Você está na página 1de 3
UNIVERSIDADE FEDERAL DE CAMPINA GRANDE CENTRO DE SAÚDE E TECNOLOGIA RURAL UNIDADE ACADÊMICA DE CIÊNCIAS

UNIVERSIDADE FEDERAL DE CAMPINA GRANDE CENTRO DE SAÚDE E TECNOLOGIA RURAL UNIDADE ACADÊMICA DE CIÊNCIAS BIOLÓGICAS CURSO DE ODONTOLOGIA MONITORIA DE BIOFÍSICA

ALUNO:

ESTUDO DIRIGIDO II

1- Quais são as características da eletroforese?

Mantêm as características físicas e químicas; Usa pequenas quantidades de amostras; Técnica relativamente simples, rápida e de alto valor informativo quanti e qualitativo(Evidenciação de proteínas taxonomia, fisiologia e bioquímica dos seres vivos; Ferramenta indispensável para caracterizar os ácidos nucléicos.)

2- Cite três amostras que podem servir para a eletroforese?

Sangue, carboidrato e proteínas.

3- Defina eletroforese:

É a técnica que utiliza princípios ou leis elementares da eletricidade definida pela

migração de espécies químicas ionizadas, de acordo com suas cargas e massas molares em campo elétrico.

4-

Sabe-se que a eletroforese é uma técnica que utiliza princípios ou leis elementares da eletricidade. Cite todas as leias e suas fórmulas.

Lei de Coulomb: ; Lei de Cooper: F = Vq/d; Lei de Stokes:f = 6..r.n.v
Lei de Coulomb:
; Lei de Cooper: F = Vq/d; Lei de Stokes:f = 6..r.n.v
(questão 4)

5-

Cite a fórmula de Stokes com a fórmula de Cooper.

 

Questão repetida( questão 4)

6-

Na eletroforese quais são as características elétricas necessárias para seu andamento?

 

Voltagem constate; Corrente

constante; Potência constante; E na eletroforese em gel

de poliacrilamida a temperatura acaba desnaturando as proteínas.

7-

Cite todos os meios de suporte na eletroforese, tanto químico quanto físico.

Químico e físico: Papel de filtro; Gel de Agar; Acetato de celulose; Gel de amido; Gel de poliacrilamida.

8-

Cite exemplos de quatro tipos de cuba de eletroforese e descreva a que foi utilizada na aula prática (laboratório).

Cuba de eletroforese vertical, cuba de eletroforese horizontal, sistema eletroblotting completo e cuba

de sequenciamento. Na sala de aula foi utilizada a cuba de eletroforese vertical composta por placa de

sílica, placa de vidro, separador, gel de corrida, gel de concentração, pente e a fonte elétrica.

9- Quais os componentes de uma cuba de eletroforese vertical?

Resposta na questão oito

10- Descreva os processos da eletroforese em cuba vertical, bidimensional, e a focalização isoelétrica de proteína em gel de SDS (dodecilsulfato de sódio) tridimensional.( ESSA QUESTÃO É PARA ENTENDIMENTO DO ASSUNTO. JÁ HOUVE QUESTÕES EM PROVAS QUE O PROFESSOR PEDIU A ELETROFORESE 2D)

mecanismo da eletroforese vertical.

1 a amostra contendo as macromoléculas devidamente desnaturadas e reduzidas é distribuída ao nos poços ou cavidades do gel de suporte;

2 após a distribuição o equipamento é fechado e o campo elétrico é aplicado no gel, através de um dispositivo diferencial de energia elétrica e as macromoléculas vão sendo distribuídas pela extensão do gel e são separadas em função de sua massa e tamanho molecular que são os principais fatores que determinam a mobilidade eletroforética de acordo com o esquema:

No topo do gel existe uma mistura de macromoléculas de variados tamanhos e massas moleculares de modo que quando o campo elétrico é aplicado as moléculas menores migram primeiro, pela malha formada pelo gel. Ao passo que durante a distribuição o gel funciona como uma peneira molecular e as moléculas com massa molecular mais elevada vão sendo retidas ao longo do processo pelas malhas gel o que permite que as macromoléculas sejam analisadas pela sua massa molecular.

No final do processo quando todas as macromoléculas estão ditribuidas o gel é mergulhado em uma solução

corante.

Para proteínas são usadas solução de nitrato de prata que detecta proteínas mesmo que a concentração seja muito baixa. Ou o gel é mergulhado em uma solução ácida e alcoólica de corante azul de coomassie. Um período de

tempo é aguardo e em seguida observa-se o eletroforetograma que nada mais é do que o gel corado. Para analise de ácidos nucléicos (DNA e RNA) são usados corantes como brometo de etidio, laranja de acridina e profalvina que

são corantes com estrutura aromática, quando sob a luz utravioleta apresentam fluorescência.

mecanismo da eletroforese bidimensional ou 2D

Essa técnica oferece uma resolução melhor, ou seja, um grau maior de detalhes no eletroforetograma final por que combina a focalização isoelétrica e a eletroforese em gel SDS. Na eletroforese bidimensional o gel da focalização isoelétrica é colocado horizontalmente sobre um gel de sds, o campo elétrico é aplicado e as macromoléculas protéicas são separadas de acrodo com o ponto isoelétrico e em função de sua massa molecular, fornecendo um eletroforetograma que possibilita a visualização e identificação de várias proteínas de uma só vez.

Focalização Isoelétricade proteínas em Gel de SDS

Uma técnica muito poderosa para analise de proteínas que proporciona alta resolução é chamada Focalização Isoelétrica onde as proteínas são separadas, através de seu ponto isoelétrico.

A focalização isoelétrica consiste na neutralização das cargas das proteínas onde um gel contendo anfólitos (íons

que se comportam como ácido e base ao mesmo tempo), é submetido a um campo elétrico de modo que no momento em que os anfólitos migram em direção aos pólos negativos e positivos de acordo com sua carga elétrica

e distribuem-se pelo gel cilíndrico, estabelecendo assim um gradiente de pH estável onde as proteínas irão migrar para um local onde seu ponto isoelétrico seja igual o do anfólito.

No primeiro gel os anfólitos adicionados são distribuídos com a aplicação do campo elétrico.

No segundo gel é adicionada a solução de proteínas.

No terceiro gel é aplicado o campo novamente e as proteínas migram em direção a seu ponto isoelétrico.

O processo de migração termina por que as cargas se igualam, ou seja, pI = pH as cargas se anulam de modo que

na equação inicial Z=0, e a proteína é focalizada ou seja ela para exatamente no ponto conhecido.