Você está na página 1de 1

Pipoca tem polifenóis benéficos ao coração

27 Aug 2009

Substâncias antioxidantes do alimento estão associadas à saúde cardiovascular


Uma boa notícia para quem adora pipoca, mas não consegue comê-la sem culpa: um estudo
pioneiro mostrou que o acompanhamento perfeito para as sessões de cinema também contém uma
grande quantidade de polifenóis, substâncias antioxidantes benéficas à saúde do coração.
Os polifenóis são um grupo de substâncias químicas encontradas em frutas e vegetais, como as
frutas vermelhas, nozes, azeitonas, folhas de chá e uvas. São chamados de antioxidantes porque
removem do organismo os radicais-livres, que causam danos às células e aos tecidos do corpo.
Alimentos como chocolate, vinho, café e chá ganharam, recentemente, um novo papel por causa de
seu conteúdo de polifenóis, que lhes dá a capacidade de reduzir o risco de doenças do coração, entre
outros males crônicos. Agora, chegou a vez da pipoca – desde que sem manteiga – ser “liberada”.
O estudo, realizado por equipe da Universidade de Scranton, na Pensilvânia (EUA), foi apresentado
no último congresso da American Chemical Society. Além de pipoca e outros salgadinhos, os
pesquisadores descobriram que vários cereais matinais também são fonte de polifenóis. Até então, a
presença de antioxidantes nesses alimentos era desconhecida.
Em relação aos alimentos matinais, pesquisas anteriores apontavam que a quantidade de fibras
nestes produtos era o fator responsável pela redução do risco de doenças do coração e alguns tipos
de câncer. “Mas, recentemente, os polifenóis surgiram como o componente de potencial mais
importante”, diz o coordenador do estudo, o químico Joe Vinson.
Segundo Vinson, produtos com grãos e cereais integrais, como alguns salgadinhos e alimentos
matinais, tem uma quantidade de antioxidantes comparável a de muitas frutas e vegetais.
Na pesquisa da Universidade de Scranton, a primeira a examinar o total de fenóis nesses alimentos,
constatou-se que os cereais matinais com maior quantidade de antioxidantes são, em ordem
decrescente, os feitos com trigo integral, com milho, com aveia e com arroz. Os cereais matinais
com uva-passa são os que apresentam a maior quantidade de antioxidantes por porção.
Um dado interessante do estudo foi a constatação de que os alimentos matinais feitos apenas com
farelo de trigo não têm uma quantidade maior de antioxidantes do que os que usam todas as partes
do cereal, embora os primeiros sejam mais ricos em fibras alimentares. Independentemente do
conteúdo de antioxidantes, o consumo de fibras alimentares é um importante fator para o controle
do colesterol e a diminuição do risco cardiovascular.
Em comparação com os alimentos matinais, os salgadinhos analisados na pesquisa (à base de grãos
ou cereais integrais) apresentaram uma proporção ligeiramente menor de antioxidantes. De todos os
salgadinhos pesquisados, a pipoca foi a que apresentou o nível mais alto de substâncias
antioxidantes.
Iara Biderman