Você está na página 1de 22

Morpheus – Dream a little dream of me | Sedentário & Hiperativo Page 1 of 22

 Blog
 Culpados

Busca
Procurar por: Google Search

Morpheus – Dream a little dream of me


07 jul 2008 | por Marcelo del Debbio em Internet, Teoria da Conspiração às 22:18 • editar

Olá crianças,

Mr. Sandman, bring me a dream


Make him the cutest that I’ve ever seen
Give him two lips like roses and clover
Then tell him that his lonesome nights are over.
Sandman, I’m so alone
Don’t have nobody to call my own
Please turn on your magic beam
Mr. Sandman, bring me a dream.

É engraçado como funciona a sincronicidade. Este final de semana, enquanto Neil Gaiman estava
autografando na Feira Literária de Parati (FLIP), todo o nosso projeto de textos sobre os Psycopompos (os
deuses que representam a interação do Plano Físico com o Plano Astral), após passar por Thanatos, Hecate e
Hermes, chega justamente a Morpheus, personagem que foi imortalizado na forma de Sandman por este autor.
A seguir, o que o mundo dos espíritos e o mundo dos sonhos tem em comum?

Morpheus
Morpheus, ou Morfeus em português (palavra grega cujo significado é
“aquele que forma, que molda”) é o deus grego dos sonhos. Morpheus possui a habilidade de assumir
qualquer forma humana e aparecer nos sonhos das pessoas como se fosse a pessoa amada por aquele
determinado indivíduo. Seu pai é o deus Hipnos, do sono. Os filhos de Hipnos, chamados de Oneiroi, são
personificações de sonhos, sendo eles Phobetor (que os deuses chamavam de Icelus), e Phantasis (de cujo
nome originou a palavra “fantasia”). Morfeu foi mencionado pela primeira vez no texto Metamorphoses de
Ovídio como um deus vivendo numa cama feita de ébano numa escura caverna decorada com flores, mas
também aparece na Odisséia, na Eneida e na Teogonia.
Morpheus representa a presença da alma humana nos Reinos de Hades (Yesod) durante o sono. Sua alegoria
nos demonstra o conhecimento que os iniciados possuem sobre este aspecto da interação do corpo físico com
o astral. A partir do conhecimento da ligação entre estes pontos, podemos explicar facilmente alguns mitos que com certeza muitos de vocês já
passaram:

Sono e Sonhos
Antes de mais nada, precisamos definir alguns parâmetros e termos:
Sono é um estado em que cessam as atividades físicas motoras e sensoriais.
Sonho é a lembrança dos fatos, dos acontecimentos ocorridos durante o sono.
A ciência ortodoxa, analisando tão somente os aspectos fisiológicos das atividades oníricas, ainda não conseguiu
conceituar com clareza e objetividade o sono e o sonho. Sem considerar a emancipação da alma, sem conhecer as
propriedades e funções do duplo-etérico (perispírito para os Kardecistas), fica, realmente, difícil explicar a
variedade das manifestações que ocorrem durante o repouso do corpo físico. Alguns psiquiatras e psicólogos já

http://www.sedentario.org/internet/morpheus-dream-a-little-dream-of-me-6527 06/08/2009
Morpheus – Dream a little dream of me | Sedentário & Hiperativo Page 2 of 22

analisam os sonhos como atividades do psiquismo mais profundo.


Assim temos em Freud, o precursor dos estudos mais avançados nesta área. Ele julgava que os instintos, quando reprimidos, tendem a se
manifestar e uma destas manifestações seria através dos sonhos. Isto numa linguagem simbólica representativa do desejo.
Adler introduziu em Psicologia o “instinto do poder” . Nossa personalidade gravitaria em torno da auto-afirmação, do desejo do domínio.
Jung considerou válidas as duas proposições. Descobriu que nos recessos do inconsciente, existe uma infra-estrutura feita de imagens ou
símbolos que integram a mitologia de todos os povos. São os arquétipos, reminiscências de caráter genérico que remontam a fases muito
primitivas da evolução.
Mas foi mesmo o irmão Allan Kardec, através da Codificação Espírita, quem realmente, analisou amplamente os sonhos em seus aspectos
fisiológicos e espirituais.

Citando o livro dos Espíritos, Cap. VIII, analisando a emancipação espiritual, coloca o sono como a primeira fase deste fenômeno, que antecede
ao sonambulismo e ao êxtase que seriam estados mais profundos de independência pelo desprendimento parcial do Espírito.
Por exemplo, na questão 400, do Livro dos Espíritos, ele indaga:

“O espírito permanece voluntariamente no seu envoltório corporal ?”


R : “É como se perguntasse se o prisioneiro está satisfeito sob as chaves. O Espírito encarnado aspira incessantemente à libertação e quanto
mais grosseiro é o envoltório, mais ele deseja ver-se desembaraçado.”

Na questão 401 :
“Durante o sono, a alma repousa como o corpo ?”
R : “Não. O Espírito jamais está inativo. Durante o sono, os liames que o unem ao corpo se afrouxam e o corpo não mais necessitando do
Espírito, ele percorre o espaço e entra em relação mais direta com os outros Espíritos.”

Na questão 402, Kardec indaga :


“Como podemos julgar a liberdade do Espírito durante o sono ?”
R : “Pelos sonhos.”

E chegamos a um ponto muito interessante: Quantos de vocês sonham?

Divisões e tipos de sonhos


Sonhos estão divididos em três tipos básicos:
Comum, ou cerebral: São aqueles que refletem nossas vivências do dia a dia. O Espírito desligando-se, parcialmente, do corpo, absorve as
ondas e imagens de sua própria mente, das que lhe são afins e do mundo exterior, já que nos movimentamos num turbilhão de energias e ondas
vibrando sem cessar nas egrégoras a que somos diariamente submetidos. Nos sonhos comuns, quase não há exteriorização perispiritual. São
muito freqüentes dada a condição da humanidade.
A maioria das pessoas nem chega a lembrar-se dos sonhos, acreditando que simplesmente “não sonha”. Boa parte destas pessoas passa a noite
inteira com o duplo-etérico deitado ao lado do corpo imaginando estar descansando, pois seu corpo está tão cansado e sua mente tão vazia que
simplesmente não consegue exteriorizar sua vontade para lugar nenhum.

Sonhos reflexivos: Nesta segunda etapa, há maior exteriorização que nos sonhos comuns. O corpo astral e mental registra acontecimentos,
impressões e imagens, arquivadas no subconsciente, isto é, no cérebro do corpo fluídico, duplo-etérico ou perispírito.
Esses sonhos poderão refletir fatos remotos, imagens da atual encarnação, imagens captadas das egrégoras que estejam influenciando mais
intensamente a pessoa e assim por diante. Contudo, é mais freqüente revivenciar acontecimentos de outras vidas, cujas lembranças nos tragam
esclarecimentos, lições ou advertências, se orientados por mentores espirituais.

Eventualmente, é neste nível de exteriorização que ocorrem as comunicações entre os seres astrais e os seres humanos. Como o duplo-etérico
flutua muito próximo ao corpo (às vezes sem deixar a mesma área onde ele se encontra), os seres astrais é que precisam se aproximar das
pessoas para transmitir qualquer tipo de comunicação.
Infelizmente, dada a completa falta de preparo e treinamento da maioria das pessoas, nesta etapa os sonhos acabam sendo confusos, com pouco
aproveitamento e poucas recordações.
Mas neste tipo de sonho acontece um dos fenômenos mais comuns e que com certeza boa parte dos leitores já deve ter passado pelo menos uma
vez na vida: a Catalepsia Projetiva.
Falarei mais sobre isso daqui a pouco.

Exteriorização do Duplo-Etérico: Neste tipo de sonho, há mais ampla exteriorização do perispírito. Desprendendo-se do corpo e adquirindo
maior liberdade, a alma terá uma atividade real no plano espiritual. Léon Denis chama a estes sonhos de etéreos ou profundos, por suas
características de mais acentuada emancipação da alma.

“O Espírito se subtrai à vida física, desprende-se da matéria, percorre a superfície da Terra e a imensidade onde procura os seres amados,
seus parentes, seus amigos, seus guias espirituais ( … ) Dessas práticas, conserva o Espírito impressões que raramente afetam o cérebro físico,
em virtude de sua impotência vibratória.”
- Livro dos Espíritos

Neste tipo de sonho, teremos que considerar a lei de afinidade. Nossa condição espiritual, nosso grau evolutivo, irá determinar a qualidade de
nossos sonhos, as companhias astrais que iremos procurar (ou que irão nos procurar) e os ambientes nos quais permaneceremos enquanto o
nosso corpo repousa.
Como tudo mais no astral está ligado às emoções, quando confrontados com situações “importantes” como finais de campeonatos de futebol ou
de novelas, o povo eventualmente consegue atingir este estagio mental e desprender-se do corpo para vivenciar alguma experiência extra-
material. Muitos chegam a se encontrar nos estádios e sonhar com a partida de futebol.

Creio que todo mundo já sonhou em fazer uma prova ou entregar um trabalho ANTES do dia da tal prova importante realmente acontecer. Ou
de chegar atrasado a esta prova ou de perder o trabalho…

Nos sonhos, as pessoas costumam freqüentar locais astrais semelhantes com a sua índole. E isso quer
dizer que mesmo os mais recatados pais de família, quando acham que ninguém os está vigiando,
podem freqüentar prostíbulos e bares astrais (sim, eles existem, de todos os tipos, cores, tamanhos e
formas imagináveis), hotéis e moteis ou até mesmo pontos de drogas astrais (sim, eles também

http://www.sedentario.org/internet/morpheus-dream-a-little-dream-of-me-6527 06/08/2009
Morpheus – Dream a little dream of me | Sedentário & Hiperativo Page 3 of 22

existem, só que neste caso, os duplos-etéricos dos vivos é que vampirizam outros vivos que estejam
usando drogas, fumando, fazendo sexo ou bebendo – não existe jantar grátis, crianças).
Claro que enquanto isso, outras pessoas são chamadas para estudar, visitam bibliotecas, centros de pesquisa, lojas maçônicas astrais e templos
Rosacruzes nos planos mais sutis. Muitos também colaboram em resgates quando acontecem acidentes naturais, terremotos e inundações,
quando há muitos mortos e existe a necessidade de se remover o corpo astral de pessoas (e engraçado que geralmente estas pessoas são ateus e
materialistas) que estejam presos no corpo e acreditam que ainda estão vivos e presos em escombros. Normalmente é um tanto complicado
convencê-los que estão mortos…

Catalepsia Projetiva
Provavelmente, uma das perguntas mais feitas na história da coluna tem relação com este fenômeno de paralisia (a outra é “por que não se
aceitam mulheres na Maçonaria?”).

Ocasionalmente , o projetor pode sentir uma paralisia de seus veículos de manifestação, principalmente
dentro da faixa de atividade do cordão de prata. Essa paralisia é chamada de “catalepsia projetiva ou
astral”. Não deve ser confundida com a catalepsia patológica, que é uma doença rara.
A catalepsia projetiva pode ocorrer tanto antes como após a projeção. Geralmente, ela acontece da
seguinte maneira: a pessoa desperta durante a noite e descobre que não pode se mover. Parece que uma
força invisível lhe tolhe os movimentos. Desesperada, ela tenta gritar, mas não consegue. Tenta abrir
os olhos, mas também não obtém resultado. Alguns criam fantasias subconscientes imaginando que um
espírito lhes dominou e tolheu seus movimentos. Geralmente, esse fenômeno dura apenas alguns
instantes, mas para a pessoa parece que decorreram horas de agonia.
Por incrível que pareça, essa catalepsia é benigna e pode produzir a projeção, se a pessoa ficar calma e
pensar em flutuar acima do corpo físico.
A essa altura, o leitor que alguma vez tenha sofrido essa experiência, deve estar pensando que essa
técnica de saída do corpo é bastante perigosa. Entretanto, ela não apresenta nenhum risco, pelo contrário, é totalmente inofensiva. É um
fenômeno que acontece com muitas pessoas, todas as noites, em todo o planeta. Se o leitor questionar as pessoas de seu círculo familiar e de
amizades, constatará que muitas delas já passaram por esse tipo de experiência algum dia.
Portanto, se algum dia o leitor se encontrar nessa situação em uma noite qualquer, não tente se mover como um desesperado e nem se afobe.
Fique calmo, lembre do tio Marcelo e pense firmemente em sair do corpo e flutuar acima dele. Não tenha medo nem ansiedade e a projeção se
realizará.
Caso o leitor não pretenda se arriscar e deseje recuperar o controle de seu corpo físico, basta tentar, com muita calma, traçar um pentagrama
com a ponta dos dedos e, imediatamente, irá readquirir o movimento. Entretanto, se a catalepsia projetiva ocorrer, não desperdice a
oportunidade e procure sair do corpo.

Cientificamente falando, o cérebro de carne paralisa os músculos para prevenir possíveis lesões, já que algumas partes do corpo podem se
mover durante o sonho. A explicação que é dada pela ciência ortodoxa é que se uma pessoa acorda repentinamente, o cérebro pode pensar que
ela ainda está dormindo e manter a paralisia, mas não são capazes ainda de explicar as “alucinações” que acontecem muitas vezes neste período.

—————————————-
Esta semana o post ficou pequeno porque estou com muita coisa para fazer no mundo profano. Voltem aqui mais vezes porque até o final da
semana quero escrever um pouco mais sobre Sonambulismo e Sonhos Premonitórios (que fazem parte desta matéria) e darei um Update neste
post.

Para compensar, acabei colocando alguns textos bem interessantes no meu Blog Pessoal:

- Matérias postadas na semana:


- A Maconha e as otoridades,
- Grandes Iniciados: Apolônio de Tiana,
- Teoria da Magia II, sistemas Mágicos,
- James Randi e seu famigerado desafio paranormal.
- De onde vêm as 72 virgens?

Cursos:
Em São Paulo:
- Dia 12/07 – Chakras, Kundalini e Magia Sexual
- Dia 13/07 – Astrologia Hermética

Infelizmente, o SANA perdeu alguns importantes patrocinadores e não será possível fazer os cursos desta vez em Fortaleza. Por sorte, alguns
irmãos aproveitaram a oportunidade e já agendaram a realização dos mesmos cursos em Itabuna (Bahia).

Dia 18/07 – Chakras e Kundalini


Dia 19/07 – Astrologia Hermética
Dia 20/07 – Kabbalah

E ainda existem algumas vagas para os cursos no Rio de Janeiro:


- Dia 25/07 (sexta) – Astrologia Hermética
- Dia 26/07 (sábado) – Kabbalah
Informações no email marcelo@daemon.com.br

- Continuamos postando no Plurk, Twitter e em nossa comunidade do Orkut.

 72 Protestos
 Compartilhe

Comentários

http://www.sedentario.org/internet/morpheus-dream-a-little-dream-of-me-6527 06/08/2009
Morpheus – Dream a little dream of me | Sedentário & Hiperativo Page 4 of 22

1. VéioRyu
07 de julho • Editar

aaaaahhh golpe baixo!

Excelente material!

2. Adam
07 de julho • Editar

Ja passou da hora de ter curso em BH, mineiros uni-vos!

3. Raphael
07 de julho • Editar

Peraí, “Morpheus representa a presença da alma humana em Hades”.

Entendí errado ou o mesmo astral que frequentamos nos sonhos é o astral dos mortos?

O contato com os espiritos e arquétipos depende da “profundidade” do sonho? Quer dizer, o quando vc entra no astral?

Sincera e Fraternalmente
Raphael

4. Vica
07 de julho • Editar

Eu tenho sonhos interessantíssimos. Quase sempre lembro deles e tenho alguns que são premonitórios, mas com pouca freqüência.
Adorava tentar analisá-los com a minha terapeuta.

5. Estudioso-RJ
07 de julho • Editar

Bom, não sei se pode fazer “propaganda” aqui, mas no Basil mesmo existem duas instituições que se dedicam e focam seus estudos na
projeção astral. Quem tiver interesse em tais práticas só procurar tais instituições.
o próprio Marcelo deve saber a quais instituições me refiro, se for possível menciona-las peço para que o próprio Marcelo o faça.

atenciosamente,

6. Eduardo Henrique
07 de julho • Editar

Tio Marcelo, parabéns pela coluna, estive fora mas quero ler todos os textos que perdi. Sou espírita e gostei muito da explição sobre a
emancipação espiritual, a explicação dos sonhos e a experiência que tive (já tive catalepsia projetiva, já me comuniquei com outra pessoa
quando estive inconsciente, etc) me fizeram seguir o Espiritismo e os seus textos me abriram a cabeça para um mundo de informações
interessantes.
com certeza as egrégoras se movimentaram e não cai aqui por acaso, obrigado pelos seus textos!

7. João
07 de julho • Editar

http://www.sedentario.org/internet/morpheus-dream-a-little-dream-of-me-6527 06/08/2009
Morpheus – Dream a little dream of me | Sedentário & Hiperativo Page 5 of 22

Grande Brother,

Só pra não perder o costume, aqui vai um comentário…


Não sei onde vi ou li, só sei que vi ou li, que esse estado de catalepsia que vc descreveu como não poderia deixar de ser já foi catalogado a
muito tempo, e na Inglaterra a muito tempo atrás era inclusive associado a uma espécie de duende ou leprechau ou algo assim, que as
pessoas contavam ter acordado, completamente paralizadas, e viam esse bicho parado, em pé em seus peitos, olhando para eles… Essa
coisa tinha o nome de Mare… Daí deriva a palavra nightmare… A sensação de acordar no meio da noite, com uma sensação aterrorizante
de paralisia, com um “monstro” em pé em seu peito te olhando… Cultura inútil, mas digna de nota! rsrsrsrsrs

TFA

8. Um irmão
07 de julho • Editar

Obrigado pelo irmão, bodinho!


Um abraço FRATERNO,
T.’.F.’.H.’.

9. Gui Losilla
07 de julho • Editar

DD, eu lembrava dos meus sonhos quando era criança, depois não lembrava mais, até começar a estudar sua coluna, livros e artigos do
assunto. Mas ainda lembro muito pouco, e só o que eu estou sonhando quando acordo. Há exercícios para desenvolver isso?
Valeu!
Abraço!

10. Pedro Henrique


07 de julho • Editar

Marcelo,
Uma dúvida cara; Umas duas ou três vezes me ocorreu de me sentir entre acordado e dormindo (não consigo descrever… é como se eu
olhasse sem os olhos mas pudesse me mover com o corpo) e ter avistado coisas do tipo:
- Uma pessoa de branco que parecia querer me acordar (bem parecido com os moldes de assombrações tradicionais)
- A minha noiva (na verdade senti que algo me dizia que não era ela) que neste momento dormia ao meu lado
- Um homem careca flutuando por cima da minha cama feito apenas por contornos verdes

Tem noção do que pode ser isso?

Um abraço!

PH

11. Vinicius
07 de julho • Editar

Algumas dúvidas quanto a projeção astral:

Quando eu me deito pra começar a dormir e me concentro um pouco, sinto uma sensação bem estranha. É realmente uma sensação de
projeção, seguido de um’ ZUM ZUM’ bem forte na mente. Essa sensação me dá um pouco de medo e o batimento cardíaco fica um pouco
acelerado.

Vale ressaltar que essa sensação sempre aparecia quando eu tava começando a querer dormir. Depois que eu passei a ler essas matérias e
me informar mais sobre projeções atrais, passei a sentir essa sensação com mais frequência. Na vez que eu fiz aquele exercício da vela (e
preciso fazer mais vezes) eu senti a mesma sensação diversas vezes. As vezes, quando eu to refletindo profundamente sobre alguma coisa,
da pra sentir essa sensação.

Uma vez eu acordei de madrugada e logo depois que voltei a pegar no sono, senti essa sensação. Achei que iria nada de mais iria
acontecer, apesar da minha insistência em prolongar a sensação. Só que logo depois eu vi em pé ao lado do meu corpo deitado na cama.
Então sai andando pela casa, saltei pela janela e sai flutuando. Logo após eu acordei.

O que você acha disso? Teria sido um pricípio de projeção astral?

http://www.sedentario.org/internet/morpheus-dream-a-little-dream-of-me-6527 06/08/2009
Morpheus – Dream a little dream of me | Sedentário & Hiperativo Page 6 of 22

12. jumpsheol
08 de julho • Editar

bom, nao li os texto mas se tratando do senhor onirico deve ser bom, depois leio e volto pra comentar, quem ainda nao leu as historias do
sonho acho que aqui no sedentario tem pra baixar, é diversao na certa nessas ferias.

13. PV
08 de julho • Editar

Hum…

Tive um sonho essa noite… hehehehehe!

Gdes abraços, sempre ótimas as colunas!

14. Eumesmo
08 de julho • Editar

já passei por essa catalepsia projetiva inúmeras vezes, porem, nas ocasiões, por não saber do que se tratava, fiquei eufórico e até um
pouco assustado. Mas já faz algum tempo que não acontece comigo. Gostaria de saber se existe algum meio de induzir esse estado.

15. Kogima
08 de julho • Editar

Ola Marcelo DD, primeiramente obrigado por mais uma matéria magnífica.
Desde pequeno eu sempre tive a catalepsia projetiva e juro pra você que muitas vezes eram espíritos que provocavam, pois escutava vozes
e algumas vezes sentia alguém empurrando minha barriga com muita força.
Mas o que me chamou a atenção foi aquele seu comentário sobre a fita crepe, a um bom tempo atrás aprendi essa técnica com uma
médium e fazia muitas das vezes que me sentia perturbado de madrugada e o resultado era sempre satisfatório, sempre conseguia dormir
tranquilamente.
A minha pergunta é a seguinte, como que a fita crepe atua de tal forma que atrapalha um ser em outra dimensão em suas artimanhas?
Eu utilizando a fita crepe ao dormir estou me prejudicando em algum sentido como o de tentar me projetar, pois estou tendo muita
dificuldade para isso de um tempo pra cá.
E para finalizar, não seria legal você reunir todas as matérias que postou e montar um livro, eu seria o primeiro comprador.

Abs.

16. kkkxxx
08 de julho • Editar

vlw dr. tio marcelo, me explique oq me aconteceu qnd criança, tinha certeza q estava indo no banheiro mijei no vaso, e voltei para a cama
pra dormir, no dia seguinte acordei td mijado e meu irmão me falou q me viu levantar da cama e mijar nela, após isso deitar na mesma…
hehehehe
outra, tenho alguns sonhos q nem sempre consigo lembrar e dai tenho a sensação de q já vi aquela cena acontecer, isso sempre me
acontecia, agora diminuiu um pouco…
ja tive diversos sonhos relacionados a mtas coisas, inclusive mta sacanagem e parecia mt real
oq mais me intrigou até hj e tenho certeza q foi um sonho, qnd era ainda criança tive um sonho em q estava em um barco com uma
porrada de outras crianças (bem pequenas), havia 1 kra adulto, eu e mais um muleque corremos e conseguimos “driblar” o kra q tentou
nos agarrar, dai eu e o muleque pulamos do barco, bom tudo q me lembro foi isso, nao sei se tem haver mas eu nasci qse 1 mes antes do
previsto, uhaeuheah, vai ver q driblei o kra na hra de nascer
modestia a parte qnd muleque eu tinha um reflexo mt apurado :p
e para finalizar, não sou maluco, sou perfeitamente normal.

17. Hugo Lima"


08 de julho • Editar

http://www.sedentario.org/internet/morpheus-dream-a-little-dream-of-me-6527 06/08/2009
Morpheus – Dream a little dream of me | Sedentário & Hiperativo Page 7 of 22

“Muitos também colaboram em resgates quando acontecem acidentes naturais, terremotos e inundações, quando há muitos mortos e existe
a necessidade de se remover o corpo astral de pessoas (e engraçado que geralmente estas pessoas são ateus e materialistas) que estejam
presos no corpo e acreditam que ainda estão vivos e presos em escombros. Normalmente é um tanto complicado convencê-los que estão
mortos…”

Acredito que eu ficaria com muito medo de testar, mas procuraria fazer algum tipo de prova para saber se ainda estou vivo ou morto…
hun, deve ser uma situação incômoda.

“Esta semana o post ficou pequeno porque estou com muita coisa para fazer no mundo profano. Voltem aqui mais vezes porque até o
final da semana quero escrever um pouco mais sobre Sonambulismo e Sonhos Premonitórios (que fazem parte desta matéria) e darei um
Update neste post.”

No aguardo.

Em uma pergunta totalmente não-relacionada, quem era a moça com quem o Tio estava andando lá no EIRPG?

18. Otavio"
08 de julho • Editar

qndo fizer o update no site avisa na comu?

19. Raphael (-,-)zZ


08 de julho • Editar

OI MDD!

Bem, qnd eu pera + novo eu tinha direto “problemas” com catalepsia projetiva, hj em dia elas estão beeeem menos frequentes + em
compensação quando acontecem eu tento de todas as formas usufruir, o caso abaixo aconteceu comigo a pouco tempo:

Eu estava dormindo… devia ser umas 14h (como eu vou dormir lá pras 5h da manhã ja tenho o costume de dormir até tarde). Eu acordei
+ ainda estava com muito sono, e de olhos fechados eu pensei em tentar uma projeção astral (tentei nesse momento pq outras vezes isso já
tinha funcionado + ou -). Eu percebi que mesmo com olhos fexados eu conseguia ver na direção para a qual minha face estava virada (eu
ja consegui isso outras vezes + dessa vez estava bem mais nítido) e comecei a pensar em flutuar até que consegui (vi parte do meu corpo
qnd olhei para baixo).
Aproveitei a projeção para caminhar pela casa, olhei os cômodos e vi coisas familiares e outras nada a ver com a realidade (como na sala
onde fica o computador que no lugar do monitor estava uma televisão antiga).
Eu desci a escada até o térreo (foi engraçado qnd eu fiquei com medo de cair pensando se realmente eu estava “dormindo” ou
“acordado”), na sala de estar eu ví minha mãe sentada em uma das poltronas e fui falar com ela, ela sorriu para mim e falou para a minha
irmã “alguem desencarnou hoje” (ela é medium) depois eu fiz sinal para ela fazer silencio e apontei para o primeiro andar (De onde eu
tinha vindo). Por fim eu voltei pro meu corpo e travei aquela velha guerra pra conseguir acordar (a famosa catalepsia).

agora vem as Obs:


1- minha mãe não estava na poltrona naquela hora e sim meu pai dormindo.
2- minha irmã não estava em casa
3- não entendi a televisão no lugar do computador
4- qnd eu sai do corpo e olhei para mim eu me ví usando uma camisa q eu tinha usado na noite passada + que tinha tirado antes de dormir
5 – isso foi uma projeção, um sonho ou um meio termo?

Grato!

20. Thiago Mangia


08 de julho • Editar

Como vai Marcelo?


Sem enrolação, tenho algumas dúvidas:

Estou tendo sonhos (e pesadelos) muitos realistas, palpáveis. O que seria isso? Certo dia, num sonho, sonhei que encontrei com meu
falecido avô (e já sonhei com ele várias vezes) e senti um aperto de mão dele tão real! Isso foi mto emocionante pra mim! Será que ele
mesmo estava em meu sonho e teria apertado minha mão??

Tive um pesadelo esta semana que havia uma pessoa apontando uma arma pra mim. Eu estava apavorado e sabia que era um pesadelo.
Com MUITO custo eu consegui sair do pesadelo, porém cansado e cambaleano pela casa para não dormir e enfrentar esse pesadelo. Do
seu ponto de vista, o que eu vivenciei?

Gostaria de aprimorar mais meus sentidos, na parte da intuição, sincronicidade. Já pratiquei Yoga e pretendo voltar. Existe mais alguns
tipos de grupos que possam me ajudar a evoluir? Poderia recomendar alguns?

http://www.sedentario.org/internet/morpheus-dream-a-little-dream-of-me-6527 06/08/2009
Morpheus – Dream a little dream of me | Sedentário & Hiperativo Page 8 of 22

Como uma pessoa mencionou a religião “Perfect Liberty”, gostaria de saber o que vc acha dela?

Obrigado pelos posts. Estou maravilhado com seus posts. Muito obrigado!

21. Ricardo
08 de julho • Editar

As vezes quando faço exercicios de relaxamento , apesar de estar acordado, tenho a impressão de estar sonhando porque vejo lugares e
pessoas que nunca vi.O que mais me espanta é a riqueza de detalhes que percebo nestes ´´sonhos“,muito maior que nos sonhos que tenho
quando estou dormindo.
Eu estaria me projetando astralmente?

22. marcelo
08 de julho • Editar

DD,
Muito bom trabalho, os textos sao maravilhosos etc.
Tem como voce esclarecer onde morfeus aparece primeiro? Pelo que eu me lembro Ovidio escreveu j’a em Roma… entao a odisseia que
voce ta falando ‘e ja uma parte do empilhamento adicionado depois?? Nao tem referencia a ele entre os gregos nao?

23. Rabbony Santos


08 de julho • Editar

Espero que não demore muito para os sonhos premonitorios, pois já tive varios. Valeu Tio Marcelo.

Sobre a Catalepsia Projetiva, nunca tive…Que eu me lembre…

24. AlexSandro
08 de julho • Editar

Parabéns pelo texto claro e coerente como sempre.

Obrigado

25. Alessandro
08 de julho • Editar

Agora sim,
chegou num tema interessantíssimo e que sela toda a teoria.. “projeção astral” nos prepare para um encontro no mundo por lá tio?

26. Lucas Fernandes


08 de julho • Editar

Mr. Del Debbio


Otima coluna como sempre!!

27. Luciano
08 de julho • Editar

http://www.sedentario.org/internet/morpheus-dream-a-little-dream-of-me-6527 06/08/2009
Morpheus – Dream a little dream of me | Sedentário & Hiperativo Page 9 of 22

Olá Marcelo !!!


É a primeira vez que faço um comentário, mas leio sobre a teoria da conspiração desde o 1º dia que foi postado. Gosto muito dos seus
post’s.
A pergunta é !!! Por exemplo, quando se está dormindo e se tem um sonho, onde você está caindo de um penhasco, e se sente com uma
grande falta de ar e parece que você vai morrer. Isto se enquadra na catalepsia projetiva ?

28. Kaká Oliveira


08 de julho • Editar

Catalepsia projetiva é desesperador quando começa a acontecer. Comigo já rola há uns 10 anos e as primeiras vezes foram horríveis.
Já vi gente conversando comigo ao lado da cama mas não conseguia me mover, já ouvi vozes mas sem ver ninguem e várias outras coisas
estranhas, mas recentemente tive uma projeção (a primeira 100% lúcida, aeehhh) muito bacana.
Foi num sabádo de manhã, senti que precisava me elevar até ao S.C. mas não tive a tranquilidade necessária, de qualquer forma o fiz (ou
pelo menos tentei). logo após, como ainda estava cedo e eu estava cansado, voltei pra cama pra tirar mais uma soneca. Daí eu acordei e
estava de pé no meu quarto, mas não via nada lá, esta tudo muito escuro, mas eu vi o contorno da janela bem de leve. O quintal estava
mais negro ainda. Dessa vez não tive medo e falei “quer saber, vou sair pela janela”.
E de repente eu comecei a ver uns contornos como os da janela só que subtamente tudo ficou claro e eu estava flutuando em cima de uma
avenida. Todos os prédios perto de onde eu estava eram azuis e muito bacanas, olhei pra baixo e vi o trânsito movimentado e me chamou
a atenção um New Beetle laranja conversível (quero um daqueles pra mim:-) ). Aliás, as cores ficam muuuito mais bonitas e vivas que o
normal (procurem por “HDR” no google images para terem uma idéia de como é +-). Depois eu desci e comecei a passar muito próximo
dos carros e muito rapididamente e então voltei ao meu corpo. O mais legal é que não tive uma “lembrança” como quando a gente sonha,
era eu, 100% eu, o mesmo que está escrevendo agora de forma não projetada (ou será q estou e não sei?).
Enfim, escutem o DD, não se apavorem e vão em frente. Vale a pena demais!!!
Paz e luz a todos!

29. Leonardo
08 de julho • Editar

Marcelo:
há uma semana aconteceu uma projeção minha durante o sono… Fiquei por 30 segundos no plano astral conscientemente (ao menos foi o
que pareceu). Quando me projetei, uma “bolinha de energia” estava bem diante do meu rosto, e ela passou-me um sentimento de amizade
quando da projeção… Parecia que ela estava me dizendo “fique calmo… não se desespere”… Instintivamente agradeci à ela, fiz algumas
experiênc ia de deslocamento espacial (heheh acima de tudo sou um cientista) e então vi uma forma semelhante a um animal pequeno
(como um gato), mas translúcido (como o “efeito” de camuflagem do Predador do cinema)… Poderia explicar (se é que há algum tipo de
explicação) o que seriam esses seres? Tive a leve impressão de conhecer aquela “bolinha de energia”.

30. Thaluthien
08 de julho • Editar

Caramba! Aconteceu essa catalepsia comigo ontem! De fato me desesperei a toa, mas depois de acordada é que lembrei que se tivesse
mantido a calma eu poderia ter realisado uma projeção consciente… Bem, espero na próxima vez me manter mais calma.

A sincronicidade parece estar colocando meus sonhos e experiências junto com suas colunas. ^^

31. Leonardo
08 de julho • Editar

Ah ia me esquecendo:

Parabéns pela coluna, é muito elucidativa!

32. terugo
08 de julho • Editar

muito bom

Há algum tempo tento viagem astral. Encontrei material bom no IPPB e neste site, menos conhecido, mas que achei bom:

http://www.viagemastral.com/

http://www.sedentario.org/internet/morpheus-dream-a-little-dream-of-me-6527 06/08/2009
Morpheus – Dream a little dream of me | Sedentário & Hiperativo Page 10 of 22

até mais o/

33. Chitão
08 de julho • Editar

Muito bom! nada mais a dizer!

34. Thiago Habib


08 de julho • Editar

Por isso Neo, no início do 1º filme, é “acordado” por Trinity e diz não saber a diferença entre estar dormindo e acordado. Porque as
intervenções da equipe de Morpheus já se dava, há algum tempo, nos sonhos de Thomas Anderson.

35. maximo
08 de julho • Editar

ta ok tio dd, mas a sensação da catalepsia é muito intensa, ainda mais para
quem não tem controle sobre o que esta acontecendo, não conseguindo nem
mesmo ficar calmo, eu conheço o fenomeno pois venho de uma familia Kadercista
minha tia avó, avó, bisavó e assim por diante, isso não quer dizer que eu consiga
sair do corpo quando quero ou falar (assim como minha tia avó), com os “espiritos”

uma perguntinha…
não teria como passar uns exercicios para a projesiologia astral, alguns que façam
bons resultados, pois certa vez eu mesmo tive uma breve experiencia, onde meu
corpo ficou tão leve, e comecei a sair voando, vendo meu corpo materia na cama e
tudo mais, infelismente quando eu estava quase atravessando o teto (estava indo
ver como são as coisas la fora hehe), começou uma barulheira sem tamanho e fui
obrigado a voltar ao meu corpo. E depois desse dia não consegui mais sair, não
teria em algun armario ai, ums exercicios???

36. Rafazildo
08 de julho • Editar

Oi Marcelo!

Tenho umas dúvidas que estão meio desatualizadas aqui na coluna mas que não deixam de ter ligação com os temas.

Ano passado fui a uma igreja da renovação carismática para dar apoio à menina que eu namorava na época que estava com depressão.

Até aí tudo bem, eu estava lá na minha e chegou a parte em que as luzes eram apagadas e muita gente começou a fazer preces em línguas.

A sobreposição das vozes se pareceu muito com um mantra e eu não me senti nem um pouco confortável naquele ambiente, me senti
como se estivesse prestes a ser esmagado.

Me responde por favor, isso foi efeito da egrégora sobre mim? Porque eu já acompanhava a coluna aqui e estava lá totalmente deslocado,
achando a maior baboseira. Será que as minhas vibrações estavam assim tão ‘antagônicas’ com as de lá? Desde esse dia me interessei
ainda mais pela idéia de egrégoras.

Nas ultima colunas também me veio uma dúvida a respeito da superpopulação do planeta. Disse que deveria estar estabilizada por volta
de 3bilhoes de pessoas.
Não existe uma força ou reação do planeta para manter a população nos níveis adequados?

Você falou também que o planeta está evoluindo e tal, quer dizer que daqui a um certo período de tempo, nosso querido planeta vai ser
morada apenas de espíritos mais adiantados?

E o que pode ocorrer na ocasião em que o Sol vai ‘engolir’ a Terra daqui a uns bilhões de anos? Os espiritos vão habitar esse sol ou vão
ter que migrar para outro planeta?

E para encerrar o questionário, só mais uma e desta vez eh sobre o tema da semana.

Sou nordestino e aqui tem uma figura recorrente, que é a da rezadeira. O motivo de elas ‘benzerem’ a gente com ramos de folhas é para

http://www.sedentario.org/internet/morpheus-dream-a-little-dream-of-me-6527 06/08/2009
Morpheus – Dream a little dream of me | Sedentário & Hiperativo Page 11 of 22

que a aura da planta ajude a harmonizar a nossa própria?

Obrigado pela resposta e desculpa pela extensão da dúvida

37. Rafazildo
08 de julho • Editar

Mais uma coisinha?

Isso já aconteceu comigo mais vezes do que eu deixaria passar por coincidencia. Algumas vezes quando eu estou sonolento e prestes a
adormecer, tenho a sensação de que estou caindo e dou um ‘pinote’ na cama. Isso eh a catalepsia?

38. Marcel
08 de julho • Editar

Ola Marcelo,

Venho acompanhando a certo tempo sua coluna e ficando cada vez mais interesado, diante deste post não pude guarda minhas duvidas, e
por isso queria expor-las para, se possivel, vc as esclarecesse. Seriam:

1ª – No texto vc cita um pedaço dos livro dos espiritos (questão 400) onde fala que qnt pior o recipiente, mais o espirito anseia se
disvencilhar. Entao da pra concluir que pessoas que vivem estas experiências (catalepsia projetiva)com frequência sao menos evoluidas
do que aqueles que pouco passam por esta situação? ou seria justamente o inverso?

2ª- É possivel evoluir nos diversos planos vibracionais utilizando desta projeção? Ou este é um ambiente restrito onde ao “projetado” é
possibilitado somente vagar pelas camadas mais baixas, dada a interação com o plano material?

Abraço, e obrigado por utilizar esta coluna como meio de esclarecimento e resgate deste crendismo ignorante!

39. Vito Vitali


08 de julho • Editar

Olá Tio, obrigado por mais um post. Gostaria de saber se é mais fácil sair em viagem astral consciente dormindo, ou meditando?
Independente da resposta, meditando seria melhor sentado ou deitado?

40. Junior/RO
08 de julho • Editar

DD, preciso enviar um email sobre um assunto místico e talvez o campo comentário seja muito curto.

Qual é o email que você prefere para receber este tipo de pergunta?

41. Ulisses
08 de julho • Editar

Boa tarde.
Se os sonhos são projeções da nossa alma no astral, essa seria a explicação dos sonhos que a analise não responde? e o Déjà vu como se
explica? e poderia me explicar o fenomeno do cerebro as vezes ter duvidas ao diferenciar o sonho da realiade sob o ponto de vista
espiritual?

grato aguardo respostas.

42. Renato"
08 de julho • Editar

http://www.sedentario.org/internet/morpheus-dream-a-little-dream-of-me-6527 06/08/2009
Morpheus – Dream a little dream of me | Sedentário & Hiperativo Page 12 of 22

Tio, esses sonhos que antecedem alguma data importante acontecem direto comigo, lembro que um dia antes da minha iniciação na
Ordem DeMolay sonhei com a situação, mas o sonho era totalmente diferente da real iniciação hehe.

Inumeras vezes em alguns sonhos meus, eu ficava preso, por exemplo tentava correr ou gritar mas não conseguia. Só que eu não chegava
a acordar. Isso pode ser considerado Catalepsia Projetiva?

Uma vez, quando eu tinha uns 12 anos, sonhei subir no armário da minha casa e vi uma revista lá (Playboy da Tiazinha hehe), quando
acordei lembro que saí correndo e subi no armário para averigüar, e lá estava a revista. Isso pode ser considerado um início de projeção
astral?

Abraços Fraternos

43. kkxxx
08 de julho • Editar

Outra dúvida que tenho, quando ainda na adolescencia, eu e uns amigos “brincávamos” de desmaiar uns aos outros. Sim era uma
brincadeira estúpida, algumas pessoas já morreram fazendo isto, tudo consistia em respirar aceleradamente depois inspirar fundo e
prender o ar, dai uma pessoa vai pressionando no meio do seu peito até que vc apague, sim é perigoso, mas sabe como são os
adolescentes.
Fizeram comigo 2 vezes essa “brincadeira” e nas 2 vezes oq me aconteceu foi uma verdadeira “viagem”. A primeira vez na escada do
meu prédio, assim que apaguei, parecia q tinha entrado justamente em um sonho, mas na verdade parecia uma continuidade doq estava
acontecendo naquele momento, no caso estávamos indo para o apartamento de um amigo meu, e no sonho foi exatamente isso q
aconteceu, subimos as escadas, entramos na casa dele e finalmente eu acordo deitado no chão das escadas e eles rindo da minha kra hehe.
Na outra foi exatamente a mesma coisa, estava na portaria do meu prédio, chegando do colégio e então fizemos, quando desmaiei, se deu
a mesma continuidade do acontecimento, subi as escadas até o meu apartamento, falei com a empregada, coloquei minhas coisas no
quarto e acordei deitado na portaria.
Essas 2 viagens foram bem bizarras, apesar de eu ter ficado apagado por alguns segundos, pareceram vários minutos na minha cabeça, e
oq mais me assustou foi a “realidade” do “sonho” enquanto eu estava desmaiado, era tão real q não parecia q eu estava apagado, mais real
doq qlqr sonho q já tive na vida, podia ver claramente tudo como vejo qnd estou acordado, foi bizarro, desde então nunca mais fiz algo
parecido.
Meus amigos viam outras coisas, parecia q era diferente com cada um q fazia, alguns não viam simplismente nada.

44. edson
08 de julho • Editar

Nunca mais voce respondeu as perguntas do pessoal. Acho que ja faz umas 3 semanas ou mais.

45. Caio
08 de julho • Editar

Antes de começar a ler a sua coluna e a praticar os exercícios de visualização de chackras, o da vela e a meditar antes de dormir, eu
raramente sonhava (ou seria lembrava do sonho!).
Agora eles são bem mais frequentes!

Já tive essa catarse uma vez, mas na hora foi muito ruim, pois estava num pesadelo realmente horrível. Se acontecer novamente vou
lembrar desse texto!

Abraços

46. Patricia
08 de julho • Editar

A pergunta pode parecer ridícula, mas por que nos nossos sonhos sempre falamos as línguas que conhecemos? Os espíritos só falam a
língua que conhecemos ou os nossos sonhos são “traduzidos”? O que ocorre?

47. Douglas S.
08 de julho • Editar

Olá DD,

http://www.sedentario.org/internet/morpheus-dream-a-little-dream-of-me-6527 06/08/2009
Morpheus – Dream a little dream of me | Sedentário & Hiperativo Page 13 of 22

Na comunidade do grupo no Orkut tem um post sobre o filme Waking Life. Depois de olhar o filme eu que não costumo sonhar
correntemente e me enquadro no grupo 1, sonhando com coisas comuns fiquei muito preocupado. Humildemente te peço se existem
exercícios aconselhados ou uma literatura que eu possa procurar sobre o assunto.
Faço Tai Chi e tentei algumas vezes as respirações dos elementos e as 8 respirações sagradas, mas não sei se são indicados. Na minha
ignorância, eu também tentei exercícios de chi kung.
DD, uma dúvida para sua sapiencia é, no Chi Kung o duplo-etérico é fortalecido ou alterado?
Força e Luz.

48. Luiz
08 de julho • Editar

“Muitos chegam a se encontrar nos estádios e sonhar com a partida de futebol”.

Vamos supor que dois amigos que foram ao estádio na vida extra material, e conversaram lá, consigam se lembrar exatamente de tudo o
que ocorreu no sonho. Então, se um deles comentar o sonho para o amigo, é possível que este descreva com exatidão o sonho do outro?

49. Shakaw
09 de julho • Editar

Fala Marcelo,

acompanho sua coluna já faz um tempo, mas só agora consegui alcançar você na ordem cronológica dos posts, então farei minhas
primeiras perguntas! Como tenho 2 perguntas “entaladas” já tem algum tempo, gostaria de perguntar mesmo não tendo nada haver com
esta coluna, vamos lá:

1 – Quando criança eu ficava imitando os personages de anime, tentando soltar poderes incríveis, tiros energéticos pelo dedo e tudo aquilo
que preenche a fantasia de uma criança. O tempo passou, e há uns 3 anos eu percebi que nessa de tentar imitar os personagens dos
desenhos, eu conseguia uma manifestação no meu corpo, no ato de tentar concentrar energia, hoje eu consigo com certa facilidade por
exemplo arrepiar os cabelos do braço, e sinto o couro cabeludo formigando como se tivesse tomando um choque leve. Será algum
devaneio meu, ou isso pode ser “alguma coisa”?

2 – Minha namorada é muito fã da Disney e seus desenhos, ai recentemente ela começou a pesquisar aquelas coisas de mensagem
subliminar nos desenhos, encontrando a palavra SEX, associações à maçonaria, e mais um monte de coisas. Fato é que ela ta ficando meio
paranóica com essas coisas, como ela também acompanha sua coluna, tem como por favor explicar o que nisso tudo é fato ou mentira, e
quem foi Walt Disney de fato?

Desculpa sair do contexto, mas precisava muito perguntar isso.

Abraços.

50. Marcos
09 de julho • Editar

Ola tio

Durante o estado de catalapsia, podemos ser influenciados por alguma entidade ? Ou podemos sofrer algum tipo de hipnose por um
humano mal intencionado ?

Falow

51. leonardo
09 de julho • Editar

Bom dia Marcelo,

Sou espírita a alguns anos e gostaria de fazer uma pequena correção, no espiritismo, o duplo eterico não é o mesmo que perispírito.
Segundo o curso de mediunidade no centro que frequento, existem 7 corpos, sendo 3 ligados a materia, 3 ligados ao espírito e o perispirito
seria o corpo intermediario entre estes, chamado também de corpo astral.

Apresentando como prova ao que afirmo, resolvi postar um trecho do livro “Nos domínios da mediunidade”, pelo espírito André Luiz,
psicografia de Francisco Candido Xavier, onde no capítulo 11 – Desdobramento em serviço, temos o seguinte trecho abaixo:

http://www.sedentario.org/internet/morpheus-dream-a-little-dream-of-me-6527 06/08/2009
Morpheus – Dream a little dream of me | Sedentário & Hiperativo Page 14 of 22

“Chegara a vez do médium Antônio Castro.

Profundamente concentrado, denotava a confiança com que se oferecia aos objetivos de serviço.

Aproximou-se dele o irmão Clementino e, à maneira do magnetizador comum, impôs-lhe as mãos aplicando-lhe passes de longo circuito.

Castro como que adormeceu devagarinho, inteiriçando-se-lhe os membros.

Do tórax emanava com abundância um vapor esbranquiçado que, em se acumulando à feição de uma nuvem, depressa se transformou, à
esquerda do corpo denso, numa duplicata do médium, em tamanho ligeiramente maior.

Nosso amigo como se revelava mais desenvolvido, apresentando todas as particularidades de sua forma física, apreciavelmente dilatadas.

Desejei ensaiar algumas indagações, contudo, a dignidade do serviço impunha-me silêncio.

O diretor espiritual da casa submetia o medianeiro a delicada intervenção magnética que não seria lícito perturbar ou interromper.

O médium, assim desligado do veículo carnal, afastou-se dois passos, deixando ver o cordão vaporoso que o prendia ao campo somático.

Enquanto o equipamento fisiológico descansava, imóvel, Castro, tateante e assombrado, surgia, junto de nós, numa cópia estranha de si
mesmo, porquanto, além de maior em sua configuração exterior, apresentava-se azulada à direita e alaranjada à esquerda.

Tentou movimentar-se, contudo, parecia sentir-se pesado e inquieto…

Verifiquei, então, que desse contacto resultou singular diferença. O corpo carnal engulira, instintivamente, certas faixas de força que
imprimiam manifesta irregularidade ao perispírito, absorvendo-as de maneira incompreensível para mim.

Desde esse instante, o companheiro, fora do vaso de matéria densa, guardou o porte que lhe era característico.

Era, agora, bem ele mesmo, sem qualquer deformidade, leve e ágil, embora prosseguisse encadeado ao envoltório físico pelo laço
aeriforme, que parecia mais adelgaçado e mais luminoso, à medida que Castro-Espírito se movimentava em
nosso meio.

Enquanto Clementino o encorajava com palavras amigas, o nosso orientador,

certamente assinalando-nos a curiosidade, deu-se pressa em esclarecer:

- Com o auxílio do supervisor, o médium foi convenientemente exteriorizado. A princípio, seu perispírito ou “corpo astral” estava
revestido com os eflúvios vitais que asseguram o equilíbrio entre a alma e o corpo de carne, conhecidos aqueles, em seu conjunto, como
sendo o “duplo etérico” , formado por emanações neuropsíquicas que pertencem ao campo fisiológico e que, por isso mesmo, não
conseguem maior afastamento da organização terrestre, destinando-se à desintegração, tanto quanto ocorre ao instrumento carnal, por
ocasião da morte renovadora. Para melhor ajustar-se ao nosso ambiente, Castro devolveu essas energias ao corpo inerme, garantindo
assim o calor indispensável à colméia celular e desembaraçando-se, tanto quanto possível, para entrar no serviço que o aguarda.”

Portanto, como podemos ver, temos o perispírito, ou corpo astral, que pode se desvincular do corpo duranto o sono, e temos o duplo
etérico que reveste o perispírito quando este está em vigília. Sendo que o duplo etérico pertenece ao corpo físico (e sendo necessário a
sobrevivência deste) e se dispersa após o desencarne, ou como citado no texto, “morte renovadora”.

Existe também uma outra ressalva que devo fazer a um comentário seu sobre o espiritismo, quando voce disse que a proposta de Kardec
era puramente científica, existe aí um engano, pois se a proposta de Kardec fosse exatamente esta, ele não teria reunido o Espiritismo no
formato de Ciencia, Filosofia e Religião, publicado o livro “O Evangelho Segundo o Espiritismo” e nem dito no referido livro que
“Reconhece-se o verdadeiro espírita pela sua transformação moral e pelos esforços que emprega para domar suas inclinações
más” (Evangelho Segundo o Espiritismo, cap XVII, item 4 – Os Bons Espíritas).

E para finalizar, Kardec Publicou 5 obras básicas do Espiritismo, que seriam O livro dos espiritos, o livro dos médiuns, o Evangelho
segundo o espiritismo, o Céu e o Inferno e a Gênese, sendo que todos podem ser baixados gratuitamente do site da FEB (Federação
Espírita Brasileira, http://www.febnet.org.br/apresentacao/content,0,0,389,0,0.html). Entendo que você esteja focado em apresentar aos
leitores da sua coluna uma versão laica de espiritismo, portanto assim, citando apenas 3 dos 5 livros, mas acredito ser relevante citar que
são 5, mas que você recomenda a leitura de apenas 3 para atender aos seus objetivos de estudo.

Não quero que meus comentários desmereçam o seu esforço, apenas resolvi postar essas informações, para uma correta visão do
Espiritismo. Não tenho pra mim que sei tudo sobre o mesmo, mas a respeito deste assunto, possuo alguns conhecimentos que resolvi
compartilhar.

Um grande abraço e desculpem-me o post longo.

Leo.

52. P.Rouco
09 de julho • Editar

Marcelo, como atua o RPG no astral?

http://www.sedentario.org/internet/morpheus-dream-a-little-dream-of-me-6527 06/08/2009
Morpheus – Dream a little dream of me | Sedentário & Hiperativo Page 15 of 22

53. edujanu
09 de julho • Editar

qual a RPM dos chacras?


do chacra básico, eles giram qual sentido?
tipo , pegar energia, circular e fazer ela subir.
tô tentando imaginar tipo um tornado, é isso né?

54. Vimerson
10 de julho • Editar

Tio DD

uma pergunta. Eu falo dormindo. Quem me ouve diz que eu bato altos papos não sei com quem ou com quais “pessoas”. Enfim a pergunta
é: estou conversando com alguém mesmo? E porque isso se manifesta no plano físicio?

abração

55. Marici
11 de julho • Editar

Adorei o blog e o artigo sobre sonhos. Voltarei mais vezes para ler os demais textos.

56. ' Leo


11 de julho • Editar

Saudações Marcelo.

Se todos os Psycopompos estão manifestados em Yesod, existiria uma forma de utilizá-los em conjunto? Quero dizer, não todos de uma
vez, mas pelo o menos dois de uma vez…

Agradeço.

57. Informações do Curso


11 de julho • Editar

inscrições no e-mail: cienciashermeticas@gmail.com ou marcelo@daemon.com.br

Dia 18/07 – Chakras e Kundalini


Dia 19/07 – Astrologia Hermética
Dia 20/07 – Kabbalah

(em Itabuna – informações abaixo)

Algumas fotos da cidade:


http://maps.google.com.br/maps?f=q&hl=pt-BR&geocode=&q=14%C2%B047%2751%22S+++39%C2%B016%2722%
22W&ie=UTF8&layer=x&ll=-14.795049,-39.27299&spn=0.019916,0.026608&z=15

Hotéis em Itabuna:
http://www.telelistas.net/1/15_BA/71314_itabuna/227/387/44466/hoteis.htm

Jequitibá Plaza Shopping:


http://www.jequitibaplazashopping.com.br/
http://maps.google.com.br/maps?f=q&hl=pt-BR&geocode=&q=Jequitib%C3%A1+Plaza+Shopping&sll=-14.797372,-
39.27372&sspn=0.004979,0.006652&ie=UTF8&ll=-14.796366,-39.27372&spn=0.004979,0.006652&z=17&iwloc=A

O curso ocorrerá no Auditório do Sindicato Rural, na Praça Adami.

http://www.sedentario.org/internet/morpheus-dream-a-little-dream-of-me-6527 06/08/2009
Morpheus – Dream a little dream of me | Sedentário & Hiperativo Page 16 of 22

58. tz07
11 de julho • Editar

Acho “sacananagem” eu que tento sair do corpo toda noite não conseguir enquanto um montão de gente que nem sabe e se interessa pelo
assunto consegue… =/

59. ssb
11 de julho • Editar

Eu acho assim… vc fala muito em deuses… e desacredita em Deus que é o unico que tem prova real (leia-se Biblia e afins) então como vc
explica a existencia desses deuses?? eu, sinceramente, gostava muito de seus post’s, mas estou completamente desacreditado, pois agora
estou crendo que não passa de uma tentativa de pregação ideológica sem fundamento!

60. PH
11 de julho • Editar

Tio Marcelo,
tá faltando a visitinha a Brasília-DF.
Kd o curso q o tio prometeu???
To com sede tio….
Muita sede…
Abraço!

61. Daniel
12 de julho • Editar

Essa semana, eu e minha esposa sonhamos por duas vezes a mesma coisa.
O primeiro evento, sonhamos com um Tio meu, que faleceu no natal passado. Ela acordou assustada, pois parecia que estivera com ele de
verdade, pois nos sonhos, as brincadeiras, modo de falar etc eram iguais. Sonhei com ele na mesma noite e o ambiente do sonho foi o
mesmo do dela. Não contei a ela, pois ela anda meio estressada e vem passando por crises de Panico. Dois dias depois desse sonho, ele
me diz que tinha sonhado comigo e que eu tinha me metido numa briga feia no meu trabalho, uma confusão feia e tal. Eu tinha acordado
com um pulo da cama, pois estava sonhando que estava expulsando alguns baderneiros da loja em que trabalho e quando algo ia
acontecer, acordei com o pulo.
Existe a possibilidade de se “sonhar” junto?
Valeu e parabéns pelos textos.

62. Diego Hylian


13 de julho • Editar

Parabens pelo trabalho Marcelo(D2? 2D? DD? rs.).

Tenho me reservado ao anonimato desde que conheci a coluna. Li e reli alguns textos. Ainda n pratiquei alguns exercícios simplesmente
pq n estou com tempo vago(entenda-se um momento de tranquilidade em casa, sem barulho ou coisas q tirem minha atenção).

Nesse post me identifiquei bastante com a parte dos sonhos.


Sempre me controlei bem nos sonhos. Escolhia quando continuar algum sonho, se queria sair dele, etc. Sempre obtive êxito nessas
escolhas.
Mas, uma vez, tive um sonho estranho. Sonhei q estava passando numa rua comum aqui perto de casa(que passo sempre). Uma rua onde
havia uma reunião umbandista(acho). No sonho a reunião estava ocorrendo e quando passei em frente, meu corpo travou(senti q era algo
relacionado ao “centro de macumba”). N conseguia me mover. N conseguia nem abrir a boca no sonho. Tentei acordar(como de costume)
mas n consegui. Fiquei desesperado até q consegui(senti q n foi por minha vontade, mas da força q me segurava) acordar.
Olhando pro teto do quarto eu vi uma coisa estranha… parecia um quadro com algumas cores misturadas… algo q lembrava um portal
(desses de filmes de ficção… as cores eram dourado, laranja, amarelo e preto… uma mistureba só). Daí eu pisquei e sumiu. Como de
costume, orei a Deus e após me acalmar eu consegui dormir.

Analizando os fatos, posso dizer q deixei de ter esses controle sobre meus sonhos após esse acontecimento estranho.

Bom, só quis compartilhar. Se terei alguma resposta ou esclarecimento…

http://www.sedentario.org/internet/morpheus-dream-a-little-dream-of-me-6527 06/08/2009
Morpheus – Dream a little dream of me | Sedentário & Hiperativo Page 17 of 22

No mais, continue mandando bem assim.

PS: Aqui em Macaé-RJ, acho q tem alguma sociedade secreta”… pode confirmar e dizer se recomenda? Tenho 21 anos… crescido na
Igreja (evangélica)… família completamente ligada a religião… sempre ouvi q nas seções maçônicas, uma estátua de Jesus pregado na
cruz era chicoteada pelos membros da sociedade… rs. Particularmente, n acho q isso agregue algo aos maçons, portanto, n acredito.

63. / léo
14 de julho • Editar

É, sei que você deve receber pelo menos umas 10 postagens iguais a esta por dia mas lá vai :
Eu sinceramente não acredito nestas coisas (e também não sou muito conhecedor do assunto), mas mesmo assim sou forçado a admitir
que a maioria das informações aqui podem ser comprovadas historicamente (porém muitas são gravemente distorcidas embora as
distorçoes estejam habilidosamente disfarçadas) e isso compensa o silogismo forçado algumas matérias. E faz com que eucontinue
querendo lê-las, afinal mesmo que estivesse tudo errado, o simples fato de elas estimularem a pessoa a querer tirar suas próprias provas do
assunto já é um bom estímulo, e por este motivo admiro bastante seu trabalho como redator e pesquisador.

E humildemente quero te fazer uma pergunta que já venho me fazendo a um bom tempo : “realmente podem existir regras simples para
explicar as coisas, ou todo o conhecimento existente nada mais é que uma invenção humana para conviver com certos padrões naturais de
acontecimentos?”. Sei que parece besteira copiada da teoria do conhecimento de platão, e não sei se consegui lhe mostrar bem qual o
motivo de isto estar me atormentando, mas enfim, se pudesse ao menos tentar esclarecer isso eu ficaria bastante agradecido, muito
obrigado desde já.

64. junior
14 de julho • Editar

ola tio marcelo!


nunca me pronunciei aqui .. mas hoje to precisando..

conheci a minha namorada mais ou menos quando comecou a escrever os posts aqui no S&H ( agosto ) e ela comecou a me puxar pra
esse lado de espiritismo.. mesmo ela nao conhecendo muito bem
pois bem.. nao acredito q tenha sido uma coincidencia , ja q ela sempre fala de espiritismo…

ultimamente ela teve crises de nervosismo e ficava irritada praticamente do ‘nada’ (como vi alguem dizer no post sobre thanatos) e
tambem comecou a fumar..
ja me disse tambem que incorpora espiritos maus.
normalmente ela eh uma pessoa bastante irritada e ansiosa…
ja disse pra ela q ela pode ter depressao, mas ela me disse q vai se tratar num centro espirita.. pedir ajuda a eles
queria saber se esses centros sao confiaveis, e se isso pode mesmo funcionar.

pensei em fazer o teste do esparadrapo com ela tambem, pra ver o q q da.. ja q ela disse q tem espiritos ruins com ela…
se puder entrar em contato comigo
agradeço.

e continue com os otimos posts!

65. Rodrigo
14 de julho • Editar

O Marcelo nem responde mais……..so atualiza as vezes…….ah ta mo largado esse blog…….

66. bolis
15 de julho • Editar

=D

67. Miguel
16 de julho • Editar

Olá Marcelo!

http://www.sedentario.org/internet/morpheus-dream-a-little-dream-of-me-6527 06/08/2009
Morpheus – Dream a little dream of me | Sedentário & Hiperativo Page 18 of 22

Meus parabéns novamente pelo blog, adoro vir aqui.


Minha dúvida é a seguinte, tu previamente mencionou que é escolha nossa se reencarnamos aleijados, pobres e tal. E quanto a ateus, eles
escolhem vir ateus ou se tornam devido ao ambiente que vivem?

Grande abraço!

68. Al3x
17 de julho • Editar

Excelente como sempre, mas texto curto demais!!!!


Quando sonho, muitas vezes, consigo voar, noutros, preciso utilizar de força ou movimentos bruscos e fico “paralisado” conforme é
citado no texto, e ao acordar fico um pouco neste estado… dê mais dicas sobre isso por favor!

69. mateus
21 de julho • Editar

queria saber se a projeçao astral nao passa de a pessoa realmente ir para o plano astral ou participar de um sonho de forma copnciente. eu
ainda nao intendi muito bem a diferença do sonho para o plano astral.
gostaria que fosse posivel aprofundar mais no assunto de projeçao astral. estou muito interessado e ate começei a praticar tecnicas.e
tambei comesei a mecher com os chakras, pois dizem que meditaçao ajuda(sem falar que eu to meio disregulado). e mais uma coisa.
muito boa sua coluna! eu sou mor fan do sandman =]
abraçao

70. Hércules de Souza


24 de julho • Editar

Tio Marcelo, este seu post acertou em cheio. ja tive catalepsia projetiva, sei la quantas vezes, ja perdi a conta, fazia um grande esforço
para me mexer e nada acontecia. sei que uma vez levantei e me deitei de novo e digamos assim voltei ao normal, o que devo fazer, ou
melhor o que devo aprender para que eu possa “passear por ai” (plano astral e não sonambulismo)
Obrigado!

PS: uma frase para a vida “Não existe certezas, apenas oportunidades” V de Vingança.

71. Paulo Craici


23 de outubro • Editar

Belo post DD mas vou repetir o que falei na coluna passada “você não respondeu diretamente as duvidas da geral feitas na coluna
“Thanatos – I see dead people”

Abraços

72. EPU
16 de março • Editar

fui buscar O Livro dos Espíritos e encontrei várias cópias online.


Em um site acabei encontrando tambem uma versão audiobook de um dos livros mais interessantes que eu já li: “Nosso Lar”
pra quem tem preguiça de ler é uma boa

http://www.livrodosespiritos.com.br/livros-em-audio/nosso-lar/

Participe

Faça seu protesto

http://www.sedentario.org/internet/morpheus-dream-a-little-dream-of-me-6527 06/08/2009
Morpheus – Dream a little dream of me | Sedentário & Hiperativo Page 19 of 22

1. Deixe seu comentário (obrigatório)

Enviar

cforms contact form by delicious:days

Colunas

Ocioso

Cúmplices

http://www.sedentario.org/internet/morpheus-dream-a-little-dream-of-me-6527 06/08/2009
Morpheus – Dream a little dream of me | Sedentário & Hiperativo Page 20 of 22

Orkut

http://www.sedentario.org/internet/morpheus-dream-a-little-dream-of-me-6527 06/08/2009
Morpheus – Dream a little dream of me | Sedentário & Hiperativo Page 21 of 22

info

BlogBlogs.Com.Br

Adicione o S&H:
<a
href="http://ww
w.sedentario.or
g"
target="_blank"

alt="Sedentário

total de visitantes

Contato

 Comercial
 Parcerias
 Dicas de Post

feed

Blogs Hiperativos

http://www.sedentario.org/internet/morpheus-dream-a-little-dream-of-me-6527 06/08/2009
Morpheus – Dream a little dream of me | Sedentário & Hiperativo Page 22 of 22

 Wiki Doido
 Jogos
 Curto e Grosso
 Smelly Cat
 Pilândia
 Buscar Jogos
 Interney
 Siriloko
 Procurando Vagas
 Kibe Loco
 Jogos Gratis
 Copi-Cola
 Megabalaio
 Sac Divino
 Asttro
 Preguiza
 Recebi por e-mail
 OMEdi
 Acidez Mental
 Degraça é mais gostoso
 Dormiu

Categorias

 animações
 Arte/Design
 artigos
 Cinema/séries/TV
 colunas
 comics addicted
 Dúvida Razoável
 delicinhas
 Dicionário das Marcas
 diversos
 Galeria
 games
 HQ
 humor
 imagens
 Informe Publicitário
 Internet
 inutíl
 lógica mente
 músicas
 O Comedor de Lixo
 publicidade
 Sarjeta dos Quadrinhos
 tecnologia
 Teoria da Conspiração
 Tosco / Bizarro
 toys
 utilitários
 vídeos

Tema por Tropus Comunicação na Internet • Design por Evel Ryu


Monetização otimizada por Gestão Ativa WebDesign

Monetize o seu blog com HOTWords utilizando o plugin WP-HOTWords 4.4.1.

http://www.sedentario.org/internet/morpheus-dream-a-little-dream-of-me-6527 06/08/2009