Você está na página 1de 4

CIPMOI MODULAR: UFMG AUMENTANDO A CONTRIBUIÇÃO PARA A QUALIFICAÇÃO DA MÃO-DE-OBRA

José Affonso Moreira PENNA Simão Resende BENEDETTI Escola de Engenharia da Universidade Federal de Minas Gerais

RESUMO: O CIPMOI Modular é um curso oferecido pela Escola de Engenharia da UFMG a empresas particulares. É uma ampliação do projeto de extensão CIMOI (Curso Intensivo de Preparação de Mão-de-obra Industrial), criado em 1957 e que conta com a parceria da PROEX (Pró-Reitoria de Extensão da UFMG). Tem como objetivo qualificar e capacitar a mão-de-obra industrial das áreas de Construção Civil, de Eletricidade e de Soldagem. As aulas são ministradas, planejadas, coordenadas e gerenciadas por alunos de graduação em Engenharia e em Ciências Humanas sob supervisão de professores coordenadores. O projeto é executado na própria empresa e traz benefícios a curto, médio e longo prazo para a sua produção, além de contribuir para o setor econômico, para o desenvolvimento do funcionário e para o aprendizado profissional dos estudantes da UFMG.

PALAVRAS-CHAVE: CIPMOI; Modular; Mão-de-obra;

1.

Introdução

O

CIPMOI – Curso Intensivo de Preparação de Mão-de-Obra Industrial é um projeto de

extensão da Escola de Engenharia da Universidade Federal de Minas Gerais vinculado à Pró-Reitoria de Extensão da UFMG. Foi criado no ano de 1957, por iniciativa de

estudantes do Diretório Acadêmico da Escola de Engenharia da Universidade. Os cursos oferecidos são ministrados por estudantes de graduação em Engenharia e em Ciências Humanas.

A finalidade do projeto é capacitar e qualificar, gratuitamente, a mão-de-obra industrial

atuante nas áreas da construção civil, da eletricidade e da soldagem, beneficiando assim a sociedade não universitária e proporcionando o crescimento da economia e do nível da

mão-de-obra de Belo Horizonte.

São matriculados, anualmente, 200 alunos divididos nos quatro cursos disponíveis:

Preparação para Encarregado Geral de Obras 50 vagas

Capacitação para a Construção Civil 50 vagas

Eletricidade de Baixa Tensão 50 vagas

Soldagem Geral 50 vagas

A seleção conta com mais de 1200 candidatos inscritos, que passam por um processo

criterioso e com objetivos sociais. Tendo em vista o grande interesse dos trabalhadores em se qualificarem para o mercado

de trabalho, o interesse das empresas em ter um quadro de funcionários qualificados, a

grande procura durante o processo de inscrição, e a inexistência de um programa como este, foi criado o CIPMOI Modular. Através do CIPMOI Modular, o curso oferecido na Escola de Engenharia expande suas fronteiras, oferecendo a qualificação diretamente nas empresas particulares, ampliando assim o alcance social e econômico do projeto.

2. Objetivos

1. Fornecer aos operários uma oportunidade de adquirir conhecimentos teóricos,

dando a eles a chance de se sobressaírem no mercado, e ainda contribuírem para o desenvolvimento da empresa e dos setores econômicos relacionados.

2. Proporcionar um crescimento de curto prazo da empresa contratante.

3. Possibilitar à Universidade Federal da Minas Gerais oferecer à sociedade uma

efetiva oportunidade a aqueles que não tiveram chances de ingressar na Universidade.

4. Permitir que estudantes de graduação da UFMG complementem a sua experiência

acadêmica com o exercício da atividade de ensinar, coordenar equipes e treinar pessoal.

3. Procedimentos

A duração, o horário e o local dos cursos do CIPMOI Modular são negociados anteriormente, podendo as aulas serem ministradas no local de trabalho ou em outro

ambiente apropriado. Foram obtidas boas experiências com esses cursos em empresas particulares entre elas: Sudecap, no Campus 2000 da UFMG; e Arcelor Mittal, na própria empresa. Foram ofertados módulos e disciplinas como Matemática; Comunicação e Relações Humanas; Informática Básica; Leitura de Projetos Arquitetônicos, Estruturais, Hidráulicos e Elétricos; Materiais de Construção; Argamassa; Concreto; Alvenaria; Revestimento; Pintura; Impermeabilização; Eletricidade Básica; Instalações Elétricas; Máquinas Elétricas; Fundamentos e Processos de Soldagem; etc. Pelas experiências obtidas, elaboramos uma metodologia de negociação com as empresas que nos procuram necessitando do CIPMOI Modular. Mediante o contato das empresas buscando informações sobre os cursos que oferecemos, é marcada uma

reunião para que seja discutida em detalhes a possibilidade de abrir um curso exclusivo.

É feita uma proposta detalhando carga horária, assuntos abordados, local e horário.

Após o recebimento da proposta é realizada uma análise das condições de oferecer aquilo que foi pedido e é feita uma contraproposta que, se aceita, conduzirá a um contrato. Todo esse procedimento tem a participação de estudantes atuantes no CIPMOI orientados pelos Professores Coordenadores da Universidade. O Professor PhD. Lúcio Flávio de Souza Villar é responsável por acompanhar desde a negociação e preparo até

a entrega dos certificados aos alunos que forem aprovados. O material didático das aulas

é cuidadosamente preparado, com o interesse de estar atualizado. Os instrutores devem

possuir algum vínculo com a Universidade, ou seja, serem alunos de graduação e pós- graduação, e devem ser aprovados em um processo seletivo rigoroso. Ao início do curso, é realizado um processo seletivo com questões básicas de interpretação, e raciocínio matemático nos funcionários da empresa para avaliar aqueles que terão condições mínimas para acompanhar o andamento das aulas. Ao fim do curso, são entregues certificados para os alunos que obtiveram a pontuação e freqüência pré-

determinadas em contrato. Cada instrutor assume um compromisso de entrega de

Relatórios de Atividades de forma que seus coordenadores possam avaliar a sua atuação

e aprendizado adquirido, além de poder contribuir para qualidade e melhorias em posteriores projetos.

4.

Conclusão e Vantagens

O

CIPMOI Modular é um projeto que é capaz de trazer benefícios para a empresa, para

o

trabalhador, para o CIPMOI e os alunos da Universidade além do desenvolvimento

para o país. As oportunidades e melhorias no âmbito da empresa são: a melhor

qualificação do profissional; redução do desperdício durante a produção; racionalização do trabalho; aumento da velocidade, da produtividade e da qualidade do produto; e o aumento da auto-estima do funcionário. Os recursos humanos dentro de uma empresa são seus “bens” mais valiosos e duradouros, e os investimentos destinados neste setor trazem retornos significativos a curto, médio e longo prazo. A política de incentivo e valorização do funcionário é uma estratégia agradável a ambas as partes. As vantagens trazidas aos funcionários são traduzidas em: uma notável melhoria no relacionamento dos trabalhadores entre si, por se conhecerem melhor, e com seus superiores na escala hierárquica; a melhoria na sua formação técnica e teórica, aumentado sua rapidez de aprendizado, possibilitando trabalhar utilizando um computador e adquirindo facilidade em analisar dados. Do ponto de vista financeiro, o operário aumenta a probabilidade de conseguir uma promoção dentro da área de atuação e um conseqüente aumento salarial. Em caráter estudantil, o trabalhador consegue ver o seu local diário de trabalho interagindo com a sala de aula, estimulando-o a procurar novas formas de ensino, outros cursos, a completar seu ensino, e em alguns casos a buscar o ensino superior.

O Projeto coloca em prática seu caráter social e de extensão universitária ao colaborar

na formação do cidadão que não teve a oportunidade de se deslocar para fazer o curso principal do CIPMOI, que tem uma duração maior (480 horas), e podendo assim abranger um maior público. O valor cobrado pelo curso contribui para custear a condução, alimentação e o pagamento dos instrutores, e para cooperar nas melhorias na infra-estrutura necessária ao projeto. Os estudantes que participam do CIPMOI Modular adquirem conhecimentos práticos e profissionais, realizam contatos com diversas empresas, aumentando as suas expectativas com relação ao mercado de trabalho, e desenvolvem habilidades de negociação, de gerenciamento, de trabalho em equipe e de treinamento de mão-de-obra.