Você está na página 1de 8

REVELAÇÃO MESSIÂNICA NO ANTIGO TESTAMENTO

Definição de Messias- O termo hebraico usado para a palavra messias é mashiah, que significa “ungido”, e vem de uma raiz hebraica que significa “untar”. Apesar de que somente por duas vezes essa palavra é usada como título oficial no A.T( ver Dn9:25,26), há muitas passagens do Antigo Testamento que refletem o conceito messiânico.

Designações messiânicas: Descendente de Abraão; Filho de Davi; Filho do Homem; Meu Servo; Meu Eleito; O Renovo, Príncipe da Paz; Maravilhoso; Conselheiro, Deus Forte; Pai da Eternidade, etc.

ALGUNS TIPOS DE CRISTO NO ANTIGO TESTAMENTO

Cristo tornou-se o Segundo (ou último) Adão (Rm 5:14-18). “Adão o qual é a figura daquele que havia de vir”;

A primeira páscoa ilustrava Cristo como nossa Páscoa e a eucaristia (1 Co5:6-8) “ Cristo nossa páscoa foi sacrificado por nós e a libertação da escravidão do Egito;

O cordeiro pascal antecipava o Cordeiro de Deus (Jo1:29)” Eis o cordeiro de Deus que tira o pecado do mundo.

O sacerdócio segundo a ordem de Melquisedeque (Hb7) “Porque dele assim se testifica: Tu és sacerdote eternamente, segundo a ordem de

Melquisedeque”(v.17)

Moisés tipificou o Messias ( Dt 18:15; Lv23:29, At 3:22) dos seguintes modos:1.Uma grandeza óbvia em relação aos demais profetas.2.Como instigador de uma nova ordem de coisas e doador de uma nova lei.3.Como alguém que tinha contato especial com Deus.4.Como alguém que tinha os ofícios de legislador e profeta. 5. Como alguém que trouxera redenção ao seu povo.

O Filho do Homem

O texto de Dn 7: 13,14 é outra representação da esperança messiânica. O reino de Deus na terra vencerá o poder dos inimigos e será estabelecido pelo Filho do Homem, que terá o domínio eterno sobre todos os povos, nações e línguas.

Salmos do Servo do Senhor

São reconhecidos como salmos messiânicos os Salmos 18, 22,88,116 e outros. Geralmente descreve os sofrimentos e injustiças do Servo do Senhor, e o livramento que Deus lhe outorga. O salmo 22 mostra o sofrimento do Messias, os salmos 2, 45, 72 e 110 falam de sua glória; o Salmo 132:11 relaciona Jesus com Davi; o salmo 118:22 prediz que ele seria rejeitado pelos judeus; o salmo 68:18 anuncia sua ascensão e o dom do Espírito e o salmo 117 a chamada dos gentios.

O Servo Sofredor

A figura do Servo Sofredor é a mais importante da esperança profética. Entre os judeus, a esperança messiânica se centralizava no Filho de Davi, como o soberano de um reino fundamentalmente político, mas divinamente justo eterno e universal. Não há certeza de que eles jamais ligassem o conceito de Servo Sofredor com o do Rei Messiânico, mas não pode haver dúvida de que os textos de Is 42,49, 50 e 53, sobre o Servo do Senhor, apresenta-o como o agente de Deus para a salvação do mundo, a redenção será efetuada, não pela missão do Rei político, mas pelo sofrimento vicário do Servo do Senhor.

Profecias Messiânicas no Antigo Testamento.

A profecia messiânica abrange as passagens bíblicas que falam da Pessoa e da obra do Messias de Israel.

A primeira profecia messiânica se encontra em Gn 3:15, onde a “semente da mulher” esmagaria a cabeça da serpente, isto é , Cristo derrotaria Satanás,e este feriria seu calcanhar, na ocasião de seu sofrimento e morte. Contudo Cristo venceu a morte, ressuscitando dentre os mortos.

Pode-se ver a redenção prefigurada no ato de Deus cobrir ou vestir a nudez do homem (Gn3:20-21). A palavra hebraica usada para “cobrir’, é a mesma palavra hebraica usada para redenção.

O Messias estaria relacionado com os descendentes de Sem (G n 9:26-27)- Deus é mencionado como o Senhor Deus de Sem. Sem deve ser preservador do nome de Deus, o preservador de Sua revelação,que apontava para Cristo.

O Messias seria da semente de Abraão (Gn 12:1-3,22:18)- Deus promete a Abraão “ Em ti serão benditas todas as famílias da terra” e “ E em tua semente serão benditas todas as famílias da terra”, anunciando que Alguém iria ser fonte de bênçãos para todo o mundo, Cristo seria o Redentor da humanidade.(Gl 3 :8,16)

O Messias seria da tribo de Judá (Gn 49:10)- “ até que venha Siló”, ou

o dono do cetro. “À ele obedecerão os povos”. O seu reino não terá fim.

O Messias seria o profeta semelhante à Moisés (Dt 18: 15-19)- Moisés

profetiza a vinda de um profeta especial, semelhante a ele mesmo. O julgamento viria a todo indivíduo que não desse ouvido ao Profeta. Cristo seria o medidor de uma nova aliança, como Moisés fora na da lei.

O Messias possuirá o trono e o reino eternos (2Sm7:13,16)- O Senhor

revelou a Davi que seu descendente iria edificar uma casa para Deus e que Deus iria estabelecer um trono e reino eterno. Essa profecia foi cumprida parcialmente em Salomão, que construiu o templo, mas tem o seu cumprimento total no Messias.

O Messias seria crucificado (Sl22:1, 16-18)- Esta passagem descreve

os sentimentos e circunstâncias do rei Davi, encontramos paralelos surpreendentes que se ajustam à futura experiência de Jesus, na cruz.

O Messias nasceria da virgem (Is 7:14)- Um nascimento miraculoso.

Emanuel significa Deus conosco.

O Messias seria o Filho de Deus, o rei divino. ( Is9:6-7)Seu nome é

Maravilhoso, Conselheiro, Deus Forte, pai da Eternidade, Príncipe da Paz.Seu reinado será eterno.

O Messias que seria traspassado e moído pelas nossas transgressões

para que fossemos curados pelas suas pisaduras. (Is53)

O Messias que seria o Renovo Justo, o Rei sábio, que seria chamado

“Senhor justiça nossa”- (Jr23:5-6)-

O Messias que seria como “a pedra cortada sem o auxílio de mãos

humanas” (Dn2:34-35)Todos os reinos que dependem apenas do seu próprio poder serão destruídos, mas o reino do Messias, estabelecido pelo Deus dos céus se tornará soberano, indestrutível, universal e terno.

O Messias que seria o divino governador e nasceria em Belém Efrata

(Mq5:2) “de ti me sairá o que governará em Israel e cujas são desde os dias da eternidade”

Ofícios do Messias

O Messias é visto como profeta (Dt18:15), como sacerdote (Lv16:32)

e como rei (Nm24:17).

1- Cristo

é

o

Zc6:12,13)

rei-sacerdote,

tal

como

Melquisedeque(Gn

14:18,

2- Cristo é o Rei justo de Salém( Is 11:5, 6:9)

3- Ele é eterno, não tendo sido nomeado por nenhum homem (Sl

110:4)

4-

Ele é melhor que os sacerdotes arônicos (Hb8:2-5)

5-

Ele é mediador de um novo pacto (Hb 8:6)

JAIRO AJALA MIELNIK – SEMINÁRIO VALE DA BENÇÃO 2008.

BIBLIOGRAFIA

CRABTREE, Asa. R. Teologia do Velho Testamento. JUERP, Rio de Janeiro,

1977.

CHAMPLIN, Russel N. Enciclopédia de Bíblia, Teologia e Filosofia. Editora Hagnos, São Paulo, 2002.

ANKERBEG,John e WELDON John. Os Fatos Sobre Jesus, o Messias- Profecias Incríveis que provam que Jesus é o Messias. Chamada da Meia-Noite, Porto Alegre, 1993.

SEMINÁRIO VALE DA BENÇÃO

PROGRAMA DE BACHARELANDO EM TEOLOGIA

Revelação Messiânica no Antigo Testamento

JAIRO AJALA MIELNIK

ARAÇARIGUAMA

2008

JAIRO AJALA MIELNIK

Revelação Messiânica no Antigo Testamento

Revelação Messiânica no Antigo Testamento

apresentada como trabalho para aprovação parcial

da disciplina de Teologia do Antigo Testamento.

Orientador do Trabalho: Hamilton Pernink Vieira

ARAÇARIGUAMA

2008