Você está na página 1de 166

Sermões sobre família, pais e relacionamentos, por Daniel Deusdete

DANIEL DEUSDETE

FAMÍLIA: IDEIA DE DEUS!

Sermões sobre família, pais e relacionamentos.

1ª edição

Brasília

Edição do Autor

2013.

- 2 -

FAMÍLIA: IDEIA DE DEUS!

Copyright ©2012 Daniel Deusdete Araújo Barreto

Todos os direitos reservados pelo autor

PROIBIDA A REPRODUÇÃO POR QUALQUER MEIOS, SALVO EM BREVES CITAÇÕES, COM INDICAÇÃO DA FONTE

Editor responsável: DDAB

Capa: GCB, adaptado

Dados catalográficos de Catalogação da Publicação (CIP) 1

Araújo Barreto, Daniel Deusdete

FAMÍLIA: IDEIA DE DEUS! Sermões sobre família, pais e

relacionamentos / Daniel Deusdete Araújo Barreto Brasília,

2013.

ISBN: 999-99-999-9999-9

1. Relacionamentos. 2. Pregação. 3. Teologia Pastoral e aconselhamento. 4. Família.

1 Está sendo preparada a Catalogação quanto o ISBN e o registro da obra

- 3 -

Sermões sobre família, pais e relacionamentos, por Daniel Deusdete

- 4 -

FAMÍLIA: IDEIA DE DEUS!

Se alguém disser:

Amo a Deus, e odiar a seu irmão,

é mentiroso;

pois aquele que não ama a seu irmão,

- 5 -

a quem vê,

não pode amar a Deus,

a quem não vê.

I João 4:20.

Sermões sobre família, pais e relacionamentos, por Daniel Deusdete

Este trabalho é dedicado também a minha família, à família da aliança, à família Barreto - de onde me origino, à faMÍlia Miranda a qual tenho a honra de participar por causa de minha amada esposa, ao meu primeiro rebanho (meus tesouros que Deus me deu sem merecimento algum): Juci, Gabriel, Miguel e Isabel, a todas as pessoas que fazem, fizeram e farão, parte de meus relacionamentos antes de minha ressurreição, em especial às pessoas do Pai, do Filho e do Espírito Santo de Deus.

Que tudo seja feito para a glória de Deus!

- 6 -

FAMÍLIA: IDEIA DE DEUS!

AGRADECIMENTOS

Agradeço de coração sempre será assim, porque é a verdade:

Em primeiro lugar, ao Espírito Santo:

Que nos deu as Escrituras como nossa única regra infalível de fé e prática.

Que nos mostra o Pai e o Filho e nos convence do pecado, da justiça e do juízo.

Que nos ajuda e nos fortalece sempre, principalmente em meio aos problemas que fazem parte de nosso dia-a-dia, pois por meio deles, o Senhor nos prova para nos aprovar e nos aperfeiçoar a fim de que alcancemos a perfeita estatura de varão perfeito à semelhança de Cristo. Até que todos cheguemos à unidade da fé, e ao conhecimento do Filho de Deus, a homem perfeito, à medida da estatura completa de Cristo, (Ef 4:13). Meus filhinhos, por quem de novo sinto as dores de parto, até que Cristo seja formado em vós; (Gl 4:19).

Em segundo lugar, a minha amada esposa Jucilene e aos meus amados filhos Gabriel, Miguel e Isabel, tesouros recebidos das mãos de Deus os quais tornam a minha vida mais ainda abençoada.

Em terceiro lugar, aos nossos pastores e mestres que zelam por nossas almas e são imitadores de Cristo como nós somos deles.

Você, mamãe, é um exemplo de fé no qual me inspiro!

Finalmente, aos que comigo caminham a caminhada de fé em Deus e a busca de seu reino, os quais são aqueles que insistem em continuarem firmes e fortes, atuantes e sempre abundantes na seara do Senhor.

Ao Senhor Jesus seja toda a glória!

- 7 -

Sermões sobre família, pais e relacionamentos, por Daniel Deusdete

SUMÁRIO

SERMÃO I

13

A ORIGEM DA FAMÍLIA

13

1. No princípio era Deus

18

2. Deus criou os céus e a terra e tudo o que neles há

18

3. Deus criou a família da aliança

20

4. A família da aliança tem uma missão

24

SERMÃO II

28

A MINHA FAMÍLIA NO PLANO DE DEUS

28

1. Deus

é soberano

34

2. Deus

planejou a família

37

3. Deus

criou a família

38

4. Deus fez aliança com a família criada

39

5. Deus deu mandatos à família criada

40

6. Deus, a igreja e a família

41

SERMÃO III

55

HONRA A TEU PAI E A TUA MÃE DT 5:16

55

1. Entendendo os mandamentos

59

2. Deus falou

60

3. Os dez mandamentos e os relacionamentos

62

4. O quinto mandamento

66

SERMÃO IV

73

- 8 -

FAMÍLIA: IDEIA DE DEUS!

O RELACIONAMENTO É UMA CONSTRUÇÃO!

73

I.

Introdução

80

II.

Contextualização dos trechos bíblicos lidos

80

III. A construção do edifício do relacionamento

82

A. O RELACIONAMENTO PERFEITO

83

B. E O NOSSO RELACIONAMENTO? É PERFEITO?

85

C. COMO ENTÃO CONSTRUIREMOS NOSSOS RELACIONAMENTOS?

85

1. Os fundamentos

86

1.1. Sobre o Filho como a pedra angular

87

1.2. Sobre a Palavra como fundamento

107

2.

As colunas

111

2.1. Amor

112

2.2. Confiança

115

2.3. Temor do Senhor

117

2.4. Respeito

121

2.5. Perdão

122

2.6. Responsabilidade

133

2.7. Liberdade

134

3.

As fases

134

3.1. Nascimento

135

3.2. Crescimento

136

3.3. Desenvolvimento

137

- 9 -

Sermões sobre família, pais e relacionamentos, por Daniel Deusdete

3.4. Aprimoramento ou melhorias contínuas

138

3.5. Frutificação

138

Conclusão

144

CONCLUSÃO GERAL

147

BIBLIOGRAFIA

149

- 10 -

FAMÍLIA: IDEIA DE DEUS!

INTRODUÇÃO

Aqui estou eu novamente com mais uma obra de literatura que o Senhor me deu e eu estou tendo a grata felicidade de compartilhar com você, amado leitor: FAMÍLIA: IDEIA DE DEUS Sermões sobre família, pais e relacionamentos.

Inicialmente não existia livro algum, apenas quatro sermões que tive a honra de ministrá-los em épocas bem distintas e em igrejas diferentes. Eu fiz de tudo para preservar os originais tais quais foram produzidos à época, por favor suportem com paciência.

O primeiro deles o segundo que aparece neste livro - A MINHA

FAMÍLIA NO PLANO DE DEUS foi ministrado duas vezes, sendo a primeira vez na Igreja Casa da Bênção, em 23/08/2009 e,

da segunda vez, em 2010, na Primeira Igreja Presbiteriana de Taguatinga PIPT, conhecida carinhosamente como “Primeirona”.

Em meu SCRIBD (http://www.scribd.com/crerparaver) o número de acessos a ambos os sermões somam juntos mais de 173.000 2 acessos! Os dois títulos são os meus campeões de acessos. Impressiona a busca pelo título relacionado à família!

O segundo sermão o terceiro que aparece neste livro - HONRA

A TEU PAI E A TUA MÃE DT 5:16 foi ministrado uma única

vez na Congregação Presbiteriana de Samambaia, em 21/03/2010.

Em meu SCRIBD (http://www.scribd.com/crerparaver) o número de acessos a este sermão é mais de 6.374 acessos!

Quanto à terceira ministração O RELACIONAMENTO É UMA CONSTRUÇÃO! Ela é mais recente, datada de 28/07/2012. Foi ministrada Igreja do Monte aos jovens que estavam reunidos no JUCAMP Jovens Unidos Com o Amor de Cristo. Em meu

2 Pesquisa feita em 16/11/2013, no SCRIBD.

- 11 -

Sermões sobre família, pais e relacionamentos, por Daniel Deusdete

de

acessos já chega a 3062!

O primeiro sermão que aparece neste livro é ainda mais recente. O

seu título é A ORIGEM DA FAMÍLIA. Ele foi ministrado neste ano, no culto das 17h, em 23/06/201, na Igreja Primeira Igreja

Presbiteriana de Taguatinga, Pastor Titular: Rev. Sabino - Endereço: Sandu Norte.

Como já perceberam, começamos com o tema sobre a família, abordando em primeiro lugar a ideia da origem da família a qual entendemos pela Palavra de Deus e pelo estudo teológico que tudo aconteceu primeiramente na mente de Deus.

SCRIBD

o

número

Baseados em Gerar Van Groningen iremos, depois, mergulharmos nos relacionamentos, em especial focado com o quinto mandamento honrar pai e mãe - e finalmente, com profundidade,

no tema da construção de relacionamentos em geral para a glória

de

Deus.

O

diferencial na confecção deste livro e dos sermões que lhe dão

vida é que eles estão estruturados de acordo com as orientações

homiléticas do Professor e Doutor Jilton Moraes, no qual aguardamos uma oportunidade de nos brindar com seu prefaciamento.

Uma boa leitura a Todos.

Daniel Deusdete Araújo Barreto

- 12 -

FAMÍLIA: IDEIA DE DEUS!

SERMÃO I

A ORIGEM DA FAMÍLIA 3

3 Sermão ministrado na Primeira Igreja Presbiteriana de Taguatinga

- 13 -

Sermões sobre família, pais e relacionamentos, por Daniel Deusdete

I. Introdução.

Meus temas prediletos quanto à pregação e meditação são a

soberania de Deus administrador.

A teologia determina a vida

Os sacerdotes deixaram de ensinar a Palavra e o povo se corrompeu. Práticas erradas são frutos de princípios errados. Eles estavam lidando de forma errada uns com os outros, porque estavam lidando de forma errada com Deus.” (H.D.L.)

governador,

e

o

Deus

criador,

provedor,

ESTRUTURA DO SERMÃO

Texto

Gn 1:24-31; 2:15-24; Mt 19:1-5

ICT (*)

Trata-se dos relatos da criação do homem e da mulher, da aliança de Deus com os homens por meio dos mandados e da união do homem e da mulher formando os dois um só corpo.

Tese

O mundo com tudo o que nele há a criação de Deus que

envolve a concepção, o planejamento, a orquestração e a realização de todas as coisas que há nos céus e na terra, visíveis e invisíveis, sejam tronos, sejam dominações, sejam principados, sejam potestades - foi criado nele em Jesus Cristo, a Segunda pessoa da Trindade -, por ele e para ele de forma proposital com propósitos - em função da família a qual Deus quis colocar a sua imagem e a sua semelhança para que recebendo-a e transmitindo-a pela graça e benção da geração de filhos cumprissem a sua aliança com eles por meio dos mandados de Deus, quais sejam os mandados espiritual, social e cultural.

Título

A Origem da Família

Divisões

As divisões:

1. No princípio era Deus

2. Deus criou os céus e a terra e tudo o que neles há

- 14 -

FAMÍLIA: IDEIA DE DEUS!

   

3. Deus criou a família da aliança

4. A família da aliança tem uma missão

Obs.

Eu sempre fui empolgado com Deus na criação e a oportunidade desta pregação é justamente para falar desse Deus que criou todas as coisas, especialmente a família!!!

 

) Evangelístico: assumir o compromisso de entregar a vida a Jesus.

(

(

) Devocional: vivenciar maior aproximação com o Senhor.

(

) Missionário: consagrar-se cada vez mais ao Senhor e à

PB (*)

sua causa. (x) Ético: relacionar-se com o próximo, movido pelo amor. (x) Pastoral: confiar no conforto que só em Jesus é encontrado. (x ) Doutrinário: conhecer e viver as doutrinas da Palavra de

 

Deus

(*) ICT = Ideia Central do Texto e PB = Propósito Básico (Jilton Moraes Homilética Do Púlpito ao Ouvinte. Ed. Vida).

Leitura Bíblica

Gn 1:24 E disse Deus:

Produza a terra alma vivente conforme a sua espécie;

gado, e répteis e feras da terra conforme a sua espécie;

e assim foi.

Gn 1:25 E fez Deus as feras da terra conforme a sua espécie, e o gado conforme a sua espécie,

e todo o réptil da terra conforme a sua espécie;

e viu Deus que era bom.

Gn 1:26 E disse Deus:

Façamos o homem

à nossa imagem, conforme a nossa semelhança;

e

domine sobre os peixes do mar,

e

sobre as aves dos céus,

e

sobre o gado,

e

sobre toda a terra,

e

sobre todo o réptil que se move sobre a terra.

- 15 -

Sermões sobre família, pais e relacionamentos, por Daniel Deusdete

Gn 1:27 E criou Deus o homem

à sua imagem:

à imagem de Deus o criou; homem e mulher os criou. Gn 1:28 E Deus os abençoou, e Deus lhes disse:

Frutificai e multiplicai-vos,

e

enchei a terra,

e

sujeitai-a;

e

dominai sobre os peixes do mar

e

sobre as aves dos céus,

e

sobre todo o animal que se move sobre a terra.

Gn 1:29 E disse Deus:

Eis que vos tenho dado toda a erva que dê semente, que está sobre a face de toda a terra;

e toda a árvore, em que há fruto que dê semente, ser-vos-á para mantimento. Gn 1:30 E a todo o animal da terra,

e

a toda a ave dos céus,

e

a todo o réptil da terra, em que há alma vivente, toda a erva verde será para mantimento; e assim foi.

Gn 1:31 E viu Deus tudo quanto tinha feito,

e eis que era muito bom;

e foi a tarde e a manhã, o dia sexto.

Gn 2:15 E tomou o SENHOR Deus o homem, e o pôs no jardim do Éden para

o

lavrar

e

o guardar.

Gn 2:16 E ordenou o SENHOR Deus ao homem, dizendo:

De toda a árvore do jardim comerás livremente, Gn 2:17 Mas da árvore do conhecimento do bem e do mal, dela não comerás; porque no dia em que dela comeres, certamente morrerás.

Gn 2:18 E disse o SENHOR Deus:

- 16 -

FAMÍLIA: IDEIA DE DEUS!

Não é bom que o homem esteja só; far-lhe-ei uma ajudadora idônea para ele. Gn 2:19 Havendo, pois, o SENHOR Deus formado da terra todo o animal do campo,

e toda a ave dos céus, os trouxe a Adão, para este ver como lhes chamaria;

e tudo o que Adão chamou a toda a alma vivente, isso foi o seu nome. Gn 2:20 E Adão pôs os nomes a todo o gado,

e às aves dos céus,

e a todo o animal do campo;

mas para o homem não se achava ajudadora idônea.

Gn 2:21 Então o SENHOR Deus

fez cair um sono pesado sobre Adão,

e este adormeceu;

e tomou uma das suas costelas,

e cerrou a carne em seu lugar;

Gn 2:22 E da costela que o SENHOR Deus tomou do homem, formou uma mulher, e trouxe-a a Adão. Gn 2:23 E disse Adão:

Esta é agora osso dos meus ossos, e carne da minha carne;

esta será chamada mulher, porquanto do homem foi tomada.

Gn 2:24 Portanto deixará o homem o seu pai e a sua mãe, e apegar-se-á à sua mulher, e serão ambos uma carne.

Mt 19:1 E aconteceu que, concluindo Jesus estes discursos, saiu da Galileia,

e dirigiu-se aos confins da Judéia, além do Jordão;

Mt 19:2 E seguiram-no grandes multidões,

- 17 -

Sermões sobre família, pais e relacionamentos, por Daniel Deusdete

e curou-as ali.

Mt 19:3 Então chegaram ao pé dele os fariseus, tentando-o,

e dizendo-lhe:

É lícito ao homem repudiar sua mulher

por qualquer motivo? Mt 19:4 Ele, porém, respondendo, disse-lhes:

Não tendes lido que aquele que os fez no princípio macho e fêmea os fez, Mt 19:5 E disse:

Portanto, deixará o homem pai e mãe,

e se unirá a sua mulher, e serão dois numa só carne?

1. No princípio era Deus

Antes dos mundos, do universo, da criação, do próprio tempo e do espaço, somente existia Deus, perfeito, uno, relacional, completo.

O que é “somente existia Deus”? Sinceramente não sei mesmo, nem faço ideia. Nossa mente é incapaz de se quer imaginar

Por ser perfeito e completo jamais teve Deus necessidade de qualquer coisa. Quando ele resolveu criar todas as coisas, ele não pretendeu preencher qualquer vazio ou carência. Se ele sentisse falta de algo, então ele não seria Deus e, portanto, precisaria de um Deus perfeito e completo.

Por ser uno e relacional Deus criou todas as coisas sob consulta dentro da eternidade e harmonia de seu ser.

O mundo e tudo o que neles há foi concebido, planejado, orquestrado e realizado com sucesso.

2. Deus criou os céus e a terra e tudo o que neles há

- 18 -

FAMÍLIA: IDEIA DE DEUS!

Agora já não temos mais somente Deus, mas se tem inicio a criação. Resumidamente, a criação foi da seguinte maneira, conforme os dias da criação:

1. Luz

2. Firmamento/céus

3. Terra terra e mares

4. Sol, lua e estrelas

5. Seres viventes aquáticos, terrestres e celestes (as aves)

6. Animais domésticos, selváticos e os répteis; por último o homem e a mulher.

Não podemos esquecer neste momento que nada do que foi feito se fez se não por meio dele, de Jesus Cristo. E tudo o que foi criado, foi criado nele, por ele e para ele porque ele é a imagem do Deus invisível e nele foram criadas todas as coisas que há nos céus e na terra, visíveis e invisíveis, sejam tronos, sejam dominações, sejam principados, sejam potestades. Tudo foi criado por ele e para ele. (Jo 1:3; Rm 11:36 e Cl 1:15,16).

A criação reflete o seu Criador como um espelho reflete a nossa

imagem. Por isso que o escritor de Romanos, Paulo, fala, em Romanos 1, que os homens são indesculpáveis diante da criação.

Agora temos Deus e a criação. Toda ela, exceto o homem e a mulher. E sobre as coisas criadas, até aqui Deus tem dito a

respeito de cada dia da criação: “

Quem está analisando o texto neste momento tem a impressão que Deus foi criando, criando, criando até que chegou num ponto em que exclamou: e agora, o que faremos? Então tiveram a ideia de fazer o homem. Façamos o homem! No entanto, não é assim.

O homem foi deixado por último por uma razão especial. Temos

dito que Deus é perfeito, completo, uno e relacional e por ser assim, fez tudo o que fez de forma planejada, organizada. É como

e viu Deus que isso era bom”.

- 19 -

Sermões sobre família, pais e relacionamentos, por Daniel Deusdete

se Deus tivesse feito assim: pronto, tudo está preparado para receber aquele que será a nossa imagem e a nossa semelhança. Por isso que diz sob consulta na eternidade de seu ser: - Façamos (naaser).

Eles se consultaram e chegaram a uma conclusão sobre todas as coisas. A criação do homem é a obra prima de Deus. Não foi o homem criado em função da criação. Se houve uma ordem na criação do que Deus planejou primeiro criar, eu entendo que ele imaginou primeiro o homem e depois a criação.

3. Deus criou a família da aliança

Estamos ainda no sexto dia, depois da criação dos animais domésticos, dos selváticos e dos répteis. E agora Deus vai criar o homem à sua imagem (celen) e à sua semelhança (demuth). Quando Deus disse que iria criar o homem a sua imagem e a sua semelhança ele estava já executando seu plano eterno desde quando nem tempo havia.

A criação do homem por causa da imagem e da semelhança de

Deus é algo especial e único no universo. O homem foi a última coisa a ser criada por Deus. E nada da criação se compara ao homem. Pois a ninguém disse o que disse Deus ao homem quando o criou, nem em criatura alguma criada ele soprou em suas narinas para que se tornasse alma vivente.

O homem não foi criado por causa do mundo, mas o mundo foi

criado por causa da família!

Calvino fala sobre a imagem e a semelhança como termos sinônimos que não representam características físicas do Criador porque Deus é espírito e não tem aparência física, nem características suas de domínio, mas representam:

Retidão e verdadeira santidade

Imortalidade

- 20 -

FAMÍLIA: IDEIA DE DEUS!

Inteligência, razão e afeição.

A Bíblia de Estudo de Genebra fala que a imagem e a semelhança representa aspectos pessoais, criativos, racionais e morais pertencentes a Deus e comunicados aos homens na sua criação. Deus tem atributos que não são comunicáveis como a onipotência, onisciência, onipresença, mas compartilha com o homem de sua imagem e semelhança quanto aos seus atributos comunicáveis como a verdade, a justiça, o amor, a bondade.

Mesmo o homem caído por causa do pecado do primeiro Adão guarda a imagem e a semelhança de Deus por causa dos seus atributos comunicáveis. Certamente que maculada ou deturpada, mas ele a carrega.

Cada ser humano que anda por ai, mesmo os ímpios foram criados por Deus e portanto levam de alguma forma a imagem e a semelhança de Deus neles. Destruí-los é afrontar a Deus porque ali está a sua imagem e a sua semelhança. Vejamos um pequeno trecho de João Calvino falando disso e reforçando em nós o conceito do perdão que Jesus nos ensinou:

“Seja quem for que se apresente a nós como necessitado do nosso auxílio,

não há o que justifique que nos neguemos a servi-lo. Se dissermos que é um estranho,

deveríamos

reconhecer facilmente. Se alegarmos que é desprezível e de nenhum valor,

o Senhor nos contestará, relembrando-nos que o honrou criando-o à Sua imagem.

Se dissermos que não há nada que nos ligue a ele,

o

Senhor

imprimiu

nele

uma

marca

que

o Senhor nos dirá que se coloca no lugar dele

- 21 -

Sermões sobre família, pais e relacionamentos, por Daniel Deusdete

para que reconheçamos nele os benefícios que Ele nos tem feito.

Se dissermos que ele não é digno de que demos sequer um passo para ajudá-lo,

a imagem de Deus, que devemos contemplar nele, é digna de que por ela nos arrisquemos, com tudo o que temos. Mesmo que tal homem, além de não merecer nada de nós também nos fez muitas injúrias ultrajantes, ainda assim isso não é causa suficiente para que deixemos de

amá-lo, agradá-lo e servi-lo. Porque, se dissermos que ele não merece nada disso de

nós,

Deus nos poderá perguntar que é que merecemos

dele.

E quando Ele nos ordena que perdoemos aos homens as ofensas que nos

fizeram ou fizerem, é como se o fizéssemos a Ele. (Mt 6.14,15; 18.35; Lc 17.3)”. (João Calvino).

Agora tudo de fato está criado e Deus irá descansar de seu trabalho, no sétimo dia e nos ensinar com isso o descanso de um dia da semana como nosso Shabat.

Quando ele completou a sua obra com a criação do homem, ele

e viu

Deus que isso era bom” e sim “

e viu Deus que isso era MUITO

olhou tudo o que tinha feito e agora ele diz não mais “

BOM”. Bom aqui no sentido de ser perfeito e completo, como Deus queria ter feito mesmo. A sua criação estava completa.

- 22 -

FAMÍLIA: IDEIA DE DEUS!

Se a criação reflete o seu Criador como um espelho reflete a nossa

imagem, como havíamos dito e agora com a criação do homem, sua obra prima, o que ela toda reflete? Agora sim, os homens são ainda mais indesculpáveis diante da criação.

Quero lembrar aos queridos que ainda não houve a queda, nem a tentação da serpente que por inveja do homem quis usurpar o trono de Deus tornando o homem seu adorador para ser antes a sua imagem e a sua semelhança.

Ao soprar em suas narinas o fôlego de vida e ao colocar no homem e na mulher a sua imagem e a sua semelhança e ao prescrever seus mandados de domínio, de crescer e multiplicar, de não comerem do fruto da árvore do conhecimento do bem e do mal, ele estava criando e institucionalizando a família e dando a ela papéis a desempenhar de vice gerentes do mundo criado.

Era a aliança, o pacto de Deus com os homens, eles dariam filhos. Ter filho é um privilégio, uma graça divina sem comparação. Pela geração de filhos uma dádiva sem igual ao homem ele estava permitindo que a família procriasse e gerasse deles mesmos seres à sua imagem e à sua semelhança, com um diferencial do primeiro que foi gerado. Agora, o casal poderia gerar filhos que fossem à sua imagem e semelhança também no aspecto físico e no aspecto

de domínio.

Deus criou a família e a abençoou e disse para crescerem e se multiplicarem. Quando eu olho para meu filho gerado da minha semente que leva a minha imagem e a minha semelhança e que leva também a imagem de Deus e a sua semelhança, eu me lembro

de Deus, meu pai porque também sou feito à sua imagem e à sua

semelhança.

O mistério é tão profundo na geração de filhos que no próprio

quinto mandamento consta que eu tenho que honrar pai e mãe

- 23 -

Sermões sobre família, pais e relacionamentos, por Daniel Deusdete

sendo então remédio para prolongamento da vida na terra e receita de sucesso na vida empresarial, dos negócios. É tão forte a ideia transmitida que até bandidos respeitam seus pais há exceções, mas falo da grande maioria. Ele pode até estar roubando, matando, estuprando, mas se aparecer seu pai ou mãe e chegar nele com energia, ele sucumbirá.

O mistério é grande e profundo e maior do que podemos imaginar.

A glória que Deus permitiu, pela sua graça, de experimentarmos é

sem igual em todo o universo. A união do homem e da mulher é algo tão extraordinário que não somente os dois se tornam um, como é una a Trindade, mas são capazes de gerar novos seres.

Paulo comparou a relação no casamento entre homem e a mulher como a relação entre Cristo e a sua igreja. Como é então que devemos tratar nossos cônjuges criados à imagem e à semelhança de Deus? Marido e mulher; macho e fêmea; pai e mãe; Cristo e a igreja.

E quanto à igreja, ela é maior do que a família ou deve estar na

frente dela? A igreja tem a finalidade de apoiar a família a cumprir

os seus mandados porque se ela não cumprir, nem igreja teremos.

4. A família da aliança tem uma missão

Deus criou a família de forma planejada e organizada e colocou ela no Jardim para o cultivar e guardar. A família não é um termo que se evolui como querem pensar alguns intelectuais que não pensam por lhes faltar o bom-senso e o entendimento roubado por satanás. A família sempre foi, desde Adão e Eva, uma criação de Deus para ser a sua imagem e a sua semelhança na terra.

Deus criou a família de forma especial para poder levar a imagem

e a semelhança de Deus e para pela geração de filhos dar

continuidade e encher toda a terra com essa imagem e semelhança e assim dominá-la e sujeita-la.

- 24 -

FAMÍLIA: IDEIA DE DEUS!

Tudo estava indo muito bem até que esse casal encontrou-se com

a serpente. Sem entrar em detalhes, por hora, houve a queda e,

finalmente a expulsão do homem e da mulher do Jardim do Éden.

O primeiro Adão falhou! Mas Deus não permitiu que esse fosse o

fim e preparou o resgate e a reconciliação desse homem por meio de um segundo Adão que é a própria imagem e a semelhança de Deus e não feito como.

O segundo Adão triunfou e venceu a serpente, o antigo diabo e satanás, e com sua morte pode resgatar e reconciliar o homem que havia caído para agora ser conforme é o próprio Senhor no que concerne a sua imagem e semelhança.

Temos agora no novo homem que se renova em Cristo, a restauração das alianças, dos mandados e a pregação do evangelho a toda criatura debaixo do sol.

Paulo chegou a dizer que se angustiava até que Cristo fosse formado em cada um de nós. Gl 4:19. II Coríntios 3:17 e 18 também diz: “Ora, o Senhor é Espírito; e onde está o Espírito do Senhor, aí há liberdade. Mas todos nós, com rosto descoberto, refletindo como um espelho a glória do Senhor, somos transformados de glória em glória na mesma imagem, como pelo Espírito do Senhor.

Não podemos deixar o mundo, a imprensa, a ciência moderna dizerem quem nós somos, de onde viemos e o que devemos ou não fazer, antes, somos de Deus criação, desde o início e conhecemos nosso papel e importância na sociedade como portadores da Imago-Dei. Precisamos nos despertar para a

realidade de que somos filhos de Deus que levam a sua imagem e

a sua semelhança e que sobre nós pesa a responsabilidade de

cumprirmos os mandados de Deus e anunciarmos o evangelho a toda criatura.

- 25 -

Sermões sobre família, pais e relacionamentos, por Daniel Deusdete

IV. Aplicação

Você é família de Deus, criada especialmente por Deus para fins especiais que ele planejou desde a eternidade.

O que você irá fazer com esse conhecimento que já era de sua ciência mas que foi reavivado pela pregação da Palavra de Deus?

IV. Apelo.

Você já recebeu a palavra de Deus pregada você sabia que o método de Deus de tratar com os homens é usar os homens por meio da pregação para gerar neles a fé que os levará à prática? e agora é o momento de você chegar a Deus e pedir a ele que o ajude a enfrentar as ameaças e os inimigos que vem para destruírem a sua família, você e todos que o cercam.

Você que ainda não teve a oportunidade de entrar em aliança com este Deus que tudo faz por nós, chegou a sua hora! É hoje! É hoje o dia de sua salvação! Venha para o Senhor que ele vai estar contigo e te ajudar. Se você está sentindo que a sua hora chegou, por favor, dê um sinal para Deus levantando a sua mão em testemunho

Hebreus 3:7 Assim, pois, como diz o Espírito Santo: Hoje, se ouvirdes a sua voz,

Hebreus 3:13 pelo contrário, exortai-vos mutuamente cada dia, durante o tempo que se chama Hoje, a fim de que nenhum de vós seja endurecido pelo engano do pecado.

Hebreus 3:15 Enquanto se diz: Hoje, se ouvirdes a sua voz, não endureçais o vosso coração, como foi na provocação.

Hebreus 4:7 de novo, determina certo dia, Hoje, falando por Davi, muito tempo depois, segundo antes fora declarado: Hoje, se ouvirdes a sua voz, não endureçais o vosso coração.

- 26 -

FAMÍLIA: IDEIA DE DEUS!

A Deus toda a glória. Amém!.

- 27 -

Sermões sobre família, pais e relacionamentos, por Daniel Deusdete

SERMÃO II

A MINHA FAMÍLIA NO PLANO DE DEUS 4

4 Sermão ministrado na Casa da Bênção em 23/08/2009

- 28 -

FAMÍLIA: IDEIA DE DEUS!

Saudações iniciais 5

Caro Pr. José Fagundes, anjo da igreja, Pr. Cláudio, Pr. Francisco

e irmãos amados e queridos do Senhor, a gloriosa paz do Senhor seja sobre a vida de cada um de nós! Amém!

Recebi o convite para vir ministrar uma palavra de Deus pelo irmão, evangelista, pregador da palabra de Deus, Leonardo, em uma aula de Missões na Faculdade Evangélica e confesso que

tremi na base tamanha a responsabilidade e o peso que caiu sobre

o meu coração.

No entanto, o Senhor tem me falado dizendo-me que a obra que ele começou, ele, o Senhor, irá concluí-la e que é para eu não temer, mas dar lugar que ele irá falar e operar. Assim, minha esperança esta noite é que o Senhor visite o teu coração de uma forma que jamais você experimentou e que, ao final, você saia daqui edificado, transformado e mais cheio de fé, de sabedoria e do amor de Deus.

Apresentação do tema

O tema de nossa prédica é: A MINHA FAMÍLIA NO PLANO

DE DEUS!

A leitura bíblica que iremos fazer se encontra, conforme a seguir:

GÊNESIS 1:26-31

26 "E disse Deus: Façamos o homem à nossa imagem, conforme a nossa semelhança; e domine sobre os peixes do mar, e sobre as aves dos céus, e sobre o gado, e sobre toda a terra, e sobre todo réptil que se move sobre a terra."

27 "E criou Deus o homem à sua imagem; à imagem de Deus o criou; macho e fêmea os criou."

5 Optei, amado leitor, por preservar a mensagem original conforme foi preparada. Obrigado por sua paciência e carinho.

- 29 -

Sermões sobre família, pais e relacionamentos, por Daniel Deusdete

28 "E Deus os abençoou e Deus lhes disse: Frutificai, e multiplicai-vos, e

enchei a terra, e sujeitai-a; e dominai sobre os peixes do mar, e sobre as aves dos céus, e sobre todo o animal que se move sobre a terra."

29 "E disse Deus: Eis que vos tenho dado toda erva que dá semente e que está

sobre a face de toda a terra e toda árvore em que há fruto de árvore que dá semente; ser-vos-ão para mantimento."

30 E a todo animal da terra, e a toda ave dos céus, e a todo réptil da terra, em

que há alma vivente, toda a erva verde lhes será para mantimento. E assim foi.

31 "E viu Deus tudo quanto tinha feito, e eis que era muito bom; e foi a tarde e

a manhã: o dia sexto."

GÊNESIS 2:7- 8; 15-18 e 21-25

7 "E formou o SENHOR Deus o homem do pó da terra e soprou em seus narizes o fôlego da vida; e o homem foi feito alma vivente."

8 E plantou o SENHOR Deus um jardim no Éden, da banda do Oriente, e pôs ali o homem que tinha formado.

(…)

15 E tomou o SENHOR Deus o homem e o pôs no jardim do Éden para o

lavrar e o guardar.

16 E ordenou o SENHOR Deus ao homem, dizendo: De toda árvore do jardim

comerás livremente,

17 "mas da árvore da ciência do bem e do mal, dela não comerás; porque, no

dia em que dela comeres, certamente morrerás."

18 "E disse o SENHOR Deus: Não é bom que o homem esteja só; far-lhe-ei

uma adjutora que esteja como diante dele."

(…)

21 "Então, o SENHOR Deus fez cair um sono pesado sobre Adão, e este

adormeceu; e tomou uma das suas costelas e cerrou a carne em seu lugar."

22 "E da costela que o SENHOR Deus tomou do homem formou uma mulher; e

trouxe-a a Adão."

23 "E disse Adão: Esta é agora osso dos meus ossos e carne da minha carne;

esta será chamada varoa, porquanto do varão foi tomada."

- 30 -

FAMÍLIA: IDEIA DE DEUS!

24 Portanto, deixará o varão o seu pai e a sua mãe e apegar-se-á à sua mulher,

e serão ambos uma carne.

25 "E ambos estavam nus, o homem e a sua mulher; e não se envergonhavam."

MATEUS 19:

8 "Disse-lhes ele: Moisés, por causa da dureza do vosso coração, vos permitiu repudiar vossa mulher; mas, ao princípio, não foi assim."

ATOS 17:

24 O Deus que fez o mundo e tudo que nele há, sendo Senhor do céu e da terra,

não habita em templos feitos por mãos de homens.

25 "Nem tampouco é servido por mãos de homens, como que necessitando de alguma coisa; pois ele mesmo é quem dá a todos a vida, a respiração e todas as coisas;"

26 e de um só fez toda a geração dos homens para habitar sobre toda a face da

terra, determinando os tempos já dantes ordenados e os limites da sua habitação,

27 "para que buscassem ao Senhor, se, porventura, tateando, o pudessem achar, ainda que não está longe de cada um de nós;"

28 porque nele vivemos, e nos movemos, e existimos, como também alguns dos

vossos poetas disseram: Pois somos também sua geração.

Estrutura do sermão

Texto

Diversas: Gn 1:26-31; 2:7- 8; 15-18 e 21-25; Mt 19:8 e At 17:24-28

 

De Gênesis 1:26-31; 2:7- 8; 15-18 e 21-25

ICT (*)

Moisés descreve o relato da criação do homem e da mulher, a plantação do jardim onde o homem foi colocado e apresenta os mandatos social, cultural e espiritual.

De Mateus 19:8

- 31 -

Sermões sobre família, pais e relacionamentos, por Daniel Deusdete

 

Jesus diz, conforme relato de Mateus, que Moisés permitiu repudiar a mulher por causa da dureza dos corações, mas que desde o início, não era assim.

De Atos 17:24-28

O

apóstolo Paulo diz em Atos, conforme relato de

Lucas, que foi Deus quem fez o mundo, que é ele

quem dá tudo a todos, que de um só fez todos nós

e

que nele vivemos, existimos e nos movemos,

logo não habita em construções humanas, nem é servido por homens.

 

A

ideia principal deste sermão é gerar no ouvinte

Tese

a certeza, a plena convicção, que Deus foi quem planejou, criou e sustenta a família pela sua palavra, pelo seu poder e para a sua glória.

Título

A

minha família no plano de Deus

 

As divisões:

 

1. Deus é soberano

2. Deus planejou a família

Divisões

3. Deus criou a família

4. Deus fez aliança com a família criada

5. Deus deu mandatos à família criada

6. Deus, a igreja e a família

Obs.

Deus criou a família! Criou-a pela sua palavra e para a sua própria glória. Famílias bem estruturadas e firmemente construídas na Rocha,

- 32 -

FAMÍLIA: IDEIA DE DEUS!

firme fundamento, cresce, prospera e gera filhos e filhas abençoados que serão muito melhores que seus pais.

PB (*)

( ) Evangelístico: assumir o compromisso de entregar a vida a Jesus. (x) Devocional: vivenciar maior aproximação com o Senhor.

( ) Missionário: consagrar-se cada vez mais ao

Senhor e à sua causa. (x) Ético: relacionar-se com o próximo, movido pelo amor. (x) Pastoral: confiar no conforto que só em Jesus é encontrado. ( ) Doutrinário: conhecer e viver as doutrinas da Palavra de Deus

(*) ICT = Ideia Central do Texto e PB = Propósito Básico (Jilton Moraes Homilética Do Púlpito ao Ouvinte. Ed. Vida).

Perguntas importantes que procuraremos responder ao longo de nossa pregação:

Qual a origem e o significado de família?

Qual o significado de plano?

Quem é Deus para você?

O que é plano de Deus e no que isso implica?

O que vem a ser, então, “Família no plano de Deus?”

Quais são os fundamentos bíblicos e os propósitos do casamento e da família?

Quais os piores inimigos da família (o egoismo!)

Repare que são 3 palavras importantes que se destacam no tema:

1. família; 2. plano; 3. Deus. O próprio tema é perfeito e completo e se encaixa dentro do que creio e entendo.

- 33 -

Sermões sobre família, pais e relacionamentos, por Daniel Deusdete

1. Deus é soberano

Deus [a ideia aqui é apresentar o Deus Soberano que reina e que, portanto, é regente Deus está no controle de tudo].

Primeiramente creio em um Deus Soberano, sábio e bom. Deus é o administrador e controla todas as coisas. Tudo ele faz muito bem. É o Deus que reina, que tem domínio, e seu trono está firmado desde a eternidade (Salmos 93). Reino. Domínio. Trono.

Salmos 93

1. "O SENHOR reina; está vestido de majestade; o SENHOR se revestiu e cingiu de fortaleza; o mundo também está firmado e não poderá vacilar."

2. "O teu trono está firme desde então; tu és desde a eternidade."

3. Os rios levantam, ó SENHOR, os rios levantam o seu ruído, os rios levantam as suas ondas.

4. Mas o SENHOR nas alturas é mais poderoso do que o ruído das grandes águas e do que as grandes ondas do mar.

5. "Mui fiéis são os teus testemunhos; a santidade convém à tua casa, SENHOR, para sempre."

Sobre o salmos 93 e o reinado de Deus (primeiro Deus criou os céus e a terra, o reino cósmico, depois o homem e a mulher, a família, para ser vice-gerente e administradora da aliança):

O que queremos dizer com reino cósmico é o cosmos inteiro com tudo o que nele há e todas as funções e relações que existem nele. Há quatro elementos específicos que podem ser vistos como constitucionais desse reino no qual todos esses aspectos se encaixam. No salmo 93, lemos bonitas expressões: "Reina o Senhor. Revestiu-se de majestade; de poder se revestiu o Senhor, e se cingiu. Firmou o mundo, que não vacila. Desde a antiguidade está firme o teu trono; tu és desde a eternidade. " Este salmo termina assim: "Fidelíssimos são os teus testemunhos; à tua casa

- 34 -

FAMÍLIA: IDEIA DE DEUS!

convém a santidade, Senhor, para todo o sempre. "(SI 93. 1,2 e 5). Neste salmo, o reino cósmico de Deus é o universo maior e dentro dele está a casa de Deus, e a casa de Deus é o contexto no qual devemos ver os estatutos de Deus firmes e inabaláveis. Esses estatutos permanecem firmes porque a casa de Deus é um lugar santo. Temos de perguntar a nós mesmos, como é que essa casa

de Deus cabe no reino cósmico? Voltemo-nos primeiro à ideia de

reino. Encontramos isso nos primeiros dois versículos do salmo.

[O primeiro aspecto] O rei do cosmos é apresentado primeiramente; o Senhor, ele reina e reina ativamente. Deus é o rei. Ele é belo, vestido em majestade e ele é um rei poderoso, pois está armado com força. Deus, o rei, único, santo e majestoso, é quem tem a autoridade e a capacidade. Ele fez existir o cosmos; ele é aquele que continua sendo o criador e é aquele que está reinando.

O segundo aspecto do reino é o reinado ativo de Deus. Deus

exerce não somente a sua vontade e defende o seu plano mas ele está realmente governando, dirigindo e controlando. É isso que a palavra reinar significa. Ele reina sobre o universo, o cosmos, porque não somente ele é o seu criador, mas por ele ser aquele que sabe exatamente o que ele é. Foi ele que firmemente o estabeleceu e isso não pode ser mudado. Seu reinado todopoderoso nos assegura que seu reino cósmico é estabelecido para sempre e ele cuidará que esse reino não seja abalado, a despeito do rugir dos mares, a despeito do bramido das grandes águas, porque o Senhor nas alturas é poderoso e reina.

O terceiro aspecto é o trono de Deus. Isso se refere a um centro

muito específico do qual esse grande, santo e majestoso Deus defende o seu reinado. Seu trono está nos céus, onde está firmemente estabelecido. Ninguém pode removê-lo. Satanás tentou e ainda está tentando, mas ele não pode. Esse trono de

- 35 -

Sermões sobre família, pais e relacionamentos, por Daniel Deusdete

Deus nunca, nunca será removido pois a passagem diz: "desde a eternidade"; isso significa que ele está lá desde toda a eternidade até a eternidade, reinando do centro de seu reino no céu dos céus.

O quarto aspecto é o domínio. É sobre o que se está imperando.

Aqui se refere ao mundo que está firmemente estabelecido. Deus, em sua majestade, soberania e poder, impera sobre todos os aspectos deste mundo; as estrelas, os planetas e as galáxias estão sob seu reinado. E assim também os anjos, os querubins, muitas vezes referidos de maneiras diferentes, como por exemplo, a milícia celestial. Todo aspecto orgânico e não-orgânico do mundo está sob seu controle pois ele os criou. Eles são não apenas parte do reino de Deus: todos os animais, todos os seres vivos, estão dentro de sua Aliança na criação, "O arco estará nas nuvens; vê- lo-ei e me lembrarei da aliança eterna entre Deus e todos os seres viventes de toda carne que há sobre a terra" (Gn 9.16).

Por que, de acordo com Jonas 4.4, Jonas hesitava em ir e pregar? Ele sabia que Deus era um Deus de graça e compassivo porque estava preocupado até com o gado da cidade de Nínive.

Todas as forças, todas as leis, todas as influências da natureza, são parte do reino cósmico. Nada acontece, não há interação de poderes e forças, seja em meio à tempestade ou no rugido do mar, que não esteja sob o reinado de Deus. Ele faz as sementes na terra brotar. Ele faz as plantas aparecerem da semente que brotou por causa das leis que ele implantou nas sementes e na terra quando elas encontram a água e o calor.

O Salmo 67.5 nos diz que todas as nações são parte do reino de

Deus. Ele chama a todas para o reconhecerem. Todos os grupos,

clãs, famílias e indivíduos, do menor ao maior são parte do domínio de Deus.

- 36 -

FAMÍLIA: IDEIA DE DEUS!

A questão é: se considerarmos seriamente o relato da criação, o que foi que Deus criou por último quando fez existir o reino cósmico? Foi o homem e a mulher.

2. Deus planejou a família

Plano. [aqui, a ideia é apresentar o Deus Sábio, onisciente, inteligente, criador, projetista, arquiteto, que tudo planejou: a família é um plano de Deus! não existe acaso nem ocaso mas um caso] Aqui está presente a inteligência e a sabedoria de um ser que todas as coisas faz para um propósito específico. Nenhuma de suas coisas é feita ao acaso, mas com propósito, com inteligência. Iremos encontrar essa inteligência e propósito até em um grão de areia. Nós somos obra de suas mãos e fazemos parte de seu plano. A família é um dos plano de Deus que tem uma finalidade.

24 O SENHOR, quäo variadas säo as tuas obras! Todas as coisas

fizeste com sabedoria; cheia está a terra das tuas riquezas. (Sl

104:24)

19 O SENHOR, com sabedoria fundou a terra; com entendimento

preparou os céus. 20 Pelo seu conhecimento se fenderam os abismos, e as nuvens destilam o orvalho. (Pv 3:19-20)

33 O profundidade das riquezas, tanto da sabedoria, como da

ciência de Deus! Quäo insondáveis säo os seus juízos, e quäo inescrutáveis os seus caminhos! 34 Porque quem compreendeu a mente do Senhor? ou quem foi seu conselheiro? 35 Ou quem lhe deu primeiro a ele, para que lhe seja recompensado? 36 Porque dele e por ele, e para ele, säo todas as coisas; glória, pois, a ele

eternamente. Amém. (Rm 11:33-36)

4 Porque desde a antiguidade näo se ouviu, nem com ouvidos se percebeu, nem com os olhos se viu um Deus além de ti que trabalha para aquele que nele espera. (Is 64:4).

- 37 -

Sermões sobre família, pais e relacionamentos, por Daniel Deusdete

17 E Jesus lhes respondeu: Meu Pai trabalha até agora, e eu trabalho também. (Jo5:17).

3. Deus criou a família

Família. [a ideia aqui é trabalhar o conceito de família mais no sentido bíblico ligado ao Deus Soberano e Sábio que criou propositadamente a família e que deu a ela uma missão por meio de uma aliança para o cumprimento dos mandatos social, cultural e espiritual, sendo a igreja criada para auxiliar a família nisso]. Não se trata aqui de algo que se foi evoluindo ao longo dos tempos até termos o que temos hoje e cujo sentido da palavra está comprometido e gasto. Os estudiosos da família, sociólogos, psicólogos, teólogos e tantos outros logos formulam suas teorias baseados em estudos, pesquisas, história e creio que têm o seu devido valor, mas não podemos esquecer que o nosso Deus que é soberano (reino, domínio e trono) e que tudo projetou (sábio) também estabeleceu, criou a família e deu a ela uma tarefa (os mandatos) que passará os céus e a terra, jamais deixaram de ser válidos.

Vejamos o que Van Groningen diz sobre a origem da família:

A família não aconteceu simplesmente, nem apenas se desenvolveu com o tempo dentro de um contexto social. A família foi planejada. Deus a planejou; Deus a fez existir a partir de sua palavra. Ele fez isso de forma germinal. Ele deu ordens específicas e concisas que alguém poderia considerar realmente pesadas, mas elas foram claras. O que ele decidiu fazer, ele trouxe à existência. Como ela deveria ser formada e qual era o seu propósito foi claramente estabelecido.

Também diz Van Groningen, no mesmo livro:

A evolução teísta, tanto quanto a macroevolução, destrói a base bíblica da família. E fazem isso por ignorá-la. Tentam lidar com a

- 38 -

FAMÍLIA: IDEIA DE DEUS!

família sem se referir à sua criação original. Ignoram ou rejeitam a vontade, a prescrição e os propósitos e alvos de Deus para ela.

Se nós nos aventurarmos e tirarmos, excluirmos, Deus de nossas vidas, todas as coisas são válidas e, portanto, deverá prevalecer o argumento ou fato que maior poder terá sobre a nossa razão até que outro surja e depois outro e assim sucessivamente. Ao final, deverão se convergirem para Deus, pois não há saída: Deus não pode ser perpetuamente ignorado.

Gerard Von Groningen, o autor do livro A Família da Aliança acrescentaria mais uma palavra importante que seria a aliança e como o autor tem uma visão bíblica ortodoxa e é cristocêntrico, eu irei acrescentar mais esta palavra e dela falar um pouco.

4. Deus fez aliança com a família criada

Aliança. Recapitulando: Deus que é soberano (rei, reino, trono e domínio) e que tudo projetou também estabeleceu a família da aliança. Essa aliança é algo mais do que seu significado parece dizer. Nas próprias palavras de V. Groningen:

A Aliança, portanto, é um vínculo de amor real, de vida de amor caracterizada pelo relacionamento indestrutível entre duas partes, especialmente no contexto bíblico, entre Deus e os seres humanos. A Aliança é soberanamente administrada e quando Deus fez aliança, como, por exemplo, com Abraão, ele disse: "Eu sou o Deus Todo-poderoso; anda na minha presença e sê perfeito. Guardarás a minha aliança, tu e a tua descendência no decurso das suas gerações" (Gn 17.1, 9). Quando Deus faz uma aliança, ele não somente estabelece um relacionamento entre ele mesmo e aqueles que refletem a sua imagem, mas ele usa esse relacionamento como um recurso administrativo. Deus leva adiante a sua vontade, o seu plano, o seu propósito na criação e na redenção. Ele sempre faz isso nesse relacionamento de vida de

- 39 -

Sermões sobre família, pais e relacionamentos, por Daniel Deusdete

amor e amor vivo e assim, a ligação amor-vida se torna a maneira e o caminho de Deus administrar tudo o que ele criou e, especialmente, mostra o que ele pretende fazer com a humanidade e em favor dela.

Qual então o papel e a importância dessa família e como Deus a estabeleceu? Partindo disso, como devemos tratar, doravante, esse assunto da família?

5. Deus deu mandatos à família criada

Agora, vamos trabalhar o conceito dos mandatos. São 3 os mandatos:

1. Social (da frutificação, multiplicação e povoamento da Terra Gen 1:28 )

2. Cultural (de reinar, dominar e aflorar todas as influências e potencialidades grandes e maravilhosas na Terra, de acordo com as leis e modelos que Deus havia estabelecido Gn 1:28)

3. Espiritual (de continuar a andar com Deus. Ela e o seu marido são proibidos de comer do fruto da árvore Gn 2:15-17)

Este mandato espiritual foi dado como parte da ordem criacional.Adão e Eva deveriam permanecer em comunhão com Deus. Eles deveriam continuar a andar com Deus quando ele viesse no final da tarde. Eles deveriam ter comunhão com ele. Deveria haver um relacionamento pessoal como o que temos em oração hoje. Parte desse mandato espiritual era a obediência a Deus em relação à proibição de comer o fruto da árvore do conhecimento do bem e do mal. O mandato espiritual tinha uma grande promessa implícita nele.

Deus, Adão e Eva tinham um lindo relacionamento pessoal, sem nada entre eles. Para que esse relacionamento permanecesse, Adão e Eva deveriam responder positivamente à afirmação de

- 40 -

FAMÍLIA: IDEIA DE DEUS!

Deus, como se dita verbalmente conheça-me, ame-me, obedeça-me, e continue a andar comigo e a manter esse maravilhoso relacionamento espiritual entre nós.

Sobre o relacionamento entre os mandatos:

Nós devemos incluir aqui que os crentes, assim como os não- crentes, estão envolvidos pêlos relacionamentos cultural e social mas os não-crentes não estão envolvidos no espiritual. Ao negar a Deus, os incrédulos negam o mandato espiritual, mas nós devemos entender que Deus, segundo sua vontade, deseja que toda a humanidade seja envolvida pêlos relacionamentos social,

) Para concluir desejamos mencionar três

fatores. Primeiramente, estes três tipos de relacionamentos foram

estabelecidos; Deus os estabeleceu e exige que sejam honrados, obedecidos e desenvolvidos. Os relacionamentos espiritual, social e cultural como instituições designadas por Deus não devem ser negligenciados, rejeitados ou minimizados. Em segundo lugar, estes três tipos de relacionamentos estão de tal modo inter- relacionados que ignorar ou desobedecer a um deles certamente afetará os outros. Isso pode ser ilustrado por fatos da vida. Problemas sociais afetam as áreas espirituais e culturais. Problemas espirituais afetam as áreas culturais e sociais. Problemas culturais irão afetar o lado social e o espiritual.

cultural e espiritual. (

6. Deus, a igreja e a família

A igreja deve servir a família

O relacionamento espiritual tem sido tristemente distorcido mas Deus proveu meios para sua continuação, por intermédio do Senhor Jesus Cristo. Um sétimo do nosso tempo, o Sabá, domingo, foi instituído como um meio para que esse relacionamento fosse fortalecido. A Igreja é, na verdade, a forma primária de graça para a família. Por meio dela, a família recebe

- 41 -

Sermões sobre família, pais e relacionamentos, por Daniel Deusdete

aquilo que precisa para continuar a permanecer no centro do reino, cumprindo suas responsabilidades culturais e sociais. Estamos afirmando que a Igreja é a instituição primária de Deus na Terra? Podemos afirmar que a Igreja é a instituição organizada para ajudar a família a realizar suas tarefas sociais, culturais e espirituais no reino cósmico de Deus.

Tudo pertence a Deus, ao Reino de Deus, portanto nada há de secular e espiritual

É na família, portanto, que a educação deve começar. A Igreja auxilia o trabalho de educar nos mostrando o que as Escrituras nos ensinam através da pregação e do ensino. No lar, as Escrituras devem ser sempre lidas em preparação para a grande tarefa cultural. Nenhum aspecto da vida pode ser separado como se não pertencesse a Deus, e assim, não faz sentido falar sobre secular e espiritual. Tudo pertence ao reino de Deus.

Bem, as famílias existem e foram criadas por Deus que com elas fez a sua aliança perpétua atribuindo o papel de cumprirem os seus mandatos social, cultura e espiritual. Já falamos sobre a soberanida de Deus (Rei, Reino, Trono e Domínio) a sabedoria de Deus (plano, projeto, inteligência) e sobre a família, a aliança e os mandatos social, cultural e espiritual. Reparem que ainda nem entramos nas questões próprias da família, como o casamento, filhos, educação, problemas nos relacionamentos, sexo e outras coisas mais como seu relacionamento com a igreja. No entanto, quero deixar claro que a base, o alicerce, já está posto e o restante da construção fica, portanto, mais fácil. Quem sabe em outra oportunidade, permitindo Deus, possamos continuar o assunto.

Conclusão

Em resumo, primeiro, Deus, criador, criou o Reino Cósmico e tudo o que neles há, certo? E, depois disso, o que criou e porque criou? O homem e a mulher! Sabem porque? Para serem os vice-

- 42 -

FAMÍLIA: IDEIA DE DEUS!

gerentes (não vice-regentes) de tudo o que foi criado! Houve nisso uma finalidade e um propósito dele e agora, com eles, o homem e a mulher Deus estabelece uma aliança, um vínculo de amor e vida para cumprirem os mandatos cultural, social e espiritual.

Portanto, nós concluímos dizendo que a família é colocada de maneira tão central que deve ser vista como o pivô no reino cósmico de Deus. Ele colocou a família como sua subgerente e administradora da Aliança. Nós vimos que a família é básica e central. A família é colocada no centro do reino de Deus e, portanto, a tarefa da família é sub-gerenciar a totalidade do reino cósmico de Deus. Deus está acima de toda a sua criação mas ele colocou seu povo para ser sub-gerente dentro do todo da criação. A Igreja tem o seu papel, deve proclamar a graça, a salvação e realizar o culto; a Igreja, como instituição, no entanto, não deve se tornar família. Todos os membros de qualquer família devem se tornar ativos nas dimensões culturais da vida. Este não é um papel da Igreja mas da família. O papel principal dos aspectos cultural, social e espiritual no reino cósmico deve ser assumido pelo marido. Assim mulheres devem permanecer ao lado dos maridos e apoiá-los.

TESTEMUNHOS:

a) sobre os relacionamentos marido e mulher:

Eu estava um dia destes chateado da vida “coisas de casal que se amam” e recebi uma palavra fenomenal. Como eu estava dizendo, eu estava chateado e assim foi: Filho tu amas a tua esposa? Sim, Senhor eu amo a minha esposa. Filho, tua amas verdadeiramente a tua esposa? Sim, Senhor, eu verdadeiramente amo a minha esposa.

Filho, você ama a tua esposa como eu amo a minha igreja?

é IMPOSSÍVEL eu amar a minha esposa como o

meu Deus

Senhor ama a sua igreja, está isso muito além das minhas capacidades. Então, filho, se você não consegue amar a tua esposa

- 43 -

Sermões sobre família, pais e relacionamentos, por Daniel Deusdete

como eu amei a minha igreja, todo o esforço que você fizer para amá-la será insuficiente ao que eu quero de ti nessa área. Aí, meus irmãos, entendi claramente que assim como está escrito em Efésios 5: 25 a 28:

25. Vós, maridos, amai vossa mulher, como também Cristo

amou a igreja e a si mesmo se entregou por ela,

26. para a santificar, purificando-a com a lavagem da água, pela palavra,

27. para a apresentar a si mesmo igreja gloriosa, sem

e

coisa

mácula,

irrepreensível.

28. Assim devem os maridos amar a sua própria mulher

como a seu próprio corpo. Quem ama a sua mulher ama-se a

si mesmo.

nem

ruga,

nem

semelhante,

mas

santa

Assim, eu devo amar a minha esposa sabendo que todos os meus esforços por amá-la serão insuficientes para atingir aquilo que Deus planejou. E a conclusão disso qual seria? É que eu preciso de Deus no meu casamento!

Por isso, eu oro todos os dias da seguinte forma:

ORAÇÃO DA MUDANÇA DO CÔNJUGE:

Senhor, Deus dos Impossíveis, mude a minha esposa para que ela seja tudo aquilo que eu desejo de uma mulher! Senhor, também, transforme a minha vida para que eu seja tudo aquilo que minha esposa sonha e quer que eu seja como seu homem. Aproveitando este momento, meu Senhor Deus dos Impossíveis, transforme as nossas vidas para que sejamos tudo aquilo que o Senhor planejou que fôssemos como casal de Deus.

Há muito o que falar, meditar e buscar a Deus no tocante ao assunto da família no plano de Deus, mas vamos encerrar, por enquanto, por aqui.

- 44 -

FAMÍLIA: IDEIA DE DEUS!

b) sobre a minha família: 6

Nós temos 23 anos de casados, 3 maravilhosos filhos: um de 19, outro de 15 e outra, mais novinha, de 5 anos, todos firmes e atuantes nos caminhos de Deus. Qual o segredo? Acaso, sorte, coincidência?

ALIANÇA:

5 minutos!

Pai e mãe, buscadores do RDJ.

Amor, respeito e carinho.

Os filhos não sao nossos, mas de Deus!

Flores, MSG, mensagens,emails.

Encontro de Casais

Lua de Mel

Outros…

Está bom nosso casamento? Sim, está bom, muito bom!

Poderia ser melhor? Sim, poderia ser melhor, muito melhor! Então o que fazer?

Investir, semear!

Você quer mais de Deus em sua vida? Dê mais de você a Deus! Você quer mais de seu casamento, de sua família? Dê mais de você ao seu casamento, família.

Eu não pedi, nem implorei, nem realcei a importância de estar minha família aqui comigo nesta maravilhosa noite, mas eis que todos estão aqui! Obrigado meus queridos!

Culto

familiar

grupo

familiar

ARCA

DA

6 Hoje, quando preparo este livro, já estamos com 25 anos de casados para a glória de Deus.

- 45 -

Sermões sobre família, pais e relacionamentos, por Daniel Deusdete

Deus abençoe vocês. Deus abençoe esta igreja. Deus tenha misericórsias de nós. Amém!

- 46 -

FAMÍLIA: IDEIA DE DEUS!

Material de Apoio e Estudo:

Sobre o casamento e o divórcio:

Deus é a origem de todo casamento. Deus é a origem de toda unidade familiar que tem o casal casado bem no centro. É Jesus que deixa bem

claro que, assim como o vínculo entre as pessoas trinitárias é inquebrável, e o vínculo entre Deus e aqueles que foram feitos à sua imagem é uma aliança que nunca vai se quebrar, assim também o vínculo entre homem e mulher deve ser inquebrável. O casamento é uma aliança. Na verdade, ele pode ter um aspecto contratual, ele tem um aspecto legal, ele tem um aspecto de arranjo de vida, mas casamento como uma aliança

Casamento é o vínculo de amor e

é muito

de vida que une um homem e uma mulher que então estão unidos para o resto de suas vidas até que a morte os separe.

Ele trabalha então o conceito de vínculo e união com uma cola onde cada um se entrega de uma maneira tal para o outro que já não se pode separar. A cola da qual gostaríamos de falar é a ideia de uma unidade que consiste em uma entrega total de cada um para o outro.

Tanto é assim que, quando essa submissão acontece, há uma unidade forte e eterna se desenvolvendo entre os dois corações, mentes, mãos, e corpos. Casamento sem essa unidade parece impossível de se manter por qualquer

A cola, portanto, que une o

casamento da Aliança, inclui o compromisso de estabelecer um lar juntos. Esse lar é para,

período de tempo. (

)

- 47 -

Sermões sobre família, pais e relacionamentos, por Daniel Deusdete

eventualmente, pela graça de Deus, e pelo maravilhoso ato da procriação, fazer nascer uma família. Um casamento da Aliança tem semente, um casamento que é uma aliança promove a continuidade. A continuidade da aliança entre Deus e o homem e entre o homem e a mulher é realizada através das sementes, os filhos.

Em seguida, reforça os conceitos já apresentados e toca na questão do divórcio:

O casamento é uma aliança estabelecida por Deus, instituída por Deus, e vivida diante de Deus, para expressar simbolicamente a união de Deus e o seu povo por meio de um amor real. O casamento humano expressa todos os dias simbolicamente a Aliança de Deus conosco. Deus nos colocou nesse vínculo quando nos criou à sua imagem. Ele manteve essa ligação entre ele mesmo e nós, enriqueceu-a e abençoou no princípio e vai abençoá-la por todos os tempos. Essa Aliança entre Deus e nós, estabelecida pelo Pai, selada pelo Filho e vivificada pelo Espírito é um vínculo inquebrável. Deus não quebra alianças e Deus não nos permite pensar em quebrar alianças. O fato é que, se desobedecermos e não aceitarmos as promessas e a vida estipuladas por sua Aliança conosco, então a maldição de sua Aliança se torna uma trágica realidade na vida. Mas Deus não quebra alianças. Repetimos, ele mantém a Aliança, mesmo quando executa sua maldição trazendo separação, julgamento e, finalmente, morte eterna. Deus não quebra aliancas. As Escrituras dizem (Is 50.1) que Deus não se divorcia de seu povo, com

- 48 -

FAMÍLIA: IDEIA DE DEUS!

quem eleja estabeleceu a sua aliança. Pode ser que, por um momento, ele separe seu povo do contexto imediato em que a Aliança foi estabelecida e realizada. Oséias experimentou essa separação quando Gomer o deixou e o mesmo aconteceu com Israel quando foi para o exílio, mas Deus manteve a Aliança, ele trouxe o remanescente de seu povo de volta para que sua Aliança com seu povo pudesse se realizar completamente na vinda

do Senhor Jesus. (

)

Como Deus não se divorcia,

assim marido e mulher não devem se divorciar. Divorciar-se é quebrar o matrimónio da Aliança. Divorciar-se é dizer que a aliança matrimonial não

é um vínculo de ligação para todos os tempos. O divórcio diz que nós podemos nos separar depois de certo tempo e ir para nossos diferentes caminhos por causa de outras opções, devido a desapontamentos, por causa das falhas de um ou de ambos. Mas Deus deixou bem claro nas Escrituras, que o divórcio não é uma opção. O profeta Malaquias afirmou claramente: "Deus odeia isso" (2.16). Referimonos antes a Mateus 19.17, quando Jesus afirma que o divórcio é proibido, e que se naquele tempo foi permitido por Moisés, foi por causa da dureza do coração. O divórcio nunca foi intencionado. O divórcio contraria a pura essência do casamento como uma aliança que nunca deverá ser anulada.

Toca ainda na questão da união sexual e repreende a questão não heterosexual:

Nesse contexto, devemos agora também referirnos ao que lemos nas Escrituras, tanto no Antigo como

- 49 -

Sermões sobre família, pais e relacionamentos, por Daniel Deusdete

no Novo Testamentos. Se casamento é mesmo uma aliança, então as duas partes casadas devem complementar um ao outro fisicamente como homem e mulher fazem. O termo hebreu para o homem descrito em termos físicos é o que entra, e a mulher é referida como aquela que é entrada e assim a união física acontece. Tem de haver esse completar um do outro. A união heterossexual é ordem de Deus. Nenhuma outra união sexual o é.

Sobre a união entre crentes e não-crentes:

Voltemo-nos para Deuteronômio 7 para falar de outro aspecto que Deus requer no casamento. Deus ordenou a seu povo, quando entrou na terra

prometida, que não deveria haver união entre um

filho ou filha da Aliança e um pagão.

questão está clara, não está? Deus diz que qualquer um que estiver num relacionamento de Aliança com ele, que tenha recebido suas promessas e vive de acordo com seus preceitos, que sabe que as bênçãos existem, bem como as

maldições, não é para se unir num relacionamento para toda a vida com alguém que não tem as mesmas convicções religiosas, ou que não é da mesma fé. Uma pessoa submissa a Deus não se une em aliança matrimonial com quem não é submisso.

O Novo Testamento é claro. Não devemos

estar em jugo desigual, seja na adoração, seja na formação de uma família. Deus diz que o casamento é uma aliança e uma aliança liga duas vidas, dois seres que são totalmente um só no Senhor, um só na esperança, um só na fé, um só no amor, e esse casamento da Aliança é o começo e a

A

(

)

( )

- 50 -

FAMÍLIA: IDEIA DE DEUS!

base, a fundação, de acordo com as ordenanças de Deus, da família da Aliança.

Perguntas

"O que os escritores querem dizer quando escrevem a respeito das bases da vida familiar cristã? Serão suficientes as referências a regras, métodos, significados, alvos e bênçãos? O que deve nos motivar? Quais são os reais propósitos da família? Como a família deve realmente se encaixar na sociedade do mundo moderno?"

A

bíblia na

Nós podemos pegar aquele que, geralmente,

perspectiva

exemplarista não nos fornece bons exemplos de

é conhecido como o caminho dos exemplos.

Teologicamente,

ele

é chamado de

Perspectiva Exemplarista.

famílias

Se seguirmos por esse caminho, olharemos para exemplos bíblicos de família.

A

bíblia, no

Nós temos lido muito, falado com muita gente, aconselhado, ouvido, tentado dar orientação, e temos aprendido através de todo o nosso trabalho que é a Bíblia que nos dá a receita do entendimento da família.

Precisamos ir até a Bíblia! Ela nos dá a revelação de Deus como ela veio a nós no curso da história.

entanto, dá a receita no que concerne ao que Deus planejou sobre a família

Essa revelação está sempre se desdobrando, sempre progredindo, sempre na parte crucial da vida, sempre guiando, dirigindo, sustendo, corrigindo e avisando as pessoas.

- 51 -

 

Sermões sobre família, pais e relacionamentos, por Daniel Deusdete

A

Bíblia é o registro da revelação de Deus.

Ela nos revela como Deus lidou com Israel, como ele nos deu Cristo e o resultado da obra de Cristo na Terra.

A Bíblia é, em primeiro lugar e acima de tudo, o registro da revelação que nos informa qual era o plano de Deus, quais eram os alvos de Deus e o que Deus prescreve para a família.

A família da aliança

Não estamos preparados para aceitar o conceito bíblico da família tradicional como burguesa.

Nós vamos chamá-la como a Bíblia a chama e nos faz crer de todo o coração que ela seja a família tradicional é a família da Aliança.

Essa família da Aliança, nós cremos, é a

ideia de Deus para todos os tempos, para

todas as sociedades e

em

todas

as

circunstâncias

Conceito de aliança palavras chave: vínculo, amor , vida, soberania

A

Aliança, portanto, é um vínculo de amor

real, de vida de amor caracterizada pelo relacionamento indestrutível entre duas partes, especialmente no contexto bíblico, entre Deus e os seres humanos.

 

A

Aliança é soberanamente administrada e

quando Deus fez aliança, como, por exemplo, com Abraão, ele disse: "Eu sou o Deus Todo-poderoso; anda na minha

- 52 -

FAMÍLIA: IDEIA DE DEUS!

presença e sê perfeito.

 

Guardarás a minha aliança, tu e a tua descendência no decurso das suas gerações" (Gn 17.1, 9).

Quando Deus faz uma aliança, ele não somente estabelece um relacionamento entre ele mesmo e aqueles que refletem a sua imagem, mas ele usa esse relacionamento como um recurso administrativo.

Deus

leva adiante a sua vontade,

o

seu

plano,

o

seu

propósito

na

criação

e

na

redenção.

 

Ele sempre faz isso nesse relacionamento de vida de amor e amor vivo e assim, a ligação amor-vida se torna a maneira e o caminho de Deus administrar tudo o que ele criou e, especialmente, mostra o que ele pretende fazer com a humanidade e em favor dela.

Repetidamente, lemos na Escritura sobre o casamento entre Deus e seu povo (Ez 16.816; Jr 3.14; 31.32).

Os profetas afirmam que Deus diz para o seu povo: "Eu sou o seu marido".

A aliança assumida por Deus com Abraão e mais tarde com os descendentes de Abraão tem sido citada como um casamento (Êx 2).

Esta é a razão de os profetas falarem do casamento entre Deus e o seu povo.

Quando nos voltamos para o Novo

- 53 -

Sermões sobre família, pais e relacionamentos, por Daniel Deusdete

 

Testamento, lemos que Cristo é o noivo e o seu povo é a noiva (Ap 21.2,3; 22.17 ).

Algo ainda precisa ser acrescentado.

Assim como um casamento entre homem e mulher é solenemente estabelecido numa relação de amor e vida, também é uma aliança que os une.

Então o casamento é uma representação, uma expressão do cumprimento do vínculo amor-vida entre Deus e seu povo.

Significado de

Há tantos significados e muito a ser estudado e isso é papel do psicólogo, do sociólogo e outros. Nesta pregação não falaremos nem abordaremos esses outros conceitos, principalmente devido ao tempo que temos para transmitirmos o recado de Deus.

família

Significado bíblico de família

Aqui sim, vamos nos aventurar com maior rigor.

- 54 -

FAMÍLIA: IDEIA DE DEUS!

SERMÃO III

HONRA A TEU PAI E A TUA MÃE DT 5:16 7

7 Sermão pregado na Congregação Presbiteriana de Samambaia, em 21/03/2010, Pastor:

Rev. Carlos Roberto Araújo. Endereço: QN 425 Conjunto D Lote 01, Samambaia Norte.

- 55 -

Sermões sobre família, pais e relacionamentos, por Daniel Deusdete

Preâmbulo

Meu principal objetivo em minhas oportunidades de prédicas é tão-somente ser um instrumento de Deus para falar a palavra de Deus ao povo de Deus. Eu quero somente ser o vaso que o Oleiro utiliza da forma que Ele quer! Hoje, também, terei uma outra oportunidade de pregar aqui nesta amada igreja do Senhor Jesus Cristo.

Eu não estou a fim de brincar com Deus nem com as coisas do

Reino de Deus e de sua Justiça. Já que Deus está me levantando e me capacitando a cada dia, de minha parte eu quero sempre fazer

o meu melhor buscando enquanto eu puder, ser um canal, um

instrumento que Deus de fato usa para edificar o seu corpo a igreja.

A data de hoje, 21 de Março (domingo), é uma data interessante

na história. Nos anos não bissextos, ela é o 80º dia do ano, restando portanto, 245 dias para o final do ano. Alguns desses eventos são: a) Primeira celebração da Santa Ceia num culto protestante no Brasil, ministrada pelo pastor genebrese Pierre Richier e seu auxiliar Guillaume Chartier; b) Começa o III Reich; Em 1933; c) EM 753 a.C. - Fundada a cidade de Roma, hoje capital da Itália; d) 1919 - A República Soviética é proclamada; e) 1944 - A Força Expedicionária Brasileira conquista as cidades italianas de Zocca e Montalto durante a II Guerra Mundial; f) 1960 - Brasília é inaugurada como capital brasileira; g) aniversários de: Johann Sebastian Bach (1685-1750), músico alemão; Aírton Senna (1960-1994), piloto de f-1 brasileiro e tantos outros, inclusive alguns parentes.

No entanto, o tema de nossa meditação é o quinto mandamento escrito em Êxodos: Honra a teu pai e a tua mãe, para que se prolonguem os teus dias na terra que o SENHOR teu Deus te dá.(Ex 20:12). Usarei de referência a interpretação de Moisés em

- 56 -

FAMÍLIA: IDEIA DE DEUS!

Deuteronômio: “Honra a teu pai e a tua mãe, como o SENHOR teu Deus te ordenou, para que se prolonguem os teus dias, e para que te vá bem na terra que te dá o SENHOR teu Deus.” (Dt 5:16).

Estrutura do sermão

Texto

Deuterônomio 5:16

ICT (*)

Moisés está falando ao povo sobre o quinto mandamento e explicando que devemos obedecer a Deus quando este nos diz para honrarmos pai e mãe e que assim fazendo, prolongaremos nossos dias na terra e tudo nos irá bem.

 

Se

queremos vida longa e prosperidade, devemos

buscar a obediência ao mandamento do Senhor de

Tese

honrar pai e mãe. Muitos estão correndo de um lado para o outro em busca da vida longa e da prosperidade e está pode estar oculta numa simples bênção dos pais e não na desenfreada corrida pela vida.

Título

Honra a teu pai e a tua mãe

 

As divisões:

 

1. Entendendo os mandamentos

Divisões

2. Deus falou

3. Os 10 mandamentos e os relacionamentos

4. O quinto mandamento

Obs.

A

finalidade desta meditação é despertar no

ouvinte a importância de dar atenção aos

- 57 -

Sermões sobre família, pais e relacionamentos, por Daniel Deusdete

 

mandamentos de Deus, em especial, a este quinto mandamento. Há quem diga que é o quarto e não

o

quinto. Não entrarei na questão desse mérito.

Um outro objetivo seria demonstrar que o desprezo aos mandamentos, em especial o desse mandamento, é sinal de que a nossa tão sonhada bênção pela qual lutamos e nos esforçamos tanto será retardada e até, quem sabe, anulada. Com Deus não se brinca!

 

( ) Evangelístico: assumir o compromisso de entregar a vida a Jesus. ( ) Devocional: vivenciar maior aproximação com

o

Senhor.

) Missionário: consagrar-se cada vez mais ao Senhor e à sua causa.

(

PB (*)

(x)

Ético: relacionar-se com o próximo, movido

pelo amor.

(x)

Pastoral: confiar no conforto que só em Jesus

é

encontrado.

( ) Doutrinário: conhecer e viver as doutrinas da

Palavra de Deus

(*) ICT = Ideia Central do Texto e PB = Propósito Básico (Jilton Moraes Homilética Do Púlpito ao Ouvinte. Ed. Vida).

Introdução

Eu sou pai de filhos maravilhosos! Digamos que eu sou um “sortudão”, pois meus filhos, são de fato bênção pura. Tenho dois adolescentes que o mundo chama insanamente de “aborrecentes”. Sinto-me tremendamente honrado e não merecedor dos filhos que tenho. Na verdade o termo “meu” nem é apropriado, pois eles são é de Deus e estão conosco por um tempo que Deus designou para estar conosco. Amanhã, continuaremos, se Deus quiser.

- 58 -

FAMÍLIA: IDEIA DE DEUS!

1. Entendendo os mandamentos

Neste pequeno estudo dos mandamentos de Deus, com ênfase no quinto deles, não posso deixar de citar muitas das ideias constantes do livro que estou tendo o prazer de ler e estudar:

Criação e Consumação (From Creation To Consummation), Vol. 1 O Reino, a Aliança e o Mediador ed. Cultura Cristã. Gerard Van Groningen.

Em seu estudo exegético ele procura relacionar os mandamentos com os mandatos espiritual, social e cultural. Assim, divide os 10 mandamentos em 3 conjuntos. O primeiro conjunto dos mandamentos vai do mandamento primeiro até o quarto que, em síntese, apresenta como deve ser a nossa relação com Deus.

As ideias principais são de que Deus é único, sem igual ou concorrente e portanto deve ocupar sempre e em todo tempo o primeiro lugar. Deus não aceita concorrente nem é sábio colocarmos algo no lugar destinado a Deus em nossas vidas. Ele deve ocupar sempre o primeiro lugar, o primeiro pensamento em tudo e em todas as coisas que vier às nossas mãos para fazê-lo.

Há muitas pessoas que realmente não adoram ídolos nem tem outros deuses aos quais se curvam e lhe dirigem orações, mas em seu coração a realidade é bem outra. O maior exemplo de outros deuses que adoramos de forma secreta é, por exemplo, o dinheiro. Se bem que não é bem em si o dinheiro, mas a riqueza, a capacidade de adquirir coisas mediante troca. O dinheiro não é a riqueza, mas a sua representação.

Tudo aquilo que puder ou tiver a capacidade de substituir a Deus em nossos corações está ocupando um lugar que deveria estar destinado exclusivamente ao Senhor. Não existe vida fora de Deus. Não podemos ser auto existentes. Nossa vida, de qualquer forma, sempre é dependente de Deus. Ao tentarmos excluir Deus

- 59 -

Sermões sobre família, pais e relacionamentos, por Daniel Deusdete

de

nossas vidas ou tentarmos substituí-lo por algo, esse algo torna-

se

objeto de nossa adoração.

Às vezes não é a riqueza que está ocupando o lugar de Deus, mas alguém, ou mesmo um hábito, uma mania ou qualquer outra coisa.

O não terá outros deuses diante de mim não é uma ação exigida

para satisfazer a divindade, antes é para preservar na criatura a imagem da divindade. Sem Deus nada somos.

Bem, vejamos o que encontramos em Deuteronômio, capítulo 5. Mantenham a sua Bíblia aberta, pois iremos navegar muito em suas águas. Estas são verdadeiras águas nas quais mergulhamos e jamais morremos afogados. Ela saceia a nossa sede, mata a nossa fome, revigora nosso ser, refrigera nossa alma, lubrifica nossas juntas, purifica nosso corpo, limpa nossas mente, dá vida ao nosso espírito e aumenta a nossa fé. Aleluias!

A Palavra de Deus é o meio escolhido por Deus para revelar ao

homem a sua vontade. Estudá-la e nela meditar é essencial para àqueles que são chamados pelo Senhor para uma vida de santidade como filhos benditos de Deus. Se você é da família de Deus, você deve honrar e amar a sua palavra para que tudo te vá bem nesta terra. Se alguém a rejeitar, melhor seria amarrar ao seu pescoço uma mó de azenha, e se submergisse na profundeza do mar” (Mt

18:6).

Desculpem o exagero, mas a ênfase é importante. A título de esclarecimentos, a mó de azenha ou pedra de moinho era uma pedra enorme e circular que era movida por um asno que a girava sobre outra pedra semelhante com o fim de moer o grão. Eu estou afirmando em bom e alto som que a vida está na Palavra de Deus e a morte fora dela. Vamos, então, meditar em Deuteronômio 5:

2. Deus falou

- 60 -

FAMÍLIA: IDEIA DE DEUS!

1 E chamou Moisés a todo o Israel, e disse-lhes: Ouve, ó Israel, os estatutos e juízos que hoje vos falo aos ouvidos; e aprendê-los-eis, e guardá-los-eis, para os cumprir.

2 O SENHOR nosso Deus fez conosco aliança em Horebe.

3 Não com nossos pais fez o SENHOR esta aliança, mas conosco, todos os que hoje aqui estamos vivos.

4 Face a face o SENHOR falou conosco no monte, do meio do fogo

5 Naquele tempo eu estava em pé entre o SENHOR e vós, para vos notificar a palavra do SENHOR; porque temestes o fogo e não subistes ao monte), dizendo:

6 Eu sou o SENHOR teu Deus, que te tirei da terra do Egito, da casa da servidão;

Gerard Van Groningen comenta tão bem este episódio em suas análises exegéticas. Ele afirma que Deus falou. Nós lemos e relemos, meditamos, escrevemos e não percebemos o que é Deus falar. Deus falou! Foi realmente um ato teofânico de proporções gigantescas, pois sua voz foi ouvida e testemunhada por mais de 5 milhões de pessoas.

Do meio do fogo, face a face, no monte, o Senhor, disse Moisés, falou conosco! Eu imagino a cena que também o autor de Hebreus

relata com propriedade e assombro afirmando quão terrível é Deus

e que com ele devemos ter cuidado e temê-lo sempre para o nosso bem.

18 Porque não chegastes ao monte palpável, aceso em fogo, e à escuridão, e às trevas, e à tempestade, 19 E ao sonido da trombeta, e à voz das palavras, a qual os que a ouviram pediram que se lhes não falasse mais; 20 Porque não podiam suportar o que se lhes mandava: Se até um animal tocar o monte será apedrejado ou passado com um dardo. 21 E tão terrível era a visão, que Moisés disse: Estou todo assombrado, e tremendo.(Hb 12: 18-21).

Dá para imaginar a cena que deixou Moisés assombrado e tremendo? Se Moisés estava assim, como não estavam o povo em número de uns 5 milhões de pessoas? Eu acho que toda a natureza

- 61 -

Sermões sobre família, pais e relacionamentos, por Daniel Deusdete

ali estava constrangida e assustada. Os animais, as árvores, os pássaros, tudo estava tremendo de medo e de pavor pela manifestação teofânica. O próprio povo, depois pediu que Deus jamais falasse desse jeito com eles novamente e Deus gostou disso dizendo que bom seria se o temessem sempre desse jeito.

Depois dessa teofania onde o povo, Moisés e todos ficaram assustados com a aparição e fala do Senhor do meio do fogo, nós meditaremos no que falou Deus. Nosso objetivo como já assumido é o destaque ao quinto mandamento, por isso apenas comentaremos de leve cada mandamento sem entrarmos em grande detalhes.

3. Os dez mandamentos e os relacionamentos

Iremos, didaticamente, dividir os 10 mandamentos em 3 conjuntos. O primeiro bloco contendo 4 mandamentos é aquele relacionado ao nosso relacionamento vertical, isto é, com Deus. Vejamos o que diz as Escrituras:

“7 Não terás outros deuses diante de mim; 8 Não farás para ti imagem de escultura, nem semelhança alguma do que há em cima no céu, nem em baixo na terra, nem nas águas debaixo da terra; 9 Não te encurvarás a elas, nem as servirás; porque eu, o SENHOR teu Deus, sou Deus zeloso, que visito a iniqüidade dos pais nos filhos, até à terceira e quarta geração daqueles que me odeiam. 10 E faço misericórdia a milhares dos que me amam e guardam os meus mandamentos. 11 Não tomarás o nome do SENHOR teu Deus em vão; porque o SENHOR não terá por inocente ao que tomar o seu nome em vão. 12 Guarda o dia de sábado, para o santificar, como te ordenou o SENHOR teu Deus. 13 Seis dias trabalharás, e farás todo o teu trabalho. 14 Mas o sétimo dia é o sábado do SENHOR teu Deus; não farás nenhum trabalho nele, nem tu, nem teu filho, nem tua filha, nem o teu servo, nem a tua serva, nem o teu boi, nem o teu jumento, nem animal algum teu, nem o estrangeiro que está dentro de tuas portas; para que o teu servo e a tua serva descansem como tu; 15 Porque te lembrarás que foste servo na terra do Egito, e que o SENHOR teu Deus te tirou dali com mão forte e braço estendido; por isso o SENHOR teu Deus te ordenou que guardasses o dia de sábado.”

- 62 -

FAMÍLIA: IDEIA DE DEUS!

Como já salientado, não entraremos no mérito de cada mandamento, caso haja interesse em ver uma explicação breve de cada um deles, recomendamos a leitura do Catecismo de Heidelberg. Gerard Van Groningen os associa aos mandatos espiritual, social e cultural, dizendo que os primeiros quatro mandamentos se relacionam diretamente à comunhão, os de cinco a sete ao social, e os de oito a dez aos mandatos culturais.

Nas próprias palavras de Groningen: “Os primeiros quatro mandamentos falam da consideração do povo ao próprio Deus Yahweh. (1) Ele, e somente ele, é Deus. (2) A adoração dele deve refletir seu caráter como espiritual, eterno, onipresente, santo, majestoso e glorioso. (3) Honrar a ele é exigido em todos os aspectos da vida--seu nome, pessoa, e ser devem ser reconhecidos e honrados em todos os relacionamentos e atividades. (4) Tirar tempo para exercer o relacionamento amoroso abstendo-se de atividades culturais é de grande valor para a vida e serviço pactuais.

Como é delicioso navegar nas águas do Espírito Santo principalmente quando a sua palavra exalta a majestade, o poder, a glória, o reino e o domínio do Senhor. Eu confesso que fico totalmente tomado de alegria e regozijo. Aleluias! Acabamos de ver apenas um pequenino detalhe dos 4 primeiros mandamentos e agora iremos ver os demais:

16 Honra a teu pai e a tua mãe, como o SENHOR teu Deus te ordenou, para que se prolonguem os teus dias, e para que te vá bem na terra que te dá o SENHOR teu Deus. 17 Não matarás. 18 Não adulterarás. 19 Não furtarás. 20 Não dirás falso testemunho contra o teu próximo.

Este conjunto aborda os aspectos sociais e envolvem do mandamento 5° ao 7° onde a ênfase, nitidamente, é o social. Aqui podemos perceber que devemos ser seres que se relacionam uns com os outros relação horizontal.

- 63 -

Sermões sobre família, pais e relacionamentos, por Daniel Deusdete

Nesse relacionamento deve sobrar o respeito, o amor a vida, o carinho, o perdão e a comunhão.

Quem afirma em alto e bom som que conhece a Deus a quem não vê, mas aborrece a seu irmão a quem vê, é tido por mentiroso. Aquele que diz que está na luz, e odeia a seu irmão, até agora está em trevas.” (I Jo 2:9); “Se alguém diz: Eu amo a Deus, e odeia a seu irmão, é mentiroso. Pois quem não ama a seu irmão, ao qual viu, como pode amar a Deus, a quem não viu?” (I Jo

4:20).

Voltando às palavras benditas de Groningen: (5) A família, a unidade básica na sociedade, deve ser preservada; os pais devem realizar suas responsabilidades de forma honrada a fim de que os filhos possam reconhecer seu papel e autoridade com amor, respeito e submissão espontânea. (6) A vida de todas as pessoas deve ser considerada como um presente dado por Deus; ela deve ser mantida adequadamente e protegida em todas as situações. (7) O dom e potencial maravilhosos para a procriação deve ser considerado como uma dádiva especial de Deus, pela qual a humanidade pode associar-se com Deus Yahweh para gerar e dar à luz uma nova vida.

O próximo conjunto e o último dos três blocos dos mandamentos abordam os aspectos culturais.

Novamente Groningen: “Os últimos três mandamentos, enquanto tem implicações de longo alcance para o mandato de comunhão espiritual e social, endereça uma extensão ampla da vida humana no mundo natural e cultural. (8) A dádiva das possessões materiais não deve ser abusada ou violada. (9) O sistema judicial requer uma consideração honesta e respeitosa do próximo; todos devem ser considerados portadores de imagem de Deus em todas as circunstâncias, particularmente quando as dificuldades surgirem entre as pessoas e quando crimes forem cometidos. (10)

- 64 -

FAMÍLIA: IDEIA DE DEUS!

O respeito pelo privilégio de propriedade, em todas as dimensões da vida, deve ser mantido. A cobiça é um ato pessoal profundo; ela surge do coração e pode afetar as atitudes com relação às outras pessoas e suas bênçãos, uma exaltação da própria pessoa sobre as outras, e rebelião contra o governo sábio de Yahweh em tudo da vida

Nos lembra G. V. Groningen que embora divididos em 10 e agrupados didaticamente em três grupos, os mandamentos representam os aspectos de nossa vida que deve ser integral e não desfacelada.

Quem rompe um único dos mandamentos está pecando contra todos os outros. Somos seres que devemos nos interagir com Deus, com os homens e com os nossos talentos. Ninguém vive numa ilha isolado.

Mais uma vez Groningen: “No entanto, deve ser lembrado que, enquanto os três mandatos pactuais criacionais são distintos, nenhum deles pode ser considerado de forma isolada dos outros dois. Vida pactual do reino é integrada, cada aspecto influenciando o outro.

Quando um mandato é violado, os outros dois também são a uma extensão surpreendente. Violações culturais infringem os mandatos de comunhão espiritual/moral; violações da comunhão afetam profundamente os outros dois. Por exemplo, uma violação na vida social, freqüentemente causada por uma violação no cultural, distancia o violador do Senhor

É interessante notarmos que Calvino dizia que há três questões básicas da vida que necessitam ser tratadas de imediato:

1) como uma pessoa se relaciona com Deus. 2) como uma pessoa se relaciona com outras pessoas.

- 65 -

Sermões sobre família, pais e relacionamentos, por Daniel Deusdete

3) como uma pessoa que se relaciona com Deus e com as outras pessoas se relacionam com o mundo criado por Deus.

Quanto a esses relacionamentos Abraham Kuyper ( 1837/1920) faz a seguinte colocação em seu livro CALVINISMO:

Resumo dos Três Primeiros Relacionamentos: Assim, é demonstrado que o Calvinismo tem um ponto de partida claramente definido para as três relações fundamentais de toda existência humana próprio: a saber, nossa relação com Deus, com o homem e com o mundo.

Para nossa relação com Deus: uma comunhão imediata do homem com o Eterno, independentemente do sacerdote ou igreja.

Para a relação do homem com o homem: o reconhecimento do valor humano em cada pessoa, que é seu em virtude de sua criação conforme a semelhança de Deus, e portanto da igualdade de todos os homens diante de Deus e de seu magistrado.

E para nossa relação com o mundo: o reconhecimento que no mundo inteiro a maldição é restringida pela graça, que a vida do mundo deve ser honrada em sua independência, e que devemos, em cada campo, descobrir os tesouros e desenvolver as potências ocultas por Deus na natureza e na vida humana.

Isto justifica plenamente nossa declaração de que o Calvinismo deve responder as três condições acima mencionadas, e assim está incontestavelmente autorizado a tomar sua posição ao lado do Paganismo, Islamismo, Romanismo e Modernismo, e a reivindicar para si a glória de possuir um princípio bem definido e um sistema de vida abrangente.” (CALVINISMO, de Abrahan Kuyper).

4. O quinto mandamento

- 66 -

FAMÍLIA: IDEIA DE DEUS!

Agora que já fizemos uma rápida passagem pelos 10 mandamentos e vimos muito, mas muito mesmo superficialmente a importância dos relacionamentos vertical, horizontal e circular, vamos meditar um pouco agora no quinto mandamento, conforme

está registrado em DT 5:16: “16 Honra a teu pai e a tua mãe, como o SENHOR teu Deus te ordenou, para que se prolonguem os teus dias, e para que te vá bem na terra que te dá o SENHOR teu Deus.”.

O Senhor nos ordena a honrar o pai e a mãe para que:

Se prolonguem os nossos dias (vida longa!);

Para que te vá bem na (prosperidade!).

Eu sei que muitos poderiam alegar como o próprio Russel Shedd em seus comentários que isso comentou Moisés aplicando ao povo de Israel da época que estavam para conquistar a Canaã, mas eu encontro nisso uma aplicação mais abrangente que envolve não somente a aplicação da época como uma que se estende a todos aqueles que foram nascidos de mulher. É o que Paulo, na carta aos Efésios, comenta como o primeiro mandamento com promessa Ef 6:2.

terra que te dá o Senhor teu Deus

Algum hipócrita poderia perguntar o que é honrar pai e mãe ou como honrar pai e mãe? Será que se faz necessário entrarmos no mérito? Eu não preciso explicar nadinha para ninguém, pois todos sabemos se estamos ou não honrando aos nossos pais. Você tem honrado aos seus pais? Ou tem enrolado? Honrado ou enrolado?

Como já dissemos tem muita gente correndo, trabalhando, se esforçando, ficando até tarde envolvido com afazeres, reuniões, planos, estratégias. Estão tão absorvido em atividades que já se esqueceu daqueles que Deus lhes confiou para com ele andar. Você sabia que a tua tão esperada bênção pode estar na distância

- 67 -

Sermões sobre família, pais e relacionamentos, por Daniel Deusdete

de apenas uma bênção de teu pai e você anda de um lado para o outro procurando por ela?

Trabalha duro. Estuda. Gasta. Investe. Procura amizades, envolvimento com políticos e amigos influentes. Ora, jejua, lê a bíblia, não falta aos cultos, devolve o dízimo, investe na obra missionária, mas não honra a seu pai nem a sua mãe. De repente, Deus escondeu a tua bênção nas mãos debilitadas e até fraquinhas de teu pai ou mãe e você a rejeita!

Honrar ao pai e a mãe é ter, no mínimo, respeito pela pessoa que eles representam. É parar de vez enquando a sua rotina maluca de vida e dar-lhe atenção. É se importar de verdade. É abraçar e tolerar algumas de suas manias e jeitos. É ouvi-lo, ainda que as histórias sejam repetidas. É dar presentes. É passear e caminhar com ele. É descansar em seus braços e receber carinho. É beijar. É amar. É fazer a sua vontade. É antecipar a sua necessidade e desejo e procurar surpreendê-lo. É extrair dele, do íntimo de seu ser, um sorriso. Eu resumiria tudo isso em ATENÇÃO, RESPEITO, EDUCAÇÃO, CARINHO E AFETO. Faça ao seu pai e a sua mãe o que você gostaria que o seu filho fizesse a ti.

Está escrito: “Deuteronômio 27:16: Maldito aquele que desprezar a seu pai ou a sua mãe. E todo o povo dirá: Amém!”. E tem mais: “Exodo 21: 15 Quem

ferir seu pai ou sua mãe será morto. (

)

17 Quem amaldiçoar seu pai ou sua

mãe será morto.”. também no livro de Provérbios iremos encontrar muitas citações que nos advertem a honrarmos pai e mãe.

Quem não honra a seu pai que está na terra a quem tem a oportunidade de vê-lo todos os dias e com ele ter contato, como poderá honrar a seu Pai que está nos céus ao qual não vê. Como podes tu dizer que ama o Senhor e ainda ora: Aba, Pai; Paizinho querido; Papai; Pai que está nos céus, etc?

Vamos meditar um pouco em algumas passagens bíblicas relevantes para o nosso tema:

- 68 -

FAMÍLIA: IDEIA DE DEUS!

20 Vós, filhos, obedecei em tudo a vossos pais, porque isto é agradável ao Senhor. 21 Vós, pais, não irriteis a vossos filhos, para que não percam o ânimo.” (Cl 3:20,21).

1 Vós, filhos, sede obedientes a vossos pais no Senhor, porque isto é justo. 2 Honra a teu pai e a tua mãe, que é o primeiro mandamento com promessa;3 Para que te vá bem, e vivas muito tempo sobre a terra. 4 E vós, pais, não provoqueis à ira a vossos filhos, mas criai-os na doutrina e admoestação do

Senhor.(Ef 6: 1-4).

Percebe-se a preocupação de Paulo com este relacionamento em especial envolvendo pais e filhos. Poderíamos assemelhá-lo ao nosso relacionamento também com Deus, sendo este, nosso Pai maior. Há obrigações e deveres tanto aos pais quanto aos filhos. O Pai celeste tranferiu ao pai terrestre o cuidado, a atenção, o carinho, o amor e o dever de educação. Não estamos criando filhos para nós, mas são de Deus e estão conosco por um tempo. Na verdade são filhos de Deus que irão crescer e cumprirem seus respectivos papéis na sociedade (mandato cultural).

O pai terrestre não pode exagerar em sua disciplina em seu cuidado, mas deve ter respeito. A atitude de respeito deve ser geral e em todos os níveis. Quem tem respeito pelo seu próximo sem preconceitos, será também respeitado. Não despreze os homens pelas suas aparências, posses, culturas ou jeito de ser. A todos devemos o respeito devido.

9 E dizia-lhes: Bem invalidais o mandamento de Deus para guardardes a vossa tradição. 10 Porque Moisés disse: Honra a teu pai e a tua mãe; e quem maldisser, ou o pai ou a mãe, certamente morrerá. 11 Vós, porém, dizeis: Se um homem disser ao pai ou à mãe: Aquilo que poderias aproveitar de mim é Corbã, isto é, oferta ao Senhor; 12 Nada mais lhe deixais fazer por seu pai ou por sua mãe, 13 Invalidando assim a palavra de Deus pela vossa tradição, que vós ordenastes. E muitas coisas fazeis semelhantes a estas.” (Mc 7: 9-13).

Devemos também ter cuidado com nossas tradições e aparências querendo demonstrar que nosso zelo é maior do que o de qualquer

- 69 -

Sermões sobre família, pais e relacionamentos, por Daniel Deusdete

outro. Os fariseus cometeram este erro ao atribuírem à intenção de Deus algo que Deus não disse nem pediu. Para se justificarem, deixaram de honrar ao pai e a mãe que Deus pediu por já terem feito ofertas ao templo.

Você não pode deixar de honrar e de respeitar seu pai e mãe porque está fazendo a obra de Deus. Que obra de Deus é esta que é maior do que a Palavra de Deus, seus mandamentos, que dizem que devemos honrar o pai e a mãe?

A obra de Deus é esta: que creias em Jesus Cristo. “28 Disseram-

lhe, pois: Que faremos para executarmos as obras de Deus? 29 Jesus respondeu, e disse-lhes: A obra de Deus é esta: Que creiais

naquele que ele enviou.” (João 6:28,29).

Aqui ou onde esta mensagem estiver chegando e alcançando poderá haver relacionamentos entre pais e filhos que estão afetados por mágoas, dores, ignorâncias e obstinações recíprocas. Eu sei o quanto é difícil tratar de certas coisas quando o relacionamento alcançou um patamar que não deveria, mas a Palavra de Deus foi ministrada e ela não foi trazida ao seu coração para pressioná-lo para o mal, antes para que haja cura.

Talvez você não possa perdoá-lo (pais e filhos; filhos e pais) e no seu entender acabou, no entanto o Espírito anto está aqui para te ajudar e vai te dar a vitória e você irá se admirar, pois também Deus é um estrategista por excelência. Pai e mãe, jamais desista de seu relacionamento de amor e vida com seu filho. Filho ou filha, jamais desista de seu relacionamento de amor, de vida e de paz com seus pais.

Conclusão

A palavra de Deus ministrada está realizando seu processo de

cura, logo não temas. Crê somente. Vamos encerrar com o restante da leitura do capítulo 5 de Deuteronômio:

- 70 -

FAMÍLIA: IDEIA DE DEUS!

22 Estas palavras falou o SENHOR a toda a vossa congregação no monte, do meio do fogo, da nuvem e da escuridão, com grande voz, e nada acrescentou; e as escreveu em duas tábuas de pedra, e a mim mas deu.

23 E sucedeu que, ouvindo a voz do meio das trevas, e vendo o monte ardendo

em fogo, vos achegastes a mim, todos os cabeças das vossas tribos, e vossos anciãos;

24 E dissestes: Eis aqui o SENHOR nosso Deus nos fez ver a sua glória e a

sua grandeza, e ouvimos a sua voz do meio do fogo; hoje vimos que Deus fala

com o homem, e que este permanece vivo.

25 Agora, pois, por que morreríamos? Pois este grande fogo nos consumiria;

se ainda mais ouvíssemos a voz do SENHOR nosso Deus morreríamos.

26 Porque, quem há de toda a carne, que ouviu a voz do Deus vivente falando

do meio do fogo, como nós, e ficou vivo?

27 Chega-te tu, e ouve tudo o que disser o SENHOR nosso Deus; e tu nos dirás

tudo o que te disser o SENHOR nosso Deus, e o ouviremos, e o cumpriremos.

28 Ouvindo, pois, o SENHOR as vossas palavras, quando me faláveis, o

SENHOR me disse: Eu ouvi as palavras deste povo, que eles te disseram; em tudo falaram bem.

29 Quem dera que eles tivessem tal coração que me temessem, e guardassem

todos os meus mandamentos todos os dias, para que bem lhes fosse a eles e a

seus filhos para sempre.

30 Vai, dize-lhes: Tornai-vos às vossas tendas.

31 Tu, porém, fica-te aqui comigo, para que eu

todos os

mandamentos, e estatutos, e juízos, que tu lhes hás de ensinar, para que

cumpram na terra que eu lhes darei para possuí-la.

32 Olhai, pois, que façais como vos mandou o SENHOR vosso Deus; não vos

desviareis, nem para a direita nem para a esquerda.

33 Andareis em todo o caminho que vos manda o SENHOR vosso

Deus, para que vivais e bem vos suceda, e prolongueis os dias na terra que haveis de possuir.” (Dt 5: 1- 33 ARA).

A DEUS TODA A GLÓRIA!

a

ti

te

diga

- 71 -

Sermões sobre família, pais e relacionamentos, por Daniel Deusdete

- 72 -

FAMÍLIA: IDEIA DE DEUS!

SERMÃO IV

O RELACIONAMENTO É UMA CONSTRUÇÃO! 8

8 Sermão pregado PREGAÇÃO NA IGREJA DO MONTE em 28/07/2012. Pastor Presidente: Pr. Jorge Neves da Mata e Elizete Maria Lucas. Endereço: QR 316 Conjunto 4 Lojas 4/5 - Samambaia Sul/DF - CEP: 72.308-604.

- 73 -

Sermões sobre família, pais e relacionamentos, por Daniel Deusdete

Saudações, agradecimentos e apresentações

Bom dia a todos com a gloriosa paz do Senhor.

Estamos muito felizes de podermos estar aqui nesta manhã com os amados irmãos da Igreja do Monte. Pelo que temos visto por ai é uma igreja sábia por causa de sua dedicação à oração e à palavra

de Deus!

Agradecemos, de coração, ao convite do Espírito Santo de Deus para estarmos hoje, juntos, meditando na Palavra de Deus.

Agradecemos a indicação da irmã Socorro do MP da Ceilândia, amiga de minha amada esposa Jucilene.

Agradecemos aos pastores titulares e as evangelistas da Igreja do Monte por acreditarem que Deus vai falar nesta manhã pela nossa instrumentalidade.

Quem somos nós:

Eu me chamo Daniel Deusdete. Trabalho nos Correios e Telégrafos, na Administração Central. Sou teólogo, mas ainda estudo teologia no Seminário Presbiteriano de Brasília. Frequentamos a Igreja Presbiteriana de Taguatinga, chamada “Primeirona”, cujo pastor titular é o Pastor Sabino e a Igreja Batista Ebenézer, pastor titular, Jeová de Aquino.

Minha esposa:

Eu me chamo Jucilene. Como meu marido falou, trabalho junto com a minha amiga Socorro em outro setor, mas no mesmo ambiente de trabalho, no Ministério Público do Distrito Federal e Territórios. Eu sou serva do Senhor, formada em psicologia e pós- graduada em psicologia jurídica. Estamos aqui juntos para sermos instrumentos de Deus a abençoarem os amados irmãos.

O tema que o Espírito Santo de Deus nos deu para compartilhar

com ao amados irmãos é “O RELACIONAMENTO É UMA

- 74 -

FAMÍLIA: IDEIA DE DEUS!

CONSTRUÇÃO”. Vire para seu vizinho e diga para ele repetir bem alto: - O RELACIONAMENTO É UMA CONSTRUÇÃO.

De volta à palavra para Daniel Deusdete.

Queridos essa história de “virar-se e dizer ao seu vizinho” me lembrou uma historinha interessante:

- havia um sábio que vivia numa montanha onde todas as pessoas

daquela região seguiam e havia um discípulo mais chegado que em um determinado dia, antes da morte do sábio, resolveu fazer- lhe uma pergunta importante sobre a vida e perguntou-lhe:

- mestre o que é a vida? O sábio parou, refletiu e logo lhe respondeu: filho, a vida é um rio.

Aquele discípulo ficou tão encantado que começou a passar aquele conceito para todas as pessoas que conhecia e a informação foi indo de vizinho a vizinho e todos se admiravam com aquilo “A vida é um rio!”.

Até que a informação chegou a um simples camponês que resolveu perguntar. Tudo bem, é bonito, a vida é um rio, mas por que a vida é um rio?

E assim aquela pergunta voltou pelo caminho de ida até chegar

naquele primeiro discípulo que andava perto do homem sábio que

não resistindo resolveu questionar o homem sábio:

- Mestre por que a vida é um rio?

O sábio lhe respondeu: - filho a vida não é mais um rio!

Vamos repetir mais uma vez então para fixarmos o tema: O RELACIONAMENTO É UMA CONSTRUÇÃO!

Meu Deus já tem gente perguntando porque o relacionamento é uma construção! Tudo bem, explicaremos.

- 75 -

Sermões sobre família, pais e relacionamentos, por Daniel Deusdete

Calma, queridos, diferentemente daquele sábio, não descontruiremos nosso relacionamento porque aqui entre nós há um rio de vida que corre direto do Trono do Pai e vai inundando todo nosso ser gerando vida por onde vai passando.

TEMA: O relacionamento é uma construção!

Leitura Bíblica: Mt 7:24-27

Mateus 7:24 Todo aquele, pois, que ouve estas minhas palavras e as pratica será comparado a um homem prudente [sábio] que edificou a sua casa sobre a rocha;

Mateus 7:25 e caiu a chuva, transbordaram os rios, sopraram os ventos e deram com ímpeto contra aquela casa, que não caiu, porque fora edificada sobre a rocha.

Mateus 7:26 E todo aquele que ouve estas minhas palavras e não as pratica será comparado a um homem insensato que edificou a sua casa sobre a areia;

Mateus 7:27 e caiu a chuva, transbordaram os rios, sopraram os ventos e deram com ímpeto contra aquela casa, e ela desabou, sendo grande a sua ruína.

Pv 9:1-10

Provérbios 9:1 A Sabedoria edificou a sua casa, lavrou as suas sete colunas.

Provérbios 9:2 Carneou os seus animais, misturou o seu vinho e arrumou a sua mesa. [comunhão]

Provérbios 9:3 Já deu ordens às suas criadas e, assim, convida desde as alturas da cidade:

Provérbios 9:4 Quem é simples [simplicidade], volte-se para aqui. Aos faltos de senso diz:

Provérbios 9:5 Vinde, comei do meu pão e bebei do vinho que misturei.

Provérbios 9:6 Deixai os insensatos e vivei; andai pelo caminho do entendimento [entendimento].

Provérbios 9:7 O que repreende o escarnecedor traz afronta sobre si; e o que censura o perverso a si mesmo se injuria.

- 76 -

FAMÍLIA: IDEIA DE DEUS!

Provérbios 9:8 Não repreendas o escarnecedor, para que te não aborreça; repreende o sábio, e ele te amará [amor].

Provérbios 9:9 Dá instrução ao sábio, e ele se fará mais sábio ainda; ensina ao justo, e ele crescerá em prudência.

Provérbios 9:10 O temor do SENHOR [temor do Senhor] é o princípio da sabedoria [instrução], e o conhecimento do Santo é prudência [prudência].

Oração

Eu peço licença aos irmãos para fazer mais uma oração:

Minha Oração Padrão Em Minhas Pregações

Senhor, eis-me aqui, vaso vazio, perante o teu povo que o Senhor colocou diante de mim: usa-me para falar a tua palavra ao teu povo com toda ousadia. Enquanto isso, estendes a tua mão para curar, e para que se façam sinais e prodígios pelo nome de teu santo Filho Jesus. (At 4:29 e 30).

Senhor, cura, sara, renova a fé, restaura relacionamentos, liberta os encarcerados das prisões dos hábitos pecaminosos e das garras do pecado do vício e das manias, opera milagres no santo nome de Jesus Cristo. Dá, Senhor, a este que te ouve (ou que lê) ouvidos para te ouvir, mente para te entender, coração para te obedecer e desejo para te buscar a ti e a teu Reino e a tua Justiça de todo C.A.F.E. Amém!

Senhor, mantém em mim sempre viva a imagem do eu-vaso, do eu-vaso-vazio! Para que eu nunca esqueça que a excelência do poder te pertence somente a ti, hoje e sempre, e que tudo seja feito para a honra e a glória de teu nome. Amém!

Sermões sobre família, pais e relacionamentos, por Daniel Deusdete

Texto

Mateus 7:24-27

 

De Mateus 7:24-27

ICT (*)

Jesus Cristo está falando no Monte das Bem- Aventuranças aos seus discípulos e dando a eles instruções e ensinamentos gerais que ficaram conhecidas como a Lei do Reino, à semelhança de Moisés que ensinou a Lei aos israelitas aos pés do Monte Sinai. Nos versículos em referência, ele está finalizando seus ensinamentos e comparando aqueles que ouvem e praticam os seus ensinos com um homem prudente que constrói sua casa sobre fundamento sólido e aqueles que ouvem, mas não praticam, como um homem insensato que constrói sua casa sobre a areia.

De Provérbios 9:1-10

A sabedoria personificada está a construir uma casa ou um edifício sobre 7 colunas: Comunhão, vs. 2; Simplicidade, vs. 4; Entendimento, vs. 6; Amor, vs. 8; Instrução, vs. 10; Temor do Senhor, vs. 10; Prudência, vs. 10.

Tese

Como é considerado um homem sábio ou prudente aquele que ouve e pratica a palavra de Deus sendo assim comparado ao que constrói a sua casa sobre fundamento sólido, assim, todo relacionamento é uma construção que deve igualmente ter fundamento e colunas.

Título

O relacionamento é uma construção

- 78 -

FAMÍLIA: IDEIA DE DEUS!

 

As divisões:

 

1. Os fundamentos

Divisões

2. As colunas

3. As fases

 

Baseados nos ensinamentos de Jesus no Monte das bem-aventuranças, principalmente na sua advertência relativa aos que ouvem e praticam a palavra de Deus, a ideia é fazer uma pregação por analogia considerando o relacionamento uma construção que tem fundamento e colunas como uma construção civil sólida.

Obs.

Veremos ao final que sem Deus é mesmo impossível termos um relacionamento sadio e que resiste a todas as chuvas, rios e ventos que dão contra essa construção.

Ao final, o apelo deverá levar o ouvinte a querer construir ou adequar seu relacionamento observando o fundamento e as principais colunas a fim de que este seja sólido para a glória de Deus.

PB (*)

( ) Evangelístico: assumir o compromisso de entregar a vida a Jesus. (x) Devocional: vivenciar maior aproximação com o Senhor.

(

) Missionário: consagrar-se cada vez mais ao

Senhor e à sua causa. (x) Ético: relacionar-se com o próximo, movido pelo amor.

- 79 -

Sermões sobre família, pais e relacionamentos, por Daniel Deusdete

(x) Pastoral : confiar no conforto que só em Jesus é encontrado. ( ) Doutrinário

(x) Pastoral: confiar no conforto que só em Jesus é encontrado. ( ) Doutrinário: conhecer e viver as doutrinas da Palavra de Deus

(*) ICT = Ideia Central do Texto e PB = Propósito Básico (Jilton Moraes Homilética Do Púlpito ao Ouvinte. Ed. Vida).

I. Introdução.

O assunto do nosso tema é muito abrangente e daria livros para

trabalharmos, mas nós apenas teremos de 30 a 40 minutos ou um pouco mais para isso. Assim nosso desafio é enorme e precisaremos da ajuda de cada um para que nosso Deus nos ajude

a transmitirmos aos amados irmãos o recado do Senhor.

Estamos assim aqui para falarmos a palavra de Deus ao povo de Deus sendo nós instrumento de Deus. É tudo de Deus, é tudo por Deus e tudo para Deus. A Deus seja toda a glória. Amém.

II. Contextualização dos trechos bíblicos lidos

Nos trechos lidos, ambos os trechos, nada encontraremos relacionado aos relacionamentos de uma forma direta.

Jesus está encerrando sua fala e ensino de uma forma espetacular

e para fixar o que pretende ele usa a figura de dois homens, um

sábio e outro insensato. O sábio é aquele que ouvindo as palavras

do

Senhor as colocará em prática e o insensato aquele que depois

de

ouvirem, não as praticarão.

O

seu ministério está ali começando e ele calmamente está

assentado, ensinando e as suas palavras estão conquistando os

corações e cativando as mentes daquelas pessoas que se admiram

do que está dizendo e fazendo.

- 80 -

FAMÍLIA: IDEIA DE DEUS!

Até este momento, Jesus fez, entre tantos outros, os seguintes feitos:

transformação da água em vinho primeiro milagre!;

a purificação do templo;

a cura do filho do oficial;

a expulsão de um espírito imundo;

a cura da sogra de Pedro e o dia de milagres em Cafarnaum;

pregação e cura de um leproso;

a cura de um paralítico;

a cura do paralítico do tanque de Betesda;

os discípulos colhem espigas no sábado;

a cura do homem de mão atrofiada, Mt 12;

multidões são curadas, Mt 12.

Imediatamente antes de seu sermão no monte, ele, o Senhor, tinha subido o monte para orar onde passou toda a noite e ao amanhecer, escolhe aos seus discípulos.

Vendo as multidões, subiu o monte e se assentou.” Diz o versículo 1 de Mt 5. Foi assim que ele, o Senhor, começou seu Sermão do Monte, conhecida também como a Lei do Reino.

Uma característica dele era o uso de parábolas, histórias e muitas aplicações.

Ele termina o Sermão do Monte justamente com essa ilustração do homem sábio e insensato que constroem sua casa sobre a rocha e sobre a areia. Em seguida, vemos em Mt 8:1 que “Quando ele desceu do monte, grandes multidões o seguiram”.

Seu ministério vai ter prosseguimento com a cura do servo do Centurião, com a ressurreição do filho da viúva de Naim, etc

Já em Provérbios, o autor acaba de personificar a sabedoria dando-lhe vida, animando-a. Ela então a sabedoria - resolve

- 81 -

Sermões sobre família, pais e relacionamentos, por Daniel Deusdete

construir um templo 9 e para isso vai usar colunas que obviamente se apoiarão sobre a fundação.

usar colunas que obviamente se apoiarão sobre a fundação. Uma vez que já fizemos a contextualização

Uma vez que já fizemos a contextualização dos trechos bíblicos selecionados, agora vamos construir nosso relacionamento? Recapitulando, nosso tema é: O RELACIONAMENTO É UMA CONSTRUÇÃO!

III. A construção do edifício do relacionamento

Nós vimos sucintamente, então, o homem sábio e o insensato que é construtor e vimos a sabedoria também construindo um edifício apoiado sobre colunas e posto em fundamento sólido.

Em

construção.

construtores e uma

ambos

os

exemplos,

encontramos

Ninguém constrói algo do nada. A criação é algo exclusivo de Deus. Não somente a criação pertence a Deus como também é seu

9 Agradeço ao Professo e Pastor Orcélio que nos ensinou sobre a sabedoria edificando um templo usando colunas

- 82 -

FAMÍLIA: IDEIA DE DEUS!

papel a sustentação da coisa criada. Já o homem, ele precisa de modelos para fazer suas invencionices.

Quem poderia me dar um exemplo de algo criado pelo homem? Exatamente, não existe! O homem não cria nada, tão-somente transforma algo já criado para adaptar às suas necessidades.

Ao falarmos assim em construção logo nos vem à mente modelos de comparação. Será que temos algum modelo de relacionamento perfeito com o qual possamos comparar e tentar construir algo similar?

A. O RELACIONAMENTO PERFEITO

Há um relacionamento perfeito no qual podemos nos espelhar. Alguém poderia dizer de que relacionamento estou falando? Alguém arriscaria um palpite? Exatamente, este relacionamento perfeito é aquele entre o Pai, o Filho e o Espírito Santo.

Vejamos!

Eles são três pessoas. “Agostinho encontrou na Bíblia, em completo acordo com os Concílios de Nicéia (325) e Constantinopla (381), que há um verdadeiro Deus que existe em três Pessoas eternas: Pai, Filho e Espírito Santo. Todas as três Pessoas são plena e igualmente divinas.10

O Pai entende o Filho que entende o Pai que entende o Espírito Santo. “Ele [este “Ele” se refere a Agostinho] escreveu: Portanto, crer num Deus que é Pai, Filho e Espírito Santo nos permite uma mais firme piedade; permite-nos ao mesmo tempo crer que o Filho não é (a Pessoa) o Pai, e o Pai não é (a Pessoa) o Filho, e nem o Pai e nem o Filho são (a Pessoa) o Espírito do Pai ou do Filho. Não se pode sugerir

- 83 -

Sermões sobre família, pais e relacionamentos, por Daniel Deusdete

que nesta Trindade haja alguma separação quanto a tempo ou lugar, mas sim que os três são iguais, co-eternos e de uma natureza em absoluto: e que as criaturas não foram feitas umas pelo Pai, outras pelo Filho, e ainda outras pelo Espírito Santo, mas que cada uma e todas que foram feitas ou estão sendo agora criadas subsistem no Deus Trino como seu Criador; e que ninguém é salvo pelo Pai sem o Filho e o Espírito Santo, ou pelo Filho sem o Pai e o Espírito Santo, ou pelo Espírito Santo sem o Pai e o Filho mas pelo Pai, o Filho e o Espírito Santo, o Deus único, verdadeiro e verdadeiramente imortal (que é absolutamente imutável)11

Também não encontraremos ofensas, nem ofensores, nem potenciais ofendidos nessa relação. Em resumo, então temos 4 coisas relacionadas às ofensas e intimamente ligadas e interligadas:

a. Ofensor aquele que lança a ofensa

b. Ofendido aquele que recepciona a ofensa lançada pelo ofensor

c. Ofensa a coisa (geralmente palavras) lançada pelo ofensor que precisa ser recepcionada por aquele a quem é lançada a ofensa

d. Potencial ofendido - àquele a quem é lançada a ofensa visando torna-lo ofendido.

Não existe ofensa se não houver uma cumplicidade, um envolvimento, uma parceria entre o ofensor e sua ofensa e o potencial ofendido. Se o potencial ofendido não a recepciona-la, não teremos o ofendido, apenas o ofensor e a sua ofensa.

- 84 -

FAMÍLIA: IDEIA DE DEUS!

Assim, jamais encontraremos problemas no relacionamento entre as pessoas da Trindade.

Eles são unidos em propósitos, portanto são unânimes; não caminham em direções opostas, portanto são harmônicos; não falham nunca, nem se desapontam ou se frustram um com o outro porque são perfeitos.

Somos seres relacionais. Porque somos seres relacionais? Porque fomos criados à imagem e à semelhança de Deus

B. E O NOSSO RELACIONAMENTO? É PERFEITO?

Infelizmente, por causa do pecado e da nossa natureza pecadora, jamais poderemos ter relacionamentos perfeitos como é perfeito o relacionamento na Trindade. Por isso é que precisaremos de algumas colunas especiais somente para lidarmos com essa nossa natureza velha.

C. COMO ENTÃO CONSTRUIREMOS NOSSOS RELACIONAMENTOS?

Se fôssemos perfeitos, não estaríamos falando disso, certo? Logo, se estamos falando em construir relacionamentos é porque precisamos levar em conta nossa natureza pecadora. Qualquer falha no relacionamento envolverá, certamente, essa nossa natureza pecadora.

Assim, em primeiro lugar, devemos levar em conta nossa natureza pecadora, então devemos levar em conta em nosso relacionamento aquele que morreu pelos nossos pecados: Jesus Cristo! Ele, o Senhor, é a solução de Deus para o problema do pecado no homem! Ele é o fundamento!

Em segundo lugar a construção de um relacionamento (estou excluindo neste momento o auto relacionamento, dele falaremos noutra oportunidade) envolve necessariamente mais de uma

- 85 -

Sermões sobre família, pais e relacionamentos, por Daniel Deusdete

pessoa. Vocês poderiam me ajudar dizendo qual o número mínimo de pessoas para formarmos um relacionamento duradouro em Cristo Jesus?

Exatamente 3 pessoas. Eu, o outro e o Espírito Santo. Qualquer relacionamento que se preze e que tenha a pretensão de crescer deverá levar em conta Deus, desde o seu nascedouro. No mundo e entre os que não são de Cristo os relacionamentos não consideram a pessoa de Deus, mas em nosso caso é diferente.

Assim como Deus deve estar presente nos fundamentos, ele deve estar também em toda a estrutura tanto visível quanto invisível da construção.

Em terceiro lugar, a construção precisa de colunas que se apoiem nos fundamentos. Não podemos ter apenas uma coluna. Estudando um pouco das relações humanas cristãs eu conclui que há necessariamente 7 colunas: 1. Amor; 2. Confiança; 3. Temor do Senhor; 4. Respeito; 5. Perdão; 6. Responsabilidade; 7. Liberdade.

Outros poderão encontrar apenas duas, três, cinco, nove, não importa. Em nossos estudos e orações, nós escolhemos sete e as apresentaremos a vocês.

Em quarto lugar, teremos as fases da construção as quais resumidamente colocaremos como nascimento, crescimento, desenvolvimento, aprimoramento ou melhorias e frutificação.

1. Os fundamentos

O fundamento sem dúvida alguma é a parte mais importante de uma construção. Nenhuma construção pode permanecer e durar se não tiver fundamentos. Geralmente os fundamentos são profundos e firmes. Quando olhamos para um prédio construído nem imaginamos que há outro prédio bem maior e mais profundo do que o que é aparente.

- 86 -

FAMÍLIA: IDEIA DE DEUS!

Ninguém vê o fundamento porque ele está em baixo e dando suporte a toda a construção. Quando o fundamento é fraco ou feito de areia, ele não resiste às forças que oferecem resistência, tais como os ventos contrários, os rios e as chuvas.

É por isso que Jesus Cristo diz que o homem sábio construiu a sua

casa em cima das rochas e vieram contra ela as chuvas, os rios que

se encheram e os ventos e não puderam derrubar aquela construção.

E no relacionamento, quais são os fundamentos? Nós

identificamos três e estes três são um. Veja o que diz I João 5:7. Diz a Palavra de Deus que são três os que dão testemunho nos céus: o Pai, a Palavra e o Espírito Santo e estes três são um.

No relacionamento, que é uma construção, não pode faltar os

fundamentos e eles são igualmente o Pai, a Palavra e o Espírito Santo e estes três são um.

Todo relacionamento construído tendo por fundamento Deus é um relacionamento que tem tudo para crescer, desenvolver-se e dar frutos. É como aquele homem sábio que construiu a sua casa sobre

a Rocha.

1.1. Sobre o Filho como a pedra angular

A Palavra de Deus diz que há um fundamento sim, chamado também de pedra angular, ou pedra de esquina, ou pedra principal,

a qual não pode ser outro, se não a Jesus Cristo.

A finalidade aqui é demonstrar pela exposição e estudo da Palavra de Deus que Jesus Cristo é a única pedra de esquina eleita e preciosa sobre o qual o edifício igreja pode ser edificado.

 

Pedra de

esquina

ou

angular

escolhida e

 

preciosa

”;

Is 28:16

 

Cabeça de esquina Sl 118:22-23; Mc 12:10; At 4:11

-

87 -

Sermões sobre família, pais e relacionamentos, por Daniel Deusdete

Pedra de tropeço Mt 21:42-44

Deus Pai colocou Jesus como:

Pedra angular (escolhida e preciosa)

- Reta

- Quadrada

- Perfeita

- Sempre alinhada

Serve para alinhar e sustentar as outras pedras do edifício:

- Cada pedra precisa ser alinhada e comparada com a principal pedra

- Não traz confusão

- Não seremos envergonhados, mas perseguidos, sim

- Não seremos rejeitados por Deus

Hoje em dia muitas igrejas estão tentando seguir a Jesus conforme os seus próprios padrões ,mas é o contrário

Não estamos atrás de números, de métodos, de fama, de reconhecimento,

Segmentações de textos:

De 1 Pedro 2:1-10:

Despojar espoliar, roubar; privar-se da posse; despir-se; deixar de lado

1. Despojando-vos, portanto,

de toda maldade e dolo,

de hipocrisias e invejas e

de toda sorte de maledicências,

2. desejai ardentemente, como crianças recém-nascidas,

o genuíno leite espiritual,

para que, por ele, vos seja dado crescimento para

salvação,

- 88 -

FAMÍLIA: IDEIA DE DEUS!

3. se é que já tendes a experiência de que

o Senhor é bondoso.

4. Chegando-vos para ele, a pedra que vive, rejeitada, sim, pelos homens, mas para com Deus eleita e

preciosa,

5.

também vós mesmos, como pedras que vivem, sois edificados casa espiritual para serdes sacerdócio santo, a fim de oferecerdes sacrifícios espirituais agradáveis

a Deus

por intermédio de Jesus Cristo.

6.

Pois isso está na Escritura:

Eis que ponho em Sião uma pedra angular, eleita e preciosa;

Reta

Quadrada

Perfeita

Sempre alinhada

e preciosa; Reta Quadrada Perfeita Sempre alinhada e quem nela crer não será, de modo algum,

e quem nela crer não será, de modo algum, envergonhado.

7.

é a preciosidade; mas, para os descrentes, [QUEM SÃO OS DESCRENTES?] A pedra que os construtores rejeitaram, essa veio a ser

Para vós outros, portanto, os que credes,

a principal pedra, angular

8. e: Pedra de tropeço

e rocha de ofensa.

Como caíram na desobediência? Por haverem REJEITADO o conhecimento de Deus! Tais descrentes foram entregues a si mesmos, por isso foram postos em desobediência.

[OS DESCRENTES:]São estes os que tropeçam

na palavra, sendo desobedientes,

Não somos os que tropeçam, PORÉM

para o que também foram postos.

- 89 -

Sermões sobre família, pais e relacionamentos, por Daniel Deusdete

9. Vós, porém, sois

raça eleita, sacerdócio real, nação santa, povo de propriedade exclusiva de Deus, a fim de proclamardes as virtudes daquele que vos chamou das trevas para a sua maravilhosa luz;

10. vós, sim, que, antes, não éreis povo, mas, agora,

sois povo de Deus,

1. antes não éreis povo

2. antes não tinham alcançado misericórdia

que não tínheis alcançado misericórdia,

mas, agora, alcançastes misericórdia.

De Efésios 2:19-22

19. Assim, já não sois estrangeiros e peregrinos, mas concidadãos dos santos, e

sois da família de Deus,

20. edificados sobre o fundamento dos apóstolos e profetas, sendo ele mesmo,

Cristo Jesus, a pedra angular;

21. no qual todo o edifício, bem ajustado, cresce para santuário dedicado ao

Senhor,

22. no qual também vós juntamente estais sendo edificados para habitação de

Deus no Espírito.

19. Assim, já não sois estrangeiros e peregrinos, mas concidadãos [OS QUE TÊM MESMA CIDADANIA] dos

santos, e sois da família de Deus,

20. edificados sobre o fundamento dos apóstolos

e profetas,

Apóstolos e profetas cristãos ver Ef 3:5 e 4:11. Os apóstolos são aqueles que viram o Senhor. Os profetas aqueles da igreja primitiva que [ver coment. Na BEG]

- 90

-

FAMÍLIA: IDEIA DE DEUS!

sendo ele mesmo, Cristo Jesus, a pedra angular; 21. no qual todo o edifício, bem ajustado, cresce para santuário dedicado ao Senhor,

22. no qual também vós juntamente estais sendo edificados para habitação de Deus no Espírito.

Outros versículos bíblicos de apoio em relação ao assunto:

Ele é

a

pedra

que

foi

rejeitada

por

vós,

os

edificadores, a qual foi posta por cabeça de esquina.

A

pedra que os edificadores rejeitaram tornou-se a

cabeça da esquina.

 

Ainda não lestes esta Escritura: A pedra, que os

edificadores rejeitaram, Esta foi posta por cabeça de

esquina;

 

Edificados sobre o fundamento dos apóstolos e dos profetas, de que Jesus Cristo é a principal pedra da

esquina;

 

Dele sairá a pedra de esquina, dele a estaca, dele o arco de guerra, dele juntamente sairá todo o opressor

Mas ele, olhando para eles, disse: Que é isto, pois, que está escrito? A pedra, que os edificadores reprovaram, Essa foi feita cabeça da esquina.

E

assim para vós, os que credes, é preciosa, mas,

para os rebeldes, A pedra que os edificadores reprovaram, Essa foi a principal da esquina,

Sobre que estão fundadas as suas bases, ou quem assentou a sua pedra de esquina,

Diz-lhes Jesus: Nunca lestes nas Escrituras: A pedra,

- 91 -

Sermões sobre família, pais e relacionamentos, por Daniel Deusdete

 

que os edificadores rejeitaram, Essa foi posta por cabeça do ângulo; Pelo Senhor foi feito isto, E é maravilhoso aos nossos olhos?

Por isso também na Escritura se contém: Eis que ponho em Sião a pedra principal da esquina, eleita e preciosa; E quem nela crer não será confundido.

Portanto assim diz o Senhor DEUS: Eis que eu assentei em Sião uma pedra, uma pedra já provada, pedra preciosa de esquina, que está bem firme e fundada; aquele que crer não se apresse.

Quem és tu, ó grande monte? Diante de Zorobabel tornar-te-ás uma campina; porque ele trará a pedra angular com aclamações: Graça, graça a ela.

Loucos tornaram-se os príncipes de Zoã, enganados estão os príncipes de Nofe; eles fizeram errar o Egito, aqueles que são a pedra de esquina das suas tribos.

E não tomarão de ti pedra para esquina, nem pedra para fundamentos, porque te tornarás em assolação perpétua, diz o SENHOR.

No Matthew Henry's Concise Commentary 2:19-22 encontramos que:

A igreja é comparada a uma cidade, e todo pecador convertido é livre dela. Também é comparado a uma casa, e todo pecador convertido é alguém da família, um servo, e uma criança na casa de Deus. A igreja também é comparada a um edifício fundado sobre a doutrina de Cristo, entregue pelos profetas do Antigo Testamento, e os apóstolos do Novo. Deus habita em todos os crentes, agora, eles se tornam o templo de Deus através do trabalho do Espírito abençoado. Vamos, então, perguntar se as nossas esperanças estão fixos em Cristo de acordo com a doutrina da sua palavra? Temos nos dedicado como templos sagrados de Deus por meio dele? Somos moradas de Deus pelo Espírito, somos espiritualmente orientadas, e vamos trazer os frutos do Espírito? Vamos tomar cuidado para não afligir o Consolador Santo. Vamos desejar a sua presença graciosa, e suas

- 92 -

FAMÍLIA: IDEIA DE DEUS!

influências em nossos corações. Vamos procurar desempenhar as funções atribuídas a nós, para a glória de Deus.

Jesus é a pedra

-

Em primeiro lugar podemos manifestar nossa alegria porque Jesus é a porta.

-

Em segundo lugar podemos manifestar nossa alegria porque Jesus é a pedra.

-

Vs. 22 - A pedra que os construtores rejeitaram se tornou pedra angular, ou pedra de esquina, ou pedra principal, a que sustenta.

-

Mt. 21. 42 "Perguntou-lhes Jesus: Nunca lestes nas Escrituras: A pedra que os construtores rejeitaram, essa veio a ser a principal pedra, angular; isto procede do Senhor e é maravilhoso aos nossos olhos?"

-

Outros textos do N.T. que confirmam esta palavra: Lucas 20.17 e Efésios 2.20.

-

Jesus é a pedra fundamental para os que confessam seu nome, edificam suas vidas nEle, fazendo parte do edifício de Cristo. Para os que crêem se tornam pedras vivas da igreja, para os que não crêem se torna pedra de tropeço e condenação no julgamento (1 Pe 2.4-8 ).

-

O próprio apóstolo Pedro reconhece que Jesus é a pedra sobre a qual devemos nos edificar: Atos 4.11-12 "Este Jesus é pedra rejeitada por vós, os construtores, a qual se tornou a pedra angular. E não há salvação em nenhum outro; porque abaixo do céu não existe nenhum outro nome, dado entre os homens, pelo qual importa que sejamos salvos".

-

Podemos manifestar nossa alegria porque temos em quem confiar. Temos uma base segura, nossa fé está posta no Rei Jesus, nossa rocha (Mt. 7. 24-27), Aleluia!

- 93 -

Sermões sobre família, pais e relacionamentos, por Daniel Deusdete

Alguns outros comentários sobre a Pedra Angular

1. Do site Centro da Bíblia

Pedra angular Pedra de esquina Pedra de esquina / pedra angular 12 A expressão “pedra de esquina / pedra angular”, na Bíblia, é usada somente no sentido figurado. Até hoje não ficou insofismavelmente claro que função ela tinha na arquitetura da Antiguidade clássica. É certeza que fazia parte do fundamento de uma construção; não era o próprio fundamento, mas sim uma pedra importante no mesmo, que dava direção a todo o edifício. Em Jó 38:6 é dito com vistas à criação da Terra: “Sobre que estão fundadas as suas bases, ou quem assentou a sua pedra de esquina?” Isaías 28:16 aplica a expressão ao Messias: “Eis que assentei em Sião uma pedra, uma pedra já provada, pedra preciosa de esquina, que está bem firme e fundada”. Em ambos os casos, Deus é Quem inicia uma grande obra nova com o ato de assentar a pedra de esquina. O Senhor Jesus não é somente a base, em que está construída a Sua Igreja, mas Ele também é a pedra de esquina assentada por Deus mesmo, dando assim valor, medida e direcionamento a toda a construção. Foi justo isso que Paulo visualizava quando escrevia aos efésios, que “Jesus Cristo é a principal pedra da esquina, no qual todo o edifício, bem ajustado, cresce para templo santo no Senhor”. E Pedro, quando alude a citação de Isaías em ligação com a pedra de esquina, então ele o faz, para sublinhar de forma especial a preciosidade que essa pedra tem para Deus e para aqueles que crêem no Senhor Jesus (Ef 2:20; 1 Pe 2:6).

12

- 94 -

FAMÍLIA: IDEIA DE DEUS!

A expressão “cabeça da esquina” parece ter um significado levemente diferente . Salmo 118:22 e 23 diz profeticamente a respeito do Senhor Jesus: “A pedra que os edificadores rejeitaram tornou-se a cabeça da esquina. Da parte do SENHOR se fez isto; maravilhoso é aos nossos olhos”. Os judeus responsáveis se assemelhavam a edificadores que põem de lado uma pedra como sem utilidade (Mc 12:10; compare At 4:11). Contudo, a pedra rejeitada pelos edificadores para Deus é a “cabeça da esquina”. Ainda que o sentido exato dessa designação seja difícil a ser descrito, uma coisa fica bem clara o homem rejeitado, Jesus Cristo, tem um significado excepcional aos olhos de Deus. Para Ele, Esse é o mais precioso, e em Sua casa espiritual a peça principal. Assim como a fé no Senhor Jesus, também a rejeição dEle não fica sem conseqüências para a eternidade. A pedra por desprezo jogada de lado pelos edificadores, um dia se tornará “pedra de tropeço, e rocha de escândalo”. Já o Senhor anunciara isso: “E, quem cair sobre esta pedra, despedaçar-se-á; e aquele sobre quem ela cair ficará reduzido a pó” (Mt 21:44). Todos aqueles que não aceitam o Senhor Jesus nessa presente época da graça, mas O consideram pedra de tropeço, estão perdidos da mesma forma como aqueles que O rejeitam por ocasião de Sua aparição em glória, sendo então alcançados por Seu justo juízo.

2. Do site Christian Monthly Standard 13

Peter cita Isaías 28:16 e aplica-se a referência de pedra messiânico de Jesus. referências Peter imagens vívidas de Isaías. Deus colocou Jesus como a pedra angular escolhida e preciosa. A pedra fundamental foi tudo na construção de uma estrutura

26/

- 95 -

Sermões sobre família, pais e relacionamentos, por Daniel Deusdete

naqueles dias. A pedra angular precisava ser reto e quadrado de modo que o resto do construtor seria construído em linha reta. Um edifício que se inclina para não resistir. Eu era capaz de apreciar melhor esta ideia quando a construção do clube / swingset no nosso quintal. Meu sogro e tenho a certeza que a fundação foi de nível e em linha reta para que, como nós

construímos até o segunda história, que seria a construção de uma estrutura sólida. Nós não queremos uma "torre inclinada de Pisa" para os miúdos a jogar. Nós constante verificada nosso trabalho para o nível básico que tinha construído. Esta é a ideia de que Peter está nos oferecendo, citando Isaías. Jesus é a pedra angular sobre a qual o perfeito edifício espiritual de Deus é edificada. Nós somos as pedras espiritual nessa casa. Mas não pode ser construído em qualquer lugar nesta estrutura. Temos de ser medido contra a pedra viva para garantir que estamos em sintonia com ele. À medida que são construídas sobre esta pedra angular, devemos manter nossas vidas alinhadas com Jesus Ele é

a fundação e estamos a construir nossas vidas diretamente sobre

ele. Considere-se que Jesus nunca está fora de alinhamento. Ele é

a pedra angular, perfeito precioso escolhido por Deus. Nós somos

os únicos que ficam fora do alinhamento e deve medir-nos constantemente contra a Jesus como nosso padrão Muitas pessoas tentam fazer de Jesus em conformidade com as suas vidas, ao invés de fazer mudanças na vida para se conformar a Jesus. Igrejas estão alterando os ensinos claros das Escrituras para ter números maiores e manter as pessoas felizes. Quando esta é a nossa atitude, então Jesus não é a nossa pedra angular e nossas vidas são não se constrói sobre ele. Quando construímos nossas vidas em Jesus, não seremos confundidos. Quando nós trabalhamos para construir em cima de Jesus, que será estabelecido em nossas vidas e não serão envergonhados. Vamos ser rejeitada pelas pessoas, mas quando estamos em Jesus construiu, não será rejeitado por Deus As nossas provações e

- 96 -

FAMÍLIA: IDEIA DE DEUS!

dificuldades não são um símbolo da rejeição de Deus. Nossa identidade não é encontrada nos pareceres da humanidade. O nosso valor está em ser pedras vivas construído em uma casa espiritual alinhado com Jesus, pedra angular do nosso. O pensamento aqui é de concluir, no início do versículo 7: "Assim, a homenagem é para vós que credes. "A honra é estar unido com Jesus. O valor em nossa vida é por estar unido com ele. Aqueles que colocam sua confiança na pedra de vida e são construídos sobre a pedra preciosa será homenageado.

3. Do site Estudos da Bíblia 14

Nos últimos dias antes da sua morte, Jesus confrontou, desafiou e repreendeu os líderes religiosos em Jerusalém. Estes ficaram frustrados quando Jesus recebeu a adoração da multidão na sua chegada à cidade. Eles se sentiram ofendidos e ameaçados quando ele expulsou os comerciantes do templo. E quando ensinou no próprio templo a casa de Deus que eles consideravam território próprio deles questionaram a autoridade de Jesus para fazer tais coisas. Os servos infiéis questionaram a autoridade do Filho sobre seu uso da sua própria casa! Jesus mostrou a incoerência da conduta desses líderes com uma simples pergunta sobre o batismo de João. Eles, mais preocupados com a política do que com a verdade, recusaram responder (Mateus 21:23-27). Parábolas sobre a Rejeição pelos Líderes Religiosos Depois desta conversa com os principais sacerdotes e os anciãos dos judeus, Jesus usou duas parábolas para mostrar a rebeldia deles diante de Deus. Na primeira, ele mostrou que os pecadores penitentes foram mais justos do que os religiosos rebeldes (Mateus 21:28-32). Na segunda, ele falou de servos encarregados

- 97 -

Sermões sobre família, pais e relacionamentos, por Daniel Deusdete

com a vinha do seu senhor. Ao invés de pagar os valores devidos ao dono da vinha, estes servos maus maltrataram e mataram os mensageiros que ele mandava receber os pagamentos. Afinal, o dono da vinha mandou seu próprio filho, achando que eles o respeitariam. Os lavradores, vendo a oportunidade de tomar posse da vinha, mataram o filho do dono. As pessoas que ouviram a parábola entenderam que o dono teria todo motivo para destruir aqueles servos maus (Mateus 21:33-41). Os líderes dos judeus entenderam, corretamente, que Jesus usou aquelas parábolas para falar deles e de suas atitudes erradas para com Deus (Mateus 21:45-46). Os desafios continuaram, os religiosos armando ciladas para Jesus, e o Cristo mostrando a perfeita sabedoria que os silenciou (Mateus 22 e 23). Jesus: A Pedra Rejeitada pelos Construtores No meio destas discussões (Mateus 21:42), Jesus citou a profecia de Salmo 118:22-23 “A pedra que os construtores rejeitaram, essa veio a ser a principal pedra, angular; isto procede do SENHOR