Você está na página 1de 17

Galinha Preta (Letra e Música de Pierre Simões) Registro ISRC BRR200500026 Registro na Biblioteca Demonstrativa do DF Nº 40981 Protocolo DF/2007 nº 112

F

Eu vou criar galinha preta

C

F

Prá vender bem caro!

A7

Pois o artigo, no mercado,

Dm

C7

Tá ficando raro F

C

Minha macumba tem valor

F

Senhor, faça o preço!

A7

Pois sem piau eu não trabalho Dm

Nem de adereço F

Dona Luzia do candomblé

Bb

Am

Reclama que não tem galinha prá comprar

C

Dm

Gm

Seu Exu vai fazer maior banzé C

Só farofa e dendê não vai prestar

Bb Pai de Santo Seu Jorge de Ogum C

Disse: Assim não jeito de mandar,

F

Am

Dm

Gm

A demanda embora prá Cancún,

C

F

Sem cocó bem gordinha prá ofertar!

F7 Bb

Tem gente fazendo muito ebó

C

Am

Prá arranjar casamento e ser feliz

Dm

Gm

Ser barão e mandar lá pro brechó

C

F

Toda roupa que usou e nunca quis

F7

Bb

Mas se falta penosa no mercado

C

Am

Oferenda não tem mesmo valor

Dm

Gm

Orixá já deixou bem avisado

C

F

Não serve galinha de outra cor

Exu Gira Mundo (Letra e Música de Pierre Simões) ISRC BRR200500023 Registro na Biblioteca Demonstrativa do DF Nº 40981 Protocolo DF/2007 nº 112

D

A/C#

Bm

Xangô mandou seu capitão

Em

A

F

Exu Gira Mundo comandar

Bb

Am

Dm

Nova batalha agora vai começar

Gm

Gm/F

Gm/E

A

Justiça plena pros seus filhos buscar

D A/C# Bm

Com o agô de nosso Pai Oxalá

Em

A

F

A sua banda já vai se aprumar

Bb

Am

Traz seu ponteiro, seu patuá e a sua lança

C

E seu exército prá te acompanhar

Gm

F

Em Êh, Seu Gira mundo

A

Êh, Gira mundão Bm

Com valentia luta sem temer demanda

D

Em

A

D

Bm

Em

Dm

Não tem medo a sua banda

A

D

E ainda ri bem folgazão

Bm

Êh, Seu Gira mundo

A

Êh, Gira mundão Bm Pro nosso povo

Em

D

Em

A

D

Vai contar suas histórias

Bm

Em

De batalhas e memórias,

A

D

Paz trazendo de montão !

Exu Marabô (Letra e Música de Pierre Simões) ISRC BR-R20-05-00022 Registro na Biblioteca Demonstrativa do DF Nº 40981 Protocolo DF/2007 nº 112

F

Na linha de Oxossi tem Gm Um exu muito valente

C

É forte como um caboclo

F

Belo como o sol nascente

F

Trabalha na mata virgem

F7

Bb

Quebrando as nossas demandas

F

Não tem medo de feitiço

Dm Gm C

É o exu Seu Marabô

F

F

Uma dia tava cansado

Gm

De brigar contra quiumba

C

Foi quando Marabô disse

F

Não fazer preocupador

F

Mandou ter com ele prosa

F7

Bb

Na macaia de Jurema

F

A luz mais linda se fez

Dm

Gm

C

F

E o meu mundo se encantou

Bb

Marabô, Marabô, Marabô

Bb/C

Serventia da banda de Oxossi

F/A

D7

Gm

Traz fartura prá minha morada

C7

F7

Pró meu jacutá e pro meu canzuá

Bb Marabô, Marabô, Marabô

Bb/C

F/A

`Cê já fez muito trabalhador

Gm

Mas não custa pedir prá que olhe C

Só mais um pouquinho o seu filho com amor

D7

F

Maria Padilha (Letra e Música de Pierre Simões) Registro ISCR BRR200500016 Registro na Biblioteca Demonstrativa do DF Nº 40981 Protocolo DF/2007 nº 112

Gm

Se tem um exu que eu gosto de ver é Maria Padilha

Gm

F

Gm

F

C

Traz seu manto de seda, contente chegando prá nos visitar

Ab

Eb

Bbm

Das sete encruza lá vem toda prosa mostrando prá gente

Em5b

A5+

D

Seu leque de ouro refletindo a luz de seu lindo olhar

Gm

F

Gm

Rainha da noite Você corre o mundo e espalha alegria

Gm

F

C

Seu povo te espera com muita vontade prá te escutar

Ab

Eb

Bbm

Nos conta segredos além dessa vida e nos traz esperança

Eb

Ab

G

Prá viver agora amanhã com coragem e prá sempre com fé

C

F

C

F

Maria Padilha Maria Padilha

C

Rode a sua saia e mostra prá gente como você é

F

C

F

C

F

C

Maria Padilha Maria Padilha Maria Padilha

C

Tu és a rainha da nossa gira

F

G

G

Exu Pinga Fogo (Letra e Música de Pierre Simões) ISRC BR-R20-05-00024 Registro na Biblioteca Demonstrativa do DF Nº 40981 Protocolo DF/2007 nº 112

C

F

Oi pinga pinga pinga pinga pinga fogo

C

Olha só quem é quem chega

F

É o exu Seu Pinga-Fogo

C

F

Oi Pinga-Fogo, vem levar minha demanda

Bb Leva prá sua calunga

C7

F

Vós é dono, Vós que manda

A7

Dm

Vos ofereço um toco do melhor que há

C

F

Meu canzuá sempre é vosso canzuá

E

Am

Jaca madura, joga as verdes no chão

Bb

C

F7

Na vossa prosa todos prestam atenção

Bb

F

Eu vou mandar minha iabá fazer comida

Dm

Gm

Com marafa num coité

C

F

Só prá agradar Seu Pinga-Fogo

Pomba Gira (Letra e Música de Pierre Simões) ISRC BR-R20-05-00019

Registro na Biblioteca Demonstrativa do DF Nº 40981 Protocolo DF/2007 nº 112

G

D

Existe na umbanda a formosa pomba-gira

Am D

G

Pomba-girê, pomba-gira

G

D

Carrega a mandinga, leva pro fundo do mar

Am

D

G

Pomba-girê, pomba-gira G

Existe Maria Molambo, Maria Quitéria e Maria Padilha

D

Am

D

G

Pomba-girê, pomba-gira G

Existe Cigana Cibele, Cigana da praia e Cigana Menina

D

Am

D

G

Pomba-girê, pomba-gira

Bb Pomba gira cigana Am Ela vem trabalhar

C/Bb

D7

Gm

C

Desfazer a quizila Cm Do meu lado de cá

F

Bm5b/7

Iansã lhe deu força Am Bênção no seu axé

Gm Mulher muito querida

D7

F

Nessa eu levo fé

Bbm

C

Pomba Gira Sete Saias (Letra e Música de Pierre Simões) ISRC BR-R20-05-00025 Registro na Biblioteca Demonstrativa do DF Nº 40981 Protocolo DF/2007 nº 112

Dm

Gm

Dm

Dona Sete Saias já baixou aqui na tenda

A Dm

A

Com todas as saias, cada uma de uma cor

Dm

Gm

Dm

As mãos na cintura, seu sorriso debochado

Bb

A

Dm

E seu perfume caro, com essência de fulô

Gm

C

F

Ela vem satisfeita, vem fazer carteador

Gm/E

A

D

Traz consigo sua banda de exu trabalhador

Gm

Dm

Consulta sobre a vida, sobre a sorte, sobre o amor

Gm/Bb

A7

D7

E traz também as bênçãos de Jesus Nosso Senhor

G

A

D

Bm

Ó Sete Saias, sete meninas

Em

A

D

D7

Sete mulheres, todas sete numa só

G

A

D

Bm

Ó Sete Saias, sete cantigas

Em

A

D7

Todas reunidas numa canção de amor

Saudação aos Orixás (Letra e Música de Pierre Simões) ISRC BR-R20-05-00017 Registro na Biblioteca Demonstrativa do DF Nº 40981 Protocolo DF/2007 nº 112

Já vou, já vou! Você que me chamou, já vou! Eu já vou pro meu terreiro, Prá saudar meus Orixás!

Vou saudar Pai Oxalá, E minha mãe Yemanjá, Vou saudar minhas crianças, Alto e forte, Saravá!

Vou saudar meu Pai Ogum, Pai Oxossi vou saudar! Vou saudar meu Pai Xangô, Meus Pretos-Velhos, Saravá!

Exu Sete Encruzilhadas (Letra e Música de Pierre Simões) ISRC BR-R20-05-00018 Registro na Biblioteca Demonstrativa do DF Nº 40981 Protocolo DF/2007 nº 112

F

Gm

Am

D7

Pai Oxalá me abençoou

 

Gm

C

Me dando a luz e muita saúde

F Gm

Am

D7

Para cumprir minha missão

Gm

C

F

F7

De levar paz pros meus irmãos

Bb

F/A

Não tenho medo da vida não

Bb

F/A

E nem receio a solidão Ab

Porque eu trago aqui no peito

Eb/G

Gm

C

A cruz e a fé de Nosso Senhor

F

Gm

Am

D7

Mas quando vir a madrugada

Gm

C

E minha sorte se arredar

Gm

Eu sei que tenho um companheiro

F

Pra nessas horas me confortar

F

Am

D7

F7

Gm

C

Bb

F/A

É um exu que me acompanha

Bb

F/A

Que é seu Sete Encruzilhadas

Eb/G

Me dá coragem que eu preciso

Ab

Gm

C

Sem esmorecer nunca em vão

F

Gm

Seu Sete, Seu Sete

C

F

Seu Sete Encruzilhadas

Gm

Salve a sua força

C

F

Salve a sua paz

F

Gm

Seu Sete, Seu Sete

C

F

Seu Sete Encruzilhadas Bb Caminha ao meu lado

C

F

Com as bênçãos de Oxalá

Exu Tiriri (Letra e Música de Pierre Simões) ISRC BR-R20-05-00020

Registro na Biblioteca Demonstrativa do DF

Nº 40981

Protocolo DF/2007 nº 112

F Brinca comigo, criancinha, vem brincar

C

G

C

C7

Perto Seu Tiriri, vamos o sete pintar

F

C

Brinca comigo, Ibeji, vem cá brincar G

Olha que Exu mirim também quer participar

C

F

C

em cima da cachoeira

F

Vi

o exu seu Tiriri F

C

Tiriri vem com a capa dourada

C

F

F7

Tiriri vem assim brincalhão

Bb

F

Traz na mão seu tridente de ouro

C

F

F7

A sua banda vem te acompanhar

Bb

F

Vem faceiro na luz da umbanda

C

F

Serventia na linha de Ori

C

Ori, Ori, Ori,

F

C

Ori, ô meu guri

F

E

Am

D

G

Exu Tiriri vai cuidar de ti

F

Ori, Ori, Ori C

C

F

Ori, meu Ibeji

E

Não precisar chorar

Am

C

Tiriri está aqui

F

G

Exu Tranca-Ruas (Letra e Música de Pierre Simões) ISRC BR-R20-05-00021 Registro na Biblioteca Demonstrativa do DF Nº 40981 Protocolo DF/2007 nº 112

E

F#m

Sabe aquela mina de ouro de cá da montanha?

B

É de seu Tranca-ruas

E

B

É de seu Tranca-ruas

E

F#m

Sabe aquela casa bonita, parece um castelo?

B

É de seu Tranca-ruas

E

É de seu Tranca-ruas

F

Gm

Sabe aquele jardim florido mais belo que existe?

C

É de seu Tranca-ruas F

É de seu Tranca-ruas

F

C

Gm

Sabe aquele alazão branco, veloz como o vento?

C

É de seu Tranca-ruas F

É de seu Tranca-ruas

F7

Bb

Eh! Seu Tranca-ruas

A5+

Rei da encruzilhada

C/Bb

Dm

Eb

A

Me acode com sua capa

Dm

D7

Contra todo mal que há

Gm

Vós, dono da gira

A5+

Capitão de Ogum

C

Dm

Eb

A

Olhe por seus filhos

Bb7+ A5+ Dm Vem cumprir missão