Você está na página 1de 2

O projecto de uma nova Energia

Sentir a Trofa, acreditar que é possível mais e melhor, querer uma Trofa dos
Trofenses, desejar um futuro que comece agora. Isto foi o que liderou o projecto da JS
Trofa de constituir um manifesto autárquico que inclua algumas das nossas ideias do
que deve fazer a futura presidente da Câmara municipal da Trofa.
Desde a nossa fundação, em 19 de Abril de 2008, temos dado ênfase a muitas
das ideias que aqui serão apresentadas. Temos levado a política até aos jovens e os
jovens têm aderido à nossa maneira de fazer política. Uma política de Trofenses para
Trofenses, uma política de quem acredita no desenvolvimento, de quem acredita na
responsabilidade e nas oportunidades, porque vemos na Trofa um concelho de
oportunidades. Porque a Trofa deve ser do seu povo, dos Trofenses.
Para este manifesto contribuíram vários militantes da JS Trofa representados
nos seus departamentos temáticos. Recolhemos também o contributo de muitos
jovens independentes que quiseram entrar connosco numa nova energia de mudança
para a Trofa. Da JS Nacional foi importante a ajuda do manifesto autárquico nacional
de 2009, e de vários camaradas do país recebemos o relato de experiências por eles
vividas nos seus concelhos e que se podem aplicar na Trofa.
Acima de tudo, decidimos procurar o melhor. Às novas fórmulas foi
aglomerado o exemplo do que melhor se faz em Portugal e na Europa. Isto porque
não vemos razão para a Trofa estar um passo atrás, aliás somos apologistas de uma
Trofa à frente, a liderar um caminho de desenvolvimento de todos os concelhos do
Ave e da grande área metropolitana do Porto.
Este é o nosso contributo para um projecto ainda maior, o projecto socialista
para a Trofa, o projecto do PS, o único capaz de trazer uma nova Trofa à Trofa.
Este manifesto não se enganou nas suas prioridades, a principal
responsabilidade do PS é governar bem a Trofa, é isso que esperam os Trofenses. E os
Trofenses querem uma Trofa que seja um novo espaço para a inovação, para o
estímulo, para o risco e para o desenvolvimento. Queremos uma autarquia que dê
mais oportunidades às pessoas e às empresas. Quando pensamos no futuro da Trofa

6
pensamos em responsabilidade, em oportunidades, pensamos em equidade e
protecção social. E a nossa ambição é propor mudanças que nos identifiquem com o
que de melhor se faz no mundo.
A quem lê o manifesto, deixamos claro que ainda estamos abertos a novas
propostas mas temos um apelo a fazer: escolha a mudança, escolha uma nova
dinâmica para mudar a Trofa, acredite que a Trofa pode ser muito mais.
A maior riqueza da Trofa são as pessoas, os Trofenses. A força, garra e
coragem dos Trofenses não pode ser desperdiçada, por isso acreditamos na devolução
da Trofa aos Trofenses.
É nisto que acreditámos, para fazer o melhor ao serviço da Trofa!

Interesses relacionados