Você está na página 1de 3

TRABALHO DE ED.

FÍSICA

ASSUNTO: ESTÉTICA – MUDANÇAS NO CORPO

FONTE: LIVRO DO POSITIVO 2º BIMESTRE – CIÊNCIAS - (8º ANO – 7º SÉRIE)

PROFESSOR: WELMINTON

ALUNAS: CLARISSA PEREIRA MATIAS DA COSTA


GABRYELLA COSTA LOPES DA SILVA
GEORGINA ANDREZZA CAMPOS CONFESSOR

ANO: 8º TURMA: “A” TURNO: MATUTINO

MACAÍBA/RN
25/09/2009
“A ciência está buscando cada vez mais retardar a velhice e resolver muitos dos
problemas que acompanham essa fase. O tempo de vida de um ser humano está
relacionado com a sua qualidade de vida. Quando as pessoas têm boas condições de
alimentação, higiene, saneamento básico, acesso aos cuidados médicos e atividades
físicas, elas vivem mais. ”

Desde o nascimento até a morte, o corpo humano passa por diferentes fases, que
têm características próprias, sejam elas físicas, psicológicas ou comportamentais.
A seguir algumas características que definem cada uma das fases da vida do ser
humano:

INFÂNCIA
A infância vai do nascimento até o início da puberdade. Ela pode ser diferenciada
em três classes: a primeira infância, que compreende os dois primeiros anos de vida; a
segunda infância, do terceiro ao sexto ano; e a terceira infância, do sétimo ao início da
puberdade.
Quando é recém-nascida, a criança não é capaz de viver sozinha, pois depende
quase totalmente de outras pessoas para alimentá-la e protegê-la. No entanto, ela tem
alguns instintos naturais, como chorar, quando está com fome, tem alguma dor ou se
sente sozinha, e sugar o leite do seio materno quando este é colocado em sua boca. Nas
primeiras semanas de vida, a criança pode apresentar uma espécie de sorriso que, na
verdade, é apenas um reflexo do que ela pode demonstrar em resposta a um som, a uma
voz, ou simplesmente para demonstrar satisfação ao fim da mamada. Até os dois anos
de idade, a criança cresce rapidamente e aprende a andar, falar, manipular objetos e
realizar muitas atividades. Por volta dos sete anos, inicia-se a troca dos dentes de leite,
que são substituídos pelos dentes permanentes. Durante essa fase, o aspecto geral do
corpo não diferencia muito os meninos das meninas.

PUBERDADE
Essa fase é caracterizada por um conjunto de transformações fisiológicas e
emocionais que anuncia o amadurecimento sexual e o início da adolescência. A
puberdade se inicia por volta dos 11 ou 12 anos nas meninas e dos 13 ou 14 anos nos
meninos. È nessa época que os órgãos sexuais começam a amadurecer e iniciam a
produção dos gametas ou células reprodutoras. Além disso, começam a aprender as
características sexuais secundárias que colaboram para diferenciar os sexos masculino e
feminino. Todas essas mudanças são coordenadas pelos hormônios sexuais, produzidos
nos testículos e ovários.

IDADE ADULTA
Esta fase é caracterizada pelo final da adolescência. É uma época marcada por
muitas experiências ligadas ao trabalho, quando a maioria das pessoas assume seu
próprio sustento e o da família.

VELHICE
Quando as pessoas chegam a esta fase, muitas mudanças vão ocorrendo em seu
corpo. O organismo vai perdendo o seu vigor; a pele vai ficando enrugada e perdendo a
elasticidade; os cabelos vão ficando esbranquiçados, enquanto os músculos, os ossos e
as articulações vão diminuindo seu rendimento. A ciência está buscando cada vez mais
retardar a velhice e resolver muitos dos problemas que acompanham essa fase. O tempo
de vida de um ser humano está relacionado com a sua qualidade de vida. Quando as
pessoas têm boas condições de alimentação, higiene, saneamento básico, acesso aos
cuidados médicos e atividades físicas, elas vivem mais. No Brasil, a expectativa de vida
é de 64,3 anos para os homens e de 72,3 anos para as mulheres, segundo dados do
Ministério da Saúde, de 1999.

POR QUE ACONTECEM ESSAS MUDANÇAS? QUAL A IMPORTÂNCIA


DELAS PARA A NOSSA VIDA?
As mudanças pelas quais o corpo de meninos e meninas passa são determinadas
por substâncias denominadas hormônios, produzidos por glândulas e lançados no
sangue para então agirem em diferentes órgãos do corpo. Na cabeça, logo abaixo do
cérebro, existe uma glândula chamada hipófise. Numa certa época da vida, essa
glândula começa a produzir o FSH (hormônio folículo-estimulante) e o LH (hormônio
luteinizante), que vão atuar nos testículos e ovários fazendo com que esses órgãos
produzam os hormônios sexuais. Além disso, a hipófise estimula o aumento do SH
(hormônio do crescimento).