O patriotismo e o futuro do Brasil

Wagner Zutin Furlan

A situação que vivemos em nosso país recentemente merece uma reflexão além de nossa atenção e apoio. As manifestações nas ruas de todo o país mostram que a população está descontente com o rumo que o Brasil está tomando e deseja mudanças. O Ciesp Limeira também apoia o movimento que faz reivindicações para o governo, com a ressalva de que essa iniciativa seja feita de maneira ordeira, pacífica, sem violência e vandalismo. Em qualquer país democrático, a população pode se manifestar e lutar por seus direitos com responsabilidade. Como cidadãos unidos, devemos ter consciência de nossos atos durante essas manifestações para que façamos valer realmente esse direito à democracia e ter propostas bem embasadas que possam beneficiar a todos e melhorar o Brasil. Diante desse novo estágio de desenvolvimento em que nosso país se encontra, devemos sim lutar e fazer as mudanças acontecerem, não somente pedir investimentos para saúde, educação, segurança, infraestrutura e uma reforma política, mas também as reformas previdenciária, tributária e trabalhista, as que sempre o Ciesp e Fiesp defenderam. O Brasil clama por essa transformação para gerar mais empregos e renda para a população. Juntos, temos a força necessária para promover essas mudanças. É importante ter em mente o real sentido destas manifestações para que o Brasil não seja prejudicado. Uma possível greve geral, como tem se falado, não será adequado neste momento. Não podemos parar as indústrias, o comércio, os hospitais, entre outros serviços que são tão necessários. Temos que nos manifestar sim, mas com responsabilidade e da maneira correta. É inegável que o patriotismo que estamos vendo nas últimas semanas deveria ser o mesmo durante todo o ano. Seria o ideal, não apenas em tempos de Copa do Mundo ou Olimpíadas. É de arrepiar ouvir o povo cantando o hino nacional em um estádio e isso não deixa de ser uma manifestação de que amamos a nossa pátria e que, não apenas no esporte, queremos investimentos em saúde, educação e segurança também. Não acredito que a população seja contra as competições esportivas que serão realizadas aqui, porém, já passou da hora de o governo olhar com os mesmos olhos os investimentos que precisamos fazer em nosso país. Assim como nas nossas empresas, quando alguma coisa não vai bem, temos que analisar e decidir quais são as prioridades para não perder a competitividade e a produtividade. Os investimentos são imprescindíveis quando queremos crescer no mercado, assim como se o Brasil também quer crescer e ser melhor para todos, necessita de investimentos. Chegou o momento de parar de fingir que não estamos vendo tanta corrupção, impunidade, inflação, impostos, violência, entre outros problemas que existem em nosso país. Já que o gigante acordou e o campeão voltou, vamos pensar grande e acordar para reivindicar nossos direitos e defender o Brasil: só assim teremos a pátria que tanto sonhamos!

Sign up to vote on this title
UsefulNot useful