Você está na página 1de 2

Nove Marcas de uma Igreja Saudável

A Missão das 9Marcas

Nós acreditamos que a igreja local é o ponto focal do plano de Deus para mostrar sua glória às
nações. A nossa visão é simples: Igrejas que refletem o caráter de Deus. Nossa missão é cultivar e
incentivar as igrejas a caracterizar-se por estas nove marcas:

1. Pregação expositiva
Esta é a pregação que expõe o que a Bíblia diz em uma passagem em particular, explicando
cuidadosamente seu significado e aplicá-lo à congregação. É um compromisso de ouvir a Palavra de
Deus e à recuperação da centralidade da mesma em nossa adoração.

2. Teologia Bíblica
Paulo encargou Tito para "ensinar o que está de acordo com a sã doutrina" (Tito 2:1). Nossa
preocupação deve ser não só com o modo como somos ensinados, mas com aquilo que são
ensinados. Teologia bíblica é um compromisso de conhecer o Deus da Bíblia como Ele se revelou
na Escritura.

3. Entendimento Bíblico da Boa Nova


O Evangelho é o coração do Cristianismo. Mas a Boa Notícia não é que Deus quer que as pessoas
se sintam atendidas em suas necessidades ou ajudá-las a desenvolver uma saudável auto-imagem.
Temos sinficientemente se rebelado contra o Criador e Juiz. Mas Ele graciosamente enviou Seu
Filho para morrer a morte que merecíamos por nossos pecados, e Ele tem creditado a absolvição de
Cristo àqueles que se arrependem de seus pecados e crêem na morte e ressurreição de Jesus. Essa é
a boa notícia.

4. Compreensão Bíblica da Conversão


A mudança espiritual que cada pessoa precisa é tão radical, tão profunda, que só Deus pode fazê-lo.
Precisamos de Deus para nos converter. Conversão não precisa ser uma experiência
emocionalmente acalorada, mas uma prova manifestada através de frutos piedosos, é o que a Bíblia
considera como uma verdadeira conversão.

5. Compreensão do Evangelismo Bíblico


Compartilhar o Evangelho está intimamente relacionado à forma como alguém entende o
Evangelho. Apresentar o Evangelho como um aditivo que, naturalmente, dá ao não-cristãos algo
que eles querem (ou seja, a alegria ou a paz) é apresentar uma meia-verdade, o que provoca falsas
conversões. Toda a verdade é que a nossa necessidade mais profunda é a vida espiritual, e essa vida
nova só vem pelo arrependimento dos nossos pecados e crer em Jesus. Nós apresentamos o
Evangelho abertamente, e deixamos a conversão com Deus.

6. Compreensão da Membresia Bíblica


Um membro deve refletir um compromisso de vida na assistência à uma igreja local, entregando-se,
em oração e serviço, caso contrário não tem sentido, é inútil, e até mesmo perigoso. Não devemos
permitir que as pessoas mantenham sua participação em nossas igrejas por razões sentimentais ou
falta de atenção. Para ser um membro é deliberadamente viajar juntos, como estrangeiros e
peregrinos neste mundo, dirigindo-nos ao nosso lar celestial.

7. Disciplina Bíblica na Igreja


Disciplina da Igreja dá parâmetros para os membros da igreja. A ideia parece ser negativa para as
pessoas de hoje - " nosso Senhor não proibiu o julgamento ?" Mas se nós não podemos dizer como
um cristão não deve viver, como é que podemos dizer como ele ou ela deve viver? Cada igreja local
realmente tem uma responsabilidade bíblica para julgar a vida e os ensinamentos de seus líderes, e
até mesmo dos seus membros, sobretudo na medida em que qualquer um poderia comprometer o
testemunho da Igreja e do evangelho.

8. Promoção do Discipulado e Crescimento Cristão


Hoje existe uma preocupação generalizada com o crescimento da igreja - e não apenas com o
crescimento numérico, mas com o crescimento dos membros. Embora muitos cristãos meçam por
outras coisas, o único sinal observável correto do crescimento é uma vida de santidade crescente,
enraizada na auto-negação cristã. Esses conceitos estão quase extintos na igreja moderna. Recuperar
o verdadeiro discipulado para hoje iria construir a igreja e promover um claro testemunho ao
mundo.

9. Compreensão da Liderança Biblica


O século XVIII batistas e presbiterianos frequentemente acordado foi que deve haver uma
pluralidade de anciãos em cada igreja local. Essa pluralidade de anciãos não é apenas bíblico, mas
prática - que tem a vantagem imensa de arredondamento para fora presentes o pastor para assegurar
a adequada dos pastores da igreja de Deus.

Ao identificar e promover esses nove pontos, não temos a intenção de estabelecer uma lista
exaustiva ou de autoridade. Há outros sinais significativos de igrejas saudáveis, como a oração e
comunhão. Queremos prosseguir esses mesmos também, e queremos que a persegui-los conosco.
Mas essas nove são as que consideramos mais negligenciado na maioria das igrejas locais, hoje,
com as ramificações mais prejudiciais. Junte-nos em cultivar as igrejas que refletem o caráter de
Deus.

Tradução: Francisco Moura da Silva