Você está na página 1de 661

Capa

Indice Sair PÁGINA PÁGINA


MENU Front Cover Table of Contents Leave ANTERIOR SEGUINTE

II Aves do Litoral Norte


da Bahia
Capa Indice Sair PÁGINA PÁGINA
MENU Front Cover Table of Contents Leave ANTERIOR SEGUINTE

Aves do Litoral Norte III


da Bahia
Capa Indice Sair PÁGINA PÁGINA
MENU Front Cover Table of Contents Leave ANTERIOR SEGUINTE

IV Aves do Litoral Norte


da Bahia

Todos os direitos reservados. Proibido a venda e


reprodução total ou parcial desta obra, por qualquer
meio ou processo de duplicação, copia, digitalização
e afins.

A violação dos direitos autorais é punível como crime


conforme o artigo. 184 e Parágrafo, do Código Penal,
CF. Lei nº 6.895, de 17.12.80

Tradução:
Richard Gordon Hartley

Revisão português:
Carmen Penido

Revisão inglês:
Russel Franker

Projeto Gráfico
Tiago Pedroza

Fotografias
Pedro Lima, Luiz Pedreira Gonzaga, Robson
Silva, Gabriel Rocha, Luiz Cláudio Marigo,
Haroldo Palo Jr, César Musso, Marques , Dante
Buzzetti

L71a

LIMA, Pedro Cerqueira


Aves do litoral norte da Bahia/Pedro Lima
Cerqueira;
[ilustrações] – 1 ed. – Bahia: AO, 2006.

616p.:

Bibliografia:

1.Ornitologia 2. Aves 3 Litoral norte da


Bahia


CDU 598.2

www.ao.com.br - AO ONLINE -> LIVROS; ATUALIDADES ORNITOLÓGICAS N. 134 Novembro/Dezembro de 2006 p.29
Capa Indice Sair PÁGINA PÁGINA
MENU Front Cover Table of Contents Leave ANTERIOR SEGUINTE

Aves do Litoral Norte 


da Bahia

AGRADECIMENTOS
Agradeço à Cetrel em nome de seus diretores, Dr. Ney Silva, Dr. Carlos Eugênio e Dr.
Demóstenes Miranda de Carvalho Filho, Renato Pinheiro que apoiaram e incentivaram todas as
minhas pesquisas de campo e financiaram a grande maioria delas e também agradeço a todos os
funcionários da Cetrel, desde 1988 até hoje, que abraçaram o ideal conservacionista. Também
a todas as empresas parceiras da Cetrel que contribuíram através de seus funcionários para
a conservação do meio ambiente, desde 1988 até o presente momento. Ao Dr. José Antônio
Andrade e ao Dr. Fonte Lima que foram os responsáveis pelo meu ingresso na Cetrel em 1988
e que apoiaram as minhas novas idéias visando a mudança de hábitos em prol da conservação.
A todos os estagiários que tive o prazer de conhecer, entre eles Joelson de Oliveira Castro e
Margarete Peixoto Maia que foram os meus primeiros estagiários e que muito contribuíram
para as pesquisas; a Sidnei Sampaio dos Santos (Biologia- UFBA), com o qual tive o prazer de
trocar idéias e conhecimentos por mais de 10 anos e que contribuiu significativamente para a
maioria das pesquisas. Relaciono, a seguir, os demais estagiários: Maria Teresa Nunes Marques
Rocha (Biologia UFBA), Francisco Pedro da Fonseca (Biologia UCSAL), Daniel Schmukler
(Biologia UFBA), Luciana Araújo Souza (Veterinária UFBA), Luciana D’ Carlos (Veterinária
UFBA), Oberdan Nunes (Veterinária UFBA), Tereza Maxová (República Tcheca). Através de
convênio com o IVSA (International Veterinary Students’ Association): Marcelo Araújo Boureau
(Veterinária UFBA), Luciana D’Carlos (Veterinária UFBA), Rodrigo Conceição de Oliveira,
Bruno Gabriel Pita (primo) e Jana Doege da LSV –SVM University.

Agradeço especialmente à Rita de Cássia Ferreira da Rocha Lima, que além de esposa é formada
em biologia e muito me ajudou nas pesquisas de campo; aos meus três filhos, Pedro Cerqueira
Lima Filho, Thyers Novaes de Cerqueira Lima Neto e Aloísio Ferreira da Rocha Neto que sempre
participaram e colaboraram nas minhas pesquisas de campo; a meus auxiliares, José Carlos
Dias, Paulino Rocha, Jean, Wilian Batista e Adison Lima que muito me apoiaram e ajudaram
nas pesquisas; a Silvano Abreu Farias que contribuiu significativamente para a organização do
banco de fotos e para a composição deste livro. Aos amigos Luiz Pedreira Gonzaga, Robson
Silva, Gabriel Rocha, Luiz Cláudio Marigo, Haroldo Palo Jr. César Musso, Marques e Dante
Buzzetti que contribuíram com algumas fotos, todas devidamente creditadas a eles, sendo que
as demais fotos do livro são da minha responsabilidade; a Helen Hays, Joseph Dicostanzo, Grace
Cormons e Tom Cormons do American Museum of Natural History que muito colaboraram
nas pesquisas sobre os representantes da família Sternidae; a Luis Monteiro da Universidade
dos Açores (in memoriam) que contribuiu com informações preciosas sobre os representantes
da família Sternidae provenientes dos Açores; a Alex Zino (in memoriam) e sua família que me
acolheram e muito contribuíram para as pesquisas sobre a mortandade das aves oceânicas; ao
meu amigo e voluntário, Zildomar Souza Magalhães, que até hoje colabora comigo nas pesquisas
Capa Indice Sair PÁGINA PÁGINA
MENU Front Cover Table of Contents Leave ANTERIOR SEGUINTE

VI Aves do Litoral Norte


da Bahia

que desenvolvo; a Marcio Pita, que me apoiou em algumas pesquisas e ao meu amigo Rolf
Grantsau, que muito me ensinou e ainda ensina, e que também contribuiu para este livro com
algumas fotos. Ao Projeto TAMAR, ao MAMA, IBAMA e CEMAVE que sempre me apoiaram nas
pesquisas de campo. E a todos os voluntários que são tantos, que seria muito difícil relacioná-los
um por um, e, finalmente, um agradecimento especial a meu pai, Thyers Novais de Cerqueira
Lima (in memoriam), que despertou em mim o interesse no estudo das aves e à minha mãe,
Gizelia Antônia Pita, que sempre me incentivou a estudar.

ACKNOWLEDGEMENTS
I express my sincere thanks to Cetrel and its directors Ney Silva, Carlos Eugênio Meneses and
Demóstenes Miranda de Carvalho Filho, Renato Pinheiro who supported and encouraged my
field research and financed a great majority of it; I also thank all Cetrel employees since 1988
to date, who embraced the conservationist ideal. I would also like to express my gratitude to all
partner-companies of Cetrel that contributed through their employees for the conservation of the
environment. I am indebted to Jose Antonio Andrade and Fonte Lima who were responsible for
my admission to Cetrel in 1988 and supported my ideas focusing a change of habits for the benefit
of conservation. I would moreover like to thank all the trainees I had the opportunity of meeting,
among them Joelson de Oliveira Castro and Margarete Peixoto Maia who were the first I tutored
and who contributed significantly to my research; and also Sidnei Sampaio dos Santos (Biology-
UFBA) with whom I had the pleasure of exchanging ideas and knowledge and who contributed
significantly throughout most of my research. Next, I will list all my others trainees: Maria Teresa
Nunes Marques Rocha (Biology- UFBA), Francisco Pedro da Fonseca (Biology- UCSAL), Daniel
Schmukler (Biology- UFBA), Luciana Araújo Souza (Veterinary- UFBA), Luciana D’ Carlos
(Veterinary- UFBA), Oberdan Nunes (Veterinary-UFBA), Tereza Maxová (Czech Republic).
Through a covenant with IVSA (International Veterinary Students’Association): Marcelo Araújo
Boureau (Veterinary - UFBA), Luciana D’Carlos (Veterinary- UFBA), Rodrigo Conceição de
Oliveira, Bruno Gabriel Pita and Jana Doege ( LSV –SVM University).

My special thanks to Rita de Cássia Ferreira da Rocha Lima who besides being my wife is a biologist
and helped me a great deal in my field research; to my three sons Pedro Cerqueira Lima Filho,
Thyers Novaes de Cerqueira Lima Neto and Aloísio Ferreira da Rocha Neto who participated and
contributed to my field research; to my assistants José Carlos Dias, Paulino Rocha, Jean, Wilian
Batista and Adison Lima who supported and assisted me in my field research; to Silvano Abreu
Farias who contributed significantly towards the planning and organization of a photo collection
and to the composition of this book. I am indebted to my friends Luiz Pedreira Gonzaga, Robson
Silva, Gabriel Rocha, Luiz Cláudio Marigo, Haroldo Palo Jr. César Musso, Marques and Dante
Buzzetti who contributed with photographs, all of them duly credited ( the remaining photos of the
book are of my responsibility); to Helen Hays, Joseph Dicostanzo, Grace Cormons and Tom Cormons
Capa Indice Sair PÁGINA PÁGINA
MENU Front Cover Table of Contents Leave ANTERIOR SEGUINTE

Aves do Litoral Norte VII


da Bahia

of the American Museum of Natural History who gave a significant contribution to my work by
providing precious information on specimens of the Sternidae family; to Luis Monteiro from the
University of Azores (in memoriam) who contributed with valuable information on the Sternidae
family originating from the Azores; to Alex Zino (in memoriam) and his family who welcomed me
and contributed greatly towards the investigations concerning the mortality of ocean birds; to my
friend and volunteer Zildomar Souza Magalhães who still works with me on the research I develop;
to Marcio Pita who supported me on some research and to my friend Rolf Grantsau who taught me
and still teaches me a lot and has contributed towards this book with some of his photos. I would
like to offer my thanks to the TAMAR Project, MAMA, IBAMA and CEMAVE that have always
supported me in my field research. I also thank all the many volunteers and finally my father,
Thyers Novais de Cerqueira Lima (in memoriam), who awoke my interest in the study of birds and
my mother Gizelia Antônia Pita (in memoriam) who always encouraged me to study.
Capa Indice Sair PÁGINA PÁGINA
MENU Front Cover Table of Contents Leave ANTERIOR SEGUINTE

VIII Aves do Litoral Norte


da Bahia

ÍNDICE Ordem dos Anseriformes


Anseriformes order
61
61
TABLE OF CONTENTS Anatidae 61

Ordem dos Falconiformes  69


Falconiformes order 69
Pandionidae 69
Accipitridae 70
Falconidae  79
Aves do Litoral Norte XII
Birds of the Coast North XII Ordem dos Galliformes 87
Espécies de aves ameaçadas de extinção XVIII Galliformes order 87
Cracidae 87
Ordem dos Tinamiformes 3
Tinamiformers order 3 Ordem dos Gruiformes 91
Tinamidae 3 Gruiformes order 91
Aramidae 91
Ordens dos Podicipediformes 9 Rallidae 92
Podicipediformes order 9 Heliornithidae 101
Podicipedidae 9
Ordem dos Charadriiformes 105
Ordem dos Procellariformes 13 Charadriiformes order 105
Procellariformes order 13 Jacanidae 105
Rostratulidae 106
DIOMEDEIDAE 13 Haematopodidae 106
PROCELLARIIDAE 17 Charadriidae 107
HYDROBATIDAE 34 Scolopacidae  112
SPHENISCIDAE 38 Recurvirostridae 121
STERCORARIIDAE 123
Ordem dos Sphenisciformes 38 LARIDAE 127
Sphenisciformes order 38 STERNIDAE 127

Ordem dos Columbiformes 151


Ordem dos Pelicaniformes 39
Columbiformes order 151
Pelicaniformes order 39
Columbidae 151
PHAETHONTIDAE 39
SULIDAE 39
PHALACROCORACIDAE 40 Ordem dos Psittacimormes 161
FREGATIDAE 42 Psittacimormes Order 161
Psittacidae  161
Ordem dos Ciconiformes 45
Ciconiforme order  45 Ordem dos Cuculiformes  173
Ardeidae 45 Cuculiformes order 173
Familía Cochlearidae  54 Cuculidae  173
Threskiornithidae 55
Ciconidae 55
Cathartidae 56 Ordem dos Strigiformes 179
Strigiformes order 179
Capa Indice Sair PÁGINA PÁGINA
MENU Front Cover Table of Contents Leave ANTERIOR SEGUINTE

Aves do Litoral Norte IX


da Bahia

Tytonidae 179
Strigidae  180 Turdinae  306
Mimidae  311
Motacillidae  312
Ordem dos Caprimulgiformes 187 Vireonidae 313
Caprimulgiformes order 187 Coerebinae  316
Nyctibiidae  187 Cardinalinae 344
Caprimulgidae  189 Fringillidae 353
Passeridae  354
Estrildidae 355
Ordem dos Apodiformes 195
Apodiformes order 195

Pranchas
Apodidae 195
Trochilidae  196

Ordem dos Trogoniformes


Trogoniformes order
209
209
tables
Trogonidae 209
Alcedinidae 212

Ordem dos Coraciiformes 212


Coraciiformes order 212 Tinamiformes 358
Tinamidae  358
Galbulidae 216

Ordem dos Piciformes 216 Podicipediformes 360


Podicipedidae 360
Piciformes Order 216
Bucconidae  217
Ramphastidae  219
Spheniscidae 361
Picidae  220
Procellariiformes 362
Subordem Suboscines 226 Diomedeidae 362
Suboscines Suborder 226 Procellariidae 363
Rhinocryptidae 226
Pelicaniformes 370
Ordem dos Passeriformes 226 PHAETHONTIDAE 370
SULIDAE 371
Passeriformes order 226 PHALACROCORACIDAE 371
Formicariidae 227 FREGATIDAE 372
Conopophagidae 235
Furnariidae 237
Dendrocolaptidae  244
Ciconiformes  373
Tyrannidae 248 Família Ardeidae 373
Pipridae 291 Cochlearidae  376
Cotingidae 294 Threskiornithidae 377
Ciconidae 377
Subordem Ocine 296
Anseriformes 380
Ocine Suborder 296
Família Anatidae 380
Hirundinidae 296
Corvidae 301
Troglodytidae 302 Falconiformes 385
Sylvinae  305 Família Accipitridae  385
Falconidae  391
Capa Indice Sair PÁGINA PÁGINA
MENU Front Cover Table of Contents Leave ANTERIOR SEGUINTE

 Aves do Litoral Norte


da Bahia

Galliformes 394 Suboscines 451


Cracidae 394 Rhinocryptidae  451
Conopophagidae  459
Gruiformes 394 Conopophagidae  459
Dendrocolaptidae  463
Rallidae  395 Tyrannidae  466
Heliornithidae  399 Pipridae  484
Cotingidae  487
Charadriiformes 400
Rostratulidae  400 Passeriformes 489
Haematopodidae  400
Charadriidae  401
Scolopacidae  403 Oscines 489
Recurvirostridae  408 Hirundinidae  489
STERCORARIIDAE 409 Corvidae  491
Laridae 411 Troglodytidae  492
Sternidae 411 Muscicapidae 493
Subfamília Sylviinae  493
Columbiformes 415 Subfamília Turdinae  493
Subfamília Turdinae  494
Mimidae  496
Psittacidae 419 Motacillidae  497
Psittacidae  419 Vireonidae  497
Emberizidae 498
Subfamília Parulinae  498
Cuculiformes 425 Subfamília Coerebinae  499
Cuculidae  425 Subfamília Thraupinae  499
Subfamília Emberizinae  512
Strigiformes 426 Subfamília Cardinalinae  520
Subfamília Icterinae  524
Tytonidae 426
Família Passeridae 528
Família Passeridae 528
Caprimulgiformes 430 Família Estrildidae  528
Família Nyctibiidae  430 Fringillidae  529
Família Caprimulgidae 430

Apodiformes 433
Pranchas ninhos
nest tables
Família Apodidae  433
Família Trochilidae  440

Trogoniformes 442
Família Trogonidae  442
Família Trogonidae  442

Coraciiformes 443
Alcedinidae  443

Piciformes 445 Tinamiformes 532


Galbulidae 445 Nothura maculosa 532
Bucconidae  445 Rhynchotus rufescens 532
Ramphastidae  446
Picidae 448 Podicipediformes 532
Tachybaptus dominicus 532
Passeriformes 451
Capa Indice Sair PÁGINA PÁGINA
MENU Front Cover Table of Contents Leave ANTERIOR SEGUINTE

Aves do Litoral Norte XI


da Bahia

Spheniscidae 533 Himantopus himantopus 544


Spenischus magellanicus 533 Jacana jacana jacana 546
Larus dominicanus 544
Sterna fuscata fuscata 545
Procellariiformes 533 Sterna hirundinacea 546
Calonectris borealis 533 Sterna hirundo hirundo 547
Sterna superciliaris 543
Pelicaniformes 533 Thalasseus eurygnatha 546
Phaethon aethereus aethereu 533
Phalacrocorax bransfieldensis 534 Columbiformes 547
Sula dactylatra dactylatra 534 Columba cayennensis 547
Sula leucogaster leucogaster 534 Columba picazuro marginalis 549
Columbina minuta 549
Ciconiformes 535 Columbina minuta 550
Columbina passerina 548
Coragyps atratus 536
Columbina picui strepitans 548
Egretta albus egretta 536
Columbina talpacoti talpacoti  549
Egretta thula 535
Leptotila verreauxi approximans 547
Igrisoma lineatum marmoratum 535
Scardafella squammata 548
Nyctanassa violacea 535
Scardafella squammata squammata  550
Nycticorax nycticorax 536

Anseriformes 537 Psittacimormes 551


Amazona amazonica amazonica 552
Anas bahamensis bahamensis 537
Aratinga aurea aurea 551
Cairina moschata 537
Aratinga auricapilla auricapilla 551
Dendrocygna autumnalis 537
Dendrocygna viduata 538
Cuculiformes 552
Falconiformes 538 Crotophaga ani 552
Guira guira 552
Buteo albicaudatus 538
Piaya cayana pallescens 553
Caracara plancus 539
Falco femoralis femoralis 540
Falco sparverius 538 Strigiformes 553
Gampsonyx swainsonii swainsonii  540 Aegolius harrsii 554
Parabuteo unicinctus unicinctus 539 Glaucidium brasilianum brasilianum 554
Rostrhamus sociabilis sociabilis 539 Otus choliba decussata 554
Rupornis magnirostris nattareri 540 Speotyto cunicularia grallaria 553
Tyto alba tuidara 553
Galliformes 541
 541 Caprimulgiformes 555
Ortalis guttata aracuan 541 Chordeiles pusillus pusillus 555
Nyctibius griseus griseus 555
Gruiformes 541 Nyctidromus albicollis albicollis 555
Aramides cajanea cajanea 542
Aramides mangle 541 Apodiformes 556
Aramus guarauna guarauna 543 Chlorostilbon aureoventris puucherani 557
Gallinula chloropus galeata 542 Chrysolampis mosquitus 557
Laterallus melanophaius 541 Eupetomena macroura simoni 558
Laterallus viridis viridis 542 Glaucis hirsuta hirsuta 558
Heliactin bilophus 556
Charadriiformes 543 Panyptila cayennensis 557
Phaethornis pretrei pretrei 558
Charadrius wilsonia 543
Gallinago paraguaiae 545
Haematopus palliatus 544 Coraciiformes 559
Capa Indice Sair PÁGINA PÁGINA
MENU Front Cover Table of Contents Leave ANTERIOR SEGUINTE

XII Aves do Litoral Norte


da Bahia

Ceryle torquata torquata 559 Schistochlamys ruficapillus capistratus 573


Sicalis flaveola brasiliensis 575
Piciformes 559 Sicalis luteola luteola 574
Sporophila albogularis 572
Bucco maculatus maculatus 559 Sporophila bouvreuil bouvreuil 575
Bucco maculatus maculatus  560 Sporophila leucoptera cinereola 585
Campephilus melanoleucos cearae  560 Sporophila nigricollis nigricollis 583
Colaptes campestris campestris 560 Synallaxis frontalis frontalis 570
Picumnus pygmaeus distinctus 559 Synallaxis scutatus scutatus 584
Tachycineta albiventer 561
Passeriformes 561 Tachyphonus rufus 576
Agelaius ruficapillus frontalis 581 Tangara cayana flava 570
Cacicus haemorrhous affin 577 Thamnophilus palliatus palliatus 566
Camptostoma obsoletum  574 Thraupis palmarum palmarum 584
Certhiaxis cinnamomea cearensis 566 Thraupis sayaca sayaca 587
Coereba flaveola chloropyga 576 Thryothorus genibarbis genibarbis 582
Conirostrum bicolor bicolor 571 Todirostrum cinereum cearae 568
Coryphospingus pileatus pileatus 565 Tolmomyias flaviventris flaviventris 582
Cyanocorax cyanopogon 570 Troglodytes musculus musculus 566
Cyclarhis gujanensis cearensis 567 Turdus leucomelas albiventer 580
Cypsnagra hirundinacea hirundinacea 571 Turdus rufiventris juensis 581
Elaenia cristata cristata 575 Tyrannus melancholicus melancholicus 568
Elaenia flavogaster flavogaster 583 Tyrannus savana savana 586
Elaenia spectabilis spectabilis 571 Xiphorhynchus picus bahiae 569
Estrilda astrild astrild 582 Zonotrichia capensis matutina 568
Euphonia chlorotica chlorotica 567
Euphonia violacea auranticollis 579
Fluvicola leucocephala
Fluvicola nengeta nengeta
561
569 OUTROS ANIMAIS
OTHER ANIMALS
Furnarius leucopus assimilis 564
Furnarius rufus 585
Hemitriccus margaritaceiventer 565
Hylophilus amaurocephalus 577
Icterus cayanensis tibialis 572
Icterus jamacaii 564
Lepidocolaptes angustirostris bahiae 578
Machaeropterus regulus regulus 561
Machetornis rixosus 565 Herpailurus yagouarondi 590
Megarhynchus pitangua pitangua 579 Felis tigrina 590
Mimus gilvus antelius 584 Callithrix penicillata 590
Mimus saturninus frater 576 Cebus apella 591
Molothrus bonariensis bonariensis 579 mico de tufo brannco 591
Myiarchus ferox ferox  572 mico de tufo brannco 591
Myiozetetes simillis similis 578 Artibius jamaicensis 592
Notiochelidon cyanoleuca cyanoleuca 564 Artibius planirostris 592
Pachyramphus polychopterus polychopterus 573 Carollia p. perspicillata 592
Pachyramphus viridis viridis 569 Glossophaga soricina 593
Paroaria dominicana 586 Lionycteris spurrelli 593
Passer domesticus domesticus 578 Noctilio leporinus 593
Phacellodomus rufifrons rufifrons 580 Saccopteryx bilineata 594
Polioptila plumbea atricapilla 577 Artibeus p. planirostris 594
Polioptila plumbea atricapilla 581 Iguana iguana 594
Porphyrospiza caerulescens  562 Boa constrictor 595
Pseudoseisura cristata 574 Bothrops leucurus 595
Pyrocephalus rubinus rubinus 573 Caiman yacare 595
Ramphocaenus melanurus 567 Chironius flavolineatus 596
Ramphocelus bresilius bresilius 580 Crotalus durissus  596
Capa Indice Sair PÁGINA PÁGINA
MENU Front Cover Table of Contents Leave ANTERIOR SEGUINTE

Aves do Litoral Norte XIII


da Bahia

Drymarchoron corais 596


Echynanthera occiptolis 597
Eunectes murinus  597
Waglerophis merrim 597
Geochelone carbonaria 598
Gymnodactylus g amaral 598
Phylloctylus mabuia 598
Tupinambis teguxin 599
Caluromys philandes 599
CAPIVARA 599
Chaetomys subspinosus 600
Coendou insidiosus 600
Dasyprocta sp 600
Didelphis albiventris 601
Hidrochoerus hidrochaeris 601
capivara Hydrochaeris hydrochaeris 601
Monodelphis americana 602
marsupial 602
Tayassu tajacu 602
Sciurus aestuans 603
Silvilagus brasiliensis 603
Nassua nassua 603
Cerdocyon thous Raposa  604
Tamandua tetradactyla 604
Dasypus novemcinctus 604

Referência
Bibliográfica
Reading List 605
Capa Indice Sair PÁGINA PÁGINA
MENU Front Cover Table of Contents Leave ANTERIOR SEGUINTE

XIV Aves do Litoral Norte

Aves do Litoral Norte


Birds of the Coast North

O   litoral norte da Bahia, entre Salvador


e Mangue Seco (Jandaíra), é formado
por  importantes ecossistemas de cerrado,
frota pesqueira do Estado da Bahia. A frota
pesqueira é responsável pela coleta de mais de
50 espécies diferentes de pescado, destacando-
restinga, matas secundárias, Mata Atlântica, se entre eles: peixe agulha, albacora, badejo
dunas, mangues, estuários e áreas úmidas. A e uma infinidade de outros peixes. Os
grande variedade de ecossistemas proporciona manguezais são responsáveis pela produção do
ao litoral norte, uma grande riqueza em caranguejo, siri, aratu, dentre outros mariscos
diversidade biológica. O litoral e o ecossistema (Bahia Pesca, 1998). Os recifes constituem um
de mangue são as principais fontes de sustento ecossistema povoado por muitas espécies da
da grande maioria da população que vive no flora e fauna marinha e podemos citar duas
seu entorno. De Salvador até Mangue Seco, formações, Arembepe e Praia do Forte, que
existem várias comunidades de pescadores, além da sua importância ecológica, também
instalados na sua maioria, na foz dos rios. ornecem sustento para as comunidades locais.
Estas colônias equivalem  a  26,2% de toda a
Capa Indice Sair PÁGINA PÁGINA
MENU Front Cover Table of Contents Leave ANTERIOR SEGUINTE

Aves do Litoral Norte XV

A beleza natural destas áreas constitui um a diversidade de espécies animais existentes


grande  atrativo para o turismo. As áreas úmidas  no litoral norte. As populações das cidades
compõem a paisagem, proporcionando um situadas no entorno, na sua grande maioria,
visual belíssimo e indescritível e só quem os viu não possui muito conhecimento sobre a fauna
pode saber. Este visual foi o responsável pelo da região.
surgimento da Aldeia Hippie em Arembepe,
na década de 70, que até hoje permanece com Com a finalidade de adquirir conhecimentos
suas características originais. Em todo o trecho sobre os ecossistemas pertencentes ao litoral
do litoral norte, duas localidades se destacam norte, vimos desenvolvendo pesquisas em todos
como grande atrativo turístico: a Praia do eles, há mais de 16 anos. Os nossos  estudos
Forte, conhecida internacionalmente por ser a detectaram a presença de 431 espécies de aves,
sede do projeto TAMAR, o projeto responsável o equivalente a mais de 50% de todas as aves
pela pesquisa e conservação das tartarugas da Bahia (824). Entre essas aves, detectamos a
marinhas e Mangue Seco, por causa do livro presença de 16 espécies consideradas raras ou
Tiêta do Agreste, escrito por Jorge Amado e ameaçadas de extinção ( Tabela1, Figura 1).
pela novela do mesmo nome produzida pela
Além das espécies raras ou ameaçadas de
Globo. Apesar da beleza e diversidade desses
extinção, foram levantadas as espécies de
ecossistemas, pouco ou nada se conhecia sobre
aves que realizam migrações ou outro tipo de

Espécie Nome Vulgar

Procellaria conspicillata Pardela de óculos


Sarcoramphus papa Urubu-rei
Aegolius harrisii Caburé canela
Falco peregrinus Falcão-peregrino
Nyctibius leucopterus Urutau-de-asa-branca
Sterna dougallii Trinta-réis-róseo
Sterna antillarum Trinta-réis-miudo
Aratinga auricapilla Jandaia-de-testa-vermelha
Amazona rhodocorytha Papagaio-chauã
Touit melanonota Apuim-de-costa-preta
Pyriglena atra Olho-de-fogo-rendado
Conopophaga melanops nigrifrons Cuspidor mascarado
Xipholena atropurpurea Ananbé-de-asa-branca
Procnias nudicollis Araponga
Porphyrospiza caerulescens Campainha-azul
Carduelis yarellii Coroinha
Tab. 1 - Relação de espécies raras ou ameaçadas de extinção no Litoral Norte
Capa Indice Sair PÁGINA PÁGINA
MENU Front Cover Table of Contents Leave ANTERIOR SEGUINTE

XVI Aves do Litoral Norte

deslocamento. No total, foram catalogadas 99 (Lima, 1992,2000), embora esta espécie já


espécies nestas condições, sendo que muitas tenha sido registrada em Correntina ( Antas et
delas são aves oceânicas, destacando-se o al., 1994 ). Para estudar o comportamento das
trinta-réis-róseo (Sterna dougallii), espécie aves do Litoral Norte, adotamos a técnica do
ameaçada de extinção e o trinta-réis-comum anilhamento. O anilhamento é uma importante
(Sterna hirundo). ferramenta para o estudo das rotas migratórias,
determinação da longevidade das espécies e
Além das aves migratórias e das espécies preservação de habitats localizados nas rotas
raras ou ameaçadas de extinção com casos de migratórias de muitas espécies de aves. O
registro novo na Bahia e no Brasil, existem anilhamento consiste em colocar anéis de metal
outras novas ocorrências no litoral norte, tais no tarso das aves, no tamanho apropriado para
como: caburé-canela (Aegolius harrisii), uma cada espécie, após sua captura por meio de
espécie que acrescentamos à lista das aves da redes de neblina ou nos próprios ninhos, ou
Bahia tendo realizado também um estudo sobre são colocados depois de sua captura por meio
o comportamento reprodutivo da espécie; de outros tipos de armadilhas. Durante os 16
a espécie A. harrisii descoberta no cerrado anos de trabalho nesta área (1991-2006), foram
existente em Camaçari, na área de influência anilhadas mais 40.000 aves, com anilhas do
da CETREL (Lima, 1993,94); o sabiá-ferreiro Cemave (órgão do IBAMA), pertencentes a 300
(Turdus subalaris), uma espécie migratória diferentes espécies, o que eqüivale a 27% de
do sul do Brasil registrada no ecossistema de todas as aves do Estado da Bahia. Além disso,
restinga em Arembepe, sendo este o primeiro foram anilhadas outras 3.446 aves, com anilhas
registro mais ao norte até hoje comprovado coloridas, devidamente numeradas. Através
do anilhamento, foi-nos possível coletar
informações sobre a rota migratória de muitas

Sterna hirundo hirundo (Linnaeus, 1758).


Trinta-réis-boreal (Common Tern)
Capa Indice Sair PÁGINA PÁGINA
MENU Front Cover Table of Contents Leave ANTERIOR SEGUINTE

Aves do Litoral Norte XVII

espécies de aves. Das 300 espécies anilhadas, 19 O município de Lauro de Freitas perdeu sua
são migrantes setentrionais e 06 são austrais. cobertura vegetal quase que totalmente, tendo
Também, obtivemos 1500 recuperações de ocorrido á supressão de dunas, restingas, Mata
99 espécies, das quais, 13 espécies foram Atlântica, matas secundárias e manguezais.
anilhadas por outros pesquisadores brasileiros Hoje, Lauro de Freitas só possui uma pequena
e estrangeiros (Tabela 2). cobertura de mata secundária, onde foi
detectada a presença do apuim-de-costa-preta
Do total de aves anilhadas (40.000), a grande (Touit melanonota) e da jandaia-de-testa-
maioria, 87,7%, foi anilhada no litoral norte e vermelha (Aratinga auricapilla), psitacídeos
o restante foi anilhado em outras localidades ameaçados de extinção. Ambas as espécies
do Estado da Bahia (Figura 1). estão listadas no apêndice II da Cites e quase
nada se sabe sobre o seu comportamento
Todos os ecossistemas do Litoral Norte
(Snyder et al, 2000). Desde 1997 vimos
sofreram, ao longo do tempo, muitos tipos
realizando pesquisas de reintrodução com a
de agressões, sendo os ecossistemas mais
espécie A. auricapilla e já temos obtido bons
próximos à grande metrópole (Salvador), os
resultados no decorrer de 1997 até hoje, tendo
que foram mais prejudicados, sem dúvida
reintroduzido cerca de 20 exemplares que já
alguma.
se encontram adaptados ao seu novo habitat.

Espécie Exemplar País

Falco peregrinus 1 USA


Sterna hirundo 900 USA
Sterna hirundo 08 Portugal
Sterna hirundo 2 Argentina
Sterna dougallii 360 USA
Sterna dougallii 3 Inglaterra, Portugal
Sterna sandvicensis 1 USA
Thalasseus eurygnatha 37 ES-Brasil
Calonectris borealis 18 Portugal
Calonectris borealis 2 Espanha
Arenaria interpres 2 USA
Phalacrocorax bransfieldensis 1 Nelson Island, Shetland South
Sula dactylatra 3 Abrolhos –BA/Brasil
Sula leucogaster 1 Abrolhos-BA/Brasil
Anous stolidus 4 BA/Brasil
Catharacta maccormicki 1 Alemanha
Puffinus puffinus 1 Inglaterra
Tab. 2 Relação de aves anilhadas por pesquisadores brasileiros e
estrangeiros
Capa Indice Sair PÁGINA PÁGINA
MENU Front Cover Table of Contents Leave ANTERIOR SEGUINTE

XVIII Aves do Litoral Norte

O sucesso reprodutivo das aves reintroduzidas condomínios e novos núcleos populacionais


é bastante promissor, tendo havido casos de em Lauro de Freitas, põe em risco, toda a
alguns casais se reproduzirem duas vezes por biodiversidade que ainda resta. Preservar o
ano. O trabalho de reintrodução foi realizado que restou de mata secundaria em Lauro de
pelo CETAS-CETREL/IBAMA, que, além de Freitas, é de fundamental importância para
obter sucesso na reintrodução das espécies preservar as espécies ameaçadas de extinção,
anteriores, já conseguiu reintroduzir com como também preservar a biodiversidade
sucesso, outras 140 espécies de aves, sendo naquele município. As matas restantes vêm
que a população de algumas dessas espécies perdendo sua cobertura vegetal com uma
encontra-se muito reduzida, por causa da rapidez espantosa. A especulação imobiliária
forte pressão que vem sofrendo dos pegadores é, sem dúvida, a principal responsável por
de aves. Entre essas espécies, podemos citar o estes danos. É recomendável que o município
canário-da-terra ( Sicales flaveola), o curió crie uma reserva legal na área onde ainda resta
(Sporophila angolensis), o papagaio-do- a referida mata secundária, porque só assim,
mangue (Amazona amazonica), a aratinga- será possível preservar a biodiversidade
estrela (Aratinga aurea) e o falcão-quiriquiri restante do município.
(Falco sparverius). Deve ser tomado um
cuidado especial com relação às reintroduções, O litoral de Camaçari, entre Lauro de Freitas
para não introduzir espécies que não ocorrem e o Rio Pojuca, possui um extenso cordão
no habitat, evitar a introdução de doenças de dunas, que vem sofrendo uma forte
e reintroduzir exemplares que não estejam devastação, devido à especulação imobiliária,
aptos. Com relação às introduções indevidas, especialmente a margem oposta do rio Joanes,
podemos citar três espécies que se encontram uma área pertencente ao município, onde se
nessas condições: o papagaio verdadeiro instalaram condomínios de classe média. Do
(Amazona aestiva), introduzido em Praia do Rio Joanes em direção ao norte, destacamos
Forte, a rolinha-picuí (Columbina picui) que Jauá, Arembepe, Jacuipe Guarajuba e
pode ser observada em uma grande extensão Itacimirim, onde há grandes aglomerados
de litoral, desde Itapuã (Salvador) até Sauípe, populacionais que vem sendo, cada vez mais,
e a gralha-cancã (Cyanocorax cyanopogon) cobiçados pelas pessoas de maior poder
que hoje habita as matas de Monte Gordo aquisitivo. Caso medidas preservacionistas não
(Camaçari) e Sauípe. Além das espécies sejam adotadas no litoral de Camaçari, o que
ameaçadas que foram relatadas anteriormente, veremos no futuro, será muito semelhante ao
podemos destacar a presença da arara que aconteceu com a cidade de São Paulo, que
maracanã-nobre (Diopsittaca nobilis) que com seu crescimento desordenado envolveu
ocorre nas matas do litoral norte, destacando- as cidades vizinhas, causando uma devastação
se a ocorrência de bandos desta espécie na irreparável. É preciso delimitar as áreas de dunas
Avenida Paralela e em Lauro de Freitas, onde já que se encontram preservadas, para que não
detectamos locais de reprodução desta espécie sofram qualquer tipo de agressão. Estas áreas
(Lima, 1999). O constante surgimento de novos estão protegidas por três APA no município
Capa Indice Sair PÁGINA PÁGINA
MENU Front Cover Table of Contents Leave ANTERIOR SEGUINTE

Aves do Litoral Norte XIX

de Camaçari, sendo que a APA do Joanes para as cerâmicas, é algo assustador. Todos os
Ipitanga é a maior de todas e abrange diversos dias podemos ver caminhões carregados de
municípios, tais como: Lauro de Freitas, madeira destinados às cerâmicas. Também,
Camaçari, Candeias, São Francisco do Conde o cordão das dunas vem sofrendo uma forte
e Simões Filho. As três APA são instrumentos pressão com a retirada constante de areia
legais de fundamental importância, para a que é utilizada na construção civil, além das
preservação dos ecossistemas do litoral norte. jazidas de cascalho e de barro vermelho. Estas
Além do cordão de dunas, as áreas alagadiças atividades são responsáveis pela supressão
dos estuários dos rios Joanes, Capivara da vegetação, com a conseqüente degradação
Grande, Jacuipe e Pojuca, precisam de maiores da biodiversidade. O comércio ilegal de
cuidados, a fim de evitar a poluição de suas orquídeas também preocupa muito: “grupo de
águas que além de prejudicar a fauna, pode profissionais” coletam e vendem as orquídeas
causar sérios danos à vida marinha. As áreas da região, na beira das estradas do litoral norte.
que estão merecendo cuidados especiais Nestas matas, tivemos ocasião de identificar
e preservação permanente são: Lagoa de algumas espécies de aves ameaçadas de
Arembepe, situada entre a Millennium e o extinção ( Tabela 4).
km 20 da Estrada do Coco, as margens do Rio
Capivara Grande, entre o km 18 da Estrada do
Espécie Nome Vulgar
Coco até a sua desembocadura no Rio Jacuipe,
área onde observa-se uma grande variedade Sarcoramphus papa Urubu-rei
de espécies de orquídeas, plantas carnívoras e Aratinga auricapilla Jandaia-de-testa-
vermelha
sempre vivas ( Tabela 3). Ainda no município
Amazona rhodocorytha Papagaio-chauã
de Camaçari, podemos destacar dois outros
Touit melanonota Apuim-de-costa-preta
ecossistemas, que merecem ser preservados: as
Tab. 4 - Relação de espécies de aves ameaçadas de extinção
matas que restam nas margens do Rio Joanes e registrada nas matas de Monte Gordo
Monte Gordo, nas proximidades da represa de
Santa Helena. Essas matas vêm sofrendo uma
série de degradações, entre elas a devastações O cerrado existente no município de Camaçari
das matas pelas cerâmicas estabelecidas nesta merece especial atenção, pois encontra-se
região, que precisam da madeira para abastecer encravado entre diversos outros tipos de
seus fornos e a expansão da agropecuária. A ecossistemas, sendo o único local no litoral
destruição das matas para a retirada da madeira norte da Bahia, que possui este tipo de
ecossistema, onde podemos encontrar algumas
espécies de aves típicas e algumas consideradas
Espécie Nome Vulgar
raras ou ameaçadas de extinção (Tabela. 5). A
Drosera intermedia Planta carnívora valorização do litoral norte após a duplicação
Drosera chrysolepis Planta carnívora da Estrada do Coco, suscitou um grande
Drosera tomentosa Planta carnívora interesse por parte de grupos empresariais que
Tab. 3 - Relação de plantas carnívoras e orquídeas do Litoral Norte
atualmente estão loteando áreas do cerrado
Capa Indice Sair PÁGINA PÁGINA
MENU Front Cover Table of Contents Leave ANTERIOR SEGUINTE

XX Aves do Litoral Norte

Espécie Nome Vulgar

Porphyrospiza caerulescens Campainha-azul


Xolmis cinérea Primavera
Heliactin bilopha Beija-flor-chifre-de-ouro
Bucco chacuru Fevereiro
Elaenia cristata Guaracava-de-topete
Formicivora rufa Formigueiro-ruivo
Aegolius harrisii Caburé-canela
Sarcoramphus papa Urubu-rei
Falco peregrinus Falcão-peregrino
Aratinga auricapilla Jandaia-de-testa-vermelha
Amazona rhodocorytha Papagaio-chauã
Touit melanonota Apuim-de-costa-preta
Carduelis yarellii Coroinha
Tab. 5 - Relação de espécies do cerrado de Camaçari

para a construção de condomínios, sítios, A área que se estende da Praia do Forte


chácaras e empreendimentos agropecuários. (Mata de São João) até Massarandupió,
As APA são importantes instrumentos para pode ser considerada como muito cobiçada,
ordenar o uso do solo, entretanto, possuem principalmente, pelos empreendedores do
limitações. É importante que o governo crie setor hoteleiro. A Praia do Forte, apesar de
reservas legais ao longo do litoral norte, para possuir uma grande estrutura hoteleira, ainda
preservar as áreas dos diversos ecossistemas, preserva uma boa parcela de matas secundárias,
tais como: reservas de dunas, Mata Atlântica, restingas e áreas úmidas, que estão sendo
cerrado, estuário, manguezal etc. Em relação utilizadas como um grande atrativo para o
às praias de Camaçari, podemos destacar turismo ecológico. A Reserva de Sapiranga é um
duas espécies de aves oceânicas ameaçadas de bom exemplo de iniciativa conservacionista,
extinção: a pardela de óculos (Procellaria onde podemos observar uma grande variedade
conspicillata) e o trinta-réis-róseo (Sterna de espécies animais, muitas delas ameaçadas
dougallii). As aves oceânicas buscam seus de extinção. Algumas espécies consideradas
alimentos na plataforma continental, situada raras ou ameaçadas de extinção listadas em
a cerca de 20 a 30 milhas da costa. Pescadores várias localidades do litoral norte, também
artesanais muitas vezes matam estas aves, podem ser observadas na Reserva de Sapiranga.
com a justificativa que elas roubam as iscas e Na lagoa em frente ao Hotel, podemos
impedem o sucesso das pescarias. Essa atitude observar uma grande variedade de espécies
descabida é responsável pela morte de muitas de aves de hábitos aquáticos, destacando-se o
aves oceânicas. gavião-caramujeiro (Rostrhamus sociabilis),
o carão (Aramus guarauna) e o frango-
Capa Indice Sair PÁGINA PÁGINA
MENU Front Cover Table of Contents Leave ANTERIOR SEGUINTE

Aves do Litoral Norte XXI

d’água-pequeno (Porphyrula flavirostris). a conscientização das comunidades locais.


Em relação às espécies ameaçadas de A repercussão deste projeto bem sucedido,
extinção, podemos destacar o urubu-rei ultrapassou as fronteiras estaduais e alcançou
(Sarcoramphus papa), o apuim-de-costa-preta outras regiões no Brasil e no exterior. O que
(Touit melanonota) e a jandaia-de-testa-vermelha preocupa, no entanto, são as grandes áreas
(Aratinga auricapilla). A exploração do delimitadas como zonas de expansão (ZEP),
ecoturismo na Praia do Forte é uma iniciativa que podem implicar em desflorestamento,
promissora para preservar as remanescentes com a conseqüente perda de biodiversidade.
florestas que ainda restam. Além da Reserva É recomendável aumentar as zonas de
de Sapiranga, podemos destacar o Projeto proteção rigorosas (ZPR), no intuito de
TAMAR, que é um projeto de preservação das garantir a biodiversiade existente. Pesquisas
tartarugas marinhas, que, além de desenvolver desenvolvidas em Sauípe detectaram a
pesquisas visando a preservação das tartarugas presença de três espécies consideradas
marinhas, trabalha intensivamente com a ameaçadas de extinção: a jandaia-de-testa-
comunidade local, gerando empregos para vermelha (Aratinga auricapilla), o urutau-
as pessoas que antes tinham como atividade, de-asa-branca (Nyctibius leucopterus) e o
a caça e a coleta de ovos de tartarugas. Além olho-de-fogo-rendado (Pyriglena atra). A
disso, o envolvimento do Projeto TAMAR em espécie P. atra, antes considerada endêmica
programas de educação ambiental e a utilização nas matas do Recôncavo baiano, foi registrada
de suas bases em programas de ecoturismo, é em 1994 em remanescentes florestais no sul
de fundamental importância para aumentar do estado de Sergipe. A espécie sobrevive

Espécies de aves ameaçadas de extinção

Sarcoramphus papa Sarcoramphus papa Sarcoramphus papa Sarcoramphus papa


Capa Indice Sair PÁGINA PÁGINA
MENU Front Cover Table of Contents Leave ANTERIOR SEGUINTE

XXII Aves do Litoral Norte

nas matas secundárias e em capoeiras, que retirar a madeira. As pesquisas nesta reserva
correm o risco de desaparecer (Souza, 1994). ainda são preliminares e a continuidade dos
A presença dessas espécies já foi detectada trabalhos terá importância fundamental para
nas matas de Monte Gordo (Camaçari), em o melhor conhecimento deste ecossistema.
Sauípe e na Reserva do Bu (Esplanada). A
descoberta de Souza sobre a espécie no estado Entre Barra do Itariri e Siribinha (Conde),
de Sergipe, comprova que a distribuição destacamos as áreas de mata, os estuários dos
geográfica dessa espécie, é muito maior do que Rios Itariri e Itapicuru, as áreas alagadiças
se imaginava e nossas descobertas reforçam de Sitio do Conde e Poças, que são locais
esta comprovação. Apesar de tudo, a espécie freqüentados por uma infinidade de espécies de
P. atra tende a desaparecer do litoral norte, aves de hábitos aquáticos. Para melhor entender
caso medidas conservacionistas não sejam as áreas úmidas do litoral norte, realizamos
adotadas, para preservar as matas existentes. censos de aves aquáticas, duas vezes por ano
(verão/inverno) em várias regiões litorâneas,
Entre Subaúma e Baixios, destacamos as matas sendo que as áreas úmidas de Conde revelaram
de Subaúma que devem ser preservadas. Ao ser o local de maior concentração de aves de
mesmo tempo, é preciso criar um corredor de hábitos aquáticos. O censo foi coordenado
fauna para unir essas matas remanescentes, com pelo Biró Internacional para el Estudio de
as que existem em Baixios. O corredor de fauna las Aves Acuáticas y los Humedales e Ducks
deverá ser composto de espécies da vegetação Unlimited. No Brasil, o CEMAVE é responsável
nativa, a fim de garantir a presença das espécies pela organização do censo, que foi realizado,
animais existentes nos remanescentes florestais simultaneamente, em várias localidades de
da região. A Reserva do Bu, localizada em diversos estados brasileiros. Na América do
Baixios, é a maior área remanescente de Mata Sul, o censo foi realizado na Argentina, Chile,
Atlântica, em todo o litoral norte da Bahia. As Paraguai e Uruguai. O Censo Neotropical
pesquisas que desenvolvemos nessa reserva de Aves Aquáticas tem como objetivos: 1 -
e em seu entorno, detectaram a presença de Ampliar o conhecimento sobre a distribuição
73 espécies de aves, sendo algumas delas são e situação das aves aquáticas, para determinar
consideradas ameaçadas de extinção, como, as prioridades de conservação de habitats e
por exemplo, a espécie olho-de-fogo-rendado espécies (inclusão de sítios importantes na
(Pyriglena atra), que podemos considerar RHRAP e/ou na Convenção de Ramsar). 2 -
que se encontra em condições de equilíbrio Estabelecer um programa de monitoramento
por causa das dimensões da floresta (1200 a longo prazo, utilizando as aves aquáticas
ha), a jandaia-de-testa-vermelha (Aratinga como indicadores. As metas do censo são: 1-
auricapilla) e a ananbé-de-asa-branca contar com um sistema de alerta para fazer
(Xipholena atropurpurea). Apesar de o frente aos problemas de conservação que
proprietário dedicar seus melhores esforços afetam os ambientes aquáticos; 2- aumentar o
para preservar esta área, é muito comum a conhecimento da dinâmica populacional das
presença de caçadores e ações isoladas para aves aquáticas neotropicais, para melhorar sua
Capa Indice Sair PÁGINA PÁGINA
MENU Front Cover Table of Contents Leave ANTERIOR SEGUINTE

Aves do Litoral Norte XXIII

conservação e manejo. A Tabela 6 relaciona as comportamento dessa espécie em Mangue Seco


espécies encontradas e os locais onde foram e também para desenvolvermos campanhas de
realizados os censos de aves aquáticas no preservação deste habitat, que é freqüentado,
litoral norte. Em relação às matas, o ideal é não somente por S. dougallii, mas também,
que elas fossem unidas por um corredor de pelos representantes das três famílias acima
fauna, para que possa haver o deslocamento citadas. Mangue Seco vem sofrendo uma série
da fauna existente, entre os remanescentes de de agressões, principalmente por parte do
matas. turismo desordenado, que leva milhares de
pessoas totalmente despreparadas com relação
Entre Costa Azul e Mangue Seco, destacamos ao meio ambiente para aquele local, poluindo-
o ecossistema de restinga e o estuário do Rio o e degradando-o. Também, as pousadas
Real. A APA de Mangue Seco é, sem dúvida, ali instaladas, não possuem um sistema de
o ecossistema mais frágil de todo o litoral tratamento de esgoto e por isso despejam seus
norte da Bahia. Pesquisando a mortandade dejetos no Rio Real. A fama de Mangue Seco
de aves oceânicas no litoral norte da Bahia, como paraíso encantado, contribui para que,
descobrimos o estuário do Rio Real, em Mangue cada vez mais, novas pousadas e restaurantes
Seco. Este local é muito rico em espécies de aves se instalem na região. O que mais preocupa
migratórias que pertencem, principalmente, a nisso tudo, é o interesse de grupos hoteleiros
três famílias: Scolopacidae (maçarico) com 17 internacionais em construir grandes hotéis
espécies, Charadriidae (batuíra) com 7 espécies na região. Mangue Seco é um ecossistema de
e Sternidae (gaivota) com 11 espécies. Dessas dunas, estuários e manguezais, constituindo-
11 espécies mencionadas, duas são ameaçadas se por isso, em um local bastante frágil.
de extinção: a Sterna antilarum, oriunda da Com a cooperação do American Museum
América Central e a Sterna dougallii, originária of Natural History, estamos desenvolvendo
da América Central, América do Norte e estudos, através do anilhamento e uso de
Canadá, Portugal e Inglaterra. A respeito da rádios transmissores, para delimitar os locais
espécie S. dougallii, pouco ou nada se sabia onde as espécies S. dougallii e S. hirundo
sobre seu local de invernada, que é o lugar que buscam seus alimentos. Os nossos estudos
busca quando deixa sua colônia reprodutiva. comprovaram que, tanto a S. hirundo como
Durante mais de 40 anos, os americanos a S. dougallii, realizam a migração no
procuraram informações sobre tais locais. Em sentido Europa/América. Já coletamos oito
1995, utilizando redes de neblina para anilhar exemplares da espécie S. hirundo em Mangue
as espécies pertencentes às três famílias Seco, anilhadas em Portugal. Foi observada
acima citadas, descobrimos a presença da nas Ilhas dos Açores (Portugal), uma S.
espécie S. dougallii no estuário de Mangue dougallii anilhada com rádio transmissor em
Seco. Em 1997, a partir dessa descoberta, Mangue Seco e uma ave dessa espécie foi por
iniciamos uma parceria com os pesquisadores nós capturada em Mangue Seco, anilhada no
do American Museum of Natural History, no ninho, na Inglaterra, pelo British Museum
intuito de adquirirmos conhecimento sobre o Band, na Ilha de Rockabill em 24 de junho de
Capa Indice Sair PÁGINA PÁGINA
MENU Front Cover Table of Contents Leave ANTERIOR SEGUINTE

XXIV Aves do Litoral Norte

Tab. 6 Relação de espécies levantadas pelo Censo Neotropical de Aves Aquáticas entre 1992 a 1995 no Litoral Norte, com as respectivas localidades.
Espécie Localidade
Podiceps dominicus Camaçari, Caboto
Podilymbus podiceps Camaçari, Caboto
Phalacrocorax olivaceus Caboto
Casmerodius albus Camaçari, Caboto, Mangue Seco, Conde
Egretta thula Camaçari, Mangue Seco, Conde
Egretta caerulea Mangue Seco, Caboto
Bubulcus ibis Camaçari, Conde
Butorides striatus Camaçari, Caboto ,Mangue Seco , Conde
Dendrocygna viduata Mangue Seco
Dendrocygna autumnalis Camaçari, Caboto , Conde
Anas bahamensis Camaçari, Conde
Netta erythrophthalma Camaçari, Caboto , Conde
Amazonetta brasiliensis Camaçari, Caboto , Conde
Sarkidiornis malanotos Camaçari, , Conde
Porphyrula martinica Conde
Gallinula chloropus Camaçari, Caboto
Aramus guarauna Camaçari, Caboto , Conde
Vanellus chilensis Conde
Pluvialis squatarola Camaçari, Mangue Seco , Conde
Charadrius collaris Mangue Seco
Charadrius semipalmatus Camaçari, Mangue Seco
Haematopus palliatus Camaçari, Mangue Seco
Himantopus mexicanus Camaçari, Conde
Jacana jacana Camaçari, Caboto ,Mangue Seco , Conde
Tringa melanoleuca Camaçari, Caboto ,Mangue Seco
Tringa flavipes Camaçari, Mangue Seco
Tringa solitaria Camaçari, Mangue Seco
Catoptrophorus semipalmatus Mangue Seco
Actitis macularia Mangue Seco
Numenius phaeopus Mangue Seco
Arenaria interpres Mangue Seco
Calidris minutilla Mangue Seco
Calidris alba Mangue Seco
Calidris pusilla Mangue Seco
Limnodromus griseus Mangue Seco
Gallinago paraguaiae Camaçari
Sterna hirundo Mangue Seco
Sterna superciliaris Mangue Seco
Thalasseus eurygnatha Mangue Seco
Capa Indice Sair PÁGINA PÁGINA
MENU Front Cover Table of Contents Leave ANTERIOR SEGUINTE

Aves do Litoral Norte XXV

2000 e capturada em 27 de janeiro de 2001, locais de maior concentração (Figura 3).


fato este que ainda não havia sido registrado. As recuperações americanas procediam dos
Esta descoberta tem importância fundamental estados de Maine, Connecticut, New Jersey
para a preservação da S. dougallii que é listada e New York. Em 1996, Monteiro relatou que
como espécie ameaçada de extinção. alguns exemplares de S. hirundo procedentes
da América,  poderiam migrar para a Europa,
Dentre os representantes da família Sternidae entretanto, o movimento contrário não seria
a espécie Sterna hirundo é a mais comum possível. De 1996 a 2006, capturamos 30
no litoral brasileiro. Lara-Resende e Leal indivíduos da espécie  S. hirundo, procedentes
(1982) levantaram 213 aves com anilhas dos Açores, anilhados por Monteiro em
americanas, encontradas no Brasil entre 1928 1997. Nos Açores, Monteiro capturou uma S.
e 1980; Cordeiro et al (1996) relacionam 430 hirundo que fora anilhada por nossa equipe
recuperações entre 1980 e 1994, das quais 218 em Mangue Seco. No mesmo ano, Vitor
foram recuperadas no Parque Nacional da Encarnação capturou outra ave procedente
Lagoa do Peixe (RS). Cordeiro aponta o Rio de  Mangue Seco, na Ilha de Santa Maria,
Grande do Sul como recorde em recuperações nos Açores. Estes são os primeiros registros
de S. hirundo procedentes da América do do movimento transatlântico leste/oeste da
Norte, ficando a Bahia em segundo lugar, com espécie (Lima, 1996). Através da recuperação
99 recuperações. Durante o período de 1995 a de aves anilhadas na América do Norte e
2001, realizamos campanhas de levantamento e Europa, além de podermos traçar as rotas
anilhamento das espécies de aves migratórias e de migração, estamos  também coletando
aves residentes que buscam alimento na foz do dados biométricos e estudando os hábitos
Rio Real em Mangue Seco, na Bahia (11 27’ S, alimentares,  através da utilização de rádios
37 21’ W). Em 1996, ampliamos o nosso campo transmissores, que auxiliam no rastreamento
de ação para abranger todo o litoral baiano e dos bandos dessa espécie,  quando buscam
descobrimos outros importantes pontos de alimento. Hoje, a Bahia é recordista em
descanso dessa espécie. Para mapear o litoral recuperações da espécie S. hirundo, anilhadas
baiano, utilizamos uma escuna e um avião na América do Norte e Europa.
monomotor. Através desses recursos, pudemos
cobrir os pontos mais importantes da região, A Sterna dougallii é listada como espécie
entre eles: Cacha Prego (Ilha de Itaparica),  ameaçada de extinção no Canadá, EUA. e
Ponta do Curral (Morro de São Paulo), Bahia Caribe ( Fish and Wildlife Service, 1987).
de Camamu (Ituberá) e Corumbal (Porto Durante um longo período de mais de 30 anos, 
Seguro). Em 1998, iniciamos campanhas de não se conhecia os locais de invernada desta
anilhamento em todos locais anteriormente espécie. Em 1995,  descobrimos em Mangue
mencionados. De 1995 a 2006, recuperamos Seco, na Bahia, uma grande concentração
1.308 aves com anilhas americanas no litoral de S. dougallii juntamente com mais nove
baiano, especialmente em Mangue Seco e representantes da família Stenidae, visitando o
Cacha Prego, que se destacaram como os estuário do Rio Real (Hays et. al. 1999) sendo
Capa Indice Sair PÁGINA PÁGINA
MENU Front Cover Table of Contents Leave ANTERIOR SEGUINTE

XXVI Aves do Litoral Norte

este, o primeiro registro de concentração utilização de rádios transmissores, que ajudam


dessa espécie conhecido. Entre 1995 e 2006, a rastrear os bandos dessa espécie quando
capturamos 380 exemplares da espécie S. buscam alimento. Hoje, a Bahia é recordista em
dougallii com anilhas americanas. Deste recuperação da espécie S. dougallii anilhada
total, a ave de anilha 762-03835 estabeleceu na América do Norte e Europa. 
um recorde em longevidade, alcançando 25,6
anos. As nossas pesquisas  revelaram que a Os resultados de nossas pesquisas no estuário
espécie S. dougallii, distribui-se em todo o do Rio Real, em Mangue Seco, demonstram
litoral baiano. Para melhor entendermos os que este ecossistema deverá ser transformado
hábitos alimentares dessa espécie, estamos em reserva de aves limícolas, semelhante
usando rádios transmissores, com o apoio ao Parque Nacional da Lagoa do Peixe (RS),
do American Museum of Natural History,  uma vez que ambas são áreas de importância
para acompanhar seus movimentos durante a internacional. Além disso, devemos incluir
busca  de alimentos. A S. dougallii, realiza o como locais protegidos “intocáveis”, todos os
movimento transatlântico leste/oeste, fato este bancos de areias existentes no litoral baiano,
que foi comprovado pela recuperação de uma pois todos eles são importantes como locais de
ave anilhada em Mangue Seco e recuperada invernada das aves migratórias.
em uma colônia de reprodução nos Açores, e
Além das pesquisas realizadas com as duas
também por outra ave anilhada no ninho pelo
espécies acima relacionadas, durante 18 anos
British Museum Band, na Ilha de Rockabill,
estudamos o fenômeno da mortandade de
Inglaterra, em 24 de junho de 2000 e capturada
aves oceânicas no litoral norte da Bahia, entre
em 27 de janeiro de  2001 em Mangue Seco.
Salvador e Mangue Seco (240 km de litoral).
Através da recuperação das aves anilhadas na
Durante este período, catalogamos 36 espécies
América do Norte e Europa, além de podermos
de aves oceânicas pertencentes a nove famílias
traçar as rotas de migração, estamos  também
(Tabela 7). A Figura 4 relaciona a quantidade
coletando dados biométricos e estudando
hábitos alimentares da espécie,  através da

Família Nome Vulgar N de espécies

Spheniscidae Pingüim 1
Diomedeidae Albatroz 5
Procellariidae Pardela 15
Oceanitaidae Painho 3
Phaethonidae Rabo-de-palha 1
Sulidae Atobá 3
Phalacrocoracidae Biguá 2
Fregatida Tesourão 1
Stercorariidae Mandrião 6
Tab.7 Relação das Famílias de aves oceânicas do Litoral Norte
Capa Indice Sair PÁGINA PÁGINA
MENU Front Cover Table of Contents Leave ANTERIOR SEGUINTE

Aves do Litoral Norte XXVII

de espécies acrescentada à lista das aves do muito debilitadas. O tratamento consistia


Brasil e da Bahia. na alimentação adequada e vitaminas,
tratamento com vermífugos e fisioterapia.
Durante o período do nosso inverno (de Após a recuperação, estas aves foram
abril a agosto), muitas espécies de aves liberadas, devidamente anilhadas com anilhas
oceânicas morrem no litoral baiano, a maioria brasileiras. (Lima P.C.: As aves oceânicas na
delas sucumbe devido à sua juventude e Bahia (a morte no mar); As aves migratórias
inexperiência em buscar alimento (peixes no litoral norte da Bahia; Aves raras e espécies
e lulas). Durante as fortes tempestades que ameaçadas de extinção no litoral norte da
ocorrem em nosso litoral durante o inverno, Bahia; Uma longa viagem para morrer na
as aves fracas e debilitadas, são jogadas pelos praia; A NONBREEDING CONCENTRATION
fortes ventos nas praias do litoral e acabam OF ROSEATE AND COMMON TERNS IN
morrendo. Muitas vezes, as aves pesam BAHIA, BRAZIL), Ocorrência e mortalidade
menos de 50% do seu peso normal, como pode de aves oceânicas na costa da Bahia e a chave
ser demonstrado pela espécie Calonectris de identificação da Ordem procellariiformes
borealis (pardela-de-bico-amarelo) que pesa e Família Stercorariidae, em www.ao.com.
900g. Temos encontrado milhares dessas aves br/AO-olne em Artigos. Em relação às aves
mortas, com peso oscilando entre 350 e 400g. oceânicas, muitas espécies por nós catalogadas
Esta espécie originária das Ilhas Selvagem no litoral norte da Bahia, são ocorrências
Grande, Selvagem Pequena, Desertas, Madeira novas em nosso estado e em todo o norte e
(Portugal) e Ilhas Canárias (Espanha), são nordeste do Brasil (Tabela 8).
as aves mais coletadas, da pesquisa sobre o
fenômeno da mortandade de aves oceânicas na Em relação às demais espécies animais, podemos
Bahia. Entre as 36 espécies de aves coletadas, destacar algumas espécies consideradas ameaçadas
mortas ou debilitadas, o percentual da espécie que vivem em diferentes habitats do litoral norte,
pardela-de-bico-amarelo eqüivale a mais de tais como na Mata Atlântica, restinga, cerrado,
70% de todas as aves. Para realizarmos este áreas úmidas, rios e mar (Tabela 6). Além disso, a
estudo sobre a mortandade de aves oceânicas Tabela 10 relaciona as demais espécies animais que
percorremos a pé mais de 7.000 km, entre registramos no litoral norte.
Salvador e Mangue Seco (240km de litoral)
e o percurso de ida e de volta entre os dois
extremos, foi realizado de abril a agosto, tendo
sido intensificados os trabalhos a partir de
1994, quando houve um grande derramamento
de petróleo em toda a costa do litoral norte da
Bahia. O acidente com o petróleo, ocasionou
a morte de mais de 10.000 aves pertencentes
a várias espécies. Realizamos o trabalho de
recuperação das aves, que foram encontradas
Capa Indice Sair PÁGINA PÁGINA
MENU Front Cover Table of Contents Leave ANTERIOR SEGUINTE

XXVIII Aves do Litoral Norte

Espécie Nome Vulgar

Procyon cancrivorus
Sciurus sp
Iguana iguana
Tupinambis teguixin
Euphractus sexcinctus
Dasyprocta sp
Platynotus semitaenianus
Tropidurus hispidus
Polychurus acutirostris
Enyalus sp
Tupinambis teguxin
Kentropyx calcarata
Ameiva ameiva
Mabuya heathi
Micrablepharus maximiliani
Ophiode striatus
Boa constrictor
Eunectes murinus
Liophis viridis
Tantila melanocephala
Spilotes pullatus
Drymarchon corais
Helicops leopardinus
Mastigodryas bifossatus
Waglerophis merremii
Philodryas patagoniensis
Oxybelis aenus
Oxyrhopus sp
Micrurus ibiboboca
Crotalus durissus
Rhynchonycteris naso
Saccopteryx bilineata
Noctilio albiventris
Lonchorhina aurita
Phyllostomus h. hastatus
Glossophaga soricina
Carollia p. perspicillata
Sturnira l. lilium
Capa Indice Sair PÁGINA PÁGINA
MENU Front Cover Table of Contents Leave ANTERIOR SEGUINTE

Aves do Litoral Norte XXIX

Espécie Nome Vulgar

Phoebetria fusca Piau-preto


Phoebetria palpebrata Piau-de-costa-preta
Procellaria conspicillata * Pardela de óculus
Fulmarus glacialoides Fulmar-preto
Daption capense Pomba-do-cabo
Pterodroma mollis Grazina-mole
Pachyptila vittata Prião-de-bico-largo
Pachyptila belcheri Prião-de-bico-fino
Procellaria cinerea Procelaria-de-asa-preta
Fregetta tropica Painho-de-barriga-preta
Calonectris edwardsii Pardela
Catharacta antarctica Madrião-grande
Catharacta chilensis Madrião-chileno
Catharacta maccormicki Madrião-do-sul
Stercorarius parasiticus Madrião-parasítico
Stercorarius pomarinus Madrião-pomarino
Stercorarius longicaudus Madrião-de-cauda-comprida
Pelagodroma marina
Phalacrocorax bransfieldensis
Tab. 8 - Relação de novas ocorrências de aves oceânicas para a Bahia
Capa Indice Sair PÁGINA PÁGINA
MENU Front Cover Table of Contents Leave ANTERIOR SEGUINTE

XXX Aves do Litoral Norte

Espécie Nome Vulgar

Sotalia fluviatillis Jacaré-de-papo-amarelo


Dasypus novemcinctus Gato-do-mato
Cerdocyon thous Gato-mourisco
Didelphis albiventris Porco-cateto
Didelphis marsupialis Gato-do-mato
Cebus sp Ouriço-caxeiro
Callithrix penicillata Preguiça-de-coleira
Marmosa sp Lontra
Callithrix penicillata Preguiça-de-coleira
Marmosa sp Lontra
Hydrochaeris hydrochaeris Tartaruga-cabeçuda
Cavia aperea Tartaruga-verde
Galictis cuja Tartaruga pequena
Sylvilagus brasiliensis Tartaruga-de-pente
Tab.9 Relação de espécies animais ameaçadas de extinção do Litoral Norte da Bahia

Espécie Nome Vulgar

Vampyrops lineatus
Artibeus literatus
Artibeus planirostris
Artibeus jamaicensis
Artibeus cinereus
Desmodus rotundus
Myotis nigricans
Molossus ater
Molossus molossus crassicaudatus
Agouti paca
Tamandua tetradactyla
*Ocorrência nova no Estado da Bahia
Tab.10 Relação das demais espécies animais do Litoral Norte
Capa Indice Sair PÁGINA PÁGINA
MENU Front Cover Table of Contents Leave ANTERIOR SEGUINTE

Aves do Litoral Norte XXXI

T he north coast region of Bahia, between


Salvador and Mangue Seco (Jandaíra),
is made up of important ecosystems such as
and from the soap opera with the same name
produced by the Globo television network. But
despite this beauty and the diverse ecosystems,
savannas, sandy, coastal forests, regrowth forests, little or nothing is known about the diversity of
Atlantic Rainforest, sand dunes, estuaries and animal species that exist along the north coast.
wetlands. The wide range of ecosystems means Communities that live in the cities and towns of
the north coast region is very rich in biological the area have little knowledge about the regions
diversity. The coast and the mangroves are the fauna.
principal sources of sustenance that live around
them. Between Salvador and Mangue Seco, With the goal of acquiring knowledge about
there are various fishing communities that are the north coast’s ecosystems, we have been
mostly clustered around the mouths of rivers. carrying out research in all of them for more
These communities make up 26.2% of the fishing than sixteen years. The new studies revealed
fleet for the state of Bahia. The fishing fleet is the presence of 431 bird species which is more
responsible for the gathering of over fifty species than 50% of all the bird species in Bahia (824).
of fish including: swordfish, albacore, sole fish Among these birds, of particular interest and
and innumerous other fish. The mangroves are importance are 16 species of birds considered
responsible for the production of crabs, soft Shell rare or endangered. (Table1, Figure 1).
crabs, shrimp, and other shellfish (Bahia Pesca,
In addition to the rare or endangered birds, we
1998). The reefs also are an ecosystem that is
also surveyed the species that migrate or undergo
inhabited by many species of maritime flora
some other large dislocation. In total, 99 species
and fauna and we can site two reef formations
of this type were registered, most of which were
in particular, Arembepe and Praia do Forte,
shore birds and of particular importance was
that aside from their ecological importance, are
the roseate tern (Sterna dougallii), a species
scenically spectacular in a away only those who
threatened with extinction, and the common
have witnessed them can appreciate. The native
tern (Sterna hirundo).
beauty of these places makes them an obvious
attraction for tourism. Wetlands are also Besides the migratory birds and those that are
part of the spectacular scenery. This beautiful rare or threatened with extinction that were
setting led to the creation of the Hippie Village new registers for Bahia and Brazil, there were
in the 1970’s which still maintains its original other new occurences for the north coast such
characteristics. All along the north coast, there as: the buff-fronted owl (Aegolius harrisii), a
are two particularly distinct areas that provide species that we added to the list of the birds of
major tourist attractions: Praia do Forte, Bahia. We also undertook a study of the specie’s
internationally known as being the headquarters reproductive behavior. The A. harrisii was
for the Tamar Project, the project responsible discovered in the savanna areas in Camaçari
for research and preservation of sea turtles; and in the grounds of CETREL (Lima, 1993,94);
Mangue Seco, which gained a certain reputation the Turdus nigriceps, a migratory species from
from Jorge Amado’s novel, ‘Tiêta do Agreste’ the south of Brazil that was found in the sandy
Capa Indice Sair PÁGINA PÁGINA
MENU Front Cover Table of Contents Leave ANTERIOR SEGUINTE

XXXII Aves do Litoral Norte

Species Common Name


Procellaria conspicillata Spectacled shearwaters
Sarcoramphus papa King Vulture
Aegolius harrisii Buff-fronted owl
Falco peregrinus Peregrine falcon
Nyctibius leucopterus White-winged potoo
Sterna dougallii Roseate tern
Sterna antillarum Least tern
Aratinga auricapilla Golden-capped parakeet
Amazona rhodocorytha Red crowned Amazon
Touit melanonota Black-eared parrotlet
Pyriglena atra Fringe-backed fire-eye
Conopophaga melanops nigrifrons Black-cheeked gnateaster
Xipholena atropurpurea White-winged cotinga
Xipholena atropurpurea White-winged cotinga
Porphyrospiza caerulescens Blue finch
Carduelis yarellii Yellow-faced siskin
Tab. 1 – List of rare or endangered bird species in the north coast region

coastal forests in Arembepe, and this was the 3,446 other birds were banded with colored and
first proven register of the bird in the north of numbered bands. Through this banding work, it
the country up to now (Lima,1992, 2000), even was possible for us to collect information about
though this species had been registered in ( Antas the migratory routes of many species of birds.
et al., 1994 ). In order to study the behavior of Of the 300 bird species that were banded, 19 are
birds in the north coast region, we used banding northern migrants and 6 are southern migrants.
techniques. Banding is an important tool We also had 1,500 recoveries from 99 species, of
with which to study the migratory routes, to which 13 species were banded by other Brazilian
determine the longevity of the species and for the and foreign researchers (Table 2).
preservation of the habitats located along these
migratory routes used by many bird species. Of the total of birds that were banded (40,000),
The process of banding consists of placing metal the great majority, 87,7%, was banded in the
rings, appropriate for the size of the bird, around north coast region and the rest were banded in
the bird’s tarsus, after it has been caught in a other locations in the state of Bahia.
mist net or by other means. During the 16 years
All the ecosystems within the north coast region
of work in this area, (1991-2006), more than
have, over time, suffered from human aggression
40,000 birds from 300 different species have
and without a doubt the most damaged are
been banded with Cemave (an organ IBAMA)
the ones around large metropolises such as
bands. This is the equivalent to 27% of all the
Salvador.
bird species in the state of Bahia. In addition,
Capa Indice Sair PÁGINA PÁGINA
MENU Front Cover Table of Contents Leave ANTERIOR SEGUINTE

Aves do Litoral Norte XXXIII

Species Sample Country


Falco peregrinus 1 USA
Sterna hirundo 900 USA
Sterna hirundo 08 Portugal
Sterna hirundo 2 Argentina
Sterna dougallii 360 USA
Sterna dougallii 3 England, Portugal
Sterna sandvicensis 1 USA
Thalasseus eurygnatha 37 ES-Brazil
Calonectris borealis 18 Portugal
Calonectris borealis 2 Espanha
Arenaria interpres 2 USA
Phalacrocorax bransfieldensis 1 Nelson Island, Shetland South
Sula dactylatra 3 Abrolhos – BA/Brazil
Sula leucogaster 1 Abrolhos – BA/Brazil
Anous stolidus 4 BA/Brazil
Catharacta maccormicki 1 Germany
Puffinus puffinus 1 England
Tab. 2 List of Birds banded by Brazilian and Foreign
Researchers

new habitat. The reproductive success of the


The reintroduced birds is very promising, and there
municipality of Lauro de Freitas lost almost are even cases of pairs reproducing twice a year.
all its native vegetation which included This reintroduction work has been coordinated
sand dunes, sandy, coastal forests, Atlantic by CETAS-CETREL/IBAMA. In addition to
Rainforest, regrowth forests and mangroves. the successful reintroduction of the species
Today, Lauro de Freitas only has a small mentioned before, another 140 species have
stretch of secondary forest where the presence been successfully introduced, and some of those
the black-eared parrotlet (Touit melanonota) had very reduced wild populations due to the
and the golden-capped parakeet (Aratinga actions of bird traffickers. Among these species,
auricapilla), endangered psittacedes was we can cite the saffron finch ( Sicales flaveola),
detected. Both these species are listed on the the lesser-seed finch (Sporophila angolensis),
CITES Appendix II yet almost nothing is known orange-winged parrot (Amazona amazonica),
about the bird’s behavior. (Snyder et al, 2000). peach-fronted parakeet (Aratinga aurea), and
Since 1997 up to now we have been undertaking the sparrow hawk (Falco sparverius). Special care
reintroduction research with the golden capped should always be taken with re-introductions
parakeet A. auricapilla and we have obtained in order to avoid introducing species and
excellent results, having reintroduced around diseases that do not occur in the habitat, and
20 individuals that are already adapted to their reintroduce species that are not appropriate.
Capa Indice Sair PÁGINA PÁGINA
MENU Front Cover Table of Contents Leave ANTERIOR SEGUINTE

XXXIV Aves do Litoral Norte

As examples of unadvisable reintroductions, the municipality’s biodiversity. The remaining


we can cite examples of three species where forests are being destroyed at an alarming rate
these inappropriate conditions were present: and real estate developments are the principal
turquoise-fronted parrot (Amazona aestiva), cause of this damage. It is highly recommended
that was introduced in Praia do Forte; the that a legal reserve be created for the remaining
picui ground-dove (Columbina picui) that can re-growth forests in the municipality in order to
be observed over a large extension of the north preserve the biodiversity that is left.
coast from Itapuã (Salvador) to Sauípe, and the
white-napped jay (Cyanocorax cyanopogon) Along the coasts of Camaçari, between Lauro
which today lives in the forests around Monte de Freitas and the Pojuca River are extensive
Gordo (Camaçari) and Sauípe. Aside from the sand dunes which have been undergoing strong
endangered species reported earlier, we can also destruction because of real estate development,
highlight the presence of the red-shouldered especially on the opposite bank of the Joanes
macaw (Diopsittaca nobilis) which occurs in the River, an area that belongs to the municipality,
forests of the north coast region, and there are where middle-class condominiums are being
also flocks of this bird on the Avenida Paralela constructed. From the Joanes River and to the
(a main thoroughfare in Salvador) and in Lauro north, the towns of Jauá, Arembepe, Jacuipe
de Freitas, where we have found reproduction Guarajuba and Itacimirim, where there are
sites for this species. (Lima, 1999). The constant large population groupings, are being targeted
emergence of new condominiums and housing for development by people with more purchasing
developments in Lauro de Freitas, puts all the power. If some kind of conservation measures
remaining biodiversity at risk. Preserving what are not taken on the north coast of Camaçari,
remains of the re-growth forests in Lauro de we will in the future witness the same kind of
Freitas is of utmost importance to preserve the pattern that happened around the city of São
species in danger of extinction, and also preserve Paulo, where uncontrolled growth enveloped
the neighboring cities and caused irreparable

Sterna hirundo hirundo (Linnaeus, 1758).


Trinta-réis-boreal (Common Tern)
Capa Indice Sair PÁGINA PÁGINA
MENU Front Cover Table of Contents Leave ANTERIOR SEGUINTE

Aves do Litoral Norte XXXV

damage. It is imperative that the dunes that need the wood to stoke their ovens, and by the
remain intact be delineated to avoid any expansion of cattle rearing. This use of wood
further destruction. These areas are protected for the ovens is alarming. Every day we can see
by the APAs (Environmental Protection Areas) trucks laden with wood going to these pottery
in the municipality of Camaçari. The Joanes factories. Also, the belt of sand dunes is being
Ipitanga APA is the largest and encompasses depleted by the constant removal of sand that
several municipalities such as: Lauro de is used in civil construction with gravel and
Freitas, Camaçari, Candeias, São Francisco red mud. These activities are responsible for
do Conde and Simões Filho. These three APAs the removal of the native vegetation and the
are fundamentally important legal instruments consequent degradation of the biodiversity.
to preserve the ecosystems of the north coast The illegal orchid trade also generates concern;
region. Aside from this network of sand dunes, professional groups collect and sell the region’s
the wetlands around the estuaries of the rivers orchids alongside the roads in the north coast
Joanes, Capivara Grande, Jacuipe and Pojuca, region. In these forests we have identified some
need heightened attention in order to stop endangered species (Table 4).
pollution of the water which not only damages
the fauna around them, but also has serious
Species Common Name
negative effects on the maritime life. Areas
which warrant particular attention and a Sarcoramphus papa King vulture
state of permanent preservation are: Lagoa de Golden-capped
Aratinga auricapilla
parakeet
Arembepe, located between Millennium and
Amazona rhodocorytha Red-crowned Amazon
kilometer 20 of the coastal highway (Estrada
Touit melanonota Black eared parrotlet
do Coco), the banks of the Jacuipe River, an
Pyriglena atra Fringe-backed fire-eye
area where there are a wide variety of orchid
species, carnivore plants and strawflowers Tab. 4 - Relação de espécies de aves ameaçadas de extinção registrada
nas matas de Monte Gordo
(Table 3). Also in the municipality of Camaçari,
there are two other ecosystems which need to
be preserve: the gallery forests which remain The remaining savanna areas in the municipality
along the banks of the Joanes and Monte Gordo of Camaçari deserve special attention because
rivers, near to the Santa Helena dam. These they are sandwiched between other ecosystems
forests are being destroyed by ceramic factories in a way that is unique in the north coast
that are being implanted in the region which region. And there we can find some typical bird
species as well as some considered in danger
of extinction (Table.5). The increased value
Species Common Name of land in the north coast region after the
widening of the coastal highway, (Estrada do
Drosera intermedia Carnivorous plant
Coco), produced a big interest on the part of
Drosera chrysolepis Carnivorous plant
business groups who are dividing land into lots
Drosera tomentosa Carnivorous plant
Tab. 3 - List of carnivorous plants and orchids in the north coast region
for the construction of condominiums, beach
Capa Indice Sair PÁGINA PÁGINA
MENU Front Cover Table of Contents Leave ANTERIOR SEGUINTE

XXXVI Aves do Litoral Norte

Species Common Name


Porphyrospiza caerulescens Blue finch
Xolmis cinérea Gray monjita
Heliactin bilopha Horned-sungem
Bucco chacuru White-eared puffbird
Elaenia cristata Plain-crested Elaenia
Formicivora rufa Rusty-backed antwren
Aegolius harrisii Buff-fronted owl
Sarcoramphus papa King vulture
Falco peregrinus Peregrine Falcon
Aratinga auricapilla Golden Capped Parakeet
Amazona rhodocorytha Red-crowned Amazon
Touit melanonota Black eared parrotlet
Carduelis yarellii Yellow-faced Siskin
Tab. 5 - List of birds in the savanna areas of Camaçari

houses, and cattle farming. Though the APAs considered very desirable, principally by hotel
are important tools to govern land use, they are operators. The Praia do Forte area, despite the
limited in their effect. It is of utmost importance very developed hotel/tourist infrastructure in
that governments create legal reserves along the place, still has significant preserved stretches
north coast to preserve the areas with diverse of regrowth forests, sandy, coastal forests and
ecosystems such as sand dunes, stretches of wetlands that are being used as ecotourist
Atlantic Rainforest, savanna areas, estuaries, attractions. The Sapiranga reserve is a good
mangroves, etc.. In terms of the beaches of example of an effective conservation initiative
Camaçari, we can point to two shore birds where a large diversity of species from aquatic
that are in danger of extinction such as: the habitats can be observed, many of them
spectacled petrel (Procellaria conspicillata) and endangered. Some of the species considered rare
the roseate tern (Sterna dougallii). The shore or in danger of extinction and listed for various
birds look for food on the continental platform location in the north coast region can also be
located about 20 to 30 miles from the coast. seen in the Sapiranga reserve. In the lake in
Local fishermen often kill these birds, using the front of the Eco-resort, we can see a large variety
excuse that they steal bait and contribute to of aquatic bird species, of particular interest
significant losses in their catch. This misguided are the snail kite (Rostrhamus sociabilis), the
attitude is responsible for the deaths of many limpkin (Aramus guarauna) and the azure
shore birds. gallinule (Porphyrula flavirostris). In terms
of endangered birds, we can highlight the king
The area that extends from Praia do Forte vulture (Sarcoramphus papa), the black-eared
(Mata de São João) to Massarandupió, is parrotlet (Touit melanonota ) and the (Aratinga
Capa Indice Sair PÁGINA PÁGINA
MENU Front Cover Table of Contents Leave ANTERIOR SEGUINTE

Aves do Litoral Norte XXXVII

auricapilla). The ecotourism activities at Praia state proves that geographic distribution of the
do Forte are a promising initiative to preserve species is much larger than previously imagined
the forest remnants in the region. Besides and our discoveries reinforces this evidence. But
the Sapiranga reserve the Projeto Tamar is despite this, the P. atra will tend to disappear
noteworthy because not only does it carry if conservation measures are not adopted to
out research on sea turtles, with the goal of preserve the existing forests.
preserving them, but it also works intensely
with the local community and generates jobs Between Subaúma and Baixios, we must
for those who used to live from hunting and highlight the forests of Subaúma which should
collecting turtle eggs. The Tamar project be preserved. At the same time, a fauna corridor
is also involved in environmental education that links these forests with those in Baixios
programs and the use of its base for ecotourism must be created. This fauna corridor should
activities, both of which are fundamentally be composed of native vegetation is order to
important to raise the consciousness of the local guarantee the presence of the existing animal
community. Repercussions from this successful species in the region’s forest remnants. The
project transcended state borders and reached Bu Reserve, located in Baixios, is the largest
other regions of Brazil and even abroad. What forest Atlantic Rainforest remnant in the north
is worrisome, however, are the large areas coast region of Bahia. The research that we’ve
which have been designated as expansion zones undertaken in the reserve and its surroundings
(ZEP) and this implies further deforestation detected the presence of 73 bird species some of
and subsequent loss of biodiversity. It is highly which are considered endangered, such as the
recommended that the zones for rigorous fringe-backed fire-eye (Pyriglena atra), which
protection (ZPR)be expanded with the idea we can consider as having a balanced condition
of saving existing biodiversity. Research due to the dimensions of the forest (1200ha), the
developed in Sauípe resulted in the detection of golden-capped parakeet (Aratinga auricapilla)
three species considered in danger of extinction: and white-winged cotinga (Xipholena
the (Aratinga auricapilla), the white-winged atropurpurea). Despite the best efforts of the
potoo (Nyctibius leucopterus) and the fringe- reserve’s owner to protect and preserve this
backed fire-eye (Pyriglena atra). The P. atra area, the presence of hunters is common as is
species, previously considered endemic to the the occasional removal of wood. The research
forests around the Recôncavo region, was done in the reserve is still preliminary and the
registered in 1994 in forest remnants in the continuation of the work will be fundamental
south of the state of Sergipe. The species survives for the amelioration of knowledge about this
in secondary and re-growth forests which are ecosystem.
at risk of disappearing. (Souza, 1994). The
Between Barra do Itariri and Siribinha
presence of these species has been detected
(Conde), we must highlight the forest areas,
in the forests of Monte Gordo (Camaçari), in
the estuaries of the Itariri and Itapicuru rivers,
Sauípe and in the Bu Reserve (Esplanada).
the wetlands in the Sitio do Conde and Poças,
Souza’s discovery about the species in Sergipe
which are frequented by innumerous aquatic
Capa Indice Sair PÁGINA PÁGINA
MENU Front Cover Table of Contents Leave ANTERIOR SEGUINTE

XXXVIII Aves do Litoral Norte

bird species. To better understand the wetland the most fragile ecosystem in the whole of the
areas of the north coast regions, we have north coast region of Bahia. While researching
carried out censuses of the aquatic birds, twice the mortality of sea birds on the north coast
a year (Summer/winter) in various regions of Bahia, we discovered the Rio River estuary
along the coast, and found that the wetlands in Mangue Seco. This location is very rich in
around Conde had the highest concentration of migratory bird species which belong principally
aquatic bird species. The study was coordinated to three families: Scolopacidae (sandpipers)
by the Biró Internacional para el Estudio de with 17 species, Charadriidae (lapwings) with 7
las Aves Acuáticas y los Humedales and Ducks species and Sternidae (gulls) with 11 species. Of
Unlimited. In Brazil, CEMAVE is responsible the 11 species mentioned, two are endangered:
for the coordination of the census which was the Sterna antilarum, coming from Central
undertaken simultaneously in various locations America and the Sterna dougallii, which comes
in a variety of Brazilian states. In South from Central And North America and Canada,
America, the census was done in Argentina, Portugal and England. Almost nothing was
Chile, Paraguay and Uruguay. The Census known about the wintering grounds of the S.
of Neotropical Aquatic Birds had various dougallii species, the place to which it goes
objectives: 1 – Expand the existing knowledge when it leaves its reproductive colony. For more
about distribution and situation of aquatic birds than 40 years, Americans sought information
to determine the conservation priorities for the about these locations. In 1995, using mist nets
habitats and species (inclusions of the important to band the species belonging to the three species
sites in RHRAP and/or the Ramsar Convention). cited above, we discovered the presence of the
2 – Establish a long-term monitoring program S. dougallii species at the estuary of Mangue
using aquatic birds as indicators. The goals Seco. Due to this discovery, in 1997 we began
of the census are: 1- use a warning system to a partnership with the American Museum of
confront conservation problems which effect Natural History, with the goal of acquiring
aquatic environments; 2- increase knowledge more knowledge about the behavior of this bird
on the population dynamics of aquatic birds in in Mangue Seco. We also initiated preservation
the neo-tropics to improve their management campaigns of this habitat, which is visited not
and conservation. Table 6 reports on the species only by the S. dougallii, but also by members of
found and the locations where the aquatic birds the three families cited above. Mangue Seco has
censuses were performed. In terms of the forests, been subject to a series of human aggressions,
the ideal would be for them to be linked in a principally the result of unregulated tourism,
fauna corridor so that the existing fauna would whereby thousands of people, with no idea of
be able to move between forest remnants. environmental considerations, come the area
which results in its pollution and degradation.
Between Costa Azul and Mangue Seco, we must In addition, the hotels and inns built there don’t
highlight the sandy, coastal forest ecosystem and have any type of sewage treatment system and
the Rio River estuary. The area encompassed the raw sewage is spewed straight into the river.
in the APA of Mangue Seco is without a doubt Mangue Seco’s reputation as an enchanting
Capa Indice Sair PÁGINA PÁGINA
MENU Front Cover Table of Contents Leave ANTERIOR SEGUINTE

Aves do Litoral Norte XXXIX

Tab. 6 Relação de espécies levantadas pelo Censo Neotropical de Aves Aquáticas entre 1992 a 1995 no Litoral Norte, com as espectivas localidades.
Species Common Name Location
Podiceps dominicus Least grebe Camaçari, Caboto
Podilymbus podiceps Pied-billed grebe Camaçari, Caboto
Phalacrocorax olivaceus Neo-tropic cormorant Caboto
Casmerodius albus Great egret Camaçari, Caboto, Mangue Seco, Conde
Egretta thula Snowy egret Camaçari, Mangue Seco, Conde
Egretta caerulea Little blue heron Mangue Seco, Caboto
Bubulcus ibis Cattle egret Camaçari, Conde
Butorides striatus Striated heron Camaçari, Caboto ,Mangue Seco , Conde
Nycticorax nycticorax Black-crowned night heron Mangue Seco
Dendrocygna viduata White-faced tree duck Camaçari, Caboto , Conde
Dendrocygna autumnalis Black-bellied tree duck Camaçari, Conde
Anas bahamensis White-cheeked pinetail Camaçari, Caboto , Conde
Netta erythrophthalma Southern pochard Camaçari, Caboto , Conde
Amazonetta brasiliensis Brazilian duck Camaçari, Conde
Sarkidiornis malanotos Comb duck Conde
Porphyrula martinica Purple gallinule Camaçari, Conde
Gallinula chloropus Common gallinule Camaçari, Caboto , Conde
Aramus guarauna Limpkin Conde
Vanellus chilensis Southern lapwing Conde
Pluvialis squatarola Black bellied plover Camaçari, Mangue Seco , Conde
Charadrius collaris Collared plover Mangue Seco
Charadrius semipalmatus Semi-palmated plover Camaçari, Mangue Seco
Haematopus palliatus American oyster catcher Camaçari, Mangue Seco
Himantopus mexicanus Common stilt Camaçari, Conde
Jacana jacana Wattled jacana Camaçari, Caboto ,Mangue Seco , Conde
Tringa melanoleuca Greater yellow-legs Camaçari, Caboto ,Mangue Seco
Tringa flavipes Lesser yellow-legs Camaçari, Mangue Seco
Tringa solitaria Solitary sandpiper Camaçari, Mangue Seco
Catoptrophorus semipalmatus Willet Mangue Seco
Actitis macularia Spotted sandpiper Mangue Seco
Numenius phaeopus Whimbrel Mangue Seco
Arenaria interpres Ruddy turnstone Mangue Seco
Calidris minutilla Least sandpiper Mangue Seco
Calidris alba Sanderling Mangue Seco
Calidris pusilla Semipalmated sandpiper Mangue Seco
Limnodromus griseus Common dowitcher Mangue Seco
Gallinago paraguaiae ???? Snipe Camaçari
Sterna hirundo Common tern Mangue Seco
Sterna superciliaris Yellow-billed tern Mangue Seco
Thalasseus eurygnatha Cayenne tern Mangue Seco
Capa Indice Sair PÁGINA PÁGINA
MENU Front Cover Table of Contents Leave ANTERIOR SEGUINTE

XL Aves do Litoral Norte

place means that more and more new hotels and coming from North America with Bahia being
restaurants are being built in the region. What in second place with 99 recoveries. Between the
is of most concern, however, is the interest by period of 1995 to 2001, we carried out survey
international hotel chains to build large hotels and banding campaigns of the resident and
there. Mangue Seco is an ecosystem consisting of migratory birds that seek food at the mouth of
dunes, estuaries and mangroves, which are very the Rio River in Mangue Seco, in Bahia (11 27’
fragile. With the cooperation of the American S, 37 21’ W). In 1996, we extended our area of
Museum of Natural History, we are developing operation to include all the coast of Bahia and
studies through banding and the use of radio we discovered other important rest points for
collars, to delineate the places where the S. the species. To map the whole coast of Bahia,
dougallii and S. hirundo look for their food. Our we used a schooner and a single-engine plane.
studies have proved that both the S. hirundo With these instruments at our disposal, we could
and a S. dougallii, migrate in a Europe/America cover the most important points in the region
direction. We have collected eight specimens of such as Cacha Prego (Itaparica Island),  Ponta
the S. hirundo species in Mangue Seco that were do Curral (Morro de São Paulo Island), The Bay
banded in Portugal. One S. dougallii individual of Camamu (Ituberá) and Corumbal (Porto
was seen in the Azores which had been fitted Seguro). In 1998 we started banding campaigns
with a radio collar in Mangue Seco. Another in all the places mentioned above. From 1995 to
individual of the same species that had been 2006, we recovered 1,308 birds with American
banded in its nest in England by the British bands along the coast of Bahia, with larger
Museum Band on Rockabill Island on 24th of concentrations in Mangue Seco and Cacha Prego
January, 2000 was captured by us in Mangue (Figure 3). The American recoveries came from
Seco on 27th of January, 2001. This phenomena the states of Maine, Connecticut, New Jersey
had never before been registered. This discovery and New York. In 1996, Monteiro reported
is fundamentally important for the preservation that some specimens of the S. hirundo from the
of the S. dougallii species which is listed as in North America could migrate to Europe, though
danger of extinction. the opposite migration route was not possible.
However, from 1996 to 2006, we captured 30
Among the representatives of the Sternidae individuals from the S. hirundo species from
family, the Sterna hirundo species is the most the Azores, banded by Monteiro in 1997. In the
common on the Brazilian coast. Lara-Resende Azores, Monteiro captured a S. hirundo that
and Leal (1982) surveyed 213 birds with had been banded by our team in Mangue Seco.
American bands found in Brazil between 1928 In the same year, Vitor Encarnação captured
and 1980; Cordeiro et al (1996) reported 430 another bird that came from Mangue Seco, on
recoveries between 1980 and 1994, 218 of which Santa Maria Island in the Azores. These are the
were recovered in the National Park at Lagoa first registers of the east/west trans-Atlantic
do Peixe (Rio Grande do Sul state). Cordeiro movement of the species (Lima, 1996). Through
points to Rio Grande do Sul as having the the recovery of birds banded in North America
record amount of recoveries of the S. hirundo we can trace the migratory routes and we are
Capa Indice Sair PÁGINA PÁGINA
MENU Front Cover Table of Contents Leave ANTERIOR SEGUINTE

Aves do Litoral Norte XLI

also collected biometric data and studying the should be made into a reserve for ‘limícolas???’
feeding habits through the use of radio collars birds, similar to the National Park at Lagoa do
that help to track groups of the species when Peixe (RS), since both places are internationally
they are seeking food. Today, Bahia has the important areas. In addition, we should
record number of recoveries of the S. hirundo designate as ‘untouchable’ all the sand banks
species banded in North America and Europe. along the coast of Bahia because they are all
important locations as wintering grounds for
The Sterna dougallii is listed as a species in the migratory bird species.
danger of extinction in Canada, the US and the
Caribbean (Fish and Wildlife Service, 1987). Besides the studies undertaken with the two
Over a period of more than 30 years, nothing species mentioned above, over a period of 18
was known about the wintering grounds of this years we have studied the phenomena of the
species. In 1995, we discovered in Mangue Seco, mortality of shore birds along the north coast
Bahia, a large concentration of the S. dougallii of Bahia between Salvador and Mangue Seco
together with nine other representatives of (240 km of coastline). During this period, we
the Sternidae family, visiting the Rio River collected 36 species of shore birds belonging to
estuary (Hays et. al. 1999) and this was the nine families. (Table 7). Figure 4 relates the
first known register of such a concentration quantity of birds added to the list of birds for
of this species. Between 1995 and 2006, we Brazil and Bahia.
captured 380 specimens of the S. dougallii with
American bands. Of this total, the individual During our winter (from April to August), many
bird with band 762-03835 established a record species of shore birds die along the coast of
for longevity, attaining an age of 25.6 years old. Bahia, most of them as result of their youth and
Our research shows that the S. dougallii species is inexperience in attaining food (fish and squid).
distributed all along the coast of Bahia. To better The strong storms that occur on the coast during
understand the feeding habits of this species, the winter mean that weak and debilitated birds
we are using radio collars, with support from are thrown onto our shores and end up dying.
the American Museum of Natural History, to Often the birds weigh less than 50% of their
accompany the movements of the species as normal weight, a fact that can be demonstrated
they seek food. The S. dougallii makes the east/ by the Cory’s shearwater (Calonectris borealis)
west trans-Atlantic migration, a fact proved by which normally weighs about 900g. We found
the recovery of a bird banded in Mangue Seco thousands of these birds that were dead and
and recovered in a reproduction colony in the weighed between 350 and 400g. This species is
Azores, and another bird banded by the British originally from the Selvagem Grande, Selvagem
Museum, on the island of Rockabill in England Pequena, Desertas, Madeira Islands in Portugal
on the 24th of June, 2007 and captured on the and the Canary Islands in Spain, and are the
27th of January in 2001 in Mangue Seco.   most numerous birds collected in our research
on the phenomena of the mortality of shore
The results of our research in the Rio River birds on the coast of Bahia. Among the 36
estuary in Mangue Seco, show that this ecosystem species of birds collected, dead or debilitated,
Capa Indice Sair PÁGINA PÁGINA
MENU Front Cover Table of Contents Leave ANTERIOR SEGUINTE

XLII Aves do Litoral Norte

Family Common Name N de especies


Spheniscidae Penguin 1
Diomedeidae Albatross 5
Procellariidae Petrel 15
Oceanitaidae 3
Phaethonidae Tropicbird 1
Sulidae Booby 3
Phalacrocoracidae Cormorant 2
Fregatida Frigatebird 1
Stercorariidae Gulls 6
Tab.7 List of shore bird families in the north coast region
Many of the shore birds that we catalogued on
the Cory’s shearwater made of 70% of all the
the north coast were new occurrences for the
birds. In order to complete the study on the
state and all the north and northeast of Brazil
mortality of shore birds, we covered more than
(Table 8).
7,000 km on foot between Salvador and Mange
Seco (240km of coastline) and the round trip In terms of the remaining species, we can
from the two extreme points was done between highlight several species that are considered
April and August having been intensified in in danger of extinction that live in different
1994 when there was a large oil spill off all the habitats of the north shore region, such as in
north coast of Bahia. The oil spill accident killed stretches of Atlantic Rainforest, sandy coastal
more than 10,000 birds belonging to several forests, areas of savanna, wetlands, rivers and
species. We treated birds that were debilitated. the sea. (Table 6) . In addition, Table 10 relates
This treatment consisted of adequate food with the other species we registered in the north coast
vitamins, de-worming and physical therapy. region.
After the successful treatment and having been
banded with Brazilian bands, the birds were
released. (Lima P.C.: As aves oceânicas na
Bahia (a morte no mar); As aves migratórias
no litoral norte da Bahia; Aves raras e espécies
ameaçadas de extinção no litoral norte da
Bahia; Uma longa viagem para morrer na
praia; A NONBREEDING CONCENTRATION
OF ROSEATE AND COMMON TERNS IN
BAHIA, BRAZIL), Ocorrence and mortality of
seabirds along the northern coast of Bahia, and
the indetification key of the Procellariiformes
Order and the Stercorariidae Family in
www.ao.com.br in AO-oline articlis in PDF.
Capa Indice Sair PÁGINA PÁGINA
MENU Front Cover Table of Contents Leave ANTERIOR SEGUINTE

Aves do Litoral Norte XLIII

Especies Common Name


Phoebetria fusca Piau-preto
Phoebetria palpebrata Light mantled albatross
Procellaria conspicillata *
Fulmarus glacialoides Southern fulmar
Daption capense Cape petrel
Pterodroma mollis Soft-plumaged petrel
Pachyptila vittata Broad-billed prion
Pachyptila belcheri Slender-billed prion
Procellaria cinerea
Fregetta tropica Black-bellied storm petrel
Calonectris edwardsii Cory’s shearwater
Catharacta antarctica Great skua
Catharacta chilensis
Catharacta maccormicki
Stercorarius parasiticus Parasitic jaeger
Stercorarius pomarinus Pomarine jaegaer
Stercorarius longicaudus Long tailed Jaeger
Pelagodroma marina
Phalacrocorax bransfieldensis
Tab. 8 – List of new occurrences of shore birds for Bahia

Especies Common Name


Caiman latirostris Caiman
Leopardus tigrina Oncilla
Herpailurus yagouaroudi Jaguarandi
Tayassu tajucu Collared Peccary
Leopardus wiedii Magray
Chaetomys subispinosus Bristle-spined porcupine
Bradypus torquatus Maned sloth
Lontra longicaudis Southern river otter
Carretta carretta Tartaruga-cabeçuda
Chelonia mydas Tartaruga-verde
Lepidochelys olivacea Tartaruga pequena
Eretmochelys imbricata Tartaruga-de-pente
Dermochelys coriacea Tartaruga-de-couro
Capa Indice Sair PÁGINA PÁGINA
MENU Front Cover Table of Contents Leave ANTERIOR SEGUINTE

XLIV Aves do Litoral Norte

Espécies Common Name


Sotalia fluviatillis Dolphin
Dasypus novemcinctus Nine-banded, long-nosed armadillo
Cerdocyon thous Crab-eating fox
Didelphis albiventris White eared opposum
Didelphis auritia Atlantic Forest Opposum
Cebus sp Capuchin monkey
Callithrix penicillata Tuft-eared marmoset
Marmosa sp Brocket deer
Hydrochaeris hydrochaeris Capybara
Cavia aperea Hampster/guinea pi
Galictis cuja Grison
Sylvilagus brasiliensis Brazilian Rabbit
Procyon cancrivorus Crab-eating racoon
Sciurus sp Guiana squirrel
Iguana iguana Iguana
Tupinambis teguixin Tegu Lizard
Euphractus sexcinctus Yellow armadillo
Dasyprocta sp. Agouti
Platynotus semitaenianus Lagartixa-do-lagedo
Tropidurus hispidus Lagartixa-preta
Polychurus acutirostris
Enyalus sp
Capa Indice Sair PÁGINA PÁGINA
MENU Front Cover Table of Contents Leave ANTERIOR SEGUINTE

Aves do Litoral Norte XLV

*Ocorrência nova no Estado da Bahia | Tab.10 Relação das demais espécies animais do Litoral Norte
Espécies Common Name
Tupinambis teguxin
Rentropyx calcarata
Ameiva ameiva
Mabuya heathi
Ophiode striatus
Boa constrictor
Eunectes murinus
Liophis viridis
Tantila melanocephala
Spilotes pullatus
Drymarchon corais
Helicops leopardinus
Mastigodryas bifossatus
Waglerophis merremii
Philodryas patagoniensis
Oxybelis aenus
Oxyrhopus sp
Micrurus ibiboboca
Crotalus durissus
Bothrops leucurus
Rhynchonycteris naso
Saccopteryx bilineata
Noctilio albiventris
Lonchorhina aurita
Phyllostomus h. hastatus
Glossophaga soricina
Carollia p. perspicillata
Sturnira l. lilium
Vampyrops lineatus
Artibeus literatus
Artibeus planirostris
Artibeus jamaicensis
Artibeus cinereus*
Desmodus rotundus
Myotis nigricans
Eumops planirostris
Molossus ater
Agouti paca Paca
Tamandua tetradactyla Tamandua/anteater
Capa Indice Sair PÁGINA PÁGINA
MENU Front Cover Table of Contents Leave ANTERIOR SEGUINTE

 Aves do Litoral Norte


tinamiformes
Capa Indice Sair PÁGINA PÁGINA
MENU Front Cover Table of Contents Leave ANTERIOR SEGUINTE

Aves do Litoral Norte 

Crypturellus noctivagus noctivagus ( Wied, 1820 ).


Jaó-do-litoral
Yellow-legged Tinamou
Capa Indice Sair PÁGINA PÁGINA
MENU Front Cover Table of Contents Leave ANTERIOR SEGUINTE

 Aves do Litoral Norte

Ordem dos Tinamiformes


Tinamiformers order

Tinamidae
Crypturellus parvirostris (Wagler, 1827).
Inambu-chororó (Small-billed Tinamou)

Essa espécie tem o porte pequeno e o bico curto, com menos de 20


mm. É terrícola e ocorre na borda das matas, nos campos sujos e nos
cerrados, onde procura alimento e se reproduz. É uma ave arisca, que
é dificilmente avistada. É mais frequentemente identificada pela sua
vocalização, que é mais freqüente ao amanhecer e ao entardecer. A
sua plumagem vermelho pálido contribui para que não seja percebida
em seu ambiente e, às vezes, se confunde tanto com o solo, que pode
até assustar as pessoas que não se apercebem dela e se surpreendem
quando irrompe de seus pés e alça vôo, fazendo um grande alarido.
Normalmente, quando pressente um possível predador, o inhambu-
chororó agacha-se e levanta as penas da cauda, tomando a aparência de
uma flor desabrochada. É uma ave muito perseguida pelos caçadores
locais. Dados morfométricos: peso 110 g, comprimento total 228 mm,
asa 117 mm, cauda 37 mm, bico 20 mm, tarso 28 mm.

Tinamidae Family
Crypturellus parvirostris (Wagler, 1827)
Small-billed Tinamou

This is a small species with a short beak that measures less than 20
centimeters. The bird occurs at forest edges, disturbed fields and in
savannas, where it seeks its food and reproduces. It’s a skittish bird
that is difficult to see. More commonly the species is identified through
vocalization, most frequently heard at daybreak or dusk. Its pale red
coloring [Pedro: really?] also makes it difficult to see in its habitat. Often
it has the effect of startling someone if unexpectedly come upon, as it
Capa Indice Sair PÁGINA PÁGINA
MENU Front Cover Table of Contents Leave ANTERIOR SEGUINTE

Aves do Litoral Norte 

flies off noisily at ground level. When it senses the presence of a potential
predator, the Small-billed Tinamou crouches and raises its tail feathers,
which gives it the appearance of a flower in bloom. It is a bird much
coveted by local hunters. Morphometric data: weight 110 g, total length
228 mm, wing 117 mm, beak 20 mm, tarsus 28 mm.

Crypturellus noctivagus noctivagus ( Wied, 1820 ).


Jaó-do-litoral(Yellow-legged Tinamou)

Essa espécie habita tanto o interior da floresta, como os campos abertos.


É uma espécie muito mais robusta do que a anterior, podendo pesar
mais de 800 g. O seu canto consiste de duas notas melancólicas. O
tarso dessa espécie é de coloração amarela e sua plumagem é marrom
acinzentado com o dorso brilhante. Possui uma mancha superciliar na
cor amarelo claro. É uma ave arisca que vive no solo e sua coloração
lhe proporciona uma perfeita camuflagem. Hoje, essa espécie é listada
como ameaçada de extinção, sendo a caça e a destruição do habitat,
os maiores riscos que vem enfrentando. Já observamos um lobo-guará
(Chrysocyon brachyurus) numa região de cerrado predar uma ave dessa
espécie que estava incubando durante a noite. Dados morfométricos:
peso 600g, comprimento total 350 mm, asa 190 mm, bico 27 mm, tarso
54 mm.

Crypturellus noctivagus noctivagus (Wied, 1820)


Yellow-legged Tinamou

This species can occur in both forests and open fields. It is a more robust
species than the preceding one and can weigh more than 800 grams.
Its song is melancholic and consists of two low notes. The tarsus of the
species is yellow, as its name suggests. The plumage grayish-brown
overall, with its most distinctive features being a shiny back and a yellow
superciliary. The Yellow-legged Tinamou is a skittish, ground-dwelling
bird whose coloration makes it perfectly camouflaged. Due to habitat loss
and relentless hunting, the species is currently listed as endangered. In a
savanna area, we have witnessed a Maned Wolf (Chrysocyon brachyurus)
stalk a bird of this species that was nesting during the night. Morphometric
data: weight 600g, total length 350 mm, wing 190 mm, beak 27 mm,
tarsus 54 mm.
Capa Indice Sair PÁGINA PÁGINA
MENU Front Cover Table of Contents Leave ANTERIOR SEGUINTE

 Aves do Litoral Norte

Crypturellus soui albigularis (Brabourne & Chubb, 1914)


Tururim (Little Tinamou)

É uma ave pequena que vive no solo, embrenhada no meio da vegetação.


Tem o tarso esverdeado. O seu canto é mais freqüente ao amanhecer e
entardecer e consiste de pios variados. Difícil de ser vista, é notada
com mais freqüência pelo canto. A caça é seu maior inimigo. Dados
morfométricos: peso 125g, comprimento total 195 mm, asa 106 mm,
bico 9 mm, tarso 33 mm.

Crypturellus soui albigularis (Brabourne & Chubb, 1914)


Little Tinamou

This is a small ground bird that hides in dense vegetation. It has a greenish
tarsus. Its call is more frequent at dusk and dawn and consists of varying
hollow whistles. It is difficult to see and the species’ presence is recorded
much more often through its call. Hunting is the greatest danger to it.
Morphometric data: weight 125g, total length 195 mm, wing 106 mm,
beak 9 mm, tarsus 33mm.

Rhynchotus rufescens catingae (Reiser, 1905)


Perdigão (Red-winged Tinamou)

É uma espécie que vive no solo, nas áreas abertas do cerrado e da restinga.
É uma ave robusta que pode pesar mais de 800g. É muito parecida com
a espécie Nothura maculosa, porém é maior e mais forte. O seu canto
pode ser ouvido de manhã e ao entardecer. Canta para delimitar o
território e muitas vezes ouvimos um indivíduo dessa espécie responder
ao outro. O ninho é uma cavidade no solo forrada com pouca vegetação
e os ovos são na cor de chocolate com brilho metálico, medindo 57 mm
x 45 mm e pesando em média, 62g. . É uma das aves mais perseguidas
pelos caçadores e já tivemos a ocasião de presenciar um caçador com
seu cão de caça matar mais de 10 aves dessa espécie numa única tarde.
Dados morfométricos: peso 750g, asa 105 mm, cauda 53 mm, bico 34
mm, tarso 50 mm.

Rhynchotus rufescens catingae (Reiser, 1905).


Red-winged Tinamou

This is a ground-dwelling bird which lives in open areas of savanna and


coastal forests. It is robust, weighing more than 800 g. It is very similar
Capa Indice Sair PÁGINA PÁGINA
MENU Front Cover Table of Contents Leave ANTERIOR SEGUINTE

Aves do Litoral Norte 

in appearance to the Spotted Nothura though much larger and huskier.


Its song can be heard in the morning and afternoons. It calls to mark its
territory and often we hear responses from nearby rivals. The nest consists
of a cavity in the ground lined with small amounts of vegetation and its
eggs are chocolate colored with a metallic shine and measure 57 mm x 45
mm and with an average weight of 62g. It is one of the most prized birds
by hunters and we have witnessed a hunter with a dog kill more than ten
of these birds in one afternoon. Morphometric data: weight 750g, wing
105 mm, tail 53 mm, beak 34 mm, tarsus 50 mm.

Nothura boraquira (Spix, 1825)


Codorna (White-bellied Nothura)

É uma espécie típica do Nordeste brasileiro e tanto pode viver na caatinga,


como no cerrado. O topete é negro e os pés são na cor amarelo forte.
Mede 25 cm. O canto consiste de pequenos pios agudos. Essa espécie
pode conviver harmoniosamente com a espécie Rhynchotus rufescens
no cerrado do litoral norte. O ninho é uma pequena cavidade no solo
e os ovos são na cor de chocolate claro. Como as demais espécies dessa
família, são muito difíceis de serem observadas. A caça é um dos fatores
que mais contribuem para a diminuição populacional dessa espécie.
Dados morfométricos: comprimento total 230 mm, asa 148 mm, bico
19 mm, tarso 38 mm.

Nothura boraquira (Spix, 1825)


White -bellied Nothura

This is a species typical of northeastern Brazil and occurs both in Caatinga


(dry thorn forests) and savanna habitats. Its forelock is black and its feet
an intense yellow color. The species’ song consists of small sharp chirps. It
measures some 25 centimeters. The bird often occurs in close proximity to
the Red-winged Tinamou . Its nest is a small cavity in the soil and its eggs
are the color of clear chocolate. As with other members of this family,
they are extremely difficult to see. Excessive hunting is one of the principal
factors contributing to the shrinking of the population. Morphometric
data: weight 230g, wing 148 mm, beak 19 mm, tarsus 38 mm.
Capa Indice Sair PÁGINA PÁGINA
MENU Front Cover Table of Contents Leave ANTERIOR SEGUINTE

 Aves do Litoral Norte

Nothura maculosa major (Spix, 1825)


Codorna (Spotted Nothura)

A codorna vive em campos abertos, com baixa vegetação. Uma das


características dessa espécie é esticar o pescoço quando está em
movimento ou em estado de alerta. A sua coloração amarronzada é muitas
vezes modificada por causa da terra que fica presa à sua plumagem. Os
seus ovos são na cor de chocolate e medem 42 mm x 30 mm; o seu pio
é fino e pode ser confundido com o som de um grilo. Muitas aves dessa
espécie são atropeladas nas estradas quando tentam atravessa-las de um
lado para o outro. Dados morfométricos: comprimento total 230 mm,
asa 105 mm, cauda 37 mm, cabeça 45 mm, bico 17 mm, tarso 40 mm e
peso 170g.

Nothura maculosa major (Spix, 1825)


Spotted Nothura

The Spotted Nothura occurs in open fields with low vegetation. One of
its distinguishing habits is to stretch its neck for a wider view when in
motion or in a state of alertness. Its brownish coloring is often dyed by
the dirt or soil that gets into its plumage. The Spotted Nothura’s eggs
are chocolate-colored and measure 42mm x 30mm. Its call is sharp and
easily confused with a chirping cricket. Many of these birds are run over
by cars when they try to cross highways. Morphometric data: total length
230 mm, wing 105 mm, tail 37 mm, head 45 mm, beak 17 mm, tarsus 40
mm and weight 170g.
Podicipediformes MENU
Capa
Front Cover
Indice
Table of Contents
Sair
Leave
PÁGINA
ANTERIOR
PÁGINA
SEGUINTE

Aves do Litoral Norte 

Podilymbus podiceps antarticus (Lesson, 1842)


Mergulhão (Pied-billed Grebe)
Capa Indice Sair PÁGINA PÁGINA
MENU Front Cover Table of Contents Leave ANTERIOR SEGUINTE

 Aves do Litoral Norte

Ordens dos Podicipediformes


Podicipediformes order

Podicipedidae
Tachybaptus dominicus speciosus (Linch Arribalzaga 1877)
Mergulhão-pequeno (Least Grebe)

É o menor mergulhão do nosso estado. Os olhos são amarelos. Quando


levanta vôo pode-se ver uma grande área branca nas suas asas. Essa
espécie pode ocorrer em qualquer lâmina de água rasa com vegetação
e também pode ser avistada em estações de tratamento de esgoto. O
ninho é confeccionado com capim e pode flutuar na lâmina d’água ao
sabor do vento. Os ovos são de coloração esbranquiçada e a postura
pode constar de até três ovos. Quando percebe um possível predador,
abandona o ninho e cobre os ovos com capim. Os filhotes nascem com
coloração cinza rajada de branco e assim que nascem, abandonam o
ninho e durante certo tempo permanecem debaixo das asas dos pais.
Dados morfométricos: peso 100g, comprimento total 220 mm, asa 98
mm, cauda 31 mm, e tarso 21 mm.

Podicipedidae Family
Tachybaptus dominicus speciosus (Linch Arribalzaga, 1877)
Least Grebe

This is the smaller of Bahia’s two grebes, easily recognized at close range
by its intense yellow eyes. When in flight, a large white area on its wings is
conspicuous. This species can occur in any flooded area with vegetation,
including the ponds at sewage treatment plants. Its nest is a sedge raft that
can float on the water wherever the wind takes it. The nest may contain
up to three whitish eggs. When they sense a possible predator, these birds
abandon their nests, leaving the eggs covered with sedge. The chicks are
born a grayish color with wisps of white and abandon the nests upon
birth. Instead they shelter themselves under the wings of their parents for
a certain amount of time. Morphometric data: weight 100g, total length
220 mm, wing 98 mm, tail 31 mm, and tarsus 21 mm.
Capa Indice Sair PÁGINA PÁGINA
MENU Front Cover Table of Contents Leave ANTERIOR SEGUINTE

Aves do Litoral Norte 10

Podilymbus podiceps antarticus (Lesson, 1842)


Mergulhão (Pied-billed Grebe)

Muito maior do que a espécie precedente, sua coloração é amarronzada


e seu bico é forte e riscado por uma lista esbranquiçada. É comum
observarmos essa ave perto do mergulhão pequeno. Semelhante à espécie
anterior com relação aos hábitos reprodutivos, está constantemente
mergulhando, para buscar alimento ou para despistar possíveis
predadores. Essa espécie difere da anterior porque vive sozinha ou em
casal, enquanto que a espécie T. dominicus pode viver em grupos que,
às vezes, contam com mais de 20 indivíduos. Dados morfométricos:
peso 235g, comprimento total 290 mm, asa 114 mm, bico 21 mm, tarso
36 mm (fêmea).

Podilymbus podiceps antarticus (Lesson, 1842)


Pied-billed Grebe

This species is much larger than the Least Grebe, with which it often
occurs. Its beak is distinctive, whitish with a black stripe. The bird’s
reproductive habits are similar to the Least Grebe, and it is constantly
diving to search for food or thwart the pursuit of possible predators. It
differs from the Least Grebe in that it lives alone or in pairs, whereas
the Least can live in groups of up to 20 individuals. Morphometric data:
weight 235g, total length 290 mm, wing 114 mm, beak 21 mm, tarsus 36
mm (female).
Procellariformes MENU
Capa
Front Cover
Indice
Table of Contents
Sair
Leave
PÁGINA
ANTERIOR
PÁGINA
SEGUINTE

11 Aves do Litoral Norte

Calonectris borealis (Cory, 1881)


Pardela-de-bico-amarelo (Cory’s Shearwater)
Capa Indice Sair PÁGINA PÁGINA
MENU Front Cover Table of Contents Leave ANTERIOR SEGUINTE

Aves do Litoral Norte 12


Capa Indice Sair PÁGINA PÁGINA
MENU Front Cover Table of Contents Leave ANTERIOR SEGUINTE

13 Aves do Litoral Norte

Ordem dos Procellariformes


Procellariformes order

DIOMEDEIDAE
Thalassarche melanophris (Temminck, 1828).
Albatroz-de-sobrancelha (Black-browed Albatross)

Foram coletados nove espécimes de 1994 a 2001 e depositados na coleção


do MCNC (Museu de Ciências Naturais da Cetrel), dois esqueletos, um
bico e duas peles. Dados morfométricos: peso 1.600 kg, comprimento
total 750 mm, asa 500 mm, cauda 175 mm, bico 119 mm, tarso 100
mm.

DIOMEDEIDAE
Thalassarche melanophris (Temminck, 1828).
Black-browed Albatross

Between 1994 and 2001, nine specimens of the species were collected on
Bahia’s northern beaches. Two skeletons, a beak and two skins are stored
in the MCNC (CETREL’s Museum of Natural Science). Morphometric
data: weight 1.600 kg, total length 750 mm, wing 500 mm, tail 175 mm,
beak 119 mm, tarsus 100 mm.

Thalassarche chlororhynchos (Gmelin, 1789).


Albatroz-de-nariz-amarelo (Yellow-nosed Albatross)

Souza (1999) lista essa espécie como uma ocorrência nova para a Bahia,
com base em dois espécimes coletados entre 1990 e 1992. De 1994 a
1999, 37 espécimes foram coletados pela equipe da Cetrel. Foram
depositados sete peles e quatro esqueletos na coleção do MCNC. Uma
fêmea coletada em 17 de julho de 1994 em Salvador (12° 55 ‘ S, 38° 21 ‘
W), está depositada na coleção de RG 9496. Em 2001, foram coletados
cinco outros espécimes que foram depositados na coleção do MCNC.
Dados morfométricos: comprimento total 730 mm, asa 510 mm, cauda
Capa Indice Sair PÁGINA PÁGINA
MENU Front Cover Table of Contents Leave ANTERIOR SEGUINTE

Aves do Litoral Norte 14

175 mm, cabeça 185 mm, bico 118 mm, tarso 85 mm e peso 1.250 kg (
macho jovem).

Thalassarche chlororhynchos (Gmelin, 1789).


Yellow-nosed Albatross

Souza (1999) lists this as a new occurrence for Bahia, based on the two
specimens collected between 1990 and 1992. The subsequent discovery of
numerous additional specimens indicates that it probably occurs regularly,
and in good numbers, offshore. From 1994 to 1999, 37 were collected by
teams from CETREL. Seven skins and four skeletons were stored in MCNC’s
collection. A female collected on July 17, 1994 in Salvador (12° 55 ‘ S, 38°
21 ‘ W), is stored in the RG 9496 collection. In 2001, five other specimens
were collected and stored in the MCNC collection. Morphometric data:
total length 730 mm, wing 510 mm, tail 175 mm, head 185 mm, beak 118
mm, tarsus 85 mm and weight 1.250 kg ((male juvenile).

Thalassaarche cartari (Rothschild, 1903)


Albatroz-indiano-de-nariz-amarelo (Yellow-nosed Indian
Albatross).

Desde 1994, vimos estudando o fenômeno da mortandade de aves oceânicas


no litoral baiano, principalmente no litoral norte do estado. Durante
esse período, coletamos mais de 10.000 exemplares de representantes
da ordem dos Procellariiformes e entre os da família Diomedeidae,
já registramos a ocorrência das espécies Thalassarche cauta cauta, T.
melanophrys melanophrys, T. chlororhynchos, Phoebetria fusca e P.
palpebrata (Lima, 1998). Durante esse período, coletamos 17 indivíduos
da espécie T. chlororhynchos, dos quais 16 encontram-se depositados na
coleção da CETREL e um na coleção de Rolf Grantsau. Revisando esses
indivíduos, descobrimos que quatro deles são da espécie Thalassarche
carteri. O T. carteri é um visitante pelágico assinalado para a costa
da Nova Zelândia, Austrália e Costa Ocidental da África. Os quatro
exemplares foram coletados no litoral norte da Bahia nos anos de 1994
a 2004. A espécie T. carteri foi considerada por muito tempo como
uma subespécie da T. chlororhynchos (T. c. bassi Mathews, 1918). A
diferença entre as duas espécies é que a T. chlororhynchos possui a
parte do culminicórneo na base do bico arredondada, enquanto que
na espécie T. carteri, ela é pontiaguda (Robertson, 2002). Os quatro
Capa Indice Sair PÁGINA PÁGINA
MENU Front Cover Table of Contents Leave ANTERIOR SEGUINTE

15 Aves do Litoral Norte

exemplares estão depositados na coleção da Cetrel, CMCNC no. 9,10 e


13 e na coleção de Rolf Grantsau, RGS 9496.

Thalassaarche carteri (Rothschild, 1903).


Indian Yellow-nosed Albatross

Since 1994, we have been studying the phenomenon of seabird mortality


Since 1994, we have been studying the phenomenon of seabird mortality
along the coast of Bahia, particularly from Salvador north. During
this period, we have collected more than 10,000 samples from the
Procellariiformes order and from the Diomedeidae family, we have recorded
the occurrence of Thalassarche cauta cauta, T. melanophrys melanophrys,
T. chlororhynchos, Phoebetria fusca and P. palpebrata (Lima, 1998). Also
over this period, we collected 17 individuals from the T. chlororhynchos
species, of which 16 are stored in CETREL’s collection and one in Rolf
Grantsau’s collection. When we reviewed these individuals, we discovered
that four of them were actually the recently-split Thalassarche carteri, long
considered a subspecies of T. chlororhynchos. The T. carteri is a visitor
from the deep and open seas around the New Zealand and Australian
coasts and the west coast of Africa. The four specimens were collected on
the north shore of Bahia between 1994 and 2004. The difference between
the two species is that T. chlororhynchos has the culmen at the base of its
rounded beak whereas T. carteri has a sharp point. (Robertson, 2002).
The four specimens are stored in CETREL’s collection, CMCNC no. 9,10
and 13 and in Rolf Grantsau’s collection, RGS 9496.

Diomedea cauta (Gould, 1841).


Albatroz-de-nariz-amarelo (Shy Albatross)

É uma espécie migratória registrada para o litoral do Peru, Chile e


Argentina. O primeiro registro para o Brasil é de uma fêmea coletada
morta no litoral de Mostardas, Rio Grande do Sul, em abril de 1990
(Petry et al, 1991). Em setembro de 2003, foi encontrado um espécime
no povoado de Poças, município de Conde (12° 33 ‘ S, 38° 00’53) no
litoral da Bahia (Lima et al., 2004). Dados morfométricos: peso 809g,
comprimento total 506 mm, cauda 207 mm, bico 138 mm, tarso 98
mm.

Diomedea cauta (Gould, 1841).


Shy Albatross
Capa Indice Sair PÁGINA PÁGINA
MENU Front Cover Table of Contents Leave ANTERIOR SEGUINTE

Aves do Litoral Norte 16

This is a migratory species that has been recordedrecorded on the coasts


of Peru, Chile and Argentina. The first record record in Brazil was of a
dead female collected on the coast at Mostardas, Rio Grande do Sul state
in April of 1990 (Petry et al, 1991). In September of 2003 a specimen was
found in the town of Poças, in the municipality of Conde (12° 33 ‘ S, 38°
00’53) on the north coast of Bahia (Lima et al., 2004). Morphometric
data: weight 809g, total length 506 mm, tail 207 mm, beak 138 mm,
tarsus 98 mm.

Phoebetria fusca (Hilsenberg, 1822).


Piau-preto (Sooty Albatross)

Um indivíduo macho jovem (MCNC 28) foi coletado no dia 3 março de


1996 em Salvador (12° 55 ‘ S, 38° 21 ‘ W). Este é o segundo exemplar
coletado no Brasil. O primeiro foi em São Paulo (Willis & Oniki, 1985).
Um terceiro espécime foi coletado no estado do Rio Grande do Sul, no
dia 5 de dezembro de 1996 (Romano 1998). Dados morfométricos: 742
mm, asa 520 mm, cauda 236, bico 109 mm, tarso 80 mm.

Phoebetria fusca (Hilsenberg, 1822).


Sooty Albatross

A young male individual (MCNC 28) was collected on the 3rd of March,
1996, in Salvador (12° 55 ‘ S, 38° 21 ‘ W). This was the second specimen
collected in Brazil; the first being from São Paulo (Willis & Oniki, 1985).
A third specimen has since been collected in Rio Grande do Sul, on
December 5, 1996 (Romano 1998). Morphometric data: total length 742
mm, wing 520 mm, tail 236, beak 109 mm, tarsus 80 mm.

Phoebetria palpebrata (Forster, 1785)


Albatroz-pardo-de-capa-clara (Light-mantled Sooty
Albatross)

Cinco exemplares dessa espécie foram coletados na Bahia; um deles


(pele, RG 9511) foi encontrado no dia 31 de agosto de 1994 na praia
de Baixios (12° 03 ‘ 37 “S, 37° 44 ‘ 36” W). O esqueleto de um segundo
espécime foi coletado na praia de Subaúna (12° 13 ‘ 15 “S, 37° 50 ‘
07” W) no dia 28 agosto de 1994; Werner Bokermann preparou-o e
manteve-o na sua coleção particular. O crânio e a pele estão na coleção
de RG. O terceiro espécime foi encontrado na Ilha de Itaparica, Bahia,
no dia 7 junho de 1996 (Sampaio e Castro 1998). Sampaio e Castro
(1998) chegaram à conclusão que o espécime era um adulto, porque era
cinza escuro, o que gerou certa confusão porque nenhum Phoebetria
Capa Indice Sair PÁGINA PÁGINA
MENU Front Cover Table of Contents Leave ANTERIOR SEGUINTE

17 Aves do Litoral Norte

é uniformemente cinza. O P. fusca é a única espécie que tem a cor de


fuligem escura quase uniforme. Entre junho e agosto de 1999, foram
coletados três espécimes nas praias do litoral norte da Bahia. Todos os
três estavam em avançado estado de decomposição. Foram depositados
asas, crânios e partes do corpo desses três exemplares na coleção do
MCNC. Dados morfométricos: comprimento total 760 mm, asa 486
mm, cauda 234 mm, bico 110 mm, tarso 77 mm.

Phoebetria palpebrata (Forster, 1785).


Light-mantled Sooty Albatross

Five specimens of this species have been collected in Bahia. The first (skin,
RG 9511) was found on the 31st of August, 1994 on Baixios beach (12°
03 ‘ 37 “ S, 37° 44 ‘ 36 “ W). [Pedro: the dates of these 2 specimens must
be wrong: the first date can’t be later than the second.] The skeleton of a
second specimen was collected on Subaúna beach (12° 13 ‘ 15 “S, 37° 50 ‘
07 “ W) on August 28th, 1994; Werner Bokermann prepared it and kept it
in his private collection. The cranium and skin are in the RG collection. A
third specimen was found on Itaparica Island in Bahia on the 7th of June,
1996. (Sampaio and Castro 1998). Sampaio and Castro (1998) concluded
that the specimen was an adult because it had a dark gray coloring which
generated some confusion since no Phoebetria is uniformly gray. The P.
fusca is the only species that has an almost uniform dark ashen coloring.
[Pedro: how was this resolved? As it is, it sounds like the specimen should
have been fusca.] Between June and August of 1999, three specimens
were collected on the northern Bahia coast, all in an advanced stage of
decomposition. The wings, craniums and other body parts from these
three specimens are stored in the MCNC collection. Morphometric data:
total length 760 mm, wing 486 mm, tail 234 mm, beak 110 mm, tarsus
77 mm.

PROCELLARIIDAE
Fulmarus glacialoides (Smith, 1840)
Pardelão-prateado (Southern Fulmar)

Um espécime (RG 9497) foi coletado em Mangue Seco, (11° 27 ‘ S, 37°


27 ‘ W) no dia 16 julho de 1994. Essa espécie é muito comum nas praias
no Rio Grande do Sul, (Vooren e Fernandes, 1989; Petry & Fonseca,
2002). Na Bahia, foi coletado um único espécime. Dados morfométricos:
comprimento total 455 mm, asa 334 mm, cauda 124 mm, bico 40 mm,
tarso 47 mm.
Capa Indice Sair PÁGINA PÁGINA
MENU Front Cover Table of Contents Leave ANTERIOR SEGUINTE

Aves do Litoral Norte 18

PROCELLARIIDAE
Fulmarus glacialoides (Smith, 1840)
Southern Fulmar

Bahia’s only specimen (RG 9497) was collected in Mangue Seco (11° 27
‘ S, 37° 27 ‘ W) on July 16, 1994. This speciesis very common on the
beaches in Rio Grande do Sul, (Vooren and Fernandes, 1989; Petry &
Fonseca, 2002). Morphometric data: total length 455 mm, wings 334 mm,
tail 124 mm, beak 40 mm, tarsus 47 mm.

Daption capense (Linnaeus, 1758)


Pomba-do-cabo (Cape Petrel)

Só foi encontrado um espécime em 1999, depois de uma forte chuvarada


no mês de agosto, quando quatro espécimes foram encontrados mortos
na praia de Buraquinho, município de Lauro de Freitas, na Praia de
Guarajuba, município de Camaçari, e também na praia de Madre Deus.
Três peles e um esqueleto estão na coleção do MCNC. Esses são os
primeiros registros para a Bahia. Dados morfométricos: peso 255g,
comprimento total 381 mm, asa 252 mm, cauda 97 mm, bico 24.4mm,
tarso 45 mm (fêmea).

Daption capense (Linnaeus, 1758)


Cape Petrel

Only one occurrence has beenrecorded recorded: in August 1999, after


a heavy rainfall, when four dead specimens were found on Buraquinho
beach in Lauro de Freitas, on Guarajuba beach in Camaçari, and on the
beach at Madre Deus. Three skins and one skeleton are in the MCNC
collection. RecordsMorphometric data: weight 255g, total length 381 mm,
wing 252 mm, tail 97 mm, beak 24.4mm, tarsus 45 mm (female).

Pterodroma incerta (Schlegel, 1863)


Furabuxo-de-capuz (Hooded or Atlantic Petrel)

Foram coletados 36 indivíduos dessa espécie, sendo que três estão


depositados na coleção de Werner Bokermann. Dois desses espécimes
coletados em junho de 1994 no litoral norte da Bahia, estão na coleção
RG (RG 9485 e 9486 ambos machos); o crânio coletado por Fernando
Pinto no dia 9 julho, 1985 em Maceió (Alagoas) também está na coleção
Capa Indice Sair PÁGINA PÁGINA
MENU Front Cover Table of Contents Leave ANTERIOR SEGUINTE

19 Aves do Litoral Norte

RG (RG9072) e uma pele está no MCNC (N 574), além do esqueleto


coletado na Praia do Forte (12° 33 ‘ S, 38° 00 ‘ W) no dia 2 de novembro
de 1998. Dados morfométricos: peso 500g, comprimento total 418 mm,
asa 345 mm, cauda 139 mm, bico 39 mm, tarso 45 mm (fêmea).

Pterodroma incerta (Schlegel, 1863).


Atlantic Petrel

Thirty-six individuals of this species have been collected on the north


coast of Bahia: three are stored in the collection of Werner Bokermann;
two specimens collected in June, 1994, are in the collection RG (RG 9485
and 9486, both males); and one skin is in the MCNC collection (N 574),
from a specimen collected on Praia do Forte beach (12° 33 ‘ S, 38° 00
‘ W) November 2, 1998. This species is also known as Hooded Petrel.
Morphometric data: weight 500g, total length 418 mm, wing 345 mm, tail
139 mm, beak 39 mm, tarsus 45 mm (female).

Pterodroma brevirostris (Lesson, 1831)


Furabuxo-de-bico-fino (Kerguelen Petrel)

Um espécime macho (RG 9480) foi coletado em Arembepe (12° 43 ‘


29 “ S, 38° 10 ‘ 45 “ W) no dia 15 de julho de 1994. Esse é o terceiro
espécime encontrado no Brasil. O primeiro foi achado em Salvador em
setembro de 1985 e está na coleção do Museu Nacional (Teixeira et al.,
1985) e o segundo foi coletado no dia 1 de outubro de 1986 na praia
do Cassino no Rio Grande do Sul (Vooren e Fernandes, 1989). Dados
morfométricos: comprimento total 310 mm, asa 249 mm, cauda 96 mm,
bico 26 mm, tarso 37 mm.

Pterodroma brevirostris (Lesson, 1831).


Kerguelen Petrel

Brazil’s third specimen (RG 9480), a male, was collected in Arembepe


(12° 43 ‘ 29 “ S, 38° 10 ‘ 45 “ W) July 15, 1994. The first had been
found in Salvador in September of 1985 and is in the National Museum
collection. (Teixeira et al., 1985) The other was collected October 1, 1986,
on Cassino beach, Rio Grande do Sul ((Vooren and Fernandes, 1989).
Morphometric data: total length 310 mm, wing 249 mm, tail 96 mm, beak
26 mm, tarsus 37 mm.
Capa Indice Sair PÁGINA PÁGINA
MENU Front Cover Table of Contents Leave ANTERIOR SEGUINTE

Aves do Litoral Norte 20

Pterodroma mollis mollis (Gould, 1844).


Furabuxo-de-coroa (Soft-plumaged Petrel)

Dois indivíduos desta espécie estão depositados na coleção RG: uma


fêmea (RG 9573) coletada na praia do Porto Sauípe (12° 21 ‘ S, 37°
54 ‘ W) no dia 5 agosto de 1996 e um macho (RG 9645) coletada em
Lauro de Freitas (12° 55 ‘ S, 21° 10 ‘ W) no dia 10 setembro de 1996.
Seis indivíduos estão depositados no MCNC: três (3) coletados em
1996 e três coletados no dia 3 de setembro de 1999 no litoral norte da
Bahia. Em outros lugares do Brasil, também temos registro de três (3)
espécimes coletados por Vooren na praia do Cassino no Rio Grande
do Sul e um outro coletado em outubro de 1987. No estado do Paraná,
um indivíduo foi coletado no dia 30 de maio de 1994 na praia de Atami
(Krul e Moraes, 1994). Dados morfométricos: peso 200g, comprimento
total 334, asa 235 mm, cauda 100 mm, bico 27 mm, tarso 35 mm (fêmea),
peso 180g, comprimento total 335 mm, asa 260 mm, cauda 110 mm,
bico 28 mm, tarso 37 mm (macho).

Pterodroma mollis mollis (Gould, 1844).


Soft-plumaged Petrel

Two specimens of this species are stored in the RG collection: one female
(RG 9573) collected on Porto Sauípe beach (12° 21 ‘ S, 37° 54 ‘ W) August
5, 1996, and one male (RG 9645) collected on Lauro de Freitas beach
(12° 55 ‘ S, 21° 10 ‘ W) September 10, 1996. Six individuals are stored
in the MCNC: three (3) collected in 1996 and three collected September
3, 1999, on the north coast of Bahia. In other areas of Brazil there are
recordsrecords of three specimens collected by Vooren on the Cassino
beach, Rio Grande do Sul, and another collected in October, 1987. In the
state of Paraná, an individual was collected May 30, 1994, on Atami beach
(Krul and Moraes, 1994). Morphometric data: weight 200g, total length
334, wing 235 mm, tail 100 mm, beak 27 mm, tarsus 35 mm (female);
weight 180g, total length 335 mm, wing 260 mm, tail 110 mm, beak 28
mm, tarsus 37 mm (male).

Pachyptila vittata (Forster, 1777)


Prião-de-bico-largo (Broad-billed Prion)

Um crânio pertencente a essa espécie foi encontrado em 1996 entre


centenas de esqueletos de Pachyptila spp que coletamos no litoral
Capa Indice Sair PÁGINA PÁGINA
MENU Front Cover Table of Contents Leave ANTERIOR SEGUINTE

21 Aves do Litoral Norte

norte da Bahia. Ao todo, foram mais de 1000 esqueletos. Também


há um espécime coletado na praia do Cassino (Rio Grande do Sul),
coletado em outubro de 1979 (Belton, 1982). A pele desse espécime
estava preparada e foi exibida para Rolf Grantsau que confirmou a
identificação, mas depois essa pele se perdeu. Um outro exemplar dessa
espécie foi documentado para o Brasil, coletado na praia de Atami no
Paraná, no dia 14 de maio de 1994 (Krul e Moraes, 1994). Carlos (2005)
confirma a presença dessa espécie para o Rio Grande do Sul, através de
um exemplar depositado na coleção da FURG e tombado com o número
280; largura da base do bico 17 mm.

Pachyptila vittata (Forster, 1777).


Broad-billed Prion

The occurrence of this species in Brazil has been confirmed by four


specimens, although this may underrepresent the extent of its occurrence
in our waters. A cranium belonging to this species was found in 1996
among more than 1000 skeletons of Pachyptila, spp., that we collected on
the north coast of Bahia. There was also a specimen collected on Cassino
beach, Rio Grande do Sul state, in October 1979 (Belton, 1982). The skin
of this specimen was prepared and was exhibited by Rolf Grantsau, who
confirmed the identification, but afterwards the skin was misplaced.
Another specimen of this species, collected on Atami Beach, Paraná, May
14, 1994. (Krul and Moraes, 1994). Carlos (2005) confirmed the presence
of this species for Rio Grande do Sul state from a specimen stored in the
FURG collection and recorded with the number 280; width of the base of
the beak: 17 mm.

Pachyptila desolata (Gmelin, 1789)


Pardela-de-bico-de-pato (Dove Prion)

Na costa do litoral norte da Bahia, seis esqueletos dessa espécie foram


coletados no dia 8 maio 1994, entre Salvador e Mangue Seco e estão
na coleção de Werner Bokermann. Dois espécimes estão na coleção do
Museu Nacional (MN 33449 macho, 33450 fêmea) tendo sido coletados
em junho de 1984 em Salvador por Sônia Riqueira. Nós temos 11
espécimes na coleção do MCNC coletados nas praias entre Salvador e
Mangue Seco. Em junho de 1996, milhares de P. belcheri e P. desolata
morreram em toda a extensão do litoral norte do Paraná, São Paulo
e Rio de Janeiro (Martuscelli et al., 1997). Este fenômeno ocorreu no
Capa Indice Sair PÁGINA PÁGINA
MENU Front Cover Table of Contents Leave ANTERIOR SEGUINTE

Aves do Litoral Norte 22

litoral sul e também atingiu o litoral norte do Brasil. Na Bahia, foram


coletados 986 indivíduos de ambas as espécies. Duas peles (RG 9482:
macho, RG 9483 fêmea) foram coletadas em junho de 1994, no litoral
norte da Bahia. Dados morfométricos: peso 86g, comprimento total 270
mm, asa 230 mm, cauda 100 mm, bico 30 mm, tarso 35 mm, largura da
base do bico 13 mm (macho).

Pachyptila desolata (Gmelin, 1789).


Dove Prion

On the northern Bahia coast, six skeletons of this species were collected
on May 8, 1994 between Salvador and Mangue Seco and are now in
the collection of Werner Bokermann. Two specimens collected by Sônia
Riqueiro in June of 1984 are in the collection of the National Museum
(MN 33449, male; 33450, female). We have 11 specimens in the MCNC
collection, found on the beaches between Salvador and Mangue Seco. In
June 1996, thousands of P. belcheri and P. desolata died along the coast
from northern Paraná to Rio de Janeiro (Martuscelli et al., 1997). This
die-off also struck the northern coast. In Bahia, 986 individuals of both
species were collected. Two skins (RG 9482: male, RG 9483 female), were
collected in June 1994 on the north coast of Bahia. Morphometric data:
weight 86g, total length 270 mm, wing 230 mm, tail 100 mm, beak 30
mm, tarsus 35 mm, width at the base of the beak 13 mm (male).

Pachyptila belcheri (Mathews, 1912)


Faigão (Slender-billed Prion)

Souza (1999) listou essa espécie como sendo uma ocorrência nova para
a Bahia, após observar um individuo sobrevoando as praias de Salvador
em 1998. É difícil nos basearmos nesse relato, uma vez que as três
espécies ocorrem na Bahia e seria muito difícil saber qual das três teria
sido avistada sobrevoando o mar. Um indivíduo (RG 9484) foi coletado
em junho de 1994 no litoral norte da Bahia. Também há três indivíduos
na coleção do MCNC, coletados entre 1994 e 1996 no litoral norte da
Bahia. Há muitos registros para São Paulo, Paraná, Santa Catarina e
Rio Grande do Sul (Vooren e Fernandes, 1989; Martuscelli et al., 1997).
Dados morfométricos: peso 80g, comprimento total 280 mm, asa 190
mm, cauda 85 mm, bico 27 mm, tarso 33 mm, largura da base do bico
10 mm.
Capa Indice Sair PÁGINA PÁGINA
MENU Front Cover Table of Contents Leave ANTERIOR SEGUINTE

23 Aves do Litoral Norte

Pachyptila belcheri (Mathews, 1912)


Slender-billed Prion

Souza (1999) listed this species as a new occurrence for Bahia after
observing an individual flying around the beaches of Salvador in 1998.
It is difficult to back up this report since three of these species occur in
Bahia and it would be difficult to ascertain which of the three would
have been flying over the sea. An individual (RG 9484) was collected
in June of 1994 on the north coast of Bahia. There are also three other
individuals in the MCNC collection, all taken from the northern coast of
Bahia between 1994 and 1996. There are many records records of this
species for São Paulo, Paraná, Santa Catarina and Rio Grande do Sul
(Vooren e Fernandes, 1989; Martuscelli et al., 1997). Morphometric data:
weight 80g, total length 280 mm, wing 190 mm, tail 85 mm, beak 27 mm,
tarsus 33 mm, width at the base of the beak 10 mm.

Procellaria aequinoctialis (Linnaeus, 1758)


Pardela-preta (White-chinned Petrel)

Na coleção do MCNC estão depositadas três peles dessa espécie. Seis


peles estão na coleção de RG e quatro esqueletos na coleção de Werner
Bokermann. Dois indivíduos não possuem a mancha branca no queixo:
a) o espécime masculino coletado em Mangue Seco no dia 4 de julho
de 1994 e que está na coleção de RG (RG 9542) (RG 9542,) e b) o
segundo espécime coletado na Praia do Forte em julho de 1999, de sexo
indeterminado e depositado na coleção do MCNC (579). O espécime
sem a mancha branca no queixo da Nova Zelândia, foi inicialmente
considerado como uma forma distinta da Procellaria steadi por
Mathews (Pássaros de Austrália Vol 2, pg 110, 1912), mas é comumente
considerado como uma subespécie da Procellaria aequinoctialis. A
pele da coleção RG 9495 apresenta essa característica típica, sendo a
espécie mais coletada. Dados morfométricos: peso 730g, comprimento
total 500 mm, asa 400 mm, cauda 130 mm, bico 51 mm, tarso 63 mm
(fêmea).

Procellaria aequinoctialis (Linnaeus, 1758)


White-chinned Petrel

In the MCNC collection, three skins of this species are stored. Six skins
of the species are in the RG collection and four skeletons are stored in
Capa Indice Sair PÁGINA PÁGINA
MENU Front Cover Table of Contents Leave ANTERIOR SEGUINTE

Aves do Litoral Norte 24

Werner Bokermann’s collection. Two individuals don’t have a white stripe


on the chin: a) the male specimen collected in Mangue Seco on July 4,
1994, and which is in the collection RG (RG 9542) (RG 9542,) the second
specimen collected on Praia do Forte beach in July, 1999 of undetermined
sex and stored in the MCNC collection (579). The absence of the white
stripe on the chin, has been considered a distinct characteristic of the
Procellaria steadi, from New Zealand (Mathews, Birds of Australia, Vol.
2, pg. 110, 1912), although this is now considered a subspecies of the
Procellaria aequinoctialis. The skin of the RG 9495 collection has this
typical characteristic and is the most collected species. Morphometric
data: weight 730g, total length 500 mm, wing 400 mm, tail 130 mm, beak
51 mm, tarsus 63 mm (female).

Procellaria aequinoctialis steadi


Pardela-preta (White-chinned Petrel)

Difere da espécie P. aequinoctialis porque tem o mento preto.


Originalmente, foi descrita na Nova Zelândia como uma forma
diferente da Procellaria steadi por Mathews (Pássaros de Austrália, Vol
2, p110, 1912), mas é comumente considerada como uma subespécie
da Procellaria aequinoctialis. Dados morfométricos: peso 500g,
comprimento total 493 mm, asa 395 mm, cauda 140 mm, bico 46 mm,
tarso 60 mm.

Procellaria aequinoctialis. steadi


White-chinned Petrel

It differs form the nomiate race of P. aequinoctialis in having a black


chin. It was originally described in New Zealand as a form of Procellaria
steadi by Mathews (Birds of Australia, Vol 2, pg. 110, 1912), but it is
now commonly considered a subspecies of the Procellaria aequinoctialis.
Morphometric data: weight 500g, total length 493 mm, wing 395 mm, tail
140 mm, beak 46 mm, tarsus 60 mm.

Procellaria conspicillata (Gould, 1844)


Pardela-preta (White-Chinned Petrel)

Um espécime macho (RG 9491) foi coletado em Salvador (12° 55 ‘ S,


38° 21 ‘ W) no dia 18 de julho de 1994. Antes disso, no mesmo ano,
foi encontrado um espécime vivo em Salvador. A ave foi reabilitada
e posteriormente libertada. Dados morfométricos: comprimento total
Capa Indice Sair PÁGINA PÁGINA
MENU Front Cover Table of Contents Leave ANTERIOR SEGUINTE

25 Aves do Litoral Norte

480 mm, asa 350 mm, cauda 110 mm, cabeça 106 mm, bico 48 mm,
tarso 64 mm e peso 650g.

Procellaria conspicillata (Gould, 1844)


Spectacled Petrel

A male specimen (RG 9491) was collected in Salvador (12° 55 ‘ S, 38°


21 ‘ W) on July 18, 1994. Earlier in the same year, a live individual was
found in Salvador. The bird was rehabilitated and subsequently released.
Morphometric data: total length 480 mm, wing 350 mm, tail 110 mm,
head 106 mm, beak 48 mm, tarsus 64 mm and weight 650g.

Procellaria cinerea (Gmelin, 1789)


Pardela-cinza (Grey Petrel)

Um indivíduo morto (MCNC 383) foi coletado em Mangue Seco (11° 27


‘ S, 37° 27 ‘ W) em 1996. O esqueleto, asa e cauda estão preservados e
depositados na coleção da Cetrel. Só existem mais dois outros registros
brasileiros dessa espécie: uma ave não sexada, coletada em novembro
de 1982 no Rio Grande do Sul (Vooren e Fernandes, 1989), e uma outra
também coletada no Rio Grande do Sul por Herculano (Alvarenga,
comunicação pessoal). Dados morfométricos: comprimento total 470
mm, asa 325 mm, cauda 109 mm, bico 53 mm, tarso 50 mm.

Procellaria cinerea (Gmelin, 1789)


Grey Petrel

A dead individual (MCNC 383) was collected in Mangue Seco (11° 27 ‘ S,


37° 27 ‘ W) in 1996. The skeleton, wing and tail are preserved and stored
in CETREL’s collection. There are only two other Brazilian recordsrecords
of this species: a non-sexed bird, collected in November 1982 in Rio
Grande do Sul (Vooren and Fernandes, 1989), and another also collected
in Rio Grande do Sul by Herculano (Alvarenga, personal communication).
Morphometric data: total length 470 mm, wing 325 mm, tail 109 mm,
head 106 mm, beak 53 mm, tarsus 50 mm.

Calonectris borealis (Cory, 1881)


Pardela-de-bico-amarelo (Cory’s Shearwater)

Essa espécie foi registrada em 10 estados brasileiros. O estado do Ceará


é o registro mais ao norte do país (Pacheco e Maciel, 1995). Já tinha
Capa Indice Sair PÁGINA PÁGINA
MENU Front Cover Table of Contents Leave ANTERIOR SEGUINTE

Aves do Litoral Norte 26

sido observada no estado de Santa Catarina em dezembro de 1973. Um


indivíduo morto foi encontrado na praia de Garapaba (28° 10 ‘ S, 48
37 ‘ W), mas mesmo estando em avançado estado de decomposição,
foi preparado para uma coleção científica e depositado na coleção da
UNISONOS (304). Naquela ocasião, a ave foi considerada “estranha”
e enviada para o Museu de História Natural de Washington, para ser
identificada corretamente (Silva, 1975). Entre 1994 e 1999, foram
coletadas 3447 aves mortas dessa espécie no litoral norte da Bahia.
Foram coletadas 19 aves anilhadas: 17 de Portugal, (principalmente
da Ilha de Selvagem Grande) e duas das Ilhas Canárias, Espanha. A
proporção dessa espécie no contexto do fenômeno da mortandade
das aves oceânicas equivale a aproximadamente 57,2% de todas as
aves coletadas de 1994 a 1999. Há sete indivíduos na coleção de RG
e seis espécimes na coleção de Werner Bokermann. Foram enviados
três espécimes à UNESP/Rio Claro e quatro aves foram entregues para
Dante Teixeira, para serem depositados na coleção do Museu Nacional.
Seis espécimes foram depositados na coleção do Museu de Zoologia de
São Paulo. A coleção do MCNC contém 37 espécimes adicionais. Entre
os espécimes depositados no MCNC, três apresentam características
diferentes: MCNC 491 - sexo indeterminado, coletado no litoral norte
da Bahia em março de 1998 com as seguintes características: colarinho
pálido formando um anel completo ao redor do pescoço (MCNC 491);
MCNC 453 - macho coletado em Arembepe (12° 43 ‘ 29 “S, 38° 10 ‘ 45
“ W) no dia 8 de agosto 1998 com peitoral escuro e faixa que forma um
colarinho bem definido de 1,5cm largura; MCNC 437 - coletado no
litoral norte da Bahia em 8 de maio de 1998, tem um campo branco nas
primárias, característica da espécie C. diomedea, e na lateral do peito,
exibe um tipo de escamas brancas e pretas. RG 9489 é um exemplar
típico dessa espécie e muito comum entre os espécimes encontrados
mortos. Nós examinamos 17 indivíduos da espécie C. edwardsii,
21 da C. diomedea e nove da C.borealis no Museu Americano de
História Natural de Nova York, além de 29 espécimes da C. borealis no
Museu do Funchal (Portugal), além de todos os indivíduos coletados
nas campanhas promovidas de 1994 a 1999. Só três (3) indivíduos
exibiram diferenças significativas. Entre todas as aves dessa espécie
que coletamos, foram achadas quatro aves mortas ao longo do litoral
norte da Bahia e marcadas com ácido pícrico. Este tipo de marcação era
usado na Ilha Selvagem Grande (Portugal) com o propósito de estudar
o comportamento das espécies. Quando Lima visitou essa ilha em 1996,
Capa Indice Sair PÁGINA PÁGINA
MENU Front Cover Table of Contents Leave ANTERIOR SEGUINTE

27 Aves do Litoral Norte

achou algumas carcaças da espécie C. borealis marcadas com essa


substância. A postura consta de um único ovo medindo 77 mm x 49
mm e pesando, em média, 100g. Dados morfométricos: comprimento
total 460 mm, asa 350 mm, cauda 44 mm, cabeça 108 mm, bico 51 mm,
tarso 52 mm e peso 440g (fêmea). Peso 560g, comprimento total 540
mm, asa 367 mm, cauda 135 mm, bico 56 mm, tarso 62 mm (macho).

Calonectris diomedea borealis (Cory, 1881).


Cory's Shearwater

This bird has been recordedrecorded in 10 Brazilian states. The


northernmost record record is in the state of Ceará (Pacheco and Maciel,
1995). It has been observed in the state of Santa Catarina in December
of 1973. A dead individual was found on Garapaba beach (28° 10 ‘ S, 48
37 ‘ W), and even though it was in an advanced state of decomposition,
it was prepared for a scientific collection and stored in UNISONOS
collection (304). At that time, the bird was considered “exotic” and sent
to Washington’s Museum of Natural History to be correctly identified
(Silva, 1975). Between 1994 and 1999, 3447 dead birds of this species
were collected along the north coast of Bahia. Of those, 19 were banded:
17 were from Portugal (most from Ilha de Selvagem Grande) and two
from the Canary Islands in Spain. The proportion of this species among
the dead seabirds collected during that period was 57.2%. There are seven
individuals in the RG collection and six specimens in Werner Bokermann’s
collection. Three specimens were sent to UNESP/Rio Claro and four birds
were handed over to Dante Teixeira, to be stored in the National Museum
collection. Six specimens were stored at the São Paulo Zoo collection.
The collection at MCNC contains 37 additional specimens. Of the
specimens at MCNC, three have different characteristics: MCNC 491, of
undetermined sex, collected on the north coast of Bahia in March of 1998,
has a pale neck ring that forms a complete ring around its neck (MCNC
491); MCNC 453 a male collected in Arembepe (12° 43 ‘ 29 “S, 38° 10 ‘
45 “ W) August 8, 1998, has a dark pectoral marking with a dark strip
that forms a well-defined necklace 1.5cm wide; MCNC 437, collected on
the northern Bahia coast on the 8th of May, 1998, has wide spread on its
primaries, a characteristic of the nominate race, C. d. diomedea, and on
the side of its breast there are types of black and white scales. RG 9489
is a typical specimen of this species and very common among the dead
species found. We examined 17 individuals of the C. edwardsii, 21 of C.
d. diomedea and nine of C. d. borealis in New York’s Museum of Natural
Capa Indice Sair PÁGINA PÁGINA
MENU Front Cover Table of Contents Leave ANTERIOR SEGUINTE

Aves do Litoral Norte 28

History as well as 29 specimens of C. d. borealis in the Funchal Museum in


Portugal as well as the individuals collected in the campaigns undertaken
in 1994 and 1999. Only three individuals had marked differences. Among
all the birds of this species that we collected along the northern coast, four
dead birds were marked with picric acid, a mark used in Ilha Selvagem
Grande (Portugal) to study bird behavior. When Lima visited the island
in 1996, he found several carcasses of the species C. d. borealis marked
with this substance. It lays a single egg that measures 77 mm x 49 mm
and with an average weight of 100g. Morphometrical data: total length
460 mm, wing 350 mm, tail 44 mm, head 108 mm, beak 51 mm, tarsus 52
mm and weight 440g (female). Weight 560g, total length 540 mm, wing
367 mm, tail 135 mm, beak 56 mm, tarsus 62 mm (male).

Calonectris edwardsii (Oustalet, 1883)


Pardela (Cory’s Shearwater)

Com exceção dos 3.447 Calonectris borealis coletados mortos entre


1994 e 1999, dois indivíduos eram da espécie C. edwardssii: o primeiro
foi achado em decomposição em junho que 1995 na Praia do Forte e
tinha as seguintes medidas: bico – 43 mm, asa – 285 mm, cauda- 125
mm, tarso – 44 mm, comprimento total – 440 mm, dedo médio com
unha - 57 mm, envergadura - 970 mm. O segundo indivíduo morreu,
mas não foi preservado (Lima et al, 2002). As medidas desse indivíduo,
enquanto vivo eram: bico - 47 mm, narina ponta - 39 mm, cabeça -
103 mm, tarso - 58 mm, diâmetro do tarso - 6 mm, asa - 310 mm,
comprimento total - 480 mm, peso - 480 g.

Calonectris edwardsii (Oustalet, 1883)


Cape Verde Shearwater

Out of the 3,447 dead birds collected between 1994 and 1999 that were
originally identified as Cory’s Shearwater, two individuals were of the form
C. edwardsii, recently considered a separate species. The first was found
decomposed in June 1995 at Praia do Forte beach and had the following
measurements: beak – 43 mm, wing – 285 mm, tail- 125 mm, tarsus – 44
mm, total length – 440 mm, middle finger with nail - 57 mm, wingspan
- 970 mm. The second individual died but was not kept (Lima et al, 2002).
The individual’s measurements when it was alive were: beak - 47 mm,
point of the nostril - 39 mm, head - 103 mm, tarsus - 58 mm, tarsus
diameter - 6 mm, wing - 310 mm, total length - 480 mm, weight - 480 gr.
Capa Indice Sair PÁGINA PÁGINA
MENU Front Cover Table of Contents Leave ANTERIOR SEGUINTE

29 Aves do Litoral Norte

Puffinus gravis (O´Reilly, 1818)


Bobo-grande-de-sobre-branco (Greater Shearwater)

Em 1999, Souza, através de comunicação pessoal com Eduardo


Albernaz, descreveu as espécies como ocorrências novas para a Bahia,
entre 1990/1992. Esta espécie é a segunda mais freqüente no fenômeno
da mortandade na Bahia. Existem três (3) espécimes depositados na
RG: RG 9481 fêmea - coletado no litoral norte da Bahia em 20 de junho
de 1994; RG 9843 - coletado em Arembepe (12°43’29 “S, 38°10’45” W)
em 14 de maio de 1998: RG 10058 macho-coletado no litoral norte da
Bahia no dia 15 de junho de 1994. Foram depositados dois espécimes
na coleção de Werner Bokermann; seis estão no Museu de Zoologia de
São Paulo; dois foram entregues para Dante Teixeira e depositados no
Museu Nacional. Na coleção do MCNC há oito espécimes. A presença
dessa espécie já havia sido detectada na Bahia, em 1982. Dados
morfométricos: comprimento total 515 mm, asa 320 mm, cauda 112
mm, bico 47 mm, tarso 58 mm e peso 440g.

Puffinus gravis (O´Reilly, 1818).


Greater Shearwater

In 1999, based on information from Eduardo Albernaz, Souza described


the occurrence of this species as new for Bahia between 1990 and 1992.
This species was the second most common in the mortality phenomena
that swept Bahia during the 1990s. There are three specimens deposited
in the RG: RG 9481 female, collected on the north shore of Bahia on June
20, 1994; RG 9843, collected in Arembepe (12°43’29 “S, 38°10’45” W)
on May 14, 1998; RG 10058, male, collected on the north coast of Bahia
on June 15, 1994. Two specimens were deposited in Werner Bokermann’s
collection; six are in the São Paulo Zoo’s collection; two were handed over
to Dante Teixeira and stored in the National Museum. There are eight
specimens in the MCNC collection. This species had first been detected in
Bahia in 1982. Morphometric data: total length 515 mm, wing 320 mm,
tail 112 mm, beak 47 mm, tarsus 58 mm and weight 440g.

Puffinus griseus (Gmelin, 1789).


Bobo-escuro (Sooty-Shearwater)
Capa Indice Sair PÁGINA PÁGINA
MENU Front Cover Table of Contents Leave ANTERIOR SEGUINTE

Aves do Litoral Norte 30

Em 1999, Souza através de comunicação pessoal com Edson Félix,


descreveu as espécies como ocorrências novas para a Bahia. Um
espécime (fêmea) encontra-se depositado na coleção RG 9545, coletado
no dia 10 de novembro de 1995 no litoral norte da Bahia. Na coleção
MCNC existe um espécime (N 446) coletado no litoral norte da Bahia
no dia 16 de maio de 1998 de sexo indeterminado; foram encontrados
três espécimes debilitados que foram recuperados, anilhados e depois
libertados. Dados morfométricos: peso 590g, comprimento total 440
mm, asa 310 mm, cauda 115 mm, bico 45 mm, tarso 55 mm.

Puffinus griseus (Gmelin, 1789).


Sooty Shearwater

In 1999, based on information from Edson Félix, Souza described the


species as a new occurrence in Bahia. One female specimen was stored in
the collection RG 9545, having been collected on the north coast of Bahia
on November 10, 1995. In MCNC’s collection there is one specimen of
undetermined sex (N 446) collected on the north coast of Bahia on May
16, 1998; in the same period, three debilitated specimens were treated,
banded and subsequently released. Morphometric data: weight 590g, total
length 440 mm, wing 310 mm, tail 115 mm, beak 45 mm, tarsus 55mm.

Puffinus puffinus (Brunnich, 1764)


Bobo-pequeno (Manx Shearwater)

Registramos um espécime (fêmea, RG 9964) coletado no dia 1 novembro


1998 em Salvador (12° 55 ‘ S, 38° 21 ‘ W) e um esqueleto depositado na
coleção de Werner Bokermann. Três exemplares depositados na coleção
do MCNC (N138 - exposição/museu, MCNC N 545, fêmea e MCNC N
546, de sexo indeterminado) foram coletados no litoral norte da Bahia.
Um espécime anilhado na Grã Bretanha, foi capturado no litoral norte da
Bahia em 2002. Dados morfométricos: peso 210g, comprimento total 300
mm, asa 240 mm, cauda 75 mm, bico 37 mm, tarso 46 mm. (fêmea).

Puffinus puffinus (Brünnich, 1764)


Manx Shearwater

We recordedhave recorded a female specimen (RG 9964) collected on


November 1, 1998, in Salvador (12° 55 ‘ S, 38° 21 ‘ W) and a skeleton
stored in Werner Bokermann’s collection. Three specimens stored in the
collection at MCNC (N138 - exhibit/museum, MCNC N 545, female and
Capa Indice Sair PÁGINA PÁGINA
MENU Front Cover Table of Contents Leave ANTERIOR SEGUINTE

31 Aves do Litoral Norte

MCNC N 546, of undetermined sex) were collected on the north shore


of Bahia. A specimen banded in Great Britain was also captured on the
north shore in 2002. Morphometric data: weight 210g, total length 300
mm, wing 240 mm, tail 75 mm, beak 37 mm, tarsus 46 mm. (female).

Puffinus tenuirostris (Temminck, 1835)


(Short-Tailed Shearwater)

Foram registrados no Brasil cinco espécimes de pardelas ou bobos


do gênero Puffinus: P. griseus (Gmelin, 1789), P.gravis (O’Reilly,
1818), P. puffinus (Brünnich, 1764), P. assimilis (Gould, 1838) e P.
lherminieri (Lesson, 1839). Dentre essas espécies, as três primeiras
foram encontradas nas praias do Recôncavo e no litoral norte da Bahia,
associadas ao fenômeno da mortandade de aves oceânicas (Lima, 1996;
Lima et al, 2004). A P. gravis é a espécie mais comumente encontrada,
seguida da P. puffinus e da P. griseus, sendo registradas, respectivamente,
de março a dezembro, de maio a agosto e de março a novembro
(Lima et al.2004). Em 28 de maio de 2005, o Projeto MAMA recebeu
uma ligação telefônica informando a presença de uma ave oceânica
encontrada na praia de Stella Maris em Salvador (12° 55’S, 38° 31’W),
Bahia, ainda com vida. Luciano Alardo e Rodrigo Maia, integrantes
do referido projeto, deslocaram-se para a praia em atendimento ao
chamado, mas ao chegarem lá encontraram a ave já morta. Levada
para as dependências da Polícia Ambiental, a ave foi devidamente
acondicionada num congelador, taxiodermizada e preparada para ser
depositada em coleção seriada. A partir dos dados morfométricos e
das características de coloração da plumagem, a ave foi identificada
primeiramente, como sendo da espécie P. mauretanicus que tem o padrão
de plumagem parecido com o da espécie P. griseus, sendo porém mais
escuro, o seu mento é claro e o porte menor. Posteriormente, pedimos
ajuda aos ornitólogos do Museu de Historia Natural de New York,
Helen Hays e Joseph Dicostanzo que analisaram os exemplares das duas
espécies em questão, P. mauretanicus e P. tenuirostris, e comparando
os dados morfométricos de ambos com os do exemplar encontrado na
Bahia, concluímos que o espécime encontrado na praia Stella Maris
em Salvador pertence à espécie P.tenuirostris. A presença dessa espécie
na costa da Bahia pode estar ligada às condições inerentes às frentes
térmicas oceânicas. Sugerimos intensificar os estudos com as aves
oceânicas que aparecem nas praias da costa brasileira, para obtermos
mais informações sobre os fenômenos da movimentação dessas aves
Capa Indice Sair PÁGINA PÁGINA
MENU Front Cover Table of Contents Leave ANTERIOR SEGUINTE

Aves do Litoral Norte 32

no Atlântico Sul. A descoberta dessa espécie pelos biólogos do Projeto


MAMA, Luciano Alardo e Rodrigo Maia, contribuiu para a inclusão de
mais uma ocorrência de ave oceânica para o Brasil.

Dados morfométricos: comprimento total 370 mm, asa 270 mm, cauda
96 mm, cabeça 80 mm, bico 34 mm, tarso 52 mm, dedo médio com
unha 16,6 mm e peso 340g.

Puffinus tenuirostris (Temminck, 1835)


Short-Tailed Shearwater

In Bahia, we have found five shearwater species of the genus Puffinus: P.


griseus (Gmelin, 1789), P.gravis ((O’Reilly, 1818), P. puffinus (Brünnich,
1764), P. assimilis (Gould, 1838) and P. lherminieri (Lesson, 1839).
Among these species, the first three were found on the beaches of the
Recôncavo (on the Bay of All Saints) and the north coast of Bahia, and
were part of the shore bird mortality phenomena (Lima, 1996; Lima
et al, 2004). P. gravis is the most common, followed by P. puffinus and
P. griseus, which were recordedrecorded, respectively, from March to
December, from May to August and from March to December (Lima et
al. 2004). On May 28, 2005, the MAMA Project received a telephone
call alerting it to the presence of a seabird found on the beach at Stella
Maris in Salvador (12° 55’S, 38° 31’W), that was still alive. Luciano
Alardo and Rodrigo Maia, members of the MAMA project, responding
to the call, went to the beach but when they arrived the bird was already
dead. The bird was taken to the Environmental Police and stored in a
freezer. Afterwards, the morphometric data were collected (Table 1). The
skin was taxidermized and prepared for storage in a serial collection.
From morphometric data (Table 1) and plumage characteristics (Plate 1,
Photos 1-4) the bird was identified by Rolf Grantsau as P. mauretanicus,
the first record of this species in Brazil. The specimen in question has
plumage similar to that of P. griseus, but it is smaller and darker, and
has a light chin. Morphometric data of P. mauretanicus and P. griseus,
weight in rams and measurements in mm. The data from the P. griseus
represent an average of three individuals. Species, Total Weight, Wing
Retrice, Culmen, Tarsus, Middle Toe w/claw - P. mauretanicus 340 370
262 79 31 49 65; P. griseus - - 297.6 104 55 47,6 P. mauretanicus has
received special attention recently because this form has been considered
by some as a subspecies of P. puffinus (Lowe, 1921) (Harrison 1989), and
by others as a subspecies of P. yelkouan (Del Hoyo et al. 1992; Enticott
Capa Indice Sair PÁGINA PÁGINA
MENU Front Cover Table of Contents Leave ANTERIOR SEGUINTE

33 Aves do Litoral Norte

& Tipling 1997). Sangster et al. 2002, stipulate that the P. mauretanicus
differs from the P. yelkouan by the skull’s anatomy (citing Walker et
al.1990 and Heidrich et al. 1998) and considers the P. yelkouan a distinct
species from the P. mauretanicus, and neither to be a subspecies of the P.
puffinus, and mitocondrial DNA analysis indicates that these forms are
separate monophiletic species. This is currently the consensus view of
the taxonomy of this group. P. mauretanicus breeds in the Mediterranean
on the Balearic Islandsof Spain and is considered in critical danger of
extinction by the IUCN (2004) and by BirdLife International (2004).
According to Oro et al. (2004), P. mauretanicus has a small population,
approximately 2,000 pairs, and the decline of these colonies is one of the
principal threats to the species survival. P. mauretanicus spans from the
Mediterranean Sea to the north coast of France at the Bay of Vizcaya,
and can be found sporadically in the north of Africa (Yesó, 2003). The
incidence of the P.mauretanicus on the coast of Bahia could be linked to
thermal fronts in the ocean. A more intense study of seabirds that appear
on the beaches of the Brazilian coast should yield better information
about the movements of these birds in the South Atlantic. Morphometric
data: total length 370 mm, wing 270 mm, tail 96 mm, head 80 mm, beak
34 mm, tarsus 52 mm, middle toe with claw 16,6 mm and weight 340g..

HYDROBATIDAE
Oceanites oceanicus (Kuhl, 1820)
Alma-de-mestre (Wilson’ Storm-Petrel)

Foi encontrado um esqueleto dessa espécie com penas, na praia de


Mangue Seco (11° 27 ‘ S, 37° 27 ‘ W), em 1997. Em 1999, foram coletados
cinco espécimes; uma fêmea depositada na coleção RG; uma pele e três
esqueletos depositados na coleção do MCNC. Dados morfométricos:
peso 38g, comprimento total 190 mm, asa 163 mm, cauda 70 mm, bico
13 mm, tarso 37 mm.

HYDROBATIDAE
Oceanites oceanicus (Kuhl, 1820)
Wilson' Storm-Petrel
Capa Indice Sair PÁGINA PÁGINA
MENU Front Cover Table of Contents Leave ANTERIOR SEGUINTE

Aves do Litoral Norte 34

A skeleton of this species still with its feathers was found on the beach at
Mangue Seco (11° 27 ‘ S, 37° 27 ‘ W), in 1997. In 1999, five specimens
were collected: a female stored in the RG collection; a skin and three
skeletons stored in the collection at MCNC. Morphometric data: weight
38g, total length 190 mm, wing 163 mm, tail 70 mm, beak 13 mm,
tarsus 37 mm.

Pelagodroma marina hypoleuca (Moquin-Tandon, 1841)


(White-faced Storm-Petrel)

Só foi coletado um espécime dessa espécie em Mangue Seco (11° 27 ‘ S,


37° 27 ‘ W). que foi o primeiro registro para o Brasil. A pele incompleta
está depositada na coleção do MCNC, N 124. (Lima et al, 2002). Dados
morfométricos: asa 165 mm, cauda 75 mm, bico 17 mm, tarso 40 mm.

Pelagodroma marina hypoleuca (Moquin-Tandon, 1841).


White-faced Storm-Petrel

One specimen of this species has been collected at Mangue Seco (11° 27
‘ S, 37° 27 ‘ W). This incomplete skin is stored in the MCNC collection,
N 124. (Lima et al, 2002) This was the first record record of this species
in Brazil. Morphometric data: wing 165 mm, tail 75 mm, beak 17 mm,
tarsus 40 mm.

Fregetta tropica (Gould, 1844)


Painho (Black-bellied Storm-Petrel)

Só foi coletado um espécime dessa espécie, esqueleto com penas em


Mangue Seco (11° 27 ‘ S, 37° 27 ‘ W) em 1997 e depositado na coleção
MCNC (N 576). Teixeira et al. 1988 informaram que avistaram um
individuo dessa espécie a uma distância de 370 km da costa do Espírito
Santo. M. V. Petry informou que achou o espécime à beira-mar, cerca
de 20 km de Pinhal, em setembro de 1990 cujo crânio está depositado na
coleção da UNISINOS (Belton, 2000). Olmos (2000) revisou a literatura
e descobriu que o primeiro registro para o Brasil foi coletado no litoral
da Bahia por Sperling, em 1855 e que está depositado na coleção do
BMNH (Museu de História Natural de Berlim). O espécime depositado
Capa Indice Sair PÁGINA PÁGINA
MENU Front Cover Table of Contents Leave ANTERIOR SEGUINTE

35 Aves do Litoral Norte

no MCNC é o segundo registro dessa espécie para o Brasil. Dados


morfométricos: asa 163 mm, cauda 78 mm, bico 19 mm, tarso 42 mm.

Fregetta tropica (Gould, 1844).


Black-bellied Storm-Petrel

One specimen of this species was collected in 1997 at Mangue Seco (11° 27’
S, 37° 27’ W), and stored in the MCNC collection (N 576). Teixeira et al.,
1988, relate that they saw an individual of this species 370 km off the coast
of Espírito Santo. M. V. Petry relates that he found a species on the seashore
around 20 kms from N. Pinhal, in September, 1990 and that its cranium is
stored in the collection at UNISINOS (Belton, 2000). Olmos (2000) reviewed
the literature and found that the first record record for Brazil was collected
on the coast of Bahia by Sperling in 1855 and is stored in the collection of
Berlin’s Natural History Museum. The specimen stored in the MCNC is the
second record record of this species for Brazil. Morphometric data: wing 163
mm, tail 78 mm, beak 19 mm, tarsus 42 mm.

Oceanodroma leucorhoa (Vieillot, 1818)


(Leach’s Storm-Petrel)

Só um espécime desta espécie foi coletado: um esqueleto com penas na


praia de Mangue Seco (11° 27 ‘ S, 37° 27 ‘ W), em 1997. O esqueleto se
perdeu e só existe a fotografia do espécime.

Oceanodroma leucorhoa (Vieillot, 1818).


Leach's Storm-Petrel

One specimen of this species has been collected in north coastal Bahia: a
skeleton with feathers on the beach at Mangue Seco (11° 27 ‘ S, 37° 27 ‘
W), in 1997. The skeleton disappeared and there is only a photograph of
the specimen.
Capa Indice Sair PÁGINA PÁGINA
MENU Front Cover Table of Contents Leave ANTERIOR SEGUINTE

Aves do Litoral Norte 36


Sphenisciformes MENU
Capa
Front Cover
Indice
Table of Contents
Sair
Leave
PÁGINA
ANTERIOR
PÁGINA
SEGUINTE

37 Aves do Litoral Norte

Spheniscus magellanicus (Forster, 1781).


Pinguim-de-Magalhães (Magellanic Penguin)
Capa Indice Sair PÁGINA PÁGINA
MENU Front Cover Table of Contents Leave ANTERIOR SEGUINTE

Aves do Litoral Norte 38

Ordem dos Sphenisciformes


Sphenisciformes order

SPHENISCIDAE
Spheniscus magellanicus (Forster, 1781).
Pinguim-de-Magalhães (Magellanic Penguin)

Um espécime masculino foi capturado na praia de Itapoã (12° 55 ‘ 02 “S,


38° 21 ‘ 10” W) em junho de 1998, debilitado e pesando 1,5 kg. O espécime
foi tratado durante um período de 15 dias e depois de recuperado pesou
3,0 kg. A ave foi anilhada e enviada de avião para o Rio Grande do Sul, para
ser libertada. No inverno de 1999, dois espécimes foram capturados vivos
nas praias de Salvador e ambos foram levados para o Jardim Zoológico
de Salvador. Em agosto de 1999, foram coletados dois espécimes jovens
já em avançado estado de decomposição. Em 2001, foi capturado outro
espécime que foi anilhado e enviado para Santa Catarina, depois de
recuperado. Dados morfométricos: peso 2.665 kg, comprimento total
556, asa 170 mm, cauda 25 mm, bico 60 mm, tarso 31 mm.

SPHENISCIDAE
Spheniscus magellanicus (Forster, 1781).
Magellanic Penguin

A male of this species was caught on Itapoá beach in Salvador (12° 55 ‘ 02


“S, 38° 21 ‘ 10 “ W) in June of 1998, debilitated and weighing 1.5 kg. The
bird was treated over a period of 15 days, in which time it recuperated
and weighed 3.0 kg. It was then banded and sent by plane to Rio Grande
do Sul, where it was released. In the winter of 1999, two specimens were
caught alive on the beaches of Salvador and were taken to the Salvador
Zoo. In August 1999, two juvenile specimens were collected but in an
advanced stage of decomposition. In 2001, another specimen was captured
which was banded and then sent to Santa Catarina after it had recovered.
Morphometric data: weight 2.665 kg, total length 556, wing 170 mm, tail
25 mm, beak 60 mm, tarsus 31 mm.
Capa Indice Sair PÁGINA PÁGINA
MENU Front Cover Table of Contents Leave ANTERIOR SEGUINTE

39 Aves do Litoral Norte

Ordem dos Pelicaniformes


Pelicaniformes order

PHAETHONTIDAE
Phaethon aethereus aethereus (Linnaeus, 1758)
Rabo de Palha (Red-billed Tropicbird)

Só um espécime, fêmea, foi encontrado em Mangue Seco (11° 27 ‘ S, 37°


27 ‘ W) em fevereiro de 1997, com um sério ferimento na cabeça. Foi
depositado na coleção de RG com o número 9608. Dados morfométricos:
imento total 820 mm, asa 320 mm, cauda 130 mm, bico 63 mm.

PHAETHONTIDAE
Phaethon aethereus aethereus (Linnaeus, 1758)
Red-billed Tropicbird

One specimen, a female, was found in Mangue Seco (11° 27 ‘ S, 37° 27 ‘


W) in February, 1997, with a serious wound on its head. It was deposited
in the collection RG 9608. Morphometric data: total length 820 mm,
wing 320 mm, tail 130 mm, beak 63 mm.

SULIDAE
Sula dactylatra dactylatra (Lesson, 1831)
(Masked Booby)

Foram coletados quatro espécimes: dois em 1994 e dois em 1998. Um


espécime está na coleção de RG e um espécime macho faz parte da
coleção do MCNC (N 544), coletado no dia 23 de março de 1999 em
Salvador (12° 55 ‘ S, 38° 21 ‘ W). Dados morfométricos: comprimento
total 800 mm, cauda 210 mm, bico 140 mm, tarso 51 mm (macho).
Capa Indice Sair PÁGINA PÁGINA
MENU Front Cover Table of Contents Leave ANTERIOR SEGUINTE

Aves do Litoral Norte 40

SULIDAE
Sula dactylatra dactylatra (Lesson, 1831).
Masked Booby

Four specimens have been collected in north coastal Bahia: two in 1994
and two in 1998. One specimen is in the RG collection and a male specimen
is part of the collection of the MCNC (N 544), which was collected on the
23rd of March, 1999 in Salvador (12° 55 ‘ S, 38° 21 ‘ W). Morphometric
data: total length 800 mm, tail 210 mm, beak 140 mm, tarsus 51 mm
(male).

Sula leucogaster leucogaster (Boddaert, 1783)


(Brown Booby)

Dois espécimes estão depositados na coleção do MCNC (N 187 e 188),


ambos anilhados. Dados morfométricos: peso 860g, comprimento total
750 mm, asa 420 mm, cauda 146 mm, bico 105 mm, tarso 59 mm.

Sula leucogaster leucogaster (Boddaert, 1783).


Brown Booby

Two specimens are stored in the collection at MCNC (N 187 and 188),
both male. Morphometric data: weight 860g, total length 750 mm, wing
420 mm, tail 146 mm, beak 105 mm, tarsus 59 mm.

PHALACROCORACIDAE
Phalacrocorax bransfieldensis (Murphy, 1936).
(Antarctic Shag)

Só um espécime já tinha sido coletado na praia de Barra Itariri, (11°


51 ‘ S, 37° 34 ‘ W) no litoral norte da Bahia. A ave foi coletada por um
comerciante local que removeu a anilha e jogou-a fora. O espécime
juvenil tinha sido anilhado por Marco Fávero da Universidade Nacional
Arruinam del Plata em Punta Armonía, Nelson Island, Ilhas Shetlands
do Sul, Antártica, anilha AA 4765. Este é o primeiro registro dessa
espécie para o Brasil. (Lima et al. 2002). Dados morfométricos: peso 3
Capa Indice Sair PÁGINA PÁGINA
MENU Front Cover Table of Contents Leave ANTERIOR SEGUINTE

41 Aves do Litoral Norte

250 g, comprimento total 745 mm, asa 300 mm, cauda 123 mm, bico 56
mm, tarso 67 mm.

PHALACROCORACIDAE
Phalacrocorax bransfieldensis (Murphy, 1936)
Antarctic Shag

One specimen has been collected on the north coast of Bahia: on the beach
at Barra Itariri, (11° 51 ‘ S, 37° 34 ‘ W). The bird was collected by a local
merchant who took off the band and threw it away. The juvenile specimen
had been banded by Marco Fávero of he Universidade Nacional Arruinam
del Plata in Punta Armonía, Nelson Island, Shetland Islands, South
Antarctica, band AA 4765. This is the first record record of this species in
Brazil. (Lima et al. 2002). Morphometric data: weight 3 250g, total length
745 mm, wing 300 mm, tail 123 mm, beak 56 mm, tarsus 67.

Phalacrocorax brasilianus brasilianus (Gmelin, 1789).


Biguá (Neotropic Cormorant)

Essa espécie tanto vive na água doce, como no litoral, nas proximidades
dos manguezais. Busca seu alimento mergulhando na água e erguendo a
cabeça para fora d’água para observar ao seu redor. Pode ser observada
em grandes ou pequenos bandos. Costuma empoleirar-se nas árvores ao
redor do seu hábitat, ou aproveitar artefatos utilizados por pescadores
para pousar. Os biguás podem se reproduzir nas colônias mistas de
garças. Dados morfométricos: comprimento total 720 mm, asa 300 mm,
cauda 178 mm, bico 60 mm, tarso 60 mm.

Phalacrocorax brasilianus brasilianus (Gmelin, 1789).


Neotropical Cormorant

The Neotropical Cormorant lives in both fresh and salt water, often
around mangroves. It dives for food and then raises its head out of the
water to scan its surroundings. These birds can be observed in large or
small groups. They normally perch on trees by the shore or on posts or
snags in the water. It has been known to reproduce in heron colonies.
Morphometric data: total length 720 mm, wing 300 mm, tail 178 mm,
beak 60 mm, tarsus 60 mm.
Capa Indice Sair PÁGINA PÁGINA
MENU Front Cover Table of Contents Leave ANTERIOR SEGUINTE

Aves do Litoral Norte 42

FREGATIDAE
Fregata magnificens (Mathews, 1914).
Tesourão (Magnificent Frigatebird)

Foram coletados dois espécimes: um deles que se encontrava vivo, foi


achado no dia 16 de agosto de 1999. Uma curiosidade sobre esse achado
é que essa ave foi encontrada no interior da Bahia, muito longe da costa,
na cidade de Bom Jesus da Lapa. O que provavelmente ocorreu, foi
que a ave se deslocou para o interior, ao longo do Rio São Francisco,
e os fortes ventos que sopraram naquele período a empurraram para
longe da costa. Na época de inverno, essas aves são muito comuns ao
longo da costa do estado e podem ser vistas sobrevoando a cidade de
Salvador a aproximadamente 5 a 10 km da costa. Porém esse espécime
foi o único encontrado ao longo dos 17 anos de pesquisa. O pássaro foi
recuperado, anilhado e 20 dias depois libertado na praia de Arembepe.
A anilha dessa ave que está listada no manual do CEMAVE (U ou V),
não é adequada para a espécie, porque é muito larga (13 mm) e pode
causar sérios danos às articulações da ave. Para nós anilharmos, foi
necessário fabricar uma anilha especial com 13 mm de diâmetro e 7
mm de altura. Existe um espécime depositado na coleção do MCNC.
Dados morfométricos: comprimento total 989 mm, asa 681 mm, cauda
449 mm, bico 150 mm, tarso 32 mm.

FREGATIDAE
Fregata magnificens (Mathews, 1914).
Magnificent Frigatebird

One individual of this coastal species was captured on August 16, 1999,in
the interior of Bahia:in the city of Bom Jesus da Lapa, 750 kms from the
coast. The bird must have followed the San Francisco River and become
disoriented, perhaps having been blown off course by strong winds.
During the winter months, these birds are very common along the coast
of Bahia and can be seen flying over the city of Salvador about 5 to 10
kms from the coast. However, this was the only specimen of this species
found over a period of 17 years of research. The bird was treated, banded
and 20 days later released on the beach at Arembepe. The band-type
Capa Indice Sair PÁGINA PÁGINA
MENU Front Cover Table of Contents Leave ANTERIOR SEGUINTE

43 Aves do Litoral Norte

listed by CEMAVE (U or V) is inadequate for this species because of its


short tarsus. The bands are very wide (13 mm) and can cause serious
harm to the bird’s joints. To band it, we had to make a special band with
a diameter of 13 mm and an height of 7 mm. There is a specimen stored
in the MCNC collection. Morphometric data: total length 989 mm, width
681 mm, tail 449 mm, beak 150 mm, tarsus 32 mm.
Ciconiformes
Capa Indice Sair PÁGINA PÁGINA
MENU Front Cover Table of Contents Leave ANTERIOR SEGUINTE

Aves do Litoral Norte 44

Butorides striatus striatus (Linné, 1758)


Socózinho (Green -striated Heron)
Capa Indice Sair PÁGINA PÁGINA
MENU Front Cover Table of Contents Leave ANTERIOR SEGUINTE

45 Aves do Litoral Norte

Ordem dos Ciconiformes


Ciconiforme order

Ardeidae
Ardea cocoi (Linné, 1766).
Garça-moura (White-necked Heron)

É a maior garça brasileira. No Pantanal, pode ser vista em grandes grupos


devido à grande disponibilidade de alimento. No litoral norte, essa espécie
é migratória e aparece no período das chuvas, quando há grandes áreas
alagadas. É muito rara no litoral norte da Bahia. Dados morfométricos:
990 mm, asa 410 mm, cauda 178 mm, bico 152 mm, tarso 166 mm.

Ardeidae Family
Ardea cocoi (Linnaeus, 1766).
White-necked Heron

This is the biggest Brazilian heron. In the Pantanal, it can be seen in big
groups because of the ready availability of food sources. On the north coast
of Bahia, this migratory species appears during the rainy season when there
are extensive flooded areas. It is very rare on the north coast, however.
Morphometric data: total length 990 mm, wing 410 mm, tail 178 mm, beak
152 mm, tarsus 166 mm.

Egretta albus egretta (Gmelin, 1789)


Garça-branca-grande (Great Egret)

É uma espécie muito comum que ocorre em manguezais e áreas alagadiças.


Pode ser observada em grandes grupos ou indivíduos isolados em
determinadas áreas. Costuma utilizar dormitórios coletivos com outras
espécies de garças. Reproduzem-se em colônias mistas de garças, tais
como: B. ibis, E. thula e N. nycticorax. No período reprodutivo, exibe
uma grande mancha azulada em volta dos olhos. Alimenta-se de peixes e
anfíbios. Utiliza-se de pesqueiros produzidos pelo homem, para capturar
Capa Indice Sair PÁGINA PÁGINA
MENU Front Cover Table of Contents Leave ANTERIOR SEGUINTE

Aves do Litoral Norte 46

os peixes apreendidos. Dados morfométricos: comprimento total 1000


mm, asa 391 mm, cauda 146 mm, bico 112 mm, tarso 150 mm.

Egretta albus egretta (Gmelin, 1789)


Great Egret

This is a very common species which occurs in mangroves, flooded areas


or wetlands, and can be encountered either in large groups or as isolated
individuals. It roosts in collective dormitories often shared with other species
of heron. It also breeds in mixed heron colonies, with other species such as
the B. ibis, E. thula and the N. nycticorax. During the breeding season, a
large bluish streak forms around its eyes. It feeds on fish and amphibians
and takes advantage of schools of fish that gather around fishermen as well
as caught fish. Morphometric data: total length 1000 mm, wing 391 mm,
tail 146 mm, beak 112 mm, tarsus 150 mm.

Egretta thula thula ( Molina, 1782 ).


Garça-branca-pequena (Snowy Egret )

Uma das características que a distinguem da Egretta albus é seu porte que
é menor, seu bico é preto e seus dedos são amarelos. Vive tanto na água
doce, como na salgada e alimenta-se de peixes e anfíbios. Reproduzem-se
em colônias com outras espécies de garças. O ninho é confeccionado de
gravetos e tem a forma de tigela rasa. A postura pode constar de dois a
quatro ovos de cor azulada. Os filhotes mais novos são às vezes jogados
para fora do ninho pelos irmãos mais velhos e podem morrer por falta de
alimento, levando assim muita desvantagem com relação aos seus irmãos
mais velhos. Dados morfométricos: comprimento total 590 mm, asa 250
mm, cauda 90 mm, bico 79 mm, tarso 91 mm.

Egretta thula thula (Molina, 1782)


Snowy Egret

Compared with the preceding species, distinctive characteristics of the


Snowy Egret are its smaller size, black beak and yellow toes. It lives in
either fresh or salt water and feeds on fish and amphibians. Reproduction
takes place in colonies shared with other species of herons. The nest
is made of twigs and is shaped like a shallow bowl. It lays between
two and four bluish eggs. Younger chicks are sometimes expelled from
the nest by their older siblings and die from lack of food. This is an
obvious disadvantage to being born later. Morphometric data: total
Capa Indice Sair PÁGINA PÁGINA
MENU Front Cover Table of Contents Leave ANTERIOR SEGUINTE

47 Aves do Litoral Norte

length 590 mm, wing 250 mm, tail 90 mm, beak 79 mm, tarsus 91 mm.

Egretta caerulea (Linné, 1758)


Garça-morena (Little Blue Heron)

No litoral norte da Bahia, os locais onde essa espécie pode ser avistada
são nos manguezais de Mangue Seco, onde busca alimento junto com
diversas outras espécies de garças e de maçaricos. A coloração azulada
dessa espécie é que a distingue das demais espécies de garças existentes
no litoral norte. Dados morfométricos: asa 237 mm, cauda 81 mm,
bico 82 mm, tarso 80 mm.

Egretta caerulea (Linnaeus, 1758).


Little Blue Heron

On the north coast of Bahia, the locale where this species is most often
seen is the mangroves around Mangue Seco, where it forages with other
heron species and king fishers. Dark blue coloring distinguishes adults
from the other herons present on the north coast. Immatures are all-
white and can be distinguished by shape and the color of the legs and bill.
Morphometric data: wing 237 mm, tail 81 mm, beak 82 mm, tarsus 80
mm.

Bubulcus ibis ibis ( Linné, 1758 ).


Garça-vaqueira (Cattle Egret)

A garça-vaqueira é originária do continente africano, tendo chegado


ao Brasil no fim da década de 50, mas na Bahia a espécie só foi
observada no ano de 1988, no município de Jeremoabo e logo depois
se expandiu por quase todo o estado da Bahia. No litoral norte é mais
freqüente nos municípios onde a agropecuária é desenvolvida. É uma
espécie fortemente associada ao gado, porque dele se aproveita para
obter alimento que geralmente consta de gafanhotos, cobras e ratos.
Costuma se reproduzir em grandes colônias que podem contar com
até mais de 10.000 indivíduos. No período reprodutivo, as penas do
alto da cabeça e do peito adquirem um tom alaranjado. A postura
pode constar de dois a cinco ovos de cor azulada. Ninhais de B. ibis
são freqüentados pelas demais espécies de garças para reprodução,
formando uma grande colônia. Usando a técnica de anilhamento com
anilhas coloridas ou de metal, as garças foram monitoradas durante os
Capa Indice Sair PÁGINA PÁGINA
MENU Front Cover Table of Contents Leave ANTERIOR SEGUINTE

Aves do Litoral Norte 48

meses de outubro a novembro de 1996 e de junho a agosto de 1997, como


também o comportamento e manejo reprodutivo da espécie Bubulcus
ibis, no município de Serrinha, em uma propriedade da Vale do Rio
Doce (11º39S, 39º 00W). Em seis dias, distribuídos entre os meses de
junho, julho e agosto de 97, foram anilhadas 889 aves, das quais 597
com anilhas de metal e coloridas perfazendo 67% do total. Em 190
ninhos estudados, com um total de 472 filhotes contendo irmãos, foi
possível levantar os seguintes dados: n= 106 possuíam dois, n=76, três e
n=8, quatro filhotes. No intuito de descobrir se os pais reconheciam os
seus verdadeiros filhos, trocamos 27 ninhegos de 16 ninhos diferentes,
sendo que de 56 indivíduos, 25% possuíam apenas um filhote; 18.75%
possuíam dois e 25% possuíam três. O peso médio dos ninhegos era
62,11g, sendo que o menor pesava 32g e o maior, 132g. A troca foi
efetuada aleatoriamente, sendo retirados dos ninhos exemplares com o
peso médio de 62 g. Com tal peso, os filhotes não têm capacidade para
sair do ninho, entretanto só com essa idade é que podem ser anilhados.
Todos os ninhos onde foram efetuadas trocas, os filhotes foram
marcados com anilhas coloridas. Os filhotes trocados foram aceitos,
provando que os pais reconhecem os ninhos, mas não têm a capacidade
de reconhecer seus próprios filhotes. Esse manejo demonstrou ser de
grande importância para diminuir o índice de mortandade em colônias
de B. íbis, onde há uma grande diferença de idade entre os irmãos.
Remanejando todos os filhotes do mesmo peso e idade e colocando-
os em diferentes ninhos, pudemos evitar a competitividade entre
indivíduos de diferentes idades. Essa técnica facilita o anilhamento em
colônias, pois não é necessário que os filhotes de peso médio, variando
de 50g a 100g, sejam devolvidos aos seus verdadeiros locais. Eles podem
ser introduzidos aleatoriamente em ninhos diferentes, diminuindo
significativamente o tempo gasto no anilhamento e evitando uma
longa permanência do grupo de anilhadores na colônia de reprodução.
Utilizando esse manejo, observou-se que o índice de mortandade das
aves anilhadas na colônia e submetidas ao experimento era de 1,57%,
que é considerado normal com base na mortandade natural em colônias
de B. ibis, que pode ser muito superior. O peso médio entre os irmãos
variou entre dois no mínimo e quatro no máximo em190 ninhos: a
menor média, 30g (n=4; 26g/36g); a maior média, 207,5g (150g/250g)
havendo casos de grande variação entre irmãos, cuja média de peso era
87,5g (22g/148). Pudemos então observar que os primeiros levam uma
grande desvantagem na competição pelo alimento com relação aos mais
Capa Indice Sair PÁGINA PÁGINA
MENU Front Cover Table of Contents Leave ANTERIOR SEGUINTE

49 Aves do Litoral Norte

velhos. De 77 ninhos com um total de 170 ovos, obtivemos as seguintes


médias: um ovo (n=16; 20,78%), dois ovos (n=25; 32,45%), três ovos
(n=34; 44,15%) e quatro ovos (n=4; 2,6%), sendo o peso médio dos
ovos de 25,07g, com diâmetro médio de 4,31cm x 3, 25 cm. Tais dados
diferem dos resultados obtidos na campanha de 1996, quando o peso
médio encontrado foi de 34,7g (n=9). Dados morfométricos: asa 230
mm, cabeça 105 mm, bico 57 mm, cauda 88 mm, tarso 77 mm.

Bubulcus ibis ibis (Linnaeus, 1758).


Cattle Egret

The cattle egret is native to Africa and arrived in Brazil, apparently


through natural colonization, at the end of the 1950s. [Pedro: I think this
may have happened earlier in the century. They were in Florida by the
1950s, and had been found in South America for a while already – but
maybe not Brazil. First recorded in Surinam in 1877.] This species was
only recorded recorded in Bahia in 1988, in the municipality of Jeremoabo,
but quickly established itself throughout the state. On the north coast,
it frequently occurs on cattle ranches. It’s a species strongly associated
with cattle ranches, as it follows the cattle foraging on small prey such
as grasshoppers, snakes and rats, which the cattle flush as they walk. It
breeds in large colonies of up to 10,000 individuals. During the breeding
season, the feathers on the top of its head and on its breast have an orange
tone. It lays between two and five bluish eggs. Nesting areas of this species
are shared with other heron species. Using banding techniques with metal
and colored bands, these herons were monitored during the months of
October and November 1996 and from June to August 1997 to study their
breeding behavior in the municipality of Serrinha, on property belonging
to the mining company, Vale do Rio Doce (11º39S, 39º 00W). In six days
between June and August 1997, 889 birds were banded, of which 597 were
banded with metal and colored bands, making up 67% of the total banded.
In the 190 nests that were studied, with 472 chicks, it was possible to
gather the following data: 106 had two chicks, 76 had three chicks, and 8
had four chicks. In order to see whether the parent birds recognized their
offspring, we exchanged 27 chicks from 16 nests, being that 56 individuals,
25% had only one chick, 18.75% had two and 25% had three. [Pedro:
these numbers don’t quite make sense to me the way they are expressed.]
The average weight of the swapped chicks was 62.11g, with the smallest
weighing 32g and the largest 132g. The swap was made randomly, and
the average weight of 62 grams meant the chicks could not yet leave the
Capa Indice Sair PÁGINA PÁGINA
MENU Front Cover Table of Contents Leave ANTERIOR SEGUINTE

Aves do Litoral Norte 50

nest but could be banded. In all the nests where the change was made,
the chicks were banded with colored bands. The swapped chicks were
accepted, which proves the adults can recognize the nests but are unable
to recognize their progeny. This nest management showed that it could
be an effective tool in reducing chick mortality rates in colonies of B. ibis
where there are large age differences between siblings. Relocating chicks
of the same age and weight from different nests could reduce competition
between individuals of different ages. This technique facilitates banding in
colonies, since it is not necessary to place average-weight chicks (between
50g to 100g) in their original nests. They can be randomly reintroduced in
different nests which greatly reduces the time spent in the banding process
and cuts down greatly on the amount of time a banding team needs to
stay within a breeding colony. Using this management technique, it was
observed that that the mortality rate for the banded birds that were part
of the experiment was 1.57%, which is considered normal, compared with
the natural mortality in colonies of B. ibis, which can be much higher.
The average weight between siblings varied between a minimum two and
maximum four in the 190 nests was the following: the lowest average was
30g (n=4 ;26g/36g); the highest average was 207.5g (150g/250g) where
there was a wide discrepancy between sibling weights and where the
average weight was 87.5g (22g/148). We can therefore observe that the
first ones are at a real disadvantage in competition for food in relation
to the older siblings. Of the 77 nests with a total of 170 eggs, we gathered
the following averages: one egg (n=16; 20.78%), two eggs (n=25; 32.45%),
three eggs (n=34; 44,15%) and four eggs (n=4; 2.6%), with an average egg
weight of 25.07g, average diameter of 4.31cm x 3. 25cm. This data differs
from that collected in the 1996 campaign when the average weight was
found to be 34.7g (n=9). Morphometric data: wing 230 mm, head 105
mm, beak 57 mm, tail 88 mm, tarsus 77 mm.

Butorides striatus striatus (Linné, 1758)


Socózinho (Green -striated Heron)

Essa espécie ocorre nos manguezais e também nos ambientes alagadiços,


tais como lagoas, rios e pântanos. A sua coloração lhe proporciona uma
perfeita camuflagem, por isso pode permanecer estático durante longo
tempo, esperando o momento exato de arpoar sua presa. A postura
consta de dois ovos de cor azulada, pesando em média 13.8g e medindo
37 mm x 29 mm. Os filhotes nascem com plumagem cinza e os imaturos
possuem coloração amarronzada. Os ninhos são confeccionados de
Capa Indice Sair PÁGINA PÁGINA
MENU Front Cover Table of Contents Leave ANTERIOR SEGUINTE

51 Aves do Litoral Norte

gravetos. A plumagem dos filhotes é cinza. O socozinho pode viver só


ou em casal. Dados morfométricos: peso 165g, comprimento total 400
mm, asa 185 mm, cauda 57 mm, bico 57 mm, tarso 49 mm.

Butorides striatus striatus (Linnaeus, 1758).


Striated Heron

This species occurs in wetlands, lakes and rivers. Its coloring is perfect for
camouflage which enables the bird to stay perfectly still for long periods of
time and wait for the perfect moment to dive on its prey. It lays two bluish
eggs which weigh an average of 13.8 g and measure 37 mm x 29 mm.
Chicks are born with gray plumage and immature chicks are brownish
in color. The nests are made of twigs. They can live alone or in pairs.
Morphometric data: weight 165g, total length 400 mm, wing 185 mm, tail
57 mm, beak 57 mm, tarsus 49 mm.

Nycticorax nycticorax hoactli (Gmelin, 1789)


Savacu (Black-crowned Night-Heron)

São aves de hábitos noturnos que habitam as áreas alagadiças e a beira


dos rios, onde há vegetação densa. Alimentam-se de peixes, rãs e
anfíbios. O ninho é confeccionado de gravetos e a postura consta de
dois a três ovos de cor azulada. Costumam se reproduzir em colônias,
juntamente com outras espécies de garças. Os filhotes nascem com
uma plumagem na cor amarronzada. Os jovens possuem uma coloração
marrom rajada de listas brancas. Dados morfométricos: comprimento
total 650 mm, asa 300 mm, cauda 120 mm, bico 78 mm.

Nycticorax nycticorax hoactli (Gmelin, 1789)


Black-crowned Night Heron

These birds are semi-nocturnal and occur in wetlands and at the


side of rivers where the vegetation is dense. They feed on fish, but
have a particular preference for frogs and other amphibians. Their
nest is made with twigs and they lay from two to three bluish eggs.
They normally reproduce in colonies together with other species
of herons. Chicks are born with a brownish plumage. Young birds
are brown interspersed with wisps of white. Morphometric data:
total length 650 mm, wing 300 mm, tail 120 mm, beak 78 mm.
Capa Indice Sair PÁGINA PÁGINA
MENU Front Cover Table of Contents Leave ANTERIOR SEGUINTE

Aves do Litoral Norte 52

Nyctanassa violacea cayennensis (Gmelin, 1758)


Savacu-de-coroa (Yellow-crowned Night-Heron)

Ocorrem nos manguezais do litoral norte. Entretanto, o melhor local


para observarmos essa espécie é nos manguezais de Mangue Seco.
Durante o dia, ficam escondidos no interior do manguezal, já que as
suas atividades são mais noturnas. Constroem os ninhos com gravetos
e a sua postura pode constar de dois a três ovos de cor esverdeada.
É comum observamos no interior do ninho, restos de crustáceos que
oferecem aos filhotes. Os jovens têm uma coloração mais ou menos
semelhante a da espécie anterior. As fezes dos adultos e dos filhotes têm
um odor pútrido. Dados morfométricos: comprimento total 640 mm,
asa 300 mm, cauda 118 mm, bico 71 mm, tarso 100 mm.

Nyctanassa violacea cayennensis (Gmelin, 1758).


Yellow-crowned Night-Heron

This species occurs throughout the mangroves of north coastal Bahia, and
is most easily observed around Mangue Seco. A semi-nocturnal species,
during the day it tends to remain hidden in the interior of the mangrove
vegetation. They make their nests from twigs and lay two to three greenish
eggs. It is common to see crustacean leftovers in the nest which have been
offered to the chicks. The juveniles have a plumage pattern much like
the preceding species, so shape is the key distinction. The feces have a
particularly putrid smell. Morphometric data: total length 640 mm, wing
300 mm, tail 118 mm, beak 71 mm, tarsus 100 mm.

Tigrisoma lineatum marmoratum (Vieillot, 1817).


Socó-boi-verdadeiro (Rufescent Tiger-Heron)

São garças de pescoço longo que vivem em banhados, cercados de


vegetação. Apesar do seu grande porte, são difíceis de serem avistadas
e vivem isoladas no meio da vegetação. Muitas vezes, só as percebemos
quando levantam vôo assustadas com a nossa presença. Alimentam-se
de peixes e anfíbios. Os adultos têm o manto pardo-acinzentado e o
pescoço na cor castanha. Os imaturos possuem coloração amarela riscada
de várias faixas pretas. Dados morfométricos: peso 1 kg, comprimento
total 690 mm, asa 295 mm, cauda 130 mm, bico 105 mm, tarso 100 mm.
Capa Indice Sair PÁGINA PÁGINA
MENU Front Cover Table of Contents Leave ANTERIOR SEGUINTE

53 Aves do Litoral Norte

Tigrisoma lineatum marmoratum (Vieillot, 1817).


Rufescent Tiger-Heron

This heron has a long neck and lives in wetlands surrounded by vegetation.
Despite its large size, the bird is difficult to see because it tends to remain
hidden in dense vegetation. The best time to see them is when they fly,
after being spooked by the presence of humans. They feed on fish and
amphibians. The backs of adult birds are brownish-gray and juveniles are
yellow interspersed with black stripes. Morphometric data: weight 1 kg, total
length 690 mm, wing 295 mm, tail 130 mm, beak 105 mm, tarsus 100 mm.

Ixobrychus exilis erythromelas (Vieillot, 1817)


Socó-vermelho (Least Bittern)

É um dos menores representantes da família, com a plumagem castanha


e a parte superior preta. Vive em ambientes alagadiços repletos de
vegetação. É uma espécie muito difícil de ser observada, e normalmente,
só é avistada quando levanta vôo. Dados morfométricos: peso 47 g,
comprimento total 330 mm, asa 119 mm, cauda 49 mm, bico 45 mm,
tarso 42 mm.

Ixobrychus exilis erythromelas (Vieillot, 1817)


Least Bittern

A small yellow heron with black and rust colored stripes. It lives in wetlands
full of vegetation where,like the preceding species, it is very difficult to
see. It was recordedfirst recorded in Bahia in 1984. Morphometric data:
weight 75 mm, total length 305 mm, wing 115 mm, tail 45 mm, beak 50
mm, tarsus 41 mm.

Ixobrychus involucris (Vieillot, 1823)


Socó-amarelo (Striped-backed Bittern)

Garça pequena de plumagem amarela com manchas pretas e cor de


ferrugem. Vive em ambientes alagadiços repletos de vegetação (junco).
Semelhante à espécie anterior, é muito difícil de ser avistada em seu
ambiente. Foi registrada pela primeira vez para a Bahia, em 1984. Dados
Capa Indice Sair PÁGINA PÁGINA
MENU Front Cover Table of Contents Leave ANTERIOR SEGUINTE

Aves do Litoral Norte 54

morfométricos: peso 75 mm, comprimento total 305 mm, asa 115 mm,
cauda 45 mm, bico 50 mm, tarso 41 mm.

Ixobrychus involucris (Vieillot, 1823)


Striped-backed Bittern

A small yellow heron with black and rust colored stripes. It lives in wetlands
full of vegetation where,like the preceding species, it is very difficult to
see. It was recordedfirst recorded in Bahia in 1984. Morphometric data:
weight 75 mm, total length 305 mm, wing 115 mm, tail 45 mm, beak 50
mm, tarsus 41 mm.

Familía Cochlearidae
Cochlearius cochlearius cochlearius (Linné, 1766)
Arapapá (Boat-billed Heron)

Essa espécie tem a aparência do savacu, com o bico extremamente


largo e achatado. Possui olhos grandes e se adapta perfeitamente ao
escuro, pois é uma ave de hábitos noturnos. Os jovens são pardos com
o topete negro. Pesca durante a noite em águas rasas: peixes, anfíbios
e crustáceos. Durante o dia, fica empoleirada num local sombreado e é
dificilmente vista. Dados morfométricos: comprimento total 520 mm,
asa 265 mm, bico 75 mm, tarso 80 mm.

Família Cochlearidae
Cochlearius cochlearius cochlearius (Linné, 1766)
Boat-billed Heron

This species has the appearance of a Black-crowned Night-Heron with an


extremely wide, flatbill. It has large eyes, perfectly adapted for a bird with
nocturnal habits. The juveniles are brown with a black tuft of feathers.
It hunts at night for fish, amphibians, and crustaceans in shallow water.
During the date, the bird perches in places that are shaded and is difficult
to see. Morphometric data: total length 520 mm, wing 265 mm, beak 75
mm, tarsus 80 mm.
Capa Indice Sair PÁGINA PÁGINA
MENU Front Cover Table of Contents Leave ANTERIOR SEGUINTE

55 Aves do Litoral Norte

Threskiornithidae
Eudocimus ruber (Linné 1758)
Guará (Scarlet Ibis)

É uma espécie considerada ameaçada de extinção. Foi introduzida


na Bahia pelo proprietário de um zoológico particular, situado no
município de Lauro de Freitas. Esse zoológico vem criando essa
espécie em liberdade e vem obtendo sucesso reprodutivo. Muitas aves
procedentes desse Zoológico estão se espalhando por várias regiões do
litoral norte e já existem relatos de aves dessa espécie ocorrendo nos
manguezais de Aracajú (Sergipe). Dados morfométricos: comprimento
total 590 mm, asa 280 mm, cauda 104 mm, cabeça 202 mm, bico 163
mm, tarso 88 mm e peso 900g.

Threskiornithidae Family
Eudocimus ruber (Linnaeus, 1758).
Scarlet Ibis

This species is considered in danger of extinction and was introduced


into Bahia by the owner of a private zoo located in the municipality of
Lauro de Freitas. The birds that run free in the zoo have shown significant
reproductive success. Many of them are spreading to various regions of
the northern coast and there are reports of sightings of this bird occurring
in the mangroves of Aracajú, Sergipe. Morphometric data: total length
590 mm, wing 280 mm, tail 104 mm, beak 163 mm, tarsus 88 mm and
weight 900g.

Ciconidae
Mycteria americana (Linné, 1758).
Cabeça-seca (Wood Stork)

Espécie visitante que raramente é vista no litoral norte. Foram avistados


poucos indivíduos, somente duas vezes, uma em Guarajuba na Barragem
Santa Helena e a outra nas lagoas de Arembepe. O bico nos adultos é
preto e nos jovens tem uma tonalidade rosada. Dados morfométricos:
comprimento total 910 mm, asa 480 mm, cauda 170 mm, bico 240 mm,
tarso 220 mm.
Capa Indice Sair PÁGINA PÁGINA
MENU Front Cover Table of Contents Leave ANTERIOR SEGUINTE

Aves do Litoral Norte 56

Ciconidae Family
Mycteria americana (Linné, 1758).
Wood Stork

This species is rarely seen on the north coast, withonly two records of a
few individuals each: once in Guarajuba and the Santa Helena dam and
the other on lakes in Arembepe. Adults have a black beak while that of
juveniles has a pink tone. Morphometric data: total length 910 mm, wing
480 mm, tail 170 mm, beak 240 mm, tarsus 220 mm.

Cathartidae
Sarcoramphus papa ( Linné 1758 )
Urubu-rei (King Vulture)

É o maior dos nossos abutres e inconfundível pela sua coloração branca


e preta. Tem a cabeça e o pescoço nus na cor violáceo-vermelho,
possuindo ainda uma carúncula carnosa na cor amarelo-alaranjado. Os
jovens são de cor negra e com o passar dos anos vão sendo tingidos de
branco. No litoral norte, esta espécie é muito rara. Na Bahia, o local
de maior concentração dessa espécie está localizado num paredão no
Raso da Catarina (Jeremoabo), onde já foram observados cerca de 80
indivíduos em um só dormitório. Dados morfométricos: comprimento
total 690 mm, asa 550 mm, cauda 230 mm, cabeça 125 mm, bico 35 mm,
tarso 100 mm.

Cathartidae Family
Sarcoramphus papa (Linnaeus, 1758).
King Vulture

This is the largest of the country’s scavengers and unmistakable in adult


plumage, with its white and black coloration. The head and neck are
violet/red and a robust fleshy concentration on its head that is an orangey
yellow. Juveniles are blackish but as they mature become mottled with
white. In Bahia, the largest single area of concentration of the species is on
a cliff in the Raso da Catarina (Jeremoabo) where around 80 individuals
Capa Indice Sair PÁGINA PÁGINA
MENU Front Cover Table of Contents Leave ANTERIOR SEGUINTE

57 Aves do Litoral Norte

have been observed at one roost. Morphometric data: total length 690 mm,
wing 550 mm, tail 230 mm, head 125 mm, beak 35 mm, tarsus 100 mm.

Coragyps atratus brasiliensis (Bonaparte, 1793).


Urubu-de-cabeça-preta (Black Vulture)

É o urubu mais comum e abundante no litoral norte e freqüenta todos


os habitats, exceto as florestas densas. Nas praias, essas aves podem ser
vistas alimentando-se de aves oceânicas mortas no período do inverno,
ou predando ninhos de tartarugas. A maior concentração dessa espécie
localiza-se em grandes lixões e nos aterros sanitários distribuídos
pelos municípios do litoral norte. A grande concentração dessas aves
nas proximidades do aeroporto de Salvador vem preocupando as
autoridades aeroportuárias, cuja maior preocupação é afastá-los das
rotas das aeronaves. A postura é de um único ovo e às vezes dois ovos
esverdeados, salpicados de manchas marrons. Os urubus possuem um
mecanismo de defesa muito eficiente: tanto os adultos como os filhotes
vomitam para se livrar dos predadores. Já observamos bandos de urubus
comendo cadáveres da sua própria espécie, atropelados nas estradas.
Em uma outra ocasião, observamos um bando matar um dos membros
de seu grupo. Dados morfométricos: peso 2 kg, comprimento total 560
mm, asa 420 mm, cauda 165 mm, cabeça 112 mm, bico 54 mm, tarso
80 mm.

Coragyps atratus brasiliensis (Bonaparte, 1793).


Black Vulture

This is the most abundant vulture along the north coast, where it frequents
all types of habitats except dense forests. On beaches, these birds can be
seen feeding on dead seabirds. The largest concentrations of this species are
around garbage dumps and sanitary landfills throughout the municipalities
the north coast. Its abundance close to Salvador’s airport is worrying to
officials there, who are trying to get them away from airplane approach
paths. It lays one to two greenish eggs that are dotted with brown dots.
Adult as well as juvenile vultures have a very efficient defense mechanism:
when they are caught, they regurgitate the contents of their stomach. The
stench this vomit produces is so strong that the capturer is driven to nausea.
We have observed groups of vultures eat members of their own species when
they find them on the highway after being run over by a vehicle. On another
occasion, we saw a flock kill one of its own members. Morphometric data:
Capa Indice Sair PÁGINA PÁGINA
MENU Front Cover Table of Contents Leave ANTERIOR SEGUINTE

Aves do Litoral Norte 58

weight 2 kg, total length 560 mm, wing 420 mm, tail 165 mm, head 112
mm, beak 54 mm, tarsus 80 mm.

Cathartes aura ruficollis (Spix, 1824).


Urubu-de-cabeça-vermelha (Turkey Vulture)

É muitas vezes confundido pelos leigos como sendo da espécie do gavião,


tanto pela sua aerodinâmica, como pelo seu vôo rápido e planado.
Costuma viver em grupos não muito grandes, ou então isolados; pode
perceber pelo olfato uma pequena carniça (rã) escondida debaixo de
uma árvore. Busca animais atropelados nas estradas, principalmente
ao amanhecer. Os adultos têm a pele do pescoço e a cabeça na cor
avermelhada e negra nos jovens. Dados morfométricos: comprimento
total 490 mm, asa 500 mm, cauda 265 mm, bico 25 mm, tarso 60 mm.

Cathartes aura ruficollis (Spix, 1824)


Turkey Vulture

This bird is often confused by non-experts with a hawk due to its


aerodynamic mastery, and fast and gliding flight. They live in small
groups or as isolated individuals. This bird’s sense of smell is so refined
that it can discover a small carcass (such as that of a frog) hidden in the
forest. The Turkey Vulture goes after animals that have been run over
on highways, principally in the early hours of the morning. The heads
and necks of adults are red, whereas these parts in juveniles are black.
Morphometric Data: total length 490 mm, wing 500 mm, tail 265 mm,
beak 25 mm, tarsus 60 mm.

Cathartes burrovianus urubitinga (Pelzeln, 1861).


Urubu-de-cabeça-amarela (Lesser Yellow-headed Vulture)

Muito parecida com a anterior, essa espécie difere pela coloração


amarelada do pescoço e do alto da cabeça. Voando alto, a uma distância
em que não se pode distinguir o colorido do pescoço e da cabeça, essa
espécie de urubu pode ser confundida com a espécie anterior. É muito
menos freqüente do que a C. aurea no litoral norte e o seu método
de caçar se assemelha ao da espécie anterior. Dados morfométricos:
comprimento total 540 mm, asa 460 mm, cauda 220 mm, bico 21 mm,
tarso 61 mm.
Capa Indice Sair PÁGINA PÁGINA
MENU Front Cover Table of Contents Leave ANTERIOR SEGUINTE

59 Aves do Litoral Norte

Cathartes burrovianus urubitinga (Pelzeln, 1861).


Lesser Yellow-headed Vulture

Although it looks very similar to the Turkey Vulture, it can be differentiated


by the yellow, orange and bluish coloring of the neck and head. When it
flies to a height at which this coloration cannot be distinguished, it can
easily be confused with the Turkey Vulture, although the greater constrast
between dark underwing coverts and pale flight feathers is a useful
fieldmark at long range. This generally uncommon species is particularly
numerous in north-coastal Bahia, though it still occurs less frequently
than the Turkey Vulture. Feeding habits of the two are apparently very
similar. Morphometric data: total length 540 mm, wing 460 mm, tail 220
mm, beak 21 mm, tarsus 61 mm. [Pedro: I was struck by the abundance
of this species around Camaçari. I found a ground roost of at least 30
birds; by far the largest concentration I had ever seen.]
Anseriformes
Capa Indice Sair PÁGINA PÁGINA
MENU Front Cover Table of Contents Leave ANTERIOR SEGUINTE

Aves do Litoral Norte 60

Anas bahamensis bahamensis ( Linné, 1758 ).


Marreca-toicinho (White-cheeked Pintail)
Capa Indice Sair PÁGINA PÁGINA
MENU Front Cover Table of Contents Leave ANTERIOR SEGUINTE

61 Aves do Litoral Norte

Ordem dos Anseriformes


Anseriformes order

Anatidae
Dendrocygna bicolor (Vieillot, 1816 ).
Mareca-caneleira (Fulvous Whistling-Duck)

Alguns exemplares dessa espécie costumam aparecer no litoral norte,


juntamente com bandos de anatídeos no período de inverno, mas como
isso não é comum, é provável que tais exemplares tenham fugido de
algum cativeiro e tenham se adaptado à região. Dados morfométricos:
Comprimento total 480 mm, asa 225 mm, cauda 55 mm, bico 49 mm.

Anatidae Family
Dendrocygna bicolor (Vieillot, 1816).
Fulvous Whistling-Duck

A few individuals sometimes appear on the northern coast in mixed flocks


of waterfowl in winter.[Pedro: I doubt this conclusion. Seasonality implies
a natural phenomenon. Also, in various parts of Brazil, I have found this
species mixed in with other ducks – generally in smaller numbers, as you
have noted. They certainly occur naturally both northward and south of
Bahia.] Morphometric data: Total length 480 mm, wing 225 mm, tail 55
mm, beak 49 mm.

Dendrocygna viduata (Linné, 1766)


Irerê (White-faced Whistling-Duck)

É uma espécie migratória que visita o litoral norte no período do


inverno, mais para perto do final de março, ali permanecendo até o
final de setembro. Pequenos bandos podem chegar antes mesmo do
inverno, bastando para isso, ficar em áreas alagadiças. Reproduzem-se
na região. Já encontramos uma ninhada contendo mais de 12 filhotes.
O irerê é uma espécie abundante no litoral norte, perdendo apenas para
a espécie Anas bahamensis. Muitas vezes, o branco da face, do queixo
Capa Indice Sair PÁGINA PÁGINA
MENU Front Cover Table of Contents Leave ANTERIOR SEGUINTE

Aves do Litoral Norte 62

e da garganta pode ficar impregnado de lama, adquirindo assim uma


tonalidade amarronzada. São aves muito ariscas por causa da grande
pressão que sofrem com a caça. Reproduzem-se entre os meses de abril/
julho e os filhotes são muito parecidos com a espécie anterior, embora
o colar que passa pela nuca, não chegue ao pescoço. Já presenciamos
híbridos dessa espécie em cativeiro, oriundos de cruzamentos com a
espécie D. autumnalis. Dados morfométricos: peso 750g, comprimento
total 440 mm, asa 225 mm, cauda 63 mm, bico 51 mm, tarso 60 mm.

Dendrocygna viduata (Linnaeus, 1766).


White-faced Whistling-Duck

This is a migratory species that visits the northern coast during winter.
It arrives at the end of March and stays until the end of September. Small
groups may arrive before winter as long as flooded marshy areas can be
found. They breed in the region and we’ve discovered nests with more
than 12 chicks. [Pedro: this implies that they breed in winter in Brazil. Is
this right?] This is an abundant species in the north coast region and only
Anas bahamensis are more plentiful. Often the white on the face, chin and
throat becomes dirty with mud making them seem brown. Due to heavy
hunting pressure, they are extremely skittish. They reproduce between the
months of April and June and the chicks are very similar to the White-
cheeked pintail aside from the ring around its nape does not reach its
neck. We have witnessed hybrids of this species in captivity, the result
of paring with D. autumnalis. Morphometric data: weight 750g, total
length 440 mm, wing 225 mm, tail 63 mm, beak 51 mm, tarsus 60 mm.

Dendrocygna autumnalis discolor (Sclater & Salvin, 1773).


Mareca-asa-branca (Black-billed Whistling-Duck)

Essa espécie freqüenta o litoral norte no inverno, entre abril e setembro,


em grupos pequenos. Não é uma espécie comum e uma de suas
características mais marcantes é a cor vermelho forte do bico e dos
tarsos nos adultos. Quando alça vôo, podemos ver uma grande mancha
branca nas asas. Sick relata que bandos de D. autumnalis não se mesclam
com irerês e outras marrecas, mas no litoral norte, essa espécie convive
com todas as outras espécies de marrecos existentes, inclusive o irerê.
Já observamos vários híbridos resultando de cruzamento da D. viduata
com a D. autumnalis, que nasceram no zoológico particular situado no
Capa Indice Sair PÁGINA PÁGINA
MENU Front Cover Table of Contents Leave ANTERIOR SEGUINTE

63 Aves do Litoral Norte

litoral norte. A espécie também se reproduz na região e o filhote dessa


espécie é semelhante ao da espécie anterior, no entanto, possui uma
faixa negra que vai da nuca até o pescoço. Dados morfométricos: peso-
550g a 750g, comprimento total 460 mm, asa 240 mm, cauda 70 mm,
bico 46 mm, tarso 51 mm.

Dendrocygna autumnalis discolor (Sclater & Salvin, 1773).


Black-billed Whistling-Duck

This species occurs in small groups along the north coast between April
and September. Among its most distinguishing characteristics is the strong
red coloring and the adults’ beak and tarsus. When it flies, a large white
wing-stripe is conspicuous. Sick relates that flocks of the D. autumnalis
don’t mix with the White-faced Whistling-Duck, but on the northern
shore, they live and forage with other ducks, including the White-faced.
We have seen various hybrids, the result of crossing D. viduata with the
D. autumnalis, which hatched in a private zoo on the northern coast. The
species also breeds in the region and the chick is similar in appearance
to the preceding species, although it has a black stripe that goes from its
nape to the hind neck. Morphometric data: weight- 550g a 750g, total
length 460 mm, wing 240 mm, tail 70 mm, beak 46 mm, tarsus 51 mm.

Anas bahamensis bahamensis ( Linné, 1758 ).


Marreca-toicinho (White-cheeked Pintail)

É a espécie mais comum e abundante no litoral norte da Bahia. Na


Cetrel, no período de inverno entre abril e setembro, bandos estimados
em 2.000 até 3.000 indivíduos visitam as áreas alagadiças ali existentes.
Diversos bandos estão espalhados pelo litoral norte nas diversas áreas
alagadiças, destacando-se as áreas alagadas de Conde. Reproduzem-
se na região, onde podem construir os ninhos distantes da água. O
macho tem o porte maior e a mancha vermelha do bico mais longa.
Uma ave anilhada na Cetrel foi morta por caçadores em Jequié, no
sertão da Bahia. O seu ninho pode ser construído distante da água, já
encontramos postura de oito ovos que pesam em média 33 g e mede 46
mm x 37 mm. Dados morfométricos: peso 400g, comprimento total 415
mm, asa 193 mm, bico 38,5mm, tarso 44,6mm.

Anas bahamensis bahamensis ((Linnaeus, 1758).


White-cheeked Pintail
Capa Indice Sair PÁGINA PÁGINA
MENU Front Cover Table of Contents Leave ANTERIOR SEGUINTE

Aves do Litoral Norte 64

This is the most abundant duck along the northern coast. At CETREL
between April and September, flocks estimated at 2,000 to 3,000 individuals
visit the flooded areas. Many such flocks occur around marshy areas of
the northern coast, particularly in the flooded areas around Conde. They
reproduce in regions where they can construct their nests far from the
water. The male is bigger and has a longer red stripe on its beak. A male
of this species which was banded at CETREL, was killed by hunters in
Jequié, in the interior of Bahia. Its nest can be built far from water and
we have found eight eggs in one nest that weigh 33 grams and measure
46 mm x 37 mm. Morphometric data: weight 400g, total length 415 mm,
wing 193 mm, beak 38,5mm, tarsus 44,6mm.

Netta erythrophthalma (Wied, 1832)


Paturi-preta (Southern Pochard)

É uma das espécies mais raras no litoral norte, ficando atrás somente da
Oxyura dominica. O local de maior concentração dessa espécie no litoral
norte está situado numa lagoa, no município de Candeias. A plumagem
da fêmea tem a cor marrom acinzentado e tem uma mancha branca
próxima ao olho; o macho é preto brilhante e tem os olhos vermelhos.
Essa espécie também se reproduz na região. Dados morfométricos: asa
210 mm, cabeça 96 mm, cauda 51 mm, bico 46 mm, tarso 39 mm.

Netta erythrophthalma (Wied, 1832)


Southern Pochard

This is one of the rarest ducks on the northern Bahia coast (only the
Masked Duck is less common). The place with the highest concentration
of this species along the north coast is the municipality of Candeias. The
female’s plumage is a gray brown color and a white swath next to the eye.
The male is mostly blackish with red eyes. This species also reproduces in
the region. Morphometric data: wing 210 mm, head 96 mm, tail 51 mm,
beak 46 mm, tarsus 39 mm.

Amazonetta brasiliensis (Gmelin, 1789)


Marreca-pé-vermelho (Brazilian Duck)

É uma espécie de porte pequeno. O macho tem o bico e o tarso em


vermelho e a fêmea tem o bico azulado. Quando levanta vôo, podemos
ver uma mancha branca sobre as asas, tanto no macho, como na fêmea.
É comum no litoral norte e vive aos pares ou em pequenos grupos
Capa Indice Sair PÁGINA PÁGINA
MENU Front Cover Table of Contents Leave ANTERIOR SEGUINTE

65 Aves do Litoral Norte

que não passam de 10 indivíduos. Reproduzem-se na região, podendo


construir os ninhos distantes de corpos de água. Dados morfométricos:
peso 340g, comprimento total 370 mm, asa 180 mm, cauda 60 mm, bico
39 mm, tarso 37 mm (macho).

Amazonetta brasiliensis (Gmelin, 1789).


Brazilian Duck

This is a small duck. The male has a red bill and tarsus and the female’s
bill is bluish. When they fly, both sexes show a white wing-stripe. It is
common along the northern shore, occuring in pairs or small groups of
less than 10 individuals. [Pedro: I have seen much larger flocks (~50) in
the interior of Minas Gerais.] They reproduce in the region and construct
their nests at some distance from bodies of waters. Morphometric data:
weight 340g, total length 370 mm, wing 180 mm, tail 60 mm, beak 39
mm, tarsus 37 mm (male).

Sarkidionis melanotos sylvicola (Ihering & Ihering, 1907).


Pato-de-crista (Comb Duck)

O pato-de-crista não é comum no litoral norte, sendo avistado, às vezes,


em pequenos grupos. O macho é bem maior do que a fêmea e possui uma
grande tuberosidade sobre o bico, que aumenta de tamanho no período
reprodutivo. É inconfundível pelo seu porte e pela sua coloração branca
e preta. Geralmente, os patos voam em fila indiana tendo à frente um
macho adulto com a tuberosidade no bico. Nunca encontramos ninhos
dessa espécie no litoral norte. Dados morfométricos: comprimento
total 720 mm, asa 365 mm, cauda 140 mm, bico 46 mm.

Sarkidionis melanotos sylvicola (Ihering & Ihering, 1907)


Comb Duck

This duck is uncommon along the northern shore. The male is markedly
larger than the female and has a pronounced casque on its bill that enlarges
during the breeding season. The adults’ size and black-and-white coloring
make them unmistakable when seen well; immature birds are somewhat
less distinctive. Flocks fly in an “Indian line” led by an adult male. We
have never found a Comb Duck nest in the region. Morphometric data:
total length 720 mm, wing 365 mm, tail 140 mm, beak 46 mm.
Capa Indice Sair PÁGINA PÁGINA
MENU Front Cover Table of Contents Leave ANTERIOR SEGUINTE

Aves do Litoral Norte 66

Cairina moschata (Linné, 1758).


Pato-do-mato (Muscovy Duck)

É uma espécie relativamente rara no litoral norte da Bahia e vem


diminuindo bastante no estado da Bahia, principalmente devido à caça
intensiva que vem sofrendo. Outro fator preocupante é o acasalamento
das populações selvagens com as domésticas. Sick relata que os filhotes
de patos de origem selvagem são totalmente pretos, enquanto que os
oriundos de populações domésticas são manchados de amarelo. Os
filhotes que temos observado no litoral norte têm a mesma coloração
dos patos de origem doméstica. Os ninhos podem ser em cavidades de
árvores, barrancos etc. Os ovos são brancos e pesam em média 55.0 g e
medem 57 mm x 44 mm. Dados morfométricos: comprimento total 630
mm, asa 300 mm, cauda 145 mm, cabeça 188 mm, bico 40 mm, tarso 68m
e peso 2,5 kg nas fêmeas e peso 2.800kg, comprimento total 760 mm, asa
390 mm, cauda 190 mm, bico 54 mm, tarso 70 mm nos machos.

Cairina moschata (Linnaeus, 1758).


Muscovy Duck

This is a relatively rare species in the north coast region. The numbers
for this species have been decreasing in Bahia, the result of heavy hunting
pressure. Another alarming development is the coupling of wild and
domestic populations. According to Sick the offspring of wild ducks are
completely black whereas those of domesticated ones are streaked with
yellow. The chicks we have observed in the north shore region have the
coloring of ducks that came from domestic stocks. Nests are constructed in
tree cavities and steep riverbanks. The eggs are white and generally weigh
around, 55.0 g, and measure 57 mm x 44 mm. Morphometric data: total
length 630 mm, wing 300 mm, tail 145 mm, head 188 mm, beak 40 mm,
tarsus 68m and weight 2.5 kg for females; for males, weight 2.800kg, total
length 760 mm, wing 390 mm, tail 190 mm, beak 54 mm, tarsus 70 mm.

Oxyura dominica (Linné, 1766).


Marreca-de-bico-preto (Masked Duck)

É a espécie menos abundante no litoral norte da Bahia. Podemos


observar, às vezes, apenas um indivíduo nas lagoas da Cetrel. Em uma
Capa Indice Sair PÁGINA PÁGINA
MENU Front Cover Table of Contents Leave ANTERIOR SEGUINTE

67 Aves do Litoral Norte

lagoa localizada no município de Candeias, capturamos um casal por


meio de rede, durante a noite. Essa raridade pode estar associada ao
hábito de essa espécie freqüentar locais onde a vegetação é densa. Dados
morfométricos: comprimento total 370 mm, asa 150 mm, cauda 83 mm,
bico 33 mm, tarso 25 mm.

Oxyura dominica (Linnaeus, 1766).


Masked Duck

This species is rarein the northern coastal region. We have occasionally


observed one individual on the lakes at CETREL. In a lake in the
municipality of Candeias, we caught a pair in a mist net during the night.
The apparent rarity of this species may be related to its preference for
dense vegetation. Morphometric data: total length 370 mm, wing 150
mm, tail 83 mm, beak 33 mm, tarsus 25 mm..
Falconiformes
Capa Indice Sair PÁGINA PÁGINA
MENU Front Cover Table of Contents Leave ANTERIOR SEGUINTE

Aves do Litoral Norte 68

Cairina moschata (Linné, 1758).


Pato-do-mato
Muscovy Duck
Capa Indice Sair PÁGINA PÁGINA
MENU Front Cover Table of Contents Leave ANTERIOR SEGUINTE

69 Aves do Litoral Norte

Ordem dos Falconiformes


Falconiformes order

Pandionidae
Pandion haliaetus (Linnaeus, 1758).
Águia-pescadora (Osprey)

É uma visitante da América do Norte, rara no litoral norte da Bahia.


Todos os anos, um exemplar dessa espécie tem sido visto pescando
no litoral de Mangue Seco. Chega no mês de outubro e permanece no
mesmo local até meados do mês de abril. Pode ser observada tanto no
estuário do Rio Real, como nas proximidades de bancos de areia na foz
desse rio. Persegue cardumes de peixes (tainha) e quando avista um
grande cardume, mergulha em sua direção e captura a presa com as
suas possantes garras. Dados morfométricos: comprimento total 485
mm, asa 220 mm, bico 33 mm, tarso 54 mm.

Pandionidae Family
Pandion haliaetus (Linnaeus, 1758)
Osprey

This North American visitor is rare in north coastal Bahia. In recent


years, however, an individual of this species has been seen annually
fishing off the coast of Mangue Seco. It arrives in October and stays
in the same area until the middle of April. It can be seen either in
the River Real Rio River [Pedro: which river?] estuary or sandbars
at the river’s mouth. It follows large schools of a mullet and having
keyed in on one, dives and captures its prey in its powerful talons.
Morphometric data: total length 485 mm, wing 220 mm, beak 33 mm,
tarsus 54 mm.
Capa Indice Sair PÁGINA PÁGINA
MENU Front Cover Table of Contents Leave ANTERIOR SEGUINTE

Aves do Litoral Norte 70

Accipitridae
Elanus leucurus (Vieillot, 1818).
Gavião-peneira (White-tailed Kite)

É um dos gaviões mais comuns no litoral norte, no entanto não é


abundante. Pode ser observado solitário ou em casal que caça junto.
Paira no ar como se estivesse pendurado por um fio, de onde observa
possíveis presas: ratos, calangos e lagartixas. Quando localiza uma
presa, fica pairando sobre a mesma e pode descer e subir várias vezes,
até achar o momento oportuno de se lançar sobre a vítima. Freqüenta
áreas abertas e pode ser observado na cidade de Salvador, ou caçando
em terrenos baldios ou próximos de esgotos lançados na praia. Dados
morfométricos: comprimento total 275 mm, asa 190 mm, cauda 75 mm,
bico 40 mm, tarso 38 mm.

Accipitridae Family
Elanus leucurus (Vieillot, 1818)
White-tailed Kite

Though not abundant, this is one of the more common raptors in the
region. It can be observed alone or in pairs that hunt together. When on
the lookout for prey, the White-tailed Kite hovers in the air as if suspended
by a string. When it spots a mouse, lizard, or other small prey, it will
often swoop up and down until the opportune moment to strike presents
itself. It is frequently seen in open fields or grasslands, and can be seen
in Salvador, hunting in barren land or open air sewers [?] on the beach.
Morphometric data: total length 275 mm, wing 190 mm, tail 75 mm, beak
40 mm, tarsus 38 mm.

Gampsonyx swainsonii swainsonii (Vigors, 1825 ).


Gaviãozinho (Pearl Kite)

Menor gavião do Brasil, menor do que o Falco sparverius, pode ser


visto em vários ecossistemas do litoral norte, tais como o cerrado e
a restinga. Alimenta-se de pequenos pássaros, lagartixas e calangos.
Capa Indice Sair PÁGINA PÁGINA
MENU Front Cover Table of Contents Leave ANTERIOR SEGUINTE

71 Aves do Litoral Norte

Costuma planar bem alto, rodando em círculos. A certa distância, essa


espécie pode ser confundida com uma andorinha. Não é uma espécie
abundante e seu ninho é em forma de tigela rasa. Desajeitado, o casal
toma conta da prole e ataca qualquer intruso que se aproxime. Dados
morfométricos: peso 85 g, comprimento total 240 mm, asa 163 mm,
cauda 96 mm, bico 17 mm, tarso 27 mm.

Gampsonyx swainsonii swainsonii (Vigors, 1825 ).


Pearl Kite

EEven smaller than the American Kestrel, this, the country’s smallest
raptor, can be seen in diverse areas of the north coastal region. It
feeds on small birds, lizards and small reptiles. It soars at impressive
heights and with its circular flight pattern it is sometimes mistaken for
a swallow. The nest of this uncommon species is shaped like a shallow
bowl. The bird is clumsy and therefore its nest must be protected by
both parents, who attack anything that approaches. Morphometric
data: weight 85 g, total length 240 mm, wing 163 mm, tail 96 mm, beak
17 mm, tarsus 27 mm.

Leptodon cayanensis cayanensis ( Latham, 1790 ).


Gavião-de-cabeça-cinza (Gray-headed Kite)

O gavião florestal de cauda longa freqüenta as florestas preservadas do


litoral norte. O seu cardápio é bastante variado, podendo alimentar-se
de insetos, rãs, lagartixas e passarinhos. É uma ave arisca e difícil de
ser avistada. Já registramos a presença dessa espécie em uma restinga
alta no Baixo Sul da Bahia (Ituberá). Existe um exemplar dessa espécie
depositado na coleção da Cetrel. Dados morfométricos: asa 318 mm,
cauda 220 mm, bico 32 mm, tarso 42 mm.

Leptodon cayanensis cayanensis ( Latham, 1790 ).


Gray-headed Kite

The gray-headed kite frequents the intact forests of the northern coast.
It feeds on a wide range of range small animals, including insects, frogs,
lizards and small birds. It is a skittish bird and difficult to see. We
recorded this bird in some high sandy coastal forest in Bahia’s lower south
region (Ituberá). There is a specimen of this species stored in CETREL’s
Capa Indice Sair PÁGINA PÁGINA
MENU Front Cover Table of Contents Leave ANTERIOR SEGUINTE

Aves do Litoral Norte 72

collection. Morphometric data: wing 318 mm, tail 220 mm, beak 32 mm,
tarsus 42 mm.

Chondrohierax uncinatus uncinatus ( Temminck, 1822).


Caracoleiro (Hook-billed Kite)

A sua presença no litoral norte foi comprovada através de dois


exemplares capturados na cidade de Salvador, ambos atropelados.
Um deles foi recuperado e devolvido à natureza e o segundo morreu.
No conteúdo estomacal do indivíduo foram encontrados pedaços de
conchas de moluscos. Esse espécime depositado da coleção da Cetrel.
Dados morfométricos: Dados morfométricos: comprimento total 400
mm, asa 265 mm, cauda 182 mm, bico 29 mm, tarso 32 mm.

Chondrohierax uncinatus uncinatus ( Temminck , 1822)


Hook-billed Kite

The bird’s presence in the northern coast region is substantiated by two


specimens collected after they were run over by cars in Salvador. One of
them was treated and released back into nature; the other died. Among
the dead kite’s stomach contents were snail shells. This specimen is stored
in CETREL’s collection. Morphometric data: weight total length 400 mm,
wing 265 mm, tail 182 mm, beak 29 mm, tarsus 32 mm.

Harpagus bidentatus bidentatus (Latham, 1790)


Ripina (Double-toothed Kite)

Ocorre na Mata Atlântica do litoral norte É bem característica porque


possui dois “dentes” no bico. Vive em diversos estratos da floresta,
tanto na copa, como na parte inferior da floresta e alimenta-se de
répteis, insetos e pequenos pássaros Dados morfométricos: peso 135g,
comprimento total 305 mm, asa 200 mm, cauda 15omm, bico 16 mm,
tarso 40 mm.

Harpagus bidentatus bidentatus (Latham, 1790)


Double-toothed Kite

This species occurs in the Atlantic Rainforest of the northern coastal


region. In the hand, it is readily distinguishable by the two “teeth” on its
bill. It lives in diverse strata of the forest from the canopy to the lower
echelons and feeds on reptiles, insects and small birds. Morphometric
Capa Indice Sair PÁGINA PÁGINA
MENU Front Cover Table of Contents Leave ANTERIOR SEGUINTE

73 Aves do Litoral Norte

data: weight 135g, total length 305 mm, wing 200 mm, tail 150mm, beak
16 mm, tarsus 40 mm.

Rostrhamus sociabilis sociabilis ( Vieillot, 1817 ).


Gavião-caramujeiro (Snail Kite)

O gavião-caramujeiro pode ser encontrado de Salvador (Parque de


Pituaçu) a Mangue Seco, portanto, é distribuído por todo o litoral norte
da Bahia. Habita áreas alagadiças, onde pode encontrar seu principal
alimento, um molusco denominado aruá (Pomacea, Ampullariidae).
Podemos encontrar no período das cheias (inverno), bandos de tamanho
variável, dependendo da extensão das áreas alagadiças e da demanda de
alimento. A R. sociabilis é uma espécie fácil de ser identificada, ou
pela sua presença sempre associada a ambientes alagadiços, ou pelos
seus hábitos alimentares. Dados morfométricos: comprimento total
4230 mm, asa 342 mm, cauda 150 mm, bico 31 mm, tarso 44 mm.

Rostrhamus sociabilis sociabilis (Vieillot, 1817).


Snail Kite

The Snail Kite can be found in Salvador in the Pituaçu city park and
is widely distributed throughout the north coast region. It lives in
wetlands, where its principal food source, a mollusk known locally as
‘aruá’ (Pomacea, Ampullariidae) occurs. During the winter rainy season,
we often find flocks the of size which depends on the extensiveness of
the wetland and availability of food. R. sociabilis is highly predictable
in occurrence as it is always associated with wet environments and has
singular foraging habits. Morphometric data: total length 4230 mm, wing
342 mm, tail 150mm, beak 31 mm, tarsus 44 mm.

Accipiter bicolor (Vieillot, 1817)


Gavião-bombachinha-grande (Bicolored Hawk)

É uma espécie florestal que foi vista pela primeira vez em um ecossistema
de cerrado no litoral norte da Bahia. Um espécime dessa espécie
acostumou-se a predar os pintos que eram utilizados como alimento das
aves de rapina em treinamento no Centro de Triagem da Cetrel. Esse
exemplar freqüentou o local por uma semana e depois desapareceu.
Dados morfométricos: peso 175 g, comprimento total 374 mm, asa 193
mm, cauda 155 mm, bico 20 mm, tarso 50 mm.
Capa Indice Sair PÁGINA PÁGINA
MENU Front Cover Table of Contents Leave ANTERIOR SEGUINTE

Aves do Litoral Norte 74

Accipter bicolor (Vieillot, 1817)


Bicolored Hawk

This is typically considered to be a forest species, although it also seen in


savannas of the north coast region. An individual of this species visited
visited CETREL to prey on the small chickens that were kept as food for
the raptors under rehabilitation. This bird spent a week in the area and
then disappeared. Morphometric data: weight 175 g, total length 374
mm, wing 193 mm, tail 155 mm, beak 20 mm, tarsus 50 mm.

Buteo albicaudatus albicaudatus (Vieillot, 1816)


Gavião-de-rabo-branco (White-tailed Hawk)

É um dos maiores gaviões do litoral norte, sempre associado às áreas


abertas. Vive dentro do território demarcado pelo casal. A fêmea é bem
maior do que o macho e duas outras características diferenciam ambos
os sexos: na fêmea, quando em vôo planado, podemos observar o
formato das asas que é bastante arredondado, enquanto o macho possui
as asas mais estreitas. O macho emite um pio agudo, enquanto que a
fêmea emite um som grave. A espécie B. albicaudatus caça suas presas
no solo: tatu (Dasypus novemcinctus), calangos (Ameiva ameiva),
cobras (Oxyrhopus sp), ou caça as presas em árvores, tais como o
mico (Callithrix jacchus), ou em pleno vôo, em queda livre. Inicia
o seu período reprodutivo em abril com a construção de um ninho
ou limpeza do ninho anterior, e o filhote nasce em agosto. A postura
consta de dois ovos. O filhote mais velho mata o filhote mais novo.
Dados morfométricos: peso 765 g, comprimento total 468 mm, asa 390
mm, cauda 180 mm, bico 37 mm, tarso 100 mm.

Buteo albicaudatus albicaudatus (Vieillot, 1816)


White-tailed Hawk

This is one of the biggest hawks in the north coastal region, where it is
associated with open areas. The female is markedly bigger than the male.
Two other features help to distinguish the sexes. When the birds glide,
the female wings are more round and robust than the narrower male
wings. Also, the male’s call is a much higher tone than the the female’s.
Though this species primarily hunts for ground-dwelling prey, including
armadillo (Dasypus novemcinctus), lizards, and snakes, it also hunts for
arboreal animals like marmosets (Callithrix jacchus). These it captures
Capa Indice Sair PÁGINA PÁGINA
MENU Front Cover Table of Contents Leave ANTERIOR SEGUINTE

75 Aves do Litoral Norte

in dives or straight flight. The breeding season starts in April with the
cleaning and construction of the nest; the chicks hatch in August. Two
eggs are laid, and the older chick kills its younger sibling. Morphometric
data: weight 765g, total length 468 mm, wing 390 mm, tail 180mm, beak
37 mm, tarsus 100 mm.

Asturina nitida ( Latham, 1790 ).


Gavião-pedrês (Gray Hawk)

É uma espécie de gavião florestal do porte da espécie Rupornis


magnirostris. Não é fácil de ser observado no interior da floresta. O
dorso na cor cinza e a parte inferior em cinza e branco riscada de faixas
cinza confundem o observador quanto à verdadeira cor, quando a ave
está voando no interior da floresta. Somente se observarmos quando
essa ave está parada, é que poderemos notar as suas características mais
marcantes e depois de nos acostumarmos a observá-la e conhecermos o
tipo de seu vôo é que ficará mais fácil reconhecermos a espécie. Dados
morfométricos: comprimento total 410 mm, asa 255 mm, cauda 166
mm, bico 34 mm, tarso 66 mm.

Asturina nitida ( Latham, 1790 ).


Gray Hawk

This is a shy forest hawk about the same size as the Roadside Hawk.
The gray coloring of its back and its lower body being gray and white
intersected gray stripes is confusing to someone observing it and makes
it difficult to ascertain its real coloring when the bird is flying within the
forest. When the bird is perched its true coloration is more evident. After
repeated observations of this species, its flight pattern becomes its most
distinctive characteristic. Morphometric data: total length 410 mm, wing
255 mm, tail 166 mm, beak 34 mm, tarsus 66 mm.

Buteo albonotatus abbreviatus (Cabanis, 1847).


Gavião-de-rabo-barrado (Zone-tailed Hawk)

Muito parecido com o urubu-de-cabeça-vermelha quando está voando,


difere dele porque tem a cabeça emplumada com penas na cor preta,
ao contrário do urubu que é desprovido de penas. Voando junto com
os urubus, é facilmente confundido com eles, por isso é necessário
prestarmos atenção na existência ou não de plumagem na cabeça e
observarmos a presença de três faixas cinzentas na cauda. Não é comum,
Capa Indice Sair PÁGINA PÁGINA
MENU Front Cover Table of Contents Leave ANTERIOR SEGUINTE

Aves do Litoral Norte 76

mas pode ser visto na própria cidade de Salvador. Dados morfométricos:


comprimento total 430 mm, asa 207 mm, bico 24 mm, tarso 70 mm.

Buteo albonotatus abbreviatus (Cabanis, 1847)


Zone-tailed Hawk

This mimics the flight of a Turkey Vulture. It differs in that its head is
covered in black plumage, whereas the vulture has a bare head. When it is
flying with vultures, the key fieldmarks are the feathered head and three
whitish stripes on the tail. It is not common but can sometimes be seen
within the city of Salvador. Morphometric data: total length 430 mm,
wing 207 mm, beak 24 mm, tarsus 70 mm.

Buteo brachyurus brachyurus (Vieillot, 1816)


Gavião-de-rabo-curto (Short-tailed Hawk)

Muito parecida com a espécie B. albicaudatus, pode até ser confundido


com ela, embora tenha o porte menor e a cauda mais curta e barrada.
Não é comum no litoral norte. As observações dessa espécie são raras, no
entanto encontra-se distribuído nos ecossistemas do cerrado, restinga
e floresta do Litoral norte. Pode ocorrer uma fase negra, o que também
acontece com o gavião-de-rabo-branco. Dados morfométricos: asa 290
mm, cauda 153 mm, bico 20 mm, tarso 65 mm.

Buteo brachyurus brachyurus (Vieillot, 1816)


Short-tailed Hawk

Similar enough to sometimes be mistaken for the White-tailed Hawk, it


can be differentiated by its smaller size and short, barred tail. The bird
is not common in the northern coastal region and sightings of it are rare,
although it can be found in savanna, coastal and thorn forests (caatinga)
habitats. Also like the Wwhite-tailed hHawk, it passes through periods
of being black. Morphometric data: wing 290 mm, tail 153 mm, beak 20
mm, tarsus 65 mm.

Rupornis magnirostris nattareri (Sclater & Salvin, 1869).


Gavião-carijó (Roadside Hawk)

É o gavião mais comum e conhecido no litoral norte e é conhecido como


gavião-pega-pinto. Essa espécie se adapta bem a todos os ecossistemas
do litoral norte: cerrado, restinga, florestas, manguezais, inclusive as
Capa Indice Sair PÁGINA PÁGINA
MENU Front Cover Table of Contents Leave ANTERIOR SEGUINTE

77 Aves do Litoral Norte

áreas urbanas da cidade de Salvador. Sua plumagem é bastante variada


de tonalidades que vão do marrom claro até o cinza escuro. A coloração
do olho também é variada, podendo ser amarelo claro ou laranja. O seu
ninho é em forma de tigela e confeccionado de gravetos, a postura consta
de dois ovos pesando 31,5 g e medindo 44 mm x 37 mm. O filhote nasce
com uma penugem de cor creme. É uma espécie que vem causando
um grande transtorno na cidade de Salvador, porque ataca as pessoas
que passam nas proximidades dos ninhos. Dados morfométricos: peso
240g, comprimento total 258 mm, asa 158 mm, cauda 83 mm, bico 14
mm, tarso 58 mm.

Rupornis magnirostris nattareri (Sclater & Salvin, 1869).


Roadside Hawk

This is the most common hawk in Bahia’s north coast region and is known
as the “chick snatching” hawk. It is well adapted to all the ecosystems of
the north coast: savanna, sandy coastal forests and dry forests. It also
adapts well to suburban and urban environments such as Salvador. It
has a wide color variation of plumage that goes from light brown to dark
gray. Eye coloring also varies from being yellow or orange. The nest is in
the form of a bowl and made of twigs and it lays two eggs which weigh
31.5 grams and measure 44 mm x 37 mm. The chick’s first feathering
is cream colored. The species is causing problems in outlying parts of
Salvador because the birds attack people who pass too close to their nests.
Morphometric data: weight 240g, total length 258 mm, wing 158 mm, tail
83 mm, beak 14 mm, tarsus 58 mm.

Parabuteo unicinctus unicinctus (Temmnick, 1824 ).


Gavião-de-asa-de-telha (Harris’ Hawk)

É a espécie de gavião mais comum no ecossistema de caatinga, onde


já encontramos um ninho fixado num pé de cacto. É uma ave de porte
médio, que se distingue por possuir os escapulares e calções na cor
castanha e a base e a ponta da cauda na cor branca. Não é comum no
litoral norte. Dados morfométricos: peso 900 g, comprimento total 530
mm, asa 345 mm, cauda 330 mm, bico 25 mm, tarso 93 mm.

Parabuteo unicinctus unicinctus (Temmnick, 1824 ).


Harris' Hawk
Capa Indice Sair PÁGINA PÁGINA
MENU Front Cover Table of Contents Leave ANTERIOR SEGUINTE

Aves do Litoral Norte 78

This species of hawk is much more common in the caatinga (dry thorn
forest) ecosystem, where we have even seen a nest attached to a cactus.
This is a medium sized bird which is distinguishable through its chestnut-
colored scapulars and the white base and tip of its tail. It is not common
along the northern Bahia coast. Morphometric data: weight 900g, total
length 530 mm, wing 345 mm, tail 330 mm, beak 25 mm, tarsus 93 mm.

Buteogallus meridionalis meridionalis ( Latham, 1790 ).


Gavião-caboclo (Savanna Hawk)

É um gavião de grande porte que vive em áreas abertas onde busca


alimento: insetos, cobras, lagartixas, iguanas etc. É muito comum ser
observado no solo em busca de alimento. O imaturo possui a coloração
do peito e abdome amarela riscado com faixas negras. Quanto levanta
vôo, podemos observar as suas longas e largas asas e seu vôo pesado.
Dados morfométricos: comprimento total 494 mm, asa 397 mm, cauda
182 mm, bico 33 mm, tarso 110 mm.

Buteogallus meridionalis meridionalis ( Latham, 1790 ).


Savanna Hawk

This is a large hawk that lives in open areas where it hunts for its main
food sources: insects, lizards, snakes, iguanas, etc.. It is very common to
see it hunting for food on the ground. An immature savanna hawk has an
orangish breast and abdomen crossed with black barring. When it flies,
we can observe its long, broad wings and heavy flight. Morphometric
data: total length 494 mm, wing 397 mm, tail 182 mm, beak 33 mm,
tarsus 110 mm.

Buteogallus urubitinga urubitinga (Gmelin, 1788)


Gavião-preto (Great Black Hawk)

É um gavião de porte grande e de pernas longas. A presença dessa espécie


para o litoral norte foi comprovada através de um exemplar jovem que
foi baleado por um caçador e nos foi entregue. A ave morreu e foi
depositada na coleção da Cetrel. Dados morfométricos: comprimento
total 590 mm, asa 390 mm, cauda 240 mm, bico 46 mm, tarso 220 mm.
Não é comum no litoral norte.

Buteogallus urubitinga urubitinga (Gmelin, 1788)


Great Black Hawk
Capa Indice Sair PÁGINA PÁGINA
MENU Front Cover Table of Contents Leave ANTERIOR SEGUINTE

79 Aves do Litoral Norte

This is a large bird with long legs. It is not common in the north coast
region. The presence of this species in the northern shore region was
confirmed when a juvenile specimen that had been shot was turned over
to us. The bird died and was stored in CETREL’s collection. Morphometric
data: total length 590 mm, wing 390 mm, tail 240 mm, beak 46 mm,
tarsus 220 mm.

Geranospiza caerulescens gracilis (Temminick, 1821).


Gavião-pernilongo (Crane Hawk)

É um gavião provido de pernas e de cauda longa na cor cinza azulado.


Suas pernas longas são ferramentas perfeitas para apanhar alimentos
dentro de cavidades e no interior de bromélias. Já observamos o Mivalgo
chimachima roubar uma rã que tinha acabado ser capturada por um
G. caerulescens. Freqüentam diversos ecossistemas do litoral norte, no
entanto não são numerosos. Dados morfométricos: asa 300 mm, cauda
230 mm, bico 20 mm, tarso 80 mm.

Geranospiza caerulescens gracilis (Temminick, 1821).


Crane Hawk

This hawk has a long, bluish-gray tail and long legs which are the perfect
tool to seek out food in the cavities of bromeliads. We have seen the Yellow-
headed Caracara (Milvalgo chimachima) steal a frog that had just been
caught by a G. caerulescens. It occurs in diverse places within the north
coast region but is not abundant. Morphometric data: wing 300 mm, tail
230 mm, beak 20 mm, tarsus 80 mm.

Falconidae
Herpetotheres cachinnans (Linné, 1758).
Acauã (Laughing Falcon)

O falcão acauã é uma espécie de falcão muito conhecida pelo seu canto
que é prolongado e seguido de um som que soa como se a ave estivesse
pronunciando o seu nome. Esse canto é ouvido com mais freqüência ao
anoitecer e ao amanhecer. Costuma cantar em dueto e um dos pássaros
responde ao som do outro. É facilmente reconhecido pela máscara
negra no rosto, que se une ao boné negro da cabeça. Alimenta-se de
cobras e às vezes podemos vê-lo voando com uma cobra nas garras. Já
observamos um casal reproduzindo-se numa cavidade de um penhasco.
Capa Indice Sair PÁGINA PÁGINA
MENU Front Cover Table of Contents Leave ANTERIOR SEGUINTE

Aves do Litoral Norte 80

Dados morfométricos: asa 240 mm, cabeça 68 mm, cauda 156 mm, bico
21.5mm, tarso 49 mm.

Falconidae Family
Herpetotheres cachinnans (Linnaeus, 1758).
Laughing Falcon

This species of hawk is most known for its call which is prolonged and
ends with what sounds like its name in Portuguese, “acua.” It calls in the
early mornings and early evenings, and usually calls in a duet with its
mate, with one calling and the other responding. It is easily recognizable
by its black mask and black cap on its head. The species feeds on snakes
and often can be seen flying clasping a snake in its claws. We have seen
a pair nesting in the crevice of a cliff. Morphometric data: wing 240 mm,
head 68 mm, tail 156 mm, beak 21.5mm, tarsus 49 mm.

Micrastur semitorquatus semitorquatus ( Vieillot, 1817 ).


Gavião-relógio (Collared Florest-Falcon)

É uma espécie típica das florestas preservadas, podendo freqüentar


tanto o interior, como também a borda das matas. Possui cauda e
pernas longas. A cauda tem três barras brancas. A plumagem do peito
e do abdome, tanto pode ser branca, como amarelada. No interior da
floresta, podemos observá-lo pulando de galho em galho com grande
agilidade. Dados morfométricos: comprimento total 257 mm, asa 255
mm, bico 20 mm, tarso 80 mm.

Micrastur semitorquatus semitorquatus ( Vieillot, 1817 ).


Collared Forest-Falcon

This species is typical of the intact forests along the north Bahia coast
and can be seen both within the forests and at the edges. The tail and
feathers are long and the tail has three white bars. The breast and
abdomen plumage can be either white or yellowish. Inside the forest, the
bird can be observed jumping from branch to branch with great agility.
Morphometric data: total length 257 mm, wing 255 mm, tail 330 mm,
beak 20 mm, tarsus 80 mm.

Micrastur ruficollis ruficollis (Vieillot, 1817)


Gavião-caburé (Barred Florest-Falcon)
Capa Indice Sair PÁGINA PÁGINA
MENU Front Cover Table of Contents Leave ANTERIOR SEGUINTE

81 Aves do Litoral Norte

Essa espécie é dificilmente percebida no interior das florestas devido


à coloração amarronzada, e só pode ser percebida por causa de seu
canto que é bem característico. Canta ao amanhecer e quanto tentamos
nos aproximar, desloca-se para um outro ponto, sem que percebamos.
Dados morfométricos: peso 168g, comprimento total 330 mm, asa 180
mm, cauda 175 mm, bico 15 mm, tarsos 60 mm.

Micrastur ruficollis ruficollis (Vieillot, 1817)


Barred Forest-Falcon

TThis species occurs within forests and most of the time the bird is
identified by its call because it is very difficult to actually see. It calls at
dawn, when someone approaches it rapidly moves unnoticed to another
spot. Morphometric data: weight 168g, total length 330 mm, wing 180
mm, tail 175 mm, beak 15 mm, tarsus 60 mm.

Milvago chimachima chimachima ( Vieillot, 1816 ).


Carrapateiro (Yellow-headed Caracara)

É o falcão mais conhecido. Vive em áreas abertas, na maioria das vezes


ligadas à criação de gado de onde retira carrapatos e bernes. Certa vez,
um falcão-carrapateiro viciou-se em remover carrapatos de uma capivara
e chegou a causar um grande ferimento no dorso do animal. Durante
muito tempo, o falcão remexeu na ferida de onde tirava grandes pedaços
de carne. É comum observarmos essa espécie em busca de cadáveres
nas estradas, juntamente com a espécie C. plancus e os urubus. Pode
ser visto com as demais espécies anteriormente citadas, freqüentando
as praias em busca de cadáveres e aproveitando-se de pesqueiros
produzidos pelo homem para capturar os peixes apreendidos. Também
apanham os restos de peixes jogados na beira da praia pelos pescadores.
Os imaturos são de coloração escura e fortemente barrada de amarelo.
Dados morfométricos: peso 280g; comprimento total 374 mm; asa 267
mm; cauda 171 mm; bico 20 mm; tarso 58 mm.

Milvago chimachima chimachima ( Vieillot, 1816 ).


Yellow-headed Caracara
Capa Indice Sair PÁGINA PÁGINA
MENU Front Cover Table of Contents Leave ANTERIOR SEGUINTE

Aves do Litoral Norte 82

This is a common species. It lives in open areas, often where there are cattle
from which it extracts ticks and flea larva to feed on. In one instance, a
Yellow-headed Caracara became fixated with catching ticks embedded in
a capybara, on which it left a large dorsal wound. It returned repeatedly
to the wound and extracted large pieces of flesh. It is common to see this
species, together with the Southern Caracar and vultures, scavenging for
dead animals on roads, highways or on beaches. It takes advantage of
fishermen’s catch and will swoop down to steal fish caught in nets or
discarded scraps at the edge of the water. Juveniles have dark coloration
overlaid with strong yellow bars. Morphometric data: weight 280g; total
length 374 mm; wing 267 mm; tail 171 mm; beak 20 mm; tarsus 58 mm.

Caracara plancus (Miller, 1777).


Caracará (Crested Caracara)

É um dos falcões muito comuns nas áreas abertas. Costuma freqüentar


as estradas, em busca de animais atropelados. Já observamos bandos
numerosos (cerca de 80 aves) ciscando em fazendas de lodo na área
industrial, provavelmente em busca de minhocas. Também costuma ciscar
nas fezes do gado bovino, em busca de algum organismo. Já observamos
várias vezes a espécie C. plancus cercando a Falco peregrinus quando
se alimenta no solo e tenta roubar-lhe a presa. Ás vezes, consegue fazê-
lo ou então se aproveita das sobras. Os jovens são na cor mais parda.
Os ninhos são na forma de tigela grande confeccionada de gravetos.
Já observamos a postura de três ovos na cor marrom claro, salpicada
de manchas escuras. A plumagem dos filhotes tem a coloração preta e
amarela. Dados morfométricos: peso 690g, comprimento total 420 mm,
asa 380 mm, cauda 210 mm, bico 39 mm, tarso 89 mm (macho).

Caracara plancus (Miller, 1777)


Southern Caracara

This is one of the most common raptors in open areas and can be seen
along roads and highways looking for road-kill. It feeds on worms and is
known to sift through cattle feces in search of such organisms. We have
observed large flocks of this species (around 80 individuals) sweeping
across slush farms [Pedro: what’s a slush farm?] in industrial areas,
probably on the lookout for worms. Several times we have witnessed the
Southern Caracara following a hunting Peregrine Falcon hoping to steal
its catch. It is quite successful in doing this but when it fails, it contents
Capa Indice Sair PÁGINA PÁGINA
MENU Front Cover Table of Contents Leave ANTERIOR SEGUINTE

83 Aves do Litoral Norte

itself with the leftovers. The juveniles are darker than adults. The nest
is made of twigs and shaped like a large bowl. We have seen up to three
eggs, which are a clear brown color sprinkled with dark streaks. The
chicks’ plumage is black and yellow. Morphometric data: weight 690g,
total length 420 mm, wing 380 mm, tail 210 mm, beak 39 mm, tarsus 89
mm (male).

Falco peregrinus anatum (Bonaparte, 1838).


Falcão-peregrino (Peregrine Falcon)

O primeiro registro do F. peregrinus para a Bahia foi através de um


exemplar coletado por E. Garbe na cidade de Barra em 1908. Em 1984,
registramos a espécie em Salvador e hoje já registramos essa espécie
em diversas regiões do estado da Bahia, inclusive em diversas regiões
do litoral norte, incluindo Mangue Seco, onde freqüenta uma região
de dunas na foz do Rio Real. Nesse habitat, alimenta-se de maçaricos
e representantes da família Sternidae, inclusive da Sterna dougallii.
Alimenta-se de uma ampla variedade de aves, dentre elas, pombos de
rua das espécies Mimus saturninus, Passer domesticus etc. Costuma
caçar nos horários em que o sol não está muito forte nas manhãs e à
tarde e no resto do dia gosta de ficar empoleirado num local de sombra.
Caça morcegos ao entardecer. Dados morfométricos: peso 477g,
comprimento total 395 mm, asa 305 mm, cauda 140 mm, bico 27 mm,
tarso 42 mm (macho). Peso 800g, comprimento total 475 mm, asa 340
mm, cauda 175 mm, bico 28 mm, tarso 54 mm (fêmea).

Falco peregrinus anatum (Bonaparte, 1838).


Peregrine Falcon

The first record of the Peregrine Falcon in Bahia was a specimen collected
by E. Garbe in the city of Barra in 1908. In 1984, we recorded the species
in Salvador and today we have records of the bird in several regions of the
state, including the north shore region and in Mangue Seco, where it can
be seen frequenting an area of sandbars at the mouth of the Rio River Real
[Pedro: what is the name of this river?]. In this type of habitat, it feeds on
king fishers and terns, including the endangered Roseate Tern. It feeds on
a wide array of birds, amongst which are domestic pigeons,, mockingbirds,
and House Sparrows. It usually hunts when the sun is less intense in the
mornings and evenings, spending the rest of the day perched in a shaded
place. In the late afternoon, it sometimes hunts bats. Morphometric data:
Capa Indice Sair PÁGINA PÁGINA
MENU Front Cover Table of Contents Leave ANTERIOR SEGUINTE

Aves do Litoral Norte 84

weight 477g, total length 395 mm, wing 305 mm, tail 140 mm, beak 27
mm, tarsus 42 mm (male). Weight 800g, total length 475 mm, wing 340
mm, tail 175 mm, beak 28 mm, tarsus 54 mm (female).

Falco femoralis femoralis (Temminck, 1822 ).


Falcão-de-coleira (Aplomado Falcon)

Essa espécie ocorre nas áreas abertas, onde podem delimitar o seu
território. Vive normalmente em casal. Alimenta-se de diversas
espécies de aves, tais como Colaptes melanochloros, Guira guira,
Leptotila verreauxi e pombos domésticos e morcegos no crepúsculo.
Aproveita-se dos ninhos das outras aves, para realizar sua postura e os
filhotes possuem a plumagem na cor cinza escura. Pode caçar sozinho
ou em dupla. Certa vez, tivemos a ocasião de observar um bando desses
pássaros que se encontravam no solo catando alimento e ao perceberem
a sombra de um indivíduo da espécie F. femoralis, todos voaram de
uma só vez para um local seguro na copa de uma árvore. No entanto,
um Guira guira que decolou atrasado, foi predado em pleno ar. Dados
morfométricos asa 163 mm, cauda 100 mm, bico 18 mm, tarso 44 mm.

Falco femoralis femoralis (Temminck, 1822 ).


Aplomado Falcon

The Aplomado Falcon occurs in open areas and normally both sexes
defend their territory. It feeds on various species of birds such as: Green-
barred Woodpecker, Guira Cuckoo, Leptotila verreauxi White-tipped
Dove, and domestic pigeons. The bird lays its eggs in nests already made
by other species. The chick’s plumage is dark gray. The Aplomado Falcon
hunts alone or in pairs. We once saw a group of birds on the ground
looking for food and when they perceived the presence of a F. femoralis,
they all flew to the safety of a tree canopy nearby. A Guira Cuckoo that
was late in taking off was caught by the falcon in mid-air. One of the
most spectacular scenes we’ve witnessed was that of a pair of F. femoralis
attacking a flock of domestic pigeons. Their strategy was to separate one
of the birds from the general flock and the male would fly above it while
the female remained below to wait for the pigeon to tire. At the first sign
of fatigue, the unfortunate pigeon was easy prey.

Morphometric data wing 163 mm, tail 100 mm, beak 18 mm, tarsus 44
mm.
Capa Indice Sair PÁGINA PÁGINA
MENU Front Cover Table of Contents Leave ANTERIOR SEGUINTE

85 Aves do Litoral Norte

Falco sparverius cearae (Cory, 1915).


Quiriquiri (American Kestrel)

É o menor falcão existente no litoral. Vive em ambientes abertos


espalhados por todo o litoral norte. Alimenta-se de lagartixas,
calangos, gafanhotos e pequenos pássaros. Utiliza cavidades de árvores,
cupinzeiros, barrancos, hastes de palmeira, ninhos abandonados de
Pseudoseisura cristata, fendas nos aparelhos de ar condicionado, fendas
em edifícios etc. como locais de reprodução. A postura consta de dois
a cinco ovos, o período de incubação é de 30 dias, os filhotes nascem
cobertos de uma plumagem de cor branca. O dimorfismo sexual é bem
acentuado. O macho tem uma coroa de cor cinza no alto da cabeça,
o espelho das asas é na cor cinza e a cauda tem uma barra negra na
parte terminal com cerca de 10 mm de largura. A plumagem da fêmea
tem uma tonalidade ferruginosa e a cauda é riscada por diversas listas
negras. Essas diferenças podem ser observadas só depois que os filhotes
desenvolverem uma cauda de cerca de 10 mm. Assim, será possível
observar a barra negra existente na ponta da cauda dos machos. Dados
morfométricos: peso 90g, comprimento total 260 mm, asa 175 mm,
cauda 125 mm, bico 13 mm, tarso 41 mm (macho).

Falco sparverius cearae (Cory, 1915)


American Kestrel

This is the smallest falcon of the north shore area in Bahia, where it
inhabits open areas. It feeds on lizards, grasshoppers and small birds.
For nest sites it uses tree cavities, termite mounds, riverbanks, palm
trees snags, nests abandoned by the Caatinga Cacholote (Pseudoseisura
cristata), and even slots in air-conditioners on office buildings. It lays
from two to five eggs and the incubation period is 30 days. Chicks are
born with completely white plumage. Sexual dimorphism is very evident.
The male has a gray crown at the top of its head, the speculum of its
wings is gray, and the end of its tail has a black bar about 10 mm wide.
The female’s plumage is rust-colored and its tail has several black stripes.
These differences can be observed when the chick’s tail is more than 10
mm since only then is it possible to distinguish the black bar at the end
of the males’ tails. Morphometric data: weight 90g, total length 260 mm,
wing 175 mm, tail 125 mm, beak 13 mm, tarsus 41 mm (male).
Galliformes
Capa Indice Sair PÁGINA PÁGINA
MENU Front Cover Table of Contents Leave ANTERIOR SEGUINTE

Aves do Litoral Norte 86

Penelope superciliaris
jacupemba (Spix, 1825).
Rusty-margined Guan
Capa Indice Sair PÁGINA PÁGINA
MENU Front Cover Table of Contents Leave ANTERIOR SEGUINTE

87 Aves do Litoral Norte

Ordem dos Galliformes


Galliformes order

Cracidae
Penelope superciliaris jacupemba (Spix, 1825).
Jacupemba (Rusty-margined Guan)

É o maior representante dessa família no litoral norte. Muito arisca,


é difícil de ser percebida. Avistando um intruso na floresta, as
jacupembas fogem e desaparecem com facilidade. A caça vem causando
um grande impacto nas populações existentes no Litoral norte. Dados
morfométricos: comprimento total 618 mm, asa 239 mm, cauda 267
mm, bico 30 mm, tarso 78 mm.

Cracidae Family
Penelope superciliaris jacupemba (Spix, 1825)
Rusty-margined Guan

This is the biggest cracid in the northern coastal region. It is very skittish
and difficult to see. Sensing an intruder in its habitat, these guans flee
and disappear easily. Hunting has had a major impact on this species in
the region. Morphometric data: total length 618 mm, wing 239 mm, tail
267 mm, beak 30 mm, tarsus 78 mm.

Ortalis guttata aracuan (Spix, 1825)


Aracuã (Speckled or Variable Chachalaca)

Essa espécie ocorre em diversos ecossistemas do litoral norte, tais como


cerrado, mata alta e restinga. Costuma cantar ao amanhecer, quando
então vários indivíduos cantam ao mesmo tempo. Essas aves costumam
dormir em grupo, e, às vezes, várias aves podem se empoleirar num
mesmo galho para dormir. O seu ninho é em forma de tigela e os ovos
são na cor branca. São aves muito perseguidas por caçadores. Dados
morfométricos: asa 176 mm, cauda 200 mm, bico 25 mm, tarso 60 mm.
Capa Indice Sair PÁGINA PÁGINA
MENU Front Cover Table of Contents Leave ANTERIOR SEGUINTE

Aves do Litoral Norte 88

Ortalis guttata aracuan (Spix, 1825)


Speckled or Variable Chachalaca

This species occurs in the diverse ecosystems of the north coast region
such as savannas, high forest and sandy coastal forest. Groups of several
individuals call together at dawn, and often roost together in the same
tree. The nest is bowl-shaped and the eggs are white. These birds are
heavily targeted by hunters. Morphometric data: wing 176 mm, tail 200
mm, beak 25 mm, tarsus 60 mm.
Gruiformes MENU
Capa
Front Cover
Indice
Table of Contents
Sair
Leave
PÁGINA
ANTERIOR
PÁGINA
SEGUINTE

89 Aves do Litoral Norte

Laterallus melanophaius melanophaius ( Vieillot, 1819 ).


Pinto-d’água-comum ( Rufus-side Crake )
Capa Indice Sair PÁGINA PÁGINA
MENU Front Cover Table of Contents Leave ANTERIOR SEGUINTE

Aves do Litoral Norte 90


Capa Indice Sair PÁGINA PÁGINA
MENU Front Cover Table of Contents Leave ANTERIOR SEGUINTE

91 Aves do Litoral Norte

Ordem dos Gruiformes


Gruiformes order

Aramidae
Aramus guarauna guarauna ( Linné, 1766 ).
Carão (Limpkin)

Essa espécie ocorre em todo o litoral norte, em áreas alagadiças e nas


margens de alguns rios (Rio Capivara). De longe, a ave parece ser toda
escura, no entanto, tem a garganta branca e o pescoço e a cabeça riscados
de branco. No período das chuvas, podemos observar muitas dessas aves
nas áreas alagadiças, mas, quando tais áreas secam, as aves desaparecem.
Costumam cantar durante a noite e ao amanhecer. Alimentam-se de
gastrópodes aquáticos que é um alimento consumido também pelo
gavião-caramujeiro. Dados morfométricos: comprimento total 650 mm,
asa 340 mm, cauda 170 mm, bico 125 mm, tarso 125 mm.

Aramidae Family
Aramus guarauna guarauna ( Linné, 1766 ).
Limpkin

This species occurs throughout the northern coast region in flooded areas
and at the banks of some rivers (eg., Capivara River). From a distance,
the bird appears all dark but at closer range one can see a white throat
and streaks of white on its neck and head. In the rainy periods, we often
observe many of these birds around wetlands or ephemerally flooded
areas, but when these areas dry up the birds disappear. They feed on
aquatic gastropods, the same food source consumed by the Snail Kite.
Morphometric data: total length 650 mm, wing 340 mm, tail 170 mm,
beak 125 mm, tarsus 125 mm.
Capa Indice Sair PÁGINA PÁGINA
MENU Front Cover Table of Contents Leave ANTERIOR SEGUINTE

Aves do Litoral Norte 92

Rallidae
Pardirallus nigricans nigricans (Vieillot, 1819)
Saracura-sanã (Blackish Rail)

Habita em brejos e lagos, escondida no meio da vegetação. É difícil de


ser observada, mas facilmente distinguida pela sua vocalização que é
bem característica. Canta em dueto e fica nervosa se um outro indivíduo
invade o seu território. Além do som característico, emite outros sons,
sendo que um deles é semelhante ao som emitido pelo sapo. Dados
morfométricos: comprimento total 285 mm, asa 115 mm, cauda 50 mm,
tarso 45 mm, dedo médio com unha 55m, cabeça 76 mm, diâmetro do
tarso 5 mm, diâmetro da tíbia 5 mm e peso 265g.

Rallidae Family
Pardirallus nigricans nigricans (Vieillot, 1819)
Blackish Rail

It occurs in marshes with dense vegetation and due to its skittishness


hides in this same vegetation. They are very difficult to see but easily
detectable because of their distinct vocalization. They sing in duets and
become agitated if another individual enters their territory. Besides their
traditional call, they can emit a sound remarkably similar to that of a
toad. Morphometric data: total length 285 mm, wing 115 mm, tail 50
mm, tarsus 45 mm, middle toe with claw 55m, head 76 mm, diameter of
tarsus 5 mm, diameter of tibia 5mm and weight 265g.

Pardirallus maculatus maculatus (Boddaert, 1783)


Saracura-carijó (Spotted Rail)

Essa espécie ocorre nas áreas alagadiças espalhadas pelo litoral norte.
Muito arisca, vive embrenhada no meio da vegetação e sua presença
só é detectada através de sua sonorização. Dados morfométricos: peso
90comprimento total 292 mm, asa 133 mm, cauda 50 mm, bico 48 mm,
tarso 43 mm.

Pardirallus maculatus maculatus (Boddaert, 1783)


Spotted Rail
Capa Indice Sair PÁGINA PÁGINA
MENU Front Cover Table of Contents Leave ANTERIOR SEGUINTE

93 Aves do Litoral Norte

This species occurs in flooded areas spread along the northern Bahia
shore. It is very skittish and lives embedded in the vegetation; its presence
can only be detected by its vocalization. Morphometric data: weight 90g,
total length 292 mm, wing 133 mm, tail 50 mm, beak 48 mm, tarsus 43
mm.

Amaurolimnas concolor castaneus (Pucheran, 1851 ).


Saracurinha-da-mata (Uniform Crake)

Essa espécie ocorre nas áreas alagadiças, no meio de florestas altas. O


seu colorido, quase uniforme, facilita sua identificação. É muito arisca
e difícil de ser avistada. Dados morfométricos: comprimento total 218
mm, asa 127 mm, cauda 56 mm, bico 27 mm, tarso 42 mm.

Amaurolimnas concolor castaneus (Pucheran, 1851 ).


Uniform Crake

This species occurs in wetlands areas in the middle of mature forests. Its
almost uniform coloring makes identification easy. It is very skittish and
difficult to see. Morphometric data: total length 218 mm, wing 127 mm,
tail 56 mm, beak 27 mm, tarsus 42 mm.

Aramides mangle (Spix, 1825.).


Saracura-da-praia (Little Wood-Rail )

A presença da saracura-do-mangue (A. mangle) é relatada em praias


lodosas, mangues e matas adjacentes (Sick, 1997). Pinto (1964) coletou
um exemplar macho dessa espécie na caatinga, no município de Bonfim
(Bahia). Segundo relatos da comunidade, A. mangle é uma espécie que
não emite qualquer tipo de som, sendo considerada surda. Ocorre no
interior da caatinga, em ambientes secos e distantes da água e agrupa-
se em bandos que contam às vezes com mais de 15 aves. O seu ninho é
bastante semelhante ao ninho da Aramides cajanea, em forma de tigela
e confeccionado com gravetos. Um ninho foi localizado no dia 13 de
maio de 2005 e estava debaixo das folhagens de um pequeno arbusto,
distante cerca de três metros do solo. A postura consta de dois ovos
que medem 39 mm X 31 mm e pesam em média 23,5g, de cor branca
salpicada de pintas vermelhas. Detectamos a presença de outros dois
ninhos localizados nas proximidades, no entanto, ambos já haviam sido
abandonados. Dados morfométricos: peso 230g, Comprimento total
Capa Indice Sair PÁGINA PÁGINA
MENU Front Cover Table of Contents Leave ANTERIOR SEGUINTE

Aves do Litoral Norte 94

320 mm, asa 155 mm, retrizes 65 mm, cabeça 71 mm, cúlmen 40 mm,
tarso 54 mm.

Aramides mangle (Spix, 1825.)


Little Wood-Rail

The presence of the little wood rail has been noted on slushy beaches, in
mangroves and their adjacent forests. (Sick, 1997). Pinto (1964) collected
a male sample of the species in the Caatinga, in the municipality of
Bonfim, Bahia state. According to communities where the bird occurs, it
does not make any type of sound or call, and is therefore considered to
be deaf. It occurs in dry and far removed environments in the interior of
the Caatinga. It can be seen in flocks of more than 15 members. The nest
is very similar to that of Aramides cajanea, and is shaped like of bowl
and made of twigs. One such nest was found on May 13, 2005 located
under the leaves of a bush about three meters from the ground. It lays two
white eggs speckled with red dots, which measure 39 mm X 31 mm with
an average weight of 23.5g. We found two other abandoned nests in the
vicinity. Morphometric data: weight 230 g, Total length 320 mm, wing
155 mm, retrizes 65 mm, head 71 mm, culmen 40 mm, tarsus 54 mm.

Aramides cajanea cajanea ( Müller, 1776 ).


Três-potes (Gray-necked Wood-Rail)

Ocorre em todo o litoral norte da Bahia, das dunas do STIEP em


Salvador até Mangue Seco. É a saracura mais comum. O seu canto
é muitas vezes em dueto, quando então uma delas canta e a outra
responde de longe. Consiste de várias repetições que podem perdurar
durante alguns minutos. É mais pronunciado ao amanhecer e no final
da tarde. Habita locais próximos às fontes de água, mas pode colonizar
em locais distantes da água. O seu ninho tem a forma de uma tigela e
nós já presenciamos a postura de três ovos de cor branca com pintas
marrons. Os filhotes nascem cobertos de plumagem na cor negra. Os
jovens não possuem o pescoço todo cinza e as coberteiras inferiores das
asas são do tipo pedrez, diferindo do adulto que as tem negras. Dados
morfométricos: comprimento total 340 mm, asa 190 mm, cauda 75 mm,
tarso 78 mm e bico 46 mm. Pesam em média 370g.
Capa Indice Sair PÁGINA PÁGINA
MENU Front Cover Table of Contents Leave ANTERIOR SEGUINTE

95 Aves do Litoral Norte

Aramides cajanea cajanea ( Müller, 1776 ).


Gray-necked Wood-Rail

This bird occurs all along the north Bahia coastal region from the STIEP
dunes in Salvador to Mangue Seco. It is the most common wWood rRail
and its call is often sung in a duet; one calls and the other responds. The
calls, most common at dusk and dawn, consist of various repetitions and
can last a few minutes. This species lives near water sources but also has
been known to colonize areas far from water. The species’ nests are bowl
shaped and in one we have seen three white eggs speckled with brown.
The chicks are born with black plumage. The juvenile’s neck is not all
gray and the lesser wing coverts are spotted with black and white whereas
those of adults are black. Morphometric data: total length 340 mm, wing
190 mm, tail 75 mm, tarsus 78 mm and beak 46 mm. The average weight
is 370g.

Aramides ypecaha (Vieillot, 1819)


Giant Wood-Rail

This species occurs in wetlands distributed throughout the northern


coastal region. It is very similar looking to the previous species though its
size is more stout.

Porzana albicollis albicollis (Vieillot, 1819).


Sanã-carijó (Ash-throated Crake)

É uma espécie muito comum no litoral norte, ocorrendo em áreas


alagadiças com bastante vegetação. Prefere locais onde há vegetação
de juncos. Vive escondida dentro dessa vegetação. É comum encontrar
essas aves atropeladas nas estradas quando tentam atravessa-las de um
lado para o outro. Dados morfométricos: peso 85g, comprimento total
220 mm, asa 100 mm, cauda 45 mm, cabeça 55 mm, bico 26 mm, tarso
35 mm.

Porzana albicollis albicollis (Vieillot, 1819).


Sanã-carijó (Ash-throated Crake)

This species is very common in north coastal region wetlands with dense
vegetation, preferably where there is an abundance of rush vegetation. It
Capa Indice Sair PÁGINA PÁGINA
MENU Front Cover Table of Contents Leave ANTERIOR SEGUINTE

Aves do Litoral Norte 96

lives hidden in the midst of this vegetation and is often run over when
attempting to cross highways. Morphometric data: weight 85g, total
length 220 mm, wing 100 mm, tail 45 mm, head 55 mm, beak 26 mm,
tarsus 35 mm.

Laterallus melanophaius melanophaius ( Vieillot, 1819 ).


Pinto-d’água-comum ( Rufus-side Crake )

Essa espécie ocorre em áreas alagadas, onde a vegetação é densa. Arisca,


é muito difícil de ser vista. Podemos ouvir o seu canto, entretanto não
conseguimos avistá-la. Constrói o seu ninho na parte superior das
folhagens dos juncos, feito de folhas e junco. A postura consta de três
ovos na cor branca com pintas castanhas. Quando estão no período
reprodutivo e nos aproximamos de seu ninho, os pintos d´água ficam
inquietos e saem de dentro da vegetação, sempre sonorizando. Já
capturamos um casal, no qual observamos a existência de dimorfismo
sexual: a fêmea tinha o calção preto cortado por uma faixa branca
estreita e media: comprimento total 175 mm, asa 79 mm, retrizes 40
mm, cabeça 40 mm, bico 18 mm, tarso 34 mm e peso 45g. O macho tinha
o calção marrom com uma faixa preta um pouco mais larga do que a da
fêmea e era ligeiramente maior do que ela. Esses dados foram obtidos
de um casal que tinha sido atropelado numa estrada. Ambos possuíam
as gônodas desenvolvidas. Dados morfométricos: comprimento total
178 mm, asa 82 mm, retrizes 43 mm, cabeça 42 mm, bico 19 mm e peso
50g.

Laterallus melanophaius melanophaius (Vieillot, 1819 ).


Rufous-side Crake

This species occurs in flooded areas where the vegetation is dense. It is


skittish and very difficult to see, even when its call is audible. It builds
its nest, made of leaves and rush vegetation, on the upper leaves of rush
vegetation. It lays three white eggs with brownish dots. When they are
in their reproductive period, and their nest is approached, they become
very agitated and come out from amongst the vegetation making a lot of
noise. We caught a pair and from them it was possible to see the sexual
dimorphism: the female has a black thigh cut by a thin white stripe: total
length 175 mm, wing 79 mm, tail feathers 40 mm, head 40 mm, beak 18
mm, tarsus 34 mm and weight 45g. The male has a brown thigh with a
black stripe slightly larger than the female’s and it is also slightly larger.
Capa Indice Sair PÁGINA PÁGINA
MENU Front Cover Table of Contents Leave ANTERIOR SEGUINTE

97 Aves do Litoral Norte

These data were taken from a pair that was run over on a highway. Both
had developed mandibles. Morphometric data: total length 178 mm, wing
82 mm, retrizes 43 mm, head 42 mm, beak 19 mm e weight 50g.

Laterallus viridis viridis (Müller, 1776)


Siricora-mirim (Russet-crowned Crake.)

O Siricora-mirim (Laterallus v. viridis) ocorre nas matas secas do Litoral


Norte, no cerrado e na restinga. É adaptado a ambientes secos em que a
água é escassa. De coloração pardo-olivácea, pernas e olhos vermelhos.
Elas são aves bastante territoriais, capazes de deixar o esconderijo se
ouvirem o barulho de outros indivíduos da mesma espécie, são aves
muito ariscas e difíceis de serem vistas. O ninho é semelhante a uma
bola feita de capim com uma entrada lateral, podendo estar localizado
no solo ou entre os galhos da vegetação rasteira. A postura consta de
dois ovos de cor branca pura, medindo 33 mm x 25 mm e pesando,
em média, 11,3g. A casca do ovo pesa 1g e o período de incubação
é de 25 dias. Quando nascem, os filhotes pesam entre 8.6g e 6.6g e
são recobertos de plumagem na cor preta. No dia 25 de janeiro deste
ano, encontramos um ninho dessa espécie recém construído. No dia
31, presenciamos a postura do primeiro ovo. No dia 24 de fevereiro,
às 15 horas, observamos que um dos ovos começara a eclodir. Ao
retornar ao ninho, uma hora depois, os dois filhotes já tinham nascido
– ainda estavam molhados e emitiam um forte som. Começamos a
gravar e cena e depois, ao assisti-la novamente, percebemos que os
pais se comunicavam com os filhotes utilizando o mesmo som. Logo
em seguida, observamos que os filhotes estavam nervosos e agitados
dentro do ninho, tempos depois não percebemos mais nenhum som.
Contudo, o ponteiro do gravador continuava batendo no máximo.
Quando escutamos a gravação, percebemos um som bem agudo que
não havíamos notado. No dia seguinte, os filhotes não foram mais
observados no ninho. A gravação dos sons emitidos pelos filhotes
ao se comunicarem com os pais é algo importante para entendermos
mais sobre o sistema de comunicação entre filhotes e adultos dessa
espécie. O som agudo, nem sempre audível ao ser humano, é algo que
precisa ser mais bem estudado. A gravação desses sons será enviada
para especialistas que trabalham com sonograma, no intuito de que
possamos entender melhor o sistema de comunicação dessa espécie.
Dados morfométricos: peso de 56g, comprimento total de 175 mm, asa
com 88 mm, cauda com 27 mm, bico de 17 mm e tarso de 38 mm..
Capa Indice Sair PÁGINA PÁGINA
MENU Front Cover Table of Contents Leave ANTERIOR SEGUINTE

Aves do Litoral Norte 98

Laterallus viridis viridis (Müller, 1776)


Russet-crowned Crake

This species occurs in the dry forests of the north Bahia coastal region as
well as in savanna and sandy coastal forests. It is adapted to a dry climate
far away from bodies of water. It has olive brown coloring and red legs
and eyes. These are very territorial birds. It will come out of hiding as
soon as it hears a peep from other members of the species. They are also
skittish and difficult to see. Its nest is like a cake decorated with grass,
with a lateral entrance. The nest can either be on the ground or in the
branches of ground vegetation. It lays three pure white eggs that measure
33 mm x 25 mm and weigh an average of 11.3g. The incubation period is
25 days, when the chicks are born, they abandon the nest within hours.
The chicks are born with black plumage. Morphometric data: weight 56g,
total length 175 mm, wing 88 mm, tail 27 mm, beak 17 mm, tarsus 38
mm.

Neocrex erythrops olivacens (Schubb, 1867).


Turuturu (Paint-billed Crake)

Essa espécie ocorre na orla das matas espalhadas pelo litoral norte.
É muito difícil de ser observada. São aves de pequeno porte e têm o
bico vermelho e a garganta branca. Dados morfométricos: peso 41g,
comprimento total 203 mm, asa 100 mm, cauda 35 mm, bico 35 mm,
tarso 22 mm.

Neocrex erythrops olivacens (Schubb, 1867)


Paint-billed Crake

This species occurs along the forests next to the shore in the north Bahia
coastal region. It is difficult to see. These are small birds and have a red
beak and white throat: weight 41g, total length 203 mm, wing 100 mm,
tail 35 mm, beak 35 mm, tarsus 22 mm.

Porphyriops melanops melanops (Vieillot, 1819)


Frango-d’ água-carijó (Spot-flanked Gallinule)

Semelhante ao frango-d’água, freqüenta inclusive o mesmo habitat e os


dois podem ser vistos juntos, buscando alimento. No entanto, o seu porte
é menor e a sua coloração é diferente (esverdeada com pintas brancas).
São aves ariscas e estão sempre com a cauda balançando. Quando se
Capa Indice Sair PÁGINA PÁGINA
MENU Front Cover Table of Contents Leave ANTERIOR SEGUINTE

99 Aves do Litoral Norte

assustam, mergulham e aparecem em um local mais distante. É uma


espécie migratória, que desaparece quando as lagoas secam. Dados
morfométricos: asa 100 mm, cauda 45 mm, bico 22 mm, tarso 38 mm.

Porphyriops melanops melanops (Vieillot, 1819)


Spot-flanked Gallinule

It is similar looking to the Common Gallinule and frequents the same


habitat and can be seen feeding together. However, it is smaller and
the coloring is different (greenish with white spots). They are skittish
animals and they are constantly swinging their tail back and forth. When
they are frightened, they dive into the water and come up somewhere
different. This is a migratory species that disappears when the lakes dry
up. Morphometric data: wing 100 mm, tail 45 mm, beak 22 mm, tarsus
38 mm.

Gallinula chloropus galeata (Lichtenstein, 1758 ).


Frango -d’ água (Common Gallinule)

Durante o estudo, a postura da espécie variou de três a cinco ovos


(N=11). O período de incubação foi de 19 a 22 dias, com intervalo de
dois dias entre cada postura. O peso médio do ovo (N=20) foi 13,85 ±
1, 35, o comprimento médio (N=20) 3,68 cm ± 0,15 e a largura média
(N=20) 2,66 ± 0,08. Os ninhos eram distantes entre si pelo menos 5 m e
foram construídos no interior da vegetação (gramíneas) pelos machos
e pelas fêmeas e exclusivamente de material vegetal recém cortado ou
seco. Um filhote recém nascido pesou 8.7 g, ao passo que os seus dois
irmãos pesaram 9,2 g e 10,7 g. Ao nascer, os filhotes tinham a plumagem
negra, a pele rosada, a região supra-ocular azul e a base do bico em
vermelho, além do escudo frontal encarnado. Filhotes de uma ninhada
que permaneceram no ninho por quatro dias, assistidos e protegidos
pelo macho e pela fêmea, manifestaram diversos comportamentos,
como por exemplo, afastar-se do ninho para despistar ou eriçar as penas
do corpo e vocalizar ao mesmo tempo, entre outros. Na área de estudo,
a G. chloropus é predada por raposa (Dusicyon sp.), sucuri (Eunectes
murinus), Buteo albicaudatus e Tyto alba. Quando estão incubando e
percebem a presença de um possível predador, saem vagarosamente do
ninho e nadam balançando a cauda e a cabeça, emitindo sons contínuos.
Quando estão bem distantes do ninho, voam desajeitadamente. É uma
espécie de hábito migratório, que desaparece quando as lagoas secam
Capa Indice Sair PÁGINA PÁGINA
MENU Front Cover Table of Contents Leave ANTERIOR SEGUINTE

Aves do Litoral Norte 100

e retornam novamente no período das chuvas. Certa vez, encontramos


uma fêmea caída no solo ferida por um caçador. Um macho estava
ao seu lado e só a deixou, quando percebeu a nossa presença. Dados
morfométricos: peso 400g, comprimento total 327 mm, asa 168 mm,
cauda 70 mm, bico 25 mm, tarso 51 mm.

Gallinula chloropus galeata (Lichtenstein, 1758 ).


Common Gallinule

During the study period, the species laid between three and five eggs
(N=11). The incubation period is 19 to 22 days with an interval of two
days between each lay. The average egg weight (N=20) was 13.85 ± 1. 35,
the average length (N=20) 3.68 cm ± 0.15 and average width (N=20) 2.66
± 0.08. The distance between nests was around 5 meters and they were
constructed within the vegetation (grassy) by both the males and females
and are made of dry or recently cut vegetation. A recently hatched chick
weighs and average of 8.7 g, whereas its two siblings weighed 9.2 g e 10.7
g. When they hatch, the chicks have a black plumage, pinkish skin, a blue
upper ocular region, and a scarlet frontal shield. The batch of chicks stays
in the nest for four days, helped and protected by the male and female
and demonstrate certain characteristics such as getting out of the nest
to ruffle its feathers, and call all at the same time. In the study area, the
G. chloropus is preyed on by (Dusicyon sp.), boa constrictors/anacondas
(Eunectes murinus), Buteo albitailtus and Tyto alba. When they are
incubating the eggs and perceive the presence of a potential predator, they
slowly leave the nest and swim away wagging their tail feathers. When
they are a long way from the nest, they fly clumsily. It is a migratory
species which disappears when the lakes and lagoons dry up and then
come back in the rainy season. We once found a wounded female (shot by
a hunter) on the ground. A male was next to it and only left it when he
perceived our presence. Morphometric data: weight 400g, total length
327 mm, wing 168 mm, tail 70 mm, beak 25 mm, tarsus 51 mm.

Porphyrula martinica (Linné, 1776).


Frango -d’ água-azul (Purple Gallinule)

Adulto de plumagem azul intenso e brilhante vive escondido dentro da


vegetação onde se reproduz. Difere da espécie anterior, porque não é
visto comumente nas áreas abertas, preferindo sempre a segurança do
interior da vegetação densa. Possui uma coloração azulada no escudo
Capa Indice Sair PÁGINA PÁGINA
MENU Front Cover Table of Contents Leave ANTERIOR SEGUINTE

101 Aves do Litoral Norte

acima do bico e as pernas amareladas. Pode ser visto empoleirado nos


ramos e nas folhagens de juncos. É uma espécie migratória e muito menos
abundante do que a anterior no litoral norte da Bahia. Comprimento
total 270 mm, asa 165 mm, cauda 63 mm, cabeça 60 mm, bico 30 mm,
tarso 72 mm e peso 190g.

Porphyrula martinica (Linné, 1776).


Purple Gallinule

The intensely bright blue adult lives hidden within vegetation where it
reproduces. It differs from the common gallinule because it is rarely seen
in open areas, preferring the safety inside the dense vegetation. It has
a bluish coloring on the shield above its beak and the legs are yellow.
It can be seen perched on rush branches. The species is migratory and
much less abundant in the north coast region of Bahia than the Ccommon
gGallinule. Morphometric data total length 270 mm, wing 165 mm, tail
63 mm, head 60 mm, beak 30 mm, tarsus 72 mm e weight 190g.

Porphyrula flavirostris ( Gmelin, 1789 )


Frango-d’ água-pequeno ( Azure Gallinule )

Muito parecida com a espécie anterior, essa espécie tem a plumagem de


coloração mais pálida e seu porte franzino assemelha-se ao do jovem
da espécie Porphyrula martinica. Foi descrito pela primeira vez para o
estado da Bahia no parque de Pituaçú (Salvador). Hoje, já observamos
essa espécie em diversas localidades do litoral norte (Rio Capivara em
Arembepe e Elevatória 10 em Camaçari). Vive escondido no meio da
vegetação e foi provavelmente durante muito tempo confundido com
a espécie anterior. Dados morfométricos: peso 105g, comprimento
total 255 mm, asa 135 mm, cauda 71 mm, bico 32 mm, tarso 43 mm
(macho).

Porphyrula flavirostris ( Gmelin, 1789 ).


Azure Gallinule

This is very similar looking to the previous species though its plumage
is paler and its slender frame looks like that of a yYoung Porphyrula
martinica. It was described for the first time in Bahia from a sighting
in Pituaçú city park in Salvador. Today, we can see this species in
Capa Indice Sair PÁGINA PÁGINA
MENU Front Cover Table of Contents Leave ANTERIOR SEGUINTE

Aves do Litoral Norte 102

diverse locales of the north coast region (Capivara River in Arembepe


and Elevatória 10 in Camaçari). It lives within the vegetation and for a
long time was probably confused with the purple gallinule. Morphometric
data: weight 105g, total length 255 mm, wing 135 mm, tail 71 mm, beak
32 mm, tarsus 43 mm (male).

Heliornithidae
Heliornis fulica (Boddaert, 1783).
Picaparra (Sangrebe)

No litoral norte, o único registro de que dispomos é o de um indivíduo


que se chocou contra a parede de um edifício em Salvador. A ave
morreu e foi coletada por Francisco Pedro que depositou na coleção
da Cetrel. Até o momento, este é o único registro para a região. Dados
morfométricos: comprimento total: 300 mm, asa 142 mm, cauda 90
mm, bico 30 mm, tarso 21 mm.

Heliornithidae Family
Heliornis fulica (Boddaert, 1783).
Sangrebe

In the north coast region, the only record we have of this bird is of an
individual that slammed against a wall in Salvador. The bird died and was
collected by Francisco Pedro and is stored in CETREL’s collection. Up to
this point, this is the only record for the region. Morphometric data: total
length: 300 mm, wing 142 mm, tail 90 mm, beak 30 mm, tarsus 21 mm.
Charadriiformes MENU
Capa
Front Cover
Indice
Table of Contents
Sair
Leave
PÁGINA
ANTERIOR
PÁGINA
SEGUINTE

103 Aves do Litoral Norte


Capa Indice Sair PÁGINA PÁGINA
MENU Front Cover Table of Contents Leave ANTERIOR SEGUINTE

Aves do Litoral Norte 104

Sterna fuscata fuscata (Linnaeus, 1766).


Trinta-réis-das-rocas
Sooty Tern
Capa Indice Sair PÁGINA PÁGINA
MENU Front Cover Table of Contents Leave ANTERIOR SEGUINTE

105 Aves do Litoral Norte

Ordem dos Charadriiformes


Charadriiformes order

Jacanidae
Jacana jacana jacana ( Linné, 1758 ).
Jaçanã (Wattled Jacana)

É uma espécie bastante comum e abundante no litoral norte. O macho


é bem menor do que a fêmea, e é responsável pela incubação dos ovos.
Os ovos têm a cor castanha com manchas amareladas. Já presenciamos
a postura de até cinco ovos. Na cópula, o macho tenta se apoiar nas
costas da fêmea, utilizando seus longos dedos. A espécie encontra-se
distribuída em rios, lagos e áreas alagadiças espalhadas pelo Litoral
norte. Quando as lagoas freqüentadas por essa espécie secam, elas
migram para outras fontes d’ água. O jovem possui uma coloração
amarelada. Dados morfométricos: comprimento total 230 mm, asa 132
mm, cauda 49 mm, cabeça 56 mm, bico 28 mm, tarso 56 mm e peso 90g
(macho), peso 152g, comprimento total 254 mm, asa 142 mm, cauda 45
mm, bico 31 mm, tarso 68 mm (fêmea).

Jacanidae Family
Jacana jacana jacana ( Linné, 1758 ).
Wattled Jacana

This is a common and abundant species in the north coast region of which
the male is markedly smaller than the female. The male is responsible
for incubating the eggs. The eggs are chestnut brown colored with yellow
streaks. We have seen up to five eggs being laid. During copulation, the
male uses its long toes to support himself on the female’s back. The species
is distributed around rivers, lakes and marshy areas in the spread over
the north coast region. When flooded areas used by the wattled jacana
dry up, they migrate to other more humid areas. The juvenile is yellow.
Morphometric data: total length 230 mm, wing 132 mm, tail 49 mm,
head 56 mm, beak 28 mm, tarsus 56 mm e weight 90g (male), weight
Capa Indice Sair PÁGINA PÁGINA
MENU Front Cover Table of Contents Leave ANTERIOR SEGUINTE

Aves do Litoral Norte 106

152g, total length 254 mm, wing 142 mm, tail 45 mm, beak 31 mm, tarsus
68 mm (female).

Rostratulidae
Nycticryphes semicollaris ( Vieillot, 1816 ).
Narceja-de-bico-torto (South American painted-Snipe )

O único registro para o litoral norte foi de um indivíduo que caiu


durante a noite em uma rede de neblina que se encontrava fechada.
Isso ocorreu em 1992, em uma lagoa industrial na área da Cetrel. A ave
morreu e foi depositada na coleção de Rolf Grantsau. Esse é o primeiro
registro da espécie para o estado da Bahia. Já se passaram 13 anos e
nunca mais essa espécie foi vista. Dados morfométricos: asa 103 mm,
cauda 50 mm, bico 38 mm, tarso 40 mm.

Rostratulidae Family
Nycticryphes semicollaris (Vieillot, 1816 ).
South American painted-Snipe

The only record for the north shore region is of an individual that was
caught in a closed mist net one night. That happened in 1992 next to an
industrial lake on the grounds of CETREL. The bird died and was stored
in Rolf Grantsau’s collection. This is the first record in the state of Bahia
for this species. That was 13 years ago and the species has never been
seen again. Morphometric data: wing 103 mm, tail 50 mm, beak 38 mm,
tarsus 40 mm.

Haematopodidae
Haematopus palliatus palliatus ( Temminck, 1820 ).
Piru-piru ( American Oystercatcher )

Não é comum no litoral norte. Os registros são para Mangue Seco


onde existe uma população estimada em nove indivíduos. Ocorre no
manguezal e nos bancos de areia onde se reproduzem, e no manguezal
do povoado de Sauípe, onde só foi observado um casal. A postura
consta de dois ovos pesando em média 38g e medindo 56 mm x 377
Capa Indice Sair PÁGINA PÁGINA
MENU Front Cover Table of Contents Leave ANTERIOR SEGUINTE

107 Aves do Litoral Norte

mm. Já observamos um filhote de porte médio que ainda não voava e


um ninho contendo um único ovo. Dados morfométricos: peso 520g,
comprimento total 430 mm, asa 250 mm, bico 86 mm, cabeça 127 mm,
tarso 63 mm.

Haematopodidae Family
Haematopus palliatus palliatus ( Temminck, 1820 ).
American Oystercatcher

This is not common in Bahia’s north coastal region. The records are
made in Mangue Seco where there is a local population estimated to
number around nine individuals. They occur in mangrove vegetation and
reproduce in sand banks. A pair was observed in the mangroves around
Sauipe. It lays two eggs with an average weight of 38g and measure 56
mm x 377mm. We have seen a medium sized chick still unable to fly in the
same nest as a single egg. Morphometric data: weight 520g, total length
430 mm, wing 250 mm, beak 86 mm, head 127 mm, tarsus 63 mm.

Charadriidae
Vanellus chilensis lampronotus (Wagler, 1827 ).
Quero-quero (Southern Lapwing)

É o representante mais comum dessa família e distribuído em diversos


ecossistemas: restingas, cerrado e manguezal, sempre em áreas abertas.
O ninho consta de uma cavidade contendo pouco material; a postura
pode ser de três a quatro ovos, no entanto já descobrimos um ninho
contendo sete ovos. Assim que nascem, os filhotes são bastante ativos e
quando alertados pelos pais, se escondem no meio da vegetação ficando
imóveis por um longo tempo. Fingem que estão com as asas quebradas
e se arrastam pelo solo como se estivessem feridos, para despistar
os predadores do local do seu ninho ou dos pequenos filhotes. São
aves barulhentas que estão sempre sonorizando, seja durante o dia ou
à noite, principalmente quando um intruso entra em seu território.
Dados morfométricos: peso 224g, comprimento total 330 mm, asa 210
mm, cauda 96 mm, bico 29 mm, tarso 75 mm.
Capa Indice Sair PÁGINA PÁGINA
MENU Front Cover Table of Contents Leave ANTERIOR SEGUINTE

Aves do Litoral Norte 108

Charadriidae Family
Vanellus chilensis lampronotus (Wagler, 1827 ).
Southern Lapwing

This is the most common representative of this family and always occurs
in open areas in various ecosystems such as savanna, mangroves and
coastal sand forests. The nest is a cavity which contains little material
and the birds generally lay three to four eggs although we have come upon
a nest with seven eggs. As soon as they hatch, the chicks are quite active
but when warned by their parents of a possible predator, they remain
motionless for long periods of time in the midst of the vegetation. To throw
off possible nest predators, the parents pretend to have a broken wing and
drag themselves along the ground. These are noisy birds which are always
voluble, principally when an intruder enters its territory, whether it be
night or day. Morphometric data: weight 224g, total length 330 mm, wing
210 mm, tail 96 mm, beak 29 mm, tarsus 75 mm.

Pluvialis squatarola (Linné, 1758).


Batuiraçu-de-axila-preta (Black-pollied Plover)

Visitante da América do Norte, chega nos meados de outubro e


permanece até meados de abril, principalmente em Mangue Seco, onde
encontramos as maiores populações de maçaricos do litoral norte. Pode
ser encontrado em pequenas populações, durante o ano inteiro. Muito
parecida com a espécie seguinte, difere, entretanto, por ter as axilares
negras que podem ser vistas principalmente quando a ave está voando.
Busca alimento nos manguezais. Dados morfométricos: peso 196 g,
comprimento total 264 mm, asa 193 mm, cauda 71 mm, bico33 mm,
tarso 49 mm.

Pluvialis squatarola (Linné, 1758).


Black-pollied Plover

This is a visitor from North America which arrives in the middle of


October and stays until the middle of April, principally in Mangue Seco
where we have found the largest population of plovers in the northern
coastal region. Small groups can be seen throughout the entire year. It
is very similar in appearance to the next species described but differs by
having a black axil that become visible principally when it flies. It feeds
Capa Indice Sair PÁGINA PÁGINA
MENU Front Cover Table of Contents Leave ANTERIOR SEGUINTE

109 Aves do Litoral Norte

in the mangroves. Morphometric data: weight 196g, total length 264 mm,
wing 193 mm, tail 71 mm, beak 33 mm, tarsus 49 mm.

Pluvialis dominica (Müller, 1766).


Batuiruçu (Lesser Golder Plover)

Visitante da América do Norte, semelhante à espécie anterior, não


possui, porém a mancha negra axilar. A sua ocorrência no litoral norte
é rara, existindo apenas um registro de um indivíduo dessa espécie em
1992 visitando uma área industrial no Pólo Petroquímico de Camaçari,
distante do litoral cerca de 10 km. Dados morfométricos: peso 90 g,
comprimento total 253 mm, asa 180 mm, cauda 63 mm, bico 24 mm,
tarso 45 mm.

Pluvialis dominica (Müller, 1766).


Lesser Golder Plover

This is also a visitor from the US, similar to the previous species described
without the black strip on its axil. Its occurrence on the north coast of
Bahia is rare, having only one record of an individual in 1992 visiting the
industrial area of the Polo Petrochemical industrial plant, about 10 kms
in from the shore. Morphometric data: weight 90g, total length 253 mm,
wing 180 mm, tail 63 mm, beak 24 mm, tarsus 45 mm.

Charadrius semipalmatus (Bonaparte, 1825).


Batuóra-norte-americana (Semipalmated Plover)

Visitante da América do Norte ocorre em todo o litoral norte, nas praias


e manguezais. Também pode ser observada distante do mar, nas lagoas
de água doce. Em Mangue Seco, podemos observar os maiores bandos.
Chegam nos meados do mês de outubro e permanecem até meados de
abril, embora alguns indivíduos possam permanecer ali o ano inteiro.
Na plumagem reprodutiva que podemos observar em meados do mês
de março, quando já estão se preparando para migrar para as suas
colônias reprodutivas, os indivíduos têm o colar do pescoço e o alto
da cabeça tingido de preto e a base do bico tingida de amarelo. Dados
morfométricos: peso 34/54g, comprimento total 168 mm, asa 144 mm,
cauda 55 mm, bico 12 mm, tarso 24 mm (fêmea).

Charadrius semipalmatus (Bonaparte, 1825).


Semipalmated Plover
Capa Indice Sair PÁGINA PÁGINA
MENU Front Cover Table of Contents Leave ANTERIOR SEGUINTE

Aves do Litoral Norte 110

This is another North American visitor that occurs throughout the north
coastal region on the beaches and mangroves. It can also be seen at some
distance from the sea in fresh-water lakes. The biggest groups can be
seen around Mangue Seco. They arrive in the middle of October and
stay until the middle of April though some stay for the whole year. Their
reproductive plumage, which we can observe in the month of March as they
are preparing to migrate to their reproductive colonies, the individuals
have their neck rings and top of their heads tinted black and the base of
the beak tinted yellow. Morphometric data: weight 30g, total length 168
mm, wing 144 mm, tail 55 mm, beak 12 mm, tarsus 24 mm (female).

Charadrius collaris (Vieillot, 1818).


Batuíra-de-coleira (Collared Plover)

É uma espécie residente no Brasil, como a espécie a seguir. Ocorre


em todo o litoral norte, tanto nas proximidades dos manguezais e das
dunas, como também distantes do litoral. A postura é de dois ovos em
uma cavidade na areia e os filhotes são muito miméticos neste ambiente,
pois sua plumagem é toda manchada de pontos escuros, o que torna a
camuflagem perfeita. Logo depois de nascer, desaparece na areia, como
num passe de mágica. Essas aves não vivem em bandos. O mais comum é
andarem aos pares. Dados morfométricos: peso 28g, comprimento total
158 mm, asa 105 mm, cauda 49 mm, bico 15 mm, tarso 27 mm (macho).

Charadrius collaris (Vieillot, 1818)


Collared Plover

This is a resident Brazilian species, as is the next species described. It


occurs throughout the north coast region of Bahia, along the shore, in the
mangroves and at some distance from the coast as well. It lays two eggs in
a cavity within the sand and the chicks are very mimetic since its plumage
is stained with dark dots which provide a perfect camouflage. After they
hatch, as if by magic they disappear into the sand. These birds do not live
in groups but most often move about in pairs. Morphometric data: weight
28g, total length 158 mm, wing 105 mm, tail 49 mm, beak 15 mm, tarsus
27 mm (male).

Charadrius wilsonia, uma nova subespécie em descrição.

Na costa do Atântico, quatro subespécies de Charadrius wilsonia são


descritas, sendo que uma delas foi descrita por Spix como pertencente à
Capa Indice Sair PÁGINA PÁGINA
MENU Front Cover Table of Contents Leave ANTERIOR SEGUINTE

111 Aves do Litoral Norte

subespécie C. w. crassirostris. Muitos autores se referem às duas formas


que visitam o Brasil como C. w. wilsonia e C. w .cinnamominus. A
descoberta do Charadrius que está se reproduzindo em Mangue Seco é
de uma nova subespécie que está sendo descrita. A referida subespécie
é uma forma residente no Brasil e as investigações que realizamos no
Litoral Norte da Bahia determinaram que o período de reprodução dessa
subespécie se inicia no final de abril e vai até meados de novembro. Desde
1994, vimos realizando campanhas de anilhamento nos representantes
de várias famílias de aves limícolas e até o presente momento, a única
subespécie identificada para o Litoral Norte da Bahia foi essa nova
subespécie que realiza a sua postura numa cavidade nas proximidades
da restinga. A postura consta de dois ovos de cor esverdeada com
manchas marrom. A referida ave é uma subespécie rara: por mais de
10 anos realizamos campanhas de anilhamento em Mangue Seco e
poucos foram os exemplares que conseguimos anilhar. Durante uma
campanha que visava investigar a presença do vírus da influenza aviária
realizada no litoral do Pará (Salinópolis), capturamos cerca de 1000
aves representantes da família Charadriidae e apenas quatro indivíduos
da subespécie que estamos descrevendo e que ocorreram do Amapá até
o litoral da Bahia. Dados morfométricos: peso 60g, comprimento total
200 mm, asa 115 mm, cauda 50 mm, bico 20 mm, tarso 30 mm.

Charadrius wilsonia crassirostris ,


the new subspecies being described.

On the Atlantic Coast, four sub-species of the Charadrius wilsonia have


been described and one of them was described by Spix as the C. crassirostris.
Many authors relate the two types that visit Brazil as the C. w. wilsonia
and C. cinnamominus. The discovery of the Charadrius reproducing in
Mangue Seco could revalidate the Charadrius crassirostris described by
Spix, as a valid sub-species which could be called C. w. crassirostris. The
sub-species referred to is a resident of Brazil and the work we’ve carried
out in the northern coastal region of Bahia reveals that the reproductive
period of this species starts at the end of April and goes until the middle
of November. Since 1994, we have been carrying out banding campaigns
on representatives of various “limícola???” bird families and up until now
the only subspecies identified for the north coastal region has been the C.
w. crassirostris. It lays two greenish eggs with stains in a cavity around
the sandy coastal forests Morphometric data: weight 60g, total length 200
mm, wing 115 mm, tail 50 mm, beak 20 mm, tarsus 30 mm.
Capa Indice Sair PÁGINA PÁGINA
MENU Front Cover Table of Contents Leave ANTERIOR SEGUINTE

Aves do Litoral Norte 112

Scolopacidae
Arenaria interpres morinella (Linné, 1758).
Vira-pedra (Ruddy Turnstone)

Espécie migratória da América do Norte, chega nos meados do mês


de outubro e retorna nos meados do mês de abril, sendo que alguns
indivíduos permanecem o ano inteiro. Ocorre em todo o litoral norte,
quer seja nas praias com recifes ou nos manguezais e bancos de areia.
Mangue Seco é o local onde podemos observar as maiores concentrações
dessa espécie. Já observamos um grupo de 10 aves freqüentando uma
estação de tratamento de esgoto no povoado de Sauípe. Alimenta-
se de diversos organismos, inclusive de animais mortos, tais como
peixes e crustáceos. Já capturamos duas aves dessa espécie com anilhas
americanas. Dados morfométricos: peso 90/130g, comprimento total
225 mm, asa 145 mm, bico 22 mm, cabeça 50 mm, tarso 24 mm.

Scolopacidae
Arenaria interpres morinella (Linné, 1758).
Ruddy Turnstone

This is a migratory species from North America which arrives in the


middle of October and returns north in the middle of April, though some
individuals stay throughout the year. It occurs all throughout the northern
coastal region, from beaches with reefs to sand banks or mangroves. Mango
Seco is the place where the largest concentration of this bird can be seen.
We have witnessed a group of ten birds frequenting a sewage treatment
plant in the town of Sauípe. It feeds on diverse organisms including dead
animals, fish and crustaceans. We have caught two of these birds with
American bands. Morphometric data: weight 130g, total length 225 mm,
wing 145 mm, beak 22 mm, head 50 mm, tarsus 24 mm.

Tringa solitaria solitaria ( Wilson, 1813 ).


Maçarico-solitário (Solitary Sandpiper)

Espécie migratória da América do Norte. Como diz o nome, são


aves solitárias, no entanto, podemos observar pequenos grupos com
até 10 indivíduos. Ocorre em todo o litoral norte nas praias, rios e
Capa Indice Sair PÁGINA PÁGINA
MENU Front Cover Table of Contents Leave ANTERIOR SEGUINTE

113 Aves do Litoral Norte

áreas alagadiças e até nas centrais de tratamento de esgoto. São aves


nervosas que estão sempre levantando e baixando a cauda e levantando
e baixando a cabeça e às vezes introduzem-na no substrato em busca de
alimento. Dados morfométricos: peso 52g, comprimento total 220 mm,
asa 129 mm, cauda 49 mm, bico 29 mm, tarso 32 mm.

Tringa solitaria solitaria ( Wilson, 1813 ).


Solitary Sandpiper

These are migratory birds from North America and as the name would
indicate, are solitary. We have, however, observed groups of up to ten
individuals. They occur all throughout the north coast region, on the
beach, around rivers and marshy areas, including sewage treatment plants.
They are nervous birds, always raising and lowering their head and tail
and often bury their heads to look for food in the mud. Morphometric
data: weight 52g, total length 220 mm, wing 129 mm, tail 49 mm, beak
29 mm, tarsus 32 mm.

Tringa flavipes ( Gmelin, 1789 ).


Maçarico-de-perna-amarela (Lesser yellow-leg)

Maçarico migratório da América do Norte, tanto pode ocorrer no


litoral (mangezal), como nas áreas alagadiças. Pode ser observado junto
à espécie anterior ou à espécie a seguir. Difere de a espécie a seguir por
ser menor e ter o bico reto. São mais abundantes que T. melanoleuca.
Quando observamos as duas espécies juntas, dá para perceber a diferença
de tamanho entre as duas espécies. Dados morfométricos: asa 135 mm,
cauda 55 mm, cabeça 62 mm, bico 35 mm, tarso 50 mm.

Tringa flavipes ( Gmelin, 1789 ).


Lesser yellow-legs

This is a migratory halcyon from North America which occurs both on


the This is a migratory halcyon from North America which occurs both
on the coast (mangrove) and wetlands. It can be seen together with the
previous species or the species that follows. It differs from the species
that follows by being small and having a straight beak. They are more
abundant than T. melanoleuca. When the two species are together, the
Capa Indice Sair PÁGINA PÁGINA
MENU Front Cover Table of Contents Leave ANTERIOR SEGUINTE

Aves do Litoral Norte 114

difference ion size between them is obvious. Morphometric data: wing


135 mm, tail 55 mm, head 62 mm, beak 35 mm, tarsus 50 mm.

Tringa melanoleuca (Gmelin, 1789).


Maçarico-grande-de-perna-amarela (Greater yellow-leg)

Maçarico migratório da América do Norte, semelhante à espécie


anterior, embora muito maior e com o bico mais longo e ligeiramente
recurvado para cima. Ocorre em manguezais juntamente com as demais
espécies de maçaricos e em áreas alagadiças. Ocorre em todo o litoral
norte. Dados morfométricos: peso 193 g, comprimento total 330 mm,
asa 180 mm, cauda 75 mm, bico 58 mm, tarso 65 mm.

Tringa melanoleuca (Gmelin, 1789).


Greater yellow-legs

This is another migratory halcyon from North America and very similar
to the previous species, though it’s much larger and has a longer, slightly
upturned beak. It occurs in the mangroves with other halcyon species and
in flooded areas as well. It occurs throughout the northern coastal region.
Morphometric data: weight 193g, total length 330 mm, wing 180 mm, tail
75 mm, beak 58 mm, tarsus 65 mm.

Actitis macularia (Linné, 1766).


Maçarico-pintado (Spotted Sandpiper)

Maçarico visitante da América do Norte ocorre nos manguezais


distribuídos pelo litoral norte. Gosta de freqüentar o interior do
manguezal. No período de descanso, sua plumagem é cinza pálido e tem
uma faixa branca na asa que é facilmente visível quando levanta vôo.
No período reprodutivo, apresenta várias manchas negras arredondadas
no peito e o bico é mais avermelhado. Nos meados do mês de abril,
podemos observar vários exemplares com essas características. Dados
morfométricos: peso 32/62g, comprimento total185mm, asa 102 mm,
cauda 48 mm, bico 25 mm, tarso 23 mm.

Actitis macularia (Linné, 1766).


Spotted Sandpiper

This is another halcyon visitor from North America and occurs throughout
the northern coastal region’s mangroves. The species likes the interior of the
mangroves. When at rest, the plumage is pale gray and it has a white strip
Capa Indice Sair PÁGINA PÁGINA
MENU Front Cover Table of Contents Leave ANTERIOR SEGUINTE

115 Aves do Litoral Norte

on its wing that is easy to see when the bird flies. During the reproductive
phase, various black, round blotches appear on its breast and the beak is
redder. These characteristics are apparent when the bird is observed in the
middle of April. Morphometric data: weight 32/62g, total length 185mm,
wing 102 mm, tail 48 mm, beak 25 mm, tarsus 23 mm.

Catoptrophorus semipalmatus semipalmatus (Gmelin, 1789).


Maçarico-de-asa-branca (Willet, 1789).

É uma espécie visitante que freqüenta os manguezais de Mangue Seco.


Não é raro nesse habitat e vive junto com as outras espécies de maçaricos.
Quando voa, podemos ver uma grande mancha branca sobre as asas
abertas e suas primárias são na cor negra. Pode ser confundido com a
espécie Tringa melanoleuca, mas tem o bico mais robusto e a coloração
das pernas é azulada. Dados morfométricos: peso 232g, comprimento
total 325 mm, asa 190 mm, cauda 76 mm, bico 61 mm, tarso 53 mm.

Catoptrophorus semipalmatus semipalmatus (Gmelin, 1789).


Willet

This is a visiting species that frequents the mangroves of Mangue Seco. It


is not rare in this habitat and lives together with other halcyon species.
When it flies, we can observe a white stripe above its open wings, while
its primaries are black. It can be confused with the Tringa melanoleuca,
but has a more robust beak and blue coloring on its legs. Morphometric
data: weight 232g, total length 325 mm, wing 190 mm, tail 76 mm, beak
61 mm, tarsus 53 mm.

Calidris canutus rufa (Wilson, 1758).


Maçarico-de-papo-vermelho (Red Knot)

Visitante da América do Norte, não é uma espécie comum no litoral


norte aonde chega normalmente em meados de abril vindo do sul do
continente, rumo à América do Norte. Nesse período, podemos avistar
essas aves, tanto com a plumagem de reprodução, como também com a
plumagem de inverno. O melhor local para observar essa espécie é nos
manguezais de Mangue Seco, onde pode ser vista em pequenos grupos,
junto com outras espécies de maçarico. Dados morfométricos: peso
108g, comprimento total 250 mm, asa 161 mm, cauda 52 mm, bico 36,5
mm, tarso 34,2 mm (fêmea).
Capa Indice Sair PÁGINA PÁGINA
MENU Front Cover Table of Contents Leave ANTERIOR SEGUINTE

Aves do Litoral Norte 116

Calidris canutus rufa (Wilson, 1758)


Red Knot

A North American visitor, this is not a common species in the northern


coastal region where it arrives in the middle of April from the south on
its way to North America. In this period, the birds have their reproductive
and winter plumage. The best place to see this species is in the mangroves
at Mangue Seco, where small groups gather with other halcyon species.
Morphometric data: weight 108g, total length 270 mm, wing 168 mm, tail
62 mm, beak 36.5 mm, tarsus 34.2 mm (female).

Calidris minutilla (Vieillot, 1819).


Maçariquinho (Least Sandpiper)

São maçaricos de porte pequeno, migratórios da América do Norte.


As suas principais características são: bico fino e pernas esverdeadas.
Ocorrem em bandos numerosos nos manguezais de Mangue Seco,
aonde chegam em meados de outubro e voam de volta em meados de
abril. Dados morfométricos: peso 23/27g, comprimento total 135 mm,
asa 92 mm, cauda 37 mm, bico 28 mm, tarso 17 mm.

Calidris minutilla (Vieillot, 1819)


Least Sandpiper

These are small halcyon migrants from North America. Its principal
characteristics are: thin beak and greenish legs. They occur in large groups
in the mangroves at Mangue Seco where they arrive in the middle of October
and fly out in mid-April. Morphometric data: weight 23/27g, total length
135 mm, wing 92 mm, tail 37 mm, beak 28 mm, tarsus 17 mm.

Calidris fuscicollis (Vieillot, 1819).


Maçarico-de-sobre-branco (White-rumped Sandpiper)

É um maçarico que possui o uropígio e a sobrancelha na cor branca e o


tarso na cor verde amarelada, que, muitas vezes, não pode ser percebida
porque está suja de lama. Visita anualmente às lagoas artificiais da
Cetrel em bandos, que podem constar de até 80 indivíduos. Ocorre tanto no
litoral, como nas lagoas distantes do litoral. Peso 46g, comprimento total
195 mm, asa 124 mm, cauda 48 mm, bico 26 mm, tarso 24 mm (fêmea).
Capa Indice Sair PÁGINA PÁGINA
MENU Front Cover Table of Contents Leave ANTERIOR SEGUINTE

117 Aves do Litoral Norte

Calidris fuscicollis (Vieillot, 1819).


White-rumped Sandpiper

This is a halcyon whose rump and superciliar stripe are white and its tarsus
is yellowish-green, coloring which often cannot be discerned because of
the mud which covers the bird. This species visits CETREL’s artificial
lakes annually and groups of up to 80 individuals can be observed. It
occurs both along the shore and around lakes some distance from the
coast. Morphometric data: weight 46g, total length 195 mm, wing 124
mm, tail 48 mm, beak 26 mm, tarsus 24 mm (female).

Calidris melanotos (Vieillot, 1819).


Maçarico-de-colete (Pectoral Sandpiper)

É uma espécie que precisa ser confirmada no litoral norte. Até o presente
momento, foi feita uma única observação dessa espécie, mas ainda não
foi capturada em redes, durante as campanhas de anilhamento. Tem
o tarso na cor verde amarelada. Ocorre em áreas alagadiças. Dados
morfométricos: asa 140 mm, cauda 65 mm, bico 28 mm, tarso 28 mm.

Calidris melanotos (Vieillot, 1819).


Pectoral Sandpiper

This species needs to be confirmed for the northern coastal region of


Bahia. Until now, there has been a single observation of this species but
it has never been captured during banding campaigns. It has a yellowish-
green tarsus and occurs in flooded/marshy areas. Morphometric data:
wing 140 mm, tail 65 mm, beak 28 mm, tarsus 28 mm.

Calidris pusilla (Linné, 1766).


Maçarico-miúdo (Semipalmated Sandpiper)

É uma das espécies de maçarico mais abundantes no litoral norte,


chegando no meio de outubro e permanecendo até meados de abril. Tem
o tarso na cor negra. O melhor local para ser observado é nos manguezais
de Mangue Seco e nos bancos de areia. Dados morfométricos: peso 24g,
comprimento total 160 mm, asa 95 mm, cauda 44 mm, bico 21 mm,
tarso 21 mm (fêmea), peso 23 g, comprimento total 155 mm, asa 95
mm, cauda 42 mm, bico 18 mm, tarso 20 mm (macho).
Capa Indice Sair PÁGINA PÁGINA
MENU Front Cover Table of Contents Leave ANTERIOR SEGUINTE

Aves do Litoral Norte 118

Calidris pusilla (Linné, 1766)


Semipalmated Sandpiper

It is one of the most abundant halcyon species along the north coast of
Bahia, and arrives in the middle of October and stays until mid-April. It
has a black tarsus. The best places to see it is in the mangroves of Mangue
Seco and the sand banks there. Morphometric data: weight 24g, total
length 160 mm, wing 95 mm, tail 44 mm, beak 21 mm, tarsus 21 mm
(female), weight 23g, total length 155 mm, wing 95 mm, tail 42 mm, beak
18 mm, tarsus 20 mm (male).

Calidris Alba (Pallas, 1764 ).


Maçarico-branco (Sanderling)

É uma das espécies mais comuns de maçarico, e também fácil de ser


identificada, principalmente quando está com a plumagem esbranquiçada.
Outra característica dessa espécie é um tipo de balé que executa diante
das ondas que se quebram na praia. Quando a onda recua, essas aves
avançam em pequenos grupos e catam rapidamente pequenos insetos
que são expulsos das suas tocas e quando a onda retorna, elas voltam
correndo para um local seguro, sem serem envolvidas pelas ondas.
Ocorrem em todo o litoral norte. Dados morfométricos: comprimento
total 205 mm, asa 122 mm, cauda 56 mm, cabeça 54 mm, bico 26 mm,
tarso 27 mm, dedo médio com unha 20,5 mm e peso 82g (fêmea).

Calidris Alba (Pallas, 1764 ).


Sanderling

It is also one of the most common halcyons and is easily identified,


particularly when its plumage is whitened. Another typical characteristic
of this species is a type of ballet it performs in front of breaking waves on
the beach. When the wave recedes back into the sea these birds advanced
quickly over the exposed sand and collect the insects that have been
pushed out of their dens. When the wave returns, they scamper back
quickly to safe ground. It occurs all throughout the north coastal region.
Morphometric data: total length 205 mm, wing 122 mm, tail 56 mm,
head 54 mm, beak 26 mm, tarsus 27 mm, middle toe with claw 20.5 mm
and weight 82g (female).
Capa Indice Sair PÁGINA PÁGINA
MENU Front Cover Table of Contents Leave ANTERIOR SEGUINTE

119 Aves do Litoral Norte

Numenius phaeopus hudsonicus (Latham, 1758).


Maçarico-de-bico-torto (Whimbrel)

É o maior maçarico migratório. Possui um bico grande e curvo que


é apropriado para capturar algumas espécies de caranguejo do fundo
de suas tocas (na maré vazante). Ocorrem em bandos numerosos nos
manguezais de Mangue Seco. Quando a maré está cheia, costumam se
agrupar nos bancos de areia, junto com as outras espécies de maçaricos.
Dados morfométricos: peso 342 g, comprimento total 400 mm, asa 256
mm, cauda 92 mm, bico 92 mm, cabeça 122 mm, tarso 98 mm.

Numenius phaeopus hudsonicus (Latham, 1758).


Whimbrel

This is the largest halcyon migrant. It has a large, curved beak suitable
for capturing certain crab species inside their dens (during low tide). It
occurs in numerous groups in the mangroves of Mangue Seco. At high tide,
with other groups of halcyons, it gathers on sand banks. Morphometric
data: wing 217 mm, tail 98 mm, beak 82 mm, head 122 mm, tarsus 98
mm.

Limnodromus griseus griseus ( Gmelin, 1789 ).


Narceja-de-costas-brancas (Short-billed Dowitcher)

É uma espécie migratória que chega ao litoral norte no meio do mês de


outubro e permanece até meados de abril. É uma espécie relativamente
comum, que pode ser observada em pequenos bandos espalhados pelos
manguezais de Mangue Seco. Pode ser vista todos os anos, e lembra
um pouco a narceja (Gallinago), diferindo, porém dela porque habita
manguezais e bancos de areia. Quando levanta vôo podemos perceber
uma grande mancha branca no seu dorso. Dados morfométricos:
comprimento total 260 mm, asa 150 mm, cauda 55,5mm, cabeça 85
mm, bico 59 mm, tarso 35 mm, peso 100g.

Limnodromus griseus griseus (Gmelin, 1789).


Short-billed Dowitcher

This is a migratory species that arrives in mid-October and stays until


mid-April. It is a relatively common bird, which can be observed in flocks
spread around the mangroves of Mangue Seco. It can be seen every year
and looks a bit like a sandpiper, differing from this bird because it inhabits
Capa Indice Sair PÁGINA PÁGINA
MENU Front Cover Table of Contents Leave ANTERIOR SEGUINTE

Aves do Litoral Norte 120

mangroves and sand banks. When it flies, a large white stripe on its back
can be seen. Morphometric data: total length 260 mm, wing 150 mm, tail
55,5mm, head 85 mm, beak 59 mm, tarsus 35 mm, weight 100g.

Gallinago paraguaiae paraguaiae (Vieillot, 1816 ).


Narceja (Paraguay Snipe)

Essa espécie ocorre nas áreas alagadiças de todo o litoral norte,


especialmente nos locais onde há muita vegetação. Vive escondida no
meio da vegetação e muitas vezes só levanta vôo, se chegarmos bem
perto dela. Aí então levanta vôo assustada e pousa em um local mais
distante. A narceja tem o bico longo e o seu porte é menor do que a
espécie seguinte, com quem pode ser confundida. Dados morfométricos:
peso 98 g, comprimento total 262 mm, asa 122 mm, cauda 52 mm, bico
63 mm, tarso 32 mm.

Gallinago paraguaiae paraguaiae (Vieillot, 1816 ).


Paraguay Snipe

This species occurs in wetlands throughout the northern coastal region,


This species occurs in wetlands throughout the northern coastal region,
especially in places with lots of vegetation. It lives hidden within the
vegetation and only flies when a person is very close, when it flies off and
perches somewhere far off. The snipe has a long beak and it is smaller
than the species that follows with which it can be confused. Morphometric
data: weight 98g, total length 262 mm, wing 122 mm, tail 52 mm, beak 63
mm, tarsus 32 mm (female).

Gallinago undulata gigantea (Temminch, 1826).


Narcejão (Giant Snipe)

Essa espécie tem um grande porte, mas é difícil de ser observada. Difere da
espécie anterior por não levantar vôo quando um intruso penetra no seu
habitat. Vive em áreas alagadiças com muita vegetação. O único registro
que possuímos é o de um indivíduo que se chocou durante a noite contra
um prédio na cidade de Salvador. Dados morfométricos: comprimento
total: 970 mm, asa 400 mm, bico 92 mm, tarso 40 mm (fêmea).

Gallinago undulata gigantea (Temminch, 1826).


Giant Snipe

This species is large but difficult to see. It differs from the previous species
because it doesn’t fly off when an intruder enters its habitat. It lives in
Capa Indice Sair PÁGINA PÁGINA
MENU Front Cover Table of Contents Leave ANTERIOR SEGUINTE

121 Aves do Litoral Norte

flooded areas with lots of vegetation. The only record of this species
we have is of an individual who crashed against a building at night in
Salvador. Morphometric data: total length: 970 mm, wing 400 mm, beak
92 mm, tarsus 40 mm (female).

Recurvirostridae
Himantopus mexicanus (Linnaeus, 1758 ).
Pernilongo (Black-necked Stilt).

Essa espécie vive em ambientes alagadiços, lagoas e pântanos de água


rasa, em pequenos grupos ou em bandos que podem incluir até mais
de 100 indivíduos. Alimenta-se de pequenos insetos (dípteros), larvas
e vermes. Busca alimento na superfície da água ou no lodo onde enfia
o bico. Na Bahia, na região do litoral norte, a H. mexicanus inicia a
fase da reprodução em meados do mês de maio que se prolonga até o
inverno (setembro), com casos de reprodução até meados de novembro
e dezembro. Quando as lagoas na região secam, a espécie desaparece,
realizando deslocamentos ainda pouco estudados. O ninho pode ser
construído em pequenas ilhas no interior das lagoas, escondido no
meio da vegetação (gramíneas) ou em pontos sem nenhuma vegetação.
Embora menos freqüentemente, os ninhos podem ser construídos às
margens das lagoas. Geralmente, o ninho tem a forma de um “vulcão”,
com a base arredondada, altura de cinco a dez centímetros e uma
depressão no centro. O ninho pode ser construído apenas com lama
ou com lama e material vegetal (gramíneas). Essa espécie põe de três a
cinco ovos na cor esverdeada com várias manchas em marrom escuro
espalhadas pelo ovo e mais concentradas no pólo rombo. Com o passar
do tempo, os ovos podem adquirir a cor marrom, o que deve estar
associado ao contato com o substrato (lama). Durante a troca de turno
no período de incubação, um dos membros do casal chega próximo ao
ninho, fingindo que está buscando alimento e assim se efetua a troca.
Os filhotes deixam cedo o ninho e buscam alimento em redor dele,
retornando logo em seguida, mas isso ocorre apenas nos primeiros dias
de vida. Todo o grupo se reúne para defender o território do ninho
e os indivíduos, muitas vezes, simulam estar com uma asa ou perna
quebrada, ou então muito debilitados e emitem ao mesmo tempo sons
estridentes, o que causa uma grande confusão ao redor dos ninhos e dos
Capa Indice Sair PÁGINA PÁGINA
MENU Front Cover Table of Contents Leave ANTERIOR SEGUINTE

Aves do Litoral Norte 122

filhotes. Os filhotes, ao primeiro sinal de alerta de um dos membros


do bando, escondem-se na vegetação ou no lodo e dificilmente serão
encontrados. Os filhotes podem utilizar as suas pernas longas para
ajudar a nadar. Dados morfométricos: asa 210 mm, cauda 70 mm, bico
61 mm, tarso 110 mm.

Recurvirostridae Family
Himantopus mexicanus (Linnaeus, 1758 ).
Black-necked Stilt.

This species lives in flooded environments, lakes and shallow marshes in


little groups or flocks that can have up to 100 individuals. It feeds on small
insects (dipteron), larva and worms. It looks for food on the surface of
the water or in slush, into which it sticks its beak. In the northern coastal
region of Bahia, the H. mexicanus starts its reproductive phase in the
middle of May and it goes on until September although there have been
cases of reproduction in mid-November and even December. When the
lakes of the region dry up, the bird disappears but there is little knowledge
about where it goes. Nests can be constructed on small islands in the
middle of lakes, hidden within the grass vegetation or also in places with
no vegetation. Sometimes, though much less frequently, they build their
nests on lake banks. The nests looks like a little volcano with a round
base and a height of 5 to ten centimeters. The nest is made of either
mud alone or mud mixed with grassy vegetation. The species lays between
three and five greenish eggs with dark brown spots spread around the egg.
As time goes by, the eggs may become brown which is probably related
to being in contact with the muddy ground. When the parents change
positions incubating the nest, one of the pair will approach the nest, and
pretend that it is looking for food before assuming its position on the
eggs. The birds leave the nest quickly, although in the first few days of
their lives, after hunting for food close to the nest, they come back to it.
All the groups unite to defend their territory and can pretend to have a
broken leg or wing or be handicapped in some way, while at the same
time emitting strident calls, the combination of which serves to confuse
potential predators. At the first signal of alarm, the chicks hide in the
vegetation or bury themselves in the mud and are only found with great
Capa Indice Sair PÁGINA PÁGINA
MENU Front Cover Table of Contents Leave ANTERIOR SEGUINTE

123 Aves do Litoral Norte

difficulty. They can use their long legs to help them swim. Morphometric
data: wing 210 mm, tail 70 mm, beak 61 mm, tarsus 110 mm.

STERCORARIIDAE
Catharacta antarctica antarctica (Lesson, 1831).
Gaivota-rapineira-grande (Antarctic Skua )

Um espécime (fêmea) foi coletado em Mangue Seco no dia 13 de junho


de 1998 e depositado na coleção de RG (RG 9989); um espécime (macho)
foi coletado em Salvador (12° 55 ‘ S, 38° 21 ‘ W) no dia 5 de junho de
1998 e depositado na coleção MCNC (N 576). Anteriormente já havia
sido registrada uma ocorrência para a Bahia, em junho de 1982. Outro
espécime foi encontrado debilitado, mas foi recuperado e anilhado e
posteriormente libertado. Um espécime de C. antártica está depositado
na coleção ACEM 034, depois de ter sido encontrado na praia de Grajaú,
Paraná, no dia 7 de novembro de 1992. Dados morfométricos: peso
1.711kg, comprimento total 580 mm, asa 390 mm, cauda 144 mm, bico
50 mm, tarso 70 mm. (fêmea).

STERCORARIIDAE
Catharacta antarctica antarctica (Lesson, 1831).
Antarctic Skua

A female specimen was collected in Mangue Seco on June 13th, 1998 and
stored in the RG collection (RG 9989); a male specimen was collected in
Salvador (12° 55 ‘ S, 38° 21 ‘ W) on the 5th of June 5, 1998 and stored
in MCNC’s collection (N 576). Before this there had been one record of
the specie’s occurrence for Bahia, in June of 1982. Another debilitated
specimen was found, treated and then set free. One specimen of the C.
antartica is stored in the collection of ACEM 034, after it was found on
Grajaú beach, in the state of Paraná, on the 7th of November 7, 1992.
Morphometric data: weight 1.711kg, total length 580 mm, wing 390 mm,
tail 144 mm, beak 50 mm, tarsus 70 mm. (female).

Catharacta chilensis (Bonaparte, 1857).


Gaivota-rapineira-chilena (Chilean Skua)

Um espécime foi coletado em Mangue Seco (11° 27 ‘ S, 37° 27 ‘ W)


no dia 29 de maio de 1998, em avançado estado de decomposição
Capa Indice Sair PÁGINA PÁGINA
MENU Front Cover Table of Contents Leave ANTERIOR SEGUINTE

Aves do Litoral Norte 124

(Silva et al, 2002). O esqueleto foi preparado e depositado na coleção


osteológica do MCNC 001. Esta espécie foi relatada para o Brasil através
de um exemplar coletado por Vooren, em 1984 (Willis e Oniki, 1991),
porém Vooren não relata essa espécie para o Rio Grande do Sul em
seu diagnóstico costeiro publicado em 1994. Um espécime coletado em
junho de 1990, a 76 km ao sul da Lagoa do Peixe (RS) é parte da coleção
do Museu de Zoologia da UNISINOS. Em 2001, foi coletado ainda um
espécime no litoral norte da Bahia, que está depositado na coleção do
MCNC. Dados morfométricos: asa - 410 mm, bico - 55 mm, tarso - 73
mm, dedo médio com unha - 83 mm, cabeça-110 mm.

Catharacta chilensis (Bonaparte, 1857).


Chilean Skua

A specimen was collected in Mangue Seco (11° 27 ‘ S, 37° 27 ‘ W) on May


29th, 1998, in an advanced stage of decomposition (Silva et al, 2002). The
skeleton was prepared and stored in the osteological collection of MCNC
001. This species had been reported in Brazil through a specimen collected
by Vooren in 1984 (Willis and Oniki, 1991), although Vooren does not
report the species for Rio Grande do Sul state in his study of the coast
published in 1994. A was specimen collected in June, 1990, some 76 km
south of Lagoa do Peixe (Rio Grande State) and is part of the collection of
the Museum of Zoology at UNISINOS. In 2001, a specimen was collected
on Bahia’s north shore which is in the MCNC collection. Morphometric
data: wing - 410 mm, beak - 55 mm, tarsus - 73 mm, middle toe with claw
- 83 mm, head -110 mm.

Catharacta maccormicki (Saunders, 1893).


Gaivota-rapineira-do-sul (South Polar Skua)

Cinco espécimes foram coletados no litoral norte da Bahia; foram


coletadas duas peles em 16 de maio de 1998 e depositadas na coleção
do MCNC (N 429 e N 580) e três esqueletos que estão na coleção
osteológica do MCNC (N 002, 003 e 004). Os três espécimes de
Catharacta registrados e depositados na coleção de RG e na coleção
do MCNC eliminam todas as dúvidas relativas à identificação destas
espécies (Dante, 1985, 1987). No dia 22 de maio de 2001, coletamos
um espécime na praia de Lauro de Freitas, Bahia que estava anilhado
com uma anilha alemã. A ave foi anilhada enquanto estava ainda no
ninho em Antarktis - Stat. Jubany (62° 45 ‘ S, 58° 40 ‘ W) no dia 8 de
fevereiro de 2001. O pássaro viajou uma distância de 57.8 km. Dados
morfométricos: comprimento total 510 mm, asa 370 mm, cauda 147
Capa Indice Sair PÁGINA PÁGINA
MENU Front Cover Table of Contents Leave ANTERIOR SEGUINTE

125 Aves do Litoral Norte

mm, cabeça 64 mm, bico 45 mm, tarso 60 mm, dedo médio com unha
70 e peso 800g (macho).

Catharacta maccormicki (Saunders, 1893)


South Polar Skua

Five specimens were collected on the northern coast of Bahia: two skins
were collected on the 16th of May 16, 1998 and stored in the collection
at MCNC (N 429 and N 580) and three skeletons are in the osteological
collected of MCNC (N 002, 003 and 004). The three specimens of
Catharacta recorded and stored in the RG collection and in the MCNC
collection eliminate all the doubts relative to the identification of these
species (Dante, 1985, 1987). On May 22, 2001, we collected a specimen on
the beach at Lauro de Freitas, Bahia, which was banded with a German
band. The bird had been banded while it was still in the nest in Antarktis
- Stat. Jubany (62° 45 ‘ S, 58° 40 ‘ W) on February 8th, 2001. The bird
had traveled a distance of 5718 km. Morphometric data: total length 510
mm, wing 370 mm, tail 147 mm, head 64 mm, beak 45 mm, tarsus 60
mm, middle toe with claw 70 and weight 800g (male).

Stercorarius parasiticus (Linnaeus, 1758).


Gaivota-rapineira-comum (Artic Skua )

Foram coletados oito espécimes, de 1994 a 1999. Uma pele foi depositada
na coleção de Werner Bokermann e uma se encontra na coleção do
MCNC (N 581). Uma ave de coloração escura, juvenil de primeiro ano
(Olson & Larsen 1994), macho (MCNC 581) foi encontrada morta na praia
de Mangue Seco (11° 23, 34° 33’W) no dia 11 de novembro 1989. Dados
morfométricos: comprimento total 460 mm, asa 320 mm, cauda 195 mm,
cabeça 76 mm, bico 31 mm, tarso 46 mm peso 400g; sexo: fêmea.

Stercorarius parasiticus (Linnaeus, 1758)


Arctic Skua

EEight specimens were collected between 1994 and 1999. One skin was
stored in Werner Bokermann’s collection and one is in the collection at
MCNC (N 581). One male juvenile bird about a year old, (MCNC 581),
had dark coloring and was found dead (Olson & Larsen 1994) on the
beach at (11° 23, 34° 33’W) on 11th of November 11, 1989. Morphometric
data: total length 460 mm, wing 320 mm, tail 195 mm, head, 76 mm,
beak 31 mm, tarsus 46 mm weight 400g; sex: female.
Capa Indice Sair PÁGINA PÁGINA
MENU Front Cover Table of Contents Leave ANTERIOR SEGUINTE

Aves do Litoral Norte 126

Stercorarius longicaudus (Vieillot, 1819).


Gaivota-rapineira-de-cauda-comprida (Long-tailed Skua)

Foi encontrado um único espécime em avançado estado de decomposição


na praia de Jauá, no litoral norte da Bahia, no dia 3 de junho de 1998; a
pele foi preparada e depositada na coleção do MCNC (N 573). Medidas;
peso 200g, comprimento total 425 mm, asa 298 mm, cauda 180 mm,
bico 35 mm, tarso 45 mm.

Stercorarius longicaudus (Vieillot, 1819).


Long-tailed Skua

A single decomposed specimen in an state of decomposition was found on


the beach at Jauá, on the north coast of Bahia, on July 3rd, 1998; the skin
was prepared and stored in the MCNC collection (N 573). Morphometric
data: weight 200g, total length 425 mm, wing 298 mm, tail 180 mm, beak
35 mm, tarsus 45 mm.

Stercorarius pomarinus (Termminck, 1815).


Gaivota-rapineira-pomarina (Pomarine Jaeger)

Em 2000, foram encontrados dois indivíduos no litoral norte da Bahia


que estão depositados na coleção do MCNC. Dados morfométricos:
comprimento total 490 mm, asa 358 mm, cauda 158 mm, bico 42
mm, tarso 55,7 mm. (fêmea).

Stercorarius pomarinus (Termminck, 1815).


Pomarine Jaeger

Two individuals of this species were found in 2000 on Bahia’s north coast
and are stored in the MCNC collection. Morphometric data: total length
490 mm, wing 358 mm, tail 158 mm, beak 42 mm, tarsus 55.7 mm.
(female).

LARIDAE
Larus dominicanus (Lichtenstein, 1823).
Gaivotão (Kelp Gull)

Essa espécie só foi listada neste estudo, porque um espécime foi


observado em Mangue Seco em 1994, embora nunca tenha sido
Capa Indice Sair PÁGINA PÁGINA
MENU Front Cover Table of Contents Leave ANTERIOR SEGUINTE

127 Aves do Litoral Norte

encontrada entre as aves mortas no fenômeno da mortandade das aves


oceânicas na Bahia. Dados morfométricos: peso 1000 g, comprimento
total 600 mm, asa 395 mm, cauda 160 mm, bico 48 mm, tarso 57 mm.

LARIDAE
Larus dominicanus (Lichtenstein, 1823).
Kelp Gull

TThis species is only listed in this study because a specimen was observed
at Mangue Seco in 1994, even though this bird had never been found
among the dead birds that resulted from the sea bird mortality phenomena
in Bahia. Morphometric data: weight 1000g, total length 600 mm, wing
395 mm, tail 160 mm, beak 48 mm, tarsus 57 mm.

STERNIDAE
Sterna hirundinacea ( Lesson, 1831 ).
Trinta-réis-de-bico-vermelho (South American Tern)

Essa espécie se reproduz em diversas regiões do Brasil, sendo no


Espírito Santo, os locais onde estão concentradas as maiores colônias
de reprodução. Muito parecida com a S. hirundo, é maior e o bico
é totalmente vermelho no período reprodutivo. Fora do período
reprodutivo, podemos diferenciá-la da S. hirundo, porque tem a cauda
totalmente branca, enquanto que a espécie anterior tem uma mancha
negra nas proximidades da raque e nas penas externas da cauda. No
litoral norte da Bahia não é comum, sendo mais observada no sul da
Bahia. Medidas; peso 124g, comprimento total 380 mm, asa 280 mm,
cauda 170 mm, bico 34 mm, tarso 18,5 mm.

STERNIDAE
Sterna hirundinacea ( Lesson, 1831 ).
South American Tern
Capa Indice Sair PÁGINA PÁGINA
MENU Front Cover Table of Contents Leave ANTERIOR SEGUINTE

Aves do Litoral Norte 128

This species reproduces in diverse regions of Brazil, and the largest


concentration of reproductive colonies is in Espírito Santo state. It is very
similar looking to the S. hirundo, although it is larger and during the
reproductive period the beak is totally red. Outside of the reproductive
period, the species can be differentiated from the S. hirundo, by its totally
white tail whereas the S. hirundo has a black streak near to the rachis and
on the outer tail feathers. It is not common on the north coast of Bahia
but more common in the south of the state. Morphometric data: weight
124g, total length 380 mm, wing 280 mm, tail 170 mm, beak 34 mm,
tarsus 18.5 mm.

Sterna hirundo hirundo (Linnaeus, 1758).


Trinta-réis-boreal (Common Tern)

Dentre os representantes da família Sternidae que visitam a


costa brasileira no período do inverno setentrional, a espécie
Sterna hirundo é a espécie migrante mais comum e a que tem
maior número de registros de recuperação de indivíduos
procedentes da América do Norte (Cordeiro et al.1996, Hays et
al. 1997). Os períodos de maior concentração dessa espécie no
litoral brasileiro ocorrem entre os meses de outubro a abril, e
ocorrências esporádicas podem acontecer nos demais meses,
sendo a espécie representada por aves muito jovens que ainda
não atingiram a idade reprodutiva (Sick 1997). A recuperação
das aves anilhadas fornece uma série de informações importantes
para a conservação dos locais de invernada. Sick (1979), em
sua exposição sobre a migração de aves na América do Sul, foi
um dos primeiros a enfocar os movimentos migratórios da espécie
S. hirundo nesse continente. Lara-Resende e Leal (1982)
apresentaram dados sobre as recuperações de aves em território
brasileiro com anilhas estrangeiras no período de 1928 a 1980,
incluindo dados sobre a espécie S. hirundo. Outras publicações
relataram de forma mais específica, outras recuperações dessa
espécie no Brasil (Lara-Resende 1983; Cordeiro et al. 1996). Já
Hays et al. (1997) relataram as recuperações da S. hirundo com
anilhas americanas no Brasil (Rio Grande do Sul) e Argentina.
Lima (1996) e Hays et al. (1999) abordaram a recuperação da S.
hirundo com anilhas americanas e européias (Portugal) na costa
do litoral da Bahia, tendo relatado os primeiros registros do
movimento transatlântico leste/oeste da espécie. Azevedo Júnior
Capa Indice Sair PÁGINA PÁGINA
MENU Front Cover Table of Contents Leave ANTERIOR SEGUINTE

129 Aves do Litoral Norte

et al. (2001) relataram algumas recuperações no litoral de


Pernambucano. O objetivo desse trabalho é divulgar informações
sobre as aves da espécie S. hirundo anilhadas na América do
Norte, Europa e América do Sul e recuperadas no litoral da Bahia,
no período entre 1995 e 2004. Esses dados são fundamentais
para os planos de conservação e manejo dos pontos importantes
de pernoite e busca de alimento para a espécie no Nordeste,
especificamente na costa da Bahia. Os dados apresentados
resultam das recuperações da S. hirundo procedentes da
América do Norte, Europa e América do Sul entre o período de
1995 e 2004, durante os trabalhos de inventário e anilhamento
das espécies de aves migratórias e residentes que utilizam
ambientes costeiros para alimentação e pernoite no litoral da
Bahia. O trabalho teve início em janeiro de 1995 no ponto extremo
do litoral norte da Bahia, isto é, na foz do Rio Real em Mangue
Seco (11° 27’ S, 37° 21’ W) e expandiu-se em 1998 até o Litoral
Sul do estado em Corumbal (Porto Seguro) (16° 45’ S, 39° 06’
W). Os outros pontos de trabalho entre essas localidades foram
Cacha Prego (Ilha de Itaparica) (13° 49’ S, 39° 10 W), Ponta do
Curral (Morro de São Paulo), Baia de Camamu (Ituberá) (13° 07
s, 38° 48 W). Para mapear o litoral baiano e escolher os pontos
de captura e anilhamento, realizamos os nossos deslocamentos
em escuna e avião monomotor. Até 1998, foram anilhadas apenas
as aves capturadas em Mangue Seco. A partir dessa data, as
aves capturadas em Corumbal, Cacha Prego, Ponta do Curral e
Baía de Camamu passaram a ser anilhadas. As capturas e o
anilhamento foram realizados de outubro a abril de cada ano, em
campanhas que tiveram a duração de três a dez dias em cada
ponto e realizadas das 16h às 05h. Para a captura das aves,
foram utilizadas redes de neblina (12 m x 2,5 m, malha de 36
mm) e para a marcação das aves, as anilhas fornecidas pelo
Centro Nacional de Pesquisa para Conservação das Aves
Silvestres (CEMAVE). Para estimar o número de indivíduos que
visitam as áreas estudadas foram realizados censos nas primeiras
horas da manhã ao nascer do sol, e no final da tarde, horários
esses em que são observados os maiores agrupamentos. Essas
observações foram possíveis com binóculos Zeiss e Bushnell 10
x 40, além de uma luneta Kawa TSN2 60x. Paralelamente aos
trabalhos de campo, foram realizadas campanhas educativas
Capa Indice Sair PÁGINA PÁGINA
MENU Front Cover Table of Contents Leave ANTERIOR SEGUINTE

Aves do Litoral Norte 130

com as comunidades do entorno, através de palestras, distribuição


de cartazes e conversas informais. De 1995 a 2004, foram
recuperados 827 indivíduos da espécie S. hirundo anilhados na
América do Norte, Europa e América do Sul, no litoral da Bahia.
Desse total, 727 (88 %) eram procedentes da América do Norte,
70 (8,5%) da América do Sul e 32 (3,9%) da Europa. Das 727
aves procedentes da América do Norte até o momento, temos
informações sobre 648 delas, sendo que desse total, 310
(47,83%) foram anilhadas em New York, 234 (36,11%) em
Connecticut, 13 (2%) em Massachusetts e 91 (14,06%) em outros
pontos na América do Norte (Figura 2). Dos 70 indivíduos
oriundos da América do Sul, 65 (93 %) foram anilhados no Brasil
e apenas cinco (7 %) na Argentina. Das 32 aves procedentes da
Europa, 31 (97 %) eram originárias de Portugal e apenas uma (3
%) era procedente da Espanha. Das 827 aves recuperadas,
apenas duas ocorreram mais de uma vez: 9802-48975 em
fevereiro de 1995 e 2000 em Mangue Seco, e 9822-89119 em
janeiro e março de 2002, também em Mangue Seco. Os quatro
pontos de trabalho foram visitados por outros representantes da
família Sternidae do gênero Sterna: Sterna dougallii, S.
paradisaea, S. superciliaris, S. antillarum, T. eurygnatha, T.
sandvicensis, S. fuscata, S. vittata. A T. maxima foi observada
apenas em Corumbal. Nessa localidade foram encontrados
indivíduos das espécies T. maxima e S. paradisaea, mortos nas
praias. A estimativa das populações do gênero Sterna nos pontos
de trabalho foi de 10.000 em Mangue Seco e Cacha Prego e
3.000 na Baía de Camamu e em Corumbal. Pinto (1978) cita a
ocorrência das espécies S. hirundinacea e T. maxima na costa
da Bahia, porém, até o momento, nenhuma avistagem ou captura
foi realizada durante os trabalhos no litoral norte da Bahia. Até o
momento, as espécies S. hirundinacea e T. maxima foram
observadas apenas em Corumbal, no litoral sul do estado. Os
indivíduos de T. maxima e S. paradisaea encontrados mortos
nas praias, estão provavelmente associados ao fenômeno da
mortandade de aves oceânicas no litoral baiano (Lima 1996,
2004). Os resultados das campanhas de anilhamento realizadas
na Bahia entre 1995 a 2004, apontam para a importância do
litoral nordestino como rota de migração para os representantes
da família Sternidae, com destaque para as Sterna hirundo
Capa Indice Sair PÁGINA PÁGINA
MENU Front Cover Table of Contents Leave ANTERIOR SEGUINTE

131 Aves do Litoral Norte

provenientes de colônias de reprodução na América do Norte e


Europa. Durante os dez anos de trabalho no litoral da Bahia, foi
possível recuperarmos 727 S. hirundo procedentes da América
do Norte, o que excede em 13 % (91) o total de as aves
recuperadas no Brasil entre 1928 a 1994 (Lara-Resende e Leal
1982 Cordeiro et al. 1996, Azevedo-Júnior et al. 2001). A soma
de todas as aves recuperadas no Brasil entre 1928 e 2004 com
anilhas americanas, passou a ser de 1.373 aves. As recuperações
de aves com anilhas procedentes da América do Norte na Bahia,
equivalem a 53 % de todas as recuperações entre 1928 e 2004
no Brasil. Em dez anos de estudos, a Bahia passou a ser o estado
brasileiro com o maior índice de recuperação no Brasil (727
aves), ficando o Rio Grande do Sul em segundo lugar, com a
recaptura de 213 aves com anilhas procedentes da América do
Norte em quinze anos (Cordeiro et al. 1996). A recaptura das 31
S. hirundo procedentes dos Açores (Portugal) no litoral da Bahia,
durante o período de migração das colônias da América do Norte,
além de sugerir que o movimento transatlântico leste/oeste é
mais freqüente do que o previsto, revela também que populações
de continentes diferentes estão se sobrepondo em escala
espacial e temporal, ao uso dos recursos da costa do nordeste
brasileiro para descanso, pernoite e alimentação durante o
período do inverno setentrional. Os dados de recaptura das aves
da espécie S. hirundo anilhadas na Argentina e no sul do Brasil
indicam que no movimento de retorno às colônias de reprodução
da América do Norte, as populações utilizam vários pontos de
parada na costa brasileira, com destaque especial para o litoral
baiano. Segundo a organização BirdLife International (Bencke e
Maurício 2002), os locais de concentração de mais ou menos
10.000 aves, são áreas de importância global para a conservação.
Mangue Seco e Cacha Prego abrigam populações estimadas em
10.000 aves e juntamente com Corumbal e Ituberá, segundo
dados de recaptura apresentados, figuram como pontos
importantes para a migração da espécie S. hirundo e de outros
representantes da família Sternidae na costa brasileira,
configurando-se como áreas prioritárias para manejo e
conservação. Essas medidas deverão ser ações conjuntas entre
o poder público, as ONG (nacionais e internacionais), os
pesquisadores e as comunidades. Dados morfométricos: peso
Capa Indice Sair PÁGINA PÁGINA
MENU Front Cover Table of Contents Leave ANTERIOR SEGUINTE

Aves do Litoral Norte 132

110g, comprimento total 340 mm, asa 240 mm, cauda 150 mm,
bico 37 mm, tarso 18 mm.

Sterna hirundo hirundo (Linnaeus, 1758).


Common Tern

Among the representatives of the Sternidae family that visit the Brazilian
coast during the northern winter period, the Sterna hirundo is the most
common migrant species and has the most recorded numbers of individuals
coming from North America. (Cordeiro et al.1996, Hays et al. 1997). The
period of highest concentration of this species on the Brazilian coast
occurs between the months of October and April and sporadic occurrences
can be recorded in other months, though these are likely to be young birds
not yet able to reproduce (Sick 1997). The recovery of banded birds
provides us with much important information for the conservation of
their wintering grounds according to Sick (1979), in his exposition on the
migration of birds to South America, which was one of the first works to
focus on the migratory movements of the S. hirundo on this continent.
Lara-Resende and Leal (1982) presented data about the recovery of birds
in Brazilian territory with foreign bands between the years 1928 and
1980, which included information about the S. hirundo species. Other
publications report more specifically other encounters with this species in
Brazil (Lara-Resende 1983; Cordeiro et al. 1996). And Hays et al. (1997)
report of recoveries of the S. hirundo with American bands in Brazil (Rio
Grande do Sul) and Argentina. Lima (1996) and Hays et al. (1999) report
on the recovery of S. hirundo with American and European bands on the
north coast of Bahia, having been the first to relate the trans-Atlantic
movement (east-west) of the species. Azevedo Júnior et al. (2001) report
on a few cases of recovery on the coast of Pernambuco state. The objective
of this work is to spread information about the birds of the S. hirundo
species that were banded in North and South America and Europe and
recovered on the coast of Bahia between 1995 and 2004. This information
is fundamental for conservation plans and management of overnight
roosting locales and points where the species seeks its food generally in
North Eastern Brazil and specifically in Bahia. The data presented is a
result of the recovery of the S. hirundo coming from North America,
Europe and South America during the period between 1995 and 2004
during the inventory and banding studies of migratory and resident bird
species that use the coastal environments for feeding and roosting along
the coast of Bahia. The work started in January of 1995 on the extreme
Capa Indice Sair PÁGINA PÁGINA
MENU Front Cover Table of Contents Leave ANTERIOR SEGUINTE

133 Aves do Litoral Norte

most northerly point of the coast of Bahia, that is at the mouth of the Rio
River at Mangue Seco (11° 27’ S, 37° 21’ W) and was expanded in 1998
all the way down the coast to the south of the state at Corumbal (Porto
Seguro) (16° 45’ S, 39° 06’ W). tThe other work locales were Cacha Prego
(Itaparica island) (13° 49’ S, 39° 10 W), Ponta do Curral (Morro de São
Paulo Island), Baia de Camamu (Ituberá) (13° 07 s, 38° 48 W). To map
the coast of Bahia and chose the points where the birds would be caught,
transport was carried out by schooner and single-engine plane. Up until
1998, only birds caught at Mangue Seco were banded. From then on, the
birds caught in Corumbal, Cacha Prego, Ponta do Curral and Baía de
Camamu were also banded. The capture and banding was done from
October to April each year in campaigns that lasted from three to ten
days at each point, from 16:00 to 0.05 hrs. For the capture of the birds,
mist nets were used (12 m x 2,5 m, 36 mm openings) and to mark the
birds, bands provided by Centro Nacional de Pesquisa para Conservação
das Aves Silvestres (National Center for Research and Wild Bird
Conservation) (CEMAVE) were used. In order to estimate the number of
individuals that visited the study areas, censuses were carried out in the
first hours of the morning at sunrise and at the end of the afternoon at
sunset, times at which when the largest groups can be observed. These
observations were made with Zeiss and Bushnell 10 x 40 binoculars, and
a telescopic sight Kawa TSN2 60x. In parallel to the field work, educational
campaigns were undertaken with the local communities who lived in the
same area of the terns, and included lectures, distribution of posters and
informal conversations. From 1995 to 2004, 827 individuals of the S.
hirundo banded in North and South America and Europe were caught on
the coast of Bahia. Of this total, 727 (88 %) were from North America, 70
(8.5%) from South America and 32 (3.9%) from Europe. Of the 727 birds
of North American origin, up to this point we have managed to gather
information about 648 of them and of this total, 310 (47.83%) were
banded in New York, 234 (36.11%) in Connecticut, 13 (2%) in
Massachusetts and 91 (14.06%) in other points in North America (Figure
2). Of the 70 individuals from South America, 65 (93 %) were banded in
Brazil and only five (7%) in Argentina. Of the 32 birds from Europe, 31
(97%) were from Portugal and only one (3%) was from Spain. Of the 827
birds recovered, only two occurred more than once: 9802-48975 in
February of 1995 and 2000 in Mangue Seco, and 9822-89119 in January
and March 2002, also in Mangue Seco. The four locales of the study were
visited by other members of the Sternidae family and genus Sterna: Sterna
Capa Indice Sair PÁGINA PÁGINA
MENU Front Cover Table of Contents Leave ANTERIOR SEGUINTE

Aves do Litoral Norte 134

dougallii, S. paradisaea, S. superciliaris, S. antillarum, T. eurygnatha, T.


sandvicensis, S. fuscata, S. vittata. The T. maxima was observed only in
Corumbal. In this locale, individuals from the S. maxima e S. paradiseae,
were found dead on the beach. The population estimate for the Sterna
genus in the study sites was of 10,000 in Mangue Seco and Cacha Prego,
and 3,000 in the Bay of Camamu and Corumbal. Pinto (1978) cites the
occurrence of the S. hirundinacea ande T. maxima species on the coast of
Bahia, however up to now no sighting or capture of these species has
occurred during this study of the north Bahia coastal region. Only the S.
hirundinacea and T. maxima species were observed in Corumbal, on the
south coast of the state. The individuals of the T. maxima and S.
paradisaea found dead on the beach are probably associated with the
shore bird mortality phenomena on the coast of Bahia. (Lima 1996,
2004). The results of the banding campaigns undertaken in Bahia between
1995 and 2004, highlight the importance of the northeastern coast as a
migration route for representatives of the Sternidae family, particularly
the Sterna hirundo from the reproductive colonies in North America and
Europe. During the ten years of work on the coast of Bahia, 727 S. hirundo
from North America were caught, which exceeds by 13 % (91) the total
birds recovered in Brazil from 1928 to 1994 (Lara-Resende and Leal 1982
Cordeiro et al. 1996, Azevedo-Júnior et al. 2001). The total number of
birds recovered in Brazil with American bands between 1928 and 2004
was 1,373 birds. The recovery of birds with North American bands in
Bahia is the equivalent of 53 % of all the recovered birds in Brazil between
1928 and 2004. In the ten years of study, Bahia became the state with the
highest incidence of recovery in Brazil (727 birds), with Rio Grande do
Sul state in second place, where 213 birds with North American bands
were caught in 15 years. (Cordeiro et al. 1996). The recovery of 31 S.
hirundo coming from the Azores (Portugal) on the coast of Bahia, during
the period of migration of the north American colonies, besides pointing
showing that the east/west trans-Atlantic movement is more common
than once thought, reveals that the populaitons from differing continents
are overlapping, on a spatial and temporal scale, the use of the resources
available on the Brazilian coast in order to rest, roost and feed on during
the northern winter. The data on the capture of the S. hirundo banded in
Argentina and the south of Brazil indicate that during the return
migrations to the reproductive colonies in North America, the populaitons
use various stopping points along the Brazilian coast, especially on the
coast of Bahia. According to the NGO BirdLife International (Bencke and
Capa Indice Sair PÁGINA PÁGINA
MENU Front Cover Table of Contents Leave ANTERIOR SEGUINTE

135 Aves do Litoral Norte

Maurício 2002), the locales with concentration of more or less 10,000


birds are areas of global importance for conservation. Mangue Seco and
Cacha Prego host populations estimated at 10,000 birds and together
with Corumbal and Ituberá, according to the recovery data presented,
also figure as important migration points for the S. hirundo species and
other representatives of the Sternidae family on the Brazilian coast, which
make them important points for conservation and management. These
measures should consist of joint action between authorities, national and
international NGOs, researchers and the local communities. Morphometric
data: weight 110g, total length 340 mm, wing 240 mm, tail 150 mm, beak
37 mm, tarsus 18 mm.

Sterna paradisaea ( Pontoppidan, 1763).


Trinta-réis-ártico (Arctic Tern)

Em 1994, três indivíduos desta espécie foram coletados no litoral norte


da Bahia: dois fazem parte da coleção RG (9513), um outro foi coletado
em Salvador em junho de 1994, outro ainda foi coletado em agosto de
1995 em Mangue Seco e depositado na coleção RG (N 9547). O terceiro
que é uma fêmea foi coletada em Mangue Seco (11° 27 ‘ S, 37° 27 ‘
W) no dia 3 de agosto de 1996 e está depositada na coleção do MCNC
(N 14). Trabalhos de pesquisas sobre a família Sternidae revelaram a
presença de nove espécies. Não obstante, a espécie S. paradisaea só
foi encontrada, como uma das espécies envolvidas no fenômeno da
mortandade das aves oceânicas e nunca foi observada pernoitando com
os demais representantes dessa família em bancos de areias no litoral da
Bahia. Dados morfométricos: 80g, comprimento total 360 mm, asa 265
mm, cauda 164 mm, bico 34 mm, tarso 12 mm.

Sterna paradisaea ( Pontoppidan, 1763)


Arctic Tern

IIn 1994, three individuals of this species were collected on the north
coast of Bahia: two are part of RG (9513) collection, and the other was
collected in Salvador in June of 1994 and another was collected in August
of 1995 in Mangue Seco and stored in the RG (N 9547) and a third,
female, was collected in Mangue Seco (11° 27 ‘ S, 37° 27 ‘ W) on the 3rd
of August, 1996 and stored in the MCNC (N 14) collection. Research
studies about the Sternidae family point to the presence of nine species.
However, the S. paradisae was only found as one of the species involved
Capa Indice Sair PÁGINA PÁGINA
MENU Front Cover Table of Contents Leave ANTERIOR SEGUINTE

Aves do Litoral Norte 136

in the phenomena of shore bird mortality and has never been observed
roosting with other members of this family in the sand banks of the coast
of Bahia. Morphometric data: 80g, total length 360 mm, wing 265 mm,
tail 164 mm, beak 34 mm, tarsus 12 mm.

Sterna vittata georgiae (Reichenow, 1789).


Trinta-réis-antártico (Antartic Tern)

Uma das características dessa espécie é a coloração cinza no abdome


e no peito. No entanto, essa espécie pode ser confundida tanto com a
S. hirundo, como com a S. paradisaea. Existem muitos exemplares
da primeira que possuem um tom cinza forte semelhante à S. vittata,
principalmente quando estão próximos do período reprodutivo (meados
de março/abril). A S. paradisaea possui coloração semelhante à da
espécie S. vittata, porém é um pouco menor. Mas o que a diferencia
das duas outras espécies é o tarso igual ou menor do que 12 mm,
enquanto as demais possuem o tarso igual ou superior a 14 mm. Isso
é bem visível, se compararmos as duas espécies pousadas lado a lado,
quando então podemos perceber que na S. paradisaea, o tarso é quase
imperceptível.

Sterna vittata georgiae (Reichenow, 1789).


Antarctic Tern

One of the distinguishing characteristics of this species in the gray coloring


on the abdomen and breast. However, this species can be confused with the
S. hirundo, as well as the S. paradisea. There are many examples of the
first with strong gray coloring such as that on the S. vittata, principally
when they are near to the reproductive period (middle of March/April).
The S. paradisea has a similar coloring to the S. vittata, although it is
slightly smaller. But what really distinguishes it from the other two species
is that its tarsus is 12 mm or smaller, whereas the other species have a
tarsus 14 mm or larger. This is very visible and if we compare the species
side by side when they are perched, it is easy to realize that the tarsus of
the S. paradisaea is almost imperceptible.

Sterna dougallii dougallii (Montagu, 1813).


Trinta-réis-róseo (Roseate Tern)

Sterna dougallii é um dos representantes da família Sternidae que visita


a costa brasileira durante o inverno setentrional, sendo a Bahia o limite
Capa Indice Sair PÁGINA PÁGINA
MENU Front Cover Table of Contents Leave ANTERIOR SEGUINTE

137 Aves do Litoral Norte

meridional de ocorrência documentado para a espécie (Pinto 1978,


Sick 1997). As populações que se reproduzem no Canadá, E.U.A. e
Caribe são consideradas ameaçadas de extinção e há poucas informações
disponíveis sobre seus locais de invernada na costa do Atlântico (U. S.
Fish e Wildlife Service 1987), embora desde a década de 70, várias
buscas tenham sido realizadas por pesquisadores americanos para
encontrar pontos de pouso na costa brasileira (Hays com. pess. 1996).
Há poucos dados sobre recuperações na costa brasileira, e foram
interpretadas como movimentos acidentais (Hamilton 1981). No litoral
da Bahia, várias atividades humanas estão provocando impacto nos
pontos de descanso utilizados pelos representantes da família Sternidae,
destacando-se as relacionadas ao turismo. Atividades festivas com a
utilização de som, instalação de barracas para venda de lanches e
bebidas, alta concentração de barcos motorizados e até mesmo a
construção de mansões em bancos de areia nas áreas pertencentes à
Marinha do Brasil. Estes são os principais fatores de impacto que podem
alterar a utilização dos pontos de parada migratória de aves limícolas e
oceânicas na costa brasileira (Azevedo Júnior e Larrazabal 1997). Em
1995, ao iniciar o levantamento e monitoramento de aves migratórias
que visitam a foz do Rio Real, em Mangue Seco (Jandaíra, Bahia), foi
observada uma concentração de aproximadamente 10.000 trinta-réis
formando um grupo misto de nove espécies da família Sternidae, dentre
as quais se destaca a presença da espécie Sterna dougallii. Esse achado
representa a maior concentração da espécie na faixa Atlântica da
América do Sul (Hays et. al. 1997, 1999). O objetivo desse trabalho é
divulgar informações sobre indivíduos da espécie S. dougallii anilhadas
na América do Norte e Europa e recuperadas no litoral da Bahia no
período entre 1995 e 2004. Esses dados são fundamentais para a
conservação e manejo das áreas de invernada utilizadas pela espécie,
sobretudo na costa da Bahia. Os trabalhos de inventário e anilhamento
das espécies de aves migratórias e residentes que utilizam ambientes
costeiros para alimentação e pernoite no litoral da Bahia tiveram início
em janeiro de 1995, no ponto extremo do Litoral norte da Bahia, isto é,
na foz do Rio Real em Mangue Seco (11° 27’ S, 37° 21’ W), e se
expandiram em 1998 para o litoral sul até Corumbal (Porto Seguro)
(16° 45’ S, 39° 06’W). Os outros pontos de trabalho foram: Cacha Prego
(Ilha de Itaparica) (13° 07’ S, 38° 48’ W), Ponta do Curral (Morro de
São Paulo - Valença), Baía de Camamu (Ituberá) (13° 49’ S, 39° 10’ W ).
Para mapear o litoral baiano e escolher os pontos de captura e
Capa Indice Sair PÁGINA PÁGINA
MENU Front Cover Table of Contents Leave ANTERIOR SEGUINTE

Aves do Litoral Norte 138

anilhamento, realizamos os deslocamentos em escuna e avião


monomotor. Até 1998, foram anilhadas apenas as aves capturadas em
Mangue Seco. A partir dessa data, as aves capturadas em Corumbal,
Cacha Prego, Ponta do Curral e Baía de Camamu passaram a ser
anilhadas. As capturas e o anilhamento foram realizados entre outubro
e abril de cada ano, em campanhas com duração de 3 a 10 dias em cada
ponto, entre 16h00 e 05h00. Para a captura das aves foram utilizadas
redes de neblina (12 m x 2,5 m, malha de 36 mm) e para a marcação das
aves, as anilhas fornecidas pelo Centro Nacional de Pesquisa para
Conservação das Aves Silvestres (CEMAVE). Para estimar o número de
indivíduos que visitam as áreas estudadas, foram realizados censos nas
primeiras horas da manhã, ao nascer do sol e no final da tarde, horários
em que são observados os maiores agrupamentos. Essas observações
foram possíveis com a utilização de binóculos Zeiss e Bushnell 10 x 40
além de uma luneta Kawa TSN2 60x. Paralelamente aos trabalhos de
campo, foram realizadas campanhas educativas junto às comunidades
do entorno, através de palestras, distribuição de cartazes e conversas
informais. De 1995 a 2004, foram recuperados na costa da Bahia, 268
exemplares de S. dougallii anilhadas na América do Norte e uma na
Inglaterra. Duas aves anilhadas em Mangue Seco foram recuperadas no
arquipélago de Açores (27° 57’ S, 39° 3’ W), colônia de Portugal. Até o
momento, do total de aves recuperadas com anilhas norte-americanas,
temos informações sobre 170 aves, sendo que desse total, 80 (47,1 %)
foram anilhadas em Nova York, 66 (38,8 %) em Massachusetts e 24 (
14,1%) em outros pontos da Costa Leste dos Estados Unidos. Os cinco
pontos de trabalho foram visitados por outros representantes da família
Sternidae do gênero Sterna: Sterna hirundo, S. paradisaea, S.
superciliaris, S. antillarum, T. eurygnatha, T. sandvincensis, S. fuscata
e S. vittata. A Sterna maxima foi observada apenas em Corumbal. Nessa
localidade foram encontrados espécimes de S. maxima e S paradisaea
mortos nas praias. A estimativa das populações do gênero Sterna nos
pontos de trabalho foi de 10.000 em Mangue Seco e Cacha Prego, 3.000
Baía de Camamu e Corumbal. Pinto (1978) cita a ocorrência de S.
hirundinacea e T. maxima no litoral da Bahia, porém, até o momento,
nenhuma avistagem ou captura foi realizada durante os trabalhos no
Litoral norte baiano. Até o momento, foram observadas as espécies S.
hirundinacea e S. maxima apenas em Corumbal, no litoral sul do estado.
Os indivíduos de S. maxima e S. paradisaea encontrados mortos nas
praias, provavelmente estão associados ao fenômeno de mortandade
Capa Indice Sair PÁGINA PÁGINA
MENU Front Cover Table of Contents Leave ANTERIOR SEGUINTE

139 Aves do Litoral Norte

das aves oceânicas no litoral baiano (Lima 1996). Uma S. dougallii


recuperada em Mangue Seco estabeleceu um recorde de longevidade,
com 25,6 anos (Hays et al., 1999). Hamilton (1981), ao relatar as
recuperações de Sterna dougallii anilhadas em Great Gull Island (Nova
York) no período de 1969 a 1977, indicou que das 6.566 aves marcadas,
106 foram recuperadas na Guiana e apenas 3 na costa brasileira,
sugerindo que tais achados poderiam tratar-se de movimentos
acidentais. Nisbet (1984), fazendo um apanhado das recuperações de S.
dougallii de 1927 a 1979, relatou que das 104.000 aves anilhadas, 1.185
foram recuperadas em diferentes pontos da América do Norte, América
Central e América do Sul. Do total de recuperações fora da América do
Norte, destaca-se a Guiana com 247, seguida de Porto Rico com 29,
Trinidad com 18, Brasil com 15, República Dominicana com 14 e
Colômbia com oito recuperações. O limite mais ao sul do Oceano
Atlântico apontado por Nisbet (1984) foi Salvador, Bahia. Hays et al.,
(1999) relacionaram 12 recuperações de S. dougallii com anilhas
americanas na Bahia, todas recuperadas em Mangue Seco entre 1996 e
1997. Os resultados das campanhas de anilhamento realizadas na Bahia
entre 1995 e 2004, durante as quais houve 268 recuperações de S.
dougallii procedentes de colônias de reprodução na América do Norte
e na Europa, apontam para a importância do litoral nordestino como
rota de migração para os representantes da família Sternidae. Uma
comparação entre os dados apresentados por Nisbet (1984) referentes
às recuperações realizadas entre 1927 e 1979 e os dados aqui divulgados,
indica que os 10 anos de estudos na Bahia foram responsáveis em
colocar o litoral baiano como a principal faixa de recuperações de
Sterna dougallii fora da América do Norte, superando assim o número
de recuperações na América Central e do restante da América do Sul.
Comparando as recuperações na Bahia (268) com as da Guiana (247)
(Nisbet, 1984) que é o país com o maior número de recuperações fora
da América do Norte, temos 7,83% a mais de recuperações no litoral
baiano. Se compararmos os dados dos países da América Latina que
detém as maiores taxas de recuperações, a Bahia responde por 45,9%
(268) desse total (584). O número de recuperações na costa baiana
sugere que ao contrário do suposto por Hamilton (1981), a presença da
espécie Sterna dougallii na costa brasileira é tão freqüente quanto à
ocorrência da S. hirundo, pelo menos até o sul da Bahia. Os dois
exemplares de S. dougallii anilhadas na Bahia e recuperadas nos Açores
(Portugal) e uma ave anilhada na Inglaterra e recuperada no litoral
Capa Indice Sair PÁGINA PÁGINA
MENU Front Cover Table of Contents Leave ANTERIOR SEGUINTE

Aves do Litoral Norte 140

baiano registram, pela primeira vez, o movimento leste/oeste da espécie,


como já assinalado para a espécie S. hirundo (Hays et al. 1999, Azevedo-
Júnior et al., 2001). Além disso, indicam que as populações de
continentes diferentes estão se sobrepondo em escala espacial e
temporal, ao uso de recursos para descanso, pernoite e alimentação
durante o período de inverno setentrional na costa do nordeste
brasileiro. Benck e Maurício (2002) relatam que locais com concentrações
de mais ou menos 10.000 aves são áreas de conservação de importância
global. Mangue Seco e Cacha Prego abrigam populações estimadas em
10.000 aves e juntamente com Corumbal, Ponta do Curral e Baía de
Camamu, segundo os dados de recuperações apresentados, figuram
como pontos importantes para a migração da espécie S. dougallii, entre
outros representantes da família Sternidae na costa brasileira,
configurando-se como áreas prioritárias para manejo e conservação.
Essas medidas deverão ser ações conjuntas entre o poder público, as
Ongs (nacionais e internacionais), os pesquisadores e as comunidades.
Dados morfométricos: peso 100g, comprimento total 340 mm, asa 225
mm, cauda 155 mm, bico 38 mm, tarso 18 mm. (fêmea).

Sterna dougallii dougallii (Montagu, 1813).


Roseate Tern

The roseate tern is one of the representatives from the Laridae family
that visits the Brazilian coast during the northern coast and Bahia is
the southern most point of occurrence documented for the species (Pinto
1978, Sick 1997). Populations that reproduce in Canada, the US and
the Caribbean are considered in danger of extinction and there is little
information about their wintering grounds along the Atlantic Coast (U.
S. Fish and Wildlife Service 1987), although since the 1970s, several
expeditions to search for the species have been undertaken by American
researchers to discover landing points along the Brazilian coast (Hays
com. pess. 1996). There was little information about recoveries along
the Brazilian coast, and when that happened, they were thought of as
accidental (Hamilton 1981). On the Brazilian coast, various human
activities are causing an impact on these rest points used by representatives
Laridae family, particularly having to do with tourism. Activities related
to entertainment, such as loud noise, stalls being set up on the beach to
sell snacks and drinks, a high concentration of motorized boats and even
the construction of mansions on sand banks belonging to the Brazilian
merchant navy where access is supposedly restricted, are among the
Capa Indice Sair PÁGINA PÁGINA
MENU Front Cover Table of Contents Leave ANTERIOR SEGUINTE

141 Aves do Litoral Norte

principal factors of impact that could alter the use of these migratory
stopping points of the shore and limícolas birds on the Brazilian coast
(Azevedo Júnior & Larrazabal 1997). In 1995, at the start of the survey
and monitoring of migratory birds that visited the mouth of the Rio River
in Mangue Seco (Jandaíra, Bahia), we found a concentration of 10,000
terns composed of nine different members of the Laridae family, among
which was the endangered Sterna dougallii. This finding represents the
largest concentration of the species in the south Atlantic (Hays et. al.
1997, 1999). The purpose of this study is to publicize information about
individuals from the S. dougallii banded in North America and Europe
and recovered along the coast of Bahia between 1995 and 2004. This
data is fundamental for conservation and management purposes for the
wintering grounds used by the species especially on the coast of Bahia.
The inventory and banding work of migratory and resident species that
use the coast of Bahia for feeding and roosting started in January 1995, on
the extreme point of the north coast of Bahia, that is at the mouth of the
River Real in Mangue Seco (11° 27’ S, 37° 21’ W), and were enlarged in
1998 to encompass the whole coast all the way south to Corumbal (Porto
Seguro) (16° 45’ S, 39° 06’W). The other study locations were: Cacha
Prego (Itaparica Island) (13° 07’ S, 38° 48’ W), Ponta do Curral (Morro
de São Paulo - Valença), The Bay of Camamu (Ituberá) (13° 49’ S, 39° 10’
W). To map the coast of Bahia and chose the points to capture the birds,
for transport we used schooners and single-engine planes. Until 1998,
only birds caught in Mangue Seco were banded. After that, birds captured
in Corumbal, Cacha Prego, Ponta do Curral and the Bay Camamu started
to be banded. The capture and banding were carried out between October
and to April each year in campaigns that lasted from three to ten days at
each point, from 16:00 to 0.05 hrs. For the capture of the birds, mist nets
were used (12 m x 2.5 m, 36 mm openings) and to mark the birds, bands
provided by Centro Nacional de Pesquisa para Conservação das Aves
Silvestres (National Center for Research and Conservation of Wild Birds)
(CEMAVE) were used. In order to estimate the number of individuals
that visited the study areas, censuses were carried out in the first hours
of the morning at sunrise and at the end of the afternoon at sunset, times
at which the largest groups can be observed. These observations were
made with Zeiss and Bushnell 10 x 40 binoculars, and a telescopic sight
Kawa TSN2 60x. In parallel to the fieldwork, educational campaigns
were undertaken with the local communities who lived in the same area
of the terns, and included lectures, distribution of posters and informal
Capa Indice Sair PÁGINA PÁGINA
MENU Front Cover Table of Contents Leave ANTERIOR SEGUINTE

Aves do Litoral Norte 142

conversations. From 1995 to 2004, 268 individuals of the S. dougallii


banded in North America and one form England were caught on the coast
of Bahia. Two birds banded in Mangue Seco were recovered in the Azores
Archipelago (27° 57’ S, 39° 3’ W), part of Portugal. Until now, of all the
birds recovered with North American bands, we have information about
170 birds, and of this total 80 (47,1 %) were banded in New York, 66 (38,8
%) in Massachusetts and 24 ((14,1%) on other points of the East Coast
of the United States. The five study points on the coast of Bahia were
visited by other representatives of the Laridae family from the Sterna
genus: Sterna hirundo, S. paradisaea, S. superciliaris, S. antillarum, T.
eurygnatha, T. sandvincensis, S. fuscata and S. vittata. The T. maxima
was observed only in Corumbal. There, dead specimens of the S. maxima
e S paradisaea were found on the beach. Population estimates for the
Sterna genus in the study areas was 10,000 in Mangue Seco and Cacha
Prego, 3,000 in the Bay of Camamu e Corumbal. Pinto (1978) cites the
occurrence of the S. hirundinacea and T. maxima on the coast of Bahia,
however, up to this point, no sighting or capture of these species was
recorded during the work on the north coast of Bahia. To this point, the
S. hirundinacea and T. maxima were observed only in Corumbal, on the
south coast of the state. The individuals of T. maxima and S. paradisaea
found dead on the beach were probably associated with the shore bird
mortality phenomena on the coast of Bahia (Lima 1996).

A S. dougalli recovered in Mangue Seco established a record for longevity


of 25.6 years (Hays et al., 1999). Hamilton (1981), when reporting on the
recovery of Sterna dougallii banded on Great Gull Island (Nova York) in
the period of 1969 to 1977, indicated that of the 6,566 marked birds, 106
were recovered on the coast of Guiana and only three on the Brazilian coast,
which suggests that these findings could the result of accidental movement.
Nisbet (1984), summarizing data about recovery of S. dougallii from 1927
to 1979, reported that of the 104,000 birds banded, 1,185 were recovered
in different locations in North America, and Central and South America.
Of the total recoveries outside North America, Guiana reported the most
with 247, followed by Porto Rico with 29, Trinidad with 18, Brazil with
15, the Dominican Republic with 14 and Colombia with eight recoveries.
The southern most limit of the Atlantic Coast stipulated by Nisbet (1984)
was Salvador, Bahia. Hays et al., (1999) report 12 recoveries of the S.
dougallii with American bands in Bahia, all recovered in Mangue Seco
between 1996 and 1997. The results of the banding campaigns undertaken
Capa Indice Sair PÁGINA PÁGINA
MENU Front Cover Table of Contents Leave ANTERIOR SEGUINTE

143 Aves do Litoral Norte

in Bahia between 1995 and 2004, during which there were 268 recoveries
of S. dougallii from reproductive colonies in North America and Europe
show the importance of the northeastern Brazilian coast as a migration
route for representatives of the Laridae family. A comparison between the
data about recoveries made between 1927 and 1979 presented by Nisbet
(1984) and the data published here shows that the 10 years of studies
in Bahia were responsible in making the coast of Bahia as a principal
site outside of North America for the recovery of Sterna dougallii, with
more recoveries than Central America and South America. Comparing
the recoveries in Bahia (268) with those of Guiana (247) (Nisbet, 1984)
which was the country outside North America with the biggest number
of recoveries, we have 7.83% more recoveries on the coast of Bahia. If
we compare the data from Latin American countries with the highest
recuperation numbers, Bahia accounts for 45.9% (268) of this total (584).
The number of recoveries on the coast of Bahia, contrary to Hamilton’s
(1981) assumption, the presence of the Sterna dougallii on the Brazilian is
as frequent as the occurrences of S. hirundo, at least down to the southern
coast of Bahia. The two individuals of S. dougallii banded in Bahia and
recovered in the Azores (Portugal) and a bird banded in England and
recovered on the coast of Bahia recorded, for the first time, the east/west
movement of the species as was already indicated by the species S. hirundo
(Hays et al. 1999, Azevedo-Júnior et al., 2001). Additionally, it indicates
that populations from different continents are overlapping on a spatial
and temporal scale, and using for resources, feeding sources, roosting and
resting the Brazilian coast during the northern winter. Benck & Maurício
(2002) report that the places with populations of around 10,000 birds are
conservation areas of global important. Mangue Seco and Cacha Prego
host populations estimated at around 10,000 birds and together with the
birds at Corumbal, Ponta do Curral the Bay of Camamu, according to the
recovery data presented, figure as important migration locations for the
species S. dougallii, and other representatives of the Laridae along the
Brazilian coast. Management of these areas is a conservation priority.
These measures should consist of joint action between authorities,
national and international NGOs, researchers and the local communities.
Morphometric data: weight 100g, total length 340 mm, wing 225 mm, tail
155 mm, beak 38 mm, tarsus 18 mm. (female).

Sterna fuscata fuscata (Linnaeus, 1766).


Trinta-réis-das-rocas (Sooty Tern)
Capa Indice Sair PÁGINA PÁGINA
MENU Front Cover Table of Contents Leave ANTERIOR SEGUINTE

Aves do Litoral Norte 144

Foram encontrados oito espécimes mortos ao longo da costa do litoral


norte da Bahia: dois espécimes que fazem parte da coleção de RG (RG
9479) foram coletados na Praia do Forte no dia 28 de julho de 1994, e o
espécime RG 10010 coletado no dia 24 de março de 1999 em Arembepe.
Um espécime preparado foi depositado na coleção do MCNC (N 344).
Essa espécie, semelhante à espécie S. paradisaea, só foi observada como
uma das espécies envolvidas no fenômeno da mortalidade das aves
oceânicas. Somente em 1995, observamos um indivíduo adulto junto
a um bando de representantes da família Sternidae em Mangue Seco.
Dados morfométricos: peso 150g, comprimento total 415 mm, asa 275
mm, cauda 136 mm, bico 45 mm, tarso 24 mm.

Sterna fuscata fuscata (Linnaeus, 1766).


Sooty Tern

Eight dead specimens of this species were found along the north coast of
Bahia. Two specimens are part of the RG (RG 9479) collection and were
collected at Praia do Forte on July 28, 1994, and the specimen RG 10010
was collected on the 24th of March 24, 1999 in Arembepe. A specimen was
prepared and stored in the MCNC (N 344) collection. This species, similar
to the S. paradisaea, was only observed as one of the species involved in
the mortality phenomena of shore birds in Bahia. Only in 1995 did we
observe one adult individual together with group of representatives from the
Sternidae family in Mangue Seco. Morphometric data: weight 150g, total
length 415 mm, wing 275 mm, tail 136 mm, beak 45 mm, tarsus 24 mm.

Sterna superciliaris (Vileillot, 1819)


Trinta-réis-anão (Yellow-billed Tern)

É a menor espécie de trinta-réis brasileira. No período de reprodução,


o seu bico adquire uma coloração amarelo intenso e fora do período
reprodutivo o bico é amarelo com a ponta negra. Ocorre em determinadas
lagoas do litoral norte, mas o local de maior concentração dessa espécie
está localizado no estuário do Rio Real em Mangue Seco. É muito
parecida com a espécie S. antilarum, com quem pode ser confundida e
difere da anterior pela coloração do bico que é totalmente negro e pela
sua plumagem de inverno quando visita o litoral norte e se mistura com
a espécie S. superciliaris. Pequenos bandos se reproduzem em bancos de
areia em Mangue Seco. Dados morfométricos: peso 62g, Comprimento
total 234 mm, asa 187 mm, cauda 79 mm, bico37mm, tarso 17 mm.
Capa Indice Sair PÁGINA PÁGINA
MENU Front Cover Table of Contents Leave ANTERIOR SEGUINTE

145 Aves do Litoral Norte

Sterna superciliaris (Vileillot, 1819)


Yellow-billed Tern

This is the smallest Brazilian tern species. During the reproductive period, its
beak acquires an intense yellow coloration when it is not in the reproductive
period, the beak is yellow which differentiates it from the S. antilarum which
during the reproductive period has black coloring on the point of its beak.
It occurs in certain lakes and lagoons in the north coast region of Bahia
but the largest concentration of these birds is at the estuary of the River
Rio and Mangue Seco. It looks very like the S. antilarum, with whom it can
be confused but differs because the S. antilarum beak is totally black as
is its winter plumage when it visits the north coast and it mixes with the
S. superciliaris. Small groups of the bird reproduce in the sand banks at
Mangue Seco. Morphometric data: weight 62g, total length 234 mm, wing
187 mm, tail 79 mm, beak37mm, tarsus 17mm.

Sterna antilarum (Lesson, 1764).


Trinta-réis-miúdo (Least Tern)

Espécie migrante dos Estados Unidos e da América Central visita o nosso


litoral no final de outubro e retorna entre o final de março e meados
de abril, para suas colônias reprodutivas. Uma característica marcante
dessa espécie e que a distingue da S. superciliaris é a coloração do
bico que é totalmente negro durante sua estada no território brasileiro.
Dados morfométricos: Comprimento total 217 mm, asa 157 mm, cauda
73 mm, bico 32 mm, tarso 13 mm.

Sterna antilarum (Lesson, 1764).


Least Tern

This migrant species from the United States and Central America visits
our coast between the end of October and returns at the end of March or
mid-April. A marked characteristic of this species which is distinguishes
it from the S. superciliaris is the coloring of the beak which is totally black
during the time it spends in Brazilian territory. These birds can also have
black coloring on the end of their beak in the middle of April when they
are returning to their reproductive colonies. Morphometric data: total
length 217 mm, wing 157 mm, tail 73 mm, beak 32 mm, tarsus 13 mm.
Capa Indice Sair PÁGINA PÁGINA
MENU Front Cover Table of Contents Leave ANTERIOR SEGUINTE

Aves do Litoral Norte 146

Thalasseus eurygnatha (Saunders, 1876).


Trinta-réis-de-bico-amarelo (Cayenne Tern)

A espécie Thalasseus eurygnatha ocorre da Patagônia até as Antilhas


(Sick, 1997) e é um dos representantes da família Sternidae, que no
Brasil, é comumente observada entre os meses de abril e outubro,
freqüentando ilhas costeiras ou pousando em bóias sinalizadoras ou
em pedras próximas à costa, sobrevoando e alimentando-se nas águas
costeiras (Efe et al., 2000). No Brasil, a espécie se reproduz nas ilhas
costeiras de Santa Catarina e do Espírito Santo, entre abril e setembro
(Sick, 1997; Efe et al., 2000; Branco, 2003). No litoral da Bahia, a espécie
pode ser observada durante o ano inteiro, mas de setembro a abril, a
espécie ocorre em grandes concentrações provenientes das colônias de
reprodução do Espírito Santo, em sua maioria. Desde 1988, vêm sendo
realizadas campanhas de anilhamento no Espírito Santo, porém somente
em 1995 foi registrado o movimento migratório da T. eurygnatha
originária das colônias do Espírito Santo para o litoral baiano (Lima,
1996). Em 1994, a espécie foi registrada para o litoral de Pernambuco
(Azevedo-Júnior et al., 2001). Anteriormente, a maioria dos registros
de recuperações tinha ocorrido no litoral da região sudeste e no sul do
Brasil. No litoral da Bahia, várias atividades humanas estão provocando
impacto nos pontos de descanso utilizados pelos representantes da
família Sternidae, destacando-se as que estão associadas ao turismo.
Atividades festivas com utilização de som, instalação de barracas para
venda de lanches e bebidas, alta concentração de barcos motorizados e até
mesmo construção de mansões nos bancos de areia de áreas pertencentes
à Marinha do Brasil onde deveria ser restrito o acesso, estão entre os
principais fatores de impacto ambiental que podem alterar a utilização
dos pontos de parada migratória de aves limícolas e oceânicas na costa
brasileira (Azevedo Júnior e Larrazabal 1997; Lima et al., 2004, no
prelo). Em 1995, teve início o levantamento e monitoramento das aves
migratórias que visitam a foz do Rio Real em Mangue Seco (Jandaíra,
Bahia), que registrou uma concentração de aproximadamente 10.000
trinta-réis, formando um grupo misto de nove espécies da Família
Sternidae, dentre as quais se destacava a presença da espécie Thalasseus
eurygnatha. Esse achado representa a maior concentração da espécie no
litoral do Nordeste brasileiro, sem contar as colônias de reprodução do
Espírito Santo e demais regiões costeiras do sudeste e sul do Brasil. (Efe
et. al., 2000). O objetivo desse trabalho é divulgar informações sobre
Capa Indice Sair PÁGINA PÁGINA
MENU Front Cover Table of Contents Leave ANTERIOR SEGUINTE

147 Aves do Litoral Norte

exemplares da espécie T. eurygnatha recuperados no litoral da Bahia


no período entre 1995 e 2004. Esses dados são fundamentais para a
conservação e manejo das áreas de pouso e alimentação utilizadas pela
espécie, sobretudo na costa da Bahia. Dados morfométricos: peso 180g,
comprimento total 405 mm, asa 300 mm, cauda 140 mm, bico 55, tarso
28 mm.

Thalasseus eurygnatha (Saunders, 1876)


Cayenne Tern

The species Thalasseus eurygnatha occurs in an area that stretches from


Patagonia to the Antilles (Sick, 1997) and is one of the representatives
of the Sternidae which in Brazil is commonly seen between the months
April and October where it frequents coastal islands or rocks close to the
shore, flying over and feeding in the coastal waters. (Efe et al., 2000). In
Brazil, the species reproduces on the coastal islands off of Santa Catarina
and Espirito Santo, between April and September (Sick, 1997; Efe et
al., 2000; Branco, 2003). On the coast of Bahia, the species can be seen
throughout the whole year but between September and April, this tern
occurs in large concentrations most of which come from a reproductive
colony in the state of Espírito Santo. Since 1988, banding campaigns have
taken place in Espírito Santo, but only in 1995 were the first records
made of the migratory movement of the T. eurygnhata coming from the
colonies of Espírito Santo to the coast of Bahia (Lima, 1996). In 1994,
the species was recorded on the coast of Pernambuco state (Azevedo-
Júnior et al., 2001). Before that, the majority of recovery records had
occurred in coastal regions in the south-east and south of Brazil. On the
coast of Bahia, various human activities are causing an impact on these
rest points used by representatives Sternidae family, particularly having
to do with tourism. Activities related to entertainment, such as loud
noise, stalls being set up on the beach to sell snacks and drinks, a high
concentration of motorized boats and even the construction of mansions
on sand banks belonging to the Brazilian merchant navy where access
is supposedly restricted, are among the principal factors of impact that
could alter the use of these migratory stopping points of the shore and
(limicolas???) birds on the Brazilian coast (Azevedo Júnior e Larrazabal
1997; Lima et al., 2004, no prelo). In 1995, the survey and monitoring
of the migratory birds that visit the mouth of the River Real in Mangue
Seco (Jandaíra, Bahia) were started which recorded a concentration of
approximately 10.000 terns made up of nine species of the Sternidae
family among which was the Thalasseus eurygnatha. This finding
Capa Indice Sair PÁGINA PÁGINA
MENU Front Cover Table of Contents Leave ANTERIOR SEGUINTE

Aves do Litoral Norte 148

represents the largest concentration of the species on the northeastern


Brazilian coast other than the reproduction colonies in Espírito Santo
and other coastal regions in the southeast and south of Brazil (Efe et.
al., 2000). The objective of the study is to publicize information about
specimens of the T. eurygnatha species recovered on the coast of Bahia, in
the period between 1995 and 2004. This information is fundamental for
the conservation and management of resting and feeding places used by
this species, with particular relevance to the coast of Bahia. Morphometric
data: weight 180g, total length 405 mm, wing 300 mm, tail 140 mm, beak
55, tarsus 28 mm.

Thalasseus sandvicensis (Cabot, 1848).


Trinta-réis-de-bando (Sandwich Tern)

Visitantes da América do Norte e América Central são muito semelhantes


à espécie anterior, diferindo apenas pela coloração preta do bico com a
ponta em amarelo. As duas espécies podem ser facilmente confundidas,
se não for observada a cor do bico. Já capturamos um individuo dessa
espécie anilhado nos E.U.A. Dados morfométricos: comprimento total
345 mm, asa 282 mm, cauda 118 mm, bico 49 mm, tarso 26 mm.

Thalasseus sandvicensis (Cabot, 1848).


Sandwich Tern

These are visitors from North and Central America and are very similar
to the previously described species, differing only in the color of their
beak which is black with a yellow point. The two species can easily be
confused when the beak is not showing. We have caught an individual of
this species with a band from the United States. Morphometric data: total
length 345 mm, wing 282 mm, tail 118 mm, beak 49 mm, tarsus 26 mm
(female).

Anous stolidus stolidus (Linnaeus, 1758).


Andorinha-do-mar-preta (Brown Noddy)

Doze espécimes foram coletados de 1994 a 1999 no litoral norte da


Bahia; três estão depositados na coleção de RG: RG 9528 coletado em
Salvador no dia 18 de fevereiro de 1995; RG 9544 coletado no litoral
norte do estado em 10 de outubro de 1995 e RG 9899 coletado em
Salvador no dia 24 de maio de 1998. Cinco espécimes estão na coleção
do MCNC, sendo que três deles foram encontrados anilhados. Como
ocorre com as espécies S. paradisaea e S. fuscata, não se misturam com
os demais representantes da família nos bancos de areia do litoral da
Capa Indice Sair PÁGINA PÁGINA
MENU Front Cover Table of Contents Leave ANTERIOR SEGUINTE

149 Aves do Litoral Norte

Bahia. Dados morfométricos: peso 90g, comprimento total 357 mm, asa
245 mm, cauda 115 mm, bico 43 mm, tarso 28 mm.

Anous stolidus stolidus (Linnaeus, 1758)


Brown Noddy

Twelve specimens were collected between 1994 and 1999 on the north
coast of Bahia; three are stored in the RG: RG 9528 collection which were
found in Salvador on February 18th, 1994. RG 9544 was collected on the
north coast of the state on the 10th of October, 1995 and RG 9899 was
collected in Salvador on the 24th of May 24, 1998. Five specimens are in
the MCNC collection, three of which were found with bands. As happens
with the S. paradisaea and S.fuscata, these birds do not mix with other
representatives of the family on the sand banks along the coast of Bahia.
Morphometric data: weight 90g, total length 357 mm, wing 245 mm, tail
115 mm, beak 43 mm, tarsus 28 mm.
Columbiformes
Capa Indice Sair PÁGINA PÁGINA
MENU Front Cover Table of Contents Leave ANTERIOR SEGUINTE

Aves do Litoral Norte 150

Columbina talpacoti talpacoti (Temminck, 1811 ).


Rolinha-roxa (Ruddy Ground-Dove)
Capa Indice Sair PÁGINA PÁGINA
MENU Front Cover Table of Contents Leave ANTERIOR SEGUINTE

151 Aves do Litoral Norte

Ordem dos Columbiformes


Columbiformes order

Columbidae
Columba livia domestica (Gmelin, 1789).
Pombo-doméstico (Rock Dove)

Essa espécie é uma ave doméstica. Existem várias espécies de pombos


domésticos, sendo a raça mais conhecida, a raça belga dos pombos
correio. Os pombos foram introduzidos e hoje se encontram espalhados
por todo o litoral norte. A grande maioria desses pombos é criada
em liberdade e com o passar do tempo vai se adaptando às cidades
onde se alojam e podem se tornar uma verdadeira praga e transmitir
uma infinidade de doenças para o ser humano e outras espécies de
aves silvestres, tais como a Columbina talpacoti, que pode adquirir
tricomoniose por comer junto aos pombos de rua. O local de maior
concentração de pombos de rua é no centro da cidade antiga de
Salvador (Prefeitura Municipal). Os pombos da raça belga são criados
com grande rigor pelos apaixonados dessa raça e dificilmente podem
transmitir qualquer tipo de doença ao homem. Dados morfométricos:
peso 300g, comprimento total 310 mm, asa 120 mm, cauda 100 mm,
bico 24 mm, tarso 30 mm (raça belga).

Columbidae Family
Columba livia domestica (Gmelin, 1789).
Rock Dove

This is a domesticated species and the most well known group is the
Belgium pigeon or “messenger” pigeon. Pigeons were introduced here
and today can be found spread along the whole north coast. The great
majority of this species is wild and with time has been able to adapt to
urban life and become a great pest. It can transmit an infinite number
of diseases to humans and other wild bird species such as Columbina
Capa Indice Sair PÁGINA PÁGINA
MENU Front Cover Table of Contents Leave ANTERIOR SEGUINTE

Aves do Litoral Norte 152

talpacoti, a bird related to it. We have observed small pigeons with


tricomoniose, the result of feeding together with the street pigeons. The
locale with the largest concentration of street pigeons is in the old part of
Salvador (municipal government buildings). The captive Belgium pigeons
are treated with great care by their breeders and are unlikely to transmit
any type of disease to humans. Morphometric data: weight 300g, total
length 310 mm, wing 120 mm, tail 100 mm, beak 24 mm, tarsus 30 mm
(Belgium breed).

Columba speciosa (Gmelin, 1789).


Pomba-trocal (Scaled Pigeon)

É a espécie de maior porte no litoral norte, perdendo apenas para


algumas raças de pombos domésticos. Vive na copa de florestas
preservadas onde busca alimento (pequenos frutos). O pescoço todo
coberto de escamas cintilantes e o bico vermelho ajudam muito a
identificação dessa espécie. É muito perseguida pelos caçadores. Dados
morfométricos: peso 252g, comprimento total 330 mm, asa 126 mm,
cauda 111 mm, bico 21 mm, tarso 20 mm (macho).

Columba speciosa (Gmelin, 1789).


Scaled Pigeon

This is the largest pigeon species along the north coast, and only loses out in
terms of size to a few domestic pigeons. It lives in the canopy of preserved
forests where it feeds on small fruits. Characteristics such as the sparkling
scales on its neck and its red beak help to identify the species. It is much
sought after by hunters. Morphometric data: weight 252g, total length 330
mm, wing 126 mm, tail 111 mm, beak 21 mm, tarsus 20 mm (male).

Columba picazuro marginalis (Naumburg, 1932 ).


Asa-branca (Picazuro Pigeon)

Espécie de grande porte, comum nas regiões de caatinga e de cerrado


no oeste da Bahia, vem se tornando uma praga por causa do excesso
de alimento (soja). No litoral norte, essa espécie ocorre como ave
introduzida pelos órgãos ambientais. No presente momento, a sua
população ainda é reduzida. Peso 320g.

Columba picazuro marginalis (Naumburg, 1932 ).


Picazuro Pigeon
Capa Indice Sair PÁGINA PÁGINA
MENU Front Cover Table of Contents Leave ANTERIOR SEGUINTE

153 Aves do Litoral Norte

This is a large species common is the regions of caatinga (dry shrub forest)
and the western savanna region of the state and has become a pest because
of the abundance of food sources in the form of soy. On the north coast
of Bahia, this species occurs as a species introduced by environmental
organs. Currently, the population is still small. Weight 320g.

Columba cayennensis (Bonnaterre, 1792).


Pomba-galega (Pale-vented Pigeon)

È a pomba de grande porte mais abundante no litoral norte, ocorrendo


em quase todos os ecossistemas: cerrado, restinga e borda das florestas.
O seu ninho é em forma de tigela muito desajeitada, que pode ser
construído no meio de ramagens secas, em árvores e arbustos. Pode ser
vista em grandes grupos ou em casais. Gostam do fruto de jurubeba,
sendo um dos dispersores dessa espécie. O ninho é confeccionado de
gravetos e a postura consta de um único ovo de cor branca, que pesa
11.2g e mede 40 mm x 37 mm. O filhote nasce coberto por uma penugem
amarela. Dados morfométricos: peso 210g, comprimento total 230 mm,
asa 180 mm, cauda 100 mm, bico 18 mm, tarso 36 mm.

Columba cayennensis (Bonnaterre, 1792)


Pale-vented Pigeon

This is a large bird and abundant in the north coast region of Bahia, and it
also occurs in almost all the state’s ecosystems: savanna, dry forest, sandy
coastal forests and at forest edges. Its nest is bowl-shaped and clumsily
constructed and can be built in dry branches, trees or bushes. It can be
seen in pairs or in large groups. It likes the ‘jurubeba’ fruits and is one of
the fruit’s dispersers. The nest is made of twigs and it lays a single white
egg that weighs 11.2g and measures 40mm x 37mm. The chick hatches
covered with a yellow plumage. Morphometric data: weight 210g, total
length 230 mm, wing 180 mm, tail 100 mm, beak 18 mm, tarsus 36 mm.

Columbina passerina griseola ( Spix, 1758 ).


Rolinha-cinzenta (Ground-Dove)

É uma espécie de pomba pequena que ocorre em todo o litoral norte,


em área abertas no cerrado e na restinga. Tem a cabeça e o pescoço
cobertos de escamas cintilantes, vive no solo em busca de alimento e onde
também se reproduz. O seu ninho é confeccionado com palhas no solo
e num local sombreado (moitas de gramíneas ou pequenos arbustos). A
Capa Indice Sair PÁGINA PÁGINA
MENU Front Cover Table of Contents Leave ANTERIOR SEGUINTE

Aves do Litoral Norte 154

postura consta de dois ovos pesando em média 3.1g e medindo 22 mm x


16,5 mm. Dados morfométricos: peso 36g, comprimento total 155 mm,
asa 75 mm, cauda 60 mm, bico 12 mm.

Columbina passerina griseola ( Spix, 1758 )


Ground-Dove

This is a small pigeon that occurs all along the north coastal region in
open areas of the savanna or sandy coastal forests. Its neck is covered
with shining scales, and it lives on the ground where it looks for food and
reproduces. The nest is built on the ground with dry grass and in a shaded
area under small bushes or within shrubs. It lays two eggs which weigh
an average of 3.1g and measure 22 mm x 16.5 mm. Morphometric data:
weight 36g, total length 155 mm, wing 75 mm, tail 60 mm, beak 12 mm.

Columbina minuta (Linné, 1766).


Rolinha-de-asa-canela (Plain-breasted Ground-Dove)

É uma espécie comum na caatinga da Bahia, sendo uma das mais


numerosas. No litoral norte, essa ave foi introduzida pelos órgãos
ambientas. Capturamos uma ave jovem com a rede de neblina numa
restinga situada em Arembepe (Camaçari). Essa espécie ainda não se
expandiu como a espécie a seguir, que também foi introduzida. Constrói
o ninho também no solo, semelhante ao da espécie anterior, mas também
pode construí-lo em ramagens no meio da vegetação, a uma pequena
distância do solo. Dados morfométricos: peso 36g, comprimento total
153 mm, asa 78 mm, cauda 50 mm, bico 10 mm, tarso 15 mm (fêmea).

Columbina minuta (Linné, 1766)


Plain-breasted Ground-Dove

The plain-breasted ground dove is very common in the Caatinga of Bahia


and one of the most abundant birds in the region. Along the north coast,
this bird was introduced by environmental authorities. We caught a young
bird in a mist net in a sandy coastal forest in Arembepe (Camaçari). This
species has not expanded as much as the picui ground dove which also was
introduced. It generally assembles its nest on the ground like the previous
species but can also make the nests on branches within the vegetation
slightly above the ground. Morphometric data: weight 36g, total length
153mm, wing 78mm, tail 50mm, beak 10mm, tarsus 15mm (female).
Capa Indice Sair PÁGINA PÁGINA
MENU Front Cover Table of Contents Leave ANTERIOR SEGUINTE

155 Aves do Litoral Norte

Columbina picui strepitans (Spix, 1825 ).


Rolinha-branca (Picui Ground-Dove)

Semelhante à espécie anterior, foi introduzida no litoral norte pelos


órgãos ambientais e hoje se encontra espalhada por toda a restinga do
litoral norte da Bahia, de Salvador a Mangue Seco. A postura consta de
dois ovos, pesando em média 3.4g e medindo 24 mm x 17 mm. É uma
espécie comum nas caatingas da Bahia e constrói seu ninho, tanto em
árvores, como em telhados de residências. Dados morfométricos: peso
44g, comprimento total 178 mm, cauda 65 mm.

Columbina picui strepitans (Spix, 1825 ).


Picui Ground-Dove

In a similar vein to the previous species, this dove was introduced by


environmental authorities into the north coast region and is today spread
throughout coastal forests of the region from Salvador to Mangue Seco. It
lays two eggs, which weigh an average of 3.4g and measure 24 mm x 17
mm. It is a common species in the caatinga shrub vegetation of Bahia and
constructs its nest in trees and the rooves of houses. Morphometric data:
weight 44g, total length 178 mm, tail 65 mm.

Columbina talpacoti talpacoti (Temminck, 1811 ).


Rolinha-roxa (Ruddy Ground-Dove)

É uma das rolinhas mais comuns e conhecidas do litoral norte e


ocorre na maioria dos ecossistemas: cerrado, restinga, borda de mata.
Habita inclusive o centro de Salvador e jardins. O seu ninho é em
forma de tigela onde coloca dois ovos de cor branca pura que pesam
em média 3.6g e medem 24 mm x 17 mm. Pode construir o ninho em
menos de uma semana. Também pode reutilizar o mesmo ninho. Já
observamos a rolinha-roxa utilizando um ninho abandonado de anu-
preto. Semelhante às demais espécies dessa família, às vezes os filhotes
são colocados na borda do ninho que funciona como uma barreira
protetora. Muitas pessoas já se acostumaram a dar alimento a essas
aves e assim as populações dessa espécie vão crescendo na cidade do
Salvador. Dados morfométricos: peso 45g, comprimento total 150 mm,
asa 85 mm, cauda 58 mm, bico 10 mm, tarso 18 mm (fêmea).
Capa Indice Sair PÁGINA PÁGINA
MENU Front Cover Table of Contents Leave ANTERIOR SEGUINTE

Aves do Litoral Norte 156

Columbina talpacoti talpacoti (Temminck, 1811 ).


Ruddy Ground-Dove

This is one of the most common and known recognized birds along the
northern coast of Bahia and occurs in the majority of the ecosystems:
the savanna, the sandy coastal forests and forest edges. It also lives in
Salvador and the gardens within the city. The nest is bowl-shaped and
the species lays two pure white eggs that weigh an average of 3.6g and
measure 24 mm x 17 mm. It can build a nest in less than one week and it
will also re-use the same nest. We have seen a ruddy ground-dove using
the abandoned nest of a smooth-billed ani. Similar to other species of this
family, the chicks are sometimes placed on the edge of the nest to function
as a protective barrier. Many people have gotten into the habit of feeding
this species which has led to an increase in its population in Salvador.
Morphometric data: weight 45g, total length 150 mm, wing 85 mm, tail
58 mm, beak 10 mm, tarsus 18 mm (female).

Scardafella squammata squammata (Lesson, 1831 ).


Fogo-apagou (Scaled Dove)

Essa espécie é bem característica, porque possui uma plumagem toda


barrada (escamada). O seu canto, muito conhecido, é chamado de “fogo-
apagou”. Quando voa, emite o som característico do chocalho de uma
cascavel. Ocorre em todo o litoral norte, principalmente próximo do
litoral. O ninho é em forma de tigela, semelhante ao da espécie anterior,
e sua postura consta de dois ovos de cor branca pura, pesando em média
3.5g e medindo 22 mm x 17 mm. Dados morfométricos: comprimento
total 205 mm, asa 95 mm, cauda 82 mm, bico 13 mm, tarso 13 mm.

Scardafella squammata squammata (Lesson, 1831 ).


Scaled Dove

This is very distinct bird due to its completely barred plumage. Its call is also
well known and sounds like “fogo-apagou”. When it flies, it makes a sound
like the rattle of a rattlesnake. The scaled dove occurs all along the northern
coastal region principally close to the shore. It lays two white eggs which weigh
an average 3.5g and measure 22 mm x 17 mm, in a bowl shaped nest very
similar to that of the ruddy-ground dove. Morphometric data: total length 205
mm, wing 95 mm, tail 82 mm, beak 13 mm, tarsus 13 mm.
Capa Indice Sair PÁGINA PÁGINA
MENU Front Cover Table of Contents Leave ANTERIOR SEGUINTE

157 Aves do Litoral Norte

Leptotila verreauxi approximans (Cory, 1917)


Juriti-pupu (White-tipped Dove)

Muito parecida com a espécie descrita a seguir, difere da mesma porque


tem uma cor mais acinzentada no alto da cabeça, um anel alaranjado
em volta dos olhos e pés menos avermelhados do que a L. rufaxilla.
Ocorre em ambientes secos, tais como a restinga e a borda das matas.
Quando está voando, podemos perceber uma ponta branca no final
da cauda. A postura consta de dois ovos, pesando em média 7.0g e
medindo 30 mm x 22 mm. Pode ocorrer junto à espécie citada a seguir.
Dados morfométricos: peso 135g, comprimento total 265 mm, asa 134
mm, cauda 103 mm, bico 18 mm, tarso 24 mm.

Leptotila verreauxi approximans (Cory, 1917)


White-tipped Dove

Very similar in appearance to the L. rufaxilla, the white-tipped dove can


be differentiated by its grayer coloring on the top of its head, an orange
colored ring around its eye and feet that are less starkly red than the L.
rufaxilla. It occurs in dry environments, such as in the sandy coastal
forests and forest edges. When in flight, a white mark on the tip of its
tail becomes visible. It lays two eggs which weigh an average of 7.0g and
measure 30 mm x 22 mm. It can occur together with the following species
to be described. Morphometric data: weight 135g, total length 265 mm,
wing 134 mm, tail 103 mm, beak 18 mm, tarsus 24 mm.

Leptotila rufaxilla bahiae (Berlepscha, 1885).


Juriti-gemedeira (Gray-fronted Dove)

Muito parecida com a espécie anterior, difere da mesma por apresentar a


fronte mais esbranquiçada, o anel ao redor dos olhos mais avermelhado,
o pescoço azulado de brilho intenso e os pés muito vermelhos. Vive no
interior das florestas, em áreas sombrias. Dados morfométricos: peso
140g, comprimento total 274 mm, asa 140 mm, cauda 90 mm, bico 15
mm, tarso 15 mm.

Leptotila rufaxilla bahiae (Berlepscha, 1885)


Gray-fronted Dove

This bird is very similar in appearance to the previously described species,


but differs from it by its whiter forehead, the ring around its eyes is redder,
Capa Indice Sair PÁGINA PÁGINA
MENU Front Cover Table of Contents Leave ANTERIOR SEGUINTE

Aves do Litoral Norte 158

the neck is bright blue and the feet very red. It lives in the interior of the
forests in shady areas. Morphometric data: weight 140g, total length 274
mm, wing 140 mm, tail 90 mm, beak 15 mm, tarsus 15 mm.

Geotrygon montana montana ( Linné, 1758 ).


Pariri (Ruddy Quail-Dove)

Espécie terrícola, muitas vezes passa despercebida quando se desloca


através da floresta; tem dimorfismo sexual acentuado, sendo o macho
de cor mais intensa e a fêmea na cor pardo-olivácea. Apesar dos relatos
dessa espécie que afirmam ser de hábito terrícola, já capturamos essa
espécie por duas vezes nas árvores de uma floresta, alimentando-se junto
a um bando de Columba speciosa. Ambas as espécies foram capturadas
com redes de neblina. Dados morfométricos: peso 160g, comprimento
total 230 mm, asa 143 mm, cauda 79 mm, bico 13 mm, tarso 33 mm.

Geotrygon montana montana ( Linné, 1758 ).


Ruddy Quail-Dove

This is a terricolous species which often goes unnoticed when it moves


within the forest: it has accentuated dimorphism whereby the male has
more intense coloring and the female has olivaceous brown coloring.
Despite the many reports about the species that affirm it to be a ground
bird, we have twice caught this species in the trees of a forest when it was
feeding with a group of Columba species. Both species were captured in
mist nets. Morphometric data: weight 160g, total length 230 mm, wing
143 mm, tail 79 mm, beak 13 mm, tarsus 33 mm.
Psittacimormes MENU
Capa
Front Cover
Indice
Table of Contents
Sair
Leave
PÁGINA
ANTERIOR
PÁGINA
SEGUINTE

159 Aves do Litoral Norte

Touit surda (Kuhl, 1820).


Apuim-de-cauda-amarela
Golden-tailed parrotlet
Capa Indice Sair PÁGINA PÁGINA
MENU Front Cover Table of Contents Leave ANTERIOR SEGUINTE

Aves do Litoral Norte 160


Capa Indice Sair PÁGINA PÁGINA
MENU Front Cover Table of Contents Leave ANTERIOR SEGUINTE

161 Aves do Litoral Norte

Ordem dos Psittacimormes


Psittacimormes Order

Psittacidae
Diopsittaca nobilis cumanensis (Lichtenstein, 1832 ).
Maracanã-nobre (Red-shouldered Macaw)

Essa espécie pode ser encontrada mais comumente na Avenida Paralela,


em plena cidade de Salvador, onde podemos observar grupos com mais
de 20 indivíduos. Outro local onde podemos observar essa espécie
é nas poucas matas que restaram no município de Lauro de Freitas.
Inclusive, nós pudemos observar essa espécie se reproduzindo num
oco de palmeira morta. No litoral norte, podemos observar pequenos
grupos espalhados em diversos municípios. Têm a fronte azul e a face e
bico, esbranquiçados. Dados morfométricos: peso 210 g, comprimento
total 369 mm, asa 205 mm, cauda 180 mm, bico 34 mm, tarso 19 mm.

Psittacidae Family
Diopsittaca nobilis cumanensis (Lichtenstein, 1832 ).
Red-shouldered Macaw

This species is commonly seen along the Avenida Paralela, a main avenue
in the city of Salvador, where we can see groups of 20 or more individuals.
Another place where we can see this species is in the few forests that still remain
in municipality of Lauro de Freitas. We have seen this species reproducing in
a hollow palm snag. In the north coast region, we can observe small groups
spread around various municipalities. It has a blue forehead and a whitened
beak and face. Morphometric data: weight 210g, total length 369 mm, wing
205 mm, tail 180 mm, beak 34 mm, tarsus 19 mm.

Aratinga leucophthalmus leucophthalmus (Müller, 1776 ).


Maracanã-malhada (White-eyed Parakeet)
Capa Indice Sair PÁGINA PÁGINA
MENU Front Cover Table of Contents Leave ANTERIOR SEGUINTE

Aves do Litoral Norte 162

Podemos observar essa espécie nas matas de Jandaíra (Mangue Seco).


Reproduz-se nos ocos dos coqueiros. Os filhotes são coletados por
membros da comunidade para serem vendidos a turistas. Possuem
nas laterais da cabeça e do pescoço algumas penas vermelhas; a
região perioftálmica é desprovida de penas e a pele é branca. Dados
morfométricos: peso 175 g, comprimento total 330 mm, asa 190 mm,
cauda 171 mm, bico 29 mm, tarso 19 mm.

Aratinga leucophthalmus leucophthalmus (Müller, 1776 ).


White-eyed Parakeet

We can observe this species in the forests of Jandaíra (Mangue Seco). It


reproduces in the hollows of coconut trees. The chicks are collected by
members of the community to be sold to tourists. On the side of their heads
and neck they have red feathers; the area around the eye has no feathers
and the color of the skin is white. Morphometric data: weight 175g, total
length 330 mm, wing 190 mm, tail 171 mm, beak 29 mm, tarsus 24 mm.

Aratinga auricapilla auricapilla (Kuhl, 1820 ).


Jandaia-de-testa-vermelha (Golden-capped Parakeet)

A espécie encontra-se distribuída por todo o litoral norte, desde Salvador


(Parque de Pituaçu) até Mangue Seco. Na Mata Atlântica do litoral sul
da Bahia não é muito comum, no entanto, no litoral norte, a espécie
leva uma grande vantagem, porque aproveita as cavidades feitas pelos
pica-paus nos troncos dos coqueiros para se reproduzir. Uma família de
até 10 exemplares cuida dos filhotes, revezando-se para alimentá-los.
A postura pode constar de 2 a 4 ovos na cor branca pura. Podemos
observar bandos voando de um lado para o outro das estradas, com
até 30 indivíduos. Dados morfométricos: peso 100g, comprimento total
275 mm, asa 159 mm, cauda 130 mm, bico 22 mm, tarso 12 mm.

Aratinga auricapilla auricapilla (.Kuhl, 1820 ).


Golden-capped Parakeet

This species is distributed throughout the northern coastal region, from


Salvador (Pituaçu city park) all the way to Mangue Seco. In the Atlantic
Forest along the southern coast of Bahia it is not very common but in
the north coast region the species has a great advantage because is takes
advantage of the cavities made by woodpeckers in the trunks of coconut
Capa Indice Sair PÁGINA PÁGINA
MENU Front Cover Table of Contents Leave ANTERIOR SEGUINTE

163 Aves do Litoral Norte

trees in which to reproduce. It lays two to four eggs that are pure white.
We can observe groups of up to 30 individuals flying from one side of the
road to the other. Morphometric data: weight 100g, total length 275
mm, wing 159 mm, tail 130 mm, beak 22 mm, tarsus 12 mm.

Aratinga jandaya (Gmelin, 1788).


Aratinga-verdadeiro (Jandaya Parakeet)

É uma espécie que ocorre no sudeste da Bahia, na fronteira com o sul


do Piauí. Foi observada em Salvador, reproduzindo-se num oco de
coqueiro no Zoológico de Salvador e tanto pode ter sido introduzida
pelos órgãos ambientais do estado, como pode ter sido oriunda da fuga
do próprio zoológico. Dados morfométricos: peso 90g, comprimento
total 260 mm, asa 140 mm, cauda 142 mm, bico 22 mm, tarso 10 mm.

Aratinga jandaya (Gmelin, 1788).


Jandaya Parakeet

This species occurs in northwest of the state on the border with Piauí state.
However, it was observed in Salvador, nesting in the hollow of a coconut tree
in the city’s zoo. This could have been a result of being introduced by the state
environmental authorities or it could have been a result of some birds that
escaped from the zoo itself. Morphometric data: weight 90g, total length 260
mm, wing 140 mm, tail 142 mm, beak 22 mm, tarsus 10 mm.

Aratinga aurea aurea ( Gmelin, 1789 ).


Aratinga-estrela (Peach-fronted Parakeet)

É o periquito mais comum e abundante no litoral norte e ocorre em quase


todos os ecossistemas, inclusive no manguezal. Tem características bem
marcantes, tais como a testa e a região perioftálmica na cor amarela,
tendendo para o laranja. Reproduzem-se em cupinzeiros onde escavam
uma entrada suficiente para entrar e uma grande cavidade interna, onde
põe os ovos. Ninhos abandonados de A. aurea podem ser aproveitados
pelas espécies F. sparverius e Otus choliba. A postura é de 3 a 5 ovos,
de cor branca. Durante o período reprodutivo, observamos que andam
aos pares (casais) e após esse período, podemos observar bandos
numerosos com mais de 300 indivíduos. Costumam se aglomerar
Capa Indice Sair PÁGINA PÁGINA
MENU Front Cover Table of Contents Leave ANTERIOR SEGUINTE

Aves do Litoral Norte 164

em grandes bandos nos dormitórios, que podem ser usados durante


vários anos. Já observamos um bando com mais de 200 aves atacando
um Buteo albicaudatus que se aproximou do seu dormitório. Dados
morfométricos: peso 75g, comprimento total 230 mm, asa 140 mm,
cauda 120 mm.

Aratinga aurea aurea ( Gmelin, 1789 ).


Peach-fronted Parakeet

This is the most common and abundant parakeet on the northern coast
and occurs in almost all the ecosystems, including the mangroves. It has
very distinguishing characteristics, such as a forehead and region around
the eyes which are an orangey yellow. It reproduces in termite mounds
where is digs an entrance and a large cavity within the mound where it
lays its eggs. Nests abandoned by the A. aurea can be subsequently used
by the specie of F. sparverius and Otus choliba. It lays 3 to 5 white eggs.
During the reproductive period, we observed that they moved around
in pairs and after some time can form groups of up to 300 individuals.
They usually gather in large groups to roost in locales that can be used
for several years. We have seen a group of more than 200 birds attack a
Buteo albitailtus that came close to its roosting site. Morphometric data:
weight 75g, total length 230 mm, wing 140 mm, tail 120 mm.

Forpus crssirotris flavissemos (Taczanowski, 1883)


Tuim (Blue-winged Parrotlet)

É o menor psitacídeo brasileiro e comum em quase todos os habitats do


litoral norte. Seu dimorfismo sexual é bastante acentuado, e o macho
possui uma grande mancha azul na asa e no uropígio, enquanto que a
fêmea é de coloração verde clara com um tom amarelado na cabeça e nos
flancos. Reproduzem-se em pequenos ocos de árvores feitos pelo pica-pau
e aproveitam-se de ninhos abandonados do João-de-barro ( F. rufus) Na
época da reprodução, vivem aos casais, mas após esse período, formam
grupos que podem constar de dezenas de indivíduos. Já observamos,
por mais de uma vez, indivíduos dessa espécie, totalmente amarelos. A
postura pode constar de até seis ovos na cor branca pura, pesando 2,1g e
medindo 18 mm x 14 mm. Dados morfométricos: peso 25g, comprimento
total 81 mm, asa 36 mm, cauda 26 mm, bico 12 mm (macho).
Capa Indice Sair PÁGINA PÁGINA
MENU Front Cover Table of Contents Leave ANTERIOR SEGUINTE

165 Aves do Litoral Norte

Forpus crassirostris flavissemus (Taczanowski, 1883).


Blue-winged Parrotlet

This is the smallest Brazilian psittacede and common in almost all the
northern coast habitats. The sexual dimorphism is very accentuated. The
male has a large blue swath on its wings and rump while the female is
clear green with a yellowish tone on its head. It reproduces in small tree
cavities previously dug out by woodpeckers and also takes over abandoned
rufous hornero nests ((F. rufus.). During the reproductive period, they
live in pairs but at other times go around in large flocks that can number
in the dozens. On more than one occasion, we have observed completely
yellow members of this species. Morphometric data: weight 25g, total
length 81 mm, wing 36 mm, tail 26 mm, beak 12 mm (male).

Brotogeris tirica (Gmelin, 1789).


Periquito-rico (Plain Parakeet)

Periquito totalmente verde de cauda longa, essa espécie, tal como as


duas a seguir ocorrem dentro da cidade de Salvador e tudo indica que
foram introduzidas pelos órgãos ambientais do estado ou através de fuga
de cativeiro. Adaptou-se em pleno centro de Salvador, onde podemos
observar bandos numerosos e barulhentos, visitando principalmente
várias espécies de palmeiras espalhadas pelo centro da cidade. Dados
morfométricos: peso 48 g, comprimento total 252 mm, asa 125 mm,
cauda 120 mm, bico 21 mm, tarso 14 mm.

Brotogeris tirica (Gmelin, 1789).


Plain Parakeet

This is a completely green parakeet with a long tail. As with the following
two species described, this bird occurs in the city of Salvador and everything
points to the fact that it was introduced by the state environmental organs
or was the result of captive birds escaping. It has adapted itself to survive
in the downtown central area of Salvador and we can observe numerous
and loud groups around several species of palm trees spread throughout
the center of town. Morphometric data: weight 48g, total length 252 mm,
wing 125 mm, tail 120 mm, beak 21 mm, tarsus 14 mm.

Brotogeris versicolurus (Müller, 1776).


Periquito-de-asa-branca (Canary-winged Parakeet)
Capa Indice Sair PÁGINA PÁGINA
MENU Front Cover Table of Contents Leave ANTERIOR SEGUINTE

Aves do Litoral Norte 166

Semelhante à espécie anterior, foi introduzida pelos órgãos ambientais ou


através da fuga de cativeiro. É uma espécie originária do Amazonas, toda
verde com as secundárias e coberteiras na cor amarelo-esbranquiçado.
Também é observada dentro da cidade do Salvador, nas matas do
Zoológico de Salvador e vizinhanças. É uma ave comercializada na
Bahia pelos traficantes de animais silvestres e talvez seja essa uma das
principais razões da existência dessa espécie na cidade do Salvador.
Dados morfométricos: peso 55 g, comprimento total 233 mm, asa 122
mm, cauda 91 mm, bico 16 mm, tarso 13 mm.

Brotogeris versicolurus (Müller, 1776).


Canary-winged Parakeet

Similar to the previous species, this bird was either introduced by the state
environmental authorities or escaped from captivity. The species originally
comes from the Amazon and is all green with whitish yellow secondaries and
coverts. It can also be observed in Salvador, in the forests around the city zoo
and the surrounding areas. The bird is traded by traffickers of wild animals
and maybe this is one of the principal reasons for the bird’s presence in the
city of Salvador. Morphometric data: weight 55g, total length 233 mm, wing
122 mm, tail 91 mm, beak 16 mm, tarsus 13 mm.

Brotogeris chiriri (Vieillot, 1818 ).


Periquito-de-encontro-amarelo (Chevroned Parakeet)

É semelhante às duas espécies anteriores e foi também introduzida na


cidade de Salvador. Difere, porém dessas duas porque é toda verde com
um grande espelho amarelo-enxofre. Dados morfométricos: peso 69 g,
comprimento total 233 mm, asa 123 mm, cauda 110 mm, bico 20 mm,
tarso 14 mm.

Brotogeris chiriri (Vieillot, 1817 ).


Yellow-chevroned Parakeet

It is a species that like the others described above was introduced into
the city of Salvador. It differs, however, from the previous two because it
is pure green with a large sulfur-yellow speculum. Morphometric data:
weight 69g, total length 233 mm, wing 123 mm, tail 110 mm, beak 20
mm, tarsus 14 mm.
Capa Indice Sair PÁGINA PÁGINA
MENU Front Cover Table of Contents Leave ANTERIOR SEGUINTE

167 Aves do Litoral Norte

Touit surda (Kuhl, 1820).


Apuim-de-cauda-amarela (Golden-tailed parrotlet)

É uma espécie de cauda curta que lembra o Forpus, no entanto, é


uma ave muito maior e mais corpulenta. É uma espécie considerada
ameaçada de extinção. Possui as penas externas da cauda na cor amarelo
ouro, duas manchas marrons de cada lado das asas, e a face em amarelo
sujo. Costuma voar bem alto quando está se deslocando de uma região
para outra e sempre sonorizando. Temos observado essa espécie em
pequenas matas na cidade de Lauro de Freitas, mas também pode ser
observada em diversas regiões do litoral norte: Camaçari, Mata de São
João e Conde. Quando estão se alimentando em uma árvore, ficam
caladas e raramente emitem algum tipo de som. São aves relativamente
mansas. Dados morfométricos: peso 55g, comprimento total 165 mm,
asa 120 mm, cauda 52 mm, bico 16 mm, cabeça 36 mm, tarso 10 mm.

Touit surda (Kuhl, 1820)


Golden-tailed parrotlet

This short-tailed species is similar to the Forpus, but it is much larger


and more corpulent. It is a species considered in danger of extinction. The
external tail feathers are a goldish-yellow color and there are two brown
streaks on each side of the wing, and the face is a dirty yellow color. It
usually flies at high altitudes when it is moving from one area to another
and is always calling. We have seen this species in the small forests of the
city of Lauro de Freitas, but also can be seen in diverse areas of the north
shore region: Camaçari, Mata de São João and Conde. When they are
feeding in a tree, they remain quiet and rarely emit any type of sound.
Morphometric data: weight 55g total length 165mm, wing 120 mm, tail
52 mm, beak 16 mm, tarsus 10 mm.

Touit melanonota (Wied, 1889).


Apuim-de-cauda-vermelha (Black-eared Parrotlet)

Espécie de cauda curta muito parecida com a espécie anterior, inclusive


do mesmo tamanho. Antes, estava apenas registrada para as matas do sul
da Bahia. É uma espécie considerada ameaçada de extinção e as penas
externas de sua cauda são vermelhas. Quando estão se alimentando nas
árvores, ficam caladas e raramente emitem algum tipo de som. São aves
Capa Indice Sair PÁGINA PÁGINA
MENU Front Cover Table of Contents Leave ANTERIOR SEGUINTE

Aves do Litoral Norte 168

relativamente mansas e nós já nos aproximamos a menos de três metros


de um indivíduo que estava se alimentando num pequeno arbusto. O
primeiro registro dessa espécie para o litoral norte ocorreu no ano de
1984, quando observamos um pequeno grupo se alimentando numa
mata do município de Camaçari. Dados morfométricos: comprimento
total 160 mm, asa 110 mm, cauda 43 mm, bico 15 mm, tarso 12 mm.

Touit melanonota (Wied, 1889)


Black-eared Parrotlet

This short-tailed species is very similar in appearance to the previously


described species and is the same size. Before it was only recorded in the
forests in the south of Bahia. This species is considered in danger of extinction
and its external tail feathers are red. When they are feeding in a tree, they
remain quiet and rarely emit any kind of sound. These are relatively tame
birds and we have approached to within three meters of an individual that
was feeding in a small bush. The first record for this species in the north
coast region was in 1984 when we saw a small group feeding in some woods
in the municipality of Camaçari. Morphometric data: total length 160 mm,
wing 110 mm, tail 43 mm, beak 15 mm, tarsus 12 mm.

Pionus maximiliani maximiliani ( Kuhl, 1820 ).


Maitaca-bronzeada (Scaly-headed Parrot)

Lembra a forma de um papagaio, mas seu vôo é bem característico,


levando as asas bem abaixo do corpo. Pode ser observada em matas
de porte médio distribuídas pelo litoral norte. Anda aos pares (casais)
ou em pequenos grupos e possui as coberteiras inferiores da cauda
avermelhadas. Dados morfométricos: peso 300 g, comprimento total
250 mm, asa 173 mm, cauda 73 mm, bico 25 mm, tarso 17 mm.

Pionus maximiliani maximiliani ( Kuhl, 1820 ).


Scaly-headed Parrot

It is very parrot shaped, but its flight is its most distinguishing feature
as its wings go way under its body. It can be seen in good size forests
distributed throughout the north coast region. It moves about in pairs or
little groups and the lower tail coverts are reddish. Morphometric data:
weight 300g, total length 250 mm, wing 173 mm, tail 73 mm, beak 25
mm, tarsus 17 mm.
Capa Indice Sair PÁGINA PÁGINA
MENU Front Cover Table of Contents Leave ANTERIOR SEGUINTE

169 Aves do Litoral Norte

Amazona rhodocorytha (Salvadori, 1890).


Chauá (Red-browed Parrot)

É um papagaio considerado ameaçado de extinção e foi observado pela


primeira vez no litoral norte. Em 1982, no cerrado do município de
Camaçari, um indivíduo dessa espécie foi observado formando par com
um espécime da espécie A. amazônica e reproduzindo-se num oco de
árvore. Os filhotes oriundos desse acasalamento tinham a plumagem
idêntica à espécie A. amazonica. Já se passaram 13 anos e essa espécie
nunca mais foi vista na região onde foi encontrada pela primeira vez.
Hoje, porém, pode ser observada nas matas preservadas do município
de Conde. Dados morfométricos: comprimento total 330 mm, asa 220
mm, bico 36 mm, tarso 26 mm.

Amazona rhodocorytha (Salvadori, 1890).


Red-browed Parrot

This parrot is considered in danger of extinction and was observed for


the first time in the north coast region in 1982 in the municipality of
Camaçari when it was seen with an individual of the A. amazônica
species, reproducing in the hollow of a tree. The offspring chicks of this
pair had the exact coloring of the A. amazonica. Thirteen years have
passed and this species has never been seen where it was found for the
first time. Today, however, it can be seen in the preserved forests around
the municipality of Conde. Morphometric data: total length 330 mm,
wing 220 mm, beak 36 mm, tarsus 26 mm.

Amazona aestiva aestiva ( Linné, 1758 ).


Papagaio-verdadeiro (Turquoise-fronted Parrot)

É uma espécie que ocorre nas caatingas da Bahia. No litoral norte foi
introduzida pelos órgãos ambientais e através de fuga de cativeiros.
Ocorre dentro da cidade de Salvador (matas do entorno do Hospital São
Rafael ), na Reserva de Sapiranga na Praia do Forte e se reproduzem em
ambas as localidades. Dados morfométricos: peso 264g, comprimento
total 294 mm, asa 176 mm, cauda 97 mm, bico 30 mm, tarso 20 mm.
Capa Indice Sair PÁGINA PÁGINA
MENU Front Cover Table of Contents Leave ANTERIOR SEGUINTE

Aves do Litoral Norte 170

Amazona aestiva aestiva ( Linné, 1758 ).


Turquoise-fronted Parrot

This is a species that naturally occurs in the caatinga dry shrub forests
of Bahia. On the north coast, it was introduced by state environmental
authorities and also from parrots that escaped from captivity. It occurs
within the city of Salvador (in the forests around the São Rafael Hospital),
and in the Sapiranga reserve in Praia do Forte and they reproduce in both
locations. Morphometric data: weight 264g, total length 294 mm, wing
176 mm, tail 97 mm, beak 30 mm, tarsus 20 mm.

Amazona amazonica amazonica ( Linné, 1776 ).


Papagaio-do-mangue (Orange-winged Parrot)

É o papagaio mais comum e abundante do litoral norte, podendo


ser observado no cerrado, na restinga e no manguezal e em todo o
litoral. Inicia a limpeza do ninho a partir do mês de junho e realiza a
postura entre novembro e dezembro, sendo que os filhotes abandonam
o ninho entre março e abril. A postura consta de dois a quatro ovos
de cor branca pura, pesando em média 15g e medindo 35 mm x 30
mm. Reproduzem-se em ocos de troncos de árvores (caibeira) e em
cupinzeiros. É muito parecida com a espécie anterior, diferindo apenas
pelo porte que é menor e pelo encontro verde ou amarelo e espelho
da asa cor de abóbora, enquanto que na espécie anterior é vermelho.
Na época da reprodução, podemos observar os casais voando em pares
e depois do período reprodutivo (abril) podemos observar grupos de
três a cinco indivíduos, o casal e seus filhotes, e logo depois podemos
observar bandos numerosos com mais de 50 aves. Dados morfométricos:
peso 250g, comprimento total 300 mm, asa 177 mm, cauda 96 mm, bico
29 mm, tarso 17 mm.

Amazona amazonica amazonica ( Linné, 1776 ).


Orange-winged Parrot

It is the most common and abundant parrot in the northern coastal region
and can be seen in savannas, coastal sand forests and the mangroves
spread along the coast. It starts to clean its nests in June and lays its eggs
between November and December. The chicks fledge between March and
April. It lays two to four pure white eggs that weigh an average of 15g and
measure 35 mm x 30 mm. It reproduces in the hollows of ‘caibeira’ trees
Capa Indice Sair PÁGINA PÁGINA
MENU Front Cover Table of Contents Leave ANTERIOR SEGUINTE

171 Aves do Litoral Norte

and in termite mounds. It is very similar in appearance to the previous


species described, but differs in its smaller size and by the meeting of
green and yellow and the pumpkin colored wing speculum, while that of
the previous species is red. During the reproductive period, the species
flies in pairs and after that period is over (April) we can see groups of
three to five individuals, the pair and its chicks, and later on groups of
more than fifty birds. Morphometric data: weight 250g, total length 300
mm, wing 177 mm, tail 96 mm, beak 29 mm, tarsus 17 mm.
Cuculiformes
Capa Indice Sair PÁGINA PÁGINA
MENU Front Cover Table of Contents Leave ANTERIOR SEGUINTE

Aves do Litoral Norte 172

Guira guira ( Gmelin, 1788 ).


Anu-branco (Guira Cuckoo)
Capa Indice Sair PÁGINA PÁGINA
MENU Front Cover Table of Contents Leave ANTERIOR SEGUINTE

173 Aves do Litoral Norte

Ordem dos Cuculiformes


Cuculiformes order

Cuculidae
Piaya cayana pallescens (Cabanis & Heine, 1862).
Alma-de-gato (Squirrel Cuckoo)

Vivem solitários ou em casais distribuídos pelos diversos ecossistemas


do litoral norte, cerrado, restinga e Mata Atlântica. Possuem uma cauda
muito longa que chama atenção quando se deslocam em uma área aberta.
Pulam freqüentemente de um galho para outro e de longe podemos
pensar que estamos vendo um esquilo ou mesmo um mico, por causa
da cauda longa. O ninho é forrado de folhas secas. Nós encontramos
um ninho construído no topo de uma árvore, numa altura de mais de
10 metros e um outro numa altura de 1,5 mm. A postura consta de um
a dois ovos de cor branca, pesando em média 9,7g e medindo 32 mm x
24 mm. O filhote, ao nascer, já possui o interior do bico em vermelho
intenso e as três manchas brancas características dessa família. Dados
morfométricos: Peso 92g, comprimento total 432 mm, asa 196 mm,
cauda 274 mm, bico 32 mm, tarso 38 mm (macho).

Cuculidae Family
Piaya cayana pallescens (Cabanis & Heine, 1862).
Squirrel Cuckoo

They live alone or in pairs distributed throughout the various ecosystems


of the northern coastal region, such as savanna, coastal sand forests and
Atlantic Rainforest. It has a very long tail which is evident when the bird is
moving around an open area. They often jump around on tree branches and
sometimes, because of their long tails, they can be confused with a squirrel or
marmoset. Its nest is assembled with dry leaves. We found a nest constructed
at the top of a tree more than 10 meters off the ground and another at an
altitude of 1.5 mm. It lays one to two white eggs which weigh an average of
9.7g and measure 32 mm x 24 mm. When the chick hatches, the interior of its
beak is intensely red and already has the three white swathes characteristic
Capa Indice Sair PÁGINA PÁGINA
MENU Front Cover Table of Contents Leave ANTERIOR SEGUINTE

Aves do Litoral Norte 174

of this family. Morphometric data: Weight 92g, total length 432 mm, wing
196 mm, tail 274 mm, beak 32 mm, tarsus 38 mm (male).

Crotophaga ani (Linné, 1758).


Anu-preto (Smooth-billed Ani)

O anu-preto é uma ave bastante conhecida na comunidade e distribui-


se nas áreas abertas e com pouca vegetação em todo o litoral norte. Vive
em bando e nós já tivemos ocasião de contar até 16 indivíduos em um
único bando. Alimenta-se de insetos, lagartixas e pequenos animais e
tal como a garça-vaqueira, costuma acompanhar o gado para apanhar
o alimento, quando o gado está pastando. Constrói o seu ninho com
gravetos e embrenhado no meio da vegetação. Nós já encontramos
ninhos a uma altura de um metro do solo. Os ovos são esverdeados,
pesam em média 12g e medem 33 mm x 26 mm. Já encontramos uma
postura com 40 ovos empilhados. Também observamos um indivíduo
vivendo sozinho por mais de um ano no Raso da Catarina, pátria da
Anodorhynchus leari. Esse indivíduo que foi anilhado vivia perto de
uma fonte d’água e quando a fonte secou, ele vinha visitar o nosso
acampamento em busca de água. Dados morfométricos: peso 70g,
comprimento total 346 mm, asa 147 mm, cauda 162 mm, bico 28 mm,
tarso 30 mm (fêmea).

Crotophaga ani (Linné, 1758).


Smooth-billed Ani

The smooth-billed ani is a well-known bird in the local community and


lives in open areas or where vegetation is low in the north coast region. It
lives in flocks and we have counted up to 16 individuals in one flock. This
ani feeds on insects, lizards and small animals. In the same manner as
the cattle egret, the bird can be seen alongside grazing cattle foraging for
food. Its nest is made of twigs and hidden within the vegetation. We have
found nests at a height of around one and a half meters off the ground and
their greenish eggs weigh 12g and measure 33 mm x 26 mm. We have also
found nests with 40 eggs piled up against each other. We also came across
an individual that lived alone for over a year in the Raso da Catarina, the
home range of the Lears Macaw (Anodorhynchus leari). This individual,
which was banded, lived near a source of water and when that dried up,
he showed up at our camp looking for supplemental water. Morphometric
data: weight 70g, total length 346 mm, wing 147 mm, tail 162 mm, beak
28 mm, tarsus 30 mm (female).
Capa Indice Sair PÁGINA PÁGINA
MENU Front Cover Table of Contents Leave ANTERIOR SEGUINTE

175 Aves do Litoral Norte

Guira guira ( Gmelin, 1788 ).


Anu-branco (Guira Cuckoo)

É uma ave comum nas áreas abertas do litoral norte, alimentando-se


de invertebrados, anfíbios e répteis. O ninho é em forma de tigela,
confeccionado com gravetos e forrado com folhas. Nós observamos
que o anu-branco reutiliza o mesmo ninho por vários anos. No primeiro
dia de vida, os filhotes recebem pequenas porções de alimento que são
colocadas dentro de seus bicos. Do terceiro dia em diante, o filhote
pode receber porções maiores, que tanto podem ser entregues no bico,
como também regurgitadas para dentro dele. Do quinto dia em diante,
os filhotes já se tornam bastante competitivos e ao primeiro sinal da
presença de adultos, avançam em sua direção, para conseguir o alimento.
A competitividade dos filhotes aumenta cada dia e aqueles que obtêm
sucesso em apanhar o alimento, levam vantagem e desenvolvem-se mais
depressa. Do 10° dia em diante, os filhotes mais desenvolvidos usam
uma estratégia mais elaborada para buscar alimento: posicionam-se
nos galhos acima do ninho, para confiscarem o alimento antes mesmo
de os pais chegarem ao interior do ninho. Os filhotes menores (menos
nutridos) utilizam uma estratégia diferente: ficam no interior do ninho
para que algum membro do grupo os alimente. Essa estratégia não obtém
bons resultados. Na hora e meia de nossa observação, constatamos
que os adultos trouxeram dez vezes o alimento para os filhotes que se
encontravam fora do ninho e apenas uma vez para os dois filhotes que
estavam no interior do ninho. Esse alimento foi roubado pelos filhotes
maiores que avançaram para dentro do ninho, por isso do total de 6
filhotes, um morreu no 8° dia por não conseguir competir por alimento,
quatro desenvolveram-se bem e dois encontravam-se em péssimo estado
de nutrição. Dados morfométricos: peso 150g, comprimento total 392
mm, asa 168 mm, cauda 220 mm, bico 27 mm, tarso 37 mm (fêmea).

Guira guira (Gmelin, 1788).


Guira Cuckoo

This is a common bird in open areas of the north coast region and feeds
on invertebrates, amphibians and reptiles. Its bowl-shaped nest is made
of twigs and lined with dry leaves. We have observed that the guira
cuckoo uses the same nest for several years. On the first day after they
hatch, the chicks are given small portions of food that are put inside their
beaks; after the third day, they receive larger portions that are put either
at the opening of the beak or regurgitated deep inside the beak. After
the fifth day, the chicks become competitive and at the first sign of their
parent’s arrival, they advance in their direction to quickly receive the
Capa Indice Sair PÁGINA PÁGINA
MENU Front Cover Table of Contents Leave ANTERIOR SEGUINTE

Aves do Litoral Norte 176

food. The competition between the chicks increases every day and the one
who has more success in grabbing the food obviously has an advantage
and develops more rapidly. From the tenth day and until they fledge, the
more developed chicks use a more elaborate strategy to obtain food: they
position themselves on branches above the nest and intercept food from
the parents before they get to the nest. The smaller less developed chicks
use a different strategy, that of waiting inside the nest in the hope that
they’ll receive food from one member of the group. This was a highly
flawed strategy as we observed that the parent birds delivered food 10
times to the chicks that were outside the nest and only once to the two
chicks that stayed in the nest. Even then, this food was stolen by other
larger group members. Out of a total of six chicks, one who was unable to
compete for food died after the eighth day, three developed well and two
were in very bad state. Morphometric data: weight 150g, total length 392
mm, wing 168 mm, tail 220 mm, beak 27 mm, tarsus 37 mm (female).

Tapera naevia chochi (Vieillot, 1817 ).


Saci (Stripe Cukoo)

O saci é uma ave “fantasma” porque é dificilmente vista. Ouvimos o


seu canto distante e quando vamos nos aproximando, esse pássaro
vai se distanciando, embora continue a vocalizar. Costuma cantar ao
amanhecer e também durante a noite. Certa vez, encontramos um
indivíduo que cantava durante todo o dia num determinado local.
Gravamos os sons dessa ave e repetimos depois esses sons no gravador.
Quando ligávamos o gravador, a ave respondia e voava em direção à
fonte de som. Assim, conseguimos atraí-la para campo aberto. Essas
aves são parasitas e colocam os seus ovos nos ninhos de outras aves.
Dados morfométricos: peso 49 g, comprimento total 287 mm, asa 114
mm, cauda 168 mm, bico 18 mm, tarso 32 mm.

Tapera naevia chochi ( Viellot, 1817 ).


Striped Cukoo

The stripe cuckoo is known as a ‘”ghost” bird based on the difficulty to


spot it. When its call is heard and a person approaches, it moves away
but continues to call. It usually calls at dawn and during the night. On
one occasion, we found an individual that called throughout the day in
a certain area. We taped the call and played it back; the bird responded
and flew in the direction of the taped call. This was the only way we
could attract it to an open area. These are parasitic birds and they use
other specie’s nests to lay their eggs. Morphometric data: weight 49g, total
length 287 mm, wing 114 mm, tail 168 mm, beak 18 mm, tarsus 32 mm.
Capa Indice Sair PÁGINA PÁGINA
MENU Front Cover Table of Contents Leave ANTERIOR SEGUINTE

177 Aves do Litoral Norte

Rhinoptynx clamator clamator (Vieillot, 1807 ).


Coruja-orelhuda
Striped Owl
Capa Indice Sair PÁGINA PÁGINA
MENU Front Cover Table of Contents Leave ANTERIOR SEGUINTE

Strigiformes
Aves do Litoral Norte 178
Capa Indice Sair PÁGINA PÁGINA
MENU Front Cover Table of Contents Leave ANTERIOR SEGUINTE

179 Aves do Litoral Norte

Ordem dos Strigiformes


Strigiformes order

Tytonidae
Tyto alba tuidara ( Gray, 1769 ).
Coruja-da-igreja (Barn Owl)

É a coruja mais comum e conhecida de todo o Brasil. No litoral norte


ocorre em diversos ecossistemas. Alimenta-se de roedores (ratos),
morcegos e pássaros. Já observamos diversas espécies de pássaros, tais
como o Turdus e inclusive já identificamos esqueletos de Gallinula
chloropus. Reproduzem-se em ocos de árvores, torres de igrejas, prédios
velhos, telhados de residências etc. A postura pode conter de dois a
cinco ovos de cor branca pura. São aves consideradas de mau agouro no
Nordeste brasileiro, e muitas pessoas não as suportam e chegam a matar
casais e seus filhotes quando os encontram. A coruja-da-igreja costuma
caçar em terrenos baldios, na boca de esgotos lançados nas praias etc.
e pode ter a plumagem toda amarela ou amarela com peito branco,
embora isso não signifique dimorfismo sexual. Dados morfométricos:
comprimento total 330 mm, asa 297 mm, cauda 129 mm, cabeça 78
mm, bico 22 mm, tarso 78 mm e peso 390g.

Tytonidae Family
Tyto alba tuidara (Gray, 769).
Barn Owl

This is the most common owl species and is known throughout Brazil. In
the north coast region, it occurs in the diverse ecosystems found there. It
feeds on rats, bats, and birds (we have seen them feeding on species such
as the thrush (Turdus), and we’ve also found the skeletal remains of the
common gallinule (Gallinula chloropus). They reproduce in hollow tree
cavities, church towers, abandoned buildings and in the rooves of houses.
They lay from two to five white eggs. In the Brazilian northeast, these
Capa Indice Sair PÁGINA PÁGINA
MENU Front Cover Table of Contents Leave ANTERIOR SEGUINTE

Aves do Litoral Norte 180

owls are associated with bad luck which leads to people killing adult s
birds and chicks when they come across them. These owls usually hunt in
barren land or at the opening of sewage ducts in beaches etc.. There are
two types of plumages: one that is all yellow and the other yellow but with
a white breast. This is not related to sexual dimorphism. Morphometric
data: total length 330 mm, wing 297 mm, tail 129 mm, head 78 mm, beak
22 mm, tarsus 78 mm and weight 390g.

Strigidae
Otus choliba decussata (Lichtenstein, 1823 ).
Corujinha-do-mato (Tropical Screech Owl)

É uma espécie de coruja pequena que ocorre em todo o litoral norte,


inclusive na cidade de Salvador. Alimenta-se de insetos e pequenos
pássaros e se reproduz em ocos de árvores, sendo que sua postura consta
de dois ovos de cor branca. No entanto, já encontramos várias posturas
de três ovos, em que todos os filhotes nasceram e foram criados. Os
ovos pesam em média 21g e medem 28 mm x 32 mm. Existem duas
variedades de plumagem, uma cinza e a outra avermelhada. No interior
dos ninhos, encontramos insetos como parte do cardápio alimentar.
Dados morfométricos: peso 115g, comprimento total 210 mm, asa 160
mm, cauda 85 mm, bico 19 mm, tarso 20 mm.

Strigidae Family
Otus choliba decussata (Lichtenstein, 1823 ).
Tropical Screech Owl

This is a small owl species that occurs throughout the north coast region
including within the city of Salvador, which feeds on insects and small
birds. It normally lays two white eggs in hollow tree cavities. However,
we have found nests with three eggs all of which hatched and the chicks
survived. There are two types of plumage: one grayish, the other with a
reddish tint. Inside the nests, we have found insects which are obviously
part of its diet. Morphometric data: weight 115g, total length 210 mm,
wing 160 mm, tail 85 mm, beak 19 mm, tarsus 20 mm.
Capa Indice Sair PÁGINA PÁGINA
MENU Front Cover Table of Contents Leave ANTERIOR SEGUINTE

181 Aves do Litoral Norte

Bubo virginianus macurutu (Gmelin, 1788)


Jacurutu (Great Horned Owl)

Coruja de grande porte vive nas matas e sua identificação é mais através
do som do que através de visualização. É muito difícil de ser avistada.
Já observamos um indivíduo dessa espécie atropelado na estrada. Dados
morfométricos: asa 360 mm, cauda 175 mm, bico 42 mm, tarso 67 mm.

Bubo virginianus macurutu (Gmelin, 1788).


Great Horned Owl

This is a large owl that lives in the forests and is more often identified
through its vocalization rather than by sighting because it is extremely
difficult to see. We once saw an individual of this species that had been
run over. Morphometric data: wing 3