Você está na página 1de 4

DIREITO AMBIENTAL

DIREITO AMBIENTAL

Graduação

EXERCÍCIOS

1
DIREITO AMBIENTAL

OS FUNDAMENTOS DA POLÍTICA
NACIONAL DO MEIO AMBIENTE
UNIDADE 2

EXERCÍCIOS DE AUTO-AVALIAÇÃO

Marque a alternativa correta nas questões abaixo:

1. O conceito de meio ambiente:

a) implica em interações de ordem física, química e biológica, sem relação


direta com a proteção jurídica ao patrimônio natural;
b) refere-se a interações de ordem física, química e biológica, sob o fun-
damento da proteção “à vida em todas as suas formas”;
c) relaciona-se a interações de ordem física, química e biológica e suas
mutações de que resultam recursos ambientais;
d) compreende-se como interações de ordem física, química e biológica,
sob condições, leis e influências, constituindo-se como “bem de uso
comum do povo”;
e) pode ser entendido como relativo a bens ambientais da vida sem rela-
ção com a proteção a esses bens.

2. As principais características da Política Nacional do Meio Ambiente, tendo


em vista proteção jurídica aos bens ambientais:

a) referem-se a regras de proteção à biodiversidade, aos ecossistemas


e à biosfera;
b) expressam-se pela proteção constitucional ao meio ambiente como
“bem de uso comum do povo”;
c) determinam-se pelo bem ambiental como “bem de uso comum do povo”
que se compõe de bens ou recursos ambientais, sob proteção consti-
tucional e da legislação infraconstitucional;
d) relacionam-se a programas, projetos e atividades do setor público e
do setor privado, previstos em lei;
e) consistem em instrumentos, meios e mecanismos para assegurar o
equilíbrio ecológico.

3. A Política Nacional do Meio Ambiente em relação com o direito ao meio


ambiente:

a) determina as regras e disposições de direito ambiental;


b) é determinada por regras e disposições de direito ambiental;
c) integra o direito ao meio ambiente porque inclui a tutela à ecologia
além de prever proteção à biodiversidade, aos ecossistemas e à
biosfera;

13
UNIDADE 2 - OS FUNDAMENTOS DA POLÍTICA NACIONAL NO MEIO AMBIENTE

d) integra o direito do meio ambiente porque é o contexto em que se


insere o direito ambiental;
e) não integra direito ambiental porque tem em vista o bem ambiental
resultante de interações de ordem física, química e biológica sob con-
dições, leis e influências.

4. O termo uso referente ao bem ambiental como de “uso comum do povo”,


pode ser considerado:

a) como bem exclusivo de domínio público em relação ao qual se exclui


pretensão ao direito de propriedade;
b) como bem de domínio público ou privado sujeito a regras de prote-
ção;
c) como bem que, mesmo não sendo de todos, interessa a todos do
ponto de vista da “sadia qualidade de vida”;
d) como bem de que todos podem se beneficiar, seja de propriedade
pública ou particular;
e) como bem de que todos podem retirar “utilidade” correspondente às
suas necessidades.

5. A inclusão de bens do patrimônio histórico, artístico e cultural entre os


bens ambientais protegidos, deve-se:

a) ao fato de corresponderem ao que o homem construiu ao constituir


seu “ambiente” no meio natural;
b) por representarem a memória e contemplarem o bem-estar do ho-
mem em relação com todos os seres, animados e inanimados;
c) por se referirem ao conhecimento de condutas em face do meio ambi-
ente e ao equilíbrio da vida humana em condições de bem-estar;
d) a uma compreensão do meio ambiente como totalidade de “influênci-
as” sobre o homem;
e) a uma opção do legislador para melhor protegê-los.

6. O § 1º do art. 225 da Constituição brasileira de 1988 contém, em seus


incisos I a VI, regras:

a) relativas à tutela geral ao meio ambiente;


b) referentes à tutela geral e específica a bens ambientais;
c) para assegurar a efetividade do direito ao meio ambiente ecologica-
mente equilibrado;
d) para assegurar a efetividade do direito à “sadia qualidade de vida”;
e) para assegurar a efetividade do direito previsto na Constituição e em
legislação infraconstitucional.

7. Se, em certa propriedade particular, há poluição (da água, por exemplo) a


sociedade tem o direito de exigir que a atividade poluidora cesse sob o
fundamento:

a) do equilíbrio ecológico;
b) da sadia qualidade de vida;
c) de que o meio ambiente é bem de uso comum do povo;
d) de que é preciso reequilibrar o que está desequilibrado;
e) de que, em matéria ambiental, o direito subjetivo público prevalece
sobre o interesse subjetivo privado.

14
DIREITO AMBIENTAL

8. Na desapropriação indireta, tem-se em vista:

a) o apossamento administrativo com fins ambientais;


b) a transferência pelo Poder Público, ao domínio público, da propriedade
privada, com fins ambientais;
c) a implantação de reservas extrativistas;
d) a implantação de hortos florestais;
e) a implantação de locais de interesse turístico.

EXERCÍCIOS DE APRENDIZAGEM E FIXAÇÃO


REFLITA, RESPONDA E JUSTIFIQUE.

1. Em determinada propriedade particular se utilizam, adequadamente,


recursos ambientais na produção de bens. No seu entendimento, pratica-se
o desenvolvimento sustentável através do exercício da função social
ambiental ou apenas se trata do desempenho da função social ambiental?

___________________________________________________________

___________________________________________________________
___________________________________________________________

___________________________________________________________

2. Certa propriedade privada é transferida do domínio particular ao domínio


público através de desapropriação direta, sob o fundamento de que parte
dessa propriedade, por sua biodiversidade e ecossistema, deve ser protegida.
É correta a hipótese de desapropriação direta neste caso?

___________________________________________________________

___________________________________________________________

15