Você está na página 1de 16

CEEDUC

Centro Evangélico de Educação e Cultura


Curso: Bacharel de Teologia (Ministério)
Turma: Modular
Carga Horária: 45 h/s
Disciplina: Sociologia do AT
Professor: Izabel Cristina Veiga Mello

Aula 001 29 de Julho 2009

A professora Izabel entregou aos alunos a ementa da disciplina.

Abordamos os assuntos:

Influências dos povos em Israel


Egípcios – Bezerro de ouro
Cananeus – Baal
Assírios - Samaritanos
Babilônia - Código de Hamurabi
Persa – Festa do Purim

O livro base para a disciplina será: VAUX, Roland de. Instituições de Israel no Antigo
Testamento. São Paulo: Vida Nova, 2004.

Pr. Claiton Pommerening, “boas vindas aos alunos para mais um semestre”, disse o diretor
do CEEDUC.
Informou aos alunos que teremos 4 matérias neste semestre, uma delas será em EAD. No
dia 7 de agosto haverá às 19h um treinamento como trabalhar com o EAD. A disciplina
será Administração Eclesiástica em EAD.

-----------------------------------------------------------------------

Ajuda de subsídios:

1 – Isolamento Social
O isolamento social é a ausência de contatos sociais. Existem mecanismos que
reforçam o isolamento social. Entre eles estão as atitudes de ordem social e individual.
Entre a ordem social temos os vários tipos de preconceito (de cor, de religião, de
sexo etc.). Como atitude de ordem individual que reforça o isolamento social podemos citar
a timidez. O sociólogo Karl Mannheim considera que a timidez, o preconceito e a
desconfiança são capazes de produzir um isolamento parcial semelhante ao ocasionado
pelas pessoas com necessidades especiais.

2 – Contatos Sociais.
O contato social é a base da vida social. È o passo inicial para que ocorra
qualquer associação humana. Os contatos sociais podem ser:
Primários – são os contatos pessoais, diretos, face a face, e que têm uma base
emocional, pois as pessoas neles envolvidas compartilham suas experiências individuais.
São exemplos característicos de contatos sociais primários os que ocorrem na família entre
pais e filhos.
Secundários – são os contatos impessoais, calculados, formais; são mais um
meio para atingir um determinado fim. Por exemplo, o contato do passageiro com o
cobrador do ônibus, apenas para pagar a passagem; ou o contato do cliente com o caixa do
banco ao descontar um cheque. São também considerados contatos secundários os contatos
mantidos através de carta, telefone, telegrama e internet.

3 – Comunicação
Leia o texto abaixo com atenção:
Há setecentos anos, Frederico li, imperador do Sacro Império Romano-
Germânico, efetuou um experimento para determinar que língua as crianças falariam
quando crescessem, se jamais tivessem ouvido uma única palavra falada. Falariam hebraico
- que então se julgava ser a língua mais antiga -, grego, latim, ou a língua de seu país? Deu
instruções às amas e mães adotivas para que alimentassem as crianças e Ihes dessem banho,
mas que sob hipótese nenhuma falassem com elas ou perto delas. O experimento fracassou,
porque todas as crianças morreram. (Paul B. Horton e Chester L. Hunt, Sociologia, p. 77)
O texto mostra que a comunicação é vital para o homem enquanto ser social e
para o desenvolvimento de qualquer cultura.
O principal meio de comunicação que o homem possui é a linguagem.
Segundo o especialista em comunicação Marshall Mcluhan, o mundo moderno é
uma autêntica “aldeia global”, onde os fatos, opiniões e modos de vida são compartilhados
pela maioria. Os meios de comunicação em massa moldam hoje as idéias e opiniões de
inúmeras pessoas.

4 – Interação Social
O aspecto mais importante da interação social é a que ela provoca uma
modificação de comportamento nos indivíduos envolvidos, como resultado do contato e da
comunicação que se estabelece entre eles. Para que haja uma interação social o simples
contato físico não é suficiente. Por exemplo, se alguém se senta ao lado de outra pessoa
num ônibus, mas ambos não conversam, não está havendo interação social.
Os contatos sociais e a interação social constituem, portanto, condições
indispensáveis à associação humana. Os indivíduos se socializam através dos contatos e da
interação social.
A interação social pode ocorrer entre uma pessoa e outra, entre uma pessoa e um
grupo ou entre um grupo e outro:

Pessoa pessoa
pessoa grupo
grupo grupo

A interação assume formas diferentes. A forma que a interação social assume


chama-se relação social. As relações sociais podem ser políticas, religiosas, culturais,
familiares etc.

Questões:
1) Em que tipo de situação vive um eremita?
2) Dê dois exemplos de ambientes ou de grupos que contribuem ativamente para
a socialização do indivíduo.
3) Dê dois exemplos de contatos primários e dois de contatos secundários.
4) Dê um exemplo de interação social na família.
5) Escreva um pequeno texto sobre o seguinte tema: “AQ importância da
televisão como meio de comunicação de massa”.
6) “Em 1821, oitenta presos da cadeia de Auburn foram postos na solitária. No
fim de um ano, cinco tinham morrido, um se suicidara, um enlouquecera e os outros
sofriam de melancolia”. (Samuel Koening, elementos da Sociologia, p.295). O que mostra
o texto acima? Comente-o.

Fonte: Prof. Claudio Alencar 1


-----------------------------------------------------------------------

Lauda:

O ESTUDO DA SOCIEDADE HUMANA

As pessoas apresentam os mais variados comportamentos.


Alguns são estritamente individuais, que se originam no
indivíduo enquanto organismo biológico.
Esses tipos de comportamento são estudados pelas Ciências
Físicas e Biológicas.
Por outro lado, existem os comportamentos sociais. Esses
comportamentos só existem porque existe a sociedade,
porque ao longo da História o homem organizou sua vida em
grupo.
Cabe às Ciências Sociais pesquisar e estudar o
comportamento social humano e suas várias formas de
organização.

1
Conceitos básicos para a compreensão da vida social - Parte 1 – Variados. Disponível em: <
http://www.sofi.com.br/conteudo/conceitos-b%C3%A1sicos-para-compreens%C3%A3o-da-vida-social-parte-
1> Acesso em: 29 de julho 2009.
Assim, podemos dizer que as Ciências Sociais são o estudo
sistemático do comportamento social do homem.
Portanto, o objeto do estudo das Ciências Sociais é o
comportamento social humano.
As primeiras tentativas de estudo sistemático sobre a
sociedade humana começaram com os filósofos gregos Platão
(427-347 a. C.), em seu livro República, e Aristóteles (384-
322 a. C.), com a obra Política.
É de Aristóteles a afirmação de que “o homem nasce para
viver em sociedade”.
- Na Idade Média – Agostinho e a obra A cidade de Deus;
- Renascimento – Maquiavel em O príncipe; Tomás Morus
em Utopia; Francis Bacon em Nova Atlândida;
- Mais tarde Erasmo de Roterdã e Thomas Hobbes
- No século XVIII – Giambattista Vico; Jean-Jacques
Rousseau (o homem nasce puro e a sociedade é que o
corrompe)
Contudo, foi no século XIX – com Augusto Comte, Hebert
Spencer, Gabriel Tarde e, principalmente Émile Durkheim,
Max Weber e Karl Marx – que a investigação dos fenômenos
sociais ganhou um caráter verdadeiramente científico.
Com o avanço do conhecimento, tornou-se necessária uma
divisão das Ciências Sociais em diversas disciplinas, para
facilitar a sistematização do estudo e das pesquisas. Essa
divisão abrange as seguintes disciplinas:
- Sociologia – estuda as relações sociais e as formas de
associação, considerando as interações que ocorrem na vida
em sociedade.
- Economia – estuda as atividades humanas ligadas à
produção, distribuição de bens e consumo.
- Antropologia – estuda e pesquisa as semelhanças e
diferenças culturais entre os vários agrupamentos humanos,
assim como a origem e a evolução das culturas.
- Ciência Política – estuda a distribuição de poder na
sociedade, bem como a formação e o desenvolvimento das
diversas formas de governo.
Não existe uma divisão nítida entre essas disciplinas. Embora
cada uma se ocupe preferencialmente de um aspecto da
realidade social, elas se complementam umas às outras e
atuam frequentemente juntas para explicar os complexos
fenômenos da vida em sociedade.
O objetivo das Ciências Sociais é aumentar o máximo
possível o conhecimento sobre o homem e a sociedade,
através da investigação científica.
As Ciências Sociais cumprem, portanto, um papel
fundamental num mundo de mudanças e agitações sociais.
Elas nos permitem entender melhor a sociedade em que
vivemos e compreender os fatos e processos sociais que nos
rodeiam.

Canaã (Israel) - É a ponte que liga as duas maiores massas de


terra do planeta a Eurásia e a África mostrando que sua
dimensão é desproporcional a sua importância.

Conceitos básicos para a compreensão da vida social


1 . Isolamento social
RAMU – O MENINO LOBO

Ramu, o “menino lobo”, foi um garoto criado por uma


alcatéia e encontrado por pessoas quando tinha 10 anos de
idade. Criado por lobos, não teve contato com seres humanos
até o momento em que foi encontrado. Não tomava banho,
não se vestia, andava de quatro e se alimentava de carne crua,
como os lobos com quem foi criado. Jamais aprendeu a falar
e nuca deus sinais de querer se integrar socialmente. Amala e
Kamala era duas meninas que foram descobertas em 1921
numa caverna da Índia, vivendo entro lobos. Tinham,
respectivamente, mais ou menos 4 e 8 anos de idade quando
foram encontradas. Ambas apresentavam hábitos alimentares
bastante diferentes dos nossos. Como fazem normalmente os
animais, elas cheiravam a comida antes de tocá-la,
dilacerando o alimento com os dentes e poucas vezes fazendo
uso das mãos para beber e comer. Possuíam aguda
sensibilidade auditiva e desenvolvimento do olfato para a
carne. Locomoviam-se usando as mãos e os pés, de modo
quadrúpede, como os lobos. Kamala demorou seis anos para
aprender a andar sobre duas pernas, isto é, de modo bípede e
ereto2. (Espaço sociológico)

2
Espaço sociológico. O Homem e o Processo de Socialização. Disponível em:
<http://pedrodealcantaramachado.blogspot.com/2009/04/o-homem-e-o-processo-de-socializacao.html>
Acesso em: 29 de julho 2009.
AMALA E KAMALA DESCOBERTAS EM 1921 EM
UMA CAVERNA NA ÍNDIA

MUSEU DA POLÔNIA
MUSEU DA POLÔNIA

2. Contatos sociais
3. Comunicação
4. Interação social
5. Processos sociais (cooperação, competição)

Interação social
O aspecto mais importante da interação social é a que ela
provoca uma modificação de comportamento nos indivíduos
envolvidos, como resultado do contato e da comunicação que
se estabelece entre eles.

Leitura sociológica da Bíblia ou leitura dos 4 lados

1. Área da economia
2. Área das relações sociais
3. Área do poder/política
4. Área da ideologia
Leitura sociológica do Reinado de Salomão

- No hebraico “pacífico”
- Foi o terceiro monarca de Israel
- Era o décimo filho do Rei Davi, e o segundo de Bate-Seba.
Seis de seus meio irmãos, Amom, Quileabe, Absalão,
Adonias, Sefatias e Itreã, haviam nascido em Hebrom, cada
um de uma mãe diferente (II Sm 3.2-5)
- Nasceu no palácio Real de Jerusalém (Saul e Davi nasceram
como pessoas comuns, tendo crescido em aldeias e no
campo).
- Cresceu no meio de nobres e cortesões.
- Ele foi testemunha do ápice da glória de Davi, bem como
das desgraças e do caos e rebelião contra seu pai.
- Era homem bem educado e nunca padeceu fome ou
necessidade.
- No entanto, não desconhecia as péssimas conseqüências da
intriga, da inveja e do ódio que chega ao homicídio.
- Antes Mesmo de Salomão chegar a vida adulta, vários de
seus meio-irmãos tiveram morte violenta, e uma sua meio-
irmã havia sido violentada.
- Tudo isso deve ter feito de Salomão um rapaz e um homem
meditativo.

ISRAEL

Uma nação forte em meio a um mundo confuso


o Salomão reinava sobre uma porção vital do território do
mundo antigo, a Palestina, que tem sido chamada de ponte
de ligação entre o Ocidente e o Antigo Oriente médio.
o A terra de Israel estava estrategicamente localizada, de
onde podia brandir notável poder político, visto que
controlava rotas comerciais importantes, que atravessavam
a Palestina.
o Salomão contou com vizinhos perturbadores, mas não com
verdadeiros rivais.
o Foi uma oportunidade áurea para Israel, permitindo-lhe
exercer enorme impacto sobe o mundo de então.
O MAGNÍFICO TEMPLO CONSTRUÍDO POR
SALOMÃO
SALOMÃO REDIMENSIONOU AS MEDIDAS DO
ALTAR DO HOLOCAUSTO

TEMPLO CONSTRUÍDO POR SALOMÃO


... DA PIA DE BRONZE

O MAR DE BRONZE

Possivelmente mais
que 64.000 litros de
água. Os sacerdotes
tiravam água para as
sua abluções mas não
se banhavam nele.
HIRÃO, O ÁRTIFICE

Hirão era filho de um homem de Tiro e de uma mulher de


Naftali ou Dã (2 Cr 2.14). A origem da mãe pode ter dado a
Salomão o direito de dispor dele.

CENÁRIO POLÍTICO E RELIGIOSO

Muitas personalidades mundiais procuraram aconselhar-se


com Salomão, atraídas pela sua sabedoria, riqueza, esplendor
e arte.
O cenário político que ele viveu foi ideal para
empreendimentos arquitetônicos e o desenvolvimento da
literatura e da arte.
Salomão gozou de uma rara época de paz mundial.

... DOS INÚMEROS VISITANTES

O MAGNÍFICO TRONO DE MARFIM DE SALOMÃO


ALIANÇAS POLÍTICAS ATRAVÉS DE CASAMENTOS

REFLEXÕES PROPÍCIAS À NOSSA REALIDADE


REFLEXÕES PROPÍCIAS À NOSSA REALIDADE

DEFINIÇAO DE SOCIOLOGIA

O vocábulo sociologia procede da junção de dois termos: o


termo latino socius que significa companheiro e o termo
grego logos que significa estudo, raciocínio.
Pode ser definida como a ciência que trata da origem e
evolução da sociedade humana e dos fenômenos sociais, do
progresso da civilização e das leis que controlam as
instituições e funções humanas.

SOCIOLOGIA

A palavra sociologia foi usada pela primeira vez, em 1838,


por Auguste Comte, geralmente reconhecido como o
fundador dessa ciência, embora seu desenvolvimento como
tal tenha acontecido com Émile Durkheim (1858-1917).

AUGUSTE COMTE

Isidore Auguste Marie François Xavier


Comte (Montpellier, 19 de janeiro de 1798
— Paris, 5 de setembro de 1857) foi um
filósofo francês, fundador da Sociologia e
do Positivismo.
ÉMILE DURKHEIM

Émile Durkheim (Épinal, 15 de


abril de 1858 — Paris, 15 de
novembro de 1917) é
considerado um dos pais da
sociologia moderna. Durkheim
foi o fundador da escola
francesa de sociologia,
posterior a Marx, que
combinava a pesquisa empírica
com a teoria sociológica. É
reconhecido amplamente como
um dos melhores teóricos do
conceito da coesão social.

Durkheim enfatizava que embora os fatos sociais sejam


modos de pensar, sentir e agir de um grupo social, eles
podem ser estudados objetivamente como “coisas”, pois
embora existam na mente do indivíduo, são exteriores a ele e
exercem sobre ele um poder de coerção.

TRABALHO PARA CASA:


Fazer fichamento do capítulo 02 do livro: VAUX, Roland de. Instituições de Israel no
Antigo Testamento. São Paulo: Vida Nova, 2004.

Fichamento: [sic.] quando o autor não cita algo.