Você está na página 1de 18
Tutorial sobre Particionamento de Disco Rígido (HD) Nesse tutorial apresento algumas informações básicas sobre o

Tutorial sobre Particionamento de Disco Rígido (HD)

Tutorial sobre Particionamento de Disco Rígido (HD) Nesse tutorial apresento algumas informações básicas sobre o

Nesse tutorial apresento algumas informações básicas sobre o particionamento de disco. Em um primeiro momento pode parecer difícil e complicado essa tarefa, mas com as dicas apresentadas, torna-se mais fácil trabalhar com partições em um HD.

torna-se mais fácil trabalhar com partições em um HD. Antes de toda e qualquer operação de

Antes de toda e qualquer operação de particionamento deve-se efetuar um backup completo (cópia) de todos os arquivos, caso o disco, onde vai ser realizado a tarefa de particionamento, possua arquivos e/ou documentos (fotos, músicas, documentos textuais, etc.) sob alto risco de perda total e irrecuperável desses arquivos. Embora pareça fácil a tarefa de particionamento, um eventual travamento ou falta de energia pode levar a perda de tudo o que havia no disco rígido, sem contar que uma tarefa onde se exclui uma partição leva consigo tudo o que havia nela. Portanto, não me responsabilizo por eventuais perda de dados.

Partição Chamamos de partição a região do disco rígido selecionada para armazenar o sistema operacional
Partição
Chamamos de partição a região do disco rígido selecionada para armazenar o sistema
operacional e os dados de um computador. Essa região é formatada com um sistema de

arquivos que varia conforme o sistema operacional instalado. Sem essa formatação, não

é possível armazenar arquivos em um computador. Sistemas Linux e Windows possuem

diferentes sistemas de arquivos e isso será explicado na seção sobre esse assunto.

e isso será explicado na seção sobre esse assunto. Um HD pode ter uma única ou

Um HD pode ter uma única ou mais partições. Depende da necessidade do usuário. Em geral, duas ou três partições (conforme o sistema operacional) é o suficiente para os usuários de computadores pessoais. O limite de partições é:

4 partições primárias

partições primárias + 1 partição extendida (e dentro dessa partição extendida, pode-se criar muitas outras partições).

3

Sistema de Arquivos

criar muitas outras partições). 3 Sistema de Arquivos Todas as tarefas de leitura e escrita em

Todas as tarefas de leitura e escrita em um HD é gerenciado pelo sistema de arquivos. Um sistema de arquivos pode ser comparado à um índice de um livro. É através do índice que se localiza as páginas desejadas. Da mesma forma o sistema de arquivos sabe exatamente onde está cada arquivo do computador. Sendo assim, a escolha de um sistema de arquivos está ligado diretamente à maneira como os arquivos de um computador serão armazenadaos.

como os arquivos de um computador serão armazenadaos. Escolher um sistema de arquivos pode influenciar até

Escolher um sistema de arquivos pode influenciar até no desempenho do computador.

Existem alguns mais rápidos (mas nem sempre seguros) que outros (mais seguros). Alguns são obsoletos e fortemente não recomendados, sendo usuados apenas em mídias de pequena capacidade como o FAT32 (Windows) muito usado em pendrives e disquetes

e o Ext2 (Linux).

muito usado em pendrives e disquetes e o Ext2 (Linux). Como foi dito acima, cada sistema

Como foi dito acima, cada sistema operacional utiliza-se de sistemas de arquivos próprios. Sendo assim , não é possível instalar o Windows em um sistema de arquivos Ext3 e nem instalar o Linux em uma partição Ntfs. Abaixo, segue uma lista com os

principais sistemas de arquivos desses dois sistemas operacionais. Existem muitos outros sistemas de arquivos mas entre Linux e Windows, os principais a saber são esses.

Linux Windows Ext2 FAT Ext3 FAT16 Ext4 FAT32 ReiserFS NTFS Reiser4 JFS XFS
Linux
Windows
Ext2
FAT
Ext3
FAT16
Ext4
FAT32
ReiserFS
NTFS
Reiser4
JFS
XFS

Programas usados para particionamento de disco rígido

XFS Programas usados para particionamento de disco rígido Existem vários programas para particionamento de disco

Existem vários programas para particionamento de disco rígido. Cada sistema

operacional traz consigo, durante

capaz de trabalhar com partições em um disco rígido. Porém, esses programas, muitas vezes, limitam-se a criar e excluir partiçoes. Tarefas como redimensionamento e backup de partições só podem ser efetuadas utilizando-se de programas de terceiros. Uma vez instalado o sistema, a modificação de partições sem perda de dados (sistema operacional e arquivos pessoais), também só pode ser feita atráves destes programas tercerizados.

a instalação no computador, um programa próprio

No Windows existem muitos programas para gerenciamento de partições, entre os quais destaca-se o Partition Magic , programa com interface gráfica amigável, porém não é gratuito e é desenvolvido Partition Magic, programa com interface gráfica amigável, porém não é gratuito e é desenvolvido pela Symantec. Atualmente esta desatualizado,

desenvolvido pela Symantec. Atualmente esta desatualizado, No Linux, o destaque fica para o GParted . Ele

No Linux, o destaque fica para o GParted. Ele é baseado na interface Gnome,

possuindo ambiente gráfico amigável e é gratuito. Está disponível para download em

imagens de CD e USB no seguinte endereço:

no seguinte endereço: http://gparted.sourceforge.net/ . O Gparted também está presente em uma distribuição Linux

O Gparted também está presente em uma distribuição Linux LiveCD chamada Parted Magic. Recomendo usar essa pois além de conter o próprio GParted inclui um bom número de ferramentas de manutenção que podem ser úteis algum dia para o usuário

(até mesmo para os usuários de Windows). Como exemplo, contém navegador de internet, editor de texto, programa para gravar CD/DVD. Por ser executado via CD pode ser muito útil quando o usuário precisa salvar arquivos de um computador que não inicia o sistema operacional (Windows ou Linux). Tanto pode ser usado pendrives e HDs externos

a pena conferir. O endereço

ou mesmo o programa de gravação já embutido nele. Vale

do site do projeto é esse:http://partedmagic.com/ . Nesse artigo usamos a versão 4.10 do Parted Magic, cujo download pode ser feito diretamente acessando esse endereço:

http://twixar.com/p7jf. Note que o arquivo vem compactado (zipado), sendo necessário sua decompactação para que se possa ter acesso a imagem ISO. Mas as dicas apresentadas aqui valem da mesma forma para o GParted isolado, bem como para qualquer versão do Parted Magic anteriormente lançada.

qualquer versão do Parted Magic anteriormente lançada. Cada distribuição Linux pode vir também com seu próprio

Cada distribuição Linux pode vir também com seu próprio particionador de HD personalizado ou embutir o GParted. Como não dá para falar de cada uma das distribuições Linux, vou abordar o Gparted (que pode ser usado antes de instalar qualquer Linux, que algumas distribuições o trazem como particionador e que alguns particionadores se parecem com ele, facilitando para o usuário que se acostumou a usar ele).

Caso deseje aprender a trabalhar com particionamento de disco, recomendo fortemente que faça isso em

Caso deseje aprender a trabalhar com particionamento de disco, recomendo fortemente que faça isso em um sistema virtualizado (máquina virtual usando programas como o VirtualBox, o VMWare ou o Microsoft Virtual PC). Desta forma mesmo que haja operações erradas o sistema nativo e os arquivos pessoais do usuário não serão afetadas.

Criando, Excluindo, Redimensionando partições

afetadas. Criando, Excluindo, Redimensionando partições Depois de uma breve introdução ao particionamento de

Depois de uma breve introdução ao particionamento de disco, vamos a execução das tarefas. Iniciemos portanto, de um HD de 20 GB que já contenha o Windows instalado. O Tamanho do HD usado aqui é pequeno e portanto o tamanho das partições será pequeno. Mas para HDs maiores os procedimentos são exatamente os mesmos alterando apenas o tamanho das partições que ficará a critério do usuário ou das necessidades do sistema operacional a ser usado.

ou das necessidades do sistema operacional a ser usado. Depois de gravado o CD do Parted

Depois de gravado o CD do Parted Magic coloque-o no drive de CD/DVD e configure seu computador para que este inicie primeiro por CD/DVD (consulte o manual do fabricante da placa-mãe do seu computador em caso de dúvidas). Após ligar o computador, o sistema iniciará pelo CD do Parted Magic, apresentando a imagem que vemos abaixo.

CD do Parted Magic, apresentando a imagem que vemos abaixo. Mantenha a primeira opção selecionada e
CD do Parted Magic, apresentando a imagem que vemos abaixo. Mantenha a primeira opção selecionada e

Mantenha a primeira opção selecionada e aperte Enter para que o sistema carregue o Parted Magic como mostra a imagem abaixo. Futuramente o usuário poderá testar as outras opções desta lista.

Depois de carregado o sistema aparecerá uma tela semelhante a que vemos abaixo. Esta é
Depois de carregado o sistema aparecerá uma tela semelhante a que vemos abaixo. Esta é

Depois de carregado o sistema aparecerá uma tela semelhante a que vemos abaixo. Esta é a área de trabalho do Parted Magic . Oportunamente, explore o menu do Parted Magic para conhecê-lo melhor. Note que caso o driver da placa de rede tenha sido reconhecido, você poderá até navegar na internet normalmente usando para isso o navegador Chromium.

internet normalmente usando para isso o navegador Chromium. Clique em Partition Editor para iniciar o programa

Clique em Partition Editor para iniciar o programa de particionamento de discode rede tenha sido reconhecido, você poderá até navegar na internet normalmente usando para isso o

Abaixo vemos a tela do GParted. Se você optou por usar somente o GParted (liveCD

Abaixo vemos a tela do GParted. Se você optou por usar somente o GParted (liveCD Gparted indicado acima, a tela apresentada é a mesma. Vamos observar alguns itens. A barra verde indica o mapa do HD e a cor identifica o sistema de arquivos, no caso NTFS, pois estamos usando um HD que já contém o Windows instalado. Veja que dentro da barra ele indica o tamanho do HD.

Veja que dentro da barra ele indica o tamanho do HD. Logo acima desta barra aparece

Logo acima desta barra aparece uma barra de tarefas, onde vemos as opções New (Novo) Resize/Move (Redimensiona/Move), Copy (Copiar), Paste (Colar), Undo (Desfazer) e Apply (Aplicar). Na mesma barra de tarefas, no canto direito há uma caixa onde informa o HD sendo usado. As setas ao lado desta caixa dão acesso há outros HDs que porventura estejam instalados no computador. Se no seu caso há mais de um HD, selecione com MUITO CUIDADO qual HD será usado. Se os termos como sda1, sda2 forem um pouco confusos, oriente-se pelo tamanho dos HDs.

forem um pouco confusos, oriente-se pelo tamanho dos HDs. Abaixo desta barra onde mostra o mapa

Abaixo desta barra onde mostra o mapa do HD, vemos as informações sobre as partições que nesse caso é uma só:

/dev/sda1 indica que é a primeira partição do primeiro HD (nesse caso, só há mesmo 1 partição e 1 HD). Se houvesse mais partições (como veremos a seguir)

e se fosse em um segundo HD seria sdb1, sdb2 e assim

apareceria sda2, sda3

por diante.

Sistema de Arquivos Ntfs (a cor verde indica esse tipo de sistema de arquivos). Você verá depois que cada tipo de sistema de arquivos é representado com uma cor, o que facilita bastante o visual identificando mais facilmente as partiçoões.

O nome da partição é Windows, mas aqui poderia estar em branco, não sendo uma obrigação essa informação. Em Windows, é comum dar nomes as partições mas no Linux não.

Depois vem o tamanho, identificado por 19,99 GiB (mas o HD é de 20 GB).

O espaço já usado

O espaço ainda não usado

A flag identifica as partições que são "bootáveis" (inicializáveis).

partições que são "bootáveis" (inicializáveis). Vamos diminuir então essa partição NTFS para que possamos

Vamos diminuir então essa partição NTFS para que possamos criar partições

necessárias para o Linux. Assim, o usuário poderá instalar o Linux mantendo o Windows, em uma configuração que chamamos de dual-boot, onde se escolhe o sistema a ser usado durante a inicialização do computador. NOTA: É necessário efetuar um backup (cópia) dos seus arquivos e documentos pessoais pois apesar de segura esta operação, falhas durante o processo podem ocorrer (como quedas de energia, por exemplo) reultando em perda de dados. A partição Windows não pode conter erros e nem estar muito fragmentada. Se tem dúvidas sobre isso, execute um scandisk (chkdsk) e um

defrag (desfragmentador) no Windows antes de realizar esta tarefa sobre

ALTO RISCO

DE PERDA DE DADOS. Não me responsabilizo por eventual perda de dados, pois o usuário está ciente de que se trata de uma operação delicada. Com a partição selecionada (clica-se em cima do mapa do HD), clique em Resize/Move.

trata de uma operação delicada. Com a partição selecionada (clica-se em cima do mapa do HD),
Abre-se uma pequena janela como mostrada abaixo. Posicione o mouse sobre o "fim da partição",

Abre-se uma pequena janela como mostrada abaixo. Posicione o mouse sobre o "fim da partição", como indica a imagem abaixo até que a imagem do mouse se modifique em seta preta. A direção da diminuição da partição sempre deve ser essa: da Direita para a Esquerda e nunca o contrário, sob risco de perda de dados e da impossibilidade de se criar uma instalação em dual-boot.

impossibilidade de se criar uma instalação em dual-boot. Arraste com o mouse até que o tamanho
impossibilidade de se criar uma instalação em dual-boot. Arraste com o mouse até que o tamanho

Arraste com o mouse até que o tamanho desejado seja exibido abaixo. Note que em nosso exemplo, redimensionamos a partição até 7 GB, como mostra a caixa "New size". Em seguida, clique em "Resize/Move" .

a partição até 7 GB, como mostra a caixa "New size". Em seguida, clique em "Resize/Move"

Veja como ficou o mapa do HD agora. A partição Ntfs foi reduzida e há um espaço "Não Alocado" (unallocated), ou seja, "Vazio". Note contudo, que isso ainda é só uma previa. Nada foi alterado no HD realmente.

ainda é só uma previa. Nada foi alterado no HD realmente. Clique com o botão direito

Clique com o botão direito do mouse sobre esse espaço vazio e selecione "New".

do mouse sobre esse espaço vazio e selecione "New". A mesma janela aparece indicando para ser

A mesma janela aparece indicando para ser usado todo o espaço vazio como uma nova partição. Novamente, com o mouse arraste a barra até o tamanho desejado que em nosso exemplo é novamente 7GB. Fazemos isso, porque vamos criar mais outras duas partições e por isso não usamos todo o espaço vazio. Na caixa "File system" selecione "Ext4". É a melhor opção para a instalação de um Linux doméstico. Existem outros tipos

de sistemas de arquivos no Linux, mas não vamos debater sobre isso aqui. Ficamos com o Ext4. Clique em "Add" para adicionar esta nova partição.

Clique em "Add" para adicionar esta nova partição. Repita a operação no espaço vazio restante. Vamos

Repita a operação no espaço vazio restante. Vamos adicionar agora a partição swap.

vazio restante. Vamos adicionar agora a partição swap. Siga as mesmas instruções acima, deixando um espaço

Siga as mesmas instruções acima, deixando um espaço de 1GB para a swap (1024 MB). Pode parecer exagero pois talvez nem se use tudo isso de swap, porém, caso deseje um tamanho menor ou maior é só selecionar no mapa. Em "File system", selecione "linux-swap" e clique em Add.

Para terminar, vamos usar o restante do espaço vazio para a partição /home (durante a

Para terminar, vamos usar o restante do espaço vazio para a partição /home (durante a instalação do Linux, deve ser indicado este local para ser usado pelo diretório /home). Em geral, todas as distribuições Linux, contam com essa opção. Repita os passos acima descritos para adicionar uma partição.

os passos acima descritos para adicionar uma partição. Deixe todo o espaço restante para esta partição,

Deixe todo o espaço restante para esta partição, selecione o sistema de arquivos Ext4 e clique em Add.

Veja como ficou o mapa do HD, com as partições criadas. Se tudo estiver certo,

Veja como ficou o mapa do HD, com as partições criadas. Se tudo estiver certo, clique em Apply, para aplicar as operações.

estiver certo, clique em Apply, para aplicar as operações. Uma nova janela pedirá a confirmação da

Uma nova janela pedirá a confirmação da operação. Aceite clicando em "Apply" novamente. Esta é a ultima chance de abortar. Caso esteja certo das configurações, confirme e aguarde o término das operações. Veja a imagem abaixo mostrando o

progresso das operações. Não interrompa, senão todas as partições envolvidas no processo serão perdidas.

todas as partições envolvidas no processo serão perdidas. A janela abaixo mostra que as operações foram

A janela abaixo mostra que as operações foram concluidas com sucesso. Clique em Close para sair.

foram concluidas com sucesso. Clique em Close para sair. No menu GParted, clique em Quit para

No menu GParted, clique em Quit para sair do programa. Com as tarefas realizadas, podemos encerrar esse aplicativo.

Como foi dito anteriormente, aproveite e explore um pouco o Parted Magic para conhecê-lo melhor.

Como foi dito anteriormente, aproveite e explore um pouco o Parted Magic para conhecê-lo melhor. Pode ser que ele venha a ser útil futuramente e assim o usuário já está familiarizado com ele. Apesar de estar em inglês, ele é muito fácil de usar, tendo nomes conhecidos e ícones que identificam os programas.

nomes conhecidos e ícones que identificam os programas. Terminado esta tarefa, o computador está pronto para

Terminado esta tarefa, o computador está pronto para receber seu Linux favorito. Basta agora, clicar no menu do Parted Magic, depois em "Logout" e depois em "Shutdown the computer" para desligar o computador. Proceda agora a instalação do Linux de acordo com a distribuição escolhida.nomes conhecidos e ícones que identificam os programas. As imagens a partir de agora mostram o

As imagens a partir de agora mostram o procedimento para preparar um HD vazio para receber somente o Linux. Penso que esses dois casos (dual-boot Windows e Linux e sócomputer" para desligar o computador. Proceda agora a instalação do Linux de acordo com a distribuição

Linux) são suficientes para servir de base ao usuário inciante. Com o tempo e a prática usuário será capaz de fazer outros esquemas de particionamento, instalação e configuração usando até mesmo outros programas para esta tarefa. Recomendo novamente o uso de máquinas virtuais para o treinamento de particionamento pois nesse ambiente mesmo que haja erros nao haverá o comprometimento e nem a perda de dados do computador hospedeiro.

o

Com o mapa do HD vazio (Não Alocado) selecionado clique em "New".

HD vazio (Não Alocado) selecionado clique em "New". Determine o tamanho da partição, arrastando com o

Determine o tamanho da partição, arrastando com o mouse a barra do mapa do HD até o tamanho desejado. Selecione em File system o sistema de arquivo (no exemplo Ext4 - recomendado) e clique em Add, para adicionar a nova partição.

e clique em Add, para adicionar a nova partição. Repita o procedimento para a partição swap,

Repita o procedimento para a partição swap, escolhendo como sistema de arquivos "linux-swap"

O espaço restante pode ser usado totalmente para a ultima partição, onde deverá ser configurado

O espaço restante pode ser usado totalmente para a ultima partição, onde deverá ser configurado o diretório /home durante a instalação do Linux.

o diretório /home durante a instalação do Linux. Veja como ficou o mapa do HD em

Veja como ficou o mapa do HD em uma configuração onde só há partições Linux. Certo das configurações, clique em Apply (Aplicar).

Confirme, clicando em Apply novamente. Até aqui ainda é possivel abortar (cancelar). Ao clicar em

Confirme, clicando em Apply novamente. Até aqui ainda é possivel abortar (cancelar). Ao clicar em Apply tenha certeza de que as configurações estão certas.

Ao clicar em Apply tenha certeza de que as configurações estão certas. Aguarde o processo de

Aguarde o processo de particionamento.

Ao clicar em Apply tenha certeza de que as configurações estão certas. Aguarde o processo de

A imagem abaixo mostra que as operações foram concluídas com sucesso. Clique em Close para sair.

foram concluídas com sucesso. Clique em Close para sair. Feito isso, saia do GParted, clicando no

Feito isso, saia do GParted, clicando no menu GParted e em seguida em Quit. O HD está pronto para receber o Linux. Para sair do Parted Magic clique em Logout e em seguida clique em "Shutdown the computer", como mostram as imagens abaixo.

do Parted Magic clique em Logout e em seguida clique em "Shutdown the computer", como mostram
Pronto. O HD está devidamente preparado para receber sua distribuição Linux favorita. Terminamos assim, o

Pronto. O HD está devidamente preparado para receber sua distribuição Linux favorita.

preparado para receber sua distribuição Linux favorita. Terminamos assim, o tutorial sobre particionamento de disco.

Terminamos assim, o tutorial sobre particionamento de disco. Espero que essas informações sejam úteis e possam ajudar aos usuários iniciantes na tarefa de particionamento de disco.

Como é um tutorial que pretendo manter atualizado, incluindo informações novas caso seja necessário, haverá um link no meu blog para download da versão mais atual. O endereço do blog é: http://opensuselinuxbr.blogspot.com/