Você está na página 1de 3

exercı́cios (13 de setembro de 2009)

1. São alinhados? (i) (1,2), (3,4), (5,6); (ii) (0,0),(1,1),(2,3).

2. Para que valor(es) de t os pontos (1,1), (1,t), (t,1–t) são alinhados?



3. Ache o(s) valor(es) de t que anulam o determinante t−1 1
1 t−1 .

4. Idem para −1t 1t .

5. Calcule a projeção de ~v =(1,2) sobre w=(3,4);


~ idem para w
~ sobre ~v .

6. Sejam S, T : R2 → R2 transformações lineares. Mostre que M (S◦T ) = M (S)M (T ).

7. Mostre, usando as definições


√ das notas de aula, que cos 2α = cos2 α−sen2 α. Deduza
que cos 45◦ = sen 45◦ = 22 ·

8. Escreva a equação cartesiana da reta que passa pelo ponto A(1,2) e é paralela ao
segmento que liga (3,4) a (-4,3); figura...

9. Considere os pontos A(0, 0), B( 12 , 12 ), C(0, 1). Escreva as matrizes de rotação corres-
−\
→−→ −− \→−→ −\ →−−→
pondentes aos ângulos AB AC, BC BA, CACB. Calcule o produto dessas 3 matrizes.
−−→ −→ −−→ C ....................
(AB = ( 21 , 12 ) = 12 (1 + i); AC = i; BC = 21 (−1 + i) ; ... .....
...
...
.....
.....
.....
−−
\→−→  √ √ √ ...
... .
......................
AB AC = i ( 22 (1 + i)) = 22 (1 + i) ↔ 22 11 −11 ;
 ... .
............................. ..........
... .....
... .....
.....
−−→−−→ √  √ ...
....
.....
.....
\
BC BA = − 22 (1 + i) ( 22 (−1 + i)) = −i ↔ −1 0 1
 .....
0 ;
..... .....
.....
... .....
... ... ......
−−
\→−→  √ √ √ ...
.... .....
.. ..........
B
1 ; ;produto=-1.)
...
CB CA = −i (− 22 (−1 + i)) = 22 (1 − i) ↔ 22 −1 1 1

... ... .........
..... . . ..
.....................
..... ......
... .....
.... .....
.....
Isso ilustra o fato de que a soma dos ângulos internos de um triân- .... .....
.... .........
.....
...... ............ .....
........... .............. ..........
.... ........
gulo perfaz 180◦ . ....
.... ..........
.... ........
.
.... ..

...........
A
10. Determine uma equação cartesiana para a reta que passa pelo ponto (1,2) e faz
ângulo de 30◦ com a reta x + y = 2. Determine o ponto de interseção dessas retas.

11. A coleção das retas que passam por um ponto fixo P (x0 , y0 ) é chamada um feixe de
retas. Mostre que a equação geral de um elemento do feixe é da forma a(x − x0 ) +
b(y − y0 ) = 0, onde a ou b 6= 0.
12. Determine a equação geral e equações paramétricas para a reta que passa por P (1, 2)
e é ortogonal à reta que passa pelos pontos A(3, −1), B(4, 3). Ache o ponto M de
interseção dessas retas. Encontre o ponto P 0 tal que o segmento P 0 P tenha como
ponto médio o ponto M . Complete a figura de um quadrado com vértices ABCD
−−→ −−→
de maneira que CD tenha a direção e sentido de P 0 P . Ache o ponto de interseção
das diagonais desse quadrado.

13. Considere os pontos P (4, 3) e Q(−3, 4) e a reta L : x = 2t, y = −t, com t ∈ R.


Encontre o ponto P 0 simétrico de P com relação à reta L. Determine o ponto
A, interseção da reta L com a reta determinada pelos pontos P 0 e Q. Justifique
geometricamente a seguinte afirmativa: Se B é um ponto qualquer da reta L, então
kQAk + kAP k ≤ kQBk + kBP k.
...
..
.. M
......................................................................................
...
..
...
14. Sejam L, M, N retas tais que M//N . Mostre que LM
d =LN
d.
..
..
.......................................................................................
N
..
...

15. Sejam u1 , u2 , . . . , un complexos unitários, e seja αi = u\ i ui+1 . Mostre que a soma dos
ângulos consecutivos α := α1 + · · · + αn−1 vale u [1 un . Em particular, se un = −u1
conclua que α = 180◦ . (Trata-se meramente da tradução da fórmula evidente ρα =
ρα1 · · · ραn−1 = uu21 · uu32 · · · uun−1
n
= uun1 ·)

16.Determine um movimento rı́gido que leva a reta x + y = 1 na reta y = 2x.


Inicialmente, giramos a normal (1,1) para a √direção√de (2,-1), que é a normal da 2a. reta. Isto é
√  √ 10 3 10

10 1 3

feito tomando ((2 − i)/ 5) ((1 + i)/ 2) = 10 − 10 i, que corresponde a 10 −3 1 . Assim, o

movimento de rotação R(x, y) = 1010 (x + 3y, −3x + y) leva a 1a reta numa reta paralela à 2a. Falta

transladar. Note que o ponto (1,0) está sobre a 1a reta e vai ser levado em 1010 (1, −3). Logo o
√ √ √
movimento R nos leva à reta de equação 2(x − 1010 ) − (y + 3 1010 ) = 2x − y − 210 = 0. Fazemos em

seguida uma translação T (x, y) = (x, y − 210 ). O movimento total se escreve como a composição
√ √
da rotação seguida da translação, T ◦ R(x, y) = 1010 (x + 3y, −3x + y) + (0, − 210 ).

17. Sejam ~u, ~v vetores tais que |~u| = |~v | = |~u − ~v | =


6 0. Mostre a igualdade dos ângulos
~u
c~v = (~v\
− ~u)~u. Calcule sen ~u
c~v , cos ~u
c~v .

18. Sejam ~u, ~v vetores não nulos, ortogonais e de mesmo comprimento. Mostre a igual-
dade dos ângulos 90◦ = ~u c~v = 2(~v\
− ~u)~u.

19. Sejam S1 , S2 as simetrias com respeito às retas L1 : y = 2x, L2 = y = −3x. Calcule
as respectivas matrizes. Mostre que as composições S1 ◦ S2 , S2 ◦ S1 são rotações
distintas. (começo de resolução: a 1a coluna de M1 é dada pelo ponto P 0 , simétrico
de P = (1, 0) com respeito a L1 .)

20. Diz-se que duas figuras F, G ⊂ R2 são congruentes se existir um movimento rı́gido
em R2 que leve uma na outra. Verifique se os pares de figuras F, G abaixo são
congruentes, explicitando algum movimento rı́gido.
(1) F = {P (0, 0), Q(1, 1)},
G = {R(1, 2), Q(2, 3)}
(2) F = {P (1, 1), L : x + y = 2},
G = {P (2, 1), L : x − y = 1}
(3) F = {L : x − 2y = 3, M : y = 0},
G = {L0 : 2x + y = 1, M 0 : x = 0}

21. Considere o triângulo A(0, 0), B(1, 0), C(2, 3). Escreva as equações das tres retas
medianas (liga vértice a ponto médio do lado oposto). Determine o ponto de in-
terseção de 2 delas e mostre que pertence também à terceira (baricentro). Idem
para as alturas (ortocentro). Idem para as bissetrizes (incentro). Idem para o cir-
cuncentro (=ponto de encontro das mediatrizes; reta perpendicular a um lado do
triângulo, traçada pelo seu ponto médio). Mostre que o ortocentro, o circuncentro
e o baricentro estão alinhados. Leia sobre a reta de Euler.

22. Determine Q conhecendo-se A(1, 0), B(3, 0), P (4, 0), C(2, 2) com A, C, Q colineares
−→ −−→
e P Q//BC.

23. Sejam A(1, 0), B(3, 0), C(2, 2) e sejam A0 , B 0 , C 0 os pontos médios dos lados opostos
aos vértices A, B, C. Discuta a congruência e/ou semelhança dos ∆ ABC, ∆ AB 0 C 0 , ∆ CB 0 A0 ,
etc.