Você está na página 1de 3

Page 1 of 3

01-06-2009 - Seo para comunidades online

Hoje em dia está em voga o uso de comunidades sociais. As pessoas as usam para os mais
diversos fins, namorar, conhecer pessoas, arrumar emprego e fazer negócios; reencontrar
velhas amizades e muitas outras coisas. As empresas começam a acordar para isso e usam
para, principlamente, se relacionar com seus clientes, gerenciar suas marcas, criando
relacionamento.

No Brasil o sucesso do Orkut é o caso mais notório, mas numa análise mais cuidadosa, sites
como Flickr e Linkedin, são exemplos de sucesso de nicho pouco explorados, podem ser
ótimas maneiras de falar de forma mais focada com seu público. Para falar e ouvir a voz do
brasileiro na internet, pode hoje em dia, usar essas comunidades.

Em meu trabalho diário, mais específicamente na parte de Gestão da presença online de


marca, aprendi que é melhor ouvir do que falar (e cada dia aprendo uma lição nova). Dar voz
as comunidades que falam de você (bem ou mal) enquanto marca e/ou empresa, tanto
internamente quanto nas estratégias da empresa é um processo raro mas que vai se impor no
futuro. Isso pode transformar um bate-papo sobre você em um bate-papo com você.

Ser claro, rápido e sincero nas respostas aos erros pode significar a diferença entre um
problema resolvido ( com a ajuda de seus usuários) e um "mico" público. Quando nossos
clientes entendem e percebem que suas opiniões são ouvidas a relação com sua marca se
torna pessoal. Há, em minha opinião, uma oportunidade claro para todo tipo de negócio, uma
clara oportunidade de estabelecer uma conversa com seus clientes, diretamente, sem
intermediários. E melhor, acompanhado o resultado desse bate-papo on the fly.

Mas um cuidado deve ser tomado. Pessoas querem falar com pessoas, ela não ligam a
mínima para a sua empresa, essa é a realidade, e um discurso empresarial pode afastar e
intimidar essa conversa. É a palavra é essa: conversa. Se você quer usar a internet de forma
eficiente precisa saber conversar. E isso é uma arte. Já percebeu como as pessoas
normalmente conversam no dia-a-dia? É uma sequencia de monólogos em sua maioria. Eu
falo e você finge que escuta e você fala e eu finjo que escuto. É assim que deve ser com sua
empresa e seus clientes? Acho que não, certo? Esse discurso unilateral não funciona aqui.

Portanto, em minha opinião, acertar o tom é fundamental. Sua marca pode e deve contar uma
história, de onde vem e para onde quer ir e todas as outras coisas que somente ela sabe fazer
(ou falar).

O que me faz pensar: se o tom deve ser o correto para cada nicho, seria correto falar em
personalização dessa "presença" ? Na minha opinião sim.
Page 2 of 3

Criar um grupo no Orkut pede conteúdos, interações e conversas diferentes de um grupo no


Facebook por exemplo, pode parecer simples e até óbvio, mas não é. O perfil dos usuários de
cada comunidade varia muito e até o comportamente da mesma pessoa em ambientes online
diferentes muda bastante e tenha certeza que ele espera de você esse feeling. O tipo de
conversas que podemos ter são sutilmente únicas e é preciso cuidado e análise constante para
acompanhar essa interação e suas mudanças.

O que tenho visto no dia-a-dia, é que personalizar e otimizar seu conteúdo e sua presença,
pensando em cada comunidade que sua marca está presente pode render muitos bons frutos.
É tão óbvio que bera o ridículo. Se a internet é o meio que mais permite personalização,
desperdiçar isso, criando conteúdo igual para toda e qualquer interação é perder uma boa
oportunidade de conversar com seus clientes, um a um.

Facilite a vida de quem quer fazer parte de seu conteúdo. Inclua em seus sites serviços
populares de compartilhamento, tais como bookmarks comunitários (ou sociais), ferramentas
como o Facebook Connect ou o Google Friend Connect ou o OpenId. Eu, se fosse você,
usaria os open source, o mais importante que ter um site é criar uma conexão entre ele e o
mundo online.

Pessoalmente não substimo nada, de blogs a comunidades, diretórios de links a buscas de


nicho, das ferramentas mais conhecidas às novidades mais geeks, todas podem ser a
oportunidade que seu negócio esperava para encontrar seus usuários e fazer a conexão entre
vocês. Estabelecer essa conversa que eu tanto insisto, seja ele seu cliente já ou um usuário
em potencial. Devo lembrar que partilhar o que sua empresa cria ou até mesmo pulverizar
esse conteúdo pode ajudar seus usuários a espalhar ele para você ou por você. Pode parecer
uma idéia meio maluca, mas já vi resultados incríveis e acredito nela. Isso nos leva a um
conceito realmente incrível chamado Branding Open Source, que vou pesquisar mais e
escrever aqui depois.

No geral, a coisa é simples (ou quase). Ter bom conteúdo com código xhtml semânticamente
estruturado e atualizado, relevante e bem distribuido. Dê a seus usuários algo útil e
memorável ou até mesmo indispensável. As pessoas adorarão espalhar ele por aí! Não espere
os buscadores! Muitos sites, comunidades e ferramentas online já fizeram o trabalho duro
por nós, se concentre no que faz de melhor e espalhe esse conteúdo, mas tenha critério.
Conteúdo bom no lugar certo é relevante.

Ficou mais confuso que antes? Quer saber como fazer na sua empresa? Entre em contato
batemos um papo sobre o que posso lhe ajudar.

Peça o seu orçamento personalizado sem compromisso e ganhe uma análise básica de sua
presença online:
Page 3 of 3