Você está na página 1de 8

1

www.pastorjarbas.blogspot.com
Marcos 9.30-37
Jarbas Hoffimann, 15/09/2009

1. Traduções (na ordem em grego, RA e NTLH)


30
Kavkei/qen evxelqo,ntej pareporeu,onto dia. th/j Galilai,aj( kai. ouvk h;qelen i[na tij gnoi/\
30E,tendo partido dali, passavam pela Galiléia, e não queria que ninguém o soubesse;
30Jesus e os discípulos saíram daquele lugar e continuaram atravessando a Galiléia. Jesus não queria que ninguém
soubesse onde ele estava
31
evdi,dasken ga.r tou.j maqhta.j auvtou/ kai. e;legen auvtoi/j o[ti o` ui`o.j tou/ avnqrw,pou paradi,dotai
eivj cei/raj avnqrw,pwn( kai. avpoktenou/sin auvto,n( kai. avpoktanqei.j meta. trei/j h`me,raj avnasth,setaiÅ
31porque ensinava os seus discípulos e lhes dizia: O Filho do Homem será entregue nas mãos dos homens, e o
matarão; mas, três dias depois da sua morte, ressuscitará.
31porque estava ensinando os discípulos. Ele lhes dizia: – O Filho do Homem será entregue nas mãos dos homens, e

eles vão matá-lo; mas três dias depois ele ressuscitará.


32
oi` de. hvgno,oun to. r`h/ma( kai. evfobou/nto auvto.n evperwth/saiÅ
32Eles, contudo, não compreendiam isto e temiam interrogá-lo.
32Eles não entendiam o que Jesus dizia, mas tinham medo de perguntar.
33
Kai. h=lqon eivj Kafarnaou,mÅ Kai. evn th/| oivki,a| geno,menoj evphrw,ta auvtou,j\ ti, evn th/| o`dw/|
dielogi,zesqeÈ
33Tendo eles partido para Cafarnaum, estando ele em casa, interrogou os discípulos: De que é que discorríeis pelo

caminho?
33Jesus e os discípulos chegaram à cidade de Cafarnaum. Quando já estavam em casa, Jesus perguntou aos doze

discípulos: – O que é que vocês estavam discutindo no caminho?


34
oi` de. evsiw,pwn\ pro.j avllh,louj ga.r diele,cqhsan evn th/| o`dw/| ti,j mei,zwnÅ
34Mas eles guardaram silêncio; porque, pelo caminho, haviam discutido entre si sobre quem era o maior.
34Mas eles ficaram calados porque no caminho tinham discutido sobre qual deles era o mais importante.
35
kai. kaqi,saj evfw,nhsen tou.j dw,deka kai. le,gei auvtoi/j\ ei; tij qe,lei prw/toj ei=nai( e;stai
pa,ntwn e;scatoj kai. pa,ntwn dia,konojÅ
35E ele, assentando-se, chamou os doze e lhes disse: Se alguém quer ser o primeiro, será o último e servo de todos.
35Jesus sentou-se, chamou os doze e lhes disse: – Se alguém quer ser o primeiro, deve ficar em último lugar e servir
a todos.
36
kai. labw.n paidi,on e;sthsen auvto. evn me,sw| auvtw/n kai. evnagkalisa,menoj auvto. ei=pen auvtoi/j\
36Trazendo uma criança, colocou-a no meio deles e, tomando-a nos braços, disse-lhes:
36Aí segurou uma criança e a pôs no meio deles. E, abraçando-a, disse aos discípulos:
37
o]j a'n e]n tw/n toiou,twn paidi,wn de,xhtai evpi. tw/| ovno,mati, mou( evme. de,cetai\ kai. o]j a'n evme.
de,chtai( ouvk evme. de,cetai avlla. to.n avpostei,lanta, meÅ
37Qualquer que receber uma criança, tal como esta, em meu nome, a mim me recebe; e qualquer que a mim me
receber, não recebe a mim, mas ao que me enviou.
37– Aquele que, por ser meu seguidor, receber uma criança como esta estará também me recebendo. E quem me

receber não recebe somente a mim, mas também aquele que me enviou.

pastorjarbas@gmail.com
2
www.pastorjarbas.blogspot.com
Textos Paralelos:
Para Mc 9.30-31
Mt 17.22-23
22Um dia os discípulos estavam se reunindo na Galiléia, e Jesus disse a eles:

– O Filho do Homem será entregue nas mãos dos homens, 23e eles vão matá-lo; mas três dias depois ele será
ressuscitado.
E os discípulos ficaram muito tristes.

Lc 9.43b-45
Todos estavam admirados com o que Jesus fazia, e ele disse aos discípulos:
44– Não esqueçam o que vou dizer a vocês: o Filho do Homem será entregue nas mãos dos homens.
45Mas eles não entenderam isso, pois o que essas palavras queriam dizer tinha sido escondido deles para que não

as entendessem. E eles estavam com medo de fazer perguntas a Jesus sobre o assunto.

Para Mc 9.33-37
Mt 18.1-5
1Naquele momento os discípulos chegaram perto de Jesus e perguntaram:

– Quem é o mais importante no Reino do Céu?


2Jesus chamou uma criança, colocou-a na frente deles 3e disse:

– Eu afirmo a vocês que isto é verdade: se vocês não mudarem de vida e não ficarem iguais às crianças, nunca
entrarão no Reino do Céu. 4A pessoa mais importante no Reino do Céu é aquela que se humilha e fica igual a esta
criança. 5E aquele que, por ser meu seguidor, receber uma criança como esta estará recebendo a mim.

Lc 9.46-48
46Os discípulos começaram a conversar sobre qual deles era o mais importante. 47Mas Jesus sabia o que eles

estavam pensando. Então pegou uma criança e a pôs ao seu lado. 48Aí disse:
– Aquele que, por ser meu seguidor, receber esta criança estará recebendo a mim; e quem me receber estará
recebendo aquele que me enviou. Pois aquele que é o mais humilde entre vocês, esse é que é o mais importante.

2. Formas mais significativas


v. 30
evxelqo,ntej – “sair”, “partir”.
pareporeu,onto – “viajar”.
dia. – c/ gen. “através de”.
h;qelen – “desejar”, “querer”.
gnoi/ – “saber”.

v. 31
evdi,dasken – “ensinar”.
ga.r – “pois”, explica a matéria antecedente.
paradi,dotai – “entregar”, pres. futurístico. Surpreende e chama a atenção. Afirma e dá um senso de certeza.
cei/raj – “mão”, “dedo”.
avpoktenou/sin – “matar”.
avpoktanqei.j – “matar”.
meta. – “depois de”.
trei/j – “três”.
h`me,raj – “dia”.
avnasth,setai – “causar ficar de pé”, “ressuscitar”, “voltar da morte”.

pastorjarbas@gmail.com
3
www.pastorjarbas.blogspot.com
v. 32
hvgno,oun – “não compreender”, “não saber”, “ser ignorante”.
evfobou/nto – “temer”, “ter medo”.
evperwth/sai – “perguntar”, “perguntar por”, “interrogar”.

v. 33
h=lqon – “ir”, “vir”.
geno,menoj – “vir a existir”, “ser”, “tornar-se”.
evphrw,ta – “perguntar”, “perguntar por”, “interrogar”.
dielogi,zesqe – “discutir”, “disputar”.

v. 34
evsiw,pwn – “estar silencioso”.
diele,cqhsan – “discutir”, “conduzir um debate”. A prep. no verbo composto relembra as duas partes numa
conversação.
mei,zwn – comp. me,gaj. O comp. é usado aqui para expressar o superlativo.

v. 35
kaqi,saj – “tomar assento”, “sentar-se”.
evfw,nhsen – “chamar”.
prw/toj – “primeiro”, “antes de”, “proeminente”, “o melhor”, “mais importante”.
ei=nai – “ser”, “ser idêntico”.
e;scatoj – “último”.
dia,konoj – “servo”, “diácono”.

v. 36
labw.n – “tomar”.
e;sthsen – “colocar”.
me,sw| – “entre”, “no meio de”.
evnagkalisa,menoj – “tomar nos braços”, “abraçar”.
ei=pen – “dizer”.

v. 37
toiou,twn – “de tal caráter”, “caráter”, “tal pessoa”.
de,xhtai – “receber”, “dar as boas-vindas”.
evpi. – c/ dat. “por causa de”, “em razão de” (Tayor).
de,cetai – “receber”.
avpostei,lanta, – “enviar”.

3. Estilo literário
Evangelho.

pastorjarbas@gmail.com
4
www.pastorjarbas.blogspot.com
4. Contextos
I. O Ministério de Jesus na Galileia 1.14-9.50
Princípio: Sucesso e conflito iniciais 1.14-3.6
Etapas posteriores: Aumento de popularidade e oposição 3.7-6.13
Ministério fora da Galileia 6.14-8.26
Ministério no caminho para a Judeia 8.27-9.50
A afirmação de Pedro 8.27-30
Jesus fala da sua morte e ressurreição 8.31-9.1
Jesus, Moisés e Elias 9.2-13
A cura de um menino 9.14-29
Jesus fala outra vez da sua morte e da sua ressurreição 9.30-32
Quem é o mais importante 9.33-37
Quem não é contra nós é por nós 9.38-41
O perigo do pecado 9.42-50

4.1. Contexto Anterior


No contexto anterior os discípulos e Jesus estão voltando da transfiguração, no monte Tabor (clique aqui para ver
o monte). É uma descida de mais ou menos 3 km. Ao chegar embaixo veem a multidão que tinha vindo aos discípulos
que ali estavam. Havia ali um menino que precisava de ajuda, pois não podia falar, dominado por um espírito mau
(pneu/ma a;lalon). O pai já tinha recorrido aos discípulos, mas não houve libertação. Os escribas estavam
aproveitando para travar discussão com os discípulos. E Jesus chega no meio desta discussão. Jesus cura o menino,
expulsa o espírito mau e fala aos discípulos que eles não puderam curar o menino, por falta de oração. O texto sugere
que os discípulos confiavam em si mesmos a ponto de não orarem a Deus pela libertação do menino. Mas Jesus liberta
e entrega o menino novamente ao pai.

4.2. Nosso Contexto


Jesus fala de sua morte e ressurreição, afirmando sua obra redentora, mas continua não sendo compreendido.
Há uma disputa entre os discípulos, que Jesus conhece, para decidir quem seria o mais importante. Pegando uma
criança no colo Jesus diz que quem quiser ser importante, que seja como uma criança.

4.3. Contexto Posterior


Mesmo sabendo sobre quem é mais importante no Reino de Deus, os discípulos parecem ainda não ter
entendido. Logo acontece outra aparente disputa de autoridade. Os discípulos tinham proibido um homem de expulsar
demônios em nome do Senhor (Jesus), porque ele não era parte do grupo. Então Jesus diz que “quem não é contra nós,
é por nós”.
Finalizando o capítulo Jesus alerta do perigo do pecado. Para que as pessoas não pensem que “uma vez de
Cristo” somos perfeitos. Somos sim de Cristo, mas continuamos pecadores. Jesus usa várias hipérboles para enfatizar o
perigo do pecado.

5. Reflexão exegética
v. 30
• Depois da confusão envolvendo os escribas e os nove discípulos de Jesus (fora Pedro, Tiago e João, que
estavam com Jesus no monte, na transfiguração) e da cura do minino, Jesus foi a uma casa (Mc 9.28) e consegue
“despistar” a multidão. Depois de explicar o “por quê” do fracasso dos discípulos, eles seguem atravessando a Galileia
tentando esquivar-se da multidão.

v. 31
• Jesus queria um momento em particular com seus discípulos, para dedicar-se ao ensino. Então Jesus fala de
sua morte e de sua ressurreição “três dias depois”. Começava a descortinar-se o que aconteceria num futuro próximo,
mas os discípulos ainda não compreendiam. Quantas coisas nós também não compreendemos num primeiro momento!

pastorjarbas@gmail.com
5
www.pastorjarbas.blogspot.com
E que depois, decorrido tempo e experiência de vida, conseguimos olhar mais apropriadamente. Quando saímos da
situação, conseguimos olhar melhor, pois não estamos mais envolvidos. Assim como alguém, do helicóptero, pode ter a
precisa noção de onde o tráfego flui melhor, enquanto o motorista fica submetido à sorte de acertar o melhor caminho.

v. 32
• Os discípulos parecem ter aquela atitude própria do ser humano: não sabem o que estão ouvindo, mas têm
medo de perguntar, porque acham que deveriam saber. E assim ouvem falar que Jesus vai morrer e ressuscitar, mas
não compreendem, nem perguntam. Depois eles seguem para Cafarnaum. Um caminho (em linha reta) de mais ou
menos 30 Km.

v. 33
• Jesus não percebeu a discussão já no caminho, mas esperou estar em lugar reservado para ensinar nova lição
aos discípulos. Quando dentro de casa ele pergunta sobre o quê estiveram discutindo.

v. 34
• Sabendo que sua discussão era egoísta e fútil, ficaram em silêncio (Mateus 18.1 tem uma outra informação e
diz que os próprios discípulos chegaram a Jesus e perguntaram sobre quem é mais importante. Visto que o primeiro
evangelho a ser escrito tenha sido Marcos, pode ser que Mateus tenha resolvido tornar o discurso mais direto. Um outro
fato a se considerar é que Lucas (que investigou minuciosamente) tem o mesmo ponto de vista de Marcos.).
O que não importava pra Jesus que sabia sobre o que discutiam. Mas Jesus queria que eles confessassem a sua
falta. De todas as disputas, esta, sobre quem é primeiro e quem é último, não poderia ser mais contrária a dois
ensinamentos de Jesus, a respeito do Reino. Lições de seu discipulado. Mostradas inclusive com seus exemplos
pessoais e, que são: a humildade e o amor.
A disputa por poder causou muito estrago dentro da Igreja e ainda causa. Pastores e líderes parecem querer
poder e primazia, mesmo quando gabam-se de sua “humildade” é para mostrar-se melhor que outros.
A ocasião desta discussão sobre humildade foi uma disputa sobre proeminência imprópria entre os discípulos,
ele vêm a Jesus, dizendo entre si (porque eles tinham vergonha de perguntar-lhe). Quem é o maior no Reino do Céu?
Eles tinham ouvido Jesus falar e pregar muito sobre o Reino do Messias, a sua igreja neste mundo, mas ainda eram
ignorantes e estavam tão longe de ter qualquer noção clara que sonhavam com um reino temporal e a pompa externa
do seu poder.
Cristo tinha recentemente anunciado seus sofrimentos, e a glória que se seguiria. Que, depois de morto e
ressuscitado, ele deveria subir novamente, assim eles esperavam que ali se iniciaria o reino e agora achavam que era
hora de buscarem os melhores lugares par si. Após outros discursos de Cristo, surgiram outros debates deste tipo, (Mt
20.19-20; Lc 22-22-24). Jesus falou muitas palavras de seus sofrimentos, mas apenas uma de sua glória.
Os discípulos não perguntaram quem vai “sofrer” com Jesus, mas buscaram saber quem iria “reinar” com ele.
Muitos adoram ouvir sobre privilégios e glória, mas quem está disposto a ter trabalho e problemas. Eles olham
tanto para a coroa, que se esquecem do jugo e da cruz.
As teologias da prosperidade e da glória fazem exatamente isso e por isso arrebatam milhões atrás de falsas
promessas. As pessoas buscam reinar com Jesus, mas esquecem do “quer ser meu seguidor, tome sua cruz e siga-
me”.
Alguns manuscritos não trazem “pelo caminho”, ficando o versículo: “as eles guardaram silêncio; porque haviam
discutido entre si sobre quem era o maior.”

v. 35
• Como sempre faz, Jesus, em vez de discursos vai para a prática. Ele lembra que quem quiser ser o primeiro,
que sirva a todos. No manuscrito D (século V/VI), o versículo é apenas: “ele, assentando-se, chamou os doze e lhes
a
disse”. Versão não apoiada por outros manuscritos ( A B C) de mesma época ou anteriores. Também não endossada
pelos posteriores.

v. 36
• Como exemplo Jesus usa uma criança.

pastorjarbas@gmail.com
6
www.pastorjarbas.blogspot.com
v. 37
• Recebendo a criança, não para esperar recompensa, pois a criança nada pode recompensar. Receber a criança
porque o Senhor recebe a todos. A váriável importante deste texto muda apenas de “criança” para “esta”, o que não
muda o sentido do versículo em nada.
• Quem recebe ao próximo recebe Jesus também, mas o ser humano tem dificuldade de receber o seu próximo.
Como os discípulos, nos vemos superiores e queremos passar por cima, então o faminto é ignorado e o trabalhador
explorado para o nosso benefício. É este o modelo econômico que impera no mundo. Não queremos devender um
modelo “comunista” ou “comunitário” ou qualquer outro modelo de economia, mas a “economia” cristã pensa no próximo
e na sua fome, saúde, emprego e todas as outras necessidades.

6. Sistematização do conteúdo

6.1. Mc 9.30-37 — os discípulos calados.

6.1.1. Aspectos de Lei


a) Os discípulos ainda não compreendiam o que Jesus diz, muitos ainda hoje não compreendem (v. 31).
b) Às vezes não conseguimos entender as atitudes de Deus em nosso favor, afinal, a sabedoria de Deus, para
os homens é loucura (v. 31).
b) Falta de entendimento (v. 32).
e) Vergonha dos desejos fúteis (v. 33).
f) Os desejos fúteis de superioridade (v. 33).
g) Vergonha de dizer ao Senhor que temos dúvidas (v. 34).
h) Falta de humildade (v. 35).
i) Falta de capacidade para receber a todos, em nome de Jesus (v. 37).
j) Quem não recebe Jesus, não recebe Deus (v. 37).
k) Quem não recebe o próximo, está negando Jesus também (v. 37).

6.1.2. Aspectos de Evangelho


a) Jesus vem a nós para nos ensinar em sua Palavra (v. 31).
b) A morte e ressurreição de Jesus foi para nossa salvação (v. 32).
c) Jesus não se nega a nos ensinar para a vida eterna (v. 35).
d) Por mais humilde que alguém seja aos olhos do mundo, ainda assim o reino de Deus é para ele (v. 35).
e) Deus não nos vê com os olhos do mundo (v. 35).
f) O Senhor recebe a todos que vêm a ele (v. 37).
g) Quem recebe a Jesus, recebe Deus (v. 37).

6.3. Objetivo
Cognitivo: Que meus ouvintes entendam quem é mais importante no Reino de Deus.
Afetivo: Que meus ouvintes confiem no Senhor que acolhe a todos, mesmo aos que nada tem.
Psicomotor: Que meus ouvintes se levantem em amor ao próximo, em nome do Senhor.

7.1. Analogia da Escritura


v. 30 numerosos os que iam e vinham. 32 Então, foram principais sacerdotes e pelos escribas, fosse morto
ARA Mt 27.22-23 Replicou-lhes Pilatos: Que farei, sós no barco para um lugar solitário. e que, depois de três dias, ressuscitasse.
então, de Jesus, chamado Cristo? Seja crucificado! ARA Mt 16.21 Desde esse tempo, começou Jesus

Responderam todos. 23 Que mal fez ele? Perguntou v. 31 Cristo a mostrar a seus discípulos que lhe era
Pilatos. Porém cada vez clamavam mais: Seja ARA Mc 9.12 Então, ele lhes disse: Elias, vindo necessário seguir para Jerusalém e sofrer muitas
crucificado! primeiro, restaurará todas as coisas; como, pois, coisas dos anciãos, dos principais sacerdotes e dos
está escrito sobre o Filho do Homem que sofrerá escribas, ser morto e ressuscitado no terceiro dia.
ARA Mc6.31-32 E ele lhes disse: Vinde repousar um muito e será aviltado? ARA Mt 20.18-19 Eis que subimos para Jerusalém, e

pouco, à parte, num lugar deserto; porque eles não ARA Mc 8.31 Então, começou ele a ensinar-lhes que o Filho do Homem será entregue aos principais
tinham tempo nem para comer, visto serem era necessário que o Filho do Homem sofresse sacerdotes e aos escribas. Eles o condenarão à
muitas coisas, fosse rejeitado pelos anciãos, pelos morte. 19 E o entregarão aos gentios para ser

pastorjarbas@gmail.com
7
www.pastorjarbas.blogspot.com
escarnecido, açoitado e crucificado; mas, ao ARA Mc 7.18 Então, lhes disse: Assim vós também me compete concedê-lo; é, porém, para aqueles a
terceiro dia, ressurgirá. não entendeis? Não compreendeis que tudo o que quem está preparado por meu Pai. 24 Ora, ouvindo
ARA Mt 20.28 tal como o Filho do Homem, que não de fora entra no homem não o pode contaminar, isto os dez, indignaram-se contra os dois irmãos.
veio para ser servido, mas para servir e dar a sua ARA Mc 8.17-18 Jesus, percebendo-o, lhes ARA Lc 9.46 Levantou-se entre eles uma discussão

vida em resgate por muitos. perguntou: Por que discorreis sobre o não terdes sobre qual deles seria o maior. 47 Mas Jesus,
ARA Mt 21.38-39 Mas os lavradores, vendo o filho, pão? Ainda não considerastes, nem sabendo o que se lhes passava no coração, tomou
disseram entre si: Este é o herdeiro; ora, vamos, compreendestes? Tendes o coração endurecido? 18 uma criança, colocou-a junto a si 48 e lhes disse:
matemo-lo e apoderemo-nos da sua herança. 39 E, Tendo olhos, não vedes? E, tendo ouvidos, não Quem receber esta criança em meu nome a mim
agarrando-o, lançaram-no fora da vinha e o ouvis? Não vos lembrais me recebe; e quem receber a mim recebe aquele
mataram. ARA Mc 8.33 Jesus, porém, voltou-se e, fitando os que me enviou; porque aquele que entre vós for o
ARA Mt 26.2 Sabeis que, daqui a dois dias, celebrar- seus discípulos, repreendeu a Pedro e disse: menor de todos, esse é que é grande.
se-á a Páscoa; e o Filho do Homem será entregue Arreda, Satanás! Porque não cogitas das coisas de ARA Lc 22.24 Suscitaram também entre si uma

para ser crucificado. Deus, e sim das dos homens. discussão sobre qual deles parecia ser o maior.
ARA Lc 9.44 Fixai nos vossos ouvidos as seguintes ARA Mc 16.14 Finalmente, apareceu Jesus aos onze, ARA Rm 12.10 Amai-vos cordialmente uns aos outros

palavras: o Filho do Homem está para ser entregue quando estavam à mesa, e censurou-lhes a com amor fraternal, preferindo-vos em honra uns
nas mãos dos homens. incredulidade e dureza de coração, porque não aos outros.
ARA Lc 18.31-33 Tomando consigo os doze, disse- deram crédito aos que o tinham visto já ARA Fp 2.3-7 Nada façais por partidarismo ou

lhes Jesus: Eis que subimos para Jerusalém, e vai ressuscitado. vanglória, mas por humildade, considerando cada
cumprir-se ali tudo quanto está escrito por ARA Jo 4.27 Neste ponto, chegaram os seus um os outros superiores a si mesmo. 4 Não tenha
intermédio dos profetas, no tocante ao Filho do discípulos e se admiraram de que estivesse falando cada um em vista o que é propriamente seu, senão
Homem; 32 pois será ele entregue aos gentios, com uma mulher; todavia, nenhum lhe disse: Que também cada qual o que é dos outros. 5 Tende em
escarnecido, ultrajado e cuspido; 33 e, depois de o perguntas? Ou: Por que falas com ela? vós o mesmo sentimento que houve também em
açoitarem, tirar-lhe-ão a vida; mas, ao terceiro dia, ARA Jo 16.19 Percebendo Jesus que desejavam Cristo Jesus, 6 pois ele, subsistindo em forma de
ressuscitará. interrogá-lo, perguntou-lhes: Indagais entre vós a Deus, não julgou como usurpação o ser igual a
ARA Lc 24.26 Porventura, não convinha que o Cristo respeito disto que vos disse: Um pouco, e não me Deus; 7 antes, a si mesmo se esvaziou, assumindo
padecesse e entrasse na sua glória? vereis, e outra vez um pouco, e ver-me-eis? a forma de servo, tornando-se em semelhança de
ARA Lc 24.44-46 A seguir, Jesus lhes disse: São homens; e, reconhecido em figura humana,
estas as palavras que eu vos falei, estando ainda v. 33 ARA 1Pe 5.3 nem como dominadores dos que vos

convosco: importava se cumprisse tudo o que de ARA Mt 17.24 Tendo eles chegado a Cafarnaum, foram confiados, antes, tornando-vos modelos do
mim está escrito na Lei de Moisés, nos Profetas e dirigiram-se a Pedro os que cobravam o imposto rebanho.
nos Salmos. 45 Então, lhes abriu o entendimento das duas dracmas e perguntaram: Não paga o ARA 3Jo 1.9 Escrevi alguma coisa à igreja; mas

para compreenderem as Escrituras; 46 e lhes disse: vosso Mestre as duas dracmas? Diótrefes, que gosta de exercer a primazia entre
Assim está escrito que o Cristo havia de padecer e eles, não nos dá acolhida.
ressuscitar dentre os mortos no terceiro dia ARA Mc 2.8 E Jesus, percebendo logo por seu
ARA Jo 2.19 Jesus lhes respondeu: Destruí este espírito que eles assim arrazoavam, disse-lhes: Por v. 35
santuário, e em três dias o reconstruirei. que arrazoais sobre estas coisas em vosso ARA Mc 10.42-45 Mas Jesus, chamando-os para
ARA Jo 3.14 E do modo por que Moisés levantou a coração? junto de si, disse-lhes: Sabeis que os que são
serpente no deserto, assim importa que o Filho do ARA Sl 139.1-4 Ao mestre de canto. Salmo de Davi considerados governadores dos povos têm-nos sob
Homem seja levantado, SENHOR, tu me sondas e me conheces. 2 Sabes seu domínio, e sobre eles os seus maiorais
ARA Jo 10.18 Ninguém a tira de mim; pelo contrário, quando me assento e quando me levanto; de longe exercem autoridade. 43 Mas entre vós não é assim;
eu espontaneamente a dou. Tenho autoridade para penetras os meus pensamentos. 3 Esquadrinhas o pelo contrário, quem quiser tornar-se grande entre
a entregar e também para reavê-la. Este mandato meu andar e o meu deitar e conheces todos os vós, será esse o que vos sirva; 44 e quem quiser ser
recebi de meu Pai. meus caminhos. 4 Ainda a palavra me não chegou à o primeiro entre vós será servo de todos. 45 Pois o
ARA At 2.23-24 sendo este entregue pelo língua, e tu, SENHOR, já a conheces toda. próprio Filho do Homem não veio para ser servido,
determinado desígnio e presciência de Deus, vós o ARA Jo 2.25 E não precisava de que alguém lhe mas para servir e dar a sua vida em resgate por
matastes, crucificando-o por mãos de iníquos; 24 ao desse testemunho a respeito do homem, porque ele muitos.
qual, porém, Deus ressuscitou, rompendo os mesmo sabia o que era a natureza humana. ARA Pv 13.10 Da soberba só resulta a contenda,

grilhões da morte; porquanto não era possível fosse ARA Jo 21.17 Pela terceira vez Jesus lhe perguntou: mas com os que se aconselham se acha a
ele retido por ela. Simão, filho de João, tu me amas? Pedro sabedoria.
ARA At 4.27-28 porque verdadeiramente se entristeceu-se por ele lhe ter dito, pela terceira vez: ARA Jr 45.5 E procuras tu grandezas? Não as

ajuntaram nesta cidade contra o teu santo Servo Tu me amas? E respondeu-lhe: Senhor, tu sabes procures; porque eis que trarei mal sobre toda
Jesus, ao qual ungiste, Herodes e Pôncio Pilatos, todas as coisas, tu sabes que eu te amo. Jesus lhe carne, diz o SENHOR; a ti, porém, eu te darei a tua
com gentios e gente de Israel, 28 para fazerem tudo disse: Apascenta as minhas ovelhas. vida como despojo, em todo lugar para onde fores.
o que a tua mão e o teu propósito predeterminaram; ARA Hb 4.13 E não há criatura que não seja ARA Mt 20.25-28 Então, Jesus, chamando-os, disse:
ARA 2Tm 2.12 se perseveramos, também com ele manifesta na sua presença; pelo contrário, todas as Sabeis que os governadores dos povos os
reinaremos; se o negamos, ele, por sua vez, nos coisas estão descobertas e patentes aos olhos dominam e que os maiorais exercem autoridade
negará; daquele a quem temos de prestar contas. sobre eles. 26 Não é assim entre vós; pelo contrário,
ARA Ap 2.23 Matarei os seus filhos, e todas as quem quiser tornar-se grande entre vós, será esse
v. 32 igrejas conhecerão que eu sou aquele que sonda o que vos sirva; 27 e quem quiser ser o primeiro
ARA Mc 9.10 Eles guardaram a recomendação, mentes e corações, e vos darei a cada um segundo entre vós será vosso servo; 28 tal como o Filho do
perguntando uns aos outros que seria o ressuscitar as vossas obras. Homem, que não veio para ser servido, mas para
dentre os mortos. servir e dar a sua vida em resgate por muitos.
ARA Lc 2.50 Não compreenderam, porém, as v. 34 ARA Lc 14.10-11 Pelo contrário, quando fores

palavras que lhes dissera. ARA Mt 18.1 Naquela hora, aproximaram-se de convidado, vai tomar o último lugar; para que,
ARA Lc 9.45 Eles, porém, não entendiam isto, e foi- Jesus os discípulos, perguntando: Quem é, quando vier o que te convidou, te diga: Amigo,
lhes encoberto para que o não compreendessem; e porventura, o maior no reino dos céus? senta-te mais para cima. Ser-te-á isto uma honra
temiam interrogá-lo a este respeito. ARA Mt 20.21-24 Perguntou-lhe ele: Que queres? Ela diante de todos os mais convivas. 11 Pois todo o que
ARA Lc 18.34 Eles, porém, nada compreenderam respondeu: Manda que, no teu reino, estes meus se exalta será humilhado; e o que se humilha será
acerca destas coisas; e o sentido destas palavras dois filhos se assentem, um à tua direita, e o outro exaltado.
era-lhes encoberto, de sorte que não percebiam o à tua esquerda. 22 Mas Jesus respondeu: Não ARA Lc 18.14 Digo-vos que este desceu justificado

que ele dizia. sabeis o que pedis. Podeis vós beber o cálice que para sua casa, e não aquele; porque todo o que se
ARA Lc 24.45 Então, lhes abriu o entendimento para eu estou para beber? Responderam-lhe: Podemos. exalta será humilhado; mas o que se humilha será
compreenderem as Escrituras; 23 Então, lhes disse: Bebereis o meu cálice; mas o exaltado.
assentar-se à minha direita e à minha esquerda não

pastorjarbas@gmail.com
8
www.pastorjarbas.blogspot.com
ARA Tg4.6 Antes, ele dá maior graça; pelo que diz: ARA Mt 18.3-5 E disse: Em verdade vos digo que, se ARA Jo 5.23 a fim de que todos honrem o Filho do
Deus resiste aos soberbos, mas dá graça aos não vos converterdes e não vos tornardes como modo por que honram o Pai. Quem não honra o
humildes. crianças, de modo algum entrareis no reino dos Filho não honra o Pai que o enviou.
céus. 4 Portanto, aquele que se humilhar como esta ARA Jo 10.30 Eu e o Pai somos um.

v. 36 criança, esse é o maior no reino dos céus. 5 E quem ARA Jo 12.44-45 E Jesus clamou, dizendo: Quem
ARA Mt 18.2 E Jesus, chamando uma criança, receber uma criança, tal como esta, em meu nome, crê em mim crê, não em mim, mas naquele que me
colocou-a no meio deles. a mim me recebe. enviou. 45 E quem me vê a mim vê aquele que me
ARA Mt 19.14-15 Jesus, porém, disse: Deixai os ARA Mt 18.10 Vede, não desprezeis a qualquer enviou.
pequeninos, não os embaraceis de vir a mim, destes pequeninos; porque eu vos afirmo que os ARA Jo 14.21-23 Aquele que tem os meus

porque dos tais é o reino dos céus. 15 E, tendo-lhes seus anjos nos céus vêem incessantemente a face mandamentos e os guarda, esse é o que me ama;
imposto as mãos, retirou-se dali. de meu Pai celeste. e aquele que me ama será amado por meu Pai, e
ARA Mt 25.40 O Rei, respondendo, lhes dirá: Em eu também o amarei e me manifestarei a ele. 22
v. 37 verdade vos afirmo que, sempre que o fizestes a Disse-lhe Judas, não o Iscariotes: Donde procede,
ARA Mt 10.40-42 Quem vos recebe a mim me um destes meus pequeninos irmãos, a mim o Senhor, que estás para manifestar-te a nós e não
recebe; e quem me recebe recebe aquele que me fizestes. ao mundo? 23 Respondeu Jesus: Se alguém me
enviou. 41 Quem recebe um profeta, no caráter de ARA Lc 9.48 e lhes disse: Quem receber esta criança ama, guardará a minha palavra; e meu Pai o
profeta, receberá o galardão de profeta; quem em meu nome a mim me recebe; e quem receber a amará, e viremos para ele e faremos nele morada.
recebe um justo, no caráter de justo, receberá o mim recebe aquele que me enviou; porque aquele ARA 1Ts 4.8 Dessarte, quem rejeita estas coisas não

galardão de justo. 42 E quem der a beber, ainda que que entre vós for o menor de todos, esse é que é rejeita o homem, e sim a Deus, que também vos dá
seja um copo de água fria, a um destes grande. o seu Espírito Santo.
pequeninos, por ser este meu discípulo, em
verdade vos digo que de modo algum perderá o ARA Lc10.16 Quem vos der ouvidos ouve-me a mim;
seu galardão. e quem vos rejeitar a mim me rejeita; quem, porém,
me rejeitar rejeita aquele que me enviou.

8. Esboço
Versículo Base:
“34Mas eles ficaram calados porque no caminho tinham discutido sobre qual deles era o mais importante.”

Tema: Os discípulos calados


Por não saber o que dizer.
Por vergonha do que tinham discutido.

1. Os discípulos calados...
1.1. ...por não saber o que dizer.
1.1.1. “18J
1.2. T
1.2.1. “P

2. Os discípulos calados...
2.1. ...por vergonha do que tinham discutido.
2.1.1. “M
2.2. S
2.3. À
2.3.1. Ilustração: A
2.4. M
2.4.1. “21—F
2.5. A
2.5.1. “S
2.5.2. “m

pastorjarbas@gmail.com