Você está na página 1de 15
Gamification na estratégia digital: mais engajamento para sua marca www. talk2 .com.br
Gamification na estratégia digital: mais engajamento para sua marca www. talk2 .com.br

Gamification na

estratégia digital:

mais engajamento para sua marca

Gamification na estratégia digital: mais engajamento para sua marca www. talk2 .com.br

www.talk2.com.br

Introdução 3 Engajamento na estratégia digital 4 gamification em uma estratégia digital 6
Introdução 3 Engajamento na estratégia digital 4 gamification em uma estratégia digital 6
Introdução 3 Engajamento na estratégia digital 4 gamification em uma estratégia digital 6
Introdução 3 Engajamento na estratégia digital 4 gamification em uma estratégia digital 6

Introdução

3

Engajamento na estratégia digital

4

gamification

em uma estratégia digital

6

CONCLUSÃO

13

Introdução

Se você acompanha o Blog da Talk2, sabe que uma estratégia digital bem con- solidada pode ajudar a sua empresa a alavancar negócios, reforçar a marca

e alcançar um público novo. Você fez as ações necessárias, seguiu os nossos

cinco passos para criar estratégia digital e já efetua ações de monitoramento.

Você já chega até as pessoas – o próximo passo é engajá-las, fazê-las falar com

e sobre a sua marca. Chegamos ao estágio mais delicado e complexo para uma

estratégia digital. Para alcançá-lo, você pode investir em algumas inovações capazes de ajudá-lo nesta tarefa.

em algumas inovações capazes de ajudá-lo nesta tarefa. Que tal, por exemplo, investir em gamification ?

Que tal, por exemplo, investir em gamification?

Uma estratégia de social media gamificada pode engajar seu público com sua marca e melhorar o desempenho das suas ações digitais. Para implantá-la, é preciso conhecer a fundo seu funcionamento e ver como ela pode se encaixar na sua estratégia atual. Este é o principal objetivo deste eBook.

Aqui, nós apresentaremos alguns conceitos sobre engajamento na estratégia

digital e como gamification pode ajudá-lo a chegar a esse fim. Mostraremos

o que é gamification e o que as pessoas dizem que é, mas não é. No final das

contas, você verá que uma ação gamificada pode ajudar seu público a fazer o que você deseja nas mídias sociais.

Ao final deste material, apresentaremos algumas soluções para implementar práticas de gamification imediatas. Se você
Ao final deste material, apresentaremos algumas soluções para implementar
práticas de gamification imediatas. Se você tiver dúvidas ou quiser mais infor-
mações sobre o assunto, entre em contato – estamos aqui para ouvir e ajudar.
Boa leitura e divirta-se!
3
USO ESTRATÉGICO DO FACEBOOK
COMO SUA EMPRESA PODE EXPLORAR A REDE SOCIAL AO MÁXIMO
Boa leitura e divirta-se! 3 USO ESTRATÉGICO DO FACEBOOK COMO SUA EMPRESA PODE EXPLORAR A REDE
Boa leitura e divirta-se! 3 USO ESTRATÉGICO DO FACEBOOK COMO SUA EMPRESA PODE EXPLORAR A REDE

ENGAJAMENTO NA

ESTRATÉGIA DIGITAL

Uma relação sincera é uma via de mão dupla em que todos os envolvidos se beneficiam. Parece uma frase de livro de autoajuda, mas faz todo o sentido

em uma estratégia digital. Pense só: seu planejamento está bem estruturado, afinado e operante. Nesse momento, você já criou canais de comunicação com o consumidor e deve produzir conteúdos que chamem a atenção deste

potencial leitor. Mas

e a recíproca?

Ela ocorre? Seu público fala com a sua marca? Aliás, ele fala da sua marca?

É aí que entra a métrica de engajamento: quantos usuários falam sobre sua marca e interagem com ela? Esse indicador vai além do número de acessos e curtidas, pois mede o número de pessoas que, de alguma forma, importam-se com a sua empresa. Algumas mídias sociais, como o Facebook, possuem meios próprios para medir engajamento e quantificá-lo: número de interações e menções a uma fanpage, por exemplo.

Engajamento não se cria do dia para noite. É preciso entregar conteúdo de qualidade da forma adequada na plataforma ideal. Se você já faz isso e ainda quer melhorar o engajamento, existem algumas maneiras de estimular o público que já circula ao redor da sua marca (e até atrair novas pessoas para o seu universo). Trata-se de gamification.

que já circula ao redor da sua marca (e até atrair novas pessoas para o seu

GAMIFICATION EM UMA

ESTRATÉGIA DIGITAL

Antes de definir gamification, é importante mostrar o que não é gamificar. Isso é importante porque esbarramos com mui- tas definições erradas e simplistas no mercado. A mais comum delas é: crie um jogo, deixe um link para ele na sua fanpage e voilà – eis uma ação gamificada no Facebook. Isso não é gami- fication. Neste caso, temos um jogo que faz parte de uma es- tratégia digital – algo válido, mas que nem sempre resolve o problema do engajamento. Gamificar não é criar jogos. Muito pelo contrário.

Gamificar não é criar jogos. Muito pelo contrário. Por definição, gamification é o uso de elementos

Por definição, gamification é o uso de elementos de jogos fora do contexto de games. Uma estratégia gamificada usa as téc- nicas dos jogos, que os fazem atraentes e envolventes, para estimular diversos comportamentos, que não sejam jogar, no público-alvo. É mais do que criar um mini-game sobre um as- sunto factual ou sério (os serious games): é usar a lógica de um produto de diversão para gerar um resultado concreto.

lógica de um produto de diversão para gerar um resultado concreto. Diferença entre jogos, serious games
Diferença entre jogos, serious games e gamification
Diferença entre jogos, serious games e gamification
lógica de um produto de diversão para gerar um resultado concreto. Diferença entre jogos, serious games

Vamos usar um exemplo da casa para explicar o que é gamification. A Talk2 faz parte do DOT digital group, um grupo de empresas 100% digital. Aqui no DOT temos uma empresa que produz redes sociais corporativas – uma evolução da intranet. Em sua nova versão, o SocialBase implementou gamification para estabelecer uma pontuação entre os usuários e dar visibilidade a quem mais faz uso da rede. Quanto mais você usa, mais pontos ganha. A solução também dá medalhas para os usuários que executam ações específicas. Dessa forma, os usuários são recompensados quando fazem uma ação pré-definida pelo gestor da rede, por exemplo.

As medalhas usadas no SocialBase funcionam por causa de um dos principais pilares do gamification, o condicionamento operante. Retirado da psicologia comportamental, consiste em recompensar o usuário por uma conduta que o gestor considera adequada. No caso acima, “criar um grupo na rede social” é uma ação esperada – quem faz isso, ganha uma medalha e pontos extras.

acima, “criar um grupo na rede social” é uma ação esperada – quem faz isso, ganha

Outro elemento dos jogos que costuma ser usado em gamification são os objetivos que devem ser trabalhados em dois níveis: curto e longo prazo. O primeiro ajuda o consumidor a não se perder na amplitude de todas as ações possíveis naquela estratégia gamificada. Já o segundo ajuda a manter a relação entre o usuário e a sua marca por mais tempo, usando várias ações de curto prazo como apoio.

Para exemplificar, vamos usar um dos casos de gamification com maior sucesso: o Foursquare, a rede geo-social que permite registrar a passagem por determinados locais. Ao dar check-in em um restaurante específico, por exemplo, você ganha uma medalha – um objetivo de curto prazo. Com o check-in frequente naquele estabelecimento, você pode se tornar o prefeito daquele ponto – ou seja, ser a pessoa que deu check-in mais vezes por lá. Eis um objetivo de longo prazo.

que deu check-in mais vezes por lá. Eis um objetivo de longo prazo. Medalhas no aplicativo
que deu check-in mais vezes por lá. Eis um objetivo de longo prazo. Medalhas no aplicativo

Medalhas no aplicativo do Foursquare para Android

Um ponto interessante na “prefeitura” do Foursquare é que, fora do ambiente virtual, ela não faz muito sentido. Porém, dentro do aplicativo, os usuários levam a sério o título e disputam o cargo de prefeito. Isso se dá por causa de outro pilar do gamification: a ludicidade. Dentro daquele ambiente específico, as pessoas não se importam de fazer atos que jamais fariam fora dali. Ações rotineiras e chatas podem se tornar objetivos divertidos com a ajuda de gamification.

Outro pilar do gamification presente na prefeitura do Foursquare (e em vários outros casos) é a competição/cooperação. A relação com outras pessoas na mesma situação pode estimular o cumprimento de uma determinada tarefa. Um exemplo prático é o Nike+, plataforma da Nike que cria uma “pontuação” para cada usuário e incentiva a realização de “desafios específicos”.

Aplicativo Nike+ para Android: estímulo e competitividade

Com esses 5 pilares (condicionamento operante, objetivos de curto e longo prazo, ludicidade e
Com esses 5 pilares (condicionamento operante, objetivos de curto e longo prazo, ludicidade e
Com esses 5 pilares (condicionamento operante, objetivos de curto e longo prazo, ludicidade e

Com esses 5 pilares (condicionamento operante, objetivos de curto e longo prazo, ludicidade e cooperação/competição), é possível usar uma estratégia gamificada para que seu público-alvo faça o que você deseja. No caso de uma estratégia digital, essas mecânicas podem ajudar sua organização a gerar mais engajamento: o consumidor ganha pontos se compartilhar uma página específica, por exemplo.

Quem tem um bom exemplo de gamification na estratégia digital é a Samsung. Ela criou o Samsung Nation: espaço virtual para os fãs da marca que dá pontos e medalhas aos usuários que cumprem certos objetivos específicos, como “escrever review” e “compartilhar no Facebook”. Dessa forma, o engajamento aumenta e o consumidor se sente recompensado.

forma, o engajamento aumenta e o consumidor se sente recompensado. Pontuação do Samsung Nation por objetivo

Pontuação do Samsung Nation por objetivo cumprido

Veja que o exemplo da Samsung Nation serviu para aumentar o engajamento. O propósito principal era esse – logo, as micro-tarefas tinham relação com o objetivo final.

É possível usar estratégias digitais gamificadas para outras finalidades além do engajamento. Pode-se, inclusive, gerar mais conversão com essas ações. Se pararmos para analisar, os programas de recompensas baseados em pontos, por exemplo, seguem a lógica de games para que o consumidor acumule uma “moeda virtual” e troque por produtos específicos depois de um certo tempo.

CONCLUSÃO

Gamification é mais do que criar um game. É usar a lógica dos jogos para gerar objetivos concretos e estimular a participação do público em um projeto digital. Se você juntar um bom planejamento com práticas gamificadas, é possível obter bons resultados e gerar um ambiente mais lúdico para seus fãs- consumidores.

A implantação de um projeto desse porte depende de planejamento prévio e da definição de objetivos. Eles devem acompanhar, de certa forma, as metas da sua estratégia digital. Para ajudá-lo nessa tarefa, recomendamos a leitura do nosso e-book Estratégias Digitais, com detalhes e aspectos fundamentais para as marcas que pretendem consolidar uma presença relevante na web.

E se você busca uma estratégia digital gamificada mais elaborada, a bagagem da Talk2 em mídias sociais e a expertise da TechFront, uma empresa do DOT digital group - especialista em games e gamification, podem ajudá-lo a gerar uma experiência interessante para seus usuários. Entre em contato conosco e veja o que podemos fazer pela sua empresa.

Obrigado pela leitura e até a próxima!

usuários. Entre em contato conosco e veja o que podemos fazer pela sua empresa. Obrigado pela
Siga a Talk2 nas redes sociais! www.talk2.com.br Florianópolis | São Paulo | Brasília | Belo
Siga a Talk2 nas redes sociais! www.talk2.com.br Florianópolis | São Paulo | Brasília | Belo

Siga a Talk2 nas redes sociais!

Siga a Talk2 nas redes sociais! www.talk2.com.br Florianópolis | São Paulo | Brasília | Belo Horizonte

Florianópolis | São Paulo | Brasília | Belo Horizonte | Rio de Janeiro