Você está na página 1de 2

Relatório de “ As potencialidades dos quadros interactivos no

ensino-aprendizagem da Geografia” nº11/09 de 6 a 9 de Julho de


2009 na Escola Secundária Vitorino Nemésio

“A alegria que se tem em pensar e aprender faz-nos pensar e aprender ainda mais” de
aprendizado de Aristóteles.

Muitas vezes com o maior aprofundamento de recursos pedagógicos existe uma


maior quantidade de aprendizado muitas vezes não somente sobre os próprios
recursos, mas sobre nós mesmos, bem como sobre matérias que leccionamos. De facto,
pode-se dizer que existem muitos recursos em TIC que proporcionam o despertar de
curiosidade quer de nós mesmos quer dos alunos que ensinamos, que é um dos
principais aspectos para se poder aprender mais.

Na minha actividade lectiva, o que descobri e redescobri esta semana vai ser muito
importante para me reinventar a mim mesmo uma vez que vai possibilitar utilizar
outros recursos que eu não sabia utilizar(em alguns casos como os quadros
interactivos) e noutros que eu não sabia utilizar tão bem como o recurso dos
hotpotatoes e mesmo o Google Earth.

Relativamente aos quadros interactivos(sobretudo o interwrite), este aspecto foi


importante uma vez que me possibilitou ver de que maneira é que na escola poderei
utilizar mais eficazmente este recurso, imprescindível para melhorar a prática lectiva
uma vez que possibilita a gravação de aulas e do seu conteúdo lectivo, preparando o
professor para uma melhoria posterior (mesmo em anos lectivos posteriores). Além
disso, este recurso possibilita igualmente uma maior interactividade com os conteúdos
uma vez que possibilita a colocação de anotações várias o que possibilita a maior
apropriação de conteúdos. Todavia, a sua operacionalidade e o tempo necessário para a
sua realização na sala de aula coloca-me algumas dúvidas sobre a sua exequibilidade
em várias situações. Este problema agrava-se com a falta de compatibilidade com o
Microsoft Office que muitos softwares destes quadros apresentam.

No que concerne ao Google Earth, vai permitir aumentar o meu conhecimento


sobre muito do que posso fazer no cálculo de distâncias, no melhor conhecimento das
características físicas e humanas de diversos lugares, inclusivamente aproveitando
vídeos, imagens ou descrições breves sobre lugares (já produzidos ou que poderei
produzir para fazer um determinado percurso); o que poderá levar à criação de
percursos elaborados e sua posterior gravação através do Camtasia studio 6.

Todavia, um dos principais problemas no meu entender da utilização deste


género de tecnologias prende-se com o facto que consomem muito tempo na
elaboração, planificação e realização de tarefas na sala de aula, o que nem sempre é
exequível com o tempo que se dispõe para cumprir todos os conteúdos programáticos e
com a elevada quantidade de turmas e trabalho que se apresenta aos professores.

No que concerne ao hotpotatoes, foi muito importante a sua utilização uma vez
que me possibilita a criação em espaço de sala de aula de uma ferramenta interactiva
que poderá igualmente ter o mesmo condão de poder criar um maior interesse pela
disciplina. Exercícios como Jcloze(preenchimento de lacunas), Jmatch(associação de
itens de várias colunas), Jquiz(perguntas de escolha múltipla), Jcross(palavras
cruzadas) e Jmix(mistura de palavras) são muito importantes no aumento da
interactividade das aulas e no aumento da diversidade de recursos disponíveis para
mim como docente.

Em síntese, tudo isto vai permitir melhorar a minha actividade lectiva uma vez
que ir-me-á possibilitar utilizar uma maior diversidade de recursos multimédia
apelativos em termos gráficos, o que possibilitará certamente melhorar a minha
actividade enquanto docente, quer na utilização de recursos para motivação
relativamente a vários temas do programa de Geografia (quer do ensino básico quer do
ensino secundário), quer para a realização de actividades de avaliação formativa face
aos conteúdos leccionados.

Relativamente a actividades a ser realizadas , gostaria de propor a realização de


uma aula(de 90 minutos) para os recursos marítimos iniciada com um vídeo do
Açores-tube retirado do canal Odisseia sobre os Açores(cerca de 50 minutos),
Posteriormente, passar-se-ía a um vídeo demonstrando o tipo de costa que ocorre em
Portugal(feito conjugado com o google earth num percurso percorrendo toda a costa
portuguesa, relativamente aos principais acidentes de relevo no litoral, realizado com o
camtasia studio 6). Posteriormente, proceder-se-ía à identificação com o hotpotatoes
dos acidentes de relevo mais relevantes, bem como o seu processo de formação,
disponibilizando-se igualmente em papel estes exercícios para os alunos.

Por último, passar-se-ía a um esquema síntese com as principais vantagens e


desvantagens da costa portuguesa para a prática de actividades económicas como a
Pesca e o turismo balnear mediante um powerpoint.

Formando: José Manuel Rodrigues Noro, grupo disciplinar 420