Você está na página 1de 1

ANAIS DO IX SIMPÓSIO DE ENSINO, PESQUISA E EXTENSÃO – SEPE 2005 – ISBN 85-88667-53-3

Centro Universitário Franciscano – UNIFRA – 9 a 11 de novembro de 2005


Rua dos Andradas, 1614, Santa Maria – RS – Brasil
CEP: 97010-032 – Fone: (55) 3220-1200 – FAX: (55)3222-6484

ESTUDO SOBRE O GRAU DE MOTIVAÇAO DOS FUNCIONÁRIOS DE UMA


CONCESSIONÁRIA DE VEÍCULOS¹

Ferreira, J. M.²; Rüdell, J. A.²; Fighera, V. R.²; Denardin, E. S.³


¹ Trabalho de pesquisa de iniciação científica no Curso de Administração da UNIFRA
² Curso de Administração do Centro Universitário Franciscano (UNIFRA) Rio Grande do Sul, Brasil
³ Curso de Administração do Centro Universitário Franciscano (UNIFRA) Rio Grande do Sul, Brasil
E-mail: jonathanadm@hotmail.com; julianaradm@ibest.com.br; vanessa.lauro@ibest.com.br; eliosd@unifra.br

INTRODUÇÃO – A motivação é um processo pelo qual se induz uma pessoa ou um grupo, cada qual
com necessidades e personalidades distintas, a atingir os objetivos da organização, enquanto tenta
também atingir os objetivos pessoais [1]. Motivar é considerado um aspecto fundamental e
indispensável para o alcance dos objetivos do trabalho e para se chegar a ela deve-se primeiramente
conhecer o motivo pelo qual o indivíduo necessita ser motivado. O estudo teve como objetivo
principal a obtenção de conhecimentos sobre o grau de motivação dos funcionários de uma Empresa
Concessionária de Veículos, a fim de saber a visão dos colaboradores perante esta. As recompensas
e sanções não-econômicas influem significativamente no comportamento dos trabalhadores e limita,
em grande parte, o resultado dos planos de incentivo econômico. Essas recompensas sociais e
morais são simbólicas e não materiais, porém influenciam decisivamente a motivação e a felicidade
do trabalhador [2]. Uma empresa consciente da necessidade de fortalecer e valorizar seus
funcionários possui a capacidade de harmonizar os interesses e anseios de todos na organização [3].

METODOLOGIA – A pesquisa de campo e descritiva, com base no projeto, teve como população os
100 colaboradores de níveis operacionais e administrativos da empresa, sendo selecionada uma
amostra por quotas de 54 funcionários representando 54% dos funcionários da empresa. Para
efetivação do trabalho foi aplicado um questionário contendo perguntas objetivas e discursivas.

RESULTADOS – Os resultados mostram que o tempo de serviço dos funcionários em geral é de 4 a


8 anos, com 43%, seguido dos que estão de 1 a 3 anos com 26%. Com relação às condições de
trabalho, a grande maioria com 59% consideram boa, 67% se sentem valorizados dentro da empresa.
Os pesquisados consideram os benefícios oferecidos pela empresa como bons com 54%. O nível
salarial em relação ao mercado é bom com 58% do percentual total. Quanto às perspectivas que
levam a trabalhar na empresa, 68% consideram como mais relevante o crescimento profissional e
41% o salário. Os colaboradores participam eventualmente dos eventos proporcionados com 65%.
Em uma questão mais ampla 63% sentem-se motivados dentro da empresa.

DISCUSSÕES E CONCLUSÕES – A pesquisa teve sua maior representatividade por colaboradores


que já estão em uma dimensão de tempo considerável dentro da Concessionária. O estudo foi
essencial para saber o nível de satisfação e motivação dos funcionários, no qual os resultados foram
positivos quanto à motivação do grande grupo. A grande maioria participa dos eventos que a
empresa propicia. Avaliam seu salário compatível em relação ao mercado e consideram-se
valorizados pela empresa. Concluiu-se assim, que a maioria busca o crescimento profissional na
empresa.

REFERÊNCIAS

[1] MEGGINSON, L.C.; MOSLEY, D.C; PIETRI, Jr. P. Administração, conceitos e aplicações. 4.ed.
São Paulo: Harba, 1998.

[2] ETZIONE, A. Análise corporativa de organizações complexas. São Paulo: Atlas, 1974.

[3] CHIAVENATO, I. Administração: teoria, processo e prática. 2.ed. São Paulo: Markron Books,
1994.

518

Você também pode gostar