Você está na página 1de 3

F E R N A N D O A D O U R

Produtor artístico, arranjador vocal, vocalista, compositor e versionista

Fernando Eduardo Adour dos Santos, pernambucano de nascimento,


carioca de coração foi para o Rio de Janeiro com cinco anos de idade.Seu pai,
militar, servia na Base Naval do Recife.
Desde pequeno já tinha tendência para a música (seu pai nas horas vagas
era cantor de ópera – tenor – sua grande paixão).
Com sete, oito anos, cantava nas festas do colégio e aniversário dos
colegas de escola.
Adolescente, estudava para o vestibular de arquitetura quando a música “I
wanna hold your hand” dos Beatles mudou sua vida, assim como a de muitos
jovens pelo mundo afora.
Formou um trio vocal com seus primos e começou a se apresentar para um
público mais adulto cantando basicamente músicas de Peter, Paul and Mary.
Quis o destino que um de seus colegas de classe (científico ou 8ª série hoje
em dia) fosse o guitarrista dos Brazilian Beatles (talvez a 1ª banda cover do Brasil)
que um dia o convidou a assistir a um ensaio do grupo. Nesse dia o vocalista não
pôde ir, o que proporcionou a oportunidade de cantar em seu lugar.
O empresário da banda o convidou a participar então de um outro grupo
cover (Mamães e Papais – Mamas and Papas) no qual permaneceu por dois anos,
quando gravou um compacto simples que não obteve êxito em vendas, mas abriu
as portas da TV.
Apresentou-se inúmeras vezes nos programas musicais da TV Tupi, TV Rio,
TV Continental e TV Excelsior.
Saindo do grupo, formou outro com três amigos, estava fundado o
Papaguzzi, nome bizarro na época. Fizeram teste na gravadora CBS e foram
contratados na hora. Gravaram dois compactos simples que fizeram relativo
sucesso na época, apresentando-se com freqüência nos programas de rádio e TV,
seus carros-chefes foram Hey Jude e Ob-la-di-ob-la-da dos Beatles, claro.
Findo o grupo, começou verdadeiramente sua carreira musical quando
passou a gravar backing vocals para praticamente todos os artistas nacionais.
Final dos anos 60, início dos 70, nessa época ganhou total apoio da família
Correa, ou seja “Golden Boys” e “Trio Esperança”, com quem ganhou experiência
em trabalhos de estúdio.
Em 1972 foi chamado para fazer seu primeiro arranjo vocal no LP de
Erasmo Carlos “Sonhos e Memórias” para a canção “Meu Mar”, daí nasceu a
amizade com o Tremendão que dura até hoje. Fez os demais arranjos vocais e
começou a cantar em dueto com ele.
Por causa desse disco, foi convidado por Jairo Pires (diretor artístico da
Polydor, selo da Phonogram, hoje Universal) para efetivamente ser produtor
executivo, tornando-se então “rato de estúdio”.
Sua primeira direção musical foi com a música “Pare de tomar a pílula” de
Odair José, o artista mais forte de selo na época, um sucesso impressionante no
ano de 1973.
Não parou mais.
Em princípio de 78, já na CBS (Sony Music) foi convidado a fazer 18
versões para Julio Iglesias, artista desconhecido no Brasil. Viajou a Caracas para
apresentar as letras a Julio, que gostou tanto que o nomeou seu letrista oficial no
Brasil. Até hoje foram mais de 70 letras gravadas, gravou com ele em Paris,
Roma, Madrid, Republica Dominicana, Bahamas, San Juan de Puerto Rico, Los
Angeles, Miami (inúmeras vezes) e recentemente em Marbella (Espanha).
Responsável também pelas produções de cantores internacionais como
Gloria Estefan, Jose Luiz Rodriguez (El Puma), Donato y Stéfano, Shakira, Ricky
Martin e vários outros.
No Brasil colaborou decisivamente com o sucesso de inúmeros artistas com
os quais sempre manteve um estreito laço de respeito, carinho e amizade.
É cristão, amante da natureza e da boa mesa, casado, pai de seis filhos.

Artistas nacionais com trabalhos produzidos por Fernando Adour:

Erasmo Carlos Cláudia Telles


Guilherme Arantes Diana
Banda Eva Roupa Nova (FAMKS)
Paulo Ricardo e RPM Tavito
Banda Cheiro de Amor Eduardo Araújo
Roberta Miranda Almir Bezerra (Fevers)
Elba Ramalho José Augusto
Sidney Magal Caio e Carlos (Essa Gente Inocente)
Frenéticas Maurício Reis
Jerry Adriani Gilliard
Odair José Adriana
Wanderléa Golden Boys
Elza Soares Renato e seus Blue Caps
Trio Esperança Banda do Canecão
Ginga Pura Banda Som Bateau
César Camargo Mariano Billy Blanco Jr
Léo Gandelman Família Blanco
Selma Reis
Miss Lene
Be Happy
Axé Blond
Banda Pimenta N’Ativa
Banda Jahde
Trio Ternura
Marcelo (Abre Coração)
Marciano
Ednardo
Márcio Greyck
Grupo Polegar
Sula Miranda
Rita de Cássia
Os Meninos de Deus
Artistas estrangeiros produzidos por Fernando Adour:

Julio Iglesias (espanhol)


Gloria Stefan (cubana)
Jose Luiz Rodríguez (venezuelano)
Donato y Stéfano (cubano e colombiano)
Shakira (colombiana)
Ricky Martín (porto-riquenho)
Emmanuel (colombiano)
Marcos Llunas (mexicano)
Ricardo Arjona (mexicano)
Francisco Céspedes (cubano)
Duo Pimpinela (argentino)
Miguel Bosé (ítalo-espanhol)
Luz (espanhola)
Claudinho e Buchecha (em espanhol)
Os Raimundos (em espanhol)
Paulo Ricardo e RPM (em espanhol)
Franco de Vita (venezuelano)
Daniel Magal (argentino)
Bispo Marcelo Crivela (em espanhol)
Verônica Castro (mexicana)
Daniela Lojan (mexicana)
Ricardo Montaner (venezuelano)