Você está na página 1de 4

Fonte e

Copyright no Fim
do Texto

AVALIAÇÃO DA PROFISSIONALIDADE DOCENTE

Maria Prazeres Casanova

28 DE MARÇO DE 2008

I - Introdução
Este tema surgiu da necessidade de entendermos um pouco mais toda a
complexidade da avaliação do desempenho da profissionalidade docente.
Estamos neste momento a viver um momento importante.
Propomo-nos neste trabalho abordar o conceito de avaliação e o de
profissionalidade e de avaliação de desempenho da profissionalidade docente.
Relativamente à avaliação da profissionalidade docente identificaremos quais
as suas funções, as suas modalidades e ainda os instrumentos de avaliação.
Por fim daremos uma pequena sugestão de ordem prática para a elaboração
do Plano Individual de Desenvolvimento.
Em jeito de conclusão formularemos algumas questões que deixaremos
à vossa reflexão.
Entendemos como limite deste texto o estar mais vocacionado para o
professor que é avaliado e não tanto para o avaliador uma vez que o exemplo
prático é a sugestão para apresentação do Plano Individual de Desempenho.
Não é nossa intenção estabelecer a relação entre o modelo de avaliação de
desempenho em vigor em Portugal e nos restantes países da OCDE, assim
como não iremos abordar os diferentes tipos e métodos de avaliação de
desempenho por objectivos ou por competências.

II – Desenvolvimento do Estudo

1. Conhecer os Princípios Base da Avaliação de Desempenho.

1.1. Definição de Conceitos.


 Conceito de Avaliação.
 Conceito de profissionalidade.
1.2. A Avaliação de Desempenho Pessoal e Profissional.
 Avaliação de desempenho encontra-se em intima relação com a
organização-escola e com a avaliação do processo de ensino e aprendizagens
dos alunos.

 Noção de avaliação de Desempenho pessoal e profissional.


o Decreto-Lei 240/2001 e perfil do Professor de Educação Moral e
Religiosa Católica.
 Justificação da avaliação de desempenho.

1.3. Significado da Avaliação do Desempenho Pessoal e Profissional.


 Finalidade da avaliação de desempenho.
 Carácter formativo da avaliação.

 Construção de um sistema de avaliação de desempenho.


Fins.
Funções.
Modalidades: auto-avaliação e hetero-avaliação.
Instrumentos: portefófio, diário; observação de aulas, …

2. Sugestões para a Elaboração do Plano Individual de Desenvolvimento.

3. Em Jeito de Conclusão

III - Bibliografia

(s.a.) (s.d.) . Apoio na Construção de um Portfólio . in


http://www.meintegra.ics.uminho.pt/docs/ficheiros/portfolio.pdf (acedido
em Fevereiro de 2008).
Alonso, M. (Dir.) (1994) . Évaluación Curricular . Madrid: Siglo Vientiuno de
España Editores, S.A.
Alonso, M. (s.d.) . Modelos de Evaluación Curricular (cap. 5) . In
htpp://sid.usal.es/idocs/F8/8.11-5039/cap5.pdf (acedido em Fevereiro
de 2008).
Casanova, M. P. (2005) . A Escola como Observatório de Diagnóstico de
Necessidades de Formação Continua: Um estudo de Caso (Texto
Policopiado). Évora: Universidade de Évora.
Chiavenato, I. (1999) . Gestão de Pessoas: o Novo Papel dos Recursos
Humanos nas Organizações . Rio de Janeiro: Campos.
Contreras, J. A Autonomia de Professores. São Paulo: Cortez, 2002.
Fantini, E. (2003) . Los docentes y la Evaluación . Revista Portuguesa de
Investigação Educacional (2). Lisboa: Universidade Católica
Portuguesa.
Fernandes, D.. (2007) .Vinte e Cinco Anos de Avalição das Aprendizagens:
uma Síntese Interpretativa de Livros Publicados em Portugal . In
Albano Estrela (org.) . Investigação em Educação . Teorias e Práticas .
Lisboa: Faculdade de Psicologia e Ciências da Educação.
Figari, G. (2007) . A Avaliação: História e Perspectivas de uma Dispersão
Epistemológica . In Albano Estrela (org.) . Investigação em Educação .
Teorias e Práticas (1960-2005) . Lisboa: Faculdade de Psicologia e
Ciências da Educação.
Hadji, C. (1992) . L' Evaluation des Enseignants des Lignes Directrices pour
une Demarche Pertinente? . in AFIRSE/AIPELF (1993) . Avaliação em
Educação (Actas do III Colóquio) . Lisboa: Faculdade de Psicologia e
de Ciências da Educação (pp. 487-498).
Hadji, C. (1994) . Avaliação, Regras do Jogo . Porto: Porto Editora.
Instituto de Lexiologia e Lexicografia (2001). Dicionário da Língua Portuguesa
Contemporânea . Lisboa: Verbo.
Landsheere, G. (1969). Dictionnaires de l'Évaluation et de la Recherche en
Éducation . Paris: PUF.
Maura , V. G. (s.d.) . El Diario como Instrumento de Diagnóstico y
Estimulación del Desarrollo Profesional del Profesorado . Revista
Iberoamericana de Educación . in http://www.rieoei.org/deloslectores
/1248Gonzalez.pdf (acedido em Março de 2008).
Morgado, P. (1994) . O Processo Negocial . Lisboa: Editora McGraw-Hill de
Portugal.
Nóvoa, A. (1992) . Formação de Professores e Profissão Docente. In A.
Nóvoa . (Coord.) Os Professores e a sua Formação . Lisboa:
Publicações D. Quixote.
Perrenoud, P. (2002) . A Prática Reflexiva no Ofício de Professores:
Profissionalização e Razão Pedagógica. Porto Alegre: Artmed.
Rodrigues, A. e Peralta, H. (2008) . Algumas Considerações a Propósito da
Avaliação do Desempenho dos Professores . in http://www.dgrhe.min-
edu.pt/DOCENTES/PDF/Docente/AvaliacaoDesempenho/TextosApoio
_AvDesempenho.pdf (acedido em Março de 2008).
Rodriguéz, M. P. (1992) . Evaluación de la Función Docente . in
AFIRSE/AIPELF (1993) . Avaliação em Educação (Actas do III
Colóquio) . Lisboa: Faculdade de Psicologia e de Ciências da
Educação (pp. 499-506).
SNEC (s.d.) . Perfil do Professor de Educação Moral e Religiosa Católica . In
http://www.emrcdigital.com/htmls/612.shtml (acedido em Março de
2008).
Sergiovanni, T. (2004) . Novos Caminhos para a Liderança Escolar . Porto:
Asa.
Strauven, C. (1994) . Construir uma Formação . Definição de Objectivos e
Exercícios de Aplicação . Porto: Asa.
Trindade, V. (2007) . Práticas de Formação . Métodos e Técnicas de
Observação, Orientação e Avaliação (em Supervisão) . Lisboa:
Universidade Aberta.
Velez, H. (2000) . Evaluación del Desempeño Docente . In
http://www.oei.es/de/rifad01.htm; http://www.oei.es/de/rifad02.htm;
http://www.oei.es/de/rifad03.htm (acedido em Março de 2008).

2 - Normativos Aplicáveis
Lei n.º 10/2004 de 22 de Março . In http://www.dgap.gov.pt/upload/Legis/
2004_l_10_22_031.pdf

Lei 49/2005 de 30 de Agosto . In http://min-


edu.pt/np3content/?newsId=1224&fileName=lei_49_2005.pdf.

Lei n.º 3/2008 de 18 de Janeiro . In http://min-edu.pt/np3content/?newsId


=1570&fileName=lei_3_2008.pdf
Decreto-Lei 240/2001 de 30 de Agosto . In http://bdjur.almedina.net/sinopse
.php?field=doc_id&value=15259

Decreto-Lei 15/2007 de 19 de Janeiro . In http://min-edu.pt/np3content/?new


sId=1176&fileName =decreto_lei_15_2007.pdf.
Decreto-Regulamentar 2/2008 de 10 de Janeiro . In http://min-
edu.pt/np3content/?newsId=1540&fileName=decreto_regulamentar_2_
2008.pdf.
Portaria n.º 659/88 de 29 de Setembro . In http://spn.pt/?aba=27&cat=17&doc
=383&mid=115

© Casanova, M. P. (2008) . Avaliação da Profissionalidade Docente. In


mpsmcasanova.com.sapo.pt/documentos/avaliacaoprofissionalidadedocente.pdf.