APOSTILA DE MENSAGENS BIBLICA

DIACONO CARLOS TEL (11)980950932 1) Língua, bênçã u !a"#$çã

2) S%&% !%#$#a' #a "íngua 3) Nã #%$' "uga( a #$ab

)) *ERD+O 5) *%(#ã , -%(#a g(an#%

.) RESTA/RA0+O 1) 2A3ILIA 8) I4RE5A DO SEN6OR

9) O que fazer para Deus

Língua, bênção ou maldição?

APOSTILA DE MENSAGENS Pr:Agnaldo Marques TEL (16)

1!!"!#$ P%g&na 1

APOSTILA DE MENSAGENS BIBLICA

(Tiago 1.19; 3.1-12; Provérbios 6.16-19) INTRODUÇÃO Uma gra !" "#"ssi!a!" $o%" "s&' o #(i!a!o )(" !"v"mos &"r #om a)(i*o )(" +a*amos; ,ois #omo !i- o &a*m(!". /a *0 g(a !o $om"m é #omo ab"*$a; &"m m"* " &"m +"rr1o2. Or"mos3 ,ara )(" a&ravés !o " si o !"s&" "s&(!o o 4s,iri&o 5a &o v" $a os a%(!ar a ma &"r a ossa *0 g(a sob +r"io !o &"mor !o 5" $or. 6(" o 5" $or os a%(!" a viv"r a ,ra&i#a !a ,a*avra !" D"(s ,ara 1o #airmos "m !"s#r"!i&o !a)("*"s )(" os ro!"iam. Por isso ,r"#isamos vigiar3 sa &i+i#a !o a *0 g(a3 ,ara )(" 1o v" $amos a &ro,"7ar ,or ,a*avras. Uma #"r&a ,"ssoa !ia &" !" (m *0!"r #ris&1o !iss". /4( a!miro vosso 8ris&o3 " 1o vosso #ris&ia ismo2. 1) I 9 D"(s #o #*ama a #a!a #r" &" )(" s"%a ,ro &o ,ara o(vir. Pro &os ,ara o(vir (Tg 1. 19b) 4m :; 36. 11 "s&' "s#ri&o. /5" o o(vir"m3 " o s"rvir"m3 a#abar1o s"(s !ias "m b" s " s"(s a os "m !"*i#ias2. < =0b*ia !' mais va*or a )("m sab" o(vir !o )(" )("m sab" +a*ar. O s'bio 5a*om1o os a#o s"*$a. /i #*i a-&" mais a o(vir2 (4#.>.1); )(a !o +a*amos s"m,r" os arris#amos a "rrar3 " is&o é a&(ra*. ?as3 )(a !o o(vimos s"m,r" ,o!"mos a,r" !"r #om os ossos i &"r*o#(&or"s3 &a &o o )(" é #"r&o )(a &o o )(" é "rra!o. < =0b*ia " si a )(" &o!o #r" &" s"%a ,ro &o ,ara o(vir. O ,ro+"&a Isaias ra&i+i#a "ssa v"r!a!" /i #*i ai os o(vi!os " vi !" a mim; o(vi3 " a vossa a*ma viv"ra2 (Is >>..3@). O ,r;,rio :"s(s a!v"r&i( aos #r" &"s !as s"&" igr"%as !a <sia m" or. /6("m &"m o(vi!os o(7a o )(" o 4s,iri&o !i- As igr"%as2 (<,. 2.1B). /<s ,a*avras !os s'bios !"v"m "m si*C #io s"r o(vi!as2 (4# 9.1B; :; D2. D->). Eaba#()(" "m s(a ora71o !iss". /o(vir3 5" $or3 a &(a ,a*avra " &"mi2 (E# 3.2). D"(s a!v"r&i( o ,ovo !" Isra"*. /agora3 ,ois3 s" !i*ig" &"m" &" o(vir!"s a mi $a vo-3 " g(ar!ar!"s o m"( #o #"r&o3 " &1o s"r"is a mi $a ,ro,ri"!a!" ,"#(*iar !" &r" &o!os os ,ovos2 4F.19.>; D& D.1G; >.1; 5* D9.1-D; Is.1.2-3; <,. 1.3. 4m 4#*"sias&"s B. >3 "s&' "s#ri&o. /?"*$or é o(vir a r",r"" s1o !o s'bio !o )(" o(vir a*g(ém a #a 71o !o &o*o2. E' (m ,rovérbio ,o,(*ar )(" !i-. /5" a*g(ém )("r s"r (m bom %(i-3 o(v" o )(" o o(&ro !i-2. 2- Tar!io ,ara +a*ar (Tg 1. 19#) Tiago r"#om" !a )(" &o!o $om"m !"v"r s"r /&ar!io ,ara +a*ar2. 5a*om1o os a!v"r&". /N1o &" ,r"#i,i&"s #om a &(a bo#a3 "m o &"( #ora71o s" a,r"ss" a ,ro ( #iar ,a*avra a*g(ma !ia &" !" D"(s; ,or)(" D"(s "s&' os #é(s3 " &( "s&ais sobr" a &"rra; ,"*o )(" s"%am ,o(#as as &(as ,a*avras2 (4# >.. 2-33 63B).

APOSTILA DE MENSAGENS Pr:Agnaldo Marques TEL (16)

1!!"!#$ P%g&na '

APOSTILA DE MENSAGENS BIBLICA
O v"*$o a!'gio ,o,(*ar !i-. /6("m m(i&o +a*ar m(i&o "rra2. 4 a =0b*ia ass"v"ra so*" "m" &" "m Provérbios 11.12. /O $om"m !" " &" !im" &o #a*a-s"2. 4 mais. /<&é o &o*o3 )(a !o s" #a*a3 s"r' r",(&a!o ,or s'bio; " o )(" s"rra os s"(s *'bios3 ,or s'bio2 (Pv. 1B. 2H). /O )(" ,oss(i o #o $"#im" &o r"&ém3 as s(as ,a*avras. Os )(" s1o s'bios r"+r"iam a *0 g(a " s1o #a(&"*osos )(a &o a)(i*o )(" !i-"m. N1o "Fag"ram a v"r!a!"3 " "m *"sam o ,r;Fimo " )(a &o +a*am; ,"*o #o &rario3 &omam #(i!a!o "m +a*ar #om "Fa&i!1o " a "!i+i#a71o !o ,r;Fimo2 (5* 39. 1-2). 4m Provérbio 1G.19 "s&a "s#ri&o. / a m(*&i!1o !" ,a*avras 1o +a*&a &ra sgr"ss1o2. 3 9 Tar!io ,ara s" irar (Tg 1. 19#.) Por #a(sa !a ira3 ami-a!"s s1o ,"r!i!as3 m(i&os +i#am !o" &"s3 !",rimi!os3 a#i!" &"s a#o &"#"m3 #rim"s s1o ,ra&i#a!os3 " &a &os o(&ros ma*"s. < =0b*ia &"m ra-1o )(a !o !i-. /)(" &o!o $om"m s"%a &ar!io ,ara s" irar2. 4m 4+ésios D.26-32 "s&' "s#ri&o. /irai-vos " 1o ,")("is; 1o s" ,o $a o so* sobr" a vossa iraI2 Por #a(sa !"ssa &" !C #ia !" ,"#ar #om a *0 g(a Tiago "For&a a &o!o o s"r $(ma o a "s&' ,ro &o ,ara o(vir " &ar!io ,ara +a*ar3 &ar!io ,ara s" irar. (Tg 1.19). < ira ,riva o #r" &" !a gra7a !" D"(s < ira s" 1o +or #o &ro*a!a3 s" &ra s+orma "m #;*"ra #"ga3 " i #o &ro*av"* (Eb 12.1>). O sa*mis&a os a#o s"*$a o sa*mo 3B.H /D"iFa a ira " aba !o a o +(ror; 1o &" i !ig "s3 ,ara +a-"r o ma*2. (Pv 1D.1B; 19.33 19;.2>.23; 29.22; 3G.33; Jv 19. 1B-1H). /N1o &" a,r"ss"s o &"( 4s,iri&o a irar-&"3 ,or)(" a ira abriga-s" o s"io !os &o*os2 (4#. B.9;) b) < ira é +r(&o !a #ar " (K* >.19-21). Pa(*o os " si a )(" &o!o #r" &" !"v" &"r vi!a sa &a3 s"m ira "m #o &" !a (I Tm 2.H). 4m Provérbios 1>. 1-2 "s&' "s#ri&o. /< r"s,os&a bra !a !"svia o +(ror3 mas a ,a*avra !(ra s(s#i&a a ira. < *0 g(a !os s'bios a!or a a sab"!oria3 mas a bo#a !os &o*os !"rrama "s&(*&0#ia2. O osso irm1o J(#as i s,ira!o ,"*o 4s,iri&o 5a &o os " si a o s"( "va g"*$o #a,. 1B.3-D. /O*$ai ,or v;s m"smo. 43 s" &"( irm1o ,"#ar #o &a &i3 r",r"" !"-o; "3 s" "*" s" arr"," !"r3 ,"r!oa-*$"2. No &o#a &" A !"#*ara71o !" :"s(s a r"s,"i&o !o ,"r!1o ao ,r;Fimo3 obs"rvamos o )(" s" s"g(". < 9 :"s(s !"s"%a )(" o #r" &" )("ira s"m,r" ,"r!oar " a%(!ar os )(" o o+" !"m3 "m v"- !" abrigar (m "s,iri&o !" vi ga 7a " ;!io (?& >.DD-DH). = 9 O o+" !i!o !"v" "s&a !is,os&o a #o &i (ar ,"r!oa !o3 s" o #(*,a!o s" arr"," !"r si #"ram" &". 6(a &o a ,"r!oar /s"&" v"-"s o !ia2 3 :"s(s 1o "s&a %(s&i+i#a !o a ,r'&i#a !o ,"#a!o $abi&(a*. N"m "s&' 4*" !i-" !o )(" o #r" &" !"v" ,"rmi&ir )(" a*g(ém o ma*&ra&" o( ab(s" !"*" i !"+i i!am" &". 5"( " si o é )(" !"v"mos "s&ar s"m,r" !is,os&os a a%(!ar " a ,"r!oar o o+" sor . O "s#ri&or aos E"br"(s "s#r"v". /5"g(i a ,a- #om &o!os " a sa &i+i#a71o3 s"m a )(a* i g(ém v"r' o 5" $or2 (Eb12.1D) APOSTILA DE MENSAGENS Pr:Agnaldo Marques TEL (16) 1!!"!#$ P%g&na !

1-239.r"#i. 22 "s&a "s#ri&o.32333)."*o )(" "F.. Um #r" &" #om &o&a* ma&(ri!a!" !"v" #o &ro*ar #om #(i!a!o as s(as . 2 9 < !(bi"!a!" !a *0 g(a ( Tg 3.o !" r"*igiosi!a!" s"m va*or3 s"m vi!a3 s"m . " mais a m" &ira !o )(" o +a*ar #o +orm" a r"&i!1o.os&a " &r" os ossos m"mbros3 " #o &ami a &o!o o #or. /. T( amas mais o ma* !o )(" o b"m. D"v"mos orar .3 o sa*mis&a a s(a ora71o .ois :"s(s !iss" )(".ara )(" D"(s os a%(!" a #o &ro*ar ossa *0 g(a (Pv.o!"r3 s"m sa*va71o3 vis&o )(" a .APOSTILA DE MENSAGENS BIBLICA D 9 8a!a #r" &" !"v" sab"r r"+r"ar a s(a *0 g(a (Tg 1.2-D).o!"m "s&ragar ossa mo&iva71o . 1H. .aga71o !" m" &iras3 !as +a*sas !o(&ri as3 !a i &riga3 !a i v"%a3 !as agr"ssO"s v"rbais3 !a +o+o#a3 )(" &a &os ma*"s &"m #a(sa!o As igr"%as. #om a *0 g(a &ra&am " ga osam" &". N1o os "s)("7amos !" )(" (m !ia #a!a (m APOSTILA DE MENSAGENS Pr:Agnaldo Marques TEL (16) 1!!"!#$ P%g&na " ."*a r"&i!1o3 *"va.r"#iso m(i&o #(i!a!o o +a*ar3 .r"#isa sab"r !omi ar a *0 g(a3 !o #o &r'rio /< r"*igi1o !"ss" é v12.3-6) 1 9 < *0 g(a é (m +ogo (v.ai2 /ama*!i7oamos os $om" s3 +"i&o a s"m"*$a 7a !" D"(s2(v. :. 3G.a*avras3 o !ia a !ia3 &"m #a(sa!o mais b" "+0#ios o( ma*"+0#ios a )("m os o(v"N 8a!a #r" &" !"v" s" a(&o-"Fami ar. DG. 1G.or isso é .11) o( /!" (ma +ig("ira sair a-"i&o a3 o( !a vi!"ira sair +igos2 (Tg 3. > 9 Os ma*"s . g(ar!a a .6-H).ria !"s&r(i71o3 " s"(s *'bios3 (m *a7o . 6(" D"(s os g(ar!" !" &a* #oisa.ara . /O )(" g(ar!a a s(a bo#a #o s"rva a s(a a*ma2.ara mos&rar )("3 assim3 #omo (m .9). 5" $or3 (ma g(ar!a A mi $a bo#a.ro."!i( a D"(s. #(%a bo#a "s&a #$"ia !" ma*!i71o " amarg(ra2 (Rm 3. N1o &" . < =0b*ia !i.os a .a*avra " 1o som" &" o(vi &"s3 " ga a !o-vos #om +a*so !is#(rsos2.2B). /< bo#a !o &o*o é a s(a .io i &" &a o ma*3 #omo (ma ava*$a a+ia!a3 &ra7a !o " ga os.3->.9-1G) /< s(a garga &a é (m s".B). /<i !a )(" !" (ma m"sma +o &" 1o saia 'g(a !o#" " 'g(a amargosa2 (Tg 3.13-1D)3 . 6(" D"(s os a%(!" a !is#i."*o i +"r o2. 4m Tiago 1.O" a m1o a bo#a g(ar!a a &(a *0 g(a !o ma* " &"(s *'bios !" +a*ar"m " ga osam" &"2 (5* 3D."7o $a !" 's. Pv.ara a s(a a*ma2.6) " a+"&a osso r"*a#io am" &o #om D"(s (4# >.11-16). < #o v"rsa !"s#(i!a!a " a *0 g(a !"s" +r"a!a . 4m Provérbios 13. (Pv. 26) Para a*g(ém s"r v"r!a!"iro r"*igioso . <mas &o!as as .*i armos a ossa *0 g(a .3).(*#ro ab"r&o.>).3 "s&a "s#ri&o.rov" i" &"s !a *0 g(a (Tg 3.o3 " i +*ama o #(rso !a a&(r"-a3 " é i +*ama!a . 8omo #r" &"s3 ossas ."#ar (4# >. /8omo (m m( !o !" i i)(i!a!"3 .i&"s "m +a*ar !"s" +r"a!am" &"3 /.)(" /a *0 g(a !o 0m.i!"s "s&a !"baiFo !" s"(s *'bios. /4 s"!" #(m.12).ri!or"s !a .o!o i #" !iar (m gra !" bos)(" (v. R"a*m" &"3 a vi!a #o&i!ia a3 v"mos )(" a *0 g(a s"rv" !" i s&r(m" &o .D.O" P 5" $or3 (ma g(ar!a A mi $a bo#a. I +"*i-m" &"3 !a m"sma *0 g(a .O"3 . No sa*mo 1D1.r"ssa #om a *0 g(a3 .1H3B.6) Tiago (sa "s&a +ig(ra . /!a ab( !M #ia !o #ora71o +a*a a bo#a2 (J# 6. g(ar!a a . L o &i. 5* 1B.a*avras !"vora!oras3 P *0 g(a +ra(!(*" &a2 (5* >2.2-13.1D1.")(" o +ogo .o!" sair a b" 71o " a ma*!i71o.D>).ois #om a m"sma *0 g(a #om )(" /b" !i-"mos a D"(s " . /.or&a !os m"(s *'bios2.a*avras (Pv H. 5* 39. /a *0 g(a &ambém é (m +ogo2 (Pv 16."ssoa é #o $"#i!a .ara )(" sirva !" i s&r(m" &o A s(a "Fa*&a71o.Tg 3.1D319.r.B).or&a !os m"(s *'bios 5*.

O 5" $or %(*gar' a &o!os .iri&o 5a &o sa &i+i)(" " #o &ro*" a ossa *0 g(a3 .0&(*os !a =0b*ia !"s&a#am o #aso !a m" &ira.H). (Jv 19.22."ssoa )(" "s&a s" !o a#(sa!a !" a*go.or)(" o )(" .r.or)("3 (m irm1o !iss" )(" "*a "s&ava amora !o #om (m i #ré!(*o3 )(a !o is&o 1o "ra v"r!a!".or s(as .ar&" s"r' o *ago )(" ar!" #om +ogo " " Fo+r" 2 (<. < m" &ira é (ma !"s&a#a!a #ara#&"r0s&i#a !o !iabo."ssoas sab"m )(" m" &ir . 21. < 9 To!os os m" &irosos3 /a s(a ."#a!o #o &ra o #or."ssoa )(" "s&a s" !o a#(sa!a. 1H. sim3 sim."#ar #o &ra o 5" $or (Pv12. II 8o >. N"m s")("r &"v" o.B. 119. 1o3 1o3 . *"gis*a!or " %(i-3 a)("*" )(" .or)(" +oi (ma m" &ira )(" *"vo( A )("!a !a ra7a $(ma a (K 3.1> ). L .1G. L !"s.or +a*ar a v"r!a!" !o )(" "vi&ar o so+rim" &o (sa !o !" m" &ira (D 3. 21.2.s3 #r" &"s " i #ré!(*os3 is&o é &o!os os ossos a&os3 bo s " ma(s.a*avras s"r' #o !" a!o (?& 12. 4s&as ."ra &" D"(s3 . &(3 . 5* >.1H) < !i+ama71o3 é #rim" #o &ra a $o ra3 .>.a*avras so*" " !"v"m s"rvir !" a!v"r&C #ia a &o!os )("3 i #*(siv" a igr"%a3 a#$am )(" D"(s &o*"ra a m" &ira " o " ga o. 1S 9 N1o . 2 Irm1os3 1o +a*"is ma* ( s !os o(&ros.orém3 )("m és3 )(" %(*gas ao .or &(as . Rm 1D..>-H. /s"%a3 .ria .12). 6("m +a*a ma* !" (m irm1o3 " %(*ga a s"( irm1o3 +a*a ma* !a *"i3 " %(*ga a *"i. II Ts 2.a*avra !" m" &ira (Pv 13. 5" a*g(ém +(ma é #or&a!o !a #om( $1o.ara )(" o )("ri!o 4s.>) Pr"+"r" so+r"r . 4 )(a &o isso o !i+ama!or +i#o( orma*m" &" as a&ivi!a!"s !a #o gr"ga71o.os *"mbrar !" (ma v"r!a!" so*" " " i a*&"r'v"*.Pv 2>."#a!o +i a* #o !" a!o a =0b*ia3 .Tg >.ro#(rar #o $"#"r os !"&a*$"s !a si&(a71o.o!" sa*var " !"s&r(ir. <. 8 9 Os )(" amam " #om" &"m m" &ira "s&ar1o +ora !o r"i o "&"r o !" D"(s. :r 9. No "va g"*$o s"g( !o 51o :o1o H.16.1->). Pv 12. < m" sag"m +i a* !o *ivro !" 4#*"sias&"s +a-.2B). No&" #omo os !ois Q*&imos #a.21.DD "s&a "s#ri&o.161H)3 &ais .ossiv"*m" &" . R(mar é . :"s(s a!v"r&i(. Pv 16. a .r"s&ar' #o &a a D"(s3 .69." a* brasi*"iro.or)(" .22)3 )(" viv"r !"ss" mo!o é "F#*(ir-s" !o r"i o !" D"(s.ro#"!C #ia ma*ig a2 ( ?& >.or&( i!a!" !" !"+"sa. /6(a*)("r )(" ama " #om"&" a m" &ira2."rigoso o &ro.or $'bi&os é . E' (m s.r"s&a71o !" #o &as !o s"r $(ma os ."7o a .11-12).1D).ra&i#a &"s !a m" &ira s1o m" #io a!os &rCs v"-"s.a*avra3 +a*ar #o &ra a $o ra !" a*g(ém.r.2H-3G.!igo . 22. 4# 12.a*avras s"r' %(s&i+i#a!o " .r"vis&o o #.D-6. Or"mos ao 5" $or .3->.FimoN2 (Tg D.ai !a m" &ira " 1o s" +irmo( a v"r!a!"2.3).< !i+ama71o.or &o!os os s"(s a&os. 1G9. 4*" é a +o &" g"ra!ora !" &o!a a +a*si!a!" (<& >. " APOSTILA DE MENSAGENS Pr:Agnaldo Marques TEL (16) 1!!"!#$ P%g&na ( . = 9 Os )(" #om"&"m m" &ira 1o " &rar1o a #i!a!" "&"r a !" D"(s (<.r"-ar a *"i !"#*i ar !o amor "m r"*a71o a (ma .9-11. 1D.or"m3 o vosso +a*ar. Os .as&or a "F#*(i( !a igr"%a . 2S 9 N1o +a*ar #om a .. D.APOSTILA DE MENSAGENS BIBLICA .assa !isso é !" . 3 9 O %(s&o aborr"#" a .12.ara ab" 7oar os )(" os o(v"3 (K 12.36-3B. < =0b*ia !i-. /O !iabo é m" &iroso " . ora3 s" %(*gas a *"i3 1o és obs"rva!or !a *"i3 mas %(i-.. 5* 1G1.o3 mas s"r' is&o mais grav" !o )(" !i+amar a*g(émN Uma %ov"m #o &o( )(" s"( .3B. < m" &ira é o .

or #ami $o 1o bom3 +"#$a os o*$os .ois o %(0-o !" D"(sT. :o 1>.r.a*$a !o "ss" &i."rv"rso *"va &a a #o &" !a3 " o !i+ama!or s".ma* a s"( .2 (5* 1G1.3). O(&ros &ro.a!r1o !" D"(s3 a &"s !" .o !" #oisa "m m(i&as igr"%as. s1o .>-639.Fimo2. < #a*( ia (Jv 19.D-H).2G).r.ra&i#a a %(s&i7a3 " +a*a v"ra-m" &" s"g( !o o s"( #ora71o2. /O $om"m v1o #ava o ma*3 " os s"(s *'bios s" a#$a #omo )(" (m +ogo ar!" &". II 8o 12. " o )(" ." as #o &ra os #a*( ia!or"s. mor!" !o os *'bios3 "+"&(a o ma*2."r"#"r'2 ( Pv 6. 4 #o &i (a o m"smo sa*mis&a.o!" s"r +"i&a a&ravés !a m" &ira3 +a*si!a!" " i v" 71o #o &ra a*g(ém.16-19.9).1-6). 8a!a #r" &" !"v" "s&ar &o!o o !ia vigia !o " ora !o " . O $om"m . Pv 3G. O #. O(&ros !a m"sma 0 !o*" &"m . 4 #o &i (a o osso m"s&r". 2 9 O boa&o Origi a*m" &" boa&o v"m !o *a&im3 sig i+i#a !o /m(gi!o o( b"rro !" boi2. O #r" &" !"v" .( ".19.16). 1-23B). <*g(ém r"s.Fimo3 "m a#"i&a " $(ma a+ro &a #o &ra o s"( . O sa*mis&a os a!v"r&".ois o #a*( ia!or é assim "s&im(*a!o a s(a &ar"+a ma*ig a " !"s&r(i!ora !os va*or"s a*$"ios. 5* >.Fimo. /<)("*" )(" !i+ama o s"( ."7os a .ra-"r "m r"*"mbrar3 #om" &ar " "s.ara imagi ar ."i&o !" )("m )("r )(" s"%a (4F 23."r+"i7O"s " .>-6).APOSTILA DE MENSAGENS BIBLICA 3S 9 Di+amar "ssa . 19. /N1o !ir's +a*so &"s&"m( $o #o &ra o &"( .(&a71o !o . a)("*" )(" &"m o*$ar a*&ivo " #ora71o sob"rbo3 1o o s(."ssoa. O ovo ma !am" &o . APOSTILA DE MENSAGENS Pr:Agnaldo Marques TEL (16) 1!!"!#$ P%g&na 6 . Jv. /< +a*sa &"s&"m( $a 1o +i#ar' im.ara s"r i s&r(m" &o !" b" 71o " 1o !" ma*!i71o.( i!os a)("*"s )(" a!(*&"ram o( ro(bam3 mais +i#am &o&a*m" &" im."i&o !o #ar'&"r o( !os a&os !" o(&ra ." sar "m "Fami ar " i +*(" #iar a #o !(&a !" o(&ros #ris&1os.11. III 9 Os #rim"s #om"&i!os #om a *0 g(a.o !"r' .ro+"r" m" &ira . :"s(s &ambém os a!v"r&i( o s"( s"rm1o !a ma &" $a.1G. < #a*( ia .r.22. O $om"m vio*" &o . Eo%" sig i+i#a / o&0#ia a U ima )(" #orr" .( "s os #a*( ia!or"s os i %(ria!or"s " os !i+ama!or"s."#a!os a o(&ros3 s"rvi !o-s" !a *0 g(a.a $"iro " g(ia-o . 4m m(i&as igr"%as s. Ni g(ém !"v" +a-"r !"#*ara7O"s +a*sas a r"s. /6(a*)("r )(" *$" #$amar !" *o(#o s"r' ré( !o +ogo !o i +"r o2 ( ?& >.or&ar"i. / 1o %(*g("is2 (?& B. D"v"mos +a*ar !" mo!o %(s&o " $o "s&o a r"s.(b*i#am" &" s"m #o +irma71o.ara os maior"s amigos.ro&"g" o om" " a r".!igo .Fimo2 (5* 1>."rv"rsi!a!". /L a)("*" )(" 1o !i+ama #om a s(a *0 g(a3 "m +a.233 DD-DH). N1o é !" a!mirar )("3 "m m(i&as igr"%as3 )("m #a*( ia 1o so+r" )(a*)("r a71o !is#i.rim"iram" &" s(bm"&"r-s" ao %(s&o . /5" $or3 )("m $abi&ar' o &"( &ab"r '#(*oN 6("m morar' o &"( sa &o mo &"N <)("*" )(" a !a si #"ram" &"3 " . ba*"*a3 r(mor3 -( -( -(m2. :"s(s #o !" a o $'bi&o !" #ri&i#ar os o(&ros3 s" !o . E' (m !"mU io "s. 2H.s m"smo +a*&osos.16. 4m Provérbios (16.r"vC ."ssoa."rs(a!" o s"( #om.a*avra (Pv 2D.a*$ar +ra)("-a3 im.or isso o ma* s" avo*(ma3 ."!i !o ao 5" $or a s(a gra7a . II Tm 3.2B-3G) "s&a "s#ri&o.1-3.r. < =0b*ia #o !" a a #a*( ia (4F 2G.Fimo As "s#o !i!as3 "( o !"s&r(ir"i.r." a* brasi*"iro .*i ar3 " .

"sar !" &"r si!o r"!imi!o " a*vo !a gra7a !" D"(s3 o . /<&" )(a !o so+r"r"i "s&a m' #o gr"ga71o3 )(" m(rm(ra #o &ra mimN T" $o o(vi!o as m(rm(ra7O"s !os +i*$os !" Isra"*3 #om )(" m(rm(ram #o &ra mim2 (Nm 1D. P"!ro os a!v"r&" !"s&a m' #o !(&a (I P" 2.2H-3H) ?(rm(rar sig i+i#a /Di-"r "m vo.16). *iso %"iam #om a s(a *0 g(a2 (5* >. .ovo #om"7o( a m(rm(rar " a )("iFar-s" . /. < =0b*ia #o !" a os .1D. #o v"rsar3 !i+ama !o o( !"sa#r"!i&a !o2. 23B9H. (4F 23. b) < a71o !" Isra"* m(rm(ro( #o &ra o .a*$o( boa&o #o &ra o(&ro. 4s&" *$" !iss".o !" #o v"rsar )(" r"baiFa o .r.r.Fimo o( )(" !i+ama s"( #ar'&"r !"v" s"r r". O o(&ro i !ago(.baiFa3 #" s(rar !is+ar7a!am" &"." as &rCs !ias !" viag"m o .rova!a. Nm 1G.2H "s&' "s#ri&o. &" &o( ao 5" $or (Nm 1D.ois3 +i#o( .o !" g" &"3 )(a !o !iss".332B). (Nm 1D. " !(r"#"( o #ora71o (Eb. 3 9 < m(rm(ra71o.oss0v"*T.or)(" as #o !i7O"s 1o "ram "F#"*" &"s.ria !o $om"m )(" "s.2H-3H) APOSTILA DE MENSAGENS Pr:Agnaldo Marques TEL (16) 1!!"!#$ P%g&na ) ."r!Uo s" vo#C +i-"r !(as #oisas2.ovo m(rm(ro( #o &ra 4*" (Nm 1D."g(" "s&" sa#o !" .Fimo3 #omo s" !o o+" sas grav"s #o &ra a *"i #ris&1 !o amor.2. 4 o +"-.a*avra !" D"(s #o !" a "s&" &i.ro&"g"r os o(&ros " o r"i o !" D"(s.r. (Ros ar) (4F16. 6(a*)("r &i. D3). T" $amos #(i!a!o #om "ss" m(gi!o !" boi !o !iabo.i!am" &" s" "s)("#"ram !o *ivram" &o !o 4gi&o " !os a&os . O m" &iroso !iss". . N1o )(is"ram #o +iar "m D"(s " !"iFar #om "*" s(a vi!a " s"( +(&(ro. O boa&"iro !iss". #) Os m(rm(ra!or"s 1o v1o " &rar o #é( (Nm 1D.2B).r. < .2). <.rio D"(s." as s(ba a (m mo &" b"m a*&o " !"iF" o v" &o *"va-*as2.2B).11323).1).33.ovo !" Isra"* m(rm(ro( #o &ra ?oisés3 (4F 16." as )(" "s.o!"rosos !" D"(s "m s"( +avor. < #o v"rsa o( m" 71o !" !"*i&os !o .ois !" a. 2 < gora ."#a!os !a *0 g(a )(" ."*a m' o&0#ia. 3.o !" ma* (so !a *0 g(a.?"F"ri)("iros. O boa&"iro +oi . Ra7o *ogo2.9). E'T Isso é im.1).Nm 1D. 1D.(*#ro ab"r&o.(Nm 1D. 6(1o ra.33.H)3 r"b"*o(-s" #o &ra o 5" $or.a*$o(2. / 1o s"%as &"s&"m( $as s"m #a(sa #o &ra o &"( .APOSTILA DE MENSAGENS BIBLICA L o /o(vir !i-"r2 /o !iss"-m"-!iss"2 si U imo !" m"F"ri#o (Jv 19. a s(a garga &a é (m s".2G). o s"( i &imo s1o v"r!a!"iras ma*!a!"s. Pa(*o aviso( os #r" &"s !" #ori &o !o s"( r"#"io a "s&a m' #o !(&a (II 8o 12.r"%(!i#a o ."ssoa3 o( !" . <o r"&or ar a $om"m o+" !i!o *$" !iss".Fimo !"v" s"r +"i&os som" &" #om o mo&ivo si #"ro !" a%(!ar &a* ."7o )(" +a7a a s"g( !a #oisa.or)(" 1o $' r"&i!1o a bo#a !"*"s. v' " %( &" &o!as as .rova!o )(" o +a&o 1o "ra v"r!a!".22)3 !"iFo( !" ob"!"#"r aos s"(s ma !am" &os (Nm 1D. 4s&"3 aba&i!o3 +i#o( !o" &"3 !". :' é #o $"#i!a a $is&. 4m Provérbios 2D."r!1o ao a&i gi!o .2D) " !"svio(-s" !" s"g(ir o 5" $or (Nm 1D. /O )("N2 /Prim"iro )(" vo#C . 1G. !"s#o si!"ro( o 5" $or " r"#(so(-s" a o(vir a s(a vo.or)(" " ga arias #om os &"(s *'bios2N O sa*mis&a &ambém #o !" a "s&" &i.Fimo. D".r.. /"( . O . 2 5im3 is&o é +'#i*.23B-H."!i .

<ssim #omo D"(s *$"s mos&ro( )(" 1o &i $am o m"smo gra( !" a(&ori!a!" !" ?oisés.6) Pa(*o "s#r"v" !o aos ossos irm1os #o*os" s"s a#o s"*$o(-os. IW 9 < .1-12. R."*a . 2. /a vossa .1-3).>-16). /v.o(so #om D"(s (5* 9>.o!"riam "s#o*$"r .a*avras boasI2 (5* D> .r"ga !o aos o(&ros3 "( m"smo 1o v" $a !" a*g(ma ma "ira a +i#ar APOSTILA DE MENSAGENS Pr:Agnaldo Marques TEL (16) 1!!"!#$ P%g&na $ .as&ora* " .ara )(" sa&a 's 1o v" $a #orrom. < !ir"71o !a obra !" D"(s !"v" bas"ar-s" a s(a vo &a!" r"v"*a!a A Igr"%a.13-16) .ro#"!"r (Nm 12. 3. ?& D. Eb 3. Rm 12.>-9.o " o r"!(-o A s"rvi!1o3 . 5"g( !o o Novo T" s&am" &o3 é D"(s )("m #o &i (a !"#i!i !o )(" &i.6). :"s(s !iss" a s"(s !is#0." savam )(" .or&am" &o (I Tm D. II Rs D.>1G.ria os !irig" &"s !o ."r os ossos s" &i!os " os a. D"(s +a*ava !ir"&am" &" #om ?oisés (Nm 12. 1-2).(*os.r"s"rvar !a #orr(..r"-a !o a Pa*avra !" D"(s3 "s&1o ma i+"s&a !o a a&i&(!" r"b"*!" !" 8oré " !os !"mais )(" s" a%(s&aram a "*". 8oré " a)("*"s !"mais $om" s Da&13 <bir1o " 2>G $om" s maiorais !os +i*$os !" Isra"* ."#a!o !" ?0riam " !" <r1o ao )("s&io ar"m a a(&ori!a!" !" ?oisés +oi +a*&a !" &"mor !" D"(s " !"sa#a&o A s(a Pa*avra a&ravés !o .APOSTILA DE MENSAGENS BIBLICA Por #o s")VC #ia !a !"sob"!iC #ia !os isra"*i&as3 v"io sobr" "*"s a ira !" D"(s (I 8o 1G.s sois o sa* !a &"rra2 (?& >. !) N( #a s" *"va &" #o &ra (m *0!"r #o s&i&(0!o .orém3 !"iFo( #*aro )(" 4*" "s&ava o gov"r o.a*avra s"%a &"m. 6(a !o os m"mbros !" (ma igr"%a !"iFam !" *a!o os . Os #ris&1o s1o /o sa* !a &"rra2."ra!a #om sa* (8* D.T& 1. 1 9 < s(a .ro."ssoas !"v"m .r!ia sobr" as ossas vi!as3 . II 5m 1. O Novo T"s&am" &o !"#*ara "F.ara o mi is&ério .23H-1G.B-11. O sa*mis&a !iss". /&"m.a*avra )(" ?oisés &ra smi&ia ao . /o m"( #ora71o +"rv" #om .1-3.H) Pa(*o a!v"r&i( os #r" &"s !" 8ori &o !i-" !o.ovo "ra a .>-11).ara )(" isso s"rviss" !" a!v"r&C #ia a &o!os os #r" &"s (I 8o 1G."ra !o "m osso #ora71o3 )(" #o &"m a v"r!a!" #om amor (4+ D.a!rO"s !ivi os .ara s" a.ria!a " mar#a!a .11-13. 21. < #o v"rsa !o #r" &" !"v" s"r agra!'v"*3 #a&iva &"3 am'v"* " gra#iosa.1G31B)3 a mor&" " a !"s&r(i71o (Nm 1D. O . <& 13.2933>)3 !"iFaram !" " &rar a &"rra !" 8a a1 (Nm 1D. 4mbora ?0riam " <r1o +oss"m *0!"r"s !" Isra"*3 1o &i $am o !ir"i&o !" #o &"s&ar a a(&ori!a!" !" ?oisés.r.a*avras " #om.ar&ar !o D"(s vivo " v"r!a!"iro2 (Eb 3.D-9.11)3 #o si!"ra !o o +ra#asso !" Isra"* o !"s"r&o3 &"mos ."ra!a #om sa*3 .113D23DH-D9.os&(ra i!"a* !" (m v"r!a!"iro #ris&1o. D"v" s"r (ma *i g(ag"m origi a!a a gra7a !" D"(s o. /v"!"3 irm1o3 )(" ( #a $a%a "m )(a*)("r !" v.s (m #ora71o ma( " i +i"*3 .r" agra!'v"*3 &"m. /< &"s s(b%(go o m"( #or. H)3 " a . 8o 11. ?oisés +oi o m"!ia!or !o a &igo #o #"r&o3 assim #omo :"s(s é o m"!ia!or !o ovo( Eb 3.as&or"ar a s(a igr"%a(I Tm.or s(a !"sob"!iC #ia " i #r"!(*i!a!"3 . 2 9 O #r" &" &"m )(" T"r #(i!a!o #om as s(as . D"(s3 .ro+"&a !" D"(s.o !" .1131H). 22323)3 .or #o &ra ."ra!a #om sa*2 )(" sig i+i#a #o v"rsa a.o !"r a #a!a (m2 (8* D.3.o!" a&é morr"r s" assim . Rogamos ao 5" $or a s(a gra7a " mis"ri#."r!"ram o !ir"i&o ao r".a*avra a(&C &i#a !" D"(s.ar&ar !a sim.ara )(" saibais #omo vos #o vém r"s.*i#i!a!" )(" $' "m 8ris&o (II.*i#i&am" &" )(" D"(s or!" o( s"( %(*gam" &o sobr" Isra"* .ro#(ram "*"s m"smos !irigir "ss" ass( &o3 !"s.12).(r"-a. 16.ara os #r" &"s "m 8ris&o a s"g(i &" a!v"r&C #ia. o sabor " o . <*g(ém .o!"r !" .ara )("3 .1>).1-2. Eb.a*avra s"%a s"m. Dois !os va*or"s !o sa* s1o.2-6).or D"(s.1D-16.ovo.71o.

H-9.NCIA APOSTILA DE MENSAGENS Pr:Agnaldo Marques TEL (16) 1!!"!#$ P%g&na . /#omo ma71s !" o(ro "m sa*vas !" ."!i( ao 5" $or.r. N1o "Fag"ram a v"r!a!"3 "m *"sam o .*i#o.a*avras2 (Pv H.ara o b"m(R. 8a!a #ris&1o !"v" vigiar #o &ro*a !o a s(a *0 g(a " .0ri&o 5a &o3 vigia !o " !is#i.0ri&o 5a &o ( II8o 1G. D. 6(" . 96. D.H).ra&a3 assim é a .ara +a*ar !a %(s&i7a " *o(var a D"(s &o!o !ia (5* 3>.r.r"ssar &a &o .>).ngua -Te+a: MALEDIC.0ri&o !" D"(s "s#r"v"(.o!" #omba&"r o &ro.11@ ). 2H).ara " #ora%ar o(&ros3 *o(var a D"(s (8* 3. vigia a . mi $a a*ma ao 5" $or3 " &(!o o )(" $' "m mim b" !iga o s"( sa &o om"2 (5* 1G3.APOSTILA DE MENSAGENS BIBLICA r".ois somos #i!a!1os !os 8é(s " 1o !"v"mos !"s#"r a *i g(ag"m ao 0v"* !iab."*o 4s. O sa*mis&a Davi oro( ao 5" $or " #om m(i&a a*"gria !iss".0ri&o 5a &o )(" *"va #a&ivo &o!o o " &" !im" &o a ob"!iC #ia !" 8ris&o (II 8o 1G.ara )(" D"(s os a%(!" a #o &ro*ar ossa *0 g(a. . 3 9 O #ris&1o ma!(ro !"v" ma &"r a s(a *0 g(a sobr" o #o &ro*" !o 4s. /so !a-m" 3 P D"(s3 " #o $"#" o m"( #ora71o.ara os !" +ora (I Tm D.1. 8* 3.ois (m ovo #M &i#o "m mi $a bo#a (m $i o "m mi $a bo#a (5* DG. /< &"s3 s"g(i !o a v"r!a!" "m #ari!a!"3 #r"s7amos "m &(!o a)("*" )(" é a #ab"7a3 8ris&o2 (4+ D." sam" &os (R.ro+"r" a v"r!a!" ama a %(s&i7a3 "m &o!as as s(as .1B)."*o #o &r'rio3 &omam #(i!a!o "m +a*ar #om "Fa&i!1o " a "!i+i#a71o !o .a*avra !i&a o s"( &"m.oss(ir o #o $"#im" &o s1o s'bios2 (Pv 1B.4# 12.r"#isa &"r m(i&o #(i!a!o a)(i*o )(" vai s" "F. /.ara os !" !" &ro #omo .H-9."7o a .O"3 P 5" $or3 (ma g(ar!a A mi $a bo#a.rova!o2 ( I 8o 9.o #"r&o2(Pv 2>. /=" !i-"3 . . Se*e +ed&das da l.2B). <ssim +a-" !o3 !i+i#i*m" &" &ro. Us"mos a *0 g(a . /O %(s&o .2>-2B). 6(" .2B). O m"smo sa*mis&a #o &i (a a s(a ora71o " .1)."r!i!os.a*avra3 *" !o a Pa*avra !" D"(s3(5* 1. II Ts 2.19) .1>).3).:s1. II. Rs D.ossamos !i-"r #omo !iss" Davi.23-2D).rova-m" " #o $"#" os m"(s .0ri&o 5a &o.or&a !os m"(s *'bios2 (5* 1D1. < bo#a !o #r" &" é .ossamos !i-"r #omo o sa*mis&a Davi.13). 5a*om1o i s.3."*o 4s. D"v"mos (sar a *0 g(a . 8ON8JU5ÃO." sam" &os.>) ?"!ia &" a a%(!a !o 4s.a*avras. Dia &" !o )(" &"mos vis&o3 o #r" &" s."7ar"mos "m .6-1D). Pv 2D.16) D"v"mos orar . D"iFa !o-s" !omi ar .1.*i a !o o +a*ar. /4 . 6(" D"(s os a%(!" a ma &"r a ossa *0 g(a o #o &ro*" !o 4s.16) " *"var a m" sag"m !o "va g"*$o aos .11-13) /< bo#a !o %(s&o é ma a #ia* !" vi!a2 (Pv 1G.12. /O #ris&1o s'bio r"&ém as s(as .1-2.Fimo " )(a &o +a*am.a*avras3 " o )(" . 4 vC s" $' "m mim a*g(m #ami $o ma( " g(ia-m" ."*o o #ami $o "&"r o (5* 139.Fimo (5* 39. O #r" &" . .ira!o .

não atentarás contra a vida do teu próximo” (Levítico 19. 'e algu#m não trope&a no (alar # per(eito varão capa) de re(rear tam!#m todo o corpo” A 5r&+e&ra +ed&da da l.ngua 1 o /re&o ou o +o+en*o e+ que a 5essoa *e+ que 0o+e3ar a se es/or3ar 5ara sol*ar +a&s a l..@l&a 0ondena a /o/o0a or&en*ando 5ara “não andarás como mexeriqueiro entre o teu povo.19)4 >ual a +ed&da de sua l.ngua: 4ua(#% a' -a"a.2 “"orque todos trope&amos em muitas coisas.ngua: Pode+os re0e&*ar duas doses 5ara 0urar &sso: 1.ngua4 Con*udo< de5o&s que sol*a a /ala< n9o *e+ 0o+o re*ornar de 2ol*a4 Se+elAan*e a que+ =oga sa@9o so@re o 0A9o +olAado 1 5re0&so *o+ar 0u&dado 0o+ que+ /ala de+a&s 5orque 1 es0orregad&o e 5er&goso4 Bo0? =% *ro5e3ou e+ sua l..1-12: 19 !%#$#a : T( -%ç 8 v.*&+a la+en*ando que 7/alara+ de +&+84 O que ser&a en*9o u+ 7re+1d&o8 0on*ra o 2eneno da l.ngua< 0o+o se es*&0asse o Erg9o 5ara 0onsegu&r /alar4 F nes*e 5on*o que o 7s&nal 2er+elAo8 a0ende e a 0ons0&?n0&a *e+ a Gl*&+a o5or*un&dade de 5arar o erro que 0o+e3ou4 Se n9o /rear agora< 5ode se *ornar 0o+o u+ 0arro desgo2ernado +orro a@a&Do4 APOSTILA DE MENSAGENS Pr:Agnaldo Marques TEL (16) 1# 1!!"!#$ P%g&na . portanto não te metas com quem muito a!re os lá!ios” ("rov#r!ios $%.ngua 1 u+ *ro5e3o quando /ala+os algo que 5oder&a /&0ar se+ d&6er4 An*es de /alar a 5essoa sa@e que 5ode guardar sua l.APOSTILA DE MENSAGENS BIBLICA Mateus 7.En0are a s&*ua39o e *&re a l&+5o se /or algo que 0o+5ro+e*e sua +oral4 >uan*o +a&s assun*o 2o0? der< +a&s o /o/oque&ro al0an3a seu o@=e*&2o< 5or &sso 1 @o+ 5r&+e&ro &gnorar4 Se o 5ro@le+a 5ers&s*e< en*9o 1 a Aora de 5ergun*ar o que a0on*e0e e de onde *&ra as 0on2ersas4 Alguns /o/oque&ros desan&+ar9o na 5r&+e&ra *en*a*&2a< ou*ros n9o su5or*ar9o a segunda4 A+@os s9o /ra0os e 0o2ardes4 A @.ngua 5ode-se /a6er o que qu&ser 0o+ ou*ra 5essoa4 Cer*a+en*e o /o/oque&ro a*ra& 5ara s& &n*r&gas e sa& se+eando 0on*endas4 De5o&s se /a6 de 2.3 “*ra se pomos (reio na !oca dos cavalos para nos o!edecerem tam!#m l+es dirigimos o corpo inteiro” A segunda +ed&da da l.ngua 1 u+ *ro5e3o ou o@s*%0ulo 5equeno que 5ode /a6er a 5essoa *o+@ar ao 0A9o4 In*eressan*e que n&ngu1+ *ro5e3a nu+ grande @lo0o de gran&*o< +as 5equena @r&*a 5ode /a6er 0a&r 5or *erra4 A l.(a' ' !%n&% -a(a <uan# = ( n%>%''?($ @ 29 !%#$#a 7 2(%$ 8 v.16) e aler*a que “o mexeriqueiro revela o segredo.Ignore o /o/oque&ro e suas 0on2ersas< 5o&s o que dese=a 1 0on/us9o4 '.ngua: Ba+os 0on*&nuar re/le*&ndo C lu6 do *eD*o de Tiago 3.2 7In&( #uçã 8 A /o/o0a 1 u+a /or+a de 2&ngan3a4 A*ra21s da l.

ngua 1 7&ndo+%2el84 Pense @e+< se =% 5assou 5elas +ed&das do *ro5e3o e 0a&uJ do /re&o e n9o se 0on*rolouJ do le+e e n9o se gu&ou e do /ogo e n9o se 0on*e2e< quando 0Aega aqu& a l.*&0a< *ele2&s9o e *an*os ou*ros assun*os< a0a@a se en2ol2endo de+as&ada+en*e 0o+ o que /ala< 5o&s “a !oca (ala do que está c+eio o cora&ão” (.ngua: O <u% ./)4 O /o/oque&ro< en*re*an*o n9o *e+ d&re39o e+ sua 2&da4 B&2e querendo 0ondu6&r a 2&da alAe&a4 Co+ &sso a0a@a segu&ndo os 5assos errados das 5essoas que 5ersegue4 Co+o 2o0? *e+ gu&ado sua l.ateus 1$.$#a@ )9 !%#$#a 7 2 g 8 v.ngua n9o *e+ s&do do+ada 5elo ser Au+ano4 A ar*e de do+ar an&+a&s eD&ge 5a0&?n0&a e +u&*o *re&na+en*o4 Do +es+o +odo< 5ara do+ar a l. 1ede como uma (agul+a p2e em !rasas tão grande selva3 *ra a língua # (ogo. de outra sorte não te o!edecem” ('almos .8 “"ois toda esp#cie de (eras de aves de r#pteis e de seres marin+os se doma e tem sido domada pelo g5nero +umano. # mundo de iniq4idade.5.9)4 H+a 0ara0*er.ngua8 es*e /ogo es*% se a0endendo e quando 2o0? sol*a a 5ala2ra< o /ogo 0onso+e que+ es*&2er 5er*o4 Bo0? =% sen*&u a l.7.ngua que&+ar 0o+ 2on*ade de /alar: Cu$#a# -a(a nã -( .@l&a nos ad2er*e 5ara n9o ser “como o cavalo ou a mula sem entendimento os quais com (reios e ca!restos são dominados.APOSTILA DE MENSAGENS BIBLICA A @.s*&0a de /o/oque&ros 1 n9o *er /re&os na @o0a4 B&2e se+5re /a6endo 5ergun*as 5ara 0olAer &n/or+a3Ies so@re os ou*ros e se+5re *e+ u+a no2&dade 5ra 0on*ar4 Bo0? =% *en*ou e+ /rear sua l.ngua 1 5re0&so se *re&nar< 0olo0ar l&+&*es e se es/or3ar +u&*o4 APOSTILA DE MENSAGENS Pr:Agnaldo Marques TEL (16) 11 1!!"!#$ P%g&na .ngua =% n9o *e+ 0on*role +a&s4 O *eD*o de0lara que *odos os an&+a&s s9o do+%2e&s< 0on*udo a l. # mal incontido carregado de veneno mortí(ero” A qu&n*a +ed&da da l. a língua está situada entre os mem!ros de nosso corpo e contamina o corpo inteiro e não só p2e emc+amas toda a carreira da exist5ncia +umana como tam!#m # posta ela mesma em c+amas pelo in(erno” A quar*a +ed&da 1 0o+5arada a u+a /agulAa de /ogo que 5ode 5ro2o0ar grande des*ru&39o4 H+a 5ala2ra 1 algo *9o 5equeno 0o+o u+a /agulAa< +as 5ode *er 0onsequ?n0&as &n0on*rol%2e&s4 As 5ala2ras s9o 0o+o u+a 0a&Da de /Es/oro que guarda o /ogo e de5o&s de a0esos os 5al&*os n9o se 5ode +a&s 0on*er seus e/e&*os4 >uando 2o0? sen*e aquela 2on*ade de /alar o que 2?+ na 75on*a da l.%"8 v.ngua: R%'$'&a a . >a( $n>ên#$ '@ 59 !%#$#a 7 In# !?.6 “0ssim tam!#m a língua pequeno órgão se ga!a de grandes coisas. a língua por#m nen+um dos +omens # capa) de domar.. n&a#% #% =a"a(@ 39 !%#$#a 7 L%!%8 v.4 “*!servai igualmente os navios que sendo tão grandes e !atidos de ri-os ventos por um pequeníssimo leme são dirigidos para onde queira o impulso do timoneiro” A *er0e&ra +ed&da 1 0o+5arada ao 5equeno le+e de u+ grande na2&o4 A /un39o do le+e 1 gu&ar a d&re39o 0orre*a4 Isso +os*ra que o que /ala+os d&re0&ona nossas 2&das4 >ue+ /ala +u&*o de /u*e@ol< que+ 0on2ersa +u&*o 0o+ 5ol. >ê =a"a > n#uA a 'ua .$.

12 “0caso meus irmãos pode a (igueira produ)ir a)eitonas ou a videira (igos8 =ampouco (onte de água salgada pode dar água doce” A s1*&+a +ed&da da l.9 !%#$#a 7 2 n&%8 v.6)4 Bo0? *e+ do+ado sua l.$1)4 Mu&*as 2e6es nossas 5ala2ras es*9o /al*ando es*e 7sal da *erra8 que 0ura 5ara *e+5erar nossas 5ala2ras4 Lalar do E2angelAo e 0o+5ar*&lAar a Pala2ra 1 u+a +ane&ra garan*&da de +an*er a @o0a o0u5ada 0o+ 0o&sas ed&/&0an*es4 A %gua de5o&s que sa& da /on*e n9o re*orna nun0a +a&s4 Ass&+ *a+@1+ 1 a 5ala2ra que sa& da @o0a e nun0a +a&s *ornar% de 2ol*a4 En*9o 1 5re0&so +u&*o 0u&dado an*es de /alar< 5o&s de5o&s de d&*o e ou2&do< os e/e&*os surg&r9o na*ural+en*e4 >ue *&5o de 5ala2ras *?+ /lu.ngua: A#%'&(% 'ua b >a -a(a =a"a( ' !%n&% <u% %#$=$>a@ .)4 Se 2o0? /osse +ed&r sua l..?)4 >ue+ se+e&a 0on/us9o 0olAe 0on*enda4 >ue+ se+e&a @?n39o 0olAe ed&/&0a39o4 O /o/oque&ro 2&2e se+eando 0on*endas< es5alAando 0on2ersas que 0ru6a+ e au+en*a+ 5assando de u+ 5or u+ a*1 a 0on/us9o es*ar /or+ada4 De5o&s o /o/oque&ro se /a6 de 2.11 “7e uma só !oca procede !5n&ão e maldi&ão.ngua A% u+a solu39o4 Guard%-la na @o0a4 Cada u+ 0u&de de sua 2&da4 Deus deu a 0ada u+ do&s ou2&dos e u+a sE @o0a 5ara que “se-a pronto para ouvir tardio para (alar” (=iago 1. 0caso pode a (onte -orrar do mesmo lugar o que # doce e o que # amargoso8” A seD*a +ed&da se 0o+5ara a u+a /on*e4 A /on*e 1 onde @ro*a %gua4 Es*a se +&s*ura /a0&l+en*e e a@sor2e sa@or4 Des*a +ane&ra< n9o A% +e&o *er+o4 Ou 1 @oa ou ru&+< 5o&s “um pouco de (ermento leveda toda a massa” (9álatas :.12 Para a l.$&C($a'@ Cu&dado 0o+ a l. vigia a porta dos meus lá!ios” ('almos 1/1.11.9)4 O 5ro/e*a El&seu 0er*a 2e6 0urou u+a /on*e de %gua a+arga =ogando u+ 5ou0o de sal (.eus irmãos não # conveniente que estas coisas se-am assim.APOSTILA DE MENSAGENS BIBLICA H+a es*ra*1g&a que a0onselAo 5ara do+ar a l.2el 0o+ u+a “palavra se-a sempre agradável temperada com sal para sa!erdes como deveis responder a cada um” (6olossenses /.ngua +os*ra que nossas 5ala2ras d9o /ru*o4 Cada se+en*e d% u+ *&5o de /ru*o e no seu *e+5o4 En*9o de2e+os *er +u&*o 0u&dado 0o+ as 5ala2ras que es*a+os 5lan*ando 5orque 0er*a+en*e 0olAere+os de a0ordo 0o+ elas4 E “não vos enganeis> de 7eus não se )om!a.do de sua @o0a: *( >u(% #$A%( -a"a.nguaM 7CONCL/S+O8 Tiago 4.$) e “p2e guarda '@AB*< D min+a !oca.. pois aquilo que o +omem semear isso tam!#m cei(ará” (9álatas 6.(a' <u% %#$=$>a! <u%! u.19)4 Al1+ d&sso de2e+os orar 5ed&ndo “'@AB*< livraCme dos lá!ios mentirosos da língua enganadora” ('almos 1$.%@ 19 !%#$#a 7 2(u& 8 v. <eis $.ngua 1 0an*ar u+ A&no de lou2or< +ed&*ando na le*ra de u+ 0Kn*&0o 5ara se d&s*ra&r e *en*ar esque0er o que dese=a /alar e +udar de assun*o ass&+ que 5oss.10.ngua a qual des*as +ed&das 0Aegar&a: 1N +ed&da O Tro5e3o: es*% *ro5e3ando e+ suas 5ala2ras: APOSTILA DE MENSAGENS Pr:Agnaldo Marques TEL (16) 1' 1!!"!#$ P%g&na .*&+a e d&6 que n9o en*endeu ou des+en*e *udo4 O que 2o0? *e+ se+eado e 0olA&do: S%!%$% bênçã ' -a(a > "B%( . .

Lre&o: 5re0&sa se 0on*rolar +a&s: +ed&da O Le+e: /al*a gu&ar +elAor o que d&6: +ed&da O Logo: es*% a0endendo &n0?nd&os: +ed&da O Indo+%2el: n9o *e+ +a&s l&+&*es: +ed&da O Lon*e: *e+ =orrado 2&da ou +or*e: +ed&da O Lru*o: *e+ 0olA&do @?n39os ou 0on/us9o: n'ag(% '%u' "?b$ ' -a(a '%( u'a# -%" S%nB (@ O lugar do diabo -Tema: TESTEMUNHO “nem deis lugar ao diabo” Efésios 4.icar e &uando encontra lugar na vida de uma pessoa !u"as 11. deve resisti-lo. pre. pisar sob os p*s e mandar de volta para o seu lugar &ue * o in. desde onde colocar as c%aves. basta uma greta bem pe&uena &ue ele entra" Tamb*m não vive em lugares limpos e iluminados. &uartos e tudo mais" 'om certe(a voc) não deixaria um lugar(in%o para o inimigo em sua casa" Mas. onde * o lugar do diabo+ . o cantin%o do cac%orro.ere su0eira e escuridão" 1 um ladrão. ele . assassino e destruidor por nature(a o*o APOSTILA DE MENSAGENS Pr:Agnaldo Marques TEL (16) 1! 1!!"!#$ P%g&na .41!" 'omo o in.25-32 -Introdução: Este texto deixa bem claro para não darmos lugar para o diabo em nossas vidas.2! procurando uma casa para . e 2.24#2$!" O outro lugar &ue a -$blia di( para o diabo * “debai%o dos vossos p&s” 'o(anos 1$. antes devemos “resisti ao diabo e ele fugirá de vós” Tiago 4.erno onde %/ “o fogo eterno.7!" #uando arrumamos uma casa.2)!" Então. para o crente * importante saber &ue o diabo não deve ter lugar em sua vida.APOSTILA DE MENSAGENS BIBLICA 'N !N "N (N 6N )N C +ed&da . procuramos um lugar para cada coisa com seus m$nimos detal%es.erno" O diabo * como um rato. -$blia di( &ue o lugar do diabo * no in.ica a “rodear a terra e passear sobre ela” ó 1. não precisa de uma porta inteira para passar.erno não * nada agrad/vel nem mesmo para satan/s. preparado para o diabo e os seus anjos” Mateus 25.7.

/es "orro(pe( os bons "ostu(es” 0 1or2ntios 15.es de con.ruir" 4este modo podemos entender &ue ao pegar uma simples caneta de algu*m pensando at* em APOSTILA DE MENSAGENS Pr:Agnaldo Marques TEL (16) 1" 1!!"!#$ P%g&na .as (ás "onversa.icar nervoso 0ustamente.orma em“rai4 de a(argura” 5ebreus 12.mi(ades e relacionamentos são destru$dos.il%o de diabo por seguir suas pr/ticas" Muitos crentes são iludidos por inverdades e enganos &ue se divulgam a cada dia pelo mundo" .7.lito para não alimentar a raiva no seu cora7ão" 2recisamos aprender com <esus &ue * “(anso e 3u(ilde de "ora.iar plenamente nele" #uando voc) menos imaginar ele pode ter uma rea7ão negativa" Existem pessoas &ue guardam um pitbull no cora7ão" O inimigo aproveita a brec%a da raiva para destruir a vida de servos de 4eus" 2or isso o ap8stolo ensina para &ue “n*o se pon3a o sol sobre a vossa ira”" Ou se0a.15! &ue contamina e adoece pessoas" 2ortanto o mel%or &ue temos a .irmar a cada dia mais na verdade libertadora da 2alavra de 4eus o*o +.eli(mente vemos pessoas &ue guardam raiva por dias. mas isso deve durar pouco tempo" 'omo por exemplo.!" 3oc) tem guardado raiva em seu cora7ão+ '"andone essa raiva e dei(e Jesus te a)a!#ar$ *.alamos" 1 na %ora da ira &ue acontecem as piores coisas na vida de uma pessoa" . por isso precisamos nos .*o” Mateus 11. primeira brec%a para entrado do inimigo em sua vida * a mentira" O diabo * o “pai da (entira” o*o +..APOSTILA DE MENSAGENS BIBLICA 1). .2!" Não existe 5mentirin%a6. televisão e internet são exemplos de ve$culos &ue transmitem muitas mentiras para sedu(ir e enganar as pessoas. nunca se pode con. portanto o mentiroso seria como um . se algu*m te aborrecer pela man%ã.a(emos ou .+urto: v. meses e at* anos" :sso se trans. ira * como um pitbull &ue por mais &ue se0a domado.&aiva: v.or verdade * mentira.urto * pegar &ual&uer coisa &ue não se0a sua e usu.!" Existe alguma mentira em sua vida+ Conheça a verdade que é Jesus e se a !i"erto de toda #entira$ %. empregos são perdidos e at* crimes são cometidos por causa da raiva" . “n*o vos enganeis. muito menos 5mentira branca6 &ue se0a 0usti.or7a" Um roubo * pegar algo de algu*m escondido" </ o .ic/vel por um motivo &ual&uer" Tudo o &ue não . voc) pode at* .ine um lugar apropriado para o diabo e tampar as brec%as em nossas vidas" H/ alguma brec%a em sua vida+ 3amos re.28 Um assalto * tomar algo de outra pessoa 9 .ruto do Esp$rito Santo &ue * tamb*m * “(ansid*o e do(2nio próprio” 7álatas 5.+!" 'omo * poss$vel tratar a ira+ Evite situa7. &ue isso se acabe at* 9 tarde e &uando o sol se por 0/ ten%a passado" :n.44!...Mentira: v.2.letir no texto b/sico e aprender sobre sete brec%as &ue devem ser tampadas para não dar lugar para o diabo: 1.icamos cegos e não vemos o &ue .25 .2+! e receber o .1)!" 2or isso precisamos saber o &ue de.26 Outra coisa perigosa para um cristão * a ira" Na %ora da raiva.a(er * “dei%a a ira e abandona o furor” 6al(o .

linguage( obs"ena do vosso falar” 1olossenses . l$ngua * outra brec%a &ue se abre muitas ve(es para &ue satan/s entre em nossas vidas e destrua .i&ue as pessoas.ue te roubá(os9 nos d24i(os e nas ofertas” Mala.:( . com a santi.22!.+!" #uando não entregamos o &ue * de 4eus.3ntriste)er ao 3sp.urto" Um outro tipo de . &uando não oramos e não buscamos a 2alavra de 4eus" Exemplos b$blicos de pessoas &ue entristeceram ao Esp$rito Santo . então * mel%or pensar antes de .alar demais ou coisas &ue não sirvam para edi..!" 3oc) tem di.30 O Esp$rito Santo de 4eus. dei%ando de refrear a l2ngua.alamos Mateus 7.ue be( a utili4a "o(e do seu fruto” >rov&rbios 1+. nen3u( dos 3o(ens & "apa4 de do(ar< & (al in"ontido..$!.alar somente o su.iel nos d$(imos concerte sua vida devolvendo tudo o &ue não * seu e então o diabo não ac%ar/ esta brec%a em sua vida" 3oc) . (aledi"=n"ia.APOSTILA DE MENSAGENS BIBLICA devolver depois.ica7ão 5ebreus 12.).21!" <esus disse &ue somos contaminados por a&uilo &ue .iciente e &ue edi.iculdades de segurar a l$ngua+ 0eça ao 1enhor que te a ude a se )ontro!ar$ 2.ira &ue ac%aram &ue poderiam enganar a todos inclusive ao Esp$rito de 4eus Btos 5. de tudo istoira.urtou alguma coisa de algu*m ou at* de 4eus+ Devo!va tudo que não é seu para Deus te dar tudo o que te perten)e$ .!" Então o &ue alegra ao Esp$rito Santo+ Sendo 4eus em Esp$rito. mesmo assim * um .15!" 2or isso precisamos orar as palavras do salmista “>/e guarda.uias . igual(ente. assim tamb*m deve ser nossas conversas e “despojai#vos.+! e &ue não adianta ser crente se não guardar a l$ngua por&ue “se algu&( sup/e ser religioso. por&(. pois “roubará o 3o(e( a 8eus9 todavia vós (e roubais.$!" O tempero do sal nunca pode ser demais e nem de menos para dar um sabor agrad/vel ao alimento.14!. antes.2$!" 2or isso devemos . Sansão &ue &uebrou seu pacto com 4eus ao brincar com o pecado u24es 1$.* 5ebreus 11.alar6 e &ue “a (orte e a vida est*o no poder da l2ngua< o .urto * não entregar o 4$(imo ao Sen%or.o. de maneira &ue “a vossa palavra seja se(pre agradável..+#11!. A (in3a bo"a< vigia a porta dos (eus lábios” 6al(o 141.C!" 3oc) tem entristecido ao Esp$rito de 4eus+ 4usque fazer a vontade de Deus e estar5 a!e/rando ao 3sp. o inimigo encontra oportunidade para entrar na vida do cristão e tamb*m roubar tudo por &ue o diabo * ladrão o*o 1)... segundo este vers$culo. se entristece &uando pecamos despre(ando sua obra em nossas vidas" O &ue * entristecer ao Esp$rito Santo+ #uando desobedecemos 9 vo( do Esp$rito Santo &ue . para saberdes "o(o deveis responder a "ada u(” 1olossenses 4.rito 1anto: v.ica7ão.prendi &ue 5não posso engolir novamente min%as palavras. e di4eis.ala &uando est/ nervoso para não mac%ucar as pessoas" . com a doa7ão generosa 00 1or2ntios 2.icado. te(perada "o( sal.*o.es com amor 0sa2as . se alegra com nossa . indigna.1)!. nunca . a sua religi*o & v*” Tiago 1.nanias e Sa.ala aos nossos cora7.am$lias" O ap8stolo Tiago di( &ue “a l2ngua. ou não nos arrependemos dos pecados &ue o Esp$rito tenta nos convencer de nossos erros o*o 1$.ocas e palavras duras &ue .rito 1anto$ APOSTILA DE MENSAGENS Pr:Agnaldo Marques TEL (16) 1( 1!!"!#$ P%g&na .a(er como o texto nos ensina a .1)!" Se voc) pega algo emprestado e não devolve ou se não * . mas se es&uecer de e &uando perceber não importar pensando ser algo de pouco signi.29 .*o. 6:?5@'.14#2)! e tamb*m .. (aldade. "arregado de veneno (ort2fero” Tiago . &uando vidas se convertem !u"as 15. enganando o próprio "ora.oram.-.+!" Tome muito cuidado com .n/ua: v.

icam &uerendo 5abrir nossos ol%os6 contra outras pessoas plantando a 5sementin%a do mal6 em seu cora7ão" =oi isso &ue a serpente .+a!ta de perdão: v..ue. agradam o Esp$rito Santo servindo a 4eus e .31 Este vers$culo tra( uma lista de coisas maldosas como a a#ar/ura &ue se enra$(a e contamina o cora7ão 5ebreus 12. e a s&ti(a a sua al(a abo(ina.alado sobre ela.ue se apressa( a "orrer para o (al< Teste(un3a falsa .15!" O perdão deve ser um exerc$cio constante na vida do cristão" <esus tamb*m ensinou &ue devemos perdoar &uantas ve(es . por&(.ogem da maldade.alta de perdão" Muitos cristãos não . e (*os .@l3os altivos. se algu( tiver . ta(b&( vosso >ai vos n*o perdoará as vossas ofensas. "!asf8#ias &ue são palavras mentirosas contra o pr8prio 4eus e “be( assi( toda mal !ia” &ue * ter um cora7ão maldoso.1.Ma!dade: v.alam coisas ruins. mas se algu*m l%es mac%ucar.APOSTILA DE MENSAGENS BIBLICA 6. e perdoando#vos uns aos outros. não conseguem liberar o perdão" <esus colocou o dever de perdoar ao pr8ximo como condi7ão para receber o perdão de nossos pecados “>or.” Mateus $.ue profere (entiras< e o .1#+!" .uina pensa(entos vi"iosos< p&s .ruto do bem e do mal 7=nesis . a )7!era &ue * uma raiva descontrolada.alam mentira. /ritaria ou discuss.32 .ue se(eia "ontendas entre ir(*os” >rov&rbios $.oi .alasse alguma palavra rude" Tamb*m tentou distrair <esus para &ue entristecesse ao Esp$rito de 4eus deixando de orar e &uis plantar a mal$cia no APOSTILA DE MENSAGENS Pr:Agnaldo Marques TEL (16) 16 1!!"!#$ P%g&na .21#25!" .or preciso Mateus 1+. assi( fa4ei vós. ou &ue . descon. são mansos.icasse nervoso para dar lugar com a ira. -$blia ensina &ue 4eus abomina a maldade e .dão para l%es abrir os ol%os para provar o .1$#1C!" Existe alguma maldade em seu cora7ão+ 0eça ao 1enhor Jesus para renovar e te dar u# novo )oração$ 9. o diabo l%e apareceu e procurou de todas as maneiras encontrar uma oportunidade de roubar a b)n7ão do Sen%or <esus" #ueria &ue <esus aceitasse suas propostas mentirosas. não .alta de perdão" #uando voc) não perdoa algu*m * como se estivesse algemada a ela. ta(b&(” 1olossenses . &ue <esus . não . n*o perdoardes aos 3o(ens as suas ofensas.15!.iado e com pensamentos ruins" 4eus não &uer nen%uma destes sentimentos e comportamentos em nossas vidas" O inimigo luta por colocar maldades em nossos cora7.14.uei%a "ontra outro< assi( "o(o 1risto vos perdoou..es" 2or isso * preciso ter cuidado com pessoas maliciosas &ue .ender outro e d/ gargal%adas &uando um cristão não perdoa seu irmão por &ue assim tem liberdade de entrar na sua vida e ac%ar lugar pra te roubar as b)n7ãos da comun%ão" Existe algu*m &ue voc) precisa liberar perdão+ 0erdoe que# te ofendeu e não dei(e "re)ha para satan5s e# sua vida$ Não deixe lugar para o diabo? -CO:C-. ta(b&( vosso >ai "elestial vos perdoará a vós< 6e. a ira &ue 0/ .a( uma lista de “seis "oisas aborre"e o 6en3or. mas ao liberar o perdão ambos são livres" O inimigo sorri toda ve( &ue consegue usar um crente para o.es em tom alto dentro de casa.!" Não permita &ue satan/s entre em sua vida pela .ue derra(a( sangue ino"ente< 1ora. l2ngua (entirosa. se perdoardes aos 3o(ens as suas ofensas.1<O: Estas pr/ticas são brec%as &ue satan/s procura para entrar na vida de um cristão" 2recisamos vigiar para não dar lugar ao inimigo" #uando <esus esteve no deserto.ue (a. :gre0a tamb*m * um lugar para praticar o perdão e todos os dias os irmãos devem conviver “suportando#vos uns aos outros.*o .urtam.e( com Eva e . >ltima brec%a &ue abre lugar para satan/s em nossas vidas * a .

*o. não espera a acontecer6" Muitas pessoas esperam uma ocasião para devolver ao outro o mal &ue recebeu para satis. 4avi sabia perdoar" #uando 4eus l%e deu oportunidade de se vingar se Saul.APOSTILA DE MENSAGENS BIBLICA cora7ão de <esus prometendo coisas mundanas" Mas o Sen%or <esus resistiu ao diabo Tiago 4.3-25 -Introdução: Uma can7ão popular brasileira declara &ue 5&uem sabe .esa ou 50usti7a6" 'erta ve( li a seguinte .@ 2EA4BO " #amuel 24. “sentiu 8avi bater#l3e o "ora.1-22 e 26.a( a %ora. mas aproveitou para tirar um retal%o de sua veste" APOSTILA DE MENSAGENS Pr:Agnaldo Marques TEL (16) 1) 1!!"!#$ P%g&na .a(er as necessidades de um rei 0amais poderia ser interrompido" Nem mesmo suas vestes poderiam ser tocadas indevidamente" 4avi não &ueria entrar na intimidade real.I:=IMID'D3 > o reta!ho do #anto: " #amuel 24.*o” v.iava na 2alavra do Sen%or &ue di( “a (i( (e perten"e a vingan. mas de certa .eli( por toda vida+ 2erdoe?D" 4eus sempre nos d/ oportunidades de perdoar. a seu te(po” 8euteronD(io .5!" 4avi era um %omem valente e guerreiro &ue não desperdi7ava uma c%ance de se de.$!" 4avi tin%a um cora7ão perdoador e %umilde" Não se ac%ava superior a ningu*m. por isso precisamos aprender a“aproveitai as oportunidades” 1olossenses 4.2.end)-lo" 'on. uma lan7a e um 0arro de /gua" 'om estes tr)s s$mbolos vamos aprender sobre as oportunidades de perdoar e as /reas de nossa vida &ue precisamos liberar perdão: --E 1.14! diante do rei" O momento de satis.7! e disse-l%e“retira#te 6atanás” Mateus 4.eriu dar a 4eus a %onra de de.eli( por um instante+ 3ingue-se" #ueres ser .1)!" Existe alguma brec%a em sua vida+ =ape todas as "re)has e não dei(e !u/ar pra satan5s e# seu viver$ TEM.rase C#ueres ser . a retribui.5! se recusou a tal ato lembrando &ue Saul era um ungido de 4eus v.a(er isso" Mas 4avi teve discernimento.a(er sua necessidade de autode.orma precisava" Então resolveu não incomodar o rei.ender de seus inimigos" Mas como %omem espiritual.ian7a em 4eus &ue o Sen%or l%e de.1-22 Na primeira oportunidade &ue 4avi teve para perdoar Saul. pre.endeu de Saul" 3oc) aproveita oportunidades para perdoar+ 4avi pegou tr)s ob0etos de Saul &uando o perdoou" Um retal%o de sua veste. considerando-se um cão morto ou uma pulga v.a. cortou um retal%o do manto do rei como prova de seu perdão" :sso aconteceu num momento de intimidade do rei" 4avi tin%a tudo para pegar Saul de surpresa" =oi aconsel%ado a não perder esta c%ance de se vingar" Os compan%eiros de 4avi c%egaram at* a di(er &ue 4eus estava mandando 4avi .25!" =oi por este ato de con.

4avi pegou bem de pertin%o do rei" Mostrou para Saul &ue estava tão preocupado em .12!" 'ontudo. sentimos muito o. como &uando .='?<O > u#a !ança: " #amuel 26.a(er isso * indispens/vel .erem no $ntimo" 'omo * doloroso ser .@O:='D3 > o arro de 5/ua: " #amuel 26.oi . Saul %avia .)!" Mas .ensas &ue so.22! e <esus * o nosso advogado 0 o*o 2.erido na sua intimidade+ 0erdoe que# te ofendeu profunda#ente$ %.s pessoas são capa(es de travar grandes batal%as para de.2)!" .ende por causa de sua reputa7ão+ Creia que Deus te )onhe)e e te defender5$ *.endem sempre serão a&uelas &ue mais amamos por&ue são para elas &ue expomos nosso cora7ão desprotegido de &ual&uer receio" 2ara perdoar algu*m * preciso respeitar sua intimidade como &ueremos ser respeitados Mateus 7. sendo &ue estava prometida a 4avi 0 6a(uel 1+.a()-lo para &ue sare" Se o m*dico não tocar onde d8i não poder/ tratar o doente" 3oc) .oi . * necess/rio um to&ue mais de perto para demonstrar o perdão" 'omo um mac%ucado &ue precisa ser limpo e tratado.. seu mentor no ex*rcito e principalmente como o rei escol%ido por 4eus" 'ontudo.17#1C!" Muitas o. lan7a * uma arma de de.esa &ue permite atacar 9 distFncia" 2or isso.a(er o mesmo com ele v.or .o contr/rio de muitos &ue aproveitariam para se vingar. nos armamos totalmente para nos de.21!" . 4avi resolveu perdoar Saul e não &uis . a lan7a pode ser comparada com a reputa7ão ou imagem pessoal diante da sociedade pela &ual cuidamos em preservar" Todas as pessoas (elam por sua reputa7ão e se o.endeu sua reputa7ão desarmando Saul" . lan7a &ue Saul 0ogava de longe. 4avi de. o mel%or * deixar 4eus agir" Não importa o &ue os outros di(em e sim o &ue 4eus sabe da verdade" 3oc) se o. sabe &ue Ele * o <ui( 0sa2as .bisai aconsel%ou 4avi a não desperdi7ar mais uma c%ance de se vingar e novamente 4avi se recusou" 'ontudo. mesmo &ue doa ao .ia em 4eus.ende muito se .&30.erido a intimidade de 4avi v/rias ve(es.ender" Mas mesmo assim o mel%or sempre vai ser perdoar" Uma boa maneira de .2)!" #uem con. lan7a estava ao lado da cabe7a de Saul por&ue deveria estar pr8xima de sua vista e em sua cabe7a s8 tin%a dese0o de vingan7a" .erido ou in0uriado em sua dignidade" 4avi cuidava de manter sua imagem diante da sociedade “portanto. Saul sentiu-se constrangido pelo perdão v. .erir 4avi &ue se descuidou de proteger a si mesmo e &ue num descuido poderia perder tudo v. o seu no(e se tornou (uito esti(ado” 0 6a(uel 1+.3-11 Na segunda oportunidade &ue 4avi teve de perdoar Saul. aproveitou para pegar a sua lan7a &ue estava do lado de sua cabe7a" . tamb*m pegou seu 0arro de /gua" 2ara lutar num deserto * imprescind$vel carregar /gua sempre ao seu APOSTILA DE MENSAGENS Pr:Agnaldo Marques TEL (16) 1$ 1!!"!#$ P%g&na . então não %/ por&ue se magoar por causa da reputa7ão.erem nossa reputa7ão" #uando isso acontece..a(er isso * desarmando nosso inimigo e colocar “brasas vivas sobre sua "abe. como &uando tirou sua esposa Mical e deu para outro %omem 0 6a(uel 25. sogro ou segundo pai.a” 'o(anos 12.erido por &uem consideramos mais $ntimos? .s pessoas &ue mais nos o..erido em sua reputa7ão por seu sogro e rei por v/rias ve(es.e( com &ue Merabe se casasse com outro %omem.remos são coisas &ue .15!" 'om este ato de 4avi.endidos" .erir 4avi" .12-25 .e nossa vida" Se algo atinge esta convic7ão do &ue somos ou .1!.ender sua %onra" Muitas o. mesma lan7a &ue tantas ve(es Saul tentou .oi bem perto do rei e pegou a lan7a ao lado de sua cabe7a" .ensas &ue passamos são coisas &ue nos .inda na segunda oportunidade &ue 4avi teve de perdoar Saul.APOSTILA DE MENSAGENS BIBLICA 4avi tin%a Saul em alta estima como pessoa.44!" Mesmo assim.a(emos. reputa7ão * o con0unto de valores e princ$pios &ue comp.

oi devolvido. não * capa( de lutar" 2or isso a 0arra de /gua sempre estava perto do corpo. 0arra de /gua pode ser comparada com a vontade. por causa da sede &ue * uma necessidade e uma vontade natural" O texto não di( &ue o 0arro de /gua . .ender" Embora ten%a sido .APOSTILA DE MENSAGENS BIBLICA lado" Um bom guerreiro com uma 8tima espada. mas sabe &ue necessita se tratar para ser curado" Se voc) .ia de vida &ue ensina &ue tudo o &ue &ueremos devemos . voc) deve saber &ue precisa liberar perdão" 1 como um rem*dio" Ningu*m gosta de tomar rem*dio. como momentos oportunos de se vingar. n*o perdoardes aos 3o(ens Eas suas ofensasF.es em &ue encontrou Saul desprevenido.iloso.o carregar o 0arro de /gua pessoal de Saul. &ue signi. o nosso perdão * condicionado pelo . ocasião .eli(" <esus disse &ue “se.endeu.ra&uecido pela sede. mas não devolveu o pano para demonstrar &ue dese0ava manter sua ami(ade com o rei" #uando 4avi pegou a espada de Saul.endidos" Entretanto. para conviver com outras pessoas * necess/rio respeitar a vontade um do outro" .proveite cada oportunidade de perdoar? -CO:C-. 4avi perdoou o rei por ter invadido sua intimidade. 4avi mostrou seu respeito por seu sogro e rei" .a(er" 'om isso as pessoas não aprendem a se controlar" 4a mesma maneira &ue buscam algo bom &ue dese0am. vontade * algo &ue passa" 4eus disse para 'aim dominar sua vontade para não ser dominado por ela 7=nesis 4.a( a oportunidade? 4avi poderia ter entendido as situa7.icamos muito o. uma . impulsividade do rei Saul devia ser controlada" 'ertamente voc) tem algo &ue te lembre da pessoa &ue te o.$cil assim" Nossa sociedade * %edonista. o &ue permite entender &ue 4avi não o devolveu" 'om isso. mas en.onte do problema precisava ser minada" .esa e aceitar o outro apesar das o. tanto para lutar como para descansar" ..endeu" Mesmo &ue se0a um simples retal%o &ue nos lembre da considera7ão por &uem nos o.erido em sua reputa7ão.15!" Na pr8pria ora7ão ensinada por <esus. &ual&uer momento a sede poderia vir e deveria ser saciada" . ta(pou"o vosso >ai vos perdoará as vossas ofensas” Mateus $. contudo pre. mandou &ue algu*m pegasse de volta como sinal de respeito pela reputa7ão do rei" 'ada pessoa tem direito de se de.12!" O perdão deve ser uma atitude muito superior 9 vontade" Mesmo &ue voc) não dese0e perdoar.ato de perdoarmos uns aos outros Mateus $.1<O: . 4avi mostrou para Saul &ue sua vontade de se vingar devia ser contida.ensas" 2erdoar não * apenas uma op7ão de escol%a e sim a >nica sa$da para &uem dese0a ser . assim como &uem &uer /gua e precisa esperar" #uando nossa vontade * contrariada por algu*m.4!.proveite a oportunidade para mostrar a esta pessoa e revelar seu dese0o de reconciliar" 3oc) tem algo &ue te lembra da pessoa &ue te magoou+ Mostre suas re)ordaçBes de seu a#or e perdão$ APOSTILA DE MENSAGENS Pr:Agnaldo Marques TEL (16) 1 1!!"!#$ P%g&na .eriu perdoar" #uando retirou o retal%o de tecido do manto real. isso pode não acontecer nunca" O perdão * o rem*dio &ue devemos buscar para curar nossas vidas" 3oc) tem resistido 9 vontade de se vingar+ =o#e u#a de)isão a)i#a de sua vontadeA vo)8 pre)isa perdoar$ .ica di(er não para suas pr8prias vontades" 2ara perdoar * preciso negar-se o direito de de.7!" 2or isso * preciso aprender a esperar e suportar e depois perceber &ue não * tão di.or esperar dar vontade de perdoar. 4avi revelou &ue a verdadeira . as pessoas tamb*m não se controlam &uando sentem um sentimento ruim" Sabendo disso. devemos ter algo &ue nos inspire a perdoar" . o Sen%or <esus nos ensinou a “negue a si (es(o” Mar"os +. por&(.

a( conta de pe&uenas coisas" Se perder para o pr8ximo.*o” v.endeu" -E&I='&I': “eles.15!" 'om estas palavras <esus ensina &ue: 7<u%! ganBa 'a$ -%(#%n# 8 &uando pensamos &ue não podemos sair perdendo e revidamos. o importante não * &uem sai com a ra(ão e sim &ue <esus gan%e" 4epois de <esus perdoando os soldados e todos os seres %umanos na cru(. n*o perdoardes aos 3o(ens Eas suas ofensasF.APOSTILA DE MENSAGENS BIBLICA - 2erdão G perda grande Tema: 2EA4BO $%os &. mas “B resposta branda desvia o furor.a(em * uma caracter$stica de &uem não sabe perdoar" -DDIO: “ril3ava( os dentes "ontra ele” v. um dos maiores exemplos de perdão na -$blia * o momento em &ue Est)vão * apedre0ado" Em todo o tempo ele demonstrou serenidade e resigna7ão" Ele perdeu a sua vida.usão. "la(ando e( alta vo4” v.amoso 5não levar desa. na verdade estamos perdendo" Se gan%ar do pr8ximo.icaram com raiva da prega7ão de Est)vão" Uma pessoa rancorosa não consegue perdoar por&ue sempre %aver/ algo para remexer sua .oro para casa6" #uando ac%amos &ue estamos gan%ando.57G 4eve ter sido um grande tumulto de pessoas gritando palavras de o. perdoar * perder" 2ara liberar perdão * preciso aprender a perder" <esus nos ensinou &ue “se perdoardes aos 3o(ens as suas ofensas. ta(b&( vosso >ai "eleste vos perdoará< se. ta(pou"o vosso >ai vos perdoará as vossas ofensas” Mateus $.endemos nossos interesses para sair gan%ando" 1 o . mas espiritualmente somos vencedores" Um crente &ue tem visão espiritual não .s sete caracter$sticas de &uem não sabe perdoar: -&'I@': “enfure"ia(#se no seu "ora.ensa contra Est)vão" #uando uma pessoa com raiva .ala alto a tend)ncia * o outro responder mais alto ainda e come7a uma con. mas gan%ou a salva7ão em <esus" 3oc) consegue perdoar+ 3amos aprender com o exemplo de Est)vão.14.erida" Hembrar de coisas ruins &ue as pessoas .54 e 5&-58 .1!" #uem não sabe perdoar comumente responde com palavras grosseiras" APOSTILA DE MENSAGENS Pr:Agnaldo Marques TEL (16) '# 1!!"!#$ P%g&na . ou perdoar" Humanamente sa$mos perdendo.15!" 7<u%! -%(#% 'a$ ganBan# 8 &uando aceitamos superar a perda.Cue# não perdoa: v.54G . perde o perdão de 4eus v. gan%a o perdão de 4eus v. (as a palavra dura sus"ita a ira” >rov&rbios 15. por&(.54b Os inimigos de Est)vão rangiam os dentes de tanto 8dio" #uando a ira * guardada se torna em 8dio" O 8dio * cego" Uma pessoa com 8dio * capa( de coisas terr$veis" #uem não sabe perdoar sente mal &uando v) a pessoa &ue o o. de.54-60 -Introdução: 2erdão * o aumentativo de perda" Sim.&ueles %omens . por&(.14!" Na verdade. sete caracter$sticas de pessoas &ue não perdoam e sete de pessoas &ue sabem perdoar: 1.

&ueles %omens 0/ estavam armados com pedras na mão" =oi s8 um come7ar &ue todos atiraram suas pedras contra Estevão" Muitas pessoas andam sempre armadas com pedras nas mãos" #uem não sabe perdoar est/ disposto a atacar assim &ue tiver oportunidade" -CO:I@H:CI': “Bs teste(un3as dei%ara( suas vestes aos p&s de u( jove( "3a(ado 6aulo” v.usca todos os APOSTILA DE MENSAGENS Pr:Agnaldo Marques TEL (16) '1 1!!"!#$ P%g&na . come7ou a gritaria e não %avia mais di/logo. enc%a-se do Esp$rito Santo" O segredo para saber perdoar * ter uma vida c%eia do Esp$rito Santo" O crente &ue tem a armadura de 4eus veste o capacete da salva7ão para proteger sua cabe7a de ver. não podem ser comportamentos de um servo de 4eus" 3oc) tem alguma destas caracter$sticas de pessoa &ue não perdoa+ 1e a sin)ero e peça a uda de Deus$ %.endeu" -'='C. ata&ues. depois gritaria.i(eram muita coisa" Talve( não gritaram nem atiraram pedras.ora da cidade onde eram . inimi(ades. .Cue# perdoa: v.5Cb 2arece &ue algumas pessoas &ue estavam presentes ali não .oi levado para . meta ou .oco em <esus" -@I1<O: “e viu a glória de 8eus e esus.55b .ando#o fora da "idade” v. mas ati7aram a con. Est)vão ol%ou para o c*u" :sso nos ensina &ue &uando não %/ solu7ão em nen%um lado.57b Eles não &ueriam ouvir o &ue Est)vão di(ia" #uem não sabe perdoar.* :f&sios $. come7aram a atacar Est)vão" Existem pessoas &ue são relativamente mansas.55'56 e 59'60 .s sete caracter$sticas de &uem perdoa: -310I&I=.ica esperando algo acontecer ou provocando outras pessoas" #uem não sabe perdoar se agrada &uando algu*m pre0udica o outro" 4eus abomina isso >rov&rbios $.5+b . .55" Est)vão não ol%ou nem as . visão do crente não deve ser os problemas e sim ter o alvo.a( mal ao pr8ximo. mas .5+G Estevão .APOSTILA DE MENSAGENS BIBLICA -+'-=' D3 DIF-OEO: “tapara( os ouvidos” v.ensa &uando um come7a a ignorar o outro" #uem não sabe perdoar isola ignorando a pessoa &ue o o. arre(etera( "ontra ele” v. não podem ser para um cristão" .1$#1C!" Estas caracter$sticas de pessoas &ue não perdoam.57" 4epois &ue a raiva virou 8dio. raiva &ue se torna 8dio. não consegue ouvir ou perceber &ual&uer gesto do pr8ximo" Muitas inimi(ades come7am depois de uma o.eitos os apedre0amentos" 'om este ato estavam demonstrando &ue não era digno de estar no meio deles" :sto * o mesmo &ue 5riscar da min%a lista6" #uem não sabe perdoar tem o %/bito de romper com ami(ades e excluir pessoas de sua vida" -@IO-H:CI': “o apedrejara(” v.eridas &ue tin%a no corpo por&ue se maravil%ava ao ver a gl8ria de 4eus" 4evemos sempre contemplar a Il8ria de 4eus &ue o.usão e a0udaram de alguma maneira" Saulo a0udou guardando as vestes das pessoas &ue sa$ram para atacar Estevão" Existem pessoas &ue di(em &ue não .ue estava A sua direita” v. "3eio do :sp2rito 6anto” v. contudo se estiverem descontentes são capa(es de . ouvir e pensar coisas ruins" Usa a coura7a da 0usti7a para proteger seu cora7ão de maus sentimentos e se protege com o escudo da .o inv*s de ver o &ue estava acontecendo ou procurar uma sa$da.alta de di/logo.55G Est)vão perdoou por&ue en&uanto os %omens estavam c%eios de raiva ele estava c%eio do Esp$rito Santo" 3oc) não precisa se enc%er de ra(ão.amoso 5pagar com a mesma moeda6" #uem não sabe perdoar responde de maneira vingativa" -I:IMIG'D3: “lan.1)#17!" -D3=3MI:'?<O: “fitou os ol3os no "&u” v. viol)ncia e coniv)ncia com o erro.31: “unHni(es.a(er atrocidades" Este * o . ol%e para cima &ue 4eus te d/ uma salva7ão" .'-ID'D3: “(as :st=v*o.

2+ e 0 1or2ntios 2.$)b Mesmo sentindo dores ele perdoou" Seu grito em alta vo( não era de dor. como <esus ensinou perdoar sempre Mateus 1+. negar a si mesmo e ser perseverante por&ue o inimigo promover/ situa7. H/ pessoas &ue não conseguem perseveram em suas palavras" Est)vão perdoou a&ueles %omens at* o .5C Est)vão era um %omem de ora7ão" .$cil pedir perdão+ Dif.or7ou o m/ximo &ue pJde para estar de 0oel%os" 2ara perdoar * preciso %umildade" -&31IE:'?<O: “"la(ou e( alta vo4. ador(e"eu” v. buscar aprova7ão de 4eus e não dos %omens..:is . ou ainda &ue não recon%e7a seu erro pedindo perdão. perdendo privil*gios de sua 4ivindade em troca de depois receber a Il8ria de 4eus" #uem disse &ue perdão * um sentimento+ 2erdão * uma atitude" <esus mandou perdoar" Então mesmo &ue a pessoa não mere7a.” v.es para te o.ue invo"ava e di4ia.prendeu com <esus &ue precisava perdoar seus inimigos" Sua ora7ão .ender" 3oc) pode perdoar? -CO:C-.$)". mas &ue 4eus manda perdoar" -03&13@3&':?': “"o( estas palavras.22!" #uem sabe perdoar persevera at* o .5$ .o ver os Cc*us abertosD e <esus em p* demonstra um ato de aprova7ão de 4eus" Se a -$blia di( &ue “1risto vive.MI-D'D3: “ent*o. voc) est/ protegido" 2ara perdoar as pessoas * preciso orar" -I. viver em ora7ão. não v) apenas &ue tem ra(ão na causa. ter a determina7ão de manter o .: AEST. ajoel3ando#se. e( p& A destra de 8eus” v.ue vejo os "&us abertos e o Iil3o do 5o(e(. mesmo assim devemos perdoar" 3oc) ac%a di. o crente precisa se enc%er do Esp$rito Santo.1<O: Estamos muito acostumados a gan%ar e &uerer sair na mel%or sempre" Na vida * preciso aprender a perder" <esus deixou toda sua gl8ria no c*u. mesmo sentindo dores * importante .30-39 APOSTILA DE MENSAGENS Pr:Agnaldo Marques TEL (16) '' 1!!"!#$ P%g&na .im.ensores" 2ara perdoar seus inimigos. visão da gl8ria de 4eus.alamos em a0oel%ar pensamos em algu*m de p*.oi colocar sua vida mais uma ve( nas mãos do Sen%or" #uando sua vida est/ nas mãos de 4eus.or7as" Se es.KBO " (eis 18. re"ebe o (eu esp2rito” v.6en3or. abstendo-se de direitos pr8prios" #uem disse &ue para perdoar * preciso não sentir nada" 2elo contr/rio. n*o l3es i(putes este pe"ado” v. assentado A direita de 8eus” 1olossenses . mas tamb*m para &ue todos os presentes soubessem de seu perdão" Aesigna7ão * negar a si mesmo. mas Est)vão estava ca$do no c%ão.oco em <esus sempre.)i! seria se tivésse#os que #orrer na )ruz$ TEM.C! -'0&O@'?<O DI@I:': “e disse.APOSTILA DE MENSAGENS BIBLICA nossos problemas" 4eus tem o mel%or para a&ueles &ue o amam 'o(anos +.6en3or esus.$)G Mesmo em p>blico e diante de seus inimigos ele se a0oel%ou" #uando . ser %umilde.ar/ 0usti7a por voc)" -O&'?<O: “.UA.im liberando perdão aos o.1! Ele abriu os c*us e se levantou em gesto de aprova7ão 9 atitude de Est)vão" Se voc) * um servo de 4eus saiba &ue 4eus est/ vendo sua vida e . deitado e sem .alar palavras liberando o perdão" Uma pessoa &ue sabe perdoar.

.7! ao Sen%or “"aiu fogo do 6:?5@'. o povo estava adorando $dolos e muitas ve(es usando o altar para -aal" 2or isso. segui#o. as nossas vidas devem ser um altar para o Sen%or" No tempo do pro.ogo. e as pedras. mas nada aconteceu" '%egada a ve( de Elias. mas -aal não respondia" '%egaram ao ponto de se cortar e gritar desesperados para &ue -aal mandasse .$cio sem colocar .icasse completamente enc%arcado" Somente pelo poder de 4eus a&uela len%a umedecida.a(er concertos antes. primeiramente “restaurou o altar do 6:?5@'.ogo seria o verdadeiro 4eus" =oram ao altar no monte 'armelo.oi isso &ue aconteceu &uando Elias orou v.es. . . edifi"ou o altar e( no(e do 6:?5@'” v. tamb*m .ue estava e( ru2nas” v.2!" 2ara provar &ue seria algo sobrenatural.O&'?<O: “*onfessai' +ois' os vossos +e!ados uns aos ou%ros e orai uns +elos ou%ros' +ara serdes !urados.ogo em altar &uebrado ou pro..ogo de 4eus se mani...este com seu poder em sua vida.ltar de nossos cora7. >or&( o povo nada l3e respondeu” 0 'eis 1+.esta7ão do Sen%or * livre abundante no culto" Se &uiser &ue 4eus se mani. mas * um lugar santo e consagrado para ministra7ão da 2alavra. cura e liberta7ão" 'ontudo.anado" Em obedi)ncia 9 palavra do Sen%or.uando "o%eareis entre dois pensa(entos9 6e o 6:?5@' & 8eus.este no meio do povo de 4eus" 1 preciso .)!" Ele sabia &ue não teria resultado se não . existiam v/rios altares de adora7ão ao Sen%or" Entretanto.1.e( um rego ao redor do altar e derramou muita /gua para &ue .icou recon%ecendo o poder de 4eus “@ 6:?5@' & 8eusK @ 6:?5@' & 8eusK” v. para &ue o .ogo e o 4eus &ue respondesse com .Bt& .ogo" E ..io com os seguidores de -aal para saber &uem * 4eus" =ariam um sacri.16 APOSTILA DE MENSAGENS Pr:Agnaldo Marques TEL (16) '! 1!!"!#$ P%g&na .i(esse isso antes" 4eus não manda .es: 1. segui#o< se & Jaal. o cordeiro mol%ado. o pro.ue estava no rego” v.21!" Então Elias marcou um desa. muito mais &ue o altar.ltar da min%a vida+ 'omparando 9s do(e pedras utili(adas por Elias. prepararam dois cordeiros e os seguidores de -aal escol%eram o primeiro cordeiro e come7aram a clamar. e a terra. e a len3a.ogo do Sen%or em sua vida+ 2e7a ao Esp$rito Santo &ue restaure seu cora7ão" 'omo posso restaurar o . primeiro * preciso restaurar o . bem como as pedras do altar pegaria . “to(ou do)e pedras ..eta Elias..ltar do seu cora7ão" 3oc) gostaria de receber o . e "onsu(iu o 3olo"austo. espiritualmente ..ui%o +ode' +or sua efi!-!ia' a s.letir sobre do(e caracter$sticas &ue precisamos para restaurar o altar da :gre0a e o . então a mani. vamos re..APOSTILA DE MENSAGENS BIBLICA -Introdução: O altar da :gre0a não * um palco de apresenta7.alando.C!" O altar da :gre0a precisa ser restaurado.eta Elias convocou o povo para tomar uma decisão radical “disse. e ainda la(beu a água . salva7ão.. e .+!" E o povo glori.+li!a do /us%o” 0iago 5.

ltar" <esus mandou“e%a(inar as es"rituras” o*o 5.* 'o(anos 1).KBO * a primeira pedra &ue colocamos na restaura7ão do . OA. &ue nos serve como escudo :f&sios $.8 APOSTILA DE MENSAGENS Pr:Agnaldo Marques TEL (16) '" 1!!"!#$ P%g&na .ogo. vive uma vida de intimidade e ora7ão todos os dias" 3oc) tem uma disciplina de ora7ão+ &estaure a pedra da oração no teu '!tar$ %. bem como tudo o mais. e “nela (edita de dia e de noite” 6al(os 1.ortalecida &uando busca con%ecimento da 2alavra como alimento principal" O pastor deve de.irma este altar * a =*" 'om a leitura da -$blia e ora7ão. precisamos ouvir a 2alavra de 4eus para ter .ender a doutrina da :gre0a .%il +ara o ensino' +ara a re+reens2o' +ara a !orre32o' +ara a edu!a32o na /us%i3a” "" 0im4%eo 3. deve ser . * a segunda pedra par a restaura7ão do ..*" .es ministradas no altar. terceira pedra &ue .*.2!" 2ara restaurar o altar do cora7ão a pessoa deve se empen%ar pela leitura da -$blia" 3oc) e sua :gre0a t)m estudado a -$blia+ &estaure a pedra da 4.*" . :gre0a precisa ser .NK.ortalecida" <esus * o “Butor e "onsu(ador da f&” 5ebreus 12.16 .3103&':?': “E o 1eus da es+eran3a vos en!9a de %odo o go)o e +a) no vosso !rer' +ara 5ue se/ais ri!os de es+eran3a no +oder do Es+ ri%o #an%o” (omanos 15.* &ue persevera" O pessimismo destr8i os son%os" #uando a pessoa * pessimista não consegue ol%ar para o .eito pela . somos c%eios de esperan7a e capa(es de viver mel%or" Uma :gre0a verdadeira precisa ser esperan7osa" Ol%ar para as vidas com esperan7a de ver uma mudan7a em seu viver" O ambiente do culto deve inspirar as pessoas a ter esperan7a de &ue tudo vai mel%orar" O crente tem &ue ter esperan7a de &ue tudo pode mel%orar com a0uda de 4eus" 3oc) tem esperan7a no .ltar" O texto acima .C!.ogo do Esp$rito Santo. tudo deve ser motivado pela .ica( em tudo" Uma :gre0a cu0o altar * c%eio de .APOSTILA DE MENSAGENS BIBLICA .*" Tamb*m na vida do crente.uturo e ser .4J4-I': “0oda a Es!ri%ura é ins+irada +or 1eus e ."!ia no teu '!tar$ *." O &ue * Esperan7a+ 1 esperar com . prega7ão e ora7.'MO&: “$!ima de %udo' +orém' %ende amor in%enso uns +ara !om os ou%ros' +or5ue o amor !obre mul%id2o de +e!ados” " :edro 4.ltar da :gre0a * preciso ter a prega7ão como prioridade" Um crente &ue tem o altar de seu cora7ão c%eio de . Esperan7a * a . a .ervorosa.2!.ala da ora7ão &ue con. c%eia de .*" #uando a :gre0a vive pela .1$!" ..s palavras..2! e devemos usar a -$blia como uma Espada do Esp$rito :f&sios $.13 . o . ministra cura e &ue * e.eli(" 2or isso &uando encontramos a verdade em <esus 'risto. somos libertos de todo mal pela verdade da 2alavra de 4eus o*o +.* * . * uma :gre0a &ue ora incessantemente" Um cristão &ue tem o altar do cora7ão restaurado e a&uecido pelo poder de 4eus.essa os pecados. -L-H:. continua7ão da .*" #uem cr) e persevera tem esperan7a em 4eus" .uturo+ Sua :gre0a * esperan7osa+ &estaure a 0edra da 3sperança e# seu '!tar$ 2.undamentado na -$blia e combater %eresias" 2ara restaurar o .*+ &estaure a pedra da +é e# seu '!tar$ .17b!" O altar da :gre0a * o lugar de prega7ão das Escrituras e uma igre0a * .ogo do Esp$rito Santo * derramado poderosamente" Sua :gre0a e voc) vivem pela . &uarta pedra do altar * a ES2EA.4 . intercede uns pelos outros.+K: “+or5ue %odo o 5ue é nas!ido de 1eus ven!e o mundo6 e es%a é a vi%4ria 5ue ven!e o mundo7 a nossa fé” " 8o2o 5. ama a -$blia.17!.

or7ar as coisas exigindo &ue se reali(e do nosso 0eito" APOSTILA DE MENSAGENS Pr:Agnaldo Marques TEL (16) '( 1!!"!#$ P%g&na . :gre0a precisa amar por&ue “se n*o tiver a(or. mas no tempo de 4eus" Então a obra acontece de acordo com a vontade do Sen%or e não podemos . por &ue viver para 4eus * algo muito bom e Ele reali(a maravil%as para n8s" #uando estamos tristes não temos .mor" Ele ..'-3E&I': “*elebrai !om /. mas a alegria do cristão deve ser nas coisas de 4eus" Sendo assim.i(eram contra n8s. .C!" .bilo ao #en9or' %odas as %erras.0'CIH:CI': “"rm2os' %omai +or modelo no sofrimen%o e na +a!i=n!ia os +rofe%as' os 5uais falaram em nome do #en9or” 0iago 5.ica &uase no meio das outras pedras como um “. sinJnimo de paci)ncia * um .legria" Sem alegria tudo se torna di.& .a(er nada. &uinta pedra &ue .1'2 .1.mor Mgape de 4eus * gratuito e sacri. longanimidade.ue ser*o "3a(ados fil3os de 8eus” Mateus 5.14!" O amor nos a0uda a perdoar as pessoas es&uecendo o &ue .irma este altar * a 2aci)ncia" 2recisamos ter paci)ncia para en.o vosso !ora32o e a vossa men%e em *ris%o 8esus” <ili+enses 4. #ervi ao #en9or !om alegria” #almos 100. ou Fnimo longo.. estar/ sempre contente" Não adianta .!" Muitas ve(es * preciso mexer nas estruturas eclesi/sticas para &ue não %a0a con.ue a alegria do 6:?5@' & a vossa for. “portanto.irma o altar * o .ortalecidos pela alegria do Sen%or" Não basta apenas di(er &ue o crente tem &ue ser alegre. sexta pedra &ue .ortados pelo Esp$rito Santo e .uanto depender de vós.irma este altar * a 2.litos na :gre0a" Um verdadeiro crente * “Je(#aventurados os pa"ifi"adores.!" .ltar da :gre0a precisa da pedra da paci)ncia por&ue nem tudo acontece na %ora &ue &ueremos. s*tima pedra &ue .N" #uando saudamos os irmãos di(emos 5a pa( do Sen%or6 para declarar &ue estamos em pa( uns com os outros e come7ar nossos di/logos de maneira pac$. por.12! e para suportar os irmãos com amor 1olosseneses . oitava pedra &ue .irma este altar * a .eito para mostrar o amor+ &estaure a pedra do '#or e# seu '!tar$ 6.or7as para .ue & o v2n"ulo da perfei.APOSTILA DE MENSAGENS BIBLICA .rentar as prova7..$cil.10 . n*o vos entriste.0'G: “E a +a) de 1eus' 5ue e. tende pa4 "o( todos os 3o(ens” 'o(anos 12.1+!" 3oc) tem pa( em seu cora7ão+ Sua :gre0a est/ em pa(+ &estaure a pedra da 0'G e# eu '!tar$ L.1)"!" O clima da :gre0a deve ser alegre e c%eio de 0>bilo para &ue todos &ue entrarem tristes saiam con.icar com muito moralismo e exig)ncias" :sso .a( com &ue as pessoas se0am sisudas e o ambiente este0a pesado" Sua :gre0a * alegre+ 3oc) tem alegria em servir a 4eus+ &estaure a pedra da '!e/ria e# seu '!tar$ 9.ica" Esta pa( &ue temos não * a pa( do mundo &ue * passageira e sim a pa( doada por <esus &ue * eterna o*o 1$. mas &uando estamos alegres nem vemos as %oras passarem" 2ara servir a 4eus * preciso alegria. por. mas o ..ais.estar o amor de 4eus" O &ue voc) e sua :gre0a t)m .a” ?ee(ias +.!" 4eus * paciente para conosco e assim devemos ser tamb*m para com o nosso pr8ximo" .ruto do Esp$rito Santo na vida do cristão 7álatas 5.*o” 1olossenes . :gre0a deve ser promotora da pa( e do bem estar para seus membros e toda a comunidade ao redor prestando servi7os mission/rios &ue apontem para o Aeino de 4eus" 4o mesmo modo todo crente deve “se poss2vel.es 'o(anos 12.icial" .. nada disso (e aproveitará” 0 1or2ntios 1. por isso o amor cobre multidão de pecados" O amor do mundo * passageiro e decepcionante.. pedra do amor deve ser restaurada em nosso altar" 2recisamos lutar para continuar amando a cada dia mais" Tudo na :gre0a e na vida do cristão deve ser voltado para mani.22!" O .!ede %odo o en%endimen%o' guardar.

.ervescendo e precisam ser contidas" . e.10 .4O:D'D3: “nada' +orém' 5uis fa)er sem o %eu !onsen%imen%o' +ara 5ue a %ua bondade n2o ven9a a ser !omo 5ue +or obriga32o' mas de livre von%ade” <ilemom 1. ou se0a. pois não posso orar. vão conseguir tudo o &ue &uerem nesta terra com mansidão" Aealmente com brave(a e pressa ningu*m consegue nada. ele per(ane"e fiel. ler a -$blia.*o< e a"3areis des"anso para a vossa al(a” Mateus 11.M':1ID<O: “@em-aven%urados os mansos' +or5ue 9erdar2o a %erra” . ter .1.iel ao Sen%or.s vontades APOSTILA DE MENSAGENS Pr:Agnaldo Marques TEL (16) '6 1!!"!#$ P%g&na . l$ngua * outro lado &ue precisamos dominar muito em nossas vidas para não pecar contra 4eus e contra os irmãos" .+ID3-ID'D3: “>uem é fiel no +ou!o %ambém é fiel no mui%o6 e 5uem é in/us%o no +ou!o %ambém é in/us%o no mui%o” ?u!as 16.ue o 6:?5@' & bo(. agindo sempre com amor Mgape &ue não busca seus interesses" 3oc) tem exercido a -ondade pela miseric8rdia ou 0ulga o merecimento das pessoas+ &estaure a pedra da 4ondade e# seu '!tar$ 1M.!" .iel a 4eus em tudo.iel tamb*m * ser obediente. manter seus compromissos pessoais.idelidade" Ser . amar.28 . mas * indispens/vel para um bom relacionamento na comunidade" 3oc) tem sido manso com as pessoas+ &estaure a pedra da Mansidão e# seu '!tar$ 1%.ltar restaurado * o 4om$nio 2r8prio" O texto acima compara a pessoa sem dom$nio pr8prio com uma cidade destru$da e sem prote7ão onde todo tipo de coisas ruins podem acontecer" Esta pedra nos mostra uma caracter$stica &ue precisamos para manter todas as outras.5!" 4eus * bom para conosco não por merecermos.APOSTILA DE MENSAGENS BIBLICA Sua :gre0a e voc) tem tido paci)ncia+ &estaure a pedra da 0a)i8n)ia e# seu '!tar$ 9. 4eus opera grandiosamente no meio do seu povo" Se o cristão * . a sua fidelidade” 6al(os 1)). >ltima pedra deste .ltar" 4eus * sempre .initamente para a&ueles &ue creem e praticam a . pois de (aneira nen3u(a pode negar#se a si (es(o” 00 Ti(óteo 2.2C!" <esus prometeu &ue os mansos t)m uma %eran7a na terra.*.*o./cil. =idelidade * a d*cima pedra deste .ltar restaurado * a -ondade" Tudo na :gre0a e na vida de um cristão deve ter esta virtude “por.*o e( gera.14 . com a :gre0a e seus votos ao Sen%or" Sua :gre0a * =iel ao Sen%or+ E voe tem sido . mas por miseric8rdia" 4o mesmo modo devemos ser bons para as pessoas sem 0ulgar se merecem ou não. nona pedra do . d*cima primeira pedra para restaura7ão do . mas com calma e mansidão se vai ao longe" Na :gre0a * preciso mansidão para tratar aos irmãos" :sso não * .iel no pouco+ &estaure a pedra da +ide!idade e# seu '!tar$ 11.es &ue 9s ve(es estão e. de gera. a sua (iseri"órdia dura para se(pre.DOMJ:IO 0&D0&IO: “*omo !idade derribada' 5ue n2o %em muros' assim é o 9omem 5ue n2o %em dom nio +r4+rio” :rovérbios 25. pois não somos merecedores.iel.ertas" O Sen%or multiplica in. “se so(os infi&is.ltar * a Mansidão" 2recisamos aprender com <esus &ue * “(anso e 3u(ilde de "ora.5 . esperan7a e as outras virtudes apenas &uando ten%o vontade" O preciso determina7ão" Sendo assim voc) consegue perseverar nos outros aspectos" 4om$nio 2r8prio tamb*m tem a ver com o controle das emo7.a%eus 5. sua vida * mais &ue abundante de vit8rias" :sso tamb*m se aplica aos 4$(imos e O. ser submisso.idelidade deve ser irrestrita e incondicional como um exerc$cio da =*" #uando a igre0a * .

"rigo !" "rrar.*." sar #om a #ab"7a )(" &".ec%ados.r" v" #"!or.ara r"agir. . 5" &iv"r )(" &"r (ma r"a71o #$or" a &"s .22.or (m ovo !"sa+io o( .ltar de seu cora7ão? -CO:C-..(5) " 1o &"v" v"rgo $a !isso.APOSTILA DE MENSAGENS BIBLICA da carne precisam ser negadas at* o ponto de cruci.nio 0r7prio e# seu '!tar$ Aestaure o . para ol%ar somente <esus" Examine-se e deixe o Sen%or restaurar o . O #$oro *ava a a*ma. 5(a +am0*ia +oi ra.ltar .r"" !"r a si&(a71o )(" Davi " +r" &o( .ltar+ &estaure o '!tar de sua vida e sinta o fo/o do 3sp.ros&i&(i71o3 vio*C #ia " o(&ros ma*"s.este sobre o povo de 4eus" Mas o altar tamb*m * a vida de cada crente" Não . partindo para alegria.icar o vel%o %omem “levando "ativo todo pensa(ento A obedi=n"ia de 1risto” 00 1or2ntios 1). Xs v"-"s 1o "rramos !" +orma . R<?IJI< I Samuel 30."rigos " é .r"" !i!os .ltar atrav*s da Ora7ão e da 2alavra de 4eus como bases iniciais para estruturar a vida espiritual de uma :gre0a ou de &ual&uer cristão" 4epois passamos para as tr)s coisas mais importantes &ue são a .ais $o%" &Cm s"(s +i*$os *"va!os .alado do primeiro &ue * o amor. L as r"a7O"s )(" "s&1o o .ara !". < .or (m i imigo )(" 1o "s.r"#iso .s pedras para restaurar o .1<O: . APOSTILA DE MENSAGENS Pr:Agnaldo Marques TEL (16) ') 1!!"!#$ P%g&na 1) - .rutos do Esp$rito. 8omo a +am0*ia !" Davi3 m(i&os .ogo do Esp$rito Santo se mani."rava " *(&o( #om )("m mais amava.i&ue ol%ando para os outros na :gre0a" 2or isso oramos de ol%os .1-10 e 18-20 -Introdução: < #a!a !ia somos s(r.ara r"s&i&(ir s(a +am0*ia.ltar de sua vida" 4este modo o .ois a&é :"s(s #$oro( ( 'oão $$.2. pa(.4) e "os que com lágrimas semeiam com !"ilo ceifarão" (#almo $%&.oram compradas com virtudes indispens/veis" =alamos sobre a restaura7ão do . Chore na presença de Deus: v.o !" .5!" 3oc) tem conseguido se dominar+ &estaure a pedra do Do#.iri&(a* " "mo#io a*m" &".1.!" Então passamos para os .idelidade.!" O .o &M "a )(a !o 1o &"mos &"m.rim"iro s(as "mo7O"s . bondade.ltar da :gre0a precisa ser santo e restaurado para &ue o .4).rob*"mas3 mas "Fis&"m o#asiO"s "m )(" 1o &"mos +or7as "m .ois *(&ar #o &ra i imigos "F&"r os3 . longanimidade. a esperan7a e o amor 0 1or2ntios 1.a*avra !" D"(s gara &".ra !"saba+ar. até não ter mais forças pra chorar" Davi sabia &irar &"m.ogo do Esp$rito Santo vir/ sobre voc)" 3oc) 0/ passou pela restaura7ão do . Davi +oi . 8omo r"s&i&(ir mi $a +am0*iaN Wamos #om. N1o é "rra!o #$orar3 .or isso "ra s"m. "Bem aventurados os que choram porque serão consolados" (Mateus 5."*os v0#ios3 .&a!a " &"v" )(" *(&ar . tendo 0/ .ara r"s&i&(ir.*a "%a!a " sim "s.rito des)er so"re vo)8$ T4?<. mansidão e dom$nio pr8prio 7álatas 5.ro&"g"r ossa #asa 1o som" &" #o &ra *a!rO"s3 mas &ambém "s. <s +am0*ias "s&1o s" !o assa*&a!as a #a!a !ia #om .4: "ergueram a vos e choraram.r"sa .o #om D"(s " &raba*$ar ."go !" s(r.

" as #$ora !o " &" &a !o #om.$-) " )(" ).$%)3 mas b(s)(" M imo o 5" $or .a $"iros !" *(&a !" Davi 1o agV" &aram a #ami $a!a !" &1o !i+0#i* )(" "s&avam.rim"iro &omar as !"#isO"s " !"."ra!os ( 0*odo $-).ria gara &i!a."ssoas.rossiga3 mas s" &iv"r !Qvi!a .o anoitecer.) .or a*g(ém !" s(a +am0*ia3 #$or" a .r"" !"r as . pode vir o choro. Pass" a #om.Lute omo puder: v..) . D"(s a. Wo#C "s&' !is.. mas a alegria vem pela manhã+(#almos (.$.Consulte ao +enhor: v.ara r"s&a(rar s(a +am0*iaN *us'ue se &ortale er no +enhor# ()." i +*"Fibi*i!a!" 1o s" #$"ga a *(gar a*g(m. Tom" #(i!a!o . Wo#C &"m #$ora!o a .5b: "o povo falava em apedre á/lo.ara r"s&a(rar s(a +am0*iaN % maneira omo olhamos as pessoas muda a &orma 'ue somos "istos por elas# $) .$() " )alegria do #enhor é a nossa força+ (4eemias 2.2."r" (ma #o +irma71o !o 5" $or.ois "Figir )(" D"(s ab" 7o" #omo "s&'.8: "consultou 1avi ao #enhor" < &"s !" &(!o . Prim"iro !"v"mos )agradar do #enhor+ " !".5).o!" os a%(!ar a #o &i (ar a vi!a "m +am0*ia." so( ma* !" ?oisés " +a*aram #o &ra "*" .ara m(!ar 1o som" &" a vi!a !o o(&ro3 mas a s(a vi!a &ambém. Davi 1o s" im.ara os " si ar )(" #om rigi!"."ssoas os &ra&am ma* .os&o a m(!ar .or )(" 4*" &" +or&a*"#" ( 3ilipenses 4.ar" im"!ia&am" &" " "s. porque todos estavam em amargura" ?(i&as v"-"s as .5). D"(s . APOSTILA DE MENSAGENS Pr:Agnaldo Marques TEL (16) '$ 1!!"!#$ P%g&na .or)(" "s&avam !"s"s.r"#isamos orar a D"(s b(s#a !o s(a #o +irma71o .&). Wo#C &"m #o s(*&a!o a D"(s "m ora71o a &"s !" &omar s(as !"#isO"sN %ntes de tudo 'ue &i-er ore a Deus pedindo direção# . 6("m sab" vo#C &ambém . N1o +a7a a!a a &"s !" orar.or&o( " r"#o $"#"( o "s+or7o !"*"s. 5"ria "rra!o .r"s" 7a !" D"(s )(" .r"" !"r isso.ovo !" D"(s o !"s"r&o3 )(a !o +i#o( s"m 'g(a " #om s"!"3 .)eanime-se em Deus: v.r"#isa m(!arN :"s(s !iss" )(" os ma sos $"r!ar1o a &"rra ( Mateus 5.APOSTILA DE MENSAGENS BIBLICA 6(a !o vo#C "s&iv"r &ris&" . 5c: "1avi muito se angustiou . Davi "s#r"v"( o #almo 4& )(" +a*a )(" D"(s os +or&a*"#". de cansados atravessar o ri"eiro7 <*g( s #om. 4*" sabia )(" s" D"(s !iss"ss" 1o3 . Pr"#isamos os *"va &ar " agir." sar .or isso Davi +oi.ara 1o "s&ar sai !o A +r" &" !" D"(s. 4m mom" &os !" &ris&"-a3 s.or)(" "s&1o amarg(ra!as " 1o sab"m !"mo s&rar #ari $o o( amor.pocalipse -. Ta*v".r"s" 7a !" D"(s "m ora71oN Chorar na presença de Deus nun a ! em "ão# Compreenda as pessoas: v. 4m )("m vo#C &"m b(s#a!o M imo . 5" vo#C s" &ir )(" D"(s "s&' a +r" &"3 .rovo(3 .o3 mas #om a bC 71o !o 5" $or &i $a a vi&.r"" !"r m"*$or s"(s +ami*iar"s3 s"( mo!o !" agir " . 10: "du6entos ficaram atrás.)..ara as !"#isO"s. porém 1avi se reanimou no #enhor seu 1eus" N1o a!ia &a +i#ar a."r!"ria s"( &"m.rom"&" )(" )lhes en*ugará dos olhos toda lágrima+ (. por não poderem. 5(as *'grimas r"gar1o s"m" &"s " s"(s +r(&os bro&ar1o (#almos $%&.5) . O .vo#C 1o #o s"g(" M imo "m i g(ém )pois vão é o socorro do homem+ (#almos $.ois )5le satisfará os dese os do nosso coração+ (#almos (-. Pr"#isamos #om.

.(!"r . D"(s 1o +a."ssoas a *(&ar s" 1o .ara o m"*$or !" s(a +am0*ia " s" "s&iv"r #a sa!o . e os que se esforçam se apoderam dele+ (Mateus $$.o!"mos obrigar as .4$). e ninguém lhe faltou.ara r" ovar s(as +or7as .o(#o " !"s#a s".a .r"s"rvar s(a +am0*ia " sa*var &o!os. 5" "s+or#" o m'Fimo )(" .r"" !"r as *imi&a7O"s !as .o!"mos "s+or7ar as .(!"r s" "s+or7a !o .ois #o &i (ar ('oão &.arar (m . teu 1eus.$5).%eriores' 9. O 5" $or &" #$ama " &" !i-. vai com ele duas+(Mateus 5.:).ara !"."r!"r " $(m !" s"(s +ami*iar"s .r"#isamos &ambém os "s+or7ar #omo :"s(s !iss" )#e alguém te o"rigar a andar uma milha.ria #om. R"#"ba a vi&. nem te espantes.tos $&. Wo#C &"m s" "s+or7a!o ..($).r"3 #o s(*&" a D"(s "m ora71o a &"s !" )(a*)("r a&i&(!" " *(&" " )(a &o . 4 &1o *(&" . L "#"ss'rio r"s."ssoas3 r"a im"-s" "m D"(s s"m.or )(" :"s(s )("r )(" vo#C s"%a sa*vo #om )toda sua casa+(.%:)3 mas 1o .o!"m. D"(s r"s&i&(i #om. N1o s" #o +orm" "m .28 “$lém das !oisas e. #< forte e cora oso= não temas.a!a ."ssoa &"m (m ri&mo " (ma +or7a !i+"r" &".ara .ar&" (3ilipenses $.*"&am" &"3 1o "m ."i&ar os *imi&"s !o .r.ar" (m . ?as . é contigo por onde quer que andares+ ('osué $.o(#o " !"s#a sar 1o .v.r" !a a #om. 4O SENHOA "" *or n%ios 11.or )(" )o reino dos céus é tomado por esforço. N1o !"iF" s(a +am0*ia s"r !"s&r(0!a.arava " s" r"&irava . porque o #54>?@..$%).Fimo."*a m"&a!".o!" s"r !"s#(*.&) s(a +am0*ia.ara sa*var s(a +am0*iaN /s&or e-se um pou o mais. D"(s r" ova as ossas +or7as (8sa9as 4. )4ão to mandei eu.*"&aT TEM.APOSTILA DE MENSAGENS BIBLICA Na +am0*ia 1o . 8a!a .: :IAE<.o 5ue +esa sobre mim diariamen%e' a +reo!u+a32o !om %odas as igre/as” APOSTILA DE MENSAGENS Pr:Agnaldo Marques TEL (16) ' 1!!"!#$ P%g&na ."ssoas a (ma #ami $a!a )(" 1o agV" &am " . Para r"s&i&(ir s(a +am0*ia3 #$or" a .ara r"*aFam" &o .r"s" 7a !o 5" $or "m ora71o3 a.ara v" #"r. <&é :"s(s "m si&(a7O"s !" #ris"3 . "o ê onseguir0 "en er# D"(s r"s&i&(i as +am0*iasT .desde o menor até o maior" C12CL3+41: Davi #o s"g(i( r"s&i&(ir &o!a a s(a +am0*ia s"m "F#"71o a*g(ma.18-20: "1avi salvou tudo .

16 4eus não &uer uma :gre0a ego$sta onde cada um age como &uer e .APOSTILA DE MENSAGENS BIBLICA -Introdução: Onde estiverem dois crentes estarão sempre . palavra cooperadores designava os remadores &ue .' #ente de Cristo: " *or n%ios 2. como deve ser a :gre0a: --E 1.Cooperadores de Deus: " *or n%ios 3. 2aulo trabal%ou muito com os 'or$ntios para ensinar como deve ser uma :gre0a verdadeira" 'om deve ser a :gre0a+ 3amos aprender o &ue 4eus não &uer para sua :gre0a e com o ensino do ap8stolo 2aulo nas cartas aos 'or$ntios.a( o &ue dese0a para agradar a si mesmo" .1#. devemos agir em prol da obra de 4eus" . mas todos &uiserem a vontade de 4eus..a(em nada par salvar nem a si mesmos" 3oc) tem . :gre0a de 'orinto * um exemplo de igre0a problem/tica" 3e0amos os problemas da :gre0a de 'orinto: -4ivisão 0 1or2ntios 1.1 e 4)!@ -=alsa Espiritualidade 0 1or2ntios 14. estarão concordando um com o outro e %aver/ unidade" 3oc) ac%a &ue a :gre0a tem &ue ser do seu 0eito+ Jesus é o 1enhor da I/re a e deve#os fazer tudo que 3!e quer$ %.27.1!@ -=alsos crentes 0 1or2ntios 5.undando suas igre0as e não .usão.alando &ue a canoa est/ ..1)#17!@ -'arnalidade e a imaturidade espiritual 0 1or2ntios .!@ -:moralidade sexual 0 1or2ntios 5..urada * preciso .endem &uando não estão satis. :gre0a deve buscar ter a Mente de 'risto" Ter a Mente de 'risto signi.9 4eus não &uer uma :gre0a individualista.es dos navios remando" Todos deviam remar 0untos para um não atrapal%ar o outro" O ritmo era controlado por um dirigente &ue batia um martelo e todos cantavam 0untos en&uanto remavam" 'omo uma canoa .!@ .urada onde todos devem remar e cuidar para &ue não a.unde" Mas in.eito tudo na igre0a pensando em voc) mesmo ou no pr8ximo+ 1irva ao seu ir#ão de )oração e estar5 servindo a Jesus$ *.icar preocupado com a :gre0a+ Muito mais &ue preocupar. onde não existe unidade e todos se sentem so(in%os no meio dos irmãos" 'omo :gre0a.ica pensar e &uerer a vontade de 4eus para a :gre0a" <esus * o cabe7a da :gre0a e por isso deve dirigir tudo no corpo" Se cada um na igre0a pensar de uma .icavam nos por.icar s8 .alando sobre a :gre0a" =re&uentemente surgem coment/rios sobre os problemas da :gre0a e como resolv)los" O &ue estas pessoas não podem es&uecer * &ue tamb*m são parte da :gre0a e todo problema &ue tiver na :gre0a tamb*m são respons/veis" Mas ser/ &ue adianta . tudo vai acabar em con.a(er algo para salvar a todos antes &ue ela a.1antu5rio: " *or n%ios 3. assim são os problemas da :gre0a" Não adianta .2)#22!@ -4esordem nos cultos 0 1or2ntios 14. somos cooperadores com 4eus" .orma.11!@ --rigas entre irmãos 0 1or2ntios $. onde as pessoas s8 ..5!@ -4ivisão na Santa 'eia 0 1or2ntios 11.a(em o &ue agrada a sua carne e se o.eitos" APOSTILA DE MENSAGENS Pr:Agnaldo Marques TEL (16) !# 1!!"!#$ P%g&na .2+.eli(mente muitos crentes estão a.unde.16 4eus não &uer uma :gre0a carnal. preocupa7ão do ap8stolo 2aulo com esta igre0a * por&ue não estavam entendendo o prop8sito de 4eus para suas vidas" 2or isso.

oi comprada pelo sangue de <esus.icar sem a cabe7a. mensagem * o Evangel%o" O destinat/rio * o mundo &ue precisa ser salvo" O mundo 5l)6 a todo tempo as nossas a7.ume * uma coisa especial. >nica coisa &ue di.Carta @iva: "" *or n%ios 3. como :gre0a.Corpo de Cristo: " *or n%ios 12.erente do mundo" . a :gre0a deve promover um ambiente agrad/vel a todos &ue c%egam" 3oc) tem sentido pra(er na casa de 4eus+ ' presença de Cristo traz a!.vio e a!e/ria$ 6.3#"ai(adores: "" *or n%ios 5. com remetente e destinat/rio" O remetente * <esus" .APOSTILA DE MENSAGENS BIBLICA . :gre0a * uma 'arta 3iva de 'risto para o mundo" Uma carta tem uma mensagem..ormada de Embaixadores de 4eus" Ser embaixador * representar algu*m maior" Um policial ou soldado representa a corpora7ão a &ue pertence" Um m*dico representa o %ospital &ue trabal%a" Um pro.s mãos &ue tocam os doentes. mas não estão na :gre0a" Ora.a( presente %o0e na terra atrav*s de sua :gre0a" .es e palavras" 2or isso a :gre0a precisa cuidar de seu testemun%o e sempre levar uma mensagem de boas novas" 3oc) tem levado a mensagem do evangel%o 9s pessoas+ +a!e de Jesus se#pre que tiver oportunidade$ 9. do mesmo modo a pessoa não pode estar com <esus sem congregar em uma :gre0a 5ebreus 1). por isso * cara" E como um per.a( parte do 'orpo de 'risto ou pensa &ue pode servir a 4eus so(in%o+ +aça )o#pro#isso )o# a I/re a de Cristo e se a u# #e#"ro de seu )orpo$ 2. &ue não sabe o &ue &uer ou sua missão a reali(ar neste mundo" . :gre0a .1C!" .2-4 4eus não &uer uma igre0a muda ou calada.erencia o grupo &ue se re>ne na :gre0a de outro grupo &ual&uer * a presen7a do Esp$rito Santo de 4eus" Sem esta presen7a a :gre0a * apenas um grupo de pessoas reunidas sem prop8sito" 3oc) sente a presen7a de 4eus na :gre0a+ :ão se in)o#ode )o# nada e )on)entre-se e# adorar a Deus$ .ssim. &ue se contamina com coisas pecaminosas" . inativa e sem trabal%ar para o Aeino de 4eus" . mas devemos representar o Sen%or <esus onde estivermos" 3oc) sabe &ual o prop8sito para voc) como :gre0a+ Deus te# u# )ha#ado espe). :gre0a * o 'orpo de 'risto neste mundo" <esus se .2& 4eus não &uer uma :gre0a morta.fi)o para vo)8 rea!izar 1ua O"ra$ 3oc) * a :gre0a? APOSTILA DE MENSAGENS Pr:Agnaldo Marques TEL (16) !1 1!!"!#$ P%g&na .20 4eus não &uer uma :gre0a sem prop8sitos ou ob0etivos. não somos deste mundo. cara e agrad/vel" . os p*s &ue vão evangeli(ar e os l/bios &ue . :gre0a * .25!" 3oc) .4o# 0erfu#e de Cristo: "" *or n%ios 2.essor representa a sua escola e mat*ria &ue leciona" O embaixador de um pa$s representa seu povo em outra na7ão" .1+. 4eus se .ume de 'risto" 2er. se o corpo não pode .ume tra( pra(er.alam de 4eus são dos membros da :gre0a" 3oc) 0/ viu um corpo andando sem cabe7a+ 'ertamente &ue não" Mas existem pessoas &ue di(em &ue estão com <esus.ssim a :gre0a deve ter um ambiente especial e di. :gre0a * o Santu/rio onde %abita a presen7a de 4eus" #uando o povo de 4eus se re>ne. &ue não tra( uma mensagem de salva7ão para a&ueles &ue estão perdidos" . :gre0a * o -om 2er.14'15 4eu não &uer uma igre0a mundana.a( presente na pessoa do Sen%or <esus e do Esp$rito Santo Mateus 1+.

ormada de pessoas cooperadoras de 4eus. carnal.+azer tudo )o#o a 4. mundana.2+!" 2ara não . precisamos con%ecer a vontade do Sen%or para sua Obra e não ser uma igre0a ego$sta. muitas pessoas desistem da camin%ada" Sabemos &ue 4eus tem c%amado uma :gre0a serva onde cada crente.5! exerce seu sacerd8cio 0 >edro 2. missão da :gre0a * 5participar do pro0eto de 4eus em Salvar o mundo6" .a(er uma igre0a &ue 4eus não &uer.a(er para 4eus+ -Tema: O-E4:PN':. :gre0a não * um clube social onde cada um busca seus interesses" O >nico dono da :gre0a * <esus &ue nos “"o(prou "o( o seu próprio sangue” Btos 2). onde o povo apenas enc%e o templo e contribui . o 'orpo de 'risto. (edita nele dia e noite. “E v4s' irm2os' n2o vos !anseis de fa)er o bem” "" 0essaloni!enses 3.inanceiramente en&uanto um l$der apenas ministra ao povo. um Santu/rio para a presen7a do Sen%or. morta.1<O: .13 -Introdução: 3ivemos em um tempo &ue as igre0as são c%eias de op7. 2alavra nos ensina &ue devemos .es" O excesso de programa7. .icarmos con.iculdades em servir e encontrar uma igre0a onde possa trabal%ar para o Aeino de 4eus.a(er a vontade de 4eus+ 3amos re.es tem gerado ativistas religiosos" 'om isso muitas ve(es sa$mos da simplicidade do evangel%o" 2or outro lado as igre0as de audit8rio. .C!" 'omo .8 “?*o "esses de falar deste !ivro da !ei< antes. muda ou sem prop8sitos" . verdadeira :gre0a tem a mente de 'risto.ue ten3as "uidado de fa4er segundo tudo ."!ia ensina: 8osué 1. o bom 2er. individualista.a(er para agradar a 4eus em sua Obra: 1.usos e . mas gastam tanto tempo com o servi7o de 4eus &ue não t)m tempo para ler sua 2alavra" #uando a -$blia não * seguida tudo d/ errado" 3oc) tem . como membro do corpo de 'risto 'o(anos 12.eito tudo de acordo com a 2alavra de 4eus+ 1i/a a orientação das 3s)rituras e tudo dar5 )erto$ APOSTILA DE MENSAGENS Pr:Agnaldo Marques TEL (16) !' 1!!"!#$ P%g&na . para .letir sobre textos onde sei di( “fa)ei %udo” para compreender o &ue devemos .a(er tudo segundo a -$blia orienta" Não podemos sair dela por&ue se não tudo dar/ errado" Ela * como o manual" O livro de receitas &ue precisamos seguir" Muitas pessoas trabal%am na igre0a. uma 'arta 3iva e Embaixadores de 4eus" 3oc) tem cumprido seu papel como :gre0a de 'risto+ 1e a u# verdadeiro #e#"ro da I/re a$ O &ue .uanto nele está es"rito< ent*o.APOSTILA DE MENSAGENS BIBLICA -CO:C-.ume de 'risto. estão cada dia mais comuns" 4iante destas di. farás prosperar o teu "a(in3o e serás be(# su"edido”.

!.as a 8eus >ai”. fa4ei tudo para a glória de 8eus”.ue a glória de 8eus” o*o 12.icar onde estamos plantados6" 2or isso precisamos . por.or7as. vós os . :gre0a * .ue fi4erdes. fa4ei#o e( no(e do 6en3or esus.ica .!" 4ar gl8ria ao %omem signi.eito a obra de 4eus con.or7as" O texto nos ensina &ue precisamos deixar algo reali(ado nesta vida por&ue um dia vamos partir e o &ue permanecer/ ser/ o .ual. contudo eles mesmos não con%eciam a <esus.ue( >aulo prega” Btos 1C.uer "o(ais.icar a 4eus" #uando .5 “:nt*o.alou algo &ue não disse" APOSTILA DE MENSAGENS Pr:Agnaldo Marques TEL (16) !! 1!!"!#$ P%g&na . fa4e#o "onfor(e as tuas for.orme suas .*o. Tudo o &ue . "ontudo. n*o 3á obra.Ia4ei tudo o . ne( sabedoria algu(a”.ica .22!" 3oc) tem obedecido 9 vontade de <esus+ 1e a u# )rente o"ediente e Deus te honrar5$ .ue ve( do 8eus Lni"o9” o*o 5. dando por ele gra.a(er tudo para a gl8ria de 4eus+ :ão faça nada querendo re)e"er a!/o e# tro)aO D8 /!7ria s7 a Deus$ 2. seja e( palavra. boa vontade * indispens/vel para a Obra de 4eus" .+azer tudo o que Jesus #anda: 8o2o 2.a(er a vontade de &ual&uer pessoa em primeiro lugar" #uere receber gl8ria * buscar apenas o &ue * do seu pr8prio interesse" </ dar gl8ria a 4eus signi. obedi)ncia redunda em b)n7ãos incondicionais" Mesmo &ue não entendamos o por&u) do &ue est/ sendo ordenado.14!" Ningu*m gosta &ue outros usem seu nome sem autori(a7ão ou &ue digam &ue .1.icar ol%ando" 'omo di(iam os antigos. ne( "on3e"i(ento.1& “: tudo o . Maria mandou &ue .or7as+ 3sfor)e-se para fazer o #e!hor para Deus$ *.a(er tudo o &ue vier 9s nossas mãos de acordo com nossas . Na .a(emos em nosso nome e sim tributar toda gl8ria ao nome de <esus" 2ara .a(er o imposs$vel" #uando reali(amos a obra de 4eus.31 “>ortanto.trav*s da obedi)ncia 9s ordens de <esus aconteceu o primeiro milagre" .a(emos a obra de 4eus segundo nossas .a(er como os %omens &ue tentaram expulsar um demJnio “e( no(e de esus a . .ue a"eitais glória uns dos outros e. pois “o obede"er & (el3or do . não podemos pensar &ue .+azer tudo e# no#e de Jesus: *olossenses 3.i(essem tudo o &ue <esus mandasse" .esta de casamento em 'an/ da Ialil*ia. por isso não tiveram sucesso" 2ara . ne( projetos. para onde tu vais.ruti.uer bebais ou fa..ais outra "oisa . O nome de <esus tem poder e autoridade para .4.ue ele vos disser”.a(er tudo em nome de <esus tamb*m * preciso con%ecer a vontade dele 0 o*o 5.10 “Tudo . .ormada por volunt/rios" H/ um ditado &ue di( &ue precisamos 5.44! por&ue as pessoas “a(ara( (ais a glória dos 3o(ens do .uanto te vier A (*o para fa4er.a(emos deve ser para glori.ue no al&(.as. seja e( a. trabal%amos com pra(er" Na :gre0a existem pessoas sendo esgotadas de tanto servir e outras entediadas de s8 . ela falou aos serventes.ue o sa"rifi"ar” 0 6a(uel 15.11!" <esus mesmo declarou “1o(o podeis "rer. 5&uem não trabal%a d/ trabal%o6" 3oc) tem .a(emos nossa vontade ou para receber gl8ria as coisas dão errado por&ue 4eus não divide sua gl8ria com ningu*m" 0sa2as 4+.+azer tudo para a E!7ria de Deus: " *or n%ios 10.APOSTILA DE MENSAGENS BIBLICA %.ruto de nosso trabal%o" #uando .a(er tudo em nome de <esus * preciso primeiro con%ecer a <esus para não .uer. . n*o pro"urais a glória .a(er a vontade de 4eus em primeiro lugar mesmo &ue para isso precise renunciar direitos e interesses pessoais" 3oc) tem procurado .+azer tudo o que vier N #ão: E!lesias%es 9.

oi resolvido com o perdão" 3oc) tem evitado murmura7.uanto vos foi ordenado.or7ar para 4eus" Ele * o Aei dos reis do universo e merece &ue . :gre0a precisa ser organi(ada para &ue tudo . não podemos . depois de 3averdes feito tudo .=a(er tudo em nome de <esus@ -=a(er tudo com dec)ncia e ordem@ -=a(er tudo sem murmura7ão nem contenda@ 3oc) tem procurado .essor con. di4ei.a(er" E como <esus disse.ocamos &ue * preciso C.a(er tudo. se voc) perdoa seu pr8ximo não %/ contenda. visto &ue o problema 0/ . o &ue &uiser e sim o &ue 4eus &uer para então vivermos de comum acordo" 3oc) tem procurado .a(er tudoD.ue fi4e(os apenas o .eito tudo em nome de <esus ou de acordo com sua opinião+ O no#e de Jesus é a ar#a de /uerra que nos d5 a vit7ria$ 6. não tem por&ue reclamar.+azer tudo )o# de)8n)ia e orde#: " *or n%ios 14./es ne( "ontendas” Um grande problema nas igre0as * a murmura7ão e a contenda" O povo de 4eus no Pxodo andava para tr/s por causa de murmura7ão e perderam muito tempo !" 'ostumo di(er &ue a murmura7ão * como um louvor para agradar os ouvidos de satan/s" 4epois de um pouco de reclama7ão sempre surge uma contenda ou con.usão" :sso tamb*m * um atraso para a obra de 4eus" 'omo .14 “Ia4ei tudo se( (ur(ura. por&(.es e contendas+ 1e#pre que sur/ir u#a difi)u!dade ore e perdoe$ Não pare? =a7a tudo para 4eus? -CO:C-.e ou pro. não temos escol%a de .1<O: ?u!as 1&. devemos ainda mais nos es. ou se0a.a(emos para 4eus deve ser o mel%or" Se devemos nos preocupar em atender um c%e.a(er tudo para 4eus+ :un)a desani#eA persevereO +aça o seu #e!hor$ APOSTILA DE MENSAGENS Pr:Agnaldo Marques TEL (16) !" 1!!"!#$ P%g&na .a(er tudo com dec)ncia e ordem+ 0rossi/a servindo )o# respeito e or/anização$ 9.oi entregue nas mãos de 4eus" 4o mesmo modo.40 “Tudo.=a(er tudo para a Il8ria de 4eus@ . seja feito "o( de"=n"ia e orde(”.a(er apenas o &ue &ueremos ou gostamos" 4evemos reali(ar tudo o &ue 4eus nos deu para .APOSTILA DE MENSAGENS BIBLICA 3oc) tem .a(er tudo sem murmura7ão nem contenda+ =a(endo o contr/rio destes &ue * orar e perdoar" Se voc) ora.uncione bem" Senão %ouver respeito e organi(a7ão o &ue ocorre * indec)ncia e desordem" .a(er a obra de 4eus: -4ec)ncia: respeito" Tudo deve ser .orme seus re&uisitos.+azer tudo se# #ur#uração ne# )ontenda: <ili+enses 2.ei7ão" O ap8stolo 2aulo coloca estes dois crit*rios para a :gre0a . casa de 4eus deve ser um lugar ordeiro e respeit/vel" Sendo assim.eito de maneira respeitosa e decente" -Ordem: organi(a7ão" .ue dev2a(os fa4er” Neste estudo . mesmo depois de .a(er cada um. Tudo o &ue .6o(os servos inLteis.10 “Bssi( ta(b&( vós. pois tudo 0/ . por. não devemos nos orgul%ar pois somos apenas servos" =a(er tudo como+ -=a(er tudo como a -$blia ensina@ -=a(er tudo o &ue vier 9 mão@ -=a(er tudo o &ue <esus manda@ .a7amos tudo com per.

APOSTILA DE MENSAGENS BIBLICA APOSTILA DE MENSAGENS Pr:Agnaldo Marques TEL (16) !( 1!!"!#$ P%g&na .

Sign up to vote on this title
UsefulNot useful