Você está na página 1de 6

De Cachorrinho a Memorial da Fé

Mt.15.21-28

Um texto muito popular e conhecido por todos, onde queremos tirar algumas licões importantes
para nossa vida espiritual e quem sabe aqui você descobrir a sua história…

Quero pegar duas palavras dentro destes versos que lemos e fazer uma conexão, fechar uma
linha de pensamento e vermos o que podemos aprender aqui…V.26…uma declaração que está
ai ecoando dos lábios de Jesus…diga Cachorrinho….e quando Jesus diz Cachorrinho, ele
está falando para a mulher, e ela não está ouvindo isso da boca de Jesus?….ela está sendo
tratada como um Cachorrinho…mas essa mesma que é tratada como um cachorrinho, com a
mesma pessoa, agora é tratada no verso.28 por uma atitude dela…Ele respondeu…Oh
mulher…diga ÓH MULHER…mas no V.26, ela não está sendo tratada como um cachorrinho?,
como agora é tratada como um ser humano? O que é que essa mulher vai ser agora na
declaraçao de Jesus…Grande é a sua fé…e cachorrinho tem fé? Então como é que Jesus
agora enaltece a sua fé? Diga comigo agora…DE CACHORRINHO A MEMORIAL DA FÉ…

Este é um texto que nos é familiar e muitos de nós ja lemos, estudamos, pesquisamos, mas
hoje não quero falar do aspecto do milagre em si, mas gostaria de caminhar um pouco no
drama desta mulher, caminhando um pouco na sua alma, caminhar um pouco na sua cultura,
caminhar um pouco nas feridas que estavam em seu interior e ver o processo de humilhação
que ela passou e aqui descobrir cada um de nós e ver como vale perseverar num sonho, num
objectivo e ser transformado em um memorial da fé como esta mulher foi…

Mais um milagre realizado por Jesus, enquanto ele exercia seu ministério, Jesus abriga-se
numa residência para evitar um aumento de popularidade porque a multidão o acompanhava e
esta mulher pela sua cultura, pela sua origem e pela sua realidade, Mateus a chama de
Cananéia, o termo cananéia significa tudo o que era perigoso para a fé dos judeus;
Marcos a chama de Grega Siro-Fenícia, ela era uma mulher grega, não-judia, não tinha vínculo
com a cultura judaica, não frequentava o templo, ela era de uma região e cultura politeísta. A
cultura grega valoriza o ser humano, cultua a estética humana, e é voltada para o culto a várias
divindades, e esta mulher por toda a realidade da sua historia cultural, era um avesso àquilo
que a cultura judaica apresentava de religiosidade, de culto e de relacionamento com o Todo-
Poderoso. Se observarmos veremos que Jesus havia ditto em Mt.10.5, 6… para que os
discipulos não passassem pela terra dos gentios e samaritanos, e agora Jesus está diante
daquilo que ELE mesmo havia proibido de se fazer, Ele está na terra dos Cananeus, e agora
ele está diante de uma mulher cujo a intensidade de sua fé estava visivel, e podemos ver a luta
entre o lado humano e divino de Jesus, o lado humano dizia eu não fui enviado para ela, o
lado divino diz Eu não posso ignorar a intensidade da fé desta mulher...

Só que esta mulher vai forçar a Jesus para mudar o rumo de seu ministério e ela vai
vivenciar um drama, que nenhum pai ou mãe gostaria de experimentar na sua pele ou
familia, ela teve a benção da dádiva maternal e nisso Deus a abençoou com uma menina, e
seguindo a leitura da biblia podemos deduzir que todo o processo qua acompanhou essa
gravidez foi normal, deu a luz saudável mas no processo de crescimento e desenvolvimento
daquela criança ela foi alvo de ataques malignos, tornando-se um santuário de demónios ao
ponto desta mulher fazer uma declaração da sua filha, dando diagnóstico do caso, dizendo que
a minha filha está horrivelmente endemoninhada…quando você diz que uma pessoa está
endemoninhada é uma coisa…mas horrivelmente endemoninhada é outra coisa, está falando
de presença fortissima de demónios, imagina uma mãe nesta situação…talvez quando esteve
no periodo de gestação e como cada mulher faz planos, e projecta a vida de seus filhos, e esta
mulher neste drama vivendo este caos social, familiar, emocional e que não podia sonhar e
projectar pela sua vida porque a mesma estava endemoninhada, e vivia com a presença
desses demónios nela, e todo seu sistema imunológico e neurológico está afectado por essas
potestades…Esta mulher descobre que Jesus está ali e indo para Jesus ela usa uma
linguagem que não é peculiar aos gregos usarem, pois eles eram politeístas e não falavam do
jeito como esta mulher falou, ela usa uma linguagem totalmente judaica, ela se dirige a Jesus
usando o verbo Clamar, este verbo será importante depois….ela clama…

Senhor Filho de Davi….Esta mulher exalta a Jesus ao ceú…E depois envia Jesus ao
inferno quando diz...minha filha está horrivelmente endemoninhada…Ela quer dizer, Eu
sei que Tu és o Senhor dos ceús, mas eu não te quero e nem preciso de Ti no ceú agora,
eu quero que o Senhor desça ao inferno…Senhor Filho de Davi…isso não linguagem de
grego e nem de Siro-fenício, essa é a linguagem de judeu, mas veja a dimensão do desespero
desta mulher…Senhor filho de Davi, ela diz eu não saio daqui sem a benção, todos estão
sendo abençoados, prosperando…só eu que fico atrás…Senhor, Filho de Davi…depois disso
ela expõe o estado da sua alma…Tem misercórdia de mim…quem estava com problemas
espirituais, quem precisava de misercórdia e intervenção divina não era ela, mas era a sua
filha, mas ela não pede por sua filha, ela diz tem misercordia de mim, isso significa que
quando você passa conviver com um problema por mais que voce seja sadio isso vai
influenciar você…imagina uma mãe acordar com uma filha possessa de demónio, no
matabicho possessa de demónio, no almoço, no jantar possessa de demónios…isso afecta
qualquer estrutura psicológica, neurológica e ideológica do ser humano, e principalmente uma
mãe, ela chega e diz: Senhor, Filho de Davi tem misericórdia de mim…e ela usa o termo:
Minha filha! Isto é interessante pois ela usa um pronome possessivo, se fosse cada um de
nós, iríamos desistir e abandonar a situação no meio do caminho, muitos de nós iriam jogar a
toalha no chão, mas esta mulher vai e diz…Minha Filha!

Mesmo a filha possessa de demónios…ela ainda mesmo assim assume a maternidade, e


diz minha filha, ou seja ela não fugiu da responsabilidade e diz minha filha está
horrivelmente endemoninhada! Imagine o drama desta mulher…e agora aumenta o drama,
ela correu para Jesus, ela buscou a Jesus, em condições normais, Jesus tinha que reagir a
atitude daquela mulher, mas Jesus ouve o ecoar dos lábios desta mulher desesperada…Mas
Jesus não lhe respondeu palavra….Jesus ficou em silêncio….Imagine-se você, sabendo que
está em desespero convivendo com um drama e indo para Jesus que tem e é a solução para
tudo e no momento em que você espera que ele fale algo, Jesus faz de conta que ninguém
falou com ele, ignorando a situação…Isso aumenta o drama desta mulher…e lá vem a
comitiva dos discipulos e eles vão tentando influenciar ainda mais a situação, eles vão tentar
influenciar psicologicamente a Jesus dizendo…V.23…Jesus porém não respondeu…e é
como quem diz, mestre ela está perturbando a trajectória do nosso ministério, mestre esta
mulher está gerando distúrbios em nós….e a biblia diz que ela gritava muito, esta mulher
estava biblicamente e espiritualmente correcta.

Ai Jesus aumenta o drama desta mulher quando ele verbaliza no V.24…,Jesus tem dois
pedidos:1-Tenha misercórdia de mim e 2- despede-a, Jesus responde, mas a biblia não diz
a quem ele responde, e em outras palavras Jesus está querendo dizer, olha a minha missão é
com Israel, ela está ouvindo isso porque ela é gentia, e os gentios eram destratados pelos
judeus, se fosse um de nós, desistia aqui mesmo, mas mesmo assim ela não desistiu, e diz
a biblia que ela se aproxima mais ainda, a biblia usa o verbo Chegar…, ou seja ela se achegou
a Jesus e falou, e quando ela chega ela toma outra atitude que era peculiar dos judeus, lembra
ela era politeísta, ela se joga aos pés de Jesus e a biblia diz que ela vai adorar a Jesus
dizendo:

V.25…Senhor…é outra linguagem de adoração própria dos judeus que agora está ecoando
dos lábios de uma gentia, uma grega…V.25…aqui ela aforra todas as emoções do desespero
dela, se fosse na nossa linguagem é como se ela dissesse…Senhor pelo amor de Deus, me
atende, me acode, eu estou em desepero e quando ela fala isso Jesus ouvindo-a e vendo-a
adorando ele declara…

V.26…Porque dentro da cultura judaica, os gentios, os gregos não valiam mais do que um cão,
ou seja, o valor máximo de um gentio para os judeus era o de cachorrinho….E alguns teólogos
tentam amenizar a linguagem de Jesus, mas Jesus está dentro de uma sociedade judaica,
numa cultura judaica, ELE mesmo era judeu, e Jesus está num processo pedagógico com esta
mulher, tratando do seu interior e valorizando a questão da Sua cultura. Dentro duma visão
judaica, esta mulher está sendo tratada Como um cachorrinho…Imagine se fosse você
ouvindo de Jesus e sendo conscientizado que teu valor não excede ao valor de um
cachorrinho, só que esta mulher consegue tocar o coração de Jesus, ao invés de
afrontá-lo, ao invés de questioná-lo, ao invés de se impôr como grega, ela desçe ao nível
em que estava sendo tratada…Ela chega e começa a mexer com os sentimentos de Jesus,
ela começa a tratar com o coração de Jesus quando ela diz:

V.27…Quando Jesus fala para esta mulher, na verdade ELE está falando consigo
mesmo…V.27…mas ela o adorou dizendo…Sim Jesus, eu sei que para a sua cultura meu
valor não excede a de um cachorrinho, eu sei Jesus que para todos que te acompanham eu
valho o mesmo que um cão, mas o Senhor precisa saber de uma coisa:que um cachorrinho
também come da migalhas que caem da mesa de seu senhor…Em outras palavras ela está
querendo dizer se o Senhor não me pode dar o pão, dá-me pelo menos as migalhas, porque
as tuas migalhas Jesus são suficientes para mudar a minha história, mas eu não abro mão dos
meus sonhos, ainda que seja tratada como um cachorrinho, eu não abro mão dos meus
objectivos, porque estes que te rodeiam não sabem o que eu estou vivendo, esses não sabem
o que eu estou sentindo, eles não sabem que eu deixei uma filha endemoninhada em casa;
eles não sabem que eu tenho um sonho; Jesus eu vim aqui porque tenho um projecto de vida,
e se Tu não me podes dar o pão, as prímicias, dá-me pelo menos as migalhas, mas eu não
saio daqui sem as tuas migalhas, eu não saio daqui em outras palavras sem a tua benção…
Eu não sei como o Senhor vai fazer, mas Jesus ache, busque uma maneira de me
abençoar…E quando Jesus ouve isto saindo da boca desta mulher, gentia, Jesus agora muda
de atitude, Jesus muda de comportamento, Ele muda de linguagem e olha para a cara dela, e
já não vê um cachorrinho, ELE já não a chama de cachorrinho, Jesus abre os lábios e fala…

V.28…se você ver no verso anterior, Jesus a chama de cachorrinho, mas agora no
V.28….Cristo agora a trata como gente, como ser humano, como um ser pensante, como
uma pessoa digna…ÓH MULHER….Agora Jesus vai dizer para ela algo que nunca falou para
os seus disicipulos…V.28…Grande é a tua fé…para os discipulos quando eles estavam no
mar no meio da tempestade, no meio do desespero e do medo, Jesus os chamou dizendo…
Homens de pouca fé….Mas para esta mulher gentia, politeísta…Cristo fala…Grande é a
tua fé…ÓH MULHER….Eu nunca vi uma fé igual, Eu nunca vi uma fé tão grande, cheia de
sentimento e vida como essa…
Agora veja a dimensão da linguagem de Jesus e ELE fala…V.28…Seja feito segundo a tua
vontade, segundo o que você quer…Jesus diz para aquela mulher, não é segundo o que eu
quero, não segundo o meu desejo, que não seja feita a minha vontade…Amados é bom
quando ouvimos a declaração…QUE A VONTADE DE DEUS SEJA FEITA NA TUA VIDA…é
bom ouvir isso, mas quando Deus dá a liberdade e autonomia para que a nossa vontade seja
satisfeita isso é tremendo…e a biblia diz que ELE satisfaz o desejo do justo, e Jesus fala no…

V.28…Seja contigo como tu desejas, Marcos diz que ela voltou para casa e encontrou a filha
sentada na cama e sã…Mateus diz e desde aquele momento sua filha ficou sã…Se olharmos
atentamente a este texto, você vai ver que ela saiu de cachorrinho e se tornou um memorial de
fé…cachorrinho aqui é simbolo de desprezo, desvalorização, humilhação e talvez você tenha
sido tratado (a) assim, mas Deus te trouxe aqui para dizer que ELE quer mudar a tua posição,
Deus hoje quer devolver a tua dignidade…

Lições do Texto…
Dentre as várias lições que este texto tem, deixa-me compartilhar as seguintes:

1. A vida cruel daqueles que não valem mais do que um cachorrinho…


Tem ser humano que é tratado de uma forma que ele não vale mais que um cachorrinho,
Mateus e Marcos nos mostram que esta mulher era cananéia, era grega, e havia um desprezo
na valorização dos judeus para com os gentios…para os judeus, os gentios não valiam mais
que um cão…Existem pessoas entre nós, que no nosso ambiente de vida, seja cristão ou não,
seja membro da família ou não, que são tratados e valorizados com um cão; pessoas que
ouvem uma negação de um prato de comida ao ponto de uma pessoa dizer…eu prefiro dar a
comida a um animal do que dar a você…isso é a vida cruel daqueles que não valem mais do
que um cachorrinho…

1.1. Ela era uma pessoa cuja identidade não tinha expressão entre os judeus
Procura o nome desta mulher na biblia e você não vai encontrar em nenhuma parte; você só
vai ver escrito assim…Certa mulher…veja que não vem a mulher, porque se tivesse este
artigo a mulher, ja faria toda a diferença, porque só a presença do artigo distinguiria esta
mulher das demais, mas vem certa mulher… como se fosse qualquer uma, uma desnorteada,
como se fosse mais uma, como se fosse uma indigna, desprezada, sem reconhecimento
nenhum…Certa mulher…você vê ela está no anonimato, ou seja sem identidade…

O que isso tem a ver a com a nossa história?...são aquelas pessoas que vivem abortadas
no anonimato, que segundo seus contemporrâneos ela nunca conseguirá superar seus
limites; segundo o parentesco, ela nunca vai conseguir vencer os desafios da vida, que
segundo aqueles que a rodeiam, ela nasceu para viver na invisibilidade, nasceu para viver
na obscuridade social, sem destaque, sem influênica na sociedade, com uma vida sem
perspectivas de ver e viver dias melhores, são aquelas pessoas que não conduzem, mas são
conduzidos, não lideram, mas são liderados, não influenciam, mas são inlfuenciados, são
aquelas pessoas que não têm destaque nenhum, mas vivem rastejando e dependendo dos
outros, nasceu para viver no anonimato e na invisibilidade, é aquela pessoa que os outros
dizem…você nunca vai conseguir vencer na vida; você nunca vai ser ninguém e nem alguém…
você nasceu para ser mais um, você nasceu para ser apenas e simplesmente…nada
mais, nada menos que um cachorrinho…qual é seu nome mesmo? Onde você mora? Você
é filho de quem mesmo? Você não é ninguém, esta é a vida cruel de quem não vale mais do
que um cachorrinho.

2. Ela carrega na vida o estigma da exclusão social e religiosa


Esta mulher era grega, e por conseguinte não podia trazer um animal para sacrificar, por ser
grega ela não podia entrar no templo e nem podia ofereçer o seu culto, porque ela estava num
processo de exclusão social e religioso…São aquelas pessoas que são julgadas e
subjugadas pelo preconceito religioso…certamente os judeus quando olhavam para ela
diziam…lá vem o cachorrinho…ela não podia entrar no santuário, ela é gentia…mas eles
não sabiam e nem conheciam o teor da fé que esta mulher trazia no peito, eles julgavam a
ela pela sua aparência, julgavam a ela pela sua situação, mas ninguém sabia o que se passava
no seu coração e nem a dimensão da sua fé, ninguém conhecia o fervor de sua fé…

Amado se você não é valorizado ou respeitado por ninguém, talvez porque você não se
encaixa de acordo com o dogma de fé e padrão religioso pré-estabelecido pelos homens; esse
tipo de gente te chama imundo, te chama de excluído, de anti-social e condenado diante de
Deus; Eles te julgam pela côr da tua pele, pela côr, preço e tipo de roupas que você tem, eles
te julgam pela tua cultura, pelo teu nível académico, só que eles não sabem que não é tua
condição/estado que determina a benção, mas é tua posição…eles não sabem que existe
um tipo de necessidade que não olha o tipo de roupa, tipo de conta bancária que você tem,
filosoficamente falando, a necessidade não é abstracta, mas concreta, quando estamos
em necessidade isso conduz a mente para a alma, e persistindo a necessidade conduz a
alma para o espirito, e é quando chega ao teu espirito que a necessidade torna-se em
desespero, do desespero torna-se em obssessão, e quando você vem para casa de Deus
obssecado em e para ser abencoado…eles não sabem o que está dentro do teu coração,
pois homem nenhum sabe o que se passa dentro do coração de outro…Só existe Um que tem
Olhos como de chamas de fogo, Só existe Um que sonda as profundezas do ser
humano, Só tem Um que conheçe o teu interior, e esse é Deus e se não fôr ELE ninguém
tem direito legal e nem autonomia de julgar o nivel, dimensão, e tamanho da tua fé, nem pela
sua aparência, ou côr de tua pele, nivel académico…Ninguém sabe o fervor que está ai dentro;
ninguém sabe o que se passa dentro da tua alma, só Deus conheçe, só Deus sabe, só Deus
entende…e essas pessoas são tratadas de forma indigna, desprezada e você vê grupos de
pessoas que se acham mais santos, dignos, enquanto são chantarrões exclusivistas, que
passam a te excluir com o medo de serem contaminados por ti, de se tornarem imundos e
você é jogado ao desprezo e ao oceano da solidão…

Isso aumenta o drama desta mulher, agora ela vive entre o vale da desgraça e da maldição
espiritual e diz…V.22…agora e neste estado em que todos os seus recursos se foram, na
mais extrema angústia e esmagadora derrota e vergonha, sem haver absolutamente
esperança de conforto de alguma fonte humana, neste estado em que somente Jesus
podia fazer algo por ela, e é neste momento em que a necessidade e a fé desta mulher se
juntam, porque ninguém mais podia ir ao inferno por esta mulher, nenhum médico podia
fazer algo por ela, nenhum filósofo, psicólogo, sociólogo, teólogo podia fazer algo por
ela…sabe amados ninguém nasçe um filho para ser possesso por demónios; imagina o drama
e aflição desta mãe; imagina ela querendo conversar com sua filha e vê dos lábios da filha e
vendo que não é a filha, mas são demónios; a mãe olha e percebe que as reacções
neurológicas e psicossomáticas normais são influenciadas por espiritos demoníacos; esta
mulher está entre o vale da desgraça e da maldição espiritual…

Em outras palavras…há momentos na nossa vida em que parece que tudo de errado e
péssimo desabou sobre a tua vida e além de você não ser visto como um abençoado, um
vencedor, aquilo que você conseguiu gerar com sacrificio, dores, sofrimento, você acaba vendo
aquilo sendo atirado e dominado por satanás, te tirando o prazer de viver, te humilhando
diante de tudo e todos e te fazendo sentir o pior dos cachorrinhos no mundo dos
homens…Assim era o drama desta mulher, desta mãe…Mas hoje eu venho aqui debaixo da
graça de Deus e banhado pelo poder da unção de Deus, eu quero te dizer algo poderoso que
vejo neste texto…Mesmo que você seja desvalorizado como um cachorrinho…lute pelo
teu milagre até ao fim.
Esta mulher usa três verbos que denotam a sua luta constante: ela usa o verbo clamar, rogar
e gritar…a biblia diz que ela clamou, rogou e gritou…Em outras palavras…mesmo sendo
tratada como um cachorrinho ela não desistiu do seu milagre, ou seja, mesmo que não
acreditem em você, mesmo que não te valorizem…não desista do teu milagre, lute por ele
até ao fim, não abra mão dos teus sonhos e projectos…ALELUIA!

2.1. Porquê a filha ficou sã?


Porque esta mulher não desistiu e se Deus gerou algo em ti, não pense que terá multidões
para te apoiarem, pelo contrário, eles se levantarão para te desistimular e vão usar todo tipo de
linguagem, termos, palavras para te ferir e fazer parar no caminho a ponto de você pensar que
não vale mais do que um cachorrinho…mas lute até ao fim…quem já teve um
filho/marido/esposa endemoninhado/drogado/alcoólatra/na prostituição entende muito bem o
que estou falando…mas não desista lute até ao fim.

Marcos diz que ela fala: Filho de Davi…isso é linguagem judaica, mas veja até onde esta
mulher vai…mesmo sendo grega ela vai até Davi…Em outras palavras, esta mulher quer
dizer e nos ensinar…que Jesus eu sei que tu és filho e tens descendência de Rei, e eu chego
aqui, mesmo tratada como um cachorrinho pela tua comunidade, mas chego aqui como uma
princesa no Teu Reino, porque Tu és Filho de Davi e eu vim aqui para entrar neste reino, eu
vim aqui porque eu creio neste reino, e por mais que esta comunidade me trate como um
cachorrinho…Eu sou e me vejo como uma princesa neste reino, porque Tu és filho de Davi…
Amado veja os teus valores, veja as tuas potencialidades, valorize a si próprio…para os
que estavam a volta de Jesus ela não passava de um cachorrinho,mas ela chega e diz: Tu és
filho de Davi pois não? Então eu venho aqui e me reconheço como princesa, não abaixe a
cabeça quando te humilharem ou quando te desprezarem, porque se você não se valorizar não
espere que alguém que está ao seu lado o faça…Você é filho do Rei…
Exemplo: 12 homens saem para espiar a terra e quando voltam 10 dão relatório: olha a terra é
boa, próspera, tem tudo de bom e de melhor, mas tem gigantes e aos seus olhos nós
parecemos gafanhotos…10 homens passaram a se ver como gafanhotos- eram espias,
principes, herdeiros da terra e da promessa, mas voltam gafanhotos…2 homens se levantam
dizem: amigos vocês podem parecer gafanhotos, mas nós não, Deus nos deu a terra, e ainda
que tenha gigantes nós vamos tomar posse da terra…Amado pare de olhar para si mesmo e se
sentir o pior dos homens, pare de olhar para si mesmo e se sentir gafanhoto, um verme, burro,
feio, incapaz, derrotado, fracassado, inútil, páre de falar ah! Eu sou pobre, pobre,pobre de
maré..dança…não chame de imperfeito, o que Deus chamou e fez perfeito…ainda que
digam você não é ninguém e não vai a lado nenhum…saiba que você está em Cristo então eu
posso, eu tenho, eu sou capaz.

3. Minha Filha está horrivelmente endemoninhada


Ela quer dizer Senhor eu gerei uma filha e não um santuário de demónios, Jesus eu gerei uma
filha e não um escravo do diabo….Senhor, Filho de Davi eu não aceito perder a minha
benção para demónios, se o Senhor tiver que quebrar as regras, eu não me importo, mas
ache uma maneira de me abençoar…eu não aceito perder para o diabo…O diabo é um
mentiroso…Não deixe o diabo possuir o que Deus te deu e o que confiou nas suas mãos,
porque voce não nasceu para ser ou viver como um cachorrinho, você nasceu pra ser
vencedor, você não nasceu para viver dos restos dos outros, mas você nasceu para viver
debaixo da benção do Rei, você é o agente receptor para alcançar a benção que vai mudar a
história da tua familia, e o diabo vai ter que soltar, ele tem que abrir mão da tua benção e sair
da tua vida,familia, dos teus filhos, da tua empresa, satanás tem que restituir tudo que ele levou
sem a tua e a minha autorização…Não aceite perder para um perdedor

V.28…Grande é a tua fé...tua filha ficou sã… A mesma boca que a tratou como cachorrinho,
agora está clamando ÓH MULHER…!Uma coisa é ser tratado com animal, a outra é ser
tratado como gente, isso significa que o fim da história da tua vida não é de cachorrinho…ÓH
MULHER…ela agora vivencia o resgaste de sua dignidade como ser humano, isso significa
que todos que te desprezaram, todos que te humilharam terão que mudar de linguagem
quando se dirigirem a si, não vão mais te tratar de cachorrinho, mas de gente, de ser
humano…Aqueles que olharam para si como alguém inferior, incapaz terão que olhar para si e
verem a tua igualdade com eles, porque você não nasceu para viver uma vida de cachorrinho
até ao fim de teus dias, mas você nasceu para ser e viver abencoado pelo Filho de Davi…eles
terão que te chamar pelo teu nome, e olhar o teu sucesso, ver teu nome na Tv, nas revistas,
nos Outdoors, e se não abrirem a boca para pronunciar teu novo nome, eles terão que ler e
registar teu nome em suas memórias…aqueles que te chamaram de falhado, derrotado,
cachorrinho…vão ter que dizer próspero, abencoado, campeão, vencedor, ungido de Deus…

Essa mulher sai de casa para se encontrar com Jesus, ela deixa a filha endemoninhada e
Cristo diz para Ela Seja feita Segundo o que queres…e Marcos diz: e voltando para casa
encontrou a filha perfeita e sã…No teu retorno para casa você vai encontrar coisas
melhores, pode voltar para casa em Paz, quando saiu de casa, esta mulher deixou
demónios dentro da filha, mas quando volta só encontrou a filha e os demónios não
estavam lá…Pode voltar para casa porque todos demónios que lutaram para te roubar,
matar e destruir, daqui mesmo e agora Jesus Cristo dá a ordem para que saiam…Aquela
mulher não precisou de mudar de casa por causa dos demónios, mas foram os
demónios que tiveram que mudar de casa…Não é você que terá que sair de casa, é o
diabo que tem que se retirar…Receba a benção da restituição agora!

Você também pode gostar