Você está na página 1de 7

Olá turma! Estamos aqui para falar um pouco sobre Tabelas Dinâmicas, um recurso avançado e muito importante no Microsoft Office Excel 2003, que permite o gerenciamento tarefas, controle e fluxo de informações, etc. Se quiser baixar o arquivo utilizado nesse tutorial, clique aqui.

Contudo, vale ressaltar que esse recurso só é indicado para tabelas muito extensas, seja do próprio Excel ou de algum banco de dados externo. Para criar uma tabela dinâmica, clique no Menu Dados / Relatório de Tabela Dinâmica. Você verá o Assistente de Tabela Dinâmica, com dois campos a serem preenchidos conforme a figura abaixo:

Olá turma! Estamos aqui para falar um pouco sobre Tabelas Dinâmicas , um recurso avançado eclique aqui . Contudo, vale ressaltar que esse recurso só é indicado para tabelas muito extensas , seja do próprio Excel ou de algum banco de dados externo. Para criar uma tabela dinâmica, clique no Menu Dados / Relatório de Tabela Dinâmica . Você verá o Assistente de Tabela Dinâmica , com dois campos a serem preenchidos conforme a figura abaixo: No primeiro campo “Onde estão os dados que você deseja analisar?” , você deve definir a origem dos dados que irão compor a tabela dinâmica: 1) Banco de Dados ou lista do Microsoft Office Excel - permite que você monte sua tabela com um bancos de dados (access, sql, oracle, etc) ou com uma lista de informações existente em sua planilha. 2) Fonte de dados externos - permite que você monte sua tabela com informações oriundas da web, tal como páginas, tabelas, etc. Se quiser saber mais sobre as tipos de arquivos suportados, clique no Menu Dados / Importar Dados Externos. 3) Vários intervalos de consolidação - permite que você monte sua tabela com intervalos consolidados, ou seja, múltiplos intervalos. No segundo campo “Que tipo de relatório você deseja criar?” , você deve definir o tipo de relatório a ser criado, podendo ser: Tabela Dinâmica: uma tabela cujos dados modificam-se constantemente, de acordo com layout escolhido. Gráfico Dinâmico: um gráfico cujos dados são atualizados constantemente, de acordo com os campos escolhidos. O gráfico dinâmico pressupõe a utilização de uma tabela dinâmica. " id="pdf-obj-0-16" src="pdf-obj-0-16.jpg">

No primeiro campo “Onde estão os dados que você deseja analisar?”, você deve definir a origem dos dados que irão compor a tabela dinâmica:

1) Banco de Dados ou lista do Microsoft Office Excel - permite que você monte sua tabela com um bancos de dados (access, sql, oracle, etc) ou com uma lista de informações existente em sua planilha. 2) Fonte de dados externos - permite que você monte sua tabela com informações oriundas da web, tal como páginas, tabelas, etc. Se quiser saber mais sobre as tipos de arquivos suportados, clique no Menu Dados / Importar Dados Externos. 3) Vários intervalos de consolidação - permite que você monte sua tabela com intervalos consolidados, ou seja, múltiplos intervalos.

No segundo campo “Que tipo de relatório você deseja criar?”, você deve definir o tipo de relatório a ser criado, podendo ser:

Tabela Dinâmica: uma tabela cujos dados modificam-se constantemente, de acordo com layout escolhido. Gráfico Dinâmico: um gráfico cujos dados são atualizados constantemente, de acordo com os campos escolhidos. O gráfico dinâmico pressupõe a utilização de uma tabela dinâmica.

Para a realização do nosso tutorial, teremos que selecionar os dados que irão compor a tabela dinâmica antes de ir ao menu Dados / Relatório de Tabelas Dinâmica:

Para a realização do nosso tutorial, teremos que selecionar os dados que irão compor a tabela

Feito isso, escolha a primeira opção nos dois campos no assistente e clique em Avançar, você verá que o próprio Excel identifica o intervalo selecionado anteriormente, conforme a figura abaixo:

Para a realização do nosso tutorial, teremos que selecionar os dados que irão compor a tabela

Esse procedimento evita que você tenha de selecionar os dados nessa segunda etapa, mas não influencia o processo de criação da tabela dinâmica. Na próxima etapa, você terá que definir o local em que será criada sua tabela dinâmica. Vamos escolher a opção “Na nova planilha” e clicar no botão concluir, conforme a figura abaixo:

Para a realização do nosso tutorial, teremos que selecionar os dados que irão compor a tabela

O Microsoft

Excel cria

uma

nova planilha para

que você

possa configurar sua tabela

arrastando os valores da caixa Lista de Campos para a própria tabela dinâmica.

O Microsoft Excel cria uma nova planilha para que você possa configurar sua tabela arrastando os
O Microsoft Excel cria uma nova planilha para que você possa configurar sua tabela arrastando os

Contudo, na hora de arrastar os campos você deve analisar a relevância das informações para soltar cada campo em uma região apropriada da tabela, ou seja, da maneira que lhe convém, podendo ser:

Campos de página: possibilita a exibição de um resumo com todos os itens de um campo de página, ou a exibição de um item de cada vez, filtrando automaticamente os dados de todos os demais itens. A essa altura, você já deve ter percebido que essa área armazena os dados principais da sua tabela.

Campos de linha: arraste os campos com os dados que você deseja exibir em LINHAS para esta área. Geralmente, campos de linha são preenchidos por dados com nomes de produtos, clientes, funcionários, etc. Campos de coluna: arraste campos com os dados que você deseja exibir em COLUNAS para esta área. Geralmente, campos de coluna são preenchidos por dados seqüenciais, como meses, datas, ou dados adicionais e comparativos, como endereço, idade, vendas, etc. Itens de Dados: arraste os campos com dados que você deseja RESUMIR para esta área. Geralmente, itens de dados são preenchidos por dados com menor relevância, que permitirão uma análise das informações através do cruzamento de linhas e colunas.

Para terminar nosso exemplo, arraste o campo Estado para a área CAMPOS DE PAGINA, conforme a figura abaixo:

Campos de linha: arraste os campos com os dados que você deseja exibir em LINHAS para

Arraste o campo Vendedor para a área CAMPOS DE LINHA, conforme a figura abaixo:

Campos de linha: arraste os campos com os dados que você deseja exibir em LINHAS para

Arraste o campo Mês para a área CAMPOS DE COLUNAS, a fim de que possamos exibir informações detalhadas de acordo com os dados existentes, cujo estarão dispostos em colunas, conforme a figura abaixo:

Por fim, arraste o campo Vendas para a ÁREA ITENS DE DADOS , a fim de

Por fim, arraste o campo Vendas para a ÁREA ITENS DE DADOS, a fim de que possamos obter uma somatória das vendas realizadas mensalmente por cada vendedor em todos os estados, conforme a figura abaixo:

Por fim, arraste o campo Vendas para a ÁREA ITENS DE DADOS , a fim de

Veja que as informações são atualizadas na tabela conforme os critérios definidos pelos usuários, considerando o grau e ordem de importância CAMPO DE PAGINA, CAMPO DE LINHA, CAMPO DE COLUNA, ITENS DE DADOS, conforme a figura abaixo:

Por fim, arraste o campo Vendas para a ÁREA ITENS DE DADOS , a fim de

A nossa Tabela Dinâmica está pronta, mas veja que ao clicar com o botão direito no campo SOMA DE VENDAS podemos obter mais informações através da opção Configurações de Campo, conforme a figura abaixo:

Na caixa de diálogo Campo de Tabela Dinâmica escolha CONTNÚM para saber o número de vendas

Na caixa de diálogo Campo de Tabela Dinâmica escolha CONTNÚM para saber o número de vendas realizadas por cada vendedor mês a mês, conforme a figura abaixo:

Na caixa de diálogo Campo de Tabela Dinâmica escolha CONTNÚM para saber o número de vendas

Veja o resultado:

Na caixa de diálogo Campo de Tabela Dinâmica escolha CONTNÚM para saber o número de vendas

Sendo assim, você pode obter informações sobre a média das vendas realizadas, maior venda, menor venda, etc...

Vá em frente, monte uma tabela dinâmica para acompanhar venda de diversos produtos, saber qual a melhor marca, período com maior número de vendas, etc.