Você está na página 1de 10

O AMOR QUE

NOS MOVE
Autor desconhecido

RECEPÇÃO AOS PRESENTES:

Quatro crianças, ou mais, vestidas de anjo poderão recepcionar os presentes, entregando as


folhas com os hinos em nome da congregação. Enquanto os presentes ocupam seus lugares,
poderá se colocar fundo musical com hinos de Natal, ou ainda crianças previamente
ensaiadas entoarão canções natalinas, também instrumentos poderão executar hinos de
Natal, envolvendo e preparando, assim, o público para o programa.

NARRADOR:

Queridos irmãos. Nesta noite santa mais uma vez Deus nos dá a oportunidade de
recordarmos os acontecimentos maravilhosos do Natal. Acontecimentos estes, planejados por
um Deus que é amor e, por isso, não silencia, não se acomoda, mas avança em busca de
suas criaturas na escuridão do pecado, para torná-los seus filhos. Deus por amor avançou,
quando cumpriu sua promessa:

Ø ATO 1

Abre-se a cortina, no palco está uma criança vestida como rei, ou seja, com manto real, coroa,
cetro, sentada em um trono, cercada por três anjos. Esses três anjos realizarão tarefas que
seguem abaixo).

NARRADOR:

Ele sempre teve a mesma natureza de Deus, mas não insistiu em continuar a ser igual a
Deus. Ao contrário, pela sua própria vontade, abandonou tudo o que tinha e tomou a natureza
de servo" (Fp 2.6,7a).

ü HINO 31 – “Louvai ó crentes”

v Enquanto a congregação canta, a 1ª e a 2ª estrofes, o primeiro anjo tira os símbolos de


majestade da criança que representa Jesus.

v Enquanto a congregação canta a 3ª e 4ª estrofes, o segundo anjo que tem nas mãos uma
manjedoura, coloca-a ao lado da criança que representa Jesus. Pela porta da frente, entram
Maria e José com uma boneca, representando o menino Jesus e a colocam na manjedoura.

v Enquanto a congregação canta a 5ª estrofe, o terceiro anjo que tem nas mãos uma cruz,
coloca-a em cima dos ombros da criança que representa Jesus. Esta criança deverá estar
ajoelhada.

Fecham-se as cortinas.

NARRADOR:

Deus avançou para que todos os homens pudessem conhecer a luz, a paz, a vida, a
eternidade, o amor. Corações agradecidos pela bondade do Senhor não conseguem silenciar.
O amor de Deus os impulsiona a dar, sempre de novo, mais um passo em frente. Corações
gratos pelo amor grandioso de Deus, avançam, atacam, investem, adiantam-se, atiram-se
com ímpeto na realização do trabalho de Deus.

A exemplo de Maria, José, anjos e pastores, magos, Simeão, Ana e Isabel, avancemos nós
também com gratidão a Deus. Deus por amor avançou, quando escolheu uma mulher
agradecida para ser a mãe do Salvador.

Ø ATO 2

Abrem-se as cortinas.

(Maria trabalhando em casa, aparece-lhe o anjo Gabriel).

MARIA:

Como estou contente! Logo me casarei com meu querido noivo José, tem tantos preparativos!
(Maria, enquanto trabalha, cantarola alguma melodia natalina. Aparece o anjo, e Maria se
assusta).

ANJO:

Não fiques com medo de mim. Vim te trazer uma mensagem do Altíssimo! Alegra-te, pois o
Eterno está contigo!

MARIA:

(confusa) Alegrar-me? Mensagem para mim? Quem sou eu para receber uma mensagem de
Deus?

ANJO:

Acalma-te, Maria! Deus está muito alegre contigo. O Eterno te escolheu para ser a mãe do
Redentor! Tu ficarás grávida e darás à luz um filho, a quem chamarás pelo nome de Jesus.
Este será grande e será chamado Filho de Deus. Ele reinará para sempre.

MARIA:

Como posso ficar grávida, pois não sou casada?

ANJO:

O Espírito Santo virá sobre ti, e o poder de Deus te envolverá. Por isso, o menino será
chamado santo e Filho de Deus. Para Deus nada é impossível.

MARIA:

Aqui está a serva do Senhor! Que aconteça comigo o que ele disse.

Fecham-se as cortinas.

NARRADOR:

Maria avançou quando, humilde, mas agradecida e corajosamente aceitou ser a mãe do
Salvador.

ü HINO: Ó vinde meninos

NARRADOR:

Deus, por amor, avançou, quando providenciou para Maria, na casa de Isabel, refúgio em dias
de dificuldade. Isabel, prima de Maria, avançou quando hospedou-a em sua casa; quando,
inspirada pelo Espírito Santo, disse palavras de ânimo para Maria.

Ø ATO 3

Abrem-se as cortinas.

(Maria bate à porta e, entrando, vai ao encontro de Isabel)

MARIA:

Oh! Minha querida prima Isabel, como estás?

ISABEL:

Estou bem! E tu, querida Maria? És a mais abençoada de todas as mulheres e bendito é o
fruto do teu ventre. Que alegria receber a visita da mãe do meu Salvador!

MARIA:
Eu estou bem, Isabel, estou agradecida ao Deus Eterno

ISABEL:

Logo que ouvi tua voz, a criança dentro de mim, estremeceu de alegria. Tu és feliz, Maria,
porque tu acreditaste.

NARRADOR:

Maria avançou: com o coração transbordando de gratidão, cantou um novo canto de louvor ao
Senhor.

Fecham-se as cortinas.

ü HINO: “Ó Tempo Santo de Natal”

NARRADOR:

Deus, por amor, avançou, quando escolheu José como pai do Salvador. José, homem
corajoso, fiel, agradecido. José avançou quando, obediente e confiadamente, recebeu Maria
como sua esposa.

Ø ATO 4

Abrem-se as cortinas.

(Maria está em casa quando entra José).

JOSÉ:

Minha querida esposa, como te sentes?

MARIA:

Estou bem, José. Contente porque logo nascerá o Filho do Altíssimo, o Redentor prometido!

JOSÉ:

Maria, andando pelas ruas hoje, fiquei sabendo que César Augusto, o Imperador, decretou um
recenseamento.

MARIA:

Recenseamento?

JOSÉ:

Sim, Maria, precisaremos ir até Belém, para lá nos registrarmos. Todos precisaremos ir à
cidade natal para o recenseamento.

MARIA:

José... Agora me lembro! A profecia diz que o Messias deverá nascer em Belém, na Judéia, a
cidade de Davi. Como Deus planeja tudo tão bem!

JOSÉ:

Vamos, Maria! Arrumemos nossas coisas, porque a viagem levará de quatro a cinco dias, e
não será fácil!

MARIA:

Deus nos tem cuidado até aqui e sempre nos guardará!

Fecham-se as cortinas.

Enquanto a congregação canta o próximo hino, preparam-se as 2 portas das hospedarias

ü HINO: “Felicíssimo”

Ø ATO 5

(Maria e José saem por porta lateral e entram pela porta da frente, caminhando
vagarosamente durante o entoar do hino; chegando à frente, falam com os hospedeiros, que
saem de trás das cortinas).

JOSÉ:

(bate palmas e aparece o hospedeiro) Por favor, senhor, tens um quarto para passarmos a
noite?

1º HOSPEDEIRO:

Sinto muito, a hospedaria está lotada!

JOSÉ:

Só um lugarzinho... Não tem?

1º HOSPEDEIRO:

(virando as costas) Já lhe disse que não temos lugar!!!

(José e Maria caminham mais um pouco e batem em outra porta - pode ser palmas).

JOSÉ:
Por favor! Consegues um lugar para passarmos a noite?

2º HOSPEDEIRO:

Desculpe, senhor, mas não temos mais lugar.

JOSÉ:

Minha esposa está grávida, precisamos de um lugar para descansar. Estamos viajando há
quatro dias!

2º HOSPEDEIRO:

Minha hospedaria está cheia, não temos mais quartos. Mas, se não lhe ofendo, posso
conseguir um lugar quentinho para passarem esta noite.

JOSÉ:

Por favor, senhor, ficaremos muito agradecidos.

2º HOSPEDEIRO:

Então venham comigo!

Ø ATO 6

(Abrem-se as cortinas, aparece a manjedoura no meio de palhas. José e Maria sentam na


palha e adormecem na penumbra). Crianças cantam hino “Num berço de palhas”

ü HINO – “Num berço de palhas”

(Fecham-se as cortinas. Na frente da cortina, reúnem-se os pastores, que conversam na volta


da fogueira).

NARRADOR:

Deus, por amor, avançou, quando do céu enviou seus anjos para anunciarem aos pastores,
com jubilo, a reconciliação dos homens com Deus.

Ø ATO 7

JACÓ:

Como são bonitas estas noites no campo! As estrelas no céu nos mostram a glória do Deus
Eterno!

DANIEL:
Jacó, tu viste no céu? Que estrela diferente é aquela que brilha sobre Belém!

JOSUÉ:

Eu a vi, Daniel, logo que escureceu. É bonita demais!

JEREMIAS:

Brilha sobre Belém, mas a cidade hoje está muito movimentada por causa do recenseamento.
Penso que poucos olham para o céu, a correria é grande por lá!

JACÓ:

Deve estar cheia a pequena cidade, pois vêm pessoas de muitos lugares!

DANIEL:

Estou cansado demais... Acho que vou dormir 'um pouco! (Acomoda-se no chão para dormir)

JOSUÉ:

Se vocês querem dormir, podem descansar que eu fico vigiando as ovelhas. Quero admirar
essa bela estrela.

JEREMIAS:

Sim! Vamos descansar. Quando estiveres cansado ou em sinal de perigo, me chame.

JOSUÉ:

Chamo sim, Jeremias.

(Os pastores dormem, Josué vigia. Começa a se ouvir, suavemente, o hino: Eu venho desde
os altos céus.

ü HINO – “Eu venho desde ao altos céus”

Após o hino:

JOSUÉ:

Jeremias, acorde! Escute! Que linda música soando!

JEREMIAS:

Que linda! Esta música vem do céu! Acordem! Acordem! (Chamando os dois pastores que
dormem). Daniel! Jacó! Escutem!
DANIEL:

O que está acontecendo'?

JACÓ:

(Acorda assustado) Temos que fugir! Estou com medo! Olhem... Um anjo!

ANJO PRINCIPAL:

(Sai de trás das cortinas) Não tenham medo! Escutem a boa-nova!

JOSUÉ:

O Deus Eterno lembrou-se de nós, enviou seus anjos para nos anunciar o nascimento do Rei
prometido.

JEREMIAS:

Como estou contente! Vamos até Belém e vejamos os acontecimentos. (Os pastores saem
pela porta da frente).

NARRADOR:

Os pastores avançaram quando, após terem visto e ouvido nas alturas os anjos anunciarem a
salvação, deixaram o campo e as ovelhas e correram para adorar o menino. Houve gratidão?
Sim. Houve lembrança da promessa? Sim. Houve desculpas? Não! Os anjos avançaram
quando, com júbilo, anunciaram o nascimento do Salvador e louvaram ao Deus Eterno.

ü HINO “Deus tem amado”

(Durante o cantar deste hino, entram os pastores e ajoelham-se ao lado da manjedoura).

Ø ATO 8

Abrem-se as cortinas - Presépio formado.

NARRADOR:

Deus, por amor, avançou, quando deu aos reis magos sabedoria para conhecerem a estrela
que apareceria para anunciar que Deus se tornara homem. Os reis magos avançaram
perseverantes, corajosos e gratos, por um longo caminho, guiados pela estrela até o menino
Rei.

(os reis magos chegam ao presépio, junto de José e Maria)

REI MAGO 1:
Somos reis magos! Viemos de muito longe para adorar o Filho do Eterno.

JOSÉ:

Entrem! Vejam o menino.

MARIA:

(Colocando o bebê na manjedoura) Vejam o Salvador! Cheguem perto para adorá-lo.

(Os magos ajoelham-se).

REI MAGO 1:

Aceita, Rei Eterno e Maravilhoso, minha vida, meu coração! Adoro-te porque és amor! Louvo-
te porque ensinas a amar!

REI MAGO 2:

Conselheiro de todos os homens, Deus Forte, Deus Poderoso! A ti quero servir, e somente a ti
adorar.

REI MAGO 3:

Pai da Eternidade, Príncipe da Paz, descendente do rei Davi, governante justo e amoroso, a ti
rendo louvor, a ti meu Rei e Senhor!

NARRADOR:

Esses acontecimentos planejados por Deus aconteceram há dois mil anos. Tu tens em teu
coração a alegria do primeiro Natal, tua vida é iluminada pela palavra de Deus, podes
caminhar seguro porque o teu caminho é Jesus. Podes sorrir no sofrimento porque tens a vida
eterna. Podes avançar confiante porque reina a paz em teu coração. Podes avançar com
gratidão a Deus porque crês no Salvador Jesus. Ser um filho amado de Deus e ter recebido
essas bênçãos é maravilhoso. Mas, é preciso parar e pensar como está o nosso mundo dois
mil anos depois do primeiro Natal?

Ø ATO 9

(Apagam-se todas as luzes. As crianças focam suas lanternas em direção de uma “pessoa
perdida” Ouve-se música natalina profana. A “pessoa perdida” na escuridão representa o
mundo e diz):

É Natal! O mundo brilha, iluminado por luzes artificiais e fugazes. Ouve-se música alegre em
todos os lugares. (Aumenta-se e baixa-se o volume gradativamente). Mas em meu coração,
em minha alma, a escuridão é densa. O silêncio e o vazio assustam! Alguém aqui tem uma
chama, uma pequena chama que possa iluminar o meu caminho? Alguém aqui tem um sol
que possa aquecer o frio de minha alma, que possa iluminar a minha vida?
(As crianças dirigem o foco das lanternas para a manjedoura e cantam “Jesus menino hoje
nasceu”. Enquanto isso, uma criança busca a pessoa perdida e a leva para perto da
manjedoura.

ü HINO – “Jesus Menino hoje nasceu”

NARRADOR:

Deus, por amor, avançou, quando permitiu a Simeão e Ana que, em sua velhice, vissem o
Salvador.

Ø ATO 10

(Crianças desligam suas lanternas, ligam-se as luzes da igreja. Maria e José saem do
presépio com o bebê, vão ao encontro de Simeão e Ana. Simeão pega o bebê no colo).

SIMEÃO:

Agora, Senhor, cumpriste a promessa que fizeste e já podes deixar este teu servo partir em
paz. Porque eu já vi com os meus próprios olhos a tua salvação.

ANA:

Venham! Venham todos ver a salvação de Israel! Aproximem-se, cheguem bem perto do
Redentor!

NARRADOR:

Deus, por amor, não silencia, mas continua avançando, possibilitando a todos os homens, a ti
e a mim também, a que, por meio da fé, vejamos o Salvador e creiamos nele. Crendo no
Salvador, somos envolvidos pelo grande amor de Deus. Vivendo neste amor, nossos corações
transbordarão de gratidão. Esta gratidão nos lembrará a cada dia os benefícios do Senhor e,
assim, avançaremos corajosa e ousadamente, anunciando, de várias formas, que Deus é
bom, que o seu amor dura para sempre.

HINO - "Noite Feliz" Congregação