Você está na página 1de 16

FATEC ADIB MOISÉS DIB

1108 Automação 1

 FATEC ADIB MOISÉS DIB 1108 – Automação 1 Automação 1 Aula 01 Professor Murilo Zanini
 FATEC ADIB MOISÉS DIB 1108 – Automação 1 Automação 1 Aula 01 Professor Murilo Zanini
 FATEC ADIB MOISÉS DIB 1108 – Automação 1 Automação 1 Aula 01 Professor Murilo Zanini

Automação 1

Aula 01

Professor Murilo Zanini de Carvalho

E-mail: murilo.eletronica.mecatronica@gmail.com

Site:

Automação 1
Automação 1
Automação 1
Automação 1

Automação 1

Automação 1

Professor: Murilo Zanini de Carvalho

Dias da semana: Sextas das 19:10 as 20:50

Locais: Laboratório 15 e Sala 20

Bibliográfia Recomendada
Bibliográfia Recomendada
Bibliográfia Recomendada

Bibliográfia Recomendada

Bibliográfia Recomendada
Bibliográfia Recomendada

CREDER, Hélio. Instalações Elétricas. Editora LTC

Livros Técnicos e Científicos: São Paulo, 2007.

EDMINISTER, J.A

Circuitos Elétricos; McGraw-Hill-

Makron Book, Bookman Companhia: Porto Alegre,

2003.

FOWLER, Richard J

Eletricidade Princípios e

Aplicações. Editora Makron Books: São Paulo, 1992.

GUSSOW, Milton. Eletricidade Básica. Editora

Makron Books: São Paulo, 2008.

MAGALDI, Miguel. Noções de Eletrotécnica. Editora Guanabara: Rio de Janeiro, 1981.

Critérios de Avaliação
Critérios de Avaliação
Critérios de Avaliação

Critérios de Avaliação

Critérios de Avaliação
Critérios de Avaliação

2 avaliações teóricas individuais e sem consulta;

Listas de exercícios;

Participação nas aulas.

Condições de Aprovação
Condições de Aprovação
Condições de Aprovação

Condições de Aprovação

Condições de Aprovação
Condições de Aprovação

Não atingir NENHUMA das condições de reprovação;

Média final maior ou igual a 6;

Presença em aulas igual ou superior que 75% do

curso.

Médi aFi nal = (( P1 * 0, 4 ) + ( P2 * 0, 6 )) * 0, 8 + (Tr abal hos * 0, 2 )

Condições de Reprovação
Condições de Reprovação
Condições de Reprovação

Condições de Reprovação

Condições de Reprovação
Condições de Reprovação

Atingir uma quantidade de faltas maior que 25% (10 faltas) ao longo do semestre, lembrando que para

cada dia de aula perdido, 2 faltas são adquiridas

sem custo adicional!

Média final inferior a 6;

Caso a média final com as notas das avaliações P1 e

P2 for inferior a 6, o aluno poderá realizar a avaliação P3, sendo que essa avaliação IRÁ substituir a menor nota (P1 ou P2);

Localização do material das aulas
Localização do material das aulas

Localização do material das aulas

Localização do material das aulas
Localização do material das aulas
Localização do material das aulas

Para acessar o material das aulas, acessar o site da FATEC SBC ( www.fatecsbc.edu.br ), na disciplina

Instrumenção e Controle (ICON)

material das aulas, acessar o site da FATEC SBC ( www.fatecsbc.edu.br ), na disciplina Instrumenção e
Cronograma
Cronograma
Cronograma
Cronograma

Cronograma

Cronograma
Cronograma
Tensão Alternada
Tensão Alternada
Tensão Alternada
Tensão Alternada

Tensão Alternada

Tensão Alternada

Sinal que vária de polaridade ao longo do tempo;

Utilizamos principalmente a tensão alternada em seu formato senoidal (Boylestad, 2010);

Ela pode ser obtida de diversas fontes, como pode

ser visto na figura 1 (Boylestad).

fontes, como pode ser visto na figura 1 (Boylestad). Figura 1 – Fontes geradoras de tensão
Tensão Alternada
Tensão Alternada
Tensão Alternada
Tensão Alternada

Tensão Alternada

Tensão Alternada

Segundo Faraday, campo magnético induz tensão em um corpo condutor.

v(t) = N * ∂φ/∂t

Mais tarde, Lenz complementou o que Faraday

havia proposto, dizendo que a tensão induzida tem

sentido contrário aquele que a está induzindo.

v(t) = - N * ∂φ/∂t

Tensão Alternada
Tensão Alternada
Tensão Alternada
Tensão Alternada

Tensão Alternada

Tensão Alternada

Como a função da variação do fluxo magnético é dada por:

φ(t) = φ m * cos(wt)

Substituindo a equação do fluxo magnético na

equação de Lenz, temos:

v(t) = - N * ∂(φ m * cos(wt))/∂t

Lembrando que: N * φ m * W = V m (tensão de pico)

Tensão Alternada
Tensão Alternada
Tensão Alternada
Tensão Alternada

Tensão Alternada

Tensão Alternada

Definições:

Forma de onda: comportamento da tensão ao longo do tempo;

Valor instântaneo: valor de magnitude em um dado instânte T;

Valor de pico: maior valor instântaneo medido a partir do zero;

Valor de pico a pico: somatória dos valores de pico (positivo e negativo) denotado por E pp ou V pp ;

Forma de onda periódica: forma de onda que se repete ao longo do tempo de forma contínua;

Periódo: tempo entre a repetição de um ponto qualquer da onda;

Frenquência: números de ciclos que ocorrem em 1 segundo.

Tensão Alternada
Tensão Alternada
Tensão Alternada
Tensão Alternada

Tensão Alternada

Tensão Alternada
Tensão Alternada Figura 2 – Características de uma onda senoidal (Retirado de Boylestad, 2010, p.523)

Figura 2 Características de uma onda senoidal (Retirado de Boylestad, 2010, p.523)

Tensão Alternada
Tensão Alternada
Tensão Alternada
Tensão Alternada

Tensão Alternada

Tensão Alternada

Encontre o período de uma onde com as frequências:

A) 60 Hz;

B) 1000 Hz;

Determine o período da função abaixo e a equação que descreve seu comportamento ao longo do tempo:

B) 1000 Hz;  Determine o período da função abaixo e a equação que descreve seu
Tensão Alternada
Tensão Alternada
Tensão Alternada
Tensão Alternada

Tensão Alternada

Tensão Alternada

Caracterize o sinal da figura:

Tensão Alternada  Caracterize o sinal da figura:
Referências Bibliograficas
Referências Bibliograficas
Referências Bibliograficas

Referências Bibliograficas

Referências Bibliograficas
Referências Bibliograficas

Bibliográfia

Boylestad. Introductory Circuit Analysis, 10 edição, 2010