Você está na página 1de 13

Objetivos:Conduto Equivalente Objetivos especficos: Conceituao terica, aplicaes

HIDRULICA e HIDROLOGIA

professor Dr:

Humberto Carlos Ruggeri Jnior

CONDUTO EQUIVALENTE
Interesse em determinar caractersticas geomtricas e de rugosidade de uma tubulao que equivalente a outra

Qual o conceito de equivalncia????

CONDUTO EQUIVALENTE
Um conduto equivalente ao outro ou a um sistema de condutos se a perda de carga total em ambos os tubos ou sistema for a mesma para a mesma vazo transportada.

CONDUTO EQUIVALENTE
Vantagem: Substituir um sistema complexo de tubulaes por outro mais simples ou mesmo por um conduto nico Analises Equivalncia entre dois condutos Equivalncia entre um conduto e um sistema

CONDUTO EQUIVALENTE
Conduto Equivalente a Outro Considerando dois tubos de dimetros, rugosidade e comprimentos A equivalncia existir se a perda de carga em ambos forem iguais para uma mesma vazo

L1 L 2 D 1 D 2 1 2 0,0827 f 1 L1 Q 1 D1
5 2

H 1= H 2 Q 1= Q 2 =0,0827 f 2 L2 Q 2 D2
5 2

CONDUTO EQUIVALENTE
Sendo assim

f 1 D2 L2 = L1 f 2 D1
1,85

[ ]

C1 L2 = L 1 C2

[ ][ ]
D2 D1

4,87

CONDUTO EQUIVALENTE
Conduto Equivalente a um Sistema: Analogia de um sistema hidrulico com um sistema eltrico

Vazo corresponde intensidade de corrente; Perda de carga corresponde queda de tenso; Resistncia Hidrulica corresponde resistncia hmica

CONDUTO EQUIVALENTE
Sistema em Srie: A vazo a mesma em cada trecho e a perda de carga entre as extremidades do sistema a soma das perdas de carga em cada trecho, sendo assim temos:
2 n

f i Li Q i f L Q H = = 5 5 D Di i=1 equivalente
f L = 5 D i=1
n

sistema

f i Li Di
5

Hazen-Williams

L i=1 = 1,85 4,87 1,85 4,87 C D C Di

Li

CONDUTO EQUIVALENTE
Sistema em Paralelo: Existe uma redistribuio da vazo de entrada pelos trechos inversamente proporcional s perdas de carga em cada trecho

A perda de carga a diferena de cotas piezomtricas na entrada e sada do sistema, de modo que a perda a mesma em todos os trechos e a vazo de entrada igual a soma das vazes nos trechos

CONDUTO EQUIVALENTE
Sistema em Paralelo:

Q = Q 1 + Q 2+ Q 3 H = H 1= H 2= H 3 H i Di Qi = f i L i

H 1 D 1 H 2 D 2 H 3 D 3 H D = + + f L f 1 L1 f 2 L2 f 3 L3
5

CONDUTO EQUIVALENTE
Sistema em Paralelo:

D = 05 + 05 + 05 0,5 0,5 0,5 0,5 0,5 f L f 1 L1 f 2 L2 f 3 L3 C D 0,54 L


2,63

2,5

D12,5

D22,5

D32,5

C 1 D 1 = 0,54 L1

2,63

C 2 D2 + 0,54 L2

2,63

C 3 D 3 + 0,54 L3

2,63

CONDUTO EQUIVALENTE
Exemplo: A ligao entre dois reservatrios mantidos em nveis constantes feita pelo sistema de tubulaes mostrado na figura. Assumindo um coeficiente de atrito constante para todas as tubulaes e igual a f=0,020, desprezando as perdas localizadas e as cargas cinticas, determine a vazo que chega ao reservatrio R2, as vazes nos trechos de 4 e 6 e a presso no ponto B

CONDUTO EQUIVALENTE