SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DA PARAÍBA COMISSÃO PERMANENTE DE CONCURSOS PÚBLICOS

PROFESSOR EFETIVO DE ENSINO BÁSICO, TÉCNICO E TECNOLÓGICO Edital nº 334/2013, de 05 de novembro de 2013 O Reitor do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia da Paraíba, nomeado pela Portaria MEC nº 902, de 09/07/2010, publicada no DOU de 12/07/2010, torna pública a abertura das inscrições para o Concurso Público de Provas e Títulos para o provimento do cargo de Professor Efetivo de Ensino Básico, Técnico e Tecnológico do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia da Paraíba, com o objetivo de preencher seu Quadro de Pessoal sob o Regime Jurídico Único, nos termos da Lei Federal nº 9.394, de 20/12/1996, da Lei Federal nº 8.112, de 11/12/1990, e suas alterações posteriores, da Lei Federal nº 12.772, de 28/12/2012, bem como do Decreto Federal nº 6.944, de 21/08/2009, com as alterações do Decreto nº 7.308, de 22/09/2010, do Decreto nº 3.298, de 20/12/1999, do Decreto Federal nº 6.593, de 02/10/2008, da Portaria MF nº 2.578, de 13/09/2002, da Portaria MEC nº 1.134, de 02/12/2009 e da Portaria MEC nº 307, de 12/04/2013, publicada no DOU nº 71, de 15/04/2013, conforme estabelecido a seguir. 1. 1.1 DAS UNIDADES CURRICULARES, DOS PERFIS/HABILITAÇÕES EXIGIDOS E DAS VAGAS Será realizado Concurso Público de Provas e Títulos para o cargo de Professor Efetivo de Ensino Básico, Técnico e Tecnológico, para atuar na Educação Básica, na Educação Superior, na Educação Profissional e Tecnológica e na Educação de Jovens e Adultos, nas formas presencial e/ou a distância, para os perfis/habilitações detalhados no Quadro de Vagas a seguir:
Código Unidades Curriculares – UCs Pesquisa Operacional, Gestão de Operações Industriais, Administração da Produção, Práticas de Pesquisa em Administração da Produção e Princípios da Organização do Trabalho, Jogos de Empresas, Gestão de Suprimentos e Logística, Organização, Sistemas e Métodos de Automação Comercial e outras. Administração de Marketing, Marketing Imobiliário, Práticas de Pesquisa em Administração de Marketing, Estratégias de Comercialização e outras. Perfil – Habilitação Exigida Vagas

Código 01 Administração da Produção

Graduação em Engenharia de Produção, OU Bacharelado em Administração OU em Administração Pública OU em Administração de Empresas, OU Curso Superior de Tecnologia em Logística (+) OU em Gestão da Qualidade (+) OU em Gestão da Produção Industrial (+) OU em Gestão Pública (+).

1

Código 02 Administração de Marketing

Bacharelado em Administração OU em Administração Pública OU em Administração de Empresas, OU Curso Superior de Tecnologia em Gestão Comercial (+) OU em Marketing (+) OU em Negócios Imobiliários (+) OU em Gestão Pública (+). Graduação em Engenharia de Produção, OU Bacharelado em Administração OU em Administração Pública OU em Administração de Empresas, OU Curso Superior de Tecnologia em Logística (+) OU em Gestão da Produção Industrial (+) OU em Gestão Pública (+).

1

Código 03 Administração de Materiais e Recursos Patrimoniais Administração de Materiais, Práticas de Pesquisa em Administração de Materiais e outras.

1

1

Código

Unidades Curriculares – UCs

Perfil – Habilitação Exigida Bacharelado em Administração OU em Administração Pública OU em Administração de Empresas, OU Curso Superior de Tecnologia em Gestão de Recursos Humanos (+) OU em Processos Gerenciais (+) OU em Gestão Comercial (+) OU em Gestão Pública (+). Bacharelado em Administração OU em Administração Pública OU em Administração de Empresas OU em Sistemas de Informação, OU Curso Superior de Tecnologia em Processos Gerenciais (+) OU em Gestão da Tecnologia da Informação (+) OU em Gestão Pública (+). Graduação em Administração OU em Administração Pública OU em Administração de Empresas, OU Curso Superior de Tecnologia em Processos Gerenciais (+) OU em Gestão Financeira (+) OU em Gestão Pública (+).

Vagas

Código 04 Administração de Pessoas

Administração de Pessoas, Desenvolvimento Organizacional, Práticas de Pesquisa em Administração de Pessoas e outras.

1

Código 05 Administração de Sistemas de Informação

Administração de Sistemas de Informação, Práticas de Pesquisa em Administração de Sistemas de Informações, Jogos de Empresas e outras. Administração Financeira e Orçamentária, Práticas de Pesquisa em Administração Financeira e Orçamentária, Análise Financeira e de Investimentos e outras. Fundamentos da Administração, Teoria das Organizações, Estratégia Organizacional, Empreendedorismo e Formação de Empreendedores, Responsabilidade Sócio-Ambiental, Relações Humanas no Trabalho, Práticas de Pesquisa e outras.

1

Código 06 Administração Financeira

1

Código 07 Administração Geral e Empreendedorismo

Bacharelado em Administração OU em Administração Pública OU em Administração de Empresas, OU Curso Superior de Tecnologia em Processos Gerenciais (+) OU em Gestão Comercial (+) OU em Gestão Pública (+).

2

Código 08 Agroecologia – Perfil 01 Código 09 Agroecologia – Perfil 02 Fisiologia Vegetal, Agricultura, Estatística Experimental e outras.

Graduação em Agroecologia OU em Engenharia Agronômica OU em Engenharia Agrícola OU em Agronomia, OU Curso Superior de Tecnologia em Agroecologia (+). Graduação em Engenharia Agronômica OU em Engenharia Agrícola OU em Zootecnia, OU Licenciatura em Ciências Agrárias, OU Curso Superior de Tecnologia em Agroecologia (+). Graduação em Engenharia Ambiental OU em Engenharia de Recursos Hídricos e do Meio Ambiente OU em Engenharia Sanitária Ambiental OU em Engenharia Sanitária OU em Engenharia Civil OU em Engenharia de Produção Civil OU em Engenharia Florestal, OU Bacharelado ou Licenciatura em Geografia, OU Curso Superior de Tecnologia em Gestão Ambiental (+) OU em Geoprocessamento (+). Graduação em Agroecologia OU em Engenharia Agronômica OU em Engenharia Agrícola OU em Agronomia, OU Curso Superior de Tecnologia em Agroecologia (+).

1

Políticas Públicas para Agricultura Familiar, Economia Solidária, Vivências e Práticas Participativas em Agroecologia e outras.

1

Código 10 Agroecologia – Perfil 03

Geoprocessamento e Cartografia Ambiental, Sistemas de Informações Geográficas, Geomorfologia e Hidrologia, Processo de Recuperação de Áreas Degradadas, Poluição do Solo e outras.

1

Código 11 Agroecologia – Perfil 04 Fitotecnia (Produção Vegetal) e outras.

1

2

Código

Unidades Curriculares – UCs

Perfil – Habilitação Exigida Licenciatura em Artes OU em Educação Artística (habilitação em Artes Plásticas ou Audiovisuais), OU Curso de Graduação com Formação Pedagógica para as disciplinas de Artes ou de Educação Artística (habilitação em Artes Plásticas ou Audiovisuais) no Ensino Médio (*) OU Segunda Licenciatura em Artes OU em Educação Artística (habilitação em Artes Plásticas ou Audiovisuais) (**). Licenciatura em Música OU em Educação Artística (habilitação em Música) OU em Educação Musical, OU Curso de Graduação com Formação Pedagógica para as disciplinas de Música ou de Educação Artística (habilitação em Música) ou de Educação Musical no Ensino Médio (*), OU Segunda Licenciatura em Música OU em Educação Artística (habilitação em Música) OU em Educação Musical (**). Licenciatura OU Bacharelado em Música, OU Licenciatura em Educação Artística (habilitação em Música) OU em Educação Musical, OU Curso de Graduação com Formação Pedagógica para as disciplinas de Música ou de Educação Artística (habilitação em Música) ou de Educação Musical no Ensino Médio (*), OU Segunda Licenciatura em Música OU em Educação Artística (habilitação em Música) OU em Educação Musical (**). Para todos os cursos de graduação acima mencionados, é exigida a habilitação em Trompete ou Trombone ou Trompa ou Tuba. Licenciatura OU Bacharelado em Música, OU Licenciatura em Educação Artística (habilitação em Música) OU em Educação Musical, OU Curso de Graduação com Formação Pedagógica para as disciplinas de Música ou de Educação Artística (habilitação em Música) OU de Educação Musical no Ensino Médio (*), OU Segunda Licenciatura em Música ou em Educação Artística (habilitação em Música) OU em Educação Musical (**). Para todos os cursos de graduação acima mencionados, é exigida a habilitação em Piano. Licenciatura OU Bacharelado em Música, OU Licenciatura em Educação Artística (habilitação em Música) OU em Educação Musical, OU Curso de Graduação com Formação Pedagógica para as disciplinas de Música ou de Educação Artística (habilitação em Música) OU de Educação Musical no Ensino Médio (*), OU Segunda Licenciatura em Música ou em Educação Artística (habilitação em Música) OU em Educação Musical (**). Para todos os cursos de graduação acima mencionados, é exigida a habilitação em Violoncelo.

Vagas

Código 12 Arte

Artes em Geral, Artes Visuais, Pintura, Arte-Reciclagem e outras.

1

Código 13 Teoria Musical e outras. Arte – Música

1

Código 14 Arte – Música (Metais)

Teoria Musical (harmonia, percepção e outras), Instrumentos de Sopro (metais) para formação de Banda Marcial e outras.

1

Código 15 Arte – Música (Piano) Teoria e Percepção Musical, Correpetição Pianística e outras.

1

Código 16 Arte – Música (Violoncelo) Harmonia, Percepção, Teoria Musical, Instrumento Violoncelo e outras.

1

3

1 Sistemas Biomédicos. Graduação em Engenharia Mecânica OU em Engenharia de Produção Mecânica OU em Engenharia de Materiais. Licenciatura em Biologia OU em Ciências Biológicas. Materiais e Tratamentos Térmicos. Graduação em Engenharia Química OU em Engenharia de Alimentos. OU Curso de Graduação com Formação Pedagógica para as disciplinas de Ciências Biológicas no Ensino Médio (*). OU Licenciatura em Economia Doméstica. Contabilidade Gerencial e outras. OU Licenciatura em Economia Doméstica. OU Curso Superior de Tecnologia em Agroindústria (+) OU em Alimentos (+) OU em Laticínios (+) OU em Processamento de Carnes (+). OU Curso Superior de Tecnologia em Sistemas Biomédicos (+). Análises Bromatológicas e outras. OU Segunda Licenciatura em Ciências Biológicas OU em Biologia (**). Panificação. OU Licenciatura em Educação Artística (habilitação em Música) OU em Educação Musical. OU Curso Superior de Tecnologia em Processos Metalúrgicos (+). 2 Código 21 Contabilidade Código 22 Controle e Processos Industriais – Perfil 01 Código 23 Controle e Processos Industriais – Perfil 02 Contabilidade Geral. Graduação em Ciências Contábeis. OU Segunda Licenciatura em Música ou em Educação Artística (habilitação em Música) OU em Educação Musical (**). OU Curso Superior de Tecnologia em Agroindústria (+) OU em Alimentos (+). Vagas Código 17 Arte – Música (Violino/Viola) Harmonia. Teoria Musical. Instrumentação Eletrônica e outras. 1 Código 18 Ciência e Tecnologia de Alimentos – Perfil 01 Código 19 Ciência e Tecnologia de Alimentos – Perfil 02 Tecnologia de Produtos de Origem Vegetal. OU Curso de Graduação com Formação Pedagógica para as disciplinas de Música ou de Educação Artística (habilitação em Música) OU de Educação Musical no Ensino Médio (*). Contabilidade de Custos. Métodos de Conservação de Alimentos e outras. 1 4 . Graduação em Engenharia Elétrica OU em Engenharia de Produção Elétrica OU em Engenharia Eletrônica OU em Engenharia Biomédica OU Engenharia Mecânica. Instrumento Violino/Viola e outras. Ensaios Mecânicos e outras. Para todos os cursos de graduação acima mencionados. Controle de Qualidade em Processamento de Alimentos. Higiene e Segurança Alimentar.Código Unidades Curriculares – UCs Perfil – Habilitação Exigida Licenciatura OU Bacharelado em Música. Percepção. Contabilidade Básica. Graduação em Engenharia Química OU em Engenharia de Alimentos OU em Medicina Veterinária OU em Nutrição. 1 Código 20 Ciências Biológicas Biologia. Contabilidade Comercial. 1 Tecnologia de Produtos de Origem Animal. 1 Processos de Fabricação Mecânica. é exigida a habilitação em Violino ou em Viola. Metrologia.

Arquitetura de Computadores. Eletrohidráulica e outras. CAD. Vagas Código 24 Controle e Processos Industriais – Perfil 03 Eletrônica Analógica e Digital. 1 5 . Tecnologia Mecânica e outras. Refrigeração. OU Curso Superior de Tecnologia em Automação Industrial (+) OU em Eletrônica Industrial (+) OU em Eletrotécnica Industrial (+) OU em Sistemas Elétricos (+) OU em Manutenção Industrial (+). Graduação em Engenharia Mecânica OU em Engenharia de Produção Mecânica OU em Engenharia Mecatrônica OU em Engenharia de Automação e Controle. Mecânica dos Fluidos. Projetos de Redes de Distribuição. Graduação em Engenharia Elétrica OU em Engenharia de Produção Elétrica OU Curso Superior de Tecnologia em Eletrotécnica Industrial (+) OU em Manutenção Industrial (+). Automação Industrial. 1 Código 26 Controle e Processos Industriais – Perfil 05 Sistemas Elétricos de Potência. Microeletrônica Analógica. OU Curso Superior de Tecnologia em Eletrônica Industrial (+) OU em Automação Industrial (+) OU em Telemática (+) OU em Manutenção Industrial (+). 1 Código 28 Controle e Processos Industriais – Perfil 07 Código 29 Controle e Processos Industriais – Perfil 08 Código 30 Controle e Processos Industriais – Perfil 09 Máquinas Elétricas. OU Curso Superior de Tecnologia em Automação Industrial (+). Graduação em Engenharia Elétrica OU em Engenharia de Produção Elétrica OU em Engenharia de Automação OU em Engenharia de Automação e Controle OU em Engenharia Mecatrônica. Mecânica dos Sólidos. Eletrônica Digital. 1 Máquinas Térmicas. Eletropneumática. Elementos de Máquinas. 1 Desenho Mecânico. Eletrônica Industrial. Graduação em Engenharia Elétrica OU em Engenharia de Produção Elétrica OU em Engenharia Eletrônica OU em Engenharia Mecatrônica OU em Engenharia de Automação e Controle OU em Engenharia de Computação OU em Ciências da Computação. Motores de Combustão Interna. Instalações Elétricas e outras. OU Curso Superior de Tecnologia em Automação Industrial (+). Microeletrônica Digital. Proteção de Sistemas Elétricos. Programação de Dispositivos Lógicos Programáveis. Graduação em Engenharia Elétrica OU em Engenharia de Produção Elétrica OU em Engenharia Eletrônica OU em Engenharia Mecatrônica OU em Engenharia de Automação e Controle. 1 Código 25 Controle e Processos Industriais – Perfil 04 Controle Analógico. Sistemas de Aquisição de Dados e Interfaces e outras. 1 Código 27 Controle e Processos Industriais – Perfil 06 Circuitos Lógicos. Graduação em Engenharia Mecânica OU em Engenharia de Produção Mecânica OU em Engenharia Mecatrônica OU em Engenharia de Automação e Controle. OU Curso Superior de Tecnologia em Automação Industrial (+). Microcontroladores. Sistemas Embarcados e outras. Eletrônica de Potência. Planejamento e Controle da Manutenção. Instalações Elétricas em Baixa Tensão. Pneumática. OU Curso Superior de Tecnologia em Automação Industrial (+) OU em Eletrônica Industrial (+) OU em Eletrotécnica Industrial (+) OU em Manutenção Industrial (+). Projeto de Fontes Chaveadas.Código Unidades Curriculares – UCs Perfil – Habilitação Exigida Graduação em Engenharia Elétrica OU em Engenharia de Produção Elétrica OU em Engenharia Eletrônica OU em Engenharia Mecatrônica OU em Engenharia de Automação e Controle. Controle Digital e outras. Hidráulica. Comandos Elétricos. Manutenção Mecânica. Equipamentos Elétricos e outras.

1 Código 35 Educação Física – Perfil 01 Educação Física. 2 Código 36 Educação Física – Perfil 02 Crescimento. 1 Código 38 Eventos Eventos. Didática e outras. e outras. Metodologia do Treinamento Desportivo. 2 Graduação em Ciências Econômicas OU em Economia. Licenciatura em Filosofia OU Curso de Graduação com Formação Pedagógica para as disciplinas de Filosofia no Ensino Médio (*). 1 Código 39 Filosofia. 1 Código 33 Didática – Pedagogia Código 34 Economia Sociologia da Educação. Economia. História da Educação.Código Unidades Curriculares – UCs Perfil – Habilitação Exigida Bacharelado em Desenho Industrial (habilitação em Programação Visual) OU em Design Gráfico OU em Design (habilitação em Programação Visual) OU em Comunicação Visual OU em Design Industrial (habilitação em Programação Visual). Filosofia 1 Código 40 Física. Física ‒ Perfil 01 3 6 . Licenciatura em Física OU Curso de Graduação com Formação Pedagógica para as disciplinas de Física no Ensino Médio (*) OU Segunda Licenciatura em Física (**). Bacharelado em Desenho Industrial (habilitação em Design Digital) OU em Design Digital OU em Design (habilitação em Web Design) OU em Web Design. Bacharelado em Turismo OU em Comunicação Social com Habilitação em Relações Públicas. e outras. Didática. Protocolo e Cerimonial e outras. OU Curso Superior de Tecnologia em Eventos (+) OU em Gestão do Turismo (+) OU em Hotelaria (+). Economia e Mercado e Economia Brasileira. Desenvolvimento e Aprendizagem Motora. Vagas Código 31 Design Gráfico – Perfil 01 Análise Gráfica. Metodologia do Ensino da Educação Física. Matemática Financeira e outras. Marketing de Eventos. Licenciatura em Pedagogia OU Curso Normal Superior OU Segunda Licenciatura em Pedagogia (**). OU Curso Superior de Tecnologia em Web Design (+) OU em Sistemas para Internet (+). Ergonomia Informacional e outras. Teoria e Metodologia dos Esportes Coletivos. Computação Aplicada ao Design. OU Segunda Licenciatura em Filosofia (**). Materiais e Processos Gráficos. Legislação Educacional. Teoria e Metodologia dos Esportes Individuais. Economia Aplicada. Licenciatura em Educação Física OU Curso de Graduação com Formação Pedagógica para as disciplinas de Educação Física no Ensino Médio (*) OU Segunda Licenciatura em Educação Física (**). Fundamentos Histórico-Pedagógicos da Educação Física. 1 Código 32 Design Gráfico – Perfil 02 Planejamento Visual IV (web). Organização e Planejamento de Eventos. Organização e Gestão da Educação Básica. Licenciatura em Educação Física OU Segunda Licenciatura em Educação Física (**). OU Curso Superior de Tecnologia em Design Gráfico (+). Planejamento Visual I. 1 Código 37 Educação Física – Perfil 03 Licenciatura OU Bacharelado em Educação Física OU Curso de Graduação com Formação Pedagógica para as disciplinas de Educação Física no Ensino Médio (*) OU Segunda Licenciatura em Educação Física (**). Tecnologias da Imagem e outras.

1 Código 45 Gestão Rural Cooperativismo. Associativismo e outras. 1 Código 46 Hardware Montagem e Configuração de Microcomputadores. OU Curso de Graduação com Formação Pedagógica para as disciplinas de Física no Ensino Médio (*) OU Segunda Licenciatura em Física (**). OU Curso Superior de Tecnologia em Geoprocessamento (+). Perfil – Habilitação Exigida Licenciatura OU Bacharelado em Física. Sistema de Informações Geográficas. 1 Código 47 História. Graduação em Engenharia Cartográfica OU em Engenharia de Agrimensura OU em Engenharia Civil OU em Engenharia de Produção Civil OU em Engenharia Agrícola OU em Engenharia Agronômica OU em Engenharia Florestal. 1 Código 44 Geoprocessamento – Perfil 02 Banco de Dados Geográficos.Código Unidades Curriculares – UCs Física Básica. OU Bacharelado em Geografia OU em Ciências da Computação. Bacharelado em Administração OU em Administração de Empresas OU em Administração Pública OU em Agronomia. Eletromagnetismo e outras. Manutenção de Notebooks e outras. OU Curso Superior de Tecnologia em Gestão de Cooperativas (+) OU em Processos Gerenciais (+). Sensoriamento Remoto. Graduação em Engenharia Cartográfica OU em Engenharia de Agrimensura OU em Engenharia Cartográfica e de Agrimensura OU em Engenharia Civil OU em Engenharia de Produção Civil. Geodésia. História 1 7 . OU Curso Superior de Tecnologia em Sistemas de Telecomunicações (+) OU em Redes de Computadores (+) OU em Telemática (+) OU em Redes de Telecomunicações (+). Software Livre aplicado em Geoprocessamento e outras. Disponibilização de Dados Geográficos na Internet. OU Licenciatura em Computação. Licenciatura em História OU Curso de Graduação com Formação Pedagógica para as disciplinas de História no Ensino Médio (*) OU Segunda Licenciatura em História (**). Instalação e Manutenção de Computadores. Administração Rural. Graduação em Ciência da Computação OU em Sistemas da Informação OU em Engenharia da Computação OU em Engenharia Elétrica OU em Engenharia de Produção Elétrica OU em Engenharia Eletrônica OU em Engenharia de Telecomunicações. OU Segunda Licenciatura em Geografia (**). OU Curso de Graduação com Formação Pedagógica para as disciplinas de Geografia no Ensino Médio (*). OU Graduação em Engenharia Agrícola. Manutenção de Periféricos. Geografia 2 Código 43 Geoprocessamento – Perfil 01 Levantamento Topográfico. Manutenção de Microcomputadores. Processamento Digital de Imagens de Satélites. Vagas Código 41 Física ‒ Perfil 02 Código 42 1 Geografia. Fotogrametria e outras. Mecânica Analítica. Empreendedorismo. Física Estatística. OU Curso Superior de Tecnologia em Geoprocessamento (+). Mecânica Quântica. Física Matemática. Licenciatura em Geografia (**). Ajustamento de Observações.

Contabilidade. OU Curso Superior de Tecnologia em Construção de Edifícios (+). Graduação em Engenharia Civil OU em Engenharia de Produção Civil OU em Engenharia de Fortificação e Construção. OU Curso Superior de Tecnologia em Construção de Edifícios (+) OU em Controle de Obras (+) OU em Materiais de Construção (+). Mecânica Geral. Vagas Código 48 Informática Aplicada a Gestão e Negócios Informática Aplicada à Administração. OU Curso Superior de Tecnologia em Análise e Desenvolvimento de Sistemas (+) OU em Gestão da Tecnologia da Informação (+) OU em Sistemas para Internet (+) OU em Gestão Pública (+). 2 Código 51 Infraestrutura (Construção Civil) – Perfil 02 Código 52 Infraestrutura (Construção Civil) – Perfil 03 Código 53 Infraestrutura (Construção Civil) – Perfil 04 Código 54 Infraestrutura (Construção Civil) – Perfil 05 Código 55 Infraestrutura (Construção Civil) – Perfil 06 Sistemas de Transporte. OU Curso Superior de Tecnologia em Construção de Edifícios (+). OU Curso Superior de Tecnologia em Construção de Edifícios (+) OU em Estradas (+) OU em Transporte Aéreo (+) OU em Transporte Terrestre (+). Hidrologia. OU Graduação em Engenharia da Computação. Recursos Hídricos. OU Curso Superior de Tecnologia em Construção de Edifícios (+) OU em Controle de Obras (+) OU em Materiais de Construção (+). Tecnologia das Construções. 2 Mecânica dos Fluidos. Estradas e Transportes. Teoria das Estruturas. Graduação em Engenharia Civil OU em Engenharia de Produção Civil OU em Engenharia de Fortificação e Construção. Gestão Comercial. Estruturas de Concreto Protendido. 2 Código 50 Infraestrutura (Construção Civil) – Perfil 01 Tecnologia da Qualidade. 1 2 Graduação em Engenharia Civil OU em Engenharia de Produção Civil OU em Engenharia de Fortificação e Construção. Negócios Imobiliários. OU Bacharelado ou Licenciatura em Ciências da Computação.Código Unidades Curriculares – UCs Perfil – Habilitação Exigida Bacharelado em Administração OU em Administração Pública OU em Administração de Empresas OU em Sistemas de Informação. Estruturas de Concreto Armado. Mecânica dos Solos. Patologia das Construções e outras. 1 Código 49 Informática Básica Informática Básica. Graduação em Engenharia Civil OU em Engenharia de Produção Civil OU em Engenharia de Fortificação e Construção. Fundações e outras. Sistemas de Abastecimento de Água. Arquitetura de Computadores e outras. OU Curso Superior de Tecnologia em Construção de Edifícios (+) OU em Obras Hidráulicas (+). Barragens e outras. Graduação em Ciência da Computação OU em Sistemas de Informação OU em Engenharia Elétrica OU em Engenharia de Produção Elétrica OU em Engenharia Eletrônica. Resistência dos Materiais e outras. Materiais de Construção Civil. OU Curso Superior de Tecnologia em Redes de Computadores (+) OU em Sistemas para Internet (+) OU em Análise e Desenvolvimento de Sistemas (+) OU em Sistemas de Informação (+) OU em Telemática (+). Sistemas de Esgotos e Drenagem. Geologia Aplicada. Graduação em Engenharia Civil OU em Engenharia de Produção Civil OU em Engenharia de Fortificação e Construção. OU Licenciatura em Computação. Estabilidade. Desenho de Estrutura. Graduação em Engenharia Civil OU em Engenharia de Produção Civil OU em Engenharia de Fortificação e Construção OU em Engenharia de Materiais. 1 1 8 . Pontes e outras. Resistência dos Materiais. Secretariado e outras. Engenharia de Tráfego e outras. Hidráulica.

Contratos Imobiliários. Projeto Arquitetônico. Noções do Direito Público e Privado. Tributação e Seguro Imobiliário. OU Curso Superior de Tecnologia em Design de Interiores (+). Avaliação de Imóveis e outras. Perfil – Habilitação Exigida Vagas Graduação em Engenharia Civil OU em Engenharia de Produção Civil OU em Engenharia de Fortificação e Construção. 2 Código 57 Infraestrutura (Construção Civil) – Perfil 08 Movimentação e Transporte de Terra. Legislação Trabalhista. 1 Código 61 Legislação (Relações de Gênero) Legislação Agrária. Planejamento e Orçamento de Obras. OU Curso Superior de Tecnologia em Construção de Edifícios (+). Desenho Arquitetônico. Relações de Gênero na Agricultura Familiar e outras. OU Curso Superior de Tecnologia em Negócios Imobiliários (+) OU em Construção de Edifícios (+) OU em Controle de Obras (+). 1 Código 62 Legislação Aplicada a Negócios Imobiliários Direito e Legislação Imobiliária. Execução de Obras e outras. Normas Técnicas de Segurança do Trabalho e outras. Estruturas de Concreto. Fundamentos da Construção Civil. Legislação Comercial. 1 Código 59 Infraestrutura (Negócios Imobiliários) Fundamentos de Negócios Imobiliários. Legislação dos Produtos de Bases Agroecológicas. Bacharelado em Direito OU em Ciências Jurídicas OU em Ciências Imobiliárias. Bacharelado em Engenharia Civil OU em Engenharia de Produção Civil OU em Engenharia de Fortificação e Construção OU em Arquitetura OU em Arquitetura e Urbanismo. Representação Gráfica e outras. OU Licenciatura em Ciências Agrárias. Instalações Elétricas e Hidráulicas e outras. Fundações. Mecânica dos Fluidos. Materiais de Construção. Estruturas Metálicas. Topografia. 1 9 . Graduação em Engenharia Civil OU em Engenharia de Produção Civil OU em Engenharia de Agrimensura OU em Engenharia de Fortificação e Construção OU em Engenharia Cartográfica e de Agrimensura. OU Curso Superior de Tecnologia em Agrimensura (+) OU em Construção de Edifícios (+) OU em Geoprocessamento (+) OU em Controle de Obras (+) OU em Materiais de Construção (+). Introdução ao Direito Público e Privado. Graduação em Arquitetura OU em Arquitetura e Urbanismo. OU Curso Superior de Tecnologia em Negócios Imobiliários (+). Fundamentos de Arquitetura. Mecânica dos Solos. Administração de Condomínio e outras. 1 Código 60 Legislação Bacharelado em Direito OU em Ciências Jurídicas. Desenho Assistido por Computador. 2 Código 58 Infraestrutura (Design e Construção Civil) Desenho Técnico.Código Código 56 Infraestrutura (Construção Civil) – Perfil 07 Unidades Curriculares – UCs Estruturas de Aço e Madeira. Planejamento Urbano. OU Curso Superior de Tecnologia em Agroecologia (+). Projeto Estrutural. Legislação Social. Locação Imobiliária. Bacharelado em Direito OU em Ciências Jurídicas OU em Agronomia OU em Agroecologia OU em Engenharia Agronômica OU em Engenharia Agrícola OU em Engenharia Agrícola e Ambiental OU em Engenharia Florestal.

Licenciatura OU Bacharelado em Matemática OU Curso de Graduação com Formação Pedagógica para as disciplinas de Matemática no Ensino Médio (*) OU Segunda Licenciatura em Matemática (**). Licenciatura OU Bacharelado em Matemática OU Curso de Graduação com Formação Pedagógica para as disciplinas de Matemática no Ensino Médio (*) OU Segunda Licenciatura em Matemática (**). Leitura e Produção de Textos. Língua Inglesa 2 Código 66 Língua Portuguesa Código 67 Matemática – Perfil 01 Código 68 Matemática – Perfil 02 Língua Portuguesa e Literatura. Licenciatura em Letras com habilitação em Língua Inglesa. promovido pelo Ministério da Educação. Licenciatura OU Bacharelado em Matemática OU Curso de Graduação com Formação Pedagógica para as disciplinas de Matemática no Ensino Médio (*) OU Segunda Licenciatura em Matemática (**). obtido por meio de exame promovido pelo Ministério da Educação.Código Unidades Curriculares – UCs Perfil – Habilitação Exigida Perfil I: professor ouvinte bilíngue: Libras– Língua Portuguesa. Licenciatura em Letras com habilitação em Língua Francesa OU Licenciatura em Língua Francesa OU Licenciatura em Letras Vernáculas com Língua Francesa. com pós-graduação (***) ou formação superior e com certificado de proficiência em Libras. Língua Francesa 1 Código 65 Língua Inglesa. OU Licenciatura em Letras Vernáculas com Língua Inglesa. Libras 1 Código 64 Língua Francesa. Álgebra Linear e outras. OU Licenciatura em Língua Inglesa. Licenciatura em Letras com habilitação em Língua Portuguesa. Licenciatura em Matemática OU Curso de Graduação com Formação Pedagógica para as disciplinas de Matemática no Ensino Médio (*) OU Segunda Licenciatura em Matemática (**). 1 10 . 1 Código 70 Matemática – Perfil 04 Álgebra Vetorial e Geometria Analítica. 3 Matemática. Equações Diferenciais e outras. OU Segunda Licenciatura em Língua Francesa (**). usuário dessa língua. OU Perfil II: professor de Libras. com pós-graduação (***) ou formação superior e com certificado obtido por meio de exame de proficiência em Libras. OU Segunda Licenciatura em Língua Portuguesa (**). 2 Código 69 Matemática – Perfil 03 Educação Matemática e outras. Redação Oficial e outras. Vagas Código 63 Libras. OU Licenciatura em Língua Portuguesa OU em Letras Vernáculas. 3 Cálculo Diferencial e Integral. OU Segunda Licenciatura em Língua Inglesa (**).

OU Segunda Licenciatura em Matemática ou em Estatística (**). Probabilidade. 1 Código 72 Matemática Aplicada a Gestão e Negócios Matemática Financeira. Bacharelado em Estatística. Método dos Elementos Finitos e outras.Código Unidades Curriculares – UCs Perfil – Habilitação Exigida Graduação em Engenharia Civil OU em Engenharia de Produção Civil OU em Engenharia de Fortificação e Construção OU em Engenharia Mecânica OU em Engenharia de Produção Mecânica OU em Engenharia Elétrica OU em Engenharia de Produção Elétrica. Tecnologia e Inspeção de Aves. Bacharelado ou Licenciatura em Matemática. 1 Tecnologia e Inspeção de Carne e Pescado. Matemática Aplicada a Gestão e Negócios e outras. 1 Parasitologia Veterinária. Biotecnologia da Reprodução e outras. 1 Graduação em Medicina Veterinária. Imunologia Veterinária e outras. 1 11 . Graduação em Medicina Veterinária. OU Curso de Graduação com Formação Pedagógica para as disciplinas de Matemática no Ensino Médio (*). Clínica Médica e Cirúrgica de Grandes Animais e outras. OU Curso de Graduação com Formação Pedagógica para disciplinas Matemática no Ensino Médio (*). Estatística e outras. Graduação em Medicina Veterinária. Radiologia e Ultrassonografia e outras. OU Bacharelado ou Licenciatura em Matemática. OU Graduação em Engenharia de Produção. 1 Fisiopatologia da Reprodução Animal. Ginecologia e Obstetrícia Veterinária. OU Curso Superior de Tecnologia em Gestão Financeira (+). Vagas Código 71 Matemática – Perfil 05 Cálculo Numérico. Graduação em Medicina Veterinária. Ginecologia e Obstetrícia de Caninos e Felinos. OU Segunda Licenciatura em Matemática (**). 1 Código 73 Matemática e Probabilidade e Estatística Código 74 Médicina Veterinária – Perfil 01 Código 75 Médicina Veterinária – Perfil 02 Código 76 Médicina Veterinária – Perfil 03 Código 77 Médicina Veterinária – Perfil 04 Código 78 Médicina Veterinária – Perfil 05 Patologia Geral. Patologia Veterinária. OU Bacharelado ou Licenciatura em Matemática. OU Bacharelado em Economia OU em Ciências Econômicas OU em Ciências Contábeis OU em Administração OU em Administração de Empresas OU em Administração Pública. Doenças Parasitárias dos Animais Domésticos e outras. Doenças Infecto-Contagiosas dos Animais Domésticos. 1 Graduação em Medicina Veterinária. Matemática. Ovos e Mel.

Perfuração e Desmonte de Rochas. OU Graduação em Enfermagem OU em Fisioterapia OU em Medicina OU em Farmácia OU em Nutrição OU em Terapia Ocupacional. Lavra de Rochas Ornamentais. Bases da Fisiologia Humana. 1 Código 84 Programação – Perfil 01 Graduação em Ciência da Computação OU em Sistemas de Informação. Gestão de Embarcação. OU Curso Superior de Tecnologia em Petróleo e Gás (+). Geologia do Petróleo. Artes de Pesca. Fisiologia. CSS. Sistemas Hidropneumáticos e outras. OU Curso Superior de Tecnologia em Sistemas para Internet (+) OU em Análise e Desenvolvimento de Sistemas (+) OU em Sistemas de Informação (+). Estabilidade e outras.Código Unidades Curriculares – UCs Caracterização do Minério. Legislação Mineral e Ambiental e outras. Nutrição Aplicada ao Exercício. 1 Código 83 Petróleo e Gás e Mineração Graduação em Engenharia de Materiais OU em Engenharia Mecânica OU em Engenharia de Produção Mecânica OU em Engenharia de Petróleo. Avaliação de Formação e Comportamento de Reservatório. Banco de Dados. Dimensionamento de Jazidas. Legislação Aquaviária. Desenvolvimento de Aplicações Web. 1 Código 85 Programação – Perfil 02 Bacharelado em Ciência da Computação OU em Sistemas de Informação. Programação para Dispositivos Móveis. Lavra de Mina Subterrânea. 1 Código 82 Pesca e Navegação Marítima Graduação em Engenharia de Pesca. Javascript). Programação Cliente-Servidor (Java/PHP). Interface HomemMáquina. Bioquímica e Nutrição Graduação em Geologia. Mineralogia. Perfil – Habilitação Exigida Vagas Código 79 Mineração Graduação em Engenharia de Minas OU Curso Superior de Tecnologia em Mineração (+) OU em Rochas Ornamentais (+). Perfuração e Completação de Poços de Petróleo. OU Curso Superior de Tecnologia em Redes de Computadores (+) OU em Sistemas para Internet (+) OU em Análise e Desenvolvimento de Sistemas (+) OU em Sistemas de Informação (+) OU em Telemática (+). Meio Ambiente e Legislação e outras. Tratamento de Minérios. Desenvolvimento Ágil com Ferramentas RAD (Python/Rails). Lavra de Mina a Céu Aberto. Navegação. Segurança no Meio Aquaviário. 1 Licenciatura OU Bacharelado em Educação Física OU Segunda Licenciatura em Educação Física (**). Programação em Ambientes Distribuídos. Metrologia. OU Licenciatura em Computação. 2 12 . 1 Código 80 Mineração e Geologia Código 81 Morfologia. Geologia Geral e de Minas. Comunicação em Pesca. Equipamentos Eletrônicos utilizados na Pesca. Algoritmos e Lógica de Programação. Linguagens de marcação e script para Web (HTML. Análise e Projeto de Sistemas. Programação Orientada a Serviços. Estruturas de Dados. Métodos de Concentração e Enriquecimentos de Minérios. Comércio Eletrônico e outras. Anatomia Humana aplicada à Educação Física e outras. Programação Orientada a Objetos. Princípios Básicos de Histologia e Embriologia Humana. Equipamentos de Beneficiamento de Minérios. Bioquímica aplicada à Educação Física. Desenvolvimento de Aplicações Corporativas e outras.

Tecnologia do Pescado e outras. 2 13 . 2 Código 93 Redes de Computadores – Perfil 02 Administração de Ativos de Redes. Instalações e Construções Aquícolas. 1 Código 91 Recursos Pesqueiros Piscicultura. OU Curso Superior de Tecnologia em Redes de Computadores (+) OU em Telemática (+). Química Inorgânica. Fenômenos de Transporte e outras. Perfil – Habilitação Exigida Vagas Licenciatura OU Bacharelado em Psicologia. Ranicultura. Malacocultura. Algocultura. OU Graduação em Engenharia Química. OU Curso Superior de Tecnologia em Redes de Computadores (+) OU em Sistemas de Telecomunicações (+) OU em Sistemas para Internet (+) OU em Análise e Desenvolvimento de Sistemas (+) OU em Sistemas de Informação (+) OU em Telemática (+) OU em Processamento de Dados (+). Relações Humanas no Trabalho. 1 Licenciatura OU Bacharelado em Psicologia. Psicologia da Educação. OU Bacharelado em Química Industrial. Extensão Pesqueira. Processos Químicos. Segurança de Redes. Licenciatura OU Bacharelado em Química. Sistemas Digitais e outras. Carcinicultura. Psicologia da Aprendizagem. Química Analítica Qualitativa. Projetos de Redes de Computadores. Química Orgânica e outras. Sistemas Operacionais.Código Código 86 Psicologia Aplicada a Gestão e Negócios Código 87 Psicologia da Educação Código 88 Química – Perfil 01 Unidades Curriculares – UCs Introdução à Psicologia. 1 Código 92 Redes de Computadores – Perfil 01 Rede de Computadores. Graduação em Engenharia de Pesca OU Curso Superior de Tecnologia em Produção Pesqueira (+). Redes sem Fio. Termodinâmica. Limnologia. OU Curso de Graduação com Formação Pedagógica para as disciplinas de Química no Ensino Médio (*) OU Segunda Licenciatura em Química (**). Licenciatura em Química OU Curso de Graduação com Formação Pedagógica para as disciplinas de Química no Ensino Médio (*) OU Segunda Licenciatura em Química (**). Licenciatura OU Bacharelado em Química. Bacharelado em Ciência da Computação OU em Sistemas de Informação. OU Graduação em Engenharia Química. Cabeamento Estruturado. Tecnologia Pesqueira. OU Bacharelado em Química Industrial. 1 Código 90 Química – Perfil 03 Operações Unitárias. Nutrição na Aquicultura. Graduação em Ciência da Computação OU em Engenharia da Computação. OU Graduação em Engenharia de Software OU em Engenharia Elétrica OU em Engenharia de Produção Elétrica OU em Engenharia Eletrônica. 2 Química. Físico-Química. Administração de Sistemas Proprietários e outras. Psicologia Aplicada à Administração. Administração de Sistemas Operacionais. Psicologia Organizacional e outras. OU Curso de Graduação com Formação Pedagógica para as disciplinas de Química no Ensino Médio (*) OU Segunda Licenciatura em Química (**). Psicologia do Desenvolvimento e outras. Redes Convergentes. 3 Código 89 Química – Perfil 02 Química Geral. Introdução à Psicologia. Psicologia do Trabalho.

Programas de Saúde e Segurança do Trabalho. OU Perfil II: Graduação em qualquer Engenharia OU em Arquitetura OU em Arquitetura e Urbanismo. Licenciatura OU Bacharelado em Sociologia OU em Ciências Sociais (habilitação em Sociologia. Toxicologia Aplicada. Ergonomia. Gestão da Saúde e Meio Ambiente. OU Curso Superior de Tecnologia em Secretariado (+) OU em Processos Gerenciais (+). de acordo com a Lei nº 7. Controle Dimensional. Vagas Código 94 Secretariado Técnicas Secretariais. Primeiros Socorros e outras. 1 Código 100 Tecnologia Automotiva Mecânica Automotiva.Código Unidades Curriculares – UCs Perfil – Habilitação Exigida Bacharelado em Secretariado Executivo OU em Administração OU em Administração Pública OU em Administração de Empresas. OU Curso Superior de Tecnologia em Automação Industrial (+) OU em Eletrônica Industrial (+) OU em Eletrotécnica Industrial (+) OU em Manutenção Industrial (+) OU em Mecatrônica Industrial (+) OU em Sistemas Elétricos (+). 1 Código 99 Sociologia e Metodologia da Pesquisa Sociologia e Metodologia da Pesquisa Científica. Licenciatura em Sociologia OU em Ciências Sociais OU Curso de Graduação com Formação Pedagógica para as disciplinas de Sociologia ou de Ciências Sociais no Ensino Médio (*). OU Curso de Graduação com Formação Pedagógica para as disciplinas de Sociologia ou de Ciências Sociais no Ensino Médio (*). OU Segunda Licenciatura em Sociologia (**) OU em Ciências Sociais (**). com pós-graduação (***) na área do conhecimento de Engenharia de Produção (subárea Higiene e Segurança do Trabalho). Diagnóstico e Reparação e outras 1 14 . Sistemas Automotivos. Graduação em Engenharia Elétrica OU em Engenharia de Produção Elétrica OU em Engenharia Eletrônica OU em Engenharia Mecânica OU em Engenharia de Produção Mecânica OU em Engenharia Mecatrônica. Perfil I: Curso Superior de Tecnologia em Segurança do Trabalho (+). Doenças Ocupacionais. Graduação em Medicina OU em Ciências Médicas OU em Enfermagem OU em Fisioterapia. 1 Código 96 Segurança do Trabalho – Perfil 02 Higiene e Segurança do Trabalho. Licenciatura em Sociologia OU em Ciências Sociais. Laboratório de Práticas Secretariais e outras. OU Segunda Licenciatura em Sociologia (**) OU em Ciências Sociais (**). Antropologia ou Ciência Política).410. OU Curso de Graduação com Formação Pedagógica para as disciplinas de Sociologia ou de Ciências Sociais no Ensino Médio (*). Antropologia Rural e outras. de 27 de novembro de 1985. OU Segunda Licenciatura em Sociologia (**) OU em Ciências Sociais (**). Projeto e Implantação de Canteiro de Obras e outras. Técnicas de Manutenção. Sociologia 2 Código 98 Sociologia e Antropologia Rural Sociologia Rural. OU Licenciatura em História. 1 Código 95 Segurança do Trabalho – Perfil 01 Medicina do Trabalho. 1 Código 97 Sociologia.

1 Código 102 Tecnologia Sucroalcooleira Controle. de 2 de dezembro de 2008. e outras.3 1. OU Curso Superior de Tecnologia em Produção Sucroalcooleira (+) OU em Biocombustíveis (+) OU em Agroecologia (+) OU em Produção de Cachaça (+). DA REMUNERAÇÃO E DO REGIME DE TRABALHO Os salários a serem percebidos pelos candidatos contratados correspondem ao vencimento. 1 Código 104 Telecomunicações Teoria da Informação e Comunicação. ou legislação anterior. Coordenação e Supervisão da Construção de Embarcações.57. Padronagem. OU Curso Superior de Tecnologia em Construção Naval (+).594. (***) Conforme Tabela de Áreas do Conhecimento (CAPES). Com o auxílio do Catálogo Nacional de Cursos Superiores de Tecnologia. 1. Bacharelado em Química OU em Química Industrial. 2.Código Unidades Curriculares – UCs Projeto.394/1996 e alterações subsequentes. Supervisão e Operações dos Processos Tecnológicos da Produção de Açúcar e Álcool e Subprodutos e outras. no prazo a que se refere o subitem 16. (**) Conforme Resolução CNE/CP nº 8. 2. e outras. Planejamento e Gerenciamento de Operações Marítimas. de Plataformas Marítimas e de Tubulações para o Transporte de Petróleo. Controle e Operação dos Processos nas Áreas de Fiação. 1 (+) Para cada denominação de Curso Superior de Tecnologia. OU Curso Superior de Tecnologia em Sistemas de Telecomunicações (+) OU em Telemática (+). segundo a tabela de convergência do Catálogo Nacional de Cursos Superiores de Tecnologia (MEC). de bacharelado ou de licenciatura não previstos no subitem 1. considerar incluídos todos os cursos vinculados à referida denominação. quando cabível. Fluviais e Portuárias. Perfil – Habilitação Exigida Vagas Código 101 Tecnologia Naval Bacharelado em Engenharia Naval OU em Engenharia Naval e Oceânica OU em Ciências Navais. Testes e Controle de Qualidade para Assegurar as Características dos Produtos. de acordo com a necessidade da Instituição.3. Cursos Superiores de Tecnologia) devem ser reconhecidos ou revalidados nos termos da Lei nº 9. Gerenciamento dos Serviços de Manutenção. Comunicações Digitais e Comunicações Móveis e outras.2 1. que só será empossado em caso de parecer positivo. Acabamento e Tintura.4 Os cursos solicitados para cada habilitação (Bacharelado.1 15 . será avaliada a compatibilidade entre as atribuições legais do cargo pretendido e a formação escolar do candidato. (*) Conforme Resolução CNE/CP nº 2. dos Referenciais Curriculares Nacionais dos Cursos de Bacharelado e Licenciatura ou da Tabela de Áreas do Conhecimento (CAPES) que estiverem vigentes. As vagas de que trata o subitem 1. Licenciatura. que observará a titulação apresentada pelo candidato no momento de sua nomeação (Graduação R$ 3. Os portadores de diploma de curso superior de tecnologia.1 deste Edital deverão apresentar. Tecelagem e Beneficiamento Têxtil. Reparos e Conservação de Cascos e Máquinas. Malharia. de 26 de junho de 1997. OU Graduação em Engenharia Química OU em Engenharia de Alimentos OU em Engenharia Agrícola OU em Engenharia de Bioprocessos OU em Agronomia. Graduação em Engenharia Elétrica OU em Engenharia de Produção Elétrica OU em Engenharia Eletrônica OU em Engenharia de Telecomunicações. Bacharelado em Engenharia Têxtil OU Curso Superior de Tecnologia em Produção Têxtil (+).1 são para lotação em qualquer um dos campi ou unidades do IFPB existentes ou que venham a ser criados no prazo de validade do concurso. 1 Código 103 Tecnologia Têxtil Planejamento. o respectivo documento comprobatório acompanhado do histórico escolar.

Princesa Isabel. 4. g) não ter sofrido. Campina Grande. 4. João Pessoa. o disposto nos subitens 1.8 O IFPB não se responsabiliza por solicitação de inscrição via Internet não recebida por motivo de ordem técnica dos computadores.2. quando cabíveis. parágrafo único da Lei nº 8.090. visto que o IFPB não tem autonomia para estornar/ressarcir valores depositados na conta única da União Federal.2 Preencher Ficha de Inscrição disponibilizada no portal do IFPB (http://www. no exercício da função pública. bem como da aceitação das normas deste Edital.1 O regime de 40 (quarenta) horas com dedicação exclusiva implica o impedimento do exercício de outra atividade remunerada. conforme estipulado neste Edital.11 A divulgação da Relação dos Candidatos Inscritos será realizada até a data provável de 09 de dezembro de 2013 no portal do IFPB.2. em tempo integral.5 O local escolhido/estabelecido para a realização das etapas do Concurso NÃO está vinculado ao campus/unidade para o qual o candidato será nomeado.edu. no ato da inscrição.00 (sessenta reais). pública ou privada. para isso. h) não perceber proventos de aposentadoria que caracterizem acumulação ilícita de cargos. comprovada através de avaliação clínica médico-ocupacional e laboratorial.4 e 15. com dedicação exclusiva às atividades de ensino. Mestrado R$ 5. adicional de insalubridade ou periculosidade). congestionamento das linhas de comunicação. d) nível de escolaridade e habilitação profissional exigidos para o exercício do cargo. o candidato deverá: 4.55. prevista no artigo 137. 4.6 Somente serão aceitas inscrições realizadas até as 23h59min do dia 30 de novembro de 2013 e cujo pagamento seja realizado até o dia 01 de dezembro de 2013. 3. Cajazeiras. 4. Especialização R$ 4. no ato da posse.br/ingresso/concursos-publicos). anulando-se todos os atos decorrentes de inscrição efetuada em desacordo com as normas nele contidas.1 4.1 Satisfazer todas as condições do presente Edital.77). não será restituída. pesquisa. na forma do inciso XVI do artigo 37 da Constituição Federal.00) e de vantagens. até 23h59min (horário oficial local). penalidade incompatível com a investidura em cargo público federal. Patos. DAS INSCRIÇÕES 3. i) apresentar.112/90. no endereço http://www.772/12. Doutorado R$ 8. bem como por quaisquer outros fatores que impossibilitem a transferência de dados ou a impressão do comprovante do requerimento de inscrição ou do boleto bancário. 16 . 4.4.10 Todas as informações prestadas por cada candidato são de sua total responsabilidade. b) gozo dos direitos políticos. O regime de trabalho das vagas dispostas no subitem 1.1 é de 40 (quarenta) horas semanais de trabalho.2.7 A taxa de que trata o subitem 4. 2. auxílio-transporte. c) quitação com as obrigações militares e eleitorais.65. 4.3. 4. a ser pago. uma dentre as cidades onde o IFPB mantém campi em funcionamento (Cabedelo. 4. falhas de comunicação.1. benefícios e adicionais previstos na legislação (auxílio pré-escolar. o candidato deverá ser portador de visto Permanente ou visto Temporário V. 4.2 Período de inscrição: de 06 a 30 de novembro de 2013. no Banco do Brasil. com as exceções previstas na Lei nº 12. Monteiro.2 Aperfeiçoamento R$ 3.9 O comprovante de pagamento do boleto bancário constitui o documento de confirmação da inscrição do candidato.1 4. e) idade mínima de 18 anos.049.2.3 O candidato deverá indicar.1 deste Edital.br/ingresso/concursos-publicos.2. preferencialmente. Picuí ou Sousa) para realizar as etapas referentes à Prova Escrita e à Prova de Títulos. considerando-se.4 A cidade onde o candidato realizará a Prova de Desempenho — caso seja aprovado na primeira etapa (Prova Escrita) — será aquela correspondente ao código de vaga para o qual está concorrendo. no valor de R$ 60. por meio de boleto bancário gerado no ato da inscrição. e 4. a documentação e os exames médicos listados no subitem 16.edu. extensão e gestão institucional.3 Efetuar recolhimento da taxa de inscrição. 4. uma vez paga. f) aptidão física e mental.867. Para proceder à sua inscrição no Concurso Público.ifpb.ifpb. a serem comprovados no momento da posse: a) nacionalidade brasileira ou estrangeira – se estrangeiro.2.03. 4. DOS REQUISITOS BÁSICOS PARA INVESTIDURA EM CARGO PÚBLICO São requisitos básicos para investidura em cargo público. acrescido do valor do auxílio-alimentação (R$ 373.466. Guarabira. conforme estabelecido em tabela constante no subitem 10.

1 Marcar. 6.1 DOS CANDIDATOS COM DEFICIÊNCIA Consideram-se pessoas com deficiência aquelas que se enquadram nas categorias discriminadas no artigo 4º do Decreto Federal nº 3. 5. Em cumprimento ao disposto no § 2º do artigo 5º da Lei nº 8. o candidato deverá fazer sua inscrição do dia 11 de novembro até as 23h59min do dia 14 de novembro de 2013.112. com emprego de fraude ou qualquer outro meio que evidencie má-fé. 5. O NIS é pessoal e intransferível. portanto. resguardadas as condições especiais previstas no Decreto Federal nº 3. de 20/12/1999. das que vierem a surgir ou das que forem criadas no prazo de validade do concurso.2. o boleto para pagamento do valor da inscrição. ainda assim. 5. ao dia.5 As informações prestadas na solicitação de isenção das despesas de inscrição serão de inteira responsabilidade do candidato. observando os seguintes procedimentos: 5. tenha obtido. de 11/12/1990. no que se refere ao conteúdo das provas. por candidatos que comprovem estar inscritos no Cadastro Único para Programas Sociais do Governo Federal – CadÚnico. queiram participar do certame. Às pessoas com deficiência que pretendam fazer uso das prerrogativas que lhes são facultadas no inciso VIII do artigo 37 da Constituição Federal é assegurado o direito de inscrição para os cargos em concurso público cujas atribuições sejam compatíveis com sua deficiência.2 6.944/2009. 6.1 DA ISENÇÃO DAS DESPESAS DE INSCRIÇÃO Serão aceitas solicitações de isenção das despesas de inscrição do dia 11 até o dia 14 de novembro de 2013. 5.1.br/ingresso/concursospublicos. guardando-o como comprovante de inscrição. 5. e que tenham renda familiar mensal igual ou inferior a três salários mínimos ou renda familiar per capita de até meio salário mínimo mensal.4 O candidato só terá seu pedido de isenção confirmado se o NIS estiver validado pelo órgão Gestor do CadÚnico. com as devidas justificativas neste último caso. 5.298. conforme o referido Decreto.4 6. no site da Compec. não havendo necessidade de qualquer outro procedimento. para cada unidade curricular/perfil de habilitação. deverão gerar novamente. a opção “Sim” no campo referente à isenção da taxa de inscrição. 5. que verificará a regularidade das informações prestadas pelo candidato e informará o deferimento ou indeferimento da solicitação.2 Para realizar o pedido de isenção.2.6 A Compec consultará o Órgão Gestor do CadÚnico.edu. o candidato que informar o NIS de outra pessoa terá o seu pedido de isenção indeferido.ifpb. de 02/10/2008. à nota mínima exigida para aprovação e aos comandos do Decreto Federal nº 6.3 O candidato deverá informar o seu próprio Número de Identificação Social (NIS). a isenção de que trata este Edital.2 Inserir o Número de Identificação Social (NIS) no campo indicado no formulário.593. 5.8 O candidato que tiver seu pedido de isenção deferido terá sua inscrição efetivada automaticamente.2. que responderá civil e criminalmente pelo teor das afirmativas. ser-lhes-á reservado o percentual de 20% (vinte por cento) das vagas existentes.7 A lista com as solicitações de isenção de despesas de inscrição deferidas e indeferidas será divulgada até 25 de novembro de 2013 no portal do IFPB. Somente haverá reserva imediata de vagas para candidatos com deficiência para a unidade curricular/perfil de habilitação com número de vagas igual ou superior a 5 (cinco). 5. 5. atribuído pelo CadÚnico.5. 5. quando baseadas no Decreto nº 6. participarão do concurso em igualdade de condições com os demais candidatos.1 Considera-se renda familiar a soma dos rendimentos brutos auferidos por todos os membros da família. 5.298/99 e suas alterações. particularmente em seu artigo 40. 5. e renda familiar per capita a divisão da renda familiar pelo total de indivíduos da família. à avaliação e aos critérios de aprovação. no endereço http://www. até a data limite de 30 de novembro de 2013. bem como na Súmula nº 377/2009 do Superior Tribunal de Justiça e na Súmula nº 45 da Advocacia-Geral da União (portador de visão monocular). As pessoas com deficiência. horário e local de aplicação das provas.2. bem como na forma do Decreto nº 3.9 Os candidatos cujos pedidos de isenção tenham sido indeferidos e que.3 Conferir os dados e imprimir o boleto gerado no momento da inscrição.5 17 . não atendendo aos requisitos previstos.3 6. na Ficha de Inscrição de que trata o subitem 4. 6.10 Será eliminado do Concurso Público o candidato que.298/99.2.

durante o prazo de validade do concurso. consistindo em: confecção de prova ampliada.18 No caso de o número de vagas inicialmente previsto neste Edital inviabilizar a reserva a que se refere o subitem 6.3). do Decreto nº 3. O IFPB não se responsabilizará por qualquer tipo de extravio que impeça a chegada dessa documentação a seu destino em tempo hábil.9 6.16 6. A inobservância das exigências nas formas e nos prazos previstos neste Edital acarretará a perda do direito ao pleito das vagas reservadas aos candidatos em tal condição e/ou a ausência de atendimento especial no dia de realização das provas. o surgimento de novas vagas. a deficiência não poderá ser arguida para justificar a concessão de aposentadoria. quando convocados. ou via SEDEX ou carta registrada com aviso de recebimento (AR). com expressa referência ao código correspondente da Classificação Internacional de Doenças – CID. atendendo ao artigo 43. o primeiro candidato com deficiência aprovado no concurso será convocado para ocupar a 5ª vaga relativa à unidade curricular/perfil de habilitação a que concorreu.8 6.298/99. Centro. desses atos.298/99 e suas alterações. conforme endereços e horários dispostos no subitem 17.15 6.4. §1º do Decreto nº 3. anexando à documentação listada no subitem anterior justificativa acompanhada de laudo e parecer emitido por especialista da área de sua deficiência que ateste a necessidade de tempo adicional. bem como a provável causa da deficiência.1 O encaminhamento da documentação de que trata o subitem 6. 18 .14 6. As vagas destinadas aos candidatos com deficiência que não forem providas por falta de candidatos habilitados nesta condição ou por reprovação na Perícia Médica serão preenchidas pelos candidatos da ampla concorrência. conforme prevê o parágrafo 2º do artigo 40 do Decreto nº 3. conforme o caso.17 6. deverá solicitá-lo no ato de inscrição. por unidade curricular/perfil de habilitação (ver quadro no subitem 14. contendo a assinatura e o carimbo com o número do CRM do médico responsável por sua emissão (modelo disponível no Anexo III) — e uma cópia do comprovante de inscrição (boleto bancário). Se a deficiência do candidato não se enquadrar na previsão da Súmula nº 377/2009 do Superior Tribunal de Justiça. Uma equipe multiprofissional avaliará a compatibilidade entre as atribuições do cargo e a deficiência do candidato durante o estágio probatório. 20ª vagas. observada a ordem de classificação.7 6. pessoalmente ou por procurador devidamente habilitado. Almirante Barroso. o candidato será eliminado do certame.12. expedido no prazo máximo de 12 (doze) meses antes do término das inscrições. O candidato com deficiência poderá requerer atendimento especial. exceto se mais bem classificados. para o endereço da Comissão Permanente de Concursos Públicos do IFPB – Av. é de responsabilidade exclusiva do candidato. O candidato com deficiência que necessitar de tempo adicional – no máximo uma hora – para realização das provas.8 poderá ser realizada por meio de processo aberto no Setor de Protocolo de qualquer um dos campi do IFPB em funcionamento.13 6. o candidato deverá. indicando as condições de que necessita para a realização delas. no ato da inscrição. com data de postagem até o dia 30 de novembro de 2013.6 6. necessidade de leitura da prova. 6. e assim sucessivamente. encaminhar à Compec um laudo médico — original ou cópia autenticada em cartório. conforme previsto no artigo 40. com estrita observância à ordem classificatória por unidade curricular/perfil de habilitação. Para concorrer a uma dessas vagas. por qualquer via. além de figurar na lista de classificação geral – caso fique classificado dentre os aprovados a serem enquadrados nessa lista –. para o dia de realização das provas. 1077.2 O fornecimento da documentação solicitada acima. de 20/12/1999. que ateste a espécie e o grau ou nível de deficiência. e suas alterações.298. da Súmula AGU nº 45/2009 e do artigo 4º e seus incisos do Decreto nº 3. Os candidatos com deficiência aprovados. CEP 58013120. ou assistência de Intérprete da Língua Brasileira de Sinais. relativamente à criação de novas vagas.5. enquanto os demais candidatos com deficiência aprovados serão convocados para ocupar a 10ª. 6. serão submetidos a avaliação por equipe multidisciplinar. se aprovado na forma deste Edital.8. João Pessoa-PB.11 6.298/1999 e suas alterações. nos termos do subitem 6. §§ 1º e 2º. Verificada a incompatibilidade entre a deficiência e as atribuições da unidade curricular/perfil de habilitação a que concorreu.8. no período de inscrição. 15ª.12 6. Após a investidura do candidato no cargo.10 6. terá seu nome constante da lista específica de pessoas com deficiência. que emitirá parecer conclusivo sobre a sua condição de pessoa com deficiência ou não e sobre a compatibilidade das atribuições do cargo com a sua deficiência.6. ele será classificado em igualdade de condições com os demais candidatos. pelo fato de não resultar. O candidato com deficiência. As vagas relacionadas às nomeações tornadas sem efeito e aos candidatos que renunciarem à nomeação não serão computadas para efeito do subitem anterior.

2 Será reprovado na Prova Escrita e eliminado do Concurso Público o candidato que obtiver nota 0 (zero) em qualquer das provas. 8. incorreto ou descortês a qualquer pessoa envolvida no Concurso Público. O candidato que chegar após o fechamento dos portões (8 horas) não poderá realizar a prova e estará automaticamente eliminado do Concurso Público. b) durante o período de aplicação das provas: • burlar ou tentar burlar quaisquer normas definidas neste Edital.4. • dispensar tratamento inadequado. sem prejuízo das sanções penais cabíveis. O candidato enfermo poderá realizar a prova escrita em seu domicílio ou em ambiente hospitalar em município da Paraíba. no endereço http://www. A Relação dos Locais de Prova será divulgada até o dia 20 de janeiro de 2014 no portal do IFPB. devidamente comprovados por atestado ou laudo médico oficial apresentados até 24 (vinte e quatro) antes ou após a data e horário estabelecidos para a realização dessa prova. o médico responsável deverá informar se o paciente está em condições físicas e psicológicas para deslocar-se e realizar a prova.784/2008. 8. • Laudo Médico com o Código Internacional de Doença – CID. nos casos que se enquadrem no tratado na alínea “a” do subitem 7. DA PROVA ESCRITA A Prova Escrita será realizada na data provável de 26 de janeiro de 2014. com antecedência de 72 h (setenta e duas horas) antes da realização da prova. • comunicar-se com outros candidatos ou qualquer pessoa estranha ao Concurso Público.2 7. de caráter eliminatório e classificatório. de desempenho e de títulos e/ou realização dessas fora dos locais e horários determinados. considerando-se automaticamente reprovados os candidatos que obtiverem nota inferior a 60 (sessenta) pontos.3 8. A Prova Escrita será composta de 50 (cinquenta) questões objetivas de múltipla escolha. o candidato que: a) deixar de comparecer à Prova Escrita e/ou à Prova de Desempenho.edu. cada uma delas valendo 02 (dois) pontos e contendo 05 (cinco) alternativas.12. 7. de qualquer modo. 8. • tiver cometido falsidade ideológica com prova documental.1 DAS ETAPAS DO CONCURSO O Concurso Público para o cargo de Professor Efetivo de Ensino Básico.1 8. 7. salvo.6 19 .4 8. sem prejuízo das previstas nas normas internas do IFPB.3. salvo.1 Protocolar requerimento encaminhado à COMPEC por meio do Setor de Protocolo de um dos campi do IFPB em funcionamento.br/ingresso/concursos-publicos. cujos conteúdos programáticos encontram-se no Anexo I deste Edital. segunda chamada para as provas escrita. No Laudo. visual ou grafológico.3. estatístico.3 7. para a prova escrita. sem causar prejuízo ao tratamento a que está se submetendo.2 8. devidamente comprovados por meio eletrônico.5 8. Técnico e Tecnológico. cujas atribuições encontram-se previstas no artigo 111 da Lei nº 11. de caráter classificatório. b) Prova de Desempenho. Não haverá. • for surpreendido passando ou recebendo auxílio para realização de quaisquer provas. Para isso deverá: 7. para a Prova de Desempenho.ifpb. sob qualquer pretexto. bem como perturbar.3. Será eliminado do Concurso Público. em casos fortuitos ou justificados por força maior. de caráter eliminatório e classificatório. constará de três provas: a) Prova Escrita. As questões da Prova Escrita versarão sobre Língua Portuguesa (20 questões) e Conhecimentos Específicos (30 questões). nos casos previstos no subitem 7. e para a prova de desempenho. e a ele anexar: • Cópia do boleto bancário comprovando sua inscrição. das 8h às 12h (horário oficial local). c) Prova de Títulos. com uma única opção correta. O acesso ao prédio do local de realização da Prova Escrita ocorrerá a partir das 7h20min (horário oficial local).4 8. a ordem dos trabalhos relativos ao referido processo.3.1 À Prova Escrita serão atribuídas notas de 0 (zero) a 100 (cem) pontos. conforme endereços e horários dispostos no subitem 17. ou • tiver se utilizado de procedimentos ilícitos.7.

Na hipótese de alguma questão vir a ser anulada.1 20 .10 8.br. não será permitido ao candidato portar boné. O Cartão-Resposta não poderá ser rasurado.4. relógio digital ou qualquer tipo de equipamento eletrônico. Nas salas específicas para realização das provas.) que. o candidato deverá assinar a lista de frequência e apresentar documento de identidade. que o(s) devolverão após o encerramento da prova pelo candidato.8. que será o único documento válido utilizado na correção eletrônica. carteira de trabalho. 8. durante o período de aplicação da Prova Escrita: a) recusar ou retardar a entrega do Cartão-Resposta das questões objetivas após o término do tempo estabelecido para a realização das provas.7. pelas Secretarias de Segurança Pública. pelas Polícias Militares e pelos Corpos de Bombeiros Militares. carteiras expedidas pelos órgãos fiscalizadores de exercício profissional (ordens. conforme endereços e horários dispostos no subitem 17.br/ingresso/concursos-publicos. 8.8. ou c) ausentar-se da sala portando o Caderno de Provas antes de transcorrido o tempo definido no subitem 8. por lei federal. não ultrapassando o limite dos círculos/bolhas.12. conselhos etc. será eliminado do Concurso Público. o candidato deverá: 8.2.17 8. comunicar o fato imediatamente ao Aplicador/Fiscal. bem como qualquer material impresso.edu. pelos Institutos de Identificação. valham como identidade e possibilitem a conferência da foto e da assinatura. caneta esferográfica na cor azul ou preta.1 Caso o candidato esteja portando algum(ns) dos itens mencionados acima.12 8. ser transcritas para o Cartão-Resposta.13 8.8 8.edu. no endereço http://www.19 Para ter acesso à sala de provas e aguardar o início da Prova Escrita.8.11 8. b) afastar-se da sala sem o acompanhamento de um fiscal.9 8. o valor em pontos será contabilizado em favor de todos os candidatos participantes do Concurso Público. no dia 27 de janeiro de 2014. ocasião em que deverá entregar ao Aplicador/Fiscal o Cartão-Resposta e o Caderno de Provas das questões objetivas. utilizando para isso o endereço de e-mail informado na inscrição do concurso. Serão consideradas erradas questões que contenham mais de uma ou nenhuma resposta assinalada.2 Marcar no Cartão-Resposta uma única alternativa que julgar correta. 9.ifpb. As respostas das questões das provas deverão.14 8. 9. O candidato só poderá retirar-se definitivamente da sala depois de transcorridas 02 (duas) horas do início da aplicação da prova. obrigatoriamente. devendo dar entrada deste(s) por meio de: a) Processo aberto no Setor de Protocolo de qualquer um dos campi do IFPB em funcionamento. O candidato terá o tempo máximo de 04 (quatro) horas para responder a todas as questões do Caderno de Provas e preencher o Cartão-Resposta. O candidato deverá verificar se os dados constantes no Cartão-Resposta estão corretos e. telefone celular.9.1. a fim de não comprometer o resultado da leitura ótica. caso perceba algum erro. com o assunto “Recurso – Prova Escrita – Edital 334/2013 – Concurso para Professor Efetivo”. 8.1 Utilizar. sem prejuízo das sanções penais cabíveis. DA INTERPOSIÇÃO DE RECURSOS E DO RESULTADO DA PROVA ESCRITA O candidato que desejar interpor recurso(s) contra os gabaritos oficiais da Prova Escrita poderá fazê-lo no dia 28 de janeiro de 2014. Para fazer a prova. amassado ou danificado. b) E-mail para o endereço recursos@ifpb. 8. bem como o comprovante original do pagamento da taxa de inscrição. O candidato só poderá levar o Caderno de Provas depois de transcorridas 03 (três) horas do início da aplicação das provas.1 Serão considerados documentos de identidade: carteiras expedidas pelos Comandos Militares.16 8. Além das condições previstas no subitem 7. dobrado. Os gabaritos preliminares da Prova Escrita serão divulgados no portal do IFPB. sob pena de exclusão do certame. exclusivamente. passaporte brasileiro. deverá entregá-lo(s) aos fiscais do concurso.12. A avaliação da prova contendo questões de múltipla escolha será feita por processo de leitura ótica do Cartão-Resposta personalizado.8.15 8.7 8. o candidato que. e carteira nacional de habilitação (somente o modelo com foto).18 8.

conforme estabelecido na tabela abaixo: CÓDIGOS 31. 42.1. 37. 93 08. 21. 85 02. 75. serão divulgados no site do IFPB. Internet ou correio eletrônico não serão analisados. 57.2.ifpb. bem como o gabarito oficial final.ifpb. 13. para efeito de ordem de classificação para realização de Prova de Desempenho. 32. Cajazeiras. 59. 27. 03. 9.1) 1 2 3 Nº DE CLASSIFICADOS PARA A PROVA DE DESEMPENHO 10 20 30 10.3. ficam estabelecidos os seguintes critérios para que o candidato esteja apto a participar da Prova de Desempenho: a) atender aos critérios estabelecidos nos subitens 8.4 As provas de desempenho acontecerão nas cidades de Cabedelo. 87. 40. §6º. de 21/08/2009. conforme demonstrado a seguir: Nº DE VAGAS (subitem 1. 82. 9. 62. 48. 29. com firma reconhecida em cartório. 25. 76. b) estar classificado.ifpb. 23.br/ingresso/concursospublicos. 26. 53.2 9. 61. 56.1. 66. 49.1. 52. 97.2 A relação dos candidatos habilitados para a Prova de Desempenho será divulgada até a data provável de 03 de março de 2014 no portal do IFPB. 33.944. 45.1 Os recursos deverão estar devidamente fundamentados e instruídos.br/ingresso/concursos-publicos. número de inscrição.edu. 04. 24. endereço para correspondência e número de telefone. de acordo com o código do perfil/habilitação para o qual o candidato está concorrendo.3 As provas de desempenho serão realizadas no período provável de 09 a 16 de março de 2014. 15. contendo: nome do candidato. 22. 55. no endereço http://www. 38.2 Os documentos necessários à interposição de recursos deverão ser dirigidos à Comissão Permanente de Concursos Públicos (Compec). 09. no endereço http://www. 100. 63. 104 12. 36. 91. 20. 83 01. 44. 18. 10.edu.1 Em caso de igualdade de pontos na Prova Escrita. 51. 84.1. 9. 05. 71. 60.1 Em consonância com o disposto no artigo 13. 64. DA PROVA DE DESEMPENHO 10. 98. 81. 58. 77.1. 69. 35. 68. até 03 de março de 2014. 28. 19.4 Poderá haver interposição de recurso por meio de procuração outorgada pelo candidato por instrumento particular. 88. 54. 14. 39. 96 50.9. 99. 47. de acordo com a pontuação obtida na Prova Escrita. 80. 92. 16. considerando-se automaticamente reprovados os remanescentes. 10. dando poderes para tal fim. 07.3 Os recursos sem a devida fundamentação ou identificação.2. ou interpostos através de fax. do Decreto nº 6. em colocação correspondente a até 10 (dez) vezes o número de vagas ofertadas neste Edital para a unidade curricular/perfil de habilitação a que está concorrendo.1. 34. 94. 11. ou por instrumento público.1 e 8. 30. 10. Campina Grande. 41. 73. exceto nos casos em que o empate persistir. 90. considerar-se-á habilitado o candidato que: a) obtiver maior número de pontos na Prova Escrita de Conhecimentos Específicos. 95. 89. 46. 67. João Pessoa. e b) tiver maior idade.br/ingresso/concursos-publicos. 72. 10. 43. O resultado da Prova Escrita será divulgado no endereço eletrônico http://www. 101. 10. cargo a que concorre acompanhado do código da unidade curricular.2. 9. 9. 102. 06. 70. 79.3. 78 CIDADE Cabedelo Cajazeiras Campina Grande João Pessoa Patos Sousa 21 . até 17 de fevereiro de 2014.1. 65.edu. 86. 17.5 Os resultados dos recursos julgados procedentes. 103.1 A ordem de classificação de acordo com o resultado da Prova Escrita deverá observar os critérios de desempate listados no subitem 9. Patos e Sousa. 74.

br/ingresso/concursos-publicos. ou seja.10. 16 e 17. 22 . Estilos de Gestão (experimentos de Hawthorne. CÓDIGOS DE VAGAS Código 01 Administração da Produção Código 02 Administração de Marketing Código 03 Administração de Materiais e Recursos Patrimoniais Código 04 Administração de Pessoas Código 05 Administração de Sistemas de Informação Código 06 Administração Financeira Código 07 Administração Geral e Empreendedorismo Código 08 Agroecologia – Perfil 01 Código 09 Agroecologia – Perfil 02 Estudo de tempos. serão reservados 50 (cinquenta) minutos para a Prova de Desempenho. o local e o horário da Prova de Desempenho de cada candidato obedecerão à ordem de classificação da prova escrita. promoção de vendas. mais cedo ele fará a Prova de Desempenho. 15. Propaganda.11 Para os códigos de Língua Francesa (64) e Língua Inglesa (65).7 e 10. 10. Datas e Horários para as Provas de Desempenho será divulgada na data provável de 06 de março de 2014 no portal do IFPB. Teoria Z. relações públicas e merchandising.8 serão ministradas em nível de alunos da Educação Superior.9. 10.8 Para os códigos 14. serão reservados 60 (sessenta) minutos para a Prova de Desempenho.1 A banca examinadora será composta por 02 (dois) docentes da(s) área(s) do conhecimento relativa(s) ao código de vaga a que concorre o candidato.12 Os temas de cada aula estão indicados no quadro abaixo. 16 e 17). 15.6 A Relação dos Locais. Recursos Humanos e Finanças) – aplicações práticas. 10. tais como data show. em conformidade com o código de vaga para o qual concorre cada candidato. Estudos de Likert sobre Estilos de Gestão e Grade Gerencial). 20 (vinte) minutos para a aula prática e 10 (dez) minutos para arguições da banca. O plano de aula a ser entregue à banca examinadora deverá ser redigido em português. sendo 40 (quarenta) minutos para apresentação da aula e 10 (dez) minutos para arguições da banca. 10. quanto maior a pontuação do candidato na prova escrita. 10. 10.ifpb. que estejam em pleno exercício de suas atividades docentes ou de gestão. entre outros. Fisiologia do estresse nos vegetais: déficit hídrico e tolerância à seca. e 01 (um) pedagogo ou técnico em assuntos educacionais. Jogos de Empresa – Processo de Tomada de Decisão (integrando as áreas de Produção. sendo 30 (trinta) minutos para a aula teórica. no endereço http://www. TEMAS Inovação e Plano de Negócios. exceto aqueles relacionados aos perfis de “Arte – Música” (códigos 14.5 A data. Equipamentos de movimentação e armazenagem e suas aplicações práticas. perante banca examinadora que terá por objetivo avaliar os conhecimentos específicos e a capacidade pedagógica do candidato. Planejamento agroecológico das atividades produtivas e tecnologia de gestão na agricultura familiar. a Prova de Desempenho deverá ser ministrada na língua correspondente ao respectivo código. em pleno exercício de suas atividades pedagógicas (Resolução no 043/2007-CD-CEFET-PB). Teoria X e Y de McGregor. Análise do ponto de equilíbrio (custo-volume-lucro).10 É de inteira responsabilidade do candidato levar qualquer equipamento de apoio didáticopedagógico. flip chart. publicidade. Vendas e Marketing. 10.7 Para todos os códigos.9 As aulas a que se referem os subitens 10.edu. 10.

CÓDIGOS DE VAGAS

TEMAS O geoprocessamento como instrumento de gestão ambiental

Código 10 Agroecologia – Perfil 03

Conceitos básicos; aplicação dos Sistemas de Informações Geográficas para identificar, recuperar e monitorar danos ambientais; utilização do GPS e das ferramentas de geoprocessamento nas ciências ambientais; sensoriamento remoto e meio ambiente. Cultivo agroecológico do algodão (Gossypium hirsutum). Técnicas artísticas em trabalhos de reciclagem/reaproveitamento de materiais. 1) Percepção/Apreciação Musical de estilos do século XIX; 2) Percepção/ Apreciação Musical de formas musicais do século XVIII; 3) Notação Musical do século XVIII à atualidade. Aula teórica: 1) Estilo e Interpretação da Música no século XVIII; 2) Estilo e Interpretação da Música no século XIX; 3) A Performance na Música Contemporânea (repertório, técnica, estilo e interpretação). Aula prática: execução obrigatória de 1 (uma) obra contemporânea ou do século XX (em qualquer estilo) e de peça(s) de livre escolha de períodos distintos. Aula teórica: 1) Estilo e Interpretação da Música no século XVIII; 2) Estilo e Interpretação da Música no século XIX; 3) A Performance na Música Contemporânea (repertório, técnica, estilo e interpretação). Aula prática: execução obrigatória de 1 (uma) obra contemporânea ou do século XX (em qualquer estilo) e de peça(s) de livre escolha de períodos distintos. Aula teórica: 1) Estilo e Interpretação da Música no século XVIII; 2) Estilo e Interpretação da Música no século XIX; 3) A Performance na Música Contemporânea (repertório, técnica, estilo e interpretação). Aula prática: execução obrigatória de 1 (uma) obra contemporânea ou do século XX (em qualquer estilo) e de peça(s) de livre escolha de períodos distintos. Aula teórica: 1) Estilo e Interpretação da Música no século XVIII; 2) Estilo e Interpretação da Música no século XIX; 3) A Performance na Música Contemporânea (repertório, técnica, estilo e interpretação). Aula prática: execução obrigatória de 1 (uma) obra contemporânea ou do século XX (em qualquer estilo) e de peça(s) de livre escolha de períodos distintos. Tecnologia de panificação.

Código 11 Agroecologia – Perfil 04 Código 12 Arte Código 13 Arte – Música

Código 14 Arte – Música (Metais)

Código 15 Arte – Música (Piano)

Código 16 Arte – Música (Violoncelo)

Código 17 Arte – Música (Violino/Viola)

Código 18 Ciência e Tecnologia de Alimentos – Perfil 01

23

CÓDIGOS DE VAGAS Código 19 Ciência e Tecnologia de Alimentos – Perfil 02 Código 20 Ciências Biológicas Código 21 Contabilidade Código 22 Controle e Processos Industriais ‒ Perfil 01 Código 23 Controle e Processos Industriais ‒ Perfil 02 Código 24 Controle e Processos Industriais ‒ Perfil 03 Código 25 Controle e Processos Industriais ‒ Perfil 04 Código 26 Controle e Processos Industriais ‒ Perfil 05 Código 27 Controle e Processos Industriais ‒ Perfil 06 Código 28 Controle e Processos Industriais ‒ Perfil 07 Código 29 Controle e Processos Industriais ‒ Perfil 08 Código 30 Controle e Processos Industriais – Perfil 09 Código 31 Design Gráfico – Perfil 01 Código 32 Design Gráfico – Perfil 02 Código 33 Didática – Pedagogia Código 34 Economia Código 35 Educação Física – Perfil 01

TEMAS Determinação dos constituintes fundamentais dos alimentos: métodos instrumentais e convencionais. Evidências e teorias da Evolução. Balanço Patrimonial.

Ensaios Mecânicos. Princípio de funcionamento de equipamentos biomédicos: Monitor de ECG (eletrocardiograma), Monitor de EEG (eletroencefalograma) e Monitor de EMG (eletromiograma). Conversores Analógicos-Digitais.

Controlador PID.

Correção do fator de potência em circuitos trifásicos.

Programação de microcontrolador PIC em linguagem C.

Ligações de motores e esquemas de partida

Motores de Combustão Interna.

Desenho Mecânico.

Os fundamentos da identidade de marca, Branding e Naming. Heurísticas, princípios e técnicas de avaliação da usabilidade na web. Formação Docente e suas Ações. Adequação do papel do Estado na economia e a universalização das políticas públicas: uma análise para o Brasil a partir do ano 2000. A Educação Física Escolar e a Cultura Corporal do Movimento.

24

CÓDIGOS DE VAGAS Código 36 Educação Física – Perfil 02 Código 37 Educação Física – Perfil 03 Código 38 Eventos Código 39 Filosofia Código 40 Física ‒ Perfil 01 Código 41 Física ‒ Perfil 02 Código 42 Geografia Código 43 Geoprocessamento ‒ Perfil 01 Código 44 Geoprocessamento ‒ Perfil 02 Código 45 Gestão Rural Código 46 Hardware Código 47 História Código 48 Informática Aplicada a Gestão e Negócios Código 49 Informática Básica Código 50 Infraestrutura (Construção Civil) – Perfil 01 Código 51 Infraestrutura (Construção Civil) – Perfil 02 Código 52 Infraestrutura (Construção Civil) – Perfil 03 Código 53 Infraestrutura (Construção Civil) – Perfil 04 Código 54 Infraestrutura (Construção Civil) – Perfil 05

TEMAS Metodologia do ensino da educação física escolar. Metodologia do Treinamento Esportivo. Análise da Viabilidade Econômica do Evento. O nascimento do pensar filosófico: do mito à Filosofia. Segunda Lei da Termodinâmica e Entropia. Equações de Maxwell. Industrialização e organização do espaço geográfico brasileiro. Métodos de Ajustamento: Paramétrico, Combinado e Correlatos. Padrão de Comportamento Espectral dos Principais Alvos Naturais Terrestres. Cooperativismo e associativismo solidário. Manutenção preventiva e corretiva em microcomputadores (Servidores, Desktops e Notebooks). A História Cultural dos negros e dos povos indígenas e sua presença na formação da sociedade brasileira e paraibana no período colonial. Aplicações de Recursos de Tecnologia nas Atividades Gerenciais.

Microsoft Excel 2010: Funções Lógicas e Matemáticas. Gráficos.

Produção de concreto: formas e armação.

Equilíbrio de corpos rígidos: tipos de carregamentos e de apoio.

Perdas de carga em conduto forçado.

Etapas para elaboração de um projeto estrutural.

Determinação do coeficiente de permeabilidade dos solos.

25

Noções linguísticas de Libras: parâmetros. Como avaliar a textualidade em gêneros discursivos? Trigonometria. Planos de amortização de empréstimos e financiamentos. Les nouvelles technologies et l'enseignement de la langue française. 26 . O uso de referenciais lexicais e gramaticais para a leitura e compreensão de gêneros textuais escritos em língua inglesa. Equações Diferenciais Ordinárias. Contribuições do estágio supervisionado na formação de professores. Registros cartoriais. Questões de gênero e políticas públicas no meio rural. TEMAS Tipos de fundações. Espaço vetorial. Custos diretos e indiretos na composição de orçamentos. Influência dos condicionantes ambientais na construção. Administração Pública: setor público. Resolução de sistemas lineares pelo método de eliminação de Gauss. Utilização da ferramenta CAD para modelagem e representação ortográfica de peças. privado e terceiro setor.CÓDIGOS DE VAGAS Código 55 Infraestrutura (Construção Civil) – Perfil 06 Código 56 Infraestrutura (Construção Civil) – Perfil 07 Código 57 Infraestrutura (Construção Civil) – Perfil 08 Código 58 Infraestrutura (Design e Construção Civil) Código 59 Infraestrutura (Negócios Imobiliários) Código 60 Legislação Código 61 Legislação (Relações de Gênero) Código 62 Legislação Aplicada a Negócios Imobiliários Código 63 Libras Código 64 Língua Francesa Código 65 Língua Inglesa Código 66 Língua Portuguesa Código 67 Matemática – Perfil 01 Código 68 Matemática – Perfil 02 Código 69 Matemática – Perfil 03 Código 70 Matemática – Perfil 04 Código 71 Matemática – Perfil 05 Código 72 Matemática Aplicada a Gestão e Negócios Mobilidade Urbana. classificadores e intensificadores no discurso.

27 . epizootiologia. Geologia do Petróleo. patogenicidade. Linguagem de definição de interface Android.1). Eletroquímica. Termodinâmica Química. Fluidos de perfuração. Afecções clínico-cirúrgicas do sistema digestório. Métodos de concentração e enriquecimentos de minérios. Desenvolvimento de Aplicações Corporativas: Programação com objetos distribuídos em Java (EJB 3.CÓDIGOS DE VAGAS Código 73 Matemática e Probabilidade e Estatística Código 74 Medicina Veterinária – Perfil 01 Código 75 Medicina Veterinária – Perfil 02 Código 76 Medicina Veterinária – Perfil 03 Código 77 Medicina Veterinária – Perfil 04 Código 78 Medicina Veterinária – Perfil 05 Código 79 Mineração Código 80 Mineração e Geologia Código 81 Morfologia. profilaxia e tratamento das mastites que acometem os animais domésticos. Fisiologia. Inspeção sanitária ante e post-mortem de bovinos e suínos. TEMAS Técnicas ultrassonográficas na reprodução dos animais domésticos. sintomas. Bioquímica e Nutrição Código 82 Pesca e Navegação Marítima Código 83 Petróleo e Gás e Mineração Código 84 Programação – Perfil 01 Código 85 Programação – Perfil 02 Código 86 Psicologia Aplicada a Gestão e Negócios Código 87 Psicologia da Educação Código 88 Química – Perfil 01 Código 89 Química – Perfil 02 Código 90 Química – Perfil 03 Código 91 Recursos Pesqueiros Código 92 Redes de Computadores – Perfil 01 Testes de hipóteses. diagnóstico clínico e laboratorial. patogenia. Saúde e Trabalho: Qualidade de vida no trabalho. Tecnologia do Pescado. Tipos de Navegação. Dinâmica dos fluidos. Diagnóstico por imagem e patologia do estômago e intestino. Processo ensino-aprendizagem:evolução histórica e características atuais. Atividade física adaptada e saúde. Windows Server 2008 R2: Active Directory Domain Services. Etiologia.

28 . seguindo os procedimentos normais. sem cortes. Implantação e controle de processos tecnológicos na fabricação de produtos e subprodutos. 10.13. sendo considerados como tal os documentos listados no subitem 8. 10.4 Não será admitida manifestação de qualquer natureza por parte da plateia durante o transcurso da prova.13. gestual ou que possa importar prejuízo ou vantagem ao candidato que esteja fazendo a prova. quer seja verbal. para qualquer finalidade. o candidato não poderá realizar a atividade e estará automaticamente eliminado do Concurso Público.15 O candidato terá uma tolerância máxima de 10 (dez) minutos em relação ao horário estabelecido para o início da Prova de Desempenho. o candidato deverá assinar a lista de frequência e apresentar documento de identidade. o supervisor verificará o tempo de prova transcorrido sem a respectiva gravação e.CÓDIGOS DE VAGAS Código 93 Redes de Computadores – Perfil 02 Código 94 Secretariado Código 95 Segurança do Trabalho – Perfil 01 Código 96 Segurança do Trabalho – Perfil 02 Código 97 Sociologia Código 98 Sociologia e Antropologia Rural Código 99 Sociologia e Metodologia da Pesquisa Código 100 Tecnologia Automotiva Código 101 Tecnologia Naval Código 102 Tecnologia Sucroalcooleira Código 103 Tecnologia Têxtil Código 104 Telecomunicações TEMAS Projeto lógico e físico de Redes de Computadores. verificado antes do início de cada prova.13 Cada Prova de Desempenho será realizada em sessão pública. processos de fios cardados. o supervisor (membro da comissão organizadora) solicitará à equipe de filmagem equipamento reserva.14 Para ter acesso ao local da Prova de Desempenho.944/2009. providenciado o equipamento reserva.13. Gestão de manutenção automotiva. por dispositivo que capture sons e imagens.2 Na hipótese de não funcionamento do equipamento de captura de imagens e sons. e artigo 19. 10. penteado e open end. 10. 10. inciso XVI. Estabilidade Estática de Corpos Flutuantes.13. fluxograma. Projeto e técnicas de pesquisa. Toxinfecções alimentares (intoxicações e infecções alimentares). Padrão de TV Digital Brasileiro (ISDB-Tb) 10. Organização das Funções Secretariais: Administração do tempo. Movimentos sociais no campo. Estabilidade Transversal e Pequenos e Grandes ângulos de inclinação. Centralidade do trabalho e reestruturação produtiva. Caso o não funcionamento aconteça durante a prova. 10.1 Decorrido o tempo de tolerância. sendo esse tempo descontado no tempo total da prova.3 Não será admitida a saída do recinto de integrantes da plateia até o fim da prova do candidato. Fiação. de forma a garantir a sua idoneidade e confiabilidade. do Decreto nº 6.7. Gestão Ambiental de Resíduos da Construção Civil. §3º. 10.15.1 Não será permitida a presença de candidatos concorrentes a uma mesma vaga à Prova de Desempenho de um competidor direto seu. em atendimento ao disposto no artigo 13. sendo objeto de gravação. reiniciará a prova.1. devolvendo ao candidato o tempo em questão.

postura. autocontrole. Apresentação pessoal: espontaneidade. Adequação dos recursos didáticos à natureza dos conteúdos. Adequação dos conteúdos ao nível do aluno. Utilização de recursos didáticos adequados à metodologia. feita por cada um dos 02 (dois) membros docentes da banca examinadora. Coerência e adequação de vocabulário a termos técnicos. 10. avaliação e referências. o candidato entregará à banca examinadora o plano de aula em 03 (três) vias. Interdisciplinaridade (conexão entre o tema e outros conhecimentos). Avaliação da aprendizagem. Adequação do tempo aos conteúdos propostos. tom de voz. recursos didáticos.1 A Avaliação Prática de Instrumento. execução. Contextualização (conexão entre o tema e a aplicabilidade desses conhecimentos). conteúdos e avaliação. PONTUAÇÃO TOTAL CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO Elaboração e organização técnica e didática do Plano de Aula: apresentação. feita por cada um dos 03 (três) membros da banca examinadora. Desenvoltura e segurança na apresentação. Interdisciplinaridade (conexão entre o tema e outros conhecimentos). Coerência entre o Plano e a execução da aula. dicção. PONTUAÇÃO TOTAL PONTUAÇÃO NOTA DO MÁXIMA AVALIADOR 10 10 10 10 10 10 10 10 10 10 100 PONTUAÇÃO NOTA DO MÁXIMA AVALIADOR AVALIAÇÃO DOCENTE 10 10 10 10 10 10 10 10 10 10 100 AVALIAÇÃO PEDAGÓGICA 10. linguagem adequada. coerência entre objetivos. Capacidade de síntese.17. objetivos e conteúdos. o desenvolvimento e finalização da aula). consistirá da análise dos seguintes itens: AVALIAÇÃO DOCENTE CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO Conhecimento e domínio do instrumento Habilidade na leitura da partitura do instrumento Demonstração de criatividade na execução do instrumento PONTUAÇÃO TOTAL PONTUAÇÃO NOTA DO MÁXIMA AVALIADOR 40 40 20 100 PRÁTICA DE INSTRUMENTO 29 . Interatividade. dosagem do conteúdo em relação ao tempo previsto. Utilização de procedimentos avaliativos adequados.16 No início da Prova de Desempenho. coerência e clareza dos objetivos. descrição. consistirá da análise dos seguintes itens: CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO Domínio dos conteúdos. cumprimento das etapas previstas no plano. Contextualização (conexão entre o tema e a aplicabilidade desses conhecimentos).10.17 A avaliação da Prova de Desempenho. Seleção e organização sequencial dos conteúdos (ordem e clareza dos dados essenciais). Organização dos conteúdos (conexão entre o início. procedimentos metodológicos.

4 Os recursos sem a devida fundamentação ou identificação. §1º do Decreto nº 6. 12. Internet ou correio eletrônico não serão analisados. de caráter apenas classificatório. e deverão estar devidamente fundamentados e instruídos.3). com firma reconhecida em cartório. Assim. no endereço http://www. a experiência de ensino. DA PROVA DE TÍTULOS 12.1 O candidato que desejar interpor recurso(s) quanto ao resultado da Prova de Desempenho poderá fazê-lo no dia 20 de março de 2014.edu.18 À Prova de Desempenho serão atribuídas notas de 0 (zero) a 100 (cem) pontos. de 21/08/2009.7 deste Edital. 12. no portal do IFPB. devendo ser convocado para a prova de títulos.br.ifpb. a experiência profissional não acadêmica. de acordo com data. 11. nessa avaliação.7. endereço para correspondência e número de telefone. devendo dar entrada deste(s) por meio de: a) Processo aberto no Setor de Protocolo de qualquer um dos campi do IFPB em funcionamento. 11.2 Os recursos deverão ser claros e objetivos em relação ao ponto contestado. somam-se as notas da avaliação docente e a nota da avaliação pedagógica e divide-se por 3 (três). considerando-se automaticamente reprovados os candidatos que obtiverem nota inferior a 60 (sessenta) pontos na nota final da Prova de Desempenho. a experiência de pesquisa. 11. ou interpostos através de fax. 11. conforme valores constantes no subitem 12. até 24 de março de 2014.edu.5 Poderá haver interposição de recurso por meio de procuração outorgada pelo candidato por instrumento particular. além de outros itens mencionados no subitem 12. 30 . dando poderes para tal fim. 12. com o assunto “Recurso – Prova de Desempenho – Edital 334/2013 – Concurso para Professor Efetivo”. contendo: nome do candidato. exceto aqueles relacionados aos perfis de “Arte – Música” (códigos 14. no endereço http://www. para fins de autenticação.2 Nenhum dos candidatos empatados na última classificação na prova de desempenho será considerado reprovado. 11.6 Para a realização da Prova de Títulos. seus respectivos originais. a experiência profissional de gestão acadêmica. número de inscrição. horário e local estabelecidos em cronograma a ser divulgado até o dia 24 de março de 2014. a experiência em extensão. a nota final da Prova de Desempenho será calculada da seguinte forma: a) calcula-se a média aritmética das notas individuais atribuídas pelos 3 (três) membros da banca na avaliação da aula teórica. 12. o seu Currículo Lattes e as cópias dos documentos comprobatórios dos títulos apresentados. utilizando para isso o endereço de e-mail informado na inscrição do concurso. cargo a que concorre acompanhado do código da unidade curricular. b) calcula-se a média aritmética das notas individuais atribuídas pelos 2 (dois) membros docentes da banca na avaliação prática de instrumento. 16 e 17).21 O resultado preliminar da Prova de Desempenho será divulgado até o dia 19 de março de 2014. resultará da soma das notas dadas pelos 3 (três) avaliadores dividida por 3 (três). 12.edu. 10. estarão aptos a realizar essa etapa apenas os classificados em número de acordo com o disposto no Anexo II do referido Decreto (ver tabela do subitem 14.944. além de apresentar. ou por instrumento público.6 Os resultados dos recursos julgados procedentes e a relação de candidatos aprovados na Prova de Desempenho e habilitados para a Prova de Títulos serão divulgados no portal do IFPB.20 Para os códigos relacionados aos perfis de “Arte – Música” (códigos 14. o candidato deverá entregar pessoalmente. ou seja. 10.1 O número de candidatos habilitados para a Prova de Títulos obedecerá ao disposto no artigo 16. a nota final da Prova de Desempenho será calculada pela média aritmética das notas individuais atribuídas pelos avaliadores.3).3 A entrega dos títulos acontecerá entre os dias 26 e 28 de março de 2014 e deverá ser feita na cidade indicada pelo candidato no momento da inscrição (ver subitem 4.3 Os documentos necessários à interposição de recursos deverão ser dirigidos à Comissão Permanente de Concursos Públicos (Compec).3.7.19 Para todos os códigos.br/ingresso/concursos-publicos. a titulação acadêmica. 16 e 17). 12.ifpb. 10.br/ingresso/concursos-publicos. b) E-mail para o endereço recursos@ifpb. 15. serão atribuídas notas de 0 (zero) a 100 (cem) pontos.5 A Banca Examinadora considerará. conforme endereços e horários dispostos no subitem 17. seguindo rigorosamente a ordem prevista na tabela do subitem 12.12.4 À Prova de Títulos.10. 11. 15. e c) somam-se as notas resultantes dos cálculos de que tratam as alíneas “a” e “b” e divide-se por 2 (dois). DA INTERPOSIÇÃO DE RECURSOS E DO RESULTADO DA PROVA DE DESEMPENHO 11. de acordo com o cronograma de que trata o subitem 12. ou seja. na mesma ordem.

via fax e/ou via correio eletrônico. Exemplo: Titulação acadêmica – item [c] Experiência de ensino – item [k] 12.7. conforme subitem 12. 12. o candidato deverá assinar a lista de frequência e apresentar documento de identidade.6. 12. 12.2 Para a entrega do Currículo Lattes e dos documentos comprobatórios dos títulos a serem apreciados.6.7 Para efeito da Prova de Títulos.5 Os documentos que não estiverem devidamente identificados conforme estabelecido no subitem anterior e/ou que não estiverem rigorosamente na ordem prevista na tabela do subitem 12. à qual serão somadas as notas das Provas Escrita e de Desempenho.7. sendo considerados como tal os documentos listados no subitem 8.6. valorando-se.4 O Currículo Lattes e as cópias comprobatórias de seus respectivos títulos comporão um único documento que deverá estar paginado e encadernado em espiral.8. os títulos de pós-graduação nas áreas de conhecimento prioritárias e aqueles nas demais áreas de conhecimento. bem como os documentos gerados por via eletrônica que não estejam acompanhados do respectivo mecanismo de autenticação – Compact Disc (CD) contendo a publicação ou endereço eletrônico onde a publicação está hospedada –. diversamente. 12.6.3 receberá nota 0 (zero) na Prova de Títulos.7 deste Edital.12.6.1.3 O candidato que não comparecer para entregar o seu Currículo Lattes e a documentação comprobatória na data especificada no cronograma de que trata o subitem 12. 12.6. Além disso. cada título nele contido deverá estar identificado antecipadamente com as referências e letras especificadas na TABELA I – PROVA DE TÍTULOS 2013 do subitem 12.6.6. serão desconsiderados da avaliação.7. tampouco por procurador. 12.6.6 Será atribuído um valor máximo de 100 (cem) pontos para a Prova de Títulos de cada candidato.8 A pós-graduação prioritária para cada código de vaga em disputa está indicada no quadro a seguir: CÓDIGO DA VAGA Código 01 Administração da Produção Código 02 Administração de Marketing Código 03 Administração de Materiais e Recursos Patrimoniais Código 04 Administração de Pessoas Código 05 Administração de Sistemas de Informação Código 06 Administração Financeira Código 07 Administração Geral e Empreendedorismo Código 08 Agroecologia – Perfil 01 Código 09 Agroecologia – Perfil 02 PÓS-GRADUAÇÃO (***) prioritária na(s) área(s) do conhecimento de Administração ou de Engenharia da Produção Administração Administração ou de Engenharia da Produção Administração Administração Administração Administração Agronomia ou de Engenharia Agrícola Agronomia ou de Engenharia Agrícola ou Interdisciplinar (Meio Ambiente e Agrárias) 31 .1 Em hipótese alguma serão aceitos títulos encaminhados por via postal. a fim de que seja aferida sua média final na classificação do presente concurso. serão considerados os títulos de pós-graduação e demais documentos especificados na tabela constante do subitem 12.

Código 10 Agroecologia – Perfil 03 Código 11 Agroecologia – Perfil 04 Código 12 Arte Código 13 Arte – Música Código 14 Arte – Música (Metais) Código 15 Arte – Música (Piano) Código 16 Arte – Música (Violoncelo) Código 17 Arte – Música (Violino/Viola) Ecologia ou Interdisciplinar (Meio Ambiente e Agrárias) ou de Geociências ou de Engenharia Sanitária Agronomia ou de Engenharia Agrícola Artes Artes Artes Artes Artes Artes Código 18 Ciência e Tecnologia de Alimentos ‒ Ciência e Tecnologia de Alimentos ou de Engenharia Química Perfil 01 Código 19 Ciência e Tecnologia de Alimentos ‒ Ciência e Tecnologia de Alimentos ou de Engenharia Química Perfil 02 Código 20 Ciências Biológicas Código 21 Contabilidade Código 22 Controle e Processos Industriais ‒ Perfil 01 Código 23 Controle e Processos Industriais ‒ Perfil 02 Código 24 Controle e Processos Industriais ‒ Perfil 03 Código 25 Controle e Processos Industriais ‒ Perfil 04 Código 26 Controle e Processos Industriais ‒ Perfil 05 Código 27 Controle e Processos Industriais ‒ Perfil 06 Ciências Biológicas ou de Ensino Administração (subáreas: Ciências Contábeis ou Contabilidade e Finanças Públicas ou Administração Financeira) Engenharia Mecânica ou de Engenharia de Materiais e Metalúrgica Engenharia Elétrica ou de Engenharia Biomédica Engenharia Elétrica Engenharia Elétrica Engenharia Elétrica Engenharia Elétrica 32 .

Código 28 Controle e Processos Industriais ‒ Perfil 07 Código 29 Controle e Processos Industriais ‒ Perfil 08 Código 30 Controle e Processos Industriais – Perfil 09 Código 31 Design Gráfico – Perfil 01 Código 32 Design Gráfico – Perfil 02 Código 33 Didática – Pedagogia Código 34 Economia Código 35 Educação Física – Perfil 01 Código 36 Educação Física – Perfil 02 Código 37 Educação Física – Perfil 03 Código 38 Eventos Código 39 Filosofia Código 40 Física ‒ Perfil 01 Código 41 Física ‒ Perfil 02 Código 42 Geografia Código 43 Geoprocessamento – Perfil 01 Código 44 Geoprocessamento – Perfil 02 Código 45 Gestão Rural Código 46 Hardware Código 47 História Engenharia Elétrica Engenharia Mecânica Engenharia Mecânica Comunicação (subáreas: Comunicação Visual ou Programação Visual) Comunicação (subáreas: Comunicação Visual ou Programação Visual) Educação ou de Ensino Economia Educação Física Educação Física ou de Educação ou de Ensino Educação Física ou de Educação Turismo ou de Comunicação Filosofia Física ou de Ensino Física ou de Ensino Geografia ou de Geociências Geociências Geociências Administração ou de Engenharia Agrícola ou de Agronomia Engenharia Elétrica ou de Ciência da Computação História 33 .

Código 48 Informática Aplicada a Gestão e Negócios Código 49 Informática Básica Código 50 Infraestrutura (Construção Civil) – Perfil 01 Código 51 Infraestrutura (Construção Civil) – Perfil 02 Código 52 Infraestrutura (Construção Civil) – Perfil 03 Código 53 Infraestrutura (Construção Civil) – Perfil 04 Código 54 Infraestrutura (Construção Civil) – Perfil 05 Código 55 Infraestrutura (Construção Civil) – Perfil 06 Código 56 Infraestrutura (Construção Civil) – Perfil 07 Código 57 Infraestrutura (Construção Civil) – Perfil 08 Código 58 Infraestrutura (Design e Construção Civil) Código 59 Infraestrutura (Negócios Imobiliários) Código 60 Legislação Código 61 Legislação (Relações de Gênero) Código 62 Legislação Aplicada a Negócios Imobiliários Código 63 Libras Código 64 Língua Francesa Administração ou de Ciência da Computação Ciência da Computação ou de Engenharia Elétrica Engenharia Civil Engenharia Civil Engenharia Civil ou de Engenharia Sanitária Engenharia Civil Engenharia Civil Engenharia Civil ou de Engenharia de Transportes Engenharia Civil Engenharia Civil ou de Geociências (subáreas: Sensoriamento Remoto (todas) ou Geodésia (todas) ou Cartografia (todas) ou Fotogrametria) Arquitetura e Urbanismo Administração ou de Engenharia Civil ou de Arquitetura e Urbanismo Direito Direito Administração ou de Direito Linguística ou de Letras Linguística ou de Letras (subárea Línguas Estrangeiras Modernas – Francês) 34 .

Código 65 Língua Inglesa Código 66 Língua Portuguesa Código 67 Matemática – Perfil 01 Código 68 Matemática – Perfil 02 Código 69 Matemática – Perfil 03 Código 70 Matemática – Perfil 04 Código 71 Matemática – Perfil 05 Código 72 Matemática Aplicada a Gestão e Negócios Código 73 Matemática e Probabilidade e Estatística Código 74 Médicina Veterinária – Perfil 01 Código 75 Médicina Veterinária – Perfil 02 Código 76 Médicina Veterinária – Perfil 03 Código 77 Médicina Veterinária – Perfil 04 Código 78 Médicina Veterinária – Perfil 05 Código 79 Mineração Código 80 Mineração e Geologia Linguística ou de Letras (subárea Línguas Estrangeiras Modernas – Inglês) Linguística ou de Letras (subárea Língua Portuguesa) Matemática ou de Ensino Matemática ou de Ensino Matemática ou de Ensino ou de Educação Matemática ou de Ensino Matemática ou de Ensino Matemática ou de Economia ou de Administração (subáreas: Administração Financeira ou Ciências Contábeis) Matemática ou de Probabilidade e Estatística ou de Ensino Medicina Veterinária (subáreas: Reprodução Animal ou Ginecologia e Andrologia Animal ou Inseminação Artificial Animal ou Fisiopatologia da Reprodução Animal ou Obstetrícia Animal) Medicina Veterinária (subáreas: Clínica e Cirurgia Animal ou Técnica Cirúrgica Animal ou Clínica Cirúrgica Animal ou Patologia Animal ou Patologia Clínica Animal) Medicina Veterinária (subáreas: Doenças Infecciosas de Animais ou Doenças Parasitárias de Animais ou Saúde Animal (Programas Sanitários)) Medicina Veterinária (subáreas: Inspeção de Produtos de Origem Animal ou Saúde Animal (Programas Sanitários)) Medicina Veterinária (subáreas: Patologia Animal ou Patologia Aviária ou Radiologia de Animais) Engenharia de Minas Geociências Código 81 Medicina ou de Nutrição ou de Odontologia ou de Farmácia ou de Morfologia. Bioquímica e Enfermagem ou de Saúde Coletiva ou de Educação Física ou de Nutrição Fonoaudiologia ou de Fisioterapia e Terapia Ocupacional Código 82 Pesca e Navegação Marítima Código 83 Petróleo e Gás e Mineração Recursos Pesqueiros e Engenharia de Pesca Engenharia Química 35 . Fisiologia.

Código 84 Programação – Perfil 01 Código 85 Programação – Perfil 02 Código 86 Psicologia Aplicada a Gestão e Negócios Código 87 Psicologia da Educação Código 88 Química – Perfil 01 Código 89 Química – Perfil 02 Código 90 Química – Perfil 03 Código 91 Recursos Pesqueiros Código 92 Redes de Computadores – Perfil 01 Código 93 Redes de Computadores – Perfil 02 Código 94 Secretariado Código 95 Segurança do Trabalho – Perfil 01 Código 96 Segurança do Trabalho – Perfil 02 Código 97 Sociologia Código 98 Sociologia e Antropologia Rural Código 99 Sociologia e Metodologia da Pesquisa Código 100 Tecnologia Automotiva Código 101 Tecnologia Naval Código 102 Tecnologia Sucroalcooleira Código 103 Tecnologia Têxtil Código 104 Telecomunicações Ciência da Computação Ciência da Computação Psicologia Psicologia ou de Educação (subárea Psicologia Educacional) Química ou de Ensino Química ou de Engenharia Química ou de Ensino Engenharia Química ou de Química Recursos Pesqueiros e Engenharia de Pesca Engenharia Elétrica ou de Ciência da Computação Engenharia Elétrica ou de Ciência da Computação Administração Engenharia de Produção (subárea Higiene e Segurança do Trabalho) Engenharia de Produção (subárea Higiene e Segurança do Trabalho) Sociologia ou de Antropologia ou Interdisciplinar (Sociais e Humanidades) Sociologia ou de Antropologia ou Interdisciplinar (Sociais e Humanidades) Sociologia ou de Ciência da Informação ou de Filosofia (subárea Epistemologia) ou de História (subárea História das Ciências) ou Interdisciplinar (Sociais e Humanidades) Engenharia Elétrica ou de Engenharia Mecânica Engenharia Naval e Oceânica Química ou de Engenharia Química ou de Ciência e Tecnologia de Alimentos ou de Engenharia Agrícola ou de Agronomia. Engenharia Química Engenharia Elétrica 36 .

f) Título de Mestre de curso não contemplado pelos itens “d” e “e”. Ciência e Tecnologia. que seja relacionado com perfil/habilitação exigidos para provimento de cada vaga ofertada neste Edital. quando estrangeiro. l) Exercício de Magistério no Ensino Médio e/ou na Educação Profissional Técnica de Nível Médio. i) Título de Especialista de curso não contemplado pelos itens “g” e “h”.394/1996 e alterações subsequentes. que seja relacionado com perfil/habilitação exigidos para provimento de cada vaga ofertada neste Edital. b) Título de Doutor de curso pertencente à área do conhecimento de Educação. quando brasileiro. quando estrangeiro.394/1996 e alterações subsequentes. em instituição pertencente à Rede Federal de Educação Profissional. ou oriundo de curso devidamente reconhecido.394/1996 e alterações subsequentes. nos termos da Lei 9. revalidado. revalidado. q) Trabalho científico. Científica e Tecnológica (Institutos Federais de Educação. revalidado. j) Exercício de Magistério. ou oriundo de curso devidamente reconhecido. e no caso de línguas estrangeiras.394/1996 e alterações subsequentes. em consonância com o disposto no perfil/habilitação exigidos para provimento de cada vaga ofertada neste Edital. revalidado. quando brasileiro. com valor de 0. quando estrangeiro. publicado em periódico constante no Qualis (classificação A. com valor de 1 (um) ponto por semestre. h) Título de Especialista de curso pertencente à área do conhecimento de Educação. em outras instituições educacionais. quando brasileiro. com valor de 1 (um) ponto por semestre. quando brasileiro. quando estrangeiro. nos termos da Lei 9. revalidado. ou oriundo de curso devidamente reconhecido. ou oriundo de curso devidamente reconhecido. em outras instituições educacionais.5 (meio) ponto. nos termos da Lei 9. ou oriundo de curso devidamente reconhecido. com valor de 1 (um) ponto. c) Título de Doutor de curso não contemplado pelos itens “a” e “b”.394/1996 e alterações subsequentes. d) Título de Mestre de curso pertencente à(s) área(s) e/ou subárea(s) do conhecimento especificada(s) como prioritária(s) para cada vaga. revalidado. em consonância com perfil/habilitação exigidos para provimento de cada vaga ofertada neste Edital. que seja relacionado com perfil/habilitação exigidos para provimento de cada vaga ofertada neste Edital. quando estrangeiro. quando estrangeiro. e) Título de Mestre de curso pertencente à área do conhecimento de Educação.394/1996 e alterações subsequentes. revalidado. CAPES). g) Título de Especialista de curso pertencente à(s) área(s) e/ou subárea(s) do conhecimento especificada(s) como prioritária(s) para cada vaga. em consonância com perfil/habilitação exigidos para provimento de cada vaga ofertada neste Edital. Universidades. quando brasileiro.(***) Conforme Tabela de Áreas do Conhecimento (CAPES) 12. o) Trabalho científico. com valor de 2 (dois) pontos – Cópia da Capa e da Ficha Catalográfica que comprovem a autoria.5 (meio) ponto. com valor de 0. nos termos da Lei 9. em consonância com o disposto no perfil/habilitação exigidos para provimento de cada vaga ofertada neste Edital.7 Os títulos aceitos para a Prova de Títulos estão descritos a seguir. ou oriundo de curso devidamente reconhecido. Centros Federais de Educação Tecnológica e Escolas Técnicas ou Agrotécnicas Federais) e no Colégio Pedro II. p) Trabalho científico. em Centros de Línguas. CAPES). em consonância com perfil/habilitação exigidos para provimento de cada vaga ofertada neste Edital. revalidado. publicado em anais de Congresso Internacional. ou oriundo de curso devidamente reconhecido. em consonância com o disposto no perfil/habilitação exigidos para provimento de cada vaga ofertada neste Edital. nos termos da Lei 9. com valor de 1 (um) ponto por semestre. quando brasileiro. que seja relacionado com perfil/habilitação exigidos para provimento de cada vaga ofertada neste Edital. quando brasileiro. revalidado. k) Exercício de Magistério na Educação Superior. que seja relacionado com perfil/habilitação exigidos para provimento de cada vaga ofertada neste Edital. nos termos da Lei 9. quando brasileiro. com as respectivas pontuações: TABELA I – PROVA DE TÍTULOS – 2013 DESCRIÇÃO a) Título de Doutor de curso pertencente à(s) área(s) e/ou subárea(s) do conhecimento especificada(s) como prioritária(s) para cada vaga.394/1996 e alterações subsequentes. quando estrangeiro. nos termos da Lei 9. ou oriundo de curso devidamente reconhecido. com valor de 1 (um) ponto. quando estrangeiro. nos termos da Lei 9. m) Livro editado com ISBN. quando estrangeiro. ou oriundo de curso devidamente reconhecido. publicado em periódico constante no Qualis (classificação B. quando brasileiro. PONTUAÇÃO 25* 13* 7* 18* TITULAÇÃO ACADÊMICA 9* 5* 10* 5* 3* Máximo 12** EXPERIÊNCIA DE ENSINO Máximo 7** Máximo 6** Máximo 4*** Máximo 2*** Máximo 4*** Máximo 2*** Máximo 2*** EXPERIÊNCIA DE PESQUISA 37 .394/1996 e alterações subsequentes. nos termos da Lei 9. n) Capítulo de livro com ISBN.394/1996 e alterações subsequentes.

e deverão estar devidamente fundamentados e instruídos. 38 . ou legislação anterior quando cabível.394/1996 e alterações posteriores. “k”. Orientação concluída de projeto de iniciação científica ou de monografia de Graduação ou de monografia de Especialização. com valor de 2 (dois) pontos. utilizando para isso o endereço de e-mail informado na inscrição do concurso. número de inscrição. com valor de 1 (um) ponto por semestre. (**) Os títulos referentes às letras “j”. ou interpostos através de fax. “b”. 13. z) Comprovante de monitoria relacionado com perfil/habilitação exigidos para provimento de cada vaga ofertada neste Edital.25 ponto. sendo considerado apenas o título que garantir maior pontuação para o candidato. Orientação concluída de dissertação de Mestrado ou de tese de Doutorado. “l”. emitida por órgão competente e/ou conselho profissional. Internet ou correio eletrônico não serão analisados.2 Os recursos deverão ser claros e objetivos em relação ao ponto contestado. “n”.br. com firma reconhecida em cartório. contendo: nome do candidato. ou por instrumento público. certidão de tempo de serviço.3 Os documentos necessários à interposição de recursos deverão ser dirigidos à Comissão Permanente de Concursos Públicos (Compec). com valor de 0. Experiência Profissional (não acadêmica) em consonância com o disposto no perfil/habilitação exigidos para provimento de cada vaga ofertada neste Edital.4 Os recursos sem a devida fundamentação ou identificação. no endereço eletrônico http://www. 13.5 (meio) ponto por semestre. com valor de 2 (dois) pontos. (******) Os títulos referentes à letra “y” apresentados pelos candidatos devem ter validade nacional nos termos da Lei nº 9. (*******) Os títulos referentes à letra “z” somente serão válidos mediante comprovação através de declaração/certidão de atividades emitida pelo setor competente da Instituição de Ensino Superior (IES).12. “w” e “x” somente serão válidos mediante comprovação através de carteira de trabalho. Máximo 1*** Máximo 3**** Máximo 4**** Máximo 6***** Máximo 4***** Máximo 15** (+) Máximo 15** (+) Máximo 2****** Máximo 1******* OUTROS y) Diploma de Curso Técnico de Nível Médio relacionado com perfil/habilitação exigidos para provimento de cada vaga ofertada neste Edital. “d”. com valor de 1 (um) ponto por diploma. “q” e “r” somente serão válidos se publicados a partir de 01 de janeiro de 2009.r) s) t) u) EXPERIÊNCIA EM EXTENSÃO EXPERIÊNCIA PROFISSIONAL (NÃO ACADÊMICA) EXPERIÊNCIA PROFISSIONAL DE GESTÃO ACADÊMICA v) w) x) Trabalho científico. contrato de trabalho e/ou certidão de prestação de serviços.1 O candidato que desejar interpor recurso(s) quanto ao resultado da Prova de Títulos poderá fazê-lo no dia 14 de abril de 2014.edu.edu. devendo dar entrada deste(s) por meio de: a) Processo aberto no Setor de Protocolo de qualquer um dos campi do IFPB em funcionamento. “o”. 13. “e”. 13.394/1996 e alterações subsequentes. b) E-mail para o endereço recursos@ifpb. endereço para correspondência e número de telefone. quando cabível. dando poderes para tal fim.5 Poderá haver interposição de recurso por meio de procuração outorgada pelo candidato por instrumento particular. (*****) Os títulos referentes às letras “u” e “v” somente serão válidos se aprovados a partir de 01 de janeiro de 2009. Autoria ou coautoria de projeto de extensão relacionado com perfil/habilitação exigidos para provimento de cada vaga ofertada neste Edital e desenvolvido por meio de instituição educacional. ou legislação anterior quando cabível. 12. (****) Os títulos referentes à letra “s” e “t” somente serão válidos se ocorridos a partir de 01 de janeiro de 2009. “h” e “i” não são cumulativos. sendo necessária a comprovação oficial por meio de termo de convênio e/ou portaria de instituição pública e/ou contrato com órgão de financiamento. “f”. “p”. Os títulos de pós-graduação apresentados pelos candidatos devem ter validade nacional nos termos da Lei nº 9. (***) Os títulos referentes às letras “m”. (+) A soma da pontuação dos títulos “w” e “x” não poderá exceder 15 pontos.8 O resultado da Prova de Títulos será divulgado até o dia 11 de abril de 2014. com valor de 1 (um) ponto.br/ingresso/concursos-publicos. Experiência Profissional de Gestão Acadêmica (cargos de direção e/ou chefia de setores acadêmicos). sendo necessária a comprovação oficial por meio de certidão de prestação de serviços e/ou declaração de atividades fornecida por autoridade competente. com valor de 1 (um) ponto. TOTAL MÁXIMO 100 pontos OBSERVAÇÕES: (*) Os títulos referentes às letras “a”. conforme endereços e horários dispostos no subitem 17. com o assunto “Recurso – Prova de Títulos – Edital 334/2013 – Concurso para Professor Efetivo”. publicado em anais de Congresso Nacional. com duração de até 12 meses. que seja relacionado com perfil/habilitação exigidos para provimento de cada vaga ofertada neste Edital. com duração superior a 12 meses. cargo a que concorre acompanhado do código da unidade curricular. com valor de 1 (um) ponto por semestre. DA INTERPOSIÇÃO DE RECURSOS E DO RESULTADO DA PROVA DE TÍTULOS 13. “c”. com valor de 0. “g”. 13.ifpb. Autoria ou coautoria de projeto de extensão relacionado com perfil/habilitação exigidos para provimento de cada vaga ofertada neste Edital e desenvolvido por meio de instituição educacional. sendo necessária a comprovação dessas publicações.

6 Os resultados dos recursos julgados procedentes serão divulgados até o dia 21 de abril de 2014. A concretização deste ato fica condicionada ao surgimento de vagas. 14. não é assegurado o direito ao ingresso no cargo público. por aquele de sua preferência.7 Somente no caso de serem considerados os critérios listados no subitem 14.edu.13.8 O resultado final do Concurso Público será divulgado até o dia 21 de abril de 2014.4 Aos candidatos aprovados e não classificados dentro do número de vagas neste Concurso Público. na Prova de Desempenho e na Prova de Títulos.ifpb. segundo a ordem de classificação. sem previsão de vagas futuras. para efeito de classificação. 14. com base em sua classificação e no surgimento de vagas em campus de seu interesse. os candidatos serão convocados a optar.br/servidor). tendo prioridade os candidatos mais bem classificados. c) com maior número de pontos na Prova Escrita de Conhecimentos Específicos. no portal do IFPB. DO RESULTADO FINAL 14.ifpb. 14.br/ingresso/concursos-publicos. 15.4 Os candidatos não classificados no número máximo de aprovados de que trata o subitem anterior estarão automaticamente reprovados no concurso público.944. no portal do IFPB. 15. constantes do Edital nº 27/2012 (DOU 07.2 Os candidatos com deficiência aprovados serão convocados conforme disposto no subitem 6.5 Em caso de igualdade de pontos na nota final. mas a expectativa de nele ser investido.5 e mesmo assim o empate persistir é que se poderá observar o disposto no subitem anterior. nos termos do artigo 16. §1º. 14. este não poderá alegar desfavorecimento e/ou requerer. a serem homologadas no Diário Oficial da União. de 21/08/2009. 15. o candidato: a) mais idoso (artigo 27 da Lei nº 10. reopção de campus. DA CONVOCAÇÃO E NOMEAÇÃO DO CANDIDATO APROVADO 15. no endereço http://www. fica assegurado o direito de preferência na nomeação e posse aos candidatos aprovados ainda não nomeados. terá preferência. 15. sucessivamente. obedecerá ao disposto no artigo 16. e) que tiver mais idade. sem prejuízo da realização do presente concurso.1 No caso de haver unidades curriculares/perfis de habilitação com vagas em mais de um campus no momento da nomeação. 15. a ser divulgado no portal do IFPB (http://www. ficando condicionada à observância das disposições legais pertinentes e ao interesse.edu. de 21/08/2009.1. tendo em vista que cada edital de convocação considera exclusivamente as vagas disponíveis naquele momento. 14. b) com maior número de pontos na Prova de Desempenho. A concretização deste ato deve ocorrer dentro do prazo de validade do concurso.br/ingresso/concursos-publicos.1 As vagas ofertadas neste Edital são para lotação em qualquer um dos campi ou unidades do IFPB existentes ou que venham a ser criados no prazo de validade do concurso. 14.2 Uma vez realizada a opção de campus e a nomeação do candidato. do Decreto nº 6.2 Os candidatos serão ordenados por unidade curricular/perfil de habilitação de acordo com os valores decrescentes das notas finais no concurso. obedecendo-se à ordem de classificação.1 A nota final do candidato será a média aritmética entre a pontuação obtida na Prova Escrita.944.6 do presente Edital.6 Nenhum dos candidatos empatados na última classificação de aprovados será considerado reprovado. dentre os campi disponíveis. de 01/10/2003).3 Aos candidatos aprovados e classificados dentro do número de vagas neste Concurso Público não é assegurado o direito ao ingresso automático no cargo público. à 39 . de acordo com a tabela a seguir: Número de vagas 1 2 3 Lista geral (ampla concorrência) 4 8 12 Lista específica (PcD) 1 1 2 Número máximo de candidatos aprovados 5 9 14 14. d) com maior número de pontos na Prova Escrita de Língua Portuguesa.12).1. no endereço http://www. e será homologado por meio da publicação da lista de aprovados no Diário Oficial da União.02. do Decreto nº 6.741. Desta forma. 14.ifpb. por meio de edital específico.edu. §3º.3 O número de candidatos aprovados nas listas de classificação geral e específica. juízo e conveniência da administração do IFPB. 15.

anulando-se os atos ou efeitos decorrentes da inscrição no Concurso Público. do ato de provimento (nomeação). no ato da posse).2 A não apresentação dos documentos acima exigidos implicará o não aproveitamento do candidato nomeado. e suas alterações. • Declaração de que não é beneficiário do seguro-desemprego. caso não possua PIS/PASEP).observância das disposições legais pertinentes e ao interesse.tjpb. de acordo com o que dispõe o artigo 5º.VI e parágrafo 1º.3 A posse dar-se-á pela assinatura do respectivo termo.gov. • Certidão Negativa da Justiça Federal – Cível e Criminal (disponível no site da Justiça Federal). o candidato aprovado será responsável pela atualização de endereço.br).tse. • Título de pós-graduação. Caso não tenha interesse em assumir o cargo. • Certidão Negativa da Justiça Estadual – Cível e Criminal (disponível no site www. da Lei nº 8. • Certidão Conjunta Negativa de Dívida Pública e Negativa da Receita Federal (disponível no site da Procuradoria da Fazenda Nacional). 15.br).1. de 11/11/1990. • Comprovante de residência. DA POSSE E DA VALIDADE DO CONCURSO 16. • Declaração de Imposto de Renda (mais recente). • Carteira de Reservista (para candidatos do sexo masculino). o candidato aprovado será convocado por correspondência eletrônica através do endereço de e-mail constante da Ficha de Inscrição. Será tornado sem efeito o ato 40 . • Documento individual no qual constem agência bancária e conta para depósito de remuneração. no prazo de até 30 (trinta) dias contados da publicação. 16. c) Exames Admissionais • Hemograma • Glicemia em jejum • VDRL • Grupo sanguíneo + Fator Rh • “Machado Guerreiro” (chagas) • Atestado de sanidade física e mental. • Título de Eleitor + Certidão de Quitação Eleitoral (disponível no site www. deverá assinar Termo de Desistência. b) Originais: • Formulário de Acumulação de Cargos e Empregos Públicos (fornecido pelo IFPB. juízo e conveniência da administração do IFPB. não havendo direito ao pedido de “final de lista de homologados”. • CPF. • Diploma de graduação.112.5 Antes da nomeação oficial feita por meio de publicação no Diário Oficial da União. • 01 foto 3x4 (atual). • Certidão de Nascimento ou Casamento. telefones e e-mail.jus. durante a vigência do Concurso Público. 15. incisos I . 16. que comprovam os requisitos básicos para investidura no cargo listados no subitem 3.6 Para fins de possível convocação. serão exigidos no ato da posse: a) Originais e cópias: • Documento de Identidade.1 Os documentos listados a seguir. • Certidão Negativa de Antecedentes Criminais – Secretaria de Segurança Pública/Casa da Cidadania. • PIS/PASEP (ou Carteira de Trabalho. ato que permitirá ao IFPB convocar o próximo candidato aprovado. fornecido por serviço médico oficial • Urina e fezes • Raio x de tórax – ap + perfil • Avaliação audiométrica • Avaliação cardiológica com ecg • Exame oftalmológico 16. no Diário Oficial da União.

17.112/90).de provimento se a posse não ocorrer neste prazo (artigo 13 da Lei nº 8. além de orientações sobre a Educação Profissional e Superior. 17. valendo. sempre que necessário. 17. podendo ser prorrogado por igual período. pelo endereço eletrônico http://www.4 É de inteira responsabilidade do candidato acompanhar a publicação de todos os atos. a inscrição e todos os atos dela decorrentes. permitindo ao IFPB convocar o próximo candidato da lista de aprovados. 16.6 O Edital do Concurso. editais e comunicados referentes a este Concurso Público no Diário Oficial da União e no portal do IFPB.edu. 17. s/n – Centro – Cabedelo/PB Horário: 08h às 11h / 14h às 17h IFPB – Campus CAJAZEIRAS Rua José Antonio da Silva.br/ingresso/concursospublicos.2 É de responsabilidade exclusiva do candidato a observância dos procedimentos e dos prazos estabelecidos pelas normas que regulamentam o Concurso Público de que trata este Edital. 17. DAS DISPOSIÇÕES GERAIS 17.8 Não será fornecido ao candidato documento comprobatório de aprovação/classificação no Concurso Público.ifpb. perder o direito à vaga. 17.br/ingresso/concursos-publicos.br/ingresso/concursos-publicos. se não entrar em exercício neste prazo (artigo 15 da Lei nº 8. 671 – Jardim Dinamérica I – Campina Grande/PB Horário: 07h30min às 11h30min / 13h30min às 17h30min IFPB – Campus GUARABIRA Rua José Américo de Almeida. 16. a publicação no Diário Oficial da União. ainda que verificadas posteriormente à realização do concurso. 17. 300 – Jardim Oásis – Cajazeiras/PB Horário: 07h30min às 11h / 14h às 17h30min IFPB – Campus CAMPINA GRANDE Rua Tranquilino Coelho Lemos.112/90).2 Telefone da Compec: (83) 3133-1650. s/n – Nordeste II – Guarabira/PB Horário: 08h às 11h30min / 14h às 17h IFPB – Campus JOÃO PESSOA 41 . 16.edu. caso selecionado. ressalvado o direito de ampla defesa. para esse fim.3 Serão divulgados.5 A inscrição do candidato no Concurso Público de que trata este Edital implica o conhecimento das normas e das informações nele constantes. no endereço http://www. de pleno direito. 17.12 Endereços e horários de atendimento nos setores de protocolo: IFPB – Campus CABEDELO Rua Pastor José Alves de Oliveira. 17. permitindo ao IFPB convocar o próximo candidato da lista de aprovados. 17. o Programa e as Instruções Específicas do Cargo para o qual se inscreveu o candidato estarão disponíveis na Internet. bem como a verificação dos documentos exigidos e as respectivas datas e horários de realização das provas.6 O presente concurso terá validade de doze meses. editais e avisos oficiais sobre o Concurso Público.5 O candidato empossado. O servidor será exonerado do cargo.edu. logo após a sua investidura.10 Os casos omissos e as situações não previstas no presente Edital serão analisados e solucionados pelo IFPB. 17. a contar da data da homologação do resultado final. participará de uma capacitação que versará sobre as leis e normas que regem os diversos níveis de ensino.11 Informações sobre o Concurso Público: 17. 17.1 Compete exclusivamente ao candidato certificar-se de que cumpre os requisitos estabelecidos pelo IFPB para concorrer às vagas. sobre o funcionamento do controle acadêmico.7 A inexatidão das informações ou a falsidade de documentos. sem prejuízo de eventuais sanções de caráter judicial.ifpb. contados da data da posse. 17.ifpb.ifpb. implicarão na eliminação sumária do candidato.11.9 O extrato do presente Edital será publicado no Diário Oficial da União e no endereço eletrônico http://www.br/ingresso/concursos-publicos. sendo declarados nulos.4 É de 15 (quinze) dias o prazo para o servidor empossado em cargo público entrar em exercício.11.edu.1 Portal do IFPB: http://www. bem como a concordância com estas. sob pena de.

Av. s/n – Bairro Vila Santa Maria – Monteiro/PB Horário: 09h às 11h30min / 14h às 17h IFPB – Campus PATOS Acesso à Rodovia PB 110. João Batista de Oliveira Silva Reitor do IFPB 42 . s/n – Bairro Jardim Sorrilândia – Unidade Sede (Sousa) Horário: 07h às 11h / 13h30min às 16h30min 18. 720 – Jaguaribe – João Pessoa/PB Horário: 08h às 11h / 13h30min às 17h IFPB – Campus MONTEIRO Acesso à Rodovia PB 264. s/n – Bairro Jatobá – Alto da Tubiba – Patos/PB Horário: 09h às 11h30min / 14h às 17h IFPB – Campus PICUÍ Acesso à Rodovia PB 151. CRONOGRAMA DO PROCESSO SELETIVO – PROFESSOR EFETIVO/2013 ETAPA Inscrições Solicitação de Isenção das Despesas de Inscrição Divulgação das Solicitações de Isenção Deferidas e Indeferidas Divulgação da Lista de Candidatos Inscritos Divulgação da Relação dos Locais da Prova Escrita Realização das Provas Escritas Divulgação dos Gabaritos das Provas Escritas Interposição de Recursos (Provas Escritas) Resultados dos Recursos (Provas Escritas) Divulgação dos Candidatos Habilitados às Provas de Desempenho Divulgação do Local. Primeiro de Maio. 05 de novembro de 2013. Data e Hora das Provas de Desempenho Realização das Provas de Desempenho Resultado Preliminar das Provas de Desempenho Interposição de Recursos (Provas de Desempenho) Resultados dos Recursos (Provas de Desempenho) Divulgação dos Candidatos Habilitados às Provas de Títulos Divulgação de Cronograma para Entrega de Títulos Entrega de Títulos Resultado da Prova de Títulos Interposição de Recursos (Provas de Títulos) Resultado dos Recursos (Provas de Títulos) Resultado Final do Concurso Público PERÍODO 06 a 30 de novembro de 2013 11 a 14 de novembro de 2013 25 de novembro de 2013 09 de dezembro de 2013 20 de janeiro de 2014 26 de janeiro de 2014 27 de janeiro de 2014 28 de janeiro de 2014 17 de fevereiro de 2014 03 de março de 2014 06 de março de 2014 09 a 16 de março de 2014 19 de março de 2014 20 de março de 2014 24 de março de 2014 24 de março de 2014 24 de março de 2014 26 a 28 de março de 2014 11 de abril de 2014 14 de abril de 2014 21 de abril de 2014 21 de abril de 2014 João Pessoa (PB). s/n – Bairro Cenecista – Picuí/PB Horário: 07h30min às 11h30min / 14h às 17h IFPB – Campus PRINCESA ISABEL Acesso à Rodovia PB 426 – Sítio Laje dos Dantas – Princesa Isabel/PB Horário: 09h às 11h30min / 14h às 17h IFPB – Campus SOUSA Rua Presidente Tancredo Neves.

Gestão de Estoques. 10. 5. Planejamento Estratégico de Marketing.CONTEÚDOS PROGRAMÁTICOS CONTEÚDO DE LÍNGUA PORTUGUESA 1. PCP – Planejamento e Controle da Produção. Distribuição e Logística no Ambiente de Marketing. 3. 4. 8. Código 02 Administração de Marketing Código 03 Administração de Materiais e Recursos Patrimoniais Gestão de Compras. Princípios Básicos da Movimentação de Materiais. 3. 3. de colocação pronominal. 2. 5. Estratégias de Preços. 8. relatório. O Meio Ambiente e o Marketing (econômico. 43 . Custos da Movimentação e Armazenagem de Materiais. 7. 13. 15. Sistema de Marketing (4 Ps e os 4 As). Atacado e Varejo. Segmentação de Mercado com Base no Consumidor. Gestão de Produção e Operações. CÓDIGOS DE VAGAS 1. Embalagem e a Movimentação de Materiais. Fluxograma. Ergonomia. 12. A Logística e a Movimentação de Materiais. 9. Organização do Trabalho na Produção. Correspondência Administrativa: declaração. 5. Produtividade e Segurança na Movimentação e Armazenagem de Materiais. 6. de concordância. 14. Pesquisa Operacional (processo de modelagem e a tomada de decisão na empresa). Relações Públicas e Merchandising. legal. 7. Gestão de Suprimentos. 5. Planejamento Físico do Armazém. Propaganda. social. Qualidade. Gestão da Qualidade. Pesquisa de Mercado. Relações semântico-discursivas. Sistema de Informação em Marketing. ecológico e tecnológico). 11. 6. demográfico. 4. Compreensão e interpretação de textos. 3. memorando. 7. Estudo de Tempos. requerimento. Estratégia de Comunicação em Marketing. 4.ANEXO I . 10. Promoção de Vendas. 10. Os Materiais e os Inventários. cultural. Comportamento do Consumidor. 8. 1. Projeto de Métodos. Recebimento e Expedição. 11. CONTEÚDOS ESPECÍFICOS Estratégia de Produção e Operações. 6. Código 01 Administração da Produção 1. Engenharia Econômica. político. portaria. Estratégia de Desenvolvimento de Novos Produtos e do Ciclo de Vida do Produto. Pontuação. 6. 2. Organização da Força de Vendas. 2. ofício. Publicidade. 15. Carga Unitizada e Análise da Movimentação da Armazenagem de Materiais. 11. 13. Sintaxe de regência. 2. 14. 4. Medidas e Avaliação em Produção e Operações. Arranjo Físico. Composto de Produtos e de Serviços. 12. Armazenagem na Movimentação de Materiais. Gerenciamento por Processos. 9. 9. Gêneros textuais/discursivos.

Administração de Contas a Receber. 4. Estilos de Gestão (experimentos de Hawthorne. Sistemas de E-business. estresse e trabalho. Código 05 Administração de Sistemas de Informação 13. Unitização e Conteinerização. Estudos de Likert sobre Estilos de Gestão e Grade Gerencial). Banco de Dados e Sistemas de Informação de Recursos Humanos. Análise do ponto de equilíbrio (custo-volume-lucro). 10. Software. Recrutamento. Capital de Giro e Equilíbrio Financeiro. Telecomunicações e Redes. A importância da Administração. Código 04 Administração de Pessoas 1. 15. 8. 3. Tipos de Sistemas de Informação. 1. Teoria Z. Teoria X e Y de McGregor. 14. 15. Sistemas de E-commerce. Higiene. Administração de Estoques. Tecnologias da Informação: Hardware. 7. 6. 2. 2. Segurança e Qualidade de Vida. 7. A Moderna Gestão de Pessoas. Jogos de Empresa – Processo de Tomada de Decisão (integrando as áreas de Produção. 14. 5. Índice de lucratividade (IL). 4. 10. 8. Gerenciamento de Dados. 5. 13. 14. 12. Recursos Humanos e Finanças) – aplicações práticas. Análise de Redes Sociais. Administrando a Empresa em Rede. Sistêmica e Contingencial). Neoclássica. Materiais. Tipos e Testes de Embalagens. Dimensões para Análise da Qualidade da Informação. Sistema de Estocagem.12. Alavancagem operacional e financeira. 11. 13. 3. 11. Administração de Caixa. Formação das taxas de juros. Fluxos operacionais de caixa e Mensuração dos fluxos de caixa para as decisões de investimentos. Planejamento na Embalagem. Período de Payback. Estruturalista. Administração Globalizada da Tecnologia da Informação. Análise Estratégica da Informação. Equilíbrio Pessoal: Desemprego. Desenvolvimento de Pessoas e de Organizações. Abordagens da Administração (Clássica. Métodos de análise de investimentos. Estratégias baseadas em Conhecimento. 13. Segurança da Informação e Desafios Éticos de Sistemas de Informação. Comportamental. A Importância e os Tipos de Treinamento. Ética e a Gestão de Pessoas. O Processo de Gestão do Conhecimento. 15. 12. 6. Admissão e Desligamento de Pessoas. 5. Liderança. 8. Incentivos e Benefícios. Equipamentos de Movimentação e Armazenagem e suas Aplicações Práticas. Estrutura de capital e decisões de financiamento. Planejamento Estratégico da Gestão de Pessoas. A dinâmica das decisões financeiras. A evolução das finanças nas empresas e as responsabilidades do Administrador Financeiro. 9. Código 06 Administração Financeira 44 . Seleção. de Localização do Estoque e Separação de Pedidos. Humanística. Orientação de Pessoas. Sistemas de Informação nas Empresas: Tecnologias e Aplicações. O ambiente financeiro nacional. 4. Valor Presente Líquido (NPV) e Taxa Interna de Retorno. 14. Código 07 Administração Geral e Empreendedorismo 1. 15. 6. 7. 11. Vendas e Marketing. 2. 10. 9. 3. Remuneração. 1. 2. Avaliação do Desempenho Humano. 12. Modelagem de Cargos. 9.

Sistemas de Informações Geográficas: conceitos. 4. funcionalidades. criação e expansão da Empresa. Formas de Propriedade e Associação entre Empresas: tipos. 2. Princípios básicos da experimentação. Código 09 Agroecologia – Perfil 02 Código 10 Agroecologia – Perfil 03 45 . 13. 2. 16. Delineamento em quadrado latino. Economia solidária e agricultura familiar. quilombolas.3. 17. 5. 9. 5. Gestão por Competências. 4. indígenas e assentamentos rurais – produção e a geração de renda). Motivação e Liderança. 19. Agências Executivas e Agências Reguladoras. Comercialização na agricultura familiar. 6. Processo Empresarial: Planejamento. 3. Crescimento e desenvolvimento vegetal. Estratégias de recuperação e revegetação de áreas degradadas. 9. Experimentos fatoriais. 8. Nutrição vegetal: absorção e transporte de nutrientes. Citologia Vegetal: Estrutura e funcionamento celular. Gestão da qualidade dos produtos da agricultura familiar. movimento de água da folha para a atmosfera. 10. colheita e produtividade das principais culturas anuais. 15. 10. 2. 3. Testes de significância. 18. Hidrologia: aspectos gerais e bacias hidrográficas. 4. Planejamento agroecológico das atividades produtivas e tecnologia de gestão na agricultura familiar. 1. 11. Grandes Áreas da Empresa: Produção/Operação. aplicações. Impactos da erosão e controle da degradação do solo. 6. 20. 4. 7. Manejo ecológico de pragas doenças. 14. 7. Delineamento em blocos casualizados. Novas Abordagens da Administração – a Era da Informação e soluções emergentes. Fisiologia do estresse nos vegetais: déficit hídrico e tolerância à seca. Inovação e Plano de Negócios. Os vegetais em face do aquecimento global. análise espacial. Diagnóstico rural participativo e agricultura familiar. 15. 13. Políticas públicas e a agricultura familiar. Parcelas subdivididas. Geoprocessamento ambiental: importância e aplicações. Autoridade e Responsabilidade. A água e as células vegetais. Balanço hídrico das plantas: água do solo. Fotossíntese nas plantas superiores. Agroecologia e gestão integrada na agricultura familiar. Estratégia Organizacional. Recursos Humanos/Administração de Pessoas e Sistemas de Informação Gerencial. Empregabilidade. 12. Comunidades: vivências e práticas participativas em agroecologia (ribeirinhas. 8. Descrição. Agroecologia e os métodos de melhoramento de plantas – o caso das sementes crioulas. 7. Empreendedorismo e Intraempreendedorismo. 12. Delineamento inteiramente casualizado. Administração e Responsabilidade Sócio-Ambiental. nutrientes essenciais. 6. 7. 9. absorção de água e transporte no xilema. 6. Sensoriamento Remoto: Padrão de Comportamento Espectral dos Principais Alvos Naturais Terrestres. Código 08 Agroecologia – Perfil 01 1. 11. 3. Geomorfologia para a preservação ambiental. Características regionais da agricultura familiar brasileira. Unidade experimental. 10. 14. 1. Recursos financeiros para a agricultura familiar. Organizações Sociais. Financeira. 5. Marketing e Vendas. 5. 8. Princípios da Administração Pública. Organização. Manejo ecológico do solo. Direção e Controle.

gêneros e estilos. O papel da Arte na Educação. obras-chave. seções e esquemas formais. 3. tipificações de escalas e intervalos. 3. As tendências pedagógicas no ensino de Artes. frases. História da Música no Ocidente: os primórdios. Escritura Musical (do século XVIII ao XXI): sinais consensuais para instrumentos e vozes.1 Harmonia: acordes e progressões na música tonal. Parâmetros da Construção Musical: 3.2 Contraponto: princípios básicos na música tonal e atonal. 2. O Ensino e a Aprendizagem em Arte. 8. 6. 2. 5. Técnicas artísticas em trabalhos de reciclagem/reaproveitamento de Materiais. Arte e Meio Ambiente. 2. Escritura Musical (do século XVIII ao XXI): sinais consensuais para instrumentos e vozes. obras-chave. protagonistas históricos. 4. Dendrologia. Cultivo agroecológico da mandioca (Maniahot sculenta Crantz). 1. frases. História da Música no Ocidente: os primórdios.). obras-chave. edições contemporâneas e interpretações de símbolos em contexto. 7. protagonistas históricos.2 Contraponto: princípios básicos na música tonal e atonal. 1. Cultivo agroecológico do algodão (Gossypium hirsutum).1 Harmonia: acordes e progressões na música tonal. 3. seções e esquemas formais. edições contemporâneas e interpretações de símbolos em contexto. Parâmetros da Construção Musical: 3. períodos. gêneros e estilos. 3. 6. 9. Cultivo agroecológico de plantas medicinais. 3. Escritura Musical (do século XVIII ao XXI): sinais consensuais para instrumentos e vozes. obras-chave. tipificações de escalas e intervalos. 9.1 Harmonia: acordes e progressões na música tonal. 4. tipificações de 1. O papel social da Arte.3 Formas Musicais: motivos.1 Harmonia: acordes e progressões na música tonal. 3. Código 12 Arte Código 13 Arte – Música Código 14 Arte – Música (Metais) Código 15 Arte – Música (Piano) Código 16 Arte – Música (Violoncelo) 46 . História da Arte (Da pré-história à atualidade). 3. Parâmetros da Construção Musical: 3. 10. tipificações de escalas e intervalos. edições contemporâneas e interpretações de símbolos em contexto.Código 11 Agroecologia – Perfil 04 Cultivo agroecológico do arroz (Oriza sativa). os instrumentos e suas descobertas. Parâmetros da Construção Musical: 3. períodos. 10. Técnicas de Artes Visuais. 2. História da Música no Ocidente: os primórdios. Elementos das Artes Visuais. 1. 3. Cultivo agroecológico do girassol (Helianthus annuus L. 3.2 Contraponto: princípios básicos na música tonal e atonal. 2. seções e esquemas formais. protagonistas históricos. Escritura Musical (do século XVIII ao XXI): sinais consensuais para instrumentos e vozes.).3 Formas Musicais: motivos. 1. gêneros e estilos. períodos. gêneros e estilos. 5. protagonistas históricos.3 Formas Musicais: motivos. 1. 8. Cultivo agroecológico do milho (Zea mays L. Metodologias no ensino de Artes. História da Música no Ocidente: os primórdios. 3. Cultivo agroecológico da cana-de-açúcar (Saccharum officinarum). os instrumentos e suas descobertas. 7.). Cultivo agroecológico do feijão caupi ou feijão-de-corda (Vigna unguiculataL. os instrumentos e suas descobertas. 3. 3. frases. edições contemporâneas e interpretações de símbolos em contexto. 2. Instalações de viveiros florestais e produção de mudas florestais. os instrumentos e suas descobertas.

5. Segurança Alimentar: 4. Anatomia e fisiologia comparada do sistema nervoso. Tecnologia de Frutas e Hortaliças: 2. períodos. 3. fermentados e emulsionados e carne mecanicamente separada.escalas e intervalos. beneficiamento e moagem e fécula. Deterioração microbiológica. Higiene e Segurança Alimentar: boas práticas de fabricação aplicada a industriais processadoras de produtos de origem animal. Picles. Ferramentas da Qualidade. Grãos: Estrutura dos grãos. Conceitos básicos do metabolismo energético. 4. Análises Bromatológicas: amostragem e preparo da amostra em análise de alimentos.3 Formas Musicais: motivos. Principais Características. vísceras e cortes comerciais de animais de abate. 1. frases. 2. Sistema de certificação de qualidade. Composição química. Leite e derivados: tecnologia de processamento do leite: recebimento. Processamento de Polpa. Controle de qualidade e Legislação. Alterações Fisiológicas. Desenvolvimento Fisiológico. Estabelecimento de normas e padrões de identidade e qualidade. Código 17 Arte – Música (Violino/Viola) 2. Legislação e Controle de qualidade. 5. Aspectos agronômicos. seções e esquemas formais. Controle de Qualidade: 5. 3. Escritura Musical (do século XVIII ao XXI): sinais consensuais para instrumentos e vozes.2 Contraponto: princípios básicos na música tonal e atonal. 4. Armazenamento de frutas e hortaliças. Frutas em calda. Influência genética e ambiental.1 Harmonia: acordes e progressões na música tonal. 1. Código 18 Ciência e Tecnologia de Alimentos – Perfil 01 3. 1. seleção. Boas Práticas de Fabricação e Análise de Perigos e Pontos Críticos de Controle. Geleia. obras-chave. Armazenamento. 3. Subprodutos da indústria de pescado. 3. Frutas e Hortaliças: Definição. Matérias-primas alimentícias: 1. 3. Controle de processo. 47 . Origem e classificação das plantas. História da Música no Ocidente: os primórdios. 4. Operações para o preparo de carcaças. Processamento Industrial de arroz: Matéria-prima e beneficiamentos. tipificações de escalas e intervalos. defumados. Código 20 Ciências Biológicas 1. os instrumentos e suas descobertas. embutidos crus. Métodos de obtenção. Doce de frutas em Pasta.1. Carnes e derivados: transformação do músculo em carne e fenômenos postmortem. Alterações dos Frutos e Produtos Derivados. Processamento tecnológico de carnes in natura. períodos.3 Formas Musicais: motivos. 2.1. gêneros e estilos. 5. Processamento de carnes: produtos salgados. tratamento e transformação. Doce de Fruta em calda. Parâmetros da Construção Musical: 3. Processamento de Frutas e Hortaliças: Produtos minimamente processados. edições contemporâneas e interpretações de símbolos em contexto.1. Suco Néctar de Frutas. Fecundação e desenvolvimento embrionário dos animais. Código 19 Ciência e Tecnologia de Alimentos – Perfil 02 2.1. Influência no processamento e produto final. protagonistas históricos. 3.2. cozidos. Fruta seca.2 Contraponto: princípios básicos na música tonal e atonal. 3. Pescado e derivados: avaliação e controle de qualidade do pescado. A Bioquímica e a organização das células: biomoléculas. frases. Determinação dos constituintes fundamentais dos alimentos: métodos instrumentais e convencionais. Tecnologia de panificação e massas alimentícias: Matérias-primas e processamento. seções e esquemas formais. Legislação sanitária de alimentos. 1. Conservação. Sistema APPCC. conservação e processamento tecnológico. curados.1. Tecnologia de Cereais: 3. Composição Química.

Metalografia. Custeio baseado em atividades (ABC). Margem de contribuição. 12. Demonstração do Valor Adicionado. Métodos de Avaliação de Estoques. 8. Processos de Usinagens. Fundição. 5. amplificadores de instrumentação. Técnicas contábeis. Origens e Aplicações de Recursos. Situação Líquida. Demonstrações do Resultado do Exercício – DRE. UEPS). Contabilidade gerencial e contabilidade financeira. Conformação Mecânica. Tratamentos Térmicos. oxímetro de 48 . Relação custo/volume/lucro. Código 22 Controle e Processos Industriais ‒ Perfil 01 Código 23 Controle e Processos Industriais ‒ Perfil 02 1. Critérios de rateio dos custos indiretos. Caracterização da contabilidade gerencial: Contabilidade gerencial e função de criação de valor. 11. sistemas operacionais para dispositivos móveis. custos e despesas. Análise Horizontal. esquema básico da contabilidade de custos. PEPS. transistores bipolares e de efeito de campo (polarização e análise para pequenos sinais). 2. Custeio variável. 8. 8. 9. 2. Contas. amplificadores operacionais e aplicações. Patrimônio e suas variações. programação orientada a objetos. 1. Evidências e teorias da Evolução. Ponto de equilíbrio contábil. Contabilidade gerencial como instrumento de administração. Indicadores econômicofinanceiros. 4. Áreas abrangidas pela Contabilidade gerencial. Monitor de EEG. Características gerais. Genética e Biotecnologia: aplicações do conhecimento genético. 7. 9. Micro controladores. 7. distância. Critérios de avaliação dos materiais (Preço médio. pressão arterial. Contabilidade gerencial – técnica ou ação?. Sistemas de Aquisição e tratamento de Dados: princípios básicos e Conversores A/D e D/A. princípios básicos da contabilidade de custos. 3. oximetria de pulso). Funções da contabilidade. Fundamentos. classificação dos custos em direto e indireto. 6. Contabilidade gerencial como ação administrativa. Equação Patrimonial. origem e evolução dos animais. Tecnologia Mecânica. 10. 10.6. 1. Custos para decisão: Custos fixos. Finalidade. posição. Instrumentação Biomédica: conceitos de instrumentação. Código 21 Contabilidade Introdução a contabilidade: Conceitos e Finalidades. eletrocardiograma. 9. Departamentalização dos custos. Desenvolvimento econômico e ecologia global. Princípios de contabilidade. Representação Gráfica do Patrimônio. Usuários das Informações contábeis. Custeio por absorção. Apuração do resultado do exercício. 4. terminologia contábil básica. Escrituração. 6. 7. 3. Análise de Balanços: Conceito. eletromiograma. 3. econômico e financeiro. Estruturação da contabilidade de custos: implantação de sistema de custos. Demonstração de Fluxo de Caixa. Materiais de construção Mecânica. 5. Introdução à contabilidade de custos: conceitos e finalidades da contabilidade de custos. Ensaios Mecânicos. 2. Operação com mercadorias: Sistemas de Inventários. velocidade e aceleração. indicadores e técnicas básicas. filtros ativos e passivos. Soldagem. Análise Vertical. classificação dos custos em fixos e variáveis. sensores e transdutores (aplicados à temperatura. Sistemas Biomédicos: conceitos de equipamentos biomédicos (Eletrocardiógrafos e monitores de ECG. Custo das Mercadorias Vendidas (CMV). Contabilidade gerencial como disciplina integradora. O fluxo de energia através dos ecossistemas. Eletrônica Analógica: Diodos semicondutores e aplicações. Demonstrações contábeis: Balanço Patrimonial – BP. 4.

semicondutores). erros em regime permanente. Partida direta. Materiais e Equipamentos Elétricos: Características. classificação. tomógrafos. Topologias dos conversores para fontes chaveadas isoladas (flyback. Zigbee. Para-raios). Amplificadores Operacionais e Aplicações. desfibriladores. 1. Religador. sintonia de controladores por Ziegler-Nichols. Definição. Principais famílias de barramentos e redes de comunicação: CAN (Controller Area Network). Esquemas elétricos (funcional. Sistemas Elétricos: Circuitos trifásicos equilibrados e desequilibrados em regime permanente senoidal. controlador PID. Noções de Linguagens de Descrição de Hardware. 3. Eletrônica Analógica: Diodos Semicondutores e Aplicações. análise e projeto de controladores digitais pela técnica do lugar das raízes. Barramentos de expansão de microcomputadores. multifilar e unifilar). TP. Controle e Medição (Transformador de potência. estabilidade de sistemas de controle analógico. Proteção de dispositivos e circuitos. Estimativa de carga. Tiristores (SCR’s e TRIAC’s). análise e projeto de sistemas de controle por lugar das raízes e pelo domínio da frequência. boost isolado alimentado em corrente). Dispositivos de proteção contra surtos (DPS). Ligações de motores e sistemas de partida. equipamentos de ultrasom. Circuitos e dispositivos de disparo de chaves semicondutoras. composição e classificação de materiais (condutores. Características básicas de sensores e atuadores. Tecnologias de comunicação sem fio em Sistemas Embarcados: Bluetooth. 3. Conversores Analógicos-Digitais e Digitais-Analógicos. Proteção. Portas Lógicas. bisturis elétricos. Potência e energia em regime permanente senoidal. isolantes. funções. TC. Filtros Ativos e Passivos. Chave Seccionadora. 5. 4. 4. bridge. Conversores DC/DC e DC/AC. Dispositivos de proteção a corrente diferencial-residual (DR). Sistemas de Aquisição de Dados e Interfaces: Características dos sinais analógicos e digitais. Sistemas digitais: circuitos combinacionais e sequenciais. Eletrônica Digital: Sistemas de Numeração. funcionamento. 1. Controle Analógico: modelagem matemática de sistemas de controle no domínio do tempo e no domínio da frequência. partida suave (soft-starter). 1. magnéticos. Representação de sistemas elétricos. Choque elétrico. 1. WiMAX. Valores por unidade. Controlador Lógico Programável. 2. RS485. Conversores Código 24 Controle e Processos Industriais ‒ Perfil 03 Código 25 Controle e Processos Industriais ‒ Perfil 04 Código 26 Controle e Processos Industriais ‒ Perfil 05 Código 27 49 . Projeto de Fontes Chaveadas: Estágio de entrada (retificador monofásico. potência instalada e demanda. 7. Aritmética Digital. half-bridge. 5. 2. normas técnicas. Instalações Elétricas de Baixa Tensão: Normas NBR 5410 e NR-10. Circuitos Lógicos Combinacionais e Sequenciais. chave compensadora com autotransformador. chave estrela-triângulo. Mesh. Dispositivos de proteção contra sobrecorrentes. Divisão da instalação em circuitos terminais. Memórias. Conversores A/D e D/A. Reguladores de tensão em fontes de potência. sistema de medição da pressão arterial). Controle Digital: Análise de Sistemas em tempo discreto. Regulador. estabilidade de sistemas de controle digital. 6. SPI (Serial Peripheral Interface). resposta no domínio do tempo. retificador trifásico. 2. Dimensionamento dos condutores elétricos. push-pull. Disjuntor. Contadores e Registradores. filtro capacitivo de entrada). Aterramento e proteção contra choques elétricos. chave série-paralelo. Transistores Bipolares e de Efeito de Campo (Polarização e Análise para Pequenos Sinais).pulso. I2C (Inter-integrated circuit). Comandos Elétricos: Dispositivos básicos de comando. Eletrônica de Potência: Diodos e transistores aplicados à Eletrônica de Potência. Conceitos de Engenharia Clínica e de Engenharia de Reabilitação. Relé. Fusível. 8. ensaios elétricos aplicáveis e especificação de Equipamentos Elétricos de: Manobra. cardioversor. proteção e sinalização. forward. constituição. Wi-Fi etc. IrDA.

RS485. 7. Dinâmica das Máquinas. tratamento de interrupções. Motores de Combustão Interna. 7. Mecânica Geral. Eletropneumática. geradores e motores síncronos (monofásicos e trifásicos). multifilar e unifilar). 1. 1. CPLDs. Wi-Fi etc. PROMs. proteção e sinalização. Geradores de vapor. Transferência de calor. fatores de carga e de diversidade. 6. Proteção de Sistemas Elétricos: Normas e padrões correlatos. Refrigeração. potência instalada e demanda. 3. Chave série-paralelo. melhoria de rede secundária e primária). 3. Dispositivos de proteção contra sobrecorrentes. Zigbee. Manutenção Mecânica. WiMAX. Ciclos Motores. Redes aéreas e subterrâneas. Mecânica dos Sólidos. Estruturas de linhas e redes de distribuição. motores de passo e servomotores. 9. 2. Dispositivos de proteção a corrente diferencial-residual (DR). 4. extensão de rede secundária. Pneumática. programação Assembly e C aplicada a 8051 e PIC. Estudo de seletividade e coordenação entre equipamentos de proteção. famílias 8051 e PIC. Hidráulica. 6. 2. Divisão da instalação em circuitos terminais. 4. 5. 1. Partida direta. I2C (Inter-integrated circuit). Chave estrela-triângulo. Planejamento e Controle da Manutenção. Sistemas computacionais em um único circuito (SoC – System on Chip). DSPs (Digital Signal Processors): conceitos gerais. Aterramento e proteção contra choques elétricos. Alimentadores de distribuição. Projetos de redes (estudos de queda de tensão. Cinemática das Máquinas. 2. Máquinas Elétricas: Transformadores monofásicos e trifásicos. Projeto de Redes de Distribuição de Energia Elétrica: Introdução à distribuição de energia elétrica: o sistema distribuidor e o sistema consumidor. Filosofia da proteção de sistemas elétricos de potência. Hardware configurável: Dispositivos Lógicos Programáveis: PAL. Componentes programáveis: Microcontroladores: arquiteturas RISC (Reduced Instructions Set Computer) e CISC (Complex Instruction Set Computer). FPGA (Field Programmable Gate Array). Esquemas elétricos (funcional.Controle e Processos Industriais ‒ Perfil 06 analógico-digital (AD) e digital-analógico (DA). Estimativa de carga. Análise de cargas: curvas típicas. Chave compensadora com autotransformador. Partida suave (soft-starter). 3. 6. 4. ASICs (Application Specific Integrated Circuits) versus Dispositivos Lógicos Programáveis (DLPs). 2. Elementos de Máquinas. 5. 8. Mecânica dos Fluidos. Dimensionamento dos condutores elétricos. SPI (Serial Peripheral Interface). geradores e barramentos. Código 28 Controle e Processos Industriais ‒ Perfil 07 Código 29 Controle e Processos Industriais ‒ Perfil 08 Código 30 Controle e Processos Industriais – Perfil 09 50 . Instalações Elétricas de Baixa Tensão: Normas NBR 5410 e NR-10. Termodinâmica. Filosofias de implementação de circuitos dedicados. Tecnologias de comunicação sem fio em Sistemas Embarcados: Bluetooth. restrições típicas. Principais famílias de barramentos e redes de comunicação: CAN (Controller Area Network). Comandos Elétricos: Dispositivos básicos de comando. 5. 4. Proteção de transformadores de potência. 3. geradores e motores de corrente contínua. Ligações de motores e sistemas de partida. Dispositivos de proteção contra surtos (DPS). Sistemas embarcados: caracterização. IrDA. Mesh. 10. arquiteturas. Proteção de sistemas de distribuição de energia elétrica. 5. motores assíncronos (monofásicos e trifásicos).

11. Branding e Naming. 8. Conceito e modelos de análise gráfica. 5. 13. Abordagens do processo de ensino-aprendizagem: aspectos filosóficos. Ergonomia informacional aplicada ao design gráfico. 4. 7. Gestão democrática e construção de projeto-político-pedagógico: (metodologia de elaboração. Design de interação. 15. 13. 51 . 11. A prática educativa e a relação teoria e prática. pressupostos filosóficos. CAD. Indesign CS5. Concepções e fundamentos da psicologia educacional e sua influência nas práticas pedagógicas. 9. 11. O olho humano e o movimento.8. Produção de storyboard para vídeo. 6. 12. Os fundamentos da identidade de marca. 6. 4. Resolução da imagem. Interação humano-computador. 9.Tendências pedagógicas em educação. Illustrator CS5. CNC. Código 34 Economia 2. 11. Planejamento e avaliação da aprendizagem escolar: concepções e prática. do monitor e da impressão. A Economia Brasileira em Crise: A Crise da Substituição de Importações e a política econômica do governo Castelo Branco. 6. Metodologia do Design aplicada à construção do Sistema de Identidade Visual. Imagem de bitmap e vetorial. Fundamentos histórico-políticos e epistemológicos da Didática no Brasil e sua influência na formação e no trabalho docente. implementação.394/1996 (LDB. 2. Equipamentos de edição de vídeo. 10. Linguagens e ferramentas para o desenvolvimento de sites. 14. 7. Educação e ensino no Brasil numa perspectiva histórica: do período colonial à contemporaneidade. 1. 1. Currículo: evolução. Tecnologias da informação e da comunicação no trabalho pedagógico. 5. Código 31 Design Gráfico – Perfil 01 Código 32 Design Gráfico – Perfil 02 Código 33 Didática – Pedagogia Fundamentos histórico-filosóficos da educação. 10. 4. 12. Acabamento de impressos. Planejamento e Controle da Produção. Elementos e conceitos básicos de interface. Metodologia do Ensino: implicações metodológicas resultantes das diferentes abordagens. Fechamento de arquivo. 10. A cor na imagem digital. Crescimento e Crise na Economia Brasileira: O Milagre Econômico. 3. 3. 2. 9. Photoshop CS5. Softwares aplicados ao design gráfico: Corel Draw X5. 9. Briefing de marca. 7. Fechamento de arquivos para mídias impressas e digitais. 1. sociológicos e psicológicos. 10. Bases Legais da Educação Nacional: Lei de Diretrizes e Bases da Educação nº 9. 8. 15. Princípios do design para web. acompanhamento e avaliação).atualizada). história. Cor e tipografia na identidade visual. Construção de roteiro para vídeo. 3. A Crise Internacional e a Marcha Forçada. Papéis e outros suportes para impressão. 8. Métodos e técnicas em ergonomia. 2. Processo de desenvolvimento de sites. Processos de impressão. 5. Elementos básicos da Comunicação Visual. Usabilidade e acessibilidade na web. 14. Metrologia. 1. psicológicos e sociológicos. Formatos de arquivos.

Princípios da cultura corporal do desenvolvimento humano. Sistemas de amortização de empréstimos e financiamentos. 8. 5. Abordagem pedagógica na Educação Física Escolar. Fundamentos teóricos e práticos das atividades esportivas coletivas: Futsal. A Primeira Década Perdida: O Brasil e a Crise da Divida. Parâmetros Curriculares Nacionais do Ensino Fundamental e Médio. Teoria do Consumidor. Estruturas de Mercado: Concorrência Pura ou Perfeita. 14. 14. 3. 15. Tendências pedagógicas da Educação Física. 8. 6. Equivalência de capitais a juros compostos. Ética na Educação Física. Fundamentos Históricos da Educação Física. O fornecimento do Feedback na aprendizagem motora. Fatores que afetam o desenvolvimento e crescimento humano. Modelos de Crescimento Econômico. Fundamentos teóricos e práticos das atividades esportivas individuais: Natação. 11. 6. Código de Ética do profissional de Educação Física. 1. Concorrência Monopolística. 1. 2. 3. 10. 12. 13.3. Elaboração e planejamentos dos objetivos na Educação Física. 6. 13. 11. Habilidades Motoras Fundamentais. 7. Esportes coletivos na perspectiva da cultura corporal. Modelo IS-LM. Código 35 Educação Física – Perfil 01 Código 37 Educação Física – Perfil 03 Qualidades físicas para o esporte e para a saúde. Movimentos Reflexos. 11. Diferenças individuais e capacidades motoras Trabalhadas na Educação Física. 9. Contas nacionais e agregados macroeconômicos. Ética na Educação Física. 12. 12. Estabilização e Crise na Economia Brasileira: Do Confisco ao Plano Real. 8. 4. O Processo Inflacionário e os Pacotes Econômicos. 10. Fundamentos teóricos e práticos das atividades esportivas individuais: Ginástica Rítmica. Legislação e normas da Educação Física no Ensino Superior. Avaliação da aprendizagem na Educação Física escolar. Avaliação Física e Saúde. Habilidades Motoras Fundamentais. Métodos de avaliação da carga de treino da Força. Avaliação da aprendizagem na Educação Física escolar. 7. 9. 6. 9. 1. 15. Monopólio. Oligopólio. Fundamentos teóricos e práticos das atividades esportivas individuais: Atletismo. Noções Básicas de Fisiologia aplicada à Atividade Física. Externalidade e Bens Públicos Balanço de Pagamentos. O esporte como conteúdo da Educação Física Escolar. Métodos e técnicas do Treinamento esportivo. Fundamentos teóricos e práticos das atividades esportivas coletivas: Handebol. Estrutura do Mercado de Fatores de Produção. 2. Metodologia da Pesquisa em Educação Física. 8. 10. Fundamentos teóricos e práticos das atividades esportivas individuais: Ginástica Artística. Fundamentos teóricos e práticos das atividades esportivas coletivas: 52 . 4. 3. Avaliação Física. 5. 5. Código 36 Educação Física – Perfil 02 7. 2. 4. As Reformas Estruturais dos Anos 1990. Legislação e normas da Educação Física no Ensino Superior. Teoria da firma. 5. 7. Contribuições Sensoriais na performance habilidosa. 16. 4. 13. Modelo Keynesiano e Determinação da renda. Fundamentos teóricos e práticos das atividades esportivas individuais: Judô.

acompanhamento e recepção. 3. Potência. Vetores. 4. Oscilações – Movimento Harmônico Simples. Sistema Internacional de Unidades. 9. Campos Magnéticos. 19. Conhecimento e o ideal de justiça em Platão: o papel da educação. verdade e validade. Quantidade de Movimento e Impulso. 18. 5. Fundamentos teóricos e práticos das atividades esportivas coletivas: Basquetebol. Vetores. Potência. Locke e Rousseau. Energia Cinética e Potencial (gravitacional e elástica). Indução Eletromagnética – Lei de Faraday. 11. Ótica Geométrica. Planejamento estratégico para eventos. Conservação da Quantidade de Movimento Linear. Análise da Viabilidade Econômica do evento. Técnicas de oratória: postura e entonação de voz. Temperatura. ceticismo. 17. O nascimento do pensar filosófico: do mito à Filosofia. 1. Lei de Gauss. 21. 20. Energia Cinética e Potencial (gravitacional e elástica). Gases Perfeitos. 4. duas e três dimensões. 13. O positivismo lógico do Círculo de Viena. 18. 7. Tipos de Eventos. 11. A política: Maquiavel. 2. 9. Grandezas físicas. Fontes de Campo Magnético – Lei de Biot-Savart e Lei de Ampère. Hobbes. Leis de Newton e suas aplicações. Linguagem corporal. Grandezas físicas. Capacitância e Dielétricos. Leis de Newton e suas aplicações. Conservação da Energia Mecânica. Código 38 Eventos Código 39 Filosofia Código 41 Física ‒ Perfil 02 53 . 2. Movimento em uma. Energia Mecânica. 5. teorias da justificação. Circuitos de Corrente Contínua. Código 40 Física ‒ Perfil 01 10. Primeira Lei da Termodinâmica e Teoria Cinética de um Gás Perfeito. 17. método dedutivo. Cuidados com a apresentação física e emocional. 5. 6. Aristóteles: ética. 3. A crítica ao positivismo: Popper e Kuhn. indutivo. Teoria do Conhecimento: Empirismo. Organização de Eventos. 14. Kant e a crise da metafísica clássica. Análise dimensional. política e linguagem. Marketing de eventos. Noções de lógica: inferência. 14. Cinemática da Partícula. 16. Fé e razão segundo Santo Agostinho. Epistemologia contemporânea: o que é o conhecimento. Pré-Socráticos e Sócrates. 13. Segunda Lei da Termodinâmica e Entropia. 2. 12. 1. Captação de Recursos para Eventos. Planejamento e preparação das áreas de eventos. ética do discurso e ética da responsabilidade.Voleibol. Trabalho. Convites. Resistência e Força Eletromotriz. Fé e razão segundo São Tomás de Aquino. Organização dos recursos e meios utilizados. analítico e dialético. Coeficiente de restituição. 3. 6. Trabalho. Análise dimensional. 15. 4. Aspectos sócio-culturais e políticos na organização de eventos. Equações de Maxwel e ondas eletromagnéticas. Cerimonial e Protocolo: conceitos e aplicações.Fundamentos teóricos e práticos das atividades esportivas coletivas: Futebol. Éticas contemporâneas: ética das virtudes. A epistemologia kantiana. Sistema Internacional de Unidades. 8. 8. Colisões elásticas e inelásticas. lista de convidados. Corrente. 10. Máquinas Térmicas. 7. Força Elétrica. 12. Calor. dilatação térmica de sólidos e líquidos. 15. 1. Racionalismo e Criticismo. Campo Elétrico e Potencial Elétrico.

Campos Magnéticos. Força Elétrica. Reambulação e Produtos Cartográficos) 8. Controle de Qualidade das Observações Geodésicas. Efeito Compton. 9. Princípio da Incerteza. Nivelamento Geométrico e Trigonométrico Usados em Geodésia: Código 42 Geografia Código 43 Geoprocessamento ‒ Perfil 01 54 . e Classificação de Receptores. Indução Eletromagnética – Lei de Faraday. Geografia da Paraíba. Integração de Levantamentos Geodésicos por Satélites GNSS com Levantamentos Topográficos. 13. 2. Espaço Agrário: da lavoura às biotecnologias. Desordem. Os domínios morfoclimáticos brasileiros. Confiabilidade das Medições: Precisão. Fontes de Campo Magnético – Lei de Biot-Savart e Lei de Ampère. 1. 14. 23. Ajustamento das Observações: Classificação dos Erros. Entropia e Informação. A Equação de Schrodinger. Métodos e Técnicas de Posicionamento. Sistema de Posicionamento GNSS: Fontes de Erros e Correções. Globalização e meio técnico-científico informacional. 19. Matriz VariânciaCovariância. dilatação térmica de sólidos e líquidos. Força Eletromotriz e Lei de Ohm Generalizada. Coeficiente de restituição e Parâmetro de impacto. 7. Geotecnologias e análise espacial. Aerotriangulação. Evolução da Ciência Geográfica. Combinado e Correlatos. Corrente Alternada. Leis da Termodinâmica. Lei de Gauss. Movimento Periódico – Oscilações Harmônicas. 8. 15. Acurácia. Levantamento de Poligonais Topográficas Enquadradas com Verificações e Calibrações Instrumentais e Ajustamento por MMQ. Industrialização e organização do espaço geográfico brasileiro. 1. Distribuição de equilíbrio. 12. 16. 4. Ótica Geométrica. Efeito Fotoelétrico. 17. 21. Campo Elétrico e Potencial Elétrico. 12. População e urbanização brasileira. Poço de Potencial. Elipse de Erro e Testes de Hipóteses. Apoio de Campo. 5. Corrente. Ajustamento: Ajustamento de Observações Diretas e Indiretas. Indutância. Analítica e Digital. Ajustamento e Análise de Confiabilidade de Redes Geodésicas. 11. Mecânica Quântica (Radiação de Corpo Negro e Teoria de Plank. 7. Ressonância. Propagação de Erros em Funções Lineares e não Lineares. Princípios Fundamentais da Mecânica Estatística. 3. 3. Função de partição. Conservação da Energia Mecânica. 22. Capacitância e Dielétricos. Circuitos de Corrente Contínua. Tunelamento através de uma Barreira de Energia Potencial). sua evolução e reflexos. 24. 10. Partícula quântica em uma caixa. Fotogrametria: Fases da Fotogrametria (Cobertura Aerofotogramétrica. Resistência. 11. Calibração de Medidores Eletrônicos de Distâncias. Restituição. Verificação dos Erros Instrumentais em Equipamentos Topográficos. Equipartição de energia. 10. 16. 6. 13. 5. Gases Perfeitos. Entropia. 9. 6.Energia Mecânica. 10. 18. Métodos de Ajustamento: Paramétrico. 7. Estrutura geológica do planeta Terra. Conservação da Quantidade de Movimento Linear. Sistema de Referência Geodésico: Global e Local em Uso e Usados no Brasil. Fotogrametrias Analógica. 2. Amortecidas e Forçadas. 20. Sistema de Equações Lineares e o Método dos Mínimos Quadrados (MMQ). Colisões elásticas e inelásticas. 9. Temperatura. 14. Equações de Maxwel e Ondas Eletromagnéticas. 8. 4. Teoria Cinética de um Gás Perfeito. 6. Desenvolvimento sustentável e impactos ambientais urbanos e rurais. 15. Quantidade de Movimento e Impulso.

configuração. 6. Correção Geométrica. Noções de XHTML. Operações Lógicas e Aritméticas com Imagens de Satélite. Desktops e Notebooks). Ética e Responsabilidade Social nas organizações. 3. Critérios técnico-econômicos e de mercado para definição de atividades agropecuárias. Plano de Negócios – etapas. 8. processo administrativo. Software Livre aplicado em Geoprocessamento e outros: Sistemas computacionais livres. Realce e Suavização de Imagens. Pipeline. Fundamentação teórica. Introdução ao estudo de Conversores A/D e D/A. Sistemas de Classificação de Imagens Digitais. organização e funcionamento das cooperativas. jato de 1. Código 44 Geoprocessamento ‒ Perfil 02 Código 45 Gestão Rural Código 46 Hardware 7.Instrumentação e Métodos. Entrada e Saída. Multicomputadores. Gestão participativa. 4. Tensão. 55 . 5. corrente e resistência elétrica. 10. WFS.Webmapping: Mapserver e Geoserver. Javascript e CSS. tipos e habilidades do empreendedor. capacitores. Funcionalidades. Características dos Principais Sistemas de Informação Geográfica Livre atuais. Desktops e Notebooks). classificação. custos de produção. Empreendedorismo no Brasil. Interpolação Espacial. Sistemas de Informação Geográfica: Principais Conceitos. 3. Frameworks para o Desenvolvimento de aplicações Webmapping. Sistemas de Numeração e Lógica Booleana. 4. Consultas espaciais. Análise Estatística Espacial. 9. radiométrica e temporal de um Sistema Sensor. 11. WCS). Noções de economia rural. Manutenção em impressoras matriciais. Tratamento de interrupções e Exceções. 7. 1. Cooperativismo e associativismo solidário. 8. Modelagem de Dados Geográficos no padrão OMT-G. Lógica Combinacional e Aplicações. 3. Memória Auxiliar. Processamento Digital de Imagens de Satélite: Filtragem. processos e elaboração. 9. 2. Unidade de controle e unidade de processamento. 1. Memórias Semicondutoras. espectral. Padrões de interoperabilidade da Open Geospatial Consortium – OGC (WMS. Ética e Responsabilidade Social nas organizações. Gestão Empreendedora. Princípios do cooperativismo. 5. Máquinas CISC X RISC. Modos de endereçamento. 5. Bancos de Dados Geográficos: A linguagem SQL. Tipos de dados. Características dos Principais Sistemas Sensores Atuais. Prática Empreendedora. 6. Origem histórica das organizações. Características. Instrumentos de medição (Multímetro e Osciloscópio). processo de tomada de decisões. 11. Aplicações. Manutenção preventiva e corretiva em microcomputadores (Servidores. Receitas na atividade agropecuária. Lógica Sequencial e Aplicações. Registro de Imagens. Associativismo. Empreendedorismo: Conceitos de Empreendedorismo e Empreendedor. 2. resistores. Índices Espaciais. agroindustriais e de prestação de serviços. Políticas Públicas e implementação de programas de incentivo ao associativismo e cooperativismo. indutores. aterramento. 2. 4. Padrões da OGC para interoperabilidade de softwares livres. Disponibilização de Dados Geográficos na Internet . Padrão de Comportamento Espectral dos Principais Alvos Naturais Terrestres. Sensoriamento Remoto: Resolução espacial. potência elétrica. Ferramentas úteis ao empreendedor (marketing e administração estratégica). componentes e periféricos de microcomputadores (Servidores. 6. administração da empresa agrícola: conceitos. Liderança e Motivação. 10. Multiprocessadores. lei de Ohm. montagem. MDT. Análises Espaciais. Conjunto de instruções e chamada de subrotina. leis de Kirchoff.

3. Manutenção em monitores de tubo de raios catódicos e LCD (Liquid Cristal Display – Tela de cristal líquido). sociedade e relações de poder na República Velha: Brasil e Código 47 História 56 . 4.3. Antiguidade Clássica 4. Economia agroexportadora brasileira: complexo açucareiro e mineração na colônia. 5.2. Imperialismo no século XIX: eugenia e imposição dos padrões culturais europeus. 4. Idade Moderna 4.5. manutenção da ordem social escravista e ameaças à unidade político-territorial.4.5. O processo de independência do Brasil: as revoltas coloniais e a os significados da presença da corte portuguesa em terras brasileiras.1. Revolução Russa: da utopia libertadora dos sovietes ao totalitarismo do Estado Soviético.5. História Geral 4. laser e multifuncionais. Economia.1. 1. Teoria da História 2. 2. 4. 13. patrimônio cultural. Ensino de História 1.2. memória. 4.1.1.3. 4.645/2008.2. 4.4.4.2. Paradigmas historiográficos. 4. 4.1. Idade Contemporânea 4.1.1. História do Brasil 5.3. 4. A formação do Estado brasileiro: organização política.3. Processos de urbanização. O Ensino de História e a incorporação das novas tecnologias da informação e comunicação. 12. Transformações políticas e legado cultural da Grécia e de Roma antigas.3.3. Abolicionismo e republicanismo no contexto da crise do antigo regime monárquico. Manutenção em placas-mãe.1. 5.2. 4. História da África 3. 1.5. Nicarágua e Chile).2.6.5.1. Renascimento Cultural e Reformas Religiosas como construtores do mundo moderno.2. divisão social do trabalho e centralização política na Antiguidade Oriental. Kush. Fenícia) e África Oriental (Egito. Escravismo e outras formas de exclusão na Antiguidade Clássica.1. Idade Média 4. 1. Palestina. As Revoluções Inglesas do século XVII e a gênese do pensamento liberal.3. 5. 5.639/2003 e 11. 4. Parte IV. Processo de feudalização e características da sociedade feudal. O poder da fé na Idade Média: a Igreja. e Orientações Educacionais Complementares aos Parâmetros Curriculares Nacionais (PCN+). Antiguidade Oriental 4.2.1. O Iluminismo e as revoluções burguesas. cultura e sociedade na Antiguidade Oriental: Crescente Fértil (Mesopotâmia. 4. Princípios e conceitos fundamentais: história.3.4. Economia.5. Organização e sistematização do Ensino de História a partir dos documentos oficiais: Parâmetros Curriculares Nacionais para o Ensino Médio (PCNEM). 4. as Cruzadas e a Inquisição. A História Cultural dos negros e dos povos indígenas e a sua presença na formação da sociedade brasileira e paraibana no período colonial.2. Axum).2. 4. História da Diáspora Africana e suas contribuições para as histórias da África e da escravidão no Brasil. As duas grandes guerras: imperialismo e nacionalismo.2. 3. 5.4. 2. História e Cultura Afro-Brasileira e Indígena no ensino de História com base nas leis 10.1. 5. Crise do feudalismo e transição da Idade Média à Modernidade. Fontes de alimentação para microcomputadores.4. Guerra Fria e as experiências socialistas na América Latina (Cuba.tinta.

Cobertura: estrutura de madeira. Calc. malware (códigos maliciosos). 3. 9. Sistema de correio eletrônico. 7. Conceitos básicos de qualidade. Execução dos revestimentos de pisos. 12. de arquivos. 1. Critérios de avaliação do quadro patológico: elaboração de diagnóstico
preliminar e ensaios tecnológicos para auxiliar no diagnóstico. Internet: navegadores Web. Planilha eletrônica – tipos. 13. Organização de Computadores: Placa mãe. instalações provisórias. telhado e execução. Unidades de medida e capacidade de armazenamento. gás liquefeito de petróleo (GLP) e complementares. 13. Discos rígidos. 11. 2. incêndio. 8. Sistema de janelas. OneNote e Access.Paraíba. criptografia.1: Writer. Segurança da informação: políticas de segurança. 2. Fundações: tipos e métodos executivos. Implantação do edifício: canteiro. Banco de Dados nas Organizações. SSD. 19. Patologias das estruturas de concreto armado de edifícios. Patologias das alvenarias e revestimento de fachadas de edifícios. 6.7. 10. de ajuda. 8. redes sociais. Funcionalidades da Internet e dos Navegadores. 12. Periféricos – tipos. 1. hidrossanitário. controle estatal e trabalhismo. 18. 5. Processadores. Funcionalidades do computador. 7. Segurança e ética na Internet. Execução dos serviços de pintura. Ferramentas para o aprimoramento da qualidade. Padronização e sistema brasileiro de normalização e certificação. 10. Sistema de Gestão de Aprendizagem: Moodle. Excel. 1. firewall. características e funcionalidades. Sistemas Operacionais. Componentes básicos de um sistema computadorizado. Código 50 Infraestrutura (Construção Civil) – Perfil 01 11. A Era Vargas: antecedentes. Montagem das esquadrias. armação e concreto. Aplicações de recursos de tecnologia nas atividades gerenciais. 5.8. 9. ferramentas de busca. Discos ópticos. Ditadura Militar e abertura política no Brasil. 6. 4. Execução de serviços relativos aos projetos: elétrico. 5. Editor de texto – tipos. 3. Memórias ROM. Estudos preliminares às obras: noções de viabilidade. Programa de apresentação – tipos.10. características e funcionalidades. Código 48 Informática Aplicada a Gestão e Negócios 2. vulnerabilidades. Processos de Pesquisa na Internet e Servidores de Pesquisa. características e funcionalidades. movimento de terra e locação da obra. 15. Fontes de alimentação. Estruturas: formas. antivírus. spam. Suíte LibreOffice 4. dados básicos para a elaboração de elementos de anteprojeto e projeto. 14. Alvenaria: materiais utilizados e técnicas construtivas. telefônico. Monitores e impressoras. 57 . 16. 6.9. paredes e teto. PowerPoint. 5. modernização conservadora. A inserção do Brasil na globalização capitalista e efeitos da política neoliberal. Patologias dos revestimentos de piso (argamassa e cerâmica) e revestimentos de piscinas. Materiais e técnicas destinados à recuperação e reforço. Sistema operacional Linux Ubuntu 13. 8. 5. características e funcionalidades. correio eletrônico. 5. Barramentos. Código 49 Informática Básica 3. 4. Draw e Impress. 15. Suíte Microsoft Office 2010: Word. risco e fraudes no uso da Internet e métodos de prevenção. 4. Execução dos serviços de impermeabilização e isotermia. 17. USB. Sistemas operacionais Microsoft Windows 7 e 8. backups. 7. Softwares Utilitários e Aplicativos. 14. RAM e Cache.

Dimensionamento e detalhamento de lajes de edifícios. 1. 11. Código 51 Infraestrutura (Construção Civil) – Perfil 02 4. 10. Código 52 Infraestrutura (Construção Civil) – Perfil 03 Estática dos fluidos: pressão. grau de hiperestaticidade externo e interno. 22. gravidade. 8. equilíbrio e estabilidade. mecanismo do método da flexibilidade. Forças hidráulicas em superfícies submersas: forças sobre corpos submersos. Medidas de vazões: estações hidrométricas. 2. Bacia hidrográfica: delimitação de bacias hidrográficas. análise das chuvas intensas. sistema principal. tensões e deformações devido a momento fletor e esforço cortante. 21. perdas localizadas. precipitação média sobre a bacia. 23. Estruturas hiperestáticas: definição de estruturas reticuladas. Controle e garantia da qualidade. componentes químicos. Método da rigidez: conceito de deslocabilidade. Indicadores de qualidade e produtividade na construção civil. Propriedades mecânicas dos materiais: tensão e deformação. Dimensionamento e projeto de barragem de nível. Mananciais: classificação. Captações subterrâneas e captações superficiais. superposição da tensão de cisalhamento. Equipamentos de protensão. 2. Adução: dimensionamento hidráulico e traçado das adutoras por recalque e por gravidade e bombas e estações elevatórias. Concreto: características básicas do concreto. Círculo de MOHR. calor de hidratação. 5. 1. coluna sob carga axial excêntrica. dosagem: conceito. 6. componentes potenciais. 8. 3. Argamassas: classificação e propriedades das argamassas. 5. 7. fatores intervenientes e hidrogramas. 1. elementos estruturais. tensões devido à flexão. Precipitação: medida de precipitação. medida do nível d’água. flexão oblíqua. poluição e proteção. tensões e deformações axiais. passos para elaboração de um projeto estrutural. seção trapezoidal e Creager. 6. empuxo. condutos equivalentes. Fundamentos: conceito de estrutura. resistência de dosagem e método de dosagem do ACI modificado. medidas de pressão. Método da flexibilidade: deslocamentos nas estruturas isostáticas. barragem de acumulação ou regularização. medida de velocidade. sifões. Concretos especiais: concreto de alto desempenho. conceito de estado limite. produção do concreto. 6. ensaios tecnológicos em argamassas. frequência de totais precipitados. conceito de segurança. equações de equilíbrio da estática. Condutos forçados: perda de carga contínua. Código 53 Infraestrutura (Construção Civil) – Perfil 04 4. Qualidade no gerenciamento e execução de obras. propriedades físicas dos cimentos. determinação da declividade média e da altitude média. início e fim de pega. propriedades do concreto no estado fresco e no estado endurecido.20. 2. Cimento Portland: processo de fabricação. tensões normais e de cisalhamento. concreto leve e concretos poliméricos. Conceito fundamental do concreto protendido. 5. Estruturas de concreto armado: componentes do projeto estrutural. 3. tipos de concreto. 3. Programa Brasileiro de Qualidade e Produtividade do Habitat (PBQP-H). Equilíbrio dos corpos rígidos: tipos de carregamento e de apoio. grandezas características. 7. características físicas. estruturas deslocáveis e indeslocáveis. traço. redes de condutos. concreto com fibras. 9. equações de compatibilidade. Escoamento superficial: ocorrência. tensões e deformações devido à torção. medida de vazão. centro de torção. análise de esforços nos elementos estruturais: diagrama tensão-deformação. curva chave. esforços nas extremidades de barras com extremidade(s) engastada(s) devido a carregamentos e devido a recalques. 7. 58 . análise de dados pluviométricos. aplicação a vigas contínuas. 4. resistência à tração. aplicação a estruturas deslocáveis e indeslocáveis. aplicação a pórticos simples. Tensões compostas: flexão composta. módulo de elasticidade.

passos para elaboração de um projeto estrutural. acomodação da ancoragem. 13. 11. transporte ferroviário. Elementos geométricos de projeto de pontes: largura das pontes rodoviárias. veículo e usuário. 7. gabarito das pontes. 11. Plasticidade e consistência dos solos: teoria e determinação no laboratório. 59 . Esforços solicitantes: tipos de solicitações. 12. impacto vertical. Dimensionamento da força de protensão. bueiros. rebites. Estruturas de concreto armado: componentes do projeto estrutural. projeto das seções transversais. 4. tipos de ensaios de cisalhamento. caminhões fora de estrada. 11. 2. caminhão tanque. Lei de Darcy. compactadores e pulverizadores: organização e dimensionamento dos equipamentos. Movimento da água no solo: permeabilidade dos solos. Características geométricas das estradas: raio mínimo. 5. Geologia de taludes: tipos de taludes e noções sobre estabilidade de maciços. analogia mecânica de Terzaghi. Mobilidade Urbana. 6. Planejamento de Transportes: metodologia de um plano de transporte. 10. Formação dos solos e tipos de solos. normas técnicas e métodos de cálculo das seções. 12. 3. 7. Classificação dos solos. tratamento de pontos críticos em acidentes de trânsito. Ligações utilizadas nas estruturas metálicas: solda. Índices Físicos: teoria e determinação dos índices no laboratório. viadutos de meia encosta. 9. superelevação e superlargura. Resistência dos solos: atrito interno e coesão dos solos. 4. Projeto geométrico da estrada: planimetria e altimetria. Tipos de Fundações: Fundações Diretas e Fundações Profundas. scrapers. determinação do coeficiente de permeabilidade a carga constante e carga variável. 5. elementos topográficos.9. hidrográficos. 1. Seções transversais: tipos. carga permanente e cargas móveis (NBR 7188-84 e NBR 7189-85). Acidentes de Tráfego: causas. retração do concreto e relaxação do aço. Pontes: elementos constituintes das pontes. Código 54 Infraestrutura (Construção Civil) – Perfil 05 3. fatores que influenciam na permeabilidade dos solos. Estudo das concordâncias horizontais entre duas tangentes. parafusos. teoria do adensamento. Código 56 Infraestrutura (Construção Civil) – Perfil 07 1. Código 55 Infraestrutura (Construção Civil) – Perfil 06 6. Equipamentos utilizados na terraplenagem: trator. fatores envolvidos em acidentes de trânsito. Estudo do volume de tráfego e da velocidade dos veículos. transporte aéreo. Compressibilidade: relação carga x deformação. 8. Aspectos técnicos e econômicos das modalidades de transportes: transporte hidroviário. 3. constituição e propriedades importantes. geotécnicos e elementos acessórios. 10. Tipos de concreto protendido. motoniveladoras. largura das pontes ferroviárias com lastro. Minerais: gênese. 2. 1. Perfis utilizados em estruturas metálicas e suas propriedades. 9. 2. 14. 12. frenagem e aceleração. Elementos da engenharia de tráfego: via. 13. transporte multimodal. Perdas de protensão: atrito. Matéria-prima empregada em estruturas metálicas. deformação imediata do concreto. determinação dos fluxos nas vias. 10. 4. elementos principais. Locação em campo dos elementos do projeto em planta. 8. rochas sedimentares e rochas metamórficas. permeabilidade de terrenos estratificados. prática de moldagem e simulação do ensaio de adensamento. Elementos básicos da curva circular simples e da curva de transição em espiral. Rochas magmáticas. Intemperismo: intemperismo físico e químico. transporte rodoviário. Propriedades das estruturas metálicas e suas múltiplas aplicações. 5. fluência do concreto. carregadeira. viadutos de acesso. Avaliação econômica de projetos rodoviários: área de influência da estrada.

10. Componentes do projeto estrutural. Obtenção de vistas isométricas a partir de sólidos: solprof. 6. 3. 8. Circulação vertical – escadas e rampas (NBR 9050 e NBR 9077). empuxo. Áreas das principais figuras planas. 1. 9. 7. 15. 11. 13. 5. mão-de-obra e equipamentos usados no movimento de terras. Compactação e compacidade dos solos. coberturas. pavimentos. Levantamentos planimétricos e altimétricos. 20. 13. Instrumentos de topografia. 15. 9. revestimentos. 23. 9. 12. soldraw (dessol). 19. sifões. O Projeto de Arquitetura. Condutos forçados: perda de carga contínua. 17. Classificação dos solos. 1. Topografia do terreno. Índices físicos dos solos. Elementos da construção de edifício (fundações. alvenaria. Modelagem de sólidos auxiliada por computador. 11. viewport. 2. 18. Código 58 Infraestrutura (Design e Construção Civil) 8. Origem e formação de solos. 2. 3. concretos. Cálculo de BDI. 6. instalações. Layout de impressão: configuração do papel. 16. 4. 1. Materiais de construção: agregados. 21. 2. Instalações elétricas. Plasticidade e consistência dos solos. Tipos de orçamentos. 3. Composição de custos unitários. Cálculos de áreas. argamassas. 12. Influência dos condicionantes ambientais na construção. Forças hidráulicas em superfícies submersas: forças sobre corpos submersos. 4. Acessibilidade (NBR 9050). Tipos de fundações: fundações diretas e fundações profundas. Blocos em CAD: criação. Estática dos fluidos: pressão. Desenho auxiliado por computador – CAD: interface com o usuário. 22. 8. equilíbrio e estabilidade. 7. aglomerantes. 8. edição e modificação de desenhos. 7. gravidade. inserção e modificação. Especificações de serviços. escala e plotagem. Sistemas construtivos. cotagem. Curvas de nível. Desenho topográfico. medidas de pressão. Obtenção de vistas ortográficas a partir de sólidos: solview (vistasol). Coordenadas topográficas. Custos diretos e indiretos. formato de papel e escalas. Condicionantes climáticos do projeto arquitetônico: insolação. estruturas. esquadrias. 14. elementos Código 57 Infraestrutura (Construção Civil) – Perfil 08 Código 59 Infraestrutura (Negócios Imobiliários) 60 . 14. 7. 24. Arquitetura sustentável. passos para elaboração de um projeto estrutural. materiais.6. redes de condutos. 5. águas pluviais e de esgoto. Interpretação de Projetos. Medições de distâncias e ângulos. água quente. Análise do Espaço construído. ventilação. Desenho técnico: princípios gerais de representação. Sistemas de projeção cônica e cilíndrica – vistas ortogonais e perspectivas. 4. Nivelamentos. 10. condutos equivalentes. perdas localizadas. 6. Cotas e textos em CAD – configurações e usos. Tipologia das Construções. 5. Instalações prediais de água fria. temperatura e umidade relativa do ar. Desenvolvimento e representação de projetos de arquitetura – NBR 6492. Esquadrias. ensaios de laboratório. Sistema métrico decimal.

métodos e técnicas de planejamento nos aspectos históricos. Código 61 Legislação (Relações de Gênero) Direito agrário: introdução. 5. Tributação imobiliária. 9. financiamento. NR 07. classificadores e intensificadores no discurso. Administração Pública: setor público. Estudo das relações sociais no processo histórico de produção econômica e cultural da Agricultura Familiar. NR 05. Despejo. 4. Garantias e deveres na Locação. distribuição de terras. NR 12. Teoria Geral dos Contratos. Devolução. estruturais e de funcionamento do ecossistema urbano. Contribuintes: conceito e espécies. Libras como marcador identitário e cultural. 1. 6. 3. Remuneração. Fatos e Atos Jurídicos: Defeitos e vícios dos atos jurídicos. Alfabetização e letramento em Libras. 11. NR 15. NR 08. co-gestão. Seguradoras. 2. 8. Penalidades. 7. Legislação e certificação de produtos de base agroecológica. Espécies tributárias. 12. Os deveres do locador e do locatário. Políticas e programas de planejamento urbano. execução. O sujeito surdo: conceitos. Código 63 Libras 1. 5.do paisagismo). Sujeitos do Direito. 14. 3. 10. venda e retomada do imóvel locado. Código 62 Legislação Aplicada a Negócios Imobiliários 4. A gramática da língua de sinais. NR 06. 11. princípios. Direitos Trabalhistas. Interpretação de textos em 1ª e 2ª língua. Direitos e Obrigações dos Condôminos. 2. Noções linguísticas de Libras: parâmetros. 4. NR 09. Formação de professores na língua de sinais. Contraste entre Libras e a Língua Portuguesa. Impactos ambientais. Extinção do Contrato de Trabalho. Órgãos reguladores. Legislação urbana. fontes e autonomia. Função social da propriedade rural. 7. Término da Locação. Introdução ao Direito do Trabalho. Produção de textos em 1ª e 2ª língua. PRONAF agroecologia 6. 7. 3. Análise de projetos urbanos. 12. Processos. autogestão. Tipos de seguros. Aspectos clínicos e socio-antropológicos da surdez. 5. 10. Teoria Geral do Estado. Invalidade do Negócio Jurídico. meios de acesso à propriedade. Educação inclusiva. 9. Normas Regulamentadoras: NR 04. Normas e Regulamentos. NR 17. Política Nacional do Meio Ambiente. O aluguel e as garantias da locação. síndico profissional. Gestão condominial: Sistema de Administração Condominial por Administradora. 4. Jornada de Trabalho. Código 60 Legislação 6. Contrato de Trabalho. NR 16. 5. Renovação da Locação. privado e terceiro setor. Assembleias Gerais. 2. 3. Reforma Agrária: conceituação básica. Legislação creditícia na área rural: PRONAF. O Estatuto da Terra. 2. 1. Contratos em espécie. Principais Benefícios da Seguridade Social e seus Beneficiários. Contrato de Estágio. 10. 1. 8. Princípios do Direito Previdenciário. 15. Seguridade Social: conceito e abrangência. Sistema tributário nacional. Revisão do Aluguel. 61 . Patologia das construções. Questões de gênero e políticas públicas no meio rural. Apólice de seguros. cultura e relação histórica da surdez com a língua de sinais. Registros cartoriais. Legislação ambiental: Introdução e evolução. Seguros imobiliários. Linguagem Brasileira de Sinais. 13.

10. função modular. 3. raízes. 5. Código 64 Língua Francesa Código 65 Língua Inglesa 1. Romantismo e nacionalidade. esfera e partes da esfera . La détermination. Geometria analítica plana: ponto. 8. A ficção modernista de 30. 14. 2. domínio. 7. 6. A importância dos grupos nominais e verbais para compreensão de textos escritos em língua inglesa. 13. composição de funções e função inversa. O uso da inferência contextual e gramatical para compreensão de gêneros textuais escritos em língua inglesa. Manifestações literárias no Brasil Colônia. parábola e hipérbole). expressões gramaticais e expressões afetivas. Le système verbal. 4. 4. 4. 5. F. pirâmide e tronco de pirâmide. 6. 7. 9.E. funções com expoentes racionais. Funções: definição. Histoire et civilisation française et francophone. Geometria espacial: prisma. La phrase complexe. Les éléments du discours. Expressões faciais em Libras: modulações dos sinais. 4. 8. A leitura literária na escola. imagem. La phrase simple. F. 62 .cálculo de volumes e áreas das Código 66 Língua Portuguesa Código 67 Matemática – Perfil 01 2. Littérature française et francophone. Processos de textualização da Língua Portuguesa. 2. elipse. 2. gráficos. Parâmetros da Língua Brasileira de Sinais (Libras). Phonétique de la langue française. 9. A importância dos elementos de coesão (marcadores discursivos) para compreensão de textos escritos em língua inglesa. 1. circunferência e círculo. L'évolution des méthodologies dans l'enseignment de langues. 3. funções racionais. 8.L. coroa e setor circulares – cálculo de perímetros e de áreas. Compréhension de texte. Évaluation en cours de langue française. função definida por várias sentenças. determinantes e sistemas lineares (resolução e discussão). Geometria plana: polígonos. Méthodes pédagogiques.crianças. Matrizes. 1. A narrativa de Machado de Assis. Concepções de leitura: do estruturalismo ao sociointeracionismo. 11.13. jovens e adultos.S. Funcionamento morfossintático na Língua Portuguesa. 6.O. reta e cônicas (circunferência. O uso das estratégias de leitura para compreensão de gêneros textuais escritos em língua inglesa. Análise combinatória e probabilidade. 6. funções exponenciais e logarítmicas. 3. Aquisição e aprendizagem da linguagem . 17. 8. sinal. 15. Gêneros textuais/discursivos no contexto educacional brasileiro. Poesia brasileira no século XX. Binômio de Newton e triângulo de Pascal. 9. polinômios e equações polinomiais. 3. 16. O ensino de Língua Inglesa centrado na abordagem comunicativa. La francophonie. 10. Progressões aritméticas e progressões geométricas. 1. cone e tronco de cone. 7. Números complexos. 5. 12. 15. Le nom. O uso de referenciais lexicais e gramaticais para a leitura e compreensão de gêneros textuais escritos em língua inglesa. 7. funções polinomiais. 14. 5. A teoria dos gêneros textuais e o ensino de inglês instrumental com foco na leitura de textos escritos em língua inglesa. O ensino de língua inglesa com fins específicos. cilindro. Les mots invariables.

de volumes e de comprimento de arco. Funções de várias variáveis: definição. gráficos. sinal. função definida por várias sentenças. função modular. posição relativa de dois vetores. imagem. 2. funções racionais. 63 . Derivada de uma função real de uma variável: definição. funções exponenciais e logarítmicas. movimentos de reforma e repercussões na prática docente na Educação Básica. 10. regras de derivação. 1. Interdisciplinaridade e Formação de professores de Matemática. funções com expoentes racionais. gráficos. 5. taxa de variação instantânea. identidades e transformações. Observação: Por derivadas e integrais de funções elementares entenda-se as derivadas e integrais das funções citadas no item 1.superfícies desses sólidos. 7. derivada direcional. funções trigonométricas e funções trigonométricas inversas. ângulo entre duas retas. funções trigonométricas inversas. Equações Diferenciais Ordinárias: equações diferenciais de 1ª ordem (equações lineares. 3. equações diferenciais de 2ª ordem (equações homogêneas com coeficientes constantes. Contribuições do estágio supervisionado na formação de professores de Matemática. regras da cadeia e extremos (absolutos. Abordagem histórico-filosófica do conhecimento matemático na formação de professores de Matemática. Limite e continuidade de uma função real de uma variável: definição e propriedades. A metodologia de Resolução de Problemas e da Modelagem Matemática na formação de professores de Matemática. interseção entre uma reta e um plano. 9. Relações entre Educação Matemática. 10. reta tangente e reta normal. 9. O papel da pesquisa em Educação Matemática na formação inicial dos professores. equações exatas e fatores integrantes). 5. Aplicações da derivada: extremos. As TICs na formação de professores de Matemática. 1. Aplicações da integral: cálculo de áreas. domínio. 7. funções polinomiais. 8. relativos e vinculados). 6. produto interno. módulo de um vetor e aplicações. lei dos cossenos. diferenciabilidade. Séries de potências. integral tripla em coordenadas cartesianas. raízes. 10. interseção 1. instrumentos e desdobramentos pedagógicos. cilíndricas e esféricas. lei dos senos. Vetores no Plano e no Espaço: operações. integrais de funções elementares e técnicas de integração. produto misto. 4. derivada de funções elementares. 2. Código 69 Matemática – Perfil 03 Código 70 Matemática – Perfil 04 2. ângulo entre dois planos. produto vetorial. Código 68 Matemática – Perfil 02 Funções de uma variável real: definição. equações separáveis e redutíveis à separáveis. ângulo de dois vetores. 8. Trigonometria: Razões trigonométricas. Integrais Múltiplas: Integral dupla em coordenadas cartesianas e polares. posições relativas. composição de funções e função inversa. Avaliação em matemática: perspectiva. 3. funções trigonométricas. A organização curricular do Ensino de Matemática: documentos oficiais de orientação. redução ao 1º quadrante. equações e inequações trigonométricas. Integral indefinida e definida: Teorema Fundamental do Cálculo. séries de Taylor e de Maclaurin. ângulos diretores. 4. derivadas parciais. problemas de otimização e regra de L’Hôpital. Retas e Planos: equações. equações não homogêneas com coeficientes constantes – método de coeficientes indeterminados e de variação de parâmetros). O Laboratório de Ensino de Matemática na formação de professores de Matemática. 6. limite. regra da cadeia. Relações entre Didática Geral e Didática da Matemática no cotidiano escolar da educação básica.

regras de derivação. polinômios característicos. método interativo linear. coroa e setor circulares. raízes. derivada de uma função real (definição.3. 4. prisma. circunferência e círculo. Processo de ortogonalização de Gram-schmidt. 64 . dimensão e mudança de base. Interpolação: interpolação linear e quadrática. bases ortonormais. Sistemas: sistemas lineares e não-lineares. Autovalores e autovetores: autovalores e autovetores de um operador linear e de matrizes. cone. proporcionais. 4. Cônicas e Quádricas: Circunferência. 6. funções trigonométricas inversas. vetores ortogonais. 1. parábola. função composta e função inversa. funções polinomiais. Interpolação numérica: regra dos trapézios. Planos de amortização de empréstimos e financiamentos. hipérbole. elipse. 4. função composta e função inversa. hiperbolóide. bases. Código 71 Matemática – Perfil 05 3. algarismos corretores e arredondamento. funções trigonométricas. funções polinomiais. isolamento de raízes. Geometria analítica plana: ponto e reta. raízes. Geometria plana e espacial: polígonos. Avaliação de alternativas de investimento e Taxa interna de retorno de um fluxo de caixa. subespaços. elipsóide. cilindro. 7. Juros simples e compostos: capitalização e descontos. método de eliminação de Gauss. derivada de funções elementares). 8. 5. Transformação linear: definição. real e aparente. Cálculo financeiro: custo real efetivo de operações de financiamento. cálculo de áreas. resolução de sistemas lineares. 5. 6. quadratura Guassiana. 3. Equações: equações algébricas e transcendentais. zeros de funções reais. método de corda. derivada de funções elementares). Limite e continuidade de uma função real. funções racionais. funções exponenciais e logarítmicas. Espaço Vetorial: definição. Código 73 Matemática e Probabilidade e Estatística 2. método de Newton. domínio. propriedades. funções trigonométricas. problemas de otimização e regra de L’Hôpital. cilindro e esfera . de volumes e de comprimento de arco. regras de derivação. Rendas uniformes e Variáveis. parabolóide. funções racionais. domínio. imagem e matriz de uma transformação linear. funções com expoentes racionais. 9. regra da cadeia. bases ortogonais. 5. taxa de variação instantânea. programação de erros nas operações aritméticas. pirâmide. núcleo. gráficos. 10. refinamento. reta tangente e reta normal. 3. 7. regra da cadeia. sequência recorrente e método dos interativos. diferenças divididas. Taxas de juros: nominal. efetiva. interpolação de Lagrange. entre retas. funções com expoentes racionais. Método dos mínimos quadráticos: reta de regressão linear. casos em que pode ser aproximadamente reduzido ao caso linear. Código 72 Matemática Aplicada a Gestão e Negócios Funções: definição. módulo. 8. empréstimo e investimento. Análise combinatória e probabilidade. Limite e continuidade de uma função real. integrais de funções elementares. distância entre um ponto e uma reta e distância entre planos. Aplicações da derivada: extremos. taxa de variação instantânea. distância entre duas retas. 1. Funções: definição. gráficos. imagem. gráficos. Espaço vetorial com Produto Interno: definição. distância entre dois pontos. funções trigonométricas inversas. ângulo entre vetores. 2.cálculo de volumes e áreas das superfícies desses sólidos. reta tangente e reta normal. Integral indefinida e definida: Teorema Fundamental do Cálculo. imagem. equivalentes. cálculo de perímetros e de áreas. derivada de uma função real (definição. interpolação de Newton. 2. 5. funções exponenciais e logarítmicas. 1. diagonalização de operadores. regras de Simpson. técnicas de integração. 4. caso binomial. Erros: erros absolutos e relativos. esfera. interseção entre planos. método da bisseção.

Estatística Experimental: Experimentos inteiramente aleatorizados. Código 76 Medicina Veterinária – Perfil 03 5. 6. estimadores e estimativas. Análise de Variância (ANOVA): ANOVA com um fator. diagnóstico e controle dos helmintos parasitas dos animais domésticos. amostra. Introdução à Inferência Estatística: Conceitos de população. 14. 2. Doenças do sistema digestório. funcionais. ciclo evolutivo. parasitismo e relação hospedeiro-parasita-meio ambiente. 6. Integral indefinida e definida: Teorema Fundamental do Cálculo. 12. sintomas. Teste de comparações múltiplas. 7. 5. problemas de otimização e regra de L’Hôpital. quadro clínico. Fármacos anti-helmínticos: desenvolvimento. nível de significância do teste.6. patogenia. Tratamentos de feridas. epizootiologia. gráficos. bioquímicos do sêmen e avaliação espermática. Doenças do Sistema Respiratório. ANOVA com dois fatores. 8. Etiologia. 9. sintomas. quadro clínico. Experimentos em blocos aleatorizados. Código 74 Medicina Veterinária – Perfil 01 Código 75 Medicina Veterinária – Perfil 02 1. Fisopatologia da gestação. Experimentos em quadrados latinos. 8. Afecções cirúrgicas do sistema musculoesquelético. Transferência de embriões e tecnologia dos zigotos. Afecções cirúrgicas do sistema digestório. parâmetros. 3. Inseminação artificial e tecnologia do sêmen. Parasitos. Doenças do Sistema musculo-esquelético. 4. Observação: Por derivadas e integrais de funções elementares entenda-se as derivadas e integrais das funções citadas no item 1. 10. 5. Teste de hipóteses sobre a diferença entre duas médias populacionais (amostras independentes). Doenças dos Sistema Nervoso. Experimentos em parcelas subdivididas. Técnicas ultrassonográficas na reprodução dos animais domésticos. patogenicidade. 9. 3. 8. Teste de hipóteses sobre uma média populacional. 13. epizootiologia. 6. ciclo evolutivo. estratificada e por conglomerados. diagnóstico clínico e laboratorial. 8. Amostragem probabilística e não probabilística. 2. sistemática. 4. Tipos de amostragem probabilística: aleatória simples. Exame ginecológico e obstétrico. patogenia. 7. diagnóstico e controle da dor. Fisiopatologia do parto e puerpério. patogenicidade. quadro clínico. 3. Afecções cirúrgicas do sistema geniturinário. 7. Aspectos morfológicos. integrais de funções elementares. uso e resistência. Distúrbios reprodutivos no macho e na fêmea. 4. 2. Morfologia. Morfologia. Avaliação do paciente cirúrgico. Regressão linear simples. Experimentos Fatoriais. ciclo evolutivo. 1. Testes de hipóteses: Conceitos de hipóteses nula e alternativa. 10. Correlação e regressão: O coeficiente de correlação linear de Pearson. Epidemiologia e controle de zoonoses causadas por helmintos carnívoros. erros do tipo I e II. técnicas de integração. Morfofisiologia reprodutiva dos animais domésticos. região crítica do teste. diagnóstico clínico e laboratorial. cálculo de áreas e de volumes. 11. Aplicações da derivada: extremos. patogenia. Exame andrológico. Etiologia. patogenia. Morfologia. diagnóstico e controle dos protozoários parasitas dos animais. profilaxia e tratamento das doenças causadas por bactérias dos animais domésticos. 7. 9. 65 . Doenças do Sistema Cardiovascular. 1. patogenia. 10. profilaxia e tratamento das doenças causadas por fungos dos animais domésticos. diagnóstico e controle dos artrópodes parasitas dos animais. Teste de hipóteses sobre a diferença entre duas médias populacionais (amostras pareadas).

epizootiologia. 1. Fisiologia. Lavra de minas a céu aberto. epizootiologia. patogenia. Hidrometalurgia. 6. Código 78 Medicina Veterinária – Perfil 05 Código 79 Mineração Código 80 Mineração e Geologia Código 81 Morfologia. 4. Geologia de Minas. 8. Patologias do sistema hepático e pancreático. físico-químicas. sintomas. Inspeção de carne de aves e ovos. Defesas contra patógenos: vírus. Bioquímica e 66 . Embriologia e desenvolvimento do músculo esquelético. patogenicidade. Patologias do sistema respiratório. Lavra e beneficiamento de rochas ornamentais. 7. Mecânica das Rochas. Tecnologia de produtos e subprodutos derivados de aves e ovos. 10. 2. 1. Código 77 Medicina Veterinária – Perfil 04 Inspeção sanitária ante e post-mortem de bovinos e suínos. 8. 2. 1. bactérias. Equipamentos de beneficiamento de minérios. 11. 8. Movimentação e transporte. Lavra de mina subterrânea. 4. 9. 6. Embriologia e desenvolvimento do sistema cardiopulmonar. vacinação e medidas terapêuticas de base imunológica. Geologia Estrutural e geotectônica. Ultrassonografia do sistema digestório. 10. princípios básicos e formação da imagem radiográfica. 1. patogenia. profilaxia e tratamento das doenças causadas por richetsias e clamiideas dos animais domésticos. Geodésia. Legislação Mineral e Ambiental. microbiológicas e parasitárias. profilaxia e tratamento das doenças causadas por vírus dos animais domésticos. 9. Células e tecidos do sistema imunológico. 10. Etiologia. O processo inflamatório. protozoários. Cartografia básica. 7. diagnóstico clínico e laboratorial. Processos inflamatórios (inflamação aguda e crônica). Ultrassonografia do sistema urogenital. Introdução. sintomas. 2. 5. Radiologia do sistema locomotor. Geologia do Petróleo. 2. Antígeno. 7. 4. 11. Etiologia. 12. antigenicidade. Geologia Geral. Patologias do sistema nervoso. 3. 12. 6. Radiologia do sistema torácico. Depósitos minerais. Critérios de julgamento e classificação dos produtos de origem animal. Geologia ambiental. Mineralogia. diagnóstico clínico e laboratorial. 3. 6. Análise laboratorial de rochas e fluídos. 5. Alterações circulatórias. 3. 13. Tratamento de minérios. Composição química e valor nutricional da carne. 8. Caracterização do minério. endo e ectoparasitas. 1. Dimensionamento de jazidas. Petrologia. Abate humanitário dos animais (Regulamento técnico de métodos de insensibilização para o abate humanitário de animais de açougue – Instrução Normativa MA Nº 3/2000. vacina. 10. 5. Provas de rotina para análise dos produtos cárneos em suas características organolépticas. patogenicidade. Legislação Mineral e Ambiental.9. 11. 9. 5. Perfuração e Desmonte de Rochas. 2. 7. 9. Prospecção mineral. 4. Métodos de concentração e enriquecimentos de minérios. 10. 3.

17. Rails: Ciclo de Desenvolvimento em Rails. Bioenergética aeróbica. Active Record: Relacionamento entre Tabelas. WSDL.0. Diabetes mellitus: mecanismo e relação com a atividade física. Conceitos Básicos sobre Active Record. 9. Broadcast Receivers. 18. 11.1. Persistencia de Dados. Android SDK. 5. PHP e MySQL. Artes de pesca. 10. 4. Estabilidade. Desafios. Serviços REST. Infraestrutura. JEE 6. 5. Fisiologia. Java Standard Tag Library . 1. Web Services (SOAP. Tanques e medição em tanques. Manipulação e Persistencia de dados. Android: Visão Geral. 8. Estruturas de Controle. Active Resources. Ciclo de Vida de um Objeto. Adaptações neuromusculares ao treinamento de força. Bases moleculares da informação genética. Perfilagem. JME – Introdução a JME. Arrays. Linguagem de definição de interface Android. Código 84 Programação – Perfil 01 4. API JSF. 7. padrões de herança e mutações. 13. EJB 3.Conceitos. Java para a Web: Ciclo de Vida de Servlets 3. Fluidos de perfuração. 6. Testemunhagem. API JAX-WS. 8. comunicação em rede. Código 82 Pesca e Navegação Marítima Código 83 Petróleo e Gás e Mineração 2. Mecanismo da geração do potencial de ação para a contração muscular e na fisiologia do tecido nervoso. Comunicação em pesca. Sessões.0. 7. histologia e anatomia do Tecido Nervoso. API JAX-RS. 9. 3. Configurações e Perfis. UDDI). Exercício e estresse oxidativo. 4. Action Controller e Rails. Ciclo de Vida do Java Server Faces . 14. Programação Distribuída: Sockets em Java. Fisiologia. Lists e Adapters. 12. Tag Files. Transportes e produtos transportados no setor de petróleo e gás.Nutrição 3. 2. 8. Simple Tags. histologia e anatomia Muscular. 4. Publicações de auxílio à navegação. Interface com o usuário. Métodos de navegação. Determinação de características físico-químicas do petróleo. Distribuição de Pacotes. Atributos e Listeners em Servlets. 16. Expression Language. 3. 15. 6. 6. Respostas e adaptações endócrinas ao exercício físico. Nutrição. Estrutura celular e mecanismos de contração Muscular. 67 . Fundamentos de metrologia. obesidade e atividade física. Dispositivos Móveis: Introdução a computação móvel . Serviços para a computação móvel. Especificações e seleção de materiais usados na indústria de petróleo e gás. API de Servlets 3. Cookies. RMI. 10. Legislação aquaviária. 2. 3. 9. Serviços Web em Rails. Equipamentos eletrônicos utilizados na pesca. Tipos de navegação. Fisiologia. Arquitetura Orientada a Serviços.JSF. PHP e Formulários Web. Primeiros socorros e prevenção de lesões. MIDLets. Serviços. Componentes Java Server Faces. 5. PHP e HTML. Java e Android. Operadores. Procedimento de medição em petróleo e gás. Segurança no meio aquaviário. PHP e XML. Action View. Funções.JSTL. Action Mailer. histologia e anatomia do Sistema Cardiovascular. Manipulação de Strings. Orientação a Objetos em PHP. Manobras de embarcações. Armazenamento subterrâneo de gás natural. 10. 5. API Microedtion. PHP: Conceitos Básicos. Tipos de Dados. Content Providers. Bioenergética anaeróbica aláctica e láctica. Suplementação de carboidratos e aminoácidos: efeitos sobre o desempenho físico. O papel da mitocôndria na transformação e armazenamento de Energia. 7. 1. 1. Testes Automatizados.

testes psicológicos. Administração de conflitos. Plataformas de desenvolvimento: JME e Android. Dificuldades Específicas de Aprendizagem da Escrita – disgrafias e disortografias. B2C . A questão do Fracasso Escolar na Educação Brasileira. 2. 1.Business-to-business. Métodos de pesquisa de dados. Estrutura eletrônica dos átomos. 7. Banco de dados: Modelo de dados relacional. WSDL. Construtivismo (Jean Piaget). JSP (Java Standard Tag Library – JSTL. emoção e inteligência emocional. 3. 1. Forças intermoleculares. Psicanálise (Freud). Métodos de ordenação de dados. Web Services. Desenvolvimento de Aplicações Web: Servlets. 5. Programação orientada a objetos: Programação orientada a objetos em Java. psicodrama. Propriedade periódica dos elementos. UDDI.Consumer to consumer. 8. Ensino centrado no aluno (Carl Rogers). Modelo entidade–relacionamento. serviços. 2. o sócio-interacionismo (Vygotsky). Stress no ambiente de trabalho. tipos de aplicações móveis. Teorias da Aprendizagem. Árvores binárias. Comunicação Organizacional e barreiras à comunicação nas organizações. Tecnologia do Ensino (Skinner). 2.Businessto-consumer. Código 86 Psicologia Aplicada a Gestão e Negócios 4. Funções. Tag Files e Simple Tags. e aplicação da Motivação no trabalho. Matrizes. Motivação: teorias motivacionais. Modelos de Comércio Eletrônico. Processo ensino-aprendizagem: evolução histórica e características atuais. Arquivos. Ligação química. Listas.Consumer-to-business. 8. 5. 2. Saúde Mental e Trabalho. Padrões SOAP. Linguagem de programação C e estrutura de dados: Tipos de dados. 6. Saúde e Trabalho: QVT (Qualidade de vida no trabalho).6. Comércio Eletrônico: Conceitos Básicos de Comércio Eletrônico. Filas. Liderança: teorias da liderança e perfil do líder. Código 85 Programação – Perfil 02 4. Ponteiros. Java Server Faces – JSF. Plataforma Java EE 6. 7. Grupos e Equipes de Trabalho: Delegação de competência e autoridade. Marketing na Internet. 9. do Cálculo – acalculia e discalculia. O Diagnóstico Psicológico: a atuação do professor. da Leitura – dislexia e alexia. infraestrutura. Programação para dispositivos móveis: Computação Móvel – definições. Processos Básicos do Comportamento Humano: sensação. Plataforma Java SE 6. 5. linguagem e pensamento. 4. B2B . Pagamentos através da Internet. Código 88 Química – Perfil 01 68 . 6. Propostas de intervenção nos problemas de aprendizagem. Linguagem SQL.1). 4. Propriedades das soluções. Comunicação: funções da comunicação. 1. 1. C2C . teorias contemporâneas e sua aplicabilidade na organização. Operadores e expressões. áreas de atuação do psicólogo organizacional. Geometria molecular. decisão e repetição. Aspectos conceituais da Psicologia. Doenças psicossomáticas nas organizações. 7. observação. Estruturas de sequência. Código 87 Psicologia da Educação 3. Equipes de alto desempenho. Entrada e saída de dados. O aspecto emocional da aprendizagem e seus entraves. Plataforma Java EE 6. 6. atenção e memória. Álgebra relacional. Strings. Pilhas. 5. Filtros. 3. Expression Language – EL). Fundamentos do Comportamento Humano: Personalidade e Formação da Personalidade. Equilíbrio químico. C2B . percepção. Cinética química. 3. 6. métodos e técnicas psicológicas aplicáveis à organização: dinâmica de grupo. Desenvolvimento de Aplicações Corporativas: Programação com objetos distribuídos em Java (EJB 3.

confecção e reparo dos apetrechos de pesca. 5.6. Código 89 Química – Perfil 02 Código 90 Química – Perfil 03 Aplicação de balanços materiais às operações unitárias. Cinemática dos fluidos.3. 11. Cinética.9. Ecossonda.2. cristalização. 5. 3. Propriedades das soluções. Química Nuclear.2. 9. Materiais.4. 3.1. 5. Química orgânica e biológica. 3. 2. 2. 7. Sistemas físico-químicos. Gases.3. 5. centrifugação. 4. Mistura de líquidos. 6. 10.4. Dinâmica dos fluidos. Comunicação por satélite. Operação com embarcações: 5. Sonar e GPS em atividades pesqueiras e também navegação. 8. 5. Estudo de sólidos particulados. Radiotelefonia. 3. Atividades de fundeio e atracação de embarcações. 13. 4.5. aviso aos navegantes. Leitura e interpretação de tabuas de marés. 4. Química Nuclear. sabões e detergentes. Entalpia. Sinalização marítima. sólidos e pastas. vernizes e correlatos.1. confecções de apetrechos e tecnologia pesqueira: 2. 8. Eletroquímica. 2. 10. 11. óleos e gorduras. Tipos de embarcações pesqueiras. 2. Métodos de captura organismos aquáticos. Modalidades. entropia e energia livre.2. Mudança de estado. Processos de Filtração. oceânica e em águas restritas. Afinidade química. Tecnologia do Pescado: 1. Introdução à Pesca e Aquicultura. Equipamentos eletrônicos utilizados na pesca: 3. características e problemas na navegação. 1. Leis e regulamentos marítimos. Química orgânica e biológica. 10. Indústrias de tintas. 3. 69 . Produção de fertilizantes. Trocadores de calor. Uso do Radar. Navegação: 4. 2. 2. roteiros.5. 7. Soluções. VHF e FAX. Princípios e procedimentos de estabilidade em embarcações. Ligação química. Tratamento de água para uso doméstico e industrial. Interpretação de cartas náuticas. Eletroquímica.3. Marinharia. 6. Técnicas de navegação costeira.5. 5. 1. 13. Armação e condução da embarcação à área de pesca.6. 3. 4.4. Produção de ácido sulfúrico. 2. e outras publicações.4. Código 91 Recursos Pesqueiros 4.2. 12. Artes de pesca. Funções dos equipamentos de navegação. Estática dos fluidos. Dispositivos de redução de bycatch.1. Geometria molecular. Comunicação via SSB. evaporação e secagem. Tipos de apetrechos de pesca. 12. 6. 2. Termodinâmica química. 9. 4. 12. Equilíbrio químico. 11.3.1. 4. 5. 4. Operações do quadro de manutenção e reparos no casco de embarcações.

Modelo de referência OSI. Equipamentos ativos de rede (repetidores. Padrões atuais para redes locais sem fio: IEEE 802.16. Modelo TCP/IP. Group Policy. intranet. bridges. Active Directory Domain Services. Redes de computadores e infraestrutura: Topologias de redes de computadores. pontes e roteadores. 8. Composição físico-química. roteadores). ativos de redes. 9. RDS. Concorrência.2. Projeto de LANs e WANs (especificação de infraestrutura. Gerenciamento de memória. Fast Ethernet. Componentes de rede: interfaces. Controle de qualidade na indústria pesqueira. Gerenciamento de entrada e saída. Sistema de arquivos NTFS. Gerenciamento de processos. Algocultura. Projetos de redes locais sem fio. Gerenciamento de discos (partições. Criptografia simétrica e assimétrica. Domain Name Service (DNS). 10 Gigabit Ethernet). Tipos de alimentos empregados. Malacocultura e Ranicultura: 8.2.1. biometria). Hashes. Dynamic Host Configuration Protocol (DHCP). Proxy (SQUID). Carcinicultura. Sistemas de cultivo e tipos de construções aquícolas. 6.1Q. Roteamento IP (estático e dinâmico).2. Intrusion Detection Systems (IDSs) e Intrusion Prevention Systems (IPSs). Agendamento de tarefas. Segurança de redes locais sem fio. 70 . 5.3. Soluções de armazenamento e tolerância a falhas (RAID). Espectro eletromagnético. Modos de operação ad hoc e com infraestrutura. 1. Programação Shell. WDS. Administração de usuários e grupos. Topografia e construções aquícolas: 9. Network Address Translation (NAT). 6. Memórias semicondutoras. Elaboração e execução de projetos aquícolas.1. Configuração e gerenciamento de servidores e aplicações. Auditoria de acesso ao sistema de arquivos. Protocolos de trunking. Protocolos de spanningtree. Demilitarized Zones (DMZs). Fundamentos sobre Sistemas Operacionais: Classificação dos Sistemas Operacionais. Autoridades Certificadoras (ACs/CAs). Sistema Operacional Linux Debian: Instalação. Código 92 Redes de Computadores – Perfil 01 4. Protocolos de Roteamento utilizados em redes TCP/IP. Introdução ao estudo de Conversores A/D e D/A.323. pontos de acesso. Redes sem fio: Fundamentos das redes sem fio. IIS. 2. Redes virtuais (VLAN). firewalls (iptables). Certificados digitais. Padrão IEEE 802. filtragem de pacotes. Padrões de redes locais (Ethernet. Endereçamento IP. Supernetting. Algoritmos criptográficos. Fundamentos sobre sistemas digitais: Sistemas de numeração e Lógica Booleana. Reconhecimento das características do pescado. Subnetting.3. 6. Sistema Operacional Windows Server 2008 R2: Instalação. 6. extranets e Internet). Conexão com a Internet: controle de acesso. Backup. STP. Infraestrutura de Chave Pública (ICP/PKI). Código 93 Redes de Computadores – Perfil 02 1. Escalonamento. Virtualização e Hyper-V. Windows PowerShell. 7. Segurança de Redes e da Informação: Métodos de autenticação para usuários. VLANs. protocolos e ferramentas de software. Access Control Lists (ACLs). máquinas e serviços (senhas. aspectos de gerenciamento. IPv6. 3. quotas).7. 9. 6. Proteção e manuseio do pescado a bordo de embarcações e no desembarque. Noções de Meteorologia para a pesca e aquicultura. Gigabit Ethernet. hubs. 2. switches. Redes de banda larga sem fio. DFS. discos dinâmicos. DNS. Lógica combinacional e aplicações. Reprodução em cativeiro. configuração e administração. Processamento do pescado. Arquitetura VoIP da IETF: SIP. Virtual Private Networks (VPNs). Protocolos IEEE 802. Switches e comutação nas camadas 2 e 3. cabeamentos.11b/a/g/i/n. Piscicultura. 8. Voz sobre IP (VoIP): Arquitetura H.5. frequências e canais.11.1p e IEEE 802. Gerência de Redes: conceitos. tokens. 3. IPSec. certificados. 8.1. DHCP. configuração e administração.4. Port Address Translation (PAT). 6. Configuração de roteadores e switches. microbiologia e deterioração do pescado. Lógica sequencial e aplicações. Seleção de áreas e requerimentos necessários. Redes locais sem fio IEEE 802.

Segurança em Instalações e Serviços em Eletricidade. prestação de contas. 6. controle e acompanhamento de compromissos (Follow-up). recepção e atendimento a clientes externos e internos. Administração das rotinas de viagens: planejamento. 2. Sociedade ciência e tecnologia. Medidas de proteção de Higiene e Segurança do Trabalho. Asterisk: instalação e configuração. organização. 7. RTP. Projeto de Redes de Computadores: Metodologia top-down. 6. Ergonomia. Doenças Ocupacionais. Noções de práticas arquivísticas (impresso e digital). Planejamento e organização de reuniões: elaboração de ata. Sociedade e políticas públicas. Toxicologia Aplicada. SDP. 5. Introdução à sociologia e à antropologia. Doenças Ocupacionais. A perspectiva sociológica Durkheimiana. Sociologia da Educação. 5. Eficiência e Eficácia profissional. 7. Serviços Web e FTP (IIS). Código de Vestimenta e Cuidados pessoais). Fluxo de documentos (impressos e digitais). Antecedentes da profissão. reservas de passagens e hotéis. 8. 4. Condições e Meio Ambiente de Trabalho na Indústria da Construção. 3. Cotas de disco. Teste.4. 4. 12. 2. Lei de Regulamentação da profissão. Roteamento. Projeto lógico de rede. Centralidade do trabalho e reestruturação produtiva. controle de agenda (física e eletrônica). Gestão da Saúde e Meio Ambiente. Normas Regulamentadoras. Apresentação pessoal (Etiqueta social e profissional. Identificação das necessidades e metas dos usuários. Normas Regulamentadoras. 5. Papel multidisciplinar do secretário. 6. Sigilo e Ética profissional. 1. IntServ. Primeiros Socorros. Administração de grupos e contas de usuários em um domínio. Primeiros Socorros. RTSP. DiffServ. Sistema de arquivos distribuídos (DFS). 9. RSVP. Certificação e testes do sistema de cabeamento estruturado. Serviços de resolução de nomes (DNS e WINS). Serviço de Impressão. Serviço de Backup. Windows PowerShell. Organização das rotinas de trabalho (formulários). edital de convocação e check list. Qualidade de Serviço (QoS): Necessidade de QoS. Organização das Funções Secretariais: Atendimento telefônico. Sistema de cabeamento estruturado: Planejamento e projeto de sistemas estruturados. 5. Servidores Windows (Server 2008 R2): Fundamentos sobre Active Directory. A perspectiva sociológica Weberiana. técnicas e mecanismos. Código 98 71 . 1. 3. Norma brasileira para sistemas de cabeamento estruturado (ABNT NBR 14565). 7. Importância do secretario. Gerenciamento da Informação. otimização e documentação do projeto da rede. Programas de Saúde e Segurança do Trabalho. 11. Norma Internacional para sistemas de aterramento (ANSI EIA/TIA 607). 2. Democracia e cidadania no Brasil. 6. Estrutura fundiária e organização Código 96 Segurança do Trabalho – Perfil 02 Código 97 Sociologia 1. Programas de Saúde e Segurança do Trabalho. Globalização e nova ordem mundial. 4. 10. 7. Projeto físico de rede. Criação e utilização de scripts de logon de usuários. Engenharia de Tráfego: MPLS. Código 94 Secretariado Código 95 Segurança do Trabalho – Perfil 01 1. A perspectiva sociológica marxista. Serviço de configuração dinâmica de endereços (DHCP). Sociologia rural. Movimentos sociais urbanos e rurais. 3. Surgimento e formação da sociologia enquanto Ciência.

5. Motores de combustão interna (componentes. 6. práticas e representações sobre o rural em estudos etnológicos. Máquinas . filosofia. Cálculo do Momento Fletor e da Força Cortante da Estrutura. Metodologia de pesquisa quantitativa. Funções. Definição de conceitos básicos de arquitetura naval. Sindicalismo rural. história de vida. Equipamento de Convés. 9. social. Colonização e reforma agrária. 6. 6. 3. Estabilidade Estática de Corpos Flutuantes. Democracia e cidadania no Brasil. Ciência e método em Durkheim. Eletricidade automotiva. Sociedade ciência e tecnologia. 3. Análises e controle de qualidade de produtos. Antropologia Aplicada a Especificidades das Comunidades Rurais. Código 100 Tecnologia Automotiva 4. Cultura e seus significados. fundamentos operacionais. 8. Globalização e nova ordem mundial. Instituições sociais e políticas no meio rural. Sociedade e políticas públicas. Sociologia da Educação. 2. Estruturas de Custos do Transporte Aquaviário. Características Principais. Código 99 Sociologia e Metodologia da Pesquisa 1. Teorias. 7. 9. Normas internacionais e nacionais sobre higiene e segurança do trabalho e preservação ambiental. Casaria . 5. Hidrodinâmica. Código 101 Tecnologia Naval 1. 7. história oral. 11. estudo de caso. Acessórios e acabamentos). Carga e Descarga. 12. 2. Variação da condição de flutuação da embarcação.Sistemas propulsivos. Estabilidade Transversal e Pequenos e Grandes ângulos de inclinação. Tipos de Embarcações e Sistemas Oceânicos. 10. 8. Instrumentação e controle automotivo. Controle eletrônico e injeção. Ciência e método em Karl Marx. 8. 10. 9. Antropologia e Pesquisa: metodologias qualitativas (observação participante. 4. Cooperativismo. Metodologias de pesquisas qualitativas. 4. Movimentos sociais no campo. Instrumentos de medição e diagnose. princípios termodinâmicos). 10. 7. Movimentos sociais urbanos e rurais. grupo focal. 11. Antropologia como Ciência: a abrangência da Antropologia.Sociologia e Antropologia Rural 2. Análise de Comportamento Funcional: Estrutural.Superestruturas. 12. Código 102 Tecnologia Sucroalcooleira 2. 5. 3. 2. Cálculo de cargas em Estruturas Flutuantes. Determinação do Peso leve e Centro de Gravidade e como esses fatores podem influenciar na condição de flutuação e segurança da embarcação. Metodologia e programas de ação em extensão rural. A Questão Agrária. 3. Gestão de manutenção automotiva. Modelo do sistema brasileiro de assistência técnica e extensão rural. 6. Sociedade e meio ambiente. 72 . Implantação e controle de processos tecnológicos na fabricação de produtos e subprodutos. entrevista e pesquisa-ação). 5. 7. Topologia Básica. Mudança tecnológica e relações de trabalho. 3. 1. funcionamento. RuídosVibrações. Comunicação e extensão rural. Projeto e técnicas de pesquisa. 1. 8. 13. Sistema de gerenciamento de injeção eletrônica. objetivos e histórico da extensão rural. Tecnologia mecânica automotiva. 4. Conceitos. Ciência e método em Weber. Análise Racional de Pesos (Casco estrutural.

Sistemas de beneficiamento e beneficiamento primário. Rayleigh e Rice). 4. capacidade de canal e códigos de fonte). 9. Turbo). 11. 10. 12. controle ambiental e destinação final de produtos. extração do caldo. 4. 8. 2. 7. 5. FSK. torre de resfriamento. análises instrumentais e controle de qualidade em laboratório. Padronagem. 6. Definição. Programas profiláticos. evaporação. Análises. 7. Tingimento com corantes reativos. 3. Classificação. 10. Transformada Discreta de Fourier (DFT). PSK e QAM). 3. penteado e open end. Estamparias. Etapas específicas do processo de produção do álcool: fermentação. centrifugação e destilação. Cores/Corantes.5G e 4G. procedimentos de segurança e de análise de riscos de processos industriais e laboratoriais. moagem. Código 103 Tecnologia Têxtil 73 . Modulações digitais (ASK. 5. 1. 1. Modelos estatísticos de canais e suas principais características (Gaussiano. industrialização e distribuição do açúcar e do álcool. Acabamentos e Simbologia. Tecelagem e Beneficiamento Têxtil. Fluxograma da Indústria Têxtil. Teoria da Informação (medidas da informação. Convolucionais. Sinais e sistemas de tempo contínuo e discreto. Fibras Têxteis. 3G. Fases de colheita. cristalização. do impacto dos processos industriais e de tratamento de resíduos. fundamentos e aplicações (ISDB-T e LTE). princípios de higiene industrial. Controle e Operação dos Processos nas Áreas de Fiação. 7. troca iônica e refrigeração industrial. Filtros digitais FIR e IIR. 6. 8. corantes diretos e corantes dispersos. Importância e aspectos práticos de preservação do meio ambiente. 2. 8. Código 104 Telecomunicações 6. 3. tratamento do caldo. Processos químicos e equipamentos. centrifugação e secagem. Características e Aplicações. Tecelagem: tecidos planos e malha.Execução das operações de todas as etapas do processo de produção de açúcar: recepção e preparo da cana. Fiação. Codificação de canal (Reed Solomon. Redes GSM. 4. 5. higiênicos e sanitários na produção sucroalcooleira. OFDM – Esquema de transmissão. fluxograma. 9. 9. metodologias analíticas. normas técnicas e legislação pertinente à indústria sucroalcooleira. tais como caldeira industrial. processos de fios cardados.

as relacionadas ao ensino.784. São atribuições gerais dos cargos que integram o Plano de Carreira e Cargos de Magistério do Ensino Básico. por prazo não superior a 2 (dois) anos consecutivos. das Instituições Federais de Ensino. poderão. à pesquisa e à extensão. § 2o O titular do cargo de Professor Titular do Plano de Carreira e Cargos de Magistério do Ensino Básico. de acordo com o Art. no âmbito. predominantemente. de 22 de setembro de 2008. Técnico e Tecnológico. 111. coordenação e assistência na própria instituição. TÉCNICO E TECNOLÓGICO Descrição sumária do cargo. Técnico e Tecnológico. ter exercício provisório e atuar no ensino superior nas Instituições de Ensino Superior vinculadas ao Ministério da Educação. sem prejuízo das atribuições específicas e observados os requisitos de qualificação e competências definidos nas respectivas especificações: I . Técnico e Tecnológico.ANEXO II . Art. assessoramento. além de outras previstas na legislação vigente. chefia. e II . Técnico e Tecnológico. § 1o Os titulares de cargos de provimento efetivo do Plano de Carreira e Cargos de Magistério do Ensino Básico.DESCRIÇÃO SUMÁRIA DO CARGO DE PROFESSOR DE ENSINO BÁSICO. desde que atendam aos requisitos de titulação estabelecidos para ingresso nos cargos da Carreira do Magistério Superior.as inerentes ao exercício de direção. 111 da Lei Federal nº 11. 74 . atuará obrigatoriamente no ensino superior. no âmbito das Instituições Federais de Ensino Básico.

CID da deficiência constatada (Classificação Internacional de Doenças):____________________________ Localidade e data:____________________________________________________ _____________________________________________ Assinatura/CRM 75 .( ) Ostomias ( ) Amputação ou ausência de membro ( ) Membros com deformidades congênitas ou adquiridas ( ) Nanismo 3.MODELO DE LAUDO MÉDICO PARA CANDIDATOS COM DEFICIÊNCIA Nome completo do candidato: _________________________________________________________________ CPF: ________________________________________ RG: _________________________________________ Órgão expedidor: ______________________________ Data de expedição: _____________________________ Atesto que _________________________________________________________ está enquadrado na definição do artigo 4º do Decreto nº 3.( ) Paralisia cerebral . ( ) Paraplegia .( ) Monoparesia .Mental ( ) . Lazer e Trabalho.( ) Hemiparesia . 4. DEFICIÊNCIA MENTAL: ( ) Funcionamento intelectual significativamente inferior à média. tais como: Comunicação. Habilidades acadêmicas.( ) Tetraplegia . Utilização de recursos da comunidade. com a melhor correção óptica. Saúde e Segurança. 2000hz e 3000hz. aferida por audiograma nas frequências de 500hz. Habilidades sociais. 6.05 no melhor olho. 1.Visual ( ) .298. com alterações introduzidas pelo artigo 70.( ) Tetraparesia ( ) Triplegia .296.( ) Hemiplegia . de 20 de dezembro de 1999. Descrever o grau ou nível da deficiência constatada (interferências funcionais promovidas pela deficiência): ___________________________________________________________________________________________________ ___________________________________________________________________________________________________ ___________________________________________________________________________________________________ 7. ( ) Baixa visão – Acuidade visual entre 0. Causa ou origem da deficiência constatada: ___________________________________________________________________________________________________ ___________________________________________________________________________________________________ 8.( ) Paraparesia .( ) Monoplegia . Cuidados pessoais. DEFICIÊNCIA VISUAL: ( ) Cegueira – Acuidade visual menor ou igual a 0. do Decreto nº 5. com a melhor correção óptica. 5. de quarenta e um decibéis ou mais.Deficiências múltiplas ( ) 2.( ) Triparesia . com manifestações antes dos 18 anos e limitações associadas a duas ou mais áreas de habilidades adaptativas. ESPÉCIE DE DEFICIÊNCIA: Física ( ) .Auditiva ( ) . de 02 de dezembro de 2004.3 e 0. ( ) Somatória da medida do campo visual em ambos os olhos igual ou menor que 60º. parcial ou total. 1000hz. DEFICIÊNCIA AUDITIVA: ( ) Perda bilateral.ANEXO III .05 no melhor olho. DEFICIÊNCIA FÍSICA (EXCETO AS DEFORMIDADES ESTÉTICAS OU AS QUE NÃO PRODUZAM DIFICULDADE PARA O DESEMPENHO DE FUNÇÕES).

Sign up to vote on this title
UsefulNot useful