. E que é preciso que o educador entenda que seu papel é importante como motivador deste processo educacional. e porque acredito que a Educação Infantil é a base para as demais etapas do processo educacional.. . Entendo que o brincar é muito importante para o desenvolvimento da criança. críticos. do aprendizado de regras etc. coisas que parecem simples. por exemplo. foram feitas observações aproveitando do meu trabalho numa escola da Zona Sul da cidade do Rio de Janeiro. social e emocional do indivíduo. infelizmente. não sentar pra contar uma história. nem sempre conseguem entender o papel da brincadeira. Por isso resolvi buscar este tema na intenção de mostrar a importância do brincar dentro e fora de sala de aula. Através da brincadeira é possível trabalhar o lado motor.. não fazer a rodinha. capazes de agir e resolver situações problemas. Além disso.. mas são de extrema importância no desenvolvimento do aluno. comunica-se com o corpo e. formando cidadãos mais preparados. Outro ponto importante para o desenvolvimento integral da criança são os pais que. A metodologia deste trabalho baseou-se no instrumental análise de conteúdo. e julgam ser apenas um passatempo. é possível entendê-la.8 Introdução A questão central deste trabalho é a brincadeira no ambiente da escola para as crianças da Educação Infantil. Tenho como objetivo neste trabalho mostrar que sempre uma brincadeira traz um aprendizado.

No quarto fiz uma análise de como o ambiente escolar contribui para o aprendizado da criança. No segundo uma explicação do sentido da brincadeira nas salas de aula da Educação Infantil. Como não houve uma iniciativa para solicitar autorização de seu uso por parte dos pais das crianças. No quinto uma explicação da importância dos pais terem conhecimento sobre as etapas do desenvolvimento dos seus filhos e a contribuição da escola. por motivos éticos. foram colocadas uma tarja para não haver identificação dos alunos nem da escola. No terceiro coloquei o brincar como peça fundamental para motivar o aluno dentro do ambiente escolar e o professor como mediador deste processo. No primeiro capítulo procurei definir o que é o brincar e suas principais características. .9 As fotografias utilizadas foram tiradas no meu local de trabalho.

mas o importante é que o educador consiga equilibrar estas funções para que aconteça o aprendizado.10 1 O que é o brincar? Brincar é criar. Brincar é um direito das crianças. A brincadeira pode ser livre ou dirigida. O brincar tem funções lúdicas e educativas ambos com valor pedagógico. Fotografia 1 – Brincadeira coletiva Crianças brincam de construir uma árvore para compreensão do meio ambiente. imaginar. Fotografia 2 – Brincadeira coletiva Crianças brincam associando as cores com os recipientes. A brincadeira não só desenvolve o lado motor da criança. interagir com o outro. como promove processos de socialização e descoberta do mundo. imitam aspectos da vida adulta para compreendê-la. através das atividades lúdicas elas exploram o seu mundo interior. .

1998. reclamar. pois é através da execução dos movimentos que as pessoas interagem com o meio ambiente. por sua vez. contagiar. seus limites capacidades e solucionando problemas. 2010): O brincar infantil não é apenas uma brincadeira superficial desprezível. acordam e avivam forças da fantasia. É na brincadeira que os sentimentos. Segundo Kishimoto (2001. sons e mais tarde representar determinado papel na brincadeira faz com que ela desenvolva sua imaginação. permitindo assim um desenvolvimento físico.11 Rir. que. 52 apud SILVA. mental. entristecer-se faz parte do processo de aprendizagem. relacionando-se com os outros. 21 apud CEBALOS. desde muito cedo. MAZARO. p. Segundo o Referencial Curricular Nacional para Educação Infantil (BRASIL. pois no verdadeiro e profundo brincar. chegam a ter uma ação plasmadora sobre o cérebro. 2011): Brincar é uma das atividades fundamentais para o desenvolvimento da identidade e da autonomia. emocional e social. emoções e atitudes irão se manifestar de forma natural. vibrar. as crianças podem desenvolver algumas capacidades . chorar. pular. poder se comunicar por meio de gestos. aprendendo sobre si. Fotografia 3 – Brincadeira coletiva Crianças brincam de identificar as partes do corpo através da música. Nesse sentido o brincar é o ato de movimentar-se e é de grande importância biológica. psicológica. social e cultural. p. sentir medo. O fato de a criança. Nas brincadeiras.

Há brincadeiras que possuem regras estabelecidas como Pega-Pega. 2011). 2004. desenvolvendo assim. para que a criança sinta prazer em aprender. . Fotografia 4 – Brincadeira coletiva Crianças brincam com os blocos lógicos reconhecendo as formas geométricas. as brincadeiras e os jogos facilitam a aprendizagem da criança. social e cognitivo. da brincadeira. p. Algumas instituições de ensino não valorizam o aprendizado através do lúdico. despertando ou estimulando sua vontade de freqüentar com assiduidade a sala de aula e incentivando seu envolvimento no processo ensino e aprendizagem. fazendo com que o conhecimento aconteça de forma prazerosa.conta para expressar suas emoções criando suas próprias regras exercitando sua imaginação e explorando as diferentes representações sociais. como também em ir para a escola. podendo competir em igualdade de condições com os inúmeros recursos a que o aluno tem acesso fora da escola. Ensinar por meio de jogos é um caminho para o educador desenvolver aulas mais interessantes. Amadurecem também algumas capacidades de socialização. (SILVA. o raciocínio lógico. a memória.de. por meio da interação e da utilização e experimentação de regras e papéis sociais. 26 apud PASQUALI et al. tais como a atenção. O brincar pode ter diversos tipos de estruturação utilizando-se de regras ou não. a imitação. a imaginação.. simultaneamente. Na educação infantil o lúdico.12 importantes. No entanto é primordial que as práticas pedagógicas nas salas de aula envolvam brincadeiras ou jogos. Mas existem os momentos em que a criança usa o faz. já que aprende e se diverte. Esconde-Esconde etc. descontraídas e dinâmicas.

a autonomia. Fotografia 5 – Brincadeira individual História:“Os três porquinhos” Criança brinca de ser o porquinho. (OLIVEIRA. Na brincadeira infantil a criança assume e exercita os vários papéis com os quais interage no cotidiano. depois. de maneira prazerosa e como participante ativo do seu processo de aprendizagem. jogando estes papéis em situações variadas. . Ela brinca. é fundamental o ato de brincar na Educação Infantil. o motorista. Desta maneira. a interagir no mundo. 1992:57 apud TELLES. de ser o pai. a capacidade de resolver problemas. desperta a curiosidade e a imaginação.). o cachorro. se socializar. pois além de dar prazer. a memória. a criança aprende a conviver melhor.13 A brincadeira estimula a criança a desenvolver a atenção.

chegar ao conhecimento. Em algumas situações é possível perceber que o educando só consegue entender um conceito. a imitação. E em uma brincadeira é possível trabalhar inúmeros conceitos como as cores. E amadurecem as capacidades de socialização. Para profissionais da educação é essencial que haja uma relação entre os objetivos que precisam ser alcançados com a forma lúdica de ensinar. . é o momento em que as crianças estão descobrindo o mundo. a memória. dentro/fora. Isso faz com que aumente sua imaginação. pois através da brincadeira ela aprende. grande/pequeno. O brincar dá prazer e para as crianças isto é fundamental. visualizar. se este for trabalhado dentro de uma brincadeira. criando. Nas brincadeiras as crianças podem desenvolver algumas capacidades importantes. as formas geométricas. cheio/vazio e outros. por meio da interação. A Educação Infantil é a fase das brincadeiras. O ambiente escolar é um espaço que precisa ser explorado. sentir o gosto dos alimentos. utilização e experimentação de regras e papéis. é importante que o educador não utilize somente uma sala para ensinar. experimentando. como a atenção.14 2 Por que se brinca na Educação Infantil? A criança desde muito cedo se comunica através de gestos e sons e mais tarde vem representar determinados papéis nas brincadeiras. tocar. a criança necessita conhecer espaços diferentes. Ao contrário ele não acompanha e acaba se desinteressando. Fotografia 6 – Brincadeira individual Criança brincando com o bambolê aprendendo o conceito dentro/fora.

o professor deve agir como interventor e proporciona-lhe o maior número possível de atividades. O educando começa a ter que respeitar a vontade do outro. contribuindo para a construção de seu conhecimento. Sua interação com o meio se faz por intermédio de brincadeiras e jogos. estimulando novas descobertas. da pintura com o pincel. tende explorar o mundo que a cerca e tirar dele informações que lhe são necessárias. Aos poucos ela começa a sentir necessidade de interagir com as outras crianças e a partir disto. Através dos jogos de encaixe. oferecendo-lhe um clima de bem-estar físico. a brincadeira começa a se tornar mais complexa.. da manipulação de diferentes materiais. suas ferramentas e suas estratrégias pedagógicas visa à criação de condições para satisfazer as necessidades básicas da criança. 2011). utilizando os próprios sentidos na descoberta gradual do mundo. representando vários papéis.15 A Educação Infantil é um processo para uma alfabetização. construção de pensamentos. Por isto a importância da Educação Infantil. materiais e oportunidades de situações para que suas experiências sejam enriquecedoras. A criança. O brincar é a primeira linguagem da criança. afetivo. mediante a proposição de atividades lúdicas que levam a criança a agir com espontaneidade. Nesse processo. social e intelectual.pintura Criança brinca de pintar com o pincel. dando vida aos objetos. estão sendo trabalhadas o movimento para a escrita. 16 apud PASQUALI et al. comunicação. pois com seus mecanismos. p. portanto. No primeiro momento a criança brinca sozinha. a partir das atividades lúdicas é que ela irá se desenvolver facilitando seu processo de socialização. E assim a . (ARANÃO. 2004. atribuindo-lhes sensações e emoções. Fotografia 7 – Brincadeira individual .

As atividades lúdicas não só dão prazer como também prepara o sujeito para viver em sociedade. Sendo assim. 21 apud FRIEDMANN). viver de acordo com sua natureza. é capaz de respeitar regras. andar com seus próprios pés. para que use todo seu poder. A criança ao brincar desenvolve habilidades físicas. o lúdico é a peça essencial no processo ensino–aprendizagem. p.. 1912c. (FROEBEL. . tratada corretamente..] A criança precisa aprender cedo como encontrar por si mesmo o centro de todos os seus poderes e membros. e deixada livre.16 brincadeira evolui na sua estruturação. [. A Educação Infantil é o “berço” das descobertas. ajuda no aprendizado e na criatividade. desperta a vontade de socialização. fazendo com que haja uma evolução mental da criança. impulsiona o indivíduo a buscar soluções para situações de conflitos do dia-dia. é uma fase em que não podem faltar estímulos. para agarrar e pegar com suas próprias mãos. encontrar e observar com seus próprios olhos.

(LIMA. livros de pano. a brincadeira. A partir disto é importante que o professor saiba agir e coordenar este local. Que a instituição valorize o brincar como uma maneira de ensinar e não como um “passatempo”. E dentro do ambiente escolar pode-se observar que em alguns momentos estas brincadeiras são livres. p. Ele precisa conscientizar-se que brincando as crianças recriam e estabilizam aquilo que sabem sobre as mais diversas esferas do conhecimento. 158 apud SOUZA. 3. Utilizar a brincadeira como recurso pedagógico. É importante que o brincar esteja inserido em um projeto pedagógico mais amplo da escola. e etc. o que possibilitará a aquisição de conhecimentos de forma prazerosa e adequada ao nível de desenvolvimento dessa etapa da vida. pois o brincar é uma forma adequada e que colabora para perceber a criança e estimular o que ela precisa aprender e desenvolver.17 3 A motivação do brincar e atuação do professor O brincar é considerado uma atividade social e cultural. em uma atividade interativa e imaginativa. O educador deve considerar as múltiplas possibilidades educativas.1 O brincar livre A Educação Infantil tem como principal meio de aprendizagem o lúdico. de encaixe. acreditar que a brincadeira se constitui em ferramentas indispensáveis no processo de desenvolvimento das qualidades psíquicas. como Português. acima de tudo. clareza de princípios e de finalidades. 2005. a fantasia. O professor necessita de um suporte teórico e. Artes. exigindo do educador fundamentação teóricoprática. fantoches. A escola deve disponibilizar de um espaço adequado para que as crianças possam ter autonomia no brincar. é tão complexo quanto desenvolver o trabalho pedagógico em outras áreas de estudo. contribuindo ao máximo para desenvolvimento da criança. ou seja. Este profissional precisa estar capacitado para direcionar as atividades. este espaço deve ser construído para e pela criança. Esse ambiente precisa ter bastantes cores que estimulem o aprendizado da criança. As instituições devem oferecer as condições necessárias para florescer o lúdico. Matemática. Isto significa que o educador tem a responsabilidade de proporcionar momentos e condições necessárias. estantes baixas com brinquedos coloridos. LIMA). como por exemplo. o professor não dita uma regra ou objetivos a serem .

pois é através do brincar livre que é possível saber algumas preferências da criança. motor. só assim o aprendizado terá um significado para a criança. como o horário de chegada. o repouso. Ao mesmo tempo em que se diverte. Não existe na criança um jogo natural. Isto porque alguns educadores considera o brincar essencial para o desenvolvimento social. se gosta de liderar. 12). p.] a brincadeira pressupõe uma aprendizagem social. por isso. faz com que ela busque o porquê das coisas. p. os jogos imitativos e motores. Aprende-se a brincar. 1989. 1999. A maneira como a criança brinca e desenha reflete de maneira implícita na forma como esta lida com a realidade. O brincar livre leva a criança a se desenvolver socialmente por meio da interação. Na Educação Infantil a prática pedagógica e a brincadeira precisam caminhar juntas.. A brincadeira livre estimula a capacidade individual da criança. constrói laços de amizade. E isto se dá propositalmente. de exploração de materiais gráficos e plásticos. os livros de história. sendo. 2009).” (BROUGÉRE. psicológico e cultural da criança. a higiene. 39 apud WAJSKOP. de acordo com a sua maturidade. Mas o que se observa é que o brincar livremente vem diminuindo por conta de uma sociedade conturbada. conhece o mundo. a alimentação. indispensável à prática educativa. 1992 apud SOUZA. . algumas instituições de ensino procuram não deixar que momentos importantes como o da brincadeira se percam." (PIAGET apud AZEVEDO. explorar o espaço que ela está inserida. Sabe-se que a criança através da brincadeira se expressa. entre outras. compartilha o funcionamento de um grupo. ou se é mais tímida. em que a mídia vem substituindo esse espaço da fantasia e do lúdico. A criança precisa de regras para conseguir se organizar. desenvolvendo capacidades e habilidades. mas os momentos livres são importantes para seu desenvolvimento cultural e social. p. É um processo constante de construção da consciência de si mesmo e do outro (OLIVEIRA. se ela comanda o grupo. aprende a respeitar limites e a ceder para que o outro também se satisfaça. A rotina na Educação Infantil tem uma sequência das diversas atividades do dia-dia de uma criança. portanto: “[. 29). "A atividade lúdica é o berço obrigatório das atividades intelectuais da criança.. é o momento de descobertas. Diante deste quadro. as brincadeiras como o faz-de-conta.18 cumpridos.

há aprendizado. Com isto estará desenvolvendo seu raciocínio lógico. identificar a voz de comando. "É o prazer de estudar. Por meio do brincar dirigido as crianças têm uma outra dimensão e uma nova variedade de possibilidades estendendo-se a um relativo domínio dentro daquela área ou atividade. 191). É uma ferramenta pedagógica que irá proporcionar uma troca de conhecimento entre educadores e educando.19 3. No ambiente escolar os educadores tem dificuldade em ensinar através de uma brincadeira dirigida. e se dentro das regras impostas consegue resolver situações problemas. Mas é necessário que o professor busque alternativas e estratégias que estimulem a criança. observar. feito empinar pipa". O brincar dirigido proporciona para Educação Infantil uma das maneiras de avaliar a criança e ao professor um suporte para o processo aprendizagem. Quando há interesse. de investigar. etc. . brinquedo. Pode-se observar através de uma atividade dirigida se a criança tem a capacidade de organizar seu pensamento. o nível de concentração. Ensinar através das atividades dirigidas requer comprometimento e dedicação do corpo docente. 2003. (MOYLES. 33). 1984. de perguntar que faz da educação uma coisa bonita. pois enquanto estimula o desenvolvimento intelectual da criança. “Brincar é muito importante. gostosa. os hábitos necessários ao seu crescimento” (BETTELHEIM apud MALUF. atenção. perguntar enfim atuar como facilitador da aprendizagem. concentração. p. sem que ela perceba.2 O Brincar dirigido O brincar dirigido sempre terá uma regra. O brincar dirigido é importante tanto quanto o brincar livre. a memorização e a capacidade de observação. isto porque falta conhecimento por parte dos professores quanto aos objetivos para aquela faixa etária e um planejamento de aula. A brincadeira infantil em algumas situações precisa da participação do educador para ouvir. 19). Dirigir uma atividade é colocar condições e regras para serem cumpridas. também ensina. Através dele a criança desenvolve habilidades específicas como: percepção. (ALVES. 2002. p. um ponto de partida. E dentro de cada brincadeira existem conteúdos e objetivos a serem alcançados.

Por isso a importância das salas de aula serem arejadas. Para o ser humano. Mas para que aconteça o processo de desenvolvimento do ensino-aprendizagem o indivíduo tem que explorar este ambiente. [. O espaço. Sendo assim as trocas de saberes acontecerão naturalmente através das diversas linguagens sejam elas:oral. não apenas para a sobrevivência. seja um espaço limpo. Existem crianças que passam a maior parte do tempo dentro da escola. algo que seja prazeroso. sente. por isto é importante que. motora. Para qualquer ser vivo. porque é no espaço que ele se movimenta. a estrutura física. (TEIXEIRA. saudável. Este ambiente precisa ser atrativo. psicológica. . Lápis e papel é importante. o espaço. sua higiene. gestual. com cores vivas que atraem as crianças e estimule ao aprendizado. Por isto o lúdico é indispensável no ambiente escolar. pensa. 187 apud SOUZA.. atrativo e acolhedor. 2010). é um mundo desconhecido em que ela irá desenvolver a parte cognitiva. capaz de gerar um estado de vibração e euforia. aprende e se desenvolve. os brinquedos estarem ao alcance do educando para que consiga manuseá-los livremente. (LIMA. 1995. essencial dentro de uma escola.. criando um clima de entusiasmo. os objetos disponíveis dentro da escola atuam como facilitadores da aprendizagem. LIMA). com brinquedos atrativos etc. devido a sua capacidade de absorver o indivíduo de forma intensa e total. 23 apud FELTRIN.] prazeroso.. o ser que age. E este aspecto de envolvimento emocional que o torna uma atividade com forte teor motivacional. estabelece relações sociais. envolvente. é o lugar de reconhecimento de si e dos outros. p. com um espaço adequado para a quantidade de crianças. ou seja. com cores vivas. musical retratando a realidade de cada um.].20 4 O Ambiente escolar para Educação Infantil A fase da Educação Infantil é o início da vida escolar de uma criança. além de ser um elemento potencialmente mensurável.. 1995. Ninguém quer deixar seu filho em um local que transmita insegurança. p. também. corporal. [. O ser que brinca e joga é. [...] As atividades lúdicas integram as várias dimensões da personalidade: afetiva. fazem suas refeições diárias.. o espaço é vital. mas sobretudo para o seu desenvolvimento. desconfiança. realiza atividades. mas quando se trata de educação infantil é preciso de algo a mais. é importante que seja um local seguro. motora e cognitiva. social e cultural.

por isso elas tem que existir. e é neste cenário que a escola é essencial para que o sujeito se desenvolva e troque experiências. Os cargos superiores usam do autoritarismo para ditar as normas. nas salas de educação infantil os brinquedos devem estar em estantes baixas para que as crianças possam manuseá-los. A criança precisa de estímulos tanto dos adultos. Assim que a criança nasce seu primeiro grupo social é a família e o segundo a escola.21 É nesse meio que. 1989. ao estender a mão em busca do objeto. a ação docente é a base de uma boa formação escolar e contribui para a construção de uma sociedade pensante. é ainda nele que exercita o seu domínio. equilibrase.. seu modo de vestir. impulsiona a ter um olhar diferenciado. A preocupação precisa estar em desenvolver no aluno suas . respeitando umas às outras. desligada do seu corpo. Mas nem sempre estas regras são impostas de maneira adequada dentro das instituições. de cada faixa etária. salas amplas para que elas consigam se movimentar. [. área livre com jardins para que a criança possa tocar. Segundo Freire (1979). como do espaço físico. sem se preocupar com a prática pedagógica para que o indivíduo possa compreender os ensinamentos. Por isto a importância do ambiente escolar não só ter uma estrutura física adequada como também profissionais da educação envolvidos e comprometidos com o ato de educar. (LIMA. São fatores que contribuem para a aprendizagem do educando. tendo a preocupação de adequar sua estrutura de acordo com as fases de desenvolvimento.] É num espaço físico que a criança estabelece a relação com o mundo e com as pessoas. mas para outros faz sentir medo. cumpridor dos seus deveres? As regras são importantes para que a criança aprenda a se relacionar. a maneira de falar. e ao chegar numa escola terá que passar por uma fase de adaptação ao ambiente e com as pessoas que as cerca. ela [a criança] adquire a noção de distância. 13). caminha e corre. O desconhecido para alguns indivíduos desperta curiosidade. e para a criança da educação infantil o novo.. Por exemplo. O educando passa anos dentro de uma instituição para completar sua vida escolar e é dentro deste ambiente que ela irá absorver costumes e valores. A necessidade do ambiente escolar ser um espaço de qualidade. é nele que a mãe aparece e desaparece. Mas será que as instituições de ensino realmente cumprem com o seu papel de incentivadora do aprendizado coletivo? Será que estão abertas às mudanças? Ou será que os projetos pedagógicos apenas ficam no papel? Até que ponto esse método contribui para a educação? É “engessando” o indivíduo em sua fase escolar que ele será um cidadão. É interessante observar que cada indivíduo chega à instituição trazendo uma “bagagem” cultural. no primeiro momento assusta. p. sentir a textura das plantas etc. de agir etc.

questionador.alguém muito consciente e que se preocupe com ela e que a faça pensar. gestores e funcionários. mas também fazer do sujeito um ser pensante. É fundamental que haja uma sinergia entre as pessoas. p. ao caminhar para a escola é encontrar um amigo. É o espaço em que há trocas de culturas e saberes a todo instante. 195 apud SOUZA). um guia. ou seja.22 capacidades cognitivas e habilidades. O ambiente escolar envolve não só a estrutura física como também professores. um líder . (ALMEIDA. é o lugar de gente. e que o foco seja em prol da educação. tomar consciência de si e do mundo e que seja capaz de dar-lhe as mãos para construir com ela uma nova história e uma sociedade melhor. formador de opiniões para que saiba agir em sociedade. . 1987. um animador. A esperança de uma criança. alunos.

não quer dizer que seja um simples “passatempo”. da mesma maneira a criança precisa brincar para se desenvolver. muitos pais não acreditam que isto seja uma verdade. Por favor. Quando estou me fantasiando. não me deixe ouvir você dizer ele está apenas brincando. Por favor. fazer a higiene pessoal para viver. assim como precisamos comer. O lúdico. estou aprendendo sobre equilíbrio e formas. ou modelando argila. Arrumando a mesa e cuidando das bonecas. E cabe a ela. O fato de a educação infantil ser uma fase onde se aprende brincando. Estou expressando e criando . nas mais diversas atividades contribuindo para o ensino – aprendizagem.23 5 A Importância do entendimento e participação dos pais com a Educação Infantil A educação infantil é a base para o desenvolvimento cognitivo e social da criança. as brincadeiras. Apenas brincando Anita Wadley Quando estou construindo com blocos no quarto de brinquedos. A criança aprende brincando. É a etapa onde as fantasias estão afloradas. junto com a escola incentivar. Quando estou pintando até os cotovelos. a brincadeira faz parte da infância. A educação não acontece sozinha. A família é muito importante na vida escolar do educando. não diga que estou apenas brincando. eu aprendo. podendo inibir ou despertar a vontade de aprender. Porque enquanto brinco. Ou de pé diante do cavalete. que o brincar é essencial para o aprendizado na fase da educação infantil. eu aprendo. não diga que estou apenas brincando. precisa de recursos. Porque enquanto eu brinco. Diante deste fato. beber. Por favor. Eu posso ser mãe ou pai algum dia. Porque enquanto eu brinco. o brinquedo e os jogos atuam como facilitadores da aprendizagem. uma equipe com profissionais capacitados e principalmente a participação dos pais. em que o lúdico está presente. participar e se envolver para contribuir efetivamente com o processo aprendizagem dos seus filhos.

saltar. É através de sua ação no meio ambiente que a criança pode formular os primeiros conceitos lógico matemáticos. pois é através das sensações e percepções que ela interage com a natureza. Estou aprendendo a ter prazer e ser bem sucedido no trabalho. (WADLEY. a pintura etc. Por que enquanto eu brinco. Porque enquanto brinco. não pense que porque me divirto. Hoje. Quando estou entretido com um quebra-cabeça ou com algum brinquedo na escola. fantoches. eu sou uma criança e meu trabalho é brincar. Eu estou me preparando para o amanhã. estou aprendendo. brincando com seu corpo a criança vai construindo diferentes noções. estou aprendendo. Para se alcançar os objetivos . Quando você me vê aprendendo. Estou aprendendo a me concentrar e resolver problemas. Eu posso ser um médico. não possui a noção de tempo. Diante deste poema de Anita Wadley é possível observar a importância do brincar. Por favor. lateralidade.24 Eu posso ser artista ou inventor algum dia. usando materiais didáticos diversificados como jogos. p. correr e movimentar meu corpo. O movimento ajuda a criança a construir conhecimento do mundo que a rodeia. Assim. Por favor. O educador percebe quando o aluno tem uma família presente e disposta a se envolver com a educação. pois o sentido de tempo e espaço é construído primeiramente no corpo. e as aprendizagens começam através do próprio corpo. 1997. cozinhando ou experimentando alimentos. corpo este que media a aprendizagem. Eu posso estar numa empresa algum dia. E eu digo: eu brinquei. é apenas uma brincadeira. Eu posso ser um chefe algum dia. Eu estou aprendendo a seguir instruções e perceber as diferenças. espaço. Por favor. (OLIVEIRA. Por favor. 34 apud LIMA). Quando você me vê aprendendo a pular. não diga que estou apenas brincando. A criança na fase da educação infantil está experimentando tudo que tem ao seu redor. enfermeiro ou um atleta algum dia. não me entenda mal. 2009). Quando a criança é estimulada em casa o aprender para ela se torna mais prazeroso e a escola passa a ser um ambiente agradável. Quando você me pergunta o que fiz na escola hoje. no qual ele ainda não conhece. Por isto a necessidade de estar mudando as atividades do dia. Eu estou aprendendo como meu corpo funciona. não sinta que é um tempo perdido com brincadeiras.

Colocam seus filhos em todas as aulas extras possíveis durante a semana. Quando é solicitado para uma reunião com a equipe pedagógica. ele será um incentivador e mediador das atividades. Cada fase tem sua característica e objetivos a serem alcançados. sem valor para a formação humana. De acordo com o Referencial Curricular Nacional da Educação Infantil (BRASIL. propiciar situações de cuidado. 1998. brincadeiras e aprendizagem orientadas de forma integrada e que possam contribuir para o desenvolvimento das capacidades infantis de relação interpessoal de ser e estar com os outros em uma atitude básica de aceitação. Mas o que pode ser observado dentro das instituições são pais descompromissados e sem tempo." 5. Deste modo a educação deixa a desejar. caso contrário. não é somente uma recreação ou passatempo. para tratar dos assuntos referentes ao educando. A escola precisa criar projetos para a conscientização dos pais. e o acesso. mas mais triste é vê-los enfileirados em salas sem ar. é ganhá-lo. respeito e confiança. Por isto a participação do professor neste ambiente lúdico é essencial. Fazer reuniões de pais focadas no ensino. p. psicólogos. . psicopedagogos. não comparece. E na educação infantil o aprendizado se dá através do lúdico e das brincadeiras. o porquê de estar aplicando determinada atividade para aquele público alvo. com exercícios estéreis. É importante existir um olhar diferenciado dos adultos diante das brincadeiras e perguntar a si mesmo sempre que existir uma dúvida. 2011): Educar significa. onde o maior prejudicado é o aluno. portanto. palestras com pedagogos. qual conteúdo está sendo trabalhado através deste jogo? Quais capacidades ou habilidades se desenvolvem com esta brincadeira? Como disse o poeta Carlos Drummond de Andrade: "Brincar não é perder tempo. 23 apud FANTACHOLI.25 pedagógicos é importante esta troca entre família e escola. É triste ter meninos sem escola. Brincar é coisa séria. o aprender se torna cansativo e o ensinar deixa a desejar. sendo estas pautadas em fundamentos teóricos e em uma metodologia adequada para cada faixa etária. dando à criança uma carga horária muito grande de atividades.1 Como a escola pode contribuir para a conscientização dos pais? A participação dos pais na escola é importante para o crescimento integral da criança. e quando necessário irá intervir no processo ensino-aprendizagem. pelas crianças aos conhecimentos mais amplos da realidade social e cultural.

consequentemente se sente mais segura. A instituição. Quando a criança percebe que existe esta aliança entre a escola e os pais. Os pais precisam conhecer o método da escola para que haja um entendimento das atividades propostas pelos professores em sala de aula. marcar encontros em horários convenientes aos pais. . feiras culturais. (BENCINI. pedagogos tem contribuído para esta relação? Essa atuação dos pais ainda é bem rara. Não adianta promover eventos internos para as famílias se não forem assuntos de interesse por parte deles.7% dos pais de alunos da rede pública acreditam que. A escola tem o dever de influenciar positivamente seus alunos e família para uma interação e colaboração no ambiente escolar. Mas será que a escola tem se preocupado em aproximar essas famílias?O método utilizado por gestores. (VASCONCELOS. a proposta da escola. ouvindo suas queixas e sugestões para que assim se desenvolva um relacionamento de cumplicidade. como por exemplo as festas e as comemorações. Para isto é necessário uma relação dialógica entre família e escola. em que realmente o aluno se envolva e entenda o que está sendo proposto para ele. É papel da escola criar movimentos que despertem interesse dos pais e alunos. de acordo com os resultados de pesquisa realizada no ano passado pelo Observatório do Universo Escolar. p. Por outro lado. parceira do Ministério da Educação. uma das melhores formas de se atingir a família é através dos próprios filhos. significativo. e etc. oficinas organizadas pela escola deveriam ser consultadas aos pais sobre seus interesses. 1989.26 apresentando práticas pedagógicas e tirando dúvidas. Desta maneira. ouviu mais de 100 pais e educadores da rede pública e privada de todo país e constatou que só 13% das escolas públicas mantêm um relacionamento próximo com a família. se fossem promovidos mais encontros e palestras interessantes. É importante a escola ouvir os pais e não intimidá-los. As reuniões. Os pais precisam fazer parte do processo educacional dos seus filhos. O resultado serão salas com cadeiras vazias. um braço do Instituto La Fabbrica do Brasil. haveria maior integração com a escola. daí a relevância da escola desenvolver um trabalho participativo. 80 apud SOARES). saber os objetivos da proposta pedagógica e os meios para atingi-los. diretores. palestras. 2003). o próprio filho terá argumentos para ajudar os pais a compreender. 43. e horários adequados. As instituições buscam famílias ativas e compromissadas e reclamam de pais passivos e ausentes.

mas junto delas é preciso que haja uma ação pedagógica para que a criança reflita e assim chegue ao entendimento. etc.27 Conclusão Através desta pesquisa entendemos que o brincar envolve inúmeros aspectos de desenvolvimento do educando. como por exemplo. Neste sentido é fundamental que a escola. precisei levar recurso de casa ou até mesmo comprar. agitados. não usar bonés. sociais. Nas minhas observações na escola pude perceber que nem sempre esse espaço é satisfatório. E o que pude perceber é que há um desinteresse e falta de compromisso por parte dos responsáveis. Acreditando que o ambiente escolar é um espaço de aprendizado constante. para que consigamos desenvolver o máximo de suas possibilidades. ter que usar a meia da cor determinada. e que a criança é um ser integral. cognitivo e social. e que toda sua proposta pedagógica deve estar direcionada às experiências e às vivências do educando. cultural. afetivo. As regras devem existir. As escolas devem proporcionar um espaço harmonioso que atenda a ludicidade necessária à faixa de idade da Educação Infantil. tocar. físicas. cognitivas. sendo eles físico. Sabendo que a finalidade da Educação Infantil tem como objetivo o desenvolvimento integral da criança. o que me levou a pesquisar e refletir sobre o assunto. entende-se que ela seja a base para as demais etapas do processo educacional. precisa passar credibilidade aos pais e familiares. . Senti muita falta dos materiais pedagógicos para que os alunos pudessem visualizar. Acredito que o espaço escolar é o cartão de visita de uma escola. enfim toda sua vontade de aprender. devemos conforme apresentado. As salas pequenas para a quantidade de alunos. pais e professores estejam comprometidos com a educação. satisfazendo todas as suas expectativas. Nas oportunidades que tive. o que não só dificultava a movimentação deles como os deixavam estressados.. É essencial que este ambiente seja prazeroso e harmonioso para que a criança se envolva no processo ensino-aprendizagem de maneira a se desenvolver plenamente. apertar etc. respeitar suas características afetivas. não poder usar a cor do tênis desejada. Muitas vezes para eu conseguir em uma aula transmitir o conhecimento de forma lúdica. viabilizando assim a formação do indivíduo. para interagir no mundo como cidadão. Na minha vivência em espaço escolar tive contato com alguns pais e familiares. todos os seus anseios. Brinquedos faltando peças ou quebrados. pude observar que dentro das instituições são postas muitas regras para as crianças.

Não basta apenas deixar as crianças brincarem. Um verdadeiro professor mediador precisa ter competência acadêmica quanto a psicologia do desenvolvimento humano. e que sejam abordados temas de interesse dos mesmos. psicopedagogos. E o julgamento que muitos pais fazem sobre a Educação Infantil. observar e fazer anotações se for preciso. O resultado disto são crianças desestimuladas com o estudo: para que ir a escola. se eu posso ir à praia? É assim que a criança pensa. É o momento em que o educador precisa estar atento. se ela tem a opção de não ir para a escola ela irá escolher não ir. O horário da entrada também era outro fator que mostrava esta distorção: alunos que chegavam atrasados.aprendizagem. As atividades pedagógicas precisam ter fundamentos e objetivos a serem alcançados. porque dentro da atividade livre é possível identificar a criança mais tímida. inovando e contextualizando com a atualidade. A escola deve promover encontros com os pais através de palestras com pedagogos. só assim o processo educacional terá eficácia em seus resultados. ser um incansável pesquisador para estar criando. esta brincadeira seja direcionada para que ampliem suas capacidades dos conhecimentos necessários ao seu pleno desenvolvimento. . a conversa entre os amigos e professores etc. a líder. ao receber as crianças na sala para dar início a aula. a que tem dificuldades de se socializar. é importante que em alguns momentos. comemorações e festas. Como foi apresentado nesta pesquisa o brincar é coisa séria. O brincar livre e o brincar dirigido contribuem para o aprendizado.. sendo assim é fundamental o papel do professor como mediador deste processo ensino. desmontar. perdendo coisas importantes como a rodinha. encaixar. para que as famílias tirem dúvidas sobre o desenvolvimento da criança. e outros. Outro caso muito comum também é a criança que falta e depois conta que o motivo da sua ausência foi por ter ido à praia com a mãe. psicólogos. políticos e estéticos da educação. etc.28 Todos os dias. dizendo que é uma etapa que não passa de “passatempos” acabaria ou ao menos diminuiria. O educador deve estar comprometido com os princípios éticos. ele me respondeu que brincou” e a fala era acompanhada de risos. É importante que os responsáveis tenham o conhecimento a respeito das fases de desenvolvimento dos seus filhos. Pais que sequer sabiam das datas. A criança até mesmo em uma atividade livre está aprendendo a criar. era comum ouvir dos pais “eu perguntei o que ele fez na escola ontem. conhecer diferentes metodologia didática. Os encontros devem ocorrer em horários em que os pais possam comparecer. montar.

levando o sujeito. cognitivo e emocional. político. para que seja capaz de ser membro da sociedade. econômicos. . a buscar realizações nos vários aspectos sociais. envolvido no processo educacional.29 A Educação Infantil deve se preocupar em desenvolver habilidades e capacidades do educando. inclusive de transformá-la. com possibilidades.

Rio de Janeiro. Disponível em: <http://www. LABRIMP.com. Gleice Azambuja. Falnatal. P. Fabiane das Neves.2012. Artigonal. Ludicidade: o jogo como motivação para estimular o desenvolvimento infantil.br/portal/index. 8. São Paulo: Cortez.falnatal.htm/>. Revista Científica Aprender. EFDeportes.um olhar psicopedagógico. 2006.usp. 2012.br/gestao-escolar/diretor/como-atrair-pais-escola423311. Educação Infantil: o lúdico como ferramenta de ensino-aprendizagem.pdf>. 1996.Nova Escola. ed.abril.com/educacao-infantilartigos/educacao-infantil-o-ludico-como-ferramenta-de-ensino-aprendizagem-3252307. CEBALOS.scielo. O brincar na educação infantil: jogos.culturainfancia. 1984. Disponível em: <http://www.br/index.br/pdf/epsic/v8n2/19047.. . Natal.pedagogiaemfoco. Rubem A.com/efd162/atividade-ludica-como-meio-de-desenvolvimento. p. Acesso em: 15 mar. dez. 30. 2012. LIMA. A importância do brincar e do brinquedo para crianças de três a quatro anos na educação infantil.pro.com. 2. Acesso em: 02 abril. 2003. Pedagogia em Foco. LABORATÓRIO DE BRINQUEDOS E MATERIAIS PEDAGÓGICOS . Disponível em: <http://www.fe. 2012. Disponível em: <http://revista. Acesso em: 11 maio 2012. AZEVEDO.2012. Disponível em: <http://www. 2003.php?option=com_content&view=article&id =1571:a-importancia-do-brincar-na-educacao-infantil&catid=61:pedagogia&Itemid=79>. Jaqueline da Silva. 2012.efdeportes. São Paulo: Paz e Terra. Pedagogia da autonomia: saberes necessários à prática educativa. FREIRE. 2012. Roberta. 2011.html>.php?id=148>. 309319. FRIEDMANN. Acesso em: 21 mar.fundacaoaprender. Daniela. Acesso em: 22 jan.br/revista_nova/a5_v2/artigo_9. Disponível em: <http://www. 5. Disponível em: <http://revistaescola. 12 set.pdf>. ELALI.com. Como atrair os pais para a escola. n. FELTRIN. MAZARO Renata Arantes. Acesso em: 23 jan. ed. brinquedos e brincadeiras .br/edinf01.LABRIMP. Atividade lúdica como meio de desenvolvimento infantil.artigonal. Disponível em: <http://webserver. Acesso em: 18 fev. novembro de 2011.30 Referências ALVES.htm>. Acesso em: 05 fev. out. 2012. Conversas com quem gosta de ensinar. v. Estudos de Psicologia. BENCINI.org. A importância do brincar na educação infantil.com. Lindaura Morais.php?action=artigo&id=4>. 2010. Portal Cultura Infância. Acesso em: 08 fev. Disponível em: <http://www.labrimp.shtml>. Najara Moreira.br/index. Reflexões sobre o brinquedo e a brincadeira na educação infantil através de diálogos com Gilles Brougére. Adriana. FANTACHOLI. O ambiente da escola: o ambiente na escola: uma discussão sobre a relação escola–natureza em educação infantil.

Anita. Jogos e brincadeiras na escola. n. Acesso em: 24 fev. Slideshare. 3. Disponível em: <http://www. Acesso em: 19 fev. LAVISON.pdf>.mackenzie. p. MOYLES.com. Tradução: Maria Adriana Veronese. Só brincar? O papel do brincar na educação infantil. Cristina. Disponível em: <http://prope. Net saber ARTIGOS. Jiane Martins. 2010. Boletim de Iniciação Científica em Psicologia. O lúdico: aprender brincando na educação infantil. Acesso em: 25 mar. 2012. Faculdade de Ciências e Tecnologia – UNESP. 2009.br/portal/imagens/artigos/educacaoetecnologia/ARTIGOFAMILIA-ESCOLA-. Janet R. 2012.unesp.net/cefaprodematupa/artigo-cientificoaimportanciadosjogosebrincadeirasnaei>. Acesso em: 07 abr. Campus de Presidente Prudente.webartigos.wordpress. Net saber ARTIGOS. GOMES. 2012. SILVA.netsaber. Disponível em: <http://www.br/xxi_cic/99_32519542888. Acesso em: 06 abr. Disponível em: <http://www.planetaeducacao.webartigos.slideshare. Porto Alegre: Artmed. Juliana Rocha R A importância do brincar para a aprendizagem e o desenvolvimento da criança. Laura Leyde. v. 29 jun. Webartigos. Jogos e brincadeiras de faz-de-conta no processo pedagógico. 2012 SOUZA. Disponível em: <http://www. Aline Gomes Fernandes da.com/artigos/a-importancia-do-brincar-para-a-aprendizagem-e-odesenvolvimento-da-crianca/22309/>. Planeta Educacao. PASQUALI. TELLES. José Milton de Lima. LIMA.com. SOUZA. Rosimeri Lazaretti Bastos A importância dos Jogos e Brincadeiras na Educação Infantil. 2009. Disponível em: <http://artigos.br/resumo_artigo_22229/artigo_sobre_o_l%C3%9Adico:_aprend er_brincando_na_educa%C3%87%C3%83o_infantil>.pdf>. Claucimera Curmelatto. Acesso em: 17 mar.31 MIRANDA. Natálya Camargo de Souza. 2012. MACHADO. 2002. Infantilidades. SOARES. Ambiente escolar e aprendizagem na visão de pais e alunos do ensino fundamental.pdf>. Acesso em:13 mar. WADLEY. 01 ago. 2011. 2002.com. Apenas brincando. 1.br/fileadmin/Graduacao/CCBS/Cursos/Psicologia/boletins/3/4__ambi ente_escolar_e_aprendizagem. 2012. . SANTOS. O professor como mediador da brincadeira no processo de desenvolvimento do pré-escolar.netsaber.com/2009/06/29/apenas-brincando/>. 2012. 53-73. 02 jun. Disponível em: <http://infantilidades. Acesso em: 10 fev. Leda.br/resumo_artigo_13387/artigo_sobre_jogos_e_brincadeiras_de_ faz-de-conta_no_processo_pedagogico>. 2012. 18 mar.com/artigos/jogos-e-brincadeiras-naescola/34559/>. Webartigos. Disponível em: <http://www. Acesso em: 27 jan. Disponível em: <http://artigos. Genessi de Fátima. Elaine Cristina de Freitas. Família e escola: parceiras no processo educacional da criança. 2012.

br/>. Disponível em: <http://www. 2012. 33 p. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Pedagogia) – Faculdade de Pedagogia. . Para referência desta página: OLIVER. . . Rio de Janeiro.32 Apêndice Categorias observadas na escola Para realizar a observação na escola levantei as seguintes categorias: .pro. Gabriella Chaves.pedagogiaemfoco. . 2012. Pedagogia em Foco.Falta de recursos pedagógicos. 2012.Regras impostas ao espaço escolar.Adequação de estrutura física. Universidade Veiga de Almeida. A importância do brincar na Educação Infantil.Pais descompromissados com a aprendizagem dos seus filhos. Rio de Janeiro. Acesso em: dia mês ano.

Sign up to vote on this title
UsefulNot useful