Você está na página 1de 4

Este documento foi assinado digitalmente por RONNIE FRANK TORRES STONE. Se impresso, para conferência acesse o site http://consultasaj.tjam.jus.br/esaj, informe o processo 0633404-51.2013.8.04.0001 e o código 1615210.

o processo 0633404-51.2013.8.04.0001 e o código 1615210. fls. 152 PODER JUDICIÁRIO DO ESTADO DO AMAZONAS 1ª

fls. 152

PODER JUDICIÁRIO DO ESTADO DO AMAZONAS 1ª Vara da Fazenda Pública Estadual da Comarca de Manaus

Proc. n°: 0633404-51.2013.8.04.0001. Requerente: Thereza Christina Caxeixa de Oliveira. Requerido: FUNDAÇÃO GETÚLIO VARGAS- FGV.

DECISÃO

Anulatória de Ato

Administrativo c/c Pedido de Tutela Antecipada proposta

por Thereza Christina Caxeixa de Oliveira em face de

Fundação Getúlio Vargas - FGV, objetivando a tutela

antecipatória para assegurar sua participação na prova

discursiva (P2) - relacionada a concurso para provimento

de vagas

Tribunal de Justiça do Amazonas - que acontecerá em

de Direito Substituto do

Trata-se

de

Ação

no

cargo

de

Juiz

04/12/2013, assim como, ao final, a procedência do

pedido para se reconhecer a nulidade das questões 56 e

70 da prova escrita objetiva seletiva (P1), tipo 1, cor

branca, e a nulidade da decisão dos recursos

administrativos que indeferiram seu pleito.

Alega a Requerente, que as aludidas

questões de prova abordaram conteúdo não previsto no

Edital, uma vez que este não exigiu todo o conteúdo da

Lei Complementar nº 17/97, tendo a Banca, inclusive,

apontado cada tópico que seria objeto de avaliação (ref.

a questão 70) e as assertivas constantes das

Este documento foi assinado digitalmente por RONNIE FRANK TORRES STONE. Se impresso, para conferência acesse o site http://consultasaj.tjam.jus.br/esaj, informe o processo 0633404-51.2013.8.04.0001 e o código 1615210.

o processo 0633404-51.2013.8.04.0001 e o código 1615210. fls. 153 PODER JUDICIÁRIO DO ESTADO DO AMAZONAS 1ª

fls. 153

PODER JUDICIÁRIO DO ESTADO DO AMAZONAS 1ª Vara da Fazenda Pública Estadual da Comarca de Manaus

alternativas correspondiam, todas, ao posicionamento do

STJ e entendimento sumulado, não havendo como assinalar

a questão correta se todas assim se encontravam (ref. a

questão 56).

61

Informa

que

obteve nota

final

de

pontos na prova objetiva, estando, portanto, aprovada na

primeira fase do certame. Contudo, a prova escrita

discursiva, realizada em 04/09/2013, foi anulada - em

cumprimento à decisão do CNJ proferida nos autos do PCA

nº 0005003-09.2013.2.00.0000 - e os candidatos que

tiveram nota inferior a 62 foram sumariamente excluídos

do certame.

É o relatório sucinto.

Fundamentação.

Cumpre nesse primeiro momento a análise

tão somente do pedido antecipatório de tutela e a

presença dos seus requisitos autorizadores.

Como cediço, nas demandas que discutem

concurso público, a atuação do Poder Judiciário limita-

se ao exame da legalidade do certame, vedada a

apreciação dos critérios utilizados pela banca

examinadora para formulação de questões e atribuição das

notas aos candidatos, sob pena de indevida incursão no

mérito administrativo. Precedente do STJ, RMS 27.954/RJ,

Rel. Ministro Jorge Mussi, Quinta Turma, DJe 19/10/2009.

Compulsando os autos para esse exame

prévio, verifico que se encontram presentes os

requisitos necessários para a antecipação da tutela

pretendida, ao menos para assegurar que a Requerente

Este documento foi assinado digitalmente por RONNIE FRANK TORRES STONE. Se impresso, para conferência acesse o site http://consultasaj.tjam.jus.br/esaj, informe o processo 0633404-51.2013.8.04.0001 e o código 1615210.

o processo 0633404-51.2013.8.04.0001 e o código 1615210. fls. 154 PODER JUDICIÁRIO DO ESTADO DO AMAZONAS 1ª

fls. 154

PODER JUDICIÁRIO DO ESTADO DO AMAZONAS 1ª Vara da Fazenda Pública Estadual da Comarca de Manaus

realize a prova discursiva que irá acontecer em

04/12/2013, senão vejamos.

da

alegação, é sabido que o edital vincula tanto o

candidato quanto a Administração. A verificação de que

determinado tema consta ou não no edital do certame é

passível de controle pelo Poder Judiciário, pois o

princípio da legalidade impõe obediência às regras

insculpidas no instrumento convocatório pela

Administração Pública.

e

documental trazido pela postulante, demonstra a

plausibilidade de suas alegações e do direito

perseguido.

No que pertine ao fundado receio de dano

irreparável ou de difícil reparação, dispensa maiores

digressões. Perfaz-se claro que a não participação da

Autora na prova discursiva (P2), ceifar-lhe-á qualquer

chance de aprovação no concurso.

Configurados, pois, os pressupostos dispostos no art.

No

tocante

à

verossimilhança

Aliado

a

isso,

o

suporte fático

273 da Lei Adjetiva Civil, impõe-se a antecipação da

tutela pretendida, total ou parcialmente.

In casu, entendo que deve ser assegurado

à Requerente o direito de realizar a prova. Porém,

quanto a anulação das questões apontadas, abstenho-me de

apreciar a matéria nessa análise preliminar por

considerá-la atinente ao mérito da ação.

Nesse talante, posiciono-me no sentido

de conceder a tutela antecipatória, em sua forma

parcial.

Este documento foi assinado digitalmente por RONNIE FRANK TORRES STONE. Se impresso, para conferência acesse o site http://consultasaj.tjam.jus.br/esaj, informe o processo 0633404-51.2013.8.04.0001 e o código 1615210.

o processo 0633404-51.2013.8.04.0001 e o código 1615210. fls. 155 PODER JUDICIÁRIO DO ESTADO DO AMAZONAS 1ª

fls. 155

PODER JUDICIÁRIO DO ESTADO DO AMAZONAS 1ª Vara da Fazenda Pública Estadual da Comarca de Manaus

Decido.

Diante do exposto, CONCEDO PARCIALMENTE

A ANTECIPAÇÃO DOS EFEITOS DA TUTELA para assegurar à

Requerente

a realização

da

prova

discursiva (P2),

prevista

para

o

dia

04.12.13, do

concurso para

provimento dos cargos de Juiz de Direito Substituto da

Magistratura do Estado do Amazonas.

Intime-se a Requerida, bem como a Banca

Examinadora do concurso, desta decisão.

Cumprida a medida antecipatória, cite-

se, na forma da lei.

Intimem-se. Cumpra-se, com urgência.

Manaus, 03 de dezembro de 2013.

Ronnie Frank Torres Stone Juiz de Direito