Você está na página 1de 2

O EVANGELHO É O ASSUNTO ENTRE OS SEGUIDORES DE JESUS

Claro que estou vendo ( os jornais noturnos na tv ) , ouvindo ( sou dos que ouve radio durante o dia ), lendo ( nas
paginas de noticias na internet, jornais e revistas nas padarias onde tomo café e atendo pessoas ), tanto as noticias,
quanto as repercussões dos episódios que envolvem instituições religiosas evangélicas em nosso país. Bem como,
claro, vi e ouvi e também estou acompanhando os comentários do episódio que envolveu lideres religiosos
evangélicos dos EUA e daqui do Brasil.

É óbvio que li, porque, visito todos os dias e varias vezes no dia o site www.caiofabio.com onde ele comenta noticias
e episódios ligados ao mundo religioso evangélico, e muito mais que comentar, ensina o Evangelho.

Alias, confesso meu desanimo em ler estas noticias, pois, prefiro ler e repercutir o que me faz bem. Isto não me faz
bem.

Entre outros itens, Caio reafirmou seu compromisso com o Evangelho ao comentar estas travessuras dos lideres
espirituais, que, como ele mesmo diz, não estão fazendo nada de novo. Apenas repetem, claro, com maquiagens
mais contemporâneas o que fazem a vida inteira. Nenhuma novidade.

Concordo também com Caio quando diz que é o MINISTÉRIO PUBLICO que deve tomar providências. Não somos
juízes de ninguém.

É importante observar que a concorrência entre as redes de televisão é um item que deve ser considerado sempre. É
um mercado disputadíssimo, pois, é o maior balcão de vendas do mundo.

Falando em mercado, considere também que desde a década de 80 que o segmento religioso evangélico se tornou
definitivamente um mercado. Mercado que concorre com outros mercados e entre si mesmo.

O segmento religioso evangélico é um consumidor voraz. Gera e garante lucros e dividendos de toda sorte.

Como o mercado religioso evangélico, bem como qualquer outro mercado não tem nada a ver com o EVANGELHO,
sinto-me cada dia mais distante destas guerras.

O mercado serve um deus que não é o Deus do Evangelho.

O mercado, qualquer mercado, tem outro deus e seu nome é Mamom.

Crendo assim, penso eu, ninguém melhor do que os que dominam o mercado, controlam o mercado, estabelecem
leis mercadológicas, denunciem os que transgridem estas leis.

Mas, insisto, isto não tem nada a ver com o EVANGELHO. Não tem nada a ver com o CORPO DE CRISTO. Não tem
nada a ver com os seguidores de Jesus. Nada mesmo, alias, estes, os seguidores de Jesus são agentes de
transformação, pois, vivem o EVANGELHO que é a boa noticia de Deus aos homens.

Digo isto, pois, é importante que cada de um de nós seguidores de Jesus saibamos separar, discernir, SEGUIDORES
DE JESUS DO MERCADO RELIGIOSO EVANGÉLICO, CATÓLICO, etc.... Alias, o mercado cuida de coisas e os
SEGUIDORES DE JESUS cuidam de pessoas, de gente e o que tem a ver diretamente com o bem do próximo.

É simples observar esta diferença. Nem é necessário muita atenção.

Todo ajuntamento de pessoas onde o assunto não é o EVANGELHO e só o EVANGELHO, é um ajuntamento que
cultua o mercado e todas as suas vertentes.

Todo ajuntamento que cultua o que chamo de "PEQUENAS IDOLATRIAS EVANGÉLICAS" tipo: adorei o culto, adoro o
pastor, adorei o louvor de hoje, adorei aquele testemunho, adoro ouvir sobre milagres..e por ai vai....Bem, isto não
tem nada a ver com o EVANGELHO.
Todo ajuntamento onde NÃO é JESUS, A CHAVE HERMENEUTICA para a interpretação do Novo ou Velho
Testamento, não tem nada a ver com o EVANGELHO.

Todo ajuntamento onde o DINHEIRO é o centro das atenções e isto é determinado pelo tempo que se gasta falando
dele, não tem nada a ver com o EVANGELHO.

Todo ajuntamento onde o palco é que brilha, não tem nada ver com o EVANGELHO, pois, no EVANGELHO, é o
CORDEIRO DE DEUS que brilha.

Bem, se o EVANGELHO é o assunto entre os seguidores de Jesus, é simples discerni-lo, pois, o resultado disto é,
bondade, paz, justiça, humildade, domínio próprio, pureza, simplicidade, solidariedade, verdade, perdão,
acolhimento, socorro, compaixão, misericórdia, enfim, quando o assunto é o EVANGELHO, o resultado é o que
decorre do EVANGELHO.

Não permaneça onde não há estas evidencias do EVANGELHO.

Não contribua com o que alimenta o mercado religioso e todos os males que qualquer mercado produz.

No entre nesta guerra religiosa evangélica, pois, a luta de um seguidor de Jesus não é esta.

Busque a simplicidade, a singeleza, a pureza, que deve ser algo comum aos seguidores de Jesus.

Ore sempre. Ore simples.

Medite na Palavra e se alimente dela.

Fuja das crendices religiosas evangélicas.

Construa AMIZADES ESPIRITUAIS que lhe socorrerão em tempos difíceis.

Não faça barganhas com Deus.

Não se iluda com promessas, profecias, revelações, sonhos, visões, arrebatamentos, visitas angelicais, titulações,
unções, e todo este vocabulário evangélico.

Encontre-se e reúna-se com alguns irmãos, amigos que você conhece, sabe seus nomes e celebrem a fé simples no
EVANGELHO. Faça amigos nestes encontros de modo que troquem os telefones e ganhem a confiança uns dos
outros para se servirem mutuamente.

Não se entregue cegamente a nenhuma liderança espiritual. Observe seu modo de vida. Sua família. Se é acessível.
Se é apegado às coisas.

Pergunte-se: o meu líder espiritual atenderia um chamado meu na madrugada? Eu conseguiria falar com meu líder
espiritual em uma hora difícil? Meu líder espiritual caminharia comigo nos corredores de um hospital, de uma
cadeia, ou, buscaria seus filhos numa roda de consumidores de cocaína?

Ouça o seu próprio coração. Ouço o próximo. É provável que agindo assim, você ouvirá o Senhor.

Entre os seguidores de Jesus é assim.

Tomara nos encontremos em um destes encontros ou esbarremos pela vida em um destes seguidores de Jesus.

Graça, paz & bem a você, sua casa e seus amigos.

Bjs.

Carlos Bregantim - 12/08/2009

Você também pode gostar