Você está na página 1de 6

IFBA Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia Bahia.

Alunas: Roseanne Oliveira e Clara Oliveira Turma: 11821 / Refrigeração Matéria: Geografia

Conflitos na Europa após o fim da guerra fria

Salvador/2012

onde o mundo se encontrava dominado por dois blocos de poder. que é católica. diversos conflitos surgiram por todo o mundo. e a deposição de armas pelos grupos paramilitares. No final dos anos 90. político-econômica que foram submergidas pela expansão e domínio das grandes potências durante o período que surgiu às guerras mundiais. apontar o acordo de paz de cada conflito. o governo de coalizão foi formado em maio de 2007 --uma grande conquista do então primeiroministro britânico. Com o fim da guerra fria. fez apenas em 2005. determinando a criação de uma Assembleia da Irlanda do Norte. pressionado por uma onda de manifestações populares antiterrorismo aliada ao fato de não contar mais com o apoio incondicional dos bascos. várias tentativas de formar um governo de coalizão foram suspensas. portanto protestante. Sendo assim.Com o fim da guerra fria (fim da década 1980. EUA/URSS. no lado oriental. país Anglicano. cultural. de fato. surgindo em um movimento inesperado. como também. Rússia Desde o fim do regime totalitário do partido comunista. a Europa. como ocorreu nos anos . Ao fim de 18 meses de trégua. No mesmo ano. Os países começaram a questionar as ideologias a que foram impostos e optaram cada vez mais pelo abrandamento. Inicialmente. Nem mesmo os insistentes apelos da população espanhola ou as manifestações de repúdio ao terrorismo fazem parar o radicalismo extremista do grupo. no lado ocidental. A luta mais intensa ocorre na Chechênia ao Sul da França. Onde se destacam os conflitos a seguir: Irlanda do Norte: O exercito republicano Irlandês (IRA) é um grupo armado católico. sofreu também efeitos do estiramento politico. continente que mais sofreu com a divisão mundial. Tony Blair. Apesar do acordo. Considerado a última etapa do acordo. e pela revolta popular seguida de forte repressão. o que gerava a hipótese do equilíbrio mundial. A IRA se recusava a entregar as armas -o que. a libertação de presos políticos. O Acordo da Sexta-Feira Santa foi assinado em 10 de abril de 1998 e aprovado em referendo popular. Trimble foi eleito primeiro-ministro da Irlanda do Norte. o ETA foi obrigado a aceitar um cessar-fogo. capitalista/socialista. que pertence ao reino Unido. ele luta para libertar a Irlanda do Norte. início da década de 1990). Questão Basca: O grupo ETA (Pátria Basca e Liberdade) luta por meio de uma serie de atos terroristas para formar um país Basco no Norte da Espanha e sul da França. este trabalho tem como objetivo de identificar os principais conflitos que eclodiram e marcaram a região da Europa nesses últimos anos. o grupo separatista basco retorna à luta armada. diversas minorias étnicas almejam sua independência. O IRA quer que a Irlanda do Norte se una com a Irlanda do Sul. eles anunciavam questões regionais de ordem étnica.

reivindicava melhor tratamento aos cristãos na Macedônia turca. Conflito nos Balcãs: A Guerra dos Bálcãs foi um conflito entre os anos de 1912 e 1913. grupo constituído por ativistas pró-brancos que possuem aversão a outras raças. Por exemplo: o White Power é um movimento composto por jovens que têm como causa a defesa do orgulho branco. Um acordo de . aumento do desemprego. segundo os organizadores. Já o neonazismo é o resgate do nazismo para a atualidade. O Skinhead nazista corresponde a um grupo que integra o movimento Skinhead. Existem diversos grupos de ideais racistas. a Otan bombardeou as tropas servo-bósnias. De um lado. posteriormente foi assinado o Tratado de Londres. iniciativas de esquerda. A partir desse pressuposto. no qual Grécia e Sérvia dividiram a Macedônia. O Ku Klux Klan é um grupo racista formado por protestantes. estava a enfraquecida Turquia. eles são extremamente racistas. especialmente nos EUA. E por fim. A Guerra dos Bálcãs foi muito importante naquele contexto. Neonazismo: O nazismo é uma ideologia política racista que emergiu nos anos 20. convocadas por sindicatos. onde minorias culturais como latinos não brancos e afroamericanos são julgados como os causadores de problemas sociais (criminalidade. o Stormfront. que já estava em guerra com a Itália. negros e homossexuais. de outro. Após diversas tentativas de paz fracassadas. os principais alvos de discriminação são: comunistas. Sérvia. pois foi um elemento-chave para o desencadeamento da Primeira Guerra Mundial. índios. e a Romênia ganhou uma parte do território da Bulgária. cerca de 10 mil pessoas participaram das passeatas. com exceção de Constantinopla. entre outros). Em outubro de 1912 os exércitos da Liga capturaram toda a região do antigo Império Otomano. Grécia. Turquia e Bulgária pela posse dos territórios remanescentes do Império Otomano. Agora. retomou suas ações terroristas. Romênia. A guerra findou-se por um instante no Tratado de Bucareste (agosto de 1913). De acordo com seus integrantes. missas e ações estudantis em protesto contra a marcha de aproximadamente 200 neonazistas. a Liga Balcânica formada por Grécia. outros não. De maneira específica. Posteriormente a própria Liga Balcânica lutou contra si mesma.60 e 70. judeus. foi à disputa entre Sérvia. como uma espécie de ramificação. ocupou o território búlgaro de Dobrudja e os otomanos aproveitaram a ocasião para reconquistar Andrinopla. A Romênia. alguns ligados ao neonazismo. existe apenas uma raça soberana: a “raça pura ariana”. Montenegro. Em Bonn. até então neutra na situação. De fato. Milhares de pessoas foram às ruas em várias cidades da Alemanha na terça-feira (01/05/12). cujo mentor foi Adolf Hitler. porém seu objetivo claro era a conquista territorial. para protestar contra a marcha dos extremistas de direita do partido NPD. O movimento neonazista tem se dispersado pelo mundo. Bulgária e Montenegro. alegando que as autoridades francesas e espanholas intensificaram a repressão a seus dirigentes e estão "dando as costas às negociações de paz". organizações jovens e igrejas.

a cessação de todas as hostilidades e terceiro. simultaneamente. O presidente francês. cuja população quer se unir à Ossétia do Norte. região habitada por uma maioria armênia. Após enfrentar os EUA na Guerra Fria e obter como resultado o fim da URSS. Nicolas Sarkozy e o seu homólogo russo. Franjo Tudjman (Croácia) e Slobodan Milosevic (Sérvia) aceitam os termos do documento mediado pelos EUA em Dayton (Ohio). Após a independência. . Houve acordos de paz. até então subjugada pelo poder central soviética. que terá ainda de ser reconhecido pela Geórgia. porém localizada dentro do Azerbaijão. na Rússia. houve a dissolução do bloco soviético. à frente da presidência rotativa da União Europeia. o poder das armas valia mais que o poder do dinheiro. Quinto principio: as tropas russas devem retirar-se para o local onde estavam antes do início do conflito. “Primeiro. onde os muçulmanos lutam pela autonomia. podemos concluir que na época da guerra fria. o não uso da força. em 1995. a Geórgia é ameaçada por rebeliões separatistas nas regiões de Ossétia do Sul. a Europa teve que enfrentar conflitos internos resultado de fatores como a xenofobia. racismo e conflitos separatistas com exceção apenas da Irlanda do Norte que pretendia se unir a Irlanda do Sul. Sexto: a abertura das conversações internacionais sobre o futuro estatuto e a maneira de garantir uma segurança duradoura na Abcasia e Ossétia do Sul”. fragmentava-se em blocos regionais. uma aparente vitória da superpotência da América do Norte que gerou realidades novas século. Ainda no Cáucaso. e na Abkházia (noroeste). declarou o chefe de Estado russo. porém a Europa ainda sofre com os impactos destes problemas.paz começou a ser desenhado em 1995. A economia mundial globalizava-se e. com o fim da guerra fria. e assim se estabelece um conflito que mata 30 mil pessoas. concluiu o chefe de Estado francês. segundo. a Federação Russa intervém na Chechênia. em 1991. cuja liderança militar formava par com o seu incontrastável poderio econômico. o livre acesso da ajuda humanitária”. Conflito no Cáucaso: A desintegração da URSS abre um período de instabilidade política na região. numa reação a sua declaração de independência. Dimitri Medvedev anunciou que ele e o seu homólogo francês apoiam “um conjunto de princípios para terminar o conflito” e pedem aos dois lados que “assinem o acordo”. O cenário mundial estruturava-se em torno das grandes potencias. quando os presidentes Alija Izetbegovic (líder muçulmano da Bósnia). que consiste em seis pontos. Sendo assim. Dmitri Medvedev anunciaram um acordo para o fim das hostilidades. Já a Armênia (cristã) e o Azerbaidjão (muçulmano) disputam desde 1988 a posse de Nagorno-Karabakh. “Quarto principio: o regresso das forças militares georgianas para o local habitual de acantonamento. Porem. O ocidente organizava-se em torno da hegemonia dos Estados Unidos.

com.globo.hsw.blogspot.html .htm http://clesiomariano.html http://pessoas.com.MUL1352971-16107.br/historia-da-europa7.br/2008/11/problemas-atuais-na-europa..uol.blogspot.html http://g1.com.com/Sites/Especiais/Noticias/0.br/2010/03/europa-eta-ira-e-os-conflitosno.00.Referências Bibliográficas http://mundodapoliticaeeconomia.