Você está na página 1de 5
Matemática
 

Matemática

Frente II

CCAAPPÍÍTTUULLOO 1166 IINNEEQQUUAAÇÇÕÕEESS LLOOGGAARRÍÍTTMMIICCAASS

 
   

1- INTRODUÇÃO

   

De fato, o método de solução também é bem

Vimos no capítulo passado como resolver

semelhante. Relembrando as inequações exponenciais, vimos que, dada uma inequação

inequações envolvendo expoentes. Neste capítulo,

exponencial da forma

 

:

veremos como proceder em problemas de inequações envolvendo logaritmos. O raciocínio é muito parecido com o de inequações exponenciais, a

 

{

única diferença é que devemos atentar a mais um detalhe: a condição de existência do logaritmo.

Veja que, se a base for menor que 1, nos trocamos o lado da desigualdade

2 CONDIÇÃO DE EXISTÊNCIA

 

De forma semelhante, em uma inequação da

forma

 

, temos, além das condições

Este tópico visa a relembrar algo que já

 

de existência, a seguinte regra:

 

vimos no capítulo 14, mas que é uma propriedade primordial dos logaritmos de que sempre devemos nos lembrar quando o virmos em alguma função/equação/inequação:

 

{

Para que exista

, devem ser

Ou seja, de forma semelhante às

 

satisfeitas as três condições abaixo:

 

exponenciais, se a base for menor que 1, nos

  • 1. a > 0 (logaritmando positivo)

trocamos o lado da desigualdade

  • 2. b > 0 (base do logaritmo positiva)

  • 3. b ≠ 1 (base do logaritmo diferente de 1)

Vejamos em alguns exercícios resolvidos

Exercício Resolvido 1

como utilizar isso para solucionar inequações logarítmicas:

 

Exercício Resolvido 2

 

Determine para quais valores de x o número está definido nos reais

 

Resolva a inequação

 

Resolução

Resolução

Basta aplicar a condição de existência. Neste caso, o

 

A primeira coisa que devemos atentar é à

CONDIÇÃO DE EXISTÊNCIA:

 

logaritmando é

e a base do logaritmo é

,

   

então:

 

Para Logaritmando positivo:

:

 

A base é 5, que é maior que 0 e diferente de 1

 

Assim nosso conjunto solução é:

 

Para Logaritmando positivo:

:

 
 

A base é 5, que é maior que 0 e diferente de 1

 

3 INEQUAÇÕES LOGARÍTMICAS

   

Agora resolvemos a inequação:

 

Nossa meta aqui, de forma semelhante ao capítulo anterior, é resolver inequações do tipo:

 

Como a base é 5, que é maior que 1, comparamos os logaritmandos mantendo o lado da desigualdade:

Ou, analogamente:

Juntando então as condições de existência(

 

) e a solução da inequação ( chegamos ao conjunto-solução:

e

,

Exercício Resolvido 3

Resolva a inequação

Resolução:

Da mesma forma que no exercício anterior, precisamos começar com a condição de existência:

Para

:

Logaritmando positivo:

A base é ½, que é positiva e diferente de 1.

Para

:

Logaritmando positivo:

A base é ½, que é positiva e diferente de 1.

Agora resolvemos a inequação:

Como a base (1/2) é menor que 1, temos que comparar os logaritmandos trocando o lado da desigualdade:

(observe que trocamos de “menor que” para “maior que” ao comparar os logaritmandos)

Juntando as condições de existência (

e

com a solução da inequação (

), temos:

)

4 - REDUÇÃO À MESMA BASE

Da mesma forma que vimos em inequações exponenciais, algumas vezes as inequações logarítmicas não estarão na mesma base. Para resolver esse problema, deveremos fazer uso das propriedades de logaritmos que vimos no capítulo 12. Veja nos exercícios abaixo como proceder:

Exercício Resolvido 4

Resolva a inequação

Resolução:

Antes de qualquer coisa, atentemos à condição de

existência:

Para Logaritmando positivo:

A base do logaritmo é 2, que é maior que 0 e diferente de 1

Para

:

Logaritmando positivo:

A base do logaritmo é 2, que é maior que 0 e diferente de 1

Agora para a solução da inequação:

Veja que agora a inequação está um pouco

“mascarada”, mas aqui podemos fazer algumas

coisas:

Propriedade dos logaritmos:

Podemos também reescrever o número 1 do lado direito como:

Nossa inequação fica então assim:

Aqui resolvemos conforme vimos acima: A base (2), é maior que 1, então:

Chegamos numa inequação produto/quociente, que aprendemos a resolver no capítulo 8:

Analisando o sinal:

Exercício Resolvido 3 Resolva a inequação Resolução: Da mesma forma que no exercício anterior, precisamos começar

Como queremos soluções positivas, temos:

Juntando a solução da inequação com as condições 5. (Mack-1996) Relativamente às afirmações a de existência
Juntando a solução da inequação com as condições
5.
(Mack-1996) Relativamente às afirmações a
de existência (
solução:
e
), chegamos à
seguir, assinale:
5 - RESUMO
a)
Se somente III estiver correta
Em resumo, quando virmos problemas de
inequações logarítmicas, nós devemos seguir os
seguintes passos:
b)
Se somente I e III estiverem corretas
c)
Se somente II e III estiverem corretas
d)
Se somente I e II estiverem corretas
e)
Se somente II estiver correta
Atentar à condição de existência dos logaritmos
que aparecerem na inequação
6.
As soluções reais da inequação a seguir são todos
os números tais que:
Reduzir todos os termos e números à mesma
base
Se a base for maior que 1, comparar os
logaritmandos mantendo a desigualdade
(
)
Se a base for menor que 1, comparar os
logaritmandos trocando o lado da desigulaldade.
a)
b)
c)
EXERCÍCIOS PROPOSTOS
d)
e)
Nìvel I
7.
(FUVEST) Se
,
então:
1.
Resolva as inequações logarítmicas em
. Se
necessário, consulte os exercícios resolvidos 2,3 e 4:
a)
b)
a)
c)
b)
d)
c)
e)
d)
Nível II
2.
(PUC-PR-2005) Os valores de x que satisfazem à
inequação
estão contidos no
8.
O conjunto dos números reais x que satisfazem a
intervalo:
inequação
é o
intervalo:
a)
b)
a)
c)
b)
d)
c)
e)
d)
e)
3.
(Mack-1999) O menor valor inteiro x tal que:
9.
(Vunesp) Seja
.
Determine os valores reais de x para os quais:
é:
a)
existe
b)
a)
1
b) 2
c) 3
d) 4
e) 5
.
4.
(Unesp-1997) Assinale, entre as alternativas a
seguir, um possível valor real de x tal que:
10. (UNICAMP) Dada a função
Encontre:
a)
Os valores de x para os quais
b)
Os valores de x
para os quais
é um
a)
b)
c)
d)
e)
número real menor que 1.
11.(FUVEST-1994) É dada a função f definida por: 11. a) b) a) Determine os valores de
11.(FUVEST-1994) É dada a função f definida por:
11.
a)
b)
a)
Determine os valores de x para os quais
b)
Determine os valores de x para os quais
12.
12.
(Unicamp-1999) Suponha que o preço de um
a)
automóvel tenha uma desvalorização de 19% ao ano
sobre o preço do ano anterior. Se F representa o
preço inicial (preço de fábrica) e p(t) o preço após t
anos, pede-se:
b)
13.
d
14.
a)
A expressão para p(t)
15.
b)
O tempo mínimo necessário, em número inteiro de
anos, após a saída da fábrica, para que um
automóvel venha a valer menos que 5% do valor
inicial. Se necessário, use:
e
13.
(Unesp-1997) Sejam x e y números reais. Se x>0
e x≠1 e
, então:
a)
b)
c)
d)
e)
14.
(Unesp-1993) Resolva a inequação:
Nível III
15.
(FUVEST-2011) Determine o conjunto de todos
os números reais x para os quais vale a
desigualdade:
|
|
GABARITO
1.
a)
b)
c)
d)
2.
b
3. b
4. d
5. c
6. a
7. a
8. b
9.
a)
b)
10.
a)
b)