Você está na página 1de 3

4 - A VEGETAÇÃO

Segundo a Fundação SOS Mata Atlântica (Decreto Federal 750/93):

“O bioma mata Atlântica compreende um conjunto de formações florestais e ecossistemas associados que incluem a Floresta Ombrófila Densa, a Floresta Ombrófila Mista, a Floresta Ombrófila Aberta, a Floresta Estacional Semidecidual, a Floresta Estacional Decidual, os manguezais, as restingas, os campos de altitude, e os brejos interioranos e encraves florestais do nordeste.” (A mata Atlântica e você. Como preservar, recuperar e se beneficiar da mais ameaçada floresta brasileira. APREMAVI, 2002).

Ela está situada ao longo da costa atlântica, incluindo toda região

litorânea do estado da Bahia.

A expressão Floresta Ombrófila, de origem grega significa = amigo da

chuva, da umidade, o que caracteriza as matas situadas em região com

elevados índices pluviométricos e que contribui para manutenção da

umidade relativa da atmosfera, por exemplo, minimizando os efeitos do

aquecimento global. (Manual técnico em Geociências – Número 1. Manual

Técnico da Vegetação Brasileira. IBGE. 1992).

Considerando a temática fitopaleontológica, a parte da mata Atlântica

situada na estado da Bahia, também, nos confere uma identidade

paisagística com o continente africano.

O gigantesco continente gondwânico, nos deixou algumas espécies

que demonstram que a região, entre os estados de Pernambuco e Bahia, no

passado, existiu uma floresta comum. Identificam-se 200 gêneros de plantas

e mais de 50 espécies em comum.

Os

continentes

foram

separados

no

período

cretácico.

(Afrânio

Fernandes Prisco Bezerra. Estudo Fitogeográfico do Brasil. 1990).

75

província

Atlântica, com duas sub províncias: serrana e litorânea, incluindo e

descrevendo as feições aqui citadas. (Livro: Fitogoegrafia Brasileira).

O mesmo

autor

acima,

em

1998,

admite

a

expressão

O renomado geógrafo e pesquisador brasileiro Aziz Ab’Sáber, em

2003, no livro - (Os domínios de natureza no Brasil. Potencialidades

paisagísticas), cita a mata Atlântica como “o segundo complexo de floresta

tropicais biodiversas brasileiras”. Descreve que a fragmentação do antigo

continente de Gondwana, deixou como herança os terrenos do pré-

cambriano, mas inclui as faixas de terrenos sedimentares cretácicos e

terciários na zona costeira com importantes bacias tectônicas, a exemplo da

bacia do recôncavo baiano.

Para os Professores do Departamento de Botânica, da UFBA, Maria

Lenise Silva Guede e Juarez Jorge Santos (aposentado), 1997, a mata

Ombrófila domina as terras do entorno da baía de Todos os Santos,

propiciando um clima do tipo Köppen Af, quente úmido sem estação seca,

mas:

“(

)

essa formação vem sofrendo continuada

explorações desde o início da colonização, com variado sistema de coletas agropastoril, açucareira, implantação da Petrobrás, industrialização e metropolização, fazendo com que a vegetação original seja substituída por um complexo mosaico de usos, alterando totalmente a sua paisagem”. (Baía de Todos os Santos. Diagnóstico Sócio Ambiental e Subsídios para a Gestão. Edições GÉRMEN. 1997).

Confirmam a presença de outros ecossistemas associados à Província

da mata Atlântica: Vegetação de restinga e manguezais.

Toda

a

área

vendo

sofrendo

fortes

devastação, alguns irreparáveis.

impactos

e

processos

de

A importância da mata Atlântica do recôncavo baiano, é reconhecida,

desde o início dos anos 90, século passado, quando a Fundação Mata

Atlântica, através do Plano de Ação para a Mata Atlântica, escrito pelo Alm.

76

Ibsen Gusmão Câmara e, depois, com os documentos – Planos de Ação (1991) do Consórcio Mata Atlântica, em parceria com a Universidade Estadual de Campinas – Reserva da Biosfera da Mata Atlântica, demonstrando uma preocupação especial com nossa região.

Hoje, o mapa da mata Atlântica, na baía de Todos os Santos, exibe um

alto grau de comprometimento desse bioma, o que é preocupante, tendo em vista as questões que envolvem o aquecimento global. Além, do desmatamento

que envolvem o aquecimento global. Além, do desmatamento Área de mata Atlântica. Uma das áreas onde

Área de mata Atlântica. Uma das áreas onde pretende-se construir um estaleiro. É uma região de mata Atlântica, manguezal, restinga e bancos de areia.

desenfreado,

a

ocupação

por

indústrias, loteamentos, incluindo aquelas ligadas a

exploração

do

petróleo.

São os tensores que geram diversos tipos de pressão sobre

o ar, terra e águas. Conseqüentemente, sobre todas as formas de vida.

77