14/12/2010

FCC – Dicas e Questões
TCE-AM – Analista Téc. de Ctr Externo
01. No primeiro parágrafo, o autor afirma que a evolução não cria características especiais para favorecer ou prejudicar nenhuma espécie a fim de justificar a) a lógica do processo de seleção natural. b) a evidente primazia da inteligência humana. c) o orgulho alimentado pelo Homo sapiens. d) os acasos que regem a ordem evolutiva. e) o dogmatismo de quem exalta a espécie humana.

FCC – Dicas e Questões
TCE-AM – Analista Téc. de Ctr Externo
01. No primeiro parágrafo, o autor afirma que a evolução não cria características especiais para favorecer ou prejudicar nenhuma espécie a fim de justificar A) a lógica do processo de seleção natural. b) a evidente primazia da inteligência humana. c) o orgulho alimentado pelo Homo sapiens. d) os acasos que regem a ordem evolutiva. e) o dogmatismo de quem exalta a espécie humana.

02. Atente para as seguintes afirmações: I. A resposta à pergunta De onde emergiu a consciência humana? vem em favor da hipótese de que a inteligência seria um dom exclusivo da nossa espécie. II. O texto faz crer que não há razão para se considerar que existam atributos exclusivos dos seres humanos. III. Uma das características próprias da espécie humana seria, para alguns, a capacidade de agir em função de objetivos não imediatos. Em relação ao texto, está correto o que se afirma APENAS em a) I. b) II. c) III. d) I e II. e) II e III.

02. Atente para as seguintes afirmações: I. A resposta à pergunta De onde emergiu a consciência humana? vem em favor da hipótese de que a inteligência seria um dom exclusivo da nossa espécie. II. O texto faz crer que não há razão para se considerar que existam atributos exclusivos dos seres humanos. III. Uma das características próprias da espécie humana seria, para alguns, a capacidade de agir em função de objetivos não imediatos. Em relação ao texto, está correto o que se afirma APENAS em a) I. b) II. C) III. d) I e II. e) II e III.

03. No último parágrafo, o paralelo estabelecido entre chimpanzés e homens concorre para atestar o fato de que a) é típico da espécie humana o cooperativismo por interesse. b) nosso altruísmo vai além de um comportamento cooperativo. c) os homens desconhecem o interesse de reciprocidade. d) há outros primatas capazes de níveis elevados de cognição. e) mais de uma espécie é capaz de decifrar o estado mental do semelhante.

03. No último parágrafo, o paralelo estabelecido entre chimpanzés e homens concorre para atestar o fato de que a) é típico da espécie humana o cooperativismo por interesse. B) nosso altruísmo vai além de um comportamento cooperativo. c) os homens desconhecem o interesse de reciprocidade. d) há outros primatas capazes de níveis elevados de cognição. e) mais de uma espécie é capaz de decifrar o estado mental do semelhante.

1

b) Ressalte-se. e) Uma das peculiaridades dos verdadeiros altruístas consiste em buscarem decifrar a necessidade íntima do semelhante. a expressão sublinhada deve ser entendida como a) consideração de uma hipótese. d) A troca de recompensas imediatas por outras futuras alinham-se entre as características típicas da nossa espécie. Está adequada a correlação entre tempos e modos verbais na frase: a) Ainda que chimpanzés demonstrem algumas aptidões semelhantes às nossas. No contexto da frase Aceita essa premissa. o imediatismo será relegado a um segundo plano. o foco da primatologia se deslocou para o estudo das características únicas dos seres humanos. 04. d) afirmação de fato verificado. E) Uma das peculiaridades dos verdadeiros altruístas consiste em buscarem decifrar a necessidade íntima do semelhante. o foco da primatologia se deslocou para o estudo das características únicas dos seres humanos. e) Caso os chimpanzés disponham de um nível elevado de cognição. perde-se um forte argumento em favor do diferencial humano. c) Uma vez que haja paciência para aguardar resultados promissores. c) Seguiu-se à aceitação da premissa do influente biólogo Ernst Mayr alguns deslocamentos no foco dos estudos de primatologia. a expressão sublinhada deve ser entendida como a) consideração de uma hipótese. a) Não se admitem que hajam nascido. 2 . 05. C) Uma vez que haja paciência para aguardar resultados promissores. b) Tão logo se admitiu a premissa de Ernst Mayr. seres capazes de compor sinfonias. Está adequada a correlação entre tempos e modos verbais na frase: a) Ainda que chimpanzés demonstrem algumas aptidões semelhantes às nossas. o imediatismo será relegado a um segundo plano. c) formulação de uma condição. deslocara-se o foco principal dos estudos de primatologia. as ações que deixam claro seus interesses numa cooperação recíproca.14/12/2010 04. e) Caso os chimpanzés disponham de um nível elevado de cognição.se o foco principal dos estudos de primatologia. deslocara. no universo dos primatas. As normas de observadas na frase: concordância estão plenamente 05. perde-se um forte argumento em favor do diferencial humano. em quaisquer outras espécies. d) Se houvesse altruísmo em outras espécies. e) suposição a ser contraditada. b) Ressalte-se. d) Se houvesse altruísmo em outras espécies. as ações que deixam claro seus interesses numa cooperação recíproca. nenhuma equivalia ao desinteressado altruísmo humano. D) afirmação de fato verificado. b) expressão de uma consequência. em quaisquer outras espécies. na última década. seres capazes de compor sinfonias. b) Tão logo se admitiu a premissa de Ernst Mayr. nenhuma equivalia ao desinteressado altruísmo humano. No contexto da frase Aceita essa premissa. b) expressão de uma consequência. 06. não há por que considerar que não pudessem compor sinfonias. na última década. As normas de observadas na frase: concordância estão plenamente a) Não se admitem que hajam nascido. 06. c) Seguiu-se à aceitação da premissa do influente biólogo Ernst Mayr alguns deslocamentos no foco dos estudos de primatologia. no universo dos primatas. e) suposição a ser contraditada. d) A troca de recompensas imediatas por outras futuras alinham-se entre as características típicas da nossa espécie. não há por que considerar que não pudessem compor sinfonias. c) formulação de uma condição.

o foco da primatologia estuda nossas características. d) nos orgulhamos por vangloriamos e obedece por se pauta. é o comportamento cooperativo que se adota. 09.). c) nos orgulhamos por lisonjeamos e obedece por acata. é o comportamento cooperativo que se adota. b) Há muitos que argumentam de que mesmo entre os chimpanzés ocorre a paciência necessária... surpreendente: a consciência humana. b) A conclusão é. não são acessíveis à inteligência de outros animais. coerente e correta a redação da seguinte frase: a) Sequer deixaríamos de frequentar à escola no caso de trocarmos a recompensa imediata por uma outra que só o futuro viesse a vislumbrar. c) nos orgulhamos por lisonjeamos e obedece por acata. 07.). mas apenas os seres humanos são capazes de um autêntico altruísmo. Está clara. constituindo-se conforme peculiaridade humana. e) orgulhamos por gabamos e obedece por revela adesão. d) nos orgulhamos por vangloriamos e obedece por se pauta. e) Não obstante Ernst Mayr tenha concluído de que a consciência humana emerge dos animais. Entender a inteligência de que tanto nos orgulhamos como resultado de milhões de anos de seleção natural obedece à lógica evolutiva (. de acordo com as raízes evolutivas. d) Sejam sinfonias sejam equações de segundo grau. de modo desinteressado. Está inteiramente correta a pontuação da seguinte frase: a) A realização de estudos com primatas não-humanos. d) Evidências de comportamento cooperativo notam-se em outras espécies.. a nossa consciência. Os elementos sublinhados podem permanecer na frase acima caso se substitua a) orgulhamos por ufanamos e obedece por é acreditar. c) Ernst Mayr. c) Comportamentos altruístas ou mesmo desinteressados não se observa em todas as espécies. não é nosso dom exclusivo. 3 . mas apenas os seres humanos são capazes de um autêntico altruísmo. b) Há muitos que argumentam de que mesmo entre os chimpanzés ocorre a paciência necessária. Os elementos sublinhados podem permanecer na frase acima caso se substitua a) orgulhamos por ufanamos e obedece por é acreditar. há operações que de tão sofisticadas. 08. há operações que de tão sofisticadas.14/12/2010 07. emerge da consciência dos animais. c) Comportamentos altruístas ou mesmo desinteressados não se observa em todas as espécies. longe de ser um dom sobrenatural. tem revelado que a inteligência ao contrário do que se pensa. não é nosso dom exclusivo. D) Evidências de comportamento cooperativo notam-se em outras espécies. eminente biólogo do século passado não teve dúvida em afirmar que. E) orgulhamos por gabamos e obedece por revela adesão. é uma evolução da consciência dos animais. na verdade. b) nos orgulhamos por demonstramos e obedece por é dar fé. Está clara. de modo desinteressado. de acordo com as raízes evolutivas. B) A conclusão é. constituindo-se conforme peculiaridade humana. Entender a inteligência de que tanto nos orgulhamos como resultado de milhões de anos de seleção natural obedece à lógica evolutiva (. surpreendente: a consciência humana. 08. eminente biólogo do século passado não teve dúvida em afirmar que. na verdade. o foco da primatologia estuda nossas características. a nossa consciência. Está inteiramente correta a pontuação da seguinte frase: a) A realização de estudos com primatas não-humanos. e) O que caracteriza efetivamente o verdadeiro altruísmo. e) O que caracteriza efetivamente o verdadeiro altruísmo. d) Sejam sinfonias sejam equações de segundo grau. emerge da consciência dos animais. c) Ernst Mayr. longe de ser um dom sobrenatural. não são acessíveis à inteligência de outros animais. e) Não obstante Ernst Mayr tenha concluído de que a consciência humana emerge dos animais. coerente e correta a redação da seguinte frase: a) Sequer deixaríamos de frequentar à escola no caso de trocarmos a recompensa imediata por uma outra que só o futuro viesse a vislumbrar. tem revelado que a inteligência ao contrário do que se pensa. b) nos orgulhamos por demonstramos e obedece por é dar fé.. é uma evolução da consciência dos animais. 09.

De acordo com Helvétius. d) preferiam crer que os homens não adquirem vícios ao longo da vida. a afirmação de La Rochefoucauld a respeito do amor-próprio não foi compreendida porque as pessoas a) não admitiam que alguém pudesse desenvolver esse bom sentimento. e) é um efeito cultural irremovível e inevitável da vida em sociedade. B) não entendiam que esse sentimento era visto como um princípio natural. 4 . 11.14/12/2010 10. c) imaginavam que o orgulho e a vaidade fossem sinônimos entre si. e) não aceitavam que um sentimento tão nobre implicasse a degradação. e) não aceitavam que um sentimento tão nobre implicasse a degradação. a afirmação de La Rochefoucauld a respeito do amor-próprio não foi compreendida porque as pessoas a) não admitiam que alguém pudesse desenvolver esse bom sentimento. 12. 11. d) preferiam crer que os homens não adquirem vícios ao longo da vida. b) é o responsável por todas as ações das quais acabamos por nos arrepender. 12. c) O altruísmo autêntico sempre exige níveis elevados de cognição. d) Os chimpanzés paciência. b) Os primatas não trocam a recompensa imediata por outra mais distante. e) A premissa de Ernst Mayr obteve grande acolhimento no século passado. c) O altruísmo autêntico sempre exige níveis elevados de cognição. NÃO admite transposição para a voz passiva a construção verbal da seguinte frase: A) A inteligência está longe de ser um dom exclusivo da espécie humana. b) não entendiam que esse sentimento era visto como um princípio natural. e) é um efeito cultural irremovível e inevitável da vida em sociedade. b) é o responsável por todas as ações das quais acabamos por nos arrepender. D) desenvolve-se em nós consoante a natureza das diferentes paixões. Comentando a afirmação de La Rochefoucauld a respeito do amor-próprio. c) imaginavam que o orgulho e a vaidade fossem sinônimos entre si. b) Os primatas não trocam a recompensa imediata por outra mais distante. Comentando a afirmação de La Rochefoucauld a respeito do amor-próprio. manifestam gestos de inequívoca 10. Helvétius lembra que esse sentimento a) é um estigma que nos marca e nos impede de fazer escolhas morais. d) Os chimpanzés paciência. manifestam gestos de inequívoca e) A premissa de Ernst Mayr obteve grande acolhimento no século passado. d) desenvolve-se em nós consoante a natureza das diferentes paixões. De acordo com Helvétius. c) identifica as pessoas que demonstram alta preocupação ética em seus atos. c) identifica as pessoas que demonstram alta preocupação ética em seus atos. NÃO admite transposição para a voz passiva a construção verbal da seguinte frase: a) A inteligência está longe de ser um dom exclusivo da espécie humana. Helvétius lembra que esse sentimento a) é um estigma que nos marca e nos impede de fazer escolhas morais.

.. por isso. c) Por serem incontornáveis as marcas da natureza.... todo homem tem amorpróprio. (deixar) de haver opções em nosso caminho. é uma marca da natureza. 13. enfim.. b) Todo homem tem amor-próprio. (deixar) de haver opções em nosso caminho. c) A um mais elevado comportamento moral do homem não . é preciso os tomar como sejam. e) Tantas recriminações . No contexto do segundo parágrafo. Atente para as seguintes afirmações: I. As afirmações acima articulam-se de modo claro. C) A um mais elevado comportamento moral do homem não . (tolher) apenas as fraquezas pessoais. c) no entanto. II.. As marcas da natureza são incontornáveis. d) Não obstante não . e) O amor-próprio. por isso.14/12/2010 13.. (advir) das formas pelas quais canalizamos nossos afetos. que fazer.. (propagar) um pensador implacável como La Rochefoucauld. é preciso tomar-lhes como sejam. mas também os impulsos da natureza. os ditames da nossa natureza exercem um papel fundamental a cada escolha. b) portanto... tal como acontece com os homens. todo homem tem amorpróprio...... (haver) às ideias de La Rochefoucauld que Helvétius acabou se irritando com a ignorância das pessoas.. (propagar) um pensador implacável como La Rochefoucauld. e por fim. e) no entanto.... é preciso tomar os homens como são pode ser substituído. incontornável como os demais. que fazer. b) Todo homem tem amor-próprio. Atente para as seguintes afirmações: I. b) O que resulta em virtudes ou vícios humanos . o segmento mas.. sem prejuízo para o sentido e a correção. incontornável como as outras. enfim. 14.. e) Tantas recriminações . o mesmo ocorre com todo homem que tem amor-próprio. As afirmações acima articulam-se de modo claro.. é preciso tomá-los como são. O amor-próprio é uma marca da natureza... tal como acontece com os homens. d) Como marca da natureza... sem prejuízo para o sentido e a correção. Todo homem tem amor-próprio.. d) porém. que é uma das marcas da natureza. 14.. III.. o amor-próprio é incontornável. O amor-próprio é uma marca da natureza. As marcas da natureza são incontornáveis... b) portanto.. III. No contexto do segundo parágrafo. e) no entanto. (advir) das formas pelas quais canalizamos nossos afetos.. O verbo indicado entre parênteses deverá flexionar-se numa forma do plural para preencher de modo correto a lacuna da frase: a) Há sempre forte oposição às ideias que . mesmo quando são incontornáveis. que tem todo homem. d) Como marca da natureza... afinal de contas.. 15.. d) porém. incontornável como as outras. que tem todo homem... mesmo quando são incontornáveis. é preciso tomar os homens como são pode ser substituído.. Todo homem tem amor-próprio. incontornável como os demais. (haver) às ideias de La Rochefoucauld que Helvétius acabou se irritando com a ignorância das pessoas... O verbo indicado entre parênteses deverá flexionar-se numa forma do plural para preencher de modo correto a lacuna da frase: a) Há sempre forte oposição às ideias que . é preciso tomar-lhes como são. por: A) porém. 15. correto e coerente na frase: a) Sendo uma marca da natureza. mas também os impulsos da natureza. é uma marca da natureza. o segmento mas. afinal de contas.. 5 . é preciso ainda tomá-los como são. d) Não obstante não .. é preciso tomar-lhes como são.. e por fim. o mesmo ocorre com todo homem que tem amor-próprio. o amor-próprio é incontornável. c) Por serem incontornáveis as marcas da natureza. c) no entanto. os ditames da nossa natureza exercem um papel fundamental a cada escolha. II.. é preciso tomá-los como são. por: a) porém. que é uma das marcas da natureza. E) O amor-próprio... (tolher) apenas as fraquezas pessoais. é preciso os tomar como sejam. é preciso ainda tomá-los como são.. é preciso tomar-lhes como sejam. correto e coerente na frase: a) Sendo uma marca da natureza. b) O que resulta em virtudes ou vícios humanos .

Em relação ao texto. c) I e III. apenas. celebrizado por seu verve de humor. apenas. b) num estilo fielmente colado ao dos documentos históricos sobre a região. Em seu comentário crítico. Hélio Pólvora afirma que o romance em questão desenvolve-se a) numa linguagem inspirada na exuberância da realidade representada. apenas. 18. e) no discurso borbulhante e retórico dos novos ricos da região. d) La Rochefoucauld. que assacavam as ideias de La Rochefoucauld. c) I e III. Lianas do aparato verbal e estrondos estilísticos são recursos recusados pela linguagem de Márcio Souza em seu romance. II. no contexto do segundo parágrafo. d) numa narração marcada por humor muitas vezes ácido e caricaturesco. apenas. 16. justificavam o fato alegando ser o filósofo um nilista impedernido. que assacavam as ideias de La Rochefoucauld. apenas. c) Mesmo o mais exitoso filósofo tem de enfrentar os empecilhos criados por pessoas sem qualquer envergadura intelectual. e) III. b) num estilo fielmente colado ao dos documentos históricos sobre a região. apenas. b) O mal entendimento do termo amor-próprio concitou Helvétius a investir contra os detratores de La Rochefoucauld. e) no discurso borbulhante e retórico dos novos ricos da região. b) I e II. b) O mal entendimento do termo amor-próprio concitou Helvétius a investir contra os detratores de La Rochefoucauld. II e III. II e III. está correto o que se afirma em A) I. d) II e III. c) na imaginação fantasiosa e crítica com a qual o autor narra sua vida. e) III. O verbo espocar é utilizado em mais de um sentido. Em seu comentário crítico. está correto o que se afirma em a) I. apenas. O emprego e a grafia de todas as palavras estão corretos na frase: a) É difícil haver uma recepção concensual do sentido das palavras: Helvétius surprendeu-se com o atribuído a amorpróprio. Hélio Pólvora afirma que o romance em questão desenvolve-se a) numa linguagem inspirada na exuberância da realidade representada. O emprego e a grafia de todas as palavras estão corretos na frase: a) É difícil haver uma recepção concensual do sentido das palavras: Helvétius surprendeu-se com o atribuído a amorpróprio. d) La Rochefoucauld. Atente para as seguintes afirmações: I. D) numa narração marcada por humor muitas vezes ácido e caricaturesco. Lianas do aparato verbal e estrondos estilísticos são recursos recusados pela linguagem de Márcio Souza em seu romance.14/12/2010 16. 18. 17. criou máximas que transporam as fronteiras do tempo e do espaço. celebrizado por seu verve de humor. Expressões como inferno verde e celeiro mundial conotam visões estereotipadas da região amazônica. c) na imaginação fantasiosa e crítica com a qual o autor narra sua vida. no contexto do segundo parágrafo. C) Mesmo o mais exitoso filósofo tem de enfrentar os empecilhos criados por pessoas sem qualquer envergadura intelectual. d) II e III. III. II. 6 . Atente para as seguintes afirmações: I. e) As pessoas indignadas. III. 17. criou máximas que transporam as fronteiras do tempo e do espaço. apenas. e) As pessoas indignadas. O verbo espocar é utilizado em mais de um sentido. b) I e II. Expressões como inferno verde e celeiro mundial conotam visões estereotipadas da região amazônica. justificavam o fato alegando ser o filósofo um nilista impedernido. Em relação ao texto.

têm sentido contrastante os seguintes elementos: a) luxuriante e intrincada.. se dispôs a fazer de seu livro uma sátira histórica. Movidos pelas mais duras necessidades.. d) O livro de Márcio Souza fez sucesso pela inteligência e pelo humor... e) Muitos se escandalizaram com romance.. b) caricaturar e espocar um sarcasmo... . Considerando-se o contexto.... d) O livro de Márcio Souza fez sucesso pela inteligência e pelo humor. B) Um dos motivos . têm sentido contrastante os seguintes elementos: a) luxuriante e intrincada... mas se recusaram a dizer o ... 19. c) Márcio Souza decidiu-se pelo humor .... c) Márcio Souza decidiu-se pelo humor . C) temporadas líricas e a própria miséria. e) Muitos se escandalizaram com romance.. d) bordéis tumultuosos e damas pelintras. e) champanha francês e foguetes anunciadores." Thomas Edison 7 .. A forma por que preenche corretamente a lacuna da frase: a) Os cearenses expandiram as fronteiras . b) Um dos motivos .. . não há outro .. d) bordéis tumultuosos e damas pelintras.. c) temporadas líricas e a própria miséria.14/12/2010 19. 20.... . se dispôs a fazer de seu livro uma sátira histórica................. 20. e) champanha francês e foguetes anunciadores... não há outro . Hélio Pólvora se agradou desse romance é a visão original do autor. Movidos pelas mais duras necessidades. .. b) caricaturar e espocar um sarcasmo... Considerando-se o contexto. Hélio Pólvora se agradou desse romance é a visão original do autor. A forma por que preenche corretamente a lacuna da frase: a) Os cearenses expandiram as fronteiras . LEMBRE-SE: "Muitas das falhas da vida acontecem quando as pessoas não percebem o quão perto estão quando desistem.... mas se recusaram a dizer o ..