Você está na página 1de 32
Matemática para CEF Teoria e Exercícios Comentados Prof Alexandre Azevedo – Aula 02 AULA 02:

Matemática para CEF Teoria e Exercícios Comentados

Prof Alexandre Azevedo Aula 02

AULA

02:

Juros,

(terceira parte)

capitalização

e

taxas

Bom pessoal, esta será a terceira aula do nosso curso, se contarmos com a aula demonstrativa.

Hoje irei esgotar o assuntos de juros e taxas, fazendo mais questões a respeito dos assuntos anteriores. Além disso, darei a teoria de logaritmos, bem como as questões de concurso que envolvem a aplicação de tal matéria.

Na próxima aula iniciaremos um novo assunto.

Forte abraço,

Prof Alexandre Azevedo

Março/ 2012

Matemática para CEF Teoria e Exercícios Comentados Prof Alexandre Azevedo – Aula 02 Colocar mais

Matemática para CEF Teoria e Exercícios Comentados

Prof Alexandre Azevedo Aula 02

Colocar mais questões dos assuntos das matérias passadas

Bom pessoal, conforme o prometido, vou fazer mais algumas questões dos assuntos das aulas passadas e ,logo após, dar a teoria de logaritmos ,bem como resolver as questões de juros que envolvem esta matéria.

1) (CEF/CESGRANRIO) A taxa efetiva anual de 50%, no sistema de juros compostos, equivale a uma taxa nominal de i % ao semestre, capitalizada bimestralmente. O número de divisores inteiros positivos de i é:

O número de divisores inteiros positivos de i é: (A) 4 (B) 5 Resolução: (C) 6

(A) 4

(B) 5

Resolução:

(C) 6

(D) 7

(E) 8

Questão sobre Equivalência de Taxas

Informações:

Taxa Efetiva (anual) = 50% =ia Taxa Nominal semestral = i% cap. Bimestralmente = ib

(1 + ia) ∙ 1 = (1 + ib) 6

(1 + 0,5) = (1 + ib) 6 1,5 = (1 + ib) 6 Utilizando

(1 + 0,5) = (1 + ib) 6 1,5 = (1 + ib) 6

Utilizando a tabela, teremos: i = 7% ab

Matemática para CEF Teoria e Exercícios Comentados

Prof Alexandre Azevedo Aula 02

Como o semestre tem 3 bimestres (taxa proporcional), temos: 7% ∙ 3 = 21% ao semestre.

O número 21 possui os seguintes divisores:

D(21) = {1, 3, 7, 21} n(21) = 4

Gabarito: A

2) Qual a taxa efetiva semestral, no sistema de juros compostos,

equivalente a uma taxa nominal de 40% ao quadrimestre, capitalizada bimestralmente?

a) 75,0%

b) 72,8%

c) 67,5%

d) 64,4%

e) 60,0%

Resolução:

i = 40% a.b. taxa nominal (devemos transformar a taxa nominal em taxa efetiva para a resolução do exercício ÷2).

i = 20% a.m. taxa efetiva

20% a.m. % a.t.

(1 + 20%)3 = (1 + i)1

1,7280 = 1 + i

i = 1,7280 -1 = 0,7280 = 72,80%

Gabarito: B

3) (BB/CESPE) Uma dívida, contraída à taxa de juros compostos de 2% ao mês, deverá ser paga em 12 meses. No vencimento, o valor total a ser pago é de R$ 30.000,00, no entanto, o devedor quer quitá-la dois meses antes do prazo. Nessa situação, de acordo apenas com as regras de matemática financeira, o credor deverá conceder ao devedor um desconto superior a R$ 2.000,00.

Resolução: Matemática para CEF Teoria e Exercícios Comentados Prof Alexandre Azevedo – Aula 02 Como

Resolução:

Matemática para CEF Teoria e Exercícios Comentados

Prof Alexandre Azevedo Aula 02

Como temos juros compostos, trata-se de uma operação de desconto composto.

Resolvendo a equação:

N = A ∙ (1 + i)

30.000 = A ∙ (1 + 0,02)²

t

A

= 28.835 30.000 = 1.165

O

devedor um desconto de R$ 1.165,00.

Gabarito: Errado

4) (BB/CESPE) Um empréstimo de R$ 20.000,00 foi concedido à taxa de juros compostos de 6% ao mês. Dois meses após concedido o empréstimo, o devedor pagou R$ 12.000,00 e, no final do terceiro mês, liquidou a dívida. Nessa situação, tomando- se 1,2 como valor aproximado de 1,06³, conclui-se que esse último pagamento foi superior a R$ 11.000,00.

Resolução:

Mais uma questão de desconto composto, cópia-carbono da questão anterior

Resolvendo a equação:

N = A ∙ (1 + i)

20.000 ∙ (1 + 0,06)³ = 12.000 ∙ (1 + 0,06)¹ + A ∙ (1 + 0,06)º

A = 11.280,00

t

Gabarito: Certo

Função Logarítmica: Definição de Logaritmo: Matemática para CEF Teoria e Exercícios Comentados Prof Alexandre

Função Logarítmica:

Definição de Logaritmo:

Matemática para CEF Teoria e Exercícios Comentados

Prof Alexandre Azevedo Aula 02

Bom, esta matéria sim será muito útil e cobrada em prova. Vocês vão perceber que há várias questões de logaritmo que caem em prova, principalmente aquelas em que tal assunto é misturado com questões de juros.

Não há como dar o “pontapé” inicial em logaritmos sem que você entenda muito bem a definição.

É o que ire fazer agora, dar a definição e apresentar as propriedades logo em seguida.

Vamos lá:

Me acompanhem no raciocínio que irei fazer logo abaixo:

Se eu tenho que:

10 x = 100 , qual o número ao qual eu elevo o 10 para dar 100? Eu elevo

a 2.Exatamente.Viu como você sabe tudo de logaritmos? Pois o logaritmo

é justamente o expoente ao qual eu elevo algum número.

Ou seja:

10 x = 100

log 10 100 = x

Vamos continuar:

Se eu tenho 10 x = 1000

Eu sei que o exponente ali é igual a 3.

Isso é o mesmo que dizer que o log 10 1000 = 3

Ou seja:

10 3 = 1000

log 10 1000 = 3

Só que à medida em que a matemática foi avançando, criou-se a necessidade de trabalharmos com bases diferentes da base 10, surgindo situações como as seguintes:

3 x = 9

log 3 9 = x

Matemática para CEF Teoria e Exercícios Comentados Prof Alexandre Azevedo – Aula 02 Como sabemos

Matemática para CEF Teoria e Exercícios Comentados

Prof Alexandre Azevedo Aula 02

Como sabemos que 32 = 9, sabemos também que log 3 9 =2.

Resumidamente, temos:

b x = a

log b a = x

Notem que esse “a” e esse “b” tem nomes:

Chamaremos o “a” de logaritmando e de “b” a base do logaritmo.

Tais valores, por detalhes que não vêm ao caso, não podem ser iguais a qualquer coisa. Teremos que obedecer às seguintes restrições:

a > 0

e b > 0

e

1

aviso que teremos uma quantidade

bem considerável delas e que todas são importantes em maior ou menor escala. Caso contrário eu nem as colocaria aqui.

Bom, vamos agora às propriedades

Propriedades

a)O logaritmo de 1, em qualquer base, é sempre igual a zero.

Dizer que log b 1 = x é o mesmo que procurar o valor “x” tal que b x =1. Com isso, como todo número diferente de zero, elevado a zero, dá um , temos que tal log será igual a zero.

Logo:

Log b 1 = 0

b)O logaritmo em que a base é igual ao logaritmando será sempre igual a 1.

Temos que: log b b =x , então

O logaritmo de log b b m = m

Vou dar um exemplo :

b x = b , ou seja, x =1.

Se eu tenho log 3 3 7 = x , isso é o mesmo que dizer que 3 x = 3 7 ,ou seja, x

= 7.

Logo, numa situação como essa, basta que eu olhe para o expoente ,que ele será a resposta.

c)O logaritmo de log b a m = m. log b a É a famosa

c)O logaritmo de log b a m = m. log b a

É a famosa “regra do peteleco”.

Matemática para CEF Teoria e Exercícios Comentados

Prof Alexandre Azevedo Aula 02

Sempre que tivermos este expoente no logaritmando podemos “empurrá- lo” para a frente, multiplicando o restante da expressão que ficou após a sua retirada.

Por exemplo:

Log 3 5 6 = 6.log 3 5

d)O logaritmo de log b m a =

.log b a

Esta propriedade é uma variação da anterior. Vamos dar um exemplo:

e)Soma de logaritmos de mesma base

Log b a

+ log b c = log b (a.c)

Exemplo:

Log 2 3

+ log 2 4 = log 2 (3 . 4 ) = log 2 12

f)Diferença de logaritmos de mesma base

Log b a

-

log b c = log b ( )

Log 2 14 log 2 2 = log 2 (14/2) = log 2 7

e)Mudança de base

Em algumas situações precisaremos mudar a base do logaritmo com o qual estivermos trabalhando. Tal mudança será feita da seguinte maneira:

Esta nova base “c” que apareceu será uma base escolhida por você. Ué, pode ser qualquer base? Isso mesmo, pode ser qualquer base Isso significa que você pode escolher a nova base de acordo com o contexto na questão, na hora de resolver qual será a melhor base a ser colocada.

Exemplo: ou Matemática para CEF Teoria e Exercícios Comentados Prof Alexandre Azevedo – Aula 02

Exemplo:

ou

Matemática para CEF Teoria e Exercícios Comentados

Prof Alexandre Azevedo Aula 02

Ou seja, na primeira equação eu fiz a mudança para a base “2” e, na segunda, fiz a mudança para a base “6”.

5) (ENGENHEIRO DE EQUIPAMENTOS PETROBRAS CESGRANRIO

2010) Dado log3(2) = 0,63, tem-se que log6(24) é igual a

(A)

1,89

(B)

1,77

(C)

1,63

(D)

1,51

(E)

1,43

Resolução:

A questão forneceu o valor de log 3 (2) e solicitou o valor de log 6 (24). Repare que o logaritmo fornecido está na base 3 e o solicitado na base 6. Por conta disso, temos de escrever log 6 (24) na base 3, para utilizar o logaritmo fornecido. Para tanto, utilizaremos a propriedade da mudança de base.

Relembrando:

Sejam a, b e c números reais, com 0 < a ≠ 1, 0 < b ≠ 1 e c > 0.

O objetivo é escrever log6(24) na base 3. De acordo com a propriedade acima, fica:

log6(24) na base 3. De acordo com a propriedade acima, fica: Para desenvolver o logaritmo obtido,

Para desenvolver o logaritmo obtido, temos de fazer uso das seguintes propriedades:

- Logaritmo do produto

Sejam a, b e c números reais, com 0 < a ≠ 1, b > 0 e c > 0. O logaritmo do produto é igual à soma dos logaritmos

- Logaritmo da potência Matemática para CEF Teoria e Exercícios Comentados Prof Alexandre Azevedo –
- Logaritmo da potência Matemática para CEF Teoria e Exercícios Comentados Prof Alexandre Azevedo –

- Logaritmo da potência

Matemática para CEF Teoria e Exercícios Comentados

Prof Alexandre Azevedo Aula 02

Sejam a, b e r números reais, com 0 < a ≠ 1 e b > 0. No logaritmo da potência, o expoente passa multiplicando.

No logaritmo da potência, o expoente passa multiplicando. Aplicando as propriedades, fica: Da definição de

Aplicando as propriedades, fica:

passa multiplicando. Aplicando as propriedades, fica: Da definição de logaritmo, temos: Além disso, a questão

Da definição de logaritmo, temos:

as propriedades, fica: Da definição de logaritmo, temos: Além disso, a questão forneceu log 3 2=0,63

Além disso, a questão forneceu log 3 2=0,63 . Substituindo, fica:

a questão forneceu log 3 2=0,63 . Substituindo, fica: Assim, log 6 (24) = 1,77. Gabarito:

Assim, log 6 (24) = 1,77.

Gabarito: B.

6) (Geofísico/Geologia/PETROBRAS/CESGRANRIO/2010) Os valores de x que satisfazem ao sistema

Os valores de x que satisfazem ao sistema (A) 1, -1 (B) 1, 10 (C) 10,

(A)

1, -1

(B)

1, 10

(C)

10, 1/10

(D)

10, 1/11

(E)

11, 11/10

Resolução:

O sistema fornecido no enunciado possui duas equações. A primeira é logarítmica e possui duas variáveis. Já a segunda é do 2º grau e possui uma única variável. Comecemos pela segunda equação.

Matemática para CEF Teoria e Exercícios Comentados Prof Alexandre Azevedo – Aula 02 Com os

Matemática para CEF Teoria e Exercícios Comentados

Prof Alexandre Azevedo Aula 02

Comentados Prof Alexandre Azevedo – Aula 02 Com os valores de obtidos na segunda equação, podemos

Com os valores de obtidos na segunda equação, podemos calcular os valores de na primeira equação.

Com os valores de y, obtidos na segunda equação, podemos calcular os valores de x , na primeira equação. Há dois valores possíveis para y, -1 e .

1

equação. Há dois valores possíveis para y, -1 e . 1 A questão solicitou os valores
equação. Há dois valores possíveis para y, -1 e . 1 A questão solicitou os valores

A questão solicitou os valores de x que satisfazem o sistema. Os valores

são

e 11.

Gabarito: E.

7) (CEF/CESGRANRIO/2008) Após a data de seu vencimento, uma dívida é submetida a juros compostos com taxa mensal de 8%, além de ser acrescida de uma multa contratual correspondente a

2% da dívida original. Sabendo-se que log

0,48 e utilizando-se para todo o período o sistema de capitalização composta, determine o tempo mínimo necessário, em meses, para que o valor a ser quitado seja 190% maior do que a dívida original.

10 2 = 0,30 e log

10 3 =

(A) 24

(B) 23,5

Resolução:

(C) 13

(D) 11,5

(E) 10

Esta questão foi anulada pela Cesgranrio. Por sua complexidade, a apresentação da tabela financeira seria essencial, o que não aconteceu. Sua resolução:

Dados:

Log

10

2 = 0,3 e log

10

3 = 0,48

i = 8% am Valor quitado: 190% do original. Suponhamos que o valor da dívida seja 100$. Logo, o valor quitado será de 290$

M = C ∙ (1 + i)

290 = 100 ∙ (1 + i) n + 2% ∙ 100

n + 2% ∙ C (multa)

290 100 100 (1 + i) n = 2,88 = 100 ∙ (1 + i)

290

100

100

(1 + i) n = 2,88

= 100 ∙ (1 + i) n + 2

∙ (1 + i) ∙ (1 + i)

n

n

= 290 2

= 288

Matemática para CEF Teoria e Exercícios Comentados

Prof Alexandre Azevedo Aula 02

Bom pessoal, este é um tipo de questão de juros compostos que, como vocês podem ver, não tinha como ser apresentado na aula de juros, justamente por causa dessa parte final.

Por acaso você sabe a qual número temos de elevar o 1,08 para dar

2,88? Nem eu. Pois é

teremos de fazer o uso de logaritmos. Observe em como o enunciado

justamente numa situação como essa que

é

forneceu o logaritmo de 2 e de 3 na base 10.

Vamos pegar a equação acima e calcular o log na base 10 tanto na parte da esquerda quanto na parte da direita.

Usando as propriedades dos logaritmos:

Log (1,08)

n

n

= log 2,88

∙ log (1,08) = log 2,88

108

288

n ∙ log

n

n

n

n[2 ∙ (0,30) + 3 ∙ (0,48) – 2] = 5 ∙ (0,30) + 2 ∙ (0,48) – 2

n

100

= log

100

∙ (log 108 – log 100) = log 288 log 100

∙ (log 2² ∙ 3³ – log 10²) = log (2

5 ∙ 3²) – log 10 2

∙ (2 ∙ log 2 + 3 ∙ log 3 – 2) = 5 ∙ log 2 + 2 ∙ log3 – 2

∙ (1,5 + 0,96 – 2) = 0,6 + 1,44 2

n

n

1,5 0,6

0,96 1,44  

2 2

0,46 0,04

=

= 11,5 meses

Gabarito: D

8) (CEf-2010 RJ e SP)A população P de uma comunidade, t anos

após determinado ano considerado ano t=0 - , pode ser calculada pela fórmula P = Po . e k.t , em que k é uma constante

positiva, Po é a quantidade de indivíduos na comunidade no ano t=0 e é a base do logaritmo neperiano. Nesse caso, considerando 0,63 como valor aproximado para e que a população Po

triplique em 6 anos, então Po será duplicada em:

a) 3,38 anos.

b) 3,48 anos.

c) 3,58 anos.

d) 3,68 anos.

e) 3,78 anos. Resolução: Gabarito: E Matemática para CEF Teoria e Exercícios Comentados Prof Alexandre

e) 3,78 anos.

Resolução:

e) 3,78 anos. Resolução: Gabarito: E Matemática para CEF Teoria e Exercícios Comentados Prof Alexandre Azevedo

Gabarito: E

Matemática para CEF Teoria e Exercícios Comentados

Prof Alexandre Azevedo Aula 02

9)O número de bactérias de uma cultura duplica a cada hora. Num determinado instante, a cultura tem mil bactérias. A partir desse instante, aproximadamente quantas horas serão necessárias para que o número de bactérias nessa cultura chegue a um milhão? Caso necessário, utilize a aproximação 0,3 para o valor de log 2.

A) 20

B) 3

C) 5

D)10

E) 200

Resolução:

Tentemos gerar uma fórmula para a quantidade em função das horas

q(0) = 1000 (começa com 1000) q(1) = 1000.2 (duplica após uma hora) q(2) = 1000.2.2 (novamente o dobro) q(3) = 1000.2.2.2 (idem)

Matemática para CEF Teoria e Exercícios Comentados Prof Alexandre Azevedo – Aula 02 Vemos que

Matemática para CEF Teoria e Exercícios Comentados

Prof Alexandre Azevedo Aula 02

Vemos que a cada hora multiplicamos por 2 Perceba que a quantidade de horas é o mesmo número do expoente de

2

q(h) = 1000.2 h Assim, a fórmula é q(h) = 1000.2 h

Logo:

Agora queremos saber quantas horas para alcançar 1 bilhão fórmula q(h) = 1000.2 h = 1000000000 2 h = 1000000000/1000 2 h = 1000000 (aplicando "log" nos dois lados) log2 h = log1000000 log2 h = log10 6 (propriedade de log) h.log2 = 6.log10 (sabendo que log2=0,301 e log10=1) h.0,301 = 6.1 h = 6 / 0,301 h = 19,93

Usando a

Ou seja, h é aproximadamente 20.

Gabarito: A

10) (Cesgranrio 2011-Engenheiro de Petróleo) Se log x representa o logaritmo na base 10 de x, então o valor de n tal que log n = 3 log 2 é:

a)2000

b)1000

c)500

d)100

e)10

Resolução:

Temos que log n = 3 log 2

Passando o log 2 para a esquerda, temos:

Log n + log 2 = 3

Como temos uma soma de logaritmos de mesma base, ficará assim:

Log ( 2 . n) = 3

Aplicando a definição de log:

2 . n = 103 = 1000

n = 500 Matemática para CEF Teoria e Exercícios Comentados Prof Alexandre Azevedo – Aula

n = 500

Matemática para CEF Teoria e Exercícios Comentados

Prof Alexandre Azevedo Aula 02

Gabarito: C

que a expressão

Qual

é

o

valor

de

k,

para

seja igual a 2?

seja igual a 2?

a) 5

b) 4

c) 9

d) 2

e) 3

Resolução:

Primeiramente, temos que o numerador da fração é uma soma de logaritmos de mesma base:

log4 + log 9 + log 25 = log 900

logo:

Passando esse (1 + log k) para a direita, temos:

log 900 = 2 x (1 + log K)

log 900 = 2 + 2 log K

Vamos pegar esse “2” na frente do log K e colocá-lo como expoente do “K”, ou seja, estamos fazendo o caminho inverso da regra do “peteleco”.

log 900 = 2 + log K 2

log 900 log k 2 =2

log (

) = 2

Aplicando a definição de logaritmo, temos que:

900 = 100 k 2

Ou seja: k 2 = 9 k = 3 Matemática para CEF Teoria e Exercícios

Ou seja: k 2 = 9

k = 3

Matemática para CEF Teoria e Exercícios Comentados

Prof Alexandre Azevedo Aula 02

Gabarito: E

Municipal) Simplificando-se

de Campo Verde - MT - Fiscal Municipal) Simplificando-se obtém-se: a) 1/3 b) 1/5 c) 2/3

obtém-se:

a) 1/3

b) 1/5

c) 2/3

d) 2/5

e) 3/4

Resolução:

Vamos começar calculando o log 2 16 = 4

Além disso,

Devemos, nesta questão, usar a propriedade da mudança de base:

e

Com isso, a expressão:

a propriedade da mudança de base: e Com isso, a expressão: x ) = fica igual

x

) =

fica igual a

(pois cortamos os “logs” iguais na

parte de cima e de baixo, além de dividir 4 por 2)

Aplicando a definição de logaritmo, teremos:

Log 8 2 = x ou, ainda, 8 x = 2

Como 8 = 2 3 , fica:

(2 3 ) x = 2

2 3x = 2

3x = 1

x = 1/3

Gabarito: A

13) (CESPE- 2011 CBM-ES-Oficial Bombeiro Militar Combatente) A soma dos logaritmos na base 10 de 2 números é 6, e o dobro de um desses logaritmos é 4. Com relação a esses números, julgue os itens a seguir.

Matemática para CEF Teoria e Exercícios Comentados Prof Alexandre Azevedo – Aula 02 O produto

Matemática para CEF Teoria e Exercícios Comentados

Prof Alexandre Azevedo Aula 02

O produto desses números é igual a 1 milhão.

Resolução:

Como a questão fala que a soma dos logaritmos de dois números na base 10 é 6, chamemos cada um destes valores de x e y.Com isso, teremos:

Log x + log y = 6

ou seja: log(x.y) = 6

Pela definição de logaritmo:

x.y = 106 = 1.000.000= 1 milhão

Gabarito: Certo

14) (CESPE- 2011 CBM-ES-Oficial Bombeiro Militar Combatente)

A soma dos logaritmos na base 10 de 2 números é 6, e o dobro de

um desses logaritmos é 4. Com relação a esses números, julgue os itens a seguir.

A soma desses números é igual a 2.000.

Resolução:

Esta questão é, digamos, uma continuação da questão anterior. Como sabemos, x.y = 10 6 e o dobro de um desses logaritmos vale 4.

Digamos que tal logaritmo seja o logx. Com isso:

2.logx = 4

Logx = 2

x = 10 2

y = 10 6 / 10 2 = 10 4

Logo, x + y = 100 + 10000 = 10100, diferente de 2000.

Gabarito: Errado

15) (CESPE - 2011 - PREVIC - Técnico Administrativo - Básicos) Com o objetivo de despertar mais interesse de seus alunos para a resolução das expressões algébricas que com frequência ocorrem nos problemas, um professor de matemática propôs uma atividade em forma de desafio. Os estudantes deveriam preencher retângulos dispostos em forma triangular de modo que cada retângulo fosse o resultado da soma das expressões contidas nos dois retângulos imediatamente embaixo dele, exceto para aqueles

Matemática para CEF Teoria e Exercícios Comentados Prof Alexandre Azevedo – Aula 02 da base

Matemática para CEF Teoria e Exercícios Comentados

Prof Alexandre Azevedo Aula 02

da base do triângulo. Portanto, na figura a seguir, D =

 

A

+

B,

E

=

B

+

C

e

F

=

D

+

E.

B, E = B + C e F = D + E. Com base nos dados

Com base nos dados acima, julgue o item que se segue.

Os estudantes que preencheram corretamente os retângulos em

branco encontraram

corretamente os retângulos em branco encontraram Resolução: Em primeiro lugar, esse lnx apresentado na

Resolução:

Em primeiro lugar, esse lnx apresentado na questão é o chamado logaritmo neperiano, que é a mesma coisa que o logaritmo na base “e”. Este “e” é chamado de número de Napier e é uma constante cujo valor é

irracional, ou seja, uma dízima não-períodica, cujo valor aproximado é

,ou seja, se eu

continuasse a escrever iriam aparecer valores cada vez mais

diferentes

que isso importa a você na hora de resolver esta questão?

2,71,mas na verdade seu correto valor é e = 2,71

o

Sendo bem sincero

nada!

Como E = B + C, temos:

 

+ B

B

=

B =

Continuando, temos que calcular agora o valor de D:

D = B + A = (

5x+ lnx + ln2 ln2 =

D =

5x

+ lnx

+ ( ln (x /2) +

Finalmente calculando o valor de F:

) = 5x

+ ln2 + ln (x/2) =

F = D + E = (5x √ + lnx) + ( √ Matemática para

F = D + E = (5x

+ lnx) + (

Matemática para CEF Teoria e Exercícios Comentados

Prof Alexandre Azevedo Aula 02

= 4x

+ lnx + 2ln2 ,

Podemos transformar 2ln2 em ln22 = ln4.Assim:

F = 4x

+ lnx + ln4 = 4x

Gabarito: Correto

+ ln4x

16) (CESGRANRIO - 2010 - Petrobrás - Técnico de Administração - Biocombustível) Quando os alunos perguntaram ao professor qual era a sua idade, ele respondeu: "Se considerarmos as funções f(x)

=

igualdade g(i) = f(243), i

corresponderá à minha idade, em anos." Quantos anos tem o professor?

e g(x)à minha idade, em anos." Quantos anos tem o professor? e 1 + = a a)

eidade, em anos." Quantos anos tem o professor? e g(x) 1 + = a a) 32

1

+

=

a

a) 32

b) 48

Resolução:

c) 56

d) 60

Como f(x) = 1 + log 3 x , temos:

f(243) = 1 + log 3 243 = 1 + 5 = 6

e) 64

Por outro lado, o enunciado disse que g(x) = log 2 x.

Com isso, g(i) = log 2 i

Fazendo f(243) = g(i):

6 = log 2 i

Pela definição e logaritmo:

i = 2 6 = 64

Gabarito: E

17) (CESPE/UnB - TCDF/AFCE - 1995) Determinada quantia é investida à taxa de juros compostos de 20%a.a., capitalizados trimestralmente. Para que tal quantia seja duplicada, deve-se esperar:

a)

trimestresa)

b)

trimestresb)

c) trimestres d) trimestres e) trimestres Resolução: Matemática para CEF Teoria e Exercícios Comentados

c)

trimestresc) d) trimestres e) trimestres Resolução: Matemática para CEF Teoria e Exercícios Comentados Prof

d)

trimestresd)

e)

trimestrese)

Resolução:

Matemática para CEF Teoria e Exercícios Comentados

Prof Alexandre Azevedo Aula 02

i = 20% a.a., capitalizados trimestralmente, que é o mesmo que 20 / 4 =

5 % ao mês, pois em 1 ano temos 12/3 = 4 trimestres.

Como M = C.( 1 + i ) n e ele quer que dobremos o capital, teremos:

2C = C.(1 + i) n

Cortando os “C’s”, teremos:

2 = (1 + i ) n

Calculando o logaritmo de ambos os lados, teremos:

Log2 = log(1 + i) n

Log 2 = n . log (1 + i) = n. log(1 + 0,05) = n.log 1,05

n =

Gabarito: B

18) (BB/CESPE) Considere que campanhas mundiais de conscientização e esclarecimento façam que os níveis de emissão

de CO

Califórnia. Nessa situação, assumindo-se que log

90 = 1,95 e log

de 20 anos para que os níveis de emissão de CO ano, nessas duas regiões tornem-se iguais.

2 caiam, per capita, por ano, 10% na China e 15% na

10 4 = 0,60, log

10

10 85 = 1,93, conclui-se que serão necessários mais

2 , per capita, por

Resolução:

Considerando que os níveis de emissão de CO 10% na China e 15% na Califórnia, teremos:

China = 3 ∙ (1 – 10%) Califórnia = 12 ∙ (1 – 15%)

t

t

2 caiam, per capita, por ano,

Matemática para CEF Teoria e Exercícios Comentados Prof Alexandre Azevedo – Aula 02 Como queremos

Matemática para CEF Teoria e Exercícios Comentados

Prof Alexandre Azevedo Aula 02

Como queremos que os níveis de emissão de CO 3 ∙ (1 – 0,1) t = 12 ∙ (1 – 0,15)

t

2 fiquem iguais, teremos:

Simplificando os dois membros da equação por 3:

(1 0,1)

(0,9)

t = 4 ∙ (1 – 0,15)

t

t

t

= 4 ∙ (0,85)

Vamos multiplicar pelos logaritmos:

log(0,9)

t ∙ (log90 – log100) = log4 + t ∙ (log85 – log100)

t ∙ (1,95 - 2) = 0,6 + t ∙ (1,93 - 2) -0,05t = 0,6 0,07t 0,02t = 0,6 t = 30 anos

t = log4 ∙ (0,85)

t

Conclui-se que serão necessários mais de 30 anos para que os níveis de

emissão de CO

2 nessas duas regiões tornem-se iguais.

Gabarito: Certo

19) (SOLDADO PM/ES - 2010 CESPE) Julgue o item que se segue, a respeito de operações com logaritmos:

Tomando 0,301 e 0,477 como os valores aproximados de log10 2 e log 10 3, respectivamente, é correto inferir que log 10 72 = 1,578.

Resolução:

Ao fatorarmos o 72, temos que 72 = 2 3 x 3 2

Logo: log 72 = log (2 3 x 3 2 ) = log2 3 + log 3 2 = 3log2 + 2 log3 = 3(0,301) + 2(0,477) = 0,903 + 0,954 = 1,857 , que é diferente de 1,578.

Gabarito: Errado

20) (BB/CESPE) Considere que campanhas mundiais de conscientização e esclarecimento façam que os níveis de emissão

de CO

Califórnia. Nessa situação, assumindo-se que log

90 = 1,95 e log

de 20 anos para que os níveis de emissão de CO ano, nessas duas regiões tornem-se iguais.

2 caiam, per capita, por ano, 10% na China e 15% na

10 4 = 0,60, log

10

10 85 = 1,93, conclui-se que serão necessários mais

2 , per capita, por

Resolução:

Matemática para CEF Teoria e Exercícios Comentados Prof Alexandre Azevedo – Aula 02 Considerando que

Matemática para CEF Teoria e Exercícios Comentados

Prof Alexandre Azevedo Aula 02

Considerando que os níveis de emissão de CO 10% na China e 15% na Califórnia, teremos:

2 caiam, per capita, por ano,

China = 3 ∙ (1 – 10%) Califórnia = 12 ∙ (1 – 15%)

t

t

Como queremos que os níveis de emissão de CO 3 ∙ (1 – 0,1) t = 12 ∙ (1 – 0,15)

t

2 fiquem iguais, teremos:

Simplificando os dois membros da equação por 3:

(1 0,1)

(0,9)

t = 4 ∙ (1 – 0,15)

t

t

t

= 4 ∙ (0,85)

Vamos multiplicar pelos logaritmos:

log(0,9)

t ∙ (log90 – log100) = log4 + t ∙ (log85 – log100)

t ∙ (1,95 - 2) = 0,6 + t ∙ (1,93 - 2) -0,05t = 0,6 0,07t 0,02t = 0,6 t = 30 anos

t = log4 ∙ (0,85)

t

Conclui-se que serão necessários mais de 30 anos para que os níveis de

emissão de CO

2 nessas duas regiões tornem-se iguais.

Gabarito: Certo

21) (Cesgranrio-2005) As indicações R 1 e R 2 , na escala Richter, de dois terremotos estão relacionados pela fórmula R 1 R 2 =

) onde m 1 e m 2 medem a energia liberada pelos terremotos

sob a forma de ondas que se propagam pela crosta terrestre. Houve dois terremotos um correspondente a R 1 = 8 e outro correspondente a R 2 = 6. A razão é:

(

a) 2

b) Log 2 10

c) 4/3

d) 100

e) Log(4/3)

Resolução:

Substituindo os valores de R 1 e R 2 na equação, teremos:

8 6

= log(

)

2 = log ( ) Matemática para CEF Teoria e Exercícios Comentados Prof Alexandre Azevedo

2 = log(

)

Matemática para CEF Teoria e Exercícios Comentados

Prof Alexandre Azevedo Aula 02

Aplicando a definição de logaritmos, temos:

Gabarito: D

22) Em quanto tempo um capital será quadruplicado se aplicado a uma taxa de juros compostos de 2% a.m.?

Considere para a resolução:

log 2 = 0,3; log 1,02 = 0,01.

Resolução:

Sabemos que M = C.(1+i) n

O

enunciado pediu que o capital fosse quadruplicado, ou seja:

M

= 4C

4C = C(1 + 0,02) n

Cortando os “C’s” em ambos os lados, temos:

4 = (1,02) n

Bom, chegamos a um ponto em que não temos outra saída a não ser aplicarmos logaritmo em ambos os lados da equação.

Com isso, teremos:

log 4 = log (1,02) n

log 2 2 = log(1,02) n

Utilizando a regra do “peteleco”, temos:

2log 2 = n log(1,02)

Pelos dados do enunciado, teremos:

2 x 0,3 = n x 0,01

0,6 = 0,01 n n = 0,6/0,01 = 60 meses Gabarito: 60 meses Matemática para

0,6 = 0,01 n

n = 0,6/0,01 = 60 meses

Gabarito: 60 meses

Matemática para CEF Teoria e Exercícios Comentados

Prof Alexandre Azevedo Aula 02

23) Durante quantos meses o capital de R$ 500.000,00 deverá ser aplicado a 6% a.a. de juros compostos para se transformar em R$

884.700,00?

Utilize log 1,7694/ log 1,06 = 9

Resolução:

M = C.(1 + i) n

Como C = 500000 , i = 0,06 e M = 884700, temos:

884700 = 500000( 1 + 0,06) n

Dividindo ambos os lados por 500000, temos:

1,7694 =(1,06) n

Novamente, teremos de calcular o logaritmo na base 10 de ambos os lados da equação:

log 1,7694 = log (1,06) n

Utilizando a regra do “peteleco”, temos:

log 1,7694 = n. log(1,06)

n = log 1,7694 / log 1,06 = 9

Com isso, temos que n = 9 anos

Gabarito: 9 anos

24) Quantos bimestres são necessários para o capital de R$ 1.000.000,00 se transformar em R$ 3.341.700,00, se for aplicado a 9% a.m. de juros compostos?

Utilize log 3,3417/ log1,09 = 14

Resolução: Matemática para CEF Teoria e Exercícios Comentados Prof Alexandre Azevedo – Aula 02 Questão

Resolução:

Matemática para CEF Teoria e Exercícios Comentados

Prof Alexandre Azevedo Aula 02

Questão bem parecida com a anterior. Como M = C.(1 + i) n , temos:

3.341.700 = 1.000.000 (1 + 0,09) n

Passando “1.000.000” para a direita, temos:

3,3417 = (1,09) n

Calculando o logaritmo decimal em ambos os lados, temos:

log 3,3417 = log (1,09) n

Vamos aplicar a regra do “peteleco” para que o expoente “n” vá para a frente do logaritmo.

log 3,3417 = n.log(1,09)

n = log 3,3417/log(1,09) = 14

Logo, n = 14 meses = 14/2 = 7 bimestres

Gabarito: 7 bimestres

25) (BANCO DO BRASIL-Cesgranrio) Adotando log 3 2 = 0,63 e log 3 11 = 2,18, o valor de log 3 ( ) .

a) -6,88

b) -3,38

c) -1,58

d) +3,38

e) +6,88

Resolução:

O grande problema aqui é escrevermos o logaritmo que foi pedido em função dos demais dados no enunciado. A questão consiste basicamente disso.

log 3 (

) = log 3 1 log 3 1936

Se fatorarmos o número 1936, teremos que ele é igual a 2 4 x 11 2

Logo: log 3 1936 = log 3 2 4 x 11 2 = 4.log 3 2 + 2log 3 11 =

Matemática para CEF Teoria e Exercícios Comentados Prof Alexandre Azevedo – Aula 02 = 4

Matemática para CEF Teoria e Exercícios Comentados

Prof Alexandre Azevedo Aula 02

= 4 x0,63 + 2 x0,18 = 2,52 + 4,36 = 6,88

Como “log” de 1 ,em qualquer base,é igual a 0, temos:

log 3 (

) = log 3 1 log 3 1936 = 0 6,88 = -6,88

Gabarito: A

Questões Resolvidas nesta aula Matemática para CEF Teoria e Exercícios Comentados Prof Alexandre Azevedo –

Questões Resolvidas nesta aula

Matemática para CEF Teoria e Exercícios Comentados

Prof Alexandre Azevedo Aula 02

1) (CEF/CESGRANRIO) A taxa efetiva anual de 50%, no sistema

de juros compostos, equivale a uma taxa nominal de i % ao semestre, capitalizada bimestralmente. O número de divisores inteiros positivos de i é:

O número de divisores inteiros positivos de i é: (A) 4 (B) 5 (C) 6 (D)

(A) 4

(B) 5

(C) 6

(D) 7

(E) 8

2) Qual a taxa efetiva semestral, no sistema de juros compostos,

equivalente a uma taxa nominal de 40% ao quadrimestre, capitalizada bimestralmente?

a) 75,0%

b) 72,8%

c) 67,5%

d) 64,4%

e) 60,0%

3) (BB/CESPE) Uma dívida, contraída à taxa de juros compostos de 2% ao mês, deverá ser paga em 12 meses. No vencimento, o valor total a ser pago é de R$ 30.000,00, no entanto, o devedor quer quitá-la dois meses antes do prazo. Nessa situação, de

Matemática para CEF Teoria e Exercícios Comentados Prof Alexandre Azevedo – Aula 02 acordo apenas

Matemática para CEF Teoria e Exercícios Comentados

Prof Alexandre Azevedo Aula 02

acordo apenas com as regras de matemática financeira, o credor

deverá conceder ao devedor um desconto superior a R$ 2.000,00.

4) (BB/CESPE) Um empréstimo de R$ 20.000,00 foi concedido à taxa de juros compostos de 6% ao mês. Dois meses após concedido o empréstimo, o devedor pagou R$ 12.000,00 e, no final do terceiro mês, liquidou a dívida. Nessa situação, tomando- se 1,2 como valor aproximado de 1,06³, conclui-se que esse último pagamento foi superior a R$ 11.000,00.

5) (ENGENHEIRO DE EQUIPAMENTOS PETROBRAS CESGRANRIO 2010) Dado log3(2) = 0,63, tem-se que log6(24) é igual a:

(A)

1,89

(B)

1,77

(C)

1,63

(D)

1,51

(E)

1,43

6) (Geofísico/Geologia/PETROBRAS/CESGRANRIO/2010) Os valores de x que satisfazem ao sistema

Os valores de x que satisfazem ao sistema (A) 1, -1 (B) 1, 10 (C) 10,

(A)

1, -1

(B)

1, 10

(C)

10, 1/10

(D)

10, 1/11

(E)

11, 11/10

7) (CEF/CESGRANRIO/2008) Após a data de seu vencimento, uma dívida é submetida a juros compostos com taxa mensal de 8%, além de ser acrescida de uma multa contratual correspondente a

2% da dívida original. Sabendo-se que log

0,48 e utilizando-se para todo o período o sistema de capitalização composta, determine o tempo mínimo necessário, em meses, para que o valor a ser quitado seja 190% maior do que a dívida original.

10 2 = 0,30 e log

10 3 =

(A) 24

(B) 23,5

(C) 13

(D) 11,5

(E) 10

8) (CEf-2010 RJ e SP)A população P de uma comunidade, t anos após determinado ano considerado ano t=0 - , pode ser calculada pela fórmula P = Po . e k.t , em que k é uma constante

Matemática para CEF Teoria e Exercícios Comentados Prof Alexandre Azevedo – Aula 02 positiva, Po

Matemática para CEF Teoria e Exercícios Comentados

Prof Alexandre Azevedo Aula 02

positiva, Po é a quantidade de indivíduos na comunidade no ano t=0 e é a base do logaritmo neperiano. Nesse caso, considerando

0,63 como valor aproximado para e que a população Po

triplique em 6 anos, então Po será duplicada em:

a) 3,38 anos.

b) 3,48 anos.

c) 3,58 anos.

d) 3,68 anos.

e) 3,78 anos.

9)O número de bactérias de uma cultura duplica a cada hora. Num determinado instante, a cultura tem mil bactérias. A partir desse instante, aproximadamente quantas horas serão necessárias para que o número de bactérias nessa cultura chegue a um milhão? Caso necessário, utilize a aproximação 0,3 para o valor de log 2.

A) 20

B) 3

C) 5

D)10

E) 200

10) (Cesgranrio 2011-Engenheiro de Petróleo) Se log x representa o logaritmo na base 10 de x, então o valor de n tal que log n = 3 log 2 é:

a)2000

b)1000

c)500

d)100

e)10

que a expressão

Qual

é

o

valor

de

k,

para

Municipal) que a expressão Qual é o valor de k, para seja igual a 2? Prof.

seja igual a 2?

a) 5 b) 4 Matemática para CEF Teoria e Exercícios Comentados Prof Alexandre Azevedo –

a) 5

b) 4

Matemática para CEF Teoria e Exercícios Comentados

Prof Alexandre Azevedo Aula 02

c) 9

d) 2

e) 3

Municipal) Simplificando-se

de Campo Verde - MT - Fiscal Municipal) Simplificando-se obtém-se: a)1/3 b) 2/3 c) 2/5 d)

obtém-se:

a)1/3

b) 2/3

c) 2/5

d) 3/4

13) (CESPE- 2011 CBM-ES-Oficial Bombeiro Militar Combatente)

A soma dos logaritmos na base 10 de 2 números é 6, e o dobro de

um desses logaritmos é 4. Com relação a esses números, julgue os

itens a seguir.

O produto desses números é igual a 1 milhão.

14) (CESPE- 2011 CBM-ES-Oficial Bombeiro Militar Combatente)

A soma dos logaritmos na base 10 de 2 números é 6, e o dobro de

um desses logaritmos é 4. Com relação a esses números, julgue os itens a seguir.

A soma desses números é igual a 2.000.

15) (CESPE - 2011 - PREVIC - Técnico Administrativo - Básicos) Com o objetivo de despertar mais interesse de seus alunos

para a resolução das expressões algébricas que com frequência ocorrem nos problemas, um professor de matemática propôs uma atividade em forma de desafio. Os estudantes deveriam preencher retângulos dispostos em forma triangular de modo que cada retângulo fosse o resultado da soma das expressões contidas nos dois retângulos imediatamente embaixo dele, exceto para aqueles da base do triângulo. Portanto, na figura a seguir, D = A + B,

E.

E

=

B

+

C

e

F

=

D

+

na figura a seguir, D = A + B, E. E = B + C e

Com base nos dados acima, julgue o item que se segue.

Matemática para CEF Teoria e Exercícios Comentados Prof Alexandre Azevedo – Aula 02 Os estudantes

Matemática para CEF Teoria e Exercícios Comentados

Prof Alexandre Azevedo Aula 02

Comentados Prof Alexandre Azevedo – Aula 02 Os estudantes que preencheram corretamente os retângulos em

Os estudantes que preencheram corretamente os retângulos em

branco encontraram

16) (CESGRANRIO - 2010 - Petrobrás - Técnico de Administração - Biocombustível) Quando os alunos perguntaram ao professor qual era a sua idade, ele respondeu: "Se considerarmos as funções f(x)

=

e

corresponderá à minha idade, em anos." Quantos anos tem o

igualdade g(i) = f(243), i

em anos." Quantos anos tem o igualdade g(i) = f(243), i , 1 + e g(x)
,
,

1

+

e g(x)

=

a

professor?

a) 32

b) 48

c) 56

d) 60

e) 64

17) (CESPE/UnB - TCDF/AFCE - 1995) Determinada quantia é investida à taxa de juros compostos de 20%a.a., capitalizados trimestralmente. Para que tal quantia seja duplicada, deve-se esperar:

a)

trimestresa)

b)

trimestresb)

c)

trimestresdeve-se esperar: a) trimestres b) trimestres c) d) trimestres e) trimestres 18) (BB/CESPE)

d)

trimestresd)

e)

trimestrese)

18) (BB/CESPE) Considere que campanhas mundiais de conscientização e esclarecimento façam que os níveis de emissão

de CO

Califórnia. Nessa situação, assumindo-se que log

90 = 1,95 e log

de 20 anos para que os níveis de emissão de CO ano, nessas duas regiões tornem-se iguais.

2 caiam, per capita, por ano, 10% na China e 15% na

10 4 = 0,60, log

10

10 85 = 1,93, conclui-se que serão necessários mais

2 , per capita, por

19) (SOLDADO PM/ES - 2010 CESPE) Julgue o item que se segue, a respeito de operações com logaritmos:

Tomando 0,301 e 0,477 como os valores aproximados de log10 2 e log 10 3, respectivamente, é correto inferir que log 10 72 = 1,578.

Matemática para CEF Teoria e Exercícios Comentados Prof Alexandre Azevedo – Aula 02 20) (BB/CESPE)

Matemática para CEF Teoria e Exercícios Comentados

Prof Alexandre Azevedo Aula 02

20) (BB/CESPE) Considere que campanhas mundiais de conscientização e esclarecimento façam que os níveis de emissão

de CO

Califórnia. Nessa situação, assumindo-se que log

90 = 1,95 e log

de 20 anos para que os níveis de emissão de CO ano, nessas duas regiões tornem-se iguais.

2 caiam, per capita, por ano, 10% na China e 15% na

10 4 = 0,60, log

10

10 85 = 1,93, conclui-se que serão necessários mais

2 , per capita, por

21) (Cesgranrio-2005) As indicações R 1 e R 2 , na escala Richter, de dois terremotos estão relacionados pela fórmula R 1 R 2 =

) onde m 1 e m 2 medem a energia liberada pelos terremotos

sob a forma de ondas que se propagam pela crosta terrestre. Houve dois terremotos um correspondente a R 1 = 8 e outro correspondente a R 2 = 6. A razão é:

(

a) 2

b) Log 2 10

c) 4/3

d) 100

e) Log(4/3)

22) Em quanto tempo um capital será quadruplicado se aplicado a uma taxa de juros compostos de 2% a.m.?

Considere para a resolução:

log 2 = 0,3; log 1,02 = 0,01.

23) Durante quantos meses o capital de R$ 500.000,00 deverá ser aplicado a 6% a.a. de juros compostos para se transformar em R$

884.700,00?

Utilize log 1,7694/ log 1,06 = 9

24) Quantos bimestres são necessários para o capital de R$ 1.000.000,00 se transformar em R$ 3.341.700,00, se for aplicado a 9% a.m. de juros compostos?

Utilize log 3,3417/ log1,09 = 14

25) (BANCO DO BRASIL-Cesgranrio) Adotando log 3 2 = 0,63 e log 3 11 = 2,18, o valor de log 3 ( ) .

a) -6,88

b) -3,38 c) -1,58 d) +3,38 e) +6,88 Matemática para CEF Teoria e Exercícios Comentados

b) -3,38

c) -1,58

d) +3,38

e) +6,88

Matemática para CEF Teoria e Exercícios Comentados

Prof Alexandre Azevedo Aula 02

Gabarito:

1-A

6-E

11-E

16-E

21-D

2-B

7-D

12-A

17-B

22-60 meses

3-E

8-E

13-C

18-C

23-9 anos

4-C

9-A

14-E

19-E

24-7 bim

5-B

10-C

15-C

20-C

25-A

Pessoal, esta aula foi um pouco mais curta, mas a próxima aula será bem maior, pois começaremos a falar sobre equivalência de capitais, mais um assunto essencial para a prova!

Vamos então terminar de estudar estas primeiras aulas, pois a próxima aula será pesada.