Você está na página 1de 311
Desvendando a comunicagao usada pelas pessoas com surdez 0 eT Borges da Silveira Saruta (Surda) Para Comeco de Conversa... “Acteditamos que a hist6tia sempre nos faz refletir e entender os fatos atuais, que o presente nao esti descolado do passado, que a trajetéria € importante para ser vista como um processo. Nessa tentativa, procuramos fazer uma sintese da histéria da educacao dos Surdos, com base em trés autores:” a fonoau- didloga Maria Cecilia Mouta, a educadora Maria Aparecida Leite Soares e o neurologista Oliver Sacks, que servitio de base teorica para termos uma visio geral da historia que queremos contar. Neste momento inicial, gostariamos de deixar claro qual a terminologia usada neste trabalho. Muitos tetmos e polémicas se fazem presentes quando falamos de deficiéncia ¢ de Surdos. Usaremos 0 conceito de Sassaki (1997)$ quando nos referirmos As pessoas com deficiéncia. Muitas expressdes so utilizadas indiscriminadamente: pessoas portadoras de necessidades especiais, pessoas com necessidades especiais, portadotes de necessidades especiais, deficientes. O termo que consideramos mais adequado atualmente refere-se & pessoa com deficiéncia ou aluno com deficiéncia, termo que usaremos neste trabalho. Outro termo que usaremos é o que se refere & surdez. Quando usarmos o termo “Surdo” (com ini- cial maiiscula), trata-se de um grupo minoritério, portador de uma deficiéncia auditiva, usuario de uma ‘mesma lingua (de sinais) e de uma mesma cultura. J4 o termo “surdo” (com inicial mindscula) refere-se A condigio audiolégica de nao ouvir. Essa terminologia foi usada primeiro por Woodward e depois por Moura e seri adotada também neste trabalho.* Fazer um retrospecto da historia da educacio dos Surdos nfo é uma tarefa das mais ficeis, pois trata- ~se de uma historia cheia de idas e vindas, de proibigdes e permissoes. Gostatiamos ainda de esclarecer sobre as trés diferentes metodologias usadas na educacio dos Surdos que setfo citadas no decorter deste texto, Sdo elas 0 Oralismo, a Comunicacéo Total e o Bilinguismo. A primeira tendéncia que apareceu na educagio dos Surdos foi o Oralismo, que tem como objetivo capacité-los na compreensao e na producio de uma lingua oral. Nesse método, a lingua de sinais é vista ‘como um impedimento para o desenvolvimento da fala. ‘A segunda abordagem é a Comunicagio Total, que se desenvolveu mais amplamente a partir de 1980 € traz como principios que toda forma de comunicacio é valida na tentativa de que a crianga deficiente auditiva tenha uma lingua: fala, letura orofacial, treinamento auditivo, expressio facial e corporal, mimi- cca, leitura € escrita e sinais. © terceiro € mais atual dos métodos € 0 Bilinguismo, que nasceu na Suécia, ¢ teve como principio metodolégico fundamental que @ lingua de sinais fosse vista como a primeira lingua (lingua materna) da comunidade Surda. Nesse caso, @ fala é vista como uma possibilidade e no como uma obrigacio. 2 MOURA, M. C, 0 Sudo Caminbos para uma Nova Idextdade. Rio de Janeiro: Ecitora Revinter, 2000. SOARES, M, A. L.A Biase do Surdo no Bra. Beaganca Paulista: Editora Aucores Associados, 1999. ‘SACKS, 0. W. Vendo Vaegss Uma Jornada plo Mundo dos Surdos Rio de Janeiro: Imago Edita, 1990, > SASSAKI,R. K. Incluca: Contrinde ma Sevedade para Todos. Rio de Janeieo: WA, 1997. * MOURA, M. C. Opas a. Historia da Educacao de Surdos no Mundo O Surdo na Antiguidade Na Antiguidade, a educacio dos Surdos variava de acordo com a concepgio que se tinha deles, Para 08 gregos ¢ romanos, em linhas gerais, o Surdo nio era considerado humano, pois a fala era resultado do Pensamento, Logo, quem nao pensava no era humano. Nao tinham direito a testamentos, 4 escolatizagio © frequentar os mesmos lugares que os ouvintes. Até o século XII, os Surdos eram privados até mesmo de se casarem. Certa vez, Avistételes afirmou que considerava 0 ouvido como o érgio mais importante para a edu- cago, 0 que contribuiu para que o Surdo fosse visto como incapacitado para receber qualquer instrucdo naquela época, NaIdacle Média, a Igreja Catélica teve papel fundamental na discriminagio no que se refere is pessoas com deficiéncia, j que pata ela o homem foi criado a “imagem e semelhanca de Deus” 5 Portanto, os que ‘io se encaixavam neste padrio eram postos 4 margem, nfo sendo considerados humanos. Entretanto, isso incomodava a Igreja, principalmente em relacao as familias abastadas. Nesta época, a sociedade era dividida.cm feudos, Nos castelos, os nobtes, para nio dividir suas heran- $48 com outras familias, acabavam casando-se entre si, o que gerava grande nimero de Surdos entre eles. Por no terem uma lingua que se fizesse inteligivel, os Surdos nao iam se confessat. Suas almas passaram 4 set consideradas mortas, pois eles no podiam falar os sacramentos. Foi entio que ocorreu a primeira tentativa de educi-los, inicialmente de maneita preceptorial. Os monges que estavam em clausura, e ha- viam feito 0 Voto do Siléncio para niio passar os conhecimentos adquitidos pelo contato com os livros sagrados, haviam criado uma linguagem gestual para que nao ficassem totalmente incomuniciveis. Esses -monges foram convidados pela Igreja Catélica a se tornarem preceptores* dos Surdos, A Tgteja Catdlica tinha grande influéncia na vida de toda sociedade da época, mas nfo podia prescindit dos que detinham o poder econdmica, Portanto, passou a se preocupar em instruir os Surdos nobres para que 0 circulo nio fosse rompido, Possuindo uma lingua, eles poderiam patticipar dos ritos, dizet os sacta- ‘mentos ¢, consequentemente, manter suas almas imortais,Além disso, nio perderiam suas posicdes e pode- iam continuar ajudando a Santa Madre Igreja. * MAZZOTA, M, J. 8. Edscasio paca no Brit Hii Poitcas Piles, Sto Paulo: Cotter, 1996, “Preceptor: que ou aquele que é encatregudo di educaszo c/ou da instrugdo de uma ctianga ou de um jovem, geralmente na eata dest. (htp://houaiss.nol.com.b /busea jhtm) O Surdo na Idade Moderna E somente a partir do final da Idade Média que os dados com relagio 4 educacio e & vida do Surdo tornam-se mais disponiveis. E exatamente nesta época que comecam a surgit os primeitos trabalhos no sentido de educar a crianga surda e de integré-la (ainda nao é inclusio) na sociedade. Até 0 século XV, os Surdos ~ bem como todos os outros deficientes — tornaram-se alvo da Medicina ¢ da religiio catélica. A primeira estava mais interessada em suas pesquisas ¢ a segunda, em promover a caridade com pessoas tio desafortunadas, pois para ela a doenca representava punicio. No ocidente, os primeitos educadores de Surdos de que se tem noticia, comegam a surgir a partir do século XVI. Um deles foi o médico, matemético e astrdlogo italiano Gerolamo Cardano (1501-1576), cujo primeiro filho era Surdo, Cardano afirmava que a surdez niio impedia os Surdos de receberem ins- truco, Ele fez tal afirmagio depois de pesquisar e descobrir que a escrita representava os sons da fala ou das ideias do pensamento. Outro foi Pedro Ponce de Leon (1510-1584), monge beneditino que viveu em um monastétio na Espanha, em 1570, e usava sinais rudimentares para se comunicar, pois lé havia 0 Voto do Siléncio. Strnadov4, uma autora checa Surda, nos conta em seu livro’ que foi desta forma que se teve o registro da primeira vez que se fez uso do alfabeto manual: “Nao conversatam entre si em vox alta, porém seus dedos ta- garelavam. Eram monges, mas néo eram bobos”. Acreditamos que a privagio de comunicagio que existia neste mosteiro possibilitou a criacio de outra forma de expressfio, nfio muito diferente do que observamos na convivéncia com os Surdos. Hi registros de que uma familia espanhola teve muitos descendentes Surdos por ter o costume, jé mencio- nado anteriormente, de se casarem entre si pata no dividirem os bens com estranhos, Dois membros dessa familia foram para o mosteiro de Ponce de Leon e li, junto dele, deram origem a Lingua de Sinais. Ponce de Leon foi tutor de muitos Surdos ¢ foi dado a ele o mérito de provar que a pessoa Surda era capaz, contratiando a afirmago anterior de Arist6teles, Seus alunos foram pessoas importantes que dominavam Filosofia, Historia, Matemética e outras ciéncias, o que fez com que o trabalho de Leon fosse reconhecido em toda a Buropa. Pelo Pouco que estou de registro de seu método, sabemos que seu trabalho iniciava com o ensino da escrita, por meio dos nomes dos objetos, ¢ em seguida o ensino da fala, comecando pelos fonemas. Os nobres, que tinham em sua familia um descendente Surdo, comecaram a educé-lo, pois os primoggnitos Surdos niio tinham dircito heranga se nio aprendessem a falar, o que colocava em isco toda a tiqueza da familia. Se falassem teriam gatantidos sua posiglo e seu reconhecimento como cidadio. No século XVI, a grande revolugio se deu pela concepgio de que a compreensio da ideia nio de- pendia da audigfo de palavras. Em 1620, o padre espanhol Juan Pablo Bonet (1579-1633), filélogo e soldado a servigo secreto do rei, considerado um dos ptimeitos preceptores de Surdos, criou o primeito tratado de ensino de surdos- -mudos" que iniciava com a escrita sistematizada pelo alfabeto, que foi editado na Franca com 0 nome de Redagao das Letras e Artes de Ensinar os Mudos a Falar. Bonet foi quem primeito idealizou e desenhou o alfabeto manual. Ele, em seu livto, destaca como ideia principal que seria mais facil para o Surdo apren- der a let se cada som da fala fosse substituido por uma forma visivel. 7 STRNADOVA, \. Cone E Ser Suns, Rio de Janeiro: Babel Bltora, 2000. ' Fique claro que sempre que esse termo aparece, refere-te 20 usado na época e que atualmente caiu em desuso, rm Alguns estudiosos da lingua também se dedicaram ao ensino dos Surdos ¢ um exemplo € o holandés Van Helmont (1614-1699) que propunha a oralizagio do Surdo por meio do alfabeto da lingua hebraica, pois, segundo ele, as letras hebraicas indicavam a posigio da laringe e da lingua ao reproduzir cada som. Helmont foi quem primeito descteveu a leitura labial e o uso do espelho, que posteriormente foi aper- feicoado por Amman sobre quem mencionaremos a seguir. Jacob Rodrigues Pereira (1715-1780) foi um educador de Surdos portugués (emigrou para a Franca ainda crianga) que, embora usasse a Lingua de Sinais com fluéncia, defendia a oralizacao dos Surdos. Seu trabalho consistia na desmutizacao por meio da visio (usava um alfabeto digital especial e manipula va os 6rgios da fala de seus alunos). Educou doze alunos, todos eles usuatios de linguagem oral. Existem relatos que colocam em risco o seu método, ressaltando que ele era professor somente de alunos que no eram completamente Sutdos o que facilitava a oralizagio. Temos alguns estudos que indicam que a escrita no era vista como insergio do sujeito na sociedade, mas sim como uma tentativa de substituir o que Ihe faltava, a fala. Jobana Conrad Amman (1669-1724) foi um médico e educador de Surdos sufco que aperfeicoou os procedimentos de leitura labial por meio de espelhos c tato, percebendo as vibragSes da laringe, método usado até hoje em terapias fonoaudiol6gicas, Para Amman, o foco do seu trabalho era 0 Oralismo, pois acreditava que os Surdos etam pouco dife- rentes dos animais, devido a incapacidade de falar. Acreditava que “na voz residitia o sopro da vida, o espi- tito de Deus”! Era contra 0 uso da Lingua de Sinais, acreditando que seu uso atrofiava a mente, impossi- bilitando 0 Surdo de, no futuro, desenvolver a fala por meio do pensamento. O segredo de seu método s6 foi descoberto apés a sua morte. Relatos demonstram que usava 0 paladar para a aquisicao da fala. No século XVI, era percebido 0 grande interesse que os estudiosos tinham pela educacio dos Sur- dos, principalmente porque tinham descoberto que esse tipo de educago possibilitava ganhos financei- 10s, pois as familias abastadas que tinham descendentes Surdos pagavam grandes fortunas para que seus filhos aprendessem a falar e escrever. Isso € observado em Thomas Braidwood (1715-1806), educador de Surdos inglés, Em 1760, fundou, em Edimburgo, a primeira escola na Gri-Bretanha como academia privada. Em 1783, transferiu-se para Londres ¢ recomendou 0 uso de um alfabeto onde se utilizassem as duas mios que ainda hoje esti em uso na Inglaterra."' Seus alunos aprendiam palavras escritas, seu significado, sua prondincia ¢ a leitura orofacial, além do alfabeto digital. Outras escolas que usavam 0 mesmo método que Braidwood eram organizadas por sua familia ¢ seu método era mantido em segredo pata garantir seu monopélio. Quando Kinniburg (um de seus “discipulos”) aprenden o método com Braidwood, foi obrigado a manter segre- do e pagar sempre metade do que ganhava ao “dono” do método. Certa vez, Kinniburg foi procurado por Thomas Gallaudet (1787-1851), educador ouvinte americano, que queria levar 0 método para os Estados Unidos, mas Kinniburg no aceitou a proposta. abade Charles-Michel de L'Epée (1712-1789) foi um educador filantr6pico francés que ficou conhe- cido como “Pai dos Surdos”? ¢ também um dos primeiros que defendeu 0 uso da Lingua de Sinais. “Re- ° Texto do sit bp: //ptwikipedia.org/wiki/Jacob_ Rodrigues. Peeia,consultado em 10 de feverito de 2009, 17430 "MOURA, M.C. Opa ait. "Testo do st ep/ /wwncasasonotone.com/doc=surdez,consultado em 10 de feveriro de 2008, is {Th ™ Texto do sie hp /pt.wikipedia.org/wiki/Chasles-Michel_de_I"¥4C3%89p2%C3%ASe, consultado em 11 de Fevereiro de 2009, is 9h. 24 conheceu que a lingua existia, desenvolvia-se e servia de base comunicativa essencial entre os Surdos”. L’Epée teve a disponibilidade de aprender a Lingua de Sinais para podet se comunicar com os Sutdos. Criou a primeira escola piblica no mundo para Surdos em Paris, o Instituto Nacional para Surdos-Mu- dos, em 1760. L'Epée fazin demonstracdes de seus alunos em praga publica, assim arrecadava dinheiro ara continuar seu trabalho. Estas apresentagdes consistiam em perguntas feitas por escrito aos Surdos, confirmando que seu método era eficaz. L’Epée tinha grande interesse na educacio teligiosa dos Surdos € sabia que para isso era importante que fosse desenvolvida uma forma de comunicagio que fizesse os conhecimentos sagrados possiveis. LEpée referia-se a Lingua de Sinais com respeito a obra mais importante dele foi publicada em 1776 com o titulo. Verdadeira Maneira de Instruir os Surdos-Mudos, O século XVIII é considerado por muitos 0 perfodo mais préspero da educacio dos Surdos. Neste sé- culo, houve a fundago de varias escolas para Surdos. Além disso, qualitativamente, a educacao do Surdo também evoluiu, jé que, através da Lingua de Sinais, eles podiam aprender e dominar diversos assuntos ¢ exercer diversas profissdes."* MOURA, M. C. Ope cz “Texto do sit hrtp://wwwadventistadapromessa.com.br/‘vilamedeitos Departamentos/LIBRAS, consultado em 10 de fevereiro de 2009 4s 10hI5, O Surdo na Idade Contemporanea Os trabalhos realizados em instituices somente apareceram no final do século XVIII. Até esta época eram os preceptores (médicos, religiosos ou gramiticos) quem realizavam essa tarefa. Sabemos que, antes de 1750, a maioria dos Surdos que nasciam nio era alfabetizada ou instruida. Em 1790, no lugar de L’Epée, Abbé Sicard (1742-1822) foi nomeado diretor do Instituto Nacional de Surdos-Mudos. Ele publicou dois livros: uma gramatica geral e um relato detalhado de como havia treinado Jean Massieu (Surdo). Com a morte de Sicard, foi nomeado como diretor do Instituto seu discipulo Massicu, um dos primei- ros professores Surdos do mundo. Esse fato fez desencadear uma grande disputa pelo poder, envolvendo outros dois estudiosos da surdez, Itard e Gérando, ocasionando o afastamento de Massieu da direcio do Instituto. Jean-Marc Itard (1775-1838) foi um médico-cirurgiao francés que se tornou médico residente do Ins- tituto Nacional de Surdos-Mudos de Paris, em 1814, Ble estudara com Philipe Pinel, pai da Psiquiatria, ce seguia os pensamentos do filésofo Condillac, para quem as sensagdes eram a base para o conhecimento humano € que reconhecia somente a experiéncia externa como fonte de conhecimento, Dentro desta concepeao era exigida a erradicacdo ou a “diminuigio” da surdez para que o surdo tivesse acesso a este conhecimento."* Itard iniciou um trabalho com o Garoto Selvagem, em 1799, descrito no filme francés de 1970, O Garo- 4 Selvagem, de Frangois Truffaut. Trata-se de Victor, um menino encontrado nos bosques de Aveyron, por volta dos 12 anos de idade, deslocando-se de quatro, comendo bolotas de carvalho e levando uma vida de animal. Quando foi levado para Paris, em 1800, despertou um enorme interesse filos6fico e pedagégico: Como ele pensava? Podia ser instruido? Itard trabalhou com © Garoto Selvagem por cinco anos e foi constatado que Victor nunca adquiriu linguagem, foi somente forgado a falar. A histéria de Victor é tio interessante que serviu de inspiragio para um filme da Disney de nome Magh, O Menino Lobo. tard dedicou grande parte de seu tempo tentando entender quais as causas da surdez. Sua primeira constatacio foi a de que a causa dela nfo era visivel. Seus proximos passos foram dissecar cadaveres de Surdos, dar descargas elétricas em seus ouvidos, usar sanguessugas para provocar sangramentos e furar as membranas timpanicas de alunos, fazendo com que um deles fosse levado & morte e outros tivessem fraturas cranianas ¢ infecgdes devido as suas intervencées, Itard nunca aprendeu a Lingua de Sinais, Seu trabalho era todo voltado para a discriminagio dos instrumentos musicais para posteriormente chegar & disctiminacio de palavras ¢ criou curso de articulagio para surdos-mudos aprovetéveis:” Apés 16 anos de trabalho incessante para chegar & oralizagio, Itard rendeu-se ao fato de que o Surdo s6 pode ser edu- cado por meio da Lingua de Sinais. © bario de Gérando era filésofo, administrador, historiador ¢ filantropo. Ganhou a disputa pelo cargo de diretor do Instituto Nacional de Surdos-Mudos de Paris, mencionada anteriormente. Gérando acreditava na supetioridade do povo europeu e sua intencio era equiparar os selvagens aos europeus. Para ele, os Sur- dos entravam na categoria de selvagens e sua lingua era vista como pobre quando comparada a lingua oral endo devetia ser usada na educacio, Com esta concepso, os professores Surdos da escola foram substitui- dos pelos professores ouvintes ¢ a oralizago era seu principal objetivo, “Os sinais deveriam ser banidos da educacio”.'* Apés anos de trabalho, reconheceu, antes de morrer, a importiincia do uso dos Sinais. "Testo do site hep://wwve-surdo.orgbe/informacso php?info=I ™ MOURA, MC. Opus at listoriadlg=pt, consultado em 11 de feverezo de 2009, is 1045, " Tecmo utilize pelo astor ctado, ™ MOURA, M.C. Opus ci A educagio dos Surdos nos Estados Unidos aconteceu com mais dificuldade do que na Europa, visto que 0 acesso & metodologia inglesa sempre era negado, Assim aconteceu com Thomas Gallaudet quando foi visitar Braidwood ¢ Kinniburg, que nio revelaram seu método, Gallaudet entao procurou L’Epée no Instituto Nacional de Surdos-Mudos de Paris. Ble foi aceito para fazer um estigio e conheceu Lau- rent Clerc (1785-1869), um professor Surdo da escola, Posteriormente, Gallaudet convidou Clerc para retornarem aos Estados Unidos em 1816 para fundarem a primeira escola publica para Surdos daquele pais. Abriram a escola em abril de 1817 (Hartford School) devido as doagdes que receberam. (Note uma diferenca de mais de 50 anos de atraso entre a mesma iniciativa na Europa.) A Lingua de Sinais usada na escola era inicialmente a francesa ¢ gradualmente foi sendo modificada para se transformar na Lingua Americana de Sinais. O filho de Thomas Gallaudet, Edward Gallaudet, fundou em 1864 a primeira faculdade pata Surdos, localizada cut Washington. Apos anos trabalnando com os Surdos, Edward resolveu fazer uma grande viagem, visitando outros paises e outras instituicdes para verificar se seu método estava adequado. Voltou desta viagem apoiando o trabalho de Oralismo e adoton “como papel da escola fornecer treinamento em articulagio ¢ em leitura orofacial para aqueles alunos que poderiam se beneficiar deste treinamento”."” No mesmo ano em que foi instituido o Oralismo, Clerc, que sempre defendeu 0 uso da Lingua de Sinais, faleceu (1869). O Oralismo foi a principal forma de educagao dos Surdos nos 80 anos posteriores. A Universidade Gallaudet, como é chamada atualmente, é ainda a Ginica escola superior de artes liberais para estudantes Surdos do mundo, ¢ a primeira lingua utilizada nas aulas da universidade foi a Lingua de Sinais. Outro defensor do Oralismo foi Alexander Graham Bell (1847-1922), cientista ¢ inventor do telefo- ne, Ele era filho de Surda ¢ casado com Mabel, que perdera a audi¢ao quando jovem. Oralizada, cla nio gostava de estar na presenga dos Surdos. Para ele, a surdez. era um desvio, Os Surdos deveriam se passat por ouvintes encaixados num mundo ouvinte e um aluno Surdo ter como professor um instrutor Surdo s6 serviria como empecilho para sua integracio com a comunidade ouvinte. Bell acreditava que os Surdos deveriam estudar junto com os ouvintes, no como direito, mas para evitar que se unissem, que se casas- sem ¢ criassem congregagdes. O fato de que os Surdos se casassem para ele representava um petigo para a sociedade. Criou o telefone em 1876 tentando criar um acessério para Surdos. Veditz, ex-presidente da Associagio Nacional dos Surdos, ressalta que Bell foi considerado “o mais temido inimigo dos surdos americanos”” As instituigBes de educacio de surdos se disseminaram por toda Europa, e em 1878, em Paris, acon- teceu 0 I Congresso Internacional de Surdos-Mudos, instituindo que o melhor método para a educagio dos surdos consistia na articulagio com leitura labial e no uso de gestos nas séries iniciais, Esta determi- nagio somente durou dois anos, pois em 1880, em Milo, ocorreu o II Congresso Mundial de Surdos- -Mudos, que promoveu uma votacio para defini qual seria a melhor forma de educar uma pessoa Surda. A partir desta votagio com os participantes do congresso, foi recomendado que o melhor método seria © oral puro, abolindo oficialmente o uso da Lingua de Sinais na educacio dos Surdos. Vale ressaltar que apenas um Surdo participou do congresso, mas no teve direito de voto, sendo convidado a se retirar da sala de votacio, * MOURA, MC. Opar at, 2% SACKS, O. W. Opus cit. ‘As determinagdes do Congresso foram: +a fala € incontestavelmente superior aos Sinais ¢ deve ter preferéncia na educagio dos Surdos; * 0 método oral puro deve ser preferido ao método combinado. ‘A partir do II Congresso Internacional de Surdos-Mudos, 0 método oral foi adotado em vitios paises da Europa, acreditando-se que esta era a melhor maneira para 0 Surdo receber a instrucio no ambiente escolar. Acreditamos que esta foi uma fase de extrema importincia para entendermos o processo que se deu na educagio dos Surdos. Quando eles jé estavam em uma situagio diferenciada, sendo instruidos, edu- cados ¢ usuatios de uma lingua que Ihes permitia conhecimento de mundo, uma determinacio mundial hes colocou de novo em uma posicio submissa, proibindo-os, a partir daquela data, de usarem a lingua que lhes era de direito. ‘A partir da convivéncia que temos tido com as pessoas Surdas percebemos que se trata de uma co- munidade que costuma, em sua maioria, conviver em “guetos”, optar por casamentos entre si e estudar com os iguais. Muitos se mostram desconfiados quando 0s ouvintes se aproximam, pois se consideram incompreendidos. Podemos entendér que este comportamento é resultado dessas acoes de mais de dois séculos. Ainda colhemos frutos amargos delas. Nio podemos deixar de levar em conta que o passado foi necessirio para chegarmos a um presente mais adequado e naquela época histérica aquelas aces eram consistentes. Os Surdos, muitas vezes, foram usados, deslocados e colocados em situagio de desconforto social que hes causou muito sofrimento ¢ tudo isso muito mais por no serem usuarios de uma lingua oral do que por serem Surdos. © que observamos fazendo esta retrospectiva histérica é que muitos estudiosos defensores do Ora- lismo, depois de uma vida de tentativas, resolveram aceitar 0 uso da Lingua de Sinais como possibilidade para o Surdo, O Surdo no Século XX Durante os 80 anos de proibicio do uso de Sinais, os insucessos foram notados em todo o mundo. Os Surdos passavam por oito anos de escolaridade com poucas aquisigdes ¢ saiam das escolas como sapateiros e costureiros, Os Surdos que nio se adaptavam ao Oralismo eram considerados retardados. Nao era respeitada a dificuldade de alguns Surdos por causa de sua perda de audigio severa e profunda. As pessoas somente estavam interessadas em fazet com que o Surdo fosse “normalizado” e que desenvolvesse a fala para que assim ninguém precisasse mudar ou sair da sua situago confortivel, Quem deveria mudar era o Surdo. © que nio se entendia é que, para a grande maioria deles, no era organicamente possivel. Na primeira avaliagio sistemética do método oral, Binet e Simon (dois psicélogos ctiadores do teste de quociente de inteligéncia) concluiram que os Surdos aio conseguiam realizat uma conversagio, s6 podiam ser entendidos e entender aqueles a quem estavam acostumados.” O uso de Sinais s6 voltou a ser aceito como manifestacio linguistica a partir de 1970, com a nova metodologia criada, a Comunicacao Total, que preconizava o uso de linguagem oral ¢ sinalizada ao mesmo tempo, Atualmente, 0 método mais usado em escolas que trabalham com alunos com surdez é o Bilinguismo, que usa como lingua materna a Lingua Brasileira de Sinais e como segunda lingua, a Lingua Portuguesa Escrita, MOURA, M. C. Opus ce Histéria da Educagio de Surdos no Brasil No Brasil, a educacio dos surdos teve inicio durante o Segundo Império, com a chegada do educador francés Hernest Huet, ex-aluno surdo do Instituto de Patis, que trouxe o alfabeto manual francés ¢ a {iogua Francesa de Sinais, Deu-se origem a Lingua Brasileira de Sinais, com grande inffuéncia da Lingua Francesa. Huet apresentou documentos importantes para educar os Surdos, mas ainda no havia escolas especiais, Solicitou, entio, a0 Imperador Dom Pedro II,” um prédio para fundar, em 26 de setembro de 1857, © Instituto dos Surdos-Mudos do Rio de Janeiro, atual Instituto Nacional de Edueagio dos Surdos ~ INES. 0 Instituto inicialmente utilizava a Lingua dos Sinais, mas em 1911 passou a adotar o Oralismo puro, seguindo a determinagio do Congreso Internacional de Sutdos-Mudos de Milo, Ds, Menezes Vieira, que trabalhou no Instituto, defendia este método afirmando que nas relagdes sociais o individuo Surdo usaria a linguagem oral e nfo a esctita, sendo esta secundaria para ele. Além disso, ele tinha como conviegio ser um desperdicio alfabetizar Surdos num pais de analfabetos. Para ele, “a fala seria 0 tinico meio de restituir © surdo-mudo na sociedade”.* O Instituto tinha vagas para 100 alunos do Brasil todo e somente 30 eram financiadas pelo governo, ue oferecia educacao gratuita. Os alunos tinham de 9 a 14 anos e participavam de oficinas de sapataria, encadernagio, pautacio e douracio. © quarto diretor do Instituto, o médico Tobias Leite, apresentava um foco diferente do Dr, Menezes Vieira no que se efere & educacio dos surdos, Pata ele, o que era de primeira importincia era a profissio- nalizagio, afirmando que “niio tanto porque os surdos aprendem facilmente, mas porque slo fidelfssimos executores das instrugdes e ordens do patrio”.® Entre os anos 1930 e 1947, o Instituto esteve sob a gestio do Dr. Armando Paiva Lacerda e foi duran- te esse periodo que foi desenvolvida por ele a Pedagogia Emendativa do Surdo-Mudo que mais uma vez destaca que 0 método oral seria a tinica maneira do Surdo set incluido na sociedade. Na gestio do Dr. Armando Paiva Lacerda, foi instituido também que os alunos do Instituto passas- sem por aplicacGes de testes para verficar a inteligéncia e a aptido para a oralizagio. Apés estes testes, 08 alunos eram separados de acordo com suas capacidades. O objetivo eta que as salas de aula fossem cada vez mais homogéneas, separadas de acordo com a seguinte classificagio: surdos-mudos completos, surdos incompletos, semissurdos propriamente ditos, semissurdos. AA visio que este dizetor tinha da educaglo dos Surdos pode ser demonstrada por meio da seguinte Afirmagio: “Separadas os anormais em clases bomegtneas suaviza-se sobremancira a trea educatia que 6 muito mais Aificileingrata em relagaa a estas eriangas?”26 Em 1951, assume a diregdo do Instituto a Profa, Ana Rimoli de Faria Déria. O interessante é que aps Mio fechada com palma para a frente, polegar encostado ao lado do indicador, LETRA ou Mao aberta com dedos apontados para cima e unidos com palma para a frente, polegar dobrado tocando a palma da mio. LETRA © Mio com dedos curvados unidos. LETRA O ‘Mio com indicador apon- tado para cima enquanto os demais dedos formam um circulo, LETRA mM Mio com dedos curvados, palma para a frente. LETRA Mio com dedo minimo, anular e médio apontados para cima e dedo indicador flexionado apontado para a frente e dedo polegar encostado ao lado do dedo indicador. ee Mio com dedo minimo, anular e médio dobrados | encostados na palma, Dedo indicador apontado para ‘cima com palma para a frente e dedo polegar en- costado na lateral do dedo indicador. LETRA Mio com dedo minimo ¢ anular dobrados e encostados na palma, Dedos médio e indicador apontados para cima, Dedo polegar colocado entre 0 dedo indicador e 0 dedo médio. Girar a mio pelo pulso, ficando a palma para dentro. LETRA LETRA Mio fechada com palma para a frente com dedo minimo apontado para cima. Girar a mio pelo pulso, ficando a palma para dentro. Mio fechada com palma para a frente com dedo minimo apontado para cima. A: Mio com dedo minimo anular dobrados ¢ encostados na palma. Dedo médio e indicador apontados para cima, Dedo polegar colocado entre o dedo indicador eo dedo médio. Mover a mao para cima, LETRA = Mio com dedo minimo, anular e médio dobrados € encostados na palma. Dedo indicador apontado para cima com palma para a frente ¢ dedo polegar apontando para a esquerda, distante da lateral do dedo indicador. LETRA Mio com dedo indicador, médio e anular apontados para baixo e distendidos, demais dedos dobrados e unidos, escondidos. LETRA z= Mio com dedo indicador e médio apontados para baixo, distendidos e unidos, demais dedos dobrados ¢ unidos, escondidos. LETRA O Mao com dedos unidos fazendo o formato de um circulo, palma para a esquerda. LETRA ‘Mao com dedo minimo anular dobrados e encostados na palma. Dedos médio e indicador apontados para a frente. Dedo polegar colocado entre o dedo indicador e 0 dedo médio. LETRA Mio com dedo minimo, anular e médio dobrados encostados na palma. Dedo indicador apontado para baixo com palma para dentro e dedo polegar encostado na lateral do dedo indicador. LETRA AJ ‘Mo com palma para a frente com dedos minimo, anular e polegar dobrados e unidos na frente da palma. Dedo médio ec indicador cruzados com dedo indicador a frente. LETRA Y”) Mao fechada com palma para a frente com polegar 4 frente dos demais dedos. LETRA —| Mao com dedo minimo, anular e médio apontados para cima, dedo indicador flexionado apontado para a frente e dedo polegar, encostado do lado de dentro do dedo indicador. LETRA c Mao com palma para a frente, com dedo indicador e médio apontados para cima, disten- didos ¢ unidos, demais dedos dobrados e unidos a frente da palma, LETRA < Mao com palma para a frente, com dedo indicadot € médio apontados para cima, distendidos e separados, demais dedos dobrados e unidos a frente da palma. Bs | | Ge = LETRA, Mao com dedo indicador, médio ¢ anular apontados para cima, distendidos e separados, demais dedos dobrados ¢ unidos a frente da palma. LETRA < Mio com dedo indicador es- ticado e demais dedos fecha- dos, mover a mio para tris e ao mesmo tempo flexionat 0 dedo indicador. LETRA. =< ‘Mo com palma para a frente, dedos polegar ¢ minimo distendidos, demais dedos fechados, LETRA Mao com indicador aponta- do para cima, enquanto os demais dedos formam um circulo. Desenhar no ara letra Z. LETRA @ >) Mio com dedos curvados € (( 4 unidos. Balancar a mao para a frente e para tris. ACENTO AGUDO A Mao com indicador apontado para cima, enquanto os, demais dedos ficam fechados, palma para a frente, Mover a mio em diagonal para baixo, dobrando 0 pulso. ACENTO CIRCUNFLEXO AN Mio com indicador apontado para a frente, enquanto os demais dedos ficam fechados, com a palma para baixo. Desenhar no at o acento citcunflexo. ACENTO TIL, ‘Mao com indicador apontado para a frente, enquanto os demais dedos ficam fechados, com a palma para baixo, Mover a mio lentamente para cima, para baixo, diagonalmente para a direita e para cima, NUMEROS VIVELRS NUMERO 1 Mio com palma para dentro, dedo indicador esticado demais dedos fechados € unidos, NUMERO Mio com palma para dentro, com dedo indicador € médio esticados, separados ¢ demais dedos fechados e unidos. NUMERO. 3 Mio com palma para dentro, com dedos indicador, médio ¢ anular separados e demais dedos fechados ¢ unidos. Mao com palma para dentro, com dedos indicador, médio, anulat e minimo separados, enquanto o polegar fica encostado na palma, NUMERO ol Mao com palma para a frente, com dedos indicador € médio flexionados, cnquanto os demais dedos ficam unidos. NUMERO o) Miao direita com palma para cima, dedo polegar apontando para cima, demais dedos curvados e fechados, tocando a parte interna do polegar. NUMERO. a | Mio direita com palma para dentro, dedo indicador apontado para baixo, polegar encostado ao lado do indicador. Demais dedos fechados e encostados na palma, NUMERO. Mio fechada com palma para fora NUMERO. Mio com palma para baixo, co dedo polegar apontando para baixo, demais dedos curvados e fechados, tocando a parte interna do polegat. |) Bl Blo NUMERO. © Mio com dedos unidos, fazendo o formato de um circulo. NUMERO. Fazer o sinal de 1 ¢, em d seguida, fazer o sinal de 0. | | NUMERO. | Fazer o sinal de 2.e, em y seguida, fazer o sinal de 0. NUMERO Fazer o sinal de 3 e,em J seguida, fazer o sinal de 0. NUMERO Fazer o sinal de 4 ¢, em seguida, fazer o sinal de 0. | NUMERO Fazer o sinal de 5 ¢, em 4 seguida, fazer o sinal de 0. NUMERO Fazer o sinal de 6 e, em J seguida, 0 sinal de 0. NUMERO. a) Fazer o sinal de 7 e, em / seguida, o sinal de 0. b NUMERO Fazer o sinal de 8 e, em : seguida, o sinal de 0. NUMERO Fazer o sinal de 9 ¢, em J seguida, o sinal de 0. NUMERO Fazer o sinal de 1, o sinal de 0 ¢, em seguida, mais um sinal de 0 afastado do ponto inicial. CALENDARIO Pacealdadl ® CM: mio direita aberta com palma para a esquerda PA: tocando a témpora M: raspar o dedo médio : para baixo CM: mos em “S” sobrepostas com palrnas ppara dentro PA: a frente ME: ciroulo vertical para a frente O: para.a frente e para baixo e depois para dentro e para cima Fazer o sinal de ano e em segui CM: mio dircita em “D” com palma para dentro a frente M: arco. O: para a frente CM: mio direita em “L”, pal- ma pata baixo, com indicador apontando para a frente PA: polegar tocando a palma da mio esquerda M: girat pelos pulsos O: para cima, com indicador apontando para cima CM: mio direita em “D” com palma para dentro PA: & frente M: arco O: para a frente CM: mio em “D” com pal- ma pata fora PA: tocando a lateral da cabega M: afastar O: para fora CM: mio direita aberta com palma para dentro PA: tocando as axilas M: oscilar os dedos O: sem orientacio Em seguida, fazer o sinal de vermelho (p. 109). CM: mio direita em “EF” com palma para dentro PA: sob o dorso da mio esquerda M: oscilar os dedos O: circular CM: mio direita em “F” com palma para a esquerda PA: A frente M: arco O: para a frente CM: mio direita aberta com palma para cima PA: A frente ‘M: gitar pelos pulsos O: para baixo e para a esquerda CM: mao direita em “D” com palma para baixo PA: acima do dorso da mio esquerda Mk aproximar O: para baixo CM: mio direita em “5” com palma para a esquerda PA: A frente M: aproximar da palma da mio esquerda Os para baixo e para a esquerda CM: mio direita em “A” com palma para fora PA: 20 lado do dedo indica- dot com palma para fora M: saspar (0: para baixo CM: mio direita em “M” com palma para dentro PA: 4 frente M: duas vezes O: para baixo e para cima CM: mio aberta com palma para baixo PA: no dorso da mio esquerda fechada ‘Mz raspar O: para a frente ONTEM = mance 5 456 989 yes ws CM: mio direita em “L” com palma para baixo PA: tocando a bochecha ‘M: girar pelo pulso O: para cima CM: mio direita aberta com palma para dentro PA: ao lado da cabeca M: repetitive O: para dentro e para fora PRESENTE JawerRo FEVERER a eee P paw Nts CM: mio direita aberta com palma para a esquerda PA: A frente M: girar pelos pulsos O: para baixo e para a esquerda CM: mio direita em “D” com palma para dentro PA. a frente M; afastar O: para a frente CM: mio direita com palma pata a frente PA: lateral da cabeca O: pata baixo ABRIL 42345 6 FFIONE SKA 10271000 W820 Fazer o sinal de més (p. 58) e, em seguida: CM: mao direita em “A”, palma para fora PA: tocando 0 pescogo na sua lateral M: afastar O: para a direita MAIO 125 A867 Awl tet vab ged ABA 1m wh TEL a Fazer 0 sinal de més (p. 58) e, ‘em seguida, fazer o sinal das letras M, A, 1, O. JUNHO. 425456 Sau (2a 161M ya tera R20 Fazer o sinal de més (p. 58) ¢, ‘em seguida: CM: mios em U, palma para baixo, sobrepostas e cruzadas PA: A frente, altura do abdome ME: raspar, aproximar e afastar O: para cima ¢ para baixo JULHO 12308 GASH MAM 43 tebe deal Bun tk 21204 Fazer o sinal de més (p. 58) ¢, em seguida: CM: mio direita em “I”, palma pata baixo, minimo apontando paraa frente PA: A frente, altura do abdome ‘Mi: girar pelo pulso, circular, mu- dando a mao para a letra “L” O: para baixo e para cima AGOSTO 12 Swe Wu ba 401 1144 Te 1s OL ayy tae ante Fazer o sinal de més (p. 58) ¢, em seguida: CM: mio direita com palma para dentro PA: tocando © peito M.: esfregar, duas vezes O: para baixo e pata cima SETEMBRO ARD4GT ESTA My Feb WO 2174 4809 mit 282439 Fazer o sinal de més (p. 58) ¢, em seguida: CM: mios em “A”, palmas para baixo, lado a lado PA: a0 lado do corpo, altura da cintara M: abrir e fechar O: pata a esquerda OUTUBRO FRB SR RUM thal uladds 19 2 20a % 27761031, Fazer o sinal de més (p. 58) ¢, em seguida: CM: mao direita em “O”, palma para fora PA: ao lado do corpo, altura dos ombros M: gitar pelos pulsos, varias vezes (O: para a esquerda e para fora NOVEMBRO 4 2345678 QM MAL adv ode ang wate UAE Had oh Fazer 0 sinal de més (p. 58) ¢, em seguida: CM: mio direita em “N”, palma para dentro, com de- dos apontando para baixo PA: ao lado do corpo, altura do abdome M: varias vezes O: para cima e para baixo DEZEMBRO AU s ase 734 wu (ewe ae DH It 9m, Ws ran Fazer o sinal de més (p. 58) ¢, em seguida: CM: mio direita em “C”, palma para cima PA: tocando o queixo M: sem movimento O: para baixo ESTACOES DO ANO. Fazer o sinal de ano (p. 56) ¢, em seguida: CM: mios em “B”, palmas para dentro, sobrepostas cruzadas PA: 4 frente Mt: raspar O: mio direita para o lado direito PRIMAVERA, CM: mio direita em “O” com palma para cima PA: tocando a parte interna da mio esquerda em “C” M: abrir os dedos O: para cima CM: mio direita aberta com palma para dentro PA: ao lado da cabega M: aproximar e afastar, varias vezes : para a frente e para tras BF/C: assoprar CM: mio direita aberta com palma para baixo PA: & frente, com a palma di- reita tocando a ponta do dedo indicador da mao esquerda M: balancar varias vezes Os pata baixo e para a direita INVERNO Saas] TP CM: mios fechadas, palma a palma PA: A frente, proximo do corpo lateralmente M: aproximar e afastar : tremular as miios para 0s lados EF/C: encolher os ombros. IDENTIDADE/ CUMPRIMENTOS Ot HPelhhvaie DOV DEhValhas CM: mao direita em “D” com palma pata a esquerda PA: cotovelo da mao direita tocando o dorso da mio esquerda M: girar em circulos, em espiral O: para cima CM: mio direita com pontas dos dedos unidas com pal- ‘ma para dentro PA: A frente da boca Mt: abrir O: para a frente EF/C: expressio de feliz e boca semiaberta Fazer o sinal de bom e 0 sinal de noite. Fazer 0 sinal de bom e 0 sinal de tarde. Fazer o sinal de bom e 0 sinal de dia. CUMPRIMENTO CM: mio direita aberta com palma para dentro. PA: segurando 0 dosso da mio esquerda com a palma para dentro M: sem movimento O: para cima e para baixo EB/C: sobrancelhas arqueadas CM: mio direita em “Y” com palma para dentro PA: tocando 0 queixo M: sem movimento O;: sem otientagao EF/C: expresso de arrependimento. CM: mio direita em “Y” com palma para dentro PA: tocando o peito M: raspar varias vezes O: para cima e para baixo CM: mio direita em “U” com palma para dentro dedos apontados para a esquerda PA: 4 frente do peito ME: arco O: para a diteita CM: mio direita em “A” com palma para a esquerda PA: & frente, proxima do peito M: girar pelo pulso O: para dentro NASCIMENTO CM: mios aberta, palma a palma, com dedos apontados para baixo PA: frente M: gitar pelos pulsos O: para baixo e para a frente Fazer o sinal de nome (p. 67) ¢, em seguida: CM: maos com dedos indica- dor e polegar aproximados e demais dedos fechados com palma para a frente PA: 4 frente M: afastar O: para os lados CM: mio direita aberta com palma para dentro PA: tocando a testa M: arco O: para a frente CM: mio direita aberta com palma para fora PA: A frente M: sem movimento O: para a direita PESO CM: mios abertas com palmas para cima PA: 4 frente M: alternado O: para cima e para baixo POR FAVOR/COM LICENGA| CM: mios abertas, palma a palma PA: a frente M: unidos pelas pontas dos dedos O: para dentro EF/C: sobrancelhas franzidas CM: mao direita aberta, palma para dentro PA: tocando no peito M:esfregar O: circular EF/C: expresso de satisfagio Em seguida, fazer sinal de conhecer (p. 250). CM: mio direita em “A”, palma para dentro PA: tocando 0 peito M: esfregar O: circular EF/C: sobrancelhas franzidas CM: mio direita em “U” com palma para fora PA: 4 frente M: arco : para a direita SEU SINAL W on CM: mao direita em “ palma para baixo PA: & frente, proxima do peito M: girando pelo pulso O: para a frente, palma para cima TCHAU/ATE LOGO CM: mio aberta palma para fora PA: ao lado do corpo M: girar pelos pulsos O: para a direita e para a esquerda ‘TUDO BEM Fazer o sinal de bem (p. 66) ¢, em seguida: CM: mao direita fechada, polegar esticado PA: a frente M: sem movimento O: sem orientacio PESSOAS/ FAMILIA ADULTO CM: mio dircita aberta com palma para baixo PA: ao lado da cabeca M: sem movimento O: sem orientagio CM: mio dieita com as pontas dos dedos juntas e apontadas para baixo PA: tocando a testa CM: mio dizeita aberta com palma para cima PA: tocando o peit do lado esquerdo M: duas veze: indo. a frente c para tris aproximando CM: maos abertas & sobrepostas com palmas para cima PA: tocando 0s cotovelos contrarios M: arco O: para a dircita e para a esquerda Fazer o sinal de mulher (p. ¢, em seguid: CM: mio direita em “V” com palma para dentro PA: tocando 0 queixo M: sem movimento O: sem orientacio BISAVO, Fazer o sinal de homem (p. 75) em seguide: CM: mao direita em “V" com palma para dentzo PA: tocando 0 qucixo em movimento CM: mio direita, palma para baixo com dedos zpontando para a frente PA: a0 lado do corpo, altura da cintura M: sem movimento: O: sem orienta CM: mio dizeita, palma pasa baixo com dedos apontando para a frente PA: a0 lado do corpo, altura dacintura M: arco, duas vezes O: para a direita Paver 0 sinal de mulher (p. com sqguide: CME mio dirsita em SC”, com palma para a esquerda PA: A frente do peito M: sem movimento ©: para a diteita 7) Fazer o sinal de homem (p. 75) €, em seguide: CM: mio direita em “C com palma para a esquerda PA: & frente do peito M: sem movimento O: paraa direita Faver o sinal de mulher (p. em seguida: | CN mios em “C”, palma a | palma | PA:a frente do peito | M:aproximar O: mao esquerda para cima e mao dircita para baixo Fazer o sinal de mulher (p. 77) e, em seguida: IM: mio direita aberta com palma para dentro PA: tocando 0 lado esquerdo do peito M: fechando 4 mao com as pontas dos dedos unidas O: para a frente | il S = Fauer o sinal de homem (p. 75) e, em seguida: CM: mao direita aberta com | palma para dentzo PA: tocando o lado esquerdo do peito M: fechando a mio com as pontas dos dedos unidas ‘Or para a frente Fazer o sinal de filho (nesta ina) e, em seguid: CM: mao diteita em “C palma para tris PA: te direita M: fechando | | Os para tras ando 2 bochecha GEMBEOS CM: mos em “D” com palma para baixo ¢ dedos | indicadores apontados para a frente, unidos pelas laterais PA: frente re d fh fi, Me afastar O: para os lados opostos CM: mio direita em “G” com palma para baixo e dedo indicador apontando | para a esquerda PA: tocando o peito do lado esquerdo M: balangar duas vezes 6 dedo indicador O: para cima e para baixo CM: mio diteita em “C", palma para cma PA; tocando abaixo do +t osinal de mulher (p. seguide: s em “D”, palmas ra baixo, dedos apontando para a frente PA: a frente Mealternado O: paraa frente e para tris | Fazer o sinal de homem (p. 75) em seguide: CM: mios em para baixo, dedos apontando para a frente frente M: alternado O: paraa frente ¢ para tris JOVEM CM: maos abe palma para cima PA: A frente M: curvar os dedos O: para dentro MADRASTA CM: mio direita em “1” com palma para dentro € dedo indicador apontando para a esquerda PA: A frente do peito M: duas vezes O: para cima ¢ para baixo Em seguida, fazer o sinal de mie (p. 76). Fazer 0 sinal de mulher (p. 77) em seguida: direita com pontas dos dedos unidas ¢ palma para tis PA: tocando a testa ME: raspando O: para tris Fazer o sinal de muther (p. 77) ¢, em seguida: CM: mao direita fechada com palma para fora PA: tocando a boca M: sem movimento (O: sem orientagio m seguida (CM: maos em palma >”, palma a cescuerda para cima e mio direita para baixo er 0 sinal de homem (p.75) MENINA e Fazer o sinal de mulher (p. c, em seguida, fazer o sinal de crianga (p. 73), 7) MENINO Fazer o sinal de homem (p. 75) 6, em seguida, fazer 0 sinal de ctianga (p. 73). | CM: mao direita em “A” com | polegar desiacado, palma para dentro | PA: tocando a bochecha | M: esfregando. O: para baixo Fazer o sinal de mulher (p. 77) c, em seguida: CM: mos abertas com dedos médios destacados, palma a palma PA: & frente ME: dobrar os dedos médios O: para baixo e para cima Fazer o sinal de homem (p. 73) c, em seguida: CM: maos abertas com dedos médios destacados, palma a palma PA: A frente lobrar os dedos médios O: para baixo e para cima CM: mao direita em “U” com palma para baixo PA: tocando 0 queixo M: sem movimento O: sem orientagio Fazer o sinal de mulher (p. 77) m seguica CM: mao direita em “B” com palma para a frente PA: a0 lado do corpo ne altura dos ombros M: aproximar o polegar do dedo médio (O: para a frente © para tris | | ‘aver o sinal de homem (p. 73) com palma pai PA: a6 lado do cospo na altura dos ombros M: aproximar o polegar do dedo médio O: para frente e para tras CM: mio dircita em “N” com palma para baixo e dedas apontando para a esquerda PA: tocando o lado esquerdo do peito M: balangar duas vezes os dedos indicador e médio O: para cima e para baixo CM: mao dircita em “1.” com palma para dentro ¢ dedo indicador apontande para a esquerda PA: a frente do peito M: duas vezes O: para cima e para by Em seguida, fazer o sina de pai (p. 79), Fazer 0 sinal de homem (p. 75) 6, em seguida: CM: mio direita com pontas dos dedos unidas e palma para dentro PA: tocando a testa PAL Fazer 0 sinal de homem (p. 75) e, em seguida: CM: mao direita fechada com palma para fora PA: tocando a boca M: sem movimento O: sem orientacio Fazer 0 sinal de mulher (p. 77) 6,em seguida: (CM: maos em “D", palma para baixo PA: tocando a cintura Malternado ¢ aproximar | eafastar O: para dentro ¢ para fora Fazer o sinal de homem (p. 75) ida: m “1D”, palma | para baiso PA: tocando a cintura alternado ¢ aprosimar € (©: para dentro ¢ para fora | Fazer o sinal de mulher (p. 77) CM: mao direita, pontas dos dedos unidas e palma para deatro PA: tocando a testa M: raspando O: para tris Fazer o sinal de homem (p. 77) ccm seguida: CM: mio direita, pontas dos dedos unidas ¢ palma para dentro PA: tocando a testa M: raspando ©: para tris SOGRA Fazer o sinal de mulher (p. 77) «, em seguida: CME mao direita em “S” com palma para fora PA: altura dos ombros MM: afastar O: para a direita SOGRO Dy \e/ Fazer o sinal de homem (p. 75) ¢, em seguida: mio direita em palma para fora PA: altura dos ombros M: afastar ‘S” com # > O: para a diteita (4A) Hal! : = SOLTEIRO CM: mo direita em “S"com palma para a esquerda PA: ao lado do corpo. M: circular O: para a esquerda Fazer o sinal de mulher (p. 77) e,em seguida: CM: mio em “C” com pal- ma para a esquerda PA: tocando a testa M: sem movimento ‘O: sem orientagao Fazer o sinal de homer (p. 75) com seguida: palma para ae: PA: tocando a testa M: sem movimento 0: sem orientagio VELHO CM: mio direita em “S”, palma para dentro PA: tocando o queixo M: aproximar e afastar duas vezes ©: para cima e para baixo CM: miios abertas, palma a palma PA: 4 frente do corpo, M: miios unidas pelas pontas dos dedos, repel O: para o lado direito Paver o sinal de mulher (p. 77) , em seguida, fazer o sinal de velho ip. 81) Faver o sinal de homem (p. 75) «c,em seguida, fazer o sinal de xelho (p. 81). DOCUMENTOS g § fod Vea YOas CARTAO, (CME: mao direita com dedos indicador e polegar em formato de letra “C” ¢ com palma para a esquerda PA: ao lado do corpo na altura dos ombros M: sem movimento ©: sem orientagao azer 0 sinal de cartio (nesta pagina) c, em seguida: 140 direita em “A” com palma para baixo PA: tocando a palma esquerda M:esfregar O: para uris ey Bene ©) 801 : mao direita com pontas dos dedos unidas, palma par baixo e mio esquerda em “A com palma para a direita PA: altura da cabeca c & frente M:arco Os mio dircita para baixo ¢ mio esquerda para tris ¢ para baixo CARTAO DO BANCO azer 0 Sinal de cartio (nesta gina) , cm seguida: CM: mio direita aberta com palma para baixo PA: tocando a lateral do pescoco M: aprosimar e afastar, duas vezes O: para dentro ¢ para fora Fazer 0 fgina) ¢, em seguida : mo direita em “Y”, palma para dentro PA: tocando a lateral da bochecha dircita ME sem movimento (©: sem orientagio inal de cartio (nesta ICARTEIRA D. guns KeN Fazer o sinal de cartao (p. 80) gem seguida: nos abertas, palmas para istanciadas e paralelas PA; a frente M: aproximar ¢ afastar, duas veres O: mio esquerda para cima ¢ mio dircita para baixo |CARTEIRA DE MOTORISTA| Fazer o sinal de cartao (p. 83) Gem seguida: "M: mos em “A”, palmas para dentro distanciadas PA: A frente do peito M: alternado ¢ arcos O: para cima e para baixo esquerda tocando a palma esquerda em direcio as pontas dos dedos Mos unidas e abertas abrin. do para os lados opostos ¢, em seguida: CME indo direita com as pontas dos dedos indicador e polegar unidas, palma para baixo ncando 0 braco fregar : para cima e para baixo Fazer o sinal de documento: (p. 115) CM: mios em “C”, palma a ‘O: mio esquerda para cima emo direita para baixo | CERTIDAO DE NASCIMENTO Fazer o sinal de documento (nesta pigina) c, em seguida: CME mios abertas, palma a palma PA: tocando a lateral da regio pélvica M: girar pelos pulsos : pata baixo ¢ para a frente, paca os lados opostos CM: mios com dedos indicador € minimo destacados e demais dedos fechados com pela pare. ca A: a frente M: afastar O: pata os lados opostos 3 a 33s reomo Big 328 ue eA ED Faver o sinal da letra “C”, em seguida, o sinal da letra “P” em seguida o sinal da letra “F”. DOCUMENTO CM: maos em “Y”, palma para baixo PA: tocando a palma esquer daaberta (Mz raspar ©: para baixo Fazer o sinal de documento (nesta pagina) e, em seguida: CM: méos em “A”, palmas para dentro distanciadas PA: a frente do peito Mz alternado e arcos Fazer o sinal de documento {nesta pagina) ¢ em seguida: OM: mios abertas, palma apalma PA: a frente M: aproximar as pontas dos dedos O: paca dentro ¢ para fora | IMPOSTO DE RENDA — OM: mio direita em “I” com palma para dentto PA: tocando a palma da mio squerda aberta Meraspar ©: pata baixo Fazer o sinal das letras LRT Fazer o sinal das letras LBYA. PROCESSO JUDICIAL. we 54639 /201 CM: mao direita aberta com palma para dentro frente roximar em arco Fuoiciae Fazer o sinal de documento & 85) c, cm scguida: ~M: mao direita em “A” com palma para dentro ¢ polegar desiacado PA: tocando a palma da mao csquerda, palma para cima, A frente M: aproximar O: para baixo. Fazer 0 sinal de cartio (p. 8 c, em seguida; > dircita com pontas Gos dedos unidas ¢ palma para dentro, PA: 4 frente, tocando a palma da mio esquerda cm SC com palma para a direita M: aproximar, duas vezes O: para baixo ae alin a PRONOMES BPO evas E/YOCE, CM: mio direita em “D” com palma para baixo PA: a frente M: sem movimento (O: para a esquerda CM: mio direita em “D” com palma para a direita PA: A frente M: aproximar O: para dentro CM: mio direita aberta com palma para dentro PA: tocando o peito NM: aproximar O: para dentro. CM: com palma para dentro PA; tocando o ombro dircito e, em seguida, o ombro esquerdo, ME: arco ©: para a esquerda direita em “D” CM: mio direita em “P” com palma para dentro PA: a frente M: girar pelos pi O: para a frente Isos LUGARES CdPoadas ACADEMIA, ACADE; % Ny em “C” palma a palma, -nte do corpo, direcionado para baixo CM: mios em “S”, palma ima PA: 4 frente na altura dos ombros M: girar pelos pulsos (O: para a frente e para tris CM: mios com dedos indicadores e minimos esticados, demais dedos fechados, palma a palma 4 frente na altura do peito fastar O: para baixo e para os lados opostos CM: mios abertas com, palmas para a frente PA: a frente do ombro M: ©; para os lados opostos em movimento XE mios em “U”, sobrepostas ¢ cruzadas, palma para fora PA: 8 feente na altura do peito M: sem movimento O: aproximar CM: miios abertas, palma apalma com pontas dos dedos aproximadas PA: 4 frente, na altura do peito M: aproximar e afastar (O: para 0 centro CM: mios em dedos eruzados PA: 4 frente Mz sem movimento O: sem orientagio com CM: mio direita aberta, palma para fora PA: tocando o pulso da mao erda com palma para baixo girar pelo pulso O: para a direita ¢ para a esquerda CLINICA CLINICA SI >, Ae, em seguida: Mz mios em'“X”, palma da esquerda para'a dircita e palma da mio direita pata a esquerda PA: tocando a articulacio do do indicador esquerdo proximar ¢ afistar (©; para dentro e pata fora CM: mio diteita aberta, palma para fora PA:A frente (©: para cima e para baixo Fazer 0 sinal de casa (p. 91) e,em seguida: CM: mios abertas, sobrepos stadas ¢ cruzadas com amas para cim: BATT flente, aa aleara do peito M: aproximar e afastar, duas vere’ ©: para baixo e para cima FARMACIA fo direita em * palma para a esquerda PA: tocando a palma esquer- da.com palma para cima M: girar pelos pulsos O: fazendo circulos CM: mio direita aberta com palma para baixo PA: tocando a ponta do dedo indicador da mio esquerda M. oscilar os dedos (O: sem orientagio HOSPITAL Sestirar CM: mio direita em “D”, palma para a esquerda PA: tocando a testa M: dobrando o dedo indicador, duas O: sem orientacio HOTEL, CM: mio diteita aberta, palma para a esquerda PA: tocar 0 cotovelo direito com 0 dedo indicador da mio esquerda, com palma para baixo M: sem movimento O: paraa frente e para tris Fazer o sinal de casa (p. 91) ¢,em seguida: CM: mos em “ em forma de cruz PA: A frente, na altura do peito M: sem movimento O: sem orientagio cruzadas LOJA LOTINHA DALU Fazer os sinais das letras Le}. 3 Fazer o sinal de casa (p. 91) e, em seguida: CME mios em palma PA: almara do peito Mz girar pelos pulsos O: para dentro ¢ para os lados opostos palma a palma a PA: A frente, altura do peito Maltemado e circular O; para cima e p: a baixo o sinal de lugar eem seguid CM: mio direita em “1 com a para dentro Joa parte interna «quercia em “C” M:sem movimento m orientacio f: mao ditel para a esquerda PA: 0 cotovelo diveito tocando © dorso da mio esquerda Mb: oscilar a mao ditcita ©; paraa esquerda ¢ para a Fim seguida tragar um efreulo com 0 dedo indicador. CM: mio direita em “R”, palma para a esquerda PA: tocando as laterais daboca M: arco Os da direita para a esquerda RODOVIARIA SS ikoboviderg = mao direita em palma para a esquerda PA: tocando a palma esquerda M: sem movimento O: paraa direita e para aesquerda CM: maos em “P”, palmas para a frente, lado a lado 4 frente na altura do peito MM: girar pelos pulsos, circular, aprosimar e afastar O: para‘o centro ¢ para os lados SUPERMERCADO. Soy aap ROS CM: maos em “S”, palmas para baixo, lado a lado PA: & frente na altura do abdome Meafastar | O:paraa frente a= is CM: mfos abertas com palmas para dentro e com dedos médios curvados PA: tocando as bochechas M:esfregar O: para dentro NATUREZA WOO dese ARCO-IRIS CM: mio direita em “B”, cedos abertos, palma para dentro PA: & frente na altura dos ombros M: arco O: para a direita CM: maos com pontas dos cedos unides, palma para baixo PA: 4 frente na altura do abdome | Nr esfregar os dedos e deslocar | as mios afastando: Isto | O: para os lados opostos ARVORE, \? CM: mao dircita com palma para a frente PA: cotovelo dircito tocando: © dorso da mao esquerda ME: girar pelos pulsos O: sem orientagao CACHOFIRA Faver 0 sinal de agua (p. 161) «c, em seguida: CM mis abertas, palma para baiso, sobrepostas e eruzadas PA: palma direita tocando © dorso da miio esquerda M: oseilar os dedos da mio dircita O: pas a frente ¢ para baixo . CM: maos abertas, dedos pouco curvados, com palma para a frente, lado a Indo PA: acima da cabeca Mz afastar O: para os lados opostos CHUYA, CM: mio direita aberta com dedos pouco curvados, pal- ma para baixo PA: 20 lado da cabeca Mz duas vezes O: para aixo e para cima COLINA : mio dircita aberta, palma para baixo PA:a frente do corpo na altura da cintura M: arco pequeno O: para a direita CM: mio dircita com dedo indicador e polegar unidos, com demais dedos fechados PA.: tocando a palma da mio direita em “C”, com demais dedos curvados M: aproximar O: para a esquerda Kim seguida, fazer o sinal de amarelo (p. 106) CM: mios abertas, palma 2 fore PA: a0 lado da cabega M: aproximar ©: para 9 centro, deixando as mios cruzadas EP/C: testa franzida CM: mio direita em “I.” ¢ mio esquerda com dedo indicador ¢ médio unides, palma a palma PA:a frente M: abrir e fechar, alternado : para cima e para baixo FLOR CM: mio direita em“ palma para a esquerda PA: tocando a ponta do nariz com a parte lateral do dedo indicador M: raspar uma vez O: para cima e para baixo FURACAO SUPRA UR CM: mio direita em “D”, palma para a esquerda PA: ao ado do corpo M espiral (O: para cima EF/C: testa franzida M pak direcionado para baixo, em seguida, fazer o sinal das letras I, L, H, A. > em “C” palma a frente do corpo, CM: mio direita aberta com dedos indicador e polegar unidos, palma para a esquerda PA: tocando a lateral do antebrago esquerdo com a para dentro O: para baixo Fazer o sinal de drvore (p. 97) para a esquerda frente da boca M: abrir ¢ fechar Or sem orientagio LUA CM: milo dircita com dedos indicador e polegar juntos, demais dedos fechados PA: acima da cabera, Jateralmente Mzabrir¢ fechar Os para baixo e para dentro MACIBIRA | Farer o sinal de érvore (p. 97) , em seguida: CM: mao direita em “C palma para dentro ente da boca M: repetitive, girando o pulso O: para cima e para a frente Fazer o sinal de agua (p. 161) €, em seguida: CM: mio aberta, palma para baiso PA: 4 frente scilando a mao (O: para & direita CM: mao dircita com dedos indicador c polegar unidos, demais dedos fechados, palma pera a esquerda PA: tocando 2 mao esquerda M: afastar e aproximar, varias vezes O: para a direita e para a esquerda MONTANHA | CM: mio abecta, palma para a dire ‘ana altura do ombro PA: 4 frente M: arco : para baixo ¢ para a direita Mao em * * batendo no queixo ¢, em seguida: CM: mios abertas com palmas para a frente PA: A frente na altura da cabega M: oscilar os dedos ©: para baixo CM: mic | para baixo PA: acima da cabega M: sem movimento O: para dentro abertas, palmas NUVEM CM: mos abertas, palmas para fora com dedos pouco curvados PA: acima da cabega lobrar os dedos art os lados opostos °M: mio diccita em “Y", palma para cima | PA: tocando o dorso da mio esquerda ME: sem movimento em orientagio CM: mio direita em “P”, palma para baixo PA: tocando o dorso da mio esquerda fechacla com palma para baixo M¢: aproximar ¢ afastar, duas vez ©: para baixo e para cima PESSEGUEIRO. Fazer o sinal de érvore (p. 97) e, em seguida: CM: mio dizeita aberta, palma para baixe A: tocando 0 dorso da mao esquerda fechada com palma para baixo yptoximat e afastar, fe ando e abrindo os dedos O: para a diteita CM: mfios abertas, palma a palma PA: a frente do corpo ME: fechando os dedos O: para a dizeiea CM: mios abertas, palma para baixo PA: A frente mover pelo pulso a mio direita O: para dentro Em seguida f arcia. ret o sinal de CM: mio dircita em “D”, palma para baixo, dedo indicador apontando para a frente PA: 4 frente na altura da cabeca MG vigue-zague O: para a direita, para baixo, para a direita FE/C: olhos piseando Fazer 0 sinal de agua (p. 163) ¢, em seguida: CM: maos abertas, palmaa palma PA: & frente na altura da cintura M: curvas (O: para a direita e para a esquerda, levando as mios para a frente CM: mio dieita em “C” PA: tocando a bochecha direita M: esfregando (O: para frente e para tris az CM: mao direita com dedos indicador e polegar unidos € demais dedos fechados PA: acima da cabega M:aproximar e abrir osdedos em “L” (O: paraa esquerda € para baixo em diagonal 5) 2-=) CM: maos abertas e pouco curvadas, palmas para baixo PA; acima da cabesa M: varias vezes com forca (©: para baixo e para cima BE/C: testa franzida CM: ‘om pontas dos dedos unidas, palmas para baixo PA: A frente na altura do abdome Meesfregar os dedos deslocar as mios afastando O: para os lados opostos CM: mifos abertas com palma para baixo PA: a frente na altura da cintura, M:oscilando os dedos O: para direita e paraa esquerda F/C: cara de descontorto CM: mio direita aberta, palma para baixo PA: 4 frente na alrura da cinturs M: arco para os lados opostos CM: mios em “V", palma para fora PA; a frente na altura do peito M: circular, aproximando, ¢ afastando O: para 0 centro € para os lados CORES oe Peed CM: mio dircita em “D”, palma para a esquerda PA: tocando a testa M: esfregar : para baixo, terminar ando o nasiz CM: mio direita em “# ara a frente frente do corpo M: mudar a mao direita para c.em seguida, aletra “1” O: para direita e para baixo CM: mao diteita em “B) palma para a frente PA: tocando 0 dorso da mio esqquerda, com a palma para baixo M: esfregar O; paraa dircita © para a esquerda CM: mio direita em * palma para a esquerda M. fechar e abrir O: para baixo CM: mio diteita em “C” com palma para a esquerda PA: tocando 0 dorso da mio esquerda com a palma para baixo M.: esfre O: para a direita e paraa cesquerda CLARO CME mos em “A”, palmas para a frente PA: a frente do rosto M: abrir os dedos com as maos abertas e com a palma para a frente (O: para os lados opostos CM: mos abertas com pal- mas para a frente PA: M: fechar os dedos, fieando: com as méos em “A” Os aproximar as mos até se tocarem pelos dedos polegares frente do rosto CM: mao em “C”, palma para a esquerda PA: A frente da boca M: abrir e fechar a mao O: sem orientacao CM: mio direita em “1”, com palma para frente PA: tocando © dorso da mio esquuenia com a palma para baixo M: esfregar (O: para a esquerda e para adireita CM: maos em “U" cruzadas PA: tocando a lateral do indi- cador da mao esquerda : girar pelo pulso (O: para for € para dentro OURO, fo direita com palma aberta e com dedo médio dobrado PA: tocando o canta da boea M: tremular a mio (0: sem orienta CM: mao direita em “P” com ra esquerda : tocar no dorso da mio em S” com palma para baixo M: aproximar ¢ afastar ©: para baixo e para cima CM: mao direita em “A” com palma para a frente PA; tocar témpora dircita ME: esfegar O: para baixo CME mio direita em “C” palma para dentro PA: tocar a bochecha direita Mt esfregando ©: para a frente ¢ para tris CM: mio direita em “R” com palma para baixo PA: tocar 0 dotso da mao dircita em “$” com palma para baixo CM: mio direita em “X” com palma para a esquerda PA: tocar 0 queixo M: afastar O: para a frente CM: mio direita em “D” com palma para dento PA: tocar o dedo em “D” no labio inferior M: dobrar 0 dedo duas vezes : para baixo CM: mao direita em “V” com palma para dentro PA: tocar a bochecha direita ME: esfregar O; em movimentos circulares asptca APONTADOR CM: mio direitaem“D” com | palma para baixo ¢ dedo indica | dor apontando para a esquerda PA: colocar 0 dedo indicador dentro da mao esquerda em “S” com palma para baixo M: dobrar a mao esquerda pelo pulso O: para baixo e para cima CM: mio dizeita fechada com palma para baixo ¢ dedos indi- cador ¢ mfnimo esticados PA: tocar 6 antebrago esquerdo proximer ¢ afastar, duas O: para baixo e para cima BANHEIRO DOS PROFESSORES Fazer o sinal de banheiro (nesta pigina) e, em seguida: CM: mio direita em “P” com palma para baixo PA: 4 frente do corpo M: arco. O: para a direita e para a esquerda I Fazer o sinal de banheito e, ‘em seguida, o sinal de mulher 79) Faver o sinal de banheiro e, em seguida, o sinal de homem (p75). Fazer o sinal de livro (p. 115) em seguida: CM: maos abertas, palma a palma PA: na frente do rosto M: afastar O: para a frente e para tris BORRACHA, y CM: mio direita em “A” com palma para baixo PA: tocar a palma esquerda aberta com palma para cima M: esfregar O: para a direita ¢ para a esquerda CADERNO, CM: mio direita em “D” com palma para @ esquerda PA; acima da palma da mio esquerda com palma para cima | ME espiral O: pata baixo CANETA CM: mio dircita em “Y" a0 lado do corpo M: dobrar © polegar varias O: sem orientacio CESTO DE LIXO Mio em “C” palma a palma, a frente do corpo, direcionado ra baixo mio dircita em “S” com palma para a frente PA: 4 fiente do corpo M: abrir ©: paraa freate e para baixo on COLA CM: mio direita aberta com palma para a frente ¢ dedos médio e polegar destacados PA: ao lado da cxbega M: aproximar ¢ afastar O: sem orientag COMPUTADOR CM: mios em “X”, com palmas para a frente PA: a frente do corpo. M: aproximar e afastas, em movimentos circulares O: para 0s lados opostos COZINHA CM: mio direita cm “A” com. palma para baixo PA: a frente € acima da mao esquerda em “C” com palma para a direita M: circular O: sem orientagao Fazer o sinal de sala ¢ em scguida: CME: mios abertas com pal- ma para baixo PA: acima da cabeca ‘MM: sem movimento O: para a frente e para baixo CM: mao direita em “D” com palma para « frente PA: 20 lado do rosto M: sem movimento O: para baixo ESTOJO CM: mio direita em “ palma para dentro PA: 4 frente do corpo MM: sem movimento O: da esquerda para a direita com FITA ADESIVA CM: mio direita em “A” com polegar destacado PA: tocar a mio esquerda com palma aberta para cima esfregar : da esquerda para a direita FORMATURA CM: maos em “C” com palma para baixo, palma a palma PA: a frente do corpo M: aproximar O: para dentro GIZ DELOUSA CM: mio dircita com palma fechada e dedos indicador c polegar juntos PA: a frente do rosto M: sem movimento ©: para e para a direita saixo, para cima CM: miios em “X”, com s para a frente frente do corpo M: aproximar ¢ afastar, em movimentos circulares ©: para os lados opostos ¢,em seguida, fazer o sinal de digitador (p. 179). JORNAL, CM: mio direita em “ com palma para a esquerda PA: tocar na palma esquerda com a mao aberta M; afastar em arco O: para direita © LAPIS <) (CM: mfio direita em “A” com dedos indicador ¢ polegar destacados, palma para dentro PA; a frente do rosto M: esfregar os dedos O: sem orienta LAPIS DE. COR Fazer 0 sinal de lipis (eesta pagina) c, em seguida: io dircita em “V" com dentro frente da boc: M: oscilar os dedos e amio O: para a freate car LAPISHIRA Fazer 0 sinal de cancta (p. 112) em seguida, fazer o sinal de lipis (nesta pigina). LIVRO CM: miios abertas, palma a palma PA: 8 frente do corpo Mafasiar (O: para os lados opostos MOCHILA CM: mios em “A”, palmas para dentro PA: tocando 0 peito ME: raspar O: para baixo PAPEL. CM: mao direita em “ com palma para ¢ esquerda PA: tocar na palma esquerda com amao aberta M: aproximar em arco O: para a csquerda CM: mos em “5”, palma apalma PA: A frente do corpo ME: circular ¢ alternado O: para a frente e para tris CM: mio direita aberta com palma para dentro PA: tocar a parte interna do brago MM: aproximar O: para dentro CM: maos em “1”, dedos curvados, palma a palma PA: a frente M ‘mM movimento O: para baixo REGUA CM: mao direita aberta com dedos indicador ¢ polegar fe- chados, com palma para baixo PA: a frente do braco esquerdo com palma para baixo ME: sem movimento ©: da direita para a esquerda REVISTA 6 diseita, palma para a esquerda PA: acima da palma esquerda com palma para cima M: girar pelo pulso, circular ©: da cireita para a esquerda | SALA DE AULA =e cH Fazer o sinal de sala (p. 173) ¢, em seguida: CME: mios abertas com palma para citna sobrepostas PA: A frente do corpo M: aproximar ¢ afastar O: para baixo e para cima SALA DE VIDEO Fazer o sinal de sala (p. 173) ¢, em seguida: OM: mios em “L”, palma psra dentro PA: a frente do corpo M: afastar O; para a frente ¢ para baixo SALA DOS PROFESSORES A i Ll MM Fazer o sinal de sala (p. 173) ¢, em seguida: CM: mio diteita em “P” com palma para baixo PA: a frente do corpo M: arco ©: paraa direita ¢ para a esquerda CM: mio direita aberta, palma para dentzo PA: tocando a palm | esquesda com a palma | para cima | M:esfregar O: da esquerda para a direita FD | CM: mio direita em “V” com palma para dentro frente do corpo, ' M: abrir e fechar os dedos O: para a esquerda ey cS CASA ABAJUR CM: mio direita com dedos unidos ¢ palma para baixo PA: d frente M: abrir a mao O: para baixo [; mao direita em “A” com palma para dentro PA: tocando a mio esquerda em “C”, palma para a diteita M: dobrar pelo pulso, circular O: sentido horario CM: mio diteita aberta com ara dentro ente da boca M: circular O: sentido horério E em seguida fazer 0 sinal de mostrar 0 formato do objeto. AGULHA CM: com os dedos unidos, palma para a esquerda e diteita em “1” PA: acima da mio esquerda MM: girar pelo pulso (©: pars dentro e para fora CM: mio dircita aberta com palma para baixo PA; tocando brago esquerdo M: arco, duas vezes ©: para cima Fazer 0 sinal de égua (p. 161) e, em seguida: CM: mao aberta, palma para dentro PA: & frente ME: zigne-zague : para a esquerda CM: mos em “A”, palma palma PA: a frente M: girar pelos pulsos ©: para os lndos oposios ASPIRADOR DE PO. wu CM: mio direita aberta, a para baixo > lado da mio esquerda M: fechar, repetitivo : para cima e para baixo, para fora e para dentro EF/C: sugar as bochecha BALANGA CME: maos em “S”, palma apalma PA: a frente M: girar pelos pulsos O: para a frente e para tras seguida, fazer o sinal ce cadeira (p. 122), movimento para a frente e para tris, Mao em “C” palma a palma, 4 frente do corpo, direcionado para baixo, ¢, em seguida: CM: mao direita em “S”, palma para baixo PA: ao lado do corpo M: sem movimento O: sem orientacao. BANDEJA we ZE— CM: mios em “S” com palmas para cima PA: A frente do corpo M: afastar O: para a frente BANHEIRO. CM: mio dircita com dedos indicador ¢ minimo esticados, palma para baixo PA: tocando o antebraco esquerdo M: aproximar e afastar (©; para baixo ¢ para cima ‘M: mios com dedos indicadores e minimos csticados, palma a palma, com dedos apontando para baixo PA: 4 frente M: sem movimento O; sem orienta Em seguida, fazer o sival de bebé (p. 72). [ CABIDE Mao direita com dedo indicador | c polegar simulando segurar um. | pedaco de pano e, em seguida: | CM: mio direita em “X”, com | palma para baixo | i PA: tocando a mio esquerda em | < “D” com palma para baixo | M: esfregar | O: paraa frente ~ 1 CADEIRA La CM: mio direita em palma para bai PA: tocando a mio esquerda em “U” com palma para M: aproximer CAFETEIRA O: para baixo mio aberta com dedos indicador polegar unidos, palma para a esquerda PA: a frente da boca M: girar pelo pulso O: para dentro E, em seguida, fizer a simulagao de café pingando. CAMA CM: mos com dedos indicadores e minimos esticados, palma a palma, com dedos apontando para baixo PA: a frente M: sem movimento O: sem orientacéo CANUDO. CM: miio dircita com dedos indicador e polegar unidos, palma para a esquerda PA: a frente da boca M: aproximar O: para cima EE/C: sugar bochechas CHAVE CM: mio dircita em * com palma para baixo PA: a frente Me girar pelo pulso O: para cima CM: mio dircita em “ com palma para baixo PA: acima da cabega M: sem movimento O: para baixo EE/C: sssoprar CINZEIRO CM: mao direita em “ palma para dentro PA: tocando a boca M: girar pelo pulso, arco : para baixo e para a frente. Fazer o sinal de dormit (p. 257) em seguida: CME: mios em “A” com baixo, lado a lado ite do corpo na altura da cintura M: arco O: para cima A CME: mios em « para a frente PA: a frente do corpo WM; flexionar os dedos ara os lados opostos : bochechas infladas palmas COLHER | CM: mio aberta com dedos curvados, palma para cima PA: tocando a palma esquerda Mz arco COPO, CM: mio dircita em “C°, com palma para a esquerda PA: tocando a palma esquerda M: aproaimar e afastar O: para baixo e para cima CORTINA, CM: mios abertas com palmas para a frente PA: acima da cabeca M: mover os dedos alternadamente O: para baixo CM: mio direita em “4”, palma para baixo : A frente, acima da mio esquerda M: girar pulso ©: sentido horatio CM: mio direita aberta,com | palma paraa esquerda PA: A frente do rosto M: girar pelo pulso O: para dentro STANTE: Fazer estrutura da estante em seguida: CM: mao dircita aberta com dedos flexionados PA: a0 lado do corpo M: duas vezes O: para cima FACA CM: mao dircita em “U”, palma para a esquerda PA: tocando a mio esquerda em “U" Mt: esfregar : para a frente para tris, FILTRO DE AGUA CM: mio direita em “1”, palma para a esquerda ») 3) iG 3 PA; tocando © polegar no queixo | | — M: flexionar o dedo | ra! O: para baixo 72 i Mao cm “C” palma a palma, = 4 frente do cospo, direcionido para baixo, FOGAO. | CM: mio direiea, palma para a esquerda PA: ao lado do corpo M: girar pelo pulso O: para cima Him seguida, mao abestas com palma para dentro mexeado os dedos. FOSPORO, °M: mio em “1.” com dedos unidos e com palma para aesquerda PA: tocando 0 dedo indicador da mio esquerda em “D” M: esiregar O: para a frente FRUTEIRA al de tigela (p. 134) ¢, em seguida’ OM: mio direita em “C”, com palma para dentro PA: a frente da boca Mz girar o pulso ©: para cima e para a frente GARAGEM. — Fazer o sinal de carro (p. 221) «&, em sequida: CM: mios abertas, palma para baixo PA: & frente do corpo M: arco : para baixo e para a frente ARFO, CM: mao direita em “W”, palma para cima PA: tocando a palma esquerda | Mesfregar O: para a esquerda GARRAFA PLASTICA imular o tamanho da garrafa c, em seguida: CM: maos com dedos uni- dos, palma a palma PA: a frente do corpo Mz alternado O: para a frente e para tris Mio dircita com dedo indi cador € polegar simulando segurar um pedaco de pano e, em seyuida: m“C”, palma para cima, lado a lado PA: na altura da cintura M: aproximar Oz dentro. CM: mio direita em “A”, palma para a esquerda PA: a0 lado do corpo Mz arco O: para dentro Em seguida, mao em “ batendo no queixo, CM: mao dircita aberta com palmas para dentro PA: tocando © canto da boca M: arco O; para a diteita ¢ para a esquerda GUARDA-ROUPA Fazer o sinal de abrir (p. 241) em seguida: CM: maos abertas com dedos flexionados, palma para a frente PAs 4 frente M: arco. O: para baixo e para ¢ frente CM: maos fechadas, sobre postas € crazadas PA: 4 frente do corpo ‘M: aproximar e afastar O: para cima e para baixo CM: mio direita em palma para dentro PA: ao lado do corpo M: arco O: para a esquerda e para baixo LAMPADA CME mio direita curvada, palma para cima PA: ao lado da cabeca Mi girar pelo pulso O: para dentro. CM: mios em “L? com dedos flexionados, palma palma PA: & frente do corpo M: sem movimento ©: sem orientagio Eom seguida demonstrar co tamaaho da lata, LENCO! ME mos abertas, com dedos indicadores € polegares unidos, palma para a frente PA: A frente do corpo. M: dobrar pulsos (O: para cima para baixo CM: mao dircita em “D”, com palma para dentro PA: A frente do corpo M: circular O: sentido horisio /C:assoprando LIXEIRA (ee) FE ve, em seguida: OM: com palma para baixo PA: av Indo do corpo M: abrir os dedos O: para a frente ¢ para baixo cro sinal de lixo (p. 112) direita fechada MAQUINA DELAVAR | Mao dircita com dedo indicadot ¢ polegar simulando segurar um pedago de pano ¢, em seguida: CM: mio direita em “D”, com palma para dentro PA: a0 lado do corpo M: circular sentido horirio '/C: assoprando MESA. a CM: mos abertas com palmas para baixo, lado a lado PA: A frente ME afastar O; para os lados opostos € em seguida para baixo, palma a palma MURO. CM: maos em “B”, palmas para fora, lado a lado PA: A frente M afastar : para os lados opostos PALITO DE DENTE. CM: mio direita em “1” com Gedo indicador ¢ polegar uni- os ¢ palma para deatro PA: & frente da boca MM: girar pelo pulso : para baixo para cima EF/C: sorrindo CM: mos palma apalma PA: & frente do corpo ME: sem movimento O: sem orientagao Em seguida, fazer o sinal de cozinha (p. 1 CME mis abertas, palmas para baixo PA: A frente M: sem movimento sem orientagao Em seguida simular 0 movi- mento de pencira PERSIANA CM: mios abert para baixo PA: A frente do corpo M: alternado: O: para cima palma PIA DE BANHEIRO. Fazer a simulagao de abrir a torneica e em seguida: CME: maos em “C”, sobrepostas PA: A frente do corpo M: esfregar O: paraa esquerda e para a direita TOTO (CM: mos abertas com palma para baixo, lado a lado PA: 4 frente do corpo M: dobrar a mao direita pelo pulso O: para baixo. Em seguida, mos em “ com palma para baixo, simular um tamanho de um quadrado. CM: mios em “L”, palma pata baixo PA: & frente do corpo Marco O: para o lado direito CM: mios abertas com palmas para baixo, lado a lado PA: 4 frente do corpo ‘M: aproximar O: para tris CMG mios em “B”, palmas para a frente, lado a lado PA: A frente do corpo M. girar pelo pulso a mio direita ©: para a esquerda PRATO. — CM: mao em “P”, palma para cima PA: & frente do corpo M: semicirculo O: para dentro PREDIO CM: mios abertas, palma a palma PA: a0 lado do corpo Mz sem movimento O: para cima CM: mios em “L”, palmas para fora, lado a lado PA: a frente do tosto M: afastar O: para cima e para fora QUARTO Le Ee Mao em “D” com palma para baixo, simular o tamanho de um quadrado e, em seguida CM: mio dircita aberta, palma para a esquerda PA; tocando a bochecha dircita M: sem movimento O: sem orientacio EF/C: olhos fechados RADIO. CM: mao direita em palma para a esquerda PA: tocando a orelha direita “on, RELOGIO DE PAREDE, Apontar o pulso esquerdo com seguids PA: acima da eabeoa ME sem movimento ©: sem orientagio SALA 2\t CM: mao direita aberta com palma para baixo, dedos pouco flexionados PA: a frente M: cireular : sentido horirio SALEIRO Fazer o sinal de sal (p. 156) ¢, em seguida: C mao direita em “S”, palma para fora PA: 8 frente do corpo M: duas vezes O: para baixo ¢ para cima (O: para os lados opostos Em seguida, fazer o sinal CM: mos em “1.”, palmas baixo, lado a lado O: para os lados oposios TELEFONE, CM: mio direita em “ palma para dentro PA: tocando a orclha direita pelo polegar direito M: sem movimento O: sem orientagio CM: mios em “L”, palmas para a frente, lado a lado PA: a frente do rosto ME alternado O: para cima e para baixo CM: mao direita em “C” com palma para baixo PA: tocar os dedos da mio esquerda em “C”, com palma para cima M: aptoximar e afistar O: para o centro L CM: mios em “C”, com palmas para cima, lado a lado PA: a frente do corpo M: afastar O: para os lados opostos e Para cima TYOLO Simular 0 tamanho do tijolo em segui CM: miios em “B”, com palinas para dentro PA: tocando 0 dedo indicador da mao esquerda Malternado O: para cima ¢ para dentro ‘TOALHA DE BANHO. CM: mios em “$”, palma para fora PA: ao lado da cabeca M: sirmultineo O: para os lados (CM: maos abertas com pal- ma para dentro PA:a frente do rosto Mi circular O: sentido horirio FOMADA CM: mao direita em “V” = com palma para dentro PA: tocando a palma da mio esquerda M: aproximar O: para a esquenda Bim seguida fazer o sinal de 2. eletricidade. TORNBIRA 4 Fazer o sinal de égua e em seguida: CM: mio direita em “C”, com palma para baixo PA: A frente do corpo M: girar pelo pulso O: para a diseita e para a esquerda “TRAVESSEIRO & y CM: mios em “C”, lado a lado, com palmas para a frente PA: A frente do corpo M: dobrando os dedos O: sem orientagio Em seguida, fazer o sinal de dormir (p. 257). VASO = Fazer o sinal de tigela (p. 134) e, em seguida: CM: mio direita em “1 palma para a esquerda PA: tocando a ponta do nariz M: raspar O: para dentro ¢ para cima VASO SANITARIO CAO CM: mao aberta, palma para a frente PA: acima da mao esquerda en *Ce M: aproximar O: pasa baixo VASSOURA CM: maos fechadas, sobrepostas, com palma | para dentro PA: a frente do corpo ‘M: girar pelos pulsos : para a esquerda e para baixo CM: mio dieita em “C com palma para cima PA: tocar 0 dedo indicador da mao esquerda em “D” M: oscilar os dedos O: sem orientacio CM: mio direita em “C”, com palma para a esquerda PA: tocando 0 darso da mio exquerda com palma para baixo M: girar pelos pulsos O: para dentro ¢ para fora EE/C: \ssoprar CM: mao direita com dedo indicador ¢ polegar unidos e demais dedos abertos, com palma para a esquerda PA: 3 frente do corpo € 4 frente da boca Mf sem movimento O: para cima ALIMENTOS ahve lhas ABACATE CME mniio diseita em “C”, palma para cima PA: tocando a palma da mio esquerda ‘Me raspar O: pam a esquerda e para dentro ABACAXI CM: mio diteita em “C”, com palma para cima PA: tocando © dorso da mao esquerda com palma para baixo M: aproximar ¢ afastar O: para cima ps ABOBORA. CM: mos em “C”, palma a palma PA: 4 frente do corpo M: afastar, sinuosamente O: para a esquerda ABOBRINHA PA: tocando os dedos da mao esquertia M: sem movimento ©: sem orientagao ACUCAR CM: mao direita em “B”, palma para dentro PA: a frente da boca M: circular O: sentido horirio AGRIAO CM: mio direita em “L” com | dedos unidos PA: tocando 0 dedo da mio 2e8 O: para a frente ALEACE CM: mios em “C”, palmas para cima PA: A frente | M: gitar pelo pulso : para os lados opostos ALHO CM: mao direita em “S”, palma para dentro PA: tocando a palma esquerda M: esftegar, dobrando os pul- : para dentro e para fora AMENDOIM (ap | ios CF polegares distendidos e demais dedos fechados, LS | palma palma | PA: a frente (\ Se on M: fechar O: para baixo | AMORA CM: mio aberta com dedos | polegar e indicador unidos a PA: A frente . M: sem movimento c 5 O: para cima e para baixo | S 3 Em seguida, fazer o sinal de vinho (p. 109). ARROZ CM: mios em “? palma PA: 4 frente ‘MM: esfregar alternadamente : para cima ¢ para baixo palma a CM: mio direita em “Y”, palma para dentro *A: acima da mio esquerda aberta M: aproximar em arco O: para baixo CM: mao direita em “C”, palma para dentro PA: a frente do corpo M: sem movimento. O: sem orientagio Tim seguida, fazer o sinal de verde (p. 109). BALA CM: mao direita em com palma para dents PA: tocando a bochecha dircita M: esfregar (O: para baixo bochecha distendida pela lingua CM: mao direita em “A”, palma para dentro PA: tocar o dedo da mio es. querda em “1D”, palma para a direita, M: em arco, duas vezes (O: pata baixo BATATA CM: mao direita aberta, palma pera a esquerda PA: tocando acima da mio cesquerda fechada com palma para a dircita M: dobrando os dedos, apro- ximar e afastar O: para cima ¢ para baixo ATA-DOCE Lap CM: mio direita com dedos unidos, palma para a esquer- dae dedos apontando pata a esquerda PA: tocando as pontas dos dedos da mio esquerda M: arco. O: para baixo BERINJELA maos com dedos uidos, palma a palma PAsa frente M: afastar e fechar O: para os lados opostos E, em seguida, fazer o sinal de preto (p. 108) BETERRABA, Fazer o sinal de vermelho (P. 156) e em seguida: CM: maos em “1?” com dedos polegar ¢ indicador dobrados, palma a palma PA:a frente M: sem movimento O: sem orientagio CM: mio dircita em “1”, com dedos curvados, palma pa dentro PA: tocando os cantos da boca M: aproximar O: para dentro BOLO, Simular o tamanho do bolo CM: mio direita aberta, palma para a esquerda PA: tocando a palma esquerda aberta MM: aproximar e afastar, dobrando os dedos Q: para cima e para baixo BOMBOM CME mios em “7 PA: tocando os cantos da boca M: girar pelos pulsos, alternado O: para dentro e para fora CM: mio direita em “1”, dedos dobrados PA: tocando o indicador da mio esquerda em “X” com palma para baixo MM: aproximar e afastar O: para a direita CM: mo direita em “D”, com palma para cima PA: tocando a palma da mao esquerda em *C”, palma para cima M: aproximar ¢ fechar os dedos da mao esquerda Jevemente O: para baixo CM: mio dircita com dedos. indicadot ¢ polegar unidos € demais dedos abertos, palma para a esquerda PA: a frente da boca M: aproximar e afastar, giran- do pelos pulsos : para a frente ¢ para tris CAU CM: mio direita em “X”, com palma para baixo PA: tocando o dorso do dedo indicador da mio direi- ta no dedo minimo da mao esquerda fechada com palma para a dircita M: sem movimento O: sem orientacao © CAQUI CM: méios em “C”, com palmas para cima, lado a lado PA: a frente M: girar os pulsos : para cima ¢ para fora CARAMBOLA CME: mios em “1”, palmas para dentro PA: dedos sobrepostos M: sem movimento (O: sem orientacio J; CM: mio aberta com dedos indicador e polegar unidos, palma para baixo PA: beliscando 0 dorso da mio esquerda aberta M: sem movimento O: sem orientagao CEBOLA (CM: maos em “T.”, dedos curvados, palma a palma PA: 4 frente M: sem movimento O: sem orientagio E, em seguida, fazer o sinal de chorar (p. 258). CEBOLINHA CM: mao em “L”, dedos unidos, palma para baixo PA; tocando o indicador da mio esquerda M: deslizar O: para dentro ¢ para fora CENOURA WZ CM: maos em “0”, palma para baixo PA: a frente M: afastar O: para os lados opostos 5, em seguida fazer o sinal de coelho (p. 190). CM: mio aberta, dedos polegar ¢ indicador unidos, palma para a esquerda PA: tocando nos dedos da milo esquerda em “V” M; aprosimar e afastar em arco O: para dentro e para fora CM: mio aberta, dedos indicador e polegar unidos, palma para baixo PA: acima da mao esquerda em “C” M: aproximar ¢ afastar repetidamente ©: para baixo e para cima CM: mio em “L, dedos uni- dos, palma para a esquerda PA: tocando o canto da boca MM: afastar e aproximar O: pata fors e para dentro EL/C: bochechas infladas simular mastigar CHOCOLATE, CM: miios em “U” cruzadas | PA: tocando a lateral do indi- | cador da mao esquerda | M: gitar pelo pulso | O: para fora ¢ para dentro CM: mio em “C”, palma a palma PA: a frente ME: sem movimento sem orientagio EK, em seguida, fazer o sinal de verde (p. 109) CM: mos em “D”, palma a palm: PA: 4 frente M: girar os pulsos O: pata fora e para dentro coco | CM: mos em “C”, palma a palma PA: alrura da orelha MM: balancar | Or para forae para dentro | | | covv: | Fazer o sinal de verde (p. 109) | em seguida: | CM: mio aberta, palma para | a esquerda : PA: tocando a l esquerda em “O” ' M: raspar dobrando 05 pulsos | ©: p. Ida a baixo e para cima COUVE-FLOR CM: mios em “S”, palmas para dentro unidas PA: a frente ME: gitar o pulso e abrir os dedos O; para cima DOCK. — = Doce = CM: mao direita em “B”, palma para dentro PA: A frente da boca M: ciscular O; sentido horirio ERVILHA | e Fazer o sinal de verde (p. 109) e, em seguida: (CM: mao em “L”, dedos unidos, palma para a esquerda PA: tocando o dedo indicador da mao esquerda Mz arco, aproximar ¢ afastar, varias vezes (O: para cima, para baixo: ¢ para a frente CM: mio aberta, dedos unidos pelas pontas, palma para a esquerda PA: tocando 0 indicador da mio esquerda M: girar 0 pulso O: para a frente ¢ para tras FIGO | \ CM: mio dircita em “D”, palma para dentco PA: tocando a ponta dos dedos da mao esquerda Mz sem movimento O: sem orientagio RP « Lio fi {3 CM: mao aberta, palma para a esquerda PA: altura da testa Mi fechar os dedos um a um O: para baixo FRUTAS Fazer sinal de magi (p. 150) ¢, em seguida: CM: maos em “ para dentro PA: bracos cruzados M: afastar ¢ tremular os dedos O: para os lados opostos . palmas CM: mao em “C”, palma para baixo PA: tocando a palma da mio esquerda M: balangar rapidamente O: sem orientagio CM: mao em. ', dedos unidos, palma para a esquerda PA: tocando 0 brago esquerdo Mz afistar ¢ aproximar em arco O: para baisxo CM: mao em ‘querda PA: tocando 0 panho do braco esquerdo 1 eaprosimar em atco KIWI CM: mao em “M”, palma para baixo PA: tocando a lateral da mao esquerda em “O" M: aproximar e afastar O: para baiso e para cima LARANJA CM: mio em “C para a esquerda PA: a frente da boca Mz abrir ¢ fechar O: sem orientagao palma CME: mio em “C", palma para aesquerda PA: A frente M: fechar e abrir O: para baixo. LIMAO Ss tocando a boca Mi gitar o palso waa esquerda FE/C: fechados e labios cerrados LINGUIGA CM: maos abertas, dedos polegar e indicador unidos, palma para a frente PA: A frente M: afastar em arco ©: pata os lados opostos is) MACA KA CM: mio em “C”, palma para dentro PA: 4 frente da boca repetitive, girando o pulso O: para cima e para a frente CM: mios em “W”, palmas para dentro, sobrepostas PA: a frente M: circular entido horario ¢ anti -horatio CM: baixo PA: tocando o queixo M: esfregar O: para a direita pio em “X’ ’ palma para CM: mos em “C”, dedos unidos, palma a palma PA: 4 frente M: afastar, dedos unidos pels pontas O: para os ladas opostos MANDIOCA CM: mio aberta, palma para a esquerda PA: ao lado da cabeca ME aproximar e girar o pulso O: para baixo MANGA * CM: mao em “B”, palma para baixo PA; tocando abaixo da boca M: afastar ¢ aprosimar : para fort e para dentro CM: maos abertas ¢ sobrepostas, palma a palma PA: A frente M: deslizar e girar o pulso O: para deatro e para fora CM: mios em palma PA: A frente M: girar os pulses, alternado O: para a frente e para tris . palma @ Fazer o sinal da letta “N em seguida o da letra “E om seguida, o daa letra “I? dlireita imular mastigar MELAO CM: mos em “C”, a palma PA: & frente M: sem movimento O: sem orientacio EE/C: bochechas infladas E, em seguida fazer o sinal de amarelo (p. 106). palma CM: mio aberta, dedos unidos, palma para baixo PA: tocando a mio esquerda em “C”, palma para cima M: arco O: para baixo MILHO, SIT 2222 LLLP PPP. CM: maos em “S”, palma para fora PA: na alrura da boca ME: girar os pulsos O: para a frente F/G: boca aberta, mostrando os dentes MOLHO CM: mio aberta, palma para PA: acima da mio esquerda aberta, palma para cima M: circular O: seatido horitio MORANGO CM: mio em “ baixo PA: tocando o dorso da mio esquerda M: aproximar e afastar, varias vezes O: para cima ¢ para baixo ”, palma para OLEO CM: mao em “Y”, palma para dentro PA: acima da mio esquerda M: circular O: sentido horacio ovo CM: mios em “O", palma a palma PA: a frente star e abrir os dedos O: para os lados opostos € para baixo PAO OM: maos em “S palma PA: a frente M: dobrar 0 pulso O: para deatro ¢ para os lados opostos PAO DOCE Fazer sinal de pagina) e, em de doce (p. 14 (nesta -zuida, o sinal CM: mao em “W”, palma para baixo : tocando a palma da io esquer M: aproximar e afastar O: sentido horatio CM: mio em $C” com palma para baixo PA: acima da maa em “O” M: circular : sentido horirio CM: mos abertas, dedos flexionados, palma a palma PA: acima da mao esquerda fechando os dedos O: para cima CM: mio aberta, palma para baixo PA: tocando o dorso da mia esquerda M: esfregar ¢ dobrar os dedos O: para a esquerda e para a dircita I LL PIMENTA CM: mio aberta, palma para baixo PA: altura da boca M: dobrar 0 pulso O: para baixo ¢ para cima E/C: boca aberna, lingua para fora ¢ olhos fechados PIMENTAO, SF t (0 o S naios em “C”, palma a M: afastar a mao direita e unir pelas pontas dos dedos O: para a direita e para baixo PIPOCA Qe CM: maos em “D”, palma para dentro PA: A frente M: esticar os dedos alternadamente : para cima e para baixo PIRULITO. CM: mio em “S”, palma para a esquerda PA: na altura da boca M: afastar e aproximar : para baiso e para cima EE/G boca aberta e lingua para fora CM: mios em “P”, palma a palma PA: 8 frente M: circular O: sentido horirio CM: mao direita em * palma paraa esquerda PA: tocando 0 nariz M: girar © pulso (O: para a esquerda para a direita 1 em seguida bater na coxa direita, em “C” palma a palma, 4 frente do corpo, direcionado para baixo e, em seguida, o de gelatina (p. 148). QUEYO tle CM: mao em “1”, palma para dentro PA: tocando © queixo M: aproximar e afastar O: para dentro e para fora REPOLHO CM: maos abertas, palmas para dentro PA: tocando o dorso da mio CM: mao em “D” com palma para dentro PA: tocar a lingua M: sem movimento : sem orientacio EF/C: boca aberta e lingua para fora. TE. cm seguida esfregar os dedos indicador e polegar. : para cima SALSICHA CM: mos em “C’ para baixo PA; 4 frente M: fechar os dedos ¢ afas O: pata os lados opostos CM: mio em “D” para baixo PA: tocando a palma da mio esquerda M: arco, virias vezes O: para a frente CM: mios em “C”, palma para dentro PA: altura da boca M: aprosimar O: para dentro EF/C: mexer a boca abrindo ¢ fechando, simular morder CM: mo aberta, dedos curvados, palma para cima PA: tocando a palma da mio esquerda M: arco O: para cima SORVETE/PICOLI mio em “S”, palma para dentro PA: altura da boca M: girar o pulso O: para dentro EF/C: boce aberta ¢ lingua para fora CM: mo aberta, dedos unidos, palma para baiso PA: tocando 2 milo esquerda em “C”, palma para cima M: arco O: para baixo TOMATE, ga Fazer 0 sinal de vermelho (p. 109) e,em sepuidat CM: mos em “1”, palma a palma, com dedos unidos PA: a frente M: sem movimento O: sem orientagio TORRADA, 8 é PA: tocando 0 lado do nari M: aprosimar e afastar O: para a dircita e para a esquerda CM: mios abertas, dedos abertos, palmas para baixo, sobrepostas PA: tocando 0 dorso da mio esquerda M: sem movimento O: sem orientagio. PA: a frente da boca M: gitar o pulso (O: para dentro VAGEM Cd (A tp tit os dedos 2 os lados opostos VERDURA/LEGUMES Fazer o sinal de alface (p. 140) , em seguida, mios em “V, palmas para dentro, afastar as mads enquanto mexe os dedos CM: mo em “Y”, pa para fora PA: acima da palma da mio esquerda M: aproximar ¢ afastar BEBIDAS AGUA (CM: mao em “L”, palma para a esquerda PA: tocando 0 queixo M: dobrat o indicador O: pata baixo ¢ para cima CM: mio fechada, dedos indicador ¢ minimo abertos, palma para dentro PA: a frente da b M: girar 0 palso € cabeca para tras O: para cima : mio aberta, dedos indicador e polegar unidos, palma para a esquerda PA: a frente da boca ME: girar 0 pulso O: para dentro ¢ para fora CAIPIRINHA CM: mao em “S”, palma para dentro PA: tocando na palma da mao esquerda M: girar 0 pulso O: sentido horirio CM: mio em “S”, palma para a esquerda PA: 4 frente M: arco dobrando o pulso O: para dentro » aberta, dedos olegar unidos, palma para baixo PA: acima da mio esquerda M: aproximar e afastar repetidamente O: para baixo © para cima afastar ¢ aproximar e esticar 0 polegar O: para a frente e para baixo CM: maos em “C” sobrepostas PA: A frente M: afastar : para cima e para baixo CM: mio aberta, palma para a frente PA: tocando na testa M: fechar os dedos um a um O: para a direita para a esquerda PAsA frente Me fechar ¢ abrit Orr baixo e para cima LICOR CM: mio em “1, dedos curvados, palma para aesquerda PA: a frente da boca Mz girar o pulso. ca dentro ' 3F/C:inelinar a cabega | CM: mao em “5”, palma para baixo. PA; tocando a lateral da mio esquerda em “C” | M: dobrar 0 pulso O: para tris © para a frente CM: mao em “ para a esquerda PA: & frente da boca M: fechar ¢ abstir varias vezes (O: sem orientago ”, palma CM: mio em “V”, palma para aesquerda PA: tocando a bochecha M: circular e esfregar O: sem orientacio med WHISKY CM: mio em “W”, palma para fora PA: A frente M: balancar Ozpam a esquerda ¢ pa F, em seguida, fa beber {p. 247), VESTUARIO/ OBJETOS PESSDAIS AVENTAL palma a palma PA: tocando a nuca M: esfregar O: para baixo CM: mao em “L", dedos unidos, palma para dentro PA; tocando 08 libios M: circular : sentido horirio CME niios abertas, dedos curvados, palmas para cima PA: tocando as coxas M: sem movimento O: sem orientagio BIQUINI LS Sr CME mos em “L”, polegares unidos, palma para dentro PA: altura do torax M: afastar e fechar os dedos O: para os lados opostos E em seguida fazer 0 mesmo movimento na regio pélvica. BLUSA CM: mos em “A”, palma a palma PA; tocando os ombros M: arco : para baixo BOLSA, i f) | oF CM: mio em “A”, polegar estendido, palma para a esquerda PA: tocando 0 ombro M: deslizar em arco O: para baixo BOLSO CM: mio aberta, palma para dentro PA: tocando a lateral do quadril M: esfregar O: para baixo BONE CM: mo em “A’, palma para a esquerda PA: na altura da cabega M: girar © pulso O: para dentro BOTA =F {mos em “S”, palma a palma PA: a frente M: aproximar: O: pasa tris BRINCO S| | fio em “L", dedos ~ | unidos, palma para a esquerda N | PA: tocando a ponta da orelha <4 Mi afastar O: para baixo CALCA x CM: maos em “A”, palmas \ para dentro PA: na altura da regio pélvica Mi subir O: pasa cima CALCINHA abertas, palmas para dentro PA: tocando a regiao pélvica M: afastar e unir o polegar ¢ 9 indicador O: para os lados opostos CAMISA CM: mio aberta, dedos polegar e indicador unidos, palma para dentro PA: tocando abaixo do pescogo M: arco O: pam baixo CM: mfios abertas, palma para cima PA: tocando o brago oposto M: esfregar O: fora CAMISOLA CM: mios abertas, palma para dentro PA; tocando na altura do peito M: arco O: para baixo CASACO CM: miios em “S”, palma para dentro PA: tocando os ombros M: arco cruzado O: para baixo CHAPEU, GS (CM: mios abertas com de- dos unidos, palma a palma PA: lateral da cabega M: sem movimento | ©: para baixo CHINELO/SANDALIA DE DEDO CM: mao em “D”, palma para baixo PA: tocando o meio dos de dos da mao esquerda em ME: aproximar O: para dentro CINTO Nees CM: maos em “1” com dedos curvados, palma para dentro PA: tocando a cintura M: afastar O: pata os lados opostos COLAR, O CM: mio em “D”, palma para dentro PA: tocando © ombro esquerdo M: deslizar em asco : mios em “1”, dedos dlexionados, palma para dentro PA: tocando a regiiio pélvica M: afastar deslizando 2 O: para os lados opostos ESMALTE CM: mio em “L”, dedos > unidos, palma para baixo AB PA: tocando a unha M: aproximar e afastar | 0: para baiso ¢ para a frente GORRO/TOUCA CM: mos em “8”, palma a palma PA: tocando a lateral da cabeca M: deslizar O: para baixo GRAVATA CME milo em “17, dedos flexionados, palma para dentro PA: tocando 0 peito, M: deslizar | O: para cima GUARDA-CI CM: mios em “S”, palma a palma, sobreposias PA: a frente M: afastar O: para cima hel Re Bal the (Pp | JAQUETA CM: mos em “$", palma para dentro, PA: tocando os ombros M: arco cruzado : para baixo CM: mos abertas, palmas para dentro PA: tocando o dorso da mao esquesda M: deslizar : para baixo CM: mios abertas, palmas para baixo PA: tocando a cintura M: unit os dedos O: para cima MAIO CM: mos em “D”, palma para dentro PA: tocando a cintura ©) M: arco \Q }] O: para cima | . MALA mao em “S”, palma para aesquerda | PA: ao lado na altura da cintura | ‘M: sem movimento | O: para cima | f | —_ | CM: mios em “ curvados, palmas PA: a frente M: afastar O: para os lados opostos Fazer o sinal de meia (nesta pagina) e, em seguida: CM: mios em “C”, palma a palma PA: tocando a coxa M: deslizar Os para cima CM: mios em “L”, dedos curvados, palma a palma PA: tocando o lado dos olhos M: sem movimento O: sem orientagio CM: mios em “A”, palmas para dentro, tocando os ombros leslizar M: O: para baixo E em seguida indicar © comprimento da roupa, CM: mio em para dentro PA: tocando 0 peito Mr arco O: para baixo . palma PULSEIRA CM: mo aberta, palma para baixo PA: tocando 0 pulso do brago esquerdo Me esfregar O: para fora CM: maos abertas, palmas para dentro PA: tocando a cintura Mé: afastar O: para o lado e para baixo \S> SALTO ALTO MY CM: mos em “Y”, palma a palma PA: a frente M: circular O: para a frente SANDALIA CM: mao em “P”, palma para baixo PA: tocando 6 dorso da mao esquerda M: esfregar ©: para dentro SAPATO SS (CM: mao em “L para baixo PA: tocando entre os dedos polegar ¢ indicador MM: aproximar e afastar : para dentro e para fora , palma SUNGA CM: mios aberas, palmas para baixo PA: frente | M: dobrar pelo pulse O: sem orientacio 5, em segida, fazer sinal de cueca (p. 170). SUTIA CM: mio em “V”, palma para dentro PA: i frente dos olhos M:; fechar e abrir os dedos O: para a direita CM: mios em “X”, palmas para baixo PA: & frente ME simular um né ou um lago, circular tido horario CM: mios em “A”, palmas para dentro PA: tocando os ombros M: deslizar em arco O: para baixo F, em seguida, fazer sinal de gravata (p. 170). VESTIDO CM: maos abertas, palmas ara dentro PA: tocando na altura do peito M Mz esfregar em arco O: para baixo ZIPER CM: mio em “A”, palma para PA: tocando © dorso M: deslizar O: para dentro, PROFISSOES © g DHRHHSS Fase ADVOGADO, CM: mio em “ baixo PA: ao lado da bochecha M: circular O: sentido horario EP/C: bochecha dircita inflada ”*, palma para CM: mio sherta com polegar € indicador unidos, palma para baixo PA: tocando o ledo do ante- brace M: esfregar (O: para a circita CM: mios abertas, palmas para dentro PA: 4 frente M: afastar O: para cima e para baixo Fazer o sinal de trabalhar 280) e, em seguida [: mio aberta, palma para x0 PA: tocando a lateral do pescogo M: aproximar e afastar O: para dentro ¢ para fora mio em “B”, palma para a esquerda PA: tocando o alto da cabega M: deslizar O: para tras E, em seguida, simular segurar a mangueira, CABELEIREIRO CM: mio em “V”, palma para dentro PA: tocando a lateral da cabeca M;: fechar ¢ abrir os dedos alternadamente O: para a frente e para tris (CM: mao em “Y”, palma para dentro PA; acima da mao esquerde M: aproximar O: para baixo CM: mao em “1”, dedos unidos, palma para baixo PA: tocando a mio esquerda M: aproximar em arco (Or para baixo ¢ para cima CM: mio em “A” palma para baixo PA: acima da mio esquerda em “ ME: circular oO: entido horario (CM: mao em “A”, palma para baixo PA: proximo a lateral da boca Mé girar o pulso O: sentido horario DEPUTADO CM: mao em PA: ao lado da bochecha M: circular : sentido horirio , palma CM: mio aberta, palma para bai PA: A frente M; tremular os dedos O: para a esquerda ¢ para a direita mao em “D”, palma aa frente : altura da cabeca M: sem movimento O: para baixo CM: mao em “Y”, palma para baixo PA: na altura do canto da boca M: tremular e afistar : para fora EP/C: assoprar CM: maos abertas, palmas para cima PA; tocando o lado da cintura ‘M: aproximar e afastar alternadamente O: para fora e para deatro EMPREGADO/FUNCIONARIO CM: mio em “ para a frente PA: tocando a lateral da boca M: fechar e abrir os dedos ©: para baixo ¢ para cima ”, palma CM: mios em “L”, palma para fora PA: tocando a cabeca M: afastar e fechar os dedos O: para os lados opostos CM: mios em “O”, palma a palma, sobrepostas PA: A frente do olho ME: afastar O: para a frente FARMACEUTICO «| 8-4 a6! al esticado, palma para dentro ST tecarlama PA: tocando a palma da mio | ad, esqquerda | oor Mr esiregar e circular ' O: sentido horirio | CM: mios em “A”, palma pata fora PA: A frente M: citculares ¢ alternados O: para 08 lados opostos | CM: mao em * dentro PA: tocando o pulso da mio esquerda Me girar o pulso O: sentido horirio palma para EM: maos em palma PA: tocando as orelhas Mi sem mosimento O: sem orientacio: palma a CM: mao em “B”, palma para a dircita PA: tocando 6 ombro M: deslizar O: para a dizeita e paea baixo CM: mao aberta, dedos indicador e polegar unidos, palma a palma PA: A frente M: balancar alternadamente O: para baiso e para cima CM: mao em “V”, palma para dentro PA: tocando no dedo indica- dor da mio esquerda M: girando o pulso O: pam a frente MEDICO. | CM:mios em “X”, palma a palma | PA: tocando 0 dedo esquerdo M: aproximar O: para dentro CM: mios fechadas, dedos polegar, indicador e médio abertos PA: tocando os ombros M: afastar, abrir ¢ fechar os dedos O: para os lados opostos M: girar 0 pulso O: para dentro CM: mio aberta e curvada, para dentro tocando o nariz Ms: tremular a mio O: sem orientacio CM: mio aberta, palma para a frente PA: 4 frente M: dobrar 0 pulso O: para baixo e para cima POLICIAL polegar ¢ indicador unidos, palma para a esqaerda PA: tocando o peito do lado esquerdo Mz aproximar O: para dentro CM: mio aberta, dedo polegar ¢ indicador unidos, palma para baixo PA: tocando a lateral do brago esquerdo M: aproximar O+ para deatro CME: mao aberta, palma para cima PA: tocando o peito ME: diagonal O: pam a esquerda ¢ para a dircica CM: mio em “P”, palma para a dircita PA: a frente M: arco. O; paraa esquerda e pasa adireit {: mios aberias, palmas para dentro PA: A frente do rosto ME: aproximar ¢ afastar alter- padamente O: para dentro ¢ para fora CM: mio em “R”, palma para a frente PA: tocando a palma esquerda ME: afastar O: para fora CM: mio direita com todos os dedos unidos apontando para baixo PA: tocando na paima esquerda com palma para cima M: esfregar O: da esquerda para a direita CM: mao em para a fren | PA; av lado da cabeca M: circular O: sentido horétie | palma CM: mios em “D”, palma a palma PA: 2 frente M: abrir 0 dedo médio ©: pare a frente CM: mio em “V", palma para baixo’ PA: na altura da boca M: circular O: sentido horitio ANIMAIS ABELHA CM: mio em “L", dedes unidos, palma para a frente PA: tocar a lateral do pescoco M: circular O: sentido horétio suid simular uma pescoga. ARANHA CM: mio aberta, palma para baixo, dedos curvados PA: frente do abdome M: tremular os dedos O: paraa frente PA: tocando a ponta do nariz M: dobrar 6 pulso (O: para baixo e para cima CM: mio em “1.” dedos unidos, palma para baixo PA: ao lado da mio esquerda M: arco O: para baixo cM em “S$”, palma paca cima PA: tocando 0 topo da cabeca Mz abrir e fechar os dedos O: sem orientaga (CM: mao em “¥”, palma paraa frente PA: tocando a testa M: balangar os dedos alternadamente O: sem orientacio do em “D”, palma | para baixo PA: tocando o nariz M: sem movimento ©: sem orientagio E em seguida simular bater as asas. CM: mo aberta com palma para dentro | PA: tocando o lado esquerdo do peito | M: fechando a mio com as pontas dos dedos unidas O: para a frente Em seguida, fazer o sinal de vaca (p. 201). CM: mos em “5”, palmas para dentro PA: 4 frente, uma acima | da outra M: arco alternado O: para cima CM: mio em “5”, palma para dentro PA: tocando a testa M: sen movimento (O: sem orientagio Concomitante, mao esquerda em “$”, palma para dentro abaixo do queixa. = eo BOL CM: mio em “Y”, palma tocar ma témpora Mi: desdobrar o pulso (O: para cima BORBOLETA CM: ma s abertas, palmas para dentro, polegares CM: maos abertas, palma apalma PA; tocando as cémporas M: dobrar o pulso : para tras CME: mio em“ para dentro PA; tocando a testa M: sem movimento ;: sem orientacio "palma CACHORRO a CM: mio em“ para dentro PA: na altura da cabeca roximar e afastar ©: para dentro ¢ para fora, rapidamente ”, palma CAMELO CM: mio aberta, palma para dentro PA: tocando a nuca M: sem movimento O: sem orientagio E em seguida descrever as corcundas do animal. CANGURU dedos CM: maos abertas flexionados, palmas para a frente PA: 4 frente M: arco ' O: para baixo e para afrente CM: mao em “L” com dedos indicador polegar curvados PA: tocando o dorso do dedo indicador M: sem movimento O: para a frente CM: mios em “1”, dedos unidos, palma a palma PA: a frente Me abrir e fechar Or da dircita para a esquerda CAVALO. CM; méaos abertas, dedos minimo ¢ anular dobrados, palma para fora PA; tocando a témpora M: flexionar os dedos, duas vezes ‘O: para baixo e para cima COBRA CM: mao em “VY, palma para baixo PA: tocando abaixo do queixo Mzcircular, virias vezes O: sentido horirio CME miios em para tras PA: tocando a témpora M: flexionar os dedos O: para baixo e para cima ”, palma CM: mio em“ para a frente PA: tocando o nariz M: sem movimento O: sem orientagio Li, em seguida, fazer o sinal de deulos (p. 173) palma ELEFANTE CM: mio em “D”, palma para baixo PA: tocando 0 nariz, Mz arco O: para baixo e para a frente CM: mao em “X”, palma para a frente PA: tocando 0 dosso esquerdo M: tremalar os dedos Oz paraa frente CM: mao em “1”, palma para tris PA: na altura da cintura M: arco, O: de baixo para cima FALCAQ, para baixo PA; tocando 0 pulso M: arco O: para baixo CM: mios abertas, palma a palma PA: A frente M: afastar O: para tras FORMIGA ee CM: mao em “V”, palma para fora PA: tocando a testa ME: tremular os dedos 0: sem orientacio E.cm seguida simular o andar do animal. _ &) GALINHA Y CM: mao aberta, palma para aesquerda PA: tocando a testa M: fechar os dedos um a um : para baiso GALO CM: mao aberta, palma para a esquerda PA: acima da cabega M: sem movimento O: pata trés CM: mio em “1”, dedos curvados PA: rocando a testa M: O: para tras m movimento GANSO Fat CM: mio fechada, palma para baixo, dedos indicador, médio ¢ polegar estendidos PA: 4 frente da boca M: abrir e fecha O: sem orientacio GATO : mao em “1”, dedos vnidos, palma para a esquerda PA: tocando a lateral da bochecha M: afastar e abrir os dedos O: para o lado oposto CM: mos fechadas, palmas para baixo, dedos polegar, indicador ¢ médio abertos PA: 4 frente M: fechar os dedos O: para cima CME mios em “C”, palmas para dentro PA: tocando 0 pescogo M: sem movimento O: para cima GOLFINHO CM: mio aberta, palma para baixo PA: A frente Marcos ©: para cima e para baixo CM: maos unidas ¢ fechadas, dedos indicador e minimo estendidos, palma a palma PA: A frente ‘M: aproximar e afastar, unindo pehs pontas dos dedos O: para cima e para baiso INSETOS _ CM: mao em “V", palma para fora PA: tocando 2 testa Mi tremular os dedos O: sem orientagao JACARE CM: mis abertas, palma a palma, unidas pelo pulso PA: a frente M: abrir e fechar O: sem orientagio LAGARTIXA M: mao em “1D”, palma para a esquezda PA: tocando a palma esquerda M: CM: mios fechadas, dedos SM O: para 0s lados opostos CM: maos abertas, palmas para PA: tocando a témpora M: fechar os dedos um a um O: para baixo CM: mio aberta, palma para dentro, dedos levemente curvados PA; tocando o nariz ME: afastar e uni as pontas O: para a frente maos abertas, dedos Jevemente curvados, palmas para dentro PA: tocando 0 peito M: alternado O: para baiso e para cima MARIPOSA, Mos em “C cima, altura da cabeca, virar a mio pelos pulsos ¢, em seguida, fazer o sinal de mosca (nesta pagina) CM: mao em “1, palma para baixo PAza frente M: fechar ¢ abrir O: para a frente CM: mao em “5 a esquerda PA: tocando a lateral do pescogo M: aproximar ©: para dentro palma para CM: mio em “L”, dedos unidos, palma para a frente PA: na altura da cabeca M: ondulatézio O: para baiso CM: mio aberta, palma para baixo PA: tocando 0 queixo. M: sem movimento 0: sem orientagio E em seguida simular as pintas do animal OVELHA Ke { CM: mios em para haixe, PA: lateral da cabeca M: circular O: seatido horatio ¢ anti-horitio > palma PAPAGAIO tocando o nariz M: dobrar 0 pulso O: para baixo para cima PASSARO. CM: mios em “L” com pal- nte da boca M: abrir ¢ fechar O: sem orientacav PATO CM: mio fechada, palma para a frente, dedos indicador, médio ¢ polegar estendidos ¢ unidos PA: tocando a boca M: abrir e fechar ©; sem orientagio CM: mos abertas, palma para fora, com dedos polegares crazados PA: 4 frente M: sem movimento O: sem orientagao CM: mao em para tas PA: tocando a bochecha M: estregar, varias vezes O: para ts e para a frente X”, palma unidos, palma para baixo tocando o dorso da mio esquesda M: aproximar ¢ ondulatério O: para baixo. unidos, palma para baixo PA: na altura do nariz M: dobrar o pulso | (: para baixo € para ma PINGUIM | | maos abertas, palma para baixo PA: na altura do quadeil M: sem movimento O: sem orientacio B/C: tremular o corpo | POLVO CM: mios fechadas, dedos unidos, palma para baixo PA: tocando 0 dorso da mio esquerda M: ondulatério O: para a frente POMBO, Fazer o sinal de passaro (p. 196) e, em seguida: CM: mao direita aberta, palma para baixo PA: tocando abaixo do queixo M: arco O: para baixo | CM: mio em “T”, palma para a esquerda PA: tocando o nariz ME: girar 0 pulso O; para a esquerda e para a direita CME mos em “A”, palma 2 palen PA: a frente ‘M: espremer : para dentro © fechada, palma para baixo, dedos polegat, indicador e médio unidos PA: tocando o antebrago M: arco. O: para a esquerda CM: miios com os dedos unidos, palmas para baixo PA: tocando os cantos da boca ME: afastar O: para os Indos CM: mao em “L", dedos unidos, palma paca a esqpuerda PA: tocando a bochecha M: aproximar e afastar, wirias vezes O: para dentto e para fora CME: mao em “Y”, palma para a esquerda PA: tocando o nariz ‘M: sem movimento O: para cima EP/C: levantar a cabeca CM: baixo PA: tocando 0 antebraco M: arco O: para a esquerda (0 aberta, palma para CM: mio em “X”, palma para baixo PA: tocando 0 queixo MM: afastar ¢ aproximar O: para baiso € para cima EF/C: lingua para fora TARTARUGA (CM: mao em acsquerda PA: tocando a palma da mio squerda M: dobrar 0 polegar O: sem orientagio palma para | | | Wo em “D”, palma para baixo O; para a frente CM: mio aberta, palma para baixo PA; tocando o qucixo M: sem movimento ©; sem orientagao E cm seguida simalar as listras do animal, TUBARAO CM: mio em “B”, palma para SS | aesquerda | re) PA: & frente M; ondulatério vara a frente TUCANO CM: mio em “L”, palma para dentro PA: na altura do nariz M: fechar O; paraa frente | URSO ] CM: mio em “L”, dedos flexionados, palma para baixe PA; tocando o alto da cabeca M: sem movimento (O: sem otientagio URSO PANDA, Fazer sinal de urso (p. 201) ¢, em seguida: CM: mios em *L”, dedos unidos pelas pontas PA: tocando os olhos M: sem movimento ©: sem orientacao CM: mios abertas, palmas M: afastar O: pata a frente CM: mao em “Y”, palma para baixo | PA: tocando o polegar na | cémpora M: gisar o pulso O: para cima ¢ para tis, CM: mios abertas, palmas para fora PA: tocando as témporas M: sem movimento O: sem orientacio Fazer sinal de cavalo (p. 189) em seguida: CM: mos em “1”, dedos curvados PA: tocando 0 térax M: afastar aproximar O: para os lados opostos CORPO HUMANO CM: mao aberta com polegar indicador fechado palma ¢ para cima PA: a frente M: sem movimento O: sem orientacio BARBA (CM: mao aberta, dedos curvados, palma para dentro PA: encostando as pontas dos dedos na lateral do rosto M: esfregar O: para baixo ¢ pata dentro BARRIGA \ . i Go CM: mao aberta, palma para dentro PA: encostando na barriga M: sem movimento O: sem orientacio BOCA CM: mio em “D”, palma para dentro PA: encostando na lateral da boca ‘rcular O: sentido horisio PS BRAGO CM: mao aberta, palma para baixo PA: tocando o antebrago esquerdo Me deslizar O: para baiso CABECA CM: mio aberta, palma para aesquerda PA: tocando 0 lado da ca- beca M: aproximar e afastar O: para dentro ¢ para fora CABELO. CM: mio em “L”, ', dedos unidos, palma para a esquerda PA: tocando alguns fios de cabelo M: puxar O: para cima M: circular : sentido horatio CiLIOs CM: mio em “B”, palma pata baixo PA: A frente dos olhos Mz dobrar o pulso O: paca cima CORACAO, CM: mao aberta, palma para dentro PA: tocando o peito M: esfregar O: pata baixo e para cima COTOVELO ( CM: mio em “D”, palma para a direita PA: tocando o cotovelo ME: aproximar O: para dentro CM: mio aberta, palma part a esquerda PA: tocando a lateral da coxa M: afastar ¢ aproximar O: para fora e para dentro | COXA. \ Lod DEDO CM: mao em “D”, palma para baixo PA: tocando a ponta do dedo indicador M: sem movimento O: sem orientacio EA CM: mio em “D”, palma para dentro PA: tocando os dentes ME: sem movimento O: sem orientagio EF/C: boca semiaberta FIGADO = CM: mao aberta, dedo médio cobrado, palma para dentro PA: tocando a lateral da barriga M: aproximar e afastar O: para dentro e para fora GARGAN CM: mao em “L”, dedos curvados, palma para dentro PA: tocando o pescogo M: aproximar \ ITES > (ea) INTESEINC CM: mo em “C”, palma pura ‘Gs, dentro PA: tocando a barriga a esquerda RE/C: bochechas infladas = es Ay | M:ondulatsrio Ss O: para a direitae para JOELHO, &) CM: mao aberta, palma para baixo S PA: tocando o joelho a M: aproximar el ©: para dentro B22 | EF/C: perna flexionada y \ | | 1 = LINGUA CM: mio em “D”, palma para | dentro | wa PA: tocando a lingua M: aptoximar O: para dentro EF/C: lingva para fora MAO ; CM: mio aberta, palma - para tris PA: na altura dos ombros M: tremular os dedos O: sem orientagio NADEGAS \ NI CM: mios em “C”, palma a palma PA: a frente Mé: aproximar O: para deatro ¢ para fora EF/C: bochechas infladas NARIZ S Cy CM: mio em “D”, palma para dentro PA: tocando a ponta do nariz M: sem movimento O: sem orientacio: OLHO, CM: mio em “D”, palma para dentro. PA: & frente dos olhos M: aproximar O: para dentro 3| pS Sys (( Liz OMBRO é CM: mos abertas, palma para baixo PA: tocando os ombros M: aproximar O: para baixo, ORELHA J CM: mao aberta, indicador € polegar flexionado, palma para fora PA: tocando a orelha M: sem movimento O: sem orientagao sso CM: mios em “C”, palmas para dentro cruzadas PA: 4 frente M: gitar os pulsos : para fora OVARIO CM: mios em “O”, palma a . palma PA: tocando a regio pélviea M: sem movimento O: sem orientagio ‘OVARIO pr CM: maos abertas, palmas para baixo PA: J frente ME alternado O: para cima e para baixo PELE CM: mio em “D”, palma para baixe PA: tocando 0 dorso ME esiregar O: para a frente ¢ para tris CM: mio aberta, palma para aesquerda PA: mordendo 0 polegar M: sem movimento O: sem orientag: EF/C: boca aberta PERNA CM: mio aberta, palma para aesquerd PA: tocando a lateral de perna M: aproximar ¢ afastar O: para dentro e para fora PESCOCO \ mio aberta, palma para dentro PA; tocando © pescogo M: sem movimento O: sem otientagio CM: mio diseita aberta, palma para dentro PA: tocando as castas M: sem movimento : sem orientagio Fazer sinal de vermelha (p. 109) e,em seguida: CM: mio em “D”, palma para baixo PA: tocando o pulso M: esfregar : para a frente e para tris SOBRANCELHA “ CM: mio em “D”, palma para dentro PA: tocando a sobrancelha M: deslizar O: para a direita UNHA CM: mio aberta com polegar ¢ anular flexionados, palma para fora PA: a frente M: esfregar O: para baixo: UTERO, CME maos em “C”, palma a palma PA: tocando a regifio pélvica M: sem movimento O: sem orientagio CM: mio aberta com dedos polegat ¢ indicador unidos, palma para baixo PA: a frente Mz sem movimento ©: sem otientagio HIGIENE ho be ve ESCOVA DE. DENTE, CM: mio em * para baixo PA: frente da boca M; rapidamente O: para a esquenda e para adireita (CM: miios em “L”, dedos unidos, palma a palma PA: A frente da boca M: rapidamente ¢ alternado O: para a esques direita EE/C: sortindo LENGO DE PAPEL Fazer o sinal de papel (p. 116) em seguida: CM: mios abertas, palma, unidas p. dos dedos PA: tocando o nariz PAPEL HIGIENICO PASTA DE DENTE Zp i CM: mio em “A” com polegar esticado PA: tocando o indicador M: deslizar O: para fora PENTE or aesquerda »A: altura da cabeca ME: deslizar O: para baixo PERFUME & S CM: mao em “Y", palma para dentro PA: a frente do t6rax M: aproximar O: para dentro e para fora SABONETE CM: mao aberta, palma para baixo PA: tocando a pal M: esfregar, varias vezes O: para tras e para a frente (CM: mo em “A”, palma para fora PA: acima da eaboga M: aproximar e afastar : para baiso e para cima E, em seguida, simular esfreger a cabeca. Sars e CM: mio direita fechada com dedos polegar e indicador unidos: PA: tocando 0 indicador da palma esquerda M: sem movimento. O: sem orientagio CM: mios em “C”, palma pata baixo PA: tocando o antebrago M: esfregar, rapidamente ©; para a frente € para tris EF/C: boca ¢ olhos semiabertos AMBULAD Fazer o sinal de carro e em seguida: CM: mao aberta em palma para fora PA: & frente da testa M: girar o pulso O: para a direita e para aesquerda CM: mao em “C”, palma para dentro PA: tocando o térax M: varias vezes O: para baixo e para cima EF/C: respiracio ofegante CM: mao em“ para a esquerda PA: palma ncostando na bochecha O: para baiso e para cima 1 | CAXUMBA, Ly) méos em : "palma a pal PA: encostado na lateral do pescogo M: sem movimento CIRURGIA CM: mio em “A”, palma para baixo PA: A frente M: deslizar ©; sem orientagio | 3D | > CM: mios em “V”, dorso a 23 . ; Ps dosso PA: laterais da c: Meabrire fechar, O: para tris ZA OM: méo em “A”, palma para dentro PA: tocando o peito M: sem movimento O: para baixo I cara, lingua de fora CUP ED) CM: mio em “E", palma para a esquerda PA: do rosta ‘Megitar 0 pulso rapidamente O: para fora ¢ para dentro EE/C: testa fianzida e bico DOR DE BARRIGA CM: mao aberta, palma para dentro PA: ence M: esfregar ©; para a dircita ¢ para a esquerd EF/C: cara de desconforto E, em seguida, fazer o sinal de dor (p. 216). ido na basriga CM: mio em “E”, palma para a esquerda PA; tocando a témpora M: gisar © pulso O: para fora e para dentro EF/C: testa franzida CM: mio em “D”, palma para a esquerda PA: tocando a orelha M: sem movimento O: sem orientacio CM: mio em “B”, palma para fora PA: tocando a testa pelo dorso M: sem movimento O: sem orientagio EF/C: cata de desinimo CM: mio em “L, dedos unidos, palma para dentro PA: tocando o nariz, M: raspar O: baixo SM: mio fechada, dedos indicador, médio e polegar abettos, palma para dentro PA: tocando 0 ombro M: fechar o polegar O: para dentro CM: mio aberta, palma para dentro PA: tocando a barriga, M: circular, varias vezes O: sentido horirio CM: mao em “S para dentro PA: encostada na palma M: circular, varias vezes O: sentido horirio 5 palma Fazer sinal de vermelho (p. 109) e, em seguida: CM: mao em “D”, palma para baixo PA: tocando 0 pulso M: esfregar O: para a frente e para tris CM: mao fechada, dedos indicador, médio e polegar abertos, palma para dentro PA: tocando 0 ombro M: fechar os dedos O: para dentro 83 Da TONTURA CM: mao em para a esquere PA: altura da cabeca M: circular c palma em orientagio mT CM: mao cm para a esquerda PA: 4 frente da boca em movimento m orientagio '/C: olhos fechados ¢ boca aberta, cabeca para a frente "palma tt VOMITO CM: mio fechada, palma para baixo PA: tocando abaixo do queixo MG afastar e abrir os dedos O: para a frente MEIOS DE TRANSPORTE Vahas Ae Oda low adbe AVIAO CM: mio em “ para baixo PA: na altura da cabeca M: arco O: para a esquerda BARCO mios abertas, palma a palma, unidas pelos dedos minimos PA: A frente M: arco, repetitive O: para a frente CM: mios em “S”, palmas a baixo M: circulos abertos e alternados : sentido horario CM: infos abertas, palma a palma PA: lateral da cabega ME: dobrar 0 pulso O: para a frente e para tris CM: mos em “S”, palma a palma PA: a frente ME: semiarcos alternados O: para cima e para baixo HELICOPTERO, CM: mio fechada, dedos médio, indicador e polegar abertos PA: tocando a exquenda em M: tremular os dedos O: para cima o CM: mios em “S$”, palma para baixo PA: a frente M: girar os pulsos O: para baixo 1, em seguida, fazer o sinal de barco (p. 221), CM: mio em “5”, palma a palma PA: & frente M: afastar O: para a frente ZA. MOTO CM: mos em “$”, palma paca baixo. | PA: a frente M- girar os pulsos O: para baixo =: testa franzida e tremular labios | NAVIO CM: mios abertas, palma a palma, unidas pelos dedos minimos PA: A frente M: afastar O: para a frente ONIBUS CM: mio em “A”, palma dentro tocando os dedos fastar, gicando o pulso O: para fora CM: mao aberta, palma para dentro eando a palma da mao c CM: mios abertas, palma a PA: & freate M:citcular O: sentido horario CM: mio em “V", palma para a frente PA: na altura da cabega M:afa O: paraa freate MEIOS DE COMUNICACAO TON RS Ve DAU IVAPaDAaA CM: mio em “U”, palma para dentro, PA: tocando a lingua M: dobrar o pulso O: para baixo EF/C: lingua para fora Fazer o sinal de papel (p. 116) e, em seguida: CM: mios em “A”, palma para fora PA: na altura da cabeca M: afastar e deslizar O: para a frente e para baixo CELULAR > Y CM: mao em “C”, palma para a esquerda PA: na altura da orelha M: sem movimento O: sem orientagio COMPUTADOR CM: mos em “X para a frente PA: A frente M: circular e al snado O: sem orientacio CM: mos abertas sobrepostas PA: A frente M: deslizar O: para a frente CM: mio em “1”, palma para a esquerda PA: tocando abaixo da mio M: semiciculo O: para a frente (©: para o lado direito MANDAR F-ALAIL CM: mio aberta, palma para SS = | rtixo S8Sea5 PA: passando entre a mao Ent. Ripe : =e owed esquerda em M: afastar (O: para a frente Fazer o sinal de telefone {p. 227) e, em seguida: CM: maos abertas, palmas para baixo unidas pelos polegares } PA: acima da cabeca ¢ lateral | das mios unidas M: semicirculo | O: para baixo ORKUT CM: mios em “O”, palma para fora PA: a frente M: semicirculo O: para fora RADIO CM: mao em “C para a esquerda PA: tocando a orelha ‘MM: tremular O: sem orient palma CM: mo aberta, palma para baixo PA: sando entre a mio esquerda em “C” ‘Mi: aproximar : para dentro CM: mao aberta, palma para aesquerda PA: raspando na palma gitar pulsos O: para a esquerda CM: mio em “¥", palma para aesquerda PA; tocando a orelha M: sem movimento ©: sem orientagio Fazer o sinal da letra “T™, em seguida o da letra “D” e, em seguida, “ID” novamente. LAZER/ESPORTE be Sod as. dhe BARALHO CM: mio aberta, dedos fle xionados, palma para dentro segurando os dedos da mo esquerda M: arco O: pata a frente BASQUETI Bw CM: mio aberta, palma para a frente PA: ao lado da cabega M: arco. O: pata a frente BILHAR/SINUCA CM; mio em “A”, polegar estendido, palma para dentro PA: 4 frente aproximar O: para a frente CME: mios em “C”, palma a palma PA: A frente M: tremulat O: sem orientacio CM: mio aberta, palma para | cima PA: 20 lado da cintura M: arco ©: para a freate Fazer o sinal de bebé (p. 72) ¢, em seguida: M: circular e alternado O: sentido horatio CM: maos em palma PA: 4 frente M: afastar, repetitivo O: para a frente e para tris palma a BRINQUEDO. 5 CM: mos em “Y", palmas para dentro PA: a frente ro ME: circular e alternado O;: sentido horirio CANOAGEM CM: miios em “S”, palma a palma, sobrepostas PA: lateral do cozpo M: girar pulsos O: para baiso CM: mio em “C”, palma para baixo PA: & frente M: sem movimento O: pam a direita e para a esquerda CICLISMO | CM: mios em * para baixo PA: A fre M: circular ¢ alternado O: sentido horitio palmas CORRIDA CM: mos em “$”, palma a palma PA: lateral do tronco M: afastar e aprosimar O: para a frente ¢ para tras CM: mio em para baixo PA: a frente M: tremular os dedos, arco O: para a frente palma CM: mio em para cima PA: a frente M: abrir : para a frente palma cM: unidos PA: M: arco ©: para os lados aberta, dedos frente | DOMINO cM: PA: A frente ME gitar os pulsos O: para dentzo ¢ para cima CM: mios em “S”, polegar estendido, palma a palma PA: lateral do corpo M: alternado (O: para cima e para baixo Fazer o sinal de futebol (nesta pagina) e, em seguida: CM: mios em “5”, palmas para a frente PA: na altura do peito M: afastar O: para os lados opostos CM: mios em “S”, palma a palma PA: na altura dos ombros ME: gitar os pulsos O: para fora ¢ para dentro CM: mio em “X”, palma para baixo PA: 4 frente M: aproximar e esticar 0 dedo indicador O: para a esquerda | GOLFE CM: mios em “S”, palma a palma, sobrepostas O: para a esquerda CM: mao em“ passa fren ao lado da cabega M: abrir : pata a frente 2”, palma CM: mos em “S”, palma a palma, sobrepostas PA: acima dos ombros M: arco O: para a frente e para baixo CM: mio em “V", palma para dentro PA: entre a mao esquerda, palma para dentro M: tremular dedos O: para baixe | ooh es CM: miios abertas, palmas a | para baixo ao PA: a frente M: arco e alternado WN : para a frente e para tris AS PATINS, CM: maos abertas, palma para baixo PA: a frente M: dobar os puisos alterna: damente O: para cima e para baixo PETECA CM: mao aberta em “ palma para a esquerde PA: tocando a palma aberta M: bater O: para cima PINGUE-PONGUE, CM: mio em “L.”, dedos cur- vados, palma para dentro PA: A frente M: dobrar 9 pulso O: para a frente e para tris CM: mio an “U”, palma para dentro PA: tocando o dorso da mio esquerda aberta M: ondulatorio: O: para a frente SURFE para dentro PA: tocando 0 dorso da mio esquerda aberta M: ondulatério O: para a frente CM: mio em “A”, palma para a esquerda PA: ne altura do peito ‘MM: aproximar e afastar O: para dentro e para fora para fora PA: 4 frente da cabega M: dobrar os pulsos O: para a frente Farer o sinal de cavalo (p. 189) €, em seguida: CM: mao aberta, dedos unidos, palma para baixo PA: a frente M: arco : para os lados INSTRUMENTOS MUSICAIS es YS Oded VeYOaa VAISPRQHS CM: maos em “A”, palma a palma PA: na altura dos ombros M: dobrar os pulsos, wirias vezes, alternado O: para a frente e para tris FLAUTA, mios em “ PA: na altuta do térax M: tremular os dedos : sem orientagio EF/C: assoprando CM: miios em “C”, palmas para dentro PA: A frente da boca M: sem movimento ©: para a dircita e para a esquesda CM: mio abetta com dedos indicador e polegar unidos, palma para dentro PA: altura da cintura MM: virias vezes O: para baixo e para cima CM: mios abertas, palma a palma PA: a frente M: tremular os dedos ara a frente ¢ para tris PIANO, CM; mos abertas, palmas para baixo PA: na altura da cintura cemular os dedos, afastar :proximar O: para fora e para dentro TAMBOR : maos abertas, palmas para baixo PA: na altura do wonco: M:alternado, varias vezes (©: para baixo ¢ para cima CM: mao aberta, palma para dentro PA: na altura da cintura M: tremular os dedos O: para baixo ¢ para cima VIOLINO CM: mio em “A”, palma para baixo, PA: na altura do trax M: aproxioar ¢ afastar O: para tris e para a frente VIOLONC! LO, CM: mio direita em “C palma para dentro PA: na altura da cintura ME: tremular os dedos O: para baixo e pat VERBOS MV) Janae ABENGOAR CM: maos em “A”, palmas para baixo PA: acima da cabega M: abrir os dedos O: para baixe CM: mios em “C”, palma para dentro PA: tocando © peito com os bragos cruzados Mz sem movimento O: sem orientacio. : maos em “B”, palmas pata fora PA: a frente M: gitar o pulso O: para dentro ACALMAR CM: mos abertas, palmas para dentro PA: tocando 0 peito M: esfregar : para baixo CM: mios em “D”, palma a palma PA: a frente M: aproximar O: para o centro ACOMPANHAR, nis maos em “A°, palma a palma PA: 4 frente M: afastar O: para nte ACORDAR (CM: mao direita em “17”, dedos unidos, palma para a frente PA: tocando a lateral do olho M: abrir O: sem orientacio CM: mio dircita em “B", palma para a esquerda PA: tocando a ponta do nariz Me afastar O: para a frente CM: maos com dedos unidos, palma para frente PA: a M: afastar lateralmente O: para a direita CM: mao direita em “D”, palma para a esquerda | PA: tocando a témpora girar 0 pulso O: para fora ADMITIR CM: mios abertas, palmas para cima PA: 8 frente M: fechar os dedos : para baixo AFASTAR CM: mios abertas, dorso a | dorso | PAsa frente M: afastar O: para fore e para dentro ALUGAR CME: mio direita em palma pasa baixo PA: tocando o dedo indica- dor da mio esqucrda MM: deslizat e abrir os dedos (O: para a frente CM: mao direita aberta, palma para baixo PA: tocando o peito Mt fechar os dedos um a um O: sem orient CM: mio diseita em * palma para dentro PA: & frente M: movimentar os dedos alternadamente O: para a frente ANOTAR CM: mio dircita com dedos unidos PA: tocando a palma para cima ‘Mi raspar em arco O: para dentro APAGAR CM: mio direita abecta, = M: fechar unindo os dedos O: para cima APERTAR CM: mio direita em “C”, palma para a diccita PA: tocando o braco esquerdo, M: fechar levemente os dedos (O: sem orientagio CM: mao direita em *C’ palms para a esquerda PA: tocando a testa M: abrir e fechas, varias vezes O: m orientacio CM: mos abertas, palma para cima PA: ao lado esquerdo do corpo M: arco O: para a direita ARRASTAR CM: maos em “ baixo, lado a lado PA: A frente M: fechar as mios ¢ aproximar O: para o centro palma para CME: mios abertas, palmas para baixo PA: A frente Mé circular e alt O: sentido horério nao direita em “1”, s curvaclos, palma para aesquerda PA: tocando abaixo do olho direito M: sem movimento O: sem orientacao ASSUSTAR ai % eS CM: maos abertas, palmas para dentro PA: tocando 0 peito M. esfregar e afastar O: para cima e para fora ATRASAR CME: mio direita em “1”, palma para fora PA: tocando a mao esquerda aberta M: girar 0 pulso Q: para baixo CM: maos em palma PA: a frente M: afastar O; para os lados opostos CM: mio direita em “ palma para a esquerda PA: tocando a boca M: afastar em arco O: para a frente CM: mio direita em “Y’ palma para a dircita PA: tocando o peito M: aproximar O: para dentro CM: mao dircita em “$”, Ima para dentro, PA: tocar a palma esquetda aberta M: aproximar O: para a esquerda CM: mio direita com as pontas dos dedos juntas, palma para baixo PA: tocando a testa M: raspando O: para tras CM: mao direita em polegar estendido, palma para a esquerda PA: naaltura da boca M: girar 0 pulso O: para dentro, CM: mo direita com as pontas dos dedos juntas © palma para baixo PA: altura da bochechs M: apioximar O: para dentro CM: mios em “V”, palma a palma PA: a frente MM: dobrar os pulsos O: para o centro CM: mos em “Y”, paimas para dentro PA: a frente M: circular e altermado O: sentido horatio CM: mao direita em “V”, palma para a dircita PA: tocando na palma da mio esquerda ME: girar o pulso em arco O: para a frente CM: maos em “C”, palma para cima PA: tocando o peito M: esizegar O: para baixo 1F/C: eara de desdnimo inclinar a cabega para baixo CM: mio direita aberta, palma para cima PA: 4 frente M: dobrar os dedos O: para dentro CM: mao direita em “1 palma para a esquerda PA: ao lado do corpo M: arco O: para baixo CM: mios em para dentro, PA: tocando abaiso dos olhos M: zigue-zague O: pata baixo palma CM: mao dircita aberta, pal ma para a dircita PA: tocar a palma da mao esquerda NM: aproximar CLASSIFICAR CM: mio dircita aberta, palma para dentro PA: a frente M: afastar, varias vezes, em arco (O: para a frente CM: mao direita em palma para a esqu "A: tocando abaixo do olho direito M: fechar O: sem orientagi EF/C: cabega balangando pataa frente e para tras CM: mios em “S”, palma para dentro PAL 4 frente M: aproximar O: para 0 centro CM: mao direita aberta, dedos unidos pelas pontas, palma para a frente PA: A frente M: arco O: para a frente © para baixo CM: mos abertas, palmas para baixo PA: a frente ME: girar os pulsos O: para cima EL/C: sorrir COMER CM: mio diteita aberta, palm para dentro PA: na altura da boca M: fechar ¢ abrir os dedos : para dentro e para fora boca aberta CM: maos abertas, palmas para dentro PA: & frente M: afastar e aproximar, alternado O: para dentro e para fora Mao em “L” com dedos unidos, aspar os dedos e, em seguida: CM: mio direita em “L” palma para cima PA: tocando a palma esquerda aberta Mz esfregat O: para a frente CM: mio direita em “B”, palma para a esquerda PA: tocando o queixo M: aproximar ¢ afastar, varias vezes O: para fora e para dentro CM: mio direita em “V”, palma para dentro PA: tocando 0 dedo indicador esquesdo M: girar os pulsos O: para cima e para baixo im seguida fazer (p. 262) fazer o sinal de CONSOLAR CM: mio direita aberta, palma para baixo PA: tocando 0 dorso da mac. esqui M: desliza O: para a frente CM: maos abertas, palmas para dentro PA: A frente M: semicirculo O: para cima ME: mio direita em “8”, palma para cima PA: A frente M: abrir os dedos um a um O: pata a frente ME mio direita em “V”, palma para 2 esquerda PA: & frente jobrar 0 pulso : para cima, para baixo eparaa frente CM: mio dircita aberta, palma para baixo PA: tocando 0 dorso da mao esquerda M: circular O: sentido horario CONVIDAR a frente M; arco O: para a direita COPIAR CM: mio direita aberta, palmas para baise PA: acima da mio esquerda M: deslizar ¢ fechar os dedos O: para dentro CM: mios em “A” palma PA: lateral do corpo M: alternado O: para cima e para baixo ypalmaa | CORRIGIR CM: mao dieita em “L", | dedos unidos, palma para aesquerd: PA: tocando a palma da mio esquerda M: esfregar O: para baixo ¢ paraa frente | CM: mio direita em palma para 2 esquerda PA: a frente M: unir ¢ afastar os dedos O: para a frente °M: mio direita aberta, palma para dentzo PA: tocando a testa ME aproximar O: para baixe CM: mao direita aberta, palma para baixo PA: ao lado do corpo M: sem movimento O: para cima CM: mio direita em “V”, palina para a frente PA: tocando o pulso da mio esquerda M: aproximar e afastar O: para dentro e para fora CM: mios em “ para baixo PA: a frente M: girar os pulsos : para a frente palmas CM: mio dircita em “D”, palma para PA: tocando a testa M: fechar O: para cima aixo : mao direita em palma para dentro PA: tocando o peito M: esfregar O: para baixo EP/C: cara de desconforto io direita em “C” : tocando o dorso da mi esquerda M: aproximar O: para baixo P2 (CM: mio dircitaem “C”, palma para dentro PA: tocando a palma da mao esquerda M: deslizar O: para a frente CM: mio aberta, palma para aesquerda PA: tocando no queixo fechar os dedos um a um : sem orientacio CM: mos abertas, palmas para dentro PA: A frente ME unir os dedos O: para baiso CM: mao direita aberia, palma para dentoo PA: tocando o peito Mi esiregar O: para baiso e para fora CM: mao direita aberta, palma para baixo, dedos curvados PA: a0 lado do corpo Mz sem movimento O: pasa baixo. OM: palma para a e: PA: prosima a palma esquerda aberta M: ondulatério O: para baixe CM: mios abertas, dedos flexionados, palma a palma PA: tocando 2 témpora M: afastar O: pana a frente EP/C: cara de bravo CM: mos abertas, palma palma PA: a frente ME girar o pulso O: para os lados opostos EF/C: sobrancelhas ary CM: mio direita em “X”, palma para a esquerda PA: tocando o polegar da mio esquerda M: aproximar O: para dentro, CM: mao aberta, dedos unidos, palma pera cima >A: A frente M: aproximar O: para dentro CM: mao direita em “L”, palma para fora PA: ao lado do corpo M: fechar os dedos O: para baixo. CM: mos em “D”, palmas para dentro PA: 4 frente do peito M: dobrar os pulsos O: para dentro EF/C: sobrancelnas arqueadas CM: mao direita em “B”, palma para a esquerda | PA: tocando a testa ME: deslizar O: para a esquerda DIVIDIR CM: mio direita aberta, palma para a esquerda PA: tocando a palma da mao esquerda M: esfregar O: para dentro Fazer o sinal de escrever (p. 259) e, em seguida, fazer osinal de afastar pessoas (p. 243) (CM: mio aberta, palma para fora PA: tocando a lateral do olho M: fechar os dedos : sem orientagao EF/C: cabeca inclinando para adireita CM: mio direita em “D”, palma para 2 esquerda PA: tocando a testa Mr: girar o pulso e afastar 2 para fora CM: mios em “D”, palma a INSINAR CM: mios abertas, dedos unidos, palmas para fora PA: 4 frente M: abrir os dedos O: para a frente CM: aio direita aberta, palma para baixo PA: tocando a témpora M: girar 0 pulso O: para a frente ¢ para tris CM: mio direita aberta, palma para a esquerda PA: tocando a palma da mio esquerda M: esfeegar ©: para a frente CM: mao direita em palma para dentro PA: tocando 0 queixo : aproximar e afastar, duas ve: O: para cima e para baixo CM: mao direita em 3”, palma para a esquerda PA: tocando a bochecka O: para cima ENVIAR PA: a fente Ni abrir os dedos O: para a frente CM: mio em “L para a frente PA: a frente M: uni os dedos palma CM: mio diseita em “C”, palma para dentro PA: tocando 0 dorso M: deslizar (O: para a esquerda CM: mio direita em “L dedos unidos, palma para baixo PA: tocando a palma sfregar ¢ ondulatorio ara a frente CM: mio direita em “C”, palma para a frente ESPERAR zi os em “S”, palmas para baixo PA: tocando 0 pulso da mio esquerda M: aproxi varias O: para baixo e para cima CM: mao em “C”, palma para a esquerda PA: tocando o lado esquerdo da testa Mz esfregar e fechar os dedos O: para a direita CME mios em “A”, palmas para dentro, unidas pelos polegares PA: a frente M: afastar O: pata os lados opostos CM: maos abertas, palimas para cima PA: tocando a palma da mao esquena M: aprosimar e af O: para baixo e para cima star, varias | ! EVITAR PRP Rast CM: mio direita em “Y”, palma para baixo PA: tocando a témpora M: girar 0 pulso em arco O: para fora EXAGERAR CM: mio direita aberta, palma para a esquerda PA: tocando a mao aberta, palma para cima M: arco O: para a frente CM: mao direita, dedos unidos pelas pontas, palma para a esquerda PA: tocando a bochecha do lado cireito M: aproximar e afastar O: para dentro e para fora CM: mao direita e1 palma para baixo PA: tocando o indicador da mio esquerda M: deslizar e abrir os dedos O: para a frente CM: mio direita em “P”, palma para cima PA: 4 frente da boca M: circular O: sentido horario FALAR COM AS MAOS/ LIBRAS: CM: mos abertas, palma a palma PA: A frente M: circular e tremular os dedos, alternado O: sentido horario FALTAR CM: mao direita em palma para baixo PA: tocando o dorso da mio esquerda M: esfregar em arco O: para a frente cM: pel: PA: M: aproximar e afastar, viirias O: para baiso e para cima s em “A”, unidas unhas dos polegares frente CM: mios em “B”, palmas para fora PA: & frente M: aproximar ©: para o centro CM: mios em “Y”, palmas para dentro, unidas pelos polegares PA: a frente M: sem movimento ©: pata baixo CM: mio aberta, palma a palma PA: tocando a palma cesquerda Me gira: 0 pulso O; para cima FUMAR CM: mio em “VW, palma para dentro PA: tocando a boca O: para a frente ¢ para trés (CM: mao direita em “L", palma para a esquerda PA: ao lado da orelha M: girar 0 palso O: pam a frente Mao em “1,” com dedos unidos, raspar os dedos e, em seguida CM: mio aberta, palma para baixo PA: A frente M: deslizar e abrir os dedos O: para a frente CM: mao dircita aberta, palma para dentro PA: tocando o peito Mé circular O: sentido horiio CM: mao em para dentro PA: a frente da boca Mb afastar em arco ©: para fora B/C: boca aber IMPRIMIR CM: mao direita em palma para fora PA: tocando a palma da mio esquerda M: deslizar, varias vezes O: para a direit esquerda e pam a CM: mio em para fora PA: tocando os dentes Mz sem movimento 0; sem orientagio EP/C: testa franvida » palma CM: mao di palma para dentro PA: a frente M: dobrar o pulso O: para a frente | Fazer o sinal de comer (p. 250) , em seguida: CM: maos abertas, palmas para baixo PA: tocando o dorso da mio esquerda Mz esfregar O: pana frente CM: mos em palma, polegares estendidos PA: A frente Mf: alternado O: pata cima e para baixo JURAR CM: mio aberta, palma pasa baixo PA: a0 lado do corpo M: dobrar 0 pulso O: para cima CM: mos em “A”, palma a palma PA: frente sfregar O: para a frente e para tris LEMBRAR CM: mo direita em palma para a frente PA: tocando a témpora M: esftegar 0 dedo indicador na témpora O; para a frente e para tris mmfio esquerda M: dobrar o pulso O: para baixo LER OS L. a frente M: circular O: sentido horario LEVAR CM: mos abertas, palmas para cima PA: 4 frente LIMPAR dle CM: mio dizeita em “L”, palma pasa baixo PA: tocando a palma da mao esquerda M: esfregar O: para a frente CM: mios abes dedos édios ¢ polegares unidos € entrelagados PA: A frente M: abrir os dedos e at O: para os lados opostos CM: mio direita em“ palma para a esquerda PA: tocando a testa MM: afastar em arco O: pata frente e para baixe, CM: mio dircita cm “$”, palma para a esquerda PA; ao lado da cabeca Mz arco MEDIR CM: mios em “L”, dedos unidos, palmas para baixo PA: 4 frente M: afastar O: pata os lados opostos CM: mio direita em “A”, poleger estendido, palma para tris PA: ao lado do corpo M: espiral O: para cima (CM: mio direita aberta, dedos unidos, palma para cima PA: a frente ME: aproximar em arco ©: para cima CM: mio direita aberta, palma para cima PA: A frente M: sem movimento O: sem orientagio Bo direita em “X”, palma pata a esquerda PA: tocando a ponta do nariz M: esfregar ©: para a exquerda e para a dircita MISTURAR CM: mios abertas, dedos unidos, palma a palma PA: 4 frente M: circular ¢ altecnado O: sentido horatio CM: mio direita em “V” palma para dentro PA; tocando a mio esquerda em “B” M: arco O: pam a frente CM: mio dircita aberta, palma para baixo PA: tocando abaixo do pes- cogo M: esfregar O: para a diveita (CM: mao dircita em “D”, palma para baixo PA: tocando a palma esquerda aberta, palma paraa frente Mé: afastar (©: para fora CM: mios em “A”, palmas para baixo, polegares esten- didos PA: a frente M: circular e alternado ©: sentido horirio CM: mios abertas, palmas pata baixo PA: 4 frente M: circular e alternado O: sentido horitio NAMORAR | CM maos abertas com dedos médios dobrados, palma a palma PA: & frente M: dobrar os dedos médios (O: para baixo e para cima CM: maos abertas, palma a palma PA: a altura da bartiga M: arco O: para os lados opostos OBEDECER CM: mio em “Y”, palma querda PA: tocando a testa M: circular O: seatido horisio para a BOM/LEGAL CM: mao am “B”, palma para a frente PA: tocando a bochecha Mz estregar O: para a frente BONITO CM: mio aberta, palma para dentro PA: 4 frente do rosto : Fechar os dedos um a um : para a direita CM mio aberta, palma p: dentro PA: tocando 0 peito Mz esfregar O: para baixo e para cima P/C: testa franzida CALMO, ios abertas, palmas para dentro PA: tocando o peito M: raspar O: para baixo CM: maos em “(”, palmas ira cima PA: tocando o peito CM: mio aberta, palma para dentro PA; na altura do peito M: balance: ©: part a frente CASADO. mios em “C palma PA: a frente M: aproximar O: para o centro CM: mio aberta, palma para baixo PA: tocando o nariz M: fechar O: para dentro CM: mio aberta, palma para cima PA: tocando 0 cotovelo esquerdo M: circular 0: sentido horitio a/C: testa franzida CME: mio aberta, dedo médio dobrado, palma para dentro PA: tocando o peito M: esfregar O: para baixo CME: mios abertas, palmas para dentro PA: tocando o peito Mi: raspar O: para cima ortiso CORAJOSO. CM: mao aberta, palma para baixo PA: tocando o peito M: esfregar O: para cima ¢ para fora CME: mao aberta, palma para afrente | PA: tocando a lateral da mio esquerda, palma para baixo M: empurrar O: par a frente CM: mio aberta, palma para a frente PA: tocando a témpora M: dobrar os dedos rapida- mente CM: mio aberta, palma para dentro PA: tocando o dedo médio no queixo M: deslizar (Os para a esquerda DENTRO CM: mo aberta, palma para dentro PA: tocando dentro da mao esquerda em “C” ME: encaixar O: para baixo DESCONFIADO. CM: mios abertas, palmas para dentro PA: A frente M: aproximar ¢ afastar (O: para dentro e para fora EF/C: sobrancelhas anjueadas CM: maos abertas, palmas para baixo PA: a frente M: empurrar (O: para baixo CM: mio em “D”, palma para baixo PA: tocando a testa M: dobrar e esticar 0 dedo indicador, raspando (O: para a esquerda CM: mios abertas, dorso a O: para os lados opostos CM: mio aberta, palma para fora PA: segurando o pulso querdo com os dedos m epolegar M;: sem movimento O: sem orientagao CM: mao em “D”, palma para dentro tocando a ponta do nariz, lobrar 0 dedo O: para baixo e para a frente EF/C: carcta CM: mao em “L”, palma para dentro PA: tocando o peito M: aproximar O: para dentro EP/C: testa franzida CM: mios em “F”, palma para a frente PA: na altura da cabeca M: ondulatério O: para baiso FINO CM: mios abe: polegar ¢ indicador unidos, palmas para a frente PA: @ frente MM: afastar ©: para os lados opostos CM: mao em “D”, palma para baixo PA: na altura do peito M: afastar em arco O: para fora CM: dedos unidos, palma para dentro PA: na altura da boca M: dobrar o pulso repetida- | mente O: para dentro e para fora CM: mios em “Y”, palma para baixo PA; acima do brago M: balangar O: para cima EF/C: bochechas infladas CM: mios em “C”, pa palma PA: A frente Mz afastar em arco O: para os lados opostos CM: mao em para a esquerda PA: a frente Mz sem movimento sem orientacio '/C: bochechas infladas CM: mio aberta, dedos médio e polegar unidos, palma para baixo | | PA: tocando a palma esquerda M: desliz: O: para a frente EF/C: testa franzida qR INTELIGENTE \) CM: mao em “5”, palma para dentro PA; tocando a témpora M: afastar O: para fora CM: mios abertas, palma a palma PA: ao lado do corpo M: fechar os dedos um a um O: para baixo CM: maos abertas, dedos indicador e polegar unidos, palma paraa frente PA: 4 frente M: tar : para a esquerda CM: mio em “D”, palma para baixo PA: a0 lado da orelha M: circular O: sentido horitio CM: mao em “1”, palma | para dentro PA: na altura do peito em movimento O: para baixo EB/C:; bochechas sugadas i: mo aberta, palma para squerda PA: ao lado da cabega CM: mao aberta, palma para a esquerda PA: 20 lado da cal Mz abaixar em arco O: para baixo HE/C: testa franzida CM: n em “QO”, palma para dentro PA:a frente da boca M: abrir ¢ tremular Os paraa frente palma para dentro PA: tocando o peito Mz abrir ©: para dentro CM: mios abertas, palma a palma PA: 4 frente M: fechando os dedos uma um O; para o centro EF/C: abrir ¢ fechar a boca | MUITO CM: mios abertas, palmas para cima PA: a frente M: abrir ¢ fechar os dedos repetidamente O: sem orientacio CM: mao em “X”, palma para baixo PA: acima do antebrago esquerdo Mz esfreg: O; para a direita e para aesquerda EF/C: sobrancelha franzida | CM: mio com os dedos unidos, palma para a esquerda PA: na altura do peito M: abrir os dedos O: paca a esquenda OBEDIENTE | | CM: mios em “C”, palma a ‘2 palma PA: tocando a témpore &R ie 2S O: para fora Ip ad PEQUENO | Siainan tees, | fora, dedos aproximados PA: a frente M: sem movimento O: sem orientagio h h aa ES me CM: mio em “D”, palma. para a esquerda PA: tocando a lateral do. nariz M: esfregar ©: para cima ¢ para baixo. CM: mios em 4X”, polegares distendidos, palma a palma DA: a frente M: aproximar (O: para 0 centro CME miios abertas, palma a palma PA: a frente M: aproximar e afastar O: para dentro e para fora | EF/C: cara de desinimo | CM: mio aberta e dedos unidos, palma para dentro PA: a frente ‘M: dobrar o pulso O: para baixo EF/C: cabega inclinada para a frente (CM: maos em palma PA: Jaterais da cabeca circular e alternado sentido horario 2P/C: olhos semifechados ", palma a i RAPIDO. RG, CM: mao em “C”, palma para a esquerds PA: A frente da boca M: sem movimento O: para a esquerda M: esfregar O: para cima CM mos abertas, dedos flexionados, palmas para tris PA: tocando a bochecha M: circular O: sentido horitio EE/C: sobrancelhas arqueadas =] Mio direita aberta, palma para dentro, raspar o dedo indicador no pescoco e, em seguida: CM: mito aberta, dedos polegar ¢ médio unidos, palma para fora PA: a frente M: abrir O: sem oricatacio BE/C:estalando a lingua CME mio em “D”, palma para a esquerda PA: tocando os labios M: sem movimento O: sem orientagio SOLTEIRO CM: mio em “S”, palma para a esquerda PA: a frente circular : sentido horario CME: mio em “L”, palma para fora PA: ao lado do olho M: fechar ¢ abrir os dedos O: sem orientagio EP/C: fechar € abrir 0s olhos € cabega tombando para a frente CM: mios em “L”, palmas para dentro, cruzadas PA: A frente Me: afastar em arco ©; para os lados opostos CM: mio aberta, dedos meédio e polegar unidos, palma para e frente PA: frente abrir os dedos sem orieatacio CM: mio em “D", palma para a frente PA: tocando a lateral do pescogo ME girar 0 pulso O: para a frente e para tris ‘TEIMOSO CM: em “B”, dedos abertos, palma para a esquerda PA: tocando a ponta do nariz M: dobrar 0 dedo indicador ©: para a frente e para tras CM: mao em “Y”, palma para dentro PA: tocando o queixo M: sem movimento : sem orientagao EF/C: cabeca tombando para 2 esquerda, testa franzida e boca formando bico CM: mio em “Y*, palma para dentro PA: tocando 0 peito M: raspar em arco. O: para cima CM: mios em “L”, palmas para baixo PA: a frente MM: afastar O: para a esquerda CM: mao em “S”, palma para dentro PA: tocando 0 queixo. MM: esfregar O: para dentro e para fora | VERDADEIRO CM: mio aberta, dedos | médio e polegar unidos, | palma para baixo PA: tocando a palma esquerda M: aproximar e afastar (©: para baixo € para cima LOCALIDADES we team — cl fowl —