Você está na página 1de 1

O homem que confundiu sua mulher com um chapu

Oliver Sacks um neurologista, psiquiatra e professor de psiquiatria e neurologia. Sacks vai construindo os captulos relacionando psicologia, biologia, sociologia e artes de modo longe de ser enfadonho ou rebuscado. Em seu livro: O homem que confundiu sua mulher com um chapu, aborda a agnosia - deficincia que afeta o sistema nervoso. Um de seus pacientes, Dr. P. sofria de agnosia visual. Dr. P., era um exmio cantor que passou a dar aula numa faculdade de msica da sua regio. Enquanto algumas pessoas riam de sua doena, ela se agravava cada vez mais e o professor de msica ia deixando de reconhecer os rostos das pessoas, confundindo-os, s vezes, com hidrantes etc. Dessa forma passou a usar os ouvidos para reconhecer as pessoas e perceber o mundo sua volta. Embora estivesse nessas condies, o msico mantinha a sua capacidade musical e no se sentia doente. Usando os relatos de seus pacientes, Sacks explica os dficits ou perdas que podemos sofrer ao longo da vida, inclusive em nossa constituio fsica e neurolgica. Sacks trata nesse livro leses no lado direito do crebro e como este se comporta diante de uma leso. as sndromes desse lado do crebro so menos distintas e perceptveis do que os danos ocorridos no hemisfrio esquerdo, j que as sndromes do hemisfrio direito esto mais relacionadas com os distrbios neurolgicos que afetam a essncia do indivduo e sua sensibilidade emocional e psicolgica. Sacks percebeu que o homem havia substitudo gradativamente as representaes visuais de realidade pela msica, que agora regia sua vida e suas aes. Quando o paciente lhe pergunta o que pode fazer, sem sada para a troca, ele lhe recomenda que continue vivendo de msica, sua nova viso.